Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Abmael da Silva Cardoso

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • emissão de gases de efeito estufa por equinos e pequenos ruminantes em pastagens
  • O Brasil possui um dos maiores rebanhos de caprinos, ovinos e equinos do mundo e atualmente a emissão dos gases de efeito estufa (GEE) e volatilização de amônia (NH3) emitidos por esses animais tem sida estimada através de fatores de emissão default do painel intergovernamental para mudanças climáticas (IPCC). Igualmente o impacto das características das excretas e efeito de variáveis chaves sobre a produção dos GEE foi pouco estudada. O objetivo deste projeto é quantificar a emissão de GEE por excretas de caprinos, ovinos e equinos, avaliar o efeito da composição química das fezes sobre os fluxos de metano (CH4) e óxido nitroso (N2O), medir a volatilização de NH3 derivadas das excretas, a variação diurna dos GEE em 3 sistemas de uso da terra (agricultura, pastagens e floresta) e a sensibilidade dos fluxos dos gases a variação da temperatura em pastagens manejadas sobre diferentes intensidades de pastejo. Para atingir os objetivos serão conduzidos seis experimentos para avaliar a emissão de GEE no campo e em laboratório. O experimento 1 terá os seguintes tratamentos: fezes e urina de caprinos e ovinos, o 2: fezes, urina e cama de equinos; o 3: fezes de bovinos, caprinos e ovinos; o 4: avaliação de NH3 de excretas de caprinos, equinos e ovinos, 5: avaliação da variação diurna dos GEE em 3 tratamentos (agricultura, floresta e pastagens) e 6: avaliação do efeito da variação na temperatura sobre os fluxos dos GEE em pastagens sobre diferentes intensidades de pastejo.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Abner de Siervo

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • crescimento de monocamadas de dicalcogenetos de metais de transição por mbe e pvd e sua caracterização eletrônica e estrutural
  • Semicondutores de materiais bidimensionais formados por dicalcogenetos de metais de transição (TMD) têm sido extremamente estudados nos últimos anos. As técnicas mais empregadas para se obter algumas camadas são a esfoliação mecânica e o método de crescimento CVD, os quais não permitem o escalonamento para produção industrial de dispositivos optoeletrônicos. Neste projeto propomos o crescimento dos TMDs tais como MoTe2, HfTe2, MoS2 e HfS2 utilizando uma combinação de métodos de crescimento: Molecular Beam Epitaxy (MBE) e Physical Vapor Deposition (PVD). Os principais substratos de interesse serão superfícies bem ordenadas e monocristalinas tais como o sobre Gr/Ir(111) e Gr/Sic(0001) além de monocristais metálicos tais como o Au(111) e Au(788), este último com o intuito de induzir o crescimento de nanofitas de TMD. A caracterização estrutural e eletrônica dos filmes será feita por espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios X (XPS) e difração de fotoelétrons (XPD) (se o filme apresentar ordenamento azimutal), além de caracterização estrutural via microscopia de tunelamento de elétrons (STM). Técnicas complementares como Raman e ARPES (no sincrotron) serão empregadas para as melhores amostras. Ao final objetivamos estabelecer métodos de crescimento de monocamadas híbridas (TMD1+TMD2) ou TMD/Gr e ainda TMD/isolante (o caso do h-BN).
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022