Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Claudio Kiyoshi Umezu

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • sistema de controle avançado da subirrigação de mudas de cana em ambientes protegido
  • O Brasil possui uma posição de destaque no setor sucroenergético internacional, com 638 milhões de toneladas de cana processadas na safra 2014/15, produzindo 36 milhões de toneladas de açúcar e 30 bilhões de litros de etanol. Para aperfeiçoar a produção da cultura desde a base da cadeia, pesquisas com novas técnicas de plantio são desenvolvidas. Como alternativa ao método convencional de plantio, há a proposta do uso de mudas pré-brotadas (MPB), que possuem o potencial de maior eficiência de plantio e uniformidade da qualidade do desenvolvimento. A produção de mudas depende de diferentes fatores, iniciando-se na preparação das gemas, durante o desenvolvimento em ambiente protegido e irrigado e na aclimatação. Neste processo a irrigação tem grande relevância na qualidade do produto final. Este projeto visa desenvolver e avaliar um sistema de subirrigação com estratégias de controle inteligente. A variável controlada do sistema será o conteúdo volumétrico de água (CVA) do substrato das mudas de cana. Serão monitorados a demanda e o consumo de nutrientes da solução nutritiva para diferentes faixas de manejo. Será construída uma planta piloto para a avaliação simultânea de três diferentes estratégias de controle com o monitoramento das variáveis climáticas e de desenvolvimento das plantas. Serão construídos modelos matemáticos do sistema de subirrigação visando a otimização das estratégias de controle via simulação. Os resultados irão mostrar a capacidade do sistema de controle de manter o CVA dentro dos parâmetros previamente estabelecidos e o impacto das estratégias de controle no desenvolvimento da cultura.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 30/07/2017-31/07/2020
Foto de perfil

Claudio Landim

Ciências Exatas e da Terra

Probabilidade e Estatística
  • mecânica estatística
  • Tanto a Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos como o Departamento de Energia dos Estados Unidos consideram a compreensão e o desenvolvimento de uma teoria dos estados fora de equilíbrio como um dos grandes desafios de nossos tempos. Estes estudos apontam também a importância de sistemas fora do equilíbrio e o seu impacto muito além da física, incluindo áreas como ciência da computação, biologia, saúde pública, infraestrutura civil, sociologia e finanças. Vários dos mais importantes avanços em nossa compreensão científica do mundo vieram da conexão entre o comportamento dos átomos e das moléculas com as propriedades e o comportamento de sistemas meso ou macroscópicos. Este é o tema da mecânica estatística, que desenvolveu ferramentas para relacionar fenômenos macroscópicos a suas origens microscópicas, na dinâmica dos átomos ou das moléculas. Tanto em situações em equilíbrio, como um gás isolado, como em casos fora do equilíbrio, como a condução do calor.
  • Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudio Lenz Cesar

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • espectroscopia a laser de anti-átomos e átomos de hidrogênio, trício, e moléculas leves: testes fundamentais de física e aplicações
  • Esse projeto vem embasado em recentes desenvolvimentos fantásticos. (i) Realizamos na colaboração ALPHA no CERN a primeira excitação a laser de um anti-átomo[1] seguido por um espectro da transição 1Sd-2Sd de antihidrogênio(antiH)[2] com uma medida absoluta de frequência f_{1S_d--2S_d}(anti-H)_{exp} = 2.466.061.103.079,4(5,4) kHz para o campo mínimo de Bmin = 1.03285(63) T. Há acordo com o valor para hidrogênio(H) calculado para o ambiente eletromagnético de nossa armadilha. Essa é a comparação mais precisa já existente entre matéria e antimatéria num teste da Simetria de CPT (carga-paridade-tempo). Esse espectro no ALPHA só foi possível com a cavidade ótica cryogênica desenvolvida por nosso grupo na UFRJ[3]. Esses estudos progridem e esperamos adentrar o regime inexplorado de 13, e mais, algarismos significativos. Uma violação de CPT pode se revelar nessas precisões maiores e nunca antes testadas. Chegar a 15 algarismos passa, segundo minha visão, pelos desenvolvimentos previstos nesse projeto conforme já desenhamos na Ref.[4] e consiste em aprisionar H na mesma armadilha de antiH usando a técnica de Matrix Isolation Sublimation (MISu)[5-11] que desenvolvemos na UFRJ. (ii) Desenvolvemos recentemente na UFRJ um espectrômetro de massa por tempo-de-voo acoplado à técnica de MISu. Isso nos permitiu a detecção de grande quantidade de hidrogênio atômico como era esperado – mas não verificado – pois nossos estudos com Li foram feitos à partir da ablação de um alvo sólido de LiH. Além disso, demonstramos a formação de moléculas[11] na matriz de isolamento (MISu) e obtenção de feixe criogênico das mesmas. Isto abre possibilidades interessantes como a formação de moléculas de van-der-Waals fracamente ligadas e experimentos de alta precisão com moléculas[12]. Para esse projeto estaremos centrando esforços no uso de MISu para (A) espectroscopia de H e T em feixes frios e (B) aprisionamento de Li, H e trício(T), além de moléculas. A espectroscopia de H em feixe frio por MISu se constituirá numa referência para o antiH e o aprisionamento de H numa armadilha magnética como prova de princípio para aprisionamento de H na mesma armadilha de antiH no ALPHA, o que permitirá o avanço por ordens de grandeza nas medidas comparativas entre H e antiH, eliminando vários efeitos sistemáticos. Pela técnica de MISu o aprisionamento de Li, H ou T é similar e essas espécies podem inclusive ser aprisionadas juntas. Trício aprisionado é altamente desejado para dois outros experimentos fundamentais e para os quais poderemos expandir colaborações: (i) a colaboração CREMA, liderada por Randolf Pohl (Mainz) – líder da famosa medida do mistério do raio do próton diminuído em hidrogênio muônico[13] – deseja repetir essa medida com trício muônico. Para isso propõe um feixe de T freado por Li em armadilha magneto-ótica. No entanto, seus números prospectivos não são tão interessantes quanto nossas estimativas usando a técnica de MISu; (ii) o experimento Project-8[14] pretende medir massa de neutrino – com maior resolução que o experimento KATRIN[15] – pelo decaimento de T (=>3He+beta+antineutrinoe) onde a energia de cada elétron emitida é medida pela emissão de radiação cíclotron como já demonstrado[14]. O grupo de Mainz que integra o Project-8 está interessado em nossa técnica. Além desses átomos, com a ferramenta à mão para produzir moléculas únicas, pretendemos continuar – mas não prioritariamente, pela mão-de-obra reduzida – o estudo de moléculas formadas e/ou advindas de MISu [9,11]. Moléculas são úteis não só para estudos em física fundamental, como buscas por variação de constantes fundamentais[16] e dipolo elétrico do elétron (edm)[17-18], como para estudos em físico-química[19], astrofísica[20], bio-astrofísica e metrologia. Nosso grupo tem também desenvolvido toda uma instrumentação de lasers, dispositivos óticos, barras de corrente supercondutoras (HTS) e circuitos de chaveamento de altas correntes, dentre outros. Assim, esse projeto tem objetivo científico centrado em física fundamental e um forte componente de desenvolvimento de técnicas e instrumentação; algo que tem ficado raro no País. O apoio financeiro desse projeto – mesmo com seu valor limitado (muito baixo para um programa experimental desse porte) – será fundamental para o laboratório que não é membro de INCT e que é situado no Rio onde a FAPERJ sucumbiu à crise financeira do estado e ficou inadimplente até nos projetos já iniciados.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudio Lima Souza

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • avaliação do cuidado e seguimento de pacientes portadores de anemia falciforme no sistema único de saúde no sudoeste da bahia
  • A anemia falciforme que é a doença hematológica hereditária mais comum no mundo. É caracterizada por um tipo de hemoglobina mutante designada por hemoglobina S (ou Hb S) que provoca a distorção dos eritrócitos, fazendo-os tomar a forma de “foice”. Sua distribuição é ampla, abrange todos os continentes. A maior prevalência ocorre na África tropical e entre os negros de países que participaram do tráfico de escravos. No Brasil, segundo o Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN) do Ministério da Saúde implantado no Brasil através da Portaria nº 822, do Ministério da Saúde no ano de 2001. Estima-se que nascem no Brasil 3.500 crianças por ano com DF e 200.000 com traço falciforme, e estima-se que 7.200.000 pessoas sejam portadoras do traço falcêmico (estado heterozigoto - HbAS) e entre 25.000 a 30.000 com doença falciforme. Sua distribuição populacional é heterogênea sendo mais frequente na região nordeste do Brasil com prevalência média entre 6 e 10%, enquanto que no sudeste ela representa cerca de 2%. Há predominância entre negros e pardos, mas também ocorre entre brancos. As manifestações clínicas da doença ocorrem a partir do primeiro ano, estendem-se durante toda a vida e apresentam grande variabilidade. O problema clínico mais frequente é a crise dolorosa vaso-oclusiva. Outras intercorrências de relevância clínica são a síndrome torácica aguda e as infecções bacterianas que, com a crise dolorosa, levam a internações hospitalares e aumento de morbidade e mortalidade. O tratamento e acompanhamento do doente de anemia falciforme são fundamentais. Além disso, a importância da profilaxia de infecções, vacinações e reconhecer também as demais intercorrências da doença. Diante disso, em 2006 o Ministério da Saúde lançou o Manual de Condutas Básicas Na Doença Falciforme. Neste volume são tratadas as diretrizes para o cuidado em condições mórbidas associadas às manifestações clínicas da doença tais como: crises de dor, úlceras de membros inferiores, síndrome torácica aguda (STA), sequestro esplênico, priapismo, necrose asséptica do fêmur, acidente vascular cerebral, além de programa específico de imunização e aspectos relacionados às necessidades transfusionais. A atual expectativa de vida para a população americana com anemia falciforme de 42 anos para homens e 48 anos para mulheres. Embora muito superior aos 14,3 anos de 3 décadas atrás, é bem inferior a da população geral, o que evidencia a necessidade de maiores investimentos e progressos no tratamento desses pacientes Diante da inequívoca situação de iniquidade (assumida inclusive pelas instituições governamentais com implementação de políticas afirmativas para comunidades negras, quilombolas e portadores de anemia falciforme), e da virtual dificuldade no acesso aos serviços de saúde, bem como a realização de exames e tratamento especializados nos níveis de atenção básica e principalmente na especializada, dada a complexidade da atenção devido as várias comorbidades que podem advir da doença que atinge vários sistemas. Considerando-se ainda a necessidade de se dar uma melhor qualidade de vida a um doente portador de tanta morbidade, julga-se útil e pertinente investigar-se o perfil epidemiológico e percurso terapêutico da população local, buscando elementos para avaliação da efetividade, qualidade da atenção e do acesso, à saúde dispensadas aos pacientes de anemia falciforme, oportunizando a demonstração do atual estágio da assistência, podendo assim subsidiar ou melhorar políticas de saúde ou afirmativas que visem à melhoria da assistência prestada a esses doentes e, sobretudo, aumento de sua qualidade de vida.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cláudio Lúcio Mendes

Ciências Humanas

Educação
  • educação, neurociências e tecnologia: pesquisa, modelos e inovação para a aprendizagem
  • Com a pergunta “como os professores podem ensinar e como os alunos podem aprender de forma mais eficiente?”, articulamos este projeto às estratégias expostas no documento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Primeiramente, entendemos que o desenvolvimento de “maneiras mais eficazes de trabalhar a educação científica da população”, como está descrito no documento, passa pelo desenvolvimento de processos eficazes para a educação de maneira ampla. Como consequência, buscamos propor e experimentar formas inovadoras para a organização e utilização de metodologias para o ensino e a aprendizagem empregando as tecnologias digitais e a neurociências, especialmente as noções de estilos e canais de aprendizagem. Nosso ambiente de pesquisa será a UFLA e nossos sujeitos de pesquisa, os alunos da graduação presencial. Temos como objetivo geral analisar os possíveis impactos dos canais de aprendizagem (trabalhados em especial com as tecnologias digitais) sobre os processos de ensino e aprendizagem na contemporaneidade. Para desenvolvermos tal objetivo, dividimos a pesquisa em três etapas/metas, com seus respectivos objetivos específicos. Etapa 1 (meta: estruturação da pesquisa): 1) finalizar a reestruturação do Laboratório de Práticas Pedagógicas Inovadoras (LPPI), espaço essencial para o desenvolvimento da pesquisa; 2) revisar as teorias dos estilos e dos canais de aprendizagem tratados na literatura especializada; 3) revisar as teorias sobre metodologia survey na literatura especializada; 4) inscrever o projeto na Plataforma Brasil; 5) elaborar Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) e carta de anuência para ser enviada ao Comitê de Ética em Pesquisa da UFLA; 6) elaborar o questionário piloto para a identificação dos canais de aprendizagem preferenciais dos alunos; 7) aplicar em um grupo piloto o questionário produzido com o intuito de testá-lo; 8) fazer as correções necessárias ao questionário para a aplicação em um survey. Etapa 2 (meta: aplicação do survey): 1) aplicar em larga escala (junto ao alunado da UFLA) o modelo de questionário construído para identificação dos canais de aprendizagem; 2) analisar os resultados coletados, com o intuito de definir para a UFLA um modelo de questionário de identificação dos canais de aprendizagem do alunado; 3) apontar possíveis interdependências entre a identificação dos canais de aprendizagem dos alunos e as estratégias didático-pedagógicas dos docentes, utilizando as tecnologias digitais e a estrutura do LPPI. Etapa 3 (meta: validação do modelo): 1) estruturar um grupo de verificação constituído por docentes e suas turmas para verificação do modelo de questionário aplicado; 2) verificar a confiabilidade do modelo de questionário aplicado em relação à sua validade, reprodutividade e representatividade; 3) refinar o modelo para identificação dos canais de aprendizagem. Metodologicamente, esta pesquisa tem abordagem qualitativa e quantitativa e é de caráter descritivo-analítico. O emprego de metodologias qualitativas e quantitativas foi organizado para abarcar o público de pesquisa (aproximadamente 7.000 alunos de graduação). Trabalharemos os seguintes métodos de coleta e análise de dados: 1) diário de pesquisa; 2) pesquisa bibliográfica; 3) metodologias survey e técnicas estatísticas; 4) testes pilotos e; 5) processos de validação. Temos clareza que ao utilizarmos as metodologias descritas, elas poderão sofrer alterações ou adequações. Por último, independente de quaisquer escolhas metodológicas (as que descrevemos e as possíveis adequações), sempre manteremos o sigilo das informações e da privacidade dos sujeitos participantes. Esperamos como resultados ter um laboratório montado para a realização de outras pesquisas, um modelo de questionário para identificação dos canais de aprendizagem preferenciais dos alunos da UFLA, aplicável em outros contextos temporais e institucionais.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cláudio Luiz DeNipoti

Ciências Humanas

História
  • cultura escrita no império português; um glossário de termos setecentistas.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claúdio Márcio Rocha Remédios

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • síntese e caracterização de policristais com propriedades magnéticas
  • O objetivo deste projeto é produzir materiais policristalinos e caracterizar suas propriedades estruturais e magnéticas. A caracterização estrutural será feita por difração de raios X, fluorescência de raios X, análise térmica (TG/ DTA/ DSC), microscopia eletrônica de varredura (MEV) e espectroscopia de vibração (Raman e infravermelho). A caracterização estrutural será realizada nos Laboratórios do PPGF - UFPA (http://www.ppgf.ufpa.br/index.php/pt/laboratorios). Medidas magnéticas serão realizadas no Laboratório de Baixa Temperatura e Estado Sólido da USP (https://portal.if.usp.br/fmt/node/359) por meio de colaboração científica com o professor Valmir Antônio Chitta. A colaboração com o professor Valmir foi estabelecida antes da preparação do projeto. Nos últimos anos usamos métodos químicos para preparar materiais policristalinos de BiFeO3 (Bismuto Ferrite), NiMn2O4 (níquel manganita), NiO (óxido de níquel) e composto de BiFeO3 / Bi2Fe4O9, NiO / NiMn2O4. Agora nosso objetivo é melhorar o processo de síntese, avançar no controle da produção e caracterizar as propriedades magnéticas dos materiais produzidos. Pretendemos estender nossos estudos a outros membros das famílias de ferrite e manganita e a outros policristais magnéticos. A equipe deste projeto tem sido usuária frequente do LNLS (www.lnls.br). Vamos enviar propostas de pesquisa para o LNLS. Medições in situ serão realizadas durante o processo de calcinação. Assim, com este projeto esperamos contribuir para o conhecimento sobre materiais policristalinos com propriedades magnéticas e contribuir para a formação de novos pesquisadores na área através da inclusão de alunos na equipe.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudio Nahum Alves

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • estudo da resistência multi-droga apresentada por l,d-transpeptidases: um fator chave para o entendimento da resistência aos antimicrobianos
  • Vide projeto anexo.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 05/10/2018-31/10/2021
Foto de perfil

Claudio Rejane da Silva Dantas

Outra

Divulgação Científica
  • formação de professores: letramento científico na perspectiva de ensino por projetos de pesquisa em sala de aula nas escolas públicas do município de juazeiro do norte - ce
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Regional do Cariri - CE - Brasil
  • 12/08/2019-30/12/2021
Foto de perfil

Cláudio Ribeiro de Lucinda

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • poder de mercado na indústria química: uma análise por meio de microdados da mudança estrutural do setor nos anos 2000
  • Vide projeto anexo
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudio Roberto Machado Benite

Ciências Humanas

Educação
  • design de tecnologia assistiva para a experimentação no ensino de ciências: contribuições para a formação e ação docente
  • No ensino de Ciências existem entraves que dificultam a aprendizagem de alunos com deficiência, dentre eles: aulas que exploram a visão como meio de acesso à informação, falta de acessibilidade nos laboratórios, ausência de estímulos por parte dos professores, recursos didáticos ineficazes e escassez de informações que intensificam sua passividade. Considerada etapa da construção científica e, consequentemente, do ensino de Ciências, a experimentação prevê o manuseio de materiais e equipamentos que enquanto instrumento de mediação possibilitam a atribuição de sentido ao fenômeno observado pelos alunos que deve ser interpretado com a mediação do professor. Contudo, essas atividades possuem caráter excludente para o aluno com deficiência visual, por não ter a visão como canal de coleta de dados. Mas, como esse aluno obterá as informações dos fenômenos que muitas das vezes são disponibilizadas por equipamentos durante um experimento? Contendo elementos da pesquisa-ação, objetiva-se nesse projeto o desenvolvimento de pesquisas em parceria colaborativa universidade-escola envolvendo o atendimento educacional especializado visando a elaboração de pressupostos que contribuam para a formação de professores numa perspectiva inclusiva. Além disso, a Ciência e a Tecnologia vêm promovendo intervenções na sociedade e suas aplicações vêm contribuindo na elaboração recursos e currículos mais significativos para o ensino de Ciências, preparando para o exercício da cidadania a partir de uma abordagem social e inclusiva. Sobre a abordagem inclusiva nas aulas de Ciências propomos nesse projeto o desenvolvimento de Tecnologia Assistiva como ferramenta cultural para aulas experimentais auxiliando no processo de mediação pedagógica visando a participação cada vez mais autônoma e inclusiva da heterogeneidade da sala de aula, incluindo os alunos com deficiência visual.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudio Roberto Machado Benite

Ciências Humanas

Educação
  • espaço maker: uma proposta de formação e ação docente no ensino de ciências
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Claudio Romero Farias Marinho

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • caracterização da atividade autofágica e de inflamassoma na malária placentária
  • A malária na gravidez é um grande problema de saúde pública em países onde a doença é endêmica, podendo causar morbidade e mortalidade materno-infantil. Até o momento não se sabe ao certo o motivo pelo qual as mulheres grávidas são mais suscetíveis à malária. Entretanto, sabe-se que a placenta oferece um ambiente propício para o desenvolvimento de subpopulações do parasita, o que desencadeia um intenso infiltrado inflamatório, que está associado a abortos, retardo de crescimento intrauterino, prematuridade e baixo peso ao nascimento. A autofagia é um processo fundamental para a sobrevivência celular durante estresse, como infecções ou exposição da célula a produtos microbianos. Sabe-se que moléculas de sinalização relacionadas ao sistema imune regulam a autofagia e, que esta exerce um importante papel na resposta do trofoblasto aos estressores presentes na gravidez, permitindo que estas células adaptem-se a uma variedade de insultos que, eventualmente, possam ocorrer durante a gestação. Apesar de nos últimos anos muitos estudos terem definido as manifestações clínicas da malária gestacional, os mecanismos celulares e moleculares associados ao processo inflamatório ainda não estão totalmente esclarecidos. Neste projeto pretendemos caracterizar a atividade autofágica, bem como sua possível relação com o inflamassoma, em placentas humanas infectadas com Plasmodium falciparum e também em um modelo experimental murino que reproduz a doença humana. Este estudo trará uma importante contribuição para o melhor entendimento da malária placentária, além de possibilitar novos estudos direcionados ao desenvolvimento de novas metodologias de diagnóstico e tratamento da malária gestacional.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cláudio Rosito Jung

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • reconstrução 3d usando câmeras omnidirecionais e aplicações
  • Métodos de reconstrução tridimensional (3D) de cenas baseados em imagens tem sido amplamente estudados pela comunidade científica, uma vez que os dispositivos físicos envolvidos no pipeline são consideravelmente mais baratos e mais simples de usar do que outras tecnologias bem estabelecidas, como LIDAR, câmeras time-of-flight (ToF) ou luz estruturada. Modelos 3D obtidos a partir de imagens 2D em perspectiva são extensivamente empregados em aplicações como modelagem arqueológica e arquitetônica, inspeção de infraestrutura, navegação de robôs e sistemas de condução autônomos, entre várias outras. Recentemente, a popularização de dispositivos de captura e visualização de mídia omnidirecional tem criado novas aplicações em realidade aumentada, mista e virtual (RA/RM/RV). Neste contexto promissor, a extração de informações 3D é fundamental para implementar navegação em seis graus de liberdade (6-DOF), necessários para garantir aos usuários de RA/RM uma experiência totalmente imersiva. Este projeto apresenta uma proposta para reconstrução 3D densa de cenários internos com base em duas ou mais imagens esféricas da cena, e explorar tal reconstrução para gerar novas vistas sintéticas no contexto de RA/RM/RV.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudio Tinoco Mesquita

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação da associação entre variações genéticas e a doença cardiovascular em obesos, por meio da utilização de métodos diagnósticos não invasivos
  • A presente pesquisa é um projeto de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Cardiovasculares da FM-UFF, aprovado pelos Comitês de Ética em Pesquisa (CEP) do HUAP-UFF (CAAE: 82844917.8.0000.5243 – nº do parecer: 2.515.711) e da Fundação Oswaldo Cruz -Instituição co-participante- CAAE: 82844917.8.3001.5248 – nº parecer: 2.590.841. Apesar de ser conhecida a associação entre polimorfismos genéticos e a obesidade, a associação direta desses polimorfismos com o surgimento de doenças cardiovasculares ainda permanece controversa, principalmente em populações multiétnicas como a do Brasil. Com relação a indivíduos com excesso de peso, não encontramos, até a presente data, nenhum estudo que associe as variações genéticas relacionadas à obesidade ao desenvolvimento da doença cardiovascular aterosclerótica, por meio da utilização de métodos diagnósticos não invasivos. Nesse sentido, acreditamos que o uso de exames capazes de identificar a aterosclerose precoce e subclínica - tais como a Angiotomografia das artérias coronárias, o Escore de Cálcio coronariano e a medida da espessura médio-intimal carotídea - associados a outro método para a pesquisa de isquemia - como a cintilografia de perfusão miocárdica - poderá trazer importantes contribuições para este tipo de investigação. Sendo assim, o presente projeto tem como principal objetivo avaliar, em indivíduos com excesso de peso (IMC ≥ 25 kg/m²), a associação entre variações genéticas relacionadas à obesidade e o desenvolvimento da doença cardiovascular, por meio da utilização de métodos diagnósticos não invasivos. Será um estudo prospectivo do tipo analítico transversal. Para tal, 200 indivíduos adultos serão selecionados a partir dos seguintes critérios de inclusão: idade ≥ 45 anos, de ambos os sexos e com IMC ≥ 25 kg/m2. Serão selecionados pacientes em acompanhamento no ambulatório de nutrição, obesidade, dislipidemia e Hipertensão Arterial Sistêmica da faculdade de nutrição Emília de Jesus Ferreiro - UFF e que já possuam matrícula e prontuário no Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP). Também serão convidados a participar do estudo os pacientes com suspeita clínica de DAC encaminhados ao serviço de Radiologia do HUAP para investigação da doença arterial coronariana. Não serão elegíveis indivíduos que apresentarem as seguintes características: história conhecida de DAC ou AVC, Bloqueio do Ramo Esquerdo (BRE) do 3º grau ou portadores de marcapasso cardíaco, Fibrilação Atrial, mulheres grávidas ou em período de amamentação, cirurgia bariátrica prévia, história de nefropatia, colagenoses ou em uso de corticoterapia e indivíduos com antecedentes clínicos severos ao uso do contraste iodado ou com contraindicações formais à realização da tomografia computadorizada. Após leitura e assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), os participantes serão submetidos às seguintes etapas do estudo: 1ª etapa: aplicação de um questionário semiestruturado, abordando dados pessoais, sociais e a história clínica. Também serão estimados os riscos para a Síndrome de Apneia obstrutiva do Sono (pela aplicação do questionário STOP-Bang) e para eventos cardiovasculares futuros, pelos escores clínicos de Framingham e da AtheroSclerotic CardioVascular Disease (ASCVD ) risk. 2ª etapa: coleta de sangue, após jejum de 12h, para avaliação laboratorial (Bioquímica e marcadores inflamatórios) e Genotipagem dos genes associados a obesidade. A amostra de sangue integral será armazenada a - 20º por um prazo mínimo de cinco (5) anos, sob a parceria e responsabilidade do Laboratório de Nutrição Experimental (LABNe) da Faculdade de Nutrição Emília de Jesus Ferreiro – UFF e do Laboratório de Farmacologia experimental, do Instituto Biomédico da UFF. Cada amostra de sangue integral fará parte de um banco de dados (Biorrepositório) identificados por códigos que garantirão o sigilo das suas informações. Serão respeitadas as normas vigentes para pesquisa em seres humanos segundo as Resoluções do CNS 441 de 12 de maio de 2011 e 466 de 12 de dezembro de 2012. As amostras de sangue encaminhadas para avaliação genética serão armazenadas como ácido desoxirribonucleico (DNA). Estas amostras e as respectivas fichas de dados clínicos farão parte de um banco de DNA sob a parceria e responsabilidade do Laboratório de Genética Humana do Instituto Oswaldo Cruz - FIOCRUZ (LGH-IOC). Também serão respeitadas as normas vigentes para pesquisa em Seres Humanos, especialmente relevantes aos estudos de caráter genético, de acordo com os requisitos das Resoluções do CNS 441/2011 e 466/2012. Nessa mesma etapa serão realizadas as avaliações antropométricas, de consumo alimentar e da composição corporal, conforme protocolos padronizados. 3ª etapa: serão realizados os métodos de imagem não invasivos em parceria com o serviço de Radiologia do HUAP, como Angiotomografia das artérias coronárias com o Escore de Cálcio coronariano, a medida da espessura médio-intimal carotídea (ultrassonografia das artérias carótidas) e a cintilografia de perfusão miocárdica. Para análise estatística dos dados, as variáveis quantitativas serão analisadas como média, desvio padrão e intervalo de confiança. Será avaliada a normalidade da distribuição dos dados (Kolmogorov-Smirnov) para se decidir entre os testes paramétricos ou não paramétricos. Serão utilizados o teste T-Student não pareado ou Mann-Whitney para comparação entre grupos, para variáveis paramétricas e não paramétricas, respectivamente. Será conduzida a análise de correlação de Pearson ou Sperman, para dados paramétricos e não paramétricos, respectivamente. Será utilizado o pacote estatístico-Statistical Package for the Social Science (SPSS)- versão 22 para Windows, considerando p<0,05.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cláudio Vianney Malzoni

Ciências Humanas

Teologia
  • o novo testamento e suas tradições textuais: formação, transmissão e recepção
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Católica de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudio Viegas Junior

Ciências da Saúde

Farmácia
  • planejamento molecular, síntese e avaliação farmacológica de candidatos inovadores a protótipos de fármacos multialvo para doenças neurodegenerativas
  • Esta proposta está inserida no âmbito das linhas de pesquisa em Química Medicinal desenvolvidas no Laboratório de Pesquisa em Química Medicinal (PeQuiM) da UNIFAL-MG, visando à identificação de novos candidatos a protótipos de fármacos com modo de ação multialvo, numa estratégia recente e inovadora de busca por novas entidades químicas contra doenças neurodegenerativas, especialmente as doenças de Alzheimer (DA) e Parkinson (DP). Para tanto, foram planejadas 9 novas séries de compostos híbridos, além de uma outra que já se encontra em estágio avançado de avaliação, desenhadas a partir de estruturas de substâncias ativas com propriedades antioxidantes, neuroprotetoras, quelantes de biometais, anti-inflamatórias e anticolinesterásicas e inibidoras de monoaminoxidases. Uma vez obtidas, a avaliação farmacológica e por modelagem molecular destas substâncias deverá possibilitar estudos de relação estrutura-atividade num amplo estudo in vitro e in vivo, visando à seleção dos candidatos mais promissores. A racionalização destas informações será útil na otimização dos perfis de atividade, seletividade e toxicidade, visando contribuir ao desenvolvimento de novos fármacos que representem inovação na terapêutica da DA e DP.
  • Universidade Federal de Alfenas - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cláudio Wageck Canal

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • detecção e caracterização de pestivírus e papilomavírus em grandes ruminantes
  • O Brasil é um grande produtor e exportador de alimentos e a bovinocultura tem grande importância econômica e social. Doenças virais podem ter grande impacto na produtividade e, por isso, o desenvolvimento de técnicas eficientes para seu diagnóstico, caracterização do agente e o conhecimento de sua epidemiologia são medidas fundamentais para gerar estratégias de prevenção e controle. Os pestivírus de ruminantes causam enfermidades difundidas nos rebanhos bovinos ocasionando redução do desempenho reprodutivo e grandes perdas econômicas em rebanhos de corte e leite em todo mundo. Já o papilomavírus bovino (BPV) causa enfermidades de caráter neoplásico em bovinos, podendo levar desde morte, a perdas de desempenho e qualidade de subprodutos, como o couro. Os objetivos do presente projeto estão contidos em dois subprojetos que visam verificar a variabilidade genética de isolados de pestivírus, para conhecimento das espécies e variantes virais circulantes a fim de estipular medidas de controle e prevenção adequadas, além de verificar a variabilidade genética de isolados de BPV, para conhecer os gêneros e espécies do vírus circulantes. Para isto, será realizada a pesquisa por RT-PCR ou PCR de ambos os vírus, que serão sequenciados e analisados quanto a sua variabilidade genética e dispersão temporal. O presente grupo de pesquisa já gerou mais de 31 publicações nestes dois temas e os dados aqui gerados aumentarão o conhecimento científico sobre a variabilidade genética, patogenia e epidemiologia de pestivírus e papilomavírus em ruminantes no País. Este conhecimento irá embasar futuras campanhas de controle e erradicação destas doenças. Pela complexidade do tema, sua execução será multidisciplinar, envolvendo equipes de virologia, epidemiologia e patologia animal.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Clayton Zambeli Oliveira

Outra

Divulgação Científica
  • vii talento científico jovem
  • A Feira de Ciências Talento Científico Jovem tem sido realizada no município de João Pessoa, no Estado da Paraíba. Iniciou-se no ano de 2011 através do financiamento do CNPq (Processo 552860/2011-5/Chamada MCTI/CNPq/MEC/CAPES/SEB N º 25/2011 Feiras de Ciências e Mostras Científicas / Abrangência Municipal) realizada em 2012 e posteriormente continuou sendo executada através do Financiamento do CNPq em 2013, 2014, 2015 e 2016 (Chamadas Nº 50/2012; N°46/2013; Nº 44/2014 e Nº 20/2015). No ano de 2017, sem o financiamento do CNPq, não foi possível realizar a Feira de Ciências prejudicando a execução e a participação das escolas. A VI edição foi realizada no ano de 2018 (teve a participação de 57 trabalhos) de modo difícil, sem financiamento e não podendo ofertar capacitação, estrutura adequada entre outras estruturas essenciais. O VI Talento Científico Jovem ocorreu de 10 a 14 de setembro de 2018, ocupando o hall da reitoria com 50 trabalhos de escolas de diferentes origens. A falta de financiamento gerou algumas dificuldades especialmente nas atividades de divulgação, estrutural e premiação. No ano de 2019 a VII edição do Talento Científico Jovem espera ofertar uma nova categoria de premiação: Categoria MULHERES NA CIÊNCIA – somente poderão se inscrever nessa categoria dupla composta por duas participantes do sexo FEMININO e que submetam trabalhos nas áreas de matemática, física, astronomia, robótica e engenharia e estimular a participação de 80% de escolas públicas.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Clayton Zambeli Oliveira

Ciências Humanas

Sociologia
  • viii talento cientifico jovem
  • Na realização do VIII (8° edição em 2020) do Talento Científico Jovem pretende-se manter o nível qualitativo e quantitativo, mantendo o mínimo de 64 trabalhos referente a média dos eventos que totalizaram ±64 trabalhos. O presente projeto propõe a execução do VIII Talento Científico Jovem (Feira de Ciências em 2020) que abordará diferentes áreas do conhecimento como as ciências exatas, tecnológicas, biológicas e humanas e promoverá a participação de alunos do ensino Infantil, fundamental I e II (6º ao 9º ano), médio e técnico do município de João Pessoa. O público alvo da proposta de modo específico serão os alunos e professores das escolas de nível infantil, fundamental I e II, médio e técnico que estejam trabalhando ou estudando no município de João Pessoa.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 07/01/2020-31/01/2021