Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Mauricio Paulo Ferreira Fontes

Ciências Agrárias

Agronomia
  • distribuição geoquímica, bioacessibilidade e risco potencial à saúde humana de elementos terras raras em solos da amazônia
  • O bioma amazônico possui uma das maiores diversidades de fauna e flora do mundo, localizado em uma área que abrange nove países, incluindo o Brasil. A Amazônia ainda tem grande parte de sua vegetação original preservada, contudo, nas últimas décadas pressões antrópicas de desmatamento e urbanização desordenada tem provocado alterações significativas em compartimentos do ecossistema amazônico, dentre eles o solo. Estudos preliminares têm demonstrado que as ações antrópicas têm modificado os teores de diversos elementos químicos de interesse danoso ao ambiente, o que torna real a possibilidade de que comportamento semelhante ocorra para os elementos terras raras (ETRs). Nos trabalhos internacionais têm demonstrado a ocorrência de incremento nos níveis de ETRs em função de variadas ações naturais e antrópicas, o que eleva os riscos à saúde associados a exposição dos seres vivos a esses elementos. Dessa forma, trabalhos que investiguem a distribuição dos teores elementos terras raras (naturais ou enriquecidos) e sua disponibilidade para os organismos vivos fazem-se necessários, especialmente na Amazônia. Assim, objetiva-se determinar os teores, avaliar a distribuição, mobilidade e estimar a bioacessibilidade dos ETRs (La, Ce, Pr, Nd, Pm, Sm, Eu, Gd, Tb, Dy, Ho, Er, Tm, Yb, Lu, Y e Sc) em solos da Amazônia. Amostras de solo serão coletadas tanto em ambientes naturais (sem ação antrópica) quanto em ambientes urbanos do Amazônia. As amostras erão caracterizadas mineralogicamente e serão determinados os teores semi-totais dos elementos através de digestão ácida pelo método EPA 3051a. A determinação da fração bioacessível será realizada através de simplified physiologically based extraction test (SBET), onde será simulado o acumulo de elementos na solução gástrica humana. Enquanto a mobilidade dos elementos será estimada por extração sequencial BCR. Posteriormente serão estimados os riscos à saúde humana (não carcinogênico e carcinogênico) por meio de equações matemáticas.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 28/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Mauricio Paulo Rodrigues

Ciências Humanas

Filosofia
  • fecinc - feira de ciências norte capixaba
  • A Fecinc é uma ação de capacitação em ensino e para o trabalho escolar associada a mostras de ciências e tecnologia que têm como objetivo a popularização da ciência através da divulgação de projetos Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática desenvolvidos preferencialmente por alunos do ensino básico. Nesse contexto, são desenvolvidas, além da feira de ciências, atividades como minicursos, mostras de vídeos científicos, palestras e portas abertas. Através de ações sólidas que influenciam a práticas docente e a qualidade do ensino pelo uso do método científico, a Fecinc espera despertar vocações que apresentem significativo impacto na formação de uma sociedade mais consciente de forma política, social e cultural. Estimulando a interação escola-comunidade e fortalecendo as parcerias escola-academia, a Fecinc já promove ações de capacitação de professores e estímulo estudantil em 9 municípios do estado.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 28/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Maurício Sedrez dos Reis

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • homogeneização antropogênica da mata atlântica subtropical e diversificação por meio de restauração ecológica e agroflorestal
  • 1 A transformação antrópica de paisagens vem resultando em degradação dos ambientes naturais. A maior parte das florestas remanescentes pode estar perdendo diversidade, processo que precisa ser melhor compreendido para ser mitigado. 2 A biodiversidade compreende aspectos genéticos, taxonômicos, funcionais e filogenéticos em diferentes escalas. As estratégias de conservação e restauração existentes são ainda insuficientes para evitar a homogeneização da diversidade em biomas como a Mata Atlântica. A conservação por si só nem sempre é viável e portanto precisa ser avaliada a estratégias de restauração com inclusão social. 3 Ainda não há análise de grande escala sobre a perda ou homogeneização da diversidade das florestas subtropicais da Mata Atlântica e inexistem diretrizes abrangentes, bem-informadas e que considerem uma gama de estratégias, com inclusão social, para a conservação e restauração da diversidade nas paisagens antrópicas da região. 4 Testaremos a hipótese de que a transformação antropogênica da paisagem leva à homogeneização dos diferentes aspectos da diversidade de árvores e que a reversão dessa degradação pode ser conciliada com demandas sociais através da restauração agroflorestal que integra diversidade de árvores nativas e geração de renda. 5 O impacto antrópico causa mudanças nas condições biofísicas, selecionando espécies com características que permitem sua persistência em condições de degradação. Por outro lado, usos mistos da terra que amenizam os filtros biofísicos e conciliam a diversificação biológica com a multifuncionalidade socioeconômica podem reverter o processo de degradação com maior eficiência do que a regeneração passiva. 6 Produziremos um diagnóstico sobre os diferentes aspectos da diversidade. Mapearemos estratégias prioritárias para a restauração e construiremos um sistema de ciência-cidadã para coleta e comunicação de informações úteis para tomada de decisões em busca de uma restauração economicamente viável da diversidade.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Maurício Soares Leite

Ciências da Saúde

Nutrição
  • projeto wari’: alimentação, saúde e nutrição em uma sociedade amzônica
  • A proposta de pesquisa parte dos achados científicos que apontam consistentemente para um acelerado processo de transição alimentar e nutricional entre os povos indígenas, com o registro crescente de casos de sobrepeso, obesidade, hipertensão arterial e o diabetes mellitus. Entre povos indígenas, no entanto, observa-se a manutenção de prevalências elevadas de desnutrição infantil e anemia em diversas faixas etárias, o que caracteriza uma dupla carga de má nutrição. A pesquisa corresponde a uma oportunidade ímpar para uma análise temporal, em um estudo de caso, do fenômeno da transição alimentar e nutricional entre povos indígenas no Brasil. A literatura sobre o tema entre povos indígenas, ainda que relativamente escassa, aponta para um processo mais acelerado que aquele observado entre não indígenas, assim como para a ocorrência de hipertensão arterial e diabetes melittus em prevalências elevadas e usualmente também superiores às registradas no segmento não indígena da população brasileira. Trata-se, assim, de um fenômeno ainda insuficientemente investigado e que apresenta um impacto profundo e desigual sobre estes povos, representando um desafio para atenção à saúde indígena. A pesquisa irá analisar a trajetória de uma comunidade indígena amazônica ao longo das últimas duas décadas, a partir da coleta e análise de dados contemporâneos sobre sua alimentação, antropometria, tensão arterial, glicemia capilar e níveis de hemoglobina, e ainda de sua comparação com o perfil identificado nesta mesma população, pelo coordenador da pesquisa, há duas décadas atrás.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 07/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Maurilo de Nazaré de Lima Leite Júnior

Ciências da Saúde

Medicina
  • investigação do efeito e mecanismo de ação de hipoglicemiantes de última geração e metformina sobre a doença renal fibrogênica do modelo de obstrução ureteral unilateral em ratos
  • A doença renal crônica (DRC) é hoje uma entidade que permeia diversas condições clínicas altamente prevalentes em todo o mundo como o diabetes e a hipertensão, suas maiores causas ao nível mundial. O tratamento e controle do diabetes vem sendo, nas últimas décadas, alvo de estudos clínicos e pré-clínicos em função da introdução de novas drogas hipoglicemiantes. De uma forma geral, estas drogas tem mostrado bons resultados no controle glicêmico, além de efeitos benéficos na prevenção da doença cardiovascular. Tendo em vista esse cenário sistêmico, em que o envolvimento da monitorização da evolução da doença renal é ação mandatória no acompanhamento clínico desses pacientes, podemos entender que a ampliação do nosso conhecimento acerca dos efeitos dessas drogas sobre a progressão da doença renal, tanto isoladamente como em combinação, se faz necessária. Assim, elaboramos este projeto que tem a finalidade de investigar o efeito destes hipoglicemiantes, mais recentemente lançados no mercado como os inibidores da SGLT-2 (inibidores do cotransportador de sódio-glucose 2), análogos GLP-1 (peptídeo 1 tipo glucagon) e inibidores de DPP-4 (dipeptidil peptidase-4), além da metformina, esta, medicação amplamente há mais de 60 anos, e as suas combinações, sobre o processo de inflamação e fibrogênese renal do modelo de obstrução ureteral unilateral (OUU) em ratos. Nossa proposta é a de estudar os efeitos destas drogas, isoladamente, em combinação e em vigência de inibição da angiotensina II, tendo em vista serem usualmente utilizadas por nefrologistas, endocrinologistas e clínicos no tratamento de pacientes portadores de diabetes e doença renal. O emprego do modelo de lesão renal por obstrução ureteral unilateral servirá para investigação dos efeitos dessas drogas, independentes de suas ações hipoglicemiantes, sobre a inflamação, fibrogênese e apoptose de tecido renal, processos estes usualmente encontrados na patogênese e evolução da doença renal crônica por diversas causas.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Mauro Alves da Cunha

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • efeito de nanoemulsão e avaliação ultrassonográfica do tempo de passagem gastrintestinal do óleo essencial de aloysia triphylla adicionada à dieta do jundiá, rhamdia quelen
  • Os aditivos naturais, como os óleos essenciais, atuam como promotores de crescimento. Estratégias focadas na nutrição são testadas como estimulantes da imunidade para uma otimização do desempenho e melhor eficiência dos nutrientes das rações. Nosso grupo de pesquisa comprovou que o uso do óleo essencial de Aloysia triphylla, como aditivo em rações para jundiá mostrou resultados positivos no crescimento, melhorando o ganho de peso final e taxa de crescimento específico dos peixes (ZEPPENFELD et al., 2016). Os óleos essenciais são compostos voláteis, instáveis e apresentam baixa solubilidade em água. Consequentemente, eles podem se degradar facilmente se não forem protegidos de fatores externos. A nanoemulsão representa uma alternativa viável como mecanismo de proteção contra a instabilidade e decomposição dos óleos essenciais. As nanoemulsões são sistemas amplamente utilizados na indústria farmacêutica, pois aumentam a biodisponibilidade e a permeabilidade por meio de barreiras biológicas, (DEVALAPALLY, 2007). A avaliação do trânsito gastrintestinal em peixes normalmente requer o abate desnecessário dos animais, como a técnica utilizada por Braga et al.(2007) para avaliar o tempo de passagem do alimento. A ultrassonografia é uma técnica que permite identificar estruturas moles em diversas profundidades do organismo de maneira não invasiva. Essa técnica baseia-se na captação dos sons refletidos ao passarem por tecidos de impedâncias diferentes. A utilização do ultrassom é rotineira nas áreas onde a piscicultura é uma atividade empresarial para diagnóstico de doenças, avaliação de carcaças. No Brasil, trabalhos nesse campo são escassos, até o momento não existem trabalhos que utilizem a ultrassonografia para avaliar o transito gastrintestinal em peixes. Este estudo pode ser um precursor e uma referência para estudos posteriores em outras espécies utilizando a ultrassonografia. Utilizaremos o jundiá por ser um bom modelo animal reconhecido por nosso grupo de pesquisa
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Mauro Cirano

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • monitoramento da variabilidade regional do transporte de calor e volume na camada superficial do oceano atlântico sul entre o rio de janeiro (rj) e a ilha trindade (movar)
  • O projeto intitulado "Monitoramento da Variabilidade Regional do transporte de calor e volume entre o Rio de Janeiro e a Ilha da Trindade (MOVAR)" executa periodicamente, desde agosto de 2004, a radial de alta densidade de XBT AX97, localizada entre Rio de Janeiro e a Ilha Trindade (20S, 30W). Esse projeto é realizado por instituições brasileiras e a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) e tem como o intuito aumentar o número de observações da Corrente do Brasil em uma região com intensa atividade de meso-escala e de grande importância econômica no país. A radial AX97 é parte integrante do programa Global Ocean Observing System (GOOS) e endossada no plano amostral de linhas de alta densidade apresentado durante a OceanObs ‘09 e recente reafirmado no OceanObs ‘19. Esta serie temporal, que já apresenta 15 anos de dados in situ, representa um dos mais longos monitoramentos continuados da Corrente do Brasil. O entendimento da circulação desta parte do oceano Atlântico Sudoeste, através da utilização e análise de dados observados em conjunto com a modelagem numérica representa uma contribuição importante para o desenvolvimento da oceanografia física da região. Finalmente, os dados obtidos ao longo da radial AX97 são assimilados pela maioria dos modelos oceânicos dos principais centros previsores distribuídos ao longo do globo, sejam estes modelos regionais, de bacia ou globais e em função de todas estas características, também acreditamos que a região da radial AX97 pode ser utilizada para a avaliação de novas plataformas de aquisição de dados, incluindo gliders e a missão Surface Water and Ocean Topography (SWOT).
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 28/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Mauro Cunha Xavier Pinto

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • transportadores slc como alvos terapêuticos para doença de alzheimer
  • 1. A doença de Alzheimer (DA) é uma síndrome neurológica caracterizada por prejuízo cognitivo que pode incluir alterações de memória, aprendizado e orientação espacial. Um aspecto importante da fisiopatologia da doença de Alzheimer é a excitotoxidade, que está intimamente relacionada à liberação exacerbada de neurotransmissores e a ativação de receptores de NMDA. 2.Os receptores de NMDA são ativados pela ligação de um agonista, o glutamato, e um co-agonista que pode ser a glicina e/ou a D-serina. Durante a excitotoxicidade, o estímulo à captação de neurotransmissores excitatórios, como o glutamato, ou o aumento da liberação de neurotransmissores inibitórios, como a glicina e GABA, podem ser usados para prevenir lesões cerebrais. 3. Com base nesta premissa, o objetivo deste trabalho é avaliar o papel dos transportadores de solutos (SLC) na fisiopatologia da DA e identificar nossos alvos terapêuticos para o desenvolvimento de fármacos neuroprotetores. 4. Nossa hipótese é que a modulação da função dos receptores de NMDA, através do controle de seu agonista ou co-agonistas pelos transportadores SLC, pode apresentar efeito terapêutico para a DA. 5. Estudos recentes publicados pelo nosso grupo apontam que a inibição seletiva dos transportadores de glicina do tipo 1 (GlyT1) apresenta efeito neuroprotetor em diversos modelos de dano cerebral. 6. Neste estudo será avaliada a expressão de transportadores SLC em tecidos cerebrais de camundongos 5XFAD e pacientes humanos portadores de DA por proteômica, Western Blot e/ou imunofluorescência. Após a seleção dos transportadores SLC, novos inibidores seletivos serão testados em modelos in silico, in vitro e in vivo da DA. Por fim, serão avaliados os mecanismos de neurogenese, sinaptogenese e/ou autofagia em modelos animais da DA. Os resultados deste projeto podem ser importantes para o desenvolvimento de uma nova classe de compostos neuroprotetores aplicados ao tratamento da doença de Alzheimer.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Mauro Galetti Rodrigues

Ciências Biológicas

Ecologia
  • efeitos da defaunação nas funções ecológicas das comunidades de plantas em florestas tropicais
  • Grandes mamíferos herbívoros (GMH) estão desaparecendo dos ecossistemas naturais devido às atividades humanas, um fenômeno conhecido como defaunação. Esses animais possuem uma enorme importância para a estabilidade dos ecossistemas, pois influenciam na composição e diversidade das comunidades de plantas. Uma vez que plantas são organismos que fornecem serviços ecossistêmicos essenciais, é fundamental compreender as suas relações com os herbívoros, como através da dispersão de sementes e do consumo de frutos e folhas. A falta de informações sobre a ecologia de GMH, especialmente de grandes ungulados, impede nosso entendimento completo de suas funcionalidades em florestas tropicais. Apesar de serem alvo de projetos de conservação, não possuímos informações sobre a dieta da maioria das espécies de grandes ungulados, se eles selecionam o que comem, e qual seu impacto na estrutura das comunidades de plantas. Sendo assim, esse projeto busca compreender o papel de GMH na regulação das funções das comunidades de plantas nas florestas tropicais. Analisaremos a seleção de traços funcionais das plantas consumidas por diferentes GMH, e sua efetividade na dispersão de sementes. Nossa principal hipótese é que os GMH possuem uma dieta generalista, consumindo plantas mais abundantes, ainda que selecionando certos traços funcionais, com uma partição de nicho alimentar e dispersão de sementes de acordo com seus tamanhos corpóreos. Para tal, nosso estudo irá focar em quatro espécies-chave de ungulados (antas, veados, catetos e queixadas). O projeto será realizado em quatro reservas florestais de Mata Atlântica. Através de coletas regulares de fezes, seremos capazes de caracterizar a dieta desses herbívoros, identificando quais espécies de plantas são consumidas através de análises genéticas (DNA-metabarcoding), quais são os atributos funcionais mais presentes em suas dietas, e como é a dispersão de sementes, verificando a quantidade e viabilidade das sementes defecadas.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Mauro Heleno Chagas

Ciências da Saúde

Educação Física
  • futebol feminino e o pequeno jogo: demandas física, fisiológica de alta intensidade e respostas táticas
  • Apesar da recente crescimento do futebol feminino, uma análise sobre as demandas física, fisiológica e as respostas táticas relacionadas ao pequeno jogo representa uma lacuna no conhecimento existente. O presente projeto de pesquisa tem como objetivos: 1) Comparar o efeito de diferentes formatos (3vs.3 e 5vs.5) de PJ, 2) diferentes áreas relativas (≈75m² - 175m² - ≈275m²) e 3) PJ com regimes contínuo e intermitente com razões estímulo:pausa equiparadas (1:1) nas demandas física e fisiológica de alta intensidade, assim como nas respostas táticas em atletas de futebol feminino. Para tanto, serão recrutadas atletas profissionais pertencentes a clubes de futebol registrados na Confederação Brasileira de Futebol e que participam regularmente de competições em nível estadual e/ou nacional. As participantes serão submetidas a avaliações físicas e experimentos com diferentes configurações de PJ (i.e., formatos, área relativa por jogadora e razão estímulo:pausa). Os dados coletados serão testados em relação à normalidade. Para os experimentos 2 e 3, será utilizada uma análise de variância com medidas repetidas para verificar a existência de diferenças estatísticas para as variáveis dependentes investigas (física, fisiológica e táticas). Para localizar as diferenças, em caso necessário, testes post hoc adequados deverão ser utilizados. Para o experimento 1, será utilizado um teste t para amostras pareadas ou o teste correlato não-paramétrico. O nível de significância será estabelecido em α<0,05, assim como, será utilizado d de Cohen para verificar a magnitude da diferença, considerando-se as seguintes classificações: pequeno = 0,2, médio = 0,5 e grande = 0,8. Todos os procedimentos serão realizados por meio do software Statistical Package for Social Sciences 22.0® (SPSS 22.0).
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Mauro José Costa Salles

Ciências da Saúde

Medicina
  • análise epidemiológica e microbiológica das infecções associadas as fraturas ortopédicas no brasil: estudo de coorte observacional, multicêntrico
  • Brasil é o líder na América Latina em número de traumas por acidentes de trânsito, sendo que 28% decorrentes de acidentes com motocicletas. Em 2019, 66,6% das mais de trezentas mil indenizações pagas pelo Governo Brasileiro às vítimas de acidentes de trânsito, foram por invalidez permanente. Esta estatística expõe a alta morbimortalidade nas vítimas de trauma ortopédico e o impacto negativo na saúde pública e financeira do país. As infecções associadas as fraturas (IAFs) são decorrentes da contaminação durante o trauma e/ou durante o tratamento cirúrgico para a correção das fraturas com utilização crescente dos implantes ortopédicos. Estudos internacionais apontam taxa de até 50 % nas IAF nas fraturas expostas. Estudos em centros universitários brasileiros, demonstraram prevalência de IAF de até 36%, e ainda um elevado risco de falha de tratamento quando as IAFs são causadas por bactérias Gram-negativas multirresistentes (MDR) como a Pseudomonas aeruginosa. Estima-se que no Brasil as IAF sejam frequentemente causadas por bactérias MDR, e é possível que ocorra disseminação clonal destes patógenos entre os hospitais especializados. As informações epidemiológicas, microbiológicas e investigação sobre os fatores de risco associadas às IAFs que possam guiar a formulação de estratégias de prevenção, diagnóstico e tratamento adequados, realizadas de forma multicêntrica são escassos no Brasil. Este estudo observacional prospectivo multicêntrico brasileiro pretende avaliar as estratégias de padronização cirúrgica e clínicas utilizadas na prevenção, diagnóstico e tratamento das IAFs por inquérito epidemiológico. Em paralelo avaliar fatores predisponentes para as IAFs através de estudo de coorte prospectivo, além de aprofundar a análise microbiológica dos patógenos identificados nas IAFs com finalidade de caracterizar possibilidade de disseminação clonal de microrganismos MDR, e identificar genes de resistência bacteriana e associados à virulência como a formação de biofilme.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Mauro Martins Teixeira

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • inct em dengue e interação microorganismo-hospedeiro
  • Dengue é uma das mais importantes arboviroses tanto no Brasil quanto no mundo. A patogênese da doença induzida pelo vírus da dengue envolve uma complexa relação entre o vírus e hospedeiros humanos. Apesar de todos os esforços para o entendimento da patogênese da doença e desenvolvimento de terapias seguras, não há nenhuma vacina aprovada ou terapias antivirais disponíveis para o tratamento da dengue. É evidente que nós precisamos entender a patogênese da dengue para desenvolver estratégias seguras e eficazes para controlar ou prevenir a doença, incluindo novos marcadores de progressão da doença e novas terapias antimicrobianas ou antiinflamatórias. Nos últimos anos, temos trabalhado para modernizar os métodos de controle e monitoramento e desenvolver tecnologias mais eficientes e eficazes para o controle do Aedes aegypti. Nós tivemos relevante contribuição do nosso último programa INCT no qual tornamos um importante centro para discussões de questões relacionadas à dengue, geramos uma plataforma online com o InWeb (“Observatório da Dengue”), publicamos dados científicos de alta qualidade sobre a patogênese e epidemiologia molecular da dengue e interação micro-organismo-hospedeiro em revistas científicas de alto impacto, geramos um plano de negócios para a FarmIBio, um Centro Tecnológico para o Desenvolvimento de Novas Drogas e Biotecnologia na UFMG, depositamos 10 patentes, geramos ferramentas para o diagnóstico da dengue e novas armadilhas para mosquito, e fomos reconhecidos pelo nosso trabalho educacional e de divulgação pelo Milenium Development Objectives (MDO) da United Nations Development Program (UDNP). Nossa missão e principal objetivo é “promover pesquisa científica de mais alta qualidade na área da Dengue com intuito de proporcionar conhecimento básico e aplicado e tecnologias que serão necessárias para o controle e tratamento da dengue e controle de seus vetores no Brasil”. Nosso projeto será dividido em 5 workpackages (WP). Uma relevante forma de obter sinergismo na ciência é criar plataformas que possam contribuir para um ambiente científico positivo. O WP1 tem o objetivo de integrar os diversos WPs e criar núcleos de pesquisa que serão compartilhados por todos membrs do instituto. Os seguintes 5 núcleos serão criados: Núcleo de camundongos geneticamente modificados, Núcleo de camundongos isentos de germe, Núcleo Viral, Núcleo de diagnóstico da Dengue e Núcleo Educativo. O WP2 é baseado na premissa que é possível desenvolver terapias que irão prevenir a doença (por bloquear mediadores que causam a doença) ou estratégias que reforcem a proteção (por favorecer mediadores associados com proteção). Para atingir tais objetivos no contexto da dengue, é fundamental desenvolver modelos animais que mimetizem com fidelidade a doença humana, especialmente por usar amostras clínicas do vírus. No presente projeto, nós focaremos nossos esforços em uma nova classe de mediadores da resposta inflamatória, os mediadores da “anti-inflamação” e resolução da resposta inflamatória. O conceito de geração de novas drogas anti-inflamatórias para doenças infecciosas é claramente importante para a dengue e outras doenças infecciosas. Assim, é importante testar potenciais estratégias anti-inflamatórias em diferentes modelos de infecção. Com esse conhecimento, nós temos como objetivo testar novas moléculas anti-inflamatórias que alterem ou mimetizem a função de mediadores inflamatórios. Existe uma grande quantidade de dados, para os quais nós temos contribuído substancialmente, demonstrando que a microbiota indígena contribui significativamente para a função e maturação do sistema imune. É crucial para essa área de pesquisa conhecer quais micro-organismos ou componentes microbianos e os mecanismos moleculares pelos quais eles modificam o sistema imune e estão associados com a doença. WP2 tem o objetivo de unir nossos esforços científicos no estudo da patogênese da dengue e outras doenças infecciosas e como a microbiota interage com o sistema imune e modifica nossa capacidade para lidar com patógenos e inflamação crônica. O WP3 concentra-se na geração de coortes de pacientes com risco de dengue. Estudos de coortes, ou monitoramento de um grupo selecionado para infecção da dengue, tem sido de grande valor para aumentar nosso entendimento sobre a epidemiologia e patogênese da dengue. Aqui, nós iremos interagir com dois coortes existentes ou iniciais em São Jose do Rio Preto (com foco na epidemiologia do vírus) e Belo Horizonte (Intervenção urbana e doença), e pretendemos estabelecer um coorte em Porto Alegre, uma cidade com maior risco de epidemia de dengue. O WP4 tem como principal objetivo fornecer ferramentas para o monitoramento e controle da dengue e tem como experiência a colaboração entre a UFMG e a empresa “spin-off” Ecovec que tem trabalhado e desenvolvido a plataforma MI-Dengue, a qual integra entomologia, biotecnologia e bioinformática para combinar, monitoramento, entomologia aplicada, biologia molecular e tecnologia de informação. O WP5 tem o objetivo de promover acesso ao conhecimento científico entre estudantes do ensino fundamental e médio (incluíndo educação de adultos). O conhecimento científico é entendido como um direito e uma forma de capacitar as pessoas para tomar decisões não equivocadas na sociedade. Nossos esforços serão concentrados para promover o enriquecimento da ciência e desenvolvimento de pessoal, acesso ao conhecimento científico como direito básico e a necessidade para um bem-estar social e desenvolvimento da sociedade. Temos histórico expressivo de colaboração com grupos internacionais (como demonstrado em nossas publicações), empresas (muitos financiamentos em colaboração com empresas não puderam ser inseridos no formulário) e governo (ambos locais e centrais). Além disso, temos um grande histórico de obtenção de projetos de várias agências financiadoras no Brasil e outras citadas anteriormente (muitas das quais não puderam ser inseridas no formulário online do CNPq).
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 27/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Mauro Martins Teixeira

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • desenvolvimento de uma plataforma translacional para o desenvolvimento de novas terapias para a osteoartrite
  • Moléculas anti-inflamatórias e pró-resolutivas controlam a intensidade e duração da inflamação, cujos defeitos estão associados ao desenvolvimento de doenças crônicas degenerativas e autoimunes. Fármacos imunomoduladores alteraram a história natural de artrites crônicas como Artrite Reumatoide e Espondiloartrites. Entretanto, biomarcadores e drogas modificadoras de doença são necessidades não-atendidas na Osteoartrite (OA), a mais comum das artrites crônicas, que cursa com dor e incapacitação articular, gerando enorme impacto econômico e social. Diferente da anti-inflamação, a resolução da inflamação é um processo rigidamente controlado e ativo, promovendo controle da inflamação e restauração da homeostase tecidual, cessando a migração de células polimorfonucleares e estimulando o recrutamento de células com perfil pró-resolutivo como macrófagos alternativamente ativados (MAA). Estudos pré-clínicos e clínicos mostram que moléculas pró-resolutivas são potenciais agentes modificadores de doença em algumas artrites crônicas. Porém, ainda é muito pouco conhecido o papel dessas moléculas no controle da inflamação, dano e dor da OA. Os objetivos desse projeto são: i. estabelecer uma plataforma translacional em modelos experimentais de OA e tecidos de pacientes com OA; ii. investigar se as moléculas pró-resolutivas Anexina A1, Lipoxina A4 e Melanocortina reduzem a inflamação e progressão do dano articular da OA. Utilizaremos modelos experimentais de OA pós-trauma (desestabilização do menisco medial) e químico (degradação de colágeno) em camundongos, avaliando inflamação, dano e dor articulares. Fibroblastos e condrócitos serão extraídos do líquido sinovial e juntas de pacientes com OA ou fratura (controle), avaliando-se proliferação, migração, invasão e produção de agentes inflamatórios e enzimas da matriz extracelular. Ainda, organoides reumáticos (fibroblastos+monócitos) serão utilizados para análise da hiperplasia e atividade da membrana sinovial.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Max Leandro Nobre Gonçalves

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • métodos em otimização contínua: teoria, implementações e aplicações.
  • Otimizacão se refere ao estudo de problemas nos quais, em geral, se busca minimizar/maximizar uma função ou resolver um sistema de equações sobre um conjunto viável. Problemas não triviais de otimização são sempre resolvidos por algoritmos iterativos. Este projeto visa a elaboração, aperfeiçoamento, análise e implementação de métodos de otimização contínua, tanto do ponto de vista teórico quanto computacional. Estamos interessados tanto no estudo teórico dos métodos, envolvendo suas propriedades de convergências e complexidades, quanto na implementação de algoritmos eficientes e competitivos. Especificamente, os principais métodos e problemas associados que serão pesquisados são: (i) método de Newton e suas variantes para resolver sistema não-lineares, problemas de programação não linear e problemas multiobjetivo; (ii) métodos acelerados de Nesterov para minimização de funções convexas não suave; (iii) alternating direction method of multiplier (ADMM) para minimização da soma de duas funções convexas com restrição linear; (iv) métodos quase-Newton, ponto proximal, gradiente conjugado e gradiente condicional para otimização multiobjetivo/vetorial; (v) técnicas de projeção e busca linear; (vi) método Lagrangiano aumentado para problemas não convexos; (vii) otimização multiobjetiva e vetorial com estrutura especial. Os métodos e as técnicas destacadas viabilizam aplicações em diferentes áreas do conhecimento como, por exemplo: reconstrução de imagens, processamento de sinais, tomografia computadorizada, montagem de portfólios e a administração de centrais de geração de eletricidade.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Maximiliano Bayer

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • morfodinâmica e balanço de sedimentacão do meio rio araguaia: implicaçoes hidroambientais
  • O Araguaia, principal ateria fluvial do Cerrado, é o ultimo rio não-regulado por hidrelétricas do Centro oeste, e prioridade nas políticas publicas sobre recursos hídricos para esse bioma. A bacia tem sofrido em décadas recentes altas taxas de desmatamento e o rio tem respondido com metamorfose fluvial, assoreamento e um paradoxal incremento nas taxas de transporte de sedimentos. O projeto objetiva desenvolver o primeiro balanço integrado hidro-sedimentar (carga de fondo + carga em suspensão) do meio Araguaia, através da aplicação de modernas geotecnologias e um enfoque metodológico duplo que considera a conectividade hidro-sedimentológica do sistema canal-planície e a funcionalidade fonte-sumidouro de sedimentos (source to sink). A pesquisa será sustentada por levantamentos hidrogeomorfologicos com ADCP, batimetrias, amostragem de sedimentos, estimativas de transporte de sedimentos, taxas de erosão e assoreamento, imageamento com drones, e a aplicação de modelos avançados de sensoriamento remoto com calibração de campo de transporte e sedimentaçao de carga em suspensão, com uma resolução temporal de 8 dias para o perido 2000-2021. O Araguaia é uma prioridade para as politicas públicas de recursos hídricos do Cerrado e para a sociedade Goiana. Por isso, além de gerar ciência básica inovativa na disciplina, este projeto também tem como objetivo produzir ciência aplicada que possa subsidiar a tomada de decisões e o manejo sustentável da bacia do Araguaia
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 07/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Maximiller Dal-Bianco Lamas Costa

Ciências Agrárias

Agronomia
  • uma abordagem múltipla para melhorar a qualidade da soja brasileira
  • A soja é a mais importante leguminosa cultivada no mundo. Se para o produtor de soja o valor de uma variedade é dado pela produtividade, para a indústria de beneficiamento esse valor é determinado principalmente pelas composições de óleo e proteína nos grãos. Ao longo dos anos, o melhoramento voltado para a produção não foi acompanhado pela seleção de genótipos contendo alto teor proteico, o que poderá acarretar um efeito cascata em toda a cadeia produtiva visto a vasta utilização da soja como fonte proteica. Além disto, é importante salientar que modificar a composição do óleo de soja por meio de alterações genéticas nas proporções dos diferentes ácidos graxos permite a obtenção de uma matéria prima de melhor qualidade, agregando maior valor econômico à cultura e beneficiando a indústria em geral. A indústria do Biodiesel tem crescido muito no Brasil, e os incentivos do governo ao longo dos últimos anos para aumentar a quantidade de Biodiesel adicionado ao óleo diesel é um exemplo do potencial que esta área estratégica tem para o nosso país. Frente a todos argumentos apresentados, nosso Programa de Melhoramento conduz pesquisa científica focada no desenvolvimento de cultivares para a sojicultora brasileira. Nos projetos em andamento pelo nosso grupo estamos 1) realizando seleção assistida para introgredir mutações que aumentem a qualidade do óleo e 2) introgressão de alelos/haplótipos raros que aumentem o teor de proteínas. Visto que a atual demanda da sojicutura é para cultivares precoces devido as vantagens de se fazer a safrinha do milho, estamos desenvolvendo cultivares precoces contendo estas características para serem utilizados no Mato Grosso. Além da parte aplicada do projeto, estamos verificando o efeito da modificação de alto oleico nas vias de defesa da planta, a qualidade e vantagens do óleo alto oleico, e identificando por mapeamento fino o(s) gene(s) causal(is) para o conteúdo de proteína localizado no cromossomo 20 da soja
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Maxwell Roger da Purificação Siqueira

Ciências Humanas

Educação
  • física moderna e contemporânea em livros didáticos sob uma perspectiva cts: um estudo a partir da transposição didática
  • O ensino de Física Moderna e Contemporânea (FMC), especialmente a análise da textualização desse campo do saber presente nos livros didáticos da Educação Básica, configura como o foco principal desta proposta de pesquisa. Trata-se de um campo da Física de extrema relevância no Ensino de Ciências em função, principalmente, das correlações entre Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS). Assim, essencialmente, objetiva-se neste projeto investigar, a partir da teoria da Transposição Didática, as implicações entre CTS em conteúdos curriculares da Física Moderna e Contemporânea na Educação Básica presente em livros didáticos. Para isso, o trabalho de pesquisa será caracterizado por três frentes: (1) análise do processo de textualização da Física Moderna e Contemporânea nos livros didáticos aprovados no Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD 2021) a partir dos pressupostos teóricos da Transposição Didática. (2) identificação das concepções quanto a relação CTS presentes nos livros didáticos. (3) desenvolvimento e implementação em sala de aula de ações de ensino sobre FMC com base nos resultados obtidos nas frentes 1 e 2. A coleta e a análise dos dados obtidos serão orientadas por instrumentos de pesquisa quantitativas, qualitativas e/ou mistas. Espera-se que, dentre outros aspectos, o desenvolvimento desta pesquisa possa somar esforços para avançar no processo de ensino-aprendizagem da FMC sob uma perspectiva CTS com intervenção didática direta em sala de aula. Desse modo, os resultados poderão contribuir tanto para a área de pesquisa em educação em Ciências/Ensino de Física quanto subsidiar o planejamento e desenvolvimento de aulas sobre FMC na Educação Básica, visando a promoção de abordagens que possibilitam uma visão crítica da construção da Ciência e suas implicações sociais e tecnológicas.
  • Universidade Estadual de Santa Cruz - BA - Brasil
  • 05/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Mayana Zatz

Ciências Biológicas

Genética
  • envelhecimento e doenças genéticas: genômica e metagenômica
  • Longevidade e envelhecimento saudável são temas de grande interesse. Eles dependem de uma interação complexa entre DNA nuclear e mitocondrial, o meio ambiente e a microbiota, isto é, a população de bactérias que vivem nas diferentes partes do nosso corpo com seu conjunto de genes. Entender esse equilíbrio complexo entre o genoma e o ambiente é um dos maiores desafios. Qual é a influência de variantes genômicas e epigenômicas, do sistema imune sobre o envelhecimento? Quanto nosso microbioma interfere ou contribuí com nossa saúde e doenças? Poderia o nosso microbioma ajudar a explicar a “missing herdability” em doenças complexas? Esse projeto tem como objetivo pesquisar essas questões através de diferentes estratégias e expertises. Dados sobre a manutenção da capacidade cognitiva e a estrutura do cérebro funcional serão obtidos através de ressonância magnética (MRI). Medidas sócio-demográficas em vários níveis irão contribuir para estabelecer o panorama das contribuições ambientais e sua influencia na saúde e longevidade. Entre o conjunto de técnicas que planejamos utilizar, modelos funcionais, principalmente a nível celular serão essenciais para ajudar-nos a entender os mecanismos específicos responsáveis pelo processo de envelhecimento normal e patológico. Na expectativa de aumentar nossa compreensão em relação a essas questões, vamos investigar três grandes grupos de indivíduos: a) indivíduos saudáveis de São Paulo, com mais de 60 anos, (coorte SABE) que foram acompanhados por muitos anos e farão parte da maioria dos sub-projetos a serem desenvolvidos; b) uma coleção de dados de pessoas que faleceram de causas naturais com mais de 50 anos, obtida do Banco de Cérebros; c) uma amostra de indivíduos com doenças genéticas associadas a uma rápida degeneração ou doenças complexas que poderiam ser causadas parcialmente pelo microbioma humano. Indivíduos averiguados no estudo populacional de São Paulo são altamente miscigenados e podem ser etnicamente diferentes das populações de outras regiões do Brasil. Portanto, para validar nossos achados moleculares em outras populações brasileiras, planejamos também incluir populações de diferentes regiões e ancestralidade e ambientes. Uma população de quilombolas, primordialmente afro-descendente e uma coorte da Paraíba com alta consanguinidade. Além disso, duas populações de Vitória, Espírito Santo, serão averiguadas: a primeira com alta proporção de nonagenários; a segunda com alta frequência de pessoas com sobrepeso; ambas são resultantes de miscigenação europeia (Itália, Pomerania, Áustria e Portugal) e Afro-Ameríndia. Também serão estudados pacientes e modelos animais com doenças de envelhecimento precoce ou doenças neuromusculares e neurodegenerativas. Nosso objetivo principal é contribuir para a elucidação de fatores responsáveis pela grande variabilidade associada ao envelhecimento, estudando também doenças genéticas no intuito de aumentar a nossa compreensão acerca da longevidade saudável. Para conseguir esse objetivo, a constituição dessa rede com a participação de pesquisadores de diferentes Estados é fundamental. Ela permitirá reunir uma amostra expressiva de indivíduos de diferentes etnias, que não existe para a população brasileira, e que é essencial para os estudos populacionais propostos nesse projeto. É importante salientar que o grupo de S. Paulo já mantém uma estreita colaboração com os pesquisadores dos outros Estados e que já resultaram em várias publicações conjuntas. Outro objetivo desta proposta é o projeto educacional, disseminando a ciência, o qual tem o propósito de estimular a curiosidade a motivar o público para tópicos relacionados com a genética. Cartazes com questões provocativas sobre Genética serão distribuídos em estações de metrô, terminais de ônibus e em escolas públicas, direcionando para um site que pode ser acessado por telefone celular. A primeira campanha, “Similar, mas diferente”, está em andamento em São Paulo (http://www.genoma.ib.usp.br). Os parceiros pesquisadores de outros estados irão coordenar estas campanhas em suas regiões. Para alcançar todos estes objetivos montamos um grupo de cientistas experientes em diferentes áreas de interesse, tal como biologia molecular (em relação ao DNA nuclear, mitocondrial, RNA e proteínas), imunologia, além de outros com experiência em imagens, metagenômica, bioinformática e ciência da computação bem como profissionais da área clínica. Delineamento do projeto: Os subprojetos de pesquisa que irão focar na população brasileira idosa saudável e em doenças \genéticas relacionadas com envelhecimento ou neurodegeneração estão divididas em três áreas principais: genômica, metagenômica e análise funcional, conformes detalhados abaixo. O projeto de Educação e Difusão, conta com o apoio da secretaria de Educação do Estado de São Paulo, a qual participa da proposta encaminhando os cartazes para os Professores Coordenadores de Núcleos Pedagógicos (PCNPs) de todas as Diretorias de Ensino. Os PNCPs participam de uma videoconferência ministrada por educadores do Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-tronco com o objetivo de colocá-los a par da campanha e atualizar seus conhecimentos. Os PCNPs encaminham os cartazes para os professores de Biologia e os orientam a implementarem, em sala de aula, atividades relacionadas ao tema da campanha e que estejam de acordo com o Currículo do estado de São Paulo. O projeto educacional pretende que, levando em conta as diferenças regionais, as Secretarias de Educação de 4 outros Estados nos quais estão localizados os pesquisadores parceiros (Paraíba, Pernambuco, Bahia, Espírito Santo participem da campanha de modo semelhante.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 28/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Mayara Campos

Ciências Humanas

Educação
  • itainópolis-pi faz ciências 2022: meio ambiente, agricultura familiar e sustentabilidade
  • O município de Itainópolis está localizado em região semiárida, com altas temperaturas, chuvas escassas com longos períodos de estiagem e com vegetação caracterizada pelo bioma caatinga. A agricultura familiar é um setor relevante no município, pois promove o desenvolvimento econômico em virtude da criação de emprego e renda, desenvolvimento sustentável, manutenção da biodiversidade e segurança alimentar. Diante da relação inerente entre meio ambiente, agricultura familiar e desenvolvimento local objetivam-se com essa proposta promover o projeto I Feira Científica Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (FECIMAS) no município de Itainópolis aproximando os alunos das práticas ecologicamente corretas e promovendo a valorização das comunidades. O projeto constituirá na realização de pesquisas através de método científico pelos alunos em sala de aula, organização de feiras de ciência nas escolas e culminância com as apresentações dos projetos mais relevantes desenvolvidos ao longo do ano na FECIMAS 2022, também haverá o credenciamento de projetos selecionados para participação em feiras e mostras nacional e internacional. O evento será amplamente divulgado de modo a alcançar todo o público local com a finalidade de socializar as produções científicas dos alunos. Com esse projeto pretende-se despertar nos discentes o gosto pela pesquisa na busca da construção e resgate de novos saberes por meio da participação ativa dos alunos, bem como dos professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos.
  • Secretaria Municipal de Educação e Cultura - PI - Brasil
  • 04/01/2022-31/01/2024
Foto de perfil

Mayara Krasinski Caddah

Ciências Biológicas

Botânica
  • sistemática molecular aplicada à conservação da biodiversidade catarinense: avaliação das espécies de myrtales ameaçadas de extinção em santa catarina
  • Listas de espécies ameaçadas de extinção são essenciais para a conservação da biodiversidade pois fornecem informações que permitem que governos, iniciativa privada e sociedade planejem ações concretas para preservação e diminuição do impacto sobre esses recursos naturais. A lista das espécies ameaçadas de extinção da flora de Santa Catarina apresenta muitos problemas taxonômicos, e necessita ser revista por especialistas. Além disso, pouquíssimo se sabe sobre as entidades listadas, de maneira que as estimativas de grau de ameaça são frágeis, e as estratégias para conservá-las, praticamente inexistentes. Considerando o desconhecimento sobre essas espécies e os prováveis cenários futuros de mudanças climáticas, são poucas as suas chances de sobrevivência. Assim, esse projeto objetiva contribuir com o conhecimento das espécies ameaçadas de extinção de SC, por meio da avaliação taxonômica das doze espécies de Myrtales citadas na lista; da estimativa da diversidade genética das suas populações remanescentes; e da previsão das suas distribuições geográficas considerando mudanças climáticas. As avaliações taxonômicas serão realizadas por meio de estudo de material herborizado e literatura específica. O estudo da diversidade genética será procedido com marcadores microssatélites desenvolvidos por meio de sequenciamento de DNA de nova geração; e as previsões de distribuição serão modeladas conforme diferentes cenários futuros de mudanças climáticas. Todos os resultados serão analisados segundo os critérios e categorias da IUCN. Além de cinco artigos científicos, planeja-se preparar um relatório sobre a necessidade de atualização da lista de espécies ameaçadas e um dossiê sobre o estado de conservação das populações das espécies de Myrtales ameaçadas em Santa Catarina, com sugestões de estratégias para sua conservação, considerando as possíveis alterações de hábitats ocasionadas pelas mudanças climáticas, para ser encaminhado a diferentes órgãos ambientais e legislativos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 24/05/2022-31/05/2025