Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adebaro Alves dos Reis

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • organização socioprodutiva de comunidades rurais: tecnologia social de geração de renda, inclusão no mundo do trabalho e autonomia econômica nos territórios rurais da amazônia paraense
  • O projeto tem o objetivo de promover a organização socioprodutiva de comunidades rurais,com foco na autogestão e na cooperação, que promovam geração de renda, inclusão no mundo do trabalho e autonomia econômica das famílias inscritas no Cadastro Único do Governo Federal, possibilitando a melhoria das condições de vida, como estratégia de desenvolvimento sustentável e superação da extrema pobreza na Amazônia Paraense. Os objetivos específicos são: a) Realizar um diagnóstico para identificação do perfil das famílias e das comunidades aplicada aos processos de organização social, gestão, produção, distribuição e comercialização dos produtos. b) Desenvolver o processo organização socioprodutiva de comunidades rurais por meio de atividades de capacitação, assessoria e acompanhamento técnico, no âmbito da organização social, gestão, produção e comercialização. c) Criar soluções tecnológicas que promovam estratégias de produção de alimentos mais saudáveis para o consumo próprio, comercialização, contribuindo para a organização produtiva de trabalhadores. d) Apresentar o cooperativismo e a economia solidária como possibilidade de organização social coletiva autogestionária com vistas à geração de trabalho e renda, à população ou grupo em potencial para constituição de empreendimentos solidários. e) Promover a formação continua e permanente em desenvolvimento sustentável, tecnologia social, coooperativismo, economia solidária, autogestão, agroecologia, agroindustrialização e comercialização para autonomia. f) Produzir e disseminar conhecimentos científicos sobre tecnologias sociais e áreas afins. g) Criar espaços de ensino-aprendizagem favorável ao desenvolvimento da prática acadêmica e profissional nas comunidades rurais por meio da integração da extensão, ensino e a pesquisa no IFPA Campus Castanhal. O processo metodológico de organização social e produtiva de comunidades rurais compreende um conjunto de atividades sistemáticas decapacitação e assessoria que percorrem desde o surgimento do empreendimento até sua consolidação e que busca, através da troca de conhecimentos (saberes acadêmico e popular), fazer com que o empreendimento, no fim do processo, conquiste autonomia organizativa e viabilidade econômica das famílias.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - PA - Brasil
  • 01/12/2018-31/05/2020
Foto de perfil

Adebaro Alves dos Reis

Outra

Divulgação Científica
  • iii feira de ciência, tecnologia e inovação social da amazônia paraense (iii fecitis): valorizando saberes e sabores amazônicos
  • A III FEIRA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOCIAL DA AMAZÔNIA PARAENSE (III FECITIS): Valorizando Saberes e Sabores Amazônicos tem o objetivo de valorizar os saberes e sabores amazônicos, visando contribuir significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e inovação do País, como instrumento de produção, difusão e popularização da ciência e melhoria dos ensinos médio e técnico, possibilitando a identificação de jovens talentosos que possam ser estimulados a seguir carreiras técnico-científicas e docente, para o uso do conhecimento científico como mecanismo de empoderamento, inclusão e transformação social, no estado do Pará. Os objetivos específicos são: a) Promover a disseminação e a difusão da produção de iniciação científica da educação básica, tecnológica e profissional dos discentes do IFPA e das escolas do ensino médio do Estado do Pará, despertando o interesse pela investigação científica e contribuindo para o desenvolvimento de habilidades em sala de aula, de forma interdisciplinar, criativa e contextualizada. b) Valorizar as atividades pedagógicas desenvolvidas pelos professores e alunos da rede pública estadual e do IFPA, dando oportunidade para o envolvimento deste coletivo com apresentações de trabalhos, visitas, participação em palestras, mesas redondas e oficinas que compõem o conjunto de atividades organizadas para o evento. c) Fortalecer as parcerias existentes o IFPA, escolas da educação básica, prefeituras, secretarias municipais de educação, universidades e movimentos sociais ligados ao campo, através do desenvolvimento de projetos criativos e inovadores, bem como o de aproximar as escolas públicas dos empreendimentos do Estado do Pará. d) Promover um espaço de troca de saberes tradicionais e experiências de inovação social aplicada a dinâmica da agricultura familiar, colocando em prática as ideias e questões que envolvam investigação científica de fenômenos da natureza ou socioambientais. e) Promover a integração e o vinculo entre escola da educação básica, tecnológica e profissional do IFPA e comunidade em geral, a partir das atividades de intercâmbios entre professores, os estudantes-pesquisadores e os visitantes da Feira. Além de estimular alunos e professores para a produção de trabalhos investigativos, valorizando assim o trabalho docente interdisciplinar e contextualizado na área de ciências, tecnologia e inovação social. f) Promover o desenvolvimento da criatividade e da capacidade inventiva e investigativa dos estudantes, para despertar vocações e incentivar a pesquisa nas escolas; por meio da produção científica, voltadas para sustentabilidade do território amazônico, a fim de promover a conscientização e responsabilidade socioambiental e produzindo e disseminando conhecimentos contextualizados na realidade amazônica. g) Promover a popularização da C&T e o aperfeiçoamento do ensino de ciências nas escolas, bem como a produção e a difusão de tecnologias e inovações para a inclusão e o desenvolvimento social. A III FECITIS terá abrangência estadual, mobilizando participantes de quatro territórios do Estado do Pará, envolvendo escolas de rede pública de ensino médio e técnico, assim como, os campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará. O público alvo da III FECITIS serão os pesquisadores e professores da educação profissional e tecnológica dos Campi do IFPA, professores da educação básica do ensino fundamental, médio e técnico de escolas públicas, alunos da educação básica (ensino fundamental, médio e técnico das escolas públicas), do ensino profissionalizante/técnico, do ensino superior, da rede pública ou particular de ensino, bem como todos aqueles que tenham interesse em ciência e tecnologia. A comunidade em geral e segmentos socialmente vulneráveis, tais como: agricultores familiares, quilombolas, ribeirinhos, indígenas, aquicultores, pescadores, meninas e mulheres rurais, deficientes físicos, dentre outras.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - PA - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020