Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ana Tereza Ribeiro de Vasconcelos

Ciências Biológicas

Genética
  • genômica aplicada a aquicultura da ostra nativa de importância econômica (crassostrea gasar) no estado do rio de janeiro
  • Crassostrea é o gênero de maior importância econômica do mundo. O Brasil possui uma extensa costa cuja pesca artesanal serve de sustento para as populações costeiras, e cuja exploração comercial é atividade altamente lucrativa. No entanto, a exploração desregulada dos recifes ostreícolas pode levar ao seu esgotamento em poucos anos. A rede GARPA-RIO (Genômica Aplicada a Recursos Pesqueiros e de Aquicultura do Estado do Rio de Janeiro) é constituída por laboratórios e instituições de pesquisa dos Estados do RJ, SC e RN e visa buscar estratégias de melhoramento para cultivo de ostras na costa fluminense através de abordagens de genômica molecular e análises de bioinformática. Para isso, utilizaremos os métodos mais recentes de sequenciamento no NextSeq 500 Illumina, através de experimentos de genômica, transcritômica e metagenômica, onde buscaremos caracterizar o perfil genético das ostras nativas do gênero Crassostrea sob determinadas condições ambientais e seus possíveis patógenos, bem como detectar os limites dos estoques genéticos na costa. Os experimentos serão realizados comparando as populações de SC, onde o cultivo de C. gasar está bem estabelecido, com aquelas do RJ, a fim de detectarmos as diferenças no perfil de expressão e estabelecermos as condições adequadas para o futuro estabelecimento de um cultivo ostreícola no RJ. A aplicação deste cultivo será conduzida pela FIPERJ (Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro), parceira neste projeto. Essa estratégia implicará na geração de empregos e desenvolvimento social local, ao mesmo tempo em que proporciona benefícios tangíveis ao ambiente marinho e ganho econômico ao Estado.
  • Laboratório Nacional de Computação Científica - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Ana Thereza Chaves

Ciências da Saúde

Medicina
  • “avaliação de biomarcadores séricos - peptídeos relacionados ao metabolismo colágeno, citocinas, quimiocinas – e suas correlaçoes com a intensidade da fibrose na cardiopatia chagásica crônica”.
  • A imunopatogênese da cardiopatia chagásica crônica é complexa e ainda não totalmente esclarecida. Acredita-se que o parasito representa papel fundamental durante as fases aguda e crônica da doença, dependendo provavelmente do tipo de cepa presente na infecção. A interação entre parasito e mediadores do sistema imune parece constituir o principal fator responsável pelos danos teciduais, favorecendo a persistência da inflamação cardíaca, a perda de cardiomiócitos e a fibrose reparativa subsequente, levando a uma perda funcional importante do órgão ao longo dos anos. Na fibrose cardíaca, o colágeno fibrilar ocupa o espaço das células destruídas, servindo como tecido de substituição. Uma das manifestações clínicas mais marcantes da cardiopatia chagásica crônica é a morte súbita, a qual se atribui mais de 50% da letalidade da doença. O mecanismo mais frequentemente envolvido com a morte súbita, nos pacientes chagásicos, é a arritmia ventricular maligna, ou seja, taquicardia ventricular sustentada (TVS) degenerando em fibrilação ventricular, ou mesmo a fibrilação ventricular não precedida pela TVS. Episódios de arritmias ventriculares malignas são muito mais frequentes em pacientes com cardiopatia chagásica do que em pacientes com outras formas de cardiopatia. A despeito do grande número de investigações buscando testes úteis para a estratificação de risco de morte súbita de causa arrítmica, não se conseguiu obter, ainda, um teste com acurácia elevada. As características da fibrose ventricular, determinadas pela ressonância magnética, podem discriminar pacientes com cardiomiopatia dilatada não isquêmica (CDNI) com risco elevado de arritmia ventricular grave e de morte súbita. Devido a pouca disponibilidade deste método diagnóstico e seu custo elevado, têm-se buscado novos marcadores de risco, mais baratos, pouco invasivos e de fácil realização. Observações de natureza clínica e experimental sugerem que marcadores bioquímicos do metabolismo colágeno correlacionam-se significativamente com fibrose miocárdica. Assim, concentrações séricas desses marcadores poderiam ser empregadas como marcadoras da formação e degradação da fibrose miocárdica. Neste contexto, elaborou-se este projeto, constituído por dois subprojetos interdisciplinares, abordando importantes questões ainda não elucidadas. Constatando-se haver estabilidade, individual ou coletiva, no padrão da resposta imune, obter-se-ia fundamentação para que se pudesse definir este padrão por meio da dosagem de citocinas e quimiocinas em uma ou poucas amostras de sangue periférico. Uma vez comprovada à associação entre o padrão de resposta imune e o grau de morbidade cardíaca, poder-se-ia determinar, precocemente, o risco evolutivo, além de bases teóricas para o melhor controle do processo de alteração da matriz extracelular e da remodelagem cardíaca observadas na cardiomiopatia chagásica. Os resultados destes estudos podem contribuir para o melhor conhecimento do papel da resposta imune na patogênese da cardiopatia chagásica, especialmente no que se refere à evolução clínica, remodelagem cardíaca e arritmogenicidade. O desenvolvimento de uma estratégia de prever com precisão quais os pacientes está em um alto risco de apresentar com arritmia cardíaca maligna permitiria ações preventivas eficazes e o uso mais racional dos recursos disponíveis para o tratamento de cardiomiopatia chagásica.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Ana Valéria Machado Mendonça

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • comunicação promotora de saúde: estratégias de enfrentamento de epidemias de ists, hiv/aids e hepatites virais em população jovem.
  • Este projeto de pesquisa destina-se a analisar elementos do cenário de prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), do HIV/aids e das hepatites virais, dirigidos a população jovem, com recorte nos últimos dez anos (2010-2019). Trata-se de uma pesquisa de métodos mistos, com abordagem convergente paralela, em que as investigações qualitativa e quantitativa serão realizadas simultaneamente. A coleta de dados quantitativos será realizada por meio de análise dos dados disponibilizados no Sistema de Notificação e Agravos – SINAN. A coleta de dados qualitativa dar-se-á por meio de oficinas de abordagem, sendo três por região do país. Os municípios em que será desenvolvida a pesquisa de campo englobam Brasília (DF), Paraíba(JP), Manaus (AM), São Paulo (SP) e Porto Alegre(RS). Como resultados esperados, objetiva-se elaborar estratégias e informação, educação e comunicação em saúde voltadas à promoção da saúde e tradução do conhecimento acerca das temáticas de HIV/aids, IST’s e hepatites virais com vistas à promoção da saúde de jovens e adultos.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 02/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Ana Virginia de Almeida Luna

Ciências Humanas

Educação
  • modelagem matemática na educação básica: efeitos de um ensino problematizador sobre violência no contexto escolar
  • O propósito deste projeto é identificar os efeitos dos processos recontextualizadores dos textos de modelagem matemática, sobre violência na escola, de um espaço de formação para professores de matemática para as salas de aula desses profissionais. Os efeitos compreendem as implicações, as práticas, os discursos e ações etc., constituídas pelos sujeitos a partir de uma intervenção discursiva. Tem como aporte teórico os estudos de Bernstein (1998), que demonstra como diferentes discursos das ciências compartilham elementos comuns, que permeiam o campo educacional, criando diferentes modalidades de práticas pedagógicas – as quais se referem ao “contexto social pelo qual se realiza a reprodução e a produção de culturas” (BERNSTEIN, 1998, p. 35). Na perspectiva bernsteiniana, a prática pedagógica não diz respeito apenas a sala de aula, professor-estudante, mas a toda relação social de poder, como por exemplo, pais-filhos. Por meio da recontextualização, o discurso se desloca do seu contexto original de produção para outro contexto, em que é modificado e relacionado com outros discursos e depois é relocado (BERNSTEIN, 1998; 2003). Este estudo entende que as instituições sociais, neste caso, a instituição escolar, são permeadas por relações de poder que as legitimam e as constituem (FOUCAULT, 2014). As produções discursivas dos sujeitos nesses espaços são permeadas pelo que pode ou não ser dito e como dizê-lo. Assim, as instituições formativas são vistas como disciplinarizantes. Elas atuam tanto sobre a organização e fixação do saber que lá será objeto de conhecimento, quanto na disciplinarização dos corpos (GALLO, 2004). Essa tecnologia disciplinar escolar tem gerado efeitos sobre os corpos dos sujeitos que a mobilizam. O adoecimento e a deserção de professores das redes públicas e particulares de ensino é um desses efeitos, conforme destaca Carmargo (2012). Já Rocha (2005) e Alfredo Veiga-Neto (2006) enfatizam a tecnologia disciplinar como geradora de conflitos no ambiente escolar, entre eles, o acirramento da violência física e simbólica entre seus membros. Nessa direção, este projeto abordará os efeitos de sentido gerados pela abordagem da violência escolar, por meio de tarefas de modelagem matemática no contexto escolar. Neste caso, mobilizaremos textos de modelagem sobre violência escolar com os professores em formação continuada, em primeiro momento, e, em seguida, identificaremos que efeitos de sentido foram gerados por eles em seus ambientes escolares, seja com seus alunos, com a equipe pedagógica da escola, com os pais, ou ainda com todos os sujeitos envolvidos. A Organização Mundial de Saúde, em seu relatório geral sobre a violência (OMS, 2002), reconhece que, para preveni-la, é preciso reconhecer que suas condições de risco e de proteção são muito complexas, o que corrobora a dificuldade dos professores para adotar medidas destinadas a preveni-las na escola, já que a falta de compreensão de toda a equipe escolar distancia a comunicação dos estudantes, a fim de socializar os problemas que ocorrem no ambiente escolar (DÍAZ-AGUADO, 2015). Sendo assim, a falta de resposta da escola diante da violência é considerada uma condição de risco. Segundo Díaz-Aguado (2015), é preciso levar em consideração que o silêncio da escola frente à violência deixa as vítimas sem ajuda e costuma ser interpretada, pelos autores, como apoio implícito. A violência escolar tende a diminuir quando se estabelece, na escola, contextos que oportunizem os estudantes a falar dos dilemas que os circundam. Para tanto, é importante considerar a forma tradicional de definir o papel dos professores, de forma quase exclusiva, a ministrar uma matéria específica, cuja tendência pode ser mudada quando se proporciona, aos docentes, formação adequada para prevenir a violência entre os estudantes. Nessa direção, a modelagem matemática, aqui entendida como um ambiente de aprendizagem em que estudantes são convidados a investigar, utilizando a matemática, situações com referência na realidade (BARBOSA, 2007), pode possibilitar aos estudantes argumentarem sobre a aplicabilidade da matemática em práticas sociais externas à disciplina Matemática (SKOVSMOSE, 2007). Assim, a modelagem torna-se uma das possibilidades de potencializar estudantes a interferir em debates de interesse social. Além disso, a modelagem confere uma dinâmica diferente às aulas de matemática, pois se trata de um ambiente em que estudantes são convidados a atuar, de forma ativa, no desenvolvimento do ambiente, cabendo ao professor conduzi-lo de forma que estudantes assumam o processo de investigação.
  • Universidade Estadual de Feira de Santana - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Virginia Moreira Gomes

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • a política de inclusão dos catadores de resíduos no brasil: da precariedade ao trabalho digno?
  • No Brasil, 60% das cidades ainda não possuem aterros sanitários e 90% da coleta coletiva é realizada por catadores de resíduos (IPEA, 2013). O crescimento do volume de resíduos sólidos urbanos, consequência do modelo de desenvolvimento vigente, do consumismo e dos avanços tecnológicos, tem agravado direta ou indiretamente os problemas ambientais e sociais, especialmente nos países em desenvolvimento, sendo o catador a face mais cruel desse cenário. Não obstante o trabalho do catador de resíduos ser uma atividade importante para o meio-ambiente, a economia e a sociedade, o trabalho é exercido em condições inaceitáveis. É penoso, perigoso, insalubre, alvo de preconceitos e danoso à auto-estima do trabalhador. A própria sociedade é omissa ao ignorar, suportar e se aproveitar do trabalho dessas pessoas. A precariedade e a vulnerabilidade do trabalho dos catadores, entretanto, não é uma decorrência natural do tipo de atividade exercida, mas resultado da ausência de legislação e políticas públicas, além da falha imposição da lei no campo trabalhista e ambiental. Um passo essencial no sentido de garantir aos catadores melhores condições de vida e trabalho, segurança econômica e percepção de pertença à sociedade veio com a promulgação da Lei n°12.305 de 2 de agosto de 2010 instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A estratégia da PNRS no que concerne ao trabalho dos catadores é a da sua inclusão nos sistemas de gerenciamento de resíduos por meio de suas associações e cooperativas. Dentre as disposições da Lei n°12.305 acerca do trabalho dos catadores, ressalta-se o Artigo 7o, inciso XII, da Lei n°12.305, que estabelece, dentre os objetivos da PNRS, a “integração dos catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis nas ações que envolvam a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos”. Dentre os instrumentos da PNRS, ressalta-se no Artigo 8o, inciso IV, da Lei n°12.305, “o incentivo à criação e ao desenvolvimento de cooperativas ou de outras formas de associação de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis”. Apesar do avanço normativo, no entanto, a maioria das cidades brasileiras ainda não estruturou um sistema formal de gerenciamento de recursos com a inclusão dos catadores. Neste estudo, ao invés de se forcar nas razões pelas quais essas cidades não eliminaram os chamados “lixões”, construíram aterros sanitários e instituíram um sistema de coleta seletiva com a participação dos catadores; busca-se descobrir o que levou certas cidades a essa mudança e como se deu esse processo. Este projeto tem por objetivo geral desenvolver, por meio de pesquisa científica, um estudo qualitativo em cidades que foram capazes dar esse passo, passando de um sistema informal de recolhimento de despejo para um sistema formal de gerenciamento de resíduos com a inclusão social dos catadores. As cidades estudadas são: Belo Horizonte, Itaúna, Manhumirim e Brazópolis (MG); Arroio Grande e Santa Cruz do Sul (RS); Bonito de Santa Fé (PB); Crateús (CE); Ourinhos (SP) e Londrina (PR). Itaúna foi escolhida por ser a cidade pioneira na estruturação de um sistema de gerenciamento de resíduos com a inclusão dos catadores. Belo Horizonte também constitui um exemplo importante a partir da atuação da Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Material Reaproveitável de Belo Horizonte - ASMARE. As demais cidades foram vencedoras do Prêmio Cidade Pró-Catador do Programa CATAFORTE do Governo Federal. O estudo se propõe a mapear o processo de transformação da atuação do poder público municipal de um modelo absenteísta para o da organização do gerenciamento dos resíduos com a inclusão dos catadores, considerando quais foram os principais atores envolvidos no processo; quais argumentos e interesses favoráveis e contrários foram relevantes; qual o papel desempenhado pelos catadores e suas associações; qual a percepção dos atores sobre resultados da nova estratégia de atuação no que concerne às oportunidades, desafios e limites da política de inclusão. Os resultados obtidos a partir desse mapeamento são essenciais para se induzir uma série de princípios acerca de uma mudança institucional no que concerne ao tratamento dos resíduos e à inclusão dos catadores que possam ser aplicados em outras cidades do Brasil. O estudo vai delinear o que podemos aprender com essas cidades que conseguiram mudar seu sistema e como esse conhecimento pode ser difundido entre àquelas que ainda não estruturaram um sistema de acordo com as disposições da PNRS. Quem propôs, nas cidades analisadas, a mudança no sistema de gerenciamento de resíduos? Quais mudanças legislativas foram necessárias e como se deu esse processo? Quais mudanças administrativas foram necessárias e como se deu esse processo? Foi realizado um estudo do impacto econômico do gerenciamento de resíduos para a cidade? Qual a participação dos catadores e suas associações? Como se dá a relação entre a Prefeitura e a associação dos catadores? Quais atores foram excluídos do processo? Quais os limites da política de inclusão? Essa são algumas das questões que irão guiar a pesquisa proposta. A importância do estudo empírico nesta pesquisa científica na área do direito se justifica pela necessidade de conhecer a realidade do trabalho de catação no Brasil, o papel exercido pela organização coletiva desses trabalhadores e por outros atores sociais relevantes no processo de transformação institucional no manejo e gerenciamento de recursos no Brasil. Esse conhecimento é essencial para se refletir acerca do potencial da atual política regulatória e buscar superar a situação de precariedade dos catadores de resíduos.
  • Universidade de Fortaleza - CE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Anabelle Silva Cornachione

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • efeitos do treinamento aeróbio de baixa intensidade no conteúdo da proteína utrofina e nas propriedades contráteis do músculo tibial anterior de camundongos mdx: modelo experimental da distrofia muscular de duchenne
  • A distrofia muscular de Duchenne (DMD) é a mais comum e mais severa distrofia muscular que acomete em torno de 3.500 meninos nascidos vivos. Causada pela mutação da região Xp21 no cromossomo X, esta doença é caracterizada pela ausência da proteína distrofina que determina perda progressiva das fibras musculares (degeneração) e consequentemente, fraqueza muscular. A utrofina é uma proteína expressa no sarcolema, durante a fase de desenvolvimento, que é substituída, por sua homóloga distrofina e, mantêm-se na junção neuromuscular do músculo esquelético durante a vida adulta. Estudos tem mostrado que a terapia com genes da utrofina pode ser um tratamento promissor para pacientes portadores de DMD pois, esta atua similarmente a distrofina na reparação do músculo lesado, minimizando lesões e retardando a evolução da doença. Alguns autores observaram um aumento na expressão da utrofina no músculo esquelético de camundongos mdx. Esses autores também acreditam que este aumento pode minimizar a degeneração muscular, como resposta protetora do tecido muscular. Outros estudos mostraram que o aumento da utrofina pode ser exacerbado quando o músculo esquelético, de camundongos mdx, é submetido a treinamento aeróbio. Serão utilizados 48 camundongos machos (n= 24 Wild Type: C57BL-10) e mdx (n=24 - C57BL/10-Dmd/mdx) divididos em grupos controles (21 e 37 dias) e treinados durante 21 e 37 dias. O treinamento contará com uma corrida leve em esteira plana. Após experimentos, os animais serão eutanasiados por decapitação sob anestesia, e o músculo tibial anterior será excisado para análises morfológica, bioquímica e biofísica. Resultados esperados: Após o treinamento, esperamos observar nos animais distróficos, um aumento do conteúdo da proteína utrofina, sinais morfológicos de regeneração e melhora da força total das fibras musculares.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Anacharis Babeto de Sá-Nakanishi

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • avaliação do estado oxidativo plasmático via metabólitos nitrogenados em ratos com artrite por adjuvante e efeitos do resveratrol
  • A artrite reumatoide é uma doença autoimune caracterizada por inflamação crônica e sistêmica que afeta a cartilagem articular, membrana sinovial e ossos. A patologia apresenta uma prevalência de aproximadamente 1% na população adulta e está associada com aumento na taxa de mortalidade. A patofisiologia da artrite reumatoide envolve uma hiperplasia da cartilagem articular, citocinas pró-inflamatórias e aumentos nas espécies reativas. Como a artrite reumatoide é uma doença multissistêmica, em adição às articulações, outros órgãos também são afetados. Pacientes com artrite reumatoide apresentam redução na síntese hepática de albumina (-30%) e um quadro característico de composição protéica alterada no plasma, que é compatível com o quadro de inflamação sistêmica crônica. Da mesma forma, os marcadores de estresse oxidativo também estão aumentados no sangue. A artrite reumatoide pode apresentar uma evolução variável, desde um acometimento leve e intermitente até uma forma mais grave e progressiva da doença. Diversos esforços têm sido feitos para correlacionar os níveis de marcadores de estado oxidativo no sangue e fluído sinovial de pacientes com artrite reumatoide com a gravidade e atividade da doença, ou mesmo à taxa de mortalidade por comprometimento cardiovascular. Como a albumina corresponde a aproximadamente metade das proteínas plasmáticas em condições normais, as modificações oxidativas na albumina pode ser uma vantajosa ferramenta para avaliar a atividade da artrite reumatoide. Em condições normais, a albumina representa aproximadamente 60% das proteínas plasmáticas, cerca de 80% dos grupos tióis no plasma e, aproximadamente 70% da capacidade antioxidante plasmática. Assim, utilização da albumina plasmática como marcador patológico apresenta duas vantagens: 1) o material biológico (sangue) é de fácil obtenção a partir de punção venosa dos pacientes e 2) é a proteína mais abundante do plasma sanguíneo. A artrite induzida por adjuvante completo de Freund é uma imunopatologia experimental em ratos que apresenta muitas semelhanças com a artrite reumatoide humana. Os animais com artrite induzida por adjuvante também apresentam alterações nos marcadores de estresse oxidativo no sangue e tecido sinovial. Assim como na artrite reumatoide, a artrite por adjuvante também pode ser apenas leve ou de maior gravidade, dependendo da dose utilizada para induzir a doença. O modelo experimental clássico é induzido com altas doses do adjuvante (250-500 μg) e é caracterizado por resposta inflamatória generalizada, poliartrite e forte comprometimento sistêmico. Utilizando doses menores do adjuvante (100-150 μg) é possível induzir um modelo de artrite mais branda, que apresenta resposta inflamatória menos intensa, caracterizada por monoartrite sem efeitos sistêmicos mais comprometedores, embora presentes. Desta forma, a artrite induzida por adjuvante pode ser extrapolada para a artrite reumatoide em humanos, simulando tanto a forma mais grave quanto a mais branda, uma característica útil para avaliar os efeitos da atividade da doença ou a influência de tratamento sobre os níveis de marcadores inflamatórios e oxidativos. Os objetivos deste projeto são, portanto, quantificar os níveis de diferentes marcadores plasmáticos de estresse oxidativo não proteicos e associados às proteínas, especialmente albumina, em ratos com artrite induzida por adjuvante em diferentes graus de acometimento inflamatório. Aos dois clássicos modelos (poli- e monoartrite) será padronizada uma artrite intermediária. Para isso serão utilizados ratos induzidos com adjuvante na concentração de 100 µg (mono), 200 µg (intermediária) e 500 µg (poliartrite). Em adição, o projeto propõe avaliar os efeitos da suplementação com resveratrol sobre estes parâmetros. Serão enfatizados os parâmetros associados à albumina plasmática. Especificamente, serão quantificados no sangue de animais controles e artríticos: 1) Capacidade antioxidante total e os níveis dos principais antioxidantes séricos não proteicos: ácido úrico, ácido ascórbico e α-tocoferol. 2) Níveis séricos dos metabólitos ligados ao ácido úrico: hipoxantina, xantina e alantoína. 3) Níveis séricos de espécies reativas de nitrogênio: nitrito + nitrato e peroxinitrito. 4) Níveis séricos de proteínas totais e frações: albumina e globulinas. 6) Níveis séricos de antioxidantes protéicos: grupamentos tióis ligados à proteínas totais, e especificamente ligados à albumina. 7) Os níveis séricos dos produtos de modificação oxidativa por espécies reativas de oxigênio (proteínas carboniladas) e nitrogênio (3-nitrotirosina) em proteínas totais, e especificamente ligados à albumina. 8) Efeitos da suplementação dos ratos saudáveis e com diferentes graus de artrite com resveratrol sobre os níveis dos marcadores acima citados. 9) Avaliação dos parâmetros inflamatórios: edema de pata e lesões secundárias devido à artrite. Os animais serão divididos em nove grupos: 1, Controle: ratos saudáveis; 2, poliartrite; 3: artrite intermediária; 4: monoartrite; 5: Controle + resveratrol; 6: poliartrite + resveratrol; 7: intermediária + resveratrol; 8: monoartrite + resveratrol; 9: poliartrite + dexametasona (0,2mg/Kg) – Controle positivo. O tratamento com resveratrol será iniciado cinco dias antes da indução da artrite, e se manterá por 17 dias após. Os animais serão sacrificados no 19° dia após jejum de 12 horas. O resveratrol será administrado via oral diariamente na concentração de 50 mg/Kg. Ratos controle receberão solução de cloreto de sódio 0,9%. Após 18 dias da indução, os animais serão utilizados para os procedimentos experimentais. Os animais em jejum (12 horas) previamente anestesiados terá a cavidade abdominal exposta cirurgicamente e o sangue total coletado por meio de punção da veia cava hepática, imediatamente centrifugado e o sobrenadante separado para análise subsequente. Para avaliação das modificações oxidativas na albumina, a fração sérica da mesma será obtida por cromatografia
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Anaelli Aparecida Nogueira Campos

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • modulação das representações motoras por objetos emocionais
  • A percepção de pistas emocionais no ambiente pode ser crítica para a sobrevivência. Permanentemente, em qualquer tipo de interação que realizamos no dia-a-dia, com o meio ambiente ou com outros indivíduos de nossa espécie, avaliamos de forma implícita se algo pode ser repulsivo ou atrativo, doloroso ou interessante, desagradável ou agradável. A maior parte dessas interações depende ainda da capacidade dos indivíduos perceberem as propriedades do alvo com o qual interage. O presente projeto tem como objetivo entender se o affordance gerado pela observação de objetos, com propriedades motora e emocional distintas, modula as representações motoras. Para isso, pulsos de Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) serão aplicados no córtex motor primário dos voluntários, enquanto os mesmos observam fotografias de objetos diferentes com base em suas propriedades motora (preensão fina e grosseira) e emocional (agradável e desagradável). Potenciais evocados motores (PEMs) serão registrados em dois músculos da mão dos voluntários: músculo primeiro interósseo dorsal e o músculo abdutor do dedo mínimo. Espera-se, ao final deste estudo, compreender de maneira mais ampla como a interação com objetos emocionais pode modular as representações motoras.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Anamaria Mello Miranda Paniago

Ciências da Saúde

Medicina
  • prevalência de aspergiloma pulmonar em pacientes com tuberculose
  • O Aspergillus foi descrito pela primeira vez por Micheli em 1729 e em 1842, foi relatado o primeiro caso da infecção humana, tendo observado este fungo no escarro de um paciente com aspergilomas em cavidades tuberculosas.As manifestações da aspergilose são variadas e dependem do local, da gravidade do envolvimento e da resposta imunológica do indivíduo. A bola fúngica aspergilar ou aspergiloma é caracterizada pelo crescimento de hifas de Aspergillus spp em cavidades pré-existentes, em geral causadas por tuberculose. O aspergiloma é a forma mais comum e reconhecida de envolvimento pulmonar devido Aspergillus. Geralmente se desenvolve em uma cavidade preexistente no pulmão. A tuberculose é a causa mais comum associada à bola fúngica. O diagnóstico do aspergiloma pulmonar é baseado em resultados clínicos e radiográficos, combinados com evidências sorológicas ou microbiológicas de Aspergillus spp. A grande maioria dos pacientes permanece assintomática, porém quando os sintomas estão presentes, a hemoptise pode ocorrer de forma moderada a grave, podendo ter evolução fatal, particularmente em pacientes com diagnóstico de tuberculose. A letalidade de hemoptise relatada pelo aspergiloma varia entre 2 e 14%. A tuberculose é a doença infecciosa crônica mais prevalente no Brasil e no mundo e possivelmente o aspergiloma está sendo subdiagnosticado, visto que o quadro clínico é semelhante ao da tuberculose. A busca sistemática de bola fúngica aspergilar nos casos de tuberculose não costuma ser feita na rotina clínica, até porque os exames para o seu diagnóstico demandam estrutura laboratorial e tomográfica disponíveis apenas nos serviços de saúde mais complexos. É possível que o aspergiloma seja responsável por muitas das complicações e óbitos imputados à tuberculose.Será conduzido um estudo para avaliar a prevalência de aspergiloma pulmonar em pacientes com diagnóstico confirmado ou presuntivo de tuberculose pulmonar, acompanhados no ambulatório geral de Doenças Infecciosas e Parasitárias (DIP) do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian – HUMAP-UFMS. Este projeto será dividido em duas etapas. A primeira será um estudo transversal com a realização de exame micológico direto e cultura do escarro, reação de imunodifusão dupla em gel de Agar (IDD) contra anticorpos específicos de Aspergillus spp e do teste imunoenzimático ELISA específico para Aspergillus spp e tomografia de tórax de alta resolução (TCAR) nos pacientes que trataram tuberculose nos últimos cinco anos. A segunda etapa será um estudo de coorte prospectivo com pacientes admitidos com diagnóstico de tuberculose confirmado ou presuntivo e aqueles que já estão em tratamento. Estes pacientes serão avaliados quanto ao exame micológico direto e cultura do escarro, IDD contra anticorpos específicos de Aspergillus spp e do teste de ELISA específico para Aspergillus spp e do teste de ELISA específico para Aspergillus spp e TCAR no momento da inclusão no estudo até dois anos após o término do tratamento da tuberculose.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Anand Subramanian

Engenharias

Engenharia de Produção
  • algoritmos para resolução de problemas de escalonamento da produção e roteamento de veículos
  • Este projeto trata da resolução de problemas de escalonamento de tarefas (PETs) e de problemas de roteamento de veículos (PRVs). Problemas desta natureza possuem uma grande importância prática e tipicamente ocorrem nas áreas de gestão da produção e logística, respectivamente. De modo geral, PRVs e PETs são bastante complexos e suas variantes frequentemente se enquadram na classe NP-difícil, isto é, não há algoritmos capazes de achar soluções ótimas em tempo polinomial. Ainda assim, tem-se observado um grande progresso na resolução exata desses problemas, sobretudo ao se considerar instâncias de pequeno e médio porte. Por outro lado, abordagens heurísticas continuam sendo as mais recomendadas para tratar tais problemas na prática. O principal escopo desse projeto está relacionado ao desenvolvimento de abordagens exatas e heurísticas para resolver diversas variantes de PETs e PRVs. Com relação aos PETs, pretende-se estudar problemas que incluem diversas características como datas de liberação, tempos de setup, penalidades por antecipação e atraso, manutenções periódicas e assim por diante. Já os PRVs a serem abordados consideram diversos atributos como frota heterogênea, coleta e entrega, aspectos ambientais, etc. A equipe desse projeto conta com pesquisadores de diversas instituições, a saber: UFPB, UFF, PUC-Rio, Università degli studi di Modena e Reggio Emilia (UNIMORE) e University of Bath. A duração do projeto está prevista para 36 meses.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Anderson Barbosa Evaristo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • seleção de genótipos de soja para sistemas integrados de cultivo
  • A região noroeste do Estado de Minas Gerais destaca-se por ser a principal região da produção de grãos nesse estado e possuir uns dos maiores rebanhos bovinos. Apesar de ser uma região tecnificada, existe ainda uma grande demanda por tecnologias no setor agropecuário, principalmente nas áreas de média altitude. O estado do Tocantins faz parte da região denominada Matopiba, considerada última fronteira agrícola do país. O Matopiba compreende o bioma Cerrado dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia e responde por grande parte da produção brasileira de grãos e fibras. O bioma cerrado das regiões do noroeste de Minas Gerais e do estado do Tocantins estão sofrendo com a degradação do solo e dos recursos hídricos provocados em partes pelas atividades do setor agropecuário. O desenvolvimento de tecnologias que visam a redução do impacto ambiental e promovem o desenvolvimento econômico e social é foco das políticas públicas nacionais. A utilização de sistemas integrados de cultivos como Integração Lavoura-Pecuária (ILP), Lavoura-Floresta (ILF) e Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) são exemplos de tecnologias adotadas pelos produtores, que muitos dos casos contem financiamento público, que promovem o aumento da sustentabilidade no bioma cerrado. Estima-se que no Brasil há cerca de 11,5 milhões de hectares com alguma adoção de sistema de integrado de cultivo como exemplo ILPF (EMBRAPA, 2016). A cultura da soja (Glycine max) é a principal cultura agrícola no Brasil e além de ser muito utilizada nos sistemas integrados como exemplo em ILF e ILPF. No entanto não há recomendações técnicas validadas para escolha de cultivares de soja nesses sistemas de cultivo, que apresentam diferentes graus de sombreamento. O presente projeto pretende selecionar genótipos de soja para sistemas integrados de cultivo, desenvolver metodologias para a seleção precoce de genótipos e selecionar descritos morfoagronômicos e morfofisiológicos que permitem selecionar genótipos de soja em diferentes níveis de sombreamento para o desenvolvimento de cultivares de soja para sistemas integrados de cultivo.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Anderson Bastos Martins

Lingüística, Letras e Artes

Letras
  • fronteiras seculares: pós-colonialidade, globalização e cosmopolitismo na ficção contemporânea
  • Este projeto investiga novas possibilidades teóricas e críticas dos estudos literários anglófonos pós-coloniais a partir de um estudo comparativo entre suas premissas e as pesquisas recentes sobre os conceitos de globalização e cosmopolitismo e sobre as práticas literárias e culturais derivadas dos mesmos. Com base em narrativas de autoria de quatro ficcionistas contemporâneos, a saber, Nadine Gordimer (1923- 2014) , Salman Rushdie (1947), Mohsin Hamid (1971) e Chimamanda Ngozi Adichie (1977), o enfoque é comparar e contrastar a ficção pós-colonial em seu momento nacional (Nadine Gordimer e Salman Rushdie) com a ficção pós-colonial em tempos de globalização (Nadine Gordimer, Salman Rushdie, Mohsin Hamid e Chimamanda Ngozi Adichie), com o objetivo de atualizar a teoria e crítica pós-coloniais anglófonas diante dos desafios da contemporaneidade global e cosmopolita.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Anderson da Costa Armstrong

Ciências da Saúde

Medicina
  • associação entre marcadores inflamatórios para aterosclerose e marcadores sorológicos para chikungunya e doença cardiovascular subclínica em populações indígenas do vale do são francisco: projeto de aterosclerose em indígenas (pai)
  • Introdução As doenças cardiovasculares são preocupações de âmbito mundial e seu desenvolvimento associa-se a fatores relacionados ao estilo de vida comumente adotado no Ocidente. Comunidades indígenas mudam o perfil de risco cardiovascular ao passar por processos de transformação socioeconômica advindos da urbanização, porém não dispõem em suas aldeias tradicionais do mesmo acesso ao sistema de saúde assistencial e à educação em saúde. A Bacia do Rio São Francisco possui elevado potencial econômico no Sertão Nordestino. Economicamente há grandes ações voltadas à irrigação para grandes cultivos de terras, à Transposição das Águas do São Francisco para consumo humano de outras regiões semiáridas e à construção de barragens e usinas que explorem o potencial hidroelétrico da região. Tais intervenções vêm afetando o modo de vida das populações tradicionais indígenas ao longo da Bacia do São Francisco, com impacto desconhecido sobre o risco de doenças cardiovasculares dessa população. Dados de vigilância epidemiológica já mostram um crescimento substancial na mortalidade cardiovascular nos grupos indígenas mais urbanizados na nossa região. Marcadores inflamatórios têm se correlacionado a doença cardíaca tanto através de doença aterosclerótica como de infecções que provocam inflamação crônica. A Chikungunya é uma doença inflamatória com surto recente no Brasil, mas a associação entre a infecção por Chikungunya, inflamação crônica e doença cardiovascular subclínica ainda é desconhecida. Atualmente, o método de Speckle Tracking Echocardiography tem sido utilizado para detecção precoce de alterações cardíacas subclínicas, mas a relação entre fatores inflamatórios e alterações cardiovasculares precocemente detectadas a partir do emprego dessas técnicas ainda não é esclarecido em populações indígenas em franco processo de urbanização. Objetivo Identificar a associação de marcadores inflamatórios para doença aterosclerótica e de marcadores sorológicos para Chikungunya com disfunção cardíaca subclínica em populações tradicionais indígenas do Vale do São Francisco. Métodos A fase transversal do Projeto de Aterosclerose em Indígenas foi desenvolvida nos Estados de Pernambuco e Bahia, ao longo da área da bacia hidrográfica do Rio São Francisco. Três grupos populacionais foram incluídos no estudo, totalizando 1.061 participantes: Um grupo indígena com baixo processo de urbanização (Aldeia Funi-ô); um grupo indígena já afetado pelo processo de urbanização (Etnia Truká); e um grupo de moradores de área urbana (área de baixo perfil migratório no Município de Juazeiro-BA). Os participantes foram incluídos se idade 30 a 70 anos, de ambos os sexos e excluídos participantes com insuficiência cardíaca clinicamente manisfestada, passado de evento coronariano agudo que requereu internação, insuficiência renal em diálise, passado cirúrgico para procedimento cardíaco ou arterial periférico, doença cerebrovascular que tenha requerido internação e participantes que manifestem restrição quanto à coleta de sangue para análise laboratorial. Dados clínicos, laboratoriais e de ecocardiografia foram coletados de forma transversal. Propomos dosagem de marcadores inflamatórios e sorologia para Chikungunya, para posterior análise da associação entre tais parâmetros e disfunção miocárdica calculada por Speckle Tracking Ecocardiography. Resultados esperados Esperamos identificar os mediadores inflamatórios que possam estar afetando a saúde cardiovascular das comunidades indígenas do Vale do São Francisco, ainda em fase de doença subclínica.
  • Universidade Federal do Vale do São Francisco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Anderson de Moura Zanine

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • alternativas alimentares com subprodutos da agroindústria do babaçu na alimentação animal
  • Tendo em vista o potencial de produção animal brasileiro e a grande produção de resíduos da agroindústria de babaçu no Estado do Maranhão, serão realizados três experimentos. O primeiro experimento terá como objetivo avaliar a composição química-bromatológica e a degradabilidade in situ dos subprodutos da agroindústria de babaçu com potencial para a nutrição animal, como a torta, farinha fina do mesocarpo, farinha grossa do mesocarpo e o grumo do babaçu. Será utilizado para a avaliação químico-bromatológica o delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos que consistirão dos subprodutos do babaçu (torta, grumo, farinha grossa do mesocarpo e farinha fina do mesocarpo) e dez repetições. As amostras serão coletadas a cada 7 dias de forma a ter maior representatividade dos subprodutos avaliados. Para o ensaio de degradabilidade, será utilizado o delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos que consistirá dos subprodutos do babaçu (torta, grumo, farinha grossa do mesocarpo e farinha fina do mesocarpo) e quatro repetições representadas pelos animais, em parcelas subdivididas nos tempos de incubação 0, 3, 6, 12, 24, 72 e 144 horas. O segundo experimento terá como objetivo avaliar a produção de silagem de ração total (SRT) contendo cana-de-açúcar e dois subprodutos da agroindústria do babaçu (farinha grossa do mesocarpo e a torta de babaçu) em substituição ao milho nessas dietas, para atendimento das exigências nutricionais de vacas leiteiras. Será avaliado o perfil fermentativo, composição bromatológica, perdas na ensilagem, degradabilidade e o custo com os ingredientes de cada SRT. O delineamento experimental será o inteiramente casualizado com quatro tratamentos e seis repetições. As SRT serão compostas por 60% de volumoso, silagem de cana-de-açúcar, e 40% de concentrado. Sendo os tratamentos compostos por silagem de cana-de-açúcar; silagem de ração total (SRT) composta por cana-de-açúcar e 40% de concentrado, com inclusão da farinha de mesocarpo de babaçu; silagem de ração total composta por cana-de-açúcar e 40% de concentrado com inclusão da torta de babaçu, e silagem de ração total composta por cana-de-açúcar e 40% de concentrado, com base na dieta padrão (milho e soja). O terceiro experimento terá como objetivo avaliar a produção de silagem de ração total (SRT) contendo cana-de-açúcar e dois subprodutos da agroindústria do babaçu (farinha grossa do mesocarpo e a torta de babaçu) em substituição ao milho nessas dietas, para atendimento das exigências nutricionais de ovinos de corte. As SRT, terão as mesmas avaliações do experimento 2. O delineamento experimental será o inteiramente casualizado com quatro tratamentos e seis repetições. Sendo os tratamentos compostos por silagem de cana-de-açúcar; silagem de ração total (SRT) composta por cana-de-açúcar e 50% de concentrado, com inclusão da farinha de mesocarpo de babaçu; silagem de ração total composta por cana-de-açúcar e 50% de concentrado com inclusão da torta de babaçu, e silagem de ração total composta por capim- cana-de-açúcar e 50% de concentrado, com base na dieta padrão (milho e soja). No final do projeto terá um volume de informações científicas relevantes concernentes aos subprodutos da agroindústria de babaçu, em substituição de fontes tradicionais de energia, proteína e fibra pela farinha de mesocarpo, torta e/ou gruma do babaçu, que possivelmente deve ser incluída em dietas de ovinos, além de estabelecer qual o melhor subproduto que potencializará uma dieta de alto valor nutricional. Não obstante, o experimento da composição químico-bromatológica e da degradabilidade mostrarão resultados do uso desses subprodutos, que poderá proporcionar uma possível economia no custo dos ingredientes da dieta e melhoria do processo fermentativo das silagens. Além de possibilitar alternativas aos agroindustriais em agregar valores aos seus subprodutos.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Anderson de Oliveira Lobo

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • eletrofiação coaxial e bioimpressão de biomateriais multifuncionais para engenharia tecidual
  • Neste projeto de pesquisa está sendo buscado o desenvolvimento da próxima geração de biomateriais funcionais utilizando polímeros, hidrogéis e biosilicato. A estratégia da pesquisa será buscar a construção de um nanobiomaterial funcional que seja capaz de estimular a regeneração tecidual através de grupos funcionais bioativos, especialmente tecido ósseo. Este projeto está buscando nuclear uma nova linha de pesquisa no Brasil, especificamente no programa de Pós-graduação em Ciência dos Materiais da Universidade Federal do Piaui. Neste, o proponente, recém concursado como Titular-Livre está apresentando um projeto de inovação e extensão do estágio pós-doutoral e aplicação como professor visitante realizado na “Harvard Medical School” e “Massachusetts Institute of Technology” durante os últimos dois anos. Está sendo esperado uma colaboração internacional envolvendo alunos de graduação e pós-graduação através de curtos estágios para continuar a cooperação com os colaboradores americanos. Utilizará a técnica de eletrofiação e bioimpressão para a produção de scaffolds. Adicionalmente, com este projeto, o proponente poderá desenvolver conjuntamente com seus colaboradores do exterior e professores do programa de pós-graduação de ciência dos materiais, novos polímeros funcionais a base de poliésteres, hidrogéis e biosilicatos para a engenharia tecidual. Após a confecção, serão realizados também ensaios biológicos in vitro e in vivo. Espera-se desenvolver um novo nanobiomaterial tridimensional, funcional e com propriedades biomiméticas que melhorem a regeneração de tecidos. Por último, pretende-se envolver alunos de iniciação científica, mestrado e doutorado dos programas de graduação e pós-graduação em ciência dos materiais.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Anderson de Paula Borges

Ciências Humanas

Filosofia
  • a distinção entre doxa e epistêmê em platão
  • Esta pesquisa propõe uma investigação em 36 meses a ser desenvolvida no programa de Pós-Graduação e no curso de Filosofia da Faculdade de Filosofia da UFG. O tema central é a distinção entre doxa e epistêmê em dois períodos distintos da produção de Platão: na fase dos diálogos socráticos e na dos textos do período médio. O objetivo é investigar se aquelas duas noções preservam o mesmo sentido e o mesmo escopo cognitivo em ambas as fases. Como hipótese geral, sustenta-se que a concepção de conhecimento definicional, proposta e aplicada nos textos chamados “diálogos socráticos”, encaminha uma distinção entre doxa e epistêmê, presente já no Górgias e no Mênon, mas mais bem desenvolvida em Fédon, Banquete e República. Este último fornece uma explicação extensa da distinção platônica entre opinião e conhecimento. Contudo, ao se examinar a forma como Platão lida com os limites cognitivos da doxa em República V-VII, nota-se que a distinção entre doxa e epistêmê aí contida é mais rígida do que a dos textos socráticos. De fato, nos textos da fase madura Platão parece propor que nenhum dos logoi (discursos ou definições) sobre objetos cognoscíveis, elaborados no âmbito das doxai, representa de fato tais objetos. Somente logoi autênticos (logos tês ousias) seriam capazes de uma representação verdadeira e completa. Isso contrasta com uma concepção epistêmica mais fraca atribuída a Sócrates e a seus interlocutores nos primeiros diálogos. Como alguns scholars notam, Sócrates não reclama para si um conhecimento completo das definições, mas uma convicção epistêmica estável, amparada no regime do elenchos, que lhe permite defender com alguma convicção as proposições que são contraditórias às propostas pelos interlocutores. Ainda que se aceite que essa condição na qual Platão coloca Sócrates é restrita às investigações éticas desses textos, não tendo impacto sobre vários tópicos que interessam a Platão – conhecimento, política, psicologia da alma, inter alios –, é evidente que a concepção de conhecimento definicional que ampara tal concepção é a mesma que dá suporte ao tratamento filosófico daqueles tópicos platônicos, sobretudo sob a forma como são tratados na República. Além disso, os textos socráticos não parecem sugerir que as respostas dos interlocutores às questões investigadas são opiniões completamente destituídas de valor epistêmico. Ao contrário, algumas dessas respostas são tomadas como formalmente corretas do ponto de vista de uma definição. Por fim, nota-se que a separação rígida entre objetos da doxa e objetos da epistêmê é estranha à proposta de Teeteto 187-210, um texto com datação posterior, mas que mobiliza os requerimentos socráticos de definição para investigar as propriedades essenciais do conhecimento. Assim, o presente projeto propõe investigar se Platão mantém, nas duas fases, uma concepção coerente sobre os limites cognitivos da doxa em face da epistêmê. Visamos estimular o progresso do entendimento desse problema específico por meio de várias atividades de pesquisa, das quais as seguintes são as principais: a) contato com as pesquisas afins conduzidas por pesquisadores brasileiros que irão colaborar com este projeto; b) estímulo à pesquisa discente no âmbito do projeto sob a forma de orientação e concessão de bolsas de IC; c) organização de conferências dos colaboradores e realização de um evento internacional sobre o tema “Definição em Sócrates e Platão”; d) produção científica do proponente no período do projeto.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Anderson de Sá Nunes

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • morte de linfócitos induzida pela saliva de aedes aegypti e sua eferocitose in vitro e in vivo
  • A saliva de fêmeas do Aedes aegypti é composta por uma mistura de moléculas que participam do combate à hemostasia e ao sistema imunológico do hospedeiro vertebrado no momento do repasto sanguíneo. Patógenos podem se aproveitar dessa particularidade da saliva para se estabelecer no hospedeiro e causar doenças. Dentre as atividades imunomoduladoras encontradas na saliva desse vetor está uma citotoxicidade rápida, potente e seletiva sobre linfócitos, mediada por uma molécula presente somente na saliva de fêmeas da espécie e descrita recentemente por nosso grupo. Essa morte está associada a exposição de fosfatidilserina na porção externa da membrana plasmática, mas somente essa informação não permite uma classificação precisa do tipo de morte celular envolvida. Além disso, não se conhecem ainda suas consequências biológicas e se fagócitos seriam capazes de reconhecer as células mortas e eliminá-las pelo processo de eferocitose. Neste projeto, pretendemos a realizar a caracterização bioquímica e molecular da morte de linfócitos induzida pela saliva de A. aegypti e avaliar o papel da eferocitose como consequência dessa citotoxicidade in vitro e in vivo. Para isso, linfócitos incubados com os componentes salivares serão co-cultivados com macrófagos e com células dendríticas in vitro e um modelo de exposição de camundongos às picadas do mosquito será empregado para avaliações in vivo. Esse estudo aprimorará o entendimento do microambiente criado pela saliva do A. aegypti na pele do hospedeiro no momento da picada e seu papel na transmissão dos arbovírus causadores de doenças humanas, contribuindo com futuros estudos para gerar novas alternativas de combate ao mosquito e dos patógenos transmitidos por esses vetores.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Anderson dos Reis Albuquerque

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • modelagem computacional do estanato de bário nitretado e fuoretado (basno3−δ :n,f) para aplicações em fotocatálise, células solares e condutores transparentes
  • Óxidos de perovskitas (ABO 3 ) compreendem uma família de materiais com inúmeras aplicações em células solares, catálise, sensores de gases e pressão, células de memória, eletrônica, spintrônica, entre outras. Os avanços no desenvolvimento de dispositivos miniaturizados a base de óxidos com estrutura perovskita têm impulsionado os estudos da estrutura de superfícies e propriedades eletrônicas desses materiais a nível teórico e experimental. Para quase todas as aplicações citadas, a forma mais representativa desses materiais são na forma de flmes finos nanoestruturados. O aprimoramento de materiais para uma determinada aplicação requer o controle de fase, de morfologia, de dopantes, e da estrutura eletrônica. Dentre os óxidos de perovskitas o estanato de bário, BaSnO 3 , apresenta características favoráveis para aplicações como sensor de gases, fotocatalisador e condutor óptico transparente de alto desempenho. Neste sentido, a Química Quântica Computacional fornece subsídeos necessários para a compreensão de muitas propriedades dos materiais in silico , permitindo o design de novas perovskitas para aplicações específicas. Especificamente para o BaSnO3, muitos trabalhos teóricos e experimentais têm explorado o efeito da substituição catiônica nos sítios A e B para melhoramento de propriedades específicas deste óxido. Entretanto, praticamente não há trabalhos teóricos (ou mesmo experimentais) buscando compreender os efeitos e relevância das substituições e dopagens do BaSnO3 com nitrogênio (nitretação) e flúor (fluoretação) frente à propriedades sensoras, (foto)catalíticas e condutoras. Assim, esse projeto visa simular computacionalmente, ao nível DFT, filmes finos e nanopartículas de BaSnO3−δ:F,N quanto à estrutura, morfologia e estrutura eletrônica voltados à aplicações integradas de sensoriamento de gases, fotocatalisador e condutor transparente de alto desempenho. A filosofia da modelagem do material proposto será baseada no que costumase chamar de 'Engenharia de Defeitos' em Química do Estado Sólido. Para a execução deste projeto o proponente conta com a colaboração de mais quatro especialistas na área, de quatro Universidades distintas, com experiência e domínio dos métodos e técnicas necessárias para a execução da pesquisa.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Anderson Ferreira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • “comunidades bacteriana e a emissão de óxido nitroso em rizosfera e solos cultivados com soja dentro de sistemas integrados de produção no ecótono cerrado/amazônia.”
  • Com a crescente busca por maior produção as áreas de lavouras e pastagens têm aumentado gradativamente. Isso acarreta impactos ambientais onde expansão das áreas agrícolas ameaça os biomas Cerrado e Amazônia, principalmente quando realizado de maneira inadequada. Embora, a última década tenha sido marcada pela adoção de novas práticas culturais há muito a ser estudado quando o assunto é biodiversidade microbiana e emissão de gases de efeito estufa. O uso de tecnologias de ultima geração, como sequenciamento de nova geração e cromatografia destacam-se como importantes ferramentas na busca de práticas agrícolas ambientalmente sustentáveis no estado de Mato Grosso. Nesse sentido, o presente trabalho objetiva determinar a biodiversidade de bactérias e as emissões de óxido nitroso em rizosfera e solo sob sistemas agrícolas exclusivos e integrados de produção no ecótono Cerrado/Amazônia. Esses estudos possibilitarão fazer um diagnóstico dentro desses sistemas e direcionar estratégias e políticas públicas de melhoria agropecuária no estado.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Anderson Guimarães Baptista Costa

Ciências Biológicas

Imunologia
  • papel das proteínas da saliva de flebotomíneos na resposta inflamatória inicial ao parasito leishmania.
  • As leishmanioses, transmitidas pela picada do inseto vetor flebotomíneo, são zoonoses causadas por parasitos do gênero Leishmania. Durante o repasto sanguíneo de um flebotomíneo, componentes derivados do vetor ou do parasito, como saliva, proteofosfoglicanos e exosomas, são regurgitados na área da picada e possuem capacidade de modular a reposta imune do hospedeiro vertebrado em favor da sobrevivência do parasito. Logo após a picada do inseto, os neutrófilos são as primeiras células recrutadas para o sítio infeccioso e são as primeiras células infectadas pelo parasito. Este influxo precoce de neutrófilos nos tecidos infectados é associado à susceptibilidade, tanto no modelo murino de leishmaniose cutânea causada por L. major, quanto de leishmaniose visceral causada por L. chagasi. Um fato interessante é que a picada de um inseto não infectado gera o mesmo recrutamento de neutrófilos à picada de um inseto infectado, sugerindo que o influxo de neutrófilos ocorre a despeito da presença do parasito. Ainda, sugere que fatores derivados do inseto são responsáveis pelo recrutamento de neutrófilos para o local da picada. Nós trabalhamos com a hipótese de que a saliva do inseto possui um fator quimiotático específico para neutrófilos. Avaliamos o papel da saliva de L. longipalpis, vetor de leishmaniose visceral nas Américas, e P. duboscqi, vetor de leishmaniose cutânea, no recrutamento de neutrófilos para o local da picada do inseto. Neste trabalho, estamos descrevendo (manuscrito em preparação) que as salivas destes insetos vetores possuem uma família de proteínas (proteínas yellow) que agem como quimiocinas, recrutando neutrófilos de forma direta in vitro e in vivo. Desta forma, acreditamos que o primeiro influxo de neutrófilos, após a picada do inseto, é ditado por sua saliva e não somente pelo dano causado pela picada. Além disso, observamos que o influxo de neutrófilos induzido pelas proteínas yellow exacerba a infecção em camundongos C57BL/6. O projeto atual, aqui apresentado, é um aprofundamento dos nossos dados anteriores, cujo os objetivos visam entender os mecanismos envolvidos no processo de recrutamento dos neutrófilos causado pela saliva dos flebotomíneos, bem como entender os mecanismos envolvidos no processo de exacerbação da infecção.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022