Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Iris Callado Sanches

Ciências da Saúde

Educação Física
  • efeitos do treinamento físico na modulação autonômica cardiovascular e na microbiota intestinal de camundongos obesos: papel do nervo vago
  • Evidências demonstram existir uma relação entre microbiota intestinal e tecido adiposo. De fato, a disbiose parece contribuir para o agravamento do estado pró-inflamatório na obesidade. O eixo cérebro-intestino-microbiota é mediado pelo nervo vago, e a ativação vagal está reduzida sobre o sistema cardiovascular e gastrointestinal durante a obesidade. Por outro lado, o treinamento físico (TF) aeróbio promove alterações benéficas na microbiota intestinal, bem como o aumento da modulação vagal sobre o sistema cardiovascular. Apesar disto, não está claro se o mecanismo pelo qual o TF atua sob a microbiota intestinal tem participação do nervo vago. Desta forma, o objetivo do presente estudo será avaliar a participação do nervo vago nos efeitos do treinamento físico sobre parâmetros metabólicos, modulação autonômica cardiovascular e na microbiota intestinal em camundongos obesos. A hipótese deste projeto é que o nervo vago é mecanismo pelo qual o treinamento físico melhora a microbiota intestinal na obesidade. Para testar essa hipótese, foram criados 3 subprojetos (SP) com objetivos específicos: SP1- Correlacionar os efeitos do treinamento físico entre a modulação autonômica cardiovascular e a microbiota intestinal em camundongos obesos; SP2- Testar se os efeitos do treinamento físico na microbiota intestinal ocorrem na mesma magnitude em animais vagotomizados; SP3- Avaliar se o estímulo vagal, através do fármaco galantamina, potencializa os efeitos do treinamento físico na microbiota intestinal. Espera-se que os resultados deste projeto possam contribuir para o melhor entendimento do potencial terapêutico do treinamento físico em doenças inflamatórias e neurodegenerativas, tendo em vista a relação bidirecional do eixo cérebro-intestino-microbiota.
  • Instituto Ânima SOCIESC de Inovação - MG - Brasil
  • 24/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Irlen Antônio Gonçalves

Ciências Humanas

Educação
  • educação e formação do trabalhador: políticas públicas de intervenção na sociedade (1891-1920)
  • A proposta, de maneira abrangente, centra na compreensão das proposições de políticas públicas para o ensino profissional. Especificamente, o interesse se volta para o discurso político dos legisladores, entendidos como discurso de intervenção na sociedade, uma vez ser produzido por sujeitos representantes legítimos da população, responsáveis pela produção de leis que incidirão na vida das pessoas. Assim, o nosso objetivo é captar, nessas políticas como foram produzidas as representações de trabalhador, de trabalho, de cidadania, de sociedade, etc., nos seus aspectos determinantes da legitimação de um ideário educativo modernizador, sobretudo, sob a perspectiva daqueles que ocuparam os espaços do legislativo. O recorte temporal inicia-se em 1891, quando ocorreu o primeiro trâmite de reforma do ensino no período republicano, que incluía o ensino profissional, em Minas Gerais, e finaliza em 1920, quando o ensino profissional assumiu novos contornos quanto à sua forma de organização, passando a ser ensino complementar ao primário. As fontes contempladas são os anais do Congresso Legislativo, relatório e sinopse dos trabalhos do Senado mineiro, relatório dos trabalhos da Câmara dos Deputados, os jornais e as revistas de circulação no estado. O referencial estará no entrecruzamento da História Política, da História Cultural, notadamente a partir de Serge Berstein e de Roger Chartier, com a História da Educação. Como metodologia propomos uma análise que privilegia os discursos como portadores e constituintes de uma representação de sociedade, de sujeitos, de estratégias, enfim de uma realidade social, inspirada nos referencias da análise do discurso político proposta por Patrick Charaudeau. Para ele, o discurso é considerado como prática de linguagem que medeia a relação entre o homem/mulher e a sua realidade cultural e social constituindo-o e à sua história.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Irwin Rose Alencar de Menezes

Ciências da Saúde

Farmácia
  • avaliação pré-clínica e clínica de formulações para uso tópico contendo óleo de pequi para redução da inflamação e incapacidade funcional de animais e mulheres com osteoartrite de joelho
  • As doenças inflamatórias crônicas causam degeneração ou desgaste progressivo e inflamatórios de órgão e tecidos, tanto nas estruturas anatômicas como na sua funcionalidade acometendo severamente o bem-estar físico e social dos indivíduos, bem como a qualidade de vida.Este estudo comtempla uma fase pré-clinica, em que o potencial terapêutico destas formulações será avaliado em modelos animais num estado inflamatório agudo e crônico, seguido de uma fase clínica onde o potencial destas formulações será aferido em seres humanos do sexo feminino com osteoartrite de joelho. Portanto, esse estudo envolve duas fases sendo uma pré-clinica para avaliar o potencial terapêutico em modelos animais em tratamento agudo e crônico, seguido de uma fase clínica em seres humanos do sexo feminino com osteoartrite de joelho. Cabe ressaltar que um primeiro estudo clínico humano ja demonstrou potencial terapêutico satisfatório na melhoria do processo inflamatório em joelhos de ciclistas, por conta deste resultado, foi depositado um pedido de patente (PI09247858/BR1020190240423) que está em negociação com empresa do setor farmacêutico. Serão desenvolvidos sistemas nanoparticulados com reologia adequada, de custo reduzido e baixo potencial de irritação cutânea de forma a facilitar a aplicação e absorção cutânea, otimizando assim o potencial farmacológico. Os ensaios pré-clínicos serão realizados em modelo animais que apresentam mobilidade articular reduzida induzida por diferentes agentes químicos que assemelham aos processos de artrite humano. O ensaio clínico controlado, com distribuição aleatória e duplamente encoberto será realizado no hospital universitário da UFS para avaliar o efeito de uma formulação farmacêutica nanoestruturada na dor, inflamação e funcionalidade em mulheres com osteoartrite de joelho. Como principais resultados, espera-se a disponibilização de formulação terapêutica eficaz capaz de maximizar seu potencial terapêutico contra dor e inflamação em humanos e animais.
  • Universidade Regional do Cariri - CE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Isa de Oliveira Rocha

Ciências Humanas

Geografia
  • atlas geográfico de santa catarina: fascículo 4 – infraestrutura e fascículo 5 – panorama econômico
  • Em 1958 foi publicado o primeiro Atlas de Santa Catarina, sob orientação do Prof. Carlos Augusto Figueiredo Monteiro; inspirando o IBGE segundo sua entrevista à Geosul (1991). Após três décadas foi publicado o Atlas de Santa Catarina de 1986 e em 1991 a versão escolar. Em 2013, por meio de parceira entre UDESC e Secretaria do Planejamento, iniciamos a organização e publicação do Atlas Geográfico de Santa Catarina na forma de Fascículos avulsos: 2013 publicou-se o Fascículo 1 – Estado e Território; 2014 o Fascículo 2 – Diversidade da Natureza (cada um com impressão de 5 mil exemplares); 2016 publicou-se a 2a edição na versão e-book dos Fascículos 1 e 2; 2018 e 2019 foram publicadas as 1a e 2a edições do Fascículo 3 – População, 5 mil exemplares impressos e e-book. A presente proposta objetiva organizar, elaborar e publicar o Fascículo 4 – Infraestrutura e o Fascículo 5 – Panorama Econômico. A organização dos fascículos e seus capítulos está alicerçada nos pressupostos teóricos de Geossistema (MONTEIRO, 1996 e 2000) e Formação Sócio-Espacial (SANTOS, 1977) conforme Mamigonian (1999), para alcançar uma visão holística nas análises regionais da Natureza e Sociedade de Santa Catarina. Para cartografia celebrou-se parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina e a elaboração textual dos capítulos resultará de trabalho voluntário de pesquisadores etc. de diferentes instituições. A continuidade da publicação dos Fascículos do Atlas representam a socialização de conhecimento atualizado para 1,3 milhão de alunos da educação básica e superior de Santa Catarina, pois os Fascículos são disponibilizados (formato impresso e e-book) gratuitamente para escolas e universidades. Igualmente os novos fascículos constituem importante subsídio de dados e análises ao planejamento e gestão, tanto para o setor privado quanto governamental; destaca-se que a elaboração de mapas e análises incorporarão o contexto pós Pandemia COVID-19.
  • Universidade do Estado de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Isabel Alves dos Santos

Ciências Biológicas

Zoologia
  • abelhas polinizadoras de espécies frutíferas de myrtaceae
  • Os serviços ecossistêmicos prestados pelos polinizadores beneficiam diretamente a humanidade com alimentos, produtos medicinais, além de manter a variabilidade genética de populações de plantas nativas que sustentam a biodiversidade e demais funções ecossistêmicas. No Brasil, os serviços de polinização ganham valores econômicos próximos de 12 bilhões de dólares por ano quando relacionados à produção de alimentos. As abelhas são os principais polinizadores de Angiospermas em áreas de vegetação natural e de cultivos agrícolas. Muitas espécies de Myrtaceae nativas são de importância econômica, seus principais polinizadores são as abelhas, no entanto, poucos trabalhos abordam a efetividade dos polinizadores. Além disso, a maioria dos estudos não registrou as observações dos visitantes florais durante o crepúsculo, o período da antese floral de muitas espécies de Myrtaceae. Como consequência, boa parte das abelhas noturnas e crepusculares deixaram de ser contabilizadas. Algumas espécies de Myrtaceae dependem exclusivamente de polinizadores específicos como abelhas noturnas, mas outras são polinizadas por abelhas diurnas e/ou generalistas. O presente projeto vai estudar a polinização de cinco espécies de Myrtaceae com importância econômica, em área de cultivo, são elas: sete-capotes (Campomanesia guazumifolia), Campomanesia pubescens (gabiroba), Eugenia brasiliensis (grumixama), E. dysenterica (cagaita) e E. pyriformis (uvaia). Essas espécies são empregadas em cultivos regionais e locais, seus frutos são consumidos in natura, mas também são utilizados em sorvetes, doces e bebidas. Nossa proposta de projeto envolve estudos de polinização e de, comunicação planta-polinizador (canais visuais e olfativos), bem como experimentos para aumentar a produção dos frutos e valoração dos serviços ecossistêmicos prestados pelos polinizadores.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/08/2022-31/08/2025
Foto de perfil

Isabel Aparecida da Silva Bonatelli

Ciências Biológicas

Genética
  • características preditoras da história demográfica de táxons neotropicais - uma abordagem comparativa entre biomas úmidos e secos
  • A distribuição geográfica das espécies consiste em uma dimensão fundamental no entendimento de processos evolutivos. Evidências consistentes apontam que as mudanças climáticas do Pleistoceno levaram a alterações na distribuição da biodiversidade em escala global. No entanto, abordagens comparativas sobre os efeitos dessas alterações em espécies adaptadas a diferentes biomas ainda são raras, sobretudo na região Neotropical. Atualmente, esse tipo de abordagem é favorecida pelo aumento excepcional de dados genéticos e georreferenciados em repositórios públicos, oferecendo uma oportunidade de refinamento das inferências propostas para poucas espécies, tornando-as acessíveis a maiores escalas taxonômicas e geográficas. Além disso, o recente uso de modelos preditivos na filogeografia permite a exploração de características biológicas e ambientais capazes de explicar padrões filogeográficos discordantes entre táxons. O presente projeto tem como objetivo avaliar a importância relativa de variáveis ambientais e biológicas na resposta demográfica de táxons neotropicais distribuídos em biomas úmidos ou secos durante o Último Máximo Glacial. Dados genéticos georreferenciados serão testados para diferentes alterações demográficas a partir de modelagem de distribuição das espécies e computação Bayesiana aproximada (ABC). A associação de características abióticas e bióticas com a resposta demográfica será investigada utilizando aprendizagem de máquina. Este trabalho deverá contribuir com discussões sobre o provável compartilhamento de histórias demográficas entre táxons com distribuição geográfica e tolerâncias fisiológicas similares, bem como para identificação de respostas idiossincráticas, táxon-específicas, relacionadas às restrições ecológicas particulares. Por fornecer uma dimensão histórica da biodiversidade neotropical, o trabalho tem potencial para fornecer subsídios para estratégias de conservação e permitir a elaboração de novas hipóteses a serem testadas.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 20/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Isabel Cristina Machado de Lara

Ciências Humanas

Educação
  • aprendizagem em ciências e matemática de estudantes de inclusão da educação básica: implicações a partir da concepção e desenvolvimento de aplicativos de realidade mista
  • Projeto interdisciplinar que aborda duas temáticas presentes nas discussões atuais no âmbito da Educação: Realidade Mista (RM) e Educação Inclusiva (EI). Considerando que o público-alvo da EI engloba uma diversidade de estudantes, delimita-se neste projeto estudantes com paralisia cerebral, transtornos específicos de aprendizagem e deficiência visual da Educação Básica, focando em sua aprendizagem em Ciências e Matemática. A identificação das defasagens e prejuízos na aprendizagem em Ciências e Matemática desses estudantes direcionarão a concepção e desenvolvimento de aplicativos de RM, com o objetivo de analisar as implicações de sua utilização na aprendizagem. Assim, a questão específica é “De que modo a utilização de aplicativos de RM implicam na aprendizagem em Ciências e Matemática de estudantes de inclusão da Educação Básica?” Trata-se de uma questão plausível, pois estudos recentes realizados por membros da equipe evidenciam que quando bem elaboradas, levando em conta as especificidades de cada estudante, intervenções pedagógicas e uso de recursos tecnológicos são capazes de reabilitar habilidades em prejuízo e potencializar já existentes. A RM sobrepõe objetos virtuais em um ambiente predominante real, assim o seu uso como apoio às intervenções se justifica pelo fato de estudos atuais sinalizarem que essa tecnologia motiva os estudantes, ampliando a experiência sensorial e tornando os conteúdos menos abstratos. Assim, pensar na elaboração de aplicativos de RM para esses estudantes pode ter implicações significativas para sua aprendizagem. Os aplicativos serão desenvolvidos envolvendo conteúdos de Ciências e de Matemática da Educação Básica. Os participantes serão selecionados a partir de um rastreamento em escolas públicas e particulares das cidades de Porto Alegre e Pelotas, RS. Metodologicamente, o projeto percorrerá cinco etapas: seleção dos participantes; concepção e desenvolvimento dos aplicativos; estudo piloto; formação de professores; validação.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Isabel Maria Sabino de Farias

Ciências Humanas

Educação
  • aprendizagem da docência em contexto de inclusão na educação superior
  • Esta proposta de pesquisa, denominada “Aprendizagem da docência em contexto de inclusão na Educação Superior”, objetiva compreender o processo de aprender a ensinarno decorrer dos primeiros anos da docência universitária em cenário de inclusão de estudantes com deficiênciafísica, visual e auditiva. O problema central da investigação está assim formulado: como professores iniciantes na Educação Superior constituem os conhecimentos profissionais que fundamentam sua profissionalidade em cenário de inclusão de pessoas com deficiência? Essa inquietação atravessa as tensões entre a ausência de formação para a docência, a inclusão e a constituição da profissionalidade nos primeiros anos de exercício profissional na Educação Superior, foco destacado na literatura como demandando estudos. Odesenho metodológico desta proposta, com apoio teórico nos estudos sobre aprendizagem da docência e desenvolvimento profissional docente, encontra suporte nos princípios epistemológicos da abordagem qualitativa, configurando-se como uma pesquisa empírica, apoiada em diversos procedimentos de produção de dados: questionário, entrevista, roda de conversa, observação do contexto, exame de documentos e revisão da literatura. Ao assumir como campo empírico a Educação Superior no Ceará, a pesquisa envolverá 36 professores iniciantes (com até 7 anos de exercício profissional), em efetivo exercício na docência, no período de 2016 a 2022, em seis universidades públicas: UFC, UNILAB, UFCA, UECE, URCA e UVA. Os resultados do estudo pretendem implicar o aporte e a disseminação científica de conhecimento sobre a aprendizagem da docência nos primeiros anos do exercício profissional na Educação Superior, bem como em subsídios para a realização de intervenções destinadas à popularização dos valores e práticas inclusivas nas universidades públicas cearenses e em seu entorno.
  • Universidade Estadual do Ceará - CE - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Isabel Rocha de Siqueira

Ciências Humanas

Ciência Política
  • quantificação e dataficação nos brics: desenvolvimento, cti e novas fronteiras de desigualdade
  • Entre 2010 e 2020, o mercado de dados cresceu quase 5.000% (Press, 2021). Este momento do chamado capitalismo informacional representa certa continuidade e também “reconfigura lógicas e objetos de conhecimento coloniais” (Rupert & Isin, 2019, p. 207), na medida em que essa dataficação é desigual, tanto pela distribuição dos meios de produção desses dados, como pelos ganhos advindos de sua circulação. Por um lado, é comum em países de mais baixa renda haver maiores lacunas de dados administrativos (governamentais); por outro, é também mais comum que nesses países não existam regulações ou infraestrutura para fazer frente às crescentes demandas do mercado global de dados. Dessa forma, Taylor e Broeders (2015) sugerem que grandes corporações têm tomado a frente para “contar, categorizar e visualizar” questões de desenvolvimento em países de renda média ou baixa, oferecendo a doadores e investidores dados próprios ou produzidos por usuários, algo tornado possível com o uso mais difundido de tecnologias de informação e comunicação (TICs). Nesta “delegação” da produção de dados, muitas parcerias público-privadas (PPPs) fazem uso de discursos de desenvolvimento para justificar a busca por novos mercados (Ibid.). O problema central é que “o ‘desenvolvimento-orientado-por-dados’...resulta em maior visibilidade para as populações de países de mais baixa renda - embora não necessariamente em maior governabilidade ou representação” (p. 228). A pesquisa visa abordar essas desigualdades no que toca especialmente os BRICS, perguntando-se a) como a dataficação no campo de desenvolvimento influencia a maneira como os BRICS são tornados legíveis e visíveis para políticas públicas globais? E b) como as desigualdades em investimento, financiamento e cooperação em CTI entre os BRICS e países de renda alta e entre os próprios BRICS afetam sua capacidade de fazer frente a uma crescente “segregação digital” no que diz respeito à produção de conhecimento baseada em dados (Hilbert, 2016)?
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Isabela Cardoso de Matos Pinto

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • análise de modelos e estratégias devigilância em saúde da pandemia do covid-19 (2020-2022)
  • O controle da pandemia de COVID-19 demanda a adoção de uma concepção de vigilância em saúde que envolva as ações de atenção primária, assistência especializada e hospitalar, proteção da saúde dos trabalhadores e comunicação social. Nessa perspectiva, investigações sobre modelos, estratégias e ações de vigilância e de proteção à saúde dos trabalhadores em diferentes níveis do SUS, assim como análises comparadas de sistemas de saúde são necessárias para preencher lacunas do conhecimento e para formular recomendações adequadas aos gestores do sistema de saúde e a população em geral. O objetivo desse projeto é analisar modelos, estratégias e ações de vigilância em saúde em distintos níveis de atenção, para a redução da exposição ao risco de contaminação na população e em trabalhadores de saúde, a detecção precoce de casos e o encaminhamento em tempo adequado de pacientes para a assistência especializada e hospitalar. Serão realizados estudos de caso no Estado da Bahia e em municípios selecionados, contemplando três níveis de análise (estadual, municipal e local) das ações de vigilância em saúde. A produção de dados será feita através de entrevistas com informantes-chave das equipes de saúde da família e técnicos da vigilância em saúde, bem como análise de normas, portarias, decretos e documentos produzidos pelos gestores do SUS. Nos âmbitos da gestão estadual e municipal será investigado se existem estratégias de planejamento, orientação e apoio ao desenvolvimento das ações de vigilância pelas equipes de APS, incluindo ações de apoio logístico e operacional (transporte, material e equipamentos de segurança e proteção dos profissionais), de capacitação profissional e de formação de redes de atenção coordenada da APS com outras instituições e com outros serviços de saúde. No âmbito local, serão investigadas quais as medidas de controle da pandemia de COVID-19 estão sendo implementadas pelas equipes de APS em seus territórios de abrangência onde vivem os indivíduos e suas famílias. As medidas de controle a serem investigadas incluem: a detecção de casos e contatos, o isolamento em domicílio dos casos leves e quarentena dos contatos, o encaminhamento dos casos graves aos demais níveis do sistema de saúde, e o incentivo das medidas de distanciamento social para a população em geral, com ações sobre no território que visem orientar a utilização e circulação nos locais públicos, equipamentos sociais e estabelecimentos comerciais. Além disso, será investigada a adoção do uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) pelos profissionais de saúde e de máscaras pelos usuários dos serviços de saúde bem como normas de caráter coletivo relacionadas ao funcionamento seguro das Unidades. No nível hospitalar, a gestão de cuidados a pacientes com suspeita ou diagnóstico será avaliada por meio de um estudo de coorte de pacientes identificados com SRAG, confirmados ou não para o COVID-19, atendidos no Hospital Couto Maia, em Salvador, utilizando como fontes de informações o prontuário dos pacientes e a visitação ao paciente no hospital e ao domicílio para entrevista de familiares e dos pacientes após a alta. Serão analisadas informações sobre quadro clínico, terapêutica realizada, presença de comorbidades, obesidade e vacinação neonatal de BCG, características sociodemográficas dos pacientes, duração da imunidade adquirida pela infecção (testes IgG contra o SARS-CoV2 aplicado nos pacientes no dia da alta, após dois meses, seis meses e um ano) e medidas de utilização de serviços hospitalares (tempo médio de permanência, uso de equipamentos de suporte à vida, proporção de curados, taxa de letalidade). Também será analisada a implementação dos Planos Estaduais de Contingência para Atenção Hospitalar no enfrentamento do COVID-19, com base em informações coletadas nos sites de todas as secretarias estaduais de saúde, MS e secretarias municipais de saúde das 5 capitais com maior número de casos COVID-19. O estudo dos trabalhadores de saúde contemplará uma análise comparativa em 3 capitais em uma amostra de unidades de APS e hospitalares (2 hospitais de referência para COVID19 em cada capital) buscando identificar ações relativas à prevenção de riscos, uso de EPIs, apoio ao trabalhador infectado pela COVID- 19, apoio psicológico e proteção social. Finalmente, a análise comparada dos modelos de vigilância de saúde será feita entre países com desfechos distintos em relação à epidemia. Assim, países que conseguiram controlar a primeira onda da epidemia serão comparados com aqueles onde houve uma aceleração descontrolada. Com esse propósito será efetuada revisão sistemática da literatura a partir de janeiro de 2020 nas bases de dados Web of Science, Medline e Scopus, bem como bases de artigos na fase preprints, a exemplo da medRxiv, utilizando-se as palavras-chave: Covid-19, Covid, health system, healthsurrveillance;controlmeasures; testing; self isolation, social distancing.As informações relativas à evolução da epidemia nos diversos países serão obtidas de painéis elaborados a partir de dados da OMS (https://covid19.who.int/) e as características dos sistemas de saúde bem como das medidas adotadas serão obtidas de documentos e sites das Instituições Nacionais de Saúde (Ministérios de Saúde). Além disso, também serão analisadas as interações do governo com as autoridades sanitárias nacionais na condução da epidemia, utilizando pesquisa documental e sites de instituições. O projeto se estrutura a partir de uma rede de pesquisadores e de instituições parceiras do Brasil e do exterior que integram eixos de pesquisa vinculados ao Observatório sediado no ISC/UFBA, já apoiado pelo CNPq, que deverá ser redefinida em função dos objetivos, presentemente, formulados para a análise dos modelos, estratégias e ações da vigilância em saúde.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Isabelle Katherinne Fernandes Costa

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • análise da atenção a saúde e desenvolvimento de tecnologias para promoção do autocuidado e adaptação de pessoas com estomias
  • O diagnóstico situacional das Redes de Atenção à Saúde da Pessoa com Estomia e determinação do acesso a esses serviços é um dos primeiros passos para se obter informações que possam subsidiar intervenções e melhorias no cenário da assistência a essa população. Diversas tecnologias de educação em saúde têm sido produzidas a partir de levantamentos sobre a situação dos serviços e da assistência da pessoa com estomia, com o intuito de propor melhorias para os problemas encontrados e propiciar a qualidade de vida e adaptação dessas pessoas. Tecnologias audiovisuais da informação tem ganhado força no âmbito da educação e formação profissional, em ascensão no âmbito da saúde. Cursos educativos são parte dessas tecnologias e consistem em ferramentas de ensino-aprendizagem, haja vista que aproxima o ambiente educacional do cotidiano da sociedade, das linguagens e códigos utilizados. A telenfermagem também constitui um recurso importante na colaboração da assistência à saúde, como estratégia complementar, nas instituições de saúde, de modo a favorecer o acompanhamento contínuo dos pacientes. Outros dispositivos móveis, como tablets e smartphones têm ganhado ênfase, com acesso a múltiplos recursos e aplicativos. Observa-se assim, a importância de se explorar como os serviços de atenção à saúde da pessoa com estomia estão atuando, de modo a alimentar informações e subsidiar intervenções em saúde, além de desenvolver tecnologias com o objetivo de atingir profissionais e a população com estomias. Nesse sentido, Analisar a atenção à saúde e o uso de tecnologias assistenciais para a promoção do autocuidado e da adaptação de pessoas com estomias. Espera-se, com esse estudo, ampliar a construção dos saberes teórico-práticos no desenvolvimento tecnológico em saúde, bem como contribuir na assistência à saúde da pessoa com estomia. O estudo terá impacto no avanço científico e produzirá inovações que contribuirão para formação profissional e autonomia de pessoas com estomias.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 01/01/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Isabelle Katherinne Fernandes Costa

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • desenvolvimento de serious games como recurso educativo em estomaterapia e dermatologia em enfermagem
  • Serious Games são jogos virtuais com dinâmica responsiva que objetivam alcançar a aprendizagem com uso de recursos visuais para motivação. O uso na dermatologia em enfermagem e na estomaterapia, duas grandes áreas com objetos em comum, ainda é incipiente e esta tecnologia poderá auxiliar na aprendizagem significativa sobre diferentes tipos de feridas e estomias. Esta proposta trata-se da construção e testagem de serious games sobre úlcera venosa, lesões mamilo-areolares e estomias. Na área da dermatologia em enfermagem estão as úlceras venosas, tipo mais comum de ferida crônica em membros inferiores, e as lesões mamilo-areolares, que são alterações no mamilo que interferem na amamentação. Na estomaterapia, o cuidado com estomias desponta com grande interesse pelos profissionais, que buscam se capacitar para melhor atender os pacientes. A literatura aponta dificuldades na assistência à população com lesões dermatológicas e estomias, em grande parte relacionadas ao déficit de conhecimento dos profissionais. A gamificação na educação na saúde aproxima profissionais e estudantes de casos reais, com imagens e casos clínicos. Assim, tem-se nesta proposta a hipótese: serious games sobre úlcera venosa, lesões mamilo-areolares e estomias são tecnologias educativas efetivas na aquisição de conhecimento de profissionais e estudantes de enfermagem. Jogos sérios já são utilizados como tecnologia educativa na área da saúde, alcançando bons resultados na aquisição de conhecimentos, com simulações da realidade a menor custo. Assim, esta hipótese mostra-se plausível de ser confirmada. O desenvolvimento dos serious games seguirá as etapas de concepção, elaboração (implementação, avaliação e validação dos softwares), finalização e viabilização, com os cenários dos jogos criados a partir de revisões da literatura e elaboração de casos clínicos. A testagem dos jogos será feita em estudo de intervenção com acadêmicos de enfermagem para avaliação da retenção de conhecimento e satisfação.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Isadora Cristina de Siqueira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estudo das estratégias de prevenção, diagnóstico, tratamento e acompanhamento da sífilis em gestantes e crianças indígenas e fatores associados a ocorrência de sífilis em indígenas.
  • O Subsistema de Saúde Indígena instituiu um modelo de atenção diferenciado, baseado em Distritos Sanitários Especiais, que realizam ações de Atenção Primária em todo o território brasileiro utilizando um sistema de informação específico. As informações disponíveis na vigilância dos eventos de saúde na população indígena ainda não são suficientes para compreender a magnitude destes eventos, além de não captar todas as informações necessárias para uma abordagem analítica e por isso, muitos determinantes nesta população, permanecem inexplorados. A sífilis, nesse contexto, permanece pouco investigada nesta população, em parte pela subnotificação e a ausência de uma série de dados robusta, que encobrem a magnitude do evento e, por outro lado, pelas dificuldades na logística para desenvolvimento de pesquisas com dados primários na população indígena que vive em aldeias. A associação da sífilis com as situações de vulnerabilidade e pobreza demandam uma série de estratégias de controle que atuem em seus determinantes sociais para além do seu agente etiológico, as dificuldades na cobertura de pré-natal, no diagnóstico oportuno e no acompanhamento das mulheres com sífilis na gestação dentro de áreas indígenas são problemas para o controle da sífilis congênita, e a incidência da doença reflete essa frágil rede de cuidado. O objetivo deste projeto é estudar as estratégias de prevenção, diagnóstico, tratamento e acompanhamento da sífilis congênita e em gestantes indígenas e os fatores associados a ocorrência da doença, avaliando para isso, toda a linha de cuidado desde a atenção à gestação e seu itinerário terapêutico, métodos diagnósticos e agente etiológico. Sua metodologia terá aporte em três abordagens, descritiva, por meio da implantação de sítios de vigilância em 3 polos base (DSEI Bahia, DSEI Mato Grosso do Sul e DSEI Rio Tapajós); analítica com um estudo do tipo caso controle com as gestantes e crianças e; um estudo apoiado por técnicas de biologia molecular com amostras biológicas. Todos serão apoiados por instrumentos e técnicas de coleta de dados primários com os indígenas aldeados participantes do estudo, de três regiões do Brasil. Espera-se, ao final, que os resultados permitam conhecer a magnitude da sífilis e dos seus principais determinantes na população indígena, bem como fatores de risco para ocorrência da doença, sobretudo da sífilis congênita. Espera-se também identificar o perfil genético do agente etiológico, a bactéria Treponema pallidum, bem como seus mecanismos de resistência que impactem na eficácia do tratamento de escolha. Este estudo é uma proposta de cooperação entre a Fundação Oswaldo Cruz Bahia, Universidade de Brasília, e Universidade Federal da Bahia que já interagem em projetos no campo da epidemiologia e da biologia molecular e a Universidade Federal da Grande Dourados e Universidade Estadual Santa Cruz que já desenvolvem atividades de pesquisas e assistência à população indígena. Vide projeto anexo
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 02/03/2020-31/03/2023
Foto de perfil

Isadora Cristina de Siqueira

Ciências da Saúde

Medicina
  • vigilância hospitalar para sífilis congênita em uma maternidade de referência em salvador-ba: dificuldades de diagnóstico e aplicação de testes sorológicos e moleculares
  • A sífilis congênita, ainda configura como um importante problema de saúde pública no Brasil. Foi observado um aumento dos casos de sífilis e, em 2018, foram notificados 158.051 casos de sífilis adquirida, 62.599 casos de sífilis nas gestantes e 26.219 casos de sífilis congênita, com 241 óbitos por sífilis congênita. A confirmação da sífilis congênita ocorre através de testes sorológicos baseados em testes não treponêmicos maternos e na detecção de anticorpos IgG treponêmicos transferidos da placenta ao feto. Esses métodos apresentam limitações, como baixa sensibilidade e baixa especificidade, sendo necessária a busca de novos marcadores sorológicos. Assim, o diagnóstico da sífilis continua sendo um desafio, pois os resultados laboratoriais precisam ser confrontados com a histórica clínica para uma correta conclusão. Desta forma, o objetivo deste projeto é implementar uma vigilância hospitalar para sífilis em gestantes e sífilis congênita em uma maternidade referência em Salvador e avaliar as técnicas diagnósticas de rotina e implementar testes moleculares, além de identificar os fatores de risco para sífilis congênita associados com o aumento do número de casos em gestantes. Será realizado um estudo de vigilância hospitalar em uma maternidade de referencia.Serão incluídas as gestantes, admitidas na maternidade, com diagnóstico de sífilis e seus recém-nascidos. Informações do pré-natal e resultados dos exames sorológicos e de exames de imagem serão coletados em questionário. Será utilizado a plataforma de gerenciamento de dados REDCap. No diagnóstico laboratorial serão realizados os testes sorológicos com kits comerciais além da avaliação de antígenos recombinantes em formato de ELISA. Para a epidemiologia molecular e análises de resistência será feita a genotipagem por PCR. Realizaremos análises de caso-controle para identificação de fatores de risco para sífilis congênita.
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Isis Hara Trevenzoli

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • obesidade materna e reprogramação metabólica da prole com suplementação de ácidos graxos ômega 3: mecanismos adaptativos epigenéticos, estresse de retículo endoplasmático e autofagia
  • A obesidade materna e/ou o consumo de dieta hiperlipídica no período perinatal induzem obesidade na progênie, caracterizando um fenômeno de programação metabólica. As origens perinatais de doenças metabólicas envolvem mecanismos adaptativos como alterações epigenéticas (metilação de DNA e acetilação de histonas) que regulam a expressão gênica, contribuindo para o desenvolvimento do fenótipo obeso. O estresse metabólico secundário a dieta hiperlipídica e/ou obesidade também induz inflamação e regula o estresse de retículo endoplasmático (ERE) e autofagia, mecanismos adaptativos pouco conhecidos em modelos de programação metabólica. Neste projeto, investigaremos o impacto da obesidade materna, induzida pelo consumo de dieta obesogênica (DO), sobre a regulação epigenética do sistema endocanabinoide (SEC), ERE e autofagia na placenta e glândula mamária de ratas progenitoras, e no sistema nervoso central (SNC) e tecidos periféricos da prole como o tecido adiposo, o fígado e o músculo esquelético. Demonstramos que alterações no SEC central e periférico estão envolvidas nas origens da obesidade durante o período perinatal e, neste projeto, testaremos a hipótese 1 de que tais alterações do SEC estão associadas à regulação epigenética em estágios precoces do desenvolvimento. Testaremos ainda a hipótese 2 de que a DO materna induzirá lipotoxicidade tecidual com aumento de inflamação, estresse oxidativo e ERE e, por outro lado, inibição das vias de autofagia, prejudicando a adaptação tecidual ao insulto metabólico induzido pela dieta. Ainda, testaremos a hipótese 3 de que a suplementação da dieta materna com óleo de peixe durante a gestação e a lactação pode melhorar os mecanismos adaptativos da prole e “reprogramar” seu perfil metabólico. A equipe deste projeto envolve diversos alunos de graduação e pós-graduação e seus resultados contribuirão com bases moleculares sobre as origens precoces da obesidade e estratégias nutricionais preventivas no período perinatal.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Isolda Costa

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • anodização e pós-tratamentos ecológicos para proteção de ligas de alumínio
  • A resistência à corrosão das ligas de Al deve-se à formação espontânea de uma camada de óxido com espessura nanométrica, que isola o metal do meio. A anodização consiste no espessamento deste óxido pela aplicação de um potencial ou corrente anódica. Devido ao baixo custo e eficiência, a anodização é um dos métodos de proteção contra a corrosão mais utilizados industrialmente. Para melhorar o desempenho, frequentemente, as ligas anodizadas são submetidas a um processo de selagem. Porém, vários dos processos industriais de anodização e/ou selagem geram resíduos tóxicos ao meio ambiente pelo emprego de íons de cromo hexavalente (poluentes e cancerígenos). As metas para alcançar um desenvolvimento sustentável incluem o desenvolvimento de processos industriais que respeitem o meio ambiente, assim, neste projeto, serão empregadas tecnologias que não geram resíduos tóxicos (tecnologias verdes) tanto para a anodização de ligas de Al como para as etapas de pós-tratamento empregadas para aumento da resistência à corrosão. Será avaliado o efeito da microestrutura das ligas e dos pós-tratamentos sobre a resistência à corrosão das camadas obtidas. Sendo a soldagem um processo industrialmente relevante na busca da redução de peso e, consequentemente, do consumo de combustíveis no setor de transporte, ligas soldadas também serão anodizadas e terão sua microestrutura e comportamento de corrosão investigados. Para o estudo foram escolhidas ligas de Al relevantes para setores industriais e tecnológicos de destaque para o Brasil: aeronáutico (2XXX e 7XXX), automotivo (5XXX) e nuclear (6XXX). O efeito da soldagem será investigado utilizando peças soldadas por fricção e mistura (FSW-friction stir welding), caracterizada por ser uma tecnologia limpa, sem geração de resíduos e vapores. A resistência à corrosão será analisada por técnicas eletroquímicas globais e locais, e exposição em câmaras de névoa salina. Várias técnicas de microscopia serão usadas para caracterizar a camada anodizada
  • Comissão Nacional de Energia Nuclear - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Italo Odone Mazali

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de sensores plasmônicos de alta performance sers para detecção de poluentes emergentes e biomoléculas
  • O projeto visa o desenvolvimento de substratos plasmônicos baseados no efeito SERS (espalhamento Raman intensificado por superfície) que possibilitem elevada seletividade, sensibilidade (detecção de concentrações ultra-baixas) e reprodutibilidade da intensidade do sinal SERS. Esta ultima depende da obtenção de nanopartículas (NP) com uma distribuição muito estreita de tamanho, pureza no controle morfológico e da auto-organização (e sua reprodução) sobre o substrato, de forma a maximizar a geração de hot-spots, responsáveis pelas máximas intensificações em SERS. Dentre as tecnologias de obtenção do substrato, será explorado o efeito SIERS (shape-induced enhanced Raman scattering), em que as NP são depositadas em microcanais de Si com formas controladas e o uso de tintas coloidais para uso em impressoras jato de tinta (substratos de papel), explorando NP com diferentes morfologias. A eficiência destes nanomateriais será investigada através de simulações computacionais baseadas em eletrodinâmica clássica, que permitirão a interpretação física das intensidades SERS e a modelagem de novos sistemas. Os substratos SERS serão aplicados para detecção de concentrações ultrabaixas de contaminantes emergentes (pesticidas) em amostras reais de água, de alimentos e na atmosfera (Hg(g)). Para a detecção de moléculas biológicas o desafio está na funcionalização da nanoestrutura plasmônica tornando a superfície seletiva para a molécula alvo. Substratos SERS com detecção in situ serão desenvolvidos para investigar incrustações presentes em diferentes etapas da cadeia produtiva da indústria petrolífera. A análise de amostras reais exige o uso de ferramentas computacionais de análise multivariada que permitam processar as informações SERS para identificar padrões, construir modelos de calibração ou classificação. A complementariedade entre as estratégias sintéticas, plasmônica, espectroscopia e quimiometria permitira obtermos resultados relevantes no campo dos sensores SERS.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Iure Borges de Moura Aquino

Engenharias

Engenharia de Minas
  • análise da aplicabilidade e viabilidade técnica da utilização de telefones celulares em levantamento fotogramétrico terrestre digital e escaneamento 3d lidar de galerias de minas subterrâneas
  • A fotogrametria e varredura a laser são técnicas bastante utilizadas para a representação espacial tridimensional das características naturais ou artificiais da superfície de um terreno ou de uma escavação subterrânea, e cada vez mais presente nos trabalhos de engenharia. E isto se deve principalmente ao avanço tecnológico dos equipamentos e softwares utilizados para a confecção destes modelos. Por exemplo, com apenas um aparelho celular e um software especifico é possível confeccionar modelos em 3D por meio da fotogrametria. Vale ressaltar que os aparelhos celulares atualmente são praticamente computadores portáteis acrescidos de diversos sensores tais como acelerômetro, giroscópio, câmeras de alta resolução e, recentemente, até escâner LiDAR. Estas tecnologias disponíveis nos aparelhos celulares também são verificadas em equipamentos profissionais destinados a execução de serviços em engenharia. Tais como, levantamento/mapeamento topográfico 3D de minas subterrâneas, mas com custo bem superior em comparação a um aparelho celular. O presente projeto tem como objetivo analisar a aplicabilidade e viabilidade técnica da utilização de telefones celulares para levantamentos fotogramétricos e escaneamento 3D LiDAR de galerias subterrâneas. Os estudos utilizando aparelho celular com escâner LiDAR e câmera fotográfica DLSR serão realizados na galeria subterrânea da Minas Escola da UFCG. Os softwares PIX4D Mapper e Cloud serão utilizados para confeccionar os modelos 3D. Os resultados esperados são um modelo tridimensional de alta precisão e detalhe da galeria subterrânea passível de ser utilizado em softwares de planejamento de lavra, desmonte de rocha, mecânica de rochas entre outros. Bem como a análise da aplicabilidade e viabilidade de sua utilização pelo setor de mineração subterrânea em comparação aos levantamentos realizados com aparelhos profissionais.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ivan Bergier Tavares de Lima

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • desenvolvimento de aplicação mobile/cloud aws para transações comerciais na cadeia produtiva da pecuária de corte com base no protagonismo dos stakeholders
  • Vide projeto anexo
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 21/08/2020-31/08/2022
Foto de perfil

Ivan de Oliveira Pereira

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • semana territorial de ciência e tecnologia do litoral sul baiano
  • A proposta apresentada é referente à participação do Território Litoral Sul Baiano na SNCT 2021, que ampliará as discussões propostas pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação - MCTIC da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que em 2021 trabalhará o tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” em todo Território Nacional. Nessa edição, o evento proposto, envolverá os 26 municípios do Território Litoral Sul da Bahia, por meio de atividades interdisciplinar ou transdisciplinar, congregando instituições e profissionais, em ações que contribuirão para destacar a transversalidade da ciência, tecnologia e inovação para contribuir com o desenvolvimento sustentável do Território Litoral Sul Baiano. Para viabilizar as ações do projeto, as atividades planejadas pela equipe executora e parceiros, a princípio, serão realizadas no município sede das seguintes microrregiões (MRs), que foram escolhidas conforme Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável – PTDRS Litoral Sul, de forma estratégica, para garantir o envolvimento dos 26 municípios do Território em questão: MR1 Arataca: Pau-Brasil, Camacã, Jussari, Santa Luzia e Mascote; MR2 Uruçuca: Maraú, Itacaré, Ilhéus, Canavieiras, Una, Ubaitaba e Aurelino Leal; MR3 Itabuna: Itabuna, Ibicaraí, Itapé, Itajú da Colônia, Floresta Azul, Barro Preto, São José da Vitória e Buerarema; MR4 Itajuípe: Coaraci, Almadina e Itapitanga. Durante a SNCT 2021 serão realizadas ações de comunicação e popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação nos municípios do Território Litoral Sul da Bahia, de forma transdisciplinar, integrando atividades que discutirão temas atuais para melhorar o planeta por meio de atividades de popularização e divulgação em áreas estratégicas de interesse do território (Tecnologias sociais e assistivas; Tecnologias de segurança alimentar e nutricionais; Agroecologia; Armazenamento e reciclagem de água; Geração de energia limpa; Tecnologias para habitação popular com material reciclado; Jogos interativos adaptados; Análise para geração de conflitos urbanos entre outros) envolvendo profissionais das instituições parceiras, que de forma lúdica e aplicada envolverão o público-alvo em discussões sobre o tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” e, também, por meio de ferramentas capazes de atrair a atenção e interesse dos participantes para uma reflexão sobre as diferentes áreas da ciência. Enfim, os debates serão constantes nas ações que acontecerão nas 4 MRs, na tentativa de nivelar, ampliar e popularizar os conhecimentos acerca do Tema Proposto pelo MCTIC para 2021 e, assim, de fato, promover a participação de TODXS, frente as tecnologias e inovações que podem ser aplicadas no Território Litoral Sul da Baiano para melhoria dos indicadores de qualidade de vida e da educação do estado da Bahia.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - BA - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023