Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Eliseu Verly Junior

Ciências da Saúde

Nutrição
  • alimentação adequada e risco de exposição a resíduos de agrotóxicos na população brasileira
  • Modificações na alimentação brasileira necessárias para cumprir com os principais indicadores de adequação nutricional incluem aumento da ingestão de frutas, hortaliças e feijão. Contudo, como são alimentos cuja cultura utiliza agrotóxicos, não se sabe o quanto uma alimentação adequada é consistente com o baixo risco de exposição a seus resíduos potencialmente presentes nos alimentos. Esta questão pode ser respondida por meio de otimização de dados, que permite encontrar a melhor solução matemática para um problema (maior quantidade de nutrientes ao menor risco de exposição, por exemplo) a partir de dados de consumo da própria população. Esta avaliação é especialmente importante em crianças, já que consomem maior quantidade de alimentos em relação ao seu peso comparadas aos adultos. Assim, a principal questão de estudo é verificar a relação entre alimentação nutricionalmente adequada e risco de exposição a resíduos de agrotóxicos, o que permite avaliar a viabilidade de uma deita adequada, segura, acessível e culturalmente aceitável para população brasileira. A modelagem da dieta será feita por programação linear, cuja função objetivo será criada de acordo com os objetivos específicos do projeto. Os principais parâmetros a serem impostos aos modelos serão: consumo de alimentos, que serão baseadas no Inquérito Nacional de Alimentação; preços dos alimentos, que serão extraídos da caderneta de despesas da Pesquisa de Orçamentos Familiares; indicadores de adequação da dieta, e resíduos de agrotóxicos nos alimentos, que serão obtidos a partir do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA-Anvisa). Especificamente para crianças, em que não há até o momento dados nacionais de ingestão dietética disponíveis, a alimentação adequada será obtida por estudo de simulação considerando as recomendações para alimentação infantil e utilizando parâmetros a partir de estudos de menor abrangência.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Elissandra Barros da Silva

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • qual(is) língua(s) você fala?: identificação da diversidade linguística nas terras indígenas do oiapoque
  • Este projeto visa identificar a diversidade linguística das Terras Indígenas do Oiapoque, onde vivem os povos Galibi-Marworno, Galibi-Kalinã, Karipuna e Palikur-Arukwayene, falantes das línguas kheuól, parikwaki e português. As etapas e passos realizados nesse projeto seguem, em grande parte, as orientações do “Inventário Nacional da Diversidade Linguística” organizado pelo IPHAN, mas também exploram aspectos como usos da língua, domínios linguísticos, status de preservação/ameaça da língua, alfabetização, leitura e escrita, além do etnomapeamento das aldeias. Nosso objetivo é conhecer a diversidade linguística regional, identificando as línguas faladas nas aldeias do Oiapoque, o número de falantes dessas línguas e sua proficiência em cada uma delas e construir um banco de dados que possa subsidiar a elaboração de políticas linguísticas eficientes para o ensino do parikwaki, kheuól e/ou português nas aldeias do Oiapoque, conforme as necessidades e especificidades das comunidades estudadas.
  • Universidade Federal do Amapá - AP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Eliton Souto de Medeiros

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • produção de nanofibras de biopolímeros pela técnica de solution blow spinning para sistemas de liberação controlada de fitoterápicos
  • A técnica de Solution Blow Spinning (SBS) ou fiação por sopro em solução tem se destacado com um dos métodos de obtenção de micro e nanofibras de polímeros. Através do controle das variáveis de trabalho e de processo, é possível produzir mantas micro e nanofibrosas de polímeros semelhantes às eletrofiadas, porém com a vantagem de não usar tensão elétrica e ser de maior produtividade que aquela técnica. Neste projeto, pretende-se dar continuidade ao desenvolvimento dessas micro e nanofibras tanto pelo seu aperfeiçoamento da técnica de SBS, através do estudo dos parâmetros de processo para o melhor controle das estruturas, quanto, principalmente, através de estudos de sistemas de liberação controlada de fitoterápicos e seus princípios ativos. Para tanto, micro e nanofibras de polímeros biodegradáveis como policaprolactona (PCL) e poli(ácido lático), PLA, e poli(etileno glicol), PEG, serão produzidas por SBS, variando-se os parâmetros de processo para estudar os possíveis efeitos de tais variáveis nas estruturas formadas. Paralelamente, serão feitos estudos da incorporação e liberação controlada de óleo de melaleuca (Melaleuca alternifólia), canela (Cinnamomum zeylanicum) e melão-de-São-Caetano (Momordica charantia) que são substâncias com reconhecida atividade antimicrobiana e anticâncer, entre outras aplicações. As micro e nanofibras serão caracterizadas por microscopia eletrônica de varredura (MEV), para determinação do tamanho e diâmetro bem como sua uniformidade (dispersão); por difração de raios x (DRX), para determinação de sua estrutura cristalina (estrutura essa que pode afetar, por exemplo, a biodegradação e o mecanismo de liberação); por calorimetria exploratória diferencial (DSC) e termogravimetria (TG), para avaliar possíveis mudanças estruturais devido à incorporação de agentes antimicrobianos/princípios ativos; por espectroscopia no ultravioleta-visível (UV-Vis), para estudos de liberação controlada e por Espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR), para estudos de interação polímero-agente antimicrobiano.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Eliza Bartolozzi Ferreira

Ciências Humanas

Educação
  • políticas para o ensino médio no espírito santo: modelos de oferta, condições estruturais e ação pública
  • O projeto de pesquisa que submeto a este Edital Universal objetiva dar continuidade à trajetória de minhas pesquisas sobre políticas educacionais e o ensino médio no Espírito Santo, especificamente na rede pública estadual e federal. O objetivo principal é mapear a oferta do ensino médio no estado nos seguintes aspectos: oferta, demanda, evasão, condições estruturais da oferta pelas instituições de ensino, modelos de oferta, modelos de currículo, formação e situação funcional dos trabalhadores docentes, resultados dos índices de avaliação em larga escala. A partir desse mapeamento, as análises dos dados serão desenvolvidas de forma interrelacional com o objetivo de compreender a perfomance de políticas educacionais de crivo nacional em um ente federativo e, além disso, avaliar como se constitui a política educacional para o ensino médio em um estado no contexto do federalismo brasileiro. Tendo em vista a atual mudança na organização do ensino médio pela Lei n. 13.415/2017, este projeto também se propõe a descrever e analisar os processos de construção da regulamentação e da concretização do novo ensino médio. Nossas questões de pesquisa são: 1) como está sendo ofertado o ensino médio pela rede estadual e federal no Espírito Santo? 2) quais os documentos normativos que orientam o ensino médio no estado? 3) como está ocorrendo a implantação do novo ensino médio? 4) quem participa dessa implementação? 5) que relações podemos estabelecer entre os índices das avaliações em larga escala com as condições gerais de oferta do ensino médio? 6) é possível comparar as condições de trabalho dos professores entre os diversos modelos de oferta do ensino médio? 7) o que significa uma política educacional para o ensino médio brasileiro? 8) como se dá a dinâmica política de oferta do ensino médio no contexto do federalismo brasileiro? Nosso pressuposto teórico-metodológico é de que as políticas, quando em execução pelos entes da federação (e suas escolas), são traduzidas de variadas formas. Ou seja, há formas específicas de interpretação da política pelos atores da instituição educacional baseadas na cultura escolar existente. Há também interpretações diferenciadas dos sistemas educativos em face a uma política educacional elaborada pela União, pois a dinâmica política, econômica e cultural de cada estado interfere na tradução e implantação de uma determinada política pública. Esse fato leva a crer que é grande a probabilidade de que as políticas não sejam executadas na sua integralidade ou até mesmo podem assumir outras características diferentes da sua formulação. Desse modo, o novo ensino médio tem possibilidades de ser implantado de acordo com os instrumentos normativos, mas também poderá assumir novos e diferentes aspectos, pois entendemos que temos atores com interesses, experiências, capacidade crítica e autônoma atuando em seus territórios. Esta pesquisa considera importante conhecer a dinâmica de implantação de um programa nacional em uma rede estadual, de modo a identificar suas performances. Ademais, considera fundamental mapear o ensino médio no Espírito Santo a partir de procedimentos metodológicos qualitativos e quantitativos, tais como: analisar os dados produzidos pela Prova Brasil sobre as condições de oferta do ensino médio; analisar os documentos produzidos pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e Secretaria de Estado da Educação do Espírito Santo (SEDU) para conhecer a rede estadual; analisar os dados produzidos pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFES) para mapear sua oferta do ensino médio; analisar os instrumentos normativos em nível estadual e federal que orientam a organização do ensino médio; aplicar entrevistas semi-estruturadas com gestores da rede estadual de ensino e da rede federal. A quantidade de entrevistas e as escolhas dos gestores serão definidas no processo de desenvolvimento da pesquisa após a realização da análise dos documentos. Para a inserção nesse campo de pesquisa será adotado um quadro teórico-metodológico da ciência política, principalmente anglo-saxão e francês, conhecido como Sociologia da Ação Pública.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Eliza Maria Xavier Freire

Outra

Ciências Ambientais
  • lagartos ameaçados da mata atlântica nordestina: monitoramento populacional e estudos filogenéticos com espécies contempladas por plano de ação nacional (pan/icmbio) para subsidiar ações de conservação
  • A Mata Atlântica brasileira é um dos hotspots em biodiversidade mais ameaçados do mundo, apesar de abrigar grande riqueza e endemismos de espécies; seus remanescentes correspondem a 15% da área original, a maioria situados no sudeste do Brasil. Na região nordeste, o cenário do que restou da Mata Atlântica é crítico; pequenas ilhas de vegetação nativa são circundadas por plantações de cana-de-açúcar e pecuária. Apesar deste cenário, novas espécies de anfíbios e répteis ainda vêm sendo descritas, demonstrando o pouco conhecimento sobre a herpetofauna, mas a maioria das espécies recém descobertas está ameaçada. No Plano de Ação Nacional (PAN) Herpetofauna ameaçada da Mata Atlântica nordestina estão contempladas 77 espécies de répteis e anfíbios, sendo 25 espécies-alvo (ameaçadas de extinção conforme a Lista Oficial Brasileira de 2014) e 52 beneficiadas, que tenham ocorrência no recorte geográfico deste PAN, para as quais são prementes ações de Conservação. Nesse contexto, este Projeto visa monitorar populações e realizar estudos filogenéticos em espécies de lagartos ameaçadas de extinção e/ou endêmicas da região setentrional da Mata Atlântica, com o fito de subsidiar ações de conservação previstas pelo PAN Mata Atlântica nordestina. Uma espécie alvo, Coleodactylus natalensis, endêmica de remanescentes florestais do Rio Grande do Norte, terá suas populações monitoradas quanto ao tamanho e densidade populacional em cinco áreas protegidas; estudos moleculares/filogenéticos desta espécie também serão efetuados. Quatro espécies beneficiadas também terão suas populações monitoradas em suas áreas restritas de ocorrências; estudos moleculares/filogenéticos definirão pelo menos três novas espécies, já sob ameaça. Este projeto, portanto, é imprescindível para implementação de ações de Conservação previstas no PAN Herpetofauna ameaçada da Mata Atlântica Nordestina, inclusive com participação de comunidades locais, promovendo assim conservação, perpetuação deste rico patrimônio genético e popularização da ciência.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Elizabeth Fernandes de Macedo

Ciências Humanas

Educação
  • uma alternativa às políticas centralizadas: formar professores e produzir currículo nas escolas
  • Este projeto parte da avaliação corrente sobre a falta de qualidade educação básica no Brasil, para, de um lado, problematizá-la e, de outro, propor intervenções consistentes no sentido da sua melhoria. Argumentamos que essa avaliação vem sendo construída para legitimar intervenções curriculares e educacionais. Não estamos com isso negando que a educação brasileira tem problemas que precisam ser equacionados -- o que também justifica o presente projeto --, mas discordando de que problemas e soluções possam ser apresentados de forma generalizante. O argumento sobre o qual este projeto é construído é que tanto crise como solução são locais e contingentes e, assim, precisam ser encaradas pelas políticas públicas. O desafio que nos colocamos é pensar políticas públicas em currículo, entendendo-o como prática significante, como espaço-tempo de produção de sentidos. A racionalidade tyleriana rediviva nas políticas de accountability criou a ilusão de que as políticas curriculares, para serem públicas e universalmente distribuídas, precisam ter por destinatário um projeto de sujeito abstrato e não podem prescindir de avaliações rigorosas. Nossa crença, ao contrário, é que a educação é um processo intersubjetivo e, portanto, sua efetividade precisa, para ser garantida, ter em conta que se está lidando com sujeitos concretos. O projeto piloto que ora apresentamos tem, assim, o compromisso teórico de responder a desafios que vêm sendo apresentados pela racionalidade técnica ao campo do currículo reconceptualizado. A intervenção que ele propõe é pensada como política pública e não como intervenção pontual sobre o fazer da educação, assumindo que a política se faz em todos os espaços em que sujeitos tomam decisões e estruturam o mundo social de uma determinada forma. Com isso esperamos, além dos resultados específicos que alcançaremos nos municípios em que as intervenções se darão, avançar teoricamente na superação do hiato entre formulação e prática curriculares Respondendo às críticas que têm sido formuladas contra o currículo reconceptualizado, pretendemos demonstrar que é possível produzir política pública (para a educação de qualidade) considerando o local e a concretude dos sujeitos envolvidos nos processos curriculares. Tal visão da política pública implica que a política é lugar de constituição de subjetividades e, portanto, no caso de que tratamos, lugar em que os docentes, mais do que se formam, se constituem como sujeitos. Nesse sentido, a intervenção proposta pelo projeto é, ao mesmo tempo, a proposta de como fazer política pública em currículo e de como formar professores em serviço. Como destacado nos objetivos acima, o projeto será desenvolvido em quatro cidades de diferentes regiões do Brazil, atuando diretamente com professores da segunda parte do ensino fundamental e do ensino médio. Do ponto de vista metodológico, a pesquisa se dará por meio de estudos narrativos de cunho autobiográfico e buscará discutir como os docentes se percebem como sujeitos em sua ação curricular, com o intuito de produzir experiências curriculares alicerçadas na reflexão dos docentes sobre sua história que é, ao seu turno, individual e social. Em todas as etapas, os pesquisadores, os alunos da Universidade (professores em formação), os professores das escolas e as redes de ensino atuarão em conjunto, contando com a parceria de colegas internacionais. Tais colegas de pesquisa, a Dra. Janet L.Miller (Columbia University, EUA) e o Dr. Christophe Niewiadomski (Université de Lille 3, França), com os quais a equipe do Brasil vem trabalhando há cerca de 5 anos, têm ampla experiência na realização de estudos autobiográficos com professores e seus desdobramentos em termos de currículo. Dispõem-se tanto a partilhar as experiências internacionais que coordenaram e coordenam como a produzir e analisar os dados do Brasil. A intervenção será partilhada em tempo real com a comunidade envolvida e com o público em geral por meio de plataforma interativa em que o projeto será socializado e das redes sociais com vistas a estimular escolas e professores a produzir intervenções disruptivas em sua realidade. Tal plataforma contará com vídeos, textos e interação on line, que a equipe se compromete a manter por, pelo menos, 5 anos após o término do projeto e que, espera-se, passe a ser sustentada pelos próprios participantes após esse prazo. A plataforma pode, ainda, vir a ter efeitos sobre políticas públicas de currículo levadas a cabo por municípios e estados -- que têm a efetiva responsabilidade pelas escolas públicas -- para além dos casos piloto. Esse é um dos desdobramentos do projeto em termos de políticas públicas, que será complementado pela publicação de artigos discutindo a metodologia empregada e os resultados obtidos, assim como por textos de divulgação científica. Para se chegar aos referidos resultados, o projeto conta com uma equipe de formação de professores e avaliação que atuará em todas as etapas do projeto. Antes mesmo de iniciado o projeto junto às escolas, far-se-á, junto com as redes de ensino envolvido, uma análise dos indicadores disponíveis em estatísticas nacionais sobre qualidade de ensino, cujos resultados serão um dos temas da intervenção junto às escolas. Os indicadores de avaliação do projeto serão construídos durante as intervenções, buscando dar conta dos aspectos subjetivos da participação na experiência na constituição do docente e de seu trabalho. Para tanto, aspectos presentes na literatura de formação docente será também tema de debate com os professores. O aumento do interesse pela escola como um dos pontos fundamentais para a melhoria da qualidade da educação é, no momento atual, assumido como o principal indicador de sucesso do projeto em relação à propalada crise educacional. A melhoria na qualidade das escolas nos índices nacionais padronizados de avaliação seria, portanto, um efeito subsidiário, que somente poderá, no entanto, ser aferido após os 36 meses do projeto.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/12/2016-31/12/2020
Foto de perfil

Elizabeth Maria Freire de Araujo Lima

Lingüística, Letras e Artes

Artes
  • deslocamentos sensíveis: inscrições públicas dos modos de existência de projetos coletivos na interface arte e saúde na cidade de são paulo.
  • Num território de interface entre as artes, a saúde e a cultura o Laboratório de Estudos e Pesquisa Arte, Corpo e Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina da USP, através de seu programa didático-assistencial PACTO (Programa Composições Artísticas e Terapia Ocupacional), tem constituído uma proposta de formação de terapeutas ocupacionais que articula práticas de sensibilização e experimentações em artes com ações interdisciplinares de construção de redes e cooperação com o território, acompanhadas de estudos que abordam a clínica e a produção de subjetividade numa perspectiva ético-estético-política. Essa formação implica a participação desses profissionais na produção e desenvolvimento de práticas de intervenção social que proponham soluções criativas e participativas para a população atendida – em sua maioria marcada por experiências com deficiências, sofrimento psíquico e outras situações de ruptura das redes sociais e de suporte. Esta perspectiva, que não dissocia a experiência estética dos processos formativos e clínicos, favorece o acesso dessas populações a serviços e equipamentos de arte e cultura, bem como instaura processos de produção de subjetividade que dão lugar a novos modos de existir que transversalizam-se e criam um corpo comum. Possibilitar que a singularidade daquilo que é produzido nesses contextos – patrimônios materiais e imateriais dos grupos e, de forma mais ampla, do campo das ações na interface arte, saúde e cultura – seja compartilhado e possa incidir em outros territórios, sem que esta divulgação fira os modos de existir desses grupos, é o desafio e o problema que esta pesquisa busca enfrentar. Sendo assim, o presente projeto pretende instaurar e acompanhar um processo de criação e fortalecimento de redes e de invenção de dispositivos coletivos - articulados ao ensino e extensão universitária - que possam registrar e tornar visíveis os modos de existir e de engendrar formas coletivas experimentados nos projetos vinculados ao PACTO. Para tanto será construído um conjunto de ações suplementares relacionadas à produção e divulgação de registros sensíveis dos encontros e trocas entre os projetos coletivos parceiros do PACTO, suas equipes e participantes. Esses materiais serão tratados por processos curatoriais para serem disponibilizados numa plataforma digital e em encontros e mostras de cunho artístico-cultural, que permitam compartilhamentos presenciais. Entende-se que tornar público este modo de trabalho e as produções dali decorrentes favorece a criação de pistas para a multiplicação de metodologias de resistência e enfrentamento de processos de institucionalização, hegemonização dos modos de fazer, e padronização que insistem nas especialidades e rejeitam a dimensão múltipla e paradoxal no tratamento à vida – o que incide, simultaneamente, num aprimoramento das tecnologias de cuidado e das estratégias de formação profissional no campo de interface. Acompanhar esse processo de fortalecimento de redes e invenção de dispositivos de registro e publicização cria condições para a pesquisa de metodologias de ensino e de tecnologias socioculturais.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Elizabeth Pacheco Batista Fontes

Tecnologias

Desenvolvimento Tecnológico e Industrial
  • edição de genoma por crispr/cas e manipulação de genes de imunidade para resistência contra begomoviruses
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 29/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Elizabeth Pacheco Batista Fontes

Ciências Biológicas

Genética
  • rede de interações begomovirus-hospedeiro: sinalizando para doença ou resistência
  • Plantas e animais detectam assinaturas moleculares conservadas de micróbios através de sensores imunes estruturalmente conservados e ativam respostas imunes convergentes para defenderem-se de infecções potenciais. Dois sensores imunes, estruturalmente similares, BAK1 e NIK1, são reguladores chaves em imunidade de plantas a infecções por bactérias e vírus, respectivamente. Entretanto, permanece para ser elucidado se as plantas possuem um mecanismo conservado de percepção e de sinalização em reconhecimento a bactérias e vírus patogênicos. Nossos dados preliminares sugerem que NIK1 regula negativamente a imunidade e respostas antibacterianas de plantas bloqueando a associação de BAK1 com sensores imunes bacterianos. O objetivo primordial desse projeto de pesquisa seria elucidar as funções inversas de NIK1 e BAK1 em imunidade de plantas antiviral e antibacteriana, por meio de interações potenciais, fosforilação e ativação de sinalização “downstream”. Esta investigação não somente elucidará um mecanismo inédito em imunidade inata de plantas, mas também fornecerá os meios para melhorar resistência durável e sustentável a infecções por vírus e bactérias. Além disso, a referida proposta de pesquisa foi estruturada para atender a necessidade de avançarmos o nosso conhecimento sobre as bases moleculares e funcionais das interações entre hospedeiros e begomovirus, e as vias de sinalização que levam ao desenvolvimento da doença ou resistência. Dentro do escopo do projeto, os objetivos específicos são: (1) Caracterizar a via de sinalização antiviral conectada ao recepto NIK e sua interação com imunidade antibacteriana; (2) Identificar proteínas do hospedeiro que interagem com a proteína NSP de begomovírus;e (3) Caracterizar biologicamente a função do hub imune CSN5A na infecção por begomovirus. O trabalho proposto é altamente relevante para o avanço do melhoramento de plantas e a sustentabilidade da agricultura brasileira. No Brasil, os begomovírus infectando tomateiros têm emergido como patógenos que restringem a produtividade dessa relevante cultura agronômica. O desenvolvimento desse projeto levará à caracterização funcional de genes e vias de sinalização responsivas à infecção viral em plantas. Além disto, proteínas chaves na interação entre begomovírus e seus hospedeiros serão identificadas originando estratégias moleculares para obtenção de plantas resistentes a geminivírus. Do ponto de vista biotecnológico, o isolamento de genes que governam as respostas aos estresses bióticos constitui um pré-requisito para a compreensão e modificação dos processos adaptativos em plantas.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Elizabeth Soares Fernandes

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • avaliação do papel dos receptores de potencial transitório como mediadores da dor inflamatória articular causada pelo vírus chikungunya
  • O chikungunya é um alfavírus transmitido pela picada do mosquito Aedes sp., causador da febre chikungunya. Tem causado surtos recentes em diferentes regiões da América do Sul, incluindo o Brasil. No Brasil, foram registradas 216.102 notificações da doença em 2016. A maioria dos indivíduos infectados são sintomáticos, e apresentam dor articular em diferentes estágios da doença. Mialgias e artralgias severas ocorrem tão logo quanto os episódios febris iniciam, podendo durar semanas, meses e até mesmo anos. Estima-se que 50% dos pacientes infectados desenvolvem doença articular semelhante à artrite reumatóide. Estudos sugerem que o vírus latente ou mesmo debris virais, podem persistir em tecidos articulares causando dor persistência associada à inflamação articular. Apesar das crescentes evidências, ainda é incerto se a inflamação articular é causada por um processo infeccioso ativo, ou se esta é elicitada pela liberação de produtos antigênicos à partir de vírus latentes nestes tecidos. O manejo clínico da artralgia causada pelo vírus chikungunya consiste da administração de drogas anti-inflamatórias não esteroidais, além de opióides e imunosupressores, embora a segurança e eficácia destes fármacos ainda precisem ser determinadas em ensaios clínicos controlados com pacientes infectados. Os receptores de potencial transitório (TRPs) são canais iônicos não seletivos para o cálcio, expressos em células neuronais e não-neuronais como sinoviócitos, células endoteliais e imunes. TRP anquirina 1 (TRPA1) e canônico 5 (TRPC5) têm sido apontados como peças-chave na regulação da temperatura corporal e da artrite reumatóide. O TRPA1 é conhecido por mediar a dor inflamatória articular, e antagonistas para estes receptores têm sido desenvolvidos para o tratamento de condições patológicas dolorosas crônicas. Por outro lado, o TRPC5 é um receptor protetor na artrite reumatóide. Embora descritos como importantes alvos terapêuticos na dor articular, a relevância destes TRPs em artralgias virais permanece não elucidada. Ainda, apesar de essenciais na resposta à infecção bacteriana, não existem relatos acerca da participação destes receptores na resposta do hospedeiro à infecções virais, tornando-os alvos atraentes para a elucidação de mecanismos associados à dor articular causada pelo chikungunya. O desenvolvimento deste projeto contribuirá para a elucidação dos mecanismos envolvidos na dor articular causada pelo chikungunya, trazendo novas perspectivas para seu tratamento. Proporcionará ainda, um entendimento maior acerca das funções dos receptores TRP frente à infecções virais. Além do impacto científico, este projeto servirá também, como plataforma para o fortalecimento da rede de colaboração entre pesquisadores Brasileiros e Britânicos; e para a formação de recursos humanos qualificados em diferentes níveis (graduação, mestrado e doutorado) no Estado do Maranhão. Assim, espera-se contribuir para o avanço científico e tecnológico da Região e do País, através de publicações, participações em congressos e do desenvolvimento de um conjunto de ações junto à comunidade em geral, profissionais (médicos e enfermeiros) e gestores da área da saúde.
  • Hospital Infantil Pequeno Príncipe - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Elizabeth Sousa da Cunha

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • proteômica redox de células de melanoma murino submetidas ao estímulo da melanogênese e fotossensibilização
  • Os Melanomas são tumores derivados dos melanócitos, que apresentam alta mortalidade e baixa eficiência dos tratamentos. No Brasil a estimativa do melanoma para o biênio 2018-2019 é de 85.170 novos casos de câncer de pele, sendo 2.920 novos casos de melanoma entre os homens e 3.340 novos casos entre as mulheres, segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer. Os melanócitos são células produtoras do pigmento melanina, que em condições normais, tem como função proteger a célula de possíveis danos causados pela radiação UV, tanto por absorver parte dessa radiação, como através do sequestro de espécies reativas de oxigênio (ROS). No entanto, muitos estudos mostraram que a melanina em células tumorais, pode estar relacionada a processos de resistência aos tratamentos convencionais, principalmente à terapia fotodinâmica. O processo de produção da melanina (melanogênese) em células de melanoma, acarreta aumento de ROS, que consequentemente induz diversas modificações celulares que permitem a manutenção da viabilidade celular, frente ao estresse oxidativo gerado. Muitos estudos acerca dos efeitos gerados por ROS em células de melanoma vêm sendo realizado, mas pouco se sabe sobre o perfil de proteínas que sofrem modificação redox e que podem agir como sinalizadores na sobrevivência tumoral. Neste contexto, o foco desse projeto será a investigação do perfil de proteínas modificadas (tiol-proteínas) em células de melanoma murino com melanogênese estimulada frente ao oxigênio molecular singlete gerado por fotossensibilização com Rosa Bengala Acetato (RBAc). Primeiramente será realizada a padronização da técnica de proteômica redox no modelo de estudo, e após, serão iniciados os estudos de proteômica redox, visando a investigação do perfil de tiol-proteínas na situação de melanogênese estimulada e fotossensibilização e consequentemente determinar possíveis sinalizadores envolvidos com resistência tumoral e que possam ser alvos de terapias mais eficazes.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Elizama Aguiar de Oliveira

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • redução da viscosidade do mel de cacau para a produção de uma bebida fermento-destilada
  • O mel de cacau é um líquido mucilaginoso extraído do cacau rico em açúcares e pectina e por causa desses compostos apresentarem alta viscosidade e alto poder de geleificação o mel de cacau é empregado na fabricação de geleias. Mas, para a obtenção de uma bebida fermento-destilada essa alta concentração de pectina é prejudicial pois leva a formação de precipitados, especialmente na etapa de destilação. Assim, a proposta deste trabalho é reduzir a pectina presente no mel de cacau por meio da hidrólise enzimática (pectinases comerciais) seguida da complexação com um agente clarificante (bentonita ou quitosana). O estudo se iniciará com a definição das melhores condições de processo para as sete variáveis independentes selecionadas: concentração enzimática, temperatura de hidrólise, agitação, tempo de hidrólise, concentração do agente clarificante, tempo de complexação e velocidade de centrifugação. Tendo sido otimizadas as condições para redução da pectina, o mel de cacau tratado será fermentado e destilado, em pequena (escala laboratorial) e grande escala (em uma cachaçaria local) de forma a se analisar o impacto do tratamento na obtenção da bebida. A bebida desejada possui um bom potencial comercial pois não há semelhante no mercado, no entanto, os produtores locais vêm enfrentando dificuldade justamente devido ao baixo rendimento do processo. Os resultados obtidos com este projeto podem incentivar a produção local desta bebida e um melhor aproveitamento do mel de cacau além de "abrir portas" para a estruturação de um grupo de pesquisa especializado em bebidas na Instituição.
  • Universidade Estadual de Santa Cruz - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Elizanilda Ramalho do Rego

Ciências da Saúde

Nutrição
  • melhoramento acelerado de beldroega
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 29/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Elizanilda Ramalho do Rego

Ciências Agrárias

Agronomia
  • ensaios de competição de linhagens para registro de novos cultivares de pimenteiras ornamentais
  • Dentre as plantas ornamentais tropicais cultivadas em vaso, as pimentas (Capsicum spp.) têm se destacado pela sua crescente e contínua aceitação pelo mercado consumidor. Há diversos fatores que afetam a longevidade das pimentas ornamentais ao serem transferidas para ambientes internos, onde há deficiência luminosa, acúmulo de etileno e deficiência hídrica. Estudos preliminares têm mostrado que o etileno desencadeia uma séria de reações negativas nas pimentas em vaso, dentre ela e abscisão de frutos, folhas, flores como uma reação a sensibilidade da cultivar ao gás, a aceleração da degradação de clorofila e senescência das flores. Avaliando-se famílias F3 e F4 detectou-se variabilidade para fatores de crescimento, porte e fatores pós-produção e determinou-se que a intensidade da queda de clorofila e de folhas, induzida pelo etileno, variou em função do genótipo. Concluiu-se que a resistência genética é uma alternativa para controlar os efeitos deletérios do etileno na atmosfera de armazenamento das pimenteiras ornamentais, neste sentido, o presente projeto tem como objetivos gerais dar continuidade a programa de melhoramento de pimenteiras ornamentais por meio da seleção entre e dentro de famílias F5, F6 e F7 para caracteres de crescimento; porte e resistência ao etileno, bem como consolidar o grupo de pesquisa em Genética e Melhoramento Vegetal do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Elize Massard da Fonseca

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • economia política da regulação de medicamentos genéricos na américa latina
  • A promoção de medicamentos genéricos com múltiplos fornecedores é um dos principais elementos das políticas de saúde. O uso de medicamentos genéricos pode reduzir os preços dos produtos farmacêuticos, gerar resultados para a saúde pública como o aumento do acesso a tratamentos médicos e para as finanças públicas ao reduzir os custos na aquisição de produtos farmacêuticos. Organizações internacionais como a Organização Mundial da Saúde e Organização Pan Americana de Saúde têm promovido esforços para auxiliar os países a desenvolver parâmetros para regular medicamentos genéricos. Na América Latina, apesar dessas preocupações e do apoio externo, permanecem profundas diferenças na forma como os países regulam esses produtos. Esse estudo tem por objetivo desenvolver uma tipologia das diferentes abordagens de promoção / regulação de medicamentos genéricos de forma a facilitar a comparação das experiências locais e explicar a variação entre as nações. Além disso, propomos três estudos de caso para explorar a economia política da regulação de medicamentos na região e extrair lições para autoridades regulatórias nacionais e agências internacionais.
  • Fundação Getúlio Vargas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Elizete Ventura do Monte

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • estudo teórico de espécies reativas de interesse atmosférico
  • O presente projeto de pesquisa, intitulado “Estudo teórico de espécies reativas de interesse atmosférico” é submetido para participação na Chamada Universal MCTIC/CNPq n.º 28/2018 - Faixa B. O escopo da proposta está inserido nas linhas de pesquisa do Programa de Pós-graduação em Química da UFPB, do qual a proponente é docente permanente. O tema central da proposta é objeto de estudo de 2 dissertações de mestrado e 2 teses de doutorado do PPGQ. O projeto será executado no Departamento de Química da UFPB sob a coordenação da Dra. Elizete Ventura do Monte, Professora Associada III (DE) nesta instituição. Integram a equipe científica 1 bolsista de pós-doutorado (PNPD/CAPES), 4 alunos de pós-graduação (PPGQ/UFPB, todos com bolsa CAPES ou CNPq), além da cooperação com grupos de pesquisa consolidados do país (USP, UFPE, UFRN, UFRRJ, UFCG e UEPB) e no exterior (Duke University School of Medicine, EUA, e Institut de Chimie Radicalaire of the Aix-Marseille University in Marseille, França.). O principal desafio da proposta é investigar as reações fotoquímicas que ocorrem na atmosfera, em especial na região da estratosfera. Essas reações ocorrem em estados eletronicamente excitados que podem ser caracterizados por superfícies de energia potencial (SEPs) complexas, com muitos pontos estacionários, cruzamentos e interseções cônicas. A descrição das SEPs pode ser útil para traçar o caminho pelo qual ocorre a desativação dos estados excitados. A partir do mapeamento das SEPs é possível sugerir caminhos de reação compatíveis com os possíveis rearranjos moleculares detectados experimentalmente. Assim, a proposta representa, do ponto de vista metodológico, um grande desafio para a química computacional, uma vez que os métodos utilizados representam o estado-da-arte em termos de cálculos de estrutura eletrônica. Os sistemas investigados são os clorofluorcarbonos (CFCs) e hidroclorofluorcarbonos (HCFCs) que desempenham papel fundamental na composição química da atmosfera do Planeta e estão diretamente relacionadas a importantes problemas ambientais, como a redução do ozônio e efeito estufa. Foram escolhidos os CFCs e HCFCs mais abundantes da atmosfera e para os quais os processos fotoquímicos ainda não foram elucidados. O produto final desta investigação poderá fornecer uma melhor compreensão acerca dos processos fotoquímicos que envolvem esses sistemas e assim poder propor maneiras de mitigar os seus efeitos.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Elizeu Clementino de Souza

Ciências Humanas

Educação
  • multisseriação e trabalho docente: diferenças, cotidiano escolar e ritos de passagem
  • O projeto de pesquisa-formação “Multisseriação e trabalho docente: diferenças, cotidiano escolar e ritos de passagem” - 2ª Etapa, desdobra-se como ação da pesquisa ‘Ruralidades diversas - diversas ruralidades: sujeitos, instituições e práticas pedagógicas nas escolas do campo, Bahia-Brasil’ (SOUZA, 2012; SOUZA, 2011), a qual contou com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Edital Temático de Educação 004-2007) e também do CNPq (Edital de Ciências Humanas, Ciências Sociais e Sociais Aplicadas 2008-2010 e do Edital Universal CNPq 2010-2013 e 2014-2017). A referida pesquisa centra-se na análise de problemas de pesquisas e estudos sobre educação rural que vêm sendo implementados no âmbito do GRAFHO - Grupo de Pesquisa (Auto)biografia, Formação e História Oral (PPGEduC / UNEB), tendo em vista a consolidação e fortalecimento de uma rede de pesquisa colaborativa entre a Universidade do Estado da Bahia-UNEB, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia-UFRB e a Universidade de Paris 13/Nord-Paris8/Vincennes-Saint Denis (França), através de parceria entre os seguintes grupos de pesquisa: o GRAFHO – Grupo de Pesquisa (Auto)biografia, Formação e História Oral (PPGEduC / UNEB); o CAF – Currículo, Avaliação e Formação e o OBSERVALE - Oberservatório da Educação do Campo (UFRB/Centro de Formação de Professores – Campus Amargosa); e o Centre de Recherche Interuniversitaire EXPERICE (Paris 13/Nord-Paris 8/Vincennes-Saint Denis). Tais grupos articulam-se em uma rede de pesquisas acerca das ações educativas que se desenvolvem em diferentes espaços rurais no Estado da Bahia - Brasil e na França, dedicando-se ao estudo da educação rural, com recorte aqui apresentado sobre as classes multisseriadas, suas práticas e estado da arte na última década. Para este projeto, além das parcerias já firmadas e em desenvolvimento com a Universidade de Paris 13/Nord-Paris8/Vincennes-Saint Denis (França) e a Universidade Federal do Recôncavo, ampliaremos a rede de colaboração com a participação de de (09) nove escolas, sendo (02) duas escolas estaduais e (07) sete escolas municipais, situadas no Subúrbio de Salvador (BA), no Recôncavo Baiano, mais especificamente no município de Amargosa; no Território do Baixo Sul com o município de Valença e no Território do Piemonte da Diamantina, com os municípios de Serrolândia e Capim Grosso. A escolha das escolas parceiras teve como critério o fato dessas escolas estarem situadas em localidades que já vem sendo lócus das pesquisas desenvolvidas pelo GRAFHO e nesta segunda etapa do projeto amplia-se de quatro para nove escolas, a fim de contemplar escolas que se constituem campos empíricos das atuais pesquisas de Mestrado e Doutorado, desenvolvidas por membros do GRAFHO. Além disso, priorizou-se a existência de classes multisseriadas, alvo de maior interesse deste projeto de pesquisa-formação. A escolha das escolas com oferta de anos finais é decorrente do fato de serem escolas que recebem alunos egressos das escolas municipais parceiras, a fim de que se possa realizar o acompanhamento do rito de passagem na transição dos anos iniciais para os anos finais do ensino fundamental. A pesquisa-formação aqui proposta, será desenvolvida a partir do contexto e das condições concretas em que estão inseridas as escolas participantes, valorizando as experiências dos sujeitos, alunos e professores. A intenção é aproveitar tais experiências como núcleo central do processo formativo e fazer com que os sujeitos possam interagir e aprender a partir das suas próprias práticas. A metodologia de pesquisa-formação a ser adotada será de natureza qualitativa e pretende recuperar os percursos de formação das professoras participantes e contribuir para a construção de inovações educacionais em que os sujeitos, alunos e professores, sejam protagonistas da ação pedagógica e com isso, sejam capazes de promover uma educação pública de qualidade, apresentando um melhor desempenho além de tornar essa uma experiência significativa nas suas vidas. O Projeto de pesquisa propõe-se ampliar o processo de investigação de ações educativas que se desenvolvem em espaços rurais da Bahia, buscando compreender como estes, caracterizados por diversas ruralidades, se configuram enquanto lugares de aprendizagem. No caso deste projeto de inovação educacional, o que se deseja é compreender como a ruralidade se expressa no subúrbio de Salvador, vez que o Colégio Marcílio Dias recebe estudantes da Ilha de Maré, como esta identidade é construída pelos sujeitos que habitam, trabalham e estudam no Recôncavo Baiano, no Território do Baixo Sul e no Território do Piemonte da Diamantina. Ademais, tomando a escola enquanto espaço de intervenção social, a pesquisa busca analisar como se configuram esses espaços, focando as escolas rurais/do campo e suas diferentes significações no contexto social-escolar, tomando como recurso metodológico as histórias de vida - biografização dos sujeitos - que vivem e trabalham no espaço rural.
  • Universidade do Estado da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ellen Cristine Giese

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • tecnologia, inovação e sustentabilidade no cooperativismo: modelo de gestão de resíduos eletroeletrônicos a partir do conceito de mineração urbana
  • Transformar conhecimento em riqueza é um dos grandes desafios contemporâneos para países emergentes como o Brasil. Aliado à política nacional de gestão de resíduos eletroeletrônicos, a presente proposta busca motivar parcerias estratégicas entre governo, universidades, instituições de pesquisa e cooperativas, multiplicando-se a capacidade de investimento e de retorno através da difusão de conhecimento para avanços em ciência, tecnologia e inovação que contribuirão para o bem estar de toda sociedade. O Brasil é considerado um dos países mais empreendedores do mundo; porém, com uma baixa taxa de sobrevivência dos empreendimentos ao longo dos anos. Por este e outros motivos, o modelo de empreendedorismo nos últimos anos tem dado lugar às novas formas de organização, segundo o conceito da Economia Solidária. Neste sentido, organizações coletivas, como as cooperativas, passaram a ocupar o espaço das organizações tradicionais e motivar o empreendedorismo focado no capital social. Complementando, as organizações de Ciência e Tecnologia passam a compreender nas últimas décadas que o conhecimento aplicado é introduzido mais facilmente na sociedade quando possui um propósito social e ambiental, assim, o desenvolvimento tecnológico esbarra no entendimento da função sócio ambiental da inovação pretendida. Outra perspectiva que tem ganhado relevância entre os países emergentes é a gestão dos resíduos eletroeletrônicos que, por um lado, possuem alto valor de mercado e, por outro, representam um importante passivo ambiental. Ainda assim, esta categoria de resíduos tem sido recuperada em diferentes processos de mineração urbana no país. Aspecto que evidencia a necessidade de se propor meios adequados para a sua gestão. Para tanto, a presente proposta busca apresentar um modelo para a gestão de resíduos eletroeletrônicos através de cooperativas de mineração urbana. O projeto contribuirá significativamente para o desenvolvimento do conceito de cooperativa de mineração urbana através da implantação de processos sustentáveis com tecnologia de ponta, desenvolvendo soluções para o reaproveitamento dos metais nobres contidos nos equipamentos pós-consumo e melhora dos recursos da cadeia produtiva. O estudo de caso do presente projeto tem como objetivo possibilitar o aproveitamento total das lâmpadas fluorescentes pós-consumo descartadas, passando pela reciclagem do material pós-consumo e recuperação dos metais nobres contidos no pó fosfórico, buscando a reinserção dos materiais de alto valor agregado dentro de novos processos produtivos. Para tanto, será realizado a) o desenvolvimento de tecnologias para o processamento do pó fosfórico de lâmpadas fluorescentes pós-consumo e recuperação dos elementos nobres denominados terras-raras; b) a avaliação da viabilidade econômica da recuperação de terras-raras a partir do pó fosfórico; c) estudar o modelo de logística reversa das lâmpadas fluorescentes pós-consumo vigente no Brasil e no Estado do Rio de Janeiro; d) a construção de um modelo de cooperativa de mineração urbana.
  • Centro de Tecnologia Mineral - RJ - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Eloi Teixeira César

Ciências Humanas

Educação
  • práticas inovadoras para o ensino de ciências na educação básica
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Eloisa Amália Vieira Ferro

Ciências Biológicas

Morfologia
  • interação entre células trofoblásticas extravilosas e células endoteliais humanas no curso da infecção por toxoplasma gondii: um modelo de infecção da interface materno fetal
  • O diálogo que se estabelece entre a mucosa uterina e as células trofoblásticas é de importância fundamental para a harmônica e necessária invasão do endométrio no curso de uma gestação de sucesso. Neste processo, células trofobláticas extravilosas interagem tanto com células deciduais quanto com células do sistema imune materno, incluindo células Natural Killer (NK), células dendríticas, células T, macrófagos e células endoteliais. Em uma gestação normal, a invasão das arteríolas espiraladas pelas células trofoblásticas extravilosas garantirá o suprimento sanguíneo adequado para o desenvolvimento fetal; falhas neste processo levam ao estabelecimento desequilíbrios gestacionais e patologias potencialmente fatais para a mãe e o feto. A proliferação de células trofoblásticas extravilosas, a migração, bem como a invasão decidual são eventos fundamentais, os quais são espaço temporalmente coordenados por uma eficaz comunicação celular operante na interface materno fetal. A funcionalidade deste diálogo leva a invasão adequada da decídua e arteríolas espiraladas, controle da apoptose tanto de células maternas quanto fetais, controle da inflamação no local da implantação embrionária, coordenada secreção de citocinas e, por fim, o efetivo estabelecimento de uma placenta funcional. Na presente proposta, pretendemos elucidar como a infecção do microambiente arterial materno pode influenciar os mecanismos de invasão, migração, apoptose, produção de citocinas por células trofoblásticas extravilosas, em diferentes abordagens experimentais, em um modelo de infecção da interface materno fetal, para tanto proceder-se-á as seguintes análises de células trofoblásticas extravilosas: invasão celular por meio de placas transwell sob matrigel; migração celular pela técnica de scratch; índices de apoptose por citometria de fluxo; dosagem de FAS solúvel e FAS ligante por ELISA; expressão do receptor de morte CD 95 por citometria de fluxo; expressão de MAPK, caspase 3 ativa e proteínas inibidores de apoptose por western blotting; dosagem de citocinas por ELISA; expressão de metaloprotease por western blotting e, por fim expressão da atividade funcional de metaloprotease por ensaio de zimografia. A execução experimental da presente proposta contribuirá para o entendimento das complexas interações operantes no microambiente placentário, especialmente entre células endoteliais e células trofoblásticas extravilosas, em uma condição que simule a infecção materna primária ou reativação da toxoplasmose. Os resultados a serem obtidos pela execução da presente proposta têm o potencial de ampliar o entendimento dos fatores parácrinos, responsáveis pela manutenção da homeostase na complexa rede de interações celulares e de citocinas operantes na interface materno fetal, na ausência ou presença de infecção por T. gondii. Permitirá ainda determinar a participação de T. gondii na manipulação da hierarquia funcional das vias de sinalização envolvidas tanto na ativação e controle de apoptose, secreção de citocinas, invasão e migração em células trofoblásticas extravilosas. O entendimento de tais mecanismos tem o potencial de embasar o estabelecimento de futuras abordagens terapêuticas capazes de interferir no controle da infecção fetal por T. gondii sem comprometer a manutenção da gestação.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022