Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Carmen Regla Vargas

Ciências da Saúde

Farmácia
  • investigação da relação entre biomarcadores inflamatórios e de estresse oxidativo, os níveis de globotriaosilceramida (gb3) e marcadores bioquímicos de função renal em pacientes com doença de fabry: o efeito da terapia de reposição enzimática
  • A doença de Fabry (DF) é um erro inato do metabolismo causado pela deficiência da enzima α-galactosidase A (α-Gal A), sendo uma doença lisossômica de depósito ligada ao cromossomo X. A DF tem freqüência estimada de 1 caso para 40.000 indivíduos masculinos. Os sinais clínicos parecem ser causados pelo acúmulo de glicoesfingolipídeos, predominantemente globotriaosilceramida (GB3), sendo que o acúmulo de GB3 nas células renais leva a insuficiência renal progressiva, uma das principais complicações da DF. É interessante ressaltar que a terapia de reposição enzimática (TRE) com a enzima α-Gal A recombinante tem se mostrado capaz de estabilizar ou diminuir a progressão da nefropatia nos pacientes com DF. Outras alterações que acometem os pacientes estão relacionadas com problemas vasculares e cardíacos e alterações neurológicas. Nesse contexto, é importante ressaltar que os níveis de GB3 estão correlacionados e parecem induzir um estado pró-inflamatório e pró-oxidante em pacientes com DF. No entanto, os mecanismos envolvidos no dano tecidual dos pacientes estão totalmente esclarecidos. Assim é objetivo deste projeto de pesquisa investigar as interações entre os níveis urinários e plasmáticos de GB3, os biomarcadores inflamatórios (citocinas) plasmáticos, bem como a expressão de genes de alguns dos principais fatores e enzimas mediadoras entre a inflamação e as espécies reativas de oxigênio/ nitrogênio, parâmetros bioquímicos de estresse oxidativo e indicadores de função renal em pacientes com DF durante a TRE. Acreditamos que a execução do presente projeto poderá auxiliar na melhor compreensão dos mecanismos etiopatogênicos da nefropatia da DF e possibilitará a abordagem de novas estratégias terapêuticas para esta doença.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carmen Silvia de Moraes Rial

Ciências Humanas

Antropologia
  • avaliação de tecnologia social – o programa revolução dos baldinhos e a replicação da gestão comunitária de resíduos orgânicos em comunidades de florianópolis e iranduba (am)
  • A Tecnologia Social desenvolvida pelo Projeto Revolução dos Baldinhos (PRB), existente há dez anos, é referência nacional em gestão comunitária de resíduos orgânicos. O fortalecimento e ampliação do modelo para as comunidades do entorno da comunidade Chico Mendes, no bairro Monte Cristo, em Florianópolis, será financiada, planejada e desenvolvida numa ação conjunta entre a Prefeitura Municipal, COMCAP (entidade municipal responsável pela coleta de resíduos sólidos), PRB e CEPAGRO (Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo, ONG). O início dessas atividades está marcado para janeiro de 2019. Esta proposta centra-se na avaliação dessa ampliação/replicação do modelo de Tecnologia Social de gestão comunitária de resíduos orgânicos do PRB no entorno da comunidade Chico Mendes, visando o processo de sensibilização dos moradores. Para tanto, utilizará o método etnográfico - trabalho de campo com observação participante, conversas e entrevistas - realizado por uma equipe técnica de profissionais da área de Ciências Humanas. A partir dos resultados obtidos, pretende-se também criar um projeto piloto que viabilize a replicação dessa Tecnologia Social à realidade do distrito do Lago do Limão, na cidade de Iranduba/AM
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/12/2018-30/11/2021
Foto de perfil

Carmen Sílvia Favaro-Trindade

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • extração, microencapsulação e aplicação de extrato rico em carotenoides obtido de subprodutos do processamento da abóbora (cucurbita moschata)
  • A abóbora é uma das hortaliças mais consumidas e cultivadas em todo o mundo. Trata-se de um vegetal apreciado devido às suas propriedades sensoriais e nutricionais, sendo excelente fonte de nutrientes e compostos bioativos, como os carotenoides. Porém, a geração de grandes quantidades de subprodutos provenientes de seu processamento resulta em custos operacionais às empresas, além de ser fonte de contaminação ambiental. Esse projeto tem por objetivo o aproveitamento dos carotenoides presentes no subproduto do processamento da abóbora (cascas e aparas) para obtenção de um pigmento com propriedades funcionais, bem como para enriquecer biomassa de levedura (também subproduto, mas da indústria cervejeira). O subproduto do processamento da abóbora será caracterizado. Deste será obtido um extrato rico em carotenoides que será avaliado quanto ao seu perfil cromatográfico, teor de carotenoides totais e atividade antioxidante. Como carotenoides são muito susceptíveis à degradação por isomerização e/ou oxidação, o extrato obtido será encapsulado por spray-drying. Por meio da técnica de biossorção, o extrato será também incorporado a uma massa de leveduras de descarte da indústria cervejeira pré-tratada, que em seguida será liofilizada. As partículas obtidas pelos dois métodos (spray drying e biossorção) serão caracterizadas. Será determinada ainda a eficiência de encapsulação, bem como a estabilidade do extrato rico em carotenoides, na forma livre, encapsulado e na biomassa, durante a estocagem. Além do estudo da liberação dos carotenoides desses sistemas em um sistema digestório simulado. Finalmente, as partículas mais promissoras serão utilizadas para preparo de produtos extrusados. Neste contexto, espera-se obter um pigmento e uma massa proteica enriquecida com carotenoides, ambos produtos inovadores e de alto valor agregado, obtidos a partir de subprodutos, atendendo à expectativa da indústria pela valorização e otimização de sua cadeia produtiva, bem como ao anseio dos consumidores por produtos mais saudáveis.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carmen Simone Grilo Diniz

Ciências da Saúde

Medicina
  • tornar as intervenções no parto mais visíveis por meio dos sistemas de informação.
  • Em países de renda baixa e média, além dos muitos problemas de saúde materno-infantil associados à pobreza e ao acesso precário a cuidados seguros (“muito pouco, muito tarde”, MPMT), também temos problemas associados ao uso desregulado e inadequado de intervenções no parto (“muito, muito cedo”, MMC geralmente menos visível aos sistemas de informação). Um dos efeitos do MMC, principalmente das cesárias eletivas, é o encurtamento da gravidez. Bebês nascidos no período de "termo precoce" (37 semanas 0/7 dias a 38 semanas e 6/7 dias) podem ter resultados de saúde mais semelhantes aos nascidos prematuros do que aqueles nascidos no período "termo pleno" (> 39 semanas), incluindo o aumento de complicações respiratórias e metabólicas, admissão na Unidade de Terapia Intensiva, baixo peso ao nascer, dificuldades de amamentação e efeitos em longo prazo. Queremos tornar o MMC mais visível. A cada ano, pesquisas sobre a biologia do parto trazem novos elementos para compreender as vantagens de um parto espontâneo na formação epigenética e do microbioma dos nascidos. Aumentar a proporção de partos espontâneos demanda uma revisão dos atuais modelos de assistência, para oferecer um cuidado respeitoso e baseado em evidências, propiciando uma experiência mais positiva do parto para mulheres e famílias, e a informação adequada pode ajudar neste desafio. Na chamada de 2018-2020, juntamente com colegas gestores de dados trabalhamos para criar um indicador que aumentasse a granularidade dos dados da idade gestacional (IG) para os dias de gravidez desenvolvendo uma medida inovadora de IG, chamada "dias potenciais de gravidez perdidos" (DPGP = IG - 280 dias), que pode ser usada como variável dependente e independente, em análises descritivas e multivariadas, análise espacial, e equiplots. Exploramos o linkage do SINASC (nascidos vivos), com SIM (mortalidade) no Brasil e, na cidade de São Paulo, também com SIH (internação) e com as bases de atenção primária incluindo o pré-natal (SIGA). Vimos quanto a redução da idade gestacional é um dos efeitos do uso inapropriado, não regulado de intervenções no parto, mas que outros efeitos adversos (mortalidade, internação para cuidados intensivos e reinternações, por exemplo) estão relacionados a estas intervenções. Vimos que a mortalidade é maior a cada dia perdido de gravidez mesmo no período do termo, o que se aplica aos partos pretermo e a termo. Vimos também que em alguns contextos, a mortalidade volta a aumentar depois do período de termo pleno. Vimos que esta tendência aparece com grande variabilidade entre países, cidades e serviços, com o termo pleno e tardio, e o pós-termo, podendo tanto aumentar, diminuir ou mesmo não ter efeito sobre a mortalidade. Também vimos que os partos sem intervenções (planejados) continuam com uma duração em torno de 280 dias. Estes elementos nos indicam fortemente que os fatores associados ao risco ou a proteção na assistência devem ser melhor explorados, principalmente no que diz respeito à evitabilidade do óbito neonatal ou materno. Em termos de equidade e de gênero, vimos que são diferentes as cesáreas das mulheres mais ricas (em geral eletivas e mais precoces) e das pobres (em geral mais tardias, intraparto, após uma falha de indução ou de aceleração do parto, não raro por problemas fetais). Se houver efeitos adversos das intervenções, o acesso à tecnologia para compensar esses efeitos (reanimação adequada, UTI neonatal etc.) é fundamental para a sobrevivência; o mesmo é verdadeiro para os resultados maternos. Uma hipótese que estamos explorando sobre este aumento da mortalidade neonatal no termo pleno é o uso excessivo de induções de parto. A maioria das variáveis de interesse (se a mulher foi internada em trabalho de parto espontâneo antes da cesárea ou do parto vaginal, se houve indução do parto) estão disponíveis na ficha do SINASC (ainda que com qualidade variável) e os desfechos na base do SIH. Queremos aumentar a visibilidade de tais efeitos. Novos desafios e hipóteses: Internacionalmente, houve grande progresso na avaliação, monitoramento e comparação das taxas de cesárea tanto nos estabelecimentos de saúde quanto entre eles, com a utilização da classificação de Robson, proposta pela OMS em 2015. No Brasil, o novo formulário do SINASC que foi implantado em 2011, já contemplava todas as variáveis utilizadas nesta classificação inovadora. As categorias são baseadas em 5 características obstétricas que são coletadas rotineiramente nas maternidades (paridade, número de fetos, cesariana anterior, tipo de início do trabalho de parto, idade gestacional e apresentação fetal). No entanto, o uso da classificação depende da alta completitude e da devida avaliação se o início do parto foi espontâneo. Na ausência de uma definição clara sobre o que seria “início do parto” após a implementação do novo formulário SINASC, vimos que há considerável confusão entre quais partos são induzidos (em mulheres que não estavam trabalho de parto) e quais foram acelerados (estariam em trabalho de parto à admissão, foram usadas drogas para aumentar o ritmo e a intensidade das contrações uterinas). Além disso, em 2018, houve uma mudança na própria definição do que seria “trabalho de parto ativo” pela OMS, propondo que o aumento desnecessário do da cesárea e do uso de ocitocina no trabalho de parto poderia ser reduzido se o tratamento padrão para o primeiro estágio ativo fosse aplicado somente após a mulher ter atingido um limiar de dilatação cervical de 5 cm e a presença de contrações eficazes, o que é diferente das definições anteriores. As diretrizes do formulário SINASC 2011 não contemplam esses problemas, e são anteriores às novas diretrizes da OMS. Queremos aumentar a qualidade dessas informações cruciais e outras variáveis, para melhor usar a classificação de Robson, estudar as taxas de partos iniciados por profissionais, e outras análises destinadas a melhorar a experiência e a segurança da assistência.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/12/2020-30/06/2022
Foto de perfil

Carol Virgínia Góis Leandro

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • projeto institucional de apoio à formação de doutores em áreas estratégicas da universidade federal de pernambuco
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 13/02/2020-12/02/2025
Foto de perfil

Carolina Amália Barcellos Silva

Ciências da Saúde

Odontologia
  • effects of navitoclax® on the proliferation and progression of oral squamous cell carcinoma influenced by senescent oral fibroblasts: an in vitro study
  • Sabe-se que a carcinogênese oral não é dependente exclusivamente de mutações genéticas nas células epiteliais, mas sim da interação entre diversos componentes do microambiente tumoral. Dentre os componentes presentes no estroma, destacam-se os fibroblastos, os quais podem adquirir um fenótipo senescente e, consequentemente, apresentar um secretoma característico. Os componentes do secretoma senescentre têm sido apontados como fatores envolvidos nos mecanismos de crescimento e progressão tumoral de diversos tipos de neoplasias malignas. Ademais, novas terapias com alvo no estroma tumoral têm sido estudadas, dentre elas destacam-se os fármacos que atuam sobre os mecanismos de senescência celular. É proposto que esses fármacos possam induzir a apoptose seletiva de células senescentes, podendo atuar, portanto, em mecanismos envolvidos no processo de desenvolvimento e progressão tumoral. Além disso, os mecanismos pelos quais as células neoplásicas evadem o processo de apoptose são possivelmente similares aos mecanismos das células senescentes, portanto, esses fármacos podem ainda apresentar efeitos de indução de apoptose sobre as células tumorais. Com base nisso, o objetivo deste projeto é contribuir com o entendimento sobre o papel do secretoma de fibroblastos orais senescentes no desenvolvimento e progressão do carcinoma epidermoides de boca (CEB) e verificar o efeito de um fármaco experimental (Navitoclax®) sobre fibroblastos orais senescentes e células de CEB. Para isso, será testada a hipótese de que o meio condicionado proveniente de cultura de fibroblastos orais senescentes está associado com o crescimento e progressão do CEB, assim como a hipótese de que o Navitoclax® possa induzir a apotose seletiva de fibroblastos orais senescentes e células neoplásicas de CEB.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Carolina Bagattolli

Ciências Humanas

Ciência Política
  • tecnologia social e economia solidária: avaliação de experiências no município de tunas do paraná
  • A presente proposta é resultado de um processo de construção coletiva de pesquisadores cujas trajetórias encontram como pontos de intersecção temáticas atreladas ao campo da Análise de Políticas, Tecnologia Social e da Economia Solidária. Trata-se de grupo de pesquisadores vinculados à Universidade Federal do Paraná, com especial destaque para o Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e à Incubadora de Tecnológica de Cooperativas Populares da UFPR, bem como, à Universidade Tecnológica Federal do Paraná, por meio de docentes do Programa de Pós-Graduação em Administração e do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade. O projeto ora apresentado deriva de três experiências de pesquisas relacionadas aos pesquisadores envolvidos. A primeira diz respeito à participação da proponente coordenadora como pesquisadora integrante do Grupo de Análise de Políticas de Inovação da UNICAMP – GAPI, responsável pela condução sistemática de estudos sobre Tecnologia Social a partir do campo das Políticas Públicas. Os estudos produzidos pelo grupo terminaram por constituir relevantes referenciais teóricos e metodológicos sobre Tecnologia Social não apenas no que tange os conceitos de Tecnologia Social, mas as relações com Políticas Públicas, dimensão necessária ao processo de avaliação de TS. Como decorrência, a temática tem encontrado no Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas, na linha de Tecnologia, Regulação e Sociedade espaço profícuo para o desenvolvimento de estudos sobre o tema. A segunda experiência está relacionada às trajetórias da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da UFPR. A incubadora teve seu início no ano de 1998, a partir da iniciativa de um grupo de professores e estruturou-se desde então com o objetivo de promover através de articulações com as pólíticas públicas a efetivação de propostas de Economia Solidária, com foco na geração de tbalho e renda, qualificação profissional, desenvolvimento da cidadania e qualidade de vida. Nesse contexto, se destaca o Projeto Tunas do Paraná, realizado desde o ano de 2008, com ações de intervenção e organização de produtores rurais familiares no município de Tunas do Paraná, a partir de ações pautadas pela Economia Solidária, Desenvolvimento Local eTecnologias Sociais. Como destaque em termos de comunidade beneficiada, evidencia-se a atuação coletiva juntamente com a Associação de Produtores Rurais – APROTUNAS. A terceira experiência, por sua vez, está vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Administração da UTFPR, linha de pesquisa Tecnologia de Gestão, Trabalho e Organizações. O grupo de pesquisadores vinculados ao programa tem realizado estudos desde o ano de 2010 com temáticas relacionadas ao campo da Gestão e Tecnologia. Nesse sentido, destacam-se estudos realizados nas áreas de Organizações Não-Convencionais e Economia Solidária, Bem Viver, Pedagogia da Alternância, Organizações e Subjetividades, bem como, de estudos em andamento sobre avaliação de Tecnologias Sociais a partir de experiências com agricultores familiares do Estado do Paraná, a partir de políticas públicas como o Programa de Aquisição de Alimentos – PAA, e o papel das ITCP´s como experiências de Tecnologia Social no contexto da agricultura familiar. É a partir de tal perspectiva que a presente proposta busca reunir esforços no sentido de contribuir não apenas com o aprimoramento das ações realizadas entre a ITCP-UFPR e os produtores rurais de Tunas do Paraná, mas também, de desenvolver e consolidar metodologias mais efetivas de avaliação de Tecnologias Sociais. Objetivo Geral: Avaliar as experiências de Tecnologia Social e Economia Solidária, no contexto das ações desenvolvidas entre a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da UFPR e a Associação de Produtores Rurais – APROTUNAS. - Objetivos Específicos: - Caracterizar as experiências realizadas entre a ITCP-UFPR e APROTUNAS a partir do conceito de Tecnologia Social. - Analisar de forma aprofundada a relação entre Tecnologia Social e políticas públicas, as soluções encontradas e formuladas, os desafios gerados e os arranjos construídos. - Avançar na reflexão sobre o desafio de alcançar uma escala satisfatória para a ação da ITCP, respeitando as condições necessárias para a reaplicação do processo sociotécnico e o empoderamento dos próprios usuários no desenvolvimento da Tecnologia Social. - Identificar de que forma o Estado pode disseminar experiências de Tecnologia Social por meio de ITCP´s. - Desenvolver material voltado para gestores, pesquisadores e comunidades que visem processos de avaliação de experiências baseadas em Tecnologia Social de forma a incentivar a disseminação de experiências e subsidiar as práticas futuras. - Gerar insumos para o desenho de políticas públicas que possibilitem a reaplicação de Tecnologia Social respeitando o processo de participação e o empoderamento dos usuários no desenvolvimento da mesma.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/12/2018-30/11/2021
Foto de perfil

Carolina Baptista Menezes

Ciências Humanas

Psicologia
  • a relação entre meditação, regulação emocional e expressões vocais
  • A voz, assim como postura corporal, gestos, ou expressões faciais, também se caracteriza como uma manifestação impregnada de pistas sobre o estado afetivo do indivíduo que a produz. Porém, existe uma lacuna na investigação dos parâmetros da voz associados a experiências de menor excitação emocional, como no estado emocional e fisiológico produzido pela prática de meditação. Considerando a perspectiva da Teoria Polivagal e os estudos prévios de meditação que mostram seu efeito na modulação da excitação emocional e autonômica, o objetivo deste projeto é investigar se praticantes de meditação podem apresentar características específicas nos parâmetros vocais, autonômicos e emocionais em comparação a novatos e se estas características podem variar conforme o grau de experiência prévia com meditação. Serão analisados parâmetros vocais, de variabilidade da frequência cardíaca, de respiração, bem como o autorrelato de variáveis emocionais em 60 praticantes de meditação e 60 não meditadores pareados por variáveis sociodemográficas, antes e após uma sessão de 20 minutos de prática. Serão realizadas análises estatísticas com o Modelo Linear Geral (GLM) de medidas repetidas considerando os dois grupos (meditadores e não meditadores) e as duas condições (antes e após a sessão de meditação). Para a análise do tempo de experiência prévia, a GLM incluirá a covariável do nível de experiência em meditação. Para avaliar interações entre as variáveis, será utilizada Regressão Linear Múltipla. Quando necessário, análises complementares de ANOVA, Teste T e Correlação de Person também serão realizadas. Este estudo poderá produzir subsídios para o entendimento da relação entre parâmetros vocais e regulação emocional, a relação entre parâmetros vocais e outros parâmetros fisiológicos autonômicos, além de possibilitar uma compreensão de como a meditação pode auxiliar na regulação emocional com base em medidas que complementam as avaliações subjetivas e de autorrelato. Pode-se pensar nos potenciais impactos deste estudo especialmente a partir do principal desfecho primário (parâmetros vocais) e da relevância da prática de meditação. A voz humana é um dos sons mais frequentes no dia a dia de uma pessoa. Estima-se que os seres humanos gastam mais tempo ouvindo e analisando vozes do que qualquer outro som do ambiente. Logo, o estudo da relação entre voz e regulação emocional pode auxiliar no desenvolvimento de intervenções voltadas a condições clínicas em que há prejuízos na fala e/ou uso da voz (gagueira, afasia, mutismo, entre outros), a pessoas cegas que dependem da audição da voz para relacionar-se, a condições de ansiedade social, assim como para treinamento de grupos que fazem uso da voz, tal como artistas, professores, jornalistas, entre outros. O estudo do aspecto emocional da voz também pode ajudar a desenvolver tecnologias de reconhecimento de voz e comandos por voz. Já concernente à meditação, esta tem sido cada vez mais incorporada na área da psicologia e da saúde como uma ferramenta capaz de auxiliar na promoção de um funcionamento psicológico saudável, sendo uma técnica de baixo custo e de larga aplicação, já que pode ser adaptada a diferentes faixas etárias e diferentes contextos (p.e. educacional, clínico, organizacional, entre outros).
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carolina Coelho da Rosa

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • enggirls - engenhosas
  • A matemática básica (trigonometria, geometrias, etc.) é pré-requisito para várias disciplinas do curso de Engenharia Civil, como Mecânica dos Sólidos I, II, III e Teoria das Estruturas I e II. O baixo rendimento dos alunos das escolas públicas em matemática, comprovado nas provas Brasil, aplicadas pelo MEC, associado as dificuldades de visão tridimensional e plana e aplicação desses conhecimentos levam a alta evasão nos cursos de Engenharia, principalmente, a Engenharia Civil. As atividades visam suprir a essa deficiência que ocorrem na maioria das escolas brasileiras, causando ainda mais desinteresse entre o publico feminino. Gutiérrez (1991) afirma que é fundamental que o aluno adquira e desenvolva habilidades que o permita interpretar os mais variadados tipos de representações bidimensionais de objetos tridimensionais, ou seja, habilidades que permitam ao aluno criar, mover, transformar e analisar imagens mentais de objetos tridimensionais geradas por uma informação dada através de um desenho plano.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 22/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Carolina de Melo Bomfim Araújo

Ciências Humanas

Filosofia
  • capacidades e disposições: princípios explicativos da ação em platão e aristóteles
  • Este projeto pretende fortalecer a seção de Filosofia Antiga da linha de pesquisa em Filosofia da Ação do Programa de Pós-Graduação em Lógica e Metafísica (PPGLM-UFRJ). Ele reúne dois professores permanentes do programa, convergindo seus projetos individuais de pesquisa e suas equipes em um núcleo de trabalho integrado. Ele pretende analisar alguns princípios utilizados por Platão e Aristóteles para explicar as ações e caracterizar seus agentes, a saber, as noções de capacidade e de disposição. Embora essas noções correspondam de modo geral aos termos gregos dynamis e héxis, enquanto conceitos filosóficos elas dependem também de uma rede conceitual em torno da noção de alma (psykhé), que envolve as noções correlatas de movimento (kínesis), atividade (enérgeia), função (érgon), desejo (oréxis, epithymía), hábito (éthos) e ímpeto (thymós). A hipótese que estabelecemos de partida é de que, quando associados com essa rede conceitual, os princípios explicativos que pretendemos investigar se revelam como condições ou meios necessários para a ação, não sendo portanto suficientes para explicá-la. Acrescem-se a essa hipótese primeira duas ramificações. A primeira diz respeito aos limites que se impõem às noções de capacidade e disposição em sua função explicativa. Nossa hipótese é de que os dois princípios diferem em muito quanto a esse ponto: ao passo que grande suspeita recai sobre a legitimidade de uma teoria metafísica das capacidades, uma vez que um regresso parece estar envolvido nesse modo de explicação, o mesmo não ocorre com disposições, que se descrevem estados que necessariamente resultam em ação quando em certa circunstância. A segunda ramificação diz respeito ao modo de ativação de capacidades e disposições, e como cada uma das noções correlatas acima mencionadas garante que tais princípios sejam de fato explicativos para a ação. Este projeto se insere no projeto mais amplo de cooperação internacional “Dynamis na História da Filosofia” já assinado entre o PPGLM-UFRJ e as universidades de Ottawa (Canadá) e Roma La Sapienza (Itália) e submetido ao Edital Capes-Print. Ele também se configura como um projeto de formação de pesquisadores de nível internacional, contando com uma equipe de bolsistas de Iniciação Científica, Mestrandos, Doutorandos e Pós-Doutorandos.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Carolina dos Santos Batista Bonini

Ciências Agrárias

Agronomia
  • qualidade fisica e quimica de um latossolo vermelho em sistema de integração lavoura-pecuária após 3 anos de implantação
  • O sistema integração lavoura-pecuária visa a sustentabilidade, procurando explorar o máximo da área, além de diminuir os impactos sobre as propriedades do solo. O presente trabalho tem por objetivo estudar os atributos físicos e químicos de um Latossolo em um sistema de integração lavoura-pecuária após quatro anos de implantação do sistema. O delineamento experimental utilizado será em blocos casualizados, com três repetições e compostos por 7 tratamentos: 1 - Soja – Milho + B. ruziziensis (pastejo); 2 - Soja – Milho + Piatã (pastejo); 3 - Soja – Milho + Paiaguás (pastejo); 4 - Soja - Piatã (pastejo 2 anos) – Soja - Piatã (pastejo); 5 - Soja - Paiaguás (pastejo 2 anos) – Soja - Paiaguás (pastejo); 6 - Soja – milho (Plantio direto); 7 - Soja – milho (Preparo convencional). O experimento será realizado na Fazenda do grupo Facholi, no município de Caiuá/SP de janeiro/2019 a dezembro/2021, em solo classificado como Latossolo Vermelho. As avaliações a serem realizadas serão os atributos físicos do solo (estabilidade de agregados, porosidade do solo, infiltração de agua, resistência mecânica a penetração, umidade do solo), atributos químicos (teores de fósforo, potássio, magnésio e cálcio, matéria orgânica, pH, acidez potencial e calculadas as somas de bases, capacidade de troca catiônica e saturação por bases). As análises de solo serão feitas em duas camadas do solo; 0,00-0,10 e 0,10-0,20 m. Os resultados serão analisados efetuando-se a análise de variância, correlação simples e teste de Tukey a 5 % de probabilidade para a comparação de médias.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carolina Ferreira de Matos Jauris

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • novos materiais baseados em nanoestruturas de carbono visando aplicações sustentáveis: síntese, caracterização e avaliação de toxicidade
  • Os nanomateriais de carbono representam uma classe diversificada de materiais, em sua maioria, com uma excepcional variedade de propriedades, o que os torna adequados para aplicações nas mais diferentes áreas de pesquisa. Há uma necessidade incisiva de procurar novas nanoestruturas de carbono por meio de métodos sustentáveis e de baixo custo, realizando seu papel em aplicações energéticas e ambientais. No entanto a maioria das estratégias convencionais de preparação desse tipo de material e de seus compósitos envolvem condições intensivas de energia e, portanto, elevado custo de produção. Nesse sentido, a síntese ambientalmente amigável de nanomateriais de carbono por meio de estratégias custo-efetivas é de grande relevância. Este projeto propõem avanços na síntese verde de vários nanomateriais de carbono e descreve suas aplicações sustentáveis para o armazenamento e geração de energia, remediação e purificação ambiental, sem deixar de lado a avaliação de toxicidade dos materiais desenvolvidos. Para tal o projeto conta com uma equipe interdisciplinar buscando não o somente aplicações tecnológicas, mas também a compreensão dos processos básicos envolvidos em cada etapa.
  • Universidade Federal do Pampa - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carolina Fischinger Moura de Souza

Ciências da Saúde

Medicina
  • perfil de vitaminas do complexo b em pacientes com glicogenoses hepáticas e seus possíveis determinantes
  • As Glicogenoses (GSD) são doenças genéticas que resultam em alterações no metabolismo do glicogênio. Estas condições podem ser classificadas em diferentes tipos, nomeadas de acordo com o defeito enzimático específico e os órgãos afetados. Para o tratamento das GSD hepáticas, a estratégia mais comumente utilizada é a administração frequente de amido de milho cru, visando a manutenção da normoglicemia e a prevenção de distúrbios metabólicos secundários. Restrições e suplementos alimentares são realizados de acordo com os diferentes tipos de GSD. As restrições alimentares impostas pelo tratamento, bem como, o grande consumo de amido de milho como fonte de carboidrato podem levar a deficiências nutricionais em pacientes com GSD hepáticas. Pouco se sabe em relação ao perfil de vitaminas do complexo B apresentados por esses pacientes, visto que além da deficiência no seu consumo, pode haver uma interação dessas vitaminas com o alto consumo de carboidrato proveniente de uma fonte altamente refinada, sendo que existem relatos de caso de deficiências graves de vitaminas do complexo B nesses pacientes. O objetivo do presente estudo é avaliar os níveis de vitaminas do complexo B apresentados por pacientes com Glicogenoses hepáticas e sua associação com variáveis clínicas e de tratamento. Será conduzido um estudo transversal, observacional, onde serão coletadas amostras de sangue de pacientes com Glicogenose Hepática (Ia, Ib, III e IXa, IXb, IXc) para dosagem de vitaminas do complexo B ((vitamina B1 (tiamina), B3 (niacina), B6 (piridoxina), B7 (biotina), B9 (ácido fólico) e B12 (cobalamina)). Além disso, serão coletados dados clínicos e de tratamento, bem como, aplicados inquéritos alimentares de 3 dias para avaliação do consumo de nutrientes. Assim será possível avaliar possíveis variáveis que influenciam o perfil de vitaminas do complexo B em pacientes com GSD hepática. Devido à natureza translacional deste estudo, espera-se gerar dados que possam embasar a avaliação do perfil nutricional de vitaminas do complexo B nos pacientes com GSD hepática e que embasem o uso de complementos nutricionais para prevenção de comorbidades nesses pacientes.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carolina Hassibe Thomé

Ciências da Saúde

Medicina
  • isolamento e caracterização de exossomos durante a transição epitélio-mesenquimal em câncer de ovário.
  • As células podem responder de diferentes maneiras a estresses aos quais são submetidas. Essas respostas variam conforme a duração do estímulo estressor e o tipo celular, podendo variar desde respostas de sobrevivência até morte celular. Esse tipo de resposta ao estresse celular causa um aumento na secreção de vesículas pelo retículo endoplasmático e aparelho de Golgi, que quando são secretadas por essas células passam a denominar-se exossomos. Presentes nos fluidos corporais como sangue, urina, saliva e liquor, essas microvesículas possuem em sua composição mRNAs, microRNAs, RNAs não codificantes, proteínas citoplasmáticas e de membrana, como receptores e moléculas do complexo MHC que são candidatos à biomarcadores de doença. Estudos recentes apontam que a comunicação intercelular pelos exossomos pode modular a expressão gênica da célula alvo, assim como processos de crescimento, divisão e diferenciação celular, resposta ao estresse, sobrevivência celular e apoptose. Além disso, os exossomos presentes nas células tumorais, influência na progressão tumoral e no desenvolvimento de metástases. Devido às suas propriedades e presença em fluidos corporais onde podem ser coletados, os exossomos estão se tornando candidatos promissores a novos biomarcadores para realização de diagnósticos precoce e prognóstico de inúmeras doenças, como o câncer de ovário. Neste projeto, avaliaremos a liberação desses exossomos, caracterizando o perfil proteômico durante a Transição Epitélio-Mesenquimal (EMT), que representa um modelo de progressão tumoral. Proteínas relevantes identificadas serão validadas em amostra de fluído intra-tumoral proveniente de pacientes com câncer de ovário através da análise proteômica dirigida.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carolina Joana da Silva

Ciências Biológicas

Ecologia
  • dinâmicas do pulso de inundação no sistema ecológico sócio cult do rio paraguai pantanal, no contexto da reserva da biosfera do pantanal, mato grosso, brasil.
  • O Pantanal e uma das maiores áreas úmidas do mundo, cujo sistema ecológico e sociocultural está sujeito ao pulso de inundação do rio Paraguai e seus afluentes e aos drivers, forças motrizes, relacionadas a energia, agricultura, pecuária e mais recentemente a navegação e o turismo. No contexto dos serviços ecossistêmicos proposto pela AEM (2005), destaca se o serviço de regulação, representado pelo pulso de inundação, que controla todo o sistema ecológico, atuando como chave para entender sua estrutura e função e como link com os serviços de suporte, como a oferta de habitats e macrohabitats para reprodução de aves, peixes e mamíferos; com os serviços de produção, como a pecuária e a pesca e os serviços culturais e de informação, como a educação, ecoturismo e as tradições. Nesta perspectiva de mudanças climáticas ou de variabilidade climática, foi verificado no passado, o efeito da diminuição de chuvas no final da década de 60 e anos iniciais dos anos 70, uma queda acentuada da amplitude do pulso de inundação, registrada na régua do rio Paraguai, em Ladário, Mato Grosso do Sul, que agora volta a se repetir. Ainda assim o Pantanal que compreende a maior área alagável contínua do Planeta e que é reconhecidamente área de relevante interesse para conservação, reconhecida como Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO, patrimônio nacional, pela constituição brasileira, com quatro sítios Ramsar; que possui uma das mais ricas biotas com elevada abundância de espécies e indivíduos está mais vulnerável, mais ameaçado pelas formas de uso a que tem sido submetido. A região com tamanha singularidade e modo de funcionamento, necessita ainda ser estudada, monitorada e protegida, principalmente no que tange a sua sócio-bio-diversidade e os usos múltiplos do bioma. No contexto do Decreto n. 6.040 de 7 de fevereiro de 2007 (BRASIL, 2007), que instituiu a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais, foi estruturada a Comissão Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais (CNPCT), atualmente elevada à condição de Conselho Nacional de Povos e Comunidades Tradicionais (CNPCT), na qual o Pantanal esteve e está representado pela Rede de Comunidades Tradicionais Pantaneiras. Essas políticas públicas, consideradas em nossas analise como drivers, forças motrizes para o desenvolvimento impõem mudanças sócio econômicas e culturais traduzidas no cenário paisagístico da região, onde na parte alta do Planalto Central, locais das nascentes das aguas do Pantanal no bioma Cerrado, com a conversão de seus ecossistemas em agrossistemas, mantidos por espécies geneticamente modificadas, energia derivada do petróleo, insumos agrícolas de agrotóxicos e fertilizantes. Assim, Esta proposta visa a manutenção dos estudos de monitoramento do pulso de inundação e da biodiversidade associada, o conhecimento de padrões e processos, em situação de variabilidade climática, com tendências de seca e queimadas severas, numa perspectiva de análise e avaliação integradas de sistemas sócio ecológicos. Esperamos contribuir para o entendimento dos processos de dispersão, polinização, ciclagem de nutrientes e processos de organização das comunidades tradicionais pantaneiras em diversas escalas de entendimento e organização, bem como valorar os principais processos e serviços ecossistêmicos. Ainda, esperamos levantar bases conceituais sobre como o sistema sóciobiodiverso pantanal se comporta frente as mudanças climáticas e os desafios das queimadas.
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 04/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

Carolina Montanheiro Noronha

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • desenvolvimento de nanocompósitos contendo nanopartículas carregadas com óleo essencial para aplicação em embalagens ativas e sustentáveis para alimentos.
  • Os óleos essenciais presentes em diferentes matérias-primas vegetais são substâncias que apresentam elevada atividade antioxidante, em função de sua capacidade de neutralizar e sequestrar radicais livres, além de possuírem propriedades antimicrobianas. Essas propriedades os tornam atraentes aditivos para a indústria de alimentos para aumentar a segurança e o tempo de prateleira dos produtos. No entanto, a utilização dos óleos essenciais apresenta algumas limitações devido às suas características de alta volatilidade e instabilidade química frente às condições diversas no processamento de alimentos. A nanoencapsulação desses compostos bioativos é uma alternativa para a manutenção de suas propriedades benéficas, além da liberação controlada. A incorporação de nanopartículas carregadas de óleos essenciais em matrizes biopoliméricas, ou seja, materiais biodegradáveis provenientes de fontes renováveis, pode influenciar o setor de embalagens de alimentos. Além de melhorar as características do material, pode promover também uma funcionalidade adicional, como antimicrobiana e antioxidante, para o desenvolvimento de embalagens ativas. Neste projeto, propomos desenvolver nanocompósitos a partir de biopolímeros com a inclusão de nanopartículas de fontes naturais contendo diferentes óleos essenciais para aplicação e embalagens ativas, biodegradáveis e sustentáveis. Pesquisas anteriores realizadas pelo nosso grupo mostraram resultados promissores no âmbito de nanocompósitos e embalagens ativas para alimentos. No entanto, o principal desafio é o desenvolvimento de novos materiais que possam substituir os materiais derivados do petróleo. É preciso que suas características de propriedades mecânicas, resistência, molhabilidade e durabilidade sejam próximas aos plásticos tradicionalmente utilizados pela indústria de alimentos. Além disso, é necessário que os óleos essenciais sejam capazes de substituir os conservadores sintéticos, apresentando propriedades antimicrobianas e atividade antioxidante semelhantes a esses.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carolina Munari Rodrigues

Ciências Agrárias

Agronomia
  • estudos funcionais de patógenos fúngicos causadores de doença em citros
  • Citros é uma das culturas mais importantes do mundo. O Brasil se destaca como o maior produtor, respondendo por mais de 60% da produção mundial de suco de laranja. Apesar de ter como principal espécie produzida a laranja doce, as tangerinas e alguns de seus híbridos, especialmente os híbridos com laranja doce (tangores), possuem grande importância especialmente no mercado nacional de frutos in natura. Apesar dos números expressivos de produção e exportação, essa cultura sofre problemas principalmente de ordem fitossanitária devido ao grande número de pragas e doenças. Entre elas destacam-se doenças causadas por fungos como mancha preta dos citros (MPC), qual afeta quase todas as variedades de citros, e a mancha marron de alternaria (MMA), responsável por grandes prejuízos na produção das tangerinas e seus híbridos. Apesar da importância dessas doenças são escassos os estudos sobre a interação desses patógenos, Phyllosticta citricarpa e Alternaria alternata, com seus respectivos hospedeiros. Nosso grupo já iniciou estudos da interação P. citricarpa/citros e identificou as respostas tanto da planta quanto do fungo no momento da interação. Esse trabalho nos levou a fortes indícios de como a planta responde a presença desse fungo, levando a formação dos sintomas típicos da doença. Além disso, identificamos quatro efetores, quais foram caracterizados quanto à repressão da reação de hipersensibilidade. Porém, ainda muitos outros efetores identificados nesses trabalhos faltam ser caracterizados. Além disso, para o patossistema MMA ainda não existe esse tipo de estudo. Portanto, baseados nos genes já encontrados através dos trabalhos de expressão gênica (P. citricarpa/laranja doce), além dos dados de Dual RNA-seq de tangor Murcott/ A. alternatia que serão gerados nesse trabalho, nossa proposta é continuar os estudos funcionais desses fungos através da técnica de RNA interferente, a qual vem sendo uma relevante ferramenta para análises de função gênica e controle de patógenos. Os genes alvos serão silenciados, seguido da avaliação fenotípica desses mutantes. Assim, sugerirão regiões genômicas com potencial uso como alvos para o controle de P. citricarpa e A. alternata. O desafio principal da fitopatologia atualmente está no entendimento dos mecanismos na interação do patógeno com seus hospedeiros durante o processo infeccioso. Como já dito, os patógenos são capazes de secretar inúmeras moléculas efetoras durante o processo infeccioso. A manipulação das defesas do hospedeiro depende da secreção regulada e da cooperação de uma complexa mistura de proteínas efetoras. Tanto para P. citricarpa quanto para A. alternata a identificação e o entendimento de como essas moléculas efetoras agem no processo de infecção de laranja doce e tangor Murcott, respectivamente, são de extrema importância para o melhoramento genético visando o controle das doenças por esses fungos causadas.
  • Instituto Agronômico de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carolina Nicoletti Ferreira

Ciências da Saúde

Nutrição
  • influência do isolamento social decorrente da pandemia do covid-19 nas escolhas alimentares de mulheres de diferentes estados nutricionais
  • Acredita-se que o período de quarentena e isolamento social decorrente da pandemia do COVID-19 altere as escolhas alimentares e consumo de alimentos de mulheres com diferentes estados nutricionais. As mudanças das escolhas alimentares se realizadas de forma negativa, ou seja, com redução do consumo de alimentos in natura (devido ao acesso reduzido a supermercados, hortifrútis e varejões ou pelo maior custo) e aumento do consumo de alimentos processados e ultraprocessados (pela maior durabilidade e poder de estocagem desses) pode acarretar no ganho excessivo de peso e desenvolvimento, em curto e longo prazo, de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) como diabetes mellitus, hipertensão arterial, dislipidemias e câncer. É neste cenário, portanto, que a presente proposta se situa. Considerando o Plano de ações estratégicas para o enfrentamento das DCNT, que visa preparar o Brasil para enfrentar e deter estas doenças, é imprescindível o conhecimento de como pandemias, principalmente aquelas que exigem isolamento social, afetam os hábitos e escolhas alimentares da população para que estratégias adequadas sejam implementadas frente a essas situações, preparando e melhorando o processo de cuidado e atenção à saúde. Assim, o presente estudo tem como objetivo geral avaliar influência da quarentena e isolamento social por COVID-19 sobre os determinantes das escolhas alimentares de mulheres de diferentes estados nutricionais. Para tal serão elegíveis para o presente estudo indivíduos do sexo feminino com idade igual ou superior a 19 anos. As voluntárias serão recrutadas por divulgação online em redes sociais (Facebook, Whatsapp e Instagram) em todo o território nacional e serão convidadas a preencherem, de modo online, questionários autoaplicáveis. Por meio desses questionários serão coletados dados pessoais, socioeconômicos, demográficos, antropométricos e referentes aos hábitos e consumo alimentar. Em relação aos indicadores alimentares, será aplicado um questionário com perguntas referentes a práticas culinárias, frequência de compras em mercado, varejos e de uso de serviços de entrega de refeições (delivery) (antes da quarentena e durante a quarentena). Ainda, será pedido às voluntárias o preenchimento de um diário alimentar do dia anterior. Os dados serão tabulados, com o auxílio do programa Dietbox (versão online). As preparações alimentares serão desmembradas em alimentos e ingredientes, os quais serão avaliados perante o grau de processamento – Classificação NOVA (in natura ou minimamente processados, processados ou ultraprocessados ou ingredientes culinários processados). Para análise estatística dos dados as voluntárias serão divididas em dois grupos de acordo com seu estado nutricional classificado pelo índice de massa corporal (IMC): 1) eutrófica e 2) com sobrepeso ou obesidade. Serão utilizados teste t para amostras independentes ou teste de Mann-Whitney, teste de Fisher ou qui-quadrado, além de modelos de regressão linear e logística (p < 0,05).
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/07/2020-15/08/2022
Foto de perfil

Caroline Angulski da Luz

Engenharias

Engenharia Civil
  • desenvolvimento de cimentos especiais: identificação de matérias- primas alternativas com vistas à sua durabilidade
  • O Grupo de Pesquisa em Materiais e Estruturas (GPME), coordenado pela proponente, foi criado em 2007, juntamente como o início do curso de Engenharia Civil, na UTFPR, campus Pato Branco/PR. Ao longo destes mais de dez anos, o GMPE tem se mostrado fundamental na iniciação e consolidação da pesquisa no âmbito do Departamento de Engenharia Civil, tendo sido responsável pelos primeiros alunos de iniciação científica no curso e ter contribuído para a aprovação do mestrado, também em Engenharia Civil (PPGEC) em 2013, o qual teve início em meados de 2014. Desde a sua criação, o GPME tem atuado no desenvolvimento de cimentos alternativos ao cimento Portland com vistas, principalmente, à identificação e à valorização de subprodutos como matéria prima na produção de aglomerantes, tendo publicado artigos em eventos e periódicos importantes decorrentes das pesquisas a respeito de cimentos especiais. Assim, o atual projeto pretende dar continuidade às pesquisas do GPME, que nos últimos anos avançaram na identificação e adequabilidade de subprodutos como potencial matéria prima de cimentos alternativos. Nesse estágio, o presente projeto também visa contribuir no estudo de durabilidade de cimentos especiais, em especial os cimentos supersulfatados (CSS) e álcali ativados (CAT), através de parcerias com as universidades UFPR e a University of Toronto.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Caroline de Oliveira Alves

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • as intervenções do terapeuta ocupacional junto às pessoas-hospitalizadas com infecção por covid-19
  • A Terapia Ocupacional ocupa importante papel no contexto hospitalar, os objetivos da Terapia Ocupacional no Contexto Hospitalar que estão voltados para: avaliação do sujeito de modo biopsicossocial, elaboração de plano de tratamento conforme as necessidades específicas da pessoa; promoção de experiências saudáveis e espaço de saúde, orientações à pessoa e familiares; ações que visem o alívio da dor e do sofrimento para além das técnicas farmacológicas; prevenção de limitações, manutenção da capacidade funcional da pessoa; e, finalmente, a atenção quanto ao enfrentamento do processo de morte. A COVID-19 é semelhante ao de outras viroses respiratórias, e em casos mais graves (5%) pode acarretar dispneia, sangramento pulmonar, linfopenia grave e insuficiência renal. (Strabelli; UIP; 2020). Nos casos mais graves é necessário internação, dependendo da evolução há necessidade de tratamento em uma Unidade de Terapia Intensiva. Diversos terapeutas ocupacionais vêm atuando no contexto hospitalar principalmente com pacientem em tratamento da COVID-19, e até então não temos registros dessas atuações. Esse projeto tem como objetivo mapear essas intervenções que tem sido realizadas por terapeutas ocupacionais junto às pessoas-hospitalizadas com infecção por COVID-19, promovendo o desenvolvimento científico, a divulgação de estratégias utilizadas, incluindo o desenvolvimento tecnológico e de inovação. Descrever as intervenções realizadas por terapeutas ocupacionais junto às pessoas-hospitalizadas com infecção por COVID-19. Será uma pesquisa de abordagem metodológica qualitativa. O método para coleta de dados será “estratégia bola de neve”, que é uma forma de amostra não probabilística que utiliza cadeias de referência. É uma estratégia útil para pesquisar grupos difíceis de serem acessados ou estudados, também quando não há precisão sobre sua quantidade (Vinuto, 2014). Será feito contato com os Conselhos de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO) e com a ATOHosp., buscando a indicação de Terapeutas ocupacionais que atuaram ou que estão atuando junto às pessoas-hospitalizadas com infecção por COVID-19, a partir dessas indicações entraremos em contato convidando participar da pesquisa, e também a partir desses contatos buscaremos outras indicações de terapeutas ocupacionais. O instrumento de pesquisa será uma entrevista estruturada no formato on-line. Os resultados e contribuições científicas esperados são a divulgação e disseminação de práticas de intervenções terapêuticas ocupacionais no tratamento de pessoas-hospitalizadas com infecção por COVID-19, bem como divulgação para a aplicabilidade no SUS.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 24/07/2020-23/08/2022