Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adriana Massaê Kataoka

Ciências Humanas

Educação
  • educação ambiental e crise climática: uma abordagem emergente para o ensino
  • A Educação Ambiental (EA) tem se configurado como uma das melhores alternativas para o enfrentamento da crise ambiental. Entre todas as temáticas a serem problematizadas pela EA, a crise climática emerge como um tema de relevância ímpar. Desde o quinto relatório do IPCC, é enfatizada a necessidade de envolver aspectos sociais e educacionais sobre o tema. Premissas como essas são, também, contempladas no Acordo de Paris. A EA apresenta uma perfeita aderência com a problemática da emergência climática e apoiada na teoria da complexidade oferece, ainda, melhores condições para o enfrentamento do desafio que a crise climática impõe. Nessa tessitura, a escola e a universidade se configuram como espaços fulcrais para a abordagem da emergência climática. Todavia, pesquisas recentes têm demonstrado que a EA ainda vem sendo trabalhada a partir de enfoques conservadores, apoiados em abordagens tradicionais de ensino e aprendizagem. Diante dos dados do último relatório do IPCC, a presente pesquisa busca responder, as seguintes questões problema: Qual é o entendimento que professores da Educação Básica e Superior de diferentes contextos compartilham e divergem sobre a crise climática? Quais as abordagens pedagógicas que esses participantes consideram mais adequadas para esse tema? Ao responder essas interrogantes a pesquisa poderá subsidiar estratégias de ensino e aprendizagem para o enfrentamento da problemática da crise climática. Para tanto, a presente proposta pauta-se nas abordagens qualitativas de pesquisa, e será estruturada em duas etapas: estudo exploratório e pesquisa participante. Participarão professores da educação básica e superior do Brasil, da Costa Rica e de Portugal. Na primeira etapa, serão utilizados dois instrumentos de pesquisas, questionário e entrevista-narrativa. A segunda fase trata-se de pesquisa participante com vistas ao desenvolvimento de estratégias pedagógicas e materiais didáticos que potencializem o ensino e a aprendizagem da crise climática.
  • Universidade Estadual do Centro-Oeste - PR - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriana Pugliese Netto Lamas

Ciências Humanas

Educação
  • espaços museais, alfabetização científica e as relações entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente
  • O presente projeto busca explorar as relações de Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA) no ensino de ciências e no contexto da alfabetização científica (AC), tendo como pano de fundo os espaços museais. Ao relacionar AC com o enfoque CTSA são promovidas visões críticas e complexas dos processos de AC, assim como de questões sobre comunicação pública da ciência. Trata-se, portanto, de investigarmos em que medida tais temas alicerçam as reflexões e as práticas nos espaços museais, de modo a respondermos o seguinte problema de pesquisa: Considerando a abordagem de temas vinculados à AC e às relações CTSA nos museus, como a articulação entre tais temas constituem o diálogo dos visitantes durante as visitas? Quais os desafios e entraves no que concerne explorar as relações CTSA nas interações entre os museus e seus públicos? Desta forma, pretende-se compreender se e como os objetos e discursos presentes nas exposições e ações pedagógicas museais dialogam com a perspectiva da alfabetização científica e se estabelecem relação com CTSA, considerando questões sociocientíficas (QSC), temas sensíveis e/ou controversos. A metodologia tem por base a perspectiva qualitativa de pesquisa apoiada no campo da educação em museus; serão feitos estudos de caso em museus nacionais e internacionais. A coleta de dados ocorrerá a partir de: observação in locu, análise de documentos, gravação e registro fotográfico de visitas e exposições, além de entrevistas com profissionais de museus e público espontâneo e escolar. As análises visam compreender as relações estabelecidas entre público/exposição, educador/público e museu/professores, e terão por base os referenciais teóricos: freireano da pedagogia libertadora, de AC (inclusive os indicadores de AC em museus de ciências), as vertentes e discussões CTSA e os modelos de comunicação pública da ciência.
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 08/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriana Richit

Ciências Humanas

Educação
  • desenvolvimento profissional de professores e futuros professores
  • O desenvolvimento profissional, concebido como fenômeno contínuo e dinâmico pelo qual o professor desenvolve-se pessoal e profissionalmente, transcendendo o nível individual para o coletivo, constitui-se em componente central das propostas para melhorar a educação. Esse processo envolve a formação inicial, as atividades profissionais cotidianas do professor, suas vivências pessoais, suas crenças e disposições, os elementos da cultura profissional, assim como os diversos dispositivos de formação vivenciados ao longo da carreira, promovendo o crescimento pessoal e profissional e fomentando mudanças na prática. Além disso, caracteriza dispositivos de formação com características particulares, como as comunidades de aprendizagem profissional e os estudos de aula (lesson study), os quais são influenciados pelas características dos contextos, condições de trabalho, estratégias de trabalho concretizadas. Considerando esses aspectos, interessamo-nos em investigar o desenvolvimento profissional de professores da educação básica e superior, bem como futuros professores, evidenciando dimensões basilares (componentes) e aspectos intervenientes no crescimento pessoal e profissional docente. O estudo, de natureza qualitativa-interpretativa e apoiado na perspectiva de desenvolvimento profissional de Thomas Guskey e Christopher Day, envolverá a análise de documentos oficiais relativos às políticas e ações de formação professores da educação básica e docentes de cursos de licenciatura. Envolverá a aplicação de questionários, captação de narrativas e realização de entrevista a futuros professores, professores da educação básica e educação superior (formadores de futuros professores) da região de abrangência da UFFS, da UFPR e IFC. Prevê, ainda, o desenvolvimento de atividades formativas para investigação empírica com potencial para o desenvolvimento profissional de professores de diferentes níveis de atuação, tais como os estudos de aula, comunidades de aprendizagem.
  • Universidade Federal da Fronteira Sul - SC - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriana Vidal de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • rotas de cuidado, mapas de direitos: mapeamento dos deslocamentos de trabalhos reprodutivos para uma cidade menos desigual
  • A ausência de dados sobre os deslocamentos feitos na cidade para as funções de cuidado é um grande entrave para a concretização de direitos no espaço urbano. Esta ausência de dados se relaciona diretamente com a invizibilização de trabalhos domésticos realizados por mulheres, principais cuidadoras dos grupos familiares e/ou grupo mais representativo entre os trabalhos domésticos remunerados. Sendo a organização dos transportes e dos serviços urbanos gerida baseada em dados que não consideram estes deslocamentos, as políticas urbanas têm difícil chance de real efetividade para cidades menos desiguais e mais acessíveis à toda população. Possibilitando o mapeamento destes deslocamentos via de regra ignorados, pode-se contribuir para a alocação de serviços de maneira a atender os fluxos reais da cidade, garantindo o acesso a direitos que deles dependem, como educação, saúde, lazer, além de uma melhor gestão de transportes. A gestão de transportes e serviços tem sido uma das principais questões de projetos urbanos ao redor do globo para aumento da qualidade de vida e, sobretudo após as crises geradas pela pandemia de Covid-19, criação de cidades com menos dependência de grandes deslocamentos (compactas), como o atual projeto da cidade de quinze minutos em Paris. Mas, para tanto, é necessária a produção de dados reais sobre os deslocamentos de cuidado. A presente proposta pretende, pois, criar mecanismos para suprir esta lacuna a partir da combinação de pesquisas qualitativas e ferramentas tecnológicas. Concretamente, será criado um aplicativo para mapeamento dos deslocamentos diários de um grupo amostral significativo de mulheres, articulado a pesquisas qualitativas sobre o tema, para gerar dados sobre os deslocamentos de cuidado e, com isso, contribuir com o planejamento urbano e efetivação de direitos na cidade.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriane Belló Klein

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • mecanismos fisiopatológicos envolvidos na caquexia cardíaca induzida por hipertensão arterial pulmonar: avaliação do papel protetor da melatonina
  • O projeto propõe avaliar o papel da melatonina na prevenção da caquexia muscular induzida pela hipertensão arterial pulmonar (HAP). Sabe-se que a insuficiência cardíaca provocada pela HAP desencadeia um aumento na atividade de vias catabólicas e caquexia. A ação benéfica da melatonina já foi constatada nas complicações da HAP; porém, não existem estudos que explorem seu impacto sobre a caquexia decorrente da HAP. Portanto, hipotetizamos que a melatonina reduz a caquexia induzida pela HAP, devido à sua ação antioxidante, anti-inflamatória e estimulatória das vias de sobrevivência celular. Este tema é bastante relevante, pois pacientes com caquexia associada a doenças cardiovasculares apresentam pior prognóstico e maior mortalidade, e não há estratégias terapêuticas para prevenir essa condição. A proposta é induzir a caquexia por monocrotalina em camundongos e ratos e acompanhar a função cardíaca e o estado de caquexia. A melatonina será fornecida como terapia durante 8 e 4 semanas em camundongos e ratos, respectivamente. Serão avaliados a força de contração muscular e indicadores de caquexia. Além disso, o papel do estresse oxidativo, do sistema imunitário e inflamatório, do estresse de retículo endoplasmático e as vias de morte e sobrevivência celular também serão foco do estudo. Dos seis pesquisadores proponentes, 3 são bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq e possuem diversos artigos em colaboração na área do estresse oxidativo, inflamação e sistema cardiovascular. A UFRGS será a instituição executora e a UFPel e Hospital de Clínicas de POA serão colaboradoras. O projeto propõe uma nova estratégia para o tratamento da caquexia, portanto, além da perspectiva translacional do projeto, cujos resultados podem contribuir para o tratamento de uma doença com alta mortalidade, este estudo irá acrescentar conhecimentos importantes para a compreensão de mecanismos moleculares envolvidos com a ação da melatonina no músculo caquético que ainda não foram explorados.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriane Orenha Ottaiano

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • desenvolvimento de uma metodologia e aprimoramentos de recursos lexicográficos para uma plataforma on-line de dicionários de colocações acadêmicas em português e inglês
  • Devido à crescente demanda por publicações de textos acadêmicos e divulgação de estudos em congressos nacionais e internacionais, o desenvolvimento de trabalhos lexicográficos específicos, como dicionários na área acadêmica, é um tema de suma importância. Entre os muitos usuários que podem se beneficiar dessa ferramenta auxiliar lexicográfica especializada estão os estudantes universitários, além de professores universitários e pesquisadores. Face a essa demanda, é inegável que se fazem necessárias ferramentas lexicográficas desenvolvidas especialmente para escritores acadêmicos. Desse modo, esta pesquisa visa desenvolver uma metodologia para a criação de dicionários de colocações acadêmicas guiados por corpus, neste caso uma coletânea de textos acadêmicos em formato eletrônico, bem como aprimorar os recursos existentes (Orenha Ottaiano, 2020, 2021) para a criação de uma Plataforma On-line de Dicionários Monolíngues de Colocações Acadêmicas em Português do Brasil e em Inglês. Para tanto, estabeleceremos critérios para definir colocações acadêmicas e elaboraremos um método de identificação e extração automática de colocações acadêmicas (Kuhn, 2017), a partir de corpora de textos acadêmicos já compilados em português e inglês (Kuhn; Ferreira, 2020; Kosem, 2010). Além disso, aprimoraremos recursos lexicográficos desenvolvidos (Orenha-Ottaiano et al., 2020, 2021) para a Plataforma On-line de Dicionário de Colocações Multilíngues (PLATCOL – Proc. Fapesp 2020/01783-2), devidamente adaptado à linguagem acadêmica. Após essas etapas, adequaremos a interface de usuário final existente da PLATCOL para atender às características macro e microestruturais dos Dicionários de Colocações Acadêmicas e sua publicação on-line como protótipos em português brasileiro e inglês. Ao fornecer tais ferramentas aos usuários, esperamos que sua competência colocacional na escrita acadêmica seja aprimorada, resultando em uma melhor produção de textos acadêmicos.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 26/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriane Regina Todeschini

Ciências Biológicas

Biofísica
  • transição mesenquimal-epitelial como alvo para suprimir a resistência ao tratamento em câncer de mama
  • O câncer é uma doença com elevadas taxas de incidência e mortalidade, que vem se tornando um problema de saúde pública no Brasil e no mundo. A resistência ao tratamento e progressão tumoral são as principais causas de mortes em pacientes oncológicos. Nessa interface, se encontra a transição epitélio-mesenquimal (TEM), um programa biológico que converte células epiteliais em um estado fenotípico mesenquimal. Esse processo é ativado por sinais intra e extracelulares e requer alterações em vias de sinalização e a regulação diferencial de circuitos gênicos. Dentre os sinais que modulam a TEM, podemos destacar fatores do microambiente tumoral, como as citocinas pró-inflamatórias e os fatores de crescimento, condições de hipóxia e privação de nutrientes, tratamento com drogas-alvo e agentes genotóxicos, como a quimioterapia e a radioterapia. Como resultado da TEM, as células passam a exibir características mais agressivas, como o fenótipo tronco, a capacidade de invasividade e colonização de órgãos distantes e o desenvolvimento de resistência terapêutica. Sendo assim, a TEM desempenha um papel importante tanto no desenvolvimento, quanto na contribuição para a metástase tumoral e recaída da doença. Diante desse panorama, o objetivo do presente projeto, que envolve pesquisadores da UFRJ, UFF, UERJ e do INCA, é investigar mecanismos celulares e moleculares que atuem na interface entre o fenótipo TEM e de resistência ao tratamento do câncer. A exploração dessas vulnerabilidades tumorais permitiu a identificação de alvos moleculares e de novas abordagens visando o bloqueio da TEM em neoplasias que serão exploradas nesta proposta. A melhor compreensão da dinâmica da plasticidade celular durante a ativação do programa TEM pode prover o racional para o desenho de novas estratégias capazes de suprimir mecanismos de resistência e melhorar a resposta às terapias anticâncer.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriano Akira Ferreira Hino

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • determinantes motivacionais para a prática de atividade física em diferentes ciclos da vida: uma análise das evidências científicas
  • A motivação para a atividade física é reconhecida como um elemento central no entendimento de porque algumas pessoas são ativas e outras não. Assim, esse estudo tem como objetivo analisar as evidências científicas sobre os determinantes motivacionais da atividade física por ciclos da vida (crianças, adolescentes, adultos e idosos) e grupos populacionais específicos (mulheres, pessoas com deficiência, de baixa renda e gestantes) em diferentes domínios de prática (lazer, deslocamento, no trabalho, em casa e na escola) com foco em ações vinculadas ao Sistema Único de Saúde. Para tanto, será formada uma Rede de Pesquisadores, a fim planejar, executar e interpretar as informações científicas oriundas de três revisões sistemáticas, incluindo dados nacionais e internacionais: a) uma revisão das revisões sobre fatores que motivam para a prática de atividade física; b) uma revisão das evidências nacionais sobre motivadores para atividade física por ciclo da vida e contexto de prática; c) avaliação da aplicabilidade dos determinantes motivacionais da atividade física no contexto do SUS. As decisões metodológicas das sínteses de evidências a serem realizadas no presente projeto de pesquisa serão baseadas em manuais e diretrizes internacionais (PRISMA, PRESS). A aplicabilidade dos determinantes do contexto do SUS será analisado por meio de uma análise qualitativa que terá dois principais objetivos: a) avaliar a aplicabilidade dos determinantes motivacionais da atividade física nas ações de promoção da atividade física no contexto do SUS e b) identificar oportunidades e meios para divulgar as conclusões do projeto para este grupo. Para que esta etapa seja cumprida, serão formados o que chamaremos de "painel de especialistas". Este painel será composto por um grupo de profissionais para cada ciclo da vida (crianças, adolescentes, adultos e idosos) e grupo populacional específico (mulheres, pessoas com deficiência, de baixa renda e gestantes), que participaram de grupos focais para anteder aos objetivos propostos. Espera-se que o projeto tenha seus desfechos em quatro tópicos: (1) formação de recursos humanos; (2) produção técnica; (3) produção científica; e, (4) ações de difusão científica e tradução do conhecimento. Por fim, serão utilizadas diferentes estratégias para disseminar a síntese das evidências produzidas e elaborar recomendações sobre os determinantes motivacionais para atividade física no contexto do Sistema Único de Saúde. Destaca-se como ponto forte da proposta a integração de pesquisadores de diferentes regiões do Brasil que atuam em programas de Pós-graduação e possuem vivências de pesquisa e formação de recursos humanos voltados ao contexto do SUS. Espera-se que os resultados da construção das evidências dos motivadores para atividade física possam contribuir para ações que promovam maior engajamento populacional em atividade física.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 21/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Adriano Beiras

Ciências Humanas

Psicologia
  • variáveis psicossociais associadas ao feminicídio em santa catarina
  • O objetivo desta pesquisa é analisar os inquéritos policiais de homicídio de mulheres instaurados em Santa Catarina (SC) entre os anos de 2018 a 2020 para compreender o processo de tomada de decisão dos delegados para definir um homicídio de mulher como feminicídio, bem como analisar as variáveis psicossociais associadas aos casos. Para isso a pesquisa será realizada em duas etapas: 1) esta etapa já está em processo - análise de todos os inquéritos policiais (IP) que tiveram como sugestão final a qualificadora do feminicídio, instaurados entre os anos de 2018 e 2020 (aproximadamente 150), e o número equivalente de IPs de homicídios femininos não qualificados como feminicídio. 2) Realizaremos entrevistas semiestruturadas com aproximadamente 20 delegados/as que já tenham presidido pelo menos um IP de homicídio de mulher, após a aprovação da Lei do Feminicídio. Com essa pesquisa esperamos mapear as particularidades regionais referentes aos homicídios de mulheres e assim avançar nos estudos sobre a temática, fornecendo uma importante fonte de dados para futuras pesquisas. A sistematização destes resultados tem o potencial de auxiliar na criação de políticas públicas efetivas, baseadas nas realidades das mesorregiões catarinenses. Além disso, com um panorama delineado desses homicídios, poderão ser oferecidas capacitações para policiais civis que trabalham diretamente com as investigações de assassinatos de mulheres, considerando as razões de gênero e os objetivos do desenvolvimento sustentável da ONU.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriano Brilhante Kury

Ciências Biológicas

Zoologia
  • reconstrução da coleção científica de aracnologiado museu nacional
  • A coleção científica do Setor de Aracnologia do Museu Nacional/UFRJ (= AracnoLab) era uma das coleções mais dinâmicas da instituição, fornecendo grande movimento em empréstimos de material e baseando numerosas pesquisas. Possuía importância histórica, mas principalmente um imenso crescimento nas últimas décadas devido à atuação do presente curador, A.B. Kury, que consegui recrutar uma equipe profissional e dedicada, incluindo egressos fortemente dedicados ao grupo de trabalho. O incêndio que se abateu sobre o palácio do Museu Nacional em 2 de setembro de 2018 privou a humanidade desse modelar repositório de biodiversidade justamente no século das extinções. O presente projeto visa mostrar os passos concretos que podem ser dados para que o AracnoLab possa reconstruir esse patrimônio.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Adriano Cappellazzo Coelho

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • identificação e validação funcional de genes de leishmania spp. associados à suscetibilidade e resistência a fármacos
  • A leishmaniose é uma doença parasitária considerada negligenciada pela Organização Mundial de Saúde e que tem apresentado nos últimos anos um número crescente de casos no Brasil, principalmente em regiões urbanas. A forma tegumentar da doença é causada no Brasil, principalmente por Leishmania (Leishmania) amazonensis e L. (Viannia) braziliensis enquanto que a forma visceral é causada por L. (L.) infantum. O controle da leishmaniose no Brasil limita-se à utilização de medicamentos que são administrados pela via parenteral e que induzem efeitos colaterais graves. Os fármacos utilizados são os antimoniais pentavalentes, a anfotericina B e a pentamidina. Mais recentemente, a miltefosina foi aprovada para o tratamento da leishmaniose tegumentar. Relatos de pacientes que não respondem ao tratamento têm sido cada vez mais recorrentes nos centros de referência para o tratamento de ambas as formas clínicas desta parasitose. Neste projeto de pesquisa, propomos identificar potenciais genes associados à suscetibilidade e resistência à anfotericina B e à miltefosina, através do sequenciamento do genoma completo de isolados clínicos provenientes de paciente que não responderam ao tratamento convencional ou ainda isolados clínicos com suscetibilidade diferencial a esses fármacos. Avaliaremos ainda parasitos resistentes selecionados in vitro de L. (L.) amazonensis e L. (L.) infantum responsáveis pela leishmaniose tegumentar e visceral no Brasil. Uma vez identificados, os potenciais genes serão validados funcionalmente através de técnicas de manipulação genética do parasito. Este estudo contribuirá para a identificação de potenciais marcadores associados à suscetibilidade e resistência, além de contribuir para uma melhor compreensão do mecanismo de ação desses fármacos e de resistência do parasito, que ainda são ainda pouco conhecidos, assim como das limitações e potencial de uso destes fármacos, principalmente da miltefosina na quimioterapia da leishmaniose no Brasil.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 29/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano José Nogueira Lima

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • possíveis efeitos da mudança do clima da idade contemporânea nos ciclos do carbono e da água da floresta amazônica.
  • A Amazônia é protagonista no contexto de Mudança Climática. As árvores são responsáveis pela influência nos processos físicos, químicos e biológicos do ecossistema. As árvores são produtoras primárias e participam da ciclagem de água, carbono e energia. Combinar a verdade de campo com a modelagem da dinâmica do ciclo do carbono relacionando-o com outros ciclos biogeoquímicos como o ciclo da água, ciclos atmosféricos e fluxos de energia é avançar no conhecimento. As plantas precisam de muita energia para realizar seus processos. A compreensão sobre as quantidades que entram e que saem da floresta e que são armazenadas ao longo do tempo (dinâmica) é importante para a manutenção dos serviços ecossistêmicos. Buscar respostas de quanto a floresta está trocando com atmosfera e fixando em seus compartimentos é contribuir para o conhecimento dos aspectos ecológicos e florestal. A questão é verificar como a capacidade de troca da floresta (carbono e água) com atmosfera está respondendo, dentro de um nível aceitável de incerteza, quando submetida a fenômenos climáticos extremos. A partir disso será possível demonstrar o papel da floresta a nível global. Do ponto de vista ecológico a produção da floresta é com base nos processos fisiológicos de fotossíntese e respiração. Do ponto de vista florestal a base é o inventário florestal contínuo (parcelas permanentes) que são monitoradas para obtenção da produção e produtividade da floresta. As atividades serão desenvolvidas em uma área de floresta tropical contínua localizada na Estação Experimental de Silvicultura Tropical (EEST/ZF-2) pertencente ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Muitos experimentos já instalados por outros projetos são conduzidos até hoje e poderão ser utilizados pela proposta. Experimentos de ecofisiologia na escala de indíviduos e espécies também foram conduzidos na mesma área sendo possível atender os objetivos definidos nesse projeto de pesquisa.
  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - AM - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano Maniçoba da Silva

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • efeitos da covid 19 na cadeia de suprimentos de alimentos no brasil
  • Os efeitos da pandemia da Covid-19 nas cadeias de suprimentos nacionais e globais são perceptíveis e têm sido estudados desde o início do ano de 2020. Há estudos que identificaram tanto aumento abrupto na demanda de alguns produtos, quanto interrupções no fornecimento de itens alimentares. A técnica de Projetos de Rede (PR) é útil no estudo de cadeias de suprimentos por permitir o uso de técnicas de otimização para auxiliar a tomada de decisão. PR em cadeias de suprimentos constituem-se num ferramental analítico importante para identificar o efeito de alterações em variáveis endógenas ou exógenas no desempenho da cadeia de suprimentos. Geralmente, são analisados os efeitos de alterações nos parâmetros da cadeia em seus membros participantes. PR são ainda um dos problemas mais cruciais no planejamento de cadeias de suprimentos, sendo responsável por parte considerável da lucratividade de uma cadeia de suprimentos. Diante da importância de se verificar os efeitos da pandemia da Covid-19 em cadeia de suprimentos e o potencial da técnica de PR para o estudo de tais alterações, torna-se relevante estudar o efeito da Covid-19 na cadeia de suprimentos alimentar no Brasil utilizando a técnica de PR. A hipótese a ser investigada é que tanto as variações repentinas na demanda, quanto as interrupções no fornecimento afetaram diversos indicadores importantes da cadeia de suprimentos de alimentos no Brasil podendo ter gerado efeitos adversos aos seus membros sendo repassados ao consumidor final. Há evidências de que esses efeitos ocorreram a partir de relatos de estudos qualitativos conduzidos no Brasil e no exterior, sem no entanto utilizar a técnica de PR para identificar efeitos adversos sistêmicos de choques de demanda e de oferta. Este projeto pretende, com a técnica de PR e uso de simulação a eventos discretos, modelar a cadeia de suprimentos do alimento mais afetado pela pandemia da Covid-19 e verificar os efeitos de perturbações na demanda e na oferta. desse produto.
  • Instituto Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano Marim de Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • rede de laboratórios em bionanomanufatura
  • A Rede de Laboratórios em Bionanomanufatura e Materiais (BIONANO) do IPT consiste em uma iniciativa para viabilizar o desenvolvimento e aplicação de tecnologias em Micromanufatura, Nanotecnologia, Biotecnologia e Materiais Avançados de forma integrada e sustentável. Para o desenvolvimento de projetos de P&D e compartilhamento de sua infraestrutura com usuários externos, o BIONANO possui uma Política de Governança, que se apoia na estrutura básica formada pelo Comitê Gestor, pelo Comitê de Usuários e pela estrutura de Gestão da Informação, conjugada com apoio de instrumentos de fomento públicos e privados, além da inciativa de abertura do Instituto à comunidade externa por meio do IPT Open Experience.
  • Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Adriano Mesquita Oliveira

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • vii jornada de ensino, pesquisa e extensão
  • A VII JEPE (Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão) do Ifes – campus Guarapari é um evento anual de apresentação dos trabalhos científicos/acadêmicos, desenvolvidos pelos discentes, para a comunidade externa, fomentando, dessa forma, o compartilhamento de experiências e conhecimentos. Assim, essa proposta incentiva a confecção de projetos inovadores e sustentáveis, sustentados na tríade Ensino, Pesquisa e Extensão, em que tanto a elaboração quanto a confecção dos trabalhos é realizado por alunos dos cursos ofertados pelo Ifes/Guarapari ou na rede pública de ensino, o que per permitirá o exercício do protagonismo estudantil. Duas consequências que se destacam dentro desta ação são: a popularização da Ciência e Tecnologia no município de Guarapari e a interiorização da pesquisa, uma vez que pesquisadores com destaque na comunidade científica serão trazidos ao Campus para ministrar seminários para o público da JEPE, sobre temáticas atuais importantes no aperfeiçoamento da formação discente. Por fim, esperamos divulgar o Ifes/Guarapari como uma referência local onde a comunidade em geral possa usar seus serviços e a tecnologia produzida por esta instituição.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 29/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Adriano Michael Bernardin

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • avaliação da resistência mecânica de placas cerâmicas por determinação da resistência ao impacto por acelerometria
  • A avaliação da resistência ao impacto de placas cerâmicas é um requisito técnico importante para revestimentos cerâmicos. No entanto, o interesse científico limita-se a primeiros estudos sobre um método padronizado para sua medição, via coeficiente de restituição, pela norma ABNT 13818, descontinuada, e substituída pela recente ABNT ISO 10545. Esta proposta visa avaliar a qualidade mecânica de placas cerâmicas com base na observação da natureza de propagação da onda de impacto e, por conseguinte, a determinação do coeficiente de amortecimento do material, em substituição ao coeficiente de restituição. O coeficiente de amortecimento é uma abordagem diferente se comparada com o de restituição. Com o coeficiente de amortecimento é possível estimar a capacidade do material em absorver a energia proveniente não somente do impacto, mas também das vibrações contínuas promovidas pelo transporte rodoviário das peças cerâmicas. A importância do estudo da presente proposta é o de mitigar as recorrentes quebras de revestimentos cerâmicos no momento do transporte, bem como na vida útil, quando já aplicados em residências e edificações. Com base em estudos experimentais prévios realizados pela equipe do projeto percebeu-se que há uma correlação entre o fator de amortecimento e a quebra das placas cerâmicas. O método experimental proposto faz uso de acelerômetros adequados para a análise de impacto em corpos rígidos. Com um sistema de acelerômetros é possível observar a forma da onda produzida pelo impacto que propaga pela placa, determinando assim o seu coeficiente de amortecimento. Serão realizados impactos com diferentes energias até a quebra das placas. Desta forma, será possível correlacionar estatisticamente a quebra da placa com o coeficiente de amortecimento. A propagação das ondas sobre o material será também avaliada com auxílio de excitadores eletrodinâmicos, de forma que será também possível avaliar o coeficiente de amortecimento em função da frequência de oscilação.
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano Mota Loyola

Ciências da Saúde

Odontologia
  • paisagem epigenética no processo de carcinogênese bucal humano e murino: efeito do tabaco e álcool no perfil de acetilação de resíduos de lisina da histona h3
  • As alterações epigenéticas são eventos importantes no desenvolvimento do câncer e têm sido alvo de terapias recentemente desenvolvidas no tratamento de tumores por serem potencialmente reversíveis. A tumorigênese depende da expressão de genes relacionados à proliferação e diferenciação celular, os quais são regulados por modificações pós-traducionais de histonas. A acetilação é a principal modificação envolvida na expressão gênica, atuando diretamente na compactação da cromatina. O objetivo desta proposta é analisar o perfil de acetilação da histona H3 em mucosa normal, desordens potencialmente malignas e carcinoma de células escamosas bucal humano e murino, identificando marcadores epigenéticos com potencial diagnóstico, prognóstico e terapêutico. A hipótese deste trabalho é de que o perfil de acetilação de histonas nas lesões seja diferente da mucosa normal, de forma que alterações nas enzimas modificadores de histonas e no padrão de acetilação constituam eventos epigenéticos característicos da transformação gradual do epitélio oral em tumor maligno, sendo passíveis de intervenção terapêutica, prevenção e aplicação diagnóstica. Webber et al. (2017) e Chen et al. (2013) identificaram uma menor expressão de marcadores de acetilação da histona H3 em amostras de carcinoma de células escamosas bucal em comparação com a mucosa normal e amostras de leucoplasia, sendo que os pacientes com menores níveis de acetilação apresentaram pior prognóstico. Diferenças na expressão gênica e proteica de marcadores relacionados à acetilação de histonas nas lesões bucais serão averiguadas por meio de reação em cadeia de polimerase em tempo real e ensaio imuno-histoquímico, respectivamente. Identificação dos genes regulados pela acetilação da histona H3 será realizada por meio de ensaio de imunoprecipitação de cromatina. A influência do tabaco e álcool na paisagem epigenética será investigada através de estudo pré-clínico in vivo.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano Naves de Brito

Ciências Humanas

Filosofia
  • normatividade e gosto moral: estudo da preferência humana por simetria
  • O projeto visa a corroborar uma concepção de moral que explique os valores e a normatividade nos limites de como as ciências descrevem a natureza humana. Uma explicação assim naturalista do fenômeno moral é imprescindível para um diálogo frutífero entre ciências naturais e humanas, o que, por sua vez, é necessário para explicar o fenômeno humano num continuum entre elas. Parte-se do pressuposto epistêmico de que as ciências naturais devem informar os estudos do fenômeno humano, o que não é possível sem uma teoria que estabeleça uma ponte entre fatos e valores. Duas hipóteses serão avaliadas. A primeira é que a estrutura da normatividade e a natureza de nossa espécie funcionam como um viés para a preferência do querer moral e, logo, para os valores. Essa hipótese se ampara na assunção de que entre a estrutura da normatividade —uma armação na qual os indivíduos, recíproca e reflexivamente, querem que todos queiram— e a do valor há uma superveniência da qual a evolução, a tradição do pensamento moral e da cultura dão evidências. A segunda hipótese é que os melhores arranjos para os quereres recíprocos das comunidades morais têm uma estrutura simétrica. Os humanos têm uma preferência por relações simétricas que espelham a estrutura da dinâmica normativa dos quereres. Sob relações simétricas, o custo do constrangimento mútuo na interação social é baixo, de sorte que os grupos humanos cooperaram e prosperaram mais e melhor. Para a confirmação da primeira hipótese, buscar-se-á evidências na história e evolução humanas. Aqui o procedimento é típico em filosofia: análise de fontes escritas. Para a confirmação da segunda hipótese, além da análise de fontes bibliográficas, é imprescindível a avaliação empírica das preferências morais humanas, o que será feito mediante experimentos com eletroencefalograma e rastreamento de movimentos oculares com vistas a mostrar que a preferência estética por simetria que os humanos demonstram ter, também se aplica à moral.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano Nunes Nesi

Ciências Biológicas

Botânica
  • mudanças climáticas e a fisiologia do estresse em plantas
  • Devido as mudanças climáticas globais, e considerando-se que os principais avanços na agricultura foram concebidos para ambientes favoráveis, o desempenho de culturas em condições adversas constitui-se atualmente em tema de constante debate. Com efeito, as plantas são frequentemente expostas a várias condições ambientais adversas, potencialmente capazes de gerar estresses, afetando negativamente o crescimento e a produtividade. A compreensão das respostas fisiológicas dos cultivos a tais condições é, portanto, fundamental para minimizar os impactos deletérios dos estresses abióticos, com vistas à maximização da produtividade. Há necessidade de mais pesquisas para ampliar a compreensão do comportamento fisiológico das culturas em resposta a fatores de estresses múltiplos que se interagem. No Brasil, a maioria dos estudos sobre tolerância a estresses abióticos é observacional, sem a necessária exploração dos mecanismos envolvidos. Além disso, esses estudos têm sido centrados em aspectos singulares da tolerância a estresses, sem que se imponha uma visão holística de como se desenvolve o processo de tolerância. Considerando-se que a biomassa de uma planta é derivada da fotossíntese, e que esse processo é o principal integrador da fisiologia de uma planta, respondendo a praticamente qualquer situação de estresse, pode-se afirmar que a compreensão da fisiologia de uma planta em condições de estresse e os mecanismos pelos quais essa planta enfrenta condições adversas é fundamental para a sustentabilidade da produção agrícola. Assim, esse projeto pretende: (i) Estabelecer as bases fisiológicas e moleculares de mecanismos de tolerância a estresses abióticos em plantas-modelo e em espécies de interesse agrícola; (ii) identificar índices que permitam a caracterização da tolerância à seca em espécies de interesse agrícola; (iii) identificar materiais genéticos com potencial para a suportar situações de estresses múltiplos.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriano Sakai Okamoto

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • avaliação proteômica e microbiômica na modulação da microbiota cecal de frangos de corte contra salmonella heidelberg induzida pela comunicação de bactérias ácido láticas
  • O Brasil é o maior exportador de carne de frango, conforme informativo da Associação Brasileira de Proteína Animal de 2019, o que aumenta sua preocupação com a qualidade e segurança alimentar. Por esse motivo, a disseminação de patógenos continua sendo um desafio, principalmente da Salmonella spp., bactéria causadora da salmonelose, uma enfermidade que pode atingir as aves, sendo considerada uma das zoonoses mais comuns e importantes. Assim, como prevenção à colonização da mucosa intestinal por enteropatógenos, produtos com a função de modular a microbiota intestinal da ave, tais como os probióticos, majoritariamente compostos por bactérias ácido láticas (BALs) foram desenvolvidos. Além do antagonismo direto sobre as salmonelas, as BALs exercem um mecanismo de comunicação bacteriana, o qual impele a microbiota intestinal a inibir o patógeno de forma coletiva. Ao alcançar uma densidade populacional mínima, esse comportamento é desencadeado, levando ao reconhecimento e secreção de peptídeos indutores. O objetivo desse estudo será avaliar a potencialização da inibição de Salmonella Heidelberg por amostras de bactérias ácido láticas, in vitro e in vivo, moduladas por indutores da comunicação bacteriana, analisando a composição do indutor por proteômica e avaliação da microbiota cecal da ave por análise microbiômica antes e após a comunicação bacteriana.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Afonso de Albuquerque

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • a internacionalização da pesquisa brasileira em comunicação: concepções, desafios e oportunidades
  • A academia brasileira tem incorporado métricas de internacionalização como indicadores de qualidade nas políticas científicas. No entanto, os elementos a definirem “pesquisa de qualidade” se consolidaram orientadas pela expansão econômica global do ensino superior nos anos 1990, em torno dos princípios do capitalismo acadêmico. Geridos por instituições privadas, os rankings que propõem medir qualidade e impacto da produção científica privilegiam instituições e periódicos dos Estados Unidos, Reino Unido e outros países ocidentais, favorecendo a circulação científica em veículos acadêmicos de acesso restrito (muitos inacessíveis aos pesquisadores brasileiros). Diante deste cenário de limitações à circulação em circuitos internacionais de prestígio, a ideia de internacionalização precisa ser avaliada à luz dos desafios que a compreendem. Quais as consequências que essas políticas trazem à produção científica de pesquisadores brasileiros da área de Comunicação? Além de identificar os desafios impostos à internacionalização da produção brasileira em Comunicação, esta pesquisa busca inventariar e desenvolver indicadores de internacionalização capazes de reconhecer os obstáculos enfrentados quanto à circulação em periódicos estrangeiros bem qualificados. A intenção é oferecer subsídios capazes de aprimorar as políticas científicas nacionais a fim de refletir o estado atual da área e que permitir uma integração mais efetiva entre comunidades de cientistas nacionais e internacionais. A equipe acumula produção científica internacional e experiência metodológica. Pretende-se, através de coleta de dados acerca de publicações qualificadas internacionais, elaborar análises de redes bibliométricas; aplicar surveys e entrevistas semiestruturadas com os pesquisadores brasileiros da área sobre suas percepções sobre internacionalização; e elaborar indicadores (a partir de método Delphi) para medir o desempenho da internacionalização da área, consolidados em uma plataforma pública.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Afonso Luís Barth

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • instituto nacional de pesquisa em resistência a antimicrobianos
  • A resistência aos agentes antimicrobianos (RA) foi considerada por muito tempo apenas um problema clínico em infecções hospitalares, e, geralmente, confinado apenas àqueles pacientes mais graves. Entretanto, o fenômeno da RA vem tornando-se um desafio complexo de saúde pública global, e a aplicação de uma estratégia única ou simples não será suficiente para conter totalmente o surgimento e propagação de microrganismos infecciosos com capacidade de adquirir resistência aos agentes antimicrobianos disponíveis. A atual falta de novos agentes antimicrobianos para substituir aqueles que se tornam clinicamente ineficazes traz urgência no desenvolvimento tecnológico de novas ferramentas face à busca de novos agentes, adicionada à necessidade de proteger a eficácia dos antimicrobianos já existentes. O Brasil, um país com dimensões continentais, e o maior da América Latina, é caracterizado por muitas variações geográficas e econômicas, além de possuir importantes centros médicos de excelência. A formação de uma rede efetivamente integrada de pesquisadores envolvidos na questão de “resistência bacteriana” no país deverá atender esta demanda e permitirá estabelecer um padrão de atuação entre os diferentes laboratórios do Brasil. Com a utilização de tecnologias inovadoras, o INPRA pretende prestar serviços para a identificação e caracterização molecular de mecanismos de resistência em amostras bacterianas de origem clínica (hospitalar e comunitária) e ambiental, estabelecer critérios nacionais de padronização do teste de suscetibilidade atuando em conjunto com o BrCAST, avaliar a atividade antimicrobiana de moléculas bioativas de diversas fontes da biodiversidade brasileira, além de criar um banco de dados representativo do território nacional, permitir a transferência dos conhecimentos e tecnologias adquiridos para laboratórios de pequeno e médio portes, formar recursos humanos especializados e firmar parcerias com órgãos governamentais, como a ANVISA. O Instituto será constituído de 14 laboratórios associados, os quais atuarão em seis núcleos principais para cumprir os objetivos de pesquisa. Além da integração entre os pesquisadores dos diferentes grupos de pesquisa, o grupo pretende firmar acordos de cooperação com diversos pesquisadores internacionais e com instituições públicas de saúde e educação.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 28/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Afonso Luís Barth

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • aplicação das tecnologias ômicas para caracterização de biomarcadores microbianos e protéicos em pacientes com sepse
  • A Sepse é uma resposta imunológica desregulada à infecção resultando em disfunção orgânica e potencialmente morte, sendo um grande problema de saúde pública. O Brasil tem uma das maiores taxas de mortalidade por sepse no mundo, com mais de 15 mil casos/ano e 32,2% de mortalidade, segundo o Instituto Latino-Americano de Sepse (ILAS). Alterações no microbioma intestinal (MI) podem predispor à sepse, permitindo a proliferação de microrganismos patogênicos, (inclusive multirresistentes como Enterococcus spp e Escherichia coli), com a redução de microrganismos considerados benéficos, dos filos Bacteroidetes e Firmicutes, e consequente diminuição da produção de ácidos graxos de cadeia curta. A hipótese principal deste estudo é que biomarcadores associados a disfunção do MI podem ser preditores para o desenvolvimento de sepse, bem como marcadores de gravidade da doença, pois a disbiose gera um ciclo vicioso de ruptura da microbiota intestinal, promovendo alterações imunológicas que podem favorecer o desenvolvimento da sepse (Matteo Bassetti et al., 2020; William D. Miller et al., 2021). Assim, o objetivo deste estudo será caracterizar marcadores microbiológicos e protéicos em pacientes com sepse que possam ser utilizados como preditores da doença e/ou marcadores de prognóstico. Dados de abundância, diversidade e estrutura do MI serão avaliados e relacionados com dados de expressão gênica microbiana e dados clínicos dos pacientes. O estudo das rotas e interações metabólicas também será aplicado para ampliar a caracterização dos biomarcadores. Utilizaremos as técnicas de metaproteômica e o sequenciamento do 16S rRNA (metagenômica) usando amostras de fezes de pacientes internados com infecção, sendo um grupo com sepse (caso) e o outro sem sepse (controle). Os resultados contribuirão no desenvolvimento de estratégias terapêuticas inovadoras para modulação do MI, com potencial para alteração do impacto da sepse na morbimortalidade de pacientes hospitalizados.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Agatha Sacramento Rodrigues

Ciências Exatas e da Terra

Probabilidade e Estatística
  • observatório obstétrico brasileiro
  • A importância de permitir acesso a dados públicos de maneira estruturada e com responsabilidade faz com que a sociedade tenha acesso à informação, que gestores públicos possam tomar decisões baseadas em evidências e que as discussões sobre políticas públicas sejam embasadas em dados confiáveis. Na área da Obstetrícia, em especial, há algumas discussões sobre políticas públicas para gestantes, fetos e recém-nascidos que, muitas vezes, não são pautadas em dados científicos e/ou análise de dados públicos. Com essa motivação, propomos um observatório obstétrico por meio de uma plataforma interativa de monitoramento e análise de dados públicos da área de Obstetrícia do Brasil. Nesse observatório serão disponibilizadas as análises exploratórias, com visualização online, dinâmica e com filtragens escolhidas pelo usuário, além dos resultados de análises e modelos preditivos para os desfechos de interesse. Dentre as análises propostas, destacamos a seção do Observatório “Pandemias e Obstetrícia”, em que objetivamos avaliar os impactos das pandemias (H1N1 em 2009 e COVID-19 em 2020) na saúde materna, fetal e neonatal, assim como identificar as diferenças entre elas e suas consequências para que seja possível desenhar políticas públicas para crises futuras. Outro destaque é feito para a seção “Indicadores”, destinada à criação de indicadores obstétricos obtidos com bases de dados públicos, assim como às análises de associação entre indicadores socioeconômicos e indicadores obstétricos já existentes e os que serão criados. Como exemplo, ferramentas serão criadas para identificar os principais fatores associados a elevadas porcentagens de partos prematuros e de cesáreas nos diferentes grupos de Robson, em nível municipal. Estes são temas relevantes, uma vez que cesáreas sem indicação obstétrica podem ter impacto negativo para a saúde, além da associação de prematuridade e complicações tanto perinatais como no desenvolvimento infantil. A abordagem ambiental também será contemplada neste observatório ao conectar bancos de dados que nos informem sobre as condições climáticas, poluição, e agricultáveis que possam influenciar os resultados obstétricos e fetais frente à exposições maternas durante o período pré-gestacional e gestacional nas diferentes regiões do país; aspecto que é pouco explorado em nosso país. Para realizar as análises de interesse, pretendemos usar os seguintes bancos de dados: SINASC (Sistema Nacional sobre Nascidos Vivos), SIM (Sistema de Informação sobre Mortalidade), CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde), SIHSUS (Sistema de Informações Hospitalares do SUS), BASIS (Breastfeeding Information System), SIVEP Gripe, BDMEP-INMET (Banco de Dados Meteorológicos do Instituto Nacional de Meteorologia), bases de dados sobre a qualidade do ar fornecidas pelas agências estaduais de meio ambiente e os dados do IBGE (Censo, PNAD e PNADC). Essas bases serão tratadas e carregadas utilizando o fluxo ETL (extract, transform, load) e as análises serão realizadas ao utilizar os programas abertos R e Python. O site do Observatório será feito em WordPress (br.wordpress.org), embutindo visualizações feitas em Shiny (https://shiny.rstudio.com) e em Kibana (www.elastic.co/pt/kibana). Um desafio será integralizar as informações dos diferentes bancos de dados. Para isso, serão aplicados algoritmos de similaridade entre os dados identificados, seja por alguma variável chave (por exemplo, número de identificação social) ou por meio de um modelo probabilístico. Outro desafio consiste em lidar com a incompletude dos dados, uma vez que o tratamento não adequado aos dados faltantes pode levar a conclusões errôneas e/ou viesadas. Para este ponto, serão consideradas e pesquisadas técnicas estatísticas para dados incompletos. Nas análises de associação e de predição de desfechos obstétricos, serão considerados modelos e algoritmos supervisionados e não supervisionados de machine learning para dados transversais e para dados longitudinais, a depender da característica dos dados da análise de interesse. A ideia é que métodos já consagrados da área sejam aplicados para resolver o problema em questão. Em situações que o problema traz algum desafio do ponto de vista estatístico e/ou computacional, e que não há soluções na literatura, novas metodologias serão propostas. Por esse motivo, o projeto conta com uma equipe multidisciplinar envolvendo pesquisadores das áreas da Estatística, Computação e Obstetrícia. Ao citar a equipe, vale ressaltar que há membro que coordenou a área técnica de saúde da mulher do estado de São Paulo, especialistas em saúde materna, fetal e em prematuridade; cientistas de dados com elevado conhecimento técnico em diferentes segmentos da área e com experiências em aplicações na área obstétrica e também em análise de dados públicos do Brasil. Os resultados desse projeto serão disseminados por meio de publicações científicas e por textos em português e em inglês em um blog que será disponibilizado na plataforma. Além disso, artigos e resumos dos resultados obtidos serão apresentados e discutidos em congressos. As documentações de como os dados foram tratados e analisados serão disponibilizadas no Observatório e os códigos computacionais serão acessíveis em uma conta do Observatório no GitHub (www.github.com). Como resultado principal, pretendemos que o Observatório Obstétrico Brasileiro seja a referência de informações da saúde materna, fetal e neonatal do Brasil, com o intuito de prover informações para o auxílio de gestores e médicos na tomada de decisões. Também pretendemos aquecer e disseminar o conhecimento na área de ciência de dados no Brasil, ao disponibilizar conteúdo da área aplicada à saúde e também ao propor novos métodos em cenários que não há soluções na literatura. A equipe desse projeto já trabalha em análises iniciais de visualização de dados obstétricos e uma demonstração pode ser vista no endereço https://obstetriciafmusp.shinyapps.io/observatorio-obs.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 03/12/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Aguinaldo Silva Garcez Segundo

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • papo de ciência – difundindo ciência em benefício da saúde!
  • O projeto “Papo de Ciência” tem por objetivo a divulgação dos conhecimentos atuais nas áreas da saúde humana, como mecanismos de engajamento da população na busca pela saúde e qualidade de vida e mostrar como o bem-estar físico, psíquico e emocional do indivíduo impacta no desenvolvimento sustentável da comunidade. A divulgação científica, ocorrerá através de uma série de vídeos, desenvolvido por alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Odontologia e Medicina da Faculdade São Leopoldo Mandic e exibidos antes, durante e após a SNCT 2021. O projeto consiste na elaboração e realização de uma série de 20 vídeos com duração entre 5 e 10 minutos, em linguagem didática e acessível à população de crianças e jovens, divulgando fatos e conhecimentos científicos aplicado nas áreas da saúde. A linguagem dos vídeos se utilizará de fatos históricos, conhecimentos e mitos populares, cultura pop e acontecimentos atuais para discutir o papel da ciência no avanço da saúde humana. Os vídeos propostos serão divididos em 3 projetos distintos que incluem as séries: Você sabia?, Ciência e tecnologia na Mandic e Saúde na sala de espera. Os vídeos serão divulgados, semanalmente, nos meses de setembro e outubro, e durante a SNCT, de 02 a 08 de outubro de 2021, também ficarão disponíveis no site da faculdade e em sua conta no facebook, canal do youtube e Instagram pelos demais meses do ano. No longo prazo, estes vídeos serão apresentados, presencialmente, durante o atendimento de crianças do ensino fundamental e básico realizado pelos alunos de graduação da faculdade nos projetos de prevenção e orientação em saúde, desenvolvido pela escola na região metropolitana de Campinas, assim como serão exibidos nas salas de espera dos centros de atendimento da própria escola. Outra proposta do projeto é a utilização dos vídeos no projeto “Barco da Saúde”, que leva anualmente alunos e professores para o atendimento de populações ribeirinhas da região Amazônica
  • Centro de Pesquisas Odontológicas São Leopoldo Mandic - SP - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Alan Prestes

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • estudo climático no brasil por meio registros naturais e observacionais: aquisição e análise de dados.
  • Com este projeto pretende-se estudar as relações Sol-Terra-Clima por meio de análise matemática de séries temporais de registros ambientais (anéis de crescimento de árvores) e observacionais (SOI, manchas solares; dados climáticos...), visando o aumento do conhecimento sobre as interações e fenômenos envolvidos (atividade solar; vulcanismo; eventos El Niño etc.) e de previsibilidade das consequências que podem afetar as atividades humanas. Esta pesquisa é muito importante para entender melhor as mudanças e variabilidades no clima, as inter-relações Sol-Terra; pelo fato dos registros instrumentais serem insuficientes para observar e estudar como o sistema do clima opera em escalas de tempo muito maiores do que umas poucas décadas ou sob forçantes climáticos diferentes do presente. Há a necessidade de se entender e estimar as mudanças ambientais de longos períodos que ocorreram ou ocorrerão. Neste estudo utilizará amostras de árvores da espécie Araucaria angustifólia a ser coletada na região do município de Cunha, no estado de São Paulo.
  • Universidade do Vale do Paraíba - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Alane Cabral Menezes de Oliveira

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • sustentabilidade, bioeconomia e saúde: utilização de resíduos sólidos atóxicos da fruticultura do nordeste brasileiro como agentes terapêuticos no diabetes mellitus gestacional
  • O diabetes mellitus gestacional (DMG) atinge 3-15% das gestações. É oriundo de falhas adaptativas a alterações hormonais e placentárias, versa com resistência à insulina, sendo agravado por mediadores pró-oxidantes e pró-inflamatórios. A falta de uma terapia eficiente reforça a necessidade de terapêuticas alternativas, p.ex., com produtos naturais que sejam seguros e que possuam propriedades antiglicantes, antioxidantes e anti-inflamatórias. No Brasil, o gênero Passiflora é destacado por sua utilização na área farmacêutica, cosmética e alimentícia. Dentre seus resíduos sólidos, que causam contaminação ambiental e perdas econômicas relevantes, as cascas e folhas foram investigadas em diabetes gestacional tipo 1 e 2, entretanto, as sementes não foram investigadas no DMG. Estas, a partir de nossos estudos, mostraram-se promissoras por não apresentarem toxicidade em uma série de modelos, sendo fonte de compostos bioativos (ex. piceatannol, resveratrol, naringenina). A presente proposta tem como objetivos: 1) avaliar a atividade anti-inflamatória, antioxidante (espécies biológicas) e antidiabética de extratos e compostos bioativos (CB) das sementes de Passiflora edulis (SPE) sobre os desfechos maternos e perinatais em ratas prenhas com DMG; 2) comparar e validar um modelo experimental em embriões de zebrafish para estudo de efeitos dos extratos em DMG; 3) produzir um bioproduto, a partir de formulações dos CB da semente de Passiflora edulis; 4) fornecer subsídios para a realização futura de pesquisas clínicas e em resumo, incentivar o aproveitamento bio-sustentável de resíduos da fruticultura, como nutracêuticos, com agregação de valor científico e econômico a este resíduo natural abundante, em uma perspectiva de economia circular. O grupo apresenta competência nos vários aspectos da proposta, integra diferentes habilidades e possui experiência comprovada na área, com resultados já disponíveis para o avanço do conhecimento científico e aplicado na área.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alba Cristina Magalhães Alves de Melo

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • biocloud – um framework para execução eficiente de aplicações de biotecnologia em múltiplas plataformas da nuvem aws
  • A Biotecnologia teve um impulso enorme a partir da década de 1950, com a descoberta da estrutura helicoidal do DNA e com o consequente desenvolvimento de técnicas de manipulação genética. Atualmente, a Biotecnologia moderna pode ser definida como uma área interdisciplinar que envolve o estudo de DNA, RNA, proteínas e moléculas mais complexas; culturas de células e tecidos; bioinformática e nanotecnologia, dentre outros. A Bioinformática é uma parte importante da Biotecnologia pois consiste da confecção de ferramentas e algoritmos para coletar, armazenar e analisar dados biológicos. Dentre as aplicações populares de Bioinformática, destaca-se a análise de sequências biológicas (DNA, RNA e proteínas), que auxilia os biólogos na determinação da estrutura/função dos componentes genéticos, tendo papel fundamental no desenvolvimento de medicamentos e estudo de doenças. Laboratórios de Biotecnologia de ponta localizam-se tradicionalmente nos países mais ricos pois requerem alto investimento financeiro. Esse cenário, no entanto, está mudando devido principalmente à tecnologia da computação em nuvem, que permite o acesso remoto a plataformas com grande poder computacional a um custo relativamente baixo. Computação em nuvem é bastante vantajosa para países emergentes por permitir que seus laboratórios desfrutem dos dados genômicos públicos e procedam análises e simulações complexas em tempo hábil. Considera-se que a tecnologia de nuvem é fundamental para o aumento da competitividade de tais laboratórios. O Amazon AWS é um provedor de nuvem que oferece recursos de diversos tipos, adequados a uma grande gama de aplicações, porém usando um número de modelos de precificação: on demand, que possui um custo fixo (USD/hora); spot, que possui um custo variável porém geralmente bem menor do que o modelo on demand; os preços são fixos por segundo para cada uma das várias formas (incluindo on demand e spot) de execução com contêineres, e; no caso de serverless computing, o custo é por cada cem milissegundos. Em 06/02/2020, a Amazon EC2 possuía 69 datacenters dispostos em 22 regiões e oferecia 275 tipos diferentes de instâncias computacionais, dentre elas CPUs, GPUs (Graphics Processing Units) e FPGAs (hardware reconfigurável). Apesar da execução de aplicações em nuvem exigir menos esforço em termos de configuração e manutenção de máquinas do que a execução em ambiente local, tal esforço não é nulo. Para se executar uma aplicação em nuvem, o usuário deve especificar a instância de máquina virtual que deseja utilizar bem como o datacenter no qual a instância se encontra e o modelo de precificação desejado. Além disso, pode ser necessária área de armazenamento (storage) e banda dedicada de rede para algumas aplicações. Sendo assim, a tarefa de definir qual plataforma utilizar é complexa e uma má escolha pode envolver um custo adicional considerável. Além disso, atividades como configuração do ambiente, monitoramento da execução e escolha de uma nova instância, caso a atual se torne indisponível ou cara demais, devem ser consideradas. Sendo assim, um framework para alocação e gerência de recursos eficiente é fundamental para o sucesso de aplicações na nuvem. Em particular, as aplicações de biotecnologia são aplicações complexas, compostas por diversas tarefas, podendo ser classificadas como aplicações HPC (High Performance Computing). Sua execução pode demorar horas e mesmo dias e, por isso, utilizam normalmente plataformas de execução mais poderosas, como clusters de CPUs, GPUs ou FPGAs. Portanto, acreditamos que a gerência de recursos em nuvem deve levar em consideração tanto características específicas das aplicações como do ambiente de nuvem. A originalidade do presente projeto de pesquisa reside justamente na união desses dois aspectos – requisitos das aplicações e características do ambiente de nuvem – para se obter uma ferramenta adequada à gerência de execução de aplicações de biotecnologia na nuvem Amazon. Considerando os provedores de recursos para aplicações HPC de biotecnologia que necessitam minimizar o tempo de execução, consumo de energia e maximizar a disponibilidade, sem violar acordos em nível de serviço (SLAs), existem atualmente diversos desafios relacionados ao gerenciamento dinâmico de recursos em nuvens. O gerenciamento dinâmico pode tirar proveito da autonomia deliberativa de agentes inteligentes em sistemas multiagentes (SMA) e técnicas de otimização combinatória, as quais viabilizam o uso eficiente de recursos na execução de aplicações HPC, liberando a necessidade de conhecimento especializado dos usuários em ferramentas de administração de nuvens. O presente projeto de pesquisa visa, portanto, resolver o problema de alocação e gerência de recursos na nuvem Amazon AWS para aplicações HPC de biotecnologia, minimizando o tempo de execução e maximizando a disponibilidade, sem violar SLAs, de modo a executar aplicações eficientemente e com custos financeiros menores para o usuário. Nesse sentido, serão consideradas tanto instâncias permanentes (on demand) como transientes (spot), bem como múltiplos tipos de recursos computacionais (CPU, GPU e FPGA), aumentando o leque de alternativas explorado. O uso coordenado destas múltiplas instâncias será gerenciado numa forma dinâmica e autônoma. Neste sentido, será investigado o uso de agentes inteligentes para auxiliar nas decisões de elasticidade. Em termos do modelo de computação em nuvens públicas, além do uso só de máquinas virtuais, será estudado a viabilidade do uso de containers dentro das instâncias em comparação com implementações utilizando os serviços de containers e de kubernetes já oferecidos pelo próprio AWS e o conceito de serverless computing com AWS Fargate e Lambda. Porém, as diferentes abordagens, tecnologias, e instâncias estarão "escondidas" do usuário final através de um gateway portal web com um gerenciador de workflows atrelando os recursos necessários da nuvem.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 31/08/2020-31/08/2022
Foto de perfil

Albertina Xavier da Rosa Corrêa

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • mulheres nas ciências exatas e engenharias: um despertar de competências para soluções ecológicas e sustentáveis
  • O lançamento de poluentes nos cursos hídricos é uma das principais causas de degradação dos ecossistemas naturais, e diretamente associado à veiculação de doenças. No Brasil, 40% da população não possui esgotamento sanitário, e grande parte que possui encontra-se na região sudeste. Ainda assim, apenas 45% do esgoto coletado é tratado adequadamente, agravando problemas urbanos, saúde pública e qualidade de vida. Nos últimos anos, profissionais das ciências exatas e engenharias vêm pesquisando tecnologias alternativas que solucionem ou minimizem os impactos gerados pela falta de saneamento básico. Apesar do número de mulheres cursando engenharia ter crescido 67,8% nos últimos 20 anos, ainda em 2018 as ciências exatas e engenharias são vistas como áreas predominantemente masculinas. Desta forma, o presente projeto tem como objetivo despertar a vocação profissional das alunas de escolas públicas, para as áreas de engenharias e ciências exatas, fortalecendo o aprendizado entre mulheres na resolução de questões socioambientais, com foco em saneamento básico. Para alcançar os resultados esperados serão realizadas ações junto às alunas e professoras de três escolas básicas dos municípios de Bombinhas (EEB Prefeito Leopoldo José Guerreiro), Camboriú (E.E.B. Terezinha Garcia) e Itajaí (E.E.B. Raul Bayer Laus), para a projeção de sistemas de tratamentos de efluentes utilizando técnicas de fitorremediação, ou seja, jardins flutuantes. Serão beneficiados, diretamente, mais de 1000 pessoas, entre alunos, professores e funcionários, e indiretamente toda a comunidade inserida no contexto das escolas. Em cada escola serão selecionadas as alunas que farão parte da equipe do projeto. Posteriormente, serão realizadas atividades teóricas e práticas, que proporcionem às alunas conhecimento científico sobre sistemas de tratamento de efluentes (fossa filtro, rede coletora e tratamento ecológico); parâmetros físicos da água e dos efluentes; jardins filtrantes; e vegetação aplicada às técnicas de fitorremediação. Serão também oportunizadas ações que permitam às alunas desenvolver técnicas de projeto nos softwares SketchUp e AutoCAD; construir os protótipos dos jardins flutuantes em ‘bancada’ manual – maquete, de acordo com a realidade de cada escola; e em impressora 3D. Durante o processo, serão ainda trabalhadas as competências acadêmicas das alunas por meio da elaboração de artigos científicos e apresentação dos resultados do projeto para a comunidade onde as escolas estão inseridas, bem como à comunidade acadêmica. As ações contemplarão atividades na Universidade, que propiciem a iniciação à pesquisa; atividades de divulgação das ações desenvolvidas no âmbito do projeto tanto nas escolas, quando para a comunidade acadêmica e por meio de redes sociais. Espera-se que, ao final do período de execução do projeto, as alunas das escolas estaduais contempladas, compreendam que possuem capacidade e competência para atuar nas ciências exatas e engenharias, utilizando o conhecimento científico no auxílio da resolução de problemas sócio ambientais causados pela própria ação humana. Além disso, espera-se que estas escolas sejam o início de ações locais para resolução de problemas que afetam toda a população, uma vez que as mesmas constituem espaços para a construção de soluções, aproximando a gestão pública e privada no comprometimento mútuo da resolução dos problemas ambientais e sociais.
  • Universidade do Vale do Itajaí - SC - Brasil
  • 22/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Alberto Colombo

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • plataforma de análise da redução do consumo de energia e configuração do controle de pressão em sistemas de irrigação pivô central
  • Em terrenos de topografia acidentada, a adoção de unidades de bombeamento de rotação variável em sistemas pivô central possibilita redução significativa da energia elétrica requerida para o bombeamento. Unidades de bombeamento de rotação variável permitem adequar a rotação da bomba e seu consumo energético, de forma a atender a demanda específica de pressão em cada posição angular da lateral ao girar no terreno. A redução da energia em relação às unidades de rotação fixa é substancial, porque, em função da presença de válvulas reguladoras de pressão, as unidades de rotação fixa fornecem continuamente a quantidade de energia requerida pela posição de maior demanda energética. Apesar da simplicidade desta ideia, o controle da rotação da bomba de um pivô central operando em terreno acidentado ainda é um desafio a ser vencido. O panorama atual de crise hídrica prejudica o controle da rotação baseado na posição angular da lateral, porque as constantes variações nos níveis de água de rios e reservatórios requerem a reprogramação do valor de rotação de trabalho requerido em cada posição angular. Por outro lado, o controle da rotação com sensores de pressão, que é imune à variações do nível de água dos reservatórios, nem sempre é adequadamente implementado, em decorrência do deslocamento do ponto de mínima pressão que ocorre em uma lateral operando em terreno acidentado. Em função de diversos trabalhos já realizados no tema em questão, a equipe proponente acredita ser possível a integração de mapas digitais de terreno baseado em imagens de satélite e o software EPANET de simulação hidráulica, em uma plataforma digital de avaliação, que depois de validada em campo, possa servir de ferramenta de análise do potencial de economia de energia com a adoção de unidade de bombeamento com rotação variável. Além de indicar a configuração dos sensores de pressão (posicionamento e valor de controle), que assegurem que a economia prevista seja efetivamente alcançada.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025