Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Monica de Andrade Nascimento

Ciências da Saúde

Medicina
  • prevalência de distúrbios psíquicos menores e transtornos mentais em feira de santana, bahia.
  • O reconhecimento dos distúrbios psíquicos menores (DPM) e dos transtornos mentais (TM) como problema relevante de saúde na população adulta de Feira de Santana, Bahia, município onde se desenvolvem Práticas de Integração Ensino-Serviço-Comunidade (PIESC), do Departamento de Saúde da Universidade Estadual de Feira de Santana (DSAU/UEFS), resultou em implementação de práticas voltadas à detecção, prevenção e controle de agravos psiquiátricos,articulando estudantes de medicina, professores do DSAU/UEFS, profissionais de saúde das Unidades de Saúde da Família (USF) e lideranças comunitárias do município. Um estudo epidemiológico de corte transversal será conduzido para estimar a prevalência dos Distúrbios Psíquicos Menores (DPM) e dos Transtornos Mentais (TM) em Feira de Santana, Bahia. Uma amostra aleatória composta de 880 sujeitos com idade igual ou superior a 18 anos, residentes e cadastrados na Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município, responderão a um questionário estruturado, após a leitura e assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). A coleta de dados será realizada por meio de visitas domiciliares por estudantes do curso de Medicina e bolsistas da Sala de Situação e Análise Epidemiológica e Estatística (SSAEE) do DSAU/UEFS. Serão considerados portadores de DPM os indivíduos positivos ao Self Report Questionnaire (SRQ-20) e estes serão cadastrados e encaminhados para avaliação com médico de família que utilizará o Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI). Um médico psiquiatra reavaliará estes sujeitos em um prazo máximo de 72 horas, para diagnosticar os portadores de transtornos mentais e para validar o MINI em atenção primária. Os dados coletados serão processados e analisados no programa SPSS for Windows 9.0.
  • Universidade Estadual de Feira de Santana - BA - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021
Foto de perfil

Mônica de Carvalho Magalhães Kassar

Ciências Humanas

Educação
  • projeto interinstitucional tecnologia de informação e comunicação (tic) e inovação nos processos de escolarização na educação inclusiva: diferentes contextos no brasil e na espanha
  • O domínio do uso da língua materna, em suas diferentes formas, tem papel estruturante na organização do pensamento e na aquisição dos demais conhecimentos escolares, o que o torna imprescindível e prioritário no processo de escolarização. Um dos problemas da educação brasileira hoje consiste justamente no insucesso do cumprimento da meta de se alfabetizar todos os alunos até os oito anos de idade, em contextos de diversidade. Com atenção a essa demanda, este projeto de investigação tem o objetivo de analisar propostas de modificações na relação de ensino-aprendizagem, implantadas em diferentes espaços de escolarização para fomento de ações criativas e inovadoras na escolarização de crianças em situações de diversidade, a partir do uso cotidiano de tecnologias de informação e comunicação (TIC). Em específico, objetiva-se: 1. Avaliar possíveis desdobramentos do uso cotidiano de TIC em salas de aula no desenvolvimento escolar dos alunos, em especial nos processos de leitura e escrita; 2. Investigar possíveis mudanças decorrentes de ações de formação continuada para uso das TIC para professores da educação básica, nos processos de criação de procedimentos para a escolarização; 3. Analisar possíveis implicações do intercâmbio de professores sobre suas práticas pedagógicas, que envolvem o uso dessas tecnologias e materiais educacionais, com foco na diversidade, em escolas no Brasil e na Espanha; 4. Analisar possíveis contribuições que o intercâmbio de informações entre alunos de diferentes localidades envolvidos nesta pesquisa possa favorecer ao processo de escolarização dessa população. Para o desenvolvimento deste trabalho, realizar-se-á uma pesquisa-ação, com ações de formação de professores sobre temas levantados por essa população e sobre utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e, ainda, com desenvolvimento de atividades de sala de aula com os alunos, em diferentes contextos educacionais. O campo empírico constitui-se em salas de aulas públicas sediadas nas cidades de Belém (PA), Rio de Janeiro (RJ), Duque de Caxias (RJ), Dourados (MS) e Corumbá (MS) no Brasil e Guadalajara (C-LM, Espanha) e Alcalá de Henares (CM, Espanha) na Espanha. A proposta se articula de forma multidisciplinar, envolvendo conhecimentos produzidos por grupos de pesquisadores que já empreendem trabalhos conjuntos há alguns anos. Esta proposta justifica-se por ser uma tentativa de promover uma articulação qualificada entre a universidade e escolas da educação básica, como forma de contribuir para que ocorram mudanças nessa realidade.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mônica de Fatima Bianco

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • a produção de competências profissionais sobre relações entre saúde mental e trabalho em unidades de saúde de vitória/es
  • O objetivo da presente pesquisa é investigar a mobilização de competências e seu contexto organizacional de produção sobre as relações entre transtorno mental e trabalho, bem como as representações sociais e as práticas de profissionais de saúde da Atenção Básica do Município de Vitória-ES em torno dessas relações. Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa e uso de multimétodos, tais como levantamento documental, entrevistas, observações, autoconfrontação e grupos focais, para a produção de dados individuais e coletivos. Abordagens teóricas da representação social, da clínica da atividade, da ergologia, dentre outras, são base para as reflexões analíticas, uma vez que se entende como adequado para o estudo do trabalho, com foco nas práticas, o uso desse enfoque multidisciplinar. Os participantes serão de diferentes categorias, ocupantes de cargo de gestão e profissionais da saúde principalmente, e estes serão convidados a participar nas diferentes etapas previstas do projeto, após obter-se o consentimento livre e esclarecido de cada participante. Este projeto será executado em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do município, pelo interesse na temática e pelo o entendimento de que os resultados da pesquisa poderão subsidiar futuramente a concepção de políticas públicas para o diagnóstico do adoecimento mental vinculado ao trabalho. Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mônica Dias Martins

Ciências Humanas

Ciência Política
  • literaturas, nacionalidades e colonialismos: cartografia social das comunidades imaginadas entre brasil, cabo verde e guiné-bissau
  • Esta proposta aprofunda e expande o projeto do Observatório das Nacionalidades (ON), grupo certificado pelo CNPq e sediado na UECE, iniciado em 2015 com o tema “A Defesa do Atlântico Sul no contexto da cooperação Brasil-África”. O enfoque principal era a reflexão sobre um conceito multidimensional de defesa que levasse em conta aspectos ambientais, socioeconômicos, políticos e culturais provenientes de reinvindicações de setores sociais organizados e suas lutas por preservação da natureza, bem viver e valores democráticos. A abordagem renovada do conceito pode ser encontrada nas duas publicações que resultaram da pesquisa: o número temático da revista Tensões Mundiais (V.12, N. 12, 2016), editada pelo ON, e a coletânea intitulada a Defesa dos Povos do Atlântico Sul. No entanto, a expressão “comunidade sul-atlântica”, inspirada principalmente na obra Comunidades Imaginadas, de Benedict Anderson, não foi suficientemente trabalhada, sem maior atenção para a pluridiversidade que caracteriza os povos da região banhada pelo Atlântico Sul. O intenso debate acadêmico entre pesquisadores brasileiros e africanos, em particular ao tratar de narrativas e casos específicos de conflitos de diversas naturezas, revelou a necessidade de estudos das comunidades nacionais que não puderam ser desenvolvidos no curto período de um ano. Daí a importância de dar continuidade às atividades de investigação. O presente projeto, portanto, irá examinar em perspectiva transdisciplinar os processos nunca concluídos de construção das nacionalidades, tendo como campo empírico Brasil, Cabo Verde e Guiné-Bissau. A intenção de delimitar o escopo da pesquisa a três países deve-se ao fato de que o problema a ser investigado é, sobretudo, de caráter teórico-conceitual e diz respeito às interrelações entre nacionalidades e campo artístico, com destaque para as literaturas oral e escrita com expressão em língua portuguesa, seja como língua oficial seja como língua de comunidades de diáspora. Desse modo, busca-se concentrar esforços na elaboração de procedimentos metodológicos que tenham como ponto de partida os conceitos-chave de “comunidade imaginada”, de Benedict Anderson, e “cartografia social”, de Gilles Deleuze e Félix Guattari. Há indícios a serem aprofundados, no decorrer da pesquisa, de confluências e afinidades entre os autores, ainda pouco percebidas na academia. Trata-se de um caminho alternativo para pensar as mudanças advindas na ideia de nação, sendo imprescindível diferenciar o Estado da nação. Este é um campo de conhecimento complexo, que exige ter em conta as acepções de colonialismo, nacionalismo e imperialismo, muitas vezes usadas pela corrente epistemológica dominante na área de Relações Internacionais para “subalternizar” os povos dos continentes africano e latino-americano, os quais persistem como espaços de disputas globais no século XXI. Devido à grande quantidade de referências a serem abordadas, a equipe interinstitucional de pesquisadores provenientes da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e da Universidade de Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) irá organizar um grupo de estudos e um curso de extensão, para debater os textos selecionados e analisar as realidades brasileira, cabo-verdiana e bissau-guineense. Cabe ressaltar o diálogo em curso entre o corpo docente e discente da UECE e da UNILAB, sendo os estudantes bissau-guineenses o segundo maior contingente populacional daquela instituição, atrás apenas dos brasileiros. A difusão dos resultados da pesquisa será feita tanto mediante informações sistemáticas no site do ON, como num número especial da revista Tensões Mundiais. A expectativa mais ampla é de que esta pesquisa possa contribuir para desenvolver processos e instrumentos metodológicos próprios e adequados a situações singulares, sem a pretensão de elaborar uma teoria que apague diferenças nem de assumir a abordagem eurocêntrica como perspectiva universal das relações sociais.
  • Universidade Estadual do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Monica Feijo Naccache

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • reologia de suspensões de óxido de grafeno
  • O grafeno foi isolado e caracterizado pela primeira vez em 2004. Desde então os nanomateriais bidimensionais (2D) têm sido objeto de estudo. Estes materiais têm revelado possuírem excelentes propriedades mecânica, térmica e elétrica, podendo levar a nanocompósitos poliméricos com características superiores aos encontrados com outros tipos de nanopartículas. Suas aplicações são bastante vastas, indo desde a área de embalagens de alimentos, indústria do petróleo, produtos têxteis até produtos aeronáuticos e de revestimentos. No presente Projeto de pesquisa propõe-se o estudo do comportamento reológico de suspensões poliméricas com óxido de grafeno, a fim de avaliar o efeito destas nanopartículas no comportamento mecânico dos nanofluidos compósitos resultantes.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Monica Felts de La Roca Soares

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento de uma cadeia produtiva, a base da goma do cajueiro em prol do desenvolvimento socioeconômico e agroecológico da agricultura familiar no sertão pernambucano.
  • O cerne deste projeto é a difusão tecnológica do processo de obtenção da goma do cajueiro às famílias rurais associadas à Associação Rural de Umbuzeiro e Leitão, comunidade quilombola, do Sertão de Pernambuco, conjuntamente com o estabelecimento formal de usos comerciais da goma. A aplicação da biotecnologia permite o beneficiamento da resina oriunda do exsudato do caule da árvore Cajueiro (Anarcadium occidentale L.), e o seu estabelecimento como insumo alimentar, cosmético e farmacêutico, tendo como objetivo o consumo familiar como alimento e a venda do mesmo, complementando renda às famílias. O estímulo à renda familiar irá se estabelecer inicialmente mediante o subsídio deste projeto até que a segurança de consumo seja documentada, passando estão a ser estabelecida por meio da venda deste produto para a merenda escolar do município de Afogados da Ingazeira. A prefeitura do município já firmou parceria com este projeto para garantir a compra do produto como merenda escolar por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) que contempla no mínimo 30% dos seus recursos aos produtos da agricultura familiar e empreendedor familiar rural (Lei no 11.947, de 16 de junho de 2009). A safra do fruto do cajueiro possuí duração de 3-4 meses ao ano, restando de 8-9 meses de ociosidade da região. A cooperativa soma 200 hectares plantados de cajucultura que são ociosos durante 70-75% do ano e que tem apresentado queda anual da produtividade de caju devido a seca e falta de aplicação de técnicas agrícolas sustentáveis, ecológicas, que englobem a biodiversidade, biossegurança e regeneração do solo. Este projeto também conta com a otimização do processo industrial de beneficiamento do exsudato do cajueiro em goma do cajueiro visando escala produtiva, segurança operacional, qualidade e custo do produto final. A biotecnologia sozinha, como área de conhecimento predominante, não viabiliza o reconhecimento popular deste produto, não define a sua segurança alimentar, cosmética e farmacêutica e não estabelece técnica de manejo sustentável das áreas de cajucultura, não se apropria dos índices econômicos desta atividade, em outras palavras não viabiliza a sua introdução ao mercado comercial. Com base nas premissas apresentadas este projeto correlaciona diferentes áreas do conhecimento como biotecnologia, agricultura familiar, manejo sustentável, economia e educação, sendo através desta pluralidade a proposta de mudança social do Sertão Pernambucano.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/12/2018-30/05/2021
Foto de perfil

Monica Ferreira da Costa

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • mercúrio em compartimentos ambientais de estuários tropicais
  • A biodisponibilidade do mercúrio, em suas diversas formas químicas, para a biota de estuários tropicais varia com as condições físico-químicas dominantes. Uma vez incorporado à teia trófica estuarina e costeira o mercúrio circula, se espalhando para todos os organismos. Ao vencer os níveis tróficos o mercúrio passa dos consumidores primários e filtradores até o topo da cadeia, podendo chegar às populações humanas que consomem produtos da pesca. No estuário do rio Goiana, há alguns anos já se estua a contaminação ambiental por mercúrio. Já foram abordadas espécies de peixes como o Trichiurus lepturus (peixe-espada, marine straggler, predador de topo de cadeia) e o Cathorops spixii (bagre amarelo, espécie demersal bentófaga, dominante em termos de densidade e biomassa serve de alimento para níveis tróficos superiores). Para ambos os casos se detectou uma variação da concentração de mercúrio fortemente relacionada às condições ambientais (estação seca x chuvosa) e habitats do estuário (alto, médio e baixo). Neste projeto pretende-se abordar outras espécies de alto valor nutritivo e comercial exploradas intensamente pelas comunidades locais. Os clupeideos (ex. Rhinosardinia bahiensis) e engraulideos (ex. Anchovia clupeoides) são peixes que se alimentam de plâncton, ocorrem em grandes cardumes e representam uma importante fonte de alimento para espécies maiores, como os scianideos (ex. Cynoscion acoupa) e centropomideos (ex. Centropomus undecimalis), predadores de topo de cadeia e com alto valor comercial. Como representantes de níveis tróficos intermediários, serão utilizados os gerreideos (ex. Eugerres brasilianus, Eucinostomus melanopterus) que são bentófagos, se alimentam de invertebrados bentônicos e também já tem sua ecologia relativamente bem estudada para o local de interesse deste projeto. As amostras de peixes desses grupos coletadas no estuário do rio Goiana durante diversos projetos do grupo desde 2005 até 2015. Foram preservadas em freezer e estão sendo triadas e preservadas. Mais de 500 indivíduos de peixes de diversos níveis tróficos, capturados em diferentes estações do ano e em diferentes habitats do estuário já foram analisados para mercúrio total e isótopos estáveis de C e N. Este projeto visa possibilitar a finalização da triagem e análise de mais 350 amostras e o estudo da distribuição trófica do mercúrio total no estuário e sua região costeira adjacente. Os recursos solicitados servirão unicamente para cobrir os custos da contratação dessas análises junto a instituições parceiras e a manutenção periódica da estação meteorológica/maregráfica instalada pelo grupo no estuário e cujos dados são utilizados nas análises das variáveis ecológicas e físico-químicas, inclusive de poluentes como o mercúrio.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/07/2021
Foto de perfil

Mônica Freire Belian

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • materiais inorgânicos aplicados à eliminação das larvas do aedes aegypti
  • O Aedes Aegypti, principal mosquito vetor das arboviroses de maior importância no mundo, é o responsável por 2,5 bilhões de pessoas viverem em uma área de alto risco de contágios e pelo contágio de mais de 50 milhões de pessoas anualmente, sendo muitas delas, crianças. Na ausência de vacinas eficazes para a prevenção da dengue, chikungunya e zika; o único meio de controle é o combate às larvas do mosquito. A cloração das águas era um dos principais meios de erradicação das larvas do mosquito, porém a utilização do hipoclorito de sódio (NaClO), por se tratar de um produto de baixo custo de produção e alta eficiência da desinfecção, tornou-se um problema pois gera subprodutos cancerígenos, os trihalometanos (THMs). Ciente deste problema, o presente trabalho prevê o uso dos processos oxidativos avançados (POAs) no combate à eliminação do mosquito vetor.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mônica Grazieli Corrêa

Ciências da Saúde

Odontologia
  • avaliação clínica, radiográfica, microbiológica e do perfil de biomarcadores locais do impacto da plataforma switching na reabilitação dental de pacientes diabéticos tipo 2 por meio de overdentures retidas sobre implantes
  • O diabetes mellitus (DM) tem sido associado a elevados índices de perda dental e a reabilitação de pacientes diabéticos totalmente edêntulos por meio de overdentures sobre implantes dentais poderia ser considerada uma alternativa terapêutica interessante. Porém, o DM é considerado um fator que pode interferir negativamente no reparo ósseo peri-implantar e elevar a propensão à alterações inflamatórias nos tecidos peri-implantares. O objetivo do presente estudo será avaliar a performance da plataforma switching, reconhecida por ter potencial em minimizar a reabsorção da crista óssea peri-implantar, nos parâmetros clínicos, radiográficos, microbiológicos e imunoenzimáticos, na reabilitação de dendentados totais por meio de overdentures implantorretidas em pacientes portadores de DM tipo 2. Serão selecionados 20 diabéticos tipo 2 com mandíbula edêntula e indicação para colocação de implantes dentais para reabilitação com overdentures. Cada paciente receberá 2 implantes dentais - um deles receberá intermediário seguindo o conceito da plataforma switching (teste: intermediário de diâmetro inferior ao da plataforma do implante) e o outro receberá intermediário de forma convencional (controle: intermediário de diâmetro igual ao da plataforma do implante). No baseline (imediatamente após a instalação da overdenture) e após 6 e 12 meses, serão realizadas coletas do fluido peri-implantar para avaliação dos níveis de citocinas pró-inflamatórias [interleucina (IL)-1β, IL-6, IL-17, IL-23, interferon (IFN)-γ e fator de necrose tumoral (TNF)-α], anti-inflamatórias [IL-4, IL-10] e de marcadores de osteogênese/clasia [osteocalcina (OC), osteopontina (OPN),osteoprotegerina (OPG) e Receptor ativador do fator nuclear fkappa-B ligante (RANKL)], por meio de plataforma Luminex/Magpix. Nestes mesmos períodos, será coletado biofilme subgengival para a detecção e quantificação, por PCR em tempo real, A. actinomycetemcomitans, Tannerella fosythia e Porphyromonas gingivalis. As avaliações clínicas serão feitas nos mesmos períodos e serão avaliados os seguintes parâmetros: Profundidade de sondagem peri-implantar, Posição relativa da margem peri-implantar, Nível de Inserção Clínico Relativo, Índice de Placa/Sangramento Modificado. A avaliação radiográfica linear da altura da crista óssea marginal peri-implantar será realizada nas imagens obtidas no baseline e após 12 meses. Os resultados serão comparados estatisticamente de acordo com o grau de normalidade (ANOVA ou Kruskal Wallis), em nível de significância de 5%.
  • Universidade Paulista - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Monica Herz

Ciências Humanas

Ciência Política
  • a circulação de armas na américa latina
  • O presente projeto visa estudar a circulação de armas na América Latina entre 1990 e 2018. As formas de circulação legais e ilegais, nacionais, regionais e internacionais serão consideradas. Estas formas de circulação serão estudadas a partir da sua relação com ideias e práticas de normatização da circulação, produção e uso de armas, a militarização das relações sociais e a definição de ameaças por elites nacionais e outros atores sociais.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mônica Lopes Aguiar

Engenharias

Engenharia Química
  • produção e caracterização de meios filtrantes a partir de nanofibras eletrofiadas com efeito biocida aplicados na filtração de ar.
  • O processo de filtração utilizando meios filtrantes fibrosos é bastante utilizado para a remoção de material particulado de uma corrente de ar porque estes possuem simplicidade de uso, reduzido custo e conseguem atingir altas eficiências de coleta, porém, o estudo é escasso quando se refere à filtração de nanopartículas. Para se alcançar altas eficiências de coleta de partículas com baixas quedas de pressão novas tecnologias de fabricação de meios filtrantes têm surgido, como, por exemplo, os filtros com nanofibras. A aplicação das nanofibras na filtração de ar é uma tecnologia relativamente atual e, ainda não implementada pelos fabricantes de meios filtrantes nacionais. O processo de electrospinning é o mais utilizado para fabricação de meios filtrantes com nanofibras e se distingue dos processos convencionais de produção pela versatilidade em processar diferentes polímeros, habilidade em controlar diâmetro, morfologia, orientação e estrutura das fibras e grande potencial para a produção em larga escala. É um método que utiliza força eletrostática para a obtenção de fibras com superfície de contato muito maior do que as produzidas por outros métodos. Um dos desafios deste processo de produção é o ajuste e controle dos vários parâmetros que influenciam a produção das nanofibras como a concentração do polímero, a proporção de solvente, o tempo de deposição das nanofibras no substrato, a distância da agulha até o coletor e a voltagem aplicada. Por esse motivo, o domínio do conhecimento da técnica de produção de nanofibras tornaria possível sua otimização. No presente projeto de pesquisa, propõem-se a construção e montagem do equipamento de eletrofiação, assim como a determinação de seus parâmetros operacionais em relação à produção e caracterização de nanofibras. Para tal finalidade serão produzidos meios filtrantes constituídos de nanofibras com caráter biocida empregando a técnica de electrospinning para remover nanopartículas presentes no meio ambiente. Após a produção dos meios filtrantes fibrosos, eles serão caracterizados fisicamente e posteriormente serão obtidas as eficiências de coleta para partículas na faixa nanométrica com a finalidade de avaliar como as propriedades das nanofibras influenciam a eficiência de coleta de nanopartículas associada à baixa queda de pressão. Como resultado, espera-se o domínio do conhecimento da técnica bem como a produção otimizada de nanofibras com baixo consumo energético para uso como meio filtrante na retenção de material particulado com elevada eficiência de filtração e elevado fator de qualidade, o que constitui o grande desafio da filtração.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Monica Lopes Folena Araújo

Ciências Humanas

Educação
  • formação de professores de ciências no âmbito do programa residência pedagógica
  • A formação inicial de professores é tema que, devido a sua relevância, atrai pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, dentre elas os da área de ensino de ciências. Do mesmo modo, atrai investimento do poder público, seja através da elaboração de documentos que norteiem o processo formativo nas instituições formadoras de professores, seja na implementação de programas que possam somar esforços ao trabalho realizado pelos professores formadores nas disciplinas pedagógicas, como, por exemplo, os estágios supervisionados. Desde o ano de 2008, foi implementado o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) que vem contribuindo com o processo de formação inicial através da inserção dos licenciandos bolsistas nas escolas campo com atividades de iniciação à docência. E, no corrente ano, foi implementado o Programa Residência Pedagógica (PRP), que visa inserir os licenciandos residentes em atividades que vão da observação à regência, além de induzir a reformulação do estágio supervisionado nos cursos de licenciatura. De imediato, duzentos e quarenta e cinco (245) instituições foram contempladas com bolsas do PRP em todo o Brasil. Diante do exposto, o problema que norteará a presente pesquisa é: Qual o impacto do Programa Residência Pedagógica na formação inicial de professores de Ciências? Logo, o presente projeto tem por objetivo geral: compreender o impacto do Programa Residência Pedagógica na formação inicial de professores de ciências. Especificamente objetivamos: conhecer como o PRP está sendo implantado na formação de professores de ciências, analisar a articulação teoria-prática na formação de professores de ciências e analisar a relação estabelecida entre o PRP e os estágios supervisionados obrigatórios. Para atingirmos os objetivos propostos recorreremos à análise documental das propostas elaboradas pelas instituições formadoras e dos relatórios confeccionados pelos licenciandos residentes; à aplicação e análise de entrevistas realizadas com os coordenadores institucionais, professores orientadores e professores preceptores do PRP e professores dos estágios supervisionados obrigatórios; além de aplicação e análise de questionários dos licenciandos residentes. Adotamos os seguintes critérios para escolha das instituições formadoras em todo o país: ter proposta submetida e aprovada com maior e menor número de bolsas concedidas e ter proposta na área de ensino de ciências (biologia, física ou química).
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Monica Motta Lino

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • qualificação profissional e de gestores de santa catarina em dcnt
  • O projeto Qualificação Profissional e de Gestores de Santa Catarina em Doenças Crônicas Não-Transmissíveis constitui-se em uma proposta apresentada pela Universidade Federal de Santa Catarina por meio do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Departamento de Enfermagem, elaborada com equipe interdisciplinar de pesquisadores, professores e gestores em saúde do Estado de Santa Catarina, assim representados: Departamento de Saúde Pública - UFSC, Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC e Secretaria do Estado de Saúde SES-SC. Trata-se de um projeto sustentado na tríade pesquisa, extensão e formação, que inclui em seu bojo a capacitação de profissionais da saúde e gestores para o cuidado à pessoas com Doenças Crônicas Não-Transmissíveis. A proposta contempla uma análise diagnóstica - aqui denominada como avaliação situacional de Santa Catarina, que será fundamental para orientar as ações do projeto, incluindo, a elaboração dos processos formativos. A análise diagnóstica de Santa Catarina tem como componente a caracterização e capacidade instalada na APS e dos trabalhadores/profissionais envolvidos, cujos parâmetros são descritos detalhadamente na contextualização do presente projeto. Essa etapa será desenvolvida entre dezembro de 2020 e maio de 2021. A etapa de formação tem como objetivo desenvolver estratégias efetivas e inovadoras de formação para trabalhadores de saúde de nível superior e gestores da APS, nas temáticas de promoção da saúde no território e na prevenção e cuidado (farmacológico e não farmacológico) das DCNT, a partir da identificação de seus determinantes e análise situacional no território e orientadas por protocolos, guias e outros instrumentos para o cuidado em doenças crônicas, preconizados pelo Ministério da Saúde. Assim, está organizado em três propostas educacionais: um curso de especialização em cuidado às pessoas com DCNT (360h), um Curso de Aperfeiçoamento em DCNT (180h) e um Curso de Capacitação para Gestores (40h). Essa etapa será desenvolvida entre junho de 2021 e dezembro de 2022. Os processos formativos serão permeados por encontros presenciais com vistas a promover estratégias efetivas e inovadoras de promoção à saúde, prevenção e cuidado da DCNT; oficinas com gestores municipais da APS para apoiar a reorganização e aperfeiçoamento dos serviços e redes locais de atenção à saúde, com vistas à qualificação da prevenção e cuidado das DCNT e promoção da saúde no território do cuidado às pessoas com DCNT, em âmbito individual e coletivo/no território. Ainda, haverá a participação efetiva dos autores deste projeto no Congresso Catarinense de Saúde Coletiva, fomentando a temática DCNT e promovendo rodas de diálogo; a ocorrer entre janeiro e junho de 2023. Após seis meses dos processos formativos será desenvolvida uma pesquisa de avaliação de impacto ex post facto sobre as mudanças produzidas na organização dos serviços de saúde e no processo de trabalho das equipes para a atenção às pessoas com DCNT (junho a outubro de 2023). Os parâmetros para a avaliação pós-intervenção incluirão as dimensões: 1) alcance das formações: caracterização do público formado; 2) adesão: caracterização e dimensionamento dos equipamentos públicos participantes (da rede); 3) efetividade: refere-se ao quanto o objetivo proposto para o curso foi alcançado; e 4) análise crítica da implementação das mudanças: refere-se ao quanto a capacitação tornou-se institucionalizada ou se tornou parte das práticas de rotina e políticas organizacionais. Por fim, cabe salientar que transversalmente serão realizadas e promovidas um conjunto de ações de educação, popularização e/ou divulgação científica do conhecimento junto à sociedade, para diferentes tipos de público, do início ao término do projeto, que sejam transversais às suas etapas, tanto em articulação com a comunidade científica; gestores das três esferas de governo; profissionais de saúde, comunidades locais; conselhos de políticas sociais; e grupos e instituições que atuam nas áreas de educação formal e não formal.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Mônica Pereira Lima Cunha

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • influência de metais pesados e agrotóxicos nos desfechos adversos da gravidez no estado de rondônia
  • Introdução: Os desfechos adversos da gravidez são algumas das maiores ameaças à saúde pública para essa geração de crianças em todo o mundo, pois essas condições são importantes determinantes da mortalidade, morbidade, incapacidade na infância e também estão associadas a doenças na vida adulta. Na Amazônia, a degradação ambiental atualmente em curso decorrente das mais diversas atividades antrópicas, é uma barreira significativa para o alcance de bons indicadores de saúde. A exposição aos riscos ambientais, prejudicial à saúde, mesmo em baixos níveis podem estender o risco à saúde do feto, através da circulação transplacentária e no período pós-natal pelo aleitamento materno. Objetivo: Avaliar o nível de exposição a metais pesados e de agrotóxicos e a influência destes sobre os resultados adversos na gravidez em uma maternidade referência em partos de alto risco no Estado de Rondônia. Método: Será realizado exame físico nas mulheres e crianças. As amostras de cabelo serão coletadas a fim de avaliar o histórico da exposição e por ser um indicador proveitoso da exposição humana in utero. O leite materno será utilizado como uma ferramenta de biomonitoramento que indicará o nível de acumulação e/ou contaminação do meio ambiente a contaminantes tóxicos sendo útil avaliar a exposição materna e riscos perigosos para recém-nascidos em desenvolvimento. Resultados esperados: identificar de forma clara e precisa os principais fatores e processos envolvidos que associam qualidade ambiental e saúde materno -infantil, facilitando a tomada rápida de decisões e o atendimento da população local.
  • Universidade Federal de Rondônia - RO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mônica Ribeiro de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • alimentos, clima e energia: projetos para a consolidação da pós-graduação na ufjf
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 08/01/2020-08/01/2025
Foto de perfil

Monica Rodrigues Ferreira Machado

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • indução de puberdade em peixes tropicais utilizando dieta hiperproteica e inibidor de dopamina
  • Com a entrada de diversas espécies em lista vermelha de extinção ocorre uma escassez de peixes para que os produtores possam capturar na natureza, além disso com o aumento da tecnificação na produção de peixes e a necessidade do incremento da produção existe uma necessidade cada vez maior de se entender os mecanismos que levam os peixes a iniciar o processo reprodutivo, chamado de puberdade. Sabe-se que este mecanismo se inicia com uma variação entre os níveis de estradiol no sistema nervoso central e dopamina. Uma vez que os níveis de estradiol aumentam, ocorre uma estimulação na produção de GnRH que determina o crescimento folicular através do FSH. Porém níveis elevados de dopamina inibem este efeito. Vários fatores influenciam no início da puberdade entre eles a nutrição. Sabe-se que o eixo neuropeptídio Y – leptina influencia na liberação do GnRH, de acordo com o balanço energético ao qual o peixe é submetido. Assim este projeto tem como objetivo avaliar o efeito de uma dieta hiperproteica ou hipoproteica, associada ou não a um antagonista dopaminérgico sobre a indução da puberdade em dois peixes, Danio rerio e Piaractus brachypomus. Para tanto serão utilizadas 75 fêmeas de Danio rerio e de Piaractus brachypomus, pré púberes, que serão divididas em um delineamento experimental com duas quantidades de proteína, hiperprotéica e hipoprotéica, associada ou não a domperidona. Os peixes serão alimentados durante 120 dias. No início do período experimental serão eutanaziados 10 peixes para utilização como controle. Os peixes serão pesados e medidos, eviscerados e retiradas as vísceras. Individualmente serão pesadas as gônadas, o fígado e a gordura visceral, para realização de índices gonadossomático, hepatossomático e de gordura. Os filés serão retirados e será realizada a análise de composição corporal. Para avaliação de estradiol será realizado um exame de ELISA com kit específico nas gônadas e cérebro. O intestino será fixado assim como parte das gônadas e será realizada imunoistoquímica com anticorpos para neuropeptídio Y e leptina, na intenção de contar o número de células existentes neste órgão. Também será realizada avaliação da concentração de aromatase por kit específico de ELISA, nas gônadas e cérebro congelados. A histologia dos intestinos e gônadas será realizada para avaliação morfométrica destes órgãos e sangue será coletado para dosagem sérica de triglicerídeos, glicose e estradiol. Espera-se que os animais alimentados com a dieta hiperproteica associada a inibidor dopaminérgico apresentem maior número de células enteroendócrinas de neuropeptídeo Y e menor quantidade expressando leptina. Estes peixes também apresentarão maior quantidade de estradiol cerebral e sérico e maior quantidade de aromatase cerebral gonadal. Estes parâmetros estarão relacionados com aumento do número de folículos pré vitelogênicos nos ovários e maior número e tamanho de vilosidades intestinais.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021
Foto de perfil

Mônica Ryff Moreira Roca Vianna

Ciências Biológicas

Morfologia
  • caracterização do potencial de nanopartículas de óxido de ferro para detecção de aβ42 e seus efeitos moleculares, celulares e cognitivos em linhagens selvagem e mutante para alvos associados à doença de alzheimer em zebrafish
  • A Doença de Alzheimer (DA) é a mais prevalente doença neurodegenerativa e deve aumentar sua incidência nos próximos anos. Apesar de esforços para desenvolvimento de estratégias terapêuticas, a DA permanece incurável e sem tratamento que desacelere sua progressão. O diagnóstico tardio baseado em sintomas clínicos condena pacientes a anos de deterioração até o óbito, comprometendo famílias e sistemas de saúde. Este cenário se deve, além do diagnóstico em estágios nos quais a deterioração já é avançada, ao pouco entendimento sobre os mecanismos celulares e moleculares desencadeadores da DA incluindo os efeitos celulares do peptídeo amilóide Aβ42. Nosso grupo de pesquisa vem desenvolvendo em zebrafish estratégias que induzem efeitos cognitivos, celulares e moleculares similares aos de estágios iniciais da DA, como a injeção intra-cérebro ventricular do peptídeo amiloide Aβ42, o knock-down e o knock-out por CRISPR/Cas9 de alvos de interesse. O uso de nanomateriais associados à técnicas de imagem no diagnóstico clínico é extremamente promissor e nanopartículas (NPs) vem sendo testadas como estratégia para identificação de acúmulo de peptídeo Aβ42 na DA. Este projeto tem como objetivo desenvolver NPs funcionalizadas, testando revestimentos e formas de associação à molécula com conhecida afinidade pelo Aβ42 com potencial uso no diagnóstico da DA. Pretendemos inicialmente caracterizar toxicidade e afinidade por Aβ42 de diversos revestimento em NPs de óxido de ferro. Subsequentemente avaliar efeitos cognitivos, celulares e moleculares da co-injeção intracerebral de Aβ42 e NPs de escolha em animais selvagens e em linhagens mutantes editadas com CRISPR/Cas9 para alvos associados à DA em zebrafish.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Monica Sampaio Machado

Ciências Humanas

Geografia
  • dicionário dos geógrafos brasileiros (1890-2000)
  • O objetivo central deste projeto de pesquisa, Dicionário dos Geógrafos Brasileiros (1890-2000), é dar prosseguimento à investigação em história e memória da Geografia brasileira, através de uma atividade contínua de levantamento e análise bibliográfica e documental dos geógrafos brasileiros e suas obras, ao longo de 110 anos do Brasil republicano. Como a Geografia no Brasil se institucionaliza na década de 1930, o recorte temporal inclui também autores e contribuições que antecedem seu período institucional, mas que foram fundamentais para sua implantação. Estão presentes no Dicionário tanto personagens diretamente vinculados à Geografia científica no Brasil, como de outras áreas do conhecimento que se dedicaram ao estudo da realidade territorial e legaram contribuições à ciência geográfica. Dez foram os geógrafos selecionados para esta fase da pesquisa: José Maria da Silva Paranhos Júnior, Barão do Rio Branco (1845-1912); Everardo Backheuser (1879-1951); Alberto Ribeiro Lamego (1896- 1985); Aroldo de Azevedo (1910-1974); Hilgard Sternberg (1917-2011); João José Bigarella (1923-2016); Elmo Amador (1943-2010); Rosa Ester Rossini (1941); Jacob Binsztok (1945); João Baptista Ferreira de Mello (1949). A seleção desses geógrafos foi estabelecida a partir de três entradas: períodos das contribuições; áreas de trabalho; investigação e instituições que representam. Assim, foram escolhidos geógrafos de períodos, áreas e instituições diferentes para esta etapa da pesquisa. Como resultados propõem-se: 1) Dar continuidade a uma base de consulta online do Dicionário, no site GeoBrasil, que já conta com 30 nomes (até final de 2018, serão inclusos mais 3 geógrafos, totalizando 33 geógrafos); 2) Organização de um livro com resultados das atividades da pesquisa; 3) Publicação de artigos em periódicos bem qualificados de acesso aberto; 4) Formação e orientação de alunos de graduação (ensino presencial e a distância) e pós-graduação sobre a Geografia brasileira, seus autores, temas e metodologias de estudos.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Monica Santos Dahmouche

Outra

Divulgação Científica
  • lembranças, vivências, presenças que marcam? o que forma o público de um museu de ciência?
  • Pesquisas acerca dos museus trazem gerais informações gerais importantes para a área. O Instituto Brasileiro de Museus afirma que 32 milhões de pessoas visitaram museus no Brasil em 2017, segundo seu levantamento anual. A pesquisa sobre os hábitos culturais da população das capitais mostra dados específicos de 12 capitais, indicando que 31% desta população frequentaram museus no ano anterior à pesquisa. Em paralelo, a mesma pesquisa informa ainda que há um percentual semelhante de brasileiros residentes em capitais que nunca visitaram um museu em sua vida (30%). No que concerne à temática específica de museus e centros de ciência a pesquisa “Ciência e a tecnologia no olhar dos brasileiros: percepção pública da C&T no Brasil – 2015” indica que 26% das 1962 pessoas entrevistadas têm alto interesse e 35% são interessadas em C&T, embora apenas 12% tenham visitados museus ou centros de ciência no ano anterior à pesquisa. A pesquisa Índice Anual da Situação da Ciência, realizada pelo Instituto 3M mostra que embora as pessoas sejam fascinadas por ciência e reconheçam sua importância não conseguem fazer a conexão da ciência com seus cotidianos. “Museus de Ciência e seus Visitantes”, estudo longitudinal realizado em 2005 - 2009 e 2013 pelo Observatório de Museus e Centros de Ciência e Tecnologia (OMCC&T) em cinco museus de ciência situados na cidade do Rio de Janeiro, mostra que a experiência museal tem sido positiva para os visitantes. Esta satisfação é também demonstrada pela intenção declarada de retornar ao museu, expressa em percentuais semelhantes. No entanto, apesar do número de visitantes que declaram ser sua primeira visita ao museu ter crescido: 55% em 2005, 61% em 2009 e 66% em 2013, o número de visitantes não cresceu significativamente e o museu visitado já era conhecido por mais da metade dos visitantes há mais de cinco anos. Diante de todos esses dados uma questão naturalmente se coloca: o que leva a formação de um público interessado em museus e em ciência em nossa sociedade? Pierre Bourdieu, entre outros autores, pondera sobre o significado da prática de visita a instituições culturais e considera que ela não resulta apenas de atributos do sujeito, mas se constrói na relação complexa entre diversos fatores, dentre eles o sociocultural. Assim, as pistas para a questão colocada podem ser encontradas na história de visitação pregressa e nas experiências a ela relacionada. É nessa perspectiva, de centros e museus de ciência, que se coloca a proposta em tela que tem como objetivo investigar, junto a visitantes espontâneos dos dez museus que integram a Rede OMCC&T, as possíveis relações entre vivências e memórias afetivas construídas a partir da visita a museus e instituições científicas, bem como a promoção da motivação intrínseca em favor do interesse por ciência e pela prática de visita a museus e centros de ciência. Desta forma, propomos uma pesquisa qualiquantitativa, realizada junto ao público dos museus do OMCC&T, a partir de entrevistas semiestruturadas com visitantes maiores de 15 anos e posterior análise dos discursos emitidos. A pesquisa será realizada a partir da aplicação de entrevistas semiestruturadas em amostras selecionadas, definidas segundo parâmetros específicos, de acordo com o público visitante de cada instituição participante. O protocolo previsto para o estudo indica que os participantes deverão ser sujeitos maiores de 30 anos, randomicamente selecionados e por adesão voluntária, mantendo-se como variáveis da definição da amostra o sexo, escolaridade e renda. Estes dados serão obtidos por amostragem estatística definida a partir das informações obtidas sobre o perfil dos visitantes dos museus, segundo a pesquisa Museus de Ciência e seus Visitantes. As perguntas versarão sobre: (i) perfil socioeconômico; (ii) hábitos culturais e (iii) interesse por temas científicos. As respostas, assim como todo o processo de aplicação da entrevista e a solicitação de consentimento serão gravadas e posteriormente editadas, utilizando o software de áudio Audacity@. Os arquivos de áudio editados serão transcritos e categorizado pelo software de análise de conteúdo MAXQDA@. A análise será realizada pelo Método do Discurso do Sujeito Coletivo - DSC. Esta forma de análise permite uma interpretação qualiquantitativa, possibilitando o conhecimento dos significados expressos no discurso e a quantidade de respondentes que partilharam as categorias encontradas nos discursos. Assim, entender a relação que a população mantém com espaços culturais como os museus e sua percepção sobre a ciência é o foco da pesquisa proposta. Espera-se que os resultados da presente pesquisa ganhem relevância como base para construção de políticas públicas e exercício da cidadania o que é, inclusive, uma demanda dos brasileiros, que entendem que a população deve ser ouvida nas grandes decisões dos rumos da ciência e tecnologia.
  • Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mônica Viegas Andrade

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • o custo econômico da malária no brasil
  • Embora existam modelos para estimar os custos econômicos da malária, estudos mais detalhados que decomponham o custo considerando os diferentes agentes envolvidos (provedores de saúde, indivíduos, comunidade), as desigualdades regionais, as perdas de produtividade, e outros custos não tangíveis são escassos. De forma geral, custos econômicos podem ser classificados em duas categorias, diretos (tratamento e controle) e indiretos (valor do tempo perdido devido à morbidade ou mortalidade prematura) e recaem sobre o sistema de saúde, famílias e sociedade. Apesar de existirem estimativas disponíveis para alguns países ou regiões, a diversidade metodológica é um impedimento para a comparação internacional. O custo econômico da malária no Brasil é desconhecido. Não há estimativa do custo total, nem de custos para unidades geográficas menores (que permitam capturar as heterogeneidades espaciais na transmissão e suas consequências sobre os gastos). Outra lacuna importante é a inexistência de estimativas de custo que permitam uma decomposição por tipo de atividade, (controle, vigilância, gerenciamento de surtos e prevenção de reintrodução) e como esses custos são financiados pelos agentes envolvidos (sistema de saúde, famílias ou sociedade). Essas lacunas impedem o planejamento estratégico do controle local da malária, e alocação ótima de recursos embasada em uma análise de custo-efetividade. A presente proposta pretende preencher essa lacuna. A partir do trabalho sobre a dengue, desenvolveremos um modelo para estimar o custo econômico da malária para o Brasil nos últimos cinco anos, desagregado por unidade da federação e tipo de parasita. Usaremos os últimos cinco anos a fim de obter estimativas para diferentes cenários de transmissão da doença, declínio (antes de 2017) e aumento (após 2017). A desagregação regional é fundamental haja vista a presença de padrões epidemiológicos distintos de transmissão da malária no Brasil: por um lado, a região amazônica (9 estados) concentra mais de 99% dos casos no país; por outro lado, a região extra-amazônica (os 17 estados restantes e o distrito federal) possui cerca de 600 casos, mais de 60% importados. A diferenciação segundo o tipo de parasita é necessária uma vez que o P. vivax tem custos extras relacionados a recaídas e hemólise em pacientes com deficiência de G6PD após tratamento com primaquina. Além disso o plano de eliminação no Brasil foca no P. falciparum (14). Em resumo, nosso estudo não apenas preenche uma lacuna de conhecimento, mas fornece uma estimativa detalhada do custo econômico da malária, que gerará insumos para a formulação de políticas eficazes de controle da malária nos níveis nacional e local. O objetivo geral desta proposta é fornecer uma estimativa mais abrangente do custo econômico da malária no Brasil, preenchendo a lacuna existente no conhecimento científico atual. Os objetivos específicos são: 1. Desenvolver um modelo detalhado para a estimativa do custo econômico da malária considerando diferentes tipos de custos e agentes envolvidos. Hipótese: Para avaliar adequadamente os custos da malária, é imprescindível considerar custos diretos e indiretos (da perspectiva do profissional de saúde e do indivíduo/comunidade) e diferenças por tipo de parasita (por exemplo, recaídas de P. vivax), padrão espacial da transmissão, e idiossincrasias nos regimes de tratamento (por exemplo, deficiência de G6PD). 2. Estimar o custo econômico da malária, decompondo por Unidade da Federação, ano, tipo de parasita e agente financiador (prestador de serviços de saúde, indivíduo/família e comunidade). Para tanto, serão utilizadas fontes de informações administrativas publicamente disponíveis, pesquisas domiciliares realizadas em municípios selecionados da Amazônia, e entrevistas qualitativas com gestores locais e tomadores de decisão envolvidos com os serviços de malária. Hipótese: Os custos da malária são heterogêneos regionalmente, em função de desigualdades na incidência, tipo de parasita, condições socioeconômicas, e esforços para impedir a reintrodução da doença. Considerar essas diferenças é crucial para a implantação adequada de estratégias de controle, devendo ser consideradas nas estimativas de custos. Dados administrativos são insuficientes para capturar os custos diretos e indiretos sendo, portanto, necessária a condução de pesquisas específicas com instrumentos padronizados para avaliar o custo e a carga da doença. 3. Desenvolver um aplicativo a ser utilizado pelo PNCM e pelos coordenadores locais, permitindo o cálculo dos custos econômicos da malária. Hipótese: Há carência de capacidade e treinamento locais que limitam o uso de dados coletados rotineiramente, enfraquecendo o planejamento e a implementação de políticas. Ao ter uma ferramenta acessível para calcular os custos econômicos da malária, os tomadores de decisão poderão formular políticas adequada para lidar com a carga da malária. Impacto. Apesar da expressiva carga da malária, os custos econômicos da doença no Brasil permanecem desconhecidos, dificultando a tomada de decisões adequadas no controle da doença em diferentes localidades. As atividades propostas por esse estudo abordarão essas lacunas. Desenvolveremos um modelo detalhado para orientar a estimativa dos custos econômicos da malária (Objetivo 1), quantificaremos esses custos para cada Unidade da Federação, decompondo por tipo de gasto, agentes financiadores e tipos de parasitas (Objetivo 2) e desenvolverems um aplicativo que permita aos formuladores de políticas o acesso rotineiro a esses custos (objetivo 3). É fundamental que dados sejam transformados em conhecimento e evidências concretos que possam orientar o desenho de políticas de controle da malária. Sem esse conhecimento, o ritmo e o sucesso dos esforços para eliminar a malária no Brasil serão muito mais lentos e potencialmente comprometidos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/02/2020-31/01/2023