Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Thiago Poleto

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • uso de veículos aéreos não tripulados (uavs) e sistemas de informação geográfico para fornecer monitoramento inteligente de segurança pública
  • O setor público está envolvido em um processo de transformação digital para se adaptar aos serviços digitais e às novas demandas dos cidadãos. Os governos federal, estaduais e municipais estão mudando seus procedimentos para melhorar a prestação de serviços a sociedade. A crise do COVID-19 evidenciou o valor da administração digital, que permitiu aos países da América Latina a melhorar a sua oferta de serviços digitais entre 2020 e 2021, devido às restrições de mobilidade e às medidas de prevenção da pandemia. Nos últimos anos, alinhado ao conceito de cidades inteligentes uma nova tendência é utilização de veículos aéreos não tripulados (UAV), para capturar vários tipos de dados de imagem, como fotos de alta definição. Além disso, o emprego de ferramentas de sistemas de informação geográfica (GIS) para colaborar com o mapeamento permite novas formas de desenvolvimento econômico e social. Este projeto contribui para utilização de novas tecnologias aplicadas a segurança pública e decisões em políticas públicas a partir das imagens capturadas por UAV. Sendo assim, o projeto visa melhorar a gestão da informação em apoio a segurança pública, para que seu uso ocorra em compasso com a evolução da sociedade. Seguindo esta problemática, é o oportuno definir a seguinte questão: Qual é o papel dos Sistemas de Informação Geográficos e Tecnologias Veículo Aéreo Não Tripulado - UAVs apoiar as decisões públicas em cidades inteligentes com ênfase na segurança pública? A metodologia do projeto aplica um modelo espacial baseado em GIS para a segurança pública, permitindo o geo-registro de imagens capturadas por UAVs com acesso a diversas ferramentas de geoprocessamento e visão computacional.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Thiago Sardinha de Oliveira

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • tecnologias moleculares aplicadas ao desenvolvimento biotecnológico.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 07/12/2021-30/06/2024
Foto de perfil

Thiago Silva Torres

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • discriminação interseccional entre minorias sexuais e de gênero no brasil: impacto no comportamento sexual, percepção de risco ao hiv e adesão a prevenção ou tratamento do hiv
  • Minorias sexuais e de gênero (MSG), como por exemplo homens cis gay e bi, travestis e mulheres trans, são desproporcionalmente afetados pela epidemia de HIV no Brasil devido a fatores comportamentais e estruturais, incluindo discriminação. MSG estão sujeitas à discriminação interseccional, ou seja, podem sofrer diferentes discriminações com relação, por exemplo, ao gênero, orientação sexual, raça ou classe, que são inter-relacionais e moldam-se mutuamente. Estas discriminações podem influenciar na autoestima e saúde mental destas populações, impactando diretamente no comportamento, na percepção de risco ao HIV e na adesão a métodos de prevenção, como profilaxia pré-exposição (PrEP). Entre MSG vivendo com HIV soma-se ainda a discriminação pelo status sorológico, que pode impactar no cuidado à saúde e na adesão ao tratamento antirretroviral (TAR). Neste contexto, este estudo tem por objetivo investigar o impacto da discriminação interseccional no comportamento sexual, percepção de risco ao HIV e adesão a prevenção ou tratamento do HIV entre MSG no Brasil. Estudo transversal, no qual MSG (18+ anos) serão recrutadas através de mídias sociais para responder um questionário online sobre dados sociodemográficos, escala de discriminação explícita, comportamento, percepção de risco ao HIV, conhecimento sobre HIV, estigma do HIV, homofobia internalizada, uso e adesão à medidas de tratamento e prevenção. Modelos logísticos serão criados para diferentes desfechos (ex. comportamento sexual, percepção de risco, adesão), utilizando como variável de exposição a discriminação medida por escala validada, e outras co-variáveis exploratórias. Os resultados deste estudo servirão para o adequado mapeamento das vulnerabilidades das diferentes populações MSG, além de servir como subsídio para a adoção de estratégias para maximizar o efeito populacional da PrEP, do diagnóstico precoce do HIV e da TAR, ajudando o país a alcançar o objetivo proposto pela UNAids: o do fim da epidemia até 2030.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Thiago Vinicius Costa Nascimento

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • resíduos industriais em associação a palma forrageira na alimentação de cabras no sertão de pernambuco, bahia e sergipe
  • Nas regiões semiáridas, a caprinocultura leiteira tem como principal desafio a escassez de alimentos nas épocas de estiagem, pois as condições climáticas afetam o sistema de produção, devido às secas constantes que influenciam a disponibilidade de forragem. Dessa maneira, o presente projeto tem por objetivo desenvolver soluções tecnológicas para aumento da produção e qualidade do leite e queijos de cabras, do sertão de Pernambuco, Bahia e Sergipe, alimentadas com dietas contendo palma forrageira associadas à resíduos industriais. Para tanto, o projeto terá duração de 12 meses sendo desenvolvido como um todo durante esse período. Parte deste, será executado na Universidade Federal do Vale do São Francisco – UNIVASF, Campus Ciências Agrárias (CCA), situado em Petrolina-PE, que desenvolverá com o resíduo de uva. As outras partes da proposta serão executada em parceria com instituições de ensino superior da rede pública, que inclui a Universidade Federal de Sergipe (UFS) englobando a utilização de resíduo de panificação (biscoito) e café. E a Universidade Federal da Bahia (UFBA), onde serão conduzidos estudos avaliando a inclusão de óleos de palmeiras nativas em associação a palma forrageira na alimentação de cabras leiteiras. Os experimentos serão com duração de 80 dias, em delineamento de quadrado latino duplo (4x4), sendo composto por quatro níveis de inclusão de resíduo nas dietas dividido em quatro períodos de 20 dias. As dietas serão caracterizadas 0; 10; 20 e 30% de resíduo na MS. Serão avaliados a influência da palma com resíduo sobre os parâmetros de consumo, digestibilidade e comportamento ingestivo. Produtos oriundos do leite das cabras serão testados em análises sensoriais. Ao final, os resultados obtidos serão difundidos por meio de disciplinas nas universidades parceiras da proposta e visitas técnicas, com produtores e pesquisadores.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Thiago Wendt Viola

Ciências da Saúde

Medicina
  • fatores preditivos de resposta a tratamento oferecido pelo sus para mulheres usuárias de cocaína-crack: análise epigenômica e de algoritmos de aprendizagem supervisionada
  • O uso de cocaína tipo crack é um grave problema de saúde pública no Brasil. Estima-se que 1% da população faça uso regular e abusivo da droga e tal consumo é associado a uma série de desfechos negativos para os usuários e para a sociedade. O Governo Federal, em resposta ao crescente uso da droga no país, desenvolveu planos de combate e redução ao consumo de cocaína-crack, como a campanha “Crack, é Possível Vencer” e o “Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas”. Apesar disso, as evidências ainda são pouco expressivas quanto a eficácia das abordagens de tratamento para essa população. A taxa de aderência ao tratamento de portadores de Transtorno por Uso de Cocaína-Crack (TUCC) é de aproximadamente 50%, e a manutenção da abstinência destes pacientes em um período de seis meses é estimada em 14%. Nesse sentido, nosso objetivo é ampliar de forma inovadora o aporte científico e tecnológico necessários à identificação de fatores clínicos, sociodemográficos, psicossociais, neurocognitivos e epigenômicos que possam predizer a resposta ao tratamento de mulheres com TUCC. Estes resultados podem diretamente auxiliar a orientação de políticas públicas e o desenvolvimento de métodos de prevenção e intervenção mais eficazes. A aplicação de métodos de inteligência artificial e aprendizagem supervisionada na análise de dados ainda é incipiente no estudo da dependência a cocaína-crack no âmbito internacional. Há ainda menos estudos que utilizaram esta abordagem analítica no cenário nacional, e estes não incluem o foco em predição a resposta ao tratamento. Um dos principais motivos para o entendimento incompleto das características que influenciem a resposta ao tratamento no TUCC é a escassez de estudos longitudinais contendo um grande conjunto de variáveis e ondas de avaliação múltiplas. Esses critérios são atendidos no conjunto de dados que será utilizado nesta proposta, especialmente em uma amostra feminina. Assim, esta proposta fornece uma oportunidade única de enquadramento no item 3.E. da presente chamada: Identificação de fatores associados ao consumo abusivo de álcool e outras drogas entre mulheres e seus impactos para desfechos de saúde. Ao longo dos últimos 10 anos realizamos um amplo mapeamento e coletamos dados de usuário(a)s de cocaína-crack (n = 750) e controles saudáveis (n = 750). Para a amostra clínica de mulheres com TUCC (n = 500), realizamos um acompanhamento longitudinal durante os 21 dias de tratamento do SUS para desintoxicação ao uso de crack e outras drogas, bem como após 2 anos da alta hospitalar da unidade de internação. Nossos bancos de dados incluem variáveis de: 1) avaliação clínica (i.e. diagnóstico de TU de cocaína-crack e comorbidades psiquiátricas, diagnóstico de infecção pelo HIV, histórico e padrão de uso de substâncias lícitas e ilícitas); 2) trajetória psicossocial (i.e. mapeamento sociodemográfico, consequências e impacto na vida familiar, social, legal, laboral e médica decorrente do uso de substâncias, características da rede de apoio/social, histórico de exposição a trauma, estresse e violência ao longo da vida); 3) avaliação neurocognitiva (i.e. inteligência, memória, atenção, e funcionamento executivo); e 4) epigenotipagem (i.e. amostras de DNA sanguíneo submetidas a análise de varredura ampla epigenômica – metilação do DNA – com dados de 850.000 sítios genômicos). As variáveis de desfechos abrangem melhor/pior resposta ao tratamento de desintoxicação no período de alta hospitalar, considerando a redução da severidade de sintomas de fissura e abstinência à cocaína-crack. Também incluem a redução de sintomas de humor depressivo. Por fim, há variáveis de ocorrência de recaída e redução de consumo de substâncias psicoativas até 2 anos após a alta hospitalar. Assim, nossos bancos de dados contemplam mais de 3000 variáveis clínicas/cognitivas/comportamentais. Através da análise de aprendizagem supervisionada por algoritmo de Floresta Aleatória, espera-se a identificação e o esclarecimento de aspectos específicos que influenciam a resposta ao tratamento de desintoxicação em mulheres usuárias de cocaína-crack, que é uma das prioridades para políticas de prevenção e tratamento no âmbito da dependência química. Além disso, visa-se a consolidação da linha de pesquisa em ciência de dados e desenvolvimento de tecnológico na área de dependência química.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/12/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Thieres George Freire da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • avaliação de impactos do desmatamento da caatinga, novos modelos de produção e serviços agrometeorológicos para sustentabilidade do semiárido brasileiro
  • Atualmente há uma ampla pressão em relação ao avanço das atividades agropecuárias em detrimento às áreas com vegetação nativa. O desmatamento fragiliza as terras e modifica os ciclos biogeofísicos e biogeoquímicos, intensificando a desertificação em ambientes áridos, semiáridos e subúmidos a secos. Evidências de desertificação tem sido verificadas em áreas do Semiárido brasileiro. A desertificação implica em baixa disponibilidade hídrica, que dificulta a produção agropecuária, por causa da redução do aporte forrageiro. Por esse motivo, o emprego de novos modelos de produção pode permitir a adequação dessas atividades em áreas com problemas de escassez hídrica. O projeto atual, propõe um conjunto de ações que busca a sustentabilidade da Caatinga em sinergia com o fortalecimento de Cadeias Produtivas do Semiárido do Brasil (SAB). A implantação de novos modelos de produção, com uma diversidade de plantas forrageiras em sistema de Integração Lavoura Pecuária Floresta e assistidos por serviços agrometeorológicos em áreas com remoção parcial ou total da Caatinga, podem minimizar o avanço do processo de desertificação e elevar o potencial produtivo e sustentável de Cadeias Produtivas Agropecuárias. Essa proposta traz soluções para problemas do SAB inerentes à preservação do Bioma Caatinga, melhorando a robustez das atividades agropecuárias e o acesso da população a tecnologias para aumento da sua resiliência climática. Neste estudo serão investigados os impactos do desmatamento da Caatinga e como esses podem ser remediados a partir da adoção de novos modelos sustentáveis de produção. Em seguida serão analisados os atuais e novos “Núcleos de Desertificação” do SAB para, então, propor modelos de produção que incluem práticas de convivência com a escassez hídrica (e.g., diversidade de espécies, com e sem integração lavoura-pecuária-Caatinga). Para assistência dessas áreas, um sistema de serviços agrometeorológicos será desenvolvido, visando a difusão de tecnologias.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Thierry Marcelino Passerat de Silans

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • difusão anômala da luz
  • A propagação da luz em meios turvos não é balística mas se dá através de múltiplos espalhamentos que podem resultar em perda de coerência espacial e temporal da luz, modificação de intensidades transmitidas, refletidas e da velocidade de propagação da luz. Experimentos de laboratório envolvendo propagação da luz em meios turvos são ferramentas ótimas para estudar fenômenos de interesse por permitir repetibilidade, uma boa estatística, controle de parâmetros do sistema e diferentes métodos de medidas. Investigaremos a propagação da luz em dois meios diferentes permitindo explorar fenômenos de forte interesse nas últimas décadas como caminhadas aleatórias superdifusivas do tipo voos de Lévy e localização de Anderson. As caminhadas aleatórias do tipo voos de Lévy são caracterizadas pela existência de longos passos que dominam o transporte e são encontrados em diversos sistemas, como, por exemplo, propagação de viroses, evolução do sistema financeiro, deslocamento de animais e transporte de energia radiativa em vapores atômicos, este último, objeto de estudo deste projeto. Pretendemos, neste projeto, adquirir equipamentos para permitir realizar medidas temporais de voos de Lévy em vapores atômicos, não existentes na literatura, que permitirão ter acesso a informações como a dimensionalidade fractal do meio e efeitos de tamanho de amostra no tempo de primeira passagem. A localização de Anderson é um fenômeno em que uma onda fica confinada em determinada região de um meio fortemente espalhador. Estudaremos este fenômeno em meios altamente desordenados compostos por nanopartículas de TiO2@SiO2, em suspensão líquida (etanol) em que a densidade de espalhadores é alta favorecendo o aparecimento de caminhos fechados com retorno do fóton ao primeiro centro espalhador, no chamado regime de microcavidade. Este regime é próximo do regime de pré-localização onde efeitos de coerência são esperados.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Thomas Christopher Rhys Williams

Indefinido

Indefinido
  • algaacqua- recuperação de águas residuais e produção de extratos para biofertilizantes usando microalgas
  • A produção de bioetanol e óleo de palma resulta na geração de bilhões de litros de efluentes agroindustriais por ano na forma de vinhaça e POME. As altas concentrações de compostos orgânicos e minerais nestes efluentes representam um risco para os ambientes aquáticos e recursos hídricos, e por outro lado, um potencial meio de cultivo para o crescimento de microalgas. O presente projeto de colaboração entre a Universidade de Brasília (UnB) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) visa gerar um processo biotecnológico sustentável que envolve a biorremediação de vinhaça e POME através do cultivo de microalgas concomitantemente com a produção de biofertilizantes. A Coleção de Microrganismos e Microalgas Aplicados a Agroenergia e Biorrefinarias (CMMAABio) da Embrapa Agroenergia será analisada utilizando fotobioreatores automatizadas visando identificar cepas com altas taxas de produção de biomassa em vinhaça e POME e a capacidade de biorremediação destes efluentes. As condições de cultivo serão otimizadas em escala de bancada e a composição da biomassa algal produzida em cada etapa será avaliada quanto ao seu potencial como biofertilizante. Em seguida, o cultivo será realizada na escala piloto com a subsequente avaliação da capacidade de biorremediação e crescimento das cepas. Extratos da biomassa algal produzidas serão testadas como potenciais biofertilizantes para culturas anuais (milho e soja) e de ciclo curto (tomateiro). O resultado final do projeto será o desenvolvimento de uma tecnologia de biorremediação de efluentes agroindustriais de alto potencial poluente combinado com a produção de biofertilizantes capazes de estimular o crescimento de culturas de grande importância agronômica.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 23/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Thomaz Augusto Guisard Restivo

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de compósitos cerâmica-diamante metálico
  • Ligas metálicas multi-componentes denominadas "diamante metálico" apresentam durezas da ordem de materiais cerâmicos óxidos ou superiores (acima de 2000 HV (kgf/mm2)), mostrando boa tenacidade à fratura. As ligas podem ser reduzidas a pós finos, os quais, quando combinadas a cerâmicas comerciais, conduzem a materiais avançados de extrema dureza e excelentes propriedades. Devido ao caráter metálico das ligas deste compósito (cermet), é possível obter-se materiais que sejam ao mesmo tempo tenazes e resistentes, combinação essa não encontrada em outros materiais. Tais propriedades abrem um vasto campo para novas aplicações. A utilização das novas ligas como segunda fase de reforço em matrizes de alumina e zircônia tende a melhorar seu desempenho em aplicações sujeitas a elevados carregamentos mecânicos e deslizamento de superfícies de contato. As ligas diamante metálico, em fase de desenvolvimento, são compostas de 6 a 9 elementos metálicos distintos segundo um novo projeto de liga, tendo sido caracterizadas do ponto de vista mecânico e microestrutural. Mostram durezas até 2500 HV e tenacidade à fratura entre 8 e 20 MPa.m1/2, sendo indexadas como estruturas cúbicas de corpo centrado. Resistem ao recozimento em pelo menos 1300°C, mantendo suas propriedades de dureza. Assim, a pesquisa trata de aliar os materiais de maior dureza já desenvolvidos em um novo material inédito, o que justifica o esforço de pesquisa. Os métodos empregados para a preparação dos cermets baseiam-se em técnicas convencionais de metalurgia do pó, conduzindo a peças sinterizadas densas. Em adição, o coordenador e equipe desenvolveram aditivos promotores de sinterização de cermets que estabelecem micro-atmosferas redutoras no interior da peça durante o processo. A incorporação desses aditivos dispensa a necessidade de atmosferas protetoras durante a sinterização, representando outra novidade no projeto. Enfim, o projeto visa desenvolver o processamento destes novos cermets e caracterizá-los.
  • Universidade de Sorocaba - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Thompson Diordinis Metzka Lanzanova

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • investigação de ultra-alta pressão de injeção de combustíveis para motores flex-fuel em motor monocilídrico de pesquisas
  • O governo brasileiro está empenhado em tomar medidas regulamentares a fim de contribuir para a manutenção da temperatura global média em 2 °C abaixo do nível pré-industrial para evitar consequências climáticas catastróficas, pactuado no Acordo de Paris. O setor de transporte de cargas e pessoas é um dos maiores responsáveis pela emissão de gases do efeito estufa causadores de mudanças climáticas, e gases poluentes locais que geram danos diretos à saúde humana. Quase totalidade dos veículos desse setor é movida por motores de combustão interna. Nesse sentido, é crucial que haja uma considerável evolução dos motores de combustão interna atuais para reduzir as emissões de gases do efeito estufa a fim de evitar a necessidade de hibridização veicular de custo elevado. A injeção direta de combustível de pressão ultra alta (UHPDI, do inglês ultra-high pressure direct injection) é uma das mais promissoras tecnologias para redução das emissões de gases do efeito estufa e para aumento de eficiência. A questão específica do projeto é provar se a tecnologia UHPDI, ainda não estudada no âmbito de motores flex-fuel ou a etanol, permitiria melhorar a qualidade local da mistura em motores de ignição por centelha (MIC) para gerar uma combustão mais rápida e eficiente. Dessa forma, ao possibilitar a injeção tardia de combustível, ela também permitiria operar com razões de compressão maiores garantindo elevada eficiência de operação, baixas emissões de material particulado e redução de consumo de combustível. De um modo geral, isso resultaria também na redução de emissões de gases de efeito estufa. As atividades serão realizadas em âmbito experimental e computacional. Após as etapas de projeto e comissionamento de sistemas, o desenvolvimento experimental será realizado através de testes em bancada dinamométrica com medição de concentrações de gases de escape. Será suportado por simulações computacionais em software de dinâmica de gases unidimensional para motores e CFD 3D.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 04/03/2022-31/03/2025