Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Oscar Aurelio Mendoza Reales

Engenharias

Engenharia Civil
  • avaliação de parâmetros reológicos de matrizes de cimento para uso em técnicas de construção digital
  • A necessidade de uma maior produtividade nas obras civis tem impulsionado a busca por avanços tecnológicos nos métodos construtivos. A automatização da construção com uso de mecanismos assistidos por computador, notabilizada recentemente por avanços na impressão 3D em concreto, é um campo promissor que precisa do desenvolvimento de matrizes de cimento com um comportamento adequado para ser aplicadas em processos de extrusão e corte em estado fresco. Diante deste contexto, se faz necessário aprofundar no entendimento do comportamento reológico de pastas, argamassas e concretos de cimento Portland, visando os requisitos técnicos específicos da aplicação de tais matrizes em técnicas de construção digital. Este trabalho propõe estudar os parâmetros reológicos que governam o desempenho de pastas e concretos de cimento Portland em processos de impressão 3D e corte em estado fresco, assim como avaliar o uso de nanoparticulas e aditivos minerais como agentes de melhora de tais parâmetros. A proposta está dividida em duas grandes fases de estudo reológico, a primeira focada em pastas de cimento, e a segunda focada em micro concretos. Os parâmetros reológicos que serão avaliados são limite de escoamento e velocidade de ganho de limite de escoamento, os quais serão medidos utilizando um reômetro equipado com uma haste tipo Vane. Os objetivos e metodologias de cada fase são os seguintes: (i) Na fase 1 serão produzidas pastas compostas de cimento Portland de relação agua/cimento fixa, contendo nanosilica, microsilica, metakaolin e nanoargila como agentes modificadores do limite de escoamento e da velocidade de ganho de limite de escoamento no tempo. O critério de dosagem será o comportamento reológico adequado para o uso das pastas em impressão 3D. O desempenho das pastas desenvolvidas será avaliado por meio da impressão elementos em pequena em uma impressora 3D de materiais pastosos. (ii) Na fase 2 serão produzidos micro concretos contendo sílica ativa, cinza volante, filler, areia natural e superpalstificante, variando a relação agua/cimento e o conteúdo de superplastificante. O critério de dosagem será o comportamento reológico adequado para o uso dos micro concretos em um processo de corte em estado fresco. O desempenho dos concretos desenvolvidos será avaliado por meio do corte de placas de concreto em estado fresco em pequena escala, utilizando um sistema de controle por computador tipo CNC. No final do projeto espera-se avançar no entendimento dos requisitos reológicos básicos necessários para a dosagem de matrizes de cimento Portland, visando aplicações de impressão 3D e corte em estado fresco, assim como a identificar os pontos críticos a serem considerados em futuros desenvolvimentos de tais técnicas de construção digital em media e larga escala.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Oscar de Oliveira Santos Júnior

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de metodologias rápidas e de baixo custo para determinação direta de ácidos graxos em frutas e amostras biologicas.
  • Nas análises qualitativas ou quantitativas de ácidos graxos em qualquer matriz as etapas normalmente seguidas são: a extração dos lipídios totais, a metilação dos lipídios e a injeção dos ésteres metílicos formados em um cromatógrafo a gás acoplado ao detector de ionização em chama. No entanto, tais etapas, tem um gasto despendiozo com o tempo (várias etapas), reagentes tóxicos e demandam grande quantidade de amostra (aproximadamente 100 g de amostra por replicata), nesta última, na dependência da matriz, pode ser um fator limitante para amostras pequenas, e em amostras que utilizam maiores quantidades produzirá elevada quantidade de rejeitos no final. Desta forma, métodos analíticos que utilizem pequenas quantidades de amostra, sejam rápidos, que utilizem reagentes menos tóxicos, mais baratos e com maior precisão e exatidão, são requisitos fundamentais na contextualização da química analítica. Neste sentido, foi elaborado o presente projeto, que tem como objetivo desenvolver e otimizar metodologias analíticas, tendo como suporte, o uso de técnicas quimiométricas para otimização da metilação de ácidos graxos em matrizes alimentícias e biológicas, utilizando as técnicas de cromatografia em fase gasosa com detector de ionização em chama e a espectrometria de massas com ionização por eletrospray.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Oscar Rafael Carmo Araújo

Ciências Biológicas

Genética
  • identificação de biomarcadores epigenéticos e de proteínas com potencial aplicação como biópsia líquida para diagnóstico precoce de carcinoma hepatocelular e escolha terapêutica em adenocarcinoma colorretal e de pâncreas
  • A emergente identificação de biomarcadores baseados em assinaturas epigenéticas em câncer tem se mostrado uma tecnologia potencialmente disruptiva e pode ter um efeito significativo na redução da mortalidade por câncer nas próximas décadas. O carcinoma hepatocelular é o mais frequente tumor maligno primário de fígado e é o segundo tipo de câncer mais letal do mundo, atrás apenas do câncer de pulmão. O carcinoma colorretal possui alta prevalência e taxa de mortalidade, sendo o terceiro tipo de câncer mais comum no mundo e o quarto em número de mortes. O carcinoma de pâncreas é considerado o sétimo tipo de câncer mais letal no mundo. O acúmulo de alterações genéticas e epigenéticas em genes críticos para o câncer é capaz de modificar vias celulares importantes e promover a carcinogênese. A metilação de DNA é o principal mecanismo epigenético de silenciamento de genes e tem sido observada em diferentes cânceres humanos, como carcinoma hepatocelular, adenocarcinoma colorretal e de pâncreas. No sentido de identificar biomarcadores para aplicação em diagnóstico precoce e para escolha da estratégia terapêutica, é essencial o desenvolvimento de métodos de análise não invasivos. Dessa forma, a identificação de biomarcadores epigenéticos em DNA livre circulante (cfDNA) e em células tumorais circulantes (CTCs) se torna uma linha de pesquisa promissora. O objetivo desse projeto é identificar biomarcadores epigenéticos e de proteínas por análise de cfDNA e CTCs com potencial de aplicação como biópsia líquida para diagnóstico precoce de carcinoma hepatocelular e estratégia terapêutica em adenocarcinoma colorretal e de pâncreas. Para isso, no estudo do carcinoma hepatocelular, foram selecionadas 108 amostras de soro, obtidas de 2011 a 2017, sendo 88 amostras obtidas de pacientes com hepatite crônica em diferentes estágios da doença (27 com hepatite crônica, 38 com cirrose e 23 com CHC) e 20 amostras de soro de indivíduos saudáveis (sem doença hepática). No estudo do adenocarcinoma colorretal e de pâncreas, serão coletados 10 mL de sangue periférico em três momentos durante o tratamento de pacientes com adenocarcinoma colorretal e em quatro momentos durante o tratamento de pacientes com adenocarcinoma de pâncreas. O tamanho amostral total previsto é de 70 amostras (40 com adenocarcinoma colorretal e 30 com adenocarcinoma de pâncreas). Para a identificação de biomarcadores epigenéticos, o perfil de metilação em cfDNA e em CTCs será determinado para cada gene por meio de pirosequenciamento convencional, enquanto a identificação de biomarcadores de proteínas, será realizada por meio de imunocitoquímica de CTCs. Esperamos observar diferentes assinaturas epigenéticas em cfDNA nos diferentes graus da doença hepática e dessa forma identificar, de forma independente ou combinada, potenciais biomarcadores de progressão da doença hepática para aplicação em diagnóstico precoce para o carcinoma hepatocelular. Além disso, esperamos identificar biomarcadores epigenéticos e de proteínas em CTCs, presentes antes do tratamento, que podem ser utilizados para a escolha da melhor estratégia terapêutica para o adenocarcinoma colorretal e de pâncreas. A identificação de biomarcadores não invasivos com potencial uso para biópsia líquida, permitirá o estabelecimento de modelos de risco e a identificação de assinaturas epigenéticas, que devem ter implicações importantes no diagnóstico precoce, seguimento, prognóstico e tratamento do carcinoma hepatocelular, adenocarcinoma colorretal e de pâncreas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Oscar Rubem Klegues Montedo

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • formação de doutores em áreas estratégicas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 08/01/2020-07/01/2025
Foto de perfil

Osmando Ferreira Lopes

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de semicondutores com potencial de aplicação em processos fotocatalíticos/eletrocatalíticos: oxidação de poluentes orgânicos e redução de co2
  • O desenvolvimento de tecnologias para remediação de problemas ambientais como a contaminação de efluentes e a emissão de CO2 na atmosfera é altamente requerido. Neste sentido, surge os processos de fotocatálise e eletrocatálise, que podem ser aplicados tanto na oxidação de poluentes orgânicos para tratamento de efluentes contaminados como na redução de CO2 em produtos de valor agregado. A redução do CO2 além do impacto ambiental positivo, é promissora pois pode ser utilizado como estratégia de armazenamento de energia de fontes intermitentes e sazonais pela conversão do CO2 em um combustível armazenável (e.g. HCOOH, CH3OH). Apesar do grande potencial de aplicação da fotocatálise e eletrocatálise, vários desafios ainda precisam ser superados para que estes processos possam ser aplicados em larga escala tais como: baixo desempenho catalítico, baixa seletividade e baixa estabilidade dos catalisadores, além da falta de compreensão dos mecanismos reacionais e do efeito da natureza de diferentes eletrólitos no processo. Portanto, este projeto tem como principal objetivo realizar um estudo prospectivo de semicondutores ainda pouco explorados pela literatura e das condições reacionais adequadas na oxidação de poluentes orgânicos e na redução de CO2. Ainda, pretende-se: i) realizar um estudo detalhado sobre a formação de heteroestruturas ativas sob radiação visível tais como: (BiVO4/CuO, BiVO4/SnO2, Bi2O3/Bi2O2CO3); ii) Avaliar a atividade eletrocatalítica de compostos de bismuto e estanho na reação de redução de CO2 em ácido fórmico e desenvolver estratégias para reduzir os valores de sobrepotencial e controlar a seletividade desta reação. Esses materiais serão caracterizados por técnicas avançadas e o desempenho catalítico será avaliado na oxidação de poluentes e/ou redução de CO2. Ainda, a influência dos parâmetros operacionais de reação, como a temperatura, pH, a massa inicial do catalisador, potencial aplicado e outros serão avaliados. As técnicas de cromatografia líquida e gasosa serão empregadas para determinar os produtos da reação de redução de CO2. Análises químicas também serão realizadas para melhor entendimento do mecanismo de degradação dos contaminantes orgânicos.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Osmar Abílio de Carvalho Junior

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • análise da dinâmica do uso e cobertura da terra aplicado ao desenvolvimento agrário e da agricultura familiar
  • O uso da terra é um fator essencial a ser conhecido e previsto no monitoramento, planejamento e gestão territorial e ambiental. A tarefa de gerenciar o uso da terra para minimizar os impactos econômicos e ambientais é um campo de pesquisa em evolução contínua, que se baseia em precisas informações cartográficas do trabalho humano na exploração dos recursos naturais disponíveis. O aumento da disponibilidade de dados de sensoriamento remoto e da capacidade computacional tem levado a novas oportunidades para a pesquisa nas ciências da terra e para o desenvolvimento agrário. A detecção espacial por imagem de satélite das diferentes culturas tanto proveniente do agronegócio como da agricultura familiar é de fundamental importância para o planejamento governamental. As políticas agrícolas dependem de informações seguras para desenvolver estratégias para controlar estoque de alimentos, preços e desenvolvimento social. Neste contexto, o mapeamento da agricultura familiar torna-se um desafio ainda maior por ser formada por pequenos e médios produtores que exploram áreas de até 4 módulos fiscais, normalmente, com associação de diferentes culturas. O presente projeto possui como objetivo desenvolver novas abordagens para a detecção das culturas agrícolas por sensoriamento remoto, descrevendo a sua evolução tanto no setor do agronegócio como na agricultura familiar como auxílio à gestão governamental. Além disso, será realizado uma análise da fragmentação da paisagem de forma a estabelecer estratégias para minimizar os seus impactos. A pesquisa utilizará de diferentes imagens orbitais dentre elas o MODIS, a Sentinel e a Planet. Especificamente, as imagens Planet que são captadas por uma constelação de nanosatélites permite adquirir imagens com alta resolução temporal (atingindo até o final do ano duas imagens diárias) e espacial (3-5 metros) para a detecção acurada e monitoramento contínuo das áreas cultivadas. Diferentes métodos para classificação e detecção de mudança serão avaliados e desenvolvidos dentro de um programa livre que será disponibilizado para a sociedade. Além dos métodos tradicionais de aprendizagem de máquina será avaliado o emprego de métodos baseados em técnicas de aprendizagem profunda (depp learning) como as Redes Neurais Convolucionais para estruturas bidimensionais e Redes Neurais Recorrentes adequados para o tratamento de dados temporais. Desta forma, este projeto traz importantes inovações metodológicas que contribuirão no sistema de dados que subsidiará ações do Governo Federal, através do SEAD, CONAB e Terra Legal. As áreas prioritárias para o mapeamento da agricultura familiar são os municípios do Arco Verde na região Amazônica e do agronegócio o Mato Grosso, Oeste da Bahia e Rio Grande do Sul. O projeto também integra a participação da Universidade de Washington que possui ampla pesquisa em técnicas de processamento digital de sensoriamento remoto. O projeto está direcionado para resolver um problema premente da sociedade brasileira, onde os produtos da pesquisa e de desenvolvimento tecnológico adquirem um caráter de aplicação imediata nas atividades dos técnicos do Governo Federal.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Osmar Malaspina

Ciências Biológicas

Zoologia
  • pode uma espécie exótica representar a biodiversidade de abelhas sociais brasileiras nas avaliações de risco à agrotóxicos?
  • O Brasil é um dos países com maior biodiversidade de abelhas do mundo. Ao mesmo tempo, possui uma agricultura de ponta, importante economicamente, não só para o país, como para o mundo. Uma das características dessa agricultura é o uso de agrotóxicos para o controle de pragas, e que vem sendo apontado como uma das causas da diminuição da diversidade de número de abelhas. Essa diminuição tem impacto na manutenção das áreas nativas, mas também nas áreas cultivadas, principalmente naquelas dependentes de polinização. A proteção dessa biodiversidade e dos serviços de polinização depende diretamente de esquemas de avaliação de risco que sejam protetivos e que garantam a liberação de produtos que apresentem riscos dentro de níveis aceitáveis. No entanto, os esquemas de avaliação de risco adotados no país estão baseados na realização de testes com a espécie modelo Apis mellifera que não é uma espécie nativa. Isso se deve à falta de métodos padronizados para a realização dos testes com abelhas nativas do Brasil. Procurando garantir uma maior protetividade usa-se um fator de segurança da ordem 10, mas a falta de dados sobre a sensibilidade das abelhas nativas também aumenta a incerteza sobre este fator. Desta forma, com o intuito de contribuir com a solução desses problemas, os principais objetivos desse projeto são: desenvolver e padronizar métodos para determinar a toxicidade aguda oral e tópica de ingredientes ativos para abelhas nativas brasileiras adultas e na fase larval, construir curvas de sensibilidade que permitam identificar a validade do fator de segurança e verificar, através de análises do genome e transcriptoma de duas espécies sem ferrão, as semelhanças/diferenças em relação ao sistema de desintoxicação. Os resultados fornecerão subsídios para decisões futuras sobre a capacidade do híbrido Apis mellifera cobrir as rotas de exposição e as diferenças existentes entre as espécies e o delineamento de medidas de proteção mais específicos à biodiversidade brasileira.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 03/07/2018-31/07/2021
Foto de perfil

Osmar Olinto Möller Junior

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • plumas de rios como vetores principais da poluição marinha por plástico (plumplas)
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 22/07/2020-31/07/2023
Foto de perfil

Osvaldo A Serra

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • terras raras: catalisadores, filtros uv, recuperação e mofs/lofs: procedimentos sintéticos e potenciais aplicações
  • Terras Raras (TR), objeto de pesquisa e satisfação pessoal há mais de 55 anos (ORQUIMA, 1961) estão presentes em quase todas as atividades do dia-a-dia. São consideradas quatro de suas atuações mais relevantes em desenvolvimento no Laboratório de Terras Raras (LTR). Busca-se, em princípio, o desenvolvimento de processos sintéticos, caracterização e potenciais aplicações de materiais contendo as terras raras. Estes materiais terão como principais focos de estudo a catálise, absorção (UV) e emissão (VIS) de luz, sondas estruturais e adsorção de gases. Deverão ainda ter continuidade os processos de recuperação das terras raras em materiais exauridos, como catalisadores na área de petróleo e lâmpadas “fluorescentes”. Este projeto faz parte do RECOLA (Recovery Lanthanides - programa da Comunidade Européia – FP7- http://recola.fbk.eu/home ) com a participação de vários países: Argentina, Brasil, Itália, Peru e Polônia; financiado por agências locais, no Brasil pela FAPESP, sendo responsável o Prof. Sidney J.L. Ribeiro da UNESP. Experimentos recentes realizados pelo nosso grupo de pesquisa mostraram a eficiência dos catalisadores de CeO2 suportado em cordierita, quando aplicados na redução da emissão de fuligem. Além da cordierita como suporte dos catalisadores contendo cério e outros metais, serão estudados outros materiais como as sílicas mesoporosas. Materiais a base de cério apresentam atividade fotocatalítica menor que as dos óxidos de Ti e Zn atualmente utilizados em sistemas de proteção á radiação no UV. Sua elevada absorção na região do UV os torna potenciais filtros solares com aplicabilidade em diversas áreas. Assim, é fundamental o desenvolvimento de metodologias de síntese adequadas para a obtenção controlada de nanopartículas de fosfatos de cério bem como de sua miscibilidade em formulações. Recentemente, em colaboração com a Universidade de Warwick (Prof. R. I. Walton), o LTR iniciou o estudo de materiais supramoleculares denominados MOFs (Metal Organic Frameworks) contendo terras raras. Estes materiais que denominamos LOFs (Lanthanoid Organic Frameworks), geralmente sintetizados por processos solvotermais, possuem propriedades peculiares de luminescência, catálise e adsorção de gases. Para a obtenção de ligantes inéditos, necessários para a construção de novas LOFs, serão desenvolvidas rotas sintéticas apropriadas. Estamos iniciando projeto sobre marcadores luminescentes em resíduos de tiro de armas de fogo (GSR Gun Shot Residues), em colaboração com o Prof. Marcelo Firmino de Oliveira, do nosso departamento e especialista em Química Forense.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Osvaldo Novais de Oliveira Junior

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • sensores flexíveis impressos para detecção de marcadores em fluidos biológicos, contaminação de água e comida, e diagnóstico de câncer
  • Este Projeto prevê a fabricação de eletrodos impressos e flexíveis, que possam ser empregados em diversos tipos de sensores e biossensores. Mais especificamente, serão fabricados sensores e biossensores biodegradáveis, passíveis de uso em dispositivos vestíveis. Utilizando novas arquiteturas de filmes nanoestruturados, combinando-se nanomateriais e biomoléculas, serão produzidos sensores para detecção de diversos marcadores (metais pesados, ácido úrico) em amostras de suor, e biossensores para detecção de contaminação de água e comida, principalmente por bactérias. Numa aplicação adicional serão fabricados biossensores para detecção de biomarcadores de câncer. As técnicas de detecção serão espectroscopia de impedância e métodos eletroquímicos, cujos resultados serão tratados com métodos de visualização de informação e aprendizado de máquina.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Osvaldo Pompilio de Melo Neto

Ciências Biológicas

Genética
  • proteínas de ligação a rna (rbps) e seu papel na ação de múltiplos complexos do tipo eif4f de iniciação da tradução em tripanosomatídeos patogênicos.
  • O processo de tradução, onde a informação genética contida nas moléculas de mRNAs é utilizada para a síntese de proteínas, é um dos mais complexos entre os vários requeridos para a adequada expressão gênica nos organismos vivos. Este é também um dos processos biológicos mais conservados, embora apresente diferenças importantes entre grupos taxonômicos divergentes. Neste processo, o complexo eIF4F de iniciação da tradução tem um papel crítico, atuando na mediação do reconhecimento dos mRNAs e intermediando seu recrutamento pelos ribossomos para se iniciar a tradução propriamente. O complexo eIF4F padrão dos eucariotos é um complexo heterotrimérico, formado pelas subunidades eIF4E, EIF4G e eIF4A. Entre estas, o eIF4E é o que reconhece de forma específica o nucleotídeo modificado cap na extremidade 5’ dos mRNAs eucarióticos. Já o eIF4G é a subunidade que estrutura o eIF4F enquanto o eIF4A atua como RNA helicase facilitando o acesso do ribossomo ao mRNA. A ação do eIF4F é estimulada pela presença da cauda poli-A na extremidade 3’ dos mRNAs, por sua vez reconhecida pela proteína de ligação ao poli-A, ou PABP. A atuação da PABP é mediada por uma interação direta com o eIF4F, levando a uma circularização do mRNA durante sua tradução. A pesquisa coordenada pelo proponente desta proposta tem como foco o estudo da ação do complexo eIF4F na iniciação da tradução em protozoários parasitas pertencentes aos gêneros Leishmania e Trypanosoma, coletivamente chamados de tripanosomatídeos. Seis homólogos de eIF4E (EIF4E1 a EIF4E6), cinco de eIF4G (EIF4G1 a EIF4G5) e um de eIF4A (EIF4AI) foram identificados nos tripanosomatídeos, além de três homólogos de PABP (PABP1 a PABP3). Cinco complexos do tipo eIF4F foram identificados até o momento, com subunidades eIF4E e eIF4G distintas, além de outros complexos contendo apenas homólogos de eIF4E. Este número elevado de complexos é único em comparação com outros eucariotos, não sendo encontrado mesmo em animais ou plantas. Dois dos complexos eIF4F identificados (baseados nos EIF4E4/EIF4G3 e EIF4E3/EIF4G4) foram implicados no processo de tradução e interagem com homólogos de PABP, sugerindo funções semelhantes às observadas em outros eucariotos. Os demais complexos não parecem ter um papel direto em eventos globais de tradução, mais parecem atuar de forma a regular o acesso de mRNAs específicos a maquinaria de síntese proteica, fazendo uso de mecanismos de regulação ainda não descritos em outros modelos eucarióticos. O panorama que emerge é que a presença destes diferentes complexos permite uma regulação fina de quando e em que condições diferentes conjuntos de mRNAs são traduzidos, desta forma contribuindo de forma significativa para o controle da expressão gênica nos tripanosomatídeos. Uma questão crítica que surge então diz respeito a como se dá o reconhecimento de diferentes mRNAs pelos múltiplos complexos eIF4F e relacionados. A hipótese de trabalho a ser investigada aqui é a de que motivos presentes nas regiões 3’ não traduzidas dos mRNAs sejam reconhecidos por diferentes proteínas de ligação a RNAs (as RBPs) e que estas proteínas, de maneira direta ou indireta, recrutem diferentes complexos do tipo eIF4F para seus mRNAs alvos. De acordo com o complexo que for recrutado para o mRNA, seu destino será definido, seja para a tradução, armazenamento ou degradação. Cada complexo, por sua vez, está sujeito a mecanismos de regulação próprios, muitos dos quais dependentes de proteínas quinases e fosforilação. O foco dessa proposta é buscar contribuir no entendimento de como diferentes complexos do tipo eIF4F reconhecem seus mRNAs alvos, quais seriam esses mRNAs e qual o impacto da associação a complexos específicos na sua tradução. Para isso pretende-se avaliar o papel de diferentes RBPs, entre as quais as PABPs, no reconhecimento e direcionamento de mRNAs específicos, ou populações de mRNAs, a um ou mais dos diferentes complexos já identificados nos tripanosomatídeos. Mecanismos de regulação, via fosforilação, de RBPs e complexos associados também serão investigados. Do ponto de vista experimental, ferramentas de uso rotineiro e já estabelecidas pela equipe e novas metodologias serão utilizadas nesta proposta para se conseguir avançar nos diferentes aspectos dos objetivos propostos. De uma forma geral serão utilizados como modelos experimentais o “Trypanosoma brucei” e duas espécies de “Leishmania”, a “L. infantum” e a “L. amazonensis”, todas passíveis de manipulação genética, e a partir da obtenção de culturas de diferentes fases dos seus ciclos de vida. Linhagens serão geradas a partir da deleção de genes e da expressão de proteínas modificadas contendo marcadores que facilitam sua detecção por anticorpos monoclonais comerciais. Linhagens expressando mRNAs quiméricos também serão geradas e estes então avaliados quanto ao seu reconhecimento por RBPs e complexos específicos, visando a identificação de motivos nos mRNAs envolvidos nesse reconhecimento. Boa parte dos experimentos propostos envolve a produção de lisados citoplasmáticos e ensaios de co-precipitação onde fatores em estudos serão precipitados com anticorpos específicos e os produtos co- precipitados analisados por Western-blot, sequenciamento dos mRNAs e espectrometria de massas. Outros experimentos devem investigar a interação direta entre proteínas específicas, através de ensaios do tipo pull-down com proteínas recombinantes. As diferentes abordagens farão uso ainda de construções geradas a partir de mutagênese sítio dirigida, com o foco na identificação de motivos que atuem na interação entre parceiros ou sejam sítios possíveis de fosforilação. No seu conjunto, os experimentos propostos devem levar a avanços impactantes no estudo do processo de tradução nos tripanosomatídeos e na identificação de novos mecanismos para o controle da sua síntese proteica e expressão gênica como um todo, gerando ainda uma contribuição importante ao entendimento da diversidade desse processo nos eucariotos.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Osvaldo Resende

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • pré-processamento dos grãos de sorgo (sorghum bicolor l. moench) e armazenamento da farinha
  • O sorgo (Sorghum bicolor L. Moench) é o quinto cereal mais produzido no mundo. Entretanto, no Brasil, tem sido pouco explorado na alimentação humana. O sorgo pode ser consumido em forma de grão ou como farinha em substituição ao trigo em produtos de panificação, apoiado pela escassez de produtos sem glúten no mercado e pela demanda por alimentos mais nutritivos. A maneira de reduzir as perdas pós-colheita do sorgo é pelo processo de secagem, pois assegura a qualidade e a estabilidade, considerando que a diminuição da quantidade de água do material reduz a atividade biológica e as alterações químicas e físicas que ocorrem durante o armazenamento. Assim, neste estudo objetiva-se avaliar os efeitos da secagem nos grãos de sorgo para diversas condições, assim como a qualidade nutricional e funcional da farinha. Paralelamente, determinar as propriedades físicas, mecânicas e higroscópicas, bem como avaliar a qualidade dos grãos durante o armazenamento. Os grãos serão submetidos à secagem a 40, 60, 80, 100 ºC em diferentes teores de água em estufa com circulação forçada de ar. Posteriormente, serão ajustados modelos matemáticos utilizados para representar o fenômeno de secagem e será determinado o coeficiente de difusão e as propriedades termodinâmicas. A obtenção das farinhas em cada temperatura será por meio da moagem e serão analisadas a composição centesimal, avaliações físico-químicas e nutricionais. A farinha na qual a temperatura de secagem melhor preservar as características nutricionais e funcionais será armazenada sob temperatura ambiente por 12 meses e serão analisadas a cor, acidez, pH, sólidos totais, proteína, extrato etéreo, teor de água, cinzas, antioxidantes e compostos fenólicos, a cada 3 meses. Para a determinação das isotermas de sorção da farinha, os grãos de sorgo serão submetidos à secagem em estufa com ventilação de ar forçada a 40 °C até atingir os teores de água de aproximadamente 0,30; 0,25; 0,20; 0,15 e 0,10 decimal (b.s.). Para a determinação das propriedades físicas e mecânicas, os grãos serão colhidos com teor de água de 0,40 (decimal b.s.) e submetidos à secagem em estufa com circulação forçada de ar, nas temperaturas de 40, 60 e 80 °C. Em seguida serão avaliadas as propriedades físicas: forma, tamanho, porosidade intergranular, massas específicas aparente e real, contração volumétrica e velocidade terminal. As propriedades mecânicas serão avaliadas pela força de ruptura e pelo módulo proporcional de deformidade dos grãos com diferentes teores de água. Posteriormente, outro lote de sementes será preparado e submetido a secagem em estufa com circulação forçada de ar nas temperaturas de 40, 50, 60 e 70 °C, para avaliação da qualidade durante o armazenamento. Após a secagem serão avaliados o teor de água, germinação, índice de velocidade de germinação, índice de velocidade de emergência, crescimento de plântulas, envelhecimento acelerado e condutividade elétrica, assim como bimestralmente ao longo de seis meses de armazenamento em temperatura ambiente. Os experimentos serão realizados em delineamento inteiramente casualizado, com três repetições. Para o armazenamento da farinha do sorgo as avaliações serão realizadas a cada 3 meses durante um ano, totalizando cinco épocas de avaliações (0, 3, 6, 9 e 12 meses). Para as propriedades físicas será utilizado o esquema fatorial 3x6, sendo 3 temperaturas de secagem e 6 teores de água. As propriedades mecânicas serão avaliadas em esquema fatorial 3 x 6 x 5, sendo 3 temperaturas de secagem, 6 teores de água e 5 deformações. Para análise da qualidade dos grãos de sorgo durante o armazenamento, o experimento será montado em esquema fatorial 4 x 4 (sendo 4 temperaturas de secagem e 4 tempos de armazenamento). Os dados qualitativos serão analisados pelo teste de Tukey a 5% de significância e os dados quantitativos por meio de regressão.
  • Instituto Federal Goiano - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Osvaldo Ronald Saavedra Mendez

Engenharias

Engenharia de Energia
  • instituto nacional de ciência e tecnologia de energias oceânicas e fluviais - ineof
  • O tema alvo deste INCT é considerado estratégico para o desenvolvimento energético do Brasil. Os investimentos de pesquisa em energias oceânicas e fluviais nos últimos anos tem sido irrelevante no País, desestimulando a formação de recursos humanos e as atividades de pesquisa nas universidades. Esta visão está complemente conflitante com os enormes esforços e investimentos que são realizados na Europa para desenvolver técnicas para extrair energia dos oceanos e de rios com pequenas quedas, dos potenciais remanescentes de bacias hidrográficas já exploradas, de potenciais hidrocinéticos e de sistema não convencionais para geração de hidroeletricidade . O setor energético brasileiro tem concentrado seu interesse no petróleo, gás, hidroeletricidade de grande porte e recentemente, de forma ainda tímida, em energia eólica. Os indicadores de crescimento da carga e as dificuldades ambientais para construir novas usinas hidrelétricas estão levando a um aumento da participação dos combustíveis fósseis na geração de energia, colocando o Brasil na curiosa posição de andar na contramão das tendências mundiais. Pouco se conhece do potencial oceânico no Brasil; a pouca informação disponível está em estudos globais realizados do exterior. No país, poucas três universidades federais vêm desenvolvendo trabalhos de pesquisa quanto ao aproveitamento desta inesgotável fonte de energia, sendo elas a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e a Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), com projetos de pesquisa em andamento sobre o aproveitamento de energias oceânicas na geração de energia elétrica. Entre os principais projetos encontra-se a revitalização e instalação de uma usina piloto na barragem do rio Bacanga em São Luís - MA (UFMA UNIFEI, UFRJ) e a instalação de uma usina piloto de aproveitamento undimotriz no Porto de Pecém no Ceará (UFRJ). As energias fluviais foram tratadas em certa medida em algumas universidades no Brasil, tais como a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) e a Universidade Federal do Pará (UFPA). As duas primeiras conseguiram desenvolver e patentear equipamentos, sendo o projeto da UNB posteriormente utilizado em um projeto piloto. No entanto, novos equipamentos também patenteados (não só nas instituições, também por inventores independentes) buscam ser desenvolvidos para avançar no aproveitamento desta energia. O presente INCT pretende promover, por meio de colaborações institucionais, a pesquisa cientifica multidisciplinar e o ensino de excelência relacionado aos tópicos de energia oceânica, maremotriz, hidrocinética e fluviais gerando conhecimento estratégico que contribua à diversificação da matriz energética com respeito ao meio ambiente. Através desta proposta pretende-se aglutinar os poucos grupos de pesquisa no Brasil com trabalhos em energia no mar, fluviais de baixas quedas e hidrocinéticas ou atividades aderentes, para deflagrar um processo de colaboração consistente interinstitucional coma valiosa colaboração de especialistas internacionais que decorra na geração de conhecimento, elaboração de protótipos e a formação de recursos humanos em energia oceânicas e fluviais de baixas quedas e hidrocinéticas.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Osvaldo Ronald Saavedra Mendez

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • microrredes com fontes renováveis diversificadas
  • Nesta proposta damos continuidade as pesquisas do projeto universal anterior, com focos a aprofundamentos específicos. A inclusão da geração de energia a partir de correntes de maré na diversificação de microrredes preferencialmente isoladas é abordada, quanto aos benefícios da complementariedade com as fontes “clássicas” solar e eólica. Os efeitos de diversificação e complementariedade também serão analisados e avaliados para os sistemas de armazenamento, tanto para microrredes isoladas e microrredes resilientes conectadas à rede. Estes estudos devem balizar a precificação da flexibilidade operacional atribuída a estas redes de uma forma mais racional, contribuindo para a sustentabilidade das microrredes.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Osvaldo Ryohei Kato

Ciências Agrárias

Agronomia
  • potencialidades de equipamentos agrícolas para a trituração da vegetação secundária e seus impactos sobre o solo no preparo de área sem queima para agricultura familiar na amazônia
  • A redução do uso do fogo na agricultura familiar e a mitigação de seus impactos são grandes desafios para as unidades da Embrapa na região amazônica. Desde o inicio dos anos 90, a Embrapa Amazônia Oriental realiza estudos sobre o sistema de derruba e queima e desenvolve alternativas que evitam o uso do fogo, com foco no sistema de corte e trituração (manual e mecanizada) e enriquecimento da capoeira para acelerar o acúmulo da biomassa e nutrientes. Apesar de dispor de resultados promissores para a substituição do fogo na agricultura amazônica, o método de trituração da capoeira representa um fator decisivo para a adoção destas tecnologias, pois por um lado o preparo de área manual é muito penoso para o agricultor familiar ou oneroso com a contratação de mão-de-obra e, de outro, o preparo mecanizado envolve o custo de aquisição de um equipamento de grande potência. Com a crescente redução do período de pousio e formação de uma vegetação menos densa, equipamentos de médio e pequeno porte poderiam, além de promover menor penosidade do trabalho, reduzir os custos de preparo de área e de contratação de mão-de-obra. Para isso, é importante o desenvolvimento de ações de pesquisa capazes de viabilizar o processo de transição tecnológica. Complementando iniciativas já realizadas, e em andamento, e buscando atender a novas demandas oriundas de situações de mudanças no uso da terra, necessidade de mecanização e na oferta de políticas públicas, o presente projeto de pesquisa visa avaliar as potencialidades de equipamentos agrícolas para a trituração da vegetação secundária e seus impactos sobre o solo no preparo de área sem queima, contribuindo com o uso sustentável da terra e dos recursos naturais, com subsídios para a elaboração de programas e políticas públicas para a melhoria de vida de agricultores familiares na região Amazônica. O estudo será desenvolvido em propriedades de agricultores familiares nos municípios de Igarapé-Açu e Marapanim, no estado do Pará. Serão selecionadas três áreas de 0,5 ha cada com diferentes tipos de capoeira (fina, média e grossa) para realizar testes com equipamentos de pequeno, médio e grande porte, de acordo com a viabilidade operacional. Os parâmetros analisados serão: capacidade e qualidade de trituração da capoeira, atributos e cobertura do solo e análise de custos do preparo de área. Ao final do projeto, a sistematização da experiência consolidará as informações e observações relevantes para o compartilhamento do conhecimento.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Oswaldo Hideo Ando Junior

Engenharias

Engenharia de Energia
  • projeto e desenvolvimento de novos métodos e materiais para microgeração de energia através da captação de energias residuais (harvesting energy)
  • A pesquisa proposta consiste na utilização de Materiais termoelétricos (TEG´s) para o desenvolvimento de Microgerador de Estado Sólido para Captação de Energias Térmicas Residuais através da Termoeletricidade. Os TEG´s são materiais capazes de converter gradiente de temperatura diretamente em energia elétrica sem partes girantes através do fenômeno conhecido como efeito Seebeck. De acordo com o princípio da conservação de energia que estabelece que a quantidade total de energia em um sistema isolado permanece constante, o aproveitamento de parte da energia desperdiçada (perdas) pode ser recuperada e utilizada no próprio local gerador do desperdício. Consequentemente, ao reaproveitar parte desta energia residual irá se maximizar o rendimento do sistema como um todo. Logo, com o desenvolvimento do microgerador termoelétrico de estado sólido será possível reaproveitar as energias residuais de processos industriais. Como por exemplo, processos de forjamento e conformação, sistemas de refrigeração industrial, caldeiras, fornos cerâmicos bem como o calor desperdiçado pelo motor de um carro pode ser convertido em eletricidade para carregar as baterias.
  • Universidade Federal da Integração Latino-Americana - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Oswaldo Martins Estanislau do Amaral

Ciências Humanas

Ciência Política
  • lideranças partidárias no brasil contemporâneo
  • Os estudos sobre os partidos políticos no Brasil avançaram muito nos últimos anos. No entanto, ainda há lacunas a serem preenchidas no que toca à organização interna dos partidos e suas relações com as estratégias nas arenas governativa e eleitoral. Sendo assim, este projeto tem dois objetivos centrais: (a) construir um banco de dados inédito sobre quem ocupou cargos nos diretórios nacionais, estaduais e municipais dos partidos políticos brasileiros entre 1996 e 2015; e (b) analisar esses dados a partir de três perspectivas, a saber, organizacional, eleitoral e governamental. Para isso, utilizaremos abordagens qualitativas e quantitativas, relacionando informações provenientes de distintos bancos de dados. Com isso, pretendemos elaborar uma análise integrada sobre os partidos políticos e sobre o sistema representativo no Brasil nos últimos vinte anos e fornecer novos elementos empíricos para futuras pesquisas na área.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Otaliba Libânio de Morais Neto

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • avaliação do programa vida no trânsito em capitais brasileiras
  • As lesões e mortes causadas pelos acidentes de trânsito (AT) ainda representam um grave problema de saúde pública, principalmente em países em desenvolvimento. Em janeiro de 2010 foi implantada a iniciativa internacional denominada “Road Safety in Ten Countries” (RS-10), voltada para redução de mortes e lesões causadas por AT. No Brasil, a iniciativa RS-10 foi denominada Programa Vida no Transito (PVT), sendo coordenada pelo Ministério da Saúde em parceria com a Organização Pan-americana de Saúde (OPAS). O PVT possui como finalidade a redução dois principais fatores de risco para morbimortalidade por AT: direção após consumo de álcool e condução em velocidade excessiva e/ou inadequada. No entanto, existe uma lacuna na literatura sobre a avaliação do programa. A proposta geral deste estudo é analisar o grau de implantação, adequação e impacto do Programa Vida no Trânsito em capitais brasileiras selecionadas, bem como os determinantes de acidentes de trânsito e direção após consumo de álcool em condutores de automóveis e/ou motocicletas. Serão desenvolvidos três estudos em 14 capitais do Brasil: (i) avaliação do grau de implantação e adequação do PVT (Subprojeto 1); (ii) estudo ecológico de séries temporais para avaliar o impacto do programa na prevalência de direção após consumo abusivo de álcool, taxa de mortalidade e internação por AT por meio de pesquisa em banco de dados secundários (Subprojeto 2); (iii) dois estudos transversais, seguindo de um estudo de caso-controle para analisar o efeito do PVT nos indicadores “direção após consumo de álcool” e “direção em velocidade excessiva e/ou inadequada” (Subprojeto 3). A coleta de dados do Subprojeto 1 será realizada com os participantes do PVT nos municípios; a coleta do Subprojeto 2 será realizada nas bases de dados do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) e Sistema de Internações Hospitalares (SIH). O Subprojeto 3 será coletado em pontos de fiscalização de sobriedade e pontos de aglomeração. O estudo permitirá avaliação do grau de implantação, adequação e impacto do PVT nos municípios. Também, permitirá identificar os principais fatores comportamentais e sociodemográficos associados aos AT e a direção após consumo de álcool. Acreditamos que esse estudo identificará limitações e potencialidades do PVT nos municípios avaliados e sua efetividade nos indicadores intermediários e finais de segurança no trânsito, o que possibilitará o aprimoramento da ação governamental do programa e potencial expansão para outros municípios brasileiros. Além disso, produzirá conhecimento sobre a prevalência e fatores associados ao AT e a direção após consumo de álcool, que poderá contribuir para ações de prevenção de morbimortalidade no trânsito.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Otávio Alcântara de Lima Júnior

Outra

Microeletrônica
  • desenvolvimento de uma rede de sensores sem com captura de energia para agricultura de precisão
  • Os períodos intensos e recorrentes de seca, comuns na Região Nordeste, tem potencial para diminuir a safra de diversas culturas com impacto importante na economia local. A agricultura é uma grande consumidora de água devido a irrigação das culturas. Geralmente, há um grande desperdício de água e nutrientes do solo, pois não se considera em tempo real as reais necessidades de umidade do solo para cada tipo de cultura. Além disso, um dos grandes desafios no sensoriamento remoto em regiões agrícolas é a falta de infraestrutura das localidades rurais. Uma das alternativas é a utilização de sensores autônomos com capacidades de captura de energia do ambiente. Este projeto propõe o desenvolvimento de uma tecnologia de redes de sensores sem fio com captura de energia para agricultura de precisão, através de uma metodologia de co-projeto de hardware/software dos nós sensores. O principal objetivo é conceber uma solução tecnológica que contemple os circuitos dos nós sensores, circuitos de captura de energia, escalonador de tarefas, comunicação em rede sem fio e organização da rede em clusters. Dessa forma, os dados coletados poderão ser posteriormente combinados com informações meteorológicas e da cultura plantada para definir um cronograma eficiente de irrigação
  • Instituto Federal do Ceará - Reitoria - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Otávio Do Canto

Outra

Ciências Ambientais
  • indicadores geográficos de riscos de impactos climáticos
  • Este projeto faz parte de um esforço coletivo realizado por professores-pesquisadores da Universidade Federal do Pará, em torno de um interesse comum: produzir conhecimento que possa auxiliar no entendimento relativo às questões ambientais e contribuir para melhorar a qualidade da gestão ambiental pública e coletiva, nos diferentes setores da sociedade. Assim, reúne uma equipe de pesquisadores formada por diferentes áreas do conhecimento, e com múltiplas experiências que vai da escala local-regional à escala internacional. O Núcleo de Meio Ambiente, constituído no início da década de 1990, com linha interdisciplinar, abriga institucionalmente esse esforço coletivo, que desde as suas origens, promove o princípio reticular de ação envolvendo pesquisadores das várias unidades da Universidade Federal do Pará e de outras instituições de ensino, pesquisa e extensão em diferentes escalas, buscando sempre estabelecer e fortalecer ações de pesquisa em rede. Neste projeto, “Indicadores geográficos de riscos de impactos climáticos na zona costeira urbana paraense”, haverá colaboração do Laboratório de Pesquisa Governança, Riscos, Meio Ambiente e Desenvolvimento da Universidade de Montpellier 3 (GRED/URM), França e Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS), Martinique.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 03/02/2021-31/01/2024