Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Stefanie Costa Pinto Lopes

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • desenvolvimento de novas ferramentas para o estudo do bloqueio de transmissão na de plasmodium vivax (projeto bloqmal)
  • A malária é uma doença de caráter infeccioso e endêmico, causada pelo protozoário do gênero Plasmodium, o qual é transmitido pela picada do mosquito do gênero Anopheles. Na região amazônica a espécie predominante é o Plasmodium vivax. Durante muitas anos, devido aos esforços de estratégias governamentais no combate à malária, houve diminuição nos casos da doença. No entanto, pela não manutenção destas estratégias e pelo surgimento de resistência aos fármacos e inseticidas pelos parasitas e vetores, respectivamente os casos de malária vem crescendo. Em 2017, houve um aumento de 2,3% dos casos de malária globalmente comparados com o ano anterior, tendo ampliado também pela Região Amazônica do Brasil. Em função disso, a busca de estratégias de bloqueio de transmissão podem resultar em grande impacto na redução de casos e também que visem o controle e eliminação da doença. No entanto, o desenvolvimento de estratégias para controle da malária vivax ainda é dificultada pela falta de informações a respeito da biologia do parasita. Este desconhecimento deve-se, em parte, à ausência de um sistema de cultivo de forma que os estudos nesta espécie sejam restritos a infecções naturais ou por infecções experimentais, através de ensaios padrão de alimentação por membrana, que utilizam amostras de primatas não humanos infectados experimentalmente ou de pacientes provenientes de áreas endêmicas. Neste sentido, nosso grupo de pesquisa apresenta uma localização geográfica singular, pois atuamos em área endêmica de malária na qual diariamente pessoas são diagnosticadas com esta doença; ainda, Manaus possui laboratórios de pesquisa equipados e recursos humanos qualificados para desenvolver a pesquisa aqui proposta. Fatores estes difíceis de reunir em um único local o que nos permite responder a este problema de saúde pública de maneira estratégica, pioneira e competitiva no cenário mundial. Os objetivos deste projeto levaram a maior compreensão do estágio do parasita da malária responsável pela transmissão ao vetor (gametócitos) e irão prover conhecimentos básicos sobre o parasita. Ainda os achados sobre a biologia do parasita propiciarão o desenvolvimento de ferramentas para o controle da malária vivax através do bloqueio de transmissão, seja ao determinar novos alvos terapêuticos, ou ao propiciar ferramentas para o estudo de novos compostos ou candidatos vacinais de maneira mais célere e menos onerosa levando ao desenvolvimento mais tecnológico permitindo, se bem sucedido, a depósito de patente sobre o método impactando diretamente em estratégias de combate ao parasita causador de uma doença de importância local. Ainda, para atingir os objetivos propostos, a equipe do projeto é multidisciplinar, e envolve pesquisadores que atuam há muitos anos na compreensão da malária, sendo eles clínicos, imunologistas, epidemiologistas, parasitologistas e entomologistas, além de discentes de dois programas de pós graduação de Manaus, sendo dois alunos de doutorado e um de mestrado e também com um aluno de Iniciação Científica. Desta forma se financiado, este projeto permitirá a consolidação de parcerias extramurais dentro do estado do Amazonas (ILMD, FMT-HVD) e também com instituições fora do estado (ICC, IRR, UNICAMP) e ainda, levará a qualificação de recursos humanos ao formar egressos de Programas de Pós-graduação em região ainda incipiente de doutores.
  • Fundação Oswaldo Cruz - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022