Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alice Gonçalves Osorio

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de fibras de nanotubos de carbono piezoelétricas para aplicação em músculos artificiais
  • Nas últimas décadas, a ciência tem trabalhado na busca por alternativas que ajudem na reconstrução de estruturas do organismo. Recentemente, boa parte dos esforços tem se concentrado no desenvolvimento de músculos artificiais. Para o desenvolvimento destes músculos, no entanto, a nanotecnologia se torna essencial. Esta necessidade tem estimulado pesquisadores a sintetizar materiais em escala nanométrica e, dentre eles, os nanotubos de carbono (NTCs) têm aparecido em destaque. Recentemente surgiram pesquisas onde músculos artificiais são arquitetados com NTCs. Essas fibras mantiveram seu desempenho por mais de 2 milhões de movimentos. No entanto ainda há muito o que se estudar nesta área a fim de compreender e explorar as diferentes possibilidades tecnológicas. Avaliações dínamo-mecânicas também devem ser complementadas a fim de avaliar o comportamento dos músculos artificias frente a situações adversas por longos períodos. Diante deste contexto, o presente projeto visa desenvolver, de forma inovadora, músculos artificiais utilizando fibras de NTCs reforçadas com nanopartículas piezoelétricas. As fibras serão enroladas a partir de florestas de NTCs que, por sua vez, serão reforçadas por spray e/ou imersão em solução rica em nanoestruturas piezoelétricas. As fibras otimizadas serão avaliadas quanto sua resposta piezoelétrica e sua resposta dínamo-mecânica.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alice Maria Costa Martins

Ciências da Saúde

Farmácia
  • estudo do potencial antichagásico de análogos e fragmentos das dinoponeratoxinas
  • As substâncias bioativas derivadas de produtos animais apresentam potencial aplicação em biotecnologia e podem servir de modelos para serem utilizadas como drogas na terapêutica. Previamente, demonstramos o efeito tripanocida do veneno da Dinoponera quadriceps e identificamos no transcriptoma da glândula de veneno, as dinoponeratoxinas (DNTXs), componente majoritário. Recentemente, estudamos o efeito das DNTXs em cepa y de Trypanosoma cruzi e demonstramos que efeito do veneno total foi parcialmente atribuído a duas destas DNTXs (Dq-2561 e Dq-3348). A Dq-2561 atendeu aos critérios estabelecidos pela OMS para um candidato antichagásico (CI50<1µg/mL; IS>50), mas apresentou mecanismo de morte celular que pode promover toxicidade ao organismo e a Dq-3348 apresentou um mecanismo de ação apoptótico, sendo considerado ideal para quimioterápicos, mais seletividade menor. A abordagem proposta no presente projeto é dar continuidade ao estudo, buscando moléculas mais seletiva e menos tóxicas que o benzonidazol para o tratamento da doença de Chagas. Assim, o projeto propõe-se estudar o potencial antichagásico de peptídeos análogos de dinoponeratoxinas, e subsequentemente identificar inibidores seletivos de enzimas dos tripanossomatídeos, importantes como alvos terapêuticos. Vale salientar, que a doença de Chagas permanece sendo um problema de saúde pública e as drogas disponíveis usadas no tratamento mostram efeitos colaterais importantes. Para os ensaios, serão realizadas análises racionais destas duas DNTXs e serão feitas modificações nas moléculas, fragmentando-as ou substituindo aminoácidos para melhorar o efeito e a seletividade. Em seguida serão sintetizadas em fase sólida por técnica de Fmoc as que foram consideradas promissoras em análises computacionais. Os testes do efeito tripanocida serão realizados primeiramente in vitro onde os análogos ou fragmentos das DNTXs serão solubilizadas em diferentes concentrações e adicionadas à cultura das formas tripomastigotas (obtidas através de infecção de células LLCMK2 e cultivadas em meio DMEM, a 37ºC e 5% de CO2) e avaliadas através de contagem em câmara de Neubauer após 24 horas de incubação. A toxicidade em células hospedeiras LLCMK2 será avaliada através de ensaios de MTT. Os peptídeos que atenderem aos critérios da OMS serão selecionados e avaliados em formas epimastigotas (cultivados em meio LIT, a 28ºC) em períodos de 24, 48 e 72 horas através de contagem em câmara de Neubauer. Os valores de CI50 e CL50 serão determinadas por regressão não linear com intervalo de confiança 95%. Para as formas amastigota, as células LLCMK2 serão infectadas e tratadas com peptídeos selecionados, 24 e 48 horas, e o número de amastigotas/100céls será determinado utilizando microscópio óptico. A atividade anti-amastigota será expressa como: %AA = [1- (nº amast/100céls) tratadas/ (nº amast/100 céls) controle] x 100. As alterações ultraestruturais serão analisadas por microscopia eletrônica e os efeitos dos peptídeos selecionados sobre a integridade da membrana plasmática e mitocôndria do parasito, através citometria de fluxo. Será também verificado o efeito destes peptídeos sobre a atividade de enzimas da via glicolítica dos tripanossomatídeos, bem como a possível interação com enzimas, alvos terapêuticos, por modelagem molecular. Na avaliação dos efeitos in vivo será feito o estudo toxicológico em dose única e em doses repetidas e posteriormente será determinado o potencial tripanocida. Este projeto será submetido à apreciação do Comitê de Etica em Pesquisa com Animais da Universidade Federal do Ceará. Os resultados serão expressos em média ± E.P.M e analisados utilizando ANOVA com Dunett’s post-test no programa GraphPad Prism 5.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alice Marlene Grimm

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • variabilidade climática e previsão subssazonal a sazonal na américa do sul
  • Esta proposta busca contribuir ao aperfeiçoamento e à disseminação do uso da previsão subssazonal a sazonal (SaS) na América do Sul, em vista de seus enormes potenciais benefícios: salvar vidas, proteger propriedades, aumentar a vitalidade econômica, proteger o meio ambiente e informar políticas públicas. As estratégias para buscar esse objetivo maior incluem, entre outras, os seguintes objetivos gerais de pesquisa, contemplados nesta proposta: a) Identificação e caracterização de fontes de previsibilidade nas escalas SaS, incluindo a previsibilidade de eventos extremos, focalizando modos naturais de variabilidade climática e processos relativamente lentos de fronteira, além de suas interações; b) Avaliação de previsões SaS, incluindo previsão de eventos extremos; testes de sistema SaS de previsão. Enquanto a primeira categoria de atividades envolve principalmente pesquisa básica sobre padrões de variabilidade em várias escalas de tempo, seus mecanismos, interações, impactos, teleconexões e previsibilidade, a segunda inclui verificação de modelos e pesquisa aplicada, utilizando um grande volume de dados de previsões retrospectivas do projeto internacional S2S (Subseasonal to Seasonal Prediction).
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alice Simon

Ciências da Saúde

Farmácia
  • preparação, caracterização in vitro e avaliação in vivo de cocristal e inaladores de pó seco de montelucaste para administração pulmonar
  • A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas e está entre as condições crônicas mais comuns, afetando crianças e adultos. É caracterizado por maior capacidade de resposta das vias aéreas a uma variedade de estímulos, resultando em obstrução do fluxo de ar que é tipicamente recorrente e reversível. O tratamento da asma e sua duração desempenham um papel na gravidade das manifestações clínicas supracitadas (isto é, a gravidade da asma). Quanto mais grave as manifestações clínicas da asma, maior a dificuldade em manejo da doença. A prevalência estimada de asma no Brasil é de 10%. Em grandes cidades brasileiras, a prevalência média de asma sintomas é de 24,3% em crianças e 19,0% em adolescentes. Devido ao alto índice de pessoas acometidas e risco de desfecho grave do quadro clínico, essas doenças inflamatórias são consideradas prioridades de atendimento em saúde. O fármaco montelucaste é um antagonista dos receptores de leucotrienos. Os leucotrienos produzem inflamação da parede das vias aéreas, o que desencadeia sintomas tais como dificuldade para respirar, chiado, tosse, falta de ar e dificuldade para realizar atividades diárias normais. O montelucaste atualmente é administrado pela via oral através de comprimidos. A pesquisa e o desenvolvimento no campo terapêutico de aerossóis mostraram notável inovação na última década, na qual importantes novos medicamentos para a ação sistêmica e local foram desenvolvidos. Esse crescimento levou ao desenvolvimento de novos dispositivos e novas tecnologias de formulação, como a engenharia de partículas por spray drying para a obtenção de inaladores de pó seco, conhecidos como DPI (dry powder inhaler). As partículas podem ser manipuladas usando diferentes solventes orgânicos, excipientes com propriedades diferenciadas e modificando os parâmetros do equipamento spray dryer. Uma ampla gama de excipientes podem ser aplicados para encapsular o fármaco para obter um sistemas de liberação na forma de partículas, dentre eles destacam-se a leucina, a inulina, lactose, manitol, polímeros e as ciclodextrinas, os quais já demonstram desempenho promissor na obtenção de formulações DPI para administração pulmonar. Neste projeto é proposto o desenvolvimento de formulações DPI contendo o fármaco montelucaste e/ou co-cristal a ser utilizado na terapia da asma pela via inalatória. Através desta via de administração o fármaco inalado irá atuar diretamente no local de ação, gerando um mecanismo chamado de vetorização/direcionamento (targeting), em função da formulação DPI se depositar diretamente nas regiões mais profundas do trato respiratório. Além disso, as vantagens da terapia inalatória contam com a ausência de efeitos colaterais sistêmicos com as concentrações adequadas do fármaco para a atividade terapêutica, e a depuração lenta do sítio de ação comparando-se com a depuração sistêmica.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alícia Duhá Lose

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • inventário, restauração e edição de documentos escritos por negros na bahia do século xix: o acervo documental da sociedade protectora dos desvalidos (spd)
  • A Sociedade Protectora dos Desvalidos teve como cerne a antiga e já extinta Irmandade de Nossa Senhora da Soledade Amparo dos Desvalidos da Capela de Nossa Senhora do Rosário dos Quinze Mistérios, fundada em 1832, por um grupo de negros, africanos, ex-escravos e que tinham como sustento “o trabalho de ganho”. Embora oficialmente seja datado de 1832, sabe-se que desde 1827 este grupo de homens negros livres já se reunia no bairro de Santo Antônio, Centro Histórico, em Salvador, Bahia, com o propósito de angariar fundos entre seus Irmãos para comprar alforrias, auxiliar viúvas e amparar os doentes. Em 1848, a Irmandade passou a ser a Sociedade Protectora dos Desvalidos existente até hoje no Pelourinho (Salvador, Bahia) a qual tem o propósito de manter a cultura negra. O acervo documental da instituição possui mais de 400 livros atas que datam desde a primeira fundação, 1832, até os dias atuais, todas escritas por negros libertos, mas estes manuscritos carecem de urgente tratamento para que possam ser postos ao alcance dos pesquisadores, pois se encontram em situação iminente de risco e sua perda seria uma lástima para a história dos negros no Brasil e para a história da Língua Portuguesa do Brasil, pois não são documentos escritos sobre negros, mas sim por eles. A proposta aqui apresentada intenciona a recuperação deste precioso acervo através da inventariação, restauração e edição dos documentos mais antigos e mais danificados. Porém, devido ao enorme volume documental do acervo, pretende-se que esta seja apenas a primeira etapa de um longo, delicado e necessário trabalho. Na presente etapa serão trabalhados 5 livros atas os quais passarão pelas seguintes etapas de salvaguarda: inventariação dos documentos utilizando os parâmetros da bibliografia material (tipo documental, tamanho do documento, nº de folhas, análise da escrita, tinta, papel, mancha escrita, tipo de encadernação); higienização e desinfestação dos 5 livros de ata; elaboração do mapa de cadernos e desmonte dos volumes; restauração; digitalização; reencadernação; transcrição e edição.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022