Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Aline de Souza Pagnussat

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • estimulação sensorial periférica em indivíduos com doença de parkinson – da mobilidade aos biomarcadores
  • Esta proposta tem por objetivo prosseguir e avançar nos estudos que vêm sendo desenvolvidos desde o ano de 2015 pelo Grupo de Pesquisa em Análise de Movimento e Reabilitação Neuromuscular (GNeR) da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. No ano de 2015, a partir de convênio formal estabelecido com o Politecnico di Milano, Itália, foram realizados uma série de sete artigos científicos, dentre os quais cinco encontram-se publicados (1, 2, 3, 4) ou aceitos para publicação (5), e dois estão submetidos. A parceria com o Politecnico di Milano ocorreu na tentativa de promover a internacionalização do grupo de pesquisa e do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação. As atividades continuam em execução e ocorrem em parceria com a Prof. Dr. Manuela Galli e a Prof. Dr. Veronica Cimolin. Neste projeto de pesquisa, em específico, a intenção é consolidar a parceria existente com o Politecnico di Milano, mas também desenvolver a colaboração com outro pesquisador estrangeiro, atualmente pesquisador da The Queensland University, Austrália, Prof. Dr. Ewald Hennig. Sabe-se que a doença de Parkinson (DP) é um acometimento altamente prevalente em todo o mundo e que ocasiona distúrbios da locomoção e do equilíbrio, limitando as atividades de vida diária e a participação social dos sujeitos. Pesquisas recentes têm demonstrado que pacientes com DP apresentam redução na sensibilidade periférica (incluindo a região dos pés) e déficits de processamento central da informação sensorial e da integração com eferências motoras relacionadas à locomoção. Nos últimos anos, nosso grupo de pesquisa tem investigado os efeitos de dispositivos de estimulação plantar sobre diversos parâmetros da locomoção e do equilíbrio, nos níveis sanguíneos de biomarcadores relacionados à plasticidade neuronal e nos parâmetros de conectividade encefálica em repouso e em atividade (resting state fMRI and task-based fMRI, respectivamente). É sabido que a prática de atividade física induz uma série de benefícios sobre parâmetros inflamatórios e de plasticidade neuronal e que os déficits de sensibilidade podem prejudicar sua realização em pacientes acometidos pela DP. Nesse sentido, a partir da colaboração com o Prof. Ewald Hennig pretende-se caracterizar, de forma detalhada, os pontos de redução de sensibilidade em todo o pé de indivíduos com DP, incluindo-se a região plantar. A partir dessa caracterização, será desenvolvido produto calçadista de baixo custo que promova estimulação sensorial diferenciada nos pontos específicos de déficit de sensibilidade. Serão investigados os efeitos do uso de longo prazo do produto sobre parâmetros da locomoção, do equilíbrio, e nos níveis de marcadores sanguíneos relacionados à plasticidade neuronal. O presente projeto será subdividido em três etapas sequenciais, as quais terão por objetivo: (1) Determinar detalhadamente a localização e a amplitude do déficit sensorial tátil nas superfícies do pé e do tornozelo de indivíduos com DP, correlacionando esses achados com o estadiamento da doença e com as variáveis espaço-temporais da marcha; (2) Planejar e desenvolver o projeto do produto – Dispositivo Texturizado de Estimulação Sensorial dos Pés (DiTESP) – realizando ensaios e testes dos protótipos e projeto de viabilidade; (3) Investigar os efeitos da utilização de longo-prazo do DiTESP por indivíduos com DP, verificando seus efeitos sobre parâmetros da marcha, controle postural e biomarcadores sanguíneos. O Prof. Ewald Hennig possui estudos anteriores de avaliação sensorial em diferentes populações, além de possuir vasta experiência em indústria calçadista, tendo trabalhado em várias empresas conhecidas internacionalmente pela produção de calçados com alta incorporação tecnológica. Trata-se de uma parceria promissora e que possibilitará subsídios técnicos e tecnológicos para o desenvolvimento em pesquisa e inovação e formação qualificada de recursos humanos pelos Programas de Pós-Graduação envolvidos. 1. Kleiner AFR, Pagnussat AS, Prisco GD, Vagnini A, Stocchi F, De Pandis MF,Galli M. Analyzing gait variability and dual-task interference in patients with Parkinson's disease and freezing by means of the word-color Stroop test. Aging Clin Exp Res. 2017 (Impact Factor: 2.121) 2. Rozin Kleiner AF, Pagnussat AS, Pinto C, Rovido R, Salazar AP, Galli M. Automated Mechanical Peripheral Stimulation Effects on Gait Variability in Individuals with Parkison's Disease and Freezing of Gait: A Double-Blind, Randomized Controlled Trial (Ms. Ref. No.: ARCHIVES-PMR-D-18-00162). Arch Phys Med Rehabil. 2018 Jun 11. pii: S0003-9993(18)30355-1(Impact Factor: Impact Factor: 3.077) 3. Pagnussat AS, Kleiner AFR, Rieder CRM, Frantz A, Ehlers J, Pinto C, Dorneles G, Netto CA, Peres A, Galli M. Plantar stimulation in parkinsonians: From biomarkers to mobility - randomized-controlled trial. Restor Neurol Neurosci.2018;36(2):195-205 (Impact Factor: 2.101) 4. Pinto C, Pagnussat AS, Rozin Kleiner AF, Marchese RR, Salazar AP, Rieder CRM, Galli M. Automated Mechanical Peripheral Stimulation Improves Gait Parameters in Subjects with Parkinson Disease and Freezing of Gait: A Randomized ClinicalTrial. Am J Phys Med Rehabil. 2018 Jun;97(6):383-389 (Impact Factor: 1.843) 5. Kleiner, A. F. R. ; Arcila, D. M. C. ; Pinto, C. ; Salazar, A. P. ; Marchese, R. R. ; Barros, R. M. L. ; Galli, M. ; Pagnussat, A.S. The required coefficient of friction in Parkinson’s disease - People with Freezing of Gait. Functional Neurology (Roma. Testo Stampato), 2018 (Accepted for Publication – Impact factor: 1.855).
  • Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Dettmer

Engenharias

Engenharia Química
  • utilização de gelatina recuperada de resíduos de couro curtido ao cromo e nano tubos de carbono no desenvolvimento de adsorventes
  • A produção de couro compreende várias etapas e o uso de inúmeros produtos químicos, além de considerável demanda de água e energia. Além disso, gera resíduos sólidos orgânicos e resíduos sólidos contendo cromo. Os resíduos de couro curtido ao cromo (RCCC) são gerados, principalmente, nas etapas de recorte, rebaixe e lixamento, todas parte da etapa de acabamento do couro. Elas geram, respectivamente, aparas, serragem e pó de couro curtido ao cromo (CABEZA, L. F. et al., 1998; SUNDAR et al., 2011; METZ, 2016). No Brasil, devido à presença de cromo (III), o RCCC é classificado como resíduo perigoso segundo a NBR 10.004 de 2004 (ABNT, 2004) e, caso descartado e não reaproveitado, necessita ter por destino final um aterro para resíduos industriais perigosos. Em média, 200 mil toneladas de resíduos de couro contendo cromo são gerados a cada ano pela indústria coureira no Brasil. Muitas pesquisas estão sendo desenvolvidas visando buscar soluções e alternativas para reutilização destes resíduos. Nesta proposta, gelatina extraída, por hidrólise alcalina, de resíduos de couro curtidos ao cromo, será empregada na obtenção de adsorventes. Estes serão obtidos a partir de gelatina e nano tubos de carbono e sua utilização na remoção de poluentes emergentes em efluentes e/ou águas superficiais será estudada. A hidrólise consiste na quebra das ligações que dão estabilidade à estrutura do colágeno. Nela, os crosslinks entre moléculas de tropocolágeno e as ligações do complexo cromo-colágeno precisam ser rompidas, o que ocorre em meio aquoso com o emprego de temperatura e agentes químicos (FRIESS, 1998; MANCOPES et al., 2008). A gelatina é um polímero natural que consiste em um pó quebradiço, translúcido, incolor e quase sem sabor, sendo amplamente utilizada como um agente de gelificação em alimentos, produtos farmacêuticos, e indústria de cosméticos, pois constitui uma matéria prima de fácil aplicação e alta disponibilidade. A gelatina tem propriedades úteis, tais como biodegradabilidade e hidrofilicidade. No entanto, entre as desvantagens podemos citar a sua fragilidade e rápida degradação em condições com umidade elevada. Porém, essas propriedades podem ser melhoradas a partir da adição de nano tubos de carbono, que tem características extremamente úteis, com uma estrutura exclusiva e alta relação superfície/volume, além de excelentes propriedades mecânicas. O adsorvente poderá ser aplicado na remoção de metais de efluentes de indústrias de processamento de couros (curtumes) ou empresas de fabricação de implementos agrícolas que tem processos de pintura. Além disso, a região de Passo Fundo destaca-se pela sua forte vocação agrícola, com o cultivo, principalmente, de soja, milho e trigo, e consequentemente, considerável utilização de defensivos agrícolas. Estima-se que cerca de 20% das quantidades dos defensivos agrícolas usados como tratamento profilático de plantas, podem alcançar as águas superficiais. Esta alíquota só não é superior porque existem alguns processos que atuam na imobilização de moléculas de agrotóxicos, diminuindo a quantidade de poluente. Mesmo em solos argilosos, com maior capacidade de adsorção de cátions e ânions, verifica-se que a transferência de agrotóxicos pode ocorrer através da erosão. Assim, a transferência de moléculas de agrotóxicos dos ecossistemas terrestres aos aquáticos é uma constante, sobretudo em áreas agrícolas devido ao uso de quantidades elevadas e de tipos diferentes de princípios ativos por área e às altas taxas de erosão do solo (BORTOLUZZI et al., 2006). A proposta deste projeto é a avaliação da possível utilização do adsorvente obtido também na remoção de agroquímicos (herbicidas, inseticidas e fungicidas) de águas superficiais. A gelatina será recuperada do RCCC utilizando hidrólise alcalina (óxido de magnésio), temperatura de 70°C e 6 horas de extração. Na sequência, a gelatina extraída será purificada, via processo de separação por membranas, utilizando diálise ou ultrafiltração, com diafiltrações. O adsorvente será obtido pelo tratamento da gelatina e adição de nano tubos de carbono à mesma, dois processos de reticulação serão testados, um utilizando glutaraldeído e outro utilizando cloreto de cálcio. O desempenho dos adsorventes na remoção metais e/ou agroquímicos será avaliado em diferentes valores de pH’s. O valor de pH em que forem encontradas as maiores capacidades de adsorção será adotado para a realização de ensaios de caracterização do adsorvente, tais como isotermas e cinética de adsorção. O material adsorvente será caracterizado ainda, quanto a sua área superficial e tamanho de poros, bem como composição química (espectroscopia de energia dispersiva de raios X – EDX e infravermelho com transformada de Fourier - FTIR) e estrutura superficial (microscopia eletrônica de varredura – MEV). Espera-se que com os resultados obtidos a partir da execução desta proposta seja possível propor uma alternativa para os resíduos de couro curtido ao cromo e que o material obtido a partir deste resíduo possa ser aplicado nos próprios curtumes, bem como em águas superficiais da região de Passo Fundo, visando a remoção de metais e agroquímicos, respectivamente.
  • Universidade de Passo Fundo - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline do Monte Gurgel

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • diagnóstico participativo da contaminação ambiental no cultivo da cana-de-açúcar e indicadores de efeito precoces sobre a saúde
  • O impacto à saúde decorrente dos processos produtivos se apresenta de forma variada e complexa. Os processos produtivos e os padrões de consumo são geradores de pressão sobre o ambiente e podem ser considerados como produtores de desigualdades e de iniquidades, relacionadas tanto ao acesso aos serviços de saúde quanto à distribuição de riscos. A proliferação de múltiplos riscos ambientais é decorrente dos processos produtivos existentes nos territórios, que impactam sobre a saúde dos trabalhadores. Esses riscos podem comprometer os ecossistemas e a população do entorno, seja como consumidora dos recursos naturais, sendo causas de acidentes e numerosas doenças ocupacionais e de danos ambientais de graves implicações para a saúde humana, acometendo, de forma particular, os grupos sociais mais vulneráveis. No Brasil, a presença de riscos ambientais à saúde em contextos vulneráveis está diretamente relacionada à maior probabilidade de doença e morte das populações afetadas e à degradação de sistemas de suporte à vida nos ecossistemas atingidos. A economia de Pernambuco baseia-se na agricultura, nos serviços e na indústria, com destaque para o crescimento da indústria química. Na agricultura, o estado destaca-se como segundo maior produtor de cana-de-açúcar das regiões Norte e Nordeste e figura entre um dos maiores do país, com plantações concentradas na Zona da Mata. Este cultivo é atualmente um dos maiores consumidores de agrotóxicos no Brasil, juntamente com a soja e o milho. Ao analisar a toxicidade decorrente da exposição a contaminantes ambientais deve-se levar em consideração as condições em que acontece a exposição humana aos poluentes, em particular aos agrotóxicos, em que estão presentes múltiplas exposições e uma grande diversidade de outros condicionantes bio-sócio-ambientais que podem interferir no fenômeno de toxicidade. O modelo químico dependente do uso de agrotóxicos reveste-se de insustentabilidade ambiental, pois no seu espaço se cria um território com muitas e novas situações de vulnerabilidades ocupacionais, sanitárias, ambientais e sociais que induzem eventos nocivos que se externalizam em trabalho degradante e análogo ao escravo, acidentes de trabalho, intoxicações humanas, cânceres, malformações, mutilações e ainda, contaminação de todos os compartimentos ambientais com agrotóxicos. Considerando os impactos para a saúde e para o ambiente decorrentes da exposição aos contaminantes ambientais no cultivo da cana-de-açúcar, a vulnerabilidade socioambiental no trabalho no campo e a importância da organização da vigilância em saúde de populações expostas a agrotóxicos, bem como a importância da agricultura para o estado de Pernambuco, torna-se necessária a realização de estudos para avaliar a contaminação ambiental, identificando indicadores de efeito precoces em populações expostas, fortalecendo a atuação do estado voltada à promoção da saúde e prevenção de agravos em uma perspectiva participativa.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Fernanda Furtado Silva

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • elas na robótica - promovendo a participação feminina nos cursos de engenharia e ads por meio da robótica
  • O projeto ELAS na robótica: Promovendo a participação feminina nos cursos de Engenharia e ADS por meio da robótica, tem como principal objetivo estimular a formação de mulheres para as carreiras de Engenharia Elétrica e Computação na região do Cerrado Mineiro despertando o interesse vocacional de estudantes do sexo feminino da Educação Básica e do Ensino Superior por estas profissões e para a pesquisa científica e tecnológica por meio da robótica. Para alcançar este objetivo foram selecionadas cinco escolas de Ensino Básico da rede pública do município de Patrocínio, sendo duas municipais, duas estaduais e uma federal. Destas, três escolas em região de vulnerabilidade social, com IDEB em torno de 4,3. Alcançando direta e indiretamente um público em torno de quatro mil e duzentas meninas e mulheres. Para o desenvolvimento deste projeto adotaremos uma metodologia experimental, na qual a aprendizagem é adquirida através de atividades “makers” onde as estudantes envolvidas assumem a autoria do processo do conhecimento por meio de experimentos práticos e montagens de pequenos protótipos eletrônicos e da reprodução e elaboração de softwares.Além disso, será feito uso de tecnologia aberta, hardware e softwares livres para aprendizado e desenvolvimento dos protótipos, tais como Placa microcontroladora Arduino, Kits de robótica educacional, sensores, motores e drivers diversos. Pretende-se também utilizar uma impressora 3D para a fabricação de peças, estimulando o uso de softwares de modelagem para design das mesmas. Ao mesmo tempo será estimulado o aproveitamento de material reciclável e/ou sucata eletrônica para a confecção dos projetos robóticos. Mídias digitais, redes sociais, produção de vídeos, oficinas, entre outras ferramentas também comporão o procedimento de trabalho adotado para a aplicação desta proposta. Serão executadas atividades (oficinas, práticas, experimentos, minicursos) tanto na instituição proponente quanto nas escolas participantes, para execução destas atividades será elaborado, em conjunto com as professoras das escolas públicas alcançadas, um cronograma com as datas e horários de todas estas atividades, respeitando as disponibilidades tanto da instituição executora, quanto das professoras e alunas das escolas envolvidas. Tais atividades serão destinadas não somente às alunas atendidas pelo projeto, mas também abertas a meninas e mulheres da comunidade. As alunas bolsistas irão realizar pesquisas de iniciação científica aplicadas à área de robótica e programação, sendo os resultados de suas pesquisas divulgados em forma de publicações científicas e participações em eventos. Pretende-se inscrever equipes de meninas nas principais olimpíadas, torneios e maratonas de robótica e programação no país, mostrando ao público o potencial feminino nas áreas tecnológicas. Não só as estudantes contempladas por bolsas de IC e ICJ se sentirão motivadas, mas principalmente as jovens participantes da educação básica alcançadas pelo projeto ao verem-se capazes de criar, desenvolver seus próprios equipamentos e programas, e terem a possibilidade de mostrar seus trabalhos para sua comunidade escolar, suas famílias e também através da internet. Acredita-se que uma vez motivadas será fácil persuadi-las a ingressar em carreiras nas áreas de engenharia e informática, tais quais as ofertadas no IFTM Campus Patrocínio. Acredita-se ainda, que as moças já matriculadas nos Cursos de ADS e Engenharia ao envolverem-se no projeto sintam-se mais engajadas em seus respectivos cursos, recebam o reconhecimento dos colegas e professores sentindo-se valorizadas e realizadas em suas carreiras universitárias.
  • Instituto Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 01/12/2018-30/06/2021