Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Grace Gosmann

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento de novos insumos visando à ação antitumoral: planejamento e síntese de compostos heterocíclicos e seu mecanismo de ação.
  • Esta proposta se insere em linha de pesquisa cujo objetivo é a obtenção de moléculas ativas a partir de síntese orgânica e em grupo de pesquisa no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil/CNPq, intitulado: Desenvolvimento de insumos farmacêuticos de origem vegetal e sintética, do qual esta proponente é uma das líderes. O interesse no estudo das propriedades farmacológicas de produtos naturais como compostos triazólicos e fenólicos tem crescido nas últimas décadas devido sua comprovada atividade biológica. Explorando o potencial de pequenas moléculas orgânicas como esqueleto para a síntese de novos protótipos com potencial terapêutico, sintetizaremos uma série de análogos de triazol e do floroglucinol que serão submetidos a screening em diversas linhagens de células neoplásicas, entre essas: adenocarcinoma de mama, e hepatocarcinoma e adenocarcinoma pancreático, gliomas, como também em ensaios de toxicidade. Ainda, nesta proposta foram planejados inibidores inéditos da enzima aromatase utilizando a estratégia de LBDD (Ligand-Based Drug Design) visando a atividade antitumoral para câncer de mama. O ligante e inibidor letrozol foi escolhido como protótipo e foram propostas modificações, utilizando como estratégia o bioisosterismo não-clássico, de modo a se obter uma classe inédita de derivados que apresentam novas interações possíveis com a aromatase. A predição in silico de propriedades físico-químicas e ADME também será realizada. No planejamento destes compostos, princípios da Química Medicinal como simplificação estrutural, isosterismo químico e duplicação estrutural foram aplicados de maneira a proporcionar uma diversidade química suficiente para estudos posteriores de relação estrutura-atividade para atividade antitumoral. O conhecimento das características estruturais necessárias dos compostos para estas atividades biológicas nos guiará em planejamentos futuros. Além disso, a síntese desses compostos proposta por nós é de baixo custo e acessível, e representa uma abordagem original para a obtenção de candidatos a fármacos. Também metodologia utilizando reator ultrassom será desenvolvida. Com isto esperamos contribuir para a formação de recursos humanos nesta área da saúde, como, também, para a obtenção de novos candidatos a fármacos para doenças de grande incidência, como para o tratamento de tumores.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Grace Schenatto Pereira Moraes

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • memória social e seus correlatos biológicos
  • Somos essencialmente uma espécie social e provavelmente nenhum componente da nossa civilização seria possível sem comportamentos coletivos em grande escala. Ao longo do processo evolutivo, fomos desenvolvendo habilidades que nos permitem fazer inferências sobre o que está acontecendo com outras pessoas – suas intenções, sentimentos, emoções e pensamentos. A esse conjunto de processos pode se atribuir o conceito de cognição social. Elementar para a nossa cognição social é a aquisição, consolidação e eventual evocação dos atributos de cada indivíduo. Em outras palavras, a identidade de um indivíduo é dada pelo conjunto de características que este possui como sua aparência, seu cheiro, sua voz e suas formas. Consequentemente, identificamos uns aos outros por meio de informações sensoriais provindas dos sistemas visual, olfativo, auditivo e somatosensorial. Então, um traço de memória relativo àquela pessoa que você acaba de conhecer será armazenado no seu cérebro, juntamente com as informações do ambiente, que estiverem presentes naquele momento. Obviamente que na nossa espécie, a identificação de uns aos outros vai além do simples arsenal sensorial que cada um carrega consigo. Fazemos associações das pessoas com o contexto onde a conhecemos. Repetidos encontros com uma mesma pessoa passam a recrutar nossas emoções. Estabelecemos laços afetivos, positivos ou negativos, com algumas pessoas. A vinculação intelectual é outro fator que molda o constructo de uma pessoa nas suas memórias. De fato, as relações sociais são tão essenciais ao nosso cotidiano que podem ser dramaticamente impactadas, ou até mesmo serem as genitoras de vários distúrbios neuropsiquiátricos. Portanto, é imperativo que os correlatos biológicos subjacentes à cognição social sejam desvendados. Somos uma espécie social, mas estamos longe de ser os únicos. Vários de nossos companheiros mamíferos desfrutam da companhia de co-específicos para caçar e se proteger de predadores. Em contrapartida, interagem, também, ao disputarem pelo mesmo território ou pela mesma fêmea. Independente de ser uma interação social amigável, reconhecer uns aos outros é essencial para tomar a decisão apropriada de interagir ou não. Em nosso laboratório, temos nos dedicado a compreender de que forma o cérebro codifica, processa e armazena memórias relacionadas a um indivíduo – memória social (MS). Para tal, usamos camundongos como modelo animal e o paradigma de reconhecimento social. Nosso grupo de pesquisa identificou que o contexto onde o animal vive impacta na persistência da MS. Mais especificamente, o isolamento social limita a duração da MS a algumas horas (Gusmão et al., 2012; Monteiro et al., 2014), enquanto o ambiente enriquecido estende a duração desta mesma memória por até 10 dias (Pereira-Caixeta et a., 2017). Animais isolados socialmente têm o tônus glutamatérgico alterado no hipocampo (HIP) e bulbo olfatório (BO) (Almeida-Santos et al., em revisão), regiões essas que identificamos (Pena et al., 2014; Lüscher et al., 2016) serem essenciais para a formação da MS. Porém, ainda é preciso desvendar como os circuitos glutamatérgicos entre BO-HIP se comportam durante o processamento da MS. Além disso, identificamos que a persistência da MS é altamente sensível aos níveis de neurogênese (Pereira-Caixeta et al., 2018), mas ainda não sabemos qual a contribuição destes novos neurônios para a formação da memória social e em qual momento eles são necessários para que esta memória persista por mais tempo. O presente projeto traz a memória social para o centro da cognição social e se propõe a investigar suas bases biológicas por meio de abordagens comportamentais, moleculares e eletrofisiológicas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Graciela Arbilla de Klachquin

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • floresta da tijuca: uma floresta urbana no antropoceno e seu papel na qualidade do ar da cidade do rio de janeiro
  • A Mata Atlântica, da qual a Floresta da Tijuca faz parte, está entre os cinco principais Hotspots internacionais na conservação da biodiversidade. A Floresta da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro, é uma floresta urbana secundária contínua, rodeada pela área urbanizada, que ocupa 39,52 km2. Existem poucos estudos sobre a composição da atmosfera na floresta e seu impacto na manutenção e melhoria da qualidade do ar da cidade. Assim, o objetivo geral deste projeto é caracterizar a composição e reatividade da atmosfera da Floresta da Tijuca e as regiões com ocupação urbana vizinhas, de forma de dilucidar o papel da floresta na mitigação dos poluentes e a manutenção da qualidade do ar. O projeto propõe um estudo interdisciplinar, nas áreas de química atmosférica, química analítica e físico-química, e a realização da análise da composição e reatividade da atmosfera desde o ponto de vista da físico-química e cinética química. Paralelamente, se pretende repassar essas informações aos estudantes tanto de nível superior como de nível médio, promovendo atividades que levem à conscientização ambiental e ao cuidado da natureza. Os compostos orgânicos voláteis (COVs) serão determinados através dos Métodos TO-11A e TO-15 da US EPA. Os resultados experimentais serão tratados estatisticamente para caracterizar as diferentes áreas. Posteriormente será estudado o perfil de dispersão de poluentes atmosféricos, a reatividade das diferentes classes de compostos com respeito aos radicais hidroxila, ozônio e NO3 e o potencial formador de ozônio e outros poluentes secundários a partir das reações dos COVs. Como tem acontecido nos últimos anos o grupo participará dos encontros anuais dos Pesquisadores do Parque Nacional da Tijuca que envolvem às diversas áreas (biologia, geografia, química ambiental, turismo, etc.) e a participação de funcionários do parque, pesquisadores e estudantes de diversas instituições.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Graciela Dutra Sehnem

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • internações por condições sensíveis à atenção primária em adolescentes na rede pública de santa maria/rs
  • A adolescência é uma categoria sociocultural, historicamente construída a partir de critérios múltiplos que abrangem tanto a dimensão biológica e psicológica quanto a cronológica e a social. Essa fase é constituída de algumas peculiaridades, que precisam ser assistidas, tanto no crescimento quanto no desenvolvimento. Para tanto, o cuidado aos adolescentes na atenção primária à saúde se mostra com pontos críticos entre as necessidades apontadas e a efetivação de ações. Observa-se que a identificação de muitas internações de adolescentes por condições sensíveis pode ser resultado de deficiências no desempenho do serviço prestado pela APS, podendo caracterizar falhas desde o acesso ao serviço, até sua capacidade resolutiva. Essas falhas devem ser consideradas para além do serviço de saúde, pois entende-se que também a família e a escola, são espaços importantes de socialização dos adolescentes, que precisam em seus discursos e práticas tratar questões relacionadas a saúde. Com isso, considera-se relevante analisar a saúde do adolescente a partir das internações por condições sensíveis à atenção primária na rede pública de Santa Maria/RS. Trata-se de um estudo misto, que combina as abordagens qualitativa e quantitativa. A primeira fase será quantitativa, em serviços de hospital público de referência no município de Santa Maria que atendem adolescentes que estejam com alguma condição sensível à atenção primária durante um ano. A aplicação do questionário ocorrerá após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa a partir dos critérios de inclusão. A segunda fase será qualitativa com os adolescentes que aceitaram na primeira fase participar desse segundo momento. Será realizado no domicilio do adolescente entrevista e o Mapa Falante e com o familiar do adolescente entrevista semiestruturada. Na escola com o professor do adolescente e com o profissional de saúde da atenção primária da área da abrangência que o adolescente reside, serão realizadas entrevistas semiestruturadas conforme os critérios de inclusão. O desenvolvimento da segunda fase encerrará quando os objetivos forem alcançados. Os dados quantitativos serão analisados pelo programa SPSS, e os dados qualitativos pela Análise Temática de Conteúdo. Após os dados serão combinados, o que possibilita o aprofundamento da análise. Espera-se com o desenvolvimento dessa pesquisa, avançar na construção do conhecimento em saúde e enfermagem, em prol da melhoria da atenção à saúde do adolescente por meio da redução das taxas de internação por condições sensíveis a atenção primária, a partir do fortalecimento do adolescente e sua família no cuidado à saúde. E, também a qualificação dos profissionais de saúde e educação, no sentido de identificar as necessidades, fragilidades, barreiras e os enfrentamentos relacionados a atenção à saúde do adolescente.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Graciela Ines Bolzon de Muniz

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • expansão e consolidação do lcnano/ufpr no programa sisnano
  • A missão do LCNANO é disponibilizar equipamentos, fornecer serviços e desenvolver projetos de qualidade em Nanociências e Nanotecnologias auxiliando o desenvolvimento econômico e social do estado do Paraná. Os setores mais desenvolvidos da economia paranaense são a agricultura, a agroindústria, a indústria madeireira (celulose e papel) e a indústria automobilística. Dentre as maiores demandas do estado estão a produção de fármacos e serviços de saúde e a transmissão de energia para localidades rurais. O LCNANO baseia sua estratégia de ação o contexto dos potenciais e limitações do estado do Paraná. Assim sendo, as frentes de atuação dos laboratórios LCNANO (síntese e caracterização, sensores e dispositivos e usos e aplicações da nanotecnologia) darão preferência a parcerias com empresas voltadas ao agronegócio/agroindústria, à indústria madeireira, celulose e papel, à geração e distribuição de energia renovável de fontes não convencionais e à produção de fármacos e insumos para o setor de saúde. Tendo a maior estrutura laboratorial e de recursos humanos especializados em Nanociências e Nanotecnologias (N&N) do estado do Paraná, o LCNANO tem condições de atender às demandas desses setores no estado além das demandas de parceiros de outras regiões do país e de outros países. A proposta do LCNANO para o SisNANO é a semente que possibilitará a consolidação das N&N no estado do Paraná. Caso a proposta seja contemplada a Fundação Araucária irá aportar recursos para a formação da Rede Paranaense de Nanotecnologia (RPN). Enquanto maior centro de N&N do Paraná, caberá ao LCNANO coordenar a Rede que contará com a participação de outras universidades e centros de pesquisa do estado. O atendimento aos usuários do LCNANO será aperfeiçoado com a implantação do Sistema de Gestão de Laboratórios. Esse sistema permitirá o agendamento e o gerenciamento no uso de equipamentos, na contratação de serviços em conformidade com o marco legal de C&T e com as resoluções da UFPR. A implantação e a gestão do sistema ficarão a cargo da fundação da universidade (FUNPAR). O LCNANO ampliará e fortalecerá os laços que já possui com a indústria através de campanha de divulgação de seus serviços e atividades em seu portal e em redes sociais. A participação em feiras e rodadas de negócio também fazem parte da estratégia de prospecção de novos parceiros. O corpo de colaboradores do LCNANO tem experiência em prestação de serviços e em projetos em colaboração com a indústria. A qualidade do RH na concepção e execução de projetos é divulgada pelas indústrias parceiras, este é o melhor marketing para o laboratório. Dentre os equipamentos disponibilizados pelo LCNANO destacam-se os microscópios eletrônicos (transmissão e varredura), microscópios de força atômica (ATM), Raios X (difração e espalhamento), espectroscopia (Raman, FTIR, ressonância magnética nuclear (RMN). Usuários do LCNANO podem fazer a síntese, caracterização e a análise de partículas, materiais e compósitos nanoestruturados contando com o apoio dos mais de 50 pesquisadores que integram o laboratório. Sensores e dispositivos nanoestruturados são desenvolvidos por diversos grupos de pesquisa do LCNANO. As aplicações desses sensores e dispositivos vão da detecção de substâncias à detecção da luz para conversão em energia elétrica. A participação no SisNANO deu ao LCNANO o selo de protagonistas no desenvolvimento das N&N. Este selo facilita a captação de colaborações acadêmicas no país e no exterior. Entre as colaborações internacionais viabilizadas via SisNANO está a colaboração com o Waterloo Institute of Nanotechnology para síntese e aplicações de celulose nanoestruturada. Os programas de cooperação internacional permitem ao LCNANO conhecer os avanços e demandas internacionais em N&N. Para este ciclo o LCNANO irá participar de mais chamadas internacionais para projetos com o apoio da Agência UFPR Internacional.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Gracieli Trentin

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • áreas prioritárias à geoconservação a partir da análise espacial da geodiversidade na bacia hidrográfica do rio camaquã
  • O projeto tem por objetivo identificar e caracterizar áreas prioritárias à geoconservação a partir da avaliação quantitativa e qualitativa da geodiversidade da Bacia Hidrográfica do Rio Camaquã, inserida nos limites do Bioma Pampa, no Estado do Rio Grande do Sul. A metodologia proposta para este objetivo envolve: a seleção de variáveis ambientais e organização da base de dados espacial em SIG; a obtenção do índice de geodiversidade a partir da densidade de Kernel; a elaboração de um diagnóstico para as áreas com elevada geodiversidade, propondo-se a categorização e seleção de um conjunto de áreas prioritárias para a geoconservação; a análise de correlação espacial das áreas prioritárias quanto à elementos de geodiversidade e biodiversidade; a organização de material de divulgação referente às áreas prioritárias identificadas; e a realização de trabalhos de campo para reconhecimento, validação da metodologia e resultados, além da obtenção de dados e imagens para mapeamento das áreas prioritárias. As contribuições desta pesquisa relacionam-se a: (1) maior conhecimento sobre geodiversidade e geoconservação da área de estudo e assim do Bioma Pampa; (2) a identificação de áreas prioritárias à geoconservação na bacia hidrográfica a partir de um ordenamento que considere os valores da geodiversidade com base em variáveis qualitativas e quantitativas; (3) a verificação da relação entre geodiversidade e biodiversidade por meio de análise de dependência espacial; (4) o subsídio à definição de áreas prioritárias à geoconservação, ao geoturismo e a potenciais novas unidades de conservação; (5) contribuição para as metas e planos de ação propostos pelo comitê da bacia a fim de fomentar atividades que possam assegurar a conservação e então promover o desenvolvimento local de forma equilibrada, integrando aspectos bióticos e abióticos.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Graciette Matioli

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • biossíntese de beta-1,3-glucanases fúngica, caracterização e aplicação na produção de oligossacarídeos de ação prebiótic
  • As beta-glucanas são polímeros de açúcar constituídos de várias unidades monossacarídicas, diferindo-se pelas ligações glicosídicas que as unem. Nas indústrias alimentícias são utilizadas como espessantes, gelificante, texturizante e estabilizantes, contudo, podem apresentar baixa solubilidade em água e elevada viscosidade, dificultando sua aplicação. A hidrólise ácida tem sido um dos métodos mais utilizados para solucionar estes problemas, bem como para a obtenção de oligossacarídeo, contudo, resulta na produção de maior quantidade de mono-, di- e trissacarídeos, além de produtos colaterais como furfurais. Deste modo, a hidrólise enzimática de beta-glucanas torna-se uma alternativa na produção de oligômeros de maior massa molecular (GP maior ou igual a quatro), os quais apresentam maior potencial de aplicações tecnológicas e biológicas, como atividade prebiótica. A ação prebiótica de oligossacarídeos favorece o hospedeiro, estimulando seletivamente o crescimento e a atividade de bactérias intestinais benéficas, melhorando a saúde e prevenindo doenças. Esta pesquisa tem por objetivo produzir beta-glucanases sintetizadas pelo fungo filamentoso Trichoderma harzianum Rifai utilizando os exopolissacarídeo curdlana, succinoglucana e botriosferana como fontes de carbono indutoras. Será avaliada a produção, identificação e a caracterização de oligossacarídeos bioativos obtidos pela ação das beta-glucanases na presença dos respectivos exopolissacarídeo. Com o estudo das beta-glucanases e sua ação em diferentes substratos possibilitará produzir, com custos reduzidos, oligossacarídeos bioativos de aplicação prebiótica para enriquecimento de produtos alimentícios, uma vez que esta alegação vem sendo valorizada pela população.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gracy Kelli Martins Gonçalves

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • análise teórico-conceitual da organização e representação do conhecimento nos currículos de graduação em biblioteconomia no brasil
  • A presente proposta tem como objetivo investigar o escopo teórico-conceitual que orientou o ensino da Organização e Representação do Conhecimento (ORC), nos currículos de Biblioteconomia no Brasil. A pesquisa centra-se no resgate das abordagens que orientaram e orientam o ensino da ORC nos cursos de graduação, através da análise das bibliografias dos programas de ensino das disciplinas que contemplam a área de ORC, em busca do escopo teórico-conceitual e formação dos docentes responsáveis por esses programas, entendendo que a formação dos docentes também consiste em uma variável para apontar tais abordagens. A pesquisa divide-se em dois momentos, no qual, no primeiro serão reunidos os documentos basilares e a legislação referente às mudanças ocorridas a partir das diretrizes curriculares no curso de Biblioteconomia a partir dos anos de 1960, bem como consultas à literatura para evidenciar quais disciplinas compõem o núcleo principal da unidade curricular da ORC. Mediante esse recorte serão compilados os programas das disciplinas que compreendem a área de ORC, através do contato com coordenadores dos cursos ativos e presenciais cadastrados na plataforma do e-Mec. Para o segundo momento, serão extraídos dos programas das disciplinas a bibliografia utilizada, fazendo uso dos estudos bibliométricos e a relação desses dados à formação dos professores responsáveis pelos programas. Para Hjørland (2002), uma análise adequada dos estudos bibliométricos deve contar também, dentro da análise de um domínio específico, com estudos históricos, epistemológicos e críticos. O cruzamento desses dados trará uma série de indicadores, que relacionados apontarão as abordagens teórico-conceituais adotadas pelos cursos, estados e formação especializada dos docentes responsáveis. Será possível, com base nesses relacionamentos, detectar as redes de colaboração e de influência, traçando as semelhanças e diferenças entre os programas dos cursos de Biblioteconomia no âmbito brasileiro. O mapeamento dos cursos, de suas bibliografias em ORC e a formação dos docentes apontarão as influências teórico-conceituais e as relações de autoria e coautoria que geram indicadores de desenvolvimento da produção científica. Através de parcerias serão direcionados os esforços e material coletado para a produção de textos de natureza científica, ao longo do desenvolvimento do projeto. Os resultados desta pesquisa produzirão material científico para divulgação e fortalecimento de publicações nacionais e internacionais da área de Ciência da Informação e Biblioteconomia e o fomento de novos estudos teórico-conceituais que contribuirão para a temática, fortalecendo a produção científica na área em questão.
  • Universidade Federal do Cariri - CE - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021
Foto de perfil

Grasiela Lopes Leães Pinho

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • impacto da poluição por plásticos em ambientes de marisma e a sua interação com contaminantes metálicos e o processo de bioincrustação
  • A poluição marinha é um assunto frequente nos dias de hoje devido à enorme quantidade de resíduos sólidos existente no ambiente marinho e aos inúmeros efeitos que isso acarreta nesse ecossistema. Um dos principais motivos da preocupação com a poluição marinha é o plástico, principal componente dos resíduos sólidos marinhos. Esse material se degrada lentamente e acaba por acumular no ambiente por muito tempo, o que inclusive vem tornado possível o seu uso como marcador estratigráfico de um novo período geológico proposto, o Antropoceno. Plásticos também podem dar origem a partículas menores chamadas de microplásticos (<5mm). A distribuição desses contaminantes já é relatada mundialmente, embora ainda existam lacunas para ambientes costeiros de marisma. Além disso, tanto os itens de macro quanto os microplásticos já estão sendo estudados quanto às possíveis interações com organismos bioincrustantes ou com outros contaminantes presentes no ambiente que podem ser adsorvidos à sua superfície. Tendo em vista essas informações, o presente projeto visa caracterizar a poluição por plásticos em uma marisma do Estuário da Lagoa dos Patos e avaliar a sua interação com o processo de bioincrustação e com contaminantes metálicos, enfatizando as possíveis consequências toxicológicas. Pretende-se (i) realizar uma revisão bibliográfica sobre o status da contaminação/poluição por plásticos em ambientes estuarinos e sua relação com a bioincrustação; (ii) caracterizar a distribuição de resíduos sólidos e microplásticos e sua relação com o processo de bioincrustação; (iii) relacionar a distribuição vertical de microplásticos em sedimento de marisma com seu período de deposição na coluna sedimentar; (iv) investigar a interação entre microplásticos e a bioincrustação, avaliando a influência de diferentes características dos polímeros; (v) verificar a interferência da bioincrustação no acúmulo de metais em microplásticos; (vi) avaliar a toxicidade dos microplásticos, considerando a interação destes com a bioincrustação e contaminantes metálicos; e (vii) realizar a manutenção e divulgação da Coleção Didático Científica Sobre Lixo Marinho do IO-FURG (COLIXO). Para tal, serão realizados transectos e coletas de sedimento (superfície e coluna sedimentar) e de água da Marisma do Molhe Oeste, no Estuário da Lagoa dos Patos, RS, Brasil a fim de investigar a contaminação por resíduos sólidos. Os resíduos sólidos serão contabilizados a partir dos transectos, observando a representatividade de macroplásticos, enquanto os microplásticos serão contabilizados nas amostras de sedimento e água, sendo estes isolados pela técnica de flutuação salina. Os resíduos sólidos e os microplásticos encontrados em campo serão também analisados quanto a associação com a bioincrustação (i.e., acumulação de depósitos biológicos associados direta ou indiretamente à superfície). Para investigar a interação microplástico-bioincrustação, será realizado um experimento em campo usando microplásticos com características conhecidas para determinar a preferência dos organismos. Em laboratório, serão realizados experimentos para verificar o acúmulo dos metais (Zn e Cu) na superfície de microplásticos com e sem formação de biofilme microbiano (fase inicial da bioincrustação), de forma a determinar a interferência da bioincrustação nesse processo. Será avaliada em laboratório a toxicidade dos microplásticos, utilizando o copépodo Calanoida Acartia tonsa Dana 1849, como organismo modelo. Neste contexto será também investigada a interferência da bioincrustação no acúmulo de metais em partículas plásticas e sua toxicidade. Por fim, todos os resíduos sólidos coletados na Marisma do Molhe Oeste, bem como oriundos de outros projetos envolvendo o tema “lixo marinho” na FURG, serão triados, limpos, classificados, registrados e armazenados na COLIXO. Este trabalho apresentará a dimensão do problema da poluição por plásticos no ecossistema de marisma, considerando aspectos químicos, biológicos e ecotoxicológicos.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Grasiele Cristiane Jorge

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • códigos e reticulados
  • O uso de códigos q-ários e reticulados vem sendo cada vez mais explorado em teoria da informação e criptografia pós-quântica. A teoria dos códigos corretores de erros propriamente dita tem como um marco inicial o trabalho de C. E. Shannon de 1948. A partir de então, muito se tem estudado para construir códigos corretores de erros que otimizem a eficiência da transmissão de sinais em canais com características específicas. O estudo de reticulados por sua vez ganhou destaque quando o problema do empacotamento de esferas foi colocado na seleta lista de 23 preciosos problemas escolhidos por Hilbert em 1900. Este projeto de pesquisa tem como proposta o uso de teoria dos números e teoria algébrica dos números para construção códigos e reticulados que sejam eficientes para serem utilizados como suporte para transmissão de sinais.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Graziela Domingues de Almeida Lima

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • derivados do eugenol como candidatos a antidiabéticos e seus efeitos sobre parâmetros reprodutivos de ratos
  • O diabetes potencialmente será a sétima causa de morte no mundo até 2030. Essa doença, é um distúrbio metabólico crônico caracterizado pela concentração elevada de glicose no sangue. Esforços do sistema fisiológico para corrigir essa anomalia pode resultar em complicações patológicas em diferentes órgãos, como pâncreas, rins, fígado e órgãos reprodutores. Embora existam fármacos que ajudam a controlar a hiperglicemia, uma atenção renovada sobre medicamentos alternativos e terapias naturais estimulou a pesquisa por compostos mais eficazes no tratamento dessa doença. Produtos naturais têm sido reconhecidos como fonte de diferentes compostos com atividade antidiabética. Dentre esses compostos, estudos mostram que o eugenol e seus derivados possuem atividade antidiabética promissora. Diante do exposto, o presente projeto tem como objetivos, sintetizar e estudar as bases farmacológicas dos compostos derivados do eugenol (i.e., atividade inibitória dos derivados do eugenol sobre enzimas envolvidas no metabolismo de carboidratos), bem como seus efeitos sobre parâmetros reprodutivos de ratos Wistar diabéticos. Assim, os resultados deste estudo ajudarão a lançar novos olhares sobre a síntese de novas moléculas com atividade antidiabética, além de contribuir no entendimento dos danos causados pelo diabetes no sistema reprodutor masculino.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Graziele de Lima Dalmolin

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • sofrimento moral e clima ético hospitalar: qual sua relação no trabalho, na satisfação profissional e no desenvolvimento do burnout em enfermeiros?
  • A ocorrência do sofrimento moral em enfermeiros pode trazer implicações para sua saúde a nível pessoal e profissional, e interferir na sua satisfação no trabalho devido suas características, as quais podem estar associadas a outros aspectos como o burnout e a um negativo clima ético no ambiente de trabalho que dificulte suas tomadas de decisão. Assim, apresenta-se como objetivo geral “Verificar a associação sobre a percepção de clima ético com a vivência de sofrimento moral, satisfação profissional e burnout em enfermeiros hospitalares”. E como objetivos específicos: Caracterizar a população quanto dados sociodemográficos e laborais; Adaptar transculturalmente instrumento de avaliação do clima ético hospitalar; Avaliar a percepção sobre clima ético dos enfermeiros hospitalares; Analisar frequência e intensidade de sofrimento moral dos enfermeiros hospitalares; Avaliar o índice de satisfação profissional em enfermeiros hospitalares; Identificar a prevalência de burnout em enfermeiros; e, Verificar associação entre sofrimento moral, clima ético, satisfação profissional e burnout com as características sociodemográficas e laborais dos enfermeiros hospitalares. Trata-se de um estudo a ser realizado em duas etapas, uma metodológica e outra transversal. A etapa metodológica se refere ao processo de adaptação transcultural do Hospital Ethical Climate Survey para avaliação do clima ético, e a etapa transversal, quando esse instrumento, em conjunto com a Moral Distress Scale – Versão Brasileira, o Índice de Satisfação Profissional e o Maslach Burnout Inventory, já validados, serão aplicados na população em estudo. O estudo será desenvolvido no Hospital Universitário de Santa Maria, com todos os enfermeiros atuantes na instituição, o que corresponde a aproximadamente 325 enfermeiros. A coleta de dados será no período de Maio a Agosto de 2019. Para análise de dados será empregado estatística descritiva e analítica. Serão respeitados todos os preceitos da Resolução 466/2012.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Graziella Maria Comini

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • mapeamento e caracterização de negócios socioambientais no brasil: um estudo na região amazônica
  • A emergência e expansão de empreendimentos sociais em diferentes partes do globo faz com que este fenômeno seja foco de estudo das ciências administrativas, tanto para conhecer suas características empíricas quanto para estender-lhe os conhecimentos provenientes da teoria das organizações e as possibilidades de modelar ferramentas apropriadas de gestão. Há uma tendência de revisão de valores nas empresas tradicionais, particularmente em termos de maior consciência sobre o impacto que desejam provocar na sociedade e no meio ambiente. Como resultado, observa-se o surgimento de novos formatos organizacionais híbridos, que buscam atingir dois objetivos antes vistos como incompatíveis: sustentabilidade financeira e geração de valor socioambiental. Empresas sociais (social enterprise), negócios inclusivos (inclusive business), negócios sociais (social business), negócios com impacto social são alguns dos termos usados atualmente para explicar as organizações que visam a solução de problemas socioambientais com eficiência e a sustentabilidade financeira por meio de mecanismos de mercado. Por ser uma terminologia nova, importada do ambiente empresarial, ela tem sido alvo de “calorosos” debates entre acadêmicos e practitioners. A tensão é provocada pela falta de um entendimento comum sobre um conceito novo e que procura conciliar dois temas vistos a priori como irreconciliáveis: negócios e impacto social. A falta de uma visão homogênea é explicada por dois principais fatores: pelas diferentes formas de definir o caráter social dos empreendimentos e pelas diversas maneiras de avaliar o caráter inovador deste tipo de organização. Nesse amplo espectro de atores, as configurações destes negócios assumem diferentes formatos, assim, cada organização vai se posicionar de acordo com os seus objetivos e interesses, dando um peso diferente para cada um dos fatores que compõem o conceito. O programa de pesquisa Mapeamento e Caracterização de Negócios Socioambientais: um estudo na região amazônica propõe a realização de um conjunto de atividades voltadas para a geração e disseminação do conhecimento teórico e empírico sobre o papel de iniciativas de mercado no desenvolvimento sustentável da região amazônica a qual representa 60% do território brasileiro e apenas 8% do PIB. Este programa busca suprir lacunas no campo teórico de administração, particularmente sobre a configuração de modelos inovadores de negócios e a geração de valor socioambiental. O projeto de pesquisa empregará uma metodologia qualitativa. Primeiramente mapeará todos os levantamentos feitos na região amazônica que identificaram negócios socioambientais com o objetivo de construir uma base unificada de dados e gerar um conhecimento abrangente sobre as dificuldades e potencialidades desses empreendimentos. Serão selecionados de 09 a 18 casos representativos da região para que seja feita uma caracterização de seu modelo de negócio e dos desafios que enfrentam para sua consolidação. O programa de pesquisa tem como premissa selecionar pelo menos 1 caso em cada estado que faz parte da região: Acre, Amapá, Pará, Amazonas, Rondônia, Roraima, Mato Grosso, Tocantins e Maranhã. Está prevista a realização de seminários na região para debate dos resultados, com o intuito de contribuir para construção de um ambiente favorável ao crescimento destas iniciativas. No espaço empírico da pesquisa a ser realizada, a intenção é apoiar a geração e a consolidação de negócios socioambientais, bem como de investimentos voltados para estimular iniciativas que visam provocar impacto socioambiental. Por fim, é esperado que as reflexões a serem elaboradas possam contribuir para a compreensão dos limites e das potencialidades dos negócios socioambiental a fim de promover o desenvolvimento sustentável com soluções inovadoras, sejam elas de caráter incremental, sejam elas capazes de provocar rupturas que provoquem mudanças sociais transformadoras.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Graziella Maria Faquim Jannuzzi

Engenharias

Engenharia Civil
  • aprimoramento de um novo amostrador para solos moles e muito moles
  • O projeto consiste no aprimoramento de um amostrador para solos moles e muito moles desenvolvido pela pesquisadora como parte de sua tese de doutorado, defendida em 2013 no Programa de Engenharia Civil da COPPE/UFRJ. O desenvolvimento do amostrador contou com a colaboração da empresa GROM Acústica e Automação, empresa de base tecnológica nascida na Incubadora de Empresas da COPPE/UFRJ. O amostrador teve o primeiro protótipo concluído em 2012, e foi objeto de pedido de patente, nacional e internacional, em 2014 e 2015, respectivamente. O amostrador é dotado de três partes principais: i) parte inferior, e principal do amostrador, que dispõe de mecanismo de corte da amostra, capaz ainda de suportar o peso da amostra. Pretende-se otimizar esse componente de modo a tornar o processo de operação mais simples; ii) Tubo de amostragem, fixado à parte inferior por simples encaixe e de modo a garantir seção constante interna ao longo de todo o amostrador. Em outras palavras, o novo amostrador não dispõe de folga interna. Numa primeira etapa de desenvolvimento do amostrador, no doutorado, empregaram-se tubos de latão, com diâmetro interno de 100 mm. Pretende-se no projeto ora proposto substituir o tubo de latão por tubo segmentado, de modo a reduzir o custo da amostra como um todo, de vez que se considera que o melhor procedimento para o preparo do corpo de prova consiste no corte do tubo; iii) Cabeça do amostrador, que serve simplesmente para fixar o tubo na haste de amostragem. Cabe salientar que o princípio do amostrador é que o solo flua no mecanismo de corte e suporte. Ressalta-se que uma das principais contribuições do novo amostrador, que ganha ainda mais ênfase com os aprimoramentos, é a possibilidade de uma melhor caracterização geotécnica de solos moles e muito moles, que pode gerar economia significativa em projetos de obras diversas de infraestrutura implantadas nesses materiais. Vale ressaltar que o equipamento é capaz de coletar amostras indeformadas onde os amostradores existentes não são capazes de atuar, com destaque para a área ambiental, para coleta de amostras indeformadas de barragens de rejeito e para o caso de lamas, por exemplo, de fundos de baías.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Grazielle Fernanda Evangelista Gomes

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • certificação molecular do pescado baseada em selo de dna e rastreabilidade de comércio ilegal de peixes na região costeira amazônica
  • Com o aumento da demanda por pescado, diversifica-se também as formas de comercialização deste produto, com uma parcela significativa sendo ofertada na forma processada (filés e postas). O problema dessa modalidade de oferta está na retirada dos caracteres morfológicos de reconhecimento das espécies, fazendo com que a prática de substituição fraudulenta, torne-se cada vez mais frequente. Tendo em vista a eficiência de genes mitocondriais para identificar espécies e o crescente processo de substituição em produtos processados, o presente trabalho pretende utilizar fragmentos dos genes rDNA 16S – 16S, Cytocromo b – Cytb e Citocromo Oxidase, subunidade I – COI, para investigar, dentre os produtos processados comumente comercializadas na região costeira Amazônica pertencentes aos grupos Elasmobraquii, Lutjanidae, Serranidae e Ariidae, a ocorrência de substituições de espécies e/ou comércio ilegal. Além de monitorar a rotulagem, por meio da identificação com marcadores de DNA, pretende-se também desenvolver protocolos moleculares para cada categoria investigada, baseados em padrões de bandeamento espécie-específicos (PCR multiplex e PCR-RFLP), para autenticação dos produtos examinados, com intuito de fornecer ferramentas ao mesmo tempo robustas, mais rápidas e baratas, potencialmente úteis no combate de práticas irregulares de substituição. Pretende-se gerar um selo de DNA para a certificação dos principais produtos pesqueiros processados na forma de filés, agregando dados de autenticação molecular, através de sequenciamento de DNA e Protocolos Forenses rápidos, de menor custo para identificação com segurança desse pescado
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Grazielle Rodrigues Pereira

Outra

Divulgação Científica
  • inteligência artificial no mundo real e virtual - divulgação científica num novo normal
  • A convergência tecnológica está apresentando rápidos avanços, com produtos e procedimentos altamente inovadores e grandes impactos econômicos e sociais, cujo principal exemplo é o smartphone, permitindo vivenciarmos uma nova Revolução Industrial. A Revolução 4.0 apresenta uma perspectiva composta por três tipos de tecnologias: biológica, digital e física. A categoria digital, que inclui big data, Internet das Coisas (IoT) e Inteligência Artificial (IA), é relacionada mais diretamente a Transformação Digital, que influencia de forma significativa elementos organizacionais como cultura, estratégia, processos e estruturas. Um dos aspectos mais relevantes no grande universo da transformação digital diz respeito à IA, mais propriamente ao seu desenvolvimento e à sua conexão com a inteligência humana. Desta forma, a IA se apresenta como um avanço tecnológico permitindo que sistemas simulem uma inteligência similar à humana, tomando decisões de forma independente, precisa e apoiada em dados digitais. A maioria das pessoas utilizam produtos e serviços que envolvem a IA, embora muitos ainda não tenham a correta percepção desse fato. Desta forma, a presente proposta tem o objetivo de promover eventos de divulgação e popularização científica, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2020, que estimulem a reflexão sobre a presença da Inteligência Artificial e das Tecnologias convergentes e habilitadoras para a resolução de problemas cotidianos, visando estimular o pensamento científico, a melhoria do ensino de ciências, a democratização do conhecimento e o empoderamento científico da população. Este projeto é uma parceria entre o Espaço Ciência InterAtiva (ECI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), o centro de ciências itinerante “Ciências Sob Tendas” (CST) da Universidade Federal Fluminense (UFF), o Museu de Anatomia e o Centro Nacional de Biologia Estrutural e Bioimagem (CENABIO) ambos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Instituto Nacional de Tecnologia (INT), a Empresa Municipal de Multimeios (MultiRio) e a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e o Centro Ciência Viva de Vila do Conde, em Portugal, fortalecendo ações conjuntas que ocorrem desde 2015. Além destes, também estabelecemos parceria com representantes dos municípios de Belford Roxo, Comendador Levy Gasparian, Casimiro de Abreu, Itaocara, Miracema, Nilópolis, Paraíba do Sul, Santo Antônio de Pádua, São José do Vale do Rio Preto, Sapucaia, Seropédica, Silva Jardim e Três Rios. O projeto contemplará as seguintes modalidades de eventos que ocorrerão durante a SNCT: 1) Exposições de Ciência, Tecnologia & Inovação (CT&I), por meio das exposições “Parque da Ciência”, “NeuroSensações”, “Tecnologias de Manufatura Avançada e a Indústria 4.0” e “Observação do céu” e “Realidade Virtual” do Espaço Ciência InterAtiva, em Mesquita; visitas às exposições “Por dentro do corpo” e “Corpo-Imagem um passeio da anatomia ao ultrassom” do Museu de Anatomia e do CENABIO da UFRJ, e exposição de produtos de impressão 3D e processos biotecnológicos e materiais avançados desenvolvidos pelo INT; produção e distribuição de kits de atividades interativas sobre Inteligência Artificial (IA), bem como vídeos explicativos para que os municípios parceiros dentro do estado possam produzir sua própria exposição durante a SNCT. 2) Eventos de comunicação Científica em Rádio, TV e outras mídias, interação com o público através das mídias sociais que cada instituição/espaço gerencia e no Portal da MultiRio, bem como produção de vídeos de tour virtual. 3) Ciência móvel, com exposições do acervo do Ciências Sob Tendas, da exposição “Tecnologias de Manufatura Avançada e a Indústria 4.0” e também de algumas atividades de todas as instituições parceiras nos municípios Itaocara, Mesquita, Miracema, Niterói, Rio de Janeiro, Santo Antônio de Pádua; 4) Portas abertas, com visitas de estudantes da educação básica aos laboratórios do CENABIO da UFRJ, do Instituto de Física da UFF e às instalações do INT; 5) Seminário e ciclo de palestras, com a realização do III Seminário Luso-Brasileiro de Divulgação Científica, além de palestras e mesas redondas sobre o tema da SNCT no ECI/IFRJ, UFF e CEMOV, tanto presencial quanto com transmissão online ao vivo. 6) Conjunto de Oficinas de CT&I, que serão oferecidas pelo INT sobre Tecnologias para a Manufatura Avançada e desenvolvimento de projetos eletrônicos em ambiente virtual com microcontroladores e pelo ECI/IFRJ sobre modelagem tridimensional básica e IA a serviço da Terceira Idade. Essas oficinas serão oferecidas também online através de ambientes virtuais de aprendizado e distribuição de DVD; 7) Mostra de Teatro Científico, com o teatro de fantoches e contação de histórias, com roteiros baseados em IA, nos municípios Belford Roxo, Itaocara, Mesquita, Miracema, Nilópolis, Niterói, Rio de Janeiro, Santo Antônio de Pádua; 8) Mostra de vídeos, a partir do acervo do “Ver Ciência” e da MultiRio durante as atividades de itinerância e outras desenvolvidas nos espaços de cada institutição; 9) Feira ou mostra de Ciências, com a apresentação de trabalhos dos alunos do curso de Pós-graduação Lato Sensu em Educação e Divulgação Científica e realização da 5ª Feira de ciências dos Pequenos Cientistas de escolas públicas da Baixada Fluminense, ambos no IFRJ campus Mesquita. Todas as atividades propostas têm como público-alvo alunos da educação básica (ensino fundamental, médio e EJA) e o público geral e irrestrito. Desta forma, as ações do projeto “Inteligência artificial no mundo real e virtual - divulgação científica num novo normal”, irão proporcionar a popularização e enculturação científica no estado do Rio de Janeiro, compartilhando e valorizando os conhecimentos científicos, articulando não só as instituições de pesquisa e ensino superior, mas também as instituições de educação básica e a população como um todo.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 28/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Gregório Couto Faria

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • desenvolvimento de uma plataforma universal para a fabricação de transistores eletroquímicos poliméricos e aplicações
  • O principal objetivo deste projeto é o de promover o desenvolvimento da interface entre eletrônica orgânica e biologia, através do compreendimento da ciência e engenharia dos materiais e do desenvolvimento de dispositivos de aplicações específicas. O campo conhecido como Bioeletrônica Orgânica tem ganho muita atenção, principalmente devido à sua promissora aplicação em dispositivos ligados ao sensoriamento de substâncias (e.g., vírus e bactérias), ao estímulo e detecção de sinapses neuronais e à engenharia de tecidos inteligentes, destinados, principalmente, à implantação e próteses modernas. No entanto, diversos aspectos fundamentais da área, como exemplo, a compreensão dos mecanismos de funcionamento dos dispositivos, a adesão de biomateriais sobre a superfície de materiais poliméricos, e/ou as correlações entre alterações morfológicas na interface do polímero/material biológico com sinais elétricos de saída, não são completamente compreendidos. Como se não bastasse, aplicações em sistemas biológicos exigem materiais poliméricos que operem em sistemas aquosos, o que reduz significantemente a livraria de polímeros conjugados disponíveis para o desenvolvimento da bioeletrônica convencional. Dessa forma, este projeto de pesquisa pretende realizar um estudo fundamental dos mecanismos de funcionamento dos Transistores Eletroquímicos Orgânicos (OECTs). Baseado nos conhecimentos adquiridos, pretendemos propor requisitos gerais para a fabricação de tais transistores que englobam todos os polímeros conjugados disponíveis, (e não somente os que operem em sistemas aquosos). Finalmente, iremos utilizar os conhecimentos básicos da arquitetura proposta e desenvolver aplicações dos sistemas em baterias e sistemas de memória não-volátil poliméricas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gregorio Luis Silva Araujo

Engenharias

Engenharia Civil
  • avaliação de novas técnicas construtivas e de análise em engenharia geotécnica
  • A região do Distrito Federal (DF) é conhecida por possuir em algumas regiões a presença de solo colapsível. Como consequência de seu processo de formação, esse tipo de material possui um elevado índice de vazios e isso pode levar a recalques excessivos em obras envolvendo aterros. Uma das técnicas para evitar esse tipo de problema é o emprego de coluna granulares confinadas com materiais geossintéticos. A presença do material sintético eleva a capacidade de carga da coluna e contribui na redução dos recalques. Ainda com relação ao solo encontrado no DF, um outro problema observado é o custo elevado de materiais granulares para seu uso em estruturas de contenção em Terra Armada. Tendo em vista que a região do Distrito Federal possui uma grande quantidade de Áreas de Proteção Ambiental (APA) e cada vez mais ocupação urbana, esse material tem se tornado cada vez mais caro. Uma alternativa para a construção de contenção em Terra Armada, que necessita de material granular como areia para preenchimento é o Resíduo da Construção de Demolição (RCD. Por sua vez, o emprego de solo transparente é considerado recente e com grande potencial de aplicação na Mecânica dos Solos, obetivando-se ter uma observação do comportamento mecânico mais profunda das obras de engenharia. Por meio de tal procedimento, deslocamentos e em alguns casos tensões podem ser estimados e isso pode levar a uma compreensão mais detalhada que venha a melhorar os métodos de dimensionamento de determinadas obras. Este projeto de pesquisa tem como objetivo estudar materiais alternativos em engenharia geotécnica, como Resíduo da Construção e Demolição (RCD) e materiais poliméricos em diferentes tipos de construções, bem como a aplicação de solo transparente em algumas pesquisas. Com o financiamento a ser obtido, espera-se que algumas obras de engenharia geotécnica venham a causar um menor impacto ambiental e terem menores custos dentro da região do Distrito Federal. Complementarmente, as pesquisas envolvidas visam ainda um melhor entendimento do comportamento dos tipos de construção envolvidos nas pesquisas.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gregory Arthur de Almeida Carlos

Ciências Humanas

Sociologia
  • sexto encontro de iniciação científica de palmeira dos índios
  • O Sexto Encontro de Iniciação Científica de Palmeira dos Índios (VI EIC IFAL-Pin), tem sua importância através aplicabilidade de projetos, desenvolvidos pela comunidade acadêmica local, nas modalidades de ensino, pesquisa e extensão, e que contribuem de forma efetiva para o desenvolvimento científico e tecnológico do Município de Palmeira dos Índios. Dentre outros aspectos, o evento agrega conceitos usados em Feiras de Ciências e Mostras Científica. Os trabalhos desenvolvido no evento fomentam nos jovens das diferentes modalidades de ensino: fundamental, médio e técnico, a busca pelo conhecimento, através, por exemplo, do estudo de áreas consideradas prioritárias para o desenvolvimento tecnológico do país, como o conhecimento sobre robótica e programação. Outro aspecto importante trata-se da aplicação dos conhecimentos no desenvolvimento de inovações em áreas como energia e meio ambiente, procurando-se a produção de protótipos para utilização de fontes de energias renováveis para diversos fins de produção e consumo, e de outras experiências que procurem realizar o aproveitamento de resíduos sólidos, descontaminação dá água, do solo e a verificação da qualidade do ar, etc. Observando as ânsias da sociedade e a necessidade de inserção dos jovens no mercado de trabalho resolveu-se atender as necessidades de inovação em eixos temáticos de: i) robótica e programação; ii) energias renováveis; iii) sustentabilidade; iv) ciências da natureza; v) inovação tecnológica, cultura e territorialidade. O encontro tem duração de três dias abrangendo discentes de toda região metropolitana de palmeira dos índios. As ciências da natureza são os alicerces para desenvolvimento da tecnologia e da inovação e torna-se necessário que os conhecimentos sobre matemática, física, química e biologia sejam difundidos na sociedade, na perspectiva de formação científica dos jovens, com de abordagens que privilegiem aspectos com o raciocínio lógico, a curiosidade e o ensino para a compreensão. Atividades como oficinas e minicursos, palestras, e a apresentação de metodologias de ensino inovadoras na área de ciências da natureza, também irão fazer parte deste encontro, com enfoques específicos visando impulsionar o conhecimento técnico-científico nos jovens estudantes além de buscar direcioná-los para formação técnica e tecnológica. Por outro lado, observa-se a necessidade de exploração do espaço local em sua totalidade, neste sentido o eixo inovação, cultura e territorialidade procura reconhecer no município, pesquisas para a inserção de comunidades indígenas e quilombolas em atividades de pesquisa e extensão, e outras comunidades que de igual modo, possuem dificuldades de acesso á formação tecnológica e ao conhecimento, em outro aspecto o desenvolvimento de mídias digitais, painéis e apresentações orais também permeiam esta área do encontro de iniciação científica, fornecendo subsídios teórico/práticos para a comunicação e socialização do conhecimento das diferentes áreas abordadas. Outras experiências, vivenciadas na instituição, também apoiam e enriquecem o sexto EIC IFAL – PIN é o caso do evento “De Olho na Profissão”, ocasião na qual formandos em diversas áreas e profissionais do mercado de trabalho oferecem palestras e alunos fazem demonstrações práticas (experimentos, experiências). No intuito de contribuir para inclusão social, o evento considera duas modalidades de inscrição: i) Trio-Xucurus (modalidade para alunos de baixa renda) e ii) Kariris (modalidade para alunos que não são de baixa renda. Na modalidade de baixa renda, os evento irá dar suporte através de mentores para viabilização a implementação da ideia em um protótipo, experimento ou experiência de prova de conceito. O suporte será tanto em termos de material de consumo como em termos de conhecimento (cursos de capacitação/nivelamento para a equipe). A modadalidade Kariris é destinada para equipes mais idependentes que não precisam de ajuda de custo e já possuem capacidade de desenvolver projeto com autonomia. Adicionalmente, o evente prevê em seus critérios o estímulo do espaço de integrantes do sexo feminino nas equipes. Assim todas as equipes devem possuir pelo menos uma discente.
  • Instituto Federal de Alagoas - Matriz - AL - Brasil
  • 08/01/2020-31/01/2021
Foto de perfil

Greice Kelly Bezerra da Costa

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • sensor de campo magnético com fibra óptica plástica (pof)
  • A proposta deste projeto é confeccionar um sensor de baixo custo e alta sensibilidade para medidas de campo magnético através de Fibra Óptica Plástica (POF). POFs apresentam grandes benefícios, quando comparadas a fibras ópticas de vidro, estando entre eles um grande diâmetro de núcleo, o que torna o manuseio e a emenda entre fibras fácil, dispensando a necessidade de emendas por fusão e conectores precisos. Neste caso, somente um LED emitindo no vermelho é suficiente para atuar como fonte de campo eletromagnético e um fotodetector ou espectrômetro para coletar o sinal, dispensando o uso de interrogadores ópticos que encarecem muito a confecção de um sensor a fibra óptica. Possuem independência a variação de temperatura, tornando o sensor muito mais prático para ser produzido, pois não há necessidade em realizar compensação de temperatura que geralmente é implementada em sensores produzidos por fibras de vidro, como por exemplo em uma Fibra de rede de Bragg (FBG). Além dos benefícios mencionados, acredita-se que POFs forneçam maior sensibilidade em relação às fibras de vidro no sensoriamento de campo magnético, devido sua maior elasticidade quando submetida a uma força de deformação longitudinal. Em pesquisa experimental realizada pela coordenadora do projeto proposto e colaboradores, um sensor de campo magnético confeccionado com fibra óptica de vidro apresentou sensibilidade de 44 pm/mT, quando submetido a campos magnético (2 – 80) mT. Sensor de campo magnético à POF possui resposta óptica proveniente de uma cavidade Faby-Perot intrínseca à fibra e fixa em um material magnetostrictivo, quando a cavidade é submetida a diferentes intensidades de campo magnético, ocasiona-se uma variação do sinal óptico. Assim, testes para sensoriamento de campo magnético serão realizados e todo Know-how do sensor de campo magnético à Fibra Óptica Plástica será desenvolvido neste projeto e originalmente apresentados.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022