Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Tagore Trajano de Almeida Silva

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • diálogo entre as instituições baianas: cooperação, fortalecimento e consolidação da pesquisa na área dos novos direitos
  • No último ano, a Universidade Católica de Salvador vem, por meio de proposta de Programa de Pós-graduação (APCN), buscado fomentar o debate e discussão em torno do tema: Alteridade e Direitos Fundamentais como forma de criação de mais um centro de pesquisa sobre novos direitos na capital baiana. Atualmente, ainda no ano de 2018, apenas existe um Programa de Pós-graduação em Direito na capital da Bahia, tendo este em uma de suas linhas a discussão sobre novos direitos, os quais aqui englobam: bioética, biodireito, direito ambiental e direito animal. Esses campos de conhecimento têm sido escolhidos por centenas de alunos, nos programas de PIBIC/CNPq/FAPESB, ao decorrer dos anos, fazendo com que gerasse uma demanda de pesquisadores e estudiosos nesse tema aglutinados na Universidade Federal da Bahia. O intento da presente pesquisa é contribuir para a conscientização da comunidade acadêmica sobre a importância do diálogo com um novo polo de pesquisa que surge, promovendo aos novos grupos apoio e incentivo para o início de seus trabalhos. Acredita-se que a cooperação entre a UCSAL e a UFBA podem promover um novo momento no ensino dessas disciplinas no Estado da Bahia, contribuindo para cooperação, fortalecimento e consolidação da pesquisa e dos centros de pesquisa baianos. Pretende-se integrar o trabalho desenvolvido por um dos Programas mais antigos de Pós-graduação (UFBA) com os estudos pretendidos pela Universidade Católica do Salvador, visando o fortalecimento do novo centro de conhecimento da área jurídica no Estado da Bahia. O presente projeto visa fortalecer o trabalho desenvolvido pelo grupo de pesquisa relacionado à área de Bioética, biodireito, direito ambiental e animal. Atualmente a Bahia sofre de uma escassez de centros de produção de conhecimento na área jurídica, contando apenas com o curso desenvolvido pela UFBA na cidade de Salvador e outro em Guanambi, extremo sul do Estado. A Faculdade de Direito da UCSAL conta, atualmente, com 4.231 (quatro mil, duzentos e trinta e um alunos), e, por ano, confere o grau de Bacharel em Direito a cerca de 600 (seiscentos) alunos. Sendo assim, o diálogo entre os grupos de pesquisa do professor coordenador em ambos os centros permitirá o aprofundamento das pesquisas e cooperação das pesquisas existentes nas duas instituições. O Projeto será realizado em duas etapas, compreendendo o tempo total de 24 (vinte e quatro) meses. Durante os dois anos de atividades serão realizados seminários, debates e intercâmbio de informações entre os dois grupos de pesquisa do Professor Coordenador existentes em ambas as instituições. Será selecionado em cada ano, dois pesquisadores de iniciação científica, um de cada instituição participante para atuar no intercâmbio de conhecimento, sendo que no primeiro ano serão debatidos os temas relacionados à bioética e ao biodireito e no segundo ano os temas relacionados ao direito ambiental e direito animal. O presente projeto busca estabelecer um elo de cooperação entre dois grupos de pesquisa específicos liderados pelo Professor Coordenador e/ou Pesquisadores. O intento é criar uma rede de pesquisa e informação na área dos novos direitos, estimulando o diálogo local e global desses temas. A perspectiva do presente projeto é o de criar uma cultura de colaboração, fortalecimento e consolidação dos pesquisadores no campo dos novos direitos, promovendo o desenvolvimento da pesquisa na área jurídica no modelo estimulado pelos órgãos de fomento, tais como CAPES e CNPq. Modelos de colaboração institucional são incentivados junto às políticas educacionais, tendo sucesso no modelo de desenvolvimento das pós-graduações. Exemplos como o MINTER e DINTER, ou com os antigos projetos casadinhos, corroboraram para o amadurecimento dos pesquisadores e professores de novos centros de pesquisa brasileiros. A colaboração de centros maduros de formação corresponde em um papel fundamental na criação e continuidade de novos grupos de pesquisa que buscam surgir, permitindo o intercâmbio de práticas exitosas entres diferentes instituições e ratificação do caminho adotado por jovens intelectuais que surgem.
  • Universidade Católica do Salvador - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022