Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Telmo Mota Ronzani

Ciências Humanas

Psicologia
  • estudo multicêntrico internacional sobre a efetividade de uma intervenção para redução de estigma sobre usuários de álcool e outras drogas
  • O estigma em relação aos usuários de drogas influencia negativamente os resultados das intervenções em saúde. Embora a estigmatização desses usuários seja amplamente observada na sociedade, é preocupante que o estigma seja semelhante entre profissionais da saúde. É necessário avançar em relação ao desenvolvimento de estratégias para a redução do estigma, sobretudo junto a esses profissionais. Será realizado um estudo multicêntrico internacional quase-experimental, no qual será desenvolvida, implementada e avaliada uma nova intervenção para a redução do estigma de profissionais da saúde em relação aos usuários de drogas. Os pesquisadores da instituição proponente irão capacitar os centros colaboradores nacionais e de cinco países para replicarem a intervenção e garantir a padronização do estudo. Será selecionada em cada centro colaborador uma amostra de 50 sujeitos, que participarão da intervenção (GI), sendo 25 de serviços especializados em álcool e outras drogas e 25 de atenção primária à saúde. Em seguida, serão selecionados mais 50 sujeitos para o Grupo Controle (GC), com a mesma composição do GI, de modo a tentar torná-los equivalentes com relação às variáveis de interesse. A amostra total será de 500 profissionais. Com relação à intervenção, serão adotadas estratégias educacionais e de contato reconhecidas na literatura e que serão também vinculadas às técnicas dos manuais da Terapia de Aceitação e Compromisso. Os resultados serão analisados por meio de metodologias quantitativas e qualitativas, separadamente e em conjunto com outros centros, fortalecendo uma rede latinoamericana sobre drogas na Argentina, Brasil, Colômbia, México e Uruguai.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Têmis Maria Félix

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • registo nacional de doenças raras
  • No Brasil, o Ministério da Saúde estabeleceu a Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras (PNAIPDR) no âmbito do SUS em 2014. Até o momento foram habilitados nove Serviços de Referência em Doenças Raras, um número considerado insuficiente para atender a demanda na nossa população. A grande maioria dos casos são atendidos em Hospitais Universitários( HU), porém não há conhecimento se os recursos humanos e tecnológicos são adequados no atendimento de Doenças Raras. Apesar do avanço no diagnóstico, principalmente devido às novas tecnologias e a recente estruturação do atendimento de DR no Brasil, ainda faltam dados epidemiológico sobre estas afecções, e estes, quando existentes, restringem-se a doenças específica. O objetivo deste projeto é realizar um inquérito de representatividade nacional acerca da epidemiologia, quadro clínico, recursos diagnósticos e terapêuticos empregados e custos em indivíduos com doenças raras de origem genética e não genética no Brasil. Será estabelecida uma Rede Nacional de Doenças Raras composta por Hospitais Universitários, pertencentes a rede EBSERH e outros HU, Serviços de Referência em Doenças Raras e Serviços de Triagem Neonatal. Um estudo ambispectivo será realizado (o restrospectivo correspondentes aos atendimentos de 2018 e 2019 e prospectivo). O instrumento de coleta de dados vai usar um protocolo padrão com dados sócio-demograficos, clínicos e aspectos clínicos e de diagnóstico de acordo com ontologia internacional.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 01/01/2020-31/12/2021