Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Andréa Alice da Silva

Ciências da Saúde

Medicina
  • analisando o impacto da covid-19 no tecido renal com foco na inovação do uso de polimorfismos e das vesículas extracellular
  • Estudos recentes têm demonstrado efeitos residuais persistentes desencadeados pela infecção por SARS-CoV-2 na qualidade de vida do indivíduo. A COVID-19 está associada a maior risco de desenvolvimento de doença renal aguda e crônica. A incidência da insuficiência renal secundária à COVID-19 é multifatorial podendo estar associada à condições pré-existentes(diabetes, hipertensão, obesidade, genética). Também, a resposta imune exacerbada pode contribuir para o dano renal. Vesículas extracelulares urinárias (uEV) tem sido utilizada como excelente marcadores de dano renal precoce em doenças como diabetes e na nefrite lúpica. Apesar do grande número de casos recuperados é igualmente importante avaliar as consequências a longo prazo desta infecção na função renal. Nossa hipótese é que os indivíduos no pós-COVID-19 desenvolvem disfunção renal ou doença renal crônica. Assim, nosso objetivo é acompanhar os pacientes que foram internados por COVID-19 moderado à grave no período de 2020-2021 que, após melhora e alta, estão sendo recrutados para comparecer ao ambulatório de nefrologia visando identificação e exploração diagnóstica que incluem tecnologias inovadoras no monitoramento de manifestações renais no pós-COVID-19. Para tal, realizaremos um estudo longitudinal no qual analisaremos as vesículas extracelulares urinárias(uEV) totais, podocitária e tubulares; quantificaremos os mediadores inflamatórios no plasma e urina visando correlacionar com os possíveis desfechos clínicos; avaliaremos o papel do polimorfismos genéticos (uromodulina, APOL-1, FGF-23, citocinas) e a agregação familiar no risco para nefropatias e, por último, investigaremos a presença de disfunções tubulares, distúrbios da acidificação urinária e perturbações dos mecanismos de concentração urinária. Desta maneira, buscaremos mensurar o impacto da infecção por SARS-CoV-2 na função renal e contribuir para o melhor suporte terapêutico.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Cressoni De Conti

Engenharias

Engenharia de Energia
  • empoderamento feminino através das metodologias ativas no ensino das energias renováveis
  • Ao longo dos anos a cultura de que a mulher era um ser inferior e não teria uma capacidade no âmbito social bem como para o desenvolvimento das ciências exatas foi muito difundido. Ainda em 2018 tem-se que a maior parte do público feminino se concentra na áreas de humanas e saúde. Outro agravante, é o problema do process ensino-aprendizagem, pois nossas salas e aulas continuam ainda focadas no professor como o detentor de todo o saber, assim, buscar novas tecnologias de ensino-aprendizado faz-se necessárias a fim de incentivar e estimular um maior querer aprender entre os alunos e consequentemente entre as alunas. Os temas em física acabam sendo considerados pelos alunos temas muito difíceis de se aprenderem, um desses temas é o tema de Energia. Como a física é uma ciência de base experimental, construir experimentos para que seja usado em sala de aula, trará um maior aprendizado aos alunos, sobretudo se vier em conjunto com uma metodologia que coloque o aluno como o centro da sala de aula. Dentre as engenharias o curso de engenharia de energia faz-se presente, portanto estudar o tema energia renováveis, virá ao encontro de estimular as alunas ao compreender o conceito e ao apropriarem-se disso um estimulo para querer entrar num curso de graduação na área de engenharia, também ocorrerá. Dessa forma, propõe-se nesse projeto usar a construção de experimentos na área de Energia Renováveis, em conjunto com aulas que usem as metodologias ativas para promover um melhor entendimento do conceito e assim estimular que as meninas de ensino fundamental a médio empoderem-se do fato de que são sim capazes de entender o conceito de física e consequentemente quebrar o paradigma que elas não conseguem realizar uma graduação na área de ciências exatas, computação e Engenharias e assim promover uma maior aproximação das alunas em realizar uma graduação nesses cursos.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 11/01/2021-31/07/2022
Foto de perfil

Andréa de Sousa Gama

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • tensões entre trabalho e família: análise das políticas públicas na organização do cuidado na vida familiar no brasil
  • Um dos problemas sociais relevantes na atualidade é a conciliação das demandas conflitivas entre trabalho e família. Se o crescente acesso e permanência das mulheres ao mercado de trabalho indica mudanças econômicas, sociais e culturais, a persistência das desigualdades de gênero e sua capacidade de se reorganizar em novos contextos, impõe uma perene agenda de investigação. A reforma trabalhista e a pandemia de Covid-19 impactam ainda mais a inserção e a manutenção das mulheres no trabalho, em um contexto de crise de cuidados, principalmente em relação às crianças pequenas e idosos, em uma estrutura familista das políticas sociais associada à retração do Estado. À despeito de poucas pesquisas que examinam as políticas sociais que incidem sobre essas tensões, indagamos: como seria, no Brasil, a mais adequada conformação de políticas sociais com o intuito de promover maior igualdade de gênero no trabalho e no interior das famílias? Essa é a questão que move essa investigação no sentido de que pretende analisar e caracterizar, através de pesquisa nacional, políticas sociais que se relacionam e afetam a conciliação entre trabalho e responsabilidades familiares – licenças trabalhistas remuneradas; serviços de educação infantil e serviços socioassistenciais aos idosos. O estudo corresponde a uma pesquisa de natureza quali-quantitativa. A análise qualitativa será realizada a partir do exame das normais legais das políticas e das percepções acerca do papel das políticas referidas ao trabalho e vida familiar, a partir do survey Gênero, Trabalho e Família no Brasil: mudanças e permanências nas últimas décadas, financiado pela SPM (2016). A parte quantitativa corresponderá a análise descritiva e modelagem a partir de cruzamentos nas principais bases de dados populacionais visando analisar a inserção produtiva de homens e mulheres em sua relação com os indicadores relativos às licenças remuneradas, a política de educação infantil e serviços socioassistenciais aos idosos.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 14/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Kely Campos Ribeiro dos Santos

Ciências Biológicas

Genética
  • redes regulatórias da matéria escura do genoma (ncrnas): do câncer primário ao metastático
  • Os RNAs não codificantes (ncRNAs) também conhecidos como “matéria escura” são RNAs não traduzidos que interagem entre si e com outras moléculas, tais como mRNAs e RBPs (proteínas de ligação a RNA), formando uma complexa rede regulatória celular. Por meio dessa rede os ncRNAs atuam em diversos processos fisiológicos e patológicos, incluindo o câncer primário e metastático que está relacionado a 90% das mortes por essa doença. Considerando o papel que os ncRNAs podem ter como possíveis alvos terapêuticos e de diagnóstico, sua função na cascata metastática tem ganhado interesse. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é investigar a expressão e a interação da rede regulatória de mRNAs, miRNAs, piRNAs, circRNAs e lncRNAs na progressão de tumores sólidos. Para isso, serão utilizados dados públicos e próprios de transcriptoma total de três tipos de câncer (mama, colorretal e tireoide), incluindo dados de controles, tumores primários e de sítios secundários. Posteriormente, será realizada a análise de expressão e coexpressão diferencial desses elementos regulatórios seguida de abordagens in silico para predizer seus genes alvos, bem como o complexo de redes envolvido na identificação de mecanismos e funções. Em seguida, serão construídas as redes regulatórias e análises de enriquecimento funcional a fim de encontrar ncRNAs e vias biológicas comuns com potenciais alvos terapêuticos. Por fim, validaremos os principais resultados em amostras de pacientes dos três tipos de tumores malignos aqui investigados. Com este projeto, espera-se que a integração de dados biológicos em âmbito sistêmico, por meio de redes regulatórias, forneça conhecimentos valorosos para o entendimento de mecanismos envolvidos em diversas doenças e nos permita identificar novos alvos terapêuticos e marcadores principalmente para a ocorrência de mestátase.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andréa Leda Ramos de Oliveira

Ciências Humanas

Sociologia
  • estratégias para mitigação do desperdício nas cadeias de suprimentos de frutas e vegetais: a busca por um sistema sustentável.
  • Aproximadamente 30% das frutas, legumes e verduras (FLV) produzidos globalmente não são consumidos devido às perdas e desperdícios (FAO, 2013). O desperdício de alimentos tem caráter intencional e é gerado pelos agentes públicos e privados responsáveis pela distribuição e comercialização de alimentos. O desperdício de alimentos foi reafirmado como tema de preocupação global, declarado como uma das metas pela Organização das Nações Unidas (ONU) que estabeleceu como um dos 17 objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS 12.3) a redução pela metade do desperdício, nos níveis de varejo e consumo e ao longo das cadeias de suprimentos até o ano de 2030. No Brasil, a dinâmica de distribuição e comercialização de alimentos pode ser feita pelas centrais atacadistas, denominadas CEASAs, responsáveis pelos maiores volumes de FLV transacionados. Avançar em propostas que mitiguem o desperdício de alimentos é fundamental para promover uma maior oferta de alimentos localmente, apoiando as políticas de segurança alimentar. O desperdício de alimentos ao longo da cadeia logística das CEASAs interfere na sustentabilidade dos sistemas alimentares, reduzindo a disponibilidade de alimentos, menos recursos para os produtores rurais e aumento dos preços para os consumidores. Causa impacto social pois indivíduos em situação de vulnerabilidade são privados da utilização dos alimentos que, ainda estão em condição de serem consumidos, são descartados. Existe uma intersecção complexa e multifatorial entre o desperdício, os atores da cadeia, suas práticas operacionais e de gestão, os procedimentos estabelecidos na cadeia logística de distribuição e de comercialização e as especificidades dos FLV. Desta forma se faz necessário novas abordagens para o reconhecimento da complexidade do tema, de forma a propor estratégias e ações mitigadoras do desperdício promovendo cadeia de suprimentos de alimentos mais eficiente e sustentáveis.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andrea Madeira Kliauga

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • determinação de diagramas de limite de conformação para chapas metálicas compostas por materiais heterogêneos e sujeitas ao processo de estampagem incremental com ferramenta de ponta única
  • Materiais metálicos otimizados por adição de elementos de liga e/ou tratamentos termomecânicos não atendem aos critérios de maximização simultânea de resistência e ductilidade. Grãos ultrafinos, obtidos por técnicas de Deformação Plástica Severa (DPS) aumentam a resistência mecânica em até 5 vezes, mas reduzem a ductilidade para valores inferiores a 5%. Grãos grosseiros têm o efeito oposto. Elaborar Materiais Híbridos (MH), com estruturas hierárquicas bimodais pode maximizar as duas propriedades. Pela geometria de processo, a junção por laminação acumulada (ARB) é uma técnica promissora para obter MHs. Em projetos anteriores, foi verificado que uma hierarquia lamelar contendo 50% das ligas de alumínio AA7050 e AA1050 proporciona o efeito desejado. Este projeto estuda uma rota de estampagem incremental (EI) para o novo MH. A EI utiliza a técnica de repuxo com ferramenta de ponta única, sem necessidade da fabricação de matrizes. Controlando o movimento da ferramenta, é possível elevar os limites de conformabilidade (LC). Pretende-se responder às seguintes perguntas: Pode-se estabelecer uma rota de estampabilidade para o material híbrido constituído das ligas de alumínio AA1050 e AA7050? Por que o LC de chapas metálicas obtido pelo processo EI está acima do LC na estampagem tradicional? Serão estudados: os efeitos de “forma e escala” dos constituintes nas propriedades mecânicas resultantes das chapas MH, a conformabilidade a partir da determinação da anisotropia plástica e da construção de diagramas de LC. Projetar o processo de fabricação por simulação numérica exige levantamento das equações constitutivas do novo material. Desafios são ter uma resposta de controle de processo simplificada, por modelamento em elementos tipo casca e uma modelagem mais refinada do comportamento do material em malha tipo BRICS que permita estudar a interferência das diferentes camadas no limite de ruptura.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andréa Máris Campos Guerra

Ciências Humanas

Psicologia
  • leituras e intervenções psicanalíticas sobre o mal estar colonial
  • Herdeiro dos processos imperialistas de poder opressivo e escravagista - ainda não simbólica e economicamente superados - nascem efeitos inconscientes na forma de mal estar. Pesquisaremos o modo como o sofrimento psíquico e desarranjos sociais se articulam em resposta à colonização do poder, do saber, do ser e do gênero. Dos operadores conceituais freudo-lacanianos ‘Édipo’ e ‘Falo’, lidos com autoras/es decoloniais, propomos uma nova chave de leitura psicanalítica. Visamos analisar situações sócio-clínicas articuladas a processos de colonialidade, como racismo institucional, violência de gênero e criminalização do adolescente negro como paradigmas de sintomas engendrados e perpetuados pelo colonialismo. As políticas públicas que negligenciam esse aspecto acabam por reproduzir códigos de violência estrutural no âmbito do Estado, que deveria, ao contrário, combater o racismo, sexismo e a desigualdade de oportunidades. Recolheremos os efeitos invisibilizados do enquadre colonial sobre sujeitos subalternizados, discutindo modos para seu enfrentamento. Nossa hipótese: o enquadre imperial de leitura do sofrimento psíquico advindo do mal estar colonial, ao invisibilizar o regime de opressão, racismo e sexismo como norma, cria uma lente que concebe os fenômenos subjetivos e sociais a ele correlatos como anormalidade, desvio, crime ou violência, buscando medicar, castigar ou eliminar seus sujeitos. Como corolário, testemunha-se a reprodução da opressão que adoece psiquicamente, onerando o Estado com ações paliativas. As altas taxas brasileiras do genocídio da população jovem negra, do feminicídio e violência de gênero e do suicídio entre estudantes negras/os nas universidades são evidências empíricas que tornam plausível, premente e necessária, essa pesquisa. Para isso, os sujeitos acima trarão suas narrativas, autorreferenciada, orais e escritas, analisando, junto aos pesquisadores, as fontes contemporâneas do mal-estar colonial e formas de seu tratamento e enfrentamento.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 28/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andrea Maturano Longarezi

Ciências Humanas

Educação
  • didática desenvolvimental e seu campo conceitual nas obras de l.s. vigotski, s. l. rubinstein, a.n. leontiev e l. i. bozhovich
  • A pesquisa assume o estudo do campo conceitual da Didática Desenvolvimental como fulcral para a proposição de um ensino pautado no desenvolvimento integral da humanidade, objetivo precípuo das áreas prioritárias do MCTIC. Em face dos problemas de apropriação dos fundamentos básicos dessa perspectiva no ocidente, as precisões conceituais, com o estudo teórico dos conceitos de obutchénie, vospitanie, uchetnie e prepodavanie, mostram-se nucleares para sua efetividade no contexto escolar brasileiro; razão pela qual assume a condição de objetivo central da pesquisa. Em seus desdobramentos, toma-se como objetivos específicos: 1. Localizar os conceitos de obutchénie, vospitanie, uchetnie e prepodavanie em obras centrais dos psicólogos soviéticos L. S. Vigotski, S. L. Rubinstein, A. N. Leontiev e L. I. Bozhovich, tendo em vista identifica-los nas proposições dos autores; 2. Estudar esses conceitos ao longo da produção de suas obras, visando apreender sua gênese e desenvolvimento; e 3. Comparar os conceitos de obutchénie, vospitanie, uchetnie e prepodavanie nas perspectivas desses autores; tendo em vista revelar suas convergências e divergências. As traduções de obutchénie para línguas ocidentais vêm limitando-se a associá-la apenas ao “ensino” ou à “aprendizagem”; embora ainda sejam referenciadas pelas palavras “instrução” e/ou “educação”. Nenhuma dessas opções a tratam sob a ótica da unidade que constitui a base epistemológica da psicologia histórico-cultural; o que demarca o problema central da pesquisa. O projeto assume como objeto de estudo “as precisões conceituais no campo da Didática Desenvolvimental” e como referencial teórico os “fundamentos da Teoria Histórico-Cultural e da Didática Desenvolvimental”, numa perspectiva dialética do singular-particular-universal. O estudo se constituirá em uma pesquisa teórica, pela via da análise estrutural e de desenvolvimento de fontes documentais desses quatro importantes representantes da psicologia histórico-cultural.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Moreno

Ciências Humanas

Educação
  • fritjof detthow, o ensino da ginástica sueca e a circulação de saberes (brasil, 1919-1947)
  • A investigação que desenvolveremos faz parte de um amplo movimento do grupo de pesquisa, no qual os projetos vinculados têm ajudado a compreender a presença e a circulação de diferentes Métodos Ginásticos no Brasil, entre fins do século XIX e meados do XX. Os projetos, dos quais a presente proposta deriva, resultaram numa exaustiva catalogação de fontes que já nos permitiu perceber que, no Brasil, entre fins do século XIX e início do XX, há fortes vestígios da ginástica racional em variadas prescrições de Educação Physica. O trânsito de sujeitos que mediaram esse processo é uma pista importante e um dos investimentos necessários para compreender a ginástica sueca que circula no país. Os motivos pelos quais viajaram de seus países, suas redes de sociabilidade, suas adaptações, seus enraizamentos, podem dar pistas importantes ao estudo dos métodos ginásticos no Brasil e, particularmente, aqueles que aportaram nas escolas e redes de ensino em variados estados. Vários suecos, homens e mulheres, aparecem nas fontes atuando no Brasil com a ginástica racional e médica. Fritjof Detthow, um sueco que vem para São Paulo em 1919, aparece de forma tangencial nas fontes que foram coletadas na pesquisa intitulada A Ginástica Sueca no Brasil: presença nos manuais escolares e no pensamento pedagógico entre fins do século XIX e início do XX, revelando um objeto de pesquisa potente. Interessa-nos, portanto, aprofundar nos motivos que levaram o sueco aportar no país e constituir aqui seu lugar de trabalho. Também nos motiva a compreensão da relação de Detthow com o governo paulista, rastreando sua trajetória e sua rede de sociabilidade estabelecida nos espaços da Diretoria de Instrução Pública desse Estado, inclusive dando aula na Escola Caetano de Campos. Apesar de sua presença vigorosa no ensino de São Paulo, pesquisando, prescrevendo, dando aulas, a historiografia ainda não se deteve a investigar esse sujeito, motivo pelo qual nos interessa interrogar sua trajetória.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Moura Bernardes

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • integração dos processos de eletrodiálise e oxidação eletroquímica avançada para a degradação de contaminantes de preocupação emergente
  • Surfactantes utilizados na metalurgia, como nonilfenol, ou em processos de flotação de minérios, como xantatos, são contaminantes de preocupação emergente (CPE). Estações de tratamento de efluentes (ETE) convencionais não foram projetadas para a remoção de CPE, acarretando lançamentos contínuos no ambiente. Estudos demonstram que em algumas ETE os efluentes apresentam maiores concentrações que os influentes, devido à dessorção. Os processos oxidativos avançados (POA) tem emergido como uma possível solução desse problema, mas muitos processos ainda estão em escala de laboratório e utilizam catalisadores de TiO2 dopados com materiais críticos. A oxidação eletroquímica avançada (OEA) tem se destacado pela facilidade e simplicidade de operação e possibilidade de escalonamento, mas o processo tem travado no custo dos eletrodos e problemas de difusão, devido à baixa concentração de CPE no ambiente. A integração entre processos e a escolha adequada de materiais de eletrodos pode ser uma solução. Resultados já obtidos indicam que a integração de processos é uma opção para alcançar segurança hídrica em ETE. Pretende-se agora selecionar materiais de eletrodo e avaliar a integração de POA com eletrodiálise (ED), determinando-se a eficiência de degradação de CPE, ACV, consumo energético, e custos operacionais para o escalonamento dos processos. Bhandari, G. et al. https://doi.org/10.1016/j.chemosphere.2021.130013 Falconi, I. et al. https://doi.org/10.1002/cjce.23705 Ryskie, S. et al. https://doi.org/10.3390/min11030259 Köck-Schulmeyer, M. et al. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2013.04.010 EU, Brussels 2020 https://eur-lex.europa.eu/legal-content/EN/TXT/?uri=CELEX:52020DC0474 da Silva, S. W.et al. https://doi.org/10.1007/s40726-021-00176-6 Raschitor, A. et al. https://doi.org/10.1016/j.jenvman.2019.109289 Arenhart Heberle, A. N. et al. http://dx.doi.org/10.1016/j.chemosphere.2019.07.049 Schwaickhardt, R. O. et al. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2017.02.218
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025