Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Denis Porto Renó

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • educar e informar: a fotografia nos processos comunicacionais via instagram sobre o covid-19
  • A fotografia vivencia processos mutantes expressivos desde o advento da tecnologia digital, tornando-se importante protagonista nos processos comunicacionais em espaços participativos, como o Instagram. Esta pesquisa internacional, de caráter exploratório, pretende estudar, a partir de um complexo metodológico que compreende, basicamente, investigação bibliográfica e pesquisa etnográfica em ambiente digital, os efeitos da fotografia na construção do conhecimento coletivo sobre o COVID-19 no Brasil e na Espanha, transformando o Instagram em um espaço da fotografia social (FREUND, 2015) contemporâneo. Espera-se obter, com a conclusão das diversas etapas deste projeto, denominadas nesta proposta como subprojetos, subsídios para o desenvolvimento de novos olhares e conceitos relacionados à fotografia como ferramenta de educação e informação em tempos de pandemia, assim como a publicação de um manual de boas práticas para o uso da fotografia para fins de educação e informação. Os resultados atenderão, também, às expectativas da Agenda 2030, em especial aos objetivos 10 e 16, que contemplam Redução das Desigualdades e Paz, Justiça e Instituições Eficazes, respectivamente.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Denis Silva da Silveira

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • avaliação da eficácia cognitiva dos modelos de processos de negócio
  • Hoje em dia, a modelação dos processos de negócios é cada vez mais utilizada para definir e descrever os processos de negócio das organizações. Esta para além de ser utilizada por especialistas, também é utilizada pelos stakeholders dos projetos. Esta grande utilização deve-se ao fato destes modelos serem uma ponte entre os seus utilizadores. Uma vez que esta modelagem pode envolve várias de pessoas, levantam-se alguns problemas na construção e interpretação de modelos de processos de negócios. Uma maneira de perceber os defeitos existentes nos modelos, consiste em avaliar a complexidade e a consequente dificuldade na compreensão destes. Atualmente existem estudos sobre a qualidade dos modelos, referentes à complexidade e correção destes, mas estes estudos baseiam-se unicamente nos modelos, não recorrendo a dados externos (por exemplo, a interpretação de voluntários) para perceber a sua compreensão. O foco deste projeto será endereçado na compreensão dos modelos BPMN. Para proceder à avaliação será utilizada a abordagem Goal-Question-Metric. Esta abordagem será utilizada para determinar os objetivos da avaliação e as questões que permitam responder aos objetivos, que por sua vez serão respondidas com a implementação de métricas, podendo estas serem novas ou já existentes. A recolha de dados através das métricas, será realizada de duas maneiras complementares, o primeiro caso consiste em retirar informações unicamente relativas ao modelo, enquanto que o último caso consiste na recolha de dados relativos à compreensão dos leitores, com auxílio do dispositivo eye-tracker. Este dispositivo permite recolher dados de determinadas reações faciais das pessoas, tais como, o movimento dos olhos, a dilatação das pupilas e a taxa de pestanejos num determinado intervalo de tempo. A avaliação destes modelos permitirá retirar ilações sobre a compreensão dos modelos ao nível dos seus elementos e modelação. Esta pode resultar numa melhor modelagem, eliminando os elementos de modelagem que geram uma maior complexidade de compreensão e/ou as interpretações incorretas dos modelos.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Cavalcante Hissa

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • caracterização proteogenômica de ninhos de espuma de leptodactylus spp. para descrever sua estrutura biomolecular e identificar novas proteínas surfactantes
  • Um fenômeno curioso realizado por algumas espécies de anfíbios consiste na postura de seus ovos em ninhos de espumas que lhes permite um modo reprodutivo terrestre ou parcialmente terrestre. Os ninhos de espuma podem ser aquáticos, flutuando na superfície de uma lâmina d’água, ou terrestre, depositados sobre uma depressão ou em uma câmara subterrânea. Dentre os anuros que ocorrem no nordeste brasileiro, ninhos de espuma aquáticos são encontrados nas espécies Pleurodema diplolistris, em algumas espécies do gênero Physalaemus, como P. cuvieri, P. albifrons, e algumas espécies do gênero Leptodacttylus, como L. vastus, L. fuscus e L. macrosternum. Embora esse fenômeno atraia curiosidade, pouco se conhece sobre a composição química dos ninhos de espumas, e um dos primeiros relatos de sua composição bioquímica mostrou a presença de uma variedade de proteínas nomeadas ranaspuminas. Atualmente, sabe-se que os ninhos de espuma de anfíbios são uma rica fonte de proteínas surfactantes que aparentem ter um papel fundamental em sua formação. Além do interesse ecológico em entender a função dos ninhos de espuma, a presença de proteínas surfactantes é um achado em potencial, pois surfactantes produzidos por vertebrados são de grande interesse biotecnológico devido a sua biodegradabilidade e biocompatibilidade. Portanto, levando em consideração o escasso conhecimento acerca de ninhos de espuma de anuros, esta proposta tem por objetivo estudar a proteogenômica de ninhos de espuma de diferentes espécies de anuros que ocorrem no nordeste brasileiro, como as pertencentes aos gêneros Leptodactylus, e relacionar os dados com a ecologia reprodutiva das espécies. O atua projeto tem por objetivo esclarecer a composição de proteínas dos ninhos de espuma, os genes relacionados com sua síntese, as relações evolutivas entre as diferentes espécies produtoras de ninhos de espumas e identificar proteínas surfactantes e/ou seu genes responsáveis pela manutenção e estabilidade dessas bioespumas.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Crocce Romano Espinosa

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • tratamento do efluente da mineração artesanal de ouro
  • A mineração artesanal de ouro é uma das principais formas de contaminação ambiental de mercúrio. Mesmo tendo tantos riscos ambientais e de saúde pela utilização, a amalgamação do ouro extraído ainda acontece na presença de mercúrio. Tanto os trabalhadores quanto a comunidade ribeirinha acabam por ingerir o metal, direta ou indiretamente. A fim de melhorar a recuperação de ouro extraído, outro processo é utilizado nos garimpos artesanais: os resíduos da amalgamação são lixiviados com cianeto. Nesse processo são gerados efluentes contendo ciano-complexos de mercúrio, que são despejados nos corpos d’água. Ainda se sabe pouco sobre o comportamento dos ciano-complexos de mercúrio e sobre métodos de remoção desses compostos. Esse trabalho tem como objetivo avaliar processos de adsorção e precipitação visando a remoção dos compostos de cianeto de mercúrio antes do descarte. Para isso, processos tradicionais e alternativos serão utilizados. Além disso, será avaliada a seletividade dos processos escolhidos sobre as demais espécies presentes no efluente. Ao fim do estudo, espera-se obter um processo capaz de remover o mercúrio do efluente até os limites aceitos pelas normas vigentes.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise de Freitas

Ciências da Saúde

Medicina
  • caracterização fenotípica e molecular do perfil da susceptibilidade a antimicrobianos em micobactérias de crescimento rápido isoladas de ceratite
  • O tratamento bem-sucedido de ceratite infecciosa causada por micobactérias de rápido crescimento (MRC) aparece como um grande desafio para os oftalmologistas devido à lentidão no diagnóstico por esses agentes e a ascensão de micobactérias apresentando resistência aos principais antibióticos usados no tratamento empírico. Objetivo: O objetivo do presente estudo é avaliar o perfil da susceptibilidade, a formação de biofilme, a expressão molecular e o perfil genético de MRC isoladas de ceratite aos principais antimicrobianos utilizados no tratamento desta infecção. Resultados: Serão incluídos no estudo 31 isolados de 15 pacientes diagnosticados com ceratite infecciosa de diferentes causas, atendidos no Departamento de Oftalmologia e Ciências Visuais da Escola Paulista de Medicina, Hospital São Paulo, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Os isolados serão submetidos à avaliação clonal por “Pulsed-field gel electrophoresis” (PFGE), ao teste de microdiluição para as principais drogas usadas no tratamento de ceratite infecciosa causada por MRC e a quantificação da formação de biofilme. A expressão molecular para os mecanismos de resistência e a formação de biofilme será avaliada pela metodologia de reação de polimerização em cadeia (PCR) em Tempo- Real. Os resultados serão comparados para definir o perfil de susceptibilidade das drogas testadas com os mecanismos de resistência envolvidos.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise de Souza Elias

Ciências Humanas

Geografia
  • o agronegócio globalizado na região metropolitana de fortaleza (ce)
  • Localizado no Semiárido, o Ceará assume um novo papel na divisão social e territorial do trabalho, nas duas últimas décadas. É significativa sua reestruturação econômica e territorial frente às exigências do neoliberalismo e da produção flexível, com objetivos claros de inserção na lógica da produção e do consumo globalizados. A reestruturação econômica e do território se manifestam, entre outros, pela difusão do agronegócio globalizado (SANTOS, 2000; ELIAS, 2003), com favorecimento às empresas, nacionais e multinacionais, e a produção é voltada para o mercado em diferentes escalas, incluindo o internacional. Importante destacar que o agronegócio globalizado é aqui entendido como um conjunto de atividades cuja produção se dá interligada. Desta forma, a agropecuária se dá associada à produção industrial (processamento industrial da produção agropecuária - agroindústria; indústria de insumos, máquinas agrícolas, produtos veterinários etc.), aos serviços (financeiros, logística, armazenamento, pesquisa agropecuária, marketing, assistência técnica etc.) e a um conjunto de atividades comerciais (lojas de fertilizantes, de agrotóxicos, supermercados etc.). Entre as atividades agropecuárias que passam por forte reestruturação produtiva e que mais têm impactado a produção, o espaço e as relações sociais de produção no Ceará destacaríamos: o agronegócio de frutas tropicais (especialmente melão, coco e castanha-de-caju, mas também banana, mamão, manga etc.); a carcinicultura (produção de camarão em cativeiro); a floricultura (notadamente a produção de rosas); a pecuária leiteira; a avicultura, entre outros. O agronegócio vem se expandindo no Ceará como se dá em todo o restante do país, ou seja, lembrando Oliveira (2016), a partir da formação das empresas monopolistas. Estas controlam a produção e se articulam através de dois processos monopolistas territoriais no comando da produção agropecuária, quais sejam, a territorialização dos monopólios, quando as empresas atuam no controle da propriedade privada da terra, no processo produtivo no campo e no processamento industrial da produção agropecuária; assim como da monopolização do território, quando controlam camponeses e capitalistas produtores agropecuários através de mecanismos de subordinação, caracterizando a transferência de lucros e renda da terra, ou no dizer de Martins (1981), uma sujeição formal ao capital. Segundo já se evidencia, o agronegócio não se realiza somente no campo, mas de forma integrada com o espaço e a economia urbanos de diferentes extratos na rede urbana. Requer relações complexas e permanentes com as cidades, de diversos tipos e tamanhos, extrapola a escala do lugar, da região ou do país. Engloba desde áreas de produção agropecuária propriamente ditas, até todos os fixos e fluxos, sistemas de objetos e sistemas de ação (SANTOS, 1996) associados, distribuídos por muitos países em várias partes do planeta. Assim, os estudos sobre o tema, além de intersetoriais, devem ser também multiescalares (ELIAS, 2018). Evidente está, então, que a materialização das condições gerais de reprodução do capital do agronegócio globalizado também se dá na metrópole e que o setor participa do circuito superior da economia urbana destas cidades (ELIAS, 2017). Por outro lado, uma outra característica do agronegócio cearense se destaca, qual seja, a importância que a Região Metropolitana de Fortaleza tem para a atividade, uma vez que concentra a maior parte dos estabelecimentos agroindustriais de grande porte, as sedes corporativas das grandes empresas, os comércios e serviços associados ao consumo produtivo, as sedes das redes políticas a elas associadas (sindicatos, associações etc.) e, para alguns casos, a própria produção agropecuária. Diante do exposto, a presente pesquisa tem como objetivo principal realizar um estudo ainda inédito, qual seja, estudar o agronegócio globalizado realizado na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), Ceará. Como objetivos específicos: identificar as principais atividades econômicas associadas ao agronegócio globalizado realizadas na RMF: agrícolas, pecuárias, agroindústrias, comerciais e de serviços; identificar as corporações mais representativas de cada um dos mais importantes segmentos do agronegócio; levantar a distribuição espacial das principais atividades econômicas associadas ao agronegócio realizadas na RMF, segundo municípios; inventariar as principais políticas públicas que beneficiam a atuação do agronegócio globalizado na RMF; levantar as principais estratégias e práticas espaciais das corporações agroindustriais selecionadas que diretamente impactam na (re)estruturação de cidades da RMF; identificar as redes de poder e instituições públicas associadas ao agronegócio com sede na RMF (escritórios corporativos, sindicatos patronais, secretarias de Estado, agências de desenvolvimento etc.); identificar as principais infraestruturas associados à logística do agronegócio globalizado (portos, aeroporto, silos e armazéns, centros de distribuição de produtos agrícolas etc.); analisar a evolução do mercado de trabalho associado ao agronegócio; reconhecer as relações campo-cidade estabelecidas pelas principais corporações do agronegócio cujos circuitos espaciais de produção e círculos de cooperação incluam a RMF; identificar as principais desigualdades socioespaciais promovidas pelo agronegócio. Como metodologia teremos a pesquisa bibliográfica e documental; a confecção de uma hemeroteca; a organização de séries estatísticas de variáveis e indicadores de interesse para a pesquisa; o trabalho de campo e as visitas técnicas às empresas do agronegócio, as secretarias e instituições municipais e estaduais associadas ao agronegócio; realização de entrevistas semiestruturadas tanto com responsáveis pelas corporações, quanto com os sujeitos sociais afetados pelos impactos da difusão do agronegócio; sistematização e análise do material organizado. Como recorte temporal temos os anos 1990 até o presente.
  • Universidade Estadual do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Freitas Siqueira Petri

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • criogéis e hidrogéis a base de polissacarídeos: aspectos fundamentais e aplicações avançadas
  • Este projeto contempla etapas de síntese, caracterização e aplicação de materiais tridimensionais porosos a base de polissacarídeos. Os materiais porosos serão produzidos por liofilização de soluções aquosas, gerando criogéis. Fundamentalmente, nas etapas de síntese dos criogéis pretende-se compreender como o tipo de polissacarídeo (carregado ou neutro, balanço hidrofílico/hidrofóbico), a concentração e polissacarídeo, tipo de agentes reticulantes (ácido fumárico, aminoácidos e proteínas), pH e força iônica do meio, adição de aditivos (tensoativos, β-ciclodextrina, sacarose e glicerol) e de nanopartículas inorgânicas (SiO2, TiO2 e Fe3O4), além do tamanho do molde, afetam nas propriedades físico-químicas (densidade, resistência à compressão, sorção de água, magnetização, morfologia e morfometria) dos materiais porosos. Os criogéis imersos em meio aquoso se tornam hidrogéis. Os hidrogéis de polissacarídeos serão avaliados em meio aquoso como adsorventes de poluentes orgânicos persistentes organoclorados e íons metálicos em batelada, na ausência e presença de campo magnético externo (CME) e em fluxo, sob efeito de campo eletromagnético. Estes estudos serão desenvolvidos em colaboração com os Profs. Drs. Pedro Vitoriano de Oliveira do Instituto de Química, USP, e Pedro Fardim do Depto de Eng. Química da Universidade de Leuven, Bélgica. Os hidrogéis de polissacarídeos serão utilizados para carrear cafeína e bradicinina, ambas são estimulantes de produção de dopamina. A liberação cafeína e/ou bradicinina a partir dos hidrogéis será estudada na ausência e presença de CME e será a base para a aplicados dos mesmos como suportes para proliferação e diferenciação de células neuronais, em colaboração com o Prof. Dr. Henning Ulrich do Instituto de Química, USP. Espera se que o desenvolvimento do projeto terá um impacto positivo na criação de novos materiais e processos para pré-concentração e remoção de poluentes e como terapia para doenças neurodegenerativas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Helena Silva Duarte

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • adaptação das cidades à mudança do clima na microescala. contribuições da arquitetura e urbanismo a uma abordagem interdisciplinar
  • A questão central do trabalho é o papel do ambiente construído no microclima urbano, em diferentes escalas: metropolitana, local (escala do pedestre) e dos edifícios, abrangendo o planejamento, o desenho urbano e o projeto de edifícios na adaptação à mudança do clima na microescala, como parte da estratégia de climatização urbana. A proposta é intervir sobre a cidade existente, tendo em mente os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (UN/HABITAT, 2015), conciliando o adensamento urbano e as amenidades microclimáticas nos espaços abertos e nos edifícios. Ressalta-se o protagonismo das cidades na adaptação ao clima e a participação essencial da Arquitetura e do Urbanismo como parte de equipes multidisciplinares para o desenvolvimento da ciência da adaptação climática em cidades bem como para a proposição de políticas públicas. O objetivo é quantificar de forma conjunta os impactos no microclima urbano, atual e futuro: 1) do adensamento urbano; 2) da envoltória dos edifícios e demais superfícies urbanas; 3) da vegetação e sua inserção urbana; 4) bem como o desempenho térmico e o conforto térmico no interior dos edifícios, seja durante os eventos ainda episódicos de ondas de calor, ou mesmo nos cenários previstos de mudança climática, se mantidos os cenários de emissões atuais. O método proposto inclui, para as duas escalas, urbana e dos edifícios: 1) Levantamentos e/ou produção de mapeamentos para identificação das áreas de estudo; 2) Planejamento do trabalho de campo em função dos recursos e restrições dos modelos a serem adotados, 3) Levantamento de dados primários na escala urbana de solo, de vegetação e da atmosfera no nível do solo e no topo do modelo, a serem obtidos por medições microclimáticas de superfície acopladas a dados de sensoriamento remoto (SR) e sistemas de informações geográficas (SIGs), e por medições de variáveis ambientais na escala dos edifícios; 4) Modelagem das áreas de estudo reais; 5) Validação e calibração dos modelos entre dados medidos e simulados; 6) Realização de estudos paramétricos, a partir dos quais são selecionadas as melhores estratégias para as simulações de diferentes cenários para os casos reais, nos cenários climáticos atuais e futuros. Os resultados esperados incluem a quantificação dos impactos do adensamento, da vegetação e demais superfícies urbanas no microclima, bem como os efeitos das estratégias de adaptação à mudança do clima propostas para áreas urbanas e edifícios, no clima atual e futuro. Ao final, a meta é avançar nos estudos preditivos de diferentes cenários que possam contribuir para a assimilação dos resultados em políticas públicas e que possam se traduzir em benefícios socioambientais para a população, com insumos para a legislação existente e/ou proposição de novos instrumentos urbanísticos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Mafra

Ciências da Saúde

Nutrição
  • efeitos da suplementação de extrato seco de cranberry (vaccinium macrocarpon) sobre o perfil da microbiota intestinal, inflamação e estresse oxidativo de pacientes com doença renal crônica
  • Pacientes com doença renal crônica (DRC) apresentam várias complicações como estresse oxidativo, inflamação e, mais recentemente estudada, a disbiose intestinal. Todas essas complicações estão interligadas e levam ao aumentado risco de doenças cardiovasculares na DRC. Diante deste cenário, compostos bioativos vem sendo considerados como alternativa terapêutica tanto na modulação da microbiota intestinal, bem como dos fatores de transcrição como o fator nuclear-kappa B (NF-κB) e o fator nuclear eritróide 2 relacionado ao fator 2 (Nrf2), envolvidos com o estresse oxidativo e inflamação. Dentre vários alimentos, o cranberry, fruta rica em flavonóides e outros polifenóis, apresenta ações antioxidantes, anti-inflamatórias e imuno-reguladoras, podendo ser boa opção de tratamento adjuvante para as complicações na DRC. Cranberry é amplamente reconhecido por prevenir infecções urinárias, entretanto, não há evidências clínicas sobre os efeitos benéficos do cranberry em pacientes com DRC. Deste modo, o presente ensaio clínico randomizado crossover duplo-cego com período de washout, controlado por placebo terá como objetivo avaliar os efeitos da suplementação de cranberry sobre a modulação da microbiota intestinal e expressão dos fatores de transcrição, bem como sobre os níveis de citocinas inflamatórias, dos marcadores de estresse oxidativo e das toxinas urêmicas em pacientes com DRC.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Maria Christofolini

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • investigação de biomarcadores genéticos de insuficiencia ovariana precoce: o papel da variação no número de cópias (cnvs) de sequencias genômicas no desenvolvimento da condição.
  • A insuficiência ovariana precoce é definida pela cessação da menstruação antes dos 40 anos de idade e seu diagnóstico é confirmado pela presença de níveis elevados de FSH (>25 mUI/ml), observada em aproximadamente 1% da população. A doença é heterogênea, com um grande espectro de causas como as citogenéticas, gênicas, infecciosas e iatrogênicas, autoimunes e metabólicas. Entre 10 e 15% das mulheres tem um parente de primeiro grau afetado, indicando uma participação genética significativa. Identificar precisamente genes causais tem sido um desafio para diversos pesquisadores, bem como para nossa equipe de pesquisa. Até 2016, duas dosagens consecutivas do hormônio FSH apresentando níveis acima de 40 mUI/ml eram necessários para a confirmação da condição. Atualmente, duas medidas até 25 mUI/ml já são suficientes para sua determinação. No entanto, não há na literatura discussão sobre as pacientes que apresentam níveis hormonais acima de 12 mUI/ml (limite superior normal) e abaixo de 25 mUI/ml, sem outras alterações hormonais e/ou imunológicas. Na clínica de reprodução assistida é comum observar pacientes nesta condição. Nossa dúvida é: todas estas pacientes desenvolverão insuficiência ovariana precoce? Tal questionamento foi levantado por nosso grupo de pesquisa desde 2012 ao observar que alguns marcadores genéticos associados à IOP também estavam presentes nas pacientes com níveis intermediários de FSH. Assim, nosso objetivo é encontrar marcadores genéticos que nos ajudem a definir esta questão. As CNVs parecem ser importantes candidatos para a etiologia da condição. Desde sua descrição por Feuk e colaboradores em 2002, as CNVs têm sido reconhecidas como fatores causais de diversas doenças. CNVs são variações de número de cópias de sequencias genômicas. Como estas CNVs podem envolver genes funcionais, podem resultar em variações nos níveis de mRNA e de proteína de genes da região de CNV. Esta diferença de “dosagem gênica” pode resultar na manifestação de uma “doença genética”. A introdução de novas estratégias de investigação genômica, como a investigação de CNVs por arrays pode auxiliar no melhor conhecimento dos fatores genéticos que levam ao desenvolvimento da IOP, permitindo o restreio precoce da condição e melhor manejo clínico da mesma. Além disso, o conhecimento gerado pelo projeto de pesquisa permitirá a formação de pessoas e a divulgação científica em níveis nacionais e internacionais.
  • Faculdade de Medicina do ABC - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Maria Guimarães Freire

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • aplicação de resíduos e/ou coprodutos agroindustriais no desenvolvimento de biopesticidas para o controle biológico convencional e de segunda geração
  • Esta proposta tem como objetivo o desenvolvimento de bioprocessos que agreguem valor à importantes resíduos e/ou coprodutos agroindustriais por meio da sua utilização como matéria prima principal na produção de biopesticidas, na perspectiva industrial ou no sistema “on farm”. Serão avaliados diversos resíduos e/ou coprodutos, destacando-se as tortas de dendê, cacau, algodão e a bandinha de feijão, todos altamente ricos em carboidratos e nitrogênio. A partir desses potenciais substratos serão desenvolvidos e escalonados pelo menos dois processos, um visando a produção de biopesticida convencional (microrganismos viáveis) e outro visando a produção de biopesticida de segunda geração (pool de metabólitos com ação fungicida/inseticida), tendo como foco de ação relevantes doenças e pragas como o mofo-branco e mosca branca que acometem uma série de plantas cultivadas nacionalmente. O trabalho será realizado de forma multidisciplinar por meio de parceria já firmada entre o Laboratório de Biotecnologia Microbiana (LaBiM) da Universidade Federal do Rio de Janeiro e as duas Unidades da Embrapa (Embrapa Arroz e Feijão-Goiás e Embrapa Meio Ambiente -Jaguariúna) . A proposta é totalmente voltada à pesquisa aplicada e nesse sentido espera-se que ao seu final os resultados contribuam principalmente na redução do custo de produção de biopesticidas, no aumento da renda do produtor rural, na redução do descarte indevido de resíduos sólidos agroindustriais e no estímulo ao agricultor brasileiro para a utilização de biopesticidas dentro de um plano de manejo integrado e consequentemente impactando positivamente a agricultura brasileira nos âmbitos econômicos e socioambientais.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Miyuki Kusahara

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • avaliação do impacto do calçado terapêutico nas alterações biomecânicas em pessoas com neuropatia diabética periférica
  • A necessidade da identificação das alterações sensório-motoras, equilíbrio e dos fatores para desenvolvimento do pé em risco de desenvolver ulcerações nos indivíduos com Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) que já apresentam a Neuropatia Diabética Periférica e não fazem uso do calçado terapêutico, tem sido um grande desafio para os profissionais da área da saúde, pois o pé é um dos mais complexos, porém pouco estudado sistemas musculoesqueléticos no corpo. As intervenções nos pés dos diabéticos estão baseadas na aplicação clínica que são o uso de calçado apropriado, cirurgia e outras técnicas de descarga para a prevenção e cura de úlceras nos pés de doentes com diabetes. Dessa forma, pessoas com diabetes devem ser aconselhadas a utilizar calçados apropriados que se ajustem à anatomia de seus pés. Quando identificada neuropatia, mesmo sem presença de deformidades estruturais, recomenda-se uso de palmilhas, para reduzir e amortecer o efeito de tensão repetitiva. Objetivo: Avaliar o impacto do uso do calçado terapêutico nas alterações biomecânicas, equilíbrio e prevenção de ulcera de pé em pacientes com DM2 atendidos na rede municipal de atenção básica a saúde. Método: A pesquisa realizada será uma investigação do tipo quase experimental com estudos antes e depois de um grupo de pessoas com DM2 que apresentem Neuropatia Diabética Periférica cadastrados na rede pública de atenção básica da cidade de São João da Boa Vista -SP, através da utilização do calçado terapêutico e aplicação de instrumentos para avaliação da saúde dos pés desses indivíduos. A população do estudo será de pacientes com diabetes tipo 2 diagnosticados com Neuropatia Diabética Periférica residentes no município de São João da Boa Vista-SP e cadastradas nas Unidades Básicas de Saúde ou Unidade de Estratégia de Saúde da Família. Os participantes serão identificados por ocasião de sua consulta agendada, quando serão convidados a participarem do estudo. Se aceitarem e preencherem os critérios de inclusão, assinarão o termo de consentimento livre e esclarecido e responderão aos questionários do estudo. Os sujeitos participantes deste estudo serão determinados por porcentagem do cálculo do tamanho da amostra (respeitando um total de 2542 indivíduos com DM2 cadastrados na rede pública municipal), escolhidos de forma não homogênea por amostragem de conglomerado, divididos por quantidades de indivíduos dentre o total das 13 unidades de saúde, mantendo uma proporção de indivíduos por unidade de saúde. A partir de um intervalo de confiança de 90%, uma proporção de erro amostral de 0,05 e considerando que a porcentagem de indivíduos com DM2 que possam apresentar neuropatia diabética periférica diagnosticado seja em torno de 50%, serão recrutados para amostra do estudo 226 pessoas com DM2, sendo divididos por 13 UBS, respeitando a quantidade de pessoas com DM2 para cada UBS. A análise se dará por estatística descritiva inferencial, de acordo com a natureza das variáveis tendo estabelecido como nível de dados e analise de variância para os grupos valor significativo será igual a 0,05 (5%).
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • projeto radar de territórios saudáveis e sustentáveis: ride df
  • Trata-se de um projeto de desenvolvimento com o propósito de criar estratégias que auxiliem na implementação da Agenda 2030, atendendo prioritariamente as necessidade da população na área da saúde e bem-estar no DF e na RIDE. Seus marcos referencias para a constituição de Territórios Saudáveis e Sustentáveis para criar oportunidades de estratégias de governança de ações de promoção de saúde de base territorial em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU); Seus objetivos, visam criar metodologias e estratégias de governança de ações de promoção de saúde de base territorial em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) que articule as diversas escalas (definindo interfaces de gestão e informação entre os contextos nacional-internacional e local-nacional) de territorialização das ações de promoção e vigilância em saúde. O processo metodológico utilizará o referencial teórico e conceitual de avaliação de políticas públicas, será construído como estratégia potente de horizontalidade de gestão, de participação e de análises, além da oportunidade de atuar em tempo real frente as barreiras e facilitadores dos processos . Para ativar redes sociotécnicas , compostos pelos principais atores locais para a sistematização e difusão do conhecimento gerado, de modo a implantar, desenvolver e repassar tecnologia social de governança e de soluções para afastamento das ameaças e reduzir às vulnerabilidades identificadas. Estão organizadas em três eixos: (1) realização da pesquisa-ação; (2) processo de formação; (3) criação de salas de cooperação social. Espera-se com os resultados do projeto Espera-se com o projeto Radar de Território Saudável e Sustentável (PRTSS), criar e disponibilizar ferramentas de inteligência cooperativa para fortalecer ações a partir da coleta, da organização e da análise de informações que servirão para definir estratégias de vigilância em saúde e de aperfeiçoamento de processos de tomada de decisão governamentais e populares. Em última instância, o Radar, por meio da articulação dessa inteligência, constituirá e/ou fortalecerá redes de governança territoriais. Desse instrumento podem-se gerar métodos e estratégias de abrangência local, regional e nacional – tais como... –, para a implementação de programas e políticas públicas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 04/07/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Petrucci Gigante

Ciências da Saúde

Nutrição
  • conhecimento sobre alimentação saudável e adequação às recomendações alimentares e nutricionais brasileiras: indissociabilidade entre a pesquisa epidemiológica ensino e extensão na atenção nutricional no âmbito do sus.
  • A proposta tem como principal objetivo desenvolver uma pesquisa ação com gestores, profissionais e usuários da atenção básica na qual se pretende avaliar o conhecimento sobre alimentação saudável e verificar se o mesmo está de acordo com as recomendações oficiais brasileiras, encontradas no guia alimentar para a população brasileira ou em outras diretrizes da Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN), Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) e Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS). Pretende-se ainda, avaliar o estado nutricional da população alvo, visando identificar prevalências de obesidade para diagnóstico e posterior avaliação de possíveis mudanças. A pesquisa ação será utilizada como metodologia investigativa e propositiva, afim de realizar o diagnóstico da situação da obesidade nos territórios e envolver os profissionais na busca de soluções práticas ao seu enfrentamento. Serão conduzidas atividades de pesquisa e desenvolvimento (eixo 1) envolvendo o diagnóstico da organização da gestão e da atenção nutricional com gestores, profissionais de saúde e usuários. Para as atividades de formação (eixo 2) pretende-se propor metodologias ativas e inovadoras de produção do conhecimento com gestores e profissionais de saúde, de forma a contribuir com a melhoria da atenção nutricional nesses municípios e com estímulo ao controle social e garantia da escolha alimentar e do direito humano à alimentação adequada (DHAA). Além disso, capacitar os profissionais de saúde quanto a abordagens comportamentais para a promoção da mudança de comportamento alimentar, visando à autonomia e ao empoderamento dos sujeitos. Durante a realização dos cursos de formação, os profissionais e gestores serão estimulados a implementar a organização da gestão e da atenção nutricional nos municípios (eixo 3 - avaliação e monitoramento). Nessa fase está prevista a comparação dos municípios quanto às estratégias de implantação das ações de prevenção, diagnóstico e tratamento da obesidade na atenção básica de acordo com a formação prevista no eixo 2. nos quais a estratégia de saúde da família (ESF), o núcleo ampliado de saúde da família e atenção básica (NASF-AB) e a linha de cuidado para a prevenção do sobrepeso e obesidade ainda não estão plenamente implantados, com aqueles nos quais a atenção nutricional está perfeitamente inserida às ações de saúde do município. Com as ações de difusão científica (eixo 4) pretende-se possibilitar a democratização do conhecimento entre usuários, profissionais de saúde e gestores de forma a garantir que toda a informação produzida e relacionada à atenção nutricional fique também disponível por meio da rede de computadores nas três esferas de governo e, com acesso aberto, no caso de publicação de artigos científicos, além da plataforma da Rede de Nutrição do Sistema Único de Saúde (RedeNutri), disponibilizada no presente edital.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 30/11/2018-31/03/2021
Foto de perfil

Denise Petrucci Gigante

Ciências da Saúde

Nutrição
  • avaliação do impacto da taxação de bebidas adoçadas no brasil
  • O consumo de açúcar é um fator de risco para doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) e considerado como um dos principais contribuintes para obesidade e diabetes. A proposta tem como principal objetivo avaliar o impacto da taxação de bebidas adoçadas sobre as prevalências de obesidade, diabetes, doença coronariana e acidente vascular cerebral na população brasileira e a influência dessa medida regulatória na economia do país. Na primeira etapa pretende-se desenvolver uma pesquisa nas bases de dados nacionais para identificação das prevalências de consumo de bebidas adoçadas por faixa etária, gênero, raça/cor, nível socioeconômico, macrorregião brasileira e situação de moradia urbana ou rural. Dados dos sistemas de informação de mortalidade e de internações hospitalares por obesidade, diabetes, doença coronariana e acidente vascular cerebral também serão obtidos de forma que possam ser calculados os riscos relativos para consumo de bebidas adoçadas em relação às variáveis demográficas, socioeconômicas, morbidade, mortalidade, faltas ao trabalho e perda de produtividade. Os anos de vida perdidos devido à morte prematura e incapacidade e os anos de vida ajustados para qualidade também serão calculados com base em revisão sistemática da literatura, considerando as prevalências de obesidade, diabetes, doença coronariana e acidente vascular cerebral. Dados mais recentes, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, das Pesquisas de Orçamento Familiar e da Pesquisa Industrial Anual serão utilizados para estimar o impacto sobre a produção, emprego, consumo agregado, índice geral de preços, salários e receita tributária do governo. Para identificar os efeitos macroeconômicos da tributação sobre bebidas adoçadas, faz-se necessário considerar as relações produtivas existentes entre os diferentes setores que podem ser avaliadas pela matriz de insumo produto para a economia brasileira. Para analisar a composição de preço de bebidas adoçadas no Brasil será necessário desenhar a cadeia produtiva dos principais tipos de bebidas adoçadas, estimando os custos e identificando os preços de vendas, considerando o impacto dos custos, impostos e subsídios. Esse conjunto de informações será utilizado para calibragem de um modelo de equilíbrio geral computável dinâmico para a economia brasileira, a partir do qual será possível fazer simulações de tributações dessas bebidas e estimar seus efeitos sobre a economia brasileira em diferentes cenários. Serão considerados três cenários do desempenho da economia na implantação da medida regulatória: otimista, intermediário e pessimista.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 02/01/2020-31/01/2022
Foto de perfil

Denise Pontes Cavalcanti

Ciências da Saúde

Medicina
  • síndrome congênita do zika: investigação da susceptibilidade à infecção congênita a partir de uma coorte oriunda de várias regiões do brasil.
  • O vírus Zika (ZIKV) é um vírus emergente no Brasil que pode levar ao desenvolvimento de uma doença exantemática, muitas vezes associada à febre baixa, fadiga, mialgia e conjuntivite. O ZIKV também está relacionado a quadros graves de complicações neurológicas, como a Síndrome de Guillain-Barré, e anomalias fetais, como a microcefalia. Entretanto, os fatores de risco determinantes para o desenvolvimento dessas manifestações graves ainda não são conhecidos. Desse modo, o objetivo principal desse estudo é buscar fatores que possam explicar essas diferenças de susceptibilidade materno-fetal e que possam estar envolvidos com o papel teratogênico desse vírus. Com esse propósito é preciso investigar uma série de mães e crianças expostas ao ZIKV durante o pré-natal, incluindo aquelas afetadas pelo que se convencionou chamar de síndrome congênita do Zika, e crianças sem sequelas. De um lado a investigação dar-se-á por meio da investigação do exoma expandido com o objetivo de avaliar incialmente genes relacionados à microcefalia e, em seguida buscar variações genéticas preferencialmente associadas às crianças afetadas que possam ser caracterizadas como polimorfismos que conferem maior ou menor susceptibilidade à ação teratogênica do ZIKV. De outra parte, sabendo que o microbioma intestinal humano é essencial, entre outros, pelo desenvolvimento do tecido linfóide secundário e na promoção de uma imunidade heteróloga, interferindo na permeabilidade da barreira hematoencefálica e hematoplacentária e modulando a resposta contra infecções virais, pretendemos também investigar o microbioma em mulheres que foram expostas ao ZIKV e que tiveram ou não filhos afetados pela síndrome congênita do Zika.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 01/02/2017-31/01/2021
Foto de perfil

Denise Regina Quaresma da Silva

Ciências Humanas

Educação
  • geografias da exclusão escolar de adolescentes grávidas no sul do brasil: corpos abjetos? fase ii
  • Este estudo híbrido, com enfoque quali/quantitativo, trata-se da segunda fase investigativa de um estudo sobre evasão escolar de adolescentes grávidas da cidade de Novo Hamburgo/RS e está inserido na linha de pesquisa Inclusão Social e Políticas Públicas do Programa de Pós Graduação em Diversidade Cultural e Inclusão Social da Universidade Feevale. Tem como interesse a investigação da incidência da evasão escolar de 2019 a 2021 das adolescentes grávidas e/ou com filho(s), estudantes do ensino fundamental da rede de ensino municipal na cidade de Novo Hamburgo/RS, objetivando identificar as causas do abandono escolar, considerando as particularidades de classe social e etnia, bem como verificar a existência de mecanismos de produção de desigualdades sociais e educacionais, verificando como as escolas posicionam-se frente estas gestações precoces. Procura-se caracterizar a situação escolar das adolescentes grávidas ou que sejam mães objetivando o desenvolvimento de ações de intervenção e prevenção em Educação e saúde para as adolescentes grávidas. Aportes teóricos advindos da interlocução da Psicologia, da Educação e dos Estudos Culturais serão resgatados para a compreensão do tema. A entrevista semi-estruturada constitui a ferramenta metodológica fundamental que será aplicada a diretivos/as destas escolas e também a adolescentes grávidas e/ou com filhos/as. A análise quali/quantitativa dos dados será realizada através da análise das entrevistas à luz da análise de conteúdo (Bardim, 2009) e do software SPSS versão 24.0.
  • Universidade Feevale - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Rocha Gonçalves

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • ramses ii - levantamento de estrelas simbióticas extragalácticas
  • Estrelas simbióticas (SySt) são binárias interativas, de longo período, compostas de uma estrela compacta e quente - geralmente uma anã branca (WD) - uma estrela gigante evoluída e um emaranhado nebular de gás e poeira. Elas representam importantelaboratório para o estudo vários fenômenos astrofísicos e sua recíproca influência. Elas também estão entre as candidatas mais promissoras como progenitores de supernovas Ia (SNe Ia). Uma boa estimativa do número total dessas estrelas é obrigatória, de forma que possa ser contrastada com à taxa SNe Ia em uma galáxia, se efetivamente queremos entender a conexão entre SySt e SNe Ia. Portanto, nossa abordagem ao problema é realizar um censo de SySt para desvendar a relação entre a taxa de SNe Ia em galáxias de diferentes massas/luminosidades com o número atual de simbióticas em galáxias das mesmas características. Atualmente, conhecemos 252 SySt na Via Láctea e 62 em galáxias externas. No entanto, esses números ainda estão em notável contraste com a população prevista de SySt em nossa galáxia que, de acordo com diferentes estimativas, pode oscilar entre 10³ e 10⁵. A população real do SySt é, portanto, uma questão fundamental que precisa ser mais investigada. Uma das razões para essa discrepância embaraçosa entre os modelos de síntese populacional de SySt e as observações, também decorre do fato de que este grupo de estrelas, as SySt, foi caracterizado com base em critérios puramente espectroscópicos. Dado que muitas outras fontes estelares imitam as cores das SySt, nenhuma ferramenta de diagnóstico fotométrico demonstrou até agora o poder de identificar inequivocamente uma SySt, tornando assim inevitável recorrer a um dispendioso acompanhamento espectroscópico. As duas bandas intensas de Raman O VI, em 6830Å e 7088Å, no entanto, são tão exclusivas do fenômeno simbiótico que sua presença é considerada um critério suficiente para classificar uma estrela como simbiótica, mesmo quando a estrela doadora não é diretamente visível através da espectroscopia óptica. Assim, imaginamos o uso da emissão Raman O VI como uma poderosa ferramenta de diagnóstico fotométrico para identificar novas SySt nas galáxias anãs próximas. Observe que nosso censo de SySt na SMC (cerca de 20 horas de observações com o FORS2 no VLT foram alocados para nosso projeto piloto, o qual forneceu as restrições para o atual levantamento RAMSES-II) e em outras galáxias anãs próximas (RAMSES-II) representa a primeira busca de galáxias anãs globais pela SySt já realizada. Por outro lado, outros pesquisadores estão mapeando essa população nas espirais do Grupo Local (M31 e M33), mas baseando sua busca na forma tradicional e demorada de selecionar os candidatos a SySt a partir de suas cores e confirmando a natureza dos mesmos via espectroscopia ótica. Para o Instrument Upgrade Program do Gemini (em Dezembro de 2016), propusemos a compra de dois filtros de banda estreita, para ambos os GMOS: um centralizado na banda Raman O VI 6830Å, e um no contínuo adjacente, para ser usado como contínuo, já que as estrelas simbióticas são os únicos objetos que confirmadamente mostram as linhas de emissão Raman O VI. Este pedido foi bem sucedido e até agora cerca de 50.000 dólares americanos foram alocados para o projeto, para: i) compra de 4 filtros de banda estreita para os instrumentos GMOS acoplados aos telescópios Gemini-North e Gemini-South; e ii) apoiar a visita de 6 semanas da PI (Denise R. Gonçalves) ao Gemini-Sul, em La Serena (Chile), para trabalhar no projeto. Assim pude testemunhar a verificação dos filtros que foram construídos por uma empresa japonesa e enviados para o Chile para testes finais e instalação nos telescópios do sul e do norte. A caracterização dos filtros já foi concluída no sul e está em fase final no norte. Com a aceitação de nossa proposta, o consórcio Gemini também nos deu 10 horas de observações (Tempo Discricionário do Diretor, DDT) para realizar os objetivos científicos do nosso projeto. Este tempo será usado em 2018B ou 2019. À colaboração também foram concedidas outras de ~ 18 horas de tempo de observação em 2018B, através de uma proposta conjunta (Brasil, Coréia, Chile, Argentina e EUA) ao qual eu sou a PI. Portanto, de agora em diante, os dados que precisamos para a ciência estão se tornando disponíveis e precisamos do esforço concentrado da equipe de pesquisadores sêniores, pós-doutorandos e estudantes do grupo para reduzir e analisar esses dados, e conseguir muito mais para as galáxias añas restantes, até a conclusão do levantamento. O grupo deseja observar o máximo possível de galáxias,para, tão logo quanto possível, alcançar a conclusão desejada: ou seja, as simbióticas são ou não progenitoras das supernovas Ia? O grupo quer observar o número máximo possível de galáxias anãs, para, o mais rápido possível, alcançar as conclusões desejadas, que são: estrelas simbióticas são ou não progenitoras de SNe Ia?
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Rossato Silva

Ciências da Saúde

Medicina
  • abordagem cognitivo-comportamental para cessação do tabagismo em pacientes com tuberculose: ensaio clínico randomizado.
  • A tuberculose (TB) foi considerada em 2015, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como a doença infecciosa de maior mortalidade no mundo, superando o HIV e a malária juntos. A doença afeta principalmente adultos nos anos mais produtivos de suas vidas, o que não significa que as demais faixas etárias estão isentas de risco. Estima-se, que neste período um milhão de crianças adoeceram por TB e destes 170 000 morreram pela doença (1). No Brasil, em 2016, foram diagnosticados e registrados 66.796 novos casos e 12.809 casos de retratamento de TB (2). De 2007 a 2016, o coeficiente de incidência da doença apresentou uma variação média anual de -1,7%, passando de 37,9/100 mil hab, em 2007 para 32,4/100mil hab, em 2016. Apesar dessa redução, convém salientar que a meta para eliminação da TB como problema de saúde pública é de menos de 10 casos para cada 100 mil habitantes. Cabe ainda destacar que esse resultado somente será possível mediante melhorias em alguns indicadores operacionais e epidemiológicos (2). Entre os muitos fatores de risco para a TB, o tabagismo foi apontado como um sério agravante, principalmente nos países em desenvolvimento. Estima-se que em todo o mundo mais de 20% dos casos de TB são atribuíveis ao tabagismo (1). A influência do tabagismo na TB é explicada pela disfunção da mecânica ciliar, diminuição da resposta imune do indivíduo, no número de macrófagos, resposta e diminuição dos níveis de CD4 e CD8, aumentando a suscetibilidade à infecção pelo Mycobacterium tuberculosis (3). Devemos salientar que o tabagismo está associado a um aumento significativo do risco de infecção por TB latente, TB ativa, recorrência de TB e mortalidade por TB. A cessação do tabagismo não só reduz o risco para TB, mas também possui muitos outros benefícios aos fumantes (4). Dessa forma, para que o controle da TB seja efetivo é fundamental que o sistema de saúde não seja indiferente ao controle de tabagismo. E que na prática clínica diária seja instituída a promoção do tratamento para dependência do tabaco nos pacientes acometidos pela TB e que, além disso, seja também ofertado um local para assistência e tratamento para TB 100% livre de fumo (5). Poucos estudos avaliaram (6,7) intervenções para a cessação do tabagismo em pacientes com TB. Num ensaio clínico randomizado conduzido na África do Sul (7), entrevista motivacional com profissionais da saúde dobrou as taxas de abstinência em 6 meses comparado com o aconselhamento breve. Em outro ensaio clínico randomizado (6), o aconselhamento pelo médico, específico para tabagismo na TB, demonstrou taxas de cessão de tabagismo significativamente maiores do que no grupo de aconselhamento padrão (não específico). Porto Alegre é a capital brasileira com maior número de fumantes: 24,6% dos homens e 20,9% das mulheres fumam (8). Além disso, Porto Alegre é a quarta capital com maior número de casos de TB no Brasil, com 80,4 casos/100mil hab (2). Apesar dessas elevadas prevalências de TB e tabagismo, nenhum estudo local foi realizado para avaliar o uso de intervenções para a cessação do tabagismo em pacientes com TB.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denisson Queiroz Oliveira

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • aplicações de novas tecnologias em sistemas elétricos inteligentes
  • A implantação das redes elétricas inteligentes promete mudar paradigmas da sociedade e de sua relação com a energia elétrica. As novas tecnologias inseridas nesse contexto terão um papel importante e devem influenciar a experiência do consumidor com a eletricidade e suas aplicações no contexto doméstico e corporativo. Aos engenheiros eletricistas cabe compreender as potencialidades dessas aplicações e seus efeitos no planejamento e gerenciamento do sistema elétrico. Este projeto tem como objetivo investigar essas novas tecnologias, tais como inserção de geração distribuída, aplicações de big data e telecomunicações em redes inteligentes, definindo de que forma a aplicação delas modifica o sistema elétrico e propondo soluções para possíveis problemas.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022