Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Janice Henriques da Silva Amaral

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • novas práticas e estratégias pedagógicas para a educação em saúde no âmbito das instituições públicas de ensino básico
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Janice Izabel Druzian

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • produção de poli(hidroxialcanoato) a partir de glicerina bruta e sua processabilidade á biocompositos ativos por extrusão destinados ao setor de embalagens
  • Os plásticos sintéticos são utilizados devido ao baixo custo, versatilidade, fácil processamento, resistência e durabilidade, sendo 40% destinados de embalagens, principalmente de alimentos, possibilitando as indústrias fornecerem produtos seguros. Entretanto, a durabilidade associada a não biodegradabilidade destes comprometem a sustentabilidade ambiental. As fontes renováveis possuem um ciclo de vida mais curto comparado ás fontes fósseis, e materiais biodegradáveis de menor custo é emergente. Entre os biopolímeros microbianos que o grupo da proponente vem estudando destacam-se os poli(hidroxialcanoatos)-PHA, poliésteres biodegradáveis que podem substituir os polímeros termoplásticos convencionais, entretanto ainda apresentam alto custo. Os PHA são acumulados por bactérias, e comercialmente são obtidos pelo cultivo destas com sacarose ou glicose, originando principalmente poli(hidroxibutirato)-PHB. Na tentativa de aumentar a viabilidade econômica, a produção de PHA vem sendo estudada pelo grupo a partir da fermentação de glicerina residual do biodiesel (GB) (CAMPOS et al., 2014; FIGUEIREDO et al., 2014; RIBEIRO et al., 2015a; RIBEIRO et al., 2015b). Ao contrário da utilização de açúcares, a GB tem menor custo, alta disponibilidade, e não compete com a produção de alimentos. Os estudos foram realizados em escala de laboratório (Bioreator 5L) e o processo patenteado (ASSIS et al., BR1020130339113, 2013). Estes PHA obtidos com GB apresentam vantagens competitivas em relação aos disponíveis comercialmente (PHB), como melhores propriedades devido menor índice de cristalinidade (CAMPOS et al., 2014; RIBEIRO et al., 2015), e isto facilita a processabilidade por extrusão. Copolímeros obtidos com altos teores de 11-hidroxioctadecanoato (RIBEIRO et al., 2015b) é um exemplo. Alem da redução dos custos de produção de PHA existe também um crescente interesse no desenvolvimento de filmes biodegradáveis para embalagens, outra área de atuação do grupo de pesquisa da proponente. Estes biocompositos vêm sendo reforçados com nanocelulose (SILVA et al., 2012; MACHADO et al., 2014; COSTA et al., 2014; COSTA et al., 2015; SILVA et al., 2015), e com bioativos (SOUZA et al., 2011; PERAZZO et al., 2014; REIS et al., 2015), com manutenção da total biodegradabilidade. Vários destes produtos desenvolvidos apresentam eficácia como embalagens e também foram patenteados pelo grupo (VEIGA et al., PI07111088, PI 0711108-8 A2, 2007; SILVA et al., PI1010500-0, 2010; SILVA et al., BR102012014512-0, 2012; MACHADO et al., BR1020130099210, 2013; MOURA et al., BR10201303391, 2013). Entretanto até o momento filmes de PHA obtidos com esta GB não foram desenvolvidos por extrusão. Neste contexto, propomos na atual proposta otimizar a produção de PHA a partir de GB em maior escala (50L), a fim de obter quantidade que permita a processabilidade do biopolimero na forma de filmes flexíveis por extrusão. Visando ainda mais a redução dos custos de produção dos filmes biocompositos, a inclusão de proteínas junto à matriz de PHA também será testada como alternativa promissora. Propõe-se também desenvolver filmes biocompósitos de PHA:proteína da microalga Spirulina. A Spirulina será oriunda de uma planta piloto que está sendo implantada na UFBA pelo grupo da proponente, em parceria com a Universidade Federal de Rio Grande (FURG), e apoio financeiro do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), visando à produção de biomassa protéica para o desenvolvimento de alimentos ativos de menor custo. A vida útil dos produtos embalados nestes filmes bioativos desenvolvidos até então tem sido similar aos filmes convencionais, entretanto nesta proposta outros aditivos devem ser testados. Microcápsulas de bixina ou de óleo de palma já desenvolvidos por Spray Drying (FERREIRA et al., 2015) serão incorporadas, buscando aumentar a estabilidade térmica dos carotenóides na extrusão. Estes filmes biocompósitos de PHA ou de PHA:proteína com carotenóides microencapsulados e plastificantes adequados serão caracterizados quanto as propriedades físicas (espessura, umidade, atividade de água, e solubilidade), mecânicas (resistência a tração e porcentagem de alongamento), microscópicas (MEV, TEM), térmicas (TGA e DSC) e de barreira (permeabilidade, taxa de permeabilidade ao vapor de água, teste de migração dos bioativos, e eficácia dos bioativos), além da biodegradabilidade. Os filmes com as melhores propriedades serão testados como embalagem de alimentos. Em adendo, a proposta visa complementar as ações necessárias à inovação e desenvolvimento de novos bioprodutos, por meio de pesquisas em temas atuais e de relevância científica e tecnológica para o país. Ressalta-se ainda o forte caráter de formação de recursos humanos da proposta, envolvendo a formação de graduandos, mestrandos e doutorandos, associada à contribuição do aumento da produção técnico científica de três programas de Pós-graduação da UFBA, com colaborações de grupos de pesquisa da UFSCar, UNESP, SENAI, FURG, UFAL, FCEyN-Argentina e UPORTO-Portugal. Neste contexto, ressalta-se o desempenho científico da proponente, com 80 artigos na Web of Science, 130 citações e fator H = 5, e 14 patentes depositadas. A estratégia da proposta, associada à interdisciplinar equipe de pesquisadores formada, e a interface com outros projetos em andamento e parcerias estabelecidas, resultará na formação de recursos humanos altamente qualificados, aumento da produção técnico científica, e em produtos e insumos ativos capazes de contribuir para a qualidade na indústria de embalagens. Também oferece a oportunidade de agregação de valor à importantes cadeias produtivas (biodiesel, microalga, urucum, dendê, associada à sustentabilidade ambiental.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Janilse Fernandes Nunes

Ciências Humanas

Educação
  • ciência e tecnologia do plástico: um argumento para construção de espaços colaborativos de ensino e da abordagem de práticas sustentáveis na educação básica
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Franciscana - RS - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Janine Helfst Leicht Collaço

Ciências Humanas

Antropologia
  • consumo e cidades: o acesso ao alimento considerado saudável no contexto urbano
  • Esta proposta pretende dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos anteriormente no qual analisei, sob diferentes aspectos, dinâmicas urbanas e mudanças alimentares. Valendo-me de distintas perspectivas teóricas da antropologia, pretendo abordar e explorar novos aspectos da relação entre alimentação e cidades, partindo do pressuposto que a cidade permite o encontro entre distintos grupos culturais, com seus modelos e práticas atuando diretamente no consumo alimentar, na apropriação do espaço, bem como naquilo que é considerado saudável, confrontando lógicas que vão desde o discurso científico e médico até o discurso cotidiano, popular, doméstico. O foco deste projeto está apoiado na relação entre cidade, consumo e corpo, este último pensado a partir da noção do comer saudável. O eixo condutor será tentar compreender o acesso e escolhas alimentares no contexto urbano por meio do conceito de alimentação/alimento saudável, revelando particularidades no uso do espaço e das relações ali conduzidas e evidenciando diferentes formas de organizar o cotidiano e o consumo. Ainda, serão abordados alguns aspectos sobre os conceitos segurança, soberania e justiça alimentar, bem como a questão patrimonial e de reconhecimentos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 01/06/2017-31/07/2021
Foto de perfil

Janine Schirmer

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • efeitos do uso do cálcio para avaliação da eficácia e segurança no tratamento de gestantes com hipertensão gestacional: ensaio clínico randomizado.
  • A suplementação dietética de cálcio durante a gravidez tem mostrado por meio de ensaios clínicos randomizados realizados em outros países reduzir a incidência dos distúrbios hipertensivos, diminuição dos níveis pressóricos, prevenção de pré-eclâmpsia e trabalho de parto prematuro. Apesar das evidências indicando os benefícios desse micronutriente, uma pequena parcela de gestantes recebe prescrição de cálcio durante a assistência pré-natal em instituições públicas brasileiras, mesmo estando disponível pelo setor público. Ademais, a grande maioria das gestantes do país consomem diariamente baixa quantidade de cálcio em suas dietas, aquém das recomendações e diretrizes internacionais. Diante do exposto, a suplementação com cálcio pode ser um atrativo potencial de intervenção durante o acompanhamento pré-natal. O objetivo dessa pesquisa consiste em identificar por meio de um estudo duplo-cego randomizado a melhor dosagem para a suplementação com cálcio em gestantes com hipertensão gestacional. Propõe-se uma alocação aleatória das pacientes diagnosticadas com hipertensão gestacional em um grupo intervenção máxima (suplementação com 1.500 mg de cálcio) ou em um grupo intervenção mínima (suplementação com 500 mg). A partir do desfecho secundário deste estudo, pretende-se revisar e atualizar as ações dos serviços públicos de saúde durante a assistência pré-natal ofertada para gestantes que apresentam risco potencial de desenvolver síndromes hipertensivas, inserindo novas condutas e rotinas no atendimento à mulher, além de encorajar o uso da prescrição do suplemento baseada em evidencias para a saúde materna-neonatal.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Janio Morais Santurio

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • atividade de peptídeos antimicrobianos para controle de infecções por pythium insidiosum .
  • Pythium insidiosum é o mais importante oomiceto causador de infecções superficiais, cutâneas, subcutâneas e sistêmicas em humanos e animais. Possui morfologia semelhante aos fungos, porém a infecção causada por este microrganismo, na maioria dos casos, é refratária aos agentes antifúngicos convencionais, fato que resulta no desenvolvimento de doença agressiva e potencialmente fatal. Sendo, muitas vezes, o único tratamento efetivo a excisão completa do tecido infectado. P. insidiosum possui uma via biossintética incompleta do ergosterol, que é uma das razões para o fracasso da terapia antifúngica contra a pitiose. Como a maioria dos antifúngicos age inibindo a biossíntese deste esterol e assim causando danos a membrana celular dos fungos, eles não controlam a pitiose. Várias tentativas de tratamento de animais e de humanos com fármacos antifúngicos e antibacterianos, usados isoladamente ou em associação, têm apresentado resultados variáveis e por vezes contraditórios em comparação com resultados de ensaios in vitro. Portanto, atualmente, não existe tratamento farmacológico eficaz para a pitiose. Os peptídeos antimicrobianos (AMPs) têm atraído muita atenção como uma nova possível opção terapêutica frente a microrganismos de difícil tratamento como P. insidiosun. AMPs constituem uma parte significativa da resposta imune inata da maioria dos organismos vivos contra potenciais agentes patogênicos, onde exibem atividade antimicrobiana direta, exercem uma função de mediador e representam o sistema inicial de defesa do hospedeiro. São moléculas de baixo peso molecular, produzidas naturalmente ou de forma sintética, que possuem pronunciada atividade antimicrobiana contra uma ampla gama de espécies, incluindo bactérias gram-positivas e gram-negativas, fungos e vírus. Os AMPs possuem, em suas moléculas, a presença de resíduos de cisteínas em número par (4, 6 ou 8), interconectadas por pontes dissulfeto, conferindo a eles uma alta estabilidade. Sua composição de aminoácidos, anfipaticidade, carga catiônica e pequeno tamanho fazem com que estes peptídeos tenham a habilidade de se inserirem facilmente nas membranas lipídicas possibilitando a morte do microrganismo alvo. Eles podem ser divididos em dois grupos principais conforme sua ação na membrana: a) aqueles que rompem a membrana causando permeabilização, e b) os que não rompem a membrana tendo ação em alvos intracelulares. Em ambos os grupos, a associação dos AMPs com a membrana celular dos microrganismos ocorre através de interações eletrostáticas entre os AMPs catiônicos e lipopolissacarídeos aniônicos (gram-negativos) ou ácidos lipoteicóicos (gram-positivos), o que provoca uma diferença no potencial de membrana do microrganismo levando a um quadro de toxicidade seletiva. Para muitos AMPs, a produção de espécies reativas de oxigênio intracelular em células alvo, o gatilho de cascatas de sinalização após a interação com receptores celulares específicos, bem como o potencial de membrana e / ou alterações de canais de íons já foram demonstrados, especialmente frente a fungos. Considerando que a atividade antimicrobiana dos AMPs ainda não foi explorada frente ao P. insidiosum e as dificuldades no tratamento da pitiose, este estudo tem por objetivo determinar a susceptibilidade de P. insidiosum frente a diferentes AMPs e definir seus mecanismos de ação nesse oomyceto.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jankerle Neves Boeloni

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • efeitos in vitro da triiodotironina (t3) sobre a diferenciação condrogênica de células tronco mesenquimais da medula óssea de ratas idosas
  • O tecido cartilaginoso tem um potencial limitado de regeneração e os tratamentos convencionais muitas vezes não são satisfatórios. Desta forma, as células tronco mesenquimais da medula óssea (CTM-MO) poderiam ser uma boa alternativa terapêutica para o tratamento de doenças ou defeitos no tecido cartilaginoso, pois podem se diferenciar em condrócitos e diversos fatores podem influenciar nessa diferenciação. Nesse contexto, a idade do doador é um dos fatores que pode interferir na diferenciação condrogênica das CTM-MO, uma vez que essa diferenciação diminui tanto em ratas quanto em humanos idosos. Além disso, a triiodotironina (T3) também influencia na condrogênese in vitro, pois potencializa a diferenciação condrogênica das CTM-MO de ratas jovens de forma dose-dependente. No entanto, não se sabe se o tratamento in vitro com T3 poderia aumentar o potencial condrogênico das CTM-MO de ratas idosas, visto que se acredita que essas ratas possam ter um potencial de diferenciação diminuído. Assim, o objetivo deste projeto será estudar o efeito da triiodotironina sobre a diferenciação condrogênica de células tronco mesenquimais da medula óssea de ratas idosas. Serão utilizadas seis ratas Wistar idosas (12 meses de idade) e seis ratas Wistar jovens (um mês de idade) que serão eutanasiadas com sobredose de anestesia e, imediatamente após este procedimento, seus ossos longos (fêmur e tíbia) serão colhidos assepticamente e submetidos à extração da medula óssea para obtenção de um pool de células de ratas jovens e de ratas idosas separadamente. As CTM-MO serão cultivadas in vitro em meio de indiferenciação para avaliação da viabilidade celular pelo uso da técnica de coloração pelo azul de Tripan. Posteriormente, as células serão cultivadas em meio de diferenciação condrogênico, acrescido ou não de 3,3’,5-triiodo-L-tironina (T3). Serão constituídos quatro grupos experimentais de CTM-MO cultivadas em meio condrogênico: 1) CTM-MO ratas jovens sem T3; 2) CTM-MO ratas idosas sem T3; 3, 4) CTM-MO ratas idosas com T3 (0,01 e 1000 nM, respectivamente). Após sete, 14 e 21 dias de diferenciação serão avaliados: formação de matriz condrogênica e expressão de Sox-9, agrecano, Col II, Col X e TERT. Condrócitos também serão cultivados. Para as análises da formação de matriz condrogênica será utilizado o teste de Mann-Whitney. Para as análises dos resultados do qPCR, será realizada análise de variância (ANOVA) e as médias serão comparadas pelo teste de Student Newman Keuls. Todos os procedimentos experimentais serão executados segundo as recomendações e a aprovação da Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA) da Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jansen Fernandes de Medeiros

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • plataforma de produção e infecção nyssorhynchus darlingi - modelo experimental de estudo da relação patógeno- vetor (plasmodium vivax – ny. darlingi) para desenvolvimento de estratégias de controle no brasil
  • O Nyssorhynchus darlingi é o principal vetor da região Amazônica e um dos transmissores de Plasmodium spp. mais eficientes do mundo. Na Amazônia, este é considerado o vetor primário em quase todos os estados, sendo altamente competente no processo de transmissão do parasito para o hospedeiro humano. Métodos de intervenção para o controle da malária, visando o hospedeiro invertebrado, seja a partir do uso de inseticidas, de bloqueadores do ciclo esporogônico, ou bloqueadores do ciclo exoeritrocítico, representam um grande desafio para a comunidade científica e de saúde. Uma vez que, o rápido surgimento e disseminação de mosquitos resistentes aos inseticidas e a escassez de medicamentos bloqueadores da transmissão agravam este cenário. Neste sentido, o estabelecimento de uma criação em massa de anofelinos em laboratório é extremamente necessária e representa uma condição primária para o desenvolvimento das pesquisas em malária num contexto multidisciplinar. Sendo assim, o nosso grupo de Entomologia (Fiocruz Rondônia), foi o segundo laboratório no mundo a estabelecer uma colônia altamente produtiva de Ny. darlingi. Com a aprovação deste projeto pretendemos: (i) criar uma plataforma para criação em massa de Ny. darlingi e disponibilização para a comunidade cientifica, (ii) realizar a caracterização genética da colônia e a avaliação dos SNPs relacionados a resistência aos inseticidas em uma colaboração estabelecida com a Prof. Suzana Campino da London School, (iii) utilizar os ensaios de alimentação artificial em membrana, previamente estabelecidos pelo nosso grupo, para avaliação do efeito bloqueador do tratamento para malária estabelecido pelo Ministério da Saúde no Brasil e (iv) investigar novos bloqueadores de transmissão utilizando o modelo de Ny. darlingi e P. vivax. Este é um projeto multidisciplinar que conta com a parceria de importantes centros, como: FIOCRUZ, London School, National Institute of Health, Harvard e Universidade de São Paulo.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RO - Brasil
  • 01/01/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Jaqueline Bohrer Schuch

Ciências Biológicas

Genética
  • novo enfoque na análise de marcadores biológicos no transtorno de déficit de atenção/hiperatividade: uma abordagem genética e imunológica
  • O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH), caracterizado por sintomas persistentes de desatenção, hiperatividade e impulsividade, é uma condição neuropsiquiátrica muito comum que ocasiona prejuízos em diferentes aspectos da vida. É uma doença associada a presença de comorbidades psiquiátricas e adversidades, déficits cognitivos e alterações em neuroimagem. Há uma influência genética marcante envolvida com a susceptibilidade ao transtorno. Embora alguns genes candidatos têm sido consistentemente associados, os aspectos neurobiológicos do TDAH, especialmente na vida adulta, ainda carecem de abordagens mais específicas e aprofundadas. Modelos animais e estudos com humanos demonstram que o perfil imune periférico pode acarretar a presença de sintomas psiquiátricos, evidenciando uma conexão entre o sistema imune e o sistema nervoso. No TDAH, duas recentes revisões salientam a importância deste sistema, em especial da inflamação, na susceptibilidade e apresentação clínica do transtorno. Além disso, a presença de inflamação, bem como de adversidades, está associada ao envelhecimento celular. Avaliações neuropsicológicas e de neuroimagem em adultos denotam um provável envelhecimento acelerado no TDAH. Considerando tais evidências, nossa hipótese é de que alterações em processos inflamatórios e de senescência estejam associados ao TDAH e a sua apresentação clínica. Para avaliar nossa hipótese, o presente projeto tem como objetivo analisar marcadores inflamatórios e de envelhecimento celular em uma amostra de adultos com TDAH e em um grupo controle, utilizando dados transversais e longitudinais. Serão utilizadas abordagens genômicas (gene-set e escore de risco poligênico), combinadas com os marcadores escolhidos (CCL11 e comprimento telomérico) em um enfoque multidisciplinar e inovador. Como trata-se de uma parceria entre diferentes centros de pesquisa (UFRGS/HCPA e PUCRS), a amostra utilizada no projeto conta com dados clínicos, neuropsicológicos, genômicos e de neuroimagem, proporcionando vastas e sofisticadas análises. Através deste projeto espera-se fornecer evidências contundentes e inovadoras que possam ser aplicadas no desenvolvimento de novas terapias para pacientes com TDAH.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jaqueline Dalla Rosa

Ciências Agrárias

Agronomia
  • qualidade do solo e produtividade de cacau em cultivo adensado e consorciado com plantas de cobertura
  • A lavoura cacaueira é a principal fonte geradora de recursos financeiros na região Sul da Bahia ocupando 72% da área destinada à agropecuária. O sistema de cultivo predominante na região é aquele em que o cacau é cultivado no sub-bosque da mata nativa, denominado localmente de ‘cabruca’. Entretanto, após a crise cacaueira novas alternativas de cultivo têm surgido, visando aumento de produção e retomada do crescimento econômico e social da região, um exemplo é o cultivo de cacau adensado cultivado à pleno sol. Porém, por se tratar de uma nova forma de cultivo há necessidade de avaliação do efeito sobre a qualidade do solo, desenvolvimento e produtividade do cacaueiro. Dessa forma, o presente estudo será desenvolvido com o objetivo de avaliar a qualidade do solo de um sistema de cacau adensado conduzido à pleno sol consorciado com plantas de cobertura. O experimento será desenvolvido na estação experimental da CEPLAC (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira), em Ilhéus, BA. Inicialmente, em toda a área experimental, será feita a implantação de mudas de Gliricídia (Gliricidia sepium), plantadas seguindo o espaçamento das mudas de cacau (1,5 m entre plantas x 2,5 m entre linhas). A Gliricídia terá a função de fornecer sombra para o desenvolvimento inicial do cacaueiro, e será totalmente suprimida no terceiro ano. Dois meses após a implantação da Gliricídia as plantas de cobertura serão implantadas. Serão avaliados cinco tratamentos com quatro repetições, que constam de espécies de plantas de cobertura: (1) Braquiária (Brachiaria humidicola); (2) Guandu anão (Cajanus cajan); (3) Consórcio de Braquiária e Guandu anão; (4) Vegetação espontânea e sistema tradicional de cultivo de cacau, (5) Cacau cabruca, que representa o cultivo do cacau no sub-bosque da floresta. Quando as plantas de cobertura estiverem em fase de desenvolvimento pleno serão roçadas para a formação de cobertura do solo. Após essa fase inicial de formação da cobertura do solo, serão implantadas as mudas de cacau. A rebrota das plantas de cobertura será mantida com roçada para evitar competição com o cacau. Serão utilizadas mudas clonais de dois materiais genéticos. No segundo e terceiro anos de implantação do experimento serão realizadas coletas de solo nas camadas, 0-10, 10-20 e 20-30 cm, para avaliação da qualidade do solo, através de indicadores físicos e microbianos de qualidade do solo e atributos químicos. Serão avaliados também parâmetros de crescimento e fisiológicos das plantas de cacau e ao terceiro ano será avaliada a produção. Os resultados serão submetidos à análise de variância seguida de comparação de médias quando aplicável, considerando os fatores avaliados (plantas de cobertura, clones, profundidade e ano) e interação entre estes. Além disso, será realizada análise multivariada, pela técnica de Análise de Componentes Principais (ACP) para observar como se relacionam os atributos do solo avaliados com os parâmetros de crescimento de plantas, fisiológicos e de produtividade de cacau.
  • Universidade Federal do Sul da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jaqueline Dias Senra

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • obtenção de organogéis supramoleculares bioinspirados com potencial emprego ambiental
  • Os crescentes danos causados ao meio ambiente, resultantes do desmatamento acelerado, do uso de combustíveis fósseis, bem como da poluição de efluentes, tem se tornado alarmantes, especialmente nos últimos 20 anos. No entorno do problema relacionado aos efluentes, o impacto negativo e crescente na qualidade de vida da população e nos ecossistemas marinhos indicam a necessidade de uma reorientação nos padrões de produção, consumo e geração de resíduos. Recentes estratégias tecnológicas têm contribuído como importantes pilares para a remediação de efluentes contaminados. O desenvolvimento de novos materiais orgânicos com propriedades viscoelásticas, formados a partir de interações intermoleculares de compostos de baixa massa molecular, tem se mostrado atrativo nos últimos anos. Através de processos que envolvem reconhecimento molecular, especialmente via interações pi, ligações de hidrogênio e interações hidrofóbicas, redes tridimensionais moduláveis, formadas como um resultado da gelificação induzida por alterações de temperatura, pH ou pela presença de espécies iônicas, podem apresentar diversas aplicações tecnológicas, especialmente na remoção seletiva de poluentes. Organogéis supramoleculares baseados em aminoácidos/ peptídeos de baixa massa molecular possuem vantagens relacionadas a biocompatibilidade e a capacidade de rápida modulação das propriedades de gelificação, mediante alteração de pH e de pequenas características estruturais. Nesse sentido, aminoácidos alfa,alfa-dissubstituídos (quaternários) representam uma classe com propriedades estruturais privilegiadas, tendo em vista a maior rigidez conformacional promovida pela presença do -substituinte, o que é desejável no design de novos organogéis supramoleculares. Neste trabalho, propõe-se uma rota simples e de baixo custo para a preparação de novos análogos quaternários da fenilalanina, a qual encontra-se presente em diversos organogéis eficientes (pequena concentração de gelificação crítica) baseados em peptídeos. Como um modo de potencializar a capacidade de gelificação futura desses novos derivados, almeja-se incluir unidades biarilícas no cerne do aminoácido através de reações de Suzuki-Miyaura catalisada por nanopartículas de paládio. A equipe do presente projeto vem se dedicando a pesquisas envolvendo a síntese e a caracterização de materiais nanoestruturados, bem como a estudos metodológicos visando a síntese de moléculas orgânicas funcionalizadas com fins medicinais e tecnológicos. Desse modo, com o fomento do presente projeto, pretende-se continuar os estudos envolvendo a aplicação de nanopartículas metálicas cataliticamente ativas em reações organometálicas sequenciais (borilação/ arilação de haletos de arila), almeja-se ampliar o escopo dos estudos na formação de uma nova classe de aminoácidos e avaliar a resposta reológica em meio orgânico. Além disso, vislumbra-se a aplicação futura desses novos aminoácidos em sistemas de remediação ambiental.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jaqueline dos Santos Soares

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • deposição e caracterização de revestimentos de hidroxiapatita com incorporação de nanoestruturas para aplicações biomédicas
  • A hidroxiapatita tem sido amplamente estudada devido às suas propriedades osteocondutivas e biotativas. Entretanto, a hidroxiapatita, sendo um material cerâmico, apresenta fragilidade. Para melhorar as propriedades mecânicas, fases de reforço tem sido adicionadas, tais como nanotubos de carbono, fibra de vidro, fibra de carbono, TiO2, zircônia e alumina. Neste projeto, dois diferentes materiais bidimensionais serão adicionados a filmes de hidroxiapatita para melhorar as propriedades mecânicas. Como material de reforço serão utilizados o grafeno e o talco. O talco foi recentemente descoberto como sendo um material bidimensional, forte tal como o grafeno, e ainda não há estudos a respeito de sua incoporação em hidroxiapatita. Os filmes de hidroxiapatita serão eletrodepositados juntamente com a incorporação das nanoestruturas. Os mesmos serão caracterizados quanto a resistência à corrosão, desgaste, dureza e biocompatibilidade. Espera-se que os filmes compósitos apresentem uma maior dureza, maior resistência ao desgaste sem que a biocompatibilidade dos filmes seja afetada.
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jaqueline Kappke

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • concetração de atividade de rádio em águas disponiveis para consumo humano e tabaco
  • O radônio é considerado a segunda maior causa de câncer de pulmão no mundo pela Organização Mundial de Saúde, ficando apenas atrás do cigarro. O rádio devido sua similaridade com o cálcio, pode se acumular nos ossos e provocar o desenvolvimento de tumores nos mesmos. Estes radionuclídeos estão presentes naturalmente nas rochas nos solos e nas águas, sendo assim podem ser ingeridos pela população ou mesmos se acumular nas folhas de tabaco dependendo do solo do qual estas folhas provem ou mesmo do uso de fertilizantes químicos. O presente projeto pretende analisar a concentração de atividade destes radionuclídeos em amostras de água e de tabaco. atém disso, fazer uma estimativa de dose proveniente a ingestão destes radionuclideos devido ao consumo de água e também de tabaco.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2022
Foto de perfil

Jaqueline Nascimento Picada

Ciências Biológicas

Genética
  • pesquisa pré-clínica de novos filtros solares para uso em fotoproteção
  • A proteção individual contra a luz solar é altamente efetiva para a prevenção primária do câncer de pele, inclusive os melanomas, além de evitar os danos decorrentes da incidência de radiação ultravioleta (UV) sobre a pele, como queimaduras, fotoalergias, melasmas e envelhecimento cutâneo precoce. Em 2010 um novo Regulamento Técnico sobre protetores solares em cosméticos foi aprovado no MERCOSUL, destacando a necessidade de comprovação de um fator de proteção UVA mínimo, relativo a 1/3 do FPS indicado no rótulo. No Brasil, a ANVISA publicou a Resolução RDC 30 de 2012, em consenso com o MERCOSUL, que induz à revisão das formulações disponíveis no mercado brasileiro. No entanto, poucos insumos são comercializados mundialmente com características de fotoestabilidade e eficácia de proteção acima de 340 nm, justificando pesquisas de novas moléculas para utilização em fotoproteção. Assim, este projeto tem por objetivo realizar a síntese de moléculas orgânicas do tipo benzoxazol, que apresentam estabilidade química, fotoquímica e térmica reconhecidas, e desenvolver formulações de fotoprotetores a partir destes novos insumos. A pesquisa tem caráter inovador e será desenvolvida na Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), Canoas, RS, mais especificamente, no CENTRO DE PESQUISA EM PRODUTO E DESENVOLVIMENTO - CEPPED, onde serão realizadas as sínteses orgânicas e as avaliações fotofísicas dos filtros solares, LABORATÓRIO DE BIOLOGIA DO CÂNCER, onde serão realizados os ensaios de citotoxicidade, LABORATÓRIO DE GENÉTICA TOXICOLÓGICA, onde será determinada a genotoxicidade e mutagenicidade dos produtos e o LABORATÓRIO DE TECNOLOGIA FARMACÊUTICA onde serão desenvolvidas as formulações farmacêuticas contendo os filtros solares selecionados, seguindo os critérios de maior eficácia e segurança, avaliados através de ensaios pré-clínicos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jaqueline Terezinha Martins Correa Rodrigues

Engenharias

Engenharia de Produção
  • gurias fazendo ciência
  • O presente projeto tem como propósito incentivar a curiosidade e o pensar científico de meninas da Educação Básica para as carreiras de ciências exatas, engenharias e computação, além de ampliar a parceria entre a rede pública de educação básica no município de Canoas e o IFRS – Campus Canoas. O projeto contará com uma equipe composta por uma coordenadora e seis colaboradoras, todas professoras da instituição proponente e com formação na área científica, três alunas bolsistas dos cursos superiores do IFRS-Canoas, cinco professoras bolsistas de cinco diferentes escolas e três alunas bolsistas em cada uma delas. Assim, o projeto será desenvolvido em etapas, que contemplam o planejamento e a divulgação das atividades, a seleção das alunas bolsistas, a definição e execução das atividades (oficinas, palestras, eventos, cursos, visitas às instalações da proponente, preparação para participação em olimpíadas, etc.), a formação das bolsistas de graduação e das bolsistas e das professoras das Escolas participantes, bem como a contínua e constante avaliação das atividades. Com o desenvolvimento deste projeto, pretende-se aumentar o número de ingressantes, a permanência e o êxito do gênero feminino nos cursos técnicos de ensino médio e de graduação da instituição proponente ou em outras instituições de ensino, promover o debate sobre a participação de mulheres na ciência e a importância dessa participação para a sociedade e para o melhor desenvolvimento da ciência; fortalecer o vínculo entre as instituições com a finalidade da criação de uma rede de apoio mútuo, contribuindo para a ampliação do espaço científico nas escolas e possibilitando a continuidade do projeto por tempo indeterminado.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 22/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Jarbas Magalhães Resende

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • estudos de peptídeos e derivados peptídicos: síntese, estrutura e interações com membranas
  • À medida que mais patógenos desenvolvem resistência contra antibióticos de uso comum, torna-se cada vez mais necessário o desenvolvimento de novos agentes com ação fungicida e bactericida. Por sua vez, tanto plantas como animais armazenam e sintetizam peptídeos antibióticos, que fazem parte do sistema imunológico inato desses organismos, sendo que diversos desses compostos vêm sendo isolados de vários tipos de fontes nas últimas décadas. Neste projeto de pesquisa é proposta a síntese, bem como estudos estruturais e das interações com membranas de PAMs originalmente isolados de espécies de anuros encontradas em florestas brasileiras. Dentre os peptídeos a serem estudados, encontram-se cadeias lineares, bem como um peptídico homodimérico, formado através de ligação dissulfeto entre resíduos de cisteína. São também propostas as sínteses de alguns glicotriazol-peptídeos (GtPs), derivados de PAMs naturais, a fim de se observar o efeito da glicosilação na interação desses peptídeos com membranas. Serão sintetizados alguns derivados tiazol-peptídicos os quais serão submetidos, além dos ensaios antimicrobianos e antifúngicos, a testes de atividade tripanocida. Ainda serão preparadas algumas nanopartículas de alumina contendo peptídeos que vêm sendo estudados pelo nosso grupo de pesquisa. Será utilizada como ferramenta principal de investigação a ressonância magnética nuclear (RMN), entretanto espera-se obter informações complementares sobre os sistemas em estudo pelo emprego das técnicas de dicroísmo circular (CD), calorimetria de titulação isotérmica (ITC), calorimetria diferencial de varredura (DSC), espalhamento de luz dinâmico, ressonância plasmônica de superfície, estudos de fluorescência intrínseca e de extravasamento de marcador incorporado em vesículas fosfolipídicas. A homotarsinina (Htr) é um peptídeo homodimérico isolado originalmente do anuro Phyllomedusa tarsius. A estrutura determinada recentemente para o esse homodímero, pelo nosso grupo de pesquisa, é inédita em vários aspectos, pois se trata da primeira estrutura tridimensional de alta resolução elucidada para um peptídeo antimicrobiano homodimérico de origem natural, sendo também o arranjo em super-hélice inédito para peptídeos naturais dessa magnitude. Para complementação dos estudos serão realizados mais estudos por RMN de sólidos do peptídeo reconstituído em bicamadas lipídicas, que irão dar importantes informações sobre o arranjo espacial relativo entre as duas cadeias na estrutura do dímero, bem como o alinhamento relativo em relação à superfície da membrana. São também propostos estudos de cinética de dimerização, para se avaliar influências de diferentes condições de reação para a produção do homodímero. Vários estudos da interação de peptídeos nativos filoseptina-1, -2 e -3 (PS-1, -2 e -3) foram realizados por nosso grupo de pesquisas. Essas três filoseptinas são peptídeos catiônicos, originalmente isolados da espécie de anuro Phyllomedusa hypochondrialis. Os três peptídeos apresentam segmentos significativos de hélices anfipáticas, tendo-se as estabilidades estruturais relativas da PS-2 ≥ PS-1 > PS-3. Essas estabilidades foram explicadas com base em diferentes interações, tendo-se confirmado que pequenas modificações nas sequências peptídicas levaram a significativas diferenças nas estruturações, em especial nas proximidades das porções C-terminal. Por sua vez, estudos por RMN de sólidos indicaram importantes diferenças nas topologias peptídicas. Com o objetivo de se investigar o efeito de glicosilações na interação de derivados das filoseptinas supracitadas na interação com membranas, neste projeto se propõe estudos dos derivados glicotriazólicos , tendo sido as posições dos sítios a para inserção dos resíduos glicotriazólicos criteriosamente selecionadas, com base nas estruturas tridimensionais e nas topologias dos peptídeos em bicamadas lipídicas determinadas por espectroscopia de RMN pelo nosso grupo de pesquisa. As estruturas dos glicotriazol-peptídeos derivados das três filoseptinas serão investigadas por RMN em solução, bem como suas interações com membranas serão avaliadas por várias outras metodologias. Essas moléculas serão também preparadas com a inserção de resíduos de aminoácidos isotopicamente enriquecidos com 15N e 2H, a fim de se avaliarem os efeitos das unidades glicotriazólicas nas topologias peptídicas por RMN de sólidos. O isolamento dos peptídeos ocellatina-LB1, -LB2 e -F1 da secreção cutânea do anuro L. labyrinthicus foram relatados recentemente pelo nosso grupo, que também relatou estudos estruturais e de interação com membranas. Importantes diferenças estruturais foram observadas para meios com composições lipídicas distintas, sendo que neste projeto é proposta a síntese desses peptídeos com a inserção de resíduos isotopicamente enriquecidos para de se avaliarem, por RMN de sólidos, os efeitos das composições lipídicas nas topologias peptídicas, bem como para se melhor compreender como os resíduos extra na porção C-terminal da ocellatina-F1 conferem maior atividade a esse peptídeo. Recentemente, em trabalho em parceria com entre colaboradores deste projeto, foi proposta a síntese de nanopartículas de alumina funcionalizadas peptídeos. tendo sido atividades pronunciadas obtidas para as nanopartículas. Aliando-se a isso as vantagens do nanobiomateriais, como prevenção de degradação e biodisponibilidade, é proposta neste projeto a síntese de nanopartículas decoradas com os peptídeos ocellatina, por diferentes estratégias de síntese. Por fim, para se obterem peptídeos com potencial atividade tripanocida, são propostas as sínteses de tiazol-peptídicos derivados da Ocellatina-F1 e da PS-O1, a serem obtidos por reações de Sonogashira entre os precursores tiazólicos e os peptídeos funcionalizados com propargilglicina. Serão também avaliadas as atividades antibacteriana e atifúngica, as interações com membranas por diferentes técnicas e as estruturas tridimensionais desses tiazol-peptídeos por
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jasmin

Outra

Biomedicina
  • prospecção de um novo marcador nanoestruturado magnético-fluorescente para rastreamento de células-tronco
  • Existe hoje um movimento regulamentário na qual envolve a implementação e registro de produtos de terapia celular avançada, como explicitado na recém-publicada RDC 214/2018 da ANVISA. Entretanto, para a implementação dessas terapias são necessários estudos pré-clínicos e clínicos que demonstrem a ausência de efeitos adversos, e presença de efeitos terapêuticos desejados. Informações sobre a distribuição das células-tronco transplantadas, tanto temporal quanto espacial, são fundamentais para compreender os efeitos dessas novas terapias e para responder a diferentes questões ainda pendentes, como questões sobre o tempo de sobrevida, ação direta ou indireta, e melhor via de administração das células. Para que se possa rastrear as células é necessário marcá-las por técnicas que permitam sua posterior identificação in vivo. Dessa forma, nanopartículas têm sido vastamente exploradas com esse objetivo, sendo as nanopartículas magnéticas as mais escolhidas devido à sua alta resolução espacial, biocompatibilidade, e possuírem a vantagem de que dados funcionais podem ser coletados simultaneamente com os dados de rastreamento. Entretanto, estas nanopartículas apresentam baixa sensibilidade quanto comparadas às nanopartículas fluorescentes, que por sua vez possuem a vantagem de serem rastreadas por equipamentos de baixo custo e de mais fácil utilização quando comparadas às magnéticas, porém permanecem restritas ao uso pré-clinico. Atualmente não existem nanopartículas aprovadas para uso humano especificamente produzidas para o rastreamento celular, porém existem nanopartículas magnéticas aprovadas para o diagnóstico ou terapia, e que podem ser alternativamente utilizadas no rastreamento celular, como já estudas pelo nosso grupo em modelos pré-clínicos. Entretanto, a descontinuação da produção de diversas nanopartículas magnéticas aprovadas para uso humano tem gerado um grande problema, pois um grande número de trabalhos, inclusive do nosso grupo, foi publicado investigando a marcação de células com materiais que não estão mais disponíveis comercialmente, não sendo possível avançar nos estudos. Algumas empresas têm comercializado nanopartículas não aprovadas clinicamente para estudos pré-clínicos, entretanto não está claro se há a intenção de uma futura aprovação clínica. Isso mostra uma clara necessidade e brecha para o desenvolvimento de novas nanopartículas específicas para marcação e rastreamento celular, que além de serem utilizadas em estudos pré-clínicos possam futuramente ser testadas para uso clínico. O presente projeto propõe o desenvolvimento de nanopartículas magnéticas, conjugadas ou não fluoróforos naturais, que sejam eficazes e seguras para o rastreamento de células-tronco por métodos não invasivos. Uma nanopartícula com dupla função, magnética e fluorescente é de grande interesse principalmente em estudos pré-clínicos, pois com esta nanopartícula é possível realizar uma caracterização rápida e de baixo custo, baseada no componente fluorescente, tanto quanto estudos mais detalhados sobre a distribuição espacial das células a partir do componente magnético. Dessa forma, a curto prazo visamos o desenvolvimento de nanopartículas que sejam eficazes e não tóxicas para marcação celular, a médio prazo buscamos o uso destas nos estudos pré-clínicos, e a longo prazo visamos a possibilidade de comercialização e de estudos clínicos com estas nanopartículas desenvolvidas e caracterizadas aqui.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Javier Alcides Ellena

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • engenharia de cristais e síntese supramolecular de novas formas sólidas de insumos farmacêuticos
  • O presente projeto de pesquisa é dedicado ao desenho, síntese supramolecular avaliação e caracterização de novas formas sólidas de insumos farmacêuticos ativos (IFAs) empregados no tratamento de doenças negligenciadas ou de alto impacto socioeconômico, com o intuito de desenvolver modificações cristalinas com propriedades de interesse farmacêutico aprimoradas em relação às fases sólidas utilizadas nas formulações farmacêuticas administradas em formas de dosagem sólidas. Este melhoramento das características farmacêuticas se deve, principalmente, à alteração das propriedades de estabilidade, solubilidade e dissolução de acordo com a fase sólida que se encontra um determinado fármaco. As novas formas sólidas serão desenvolvidas por técnicas de engenharia de cristais moleculares que é a concepção e desenho das interações intermoleculares complementares que dão lugar à formação dos cristais levando em conta as características dos grupos funcionais doadores e aceitadores de ligações de hidrogênio dos IFAs sob estudo. Uma vez que os principais grupos funcionais são identificados, uma análise estatística das interações intermoleculares em que estes grupos estão normalmente envolvidos será executada, usando as ferramentas dos bancos de dados estruturais. Os resultados das análises estatísticas serão utilizados na identificação dos grupos funcionais complementares e synthons presentes nos compostos moleculares. Uma vez identificados estes grupos funcionais e synthons a lista conhecida como "Geralmente Reconhecido como Seguro" (GRAS), editada pela United State Food and Drug Administration (FDA), será utilizada para a seleção dos possíveis co-formadores apropriados a serem utilizados no desenvolvimento das novas formas sólidas. Estas novas formas serão caracterizadas por difração de raios-X tanto por cristal único quanto por amostras policristalinas. Estas caracterizações estruturais serão comparadas com os dados provenientes dos estudos de espectroscopia vibracional (IV e Raman), análise térmica (DSC e TGA) e microscopia óptica térmica com luz polarizada. Por último, serão avaliadas também as propriedades farmacocinéticas dos IFA's modificados e comparadas com aquelas dos IFA´s originais no intuito de inferir uma relação direta entre as diversas formas sólidas e as suas propriedades farmacêuticas assim como avaliar a possibilidade do seu uso como novo insumo farmacêutico aprimorado. Serão também desenvolvidos estudos teóricos e experimentais de Densidade de Carga de alguns dos melhores representantes das novas formas sólidas de medicamentos. O intuito destes é o de correlacionar a reatividade das drogas e seu desempenho farmacêutico com a topologia da densidade de carga molecular devido a que as características das interações medicamentos-receptores estão governadas pelas propiedades eletrônicas moleculares.. A estrutura eletrônica da droga, que pode ser avaliada pela informação do Modelo Multipolar (MM) e a teoria quântica de Atom In Molecules (AIM) no formalismo da Análise de Bader. Assim serão realização experimentos de difracção de raios-X de alta resolução (tipicamente sem /  ≥ 1Å-1) que nos permitirão construir modelos multipolares, através do formalismo de Hansen-Coppens, modelar a deformação da desindade de carga e analisar a sua topologia para obter propierdades eletronicas moleculares desses sistemas tais como distribuição de carga, campos eletricos, momentos dipolares, laplacianos da densidade de carga, modelos tridimensionais de potenciais electrostaticos, etc. Enquanto isso, estudos teóricos em condições isoladas e periódicas permitirão complementar e acompanhar as propriedades eletrônicas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Javier Tomasella

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • cenários climáticos futuros na bacia do rio paraíba do sul e seus impactos no abastecimento humano e industrial, agricultura e geração de energia.
  • Este projeto propõe um arcabouço metodológico para analisar os custos atuais e futuros de diferentes cenários climáticos e de uso e ocupação da bacia do Rio Paraíba do Sul, com ênfase na segurança hídrica, alimentar e energética. Primeiramente será feita uma análise dos usos múltiplos no período histórico 1984-2015 usando modelos de demanda hídrica de agricultura irrigada e hidrológico e como dados entrada mapas de uso e cobertura da terra extraídos da classificação de imagens Landsat, dados meteorológicos, hidrológico, agrícolas e socioambientais. A partir dos cenários regionalizados de mudanças climáticas e de possíveis trajetórias do uso da terra, conjuntamente com projeções de uso doméstico e industrial, serão gerados cenários de usos múltiplos para o período 2025-2035. Finalmente, os cenários plausíveis serão analisados em termos de custos de produção, demandas socioeconômicas e controles ambientais, incluindo as inter-relações entre fornecimento e geração de energia, fornecimento de água, produção de alimento e mitigação de impactos ambientais na bacia. Será gerado um cenário otimizado de uso múltiplo e quantificado os desvios desse cenário com relação às trajetórias atuais.
  • Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jayme Luiz Szwarcfiter

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • combinatória computacional: desenvolvimento de algoritmos
  • Este projeto abrange um conjunto de subprojetos que possuem em comum, a sua natureza algorítmica, bem como a busca pela eficiência. Além disso, todos eles se referem a problemas envolvendo a Combinatória Computacional. A área de Combinatória Computacional é bastante ampla, e envolve problemas de interesse para diversas outras áreas da Computação, e mesmo áreas correlatas, como a Matemática e a Engenharia Elétrica. Os problemas considerados podem envolver aspectos teóricos, mas o objetivo sempre presente e comum a todos é o de formular algoritmos eficientes que os resolvam, ou então, mostrar que tais algoritmos poderiam não existir. Neste sentido, o projeto se compõe de problemas de estruturas de dados, e grafos de diferentes classes. Os algoritmos que constituem o objeto da pesquisa do projeto são de natureza determinística ou randomizada.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022