Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adriane Figueirola Buarque de Holanda

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • impacto da inteligência artificial no desenvolvimento de campanhas políticas: análise das campanhas para as prefeituras do rio de janeiro e de são paulo em 2020.
  • A pesquisa se propõe a estudar a inteligência artificial como método para o desenvolvimento de campanhas eleitorais personalizadas com base no big data e no deep learning. O tema Internet e Politica tem sido objeto de um conjunto significativo de trabalhos, que consideram principalmente o uso dos websites e redes sociais como parte da estratégia eleitoral dos partidos políticos e, principalmente, avaliam o seu potencial democratizante no que concerne às disputas entre diferentes partidos políticos ou à competição inter-partidária, com base nas hipóteses da equalização e da normalização. Com base nas contribuições de Marta Gabriel (2018) e Martínez-López; Casilllas (2013), o estudo se propõe a investigar uma alternativa analítica, que considera a inteligência artificial uma ferramenta importante para o marketing político e eleitoral.
  • Escola Superior de Propaganda e Marketing - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriane Marinho de Assis

Ciências Agrárias

Agronomia
  • propagação e cultivo sem solo de frutíferas com potencial ornamental como nova alternativa de renda
  • A utilização de espécies frutíferas como planta ornamental surge como uma alternativa promissora e inovadora para a diversificação nas áreas de fruticultura e floricultura, possibilitando aos produtores uma nova opção de renda, tendo em vista a crescente demanda por novos produtos no mercado consumidor. Dentre as frutíferas com potencial ornamental, pode ser citada a oliveira (Olea europaea); o pêssego (Prunus persica); o mirtilo (Vaccinium sp.); a amora-preta e a framboesa (Rubus sp.). Em função das características atrativas e da diversidade de formas e coloração de suas folhas, flores e frutos, tais frutíferas podem ser usadas no paisagismo, no mercado de plantas de vaso e de corte, bem como na confecção de bonsai e na ornamentação com minifrutos. Contudo, para o sucesso no cultivo dessas plantas é primordial a adoção de técnicas que possibilitem a obtenção de mudas de qualidade e o desenvolvimento das mesmas em recipientes, levando-se em consideração os custos de produção. Dessa forma, a partir da propagação vegetativa por micropropagação e miniestaquia é possível produzir mudas idênticas à planta matriz, com qualidade fitossanitária, além da uniformidade das mudas, da redução da área necessária para a formação do minijardim clonal, da redução dos custos com transporte e coleta das brotações e eficiência no manejo no minijardim clonal, dentre outras. Por outro lado, os sistemas de cultivo sem solo (semi-hidroponia e cultivo em substrato) podem suprir as dificuldades pelo uso indevido de pequenas áreas, os quais ocasionam problemas de contaminação do solo e otimizam o aproveitamento de água e nutrientes, cujo fornecimento pode ser mais bem ajustado às necessidades da planta, reduzindo as perdas por excesso. Considerando que vários fatores podem interferir na eficácia da propagação, é necessário ampliar as informações disponíveis, de acordo com a espécie e/ou cultivar utilizada; por outro lado, são escassas as informações sobre a adaptação, a fenologia, o crescimento e o desenvolvimento dessas frutíferas em recipientes, visando o uso ornamental. Dessa forma, o objetivo deste projeto será estudar a propagação e a viabilidade de produção de tais frutíferas com potencial ornamental em sistemas de cultivo sem solo (semi-hidroponia e substrato), como alternativa de renda para os agricultores. O projeto será realizado em parceria com a Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina-PR. Os experimentos serão realizados no Campo Experimental e Didático do Departamento de Fitotecnia/ Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, da Universidade Federal de Pelotas, em Pelotas-RS, sendo o material propagativo proveniente de ambas as instituições. O projeto será dividido em cinco planos de ação. No Plano de ação 1, será avaliado o estabelecimento de um protocolo para a multiplicação e o enraizamento in vitro de oliveira (Olea europaea); pêssego (Prunus persica); mirtilo (Vaccinium sp.); amora-preta (Rubus sp.) e framboesa (Rubus sp.). O Plano de ação 2 avaliará o uso de resíduos agrícolas na aclimatização e no crescimento de mudas das mesmas frutíferas; enquanto no Plano de ação 3 será averiguada a adaptação e o desempenho dessas mudas em sistemas de cultivo sem solo (semi-hidroponia e cultivo em recipientes com substratos). A partir dos resultados do Plano de ação 3, será formado o minijardim clonal. Posteriormente, no Plano de ação 4, miniestacas serão coletadas desse minijardim clonal para a avaliação de concentrações e formas de aplicação de AIB no enraizamento das mesmas. Após o enraizamento, as miniestacas serão transferidas para recipientes (vasos) contendo diferentes tipos e volumes de substratos, no intuito de verificar a fenologia, o crescimento e o desenvolvimento das plantas nos recipientes. Assim, a partir desses estudos espera-se disponibilizar informações que possibilitem a produção de mudas e o cultivo de frutíferas com potencial ornamental em vaso, como nova alternativa de renda para os agricultores.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriane Pinto Wasko

Ciências Biológicas

Genética
  • caracterização da região mhm em aves: identificação de padrões de metilação em machos e fêmeas e implementação de novos testes de sexagem molecular
  • Em contraste ao padrão de cromossomos sexuais de mamíferos (XX/XY), as aves apresentam um sistema de determinação sexual em que os machos representam o sexo homogamético (ZZ) e as fêmeas constituem o sexo heterogamético (ZW). Adicionalmente, embora mamíferos apresentem um mecanismo de compensação de dose, a inativação completa de um dos cromossomos Z não é observada em machos de aves e, portanto, estes possuem um maior nível de expressão de vários genes presentes nesse cromossomo. A despeito disso, um mecanismo ainda não completamente esclarecido de compensação de dose parcial em aves resulta em expressão equivalente entre os sexos para alguns genes presentes no cromossomo Z. A região MHM (Male Hypermethylated), até o momento identificada no cromossomo Z de Galliformes, está associada a um padrão de hipermetilação em machos e hipometilação em fêmeas, levando à síntese de um RNA não-codificante (ncRNA) somente em fêmeas. A presença deste ncRNA é associada ao aumento da expressão de genes próximos à região MHM em fêmeas, o que parece resultar em uma compensação de dose local entre os sexos. O presente projeto tem como objetivo isolar e caracterizar esta região de espécies da ordem Galliformes (Gallus gallus domesticus, Coturnix japonica e Meleagris gallopavo). Adicionalmente, análises genéticas também serão realizadas em outros grupos de aves, como Struthioniformes, Strigiformes, Piciformes, Psittaciformes e Apodiformes (Struthio camelus, Rhinoptynx clamator, Tyto furcata, Megascops choliba, Asio flammeus, Asio stygius, Athene cunicularia, Ramphastos toco, Anodorhynchus hyacinthinus e Amazilia versicolor) com o intuito de verificar a presença/ausência da região MHM em espécies não Galliformes. Os animais em estudo terão seu sexo identificado por meio de caracteres morfológicos e por meio de sexagem molecular baseada na caracterização dos genes CHD-Z e CHD-W (cromo-helicase-DNA-ligante). O gene MHM de diferentes espécies de aves será primeiramente caracterizado por meio de sequenciamento nucleotídico. Posteriormente, padrões de metilação da região MHM serão identificados por MSRE-PCR (Methylation Sensitive Restriction Enzyme-Polymerase Chain Reaction) através de ensaios com enzimas de restrição que exibem diferentes sensibilidades a modificações de metilação no DNA seguidos de PCR multiplex para amplificação de distintas regiões associadas ou não a ilhas CpG. Os resultados obtidos possibilitarão uma melhor compreensão da distribuição da região MHM em diferentes grupos de aves e dos padrões diferenciais de metilação em machos e fêmeas e poderão subsidiar futuros estudos evolutivos e de funcionamento gênico, como também servirão de base à aplicação de novas formas de sexagem molecular em aves.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriane Regina Todeschini

Ciências Biológicas

Biofísica
  • biossíntese de hexosaminas como alvo para a terapia do câncer
  • Diabetes e câncer representam duas doenças complexas e fatais, sendo o câncer a segunda principal causa de mortes globais, enquanto o diabetes ocupa a sétima posição. Há evidências que mostram um aumento substancial da incidência de câncer em pacientes diabéticos, ou seja, 8 a 18% dos pacientes com câncer foram diagnosticados com diabetes. Com o crescimento da associação entre diabetes e câncer, estudos multicêntricos são altamente relevantes no contexto clínico e podem ajudar a combater seus efeitos nocivos. Embora os efeitos mediados pela insulina tenham recebido atenção significativa recentemente, o impacto da hiperglicemia em processos chave de células tumorais foi negligenciado. Nessa direção, o impacto da hiperglicemia sobre a via biossintética da hexosamina (BH), surge como um importante mecanismo na progressão tumoral. A BH pode estar alterando a biologia das células tumorais e acelerando o processo de malignidade através da glicosilação aberrante, apontando a BH como potencial alvo de intervenção terapêutica. Assim, a enzima limitante da BH, a glutamina: frutose-6-fosfato-amidotransferase (GFAT), oferece um amplo espectro de utilidade terapêutica. Nesta proposta, trabalhamos com a hipótese de que a via das hexosaminas atua como sensora de alterações metabólicas induzidas pelo diabetes e participa na sua moduação, alterando a glicosilação celular, contribuindo para a plasticidade das células tumorais. Para confirmar a nossa hipótese propomos realizar um estudo estrutural e funcional da GFAT, 1 e 2. Propomos estudar se a modulação da GFAT afeta o fenótipo e o glicofenótipo celular durante a progressão tumoral. A mudança na expressão GFAT será verificada em amostras humanas de pacientes com câncer de cólon. Avaliaremos a modulação da via das hexosaminas pela inibição da GFAT e as consequências dessa inibição para a composição glicídica global e progressão tumoral. Este estudo deve se traduzir em soluções únicas de cuidados de saúde para países como Brasil, cada vez mais atormentado com o envelhecimento da população e aumento da prevalência de ambas doenças. Acreditamos que estes estudos ajudarão a nossa compreensão de como a glicosilação induzida pela hiperglicemia contribui para a tumorigênese e estabelecerá base para o tratamento farmacológico do câncer e da diabetes.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriane Vieira

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • identidade, formação profissional e relações de trabalho: a saúde dos médicos em análise
  • O ingresso crescente de mulheres no mercado de trabalho, inclusive em profissões que eram redutos masculinos como a medicina, vem provocando profundas mudanças na sua dinâmica, afetando principalmente as relações de poder entre gêneros, a distribuição de papéis, a ocupação de cargos estratégicos e a distribuição de renda. Nenhum outra profissão da saúde se iguala no grau de autonomia ou autoregulação de seus profissionais, podendo-se afirmar que os médicos se constituem em uma pequena mas estratégica parcela do setor de serviços, na qual se concentra a criatividade humana sob a forma de expertise especializada. Não obstante, apesar do reconhecimento e status social da profissão, identifica-se na literatura a presença de elementos que podem comprometer não só a aprendizagem, mas também a qualidade das relações socioprofissionais entre os próprios médicos, como também entre eles e demais profissionais de saúde. O ingresso nos cursos de graduação e pós-graduação exige grande capacidade de adaptação em função da intensa carga horária de estudo e ambiente exigente e competitivo, no qual estão presentes fatores estressantes. Nesse contexto, os sintomas mais frequentemente encontrados são: raiva, hostilidade, ansiedade, depressão, ideação suicida, falta de libido e distanciamento emocional dos parceiros, amigos e familiares. Nossa suposição de pesquisa é de que além das repercussões adversas sobre a saúde do próprio profissional será possível identificar consequências negativas para com a própria profissão, como maior cinismo e agressividade, decepção e desejo de abandonar a carreira, além da reprodução de práticas de violência psicológica e física tal como assédio moral. Sendo assim, o objetivo geral da pesquisa se constitui em analisar o processo de construção das identidades dos profissionais médicos, levando em consideração os elementos do contexto de educacional e das práticas cotidianas, e seus efeitos sobre a saúde física e emocional. Os principais objetivos específicos são comparar a auto e heteropercepção quanto aos atributos que melhor caracterizam as identidades profissionais de estudantes de graduação e médicos-residentes, identificar possíveis diferenças de gênero nessa construção, descrever os efeitos do processo de formação na configuração das relações de poder entre profissionais médicos e não-médicos, e analisar os efeitos da formação educacional e das práticas cotidianas na saúde física e emocional de estudantes de graduação e de médicos residentes. O método de investigação escolhido é o estudo multicasos, com uso de técnicas quantitativas e qualitativas para a coleta e a análise de dados. Farão parte da amostra estudantes de graduação de duas instituições de ensino, uma pública e outra privada, e médicos-residentes de programas de residência em hospitais públicos e privados. Dois instrumentos de coleta de dados serão utilizados: um questionários contendo a Escala de Auto e Heteropercepção Profissional (EAHP), e entrevistas em profundidade. Também serão alvo das entrevistas professores e preceptores. Os dados quantitativos serão submetidos a análise estatística descritiva que inclui: teste Kruskal-Wallis ou ANOVA; Teste Mann-Whitney ou Teste T; Correlação de Spearman ou Pearson; Análise Fatorial; e Modelagem de Equações Estruturais via PLS. A proposta de pesquisa apresentada se justifica pela possibilidade de dar sequência a estudos sobre a construção de identidades em profissões de saúde, diversificando os achados e aprofundando as análises, bem como validar a Escala EAHP para a profissão médica. As demais contribuições do estudo serão: a formação de bolsistas de iniciação científica; a ramificação desta proposta nos trabalhos de conclusão de curso de graduação e pós-graduação stricto senso; e a contribuição com insumos para o desenvolvimento de políticas públicas para melhoria da saúde do trabalhador.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriane Xavier Arteche

Ciências Humanas

Psicologia
  • programa de treinamento informatizado para reconhecimento de expressões faciais
  • O presente projeto tem como objetivo desenvolver um programa de treinamento informatizado no formato de jogo interativo para o reconhecimento de expressões faciais e investigar a eficácia do mesmo em três diferentes etapas do desenvolvimento: infância, adolescência e idade adulta. Almeja-se, ainda, verificar se potenciais incrementos na habilidade de reconhecer faces se traduzem em melhorias no processamento cognitivo (Teoria da Mente) e, consequentemente, em mudanças comportamentais (incrementos nas Habilidades Sociais) nas diferentes faixas etárias. O estudo é fundamentado no paradigma da Psicologia Cognitiva com evidências de estudos na área de Psicologia do Desenvolvimento e Neurociência Afetiva. A intervenção terá como desfecho primário a habilidade de reconhecer faces emocionais e como desfecho secundário indicadores de Teoria da Mente e Habilidades Sociais. A proposta integra conhecimentos da Psicologia Cognitiva e recursos da Ciência da Computação visando viabilizar um produto técnico informatizado que maximize um processo cognitivo subjacente fundamental para a interação social. Assim, todo o treinamento será realizado através de um programa informatizado no formato de jogo interativo. As técnicas utilizadas incluirão psicoeducação e modelagem com ênfase principal na correção de erros relacionados ao processamento de expressões faciais e na minimização de vieses atencionais presentes na atividade de reconhecer tais expressões.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Aguiar Mendes

Engenharias

Engenharia Química
  • hidroesterificação do óleo de fritura para a produção de biolubrificantes empregando diferentes biocatalisadores heterogêneos
  • O mercado mundial de lubrificantes foi 36,36 milhões de toneladas em 2014 e está projetado para 43,87 milhões de toneladas em 2022, com uma taxa anual de crescimento estimada em torno de 2,4%. Estes compostos têm sido extensivamente empregados na lubrificação de máquinas industriais, tais como sistemas hidráulicos, turbinas, compressores, rolamentos, engrenagens, ferramentas pneumáticas e de transmissões com o intuito de reduzir o atrito e o desgaste destes equipamentos. A grande maioria dos lubrificantes industriais é proveniente de fontes fósseis. No entanto, o uso extensivo de lubrificantes à base de petróleo tem provocado graves problemas ambientais devido à sua toxicidade e a baixa biodegradabilidade. Neste contexto, novas estratégias têm sido direcionadas para produzir lubrificantes a partir de fontes renováveis empregando óleos vegetais comestíveis e não-comestíveis, óleos residuais do processamento de alimentos e concentrados de ácidos graxos livres (AGL) como matérias-primas. Nos últimos anos, ésteres sintéticos têm sido considerados altamente promissoros como substitutos aos lubrificantes minerais, devido às suas propriedades técnicas superiores como alta qualidade, baixa toxicidade e excelente biodegradabilidade. Estes ésteres sintéticos têm sido produzidos por diferentes rotas como transesterificação de óleos e gorduras, esterificação direta de AGL e hidroesetrificação, um processo sequencial de hidrólise de óleos e gorduras, seguido por esterificação de AGL purificados em meio orgânico. A produção dos ésteres sintéticos a partir de fontes renováveis tem sido realizada com o emprego de catalisadores homogêneos e/ou heterogêneos. Do ponto de vista industrial, catalisadores heterogêneos são mais apropriados devido à fácil recuperação e baixa geração de resíduos químicos. Dentre os catalisadores heterogêneos, lipases imobilizadas têm sido amplamente empregadas como potenciais catalisadores heterogéneos devido às suas promissoras características como elevada atividade catalítica, especificidade para substratos naturais e sintéticos e aplicação em condições reacionais amenas. Além disso, a síntese enzimática de ésteres evita a formação de compostos oxidados produzidos com o emprego de catalisadores heterogêneos “clássicos” como resinas acrílicas e partículas de sílica funcionalizadas com grupos sulfônicos que requer subsequentes etapas de purificação dos ésteres produzidos, tais como branqueamento e desodorização. Neste projeto, ésteres com propriedades lubrificantes serão produzidos por hidroesterificação do óleo de fritura, uma matéria-prima de baixo custo oriundo do processamento de alimentos. As propriedades físico-químicas e composição em ácidos graxos do óleo de fritura serão inicialmente determinadas. Em seguida, a reação de hidrólise será otimizada por delineamento experimental completo na qual será avaliada a influência da concentração de biocatalisador, temperatura, razão mássica óleo:água e agitação. Este estudo terá como finalidade verificar os parâmetros mais significantes na síntese de concentrados de ácidos graxos. Neste estudo, extrato enzimático bruto de sementes dormentes de mamona será testado como biocatalisador. Na etapa de esterificação, diferentes biocatalisadores serão preparados pela imobilização de lipases microbianas de Thermomyces lanuginosus (LTL), Rhizopus niveus (LRN), Mucor javanicus (LMJ) e Geotrichum candidum (LGC) adsorção física em nanopartículas funcionalizadas de sílica obtida de cascas de arroz. O suporte será preparado por um processo termo-químico, seguido de funcionalização com trietóxi-octilsilano para produzir octil-sílica. A completa caracterização do suporte funcionalizado será realizada por diferentes técnicas, incluindo análise de termogravimetria (ATG), infravermelho (IV), difração de Raio-X (DRX) e análise superficial e de diâmetros de poros pelo método de B.E.T. As propriedades catalíticas dos biocatalisadores preparados serão determinadas pelo método de hidrólise do azeite de oliva emulsificado, concentração de proteína imobilizada e síntese de ésteres de decila por esterificação dos AGL com decanoil em meio orgânico. Os biocatalisadores mais ativos serão selecionados com o intuit de otimizar a síntese dos ésteres empregando delineamento experimental completo. O efeito da concentração de biocatalisadores, temperatura, agitação e razão molar AGL:decanol será determinado. Nas condições ótimas de reação, os efeitos de transferência de massa externos e estabilidade operacional (reuso) serão determinados. Os ésteres purificados serão caracterizados por diferentes técnicas como ressonância magnética nuclear (1H RMN e 13C RMN), infravermelho (IV), e pela determinação de suas propriedades físico-químicas.
  • Universidade Federal de Alfenas - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Alves Rabelo

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • estudo e avaliação da degradação de produtos cerâmicos com adições de resíduos siderúrgicos
  • Recomenda-se o uso de subprodutos industriais em produtos cerâmicos, especialmente quando estes materiais adicionam versatilidade para os sistemas de materiais argilosos ou cimentícios, além das vantagens óbvias de benefícios ambientais. Isso é relevante para diferentes profissionais que atuam na área de construção e trabalham em países em desenvolvimento, que têm de enfrentar os desafios globais, enquanto confrontado com o aumento da pressão sobre a transparência, as boas práticas, bem como sobre a capacidade de realizar suas operações de forma mais sustentável. A proposta visa estudar a degradação de cerâmicas de base argilosa com o reaproveitamento de coprodutos e subprodutos gerados na indústria do aço. Dada à vocação minero-metalúrgica da região sul e sudeste paraense e a escassez de trabalhos científicos de reciclagem ou reaproveitamento de rejeitos siderúrgicos em tijolos e telhas tradicionais ou tijolos de solo-cimento entre outros, propomos nesse projeto de pesquisa e desenvolvimento a avaliação da qualidade de produtos cerâmicos de dimensões comerciais quanto a sua degradação, estudando o fenômeno de eflorescências, assim como a toxicidade e coloração final para a plena aceitação de fabricantes e mercado consumidor, com propriedades tecnológicas exigidas por normas técnicas. Na execução desse projeto serão envolvidos professores e alunos na prática integrada do exercício acadêmico de ensino, pesquisa e extensão, viabilizando-se dessa forma a construção de respostas às necessidades da indústria local, científicas e tecnológicas que esta região demanda e a avaliação do potencial para a produção de cerâmicas com maior apelo ambiental e estético devido a utilização dos rejeitos.
  • Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - PA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Antonio Brito Darosci

Outra

Ciências Ambientais
  • agroecologia no bairro: difusão e troca de saberes para produção de alimentos de forma sustentável
  • A agroecologia interage a sociedade, a economia e o ambiente, permitindo o aumento de renda e da qualidade de vida das pessoas e do meio ambiente. É considerada uma ciência que integra diferentes áreas do saber a fim de compor uma abordagem mais sistêmica para problemas ambientais e sociais recorrentes. Trata-se de produção e exploração sustentável de recursos, sem agressão ao ambiente e aqueles que dele dependem. Seu uso é possível em diversas condições, devido à metodologia e práticas flexíveis que se adaptam bem a situações adversas e que permitem a participação de todos, independente de gênero e idade. Como resultado, obtém-se o acesso adequado a dieta saudável e o respeito a terra e as pessoas que produziram tal alimento. Apesar de serem pouco exploradas nesse sentido, espécies nativas do Cerrado possuem alto valor como fonte de nutrientes e de renda e como medicina tradicional em cultivos ou em extrativismo sustentável, ao mesmo tempo em que recuperam e preservam a paisagem natural do ambiente. Considerando o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável “Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável”, o presente projeto objetiva instituir a implantação, em uma área urbana, de sistema agroecológico modelo que atenderá a comunidade beneficiada por meio do acesso a alimento, ambiente, instrução técnico-científica de qualidade e compartilhamento de saberes. Para tanto, serão desenvolvidos e avaliados os cultivos de várias espécies agrícolas e nativas do Cerrado com potenciais para compor sistema agroecológico, trazendo possibilidades de aumento de renda e de qualidade de vida para a comunidade beneficiada. Além disso, técnicas de preparo e recuperação da área destinada ao sistema agroecológico serão aplicadas e divulgadas aos envolvidos. A importância da preservação e da valorização do meio ambiente e de uma dieta saudável também serão temas para discussão em oficinas práticas e palestras. A participação das mulheres nas atividades e o uso da economia solidária também serão fomentados. Com a divulgação das experiências, dos resultados e da tecnologia em cartilhas didáticas e materiais audiovisuais, espera-se a consolidação de áreas verdes agroecológicas em espaços públicos e jardins privados no bairro da comunidade atendida, melhorando o convívio social, a instrução, a renda e a saúde das pessoas envolvidas.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás - GO - Brasil
  • 01/12/2018-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Antunes de Souza Araujo

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento e caracterização de nanocápsulas poliméricas contendo hesperetina impregnadas em tecidos para o tratamento da insuficiência venosa crônica
  • A insuficiência venosa crônica (IVC) é caracterizada por uma anormalidade do funcionamento do sistema venoso causada por um problema valvular. Nessa perspectiva, o tratamento de escolha desta doença é o uso de meias elásticas e a depender do caso, são indicados medicamentos venoativos, tais como os flavonóides hesperidina e diosmina. Nesta perspectiva, a nanotecnologia pode ser usada para contornar as limitações da utilização de fármacos na área têxtil, como irritação da pele e duração do efeito. As nanocápsulas poliméricas (NP) são constituídas por polímeros que propiciam um arcabouço adequado para a encapsulação de fármacos, potencializando o efeito desejado. Assim, o objetivo desse trabalho consiste em desenvolver NP contendo hesperetina, caracterizar físico-quimicamente esses sistemas, incorporar em tecidos e avaliar a sua permanência após várias lavagens, bem como elucidar o perfil de permeação nas camadas da pele. As NP serão preparadas pelo método de deposição interfacial de polímero pré-formado, caracterizadas quanto ao teor e tamanho de partícula e posteriormente impregnadas nos tecidos através da borrifação em diferentes tecidos (algodão e poliamida). Após a impregnação, os tecidos serão submetidos a análise de microscopia eletrônica de varredura (MEV) antes e após 1 e 5 lavagens. Além disso, estudos de permeação cutânea in vitro em pele de orelha de porco serão realizados com a finalidade de quantificar o fármaco permeado através das barreiras da pele. Diante do que fora abordado, a realização dessa pesquisa contribuirá também na descoberta de novos medicamentos o que constitui parte essencial das Políticas Públicas de Saúde e desenvolvimento econômico.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Braga Barreto

Outra

Divulgação Científica
  • viii mostra iftec - campus caxias do sul
  • Vide projeto anexo
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Adriano Braga Barreto

Ciências Humanas

Filosofia
  • ix mostra iftec - mostra de ciência e tecnologia do ifrs - campus caxias do sul
  • Esta proposta tem como finalidade a obtenção de recursos financeiros para realização da nona edição da Mostra IFTec do IFRS - Campus Caxias do Sul, em outubro de 2020. O referido evento já se tornou parte do calendário de eventos acadêmicos da instituição e das escolas da região. Em quase todas as edições da Mostra IFTEc, fomos contemplados com recursos deste edital do CNPq, o que nos possibilitou a realização de um evento científico de qualidade.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 07/01/2020-31/01/2021
Foto de perfil

Adriano Bretanha Lopes Tort

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • oscilações neuronais acopladas à respiração: mecanismos de geração e funções cognitivas
  • As oscilações de redes neuronais se tornaram um dos principais tópicos de estudo da neurociência moderna. Este amplo interesse é devido a evidências oriundas tanto de pesquisas básicas quanto clínicas, que demonstram sua importância para diversos tipos de comportamento, cognição e memória. Além disso, muitas desordens cerebrais estão associadas à atividade oscilatória patológica. O estudo dos ritmos cerebrais é uma abordagem promissora para unir o gap entre o nível celular e o cognitivo, e constitui um grande campo de pesquisa do Laboratório de Neurofisiologia Computacional do Instituto do Cérebro da UFRN. Ao longo dos últimos anos, este laboratório tem buscado desvendar os tipos, os mecanismos, e as funções das oscilações neuronais. Para tanto, o proponente e sua equipe empregam uma abordagem interdisciplinar envolvendo registros neuro-eletrofisiológicos e ferramentas teórico-computacionais para a análise e modelagem dos dados colhidos. Na presente proposta, almeja-se a realização de projetos de pesquisa para melhor caracterizar um novo tipo de oscilação neuronal recentemente descrito. A principal característica deste ritmo é a sua sincronia com a respiração, isto é, sua frequência instantânea é dinâmica, podendo variar de 0,5 a 14 Hz a depender da taxa de respiração, e seus ciclos têm coerência de fase com os ciclos respiratórios. Embora oscilações acopladas à respiração eram conhecidas em áreas olfativas (bulbo olfatório e córtex piriforme), a grande novidade foi a descoberta de que a respiração pode também influenciar a atividade neuronal em uma miríade de outras áreas não primariamente relacionadas à olfação. Isto sugere que oscilações acopladas à respiração constituem um ritmo global capaz de integrar informações entre regiões cerebrais distantes. Através de subprojetos a serem executados por membros do laboratório, pretendemos estudar as funções cognitivas desempenhadas por este ritmo, bem como investigar seus mecanismos de geração em nível celular e de rede neuronal.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Brilhante Kury

Ciências Biológicas

Zoologia
  • reconstrução da coleção científica de aracnologiado museu nacional
  • A coleção científica do Setor de Aracnologia do Museu Nacional/UFRJ (= AracnoLab) era uma das coleções mais dinâmicas da instituição, fornecendo grande movimento em empréstimos de material e baseando numerosas pesquisas. Possuía importância histórica, mas principalmente um imenso crescimento nas últimas décadas devido à atuação do presente curador, A.B. Kury, que consegui recrutar uma equipe profissional e dedicada, incluindo egressos fortemente dedicados ao grupo de trabalho. O incêndio que se abateu sobre o palácio do Museu Nacional em 2 de setembro de 2018 privou a humanidade desse modelar repositório de biodiversidade justamente no século das extinções. O presente projeto visa mostrar os passos concretos que podem ser dados para que o AracnoLab possa reconstruir esse patrimônio.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Buzutti de Siqueira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • produção de pontos quânticos de carbono a partir do lodo
  • Os lodos de esgotos são produzidos habitualmente e são inerentes ao desenvolvimento de aglomerados urbanos. Todavia a destinação dada a estes resíduos não aproveita as potencialidades desse material, sendo restrito o seu uso na agricultura e geralmente adotado a destinação final em aterros sanitários. A síntese de Pontos Quânticos de Carbono (PQCs) a partir do lodo de esgoto é uma nova alternativa para o aproveitamento do estoque de carbono do material orgânico presente no lodo. Aplicações em biossensores, análises químicas, imagens celulares, entrega de medicamentos, fotocatálise, dispositivos optoeletrônicos (LED e OLED) e celulares solares tem sido relatada como promissoras para os PQCs. O presente trabalho busca estabelecer uma rota de síntese de PQCs utilizando o lodo de esgoto doméstico como material percursor de carbono, e assim avaliar o rendimento quântico da fotoluminescência, caracterizar a morfologia do material e compostos orgânicos de sua superfície.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano de Araújo Gomes

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de novas estratégias quimiométricas para modelagem de dados não bilineares visando assegurar vantagem de segunda ordem
  • Os avanços no campo da instrumentação analítica têm permitido a obtenção de uma grande quantidade de informação, em um curto intervalo de tempo, por amostra. Técnicas analíticas como: cromatografia liquida com detecção por arranjos de diodos (HPLC-DAD), espectroscopia de fluorescência 3D, imagens hiperespectrais no infravermelho próximo, são alguns exemplos de técnicas capazes de produzir dados denominados de multiway. Uma das principais características intrínsecas a dados multiway é a vantagem de segunda ordem, capacidade de se efetuar predições confiáveis mesmo em amostras que apresentam interferentes. Contudo para que esta vantagem seja alcançada é fundamental que os dados cumpram com certos critérios matemáticos e estatísticos sob os quais os métodos de modelagem foram desenvolvidos. No contexto de modelagem multiway, a bilinearidade das matrizes de reposta instrumental por amostra e a trilinearidade (ou de modo mais generalista a multilinearidade) do arranjo de multivias são determinantes para definir a disposição (estrutura de matriz desdobrada, aumenta ou multivias) dos dados e a escolha da estratégia de modelagem (tipo algoritmo). Dados instrumentais podem não cumprir com bilinearidade/trilinearidade por dois motivos: por desvios da bilinearidade/trileinearidade em virtudes de características não ideias da amostra e/ou sistema instrumental ou por terem sido originados em instrumentos que geram repostas intrinsecamente não bilinear e consequentemente não trilinear. Para o primeiro caso, existem uma variedade, razoável, de estratégias para tratar dados com perda de trilinearidade (em apenas um dos modos instrumentais), bem como a possibilidade de correção dos dados (como alinhamento de pico por exemplo). No segundo caso, as próprias características dos dados impedem sua modelagem adequada, principalmente no que concerne com a manutenção da vantagem de segunda ordem, pela inexistência de algoritmos adequados, ficando a instrumentação analítica com o seu potencial subutilizado. Este cenário motiva o desenvolvimento de ferramentas quimiométricas dedicada a modelagem de dados não bilineares, sobretudo levando em conta a manutenção da vantagem de segunda ordem. Portanto, neste projeto é proposto o desenvolvimento de métodos quimiométricos para modelagem de dados não bilineares, provenientes de espectroscopia de fluorescência sincrônica 3D (por serem dados tipicamente não bilineares e fácil aquisição). As estratégias desenvolvidas serão baseadas em modelos N e U-PLS com etapa de pós calibração, para alcançar a vantagem de segunda ordem, via método generalizado de anulação de posto não-bilinear (NBRA) e também será testado a possibilidade do uso de análise de componentes independes (ICA) além o suo de layout EEM (RBL adaptativo). As novas estratégias (N/U-PLS-NBRA, N/U-PLS-ICA e N/U-PLS-ARBL) serão avaliadas em estudos de caso de crescente complexidade, primeiramente em dados simulados, misturas de padrões e análise de amostras de águas superficiais, de abastecimento e alimentos para determinação de compostos orgânicos considerados contaminantes emergentes. A partir do desenvolvimento deste projeto é pretendido atingir os seguintes resultados: desenvolvimento de um pacote de ferramentas quimiométricas (nonbilinear toolbox- NBtoolbox), formação de recursos humanos por meio da orientação de alunos de graduação (iniciação cientifica) e pós-graduação (mestrado), implantação de uma nova linha de pesquisa no IQ-UFRGS, divulgação dos resultados alcançados em congressos e publicação de artigos científicos em periódicos de alto impacto na área de quimiometria e química analítica.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano de Paula Sabino

Ciências da Saúde

Farmácia
  • painel de novos biomarcadores em trombose: mecanismo de ação e valor em diagnóstico e prognóstico
  • Em estudos prévios, conduzidos por nosso grupo de pesquisa, em pacientes com diagnóstico confirmado de trombose venosa e arterial, foram observadas importantes associações e dados de frequência genotípica entre a presença de mutações e polimorfismos e a ocorrência de evento trombótico, principalmente a presença da mutação no gene do fator V (FV Leiden) em pacientes com trombose arterial (OR 7.11, 95% IC 1.55–32.73) e trombose venosa (OR 5.9, 95% IC 2.08 - 16.79; p< 0.001) (De Paula Sabino et al., 2006, De Paula Sabino et al., 2007), MTHFR e níveis de homocisteína em pacientes com trombose arterial (Sabino et al, 2009), PAI-1 4G5G e grupo sanguineo ABO em pacientes com trombose arterial (Sabino et al, 2011, Sabino et al, 2014), Fator Tissular (FT), Fator VII da coagulação (FVII) e Enzima Conversora de Angiotensina (ECA) (Evangelista et. al 2015; Carvalho et al. 2016). Além disso, dados importantes foram relatados em relação ao perfil lipídico e apolipoprotéico e marcadores inflamatórios em pacientes com trombose arterial, sendo observado que um elevado índice ApoB/ApoA-1 e elevados níveis de proteína C reativa estavam independentemente associados à ocorrência de acidente vascular cerebral e doença arterial periférica, sendo importantes biomarcadores do processo vasoclusivo (Sabino et al., 2008). Potenciais novos biomarcadores associados a eventos trombóticos têm surgido para complementar o rol de biomarcadores em medicina laboratorial, auxiliando no diagnóstico, na avaliação prognóstica, bem como na conduta terapêutica. Dentre estes, os microRNAs, descritos recentemente e as micropartículas têm despertado bastante interesse e são escassos estudos de pesquisa sobre estes parâmetros e sua relação com a trombose em diversas condições clínicas, principalmente o câncer. Em 2010, 2 anos após a descoberta de que os miRNAs estavam também presentes no sangue e que poderiam servir como biomarcadores na patologia do cancer, vários artigos descreveram o seu papel como biomarcadores potenciais em doenças cardiovasculares, mas o seu papel regulador nas diversas condições clínicas ainda permanece a ser esclarescido, inclusive a trombose. As micropartículas (MPs) são microvesículas (MVs) derivadas de membrana celular após mudanças estruturais envolvendo rearranjos do citoesqueleto e “brotamento” da membrana. No sangue, as MPs têm um tamanho que varia entre cerca de 50 nm a 1 µm e são caracterizados por uma membrana de bicamada fosfolipídica. As MPs do sangue se originam a partir de plaquetas, megacariócitos, hemácias, leucócitos, e células endoteliais e têm potencial trombogênico principalmente por apresentarem propriedades procoagulantes, dependendo da célula, como por exemplo expressar Fator Tissular. Este trabalho objetiva avaliar micropartículas de diferentes origens celulares, bem como microRNAs reguladores de expressão de genes de fatores da coagulação sanguínea que podem predispor à alterações hemostáticas levando à trombose em pacientes com leucemias agudas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano do Nascimento Simoes

Ciências Agrárias

Agronomia
  • desenvolvimento de um biofilme natural, biodegradável e comestível com palma forrageira
  • Estudos preliminares estão evidenciando que subprodutos da palma forrageira, pode servir de componentes de biofilme, natural, biodegradável, e com potencial aplicação em raízes minimamente processadas. Em geral, o revestimento comestível pode ter como base polímeros como polissacarídeos, proteínas e lipídeos, no qual são obtidos de diferentes fontes, incluindo industrializados. Esses revestimentos, geralmente, têm sido aplicados em frutas e hortaliças inteiras para minimzar a desidratação, garantir brilho e extender a qualidade. A palma forrageira que também tem diferentes usos no Nordeste do Brasil, como na produção de doces, geléias, sucos, dentre outros. Mas, com a alimentação animal como principal uso, diferente do México, no qual o principal uso é para alimentação humana. Além disso, é evidente atualmente que mucilagem de palma forrageira possui biopolímeros que vêm sendo aplicados nas indústrias de alimentos, farmacéuticas e de cosméticos. Recentes estudos mostraram-se promissores com aplicação de mucilagem de palma forrageira em morango e kiwi inteiros, como também, aplicada em raízes de inhame minimamente processadas. Porém, para uso em produtos que escurecem, o desafio é ainda maior, pois, além do revestimento ter propriedades de barreira a vapor de água, deve ter também para O2, um dos substratos para ativar rotas bioquímicas envolvidas no escurecimento, ao mesmo tempo não resultar em anaerobiose. Sabe-se que as propriedades fisico-químicas da mucilagem de palma, podem mudar em função de tratos agronômicos, métodos de extração, dentre outros fatores. Assim, é necessário estudos para adequar técnicas agronômicas, métodos de extração e adição de coadjuvantes à mucilagem, que possa permitir uma melhor propriedade do biofilme. Portanto, o objetivo com esta proposta é desenvolver um biofilme natural, comestível e biodegradável utilizando palma forrageira como matéria-prima abundante no Sertão do Brasil. Ao mesmo tempo, agregar valor à palma forrageira, como mais um uso comercial, como também, servir de ferramenta para aplicação em raízes regionais cortadas que escurecem. Para isso, serão abordados três frentes (temas): 1- Obtenção, caracterização e estabilidade físico-química de mucilagem de palma submetidas a manejos agronômicos/ambientais; 2- Ensaios para formulação e adequação do biofilme; 3- Aplicação do biofilme em raízes minimamente processadas. No estudo referente à obentção, caracterização e estabilidade da mucilagem, serão estudados: horário de colheita e tamanho do cladódio, clone de palma, sistema de cultivo, irrigado e sequeiro. Neste estudo será medido a composição físico-química da mucilagem e composição bromatológica. No estudo referente à elaboração do biofilme, serão adicionados à mucilagem plastificantes como glicerol e polietileno glicol, em diferentes concentrações, assim como, ácidos orgânicos. Serão estudados as propriedades físicas, estruturais e mecânicas do biofilme desenvolvido. No último estudo, será aplicado o biofilme nas raízes de inhame, mandioca de mesa e batata-doce, minimamente processado. Serão realizadas medidas bioquímicas e fisiológicas referente ao escurecimento enzimático e esbranquecimento e outras medidas de qualidade. Para cada estudo será adequado um delineamento experimental. Serão feitos teste de média quando adequado. Os gráficos serão elaborados com auxílio do SigmaPlot. Ao final da pesquisa proposta, espera-se desenvolver um biorrevestimento natural e sustentável a partir de palma forrageira, de fácil obtenção e baixo custo que possa ser amplamente usado em raízes, frutas e hortaliças minimamente processadas; publicar no mínimo 20 resumos em eventos científicos; 6 artigos, livros e capítulo de livros e material de extensão tecnológica; auxiliar na formação de estudantes de graduação e Pós-graduação. No mínimo 05 estudantes de graduação e 06 em Nível de Mestrado Acadêmico e fortalecer o Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal por meio de parcerias de outros Programas Interestitucionais, além de fortalecer Grupo de Pesquisa em Pós-colheita no Nordeste Brasileiro. O conhecimento e a inovação gerados poderão ser compartilhados com produtores e demais agentes da cadeia produtiva de palma forrageira agregando valor, e em raízes regionais no Semiárido Brasileiro, no sentido de ampliar o período de conservação do produto para o mercado consumidor.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Doff Sotta Gomes

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • novos cenários em modelos de technicolor: correções perturbativas a modelos de tc
  • Após a descoberta da partícula de Higgs em 2012, os esforços dos pesquisadores de Física de Altas Energias, se voltam para a determinação dos parâmetros associados a esta descoberta tais como, propriedades dos acoplamentos, larguras de decaimento, etc.... Em pleno funcionamento, LHC deverá atingir energias de centro de massa da ordem de 14TeV, portanto, será capaz de testar as previsões de algumas propostas de física além do Modelo Padrão. Em particular, será possível testar a natureza do bóson de Higgs, ou seja se esta é uma partícula fundamental ou composta. Neste projeto apresentamos a nossa principal linha de pesquisa, onde exploramos uma alternativa para a descrição de física além do Modelo Padrão, que é então baseada na fenomenologia gerada por modelos onde a partícula de Higgs é vista como um estado composto (Modelos de Technicolor(TC)).
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Elísio de Figueirêdo Lopes Lucena

Engenharias

Engenharia Civil
  • utilização de corante extraido de polietileno de alta densidade (pead) para fabricação de misturas asfálticas coloridas
  • A Ilha de Calor Urbano é um fenômeno associado ao armazenamento, por parte das estruturas urbanas, de grandes quantidades de calor devido à absorção da radiação solar durante o dia. Durante os dias quentes e, sobretudo, na época de verão, as grandes metrópoles se veem afetadas pelo fenômeno da Ilha de Calor Urbano (ICU). Esse fenômeno causa um incremento da temperatura das cidades, em relação às áreas rurais, em até 5,2°C. As superfícies urbanas escuras ou pretas e, sobretudo, as misturas asfálticas absorvem a energia solar durante o dia e, durante as horas frias ou à noite, a irradiam para o meio ambiente sob a forma de calor. A prática mais utilizada para mitigar a ilha de calor urbano é a mudança da cor das superfícies para cores mais claras, que consigam refletir mais efetivamente a luz solar, tanto a visível como a invisível. Portanto, uma das alternativas que podem ser utilizadas nesse caso é o uso de misturas asfálticas coloridas, que consigam refletir mais eficientemente a radiação solar. Com a intenção de colaborar com essa área da pavimentação asfáltica esta pesquisa tem como finalidade propor a utilização do corante extraído de um resíduo bastante produzido pela sociedade atual, o PEAD (polietileno de alta densidade), para a produção de misturas asfálticas coloridas. Para atingir o objetivo proposto serão realizados ensaios físicos, químicos, mineralógicos e mecânicos. Estes ensaios serão realizados na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Associação Técnico Cientifica Ernesto Luis de Oliveira Júnior (ATECEL) bem como em outras universidades parceiras. Os resultados obtidos provavelmente terão destaque no âmbito nacional e internacional, à vista da relativa escassez de grupos de pesquisa que atuam nas áreas de abrangência do projeto proposto. Os resultados permitirão publicações em periódicos indexados e congressos. Além disso, o projeto contribuirá para formação de recursos humanos nesta área específica, uma vez que envolve alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Engenharia Civil da UFCG.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022