Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Zoilo Pires de Camargo

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • elucidando o diagnóstico sorológico da paracoccidioidomicose por paracoccidioides lutzii por meio da técnica de elisa
  • Tradicionalmente, a paracoccidioidomicose (PCM) é dita como sendo uma micose profunda causada pelo fungo termodimórfico Paracoccidioides brasiliensis. Entretanto, constatou-se a existência de outras espécies de Paracoccidioides. Uma dessas espécies é P. lutzii, primeiramente denominado de Pb01-like. As outras são PS1, PS2, PS3 e PS4, recentemente nominadas de P. brasiliensis sensu strito, P. americana, P. restrepiensis e P. venezuelensis, respectivamente. A doença é limitada aos países da América Latina e pouco se sabe a respeito de sua ecologia. A incidência maior de P. lutzii é na região centro-oeste do Brasil, entretanto, pode também ocorrer em outras regiões. A diversidade de formas clínicas da doença é relacionada ao status imunológico do hospedeiro e às características intrínsecas ao fungo. Proteínas antigênicas podem ser utilizadas como marcadores sorológicos no desenvolvimento de testes diagnósticos mais específicos. Testes convencionais sorológicos, como a imunodifusão, utilizando o tradicional exoantígeno de P. brasiliensis (PbB339) não consegue dar diagnóstico em casos de PCM por P. lutzii. Neste projeto pretendemos padronizar o teste de ELISA para auxiliar no diagnóstico da PCM por P. lutzii. Para esse propósito testaremos vários tipos de preparações antigênicas derivadas de P. lutzii utilizando soros de pacientes de PCM por P. lutzii e por P. brasiliensis
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Zoraide Souza Pessoa

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • energias, riscos, vulnerabilidades e impactos socioambientais em cidades com empreendimentos energéticos renováveis no nordeste: o caso da energia eólica no rio grande do norte
  • A energia eólica considerada de baixo impacto socioambiental assume um papel de destaque no Brasil nas últimas décadas com as crescentes criação de usinas eólicos em todo território brasileiro, principalmente nas zonas costeiras e com destaque para a região Nordeste que concentra o maior número de parques construídos, em construção, licitados em leilões e ativos na produção de energia eólica. É possível observar que esse tipo de energia provoca impactos socioambientais importantes nas cidades onde são instalados, interferindo nas dinâmicas econômicas, sociais, políticas, culturais e ambientais desses territórios bem como ampliando as condições de vulnerabilidade de suas populações, tornando suscetíveis a situações de risco e de comprometimento de sua qualidade de vida. Assim sendo, esse projeto de pesquisa com orientação interdisciplinar com abordagem metodológica que integra análise quantitativa e qualitativa tendo como recorte de aplicação do estudo, o caso no Rio Grande do Norte. Sendo o problema de investigação compreender de que forma a exploração de energia eólica podem contribuir para a construção de cidades sustentáveis, tornando-as menos vulneráveis e mais adaptativas às mudanças climáticas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022