Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

William Ernest Magnusson

Ciências Biológicas

Ecologia
  • monitoramento ambiental da biodiversidade de áreas de conservação na amazonia e na flona tapajós - pa, brasil.
  • A Amazônia é considerada o bioma de maior diversidade biológica do planeta. Dentro deste bioma, em território nacional, se encontram Unidades de Conservação enquadradas em diversas categorias. Muitas dessa UCs carecem de conhecimento científico acerca dos diversos grupos taxonômicos nelas presentes devido à grande extensão geográfica do bioma amazônico, bem como a imensa biodiversidade presente. Uma das alternativas para o melhor conhecimento da biodiversidade ocorrente nas muitas UCs amazônicas do Brasil é o monitoramento participativo por pessoas locais. Lançando mão do esforço amostral auxiliado por pessoas residentes nas comunidades locais, este tipo de monitoramento, além de auxiliar o monitoramento científico clássico realizado por especialistas, contribuindo para a ampliação de levantamentos faunísticos e florísticos das localidades em questão, também é muito importante do ponto de vista da conservação ambiental, pois fomenta e incentiva o interesse e a atuação de pessoas locais na preservação dos muitos ambientes presentes nas UCs, fornecendo subsídios para estudos ecológicos de comunidades e populações, e gerando dados para futuras tomadas de decisões estratégicas. Além disso, a aquisição de conhecimento sobre os diversos grupos taxonômicos pode auxiliar as comunidades locais a desenvolverem alternativas de renda baseadas em atividades como turismo ecológico e científico. Com base nesses conceitos, o presente projeto apresente três alternativas de pesquisa científica que integram monitoramento de grupos taxonômicos em Unidades de Conservação, de diferentes categorias, com produção de conteúdo a ser utilizado pelas comunidades locais, bem como treinamento desses comunitários em técnicas básicas de identificação e amostragem. A primeira pesquisa será desenvolvida na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro, onde haverá levantamento faunístico e florístico, iniciando avifauna, com a finalidade de relacionar a assembleias de aves de sub-bosque com a estrutura florestal, utilizando o auxílio de moradores locais que simultaneamente receberão treinamento, concluindo com a confecção de um guia de identificação das espécies encontradas na localidade. A segunda pesquisa ocorrerá na Floresta Nacional do Tapajós onde haverá o levantamento da anurofauna e posterior correlação desta com diversas variáveis ambientais, com o objetivo, entre outros de maior complexidade científica, de criar de um aplicativo digital de identificação das espécies locais. A terceira pesquisa procura estudar os padrões de diversidade da ictiofauna no interflúvio Purus-Madeira, região onde há um mosaico de UCs, e posterior criação de ferramentas de identificação de espécies que auxiliem no monitoramento participativo.
  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022