Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Fabíola Bouth Grello Kato

Ciências Humanas

Educação
  • financeirização do ensino superior privado-mercantil, modelo de governança corporativa e os efeitos para o trabalho docente no pará.
  • Esta pesquisa tem o objetivo de investigar os efeitos da nova configuração da educação superior brasileira privado-mercantil, a partir do processo de financeirização desse setor no trabalho docente em duas (2) instituições de ensino superior (IES) do estado do Pará, sendo 1 Instituição pertencente ao Grupo Ser Educacional (Universidade da Amazônia-UNAMA)e 1 Instituição pertencente ao Grupo Estácio Participações S.A (Faculdade de Castanhal-FCAT); Desse modo, para efeito desta pesquisa, introduziremos a análise da olipolização e financeirização da educação superior com base nas opções econômicas e políticas do Brasil desde a década de 1990 na adesão do país a agenda econômica acordada no chamado consenso de Washington. A nova forma histórica de acumulação capitalista, definida por Harvey (2012) de acumulação por espoliação e analisada no Brasil por Paulani (2008, 2010), apresenta-se concretamente por meio do processo de privatização com a abertura de espaços para a acumulação privada, com o uso, em muitos casos, do fundo público. No setor educacional, pela indução, num primeiro momento a privatização pela via da expansão de IES, vagas e cursos e, posteriormente, com a entrada de grupos educacionais no Mercado de Ações(BMF&BOVESPA). Metodologicamente, a pesquisa se organizará em três fases: a primeira destina-se a revisão bibliográfica e o amadurecimento do referencial teórico; na segunda fase serão realizadas entrevistas semi-estruturadas com professores e ex-professores dos Grupos Estácio Participações S.A e Ser Educacional e na ultima fase serão realizadas as análises das entrevistas a luz do referencial teórico amadurecido e a partir de categorias que serão definidas.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabíola Branco Filippin Monteiro

Ciências da Saúde

Farmácia
  • cultura organotípica tipo hemi-córnea associada a isolado patogênico de acanthamoeba castellani: estudos de interação parasita-hospedeiro
  • A ceratite amebiana é uma infecção ocular grave que se caracteriza pela perda gradual da visão, chegando, em alguns casos, a provocar cegueira. Estudos recentes demonstram que em indivíduos imunocomprometidos com ceratite amebiana, o agente etiológico é Acanthamoeba spp. A adesão das formas trofozoíticas da ameba no epitélio corneal é essencial para o estabelecimento da doença. Aprincipal proteína responsável pela adesão dos trofozoítos de Acanthamoeba spp. ao epitélio da córnea é a proteína de ligação aos receptores de manose. Quanto ao epitélio da córnea, diversas proteínas também são responsáveis pela ancoragem do protozoário, são as chamadas mucinas. Neste sentido, o entendimento do papel das proteínas de adesão e ligação tanto do hospedeiro quanto do patógeno é necessário pela busca de novos alvos terapêuticos para o tratamento da ceratite amebiana. Ainda, o estudo da relação parasita-hospedeiro é dificultado pela escassez de modelos in vitro, sendo que os modelos de doença clássicos são realizados em mamíferos, tanto in vivo quanto ex vivo. Ainda, existe uma demanda crescente para testes de irritação ocular que devem ser realizados em todos os fármacos e candidatos à fármacos para administração ocular, antes mesmo de se avaliar a biodisponibilidade corneal destes. Neste sentido, o desenvolvimento de uma cultura tridimensional biomimética da córnea humana contendo os estratos corneanos (estroma e epitélio) é de grande importância para o estudo da interação ameba-epitélio e seus mecanismos de adesão e invasão.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabiola Mara Ribeiro

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • caracterização das vias celulares e moleculares envolvidas no mecanismo neuroprotetor promovido pelo modulador alostérico positivo do mglur5, o vu0409551, em um camundongo modelo da doença de huntington.
  • A Doença de Huntington (DH) é uma desordem neurodegenerativa de caráter autossômico dominante, causada por uma expansão de poliglutaminas na região amino-terminal da proteína huntingtina e caracterizada por sintomas de movimento involuntário do corpo, perda da função cognitiva, distúrbio psiquiátrico, levando o paciente inevitavelmente à morte. O desenvolvimento da DH é determinado pela morte neuronal progressiva que ocorre no neocortex e no corpo estriado dos pacientes com a DH. Glutamato, o principal neurotransmissor excitatório do cérebro, tem uma função importante na morte neuronal que ocorre na DH e vários dados da literatura implicam o receptor metabotrópico de glutamato 5 (mGluR5) nessa doença. Os moduladores alostéricos positivos (MAPs) do mGluR5 são agonistas enviesados, capazes de privilegiar a ativação de vias de sinalização neuroprotetoras em detrimento à liberação de Ca2+ intracelular, apresentando potencial neuroprotetor. Dados publicados por nosso grupo indicam que os MAPs do mGluR5, especialmente o CDPPB e o VU0409551, são capazes de prevenir a morte neuronal in vitro e in vivo. O VU0409551 é um MAP do mGluR5 que foi desenvolvido mais recentemente e apresenta farmacocinética melhorada, facilitando os testes in vivo. Dados recentes publicados por nosso grupo indicam que o tratamento de um camundongo modelo da DH, o BACHD, com VU0409551 promove aumento da localização do mGluR5 na membrana plasmática, com consequente aumento da expressão de genes importantes para a sobrevivência neuronal e aumento do número de espinhas dendríticas, promovendo uma reversão do déficit cognitivo. Ainda não é sabido como o VU0409551 aumenta a expressão do mGluR5 na superfície celular. Entretanto, nossos dados preliminares indicam que o VU0409551 aumenta a interação entre o mGluR5 e a calmodulina, a qual é capaz de diminuir a endocitose do receptor. Dado o potencial dessa droga para o tratamento de doenças neurodegenerativas, o objetivo desse projeto é determinar se o tratamento com VU0409551 é capaz de alterar os níveis de interação do mGluR5 com proteínas importantes para as vias de sinalização do receptor e, assim, caracterizar o mecanismo celular e molecular subjacente ao efeito neuroprotetor promovido por essa droga. A caracterização do mecanismo farmacológico do VU0409551 será essencial para determinar como esse agonista enviesado é capaz de ativar vias neuroprotetoras em detrimento a vias neurotóxicas. Atualmente, não existe nenhuma droga utilizada na clínica médica que seja eficiente em modificar a progressão clínica de doenças neurodegenerativas. As ações farmacológicas do VU0409551, promovendo neuroproteção e aumento do número de espinhas dendríticas, indicam que essa droga apresenta elevado potencial não só no caso da DH, como também para o tratamento de outras doenças neurodegenerativas mais prevalentes.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabiola Taufic Mónica Iglesias

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • papel dos transportadores de efluxo e dos nucleosídeos oriundos de guanina em bexiga, uretra e próstata de camundongo, rato e humano.
  • É bem estabelecido que os níveis intracelulares de AMPc e GMPc são mantidos por um balanço entre produção (pela ação das enzimas adenilato ciclase e guanilato ciclase solúvel [GCs]) e degradação (pela ação das fosfodiesterases). Entretanto, nas membranas celulares em geral existem transportadores específicos que promovem a extrusão (ou bombeamento) dos nucleotídeos cíclicos para o meio extracelular. Dessa forma, estes transportadores são elementos críticos para manter o equilíbrio intracelular dos nucleotídeos cíclicos. Estes transportadores são referidos como Proteínas de Resistência a Múltiplas Drogas (Multidrug Resistance Proteins; MRPs), e incluem principalmente MRP4, MRP5 e MRP8, as quais são codificadas pelos genes Abcc4, Abcc5, Abcc11, respectivamente. Acredita-se que estas MRPs desempenham papel importante nos processos de sinalização de diferentes tipos celulares. Na musculatura lisa do trato urinário inferior e próstata não há estudos voltados ao papel das MRPs na síndrome da bexiga hiperativa e HPB. Nosso grupo vem mostrando em modelos de obesidade e meia-idade que a GCs encontra-se degradada, resultando em níveis intracelulares baixos de GMPc, que parece favorecer a hipercontratilidade dos tecidos vesical, uretral e prostático nestas condições patológicas. Por isso, postulamos que MRP4, MRP5 e MRP8 desempenham papel relevante na regulação do tônus desta musculatura lisa. Ao mesmo tempo, postulamos que o GMPc transportado para o espaço extracelular através destes MRPs possa ser convertido sequencialmente em GTP, GDP, GMP e guanosina por meio da ação das enzimas ENTPases e ecto-5’-nucleotidase. Por sua vez, estes nucleotídeos e nucleosídeo, atuariam extracelularmente na célula muscular lisa controlando o tônus muscular no estado fisiopatológico. Para testar estas possibilidades de MRP4, MRP5 e MRP8, assim como da geração extracelular de GTP, GDP, GMP e guanosina estarem desempenhando papel relevante no controle do tônus muscular liso em modelos de disfunção miccional e/ou prostática associadas a obesidade e envelhecimento, delineamos protocolos funcionais in vivo (cistometria) e in vitro (curvas concentração e frequência-resposta), assim como ensaios bioquímicos e moleculares nos tecidos vesicais, uretrais e prostáticos (western blotting, RT-PCR, imunofluorescência e ELISA) obtidos de camundongos obesos e de ratos de meia-idade (e respectivos grupos controles). Em grande parte de nossos estudos empregaremos o inibidor de MRP4, MK-571. Em termos de estudos moleculares, estamos nos propondo a (i) avaliar a localização, expressão gênica e expressão proteica do MRP4, MRP5 e MRP8; (ii) quantificar os níveis de nucleotídeos cíclicos (GMPc e AMPc) e avaliar sua sinalização downstream (PKG, p-VASP 239 e p-VASP 157), na ausência e presença de MK-571; e (iii) realizar silenciamento gênico de MRP4, MRP5 e MRP8 em cultura primária de musculatura lisa de bexiga e próstata, e quantificar os nucleotídeos produzidos intra e extracelulares, bem como a expressão VASP-239 e VAPS-157. Em termos de estudos funcionais, procuraremos (i) investigar o efeito in vivo (cistometria) e in vitro do MK-571 em bexiga, uretra e próstata nos relaxamentos induzidos por agentes elevadores de AMPc e GMPc; e (ii) caracterizar o efeito in vitro e in vivo do GTP, GDP, GMP e guanosina. Estudos moleculares e/ou funcionais (de acordo com o acima proposto) serão empregados em bexiga, próstata e uretra humanos obtidos de pacientes com bexiga neurogênica e/ou HPB (e tecidos de doadores cadáveres como controle), na presença e ausência do MK-571. Os dados deste projeto poderão indicar que MRPs são alvos relevantes na terapêutica das complicações urológicas associadas a obesidade e envelhecimento. Poderão ainda mostrar que a geração extracelular de GTP, GDP, GMP e guanosina são moléculas sinalizadoras importantes na musculatura lisa vesical, uretral e prostática.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabíola Traina

Ciências da Saúde

Medicina
  • investigação do efeito da fenformina em neoplasias mieloproliferativas
  • Resumo: Neoplasias mieloproliferativas (NMP) constituem um grupo de distúrbios hematológicos caracterizados por alterações moleculares na célula-tronco hematopoética, resultando em proliferação exacerbada de uma ou mais linhagens mieloides. A investigação de mutações nos genes JAK2, CALR e MPL compõem o algoritmo diagnóstico para as NMP, estando presentes em 95% dos pacientes, e resultam em ativação constitutiva da via JAK/STAT. As biguanidas incluem as drogas metformina, buformina e fenformina, que são compostos ativos hipoglicêmicos cujo potencial efeito antineoplásico vem sendo amplamente estudado. Recentemente, nosso grupo de pesquisa identificou que a metformina exerce efeitos antineoplásicos em modelos celulares de NMP e em modelo murino knockin para a mutação JAK2V617F. A fenformina é a biguanida mais potente, mas sua eficácia antineoplásica ainda não foi investigada para NMP, tampouco comparada com a exercida pela metformina. O objetivo deste trabalho é investigar os efeitos antineoplásicos da fenformina em modelos de NMP JAK2V617F. Em camundongos knockin JAK2V617F, avaliaremos os efeitos in vivo e ex vivo do tratamento com fenformina no fenótipo neoplásico, quanto aos parâmetros hematológicos, ativação de vias de sinalização e capacidade de autorrenovação da célula tronco hematopoética. Em células primárias de pacientes com policitemia vera, avaliaremos o efeito do tratamento com fenformina in vitro na capacidade de formação de colônias eritroides independentes de eritropoietina. Os dados serão analisados através de comparações entre as médias dos grupos experimentais, utilizando os testes t-Student ou ANOVA, conforme apropriados. Todos testes utilizarão alfa=0,05.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabrício Alvim Carvalho

Ciências Biológicas

Ecologia
  • estoques de carbono das florestas nebulares em áreas naturais protegidas da serra da mantiqueira: perspectivas futuras em um cenário de mudanças climáticas globais
  • As Florestas Nebulares (FN) são ecossistemas montanos detentores de alta biodiversidade e endemismo de espécies, e desempenham papel fundamental em serviços ecossistêmicos como a captura/condensação de gotículas de água (precipitação horizontal), que garantem a produção de água nas nascentes de importantes efluentes. O acúmulo de biomassa florestal e o estoque de carbono orgânico do solo desempenham importantes serviços relacionados ao ciclo global do carbono. Porém, pouco ainda se sabe sobre os padrões de alocação de carbono nas FN. Tal conhecimento é crucial para a conservação e mitigação das mudanças climáticas, uma vez que as FN são extremamente sensíveis às alterações no clima. São objetivos do estudo: 1) Estimar o estoque de carbono aéreo (BAS) e no solo (SOC) nas FN da Serra da Mantiqueira; 2) verificar possíveis alterações nesses estoques ao longo de um gradiente altitudinal (1100 a 2300 m); 3) realizar uma modelagem preditiva para verificar a tendência de retração/avanço das FN frente aos cenários globais de alterações climáticas. Serão utilizados dados alométricos das árvores e amostras de solos já coletados em sete FN na Serra da Mantiqueira. Para a BAS serão analisadas as densidades da madeira (g/cm3) e calculados os estoques de carbono das espécies que somam >80% da dominância (área basal), seguindo protocolos e equações globais. O SOC será determinado nas amostras de solo em analisador de carbono por infravermelho. Os dados da quantificação de carbono (ton/ha) serão utilizados na modelagem preditiva nos cenários de alterações climáticas. Pretende-se gerar informações de extrema importância para conservação das FN da Serra da Mantiqueira. Vale ressaltar o caráter inédito da pesquisa, pioneiro na avaliação do estoque de carbono nas FN no Brasil e sua sensibilidade frente as mudanças climáticas
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabricio Beggiato Baccaro

Ciências Biológicas

Ecologia
  • impactos antrópicos no ecossistema de floresta tropical sítio manaus
  • Atualmente, impactos antrópicos locais, como desmatamento e urbanização, se combinam à impactos antrópicos globais, como aquecimento global. Compreender e comunicar os efeitos da degradação ambiental, das mudanças climáticas e suas interações é a linha principal desta proposta. Nos últimos 20 anos, o PELD IAFA (1) desenvolveu e aplicou métodos para entender a distribuição de populações, comunidades e processos ecossistêmicos em função da variação ambiental no espaço; (2) estabeleceu a linha de base para o estudo dos impactos de ações antrópicas diretas sobre componentes das florestas amazônicas de terra-firme; (3) analisou os potenciais efeitos das mudanças climáticas globais sobre animais e plantas; (4) desvendou padrões de variação espacial e dinâmica temporal dos organismos (5) demonstrou que os efeitos sinérgicos das mudanças climáticas e as perturbações antrópicas locais podem ser fundamentais para explicar as respostas de cada grupo taxonômico aos diferentes tipos de perturbação. Os avanços alcançados pelo PELD IAFA foram infelizmente acompanhados por um aumento na quantidade e magnitude dos impactos antrópicos sobre a floresta Amazônica, tornando a necessidade de integração das ações de pesquisa com os usuários da biodiversidade ainda mais urgente. Nesta proposta, pretendemos expandir este monitoramento incluindo uma nova área para o Sítio PELD IAFA: o Campus da UFAM. Com isso pretendemos inserir o PELD IAFA no contexto urbano e mais próximo à sociedade. O PELD IAFA continuará monitorando as áreas que já fazem parte deste sítio (Reserva Ducke, ARIE PDFF, Estação Experimental de Silvicultura Tropical). Juntamente com o Campus da UFAM, estas áreas constituem um mosaico de áreas originalmente selecionadas para cobrir diferentes níveis de impacto antrópico. Desta forma, o objetivo geral desta nova proposta para o PELD IAFA é monitorar a dinâmica espacial e temporal de plantas, animais, fungos, e de processos e serviços ecossistêmicos, bem como comunicar e produzir resultados de forma integrada com a sociedade. As ações do PELD IAFA demandam monitoramento de longo prazo e continuam a compor a espinha dorsal das quatro linhas principais de pesquisa desta proposta. Na linha 1, avaliaremos os potenciais efeitos de mudanças climáticas sobre a biodiversidade. Para isso, continuaremos o monitoramento de alguns grupos taxonômicos (peixes, aves, formigas, fungos entomopatogenicos, árvores e lianas) para compreender os efeitos de mudanças climáticas sobre a biodiversidade em ambientes não perturbados. Além disso, iniciaremos o monitoramento de borboletas frugívoras, como uma iniciativa colaborativa com outros sítios PELD. Na linha 2, determinaremos a dinâmica temporal de populações e comunidades e sua interação com o espaço. Para isso, monitoraremos de forma intensiva árvores e fungos e os fatores microclimáticos, para entender melhor como a umidade e temperatura afetam padrões de crescimento e parâmetros demográficos em diferentes escalas geográficas e temporais. Na linha 3, estudaremos a sinergia entre efeitos de mudanças climáticas e as perturbações antrópicas locais. Para isso, monitoraremos e descreveremos a dinâmica nos estoques de carbono da biomassa vegetal em pé e comunidades selecionadas, em função de mudanças antrópicas diretas, mudanças climáticas e suas sinergias. Por fim, na linha 4, integraremos as ações de pesquisa com a sociedade e usuários da biodiversidade. Para isso, apoiaremos e criaremos de forma participativa ações socioecológicas junto às comunidades que vivem no entorno do Campus da UFAM. Esperamos que ao final desta nova proposta PELD IAFA possamos identificar com confiança não só os efeitos sinergéticos e de longo prazo das perturbações locais naturais e antrópicas na biodiversidade, como também entender como a conscientização ambiental e a reintegração com a natureza beneficia a qualidade de vida das pessoas e a recomposição da biodiversidade em áreas urbanas.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 03/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

Fabrício Benevenuto de Souza

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • abordagens tecnológicas para conter desinformação em rede sociais
  • As eleições americanas de 2016 colocaram em dúvida a crença de que as redes sociais vieram para trazer o ideal libertário e a democratização. As redes sociais se tornaram palco para uma verdadeira guerra de informações em períodos eleitorais. Como as redes sociais são ambientes em que as pessoas influenciam e são influenciadas, há muito espaço nessas plataformas para que o marketing político possa atuar de forma abusiva. Em particular, nos EUA, as estratégias de marketing político abusaram de propagandas impulsionadas no Facebook tornaram o debate sobre as eleições americanas um verdadeiro caos. A rápida difusão e ampla propagação de informação são propriedades de redes sociais que podem ser abusadas para fins de propaganda não solicitada, interrupção de comunicação legítima ou mesmo a realização de campanhas de manipulação de opinião através dessas plataformas. Redes sociais tem sido um ambiente propício para o espalhamento de boatos ou calúnias e muito pouco se sabe sobre a credibilidade da informação que se espalha nesses sistemas. Nesse contexto, esse projeto apresenta uma proposta para mitigar esse grave problema buscando trazer transparência para as campanhas políticas realizadas nas redes sociais.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabricio Carneiro Linhares

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • dinâmicas comuns e regionais dos indicadores de pobreza no brasil: alguma relação com choques macroeconômicos?
  • A literatura tem geralmente recorrido aos modelos de painel tradicionais com a finalidade de estimar correlações ou identificar causalidades entre indicadores de pobreza e seus mais variados condicionantes macroeconômicos, tais como o crescimento econômico, a taxa de inflação, o comércio exterior, características do mercado de trabalho, os gastos em programas governamentais, a taxa de câmbio e arranjos institucionais. Exemplos desses estudos podem ser encontrados em Gottschalk (1997), Janvry and Sadoulet (2000), Ravallion e Datt (2002), Dollar and Kraay (2004), Hoynes, Page and Stevens (2006), Hoynes, Miller and Schaller (2012), Gábos et al. (2015) e Autor, Manning, and Smith (2016), dentre vários outros. A pesquisa a ser desenvolvida contribui para a literatura analisando a evolução dos níveis de pobreza regional e sua relação com mudanças no quadro macroeconômico a partir de um modelo de fatores latentes com múltiplo níveis. A estratégia metodológica é extrair de um conjunto de indicadores de pobreza padrões comportamentais comuns (nacionais), regionais (estaduais) e idiossincráticos, e, subsequentemente, avaliar econometricamente a associação desses padrões com variáveis macroeconômicas que potencialmente influenciam a pobreza. Diferente da literatura, essa abordagem evita o uso exclusivo de uma única medida de pobreza nos modelos de regressão e explora explicitamente informações presentes na correlação cross-sectional de variáveis sub-nacionais. As estimativas permitiram caracterizar a evolução da pobreza entre diferentes regiões de um país, sua sensibilidade a choques agregados nacionais e mensurar a importância das estruturas sócio-econômica locais na canalização desses choques. O objetivo principal é produzir, nessa perspectiva metodológica, duas investigações empíricas para dados brasileiros. A primeira propõe identificar fatores comuns, fatores regionais e fatores idiosincráticos em um painel de indicadores de pobreza estaduais. Será investigado o grau de importância de cada um desses fatores, seus condicionantes e a relação dos fatores comuns com mudanças no quadro macroeconômico ou políticas centrais potencialmente correlatas. A segunda pesquisa propõe uma análise do crescimento pró-pobre, seguindo os conceitos teóricos de Ravalion and Chen (2003) e Duclos (2009), através de um modelo de fatores latente desenvolvido em Reis e Watson (2010). A desnecessidade do uso direto de uma linha de pobreza e de uma taxa de crescimento para economia, a visualização completa das mudanças de renda em todos os estratos da distribuição, em expansões ou retrações da economia, nacionalmente e regionalmente, são algumas das vantagens do modelo empírico proposto. Vale mencionar que a contribuição dessas pesquisas vai além do melhor entendimento do caso brasileiro, pois apresenta aplicações de procedimentos metodológicos inéditos na literatura que investiga a dinâmica de indicadores de pobreza.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabricio César Lobato de Almeida

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • investigação do uso da internet das coisas para instrumentar equipamentos mecânicos utilizados na detecção de vazamentos em dutos de água enterrados
  • Mudanças climáticas e a escassez de água faz com que empresas de saneamento e distribuição de água sofram grande pressão para diminuir suas perdas devido a presença de vazamentos nas suas linhas de distribuição. Geralmente, essas linhas são enterradas e de difícil acesso fazendo com que técnicas de detecção de vazamentos em dutos subterrâneos sejam fundamentais para a efetividade da localização dos mesmos, reduzindo suas perdas. Além do mais, tubos metálicos antigos vêm sendo substituídos por tubos de plásticos dificultando ainda mais o uso de tais técnicas, já que, tubos de plásticos atenuam drasticamente sinais de vazamento prejudicando as técnicas clássicas de detecção de vazamentos. Os equipamentos utilizados pelas companhias para detecção e localização dos vazamentos são na maioria dos casos, quando existem algum sistema eletrônico embarcado, importados encarecendo o uso desses dispositivos e limitando sua aplicação no campo. Com a popularização da “onda” chamada de internet das coisas (proveniente do termo em Inglês Internet of Things – IoT) sensores, microcontroladores, microprocessadores entre outros ficaram mais acessíveis diversificando a aplicação em tarefas comumente encontradas no dia-a-dia, bem como, em outras não tão usuais. Portanto, esse projeto pretende utilizar sensores, placas e acessórios em instrumentos mecânicos aplicados a problemas de detecção de vazamentos. Empresas brasileiras fabricam esses equipamentos, entretanto, não possuem nenhum instrumentado ou com processamento de sinais efetivos devido a falta de conhecimento físico do problema. Dessa maneira pretende-se investigar instrumentos (IoT) que podem ser utilizados para instrumentar sistemas mecânicos convencionais (haste de escuta e geofones) utilizados por companhias de saneamento e distribuição de água. Além do mais técnicas de processamento de sinais otimizadas serão também desenvolvidas. Para isso, esse projeto conta com parceiros, como a SABESP que fornecerá alguns desses equipamentos, bem como, o campo de prova com características singulares e único construído na América Latina, bem como, parceria com a empresa MECALTEC e SANETRON para desenvolvimento de protótipos funcionais.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabrício de Ávila Rodrigues

Ciências Agrárias

Agronomia
  • metabolismo antioxidativo, trocas gasosas e fluorescência da clorofila a em plantas de milho supridas com silício e infectadas por colletotrichum graminicola
  • O milho é um dos cereais de maior valor social devido seu produto ser de importância para a segurança alimentar, geração de renda e estabilidade política dos países produtores. A antracnose do milho, causada pelo fungo Colletotrichum graminicola, é uma das principais doenças da cultura no Brasil e no mundo. Até o presente momento, nenhuma informação a nível fisiológico e bioquímico do efeito da antracnose em milho está disponível na literatura e nem mesmo se o silício pode contribuir para aumentar a resistência das plantas. Assim, muita informação básica precisa ser urgentemente gerada. Visando preencher essa lacuna, o presente projeto de pesquisa tem a proposta de verificar o efeito da antracnose na capacidade fotossintética (trocas gasosas e parâmetros da fluorescência da clorofila a) e na atividade de enzimas envolvidas no metabolismo do estresse oxidativo em plantas de milho quando supridas com silicon.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabricio de Oliveira Silva

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • estudo da biodisponibilidade de isoflavonas e bioatividade de biscoitos de farelo de soja bioprocessado sobre marcadores de inflamação e de estresse oxidativo em indivíduos saudáveis
  • O consumo regular da soja e seus derivados está associado ao menor risco de desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis. Este fato está relacionado a composição nutricional e presença de compostos bioativos no grão. O processamento dos alimentos influencia na metabolização dos compostos bioativos nele contidos e, consequentemente, a bioatividade do alimento. Nesse contexto, pretende-se avaliar a biodisponibilidade de isoflavonas e a bioatividade de biscoitos contendo farelo de soja bioprocessado. Para isso, o farelo de soja será bioprocessado por fermentação e enzima e utilizado para a formulação de biscoitos. Os biscoitos serão caracterizados quanto a composição centesimal e de isoflavonas e saponinas por LC-MS/MS e avaliados sensorialmente. A estabilidade química e sensorial dos biscoitos será avaliada por 180 dias. Os biscoitos serão utilizados em um ensaio clínico de avaliação da biodisponibilidade de isoflavonas. A bioatividade dos biscoitos será avaliada num ensaio de intervenção de consumo dos biscoitos por 8 semanas. Serão avaliados marcadores de inflamação e estresse oxidativo e a microbiota intestinal antes e após as 8 semanas de consumo dos biscoitos. Acredita-se que o bioprocessamento possa influenciar na biodisponibilidade de isoflavonas e na bioatividade dos biscoitos produzidos. A presente proposta apresenta abordagem interdisciplinar e de integração entre as áreas de ciência de alimentos, tecnologia de alimentos e bioquímica nutricional. A proposta prevê a formação de alunos de graduação e pós-graduação e a interação com outros programas, como o Programa de Pós-Graduação em Nutrição da UFRJ. A abordagem experimental permitirá entender questões de ciência de alimentos em amplitude e profundidade, a geração de novas tecnologias e a transferência de inovações para o setor produtivo, além de contribuir na formação de recursos humanos qualificados.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabricio Fagundes Pereira

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • produção e liberações inoculativas de eulofídeos para o controle biológico de lepidópteros desfolhadores em plantio de eucalipto
  • Lepidópteros desfolhadores são importantes pragas em plantios de eucalipto. Muitas espécies nativas desse grupo têm apresentado surtos frequentes e danos. O gênero Thyrinteina é citado como o lepidóptero desfolhador mais importante no Brasil, estando presente na maioria das áreas cultivadas com eucalipto. Thyrinteina arnobia (Lepidoptera: Geometridae) destaca-se como uma das principais pragas do eucalipto e surtos desses insetos tornaram-se cada vez mais frequentes. Parasitoides têm grande importância no equilíbrio de agroecossistemas e ecossistemas florestais pela sua diversidade e altos níveis de parasitismo sobre seus hospedeiros. O parasitismo de pupas de T. arnobia por Palmistichus elaeisis e Trichospilus diatraeae (Hymenoptera: Eulophidae) em laboratório é acima de 90% e em campo, sabe-se por meio de informações práticas que podem alcançar 80%. Estes eulofídeos podem ser criados com facilidade em laboratório e trabalhos publicados indicam que estes parasitoides tem potencial para serem utilizados como agentes de controle biológico de lepidópteros desfolhadores em florestas no Brasil. Por isso, pretende-se com esta proposta científica e técnica de pesquisa desenvolver os seguintes trabalhos: Produzir P. elaeisis, T. diatraeae e Tetrastichus howardi (Hymenoptera: Eulophidae) em laboratório para liberações inoculativas (pequenas quantidades) em plantios de eucalipto; Avaliar o efeito das liberações inoculativas, verificando o estabelecimento e recoleta de P. elaeisis, T. diatraeae e T. howardi (Hymenoptera: Eulophidae) em plantios de eucalipto infestado por Thyrinteina arnobia (Lepidoptera.: Geometridae); Estimativa do número de lagartas e pupas de Thyrinteina arnobia (Lepidoptera: Geometridae) em eucalipto; Determinar qual seria número de lagartas e pupas para que a área seja considerada em surto); Avaliar características biológicas T. howardi em lagartas e/ou pupas de T. arnobia; Coletar, identificar taxonomicamente e avaliar o potencial de produção e uso de novos inimigos naturais, especialmente parasitoides para controle de pragas florestais; Custo de produção e de liberação P. elaeisis, T. diatraeae e T. howardi (Hymenoptera: Eulophidae) para o controle de T. arnobia em eucalipto. Com estas atividades buscamos subsidiar o setor florestal com informações que comprovem a eficiência biológica desses parasitoides em reduzir a população de lepidópteros desfolhadores, em especial T. arnobia em plantios de eucalipto de maneira preventiva e colaborar com a disponibilidade desta técnica alternativa e sustentável de controle de pragas.
  • Universidade Federal da Grande Dourados - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabricio Klerynton Marchini

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • identificação de agentes etiológicos da sepse por espectrometria de massas
  • Sepse é a disfunção múltipla de órgãos causada pela resposta inflamatória irregular do corpo a uma infecção. É a maior causa de mortes entre pacientes admitidos em UTIs, o que é associado à falta de diagnóstico e tratamento eficientes em tempo adequado. Além disso, é uma das principais fontes de gastos nos setores público e privado e possui altas taxas de readmissão hospitalar. O diagnóstico por hemocultura é considerado o padrão ouro para diagnóstico, no entanto, demanda de 3 a 7 dias para o resultado final e tem limitações em relação à sensibilidade. A automação dos testes fenotípicos e bioquímicos, testes moleculares e espectrometria de massas (MALDI-TOF) têm permitido maior rapidez na identificação de patógenos a partir de hemocultura positiva. No entanto, a dependência do cultivo prévio ocasiona importantes limitações com aproximadamente 70% de resultados falso-negativos e longo tempo necessário para o crescimento do patógeno (1 a 5 dias ou mais). Neste estudo propomos desenvolver uma prova de conceito para o método baseado em cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas (LC-MS/MS), com o objetivo de monitorar íons de alta intensidade específicos para cada micro-organismo. Este método possui o potencial de diagnóstico de agentes etiológicos da sepse diretamente em amostras de sangue total, sem a necessidade de incubação e enriquecimento prévio em culturas. A técnica de LC-MS/MS apresenta características desejáveis para esta aplicação em relação aos demais métodos padronizados, no fator tempo e por ser aplicável a todos os possíveis agentes etiológicos, inclusive para amostras de difícil diagnóstico. O método pode fornecer a detecção mais rápida e precisa dos agentes etiológicos, refletindo no tratamento eficiente antes da evolução para choque séptico, além da redução da taxa de mortalidade.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Fabricio Luiz Faita

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • nanofibras biocompatíveis e bioativas para propósitos biomedicos
  • Através deste projeto será realizada a montagem de um sistema de síntese por rota química de compostos Ca/P e a nanoparticulação desses compostos será realizada por moagem mecânica. Além disso, está previsto a montagem de um sistema de eletrofiação de polímeros diversos, onde o principal polímero a ser eletrofiado, nesse trabalho, será a borracha natural obtida do látex de Hevea brasiliensis. Nanofibras de borracha natural contendo compostos Ca/P nanoparticulado serão produzidas e suas propriedades físicas e químicas serão amplamente caracterizadas, bem como testes de degradação e liberação de Ca e P em fluído corporal simulado, biocompatibilidade, citotoxicidade e crescimento celular em meio de cultura específico. A partir do sucesso desse projeto pretende-se obter um produto aplicável à procedimentos medicinais de regeneração óssea, no tratamento de fraturas e ou recuperações diversas, utilizando materiais naturais e renováveis e de baixo custo. Inicialmente, os compostos Ca/P serão caracterizados por difração de raios-X (DRX) combinada com analises cristalográficas pelo método de Rietveld, espectroscopia Raman, calorimetria diferencial de varredura (DSC) e microscopia eletrônica de varredura (MEV) com energia dispersiva em raios-X (EDX). Após a obtenção de compostos com fases cristalinas de interesse (hidroxiapatita - HA e fosfato tricálcio - TCP) na forma de pó, estes serão submetidos a moagem mecânica em um moinho de bolas tipo planetário para a redução do tamanho de partícula e/ou cristalito. Os pós moídos serão caracterizados novamente por DRX e Rietveld para determinar o percentual das fases cristalinas e o tamanho médio de cristalito, MEV e EDX para averiguar o tamanho médio das partículas e a composição química final, a espectroscopia Raman também será utilizada novamente nessa etapa, pois para dimensões nanométricas os modos vibracionais são alterados e podem auxiliar na indicação do caráter nano dos compostos. As fibras contendo compostos de Ca/P nanoparticulados serão caracterizadas através das técnicas de microscopia óptica (MO), microscopia de força atômica (AFM), MEV e EDX, análise dinâmico-mecânica (DMA), espectroscopia Raman e DRX. Após a caracterização inicial as fibras serão imersas em fluido corporal simulado e mantidas à temperatura do corpo humano (~ 36,5 ºC) e tanto o fluido corporal quanto as fibras serão analisadas. Para o fluido corporal simulado medidas de espectroscopia de massa e demais análises químicas serão empregadas para avaliar a liberação de Ca e P no fluido. Para as fibras, após a imersão no fluido, medidas de MEV com EDX e Raman serão empregadas a fim de investigar a degradação da borracha natural e a liberação dos compostos Ca/P. Por fim, testes de biocompatibilidade, citotoxicidade e de crescimento celular serão investigados mediante protocolos bem estabelecidos a serem realizados em parceria com pesquisadores de elevado conhecimento e reconhecimento na área. Em resumo, este projeto dará subsídios para o desenvolvimento de uma nova linha de pesquisa junto ao Instituto de Física da UFRGS e a formação de recursos humanos de alto nível.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabrício Rodrigues dos Santos

Ciências Biológicas

Genética
  • dinâmica populacional de espécies da fauna silvestre promovida pelas unidades de conservação da mata atlântica
  • As florestas tropicais são ecossistemas terrestres biologicamente diversos e ecologicamente complexos. A perda da biodiversidade nessas florestas vem acontecendo a ritmos alarmantes devido a uma enorme variedade de ameaças antropogênicas. A Mata Atlântica é considerada um dos hotspots para a conservação por possuir uma alta diversidade de espécies que estão sob forte ameaça antropogênica. Estima-se que restam apenas 11.4% da sua cobertura vegetal original com distribuição fragmentada em um mosaico de áreas preservadas, degradadas e/ou antropizadas. Esse projeto pretende gerar conhecimento para propor e implementar estratégias de manejo baseadas em dois métodos: i) levantamento e monitoramento de espécies de abelhas (polinizadores), dípteros (polinizadores e vetores de doenças) e libélulas (indicadores da qualidade da água); e ii) desenvolvimento de metodologias baseadas em sequenciamento de nova geração (NGS) para o levantamento indireto da fauna de vertebrados utilizando DNA ambiental e o conteúdo intestinal de dípteros hematófagos. Ambos os métodos permitem identificar variações sazonais na composição da biodiversidade local. O conhecimento da dinâmica temporal da diversidade (de espécies e genética) permite uma avaliação mais precisa da eficiência das unidades de conservação (UCs) em manter populações funcionalmente viáveis. Além disso, a abordagem proposta para o levantamento indireto de vertebrados deve aumentar as chances de se registrar espécies com baixa abundância, raras e ameaçadas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 11/12/2017-31/12/2020
Foto de perfil

Fabricio Siqueira Benevides

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • problemas sobre contagem e sobre parâmetros em colorações de grafos
  • Este é um projeto de cunho teórico científico cujo tema principal gira em torno de variações de colorações em grafos. A equipe do projeto possui ampla experiência neste tema, com dezenas de artigos publicados e um farto histórico de colaborações nacionais e internacionais. Por conta do tema do projeto ser de fronteira entre a Matemática e a Ciência da Computação, a equipe equilibra essas duas vertentes incluindo professores lotados em diferentes departamentos e diferentes instituições. A equipe principal conta com 3 professores do Programa da Pós-graduação em Matemática da UFC (conceito 7 pela CAPES), 2 do programa de Mestrado e Doutorado em Ciências da Computação da UFC, 1 do curso de Engenharia da Computação da UFC-Sobral, 1 colaborador do Centro de Matemática Computação e Cognição da UFCABC e 1 do Departamento de Ciência da Computação da UFBA, além de vários alunos. Isso comprova o envolvimento de programas de excelência com o projeto. Cinco desses pesquisadores são membros permanentes do grupo ParGO, grupo tradicional cadastrado no diretório de grupos de pesquisa do CNPq desde 1999, e os outros dois são ex-alunos desse grupo. Problemas de coloração estão entre os mais estudados problemas de teoria de grafos, tendo em vista a sua grande quantidade de aplicações. Lembramos que um grafo é uma estrutura que modela relações entre pares de objetos de um determinado conjunto. Formalmente, um grafo é um par ordenado G=(V,E) onde V é o conjunto de objetos e E é um conjuntos de pares desses objetos. Cada par em E é chamado de aresta. Podemos pensar em V abstratamente como um conjunto de computadores, de cidades ou mesmo de perfis em uma rede social; por sua vez, cada aresta indica que o par de vértices está relacionado (por exemplo, arestas podem indicar que um par de perfis estão conectados na rede social). Colorações em grafos são funções que atribuem a cada vértice ou a cada aresta um valor dentro de um conjunto pre-determinado de valores. Pensamos em cada um desses valores como uma cor. Não é difícil imaginar que as aplicações de tal definição tão geral são extremamente amplas. Um exemplo clássico é o famoso teorema das quatro cores, sobre colorações de mapas (que são tipos particulares de grafos). Neste projeto, estudaremos uma grande quantidade de variações do problema clássico de coloração. Em cada uma dessas variações são impostas restrições sobre as colorações analisadas. Muitas vezes, essas restrições são consequências de problemas práticos para os quais o grafo está sendo usado. Por exemplo, este é o caso das colorações backbone, que são motivadas pelo problema de atribuição de frequências/canais. Por outro lado, existem alguns tipos de colorações que nascem como fruto de artigos teóricos, sem uma aplicação imediata em mente, mas que podem eventualmente serem aplicadas em problemas futuros. Na maioria dos problemas de coloração, o objetivo é economizar no número de cores, ou seja, usar o menor número de cores possível. Mais especificamente, este projeto é dividido em três partes. Na primeira parte estamos interessados em problemas de Combinatória Extremal relacionados a contagem. Isso quer dizer, que a pergunta principal é determinar quantas são as colorações de um determinando grafo que usam um dado número de cores e que satisfazem uma propriedade específica. Em seguida, queremos determinar qual grafo com um certo número de vértices maximiza a quantidade de colorações. A principal coloração abordada aqui é a coloração de Gallai, onde se pinta arestas e se proíbe triângulos com 3 arestas de cores distintas. Na segunda parte, estudamos parâmetros computacionais de diversos tipos de colorações. Consideramos, por exemplo, as colorações acíclicas, estrela, não-repetitiva, harmônica e a backbone. E em cada caso, queremos determinar limitantes superiores ou inferiores para o menor número de cores necessário em classes de grafos específicos. Consideremos também alguns problemas de complexidade computacional relacionados a problemas de decisão sobre esses parâmetros. Na terceira parte, tratamos de um problema de cunho um pouco diferente. Aqui já é dada uma colorações e o objetivo é particionar os vértices do grafo em subgrafos monocromáticos de um certo tipo. Também propomos estudar este problema para alguns tipos específicos de grafos.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabrício Souza Campos

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • vigilância de arbovírus através do sequenciamento de nova geração em amostras de mosquitos coletados em tocantins
  • Os vírus veiculados por mosquitos são transmitidos entre hospedeiros humanos e/ou animais suscetíveis e são denominados arbovírus (nome originado da expressão “arthropod borne virus”). Entre os arbovírus que circulam no Brasil destacam-se o vírus da dengue, o vírus da febre amarela, o vírus chikungunya, o vírus oropouche e o zikavírus. A dinâmica da circulação desses vírus tem sofrido alterações ao longo do tempo à medida que os vírus co-evoluem com os seus hospedeiros, gerando surtos de novas arboviroses em regiões com uma população suscetível. Assim, este projeto tem como objetivo a caracterização molecular de amostras de arbovírus circulantes em mosquitos coletados no estado de Tocantins. Em um primeiro momento será realizado a coleta e processamento destas amostras e posteriormente o sequenciamento de nova geração dos genomas virais. A caracterização genética de isolados de diferentes arbovírus será importante para a análise filogenética seguida da comparação com isolados de outras regiões brasileiras. Este conhecimento é o primeiro passo para uma vigilância epidemiológica ativa que visa evitar a propagação regional de vírus novos, ou já conhecidos, e as enfermidades relacionadas aos mesmos.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 18/02/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Fanny Béron

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • crescimento de nanofios intermetálicos monocristalinos para aplicações em spintrônica
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Farid Chemale Junior

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • estudos tectônicos aplicados para reconstrução do sw do gondwana com base à investigação do embasamento das faixas dobradas sierra de la ventana (argentina) e cabo (áfrica do sul) e áreas correlatas (maurice ewing bank e agulhas platô)
  • Vide projeto anexo
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022