Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sergio Antonio Fernandes

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • segunda geração de calix[n]arenos como organocatalisadores para a síntese de heterociclos
  • Organocatalisadores consistem em moléculas orgânicas que em quantidades subestequiométricas aceleram reações químicas, sem a necessidade da presença de qualquer traço de metal. O interesse pela organocatálise deve-se principalmente a algumas vantagens, tais como: baixa toxicidade dos produtos químicos empregados, baixa sensibilidade dos catalisadores à presença de oxigênio atmosférico e simplicidade operacional. Além disso, os produtos oriundos de reações catalisadas por substâncias orgânicas, por não apresentarem contaminação por metal, despertam o interesse da indústria farmacêutica, de perfumaria e fragrâncias, biorrefinaria e da indústria química em geral. Uma classe de compostos que vem despertando grande interesse nas últimas décadas são os calix[n]arenos que tem sido aplicado com sucesso em diferentes transformações químicas como organocatalisadores. Neste projeto, estamos interessados no desenvolvimento da segunda geração de calix[n]arenos como organocatalisadores e avaliação dos mesmo em reações multicomponentes e em transformações de biomassa tendo em mente os conceitos da Química Verde e Economia de Átomos.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Britto Garcia

Ciências da Saúde

Medicina
  • efeitos da detoxificação tecidual e sistema imune sobre a carcinogenese de cólon: modulações da iniciação/promoção como determinantes da manifestação tumoral
  • Os mecanismos de detoxificação tecidual e o sistema imune modulam o processo neoplásico colônico, porém as interações entre estes elementos não estão claras. As etapas iniciais do processo oncogênico são determinantes para a aquisição de um fenótipo maligno no tecido, o que determinaria a sua progressão até a fase tumoral. Assim, entender de que maneira esses componentes atuam durante as modificações pré-neoplásicas torna-se essencial para a busca de novos alvos terapêuticos. Diante disso, objetiva-se investigar essas interações através de modelos experimentais de carcinogênese química em camundongos, normais e imunossuprimidos. O material coletado será analisado para quantificações de lesões pré-neoplásicas, mastócitos, detoxificação tecidual, dano de DNA, e dosagens de citocinas pró- e anti-inflamatórias.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Carvalho Benício de Mello

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • economia colaborativa: entendendo a uberização da vida cotidiana e os desafios ao estado brasileiro
  • O caso Uber versus Taxis nos inspira a refletir sobre a nossa atual realidade, na qual serviços baseados em aplicativos passam a reconfigurar a vida em sociedade, modificando práticas sociais e políticas, possivelmente, gerando conflitos de interesses. O que já estava sedimentado na tradição agora passa a ser agitado pelos fluxos digitais, movimentando uma nova economia que ainda tenta ser significada. Os avanços tecnológicos que culminaram nos aplicativos receberam impulso de forças globalizantes e sinalizam um progresso da vida cotidiana, sob a forma de um determinismo tecnológico do qual não se pode escapar tampouco retornar ao estágio anterior. A nova economia acessada e alimentada a partir das telas digitais, principalmente de smartphones, tablets e TVs inteligentes, tem se mostrado bastante promissora tanto em termos de potencial de geração de negócios, emprego e renda – alternativa para momentos de crise – quanto em termos de geração de conflitos. Por ser um fato social novo, a exemplo dos serviços de transporte urbano demandados por aplicativos, a falta de entendimento normativo passa a causar certa dificuldade em, a partir da mentalidade de Estado Regulador, encontrar formas de garantir a harmonia entre profissionais já regulamentados e aqueles ainda na contramão da legalidade. Regulamentações, então, são demandadas como forma de solucionar conflitos, proteger mercados e direitos.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Carvalho de Araújo

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • inteligência artificial expo: ciência, tecnologia e ética
  • À medida que os computadores continuam automatizando cada vez mais tarefas rotineiras, a desigualdade de educação continua sendo uma barreira fundamental para oportunidades futuras, onde o sucesso depende cada vez mais do intelecto, da criatividade, da empatia e de ter as habilidades e conhecimentos certos. Essa mudança acelerada levanta a questão crítica de como preparar melhor os alunos, ao longo da vida desde crianças até adultos, para serem bem-sucedidos e prosperarem na era da IA. Neste contexto o projeto Inteligência ARTificial EXPO CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ÉTICAbusca utilizando atividades lúdicas priorizando ações em ambientes de formação não convencional através da interatividade, do estímulo ao raciocínio e da criatividade oportunizar aos alunos do ensino básico e superior a vivenciar esta nova realidade contextualizada nos conhecimentos fundamentais da ética, programação, lógica, robótica e ciências química e de materiais utilizadas no desenvolvimentos de agentes artificiais inteligentes.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 23/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Sérgio Cirelli Angulo

Engenharias

Engenharia Civil
  • reciclagem das fases sintéticas do cimento hidratado, por técnicas de des(re)idratação
  • Os materiais cimentícios são consumidos em larga escala mundialmente e, devido às emissões de gás carbônico e seus efeitos esperados em termos de mudança climática, se faz necessário o desenvolvimento de cimentos com baixa pegada de carbono. Os finos obtidos a partir de resíduos cimentícios tem potencial para desenvolver um novo tipo de ligante, obtido apenas por desidratação. Os compostos cimentícios desidratados podem se reidratar; porém, pouco se conhece sobre suas propriedades no estado fresco e endurecido. Assim, o objetivo desta pesquisa é investigar, de forma isolada, os mecanismos da desidratação e reidratação das principais fases hidratadas do cimento (C-S-H / C-A-H e os sulfoaluminatos), obtidas por síntese mecanoquímica. Com os resultados para as fases puras, pretende-se explicar os processos de endurecimento (consolidação) e evolução de resistência mecânica de cimentos reidratados (constituídos pelas misturas de diferentes fases cimentícias).
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio Costa Oliveira

Ciências Biológicas

Imunologia
  • avaliação do papel dos sensores citosólicos sting e cgas e do ifn do tipo i na indução da unfolded protein response e autofagia durante a infecção pela bactéria intracelular brucella abortus
  • A brucelose é uma das zoonoses mais frequentes no mundo, com mais de 500 mil novas infecções humanas a cada ano. Sensores citosólicos de DNA, como STING e cGAS, possuem uma importância crucial na resposta imune inata durante infecções bacterianas por seu papel em reconhecer o DNA de patógenos em diversas infecções e doenças inflamatórias crônicas. Nosso grupo demonstrou recentemente que camundongos STING KO são mais susceptíveis à infecção pela Brucella abortus, sugerindo que a sinalização de interferon (IFN) do tipo I é também extremamente importante na sobrevivência e proliferação dessa bactéria no hospedeiro. Adicionalmente, a infecção por Brucella induz o estresse do retículo e ativa a Unfolded Protein Response (UPR), outra via determinante na persistência bacteriana e na resposta imune inata gerada durante a infecção por esse patógeno. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é determinar o papel dos receptores citosólicos STING e cGAS e o papel do IFN do tipo I na indução da UPR e autofagia durante a infecção pela bactéria B. abortus; assim como, avaliar as consequências da modulação da UPR por essas vias no controle do crescimento bacteriano. Brucella spp. é um dos poucos patógenos bacterianos que utilizam o retículo endoplasmático (RE) como nicho replicativo. Tendo em vista essa característica e o fato de STING estar localizado no RE, é possível hipotetizar que esses sensores citosólicos, assim como o interferon do tipo I, podem ser necessários para a iniciação de uma resposta ao estresse no retículo e a consequente resposta imune a esse patógeno. Nesse sentido, essa abordagem ajudará na elucidação da influência do reconhecimento do DNA bacteriano citosólico na indução da UPR e autofagia em infecções por B. abortus, contribuindo para o desenvolvimento de possíveis estratégias para o controle da infecção.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio Crovella

Ciências Biológicas

Imunologia
  • fatores genéticos e moleculares envolvidos na patogênese da infecção por vírus zika em gestantes
  • No começo de 2015, um surto do vírus zika foi identificado no nordeste do Brasil, uma área onde o vírus da dengue também circulava. Relatos de um aumento do número de crianças nascidas com microcefalia em áreas afetadas pelo ZIKV começaram a surgir, e o RNA do vírus foi identificado no líquido amniótico de mulheres cujos fetos tinham sido diagnosticados com microcefalia durante o pré-natal. Além da microcefalia, neonatos e fetos com suspeita de infeccão congênita por ZIKV têm tido também outras malformações, especialmente de origem neurológica. O virus zika (ZIKV) é um Flavivirus filogeneticamente relacionado com o vírus da dengue (DENV) e, assim como ele, é considerado uma arbovirose emergente transmitida, primariamente, por mosquitos do gênero Aedes. O virus da dengue se apresenta em quatro diferentes sorotipos: DENV- 1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4. A infecção por um sorotipo do vírus resulta em imunidade efetiva específica pra aquele sorotipo. Porém, uma seqüência de infecções secundárias por um segundo sorotipo é fator de risco para o desenvolvimento das formas graves da doença, devido à mecanismos de facilitação da penetração viral por anticorpos (antibody dependent enhancement – ADE). Portanto, indivíduos que já tiveram contato com outros sorotipos do vírus ou, mesmo, outros flavivírus, podem alterar o perfil da resposta imune. Desta forma, tomando como base a semelhança filogenética entre os vírus, este estudo busca investigar se indivíduos que apresentam soropositividade para os diferentes sorotipos da dengue podem apresentar fenômeno de facilitação por anticorpos na infecção por vírus zika, e, consequentemente, apresentar maior penetração viral e exacerbada resposta imunológica, o que provocaria dano tecidual neurológico, bem como analisar fatores genéticos dos hospedeiros envolvidos tanto na susceptibilidade à infecção pelo ZIKV quanto no desenvolvimento de desordens neurológicas e microcefalia. Assim, estudos que elucidem essas questões são imprescindíveis para que sejam tomadas medidas de saúde pública apropriadas e para o desenvolvimento de formas de profilaxia e tratamento contra essa arbovirose emergente.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/10/2016-31/10/2020
Foto de perfil

Sergio Crovella

Ciências Biológicas

Genética
  • análise biomolecular para medicina personalizada em pacientes com hidradenite supurativa
  • A Hidradenite Supurativa (HS) é uma doença inflamatória crônica, subdiagnosticada no Brasil, que envolvendo folículos pilosos que impõe uma grande carga física e psicológica aos pacientes. Variantes genéticas que afetam diferentes vias resultam em um espectro extremamente amplo de fenótipos HS. Portanto, decifrar a patogênese do HS e rastrear variantes genéticas é essencial para projetar tratamentos personalizados. A proposta visa reunir dados médicos, genéticos, experimentais e de estilo de vida para construir um modelo verdadeiramente personalizado de cada paciente e para adaptar tratamentos específicos com base em suas características pessoais. Isso gerará informações úteis com impacto translacional imediato na estratificação do paciente e nas opções terapêuticas, além de fornecer uma visão geral em larga escala de marcadores de risco previamente identificados e novos. Graças à colaboração existente com o Prof. Michele Boniotto (Universidade de Paris Est, França), o DNA estará disponível a partir de casos de HS familiares de 5 locais diferentes na Europa (França, Itália, Alemanha, Áustria e Eslovênia). A equipe francesa executará o sequenciamento de exoma e assinaturas transcriptômicas das lesões. Informações genômicas serão fundidas com avaliações clínicas e dados de estilo de vida coletados pelo médico (prof. Angelo Marzano da Universidade de Milão, Itália). No final do projeto, graças ao apoio e colaboração de dois parceiros da União Europeia (Prof. Boniotto e Prof. Marzano), pretendemos: (1) identificar variantes genéticas associadas à suscetibilidade, gravidade e tratamento da HS; (2) Projeto in vivo e modelos para investigações sobre as principais vias biológicas afetadas pela HS e teste do impacto de variantes genéticas na biologia celular cutânea; (3) desenvolver uma nova abordagem integrada para pacientes com HS combinando dados sobre o bem-estar físico e psicológico dos pacientes, hábitos alimentares e tabagismo com dados clínicos e genéticos, a fim de propor novos métodos de estratificação que os médicos possam usar para avaliar a gravidade, escolher a terapia e seguir o desfecho.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio de Azevedo

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • as metrópoles e o direito à cidade: conhecimento, inovação e ação para o desenvolvimento urbano – programa de pesquisa da rede observatório das metrópoles 2015-2020
  • A presente proposta de trabalho tem como foco responder às seguintes perguntas? Que tipo de sociedade urbana seremos capazes de construir no futuro aproveitando os impactos positivos decorrentes do período de inflexão econômica e urbana que o Brasil atravessamos nos últimos 20 anos? Que obstáculos societários, ambientais e políticos devemos enfrentar para transformar as nossas metrópoles em ativos fundamentais para assegurar o nosso desenvolvimento como nação próspera, democrática, justa e sustentável? Que desafios devemos conhecer para aproveitarmos as oportunidades criadas com o crescimento econômico e diminuição das desigualdades, com a consolidação democrática e a transição urbana para superarmos o modelo excludente, segregador social e espacialmente e dilapidador da natureza? Talvez a questão metropolitana atualize o desafio fundamental identificado por um dos mais importantes pensadores brasileiros. Em meio milênio de história, partindo de uma constelação de feitorias, de populações indígenas desgarradas, de escravos transplantados de outro continente, de aventureiros europeus e asiáticos em busca de um destino melhor, chegamos a um povo de extraordinária polivalência cultural, um país sem paralelo pela vastidão territorial e homogeneidade linguística e religiosa. Mas nos falta a experiência de provas cruciais, como as que conheceram outros povos, cuja sobrevivência chegou a estar ameaçada. E nos falta também um verdadeiro conhecimento de nossas possibilidades, e principalmente de nossas debilidades. Mas não ignoramos que o tempo histórico se acelera, e que a contagem desse tempo se faz contra nós. Trata-se de saber se temos um futuro como nação que conta na construção do devenir humano. Ou se prevalecerão as forças que se empenham em interromper o nosso processo histórico de formação de um Estado-Nação. (Furtado, 1992: 35) O Observatório das Metrópoles é um grupo que funciona em rede, reunindo instituições e pesquisadores dos campos universitário, governamental e não-governamental. A equipe constituída no Observatório vem trabalhando há 20 anos, envolvendo atualmente cerca de 100 pesquisadores e 60 instituições de forma sistemática e articulada sobre os desafios metropolitanos colocados ao desenvolvimento nacional, tendo como referência a compreensão das mudanças das relações entre sociedade, economia, Estado e os territórios conformados pelas grandes aglomerações urbanas brasileiras. O Observatório das Metrópoles tem como uma das suas principais características reunir Programas de Pós-graduação em estágios distintos de consolidação, o que tem permitido virtuosa prática de cooperação e intercâmbio científico através da ampla circulação de práticas e experiências acadêmicas. Por outro lado, o Observatório das Metrópoles procura aliar suas atividades de pesquisa e ensino com a realização de atividades que contribuam para a atuação dos atores governamentais e da sociedade civil no campo das políticas públicas voltadas para esta área. Neste momento, o Observatório das Metrópoles integra o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia - INCTdo CNPq e, nos próximos 5 anos, terá como objetivo dar continuidade e desdobramentos às suas atividades de pesquisa, formação de recursos humanos, extensão e transferência de resultados para a sociedade e para os governos envolvidos com a questão metropolitana. Por envolver grupos de pesquisas distribuídos em todas as cinco Grandes Regiões do país (Norte, Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul), as atividades de pesquisa que desenvolvemos permitem aprofundar o conhecimento da diversidade da realidade metropolitana do país e suas relações com as desigualdades regionais. Nesse contexto, o presente projeto tem como objetivos principais: (i) Contribuir para colocar a questão do desenvolvimento urbano no centro do debate sobre desenvolvimento nacional reconhecendo a importância da dinâmica urbana-metropolitana como elemento crucial para pensar o passado, o presente e o futuro da nação brasileira; (ii) identificar mecanismos produtores de bloqueios e avanços no bem-estar urbano, na sustentabilidade ambiental e na superação das desigualdades sociais; (iii) desenvolver uma teoria na escala metropolitana, mobilizando conhecimentos disciplinares particulares, e metodologias de pesquisa visando contribuir para a constituição de uma plataforma de conhecimento sobre o tema urbano-metropolitano; e produzir subsídios visando contribuir com a formação de políticas públicas e novos padrões de governança metropolitana fundadas na justiça social e na democracia A proposta que submetemos ao presente edital, levou em consideração a experiência acumulada pelo Observatório na produção de subsídios à elaboração da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano para o Ministério das Cidades e aos estudos prévios que fundamentaram o PPA (2008-2011) do governo federal, sob a coordenação do Ministério do Planejamento.
  • Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - RJ - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Sérgio de Faria Lopes

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • o papel dos fatores antrópicos locais na montagem de comunidades vegetais da caatinga
  • A dinâmica das comunidades vegetais da Caatinga é um complexo resultante da interação de fatores abióticos juntamente com a influência dos seres humanos que tem atuado com agentes ecológicos capazes de influenciar o funcionamento do ecossistema. Corte seletivo de madeira, a extração de lenha e superpastoreio tem sido registrado como as principais ameaças a biodiversidade dessa região. Assim, o presente trabalho tem como objetivo, determinar de que maneira os distúrbios antrópicos locais afetam a dinâmica da Caatinga ao longo de um gradiente pluviométrico. Dessa forma, este estudo contribuirá para a solidificação do entendimento dos principais fatores determinísticos dos padrões funcionais e compará-los com os estudos em florestas tropicais. A equipe envolvida nesta proposta de pesquisa selecionará áreas sobre diferentes regimes pluviométricos (de 350 à 700 mm/ano). Ao todo serão distribuídas 24 parcelas aleatória e independentes de 20 x 50 metros, totalizando 2,4 ha. Dentro de cada parcela serão plotadas subparcelas de 2 x 2 m, onde será realizado o levantamento da vegetação regenerante. Em cada parcela será realizado o levantamento da vegetação adulta e regenerante, a coleta de variáveis ambientais, mensurado os traços funcionais das espécies arbustiva-arbóreas e a caracterização dos distúrbios ambientais, além do levantamento de dados etnobôtanicos por comunidade locais próximas, os quais posteriormente serão identificados os traços funcionais das plantas utilizadas por essas comunidades locais. Dessa forma, buscamos elucidar as espécies preferenciais para cada tipo de categoria de uso pelas populações humanas presentes nessas áreas, bem como analisar a influência de cada categoria de uso sobre a estrutura funcional e filogenética de comunidades vegetais da Caatinga ao longo de um gradiente pluviométrico, além disso, esperamos que a baixa disponibilidade hídrica que atua como um filtro ambiental associado ao uso intensivo de algumas espécies para finalidades especificas terão efeitos mais severos na riqueza taxonômica e funcional devido a baixa capacidade de resiliência do ecossistema. Os recursos financeiros aqui solicitados serão, portanto, utilizados para realizar as campanhas de campo nas diferentes áreas, triagem e análises de campo, além de realização de eventos de discussão e análise crítica dos resultados obtidos. A realização deste projeto será uma inovação no entendimento dos processos dinâmicos e estruturantes da vegetação da Caatinga, além de subsidiar valores reais para a conservação deste ecossistema já tão ameaçado por intervenções antrópicas.
  • Universidade Estadual da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Eduardo Silva de Oliveira

Ciências Humanas

Psicologia
  • estudos psicométricos do inventário de funcionamento da personalidade para o dsm-5 (ifpd-5).
  • O modelo alternativo de transtornos da personalidade publicado na quinta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais (DSM-5) propõe que o centro da patologia da personalidade é caracterizado por prejuízos no funcionamento intrapessoal e interpessoal. O presente estudo tem como objetivo investigar as propriedades psicométricas de um modelo de mensuração elaborado para avaliar esse critério. Para tanto, serão conduzidos quatro estudos com objetivos específicos, a saber: 1) Estrutura interna e evidências de validade e fidedignidade do PFID-5; 2) Capacidade das Escalas de Validade do PFID-5 em discriminar padrões enviesados de respostas; 3) Correspondência entre diferentes avaliadores do funcionamento da personalidade (paciente-familiar-terapeuta); e 4) Validade clínica do PFID-5. Estatísticas descritivas, bivariadas e multivariadas serão utilizadas para análise dos dados.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio Ferreira do Amaral

Ciências Humanas

Educação
  • desenvolvimento de uma plataformas cognitivas usando assistentes virtuais baseado na metodologia stem para o ensino de ciência aplicado no ensino fundamental
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Sergio Francisco de Aquino

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • integração da pesquisa translacional em biologia, bioquímica, imunopatologia e genética de agentes parasitários causadores de doenças negligenciadas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 29/02/2020-28/02/2025
Foto de perfil

Sergio Francisco de Aquino

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • impacto de sistemas de tratamento biológico de esgotos e de resíduos da pecuária na disseminação de agentes de resistência antimicrobiana
  • A ocorrência da resistência bacteriana aos antibióticos tem sido relatada desde a década de 70 e vem se tornando um problema crescente e presente no mundo inteiro. Tal aumento da resistência resulta em infecções não tratáveis, mortes e aumento progressivo nos custos com saúde. Um grande número de pesquisas tem abordado a relação entre o abuso de antibióticos na medicina humana e na agropecuária com a resistência clínica aos antibióticos, sendo que a disseminação da resistência aos antimicrobianos tem sido objeto de grande preocupação entre pesquisadores. A resistência antimicrobiana pode se dar por diversos mecanismos e pouco se sabe sobre o papel dos reservatórios ambientais, tais quais as estações de tratamento biológico de esgotos e de resíduos da pecuária, na disseminação de bactérias resistentes (BRA) e genes de resistência (GRA) para o ambiente. Como os reatores biológicos usados no tratamento de esgotos e resíduos são um ambiente potencialmente favorável para acúmulo de antibióticos e o desenvolvimento/disseminação de GRA, a presença de microrganismos entéricos resistentes a antibióticos nos efluentes e resíduos podem favorecer a propagação de resistência entre os demais microrganismos do lodo no sistema de tratamento. Por outro lado, pouco se sabe sobre a contribuição do descarte e/ou reuso de efluente tratado e lodo biológico na disseminação de BRA e GRA para o ambiente. Neste contexto, o presente projeto visa estudar o papel dos processos biológicos de tratamento de esgoto doméstico e de dejetos da pecuária suína e avícola na remoção de BRA e GRA de forma a avaliar a sua contribuição na disseminação ambiental dos agentes de resistência antimicrobiana. Para isso serão aplicadas técnicas clássicas de microbiologia envolvendo o isolamento e identificação de bactérias patogênicas e bactérias resistentes a antibióticos, bem como técnicas de biologia molecular para identificação e quantificação de genes de resistência, ao longo dos sistemas de tratamento utilizados. Além disso, serão monitorados os principais antibióticos presentes no esgoto ou utilizados nas granjas estudadas de forma a correlacionar com os BRA e GRA identificados. No tocante ao esgoto sanitário serão monitoradas duas Estações de Tratamento de Esgotos de Belo Horizonte/MG, uma dispondo de Sistema de Lodos Ativados e outra de Reatores UASB seguidos de Filtros Biológicos Percoladores. Será avaliada ainda a eficiência da desinfecção do efluente aeróbio (filtro biológico percolador) em fotorreatores UVC na remoção de BRA e GRA. No caso do resíduo da suinocultura será monitorado um sistema que combina digestores anaeróbios e facultativas instalado em uma granja de suínos em Ponte Nova/MG. Em relação ao resíduo avícola, gerado por granja de aves em São Sebastião do Oeste/MG, será avaliada sua digestão anaeróbia em escala de bancada. Neste caso o resíduo (cama de aviário) será submetido a diferentes condições de pré-tratamento térmico para avaliar o efeito na produção de metano e na remoção de antibióticos, BRA e GRA. Espera-se que a execução deste projeto promova um avanço no conhecimento sobre o papel dos sistemas de tratamento biológico de efluentes e resíduos, combinados ou não com tratamento físico (térmico ou radiação UVC), no controle da disseminação ambiental de agentes de resistência antimicrobiana.
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio Freire Garcia

Lingüística, Letras e Artes

Artes
  • identificação, classificação, agrupamento e transformação de sons produzidos por instrumentos de percussão a partir da tipo-morfologia de pierre schaeffer: concepção e desenvolvimento de um sistema musical interativo
  • O projeto propõe a aplicação da tipo-morfologia de Pierre Schaeffer na identificação, classificação, agrupamento e transformação de sons produzidos por instrumentos de percussão, por meio do processamento de sinais de áudio e movimento em tempo real. Os sete critérios de percepção propostos por Schaeffer (massa, dinâmica, timbre harmônico, perfil melódico, perfil de massa, allure, grão) não apresentam correlação direta com descritores acústicos individuais, e a parte principal da pesquisa será a busca por combinações de descritores capazes de realizar a classificação pretendida no contexto específico dos sons percussivos. Essa classificação fundamentará o agrupamento de objetos sonoros em diferentes gêneros, segundo o feixe de critérios escolhido em cada situação, e também a utilização e transformação desses sons em contextos interativos e criativos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Henrique Arruda Cavalcante Forte

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • uma proposição metodológica de avaliação da capacidade dinâmica cognitiva e gerencial
  • A motivação básica para a agenda de pesquisa de microfundamentos na estratégia é decompor construções de nível macro em termos de ações e interações de membros organizacionais para o nível micro. O desempenho no nível da firma surge das ações e interações desses membros, além das relações do nível macro na medida em que as variáveis são mediadas por micro ações e interações (Felin, Foss, & Ployhart, 2015). Este trabalho buscará evoluir na compreensão desses microfundamentos na medida em que tentará explicar a influência da Capacidade Dinâmica Cognitiva (Helfat & Peteraf, 2015) na Capacidade Dinâmica Gerencial (Teece, 2007). Metodologicamente será realizado um experimento de laboratório com grupos de controle pré-teste e pós-teste (Malhotra, 2012) aplicado a aproximadamente 120 gestores, divididos em três grupos, sendo dois experimentais e um de controle. Este trabalho contribuirá nos âmbitos teórico e gerencial. Teórico na medida em que buscará mensurar e verificar relações de causa e efeito entre aspectos de natureza cognitiva prática no campo da estratégia, mais especificamente, as capacidades dinâmicas. A contribuição gerencial permitirá advertir sobre o desenvolvimento cognitivo, que inclui capacidade de percepção, atenção e comunicação, demonstrando sua importância para detectar e aproveitar oportunidades, bem como a capacidade de comunicação para reconfigurar ativos tangíveis e intangíveis. Espera-se como produto final do projeto de pesquisa o desenvolvimento de uma proposta metodológica para avaliação da capacidade dinâmica gerencial e cognitiva do gestor estratégico.
  • Universidade de Fortaleza - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Lima Santiago

Ciências da Saúde

Odontologia
  • avaliação do potencial de biomodificação dentinária de diferentes substâncias de origem natural.
  • A durabilidade de restaurações resinosas continua a ser um desafio em Odontologia restauradora. Nesse contexto, o uso de agentes de ligações cruzadas de colágeno dentinário de origem natural tem ganhado cada vez mais espaço na literatura, sendo as proantocianidinas, extraídas da semente da uva, as mais pesquisadas. Entretanto, seu emprego apresenta diversas desvantagens tais como a pigmentação do substrato e o longo tempo de aplicação. Na busca por novos agentes naturais de biomodificação dentinária foi proposto que diferentes polifenóis poderiam apresentar efeito semelhante, tais como o ácido elágico, a hesperidina, a apigenina, a curcumina e a epigalocatequina-3-galato. Também foi sugerido que o uso da quitosana, um biopolímero natural, poderia atuar de forma coadjuvante no reforço do colágeno. Dessa forma, o objetivo do presente trabalho será avaliar a capacidade de biomodificação dentinária do ácido elágico, hesperidina, apigenina, curcumina, epigalocatequina-3-galato e proantocianidinas, associadas ou não à quitosana. Para tanto o trabalho será dividido em 5 fases, sendo a primeira delas denominada - Fase I: “Avaliação da capacidade de biomodificação do colágeno de diferentes polifenóis de origem natural” utilizadando-se as metodologias de teste de flexão de 3 pontos (n=10), alteração de massa (n=10), taxa de biodegradação (n=10) e alteração de cor (n=10). Em seguida será realizada a Fase II: “Avaliação da incorporação de diferentes polifenóis de origem natural em ácido fósforico” utilizando-se as metodologias de resistência de união (n=10), nanoinfiltração (n=6) e micropermeabilidade (n=3). A terceira Fase será denominada: “Avaliação da capacidade de biomodificação do colágeno após pré-tratamento com quitosana”, para tanto serão realizados os testes de resistência de união (n=10), flexão de 3 pontos (n=10) e alteração de massa (n=10). Para a realização da Fase IV: “Avaliação da associação entre polifenóis de origem natural e quitosana sobre a união em dentina hígida e afetada por cárie”, serão realizados os testes de resistência de união (n=10), nanoinfiltração (n=6) e micropermeabilidade (n=3). Por fim, será realizada a Fase V: “Avaliação das propriedades físicas e químicas de um adesivo simplificado incorporado com agentes de biomodificação associados à quitosana” através dos testes de resistência de união (n=10), grau de conversão (n=3), sorção e solubilidade (n=10). Em todos os casos serão realizados um teste de normalidade utilizando-se o teste de Shapiro-Wilk e para a comparação entre os grupos será utilizada a Análise de Variância (ANOVA) e pós-testes apropriados para cada análise. O nível de significância adotado será de 5%.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio Luis Costa Ferreira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de estratégias analíticas visando determinação e especiação de metais e metaloides em amostras ambientais coletadas no rio joanes, bahia
  • O Professor Sergio Luis Costa Ferreira (Doutor PUC, Rio 1991), líder do Grupo de Pesquisa em Química e Quimiometria (GRPQQ), Professor Titular da Universidade Federal da Bahia, apresenta ao CNPq no âmbito do Edital Universal 2018, uma proposta visando o DESENVOLVIMENTO DE ESTRATÉGIAS ANALÍTICAS VISANDO DETERMINAÇÃO E ESPECIAÇÃO DE METAIS E METALOIDES EM AMOSTRAS AMBIENTAIS COLETADAS NO RIO JOANES, BAHIA. Entre os objetivos específicos, destacam-se: i) Desenvolver estratégias visando a determinação e análise de especiação de elementos de interesse ambiental em amostras de águas e sedimentos coletadas no Rio Joanes, Bahia. ii) Desenvolver estratégias analíticas empregando técnicas da espectrometria atômica na determinação e especiação de metais e metaloides de interesse ambiental em amostras de águas e sedimentos coletados no Rio Joanes, Bahia. iii) Empregar técnicas de planejamento experimental na otimização dos métodos analíticos necessários para o desenvolvimento do projeto. iv) Estabelecer procedimentos visando análise de especiação de arsênio e antimônio em amostras de águas e sedimentos coletados no Rio Joanes empregando métodos não cromatográficos e a espectrometria de fluorescência atômica. v) Estabelecer procedimentos de preconcentração empregando polímeros com íons impressos para determinação de cádmio, chumbo e mercúrio em amostras de águas coletadas no Rio Joanes usando espectrometria atômica. vi) Determinar mercúrio total em sedimentos coletadas no Rio Joanes empregando o DMA (Direct Mercury Analyzer). vii) Desenvolver estudos de fracionamento de mercúrio em amostras de sedimento do Rio Joanes. viii) Desenvolver estudos de caracterização de processos de adsorção de íons metálicos tóxicos no sedimento do Rio Joanes. ix) Estabelecer estudos de biodisponibilidade de metais em sedimentos usando o método dos sulfetos voláteis. x) Estabelecer procedimentos empregando microssistemas automatizados de injeção por fluxo (MSFIA) para determinação e análise de especiação de elementos tóxicos em águas coletadas no Rio Joanes. xi) Promover estudos que resultem na formação de recursos humanos como trabalhos de conclusão de curso (TCC), dissertações de mestrado e teses de doutorado. xii) Promover estudos que resultem em artigos científicos em revistas de alto índice de impacto. xiii) Apresentar relatórios técnicos científicos para os órgãos responsáveis pela captação de água potável para a Cidade de Salvador e adjacências. A otimização dos métodos analíticos será feita empregando técnicas de otimização multivariado, tais como o planejamento fatorial de dois níveis e metodologias de superfície de resposta. A metodologia prevê três campanhas de amostragens durante os três anos de projeto, envolvendo coleta de água e sedimento. Todos os métodos propostos serão validados de acordo com os parâmetros recomendados pela IUPAC. A exatidão dos métodos será avaliada empregando material de referencia certificado, testes de adição e recuperação e comparação de métodos analíticos. As técnicas analíticas disponíveis no laboratório são: espectrometria de absorção atômica, espectrometria de massas com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS) e espectrometria de fluorescência atômica com geração de hidretos (HG AFS). A equipe é composta de seis doutores, seis mestres cursando doutorado, um mestrando e três bolsistas de iniciação científica. O recurso solicitado é 119.990,00 Reais sendo que destes, 62.000,00 Reais para aquisição de material permanente, 53.190,00 Reais para custeio e 4800,00 Reais para pagamento de uma bolsa. Entre os resultados formais previstos, encontram-se três teses de doutorado e uma dissertação de mestrado além da publicação de nove artigos ao longo de trinta e seis meses. O projeto tem viabilidade cientifica considerando as publicações do coordenador no tema do projeto. Também os equipamentos estão em pleno funcionamento.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Luiz Ferreira da Silva

Ciências Agrárias

Agronomia
  • efeito do porta-enxerto na resistência de videiras a salinidade pelo aumento da eficiência fotossintética, homeostase iônica e proteção oxidativa
  • Os estresses abióticos são responsáveis pela perda de produção agrícola no mundo inteiro especialmente nas regiões semiáridas, onde prevalecem condições adversas de temperaturas elevadas associadas com seca, salinidade e excesso de radiação solar. Esses fatores, isolados ou em combinação, causam distúrbios intensos no metabolismo vegetal. A salinidade causa intensa redução da capacidade fotossintética, o que ocorre associado com a indução de danos oxidativos celulares. Nesse contexto, propõe-se elucidar mecanismos fisiológicos e bioquímicos de resistência a salinidade dependentes do genótipo do porta-enxerto, que estão associados com a eficiência fotossintética, homeostase iônica e proteção oxidativa em videiras enxertadas. Inicialmente será realizado um estudo com porta-enxertos, obtidas de estacas, utilizando seis genótipos de uva (IAC313, IAC572, SO4-Harmony, IAC766, Paulsen 1103 e Cauderc 1613) submetidos a doses crescentes de NaCl (0, 40 e 80 mM) durante 30 dias. Durante esse período, será avaliada a capacidade fotossintética, por medidas de trocas gasosas e da atividade fotoquímica, e ao final do ensaio (30 dias de exposição ao sal) será avaliada a proteção oxidativa, com base em indicadores bioquímicos de danos e proteção. Esse estudo permitirá a identificação de possíveis diferenças genotípicas entre esses seis genótipos de uva com relação aos distúrbios causados pela salinidade na fotossíntese e proteção oxidativa. Em seguida, será realizado outro estudo com mudas enxertadas, obtidas por enxertias do enxerto da uva Italia sobre os dois porta-enxertos que apresentarem maior contraste com relação a resistência ao sal, os quais serão considerados como mais resistente e menos resistente a salinidade. As mudas obtidas por essas enxertias serão irrigadas com solução nutritiva e submetidas aos tratamentos com NaCl (0-controle, 40 e 80 mM) durante 30 dias. Essa combinação de ensaios permitirá caracterizar possíveis mecanismos envolvidos com eficiência e danos fotossintéticos bem como a danos e proteção oxidativa na espécie, que possam ser conferidos por genótipos do porta-enxerto. As medidas de trocas gasosas (PN, E, gS e CI) e de parâmetros de atividade fotoquímica (ETR, NPQ e qP), além das estimativas dos parâmetros de eficiência (PNmax, Vcmax, Jmax, gm e Pr) partir das curvas PN/DFFF e PN/Ci, permitirão avaliar se essas características foliares podem ser influenciadas pelos genótipos do porta-enxerto tanto na ausência quanto na presença de salinidade, um estresse que é aplicado no sistema radicular más que afeta severamente o metabolismo foliar. A análise de expressão da enzima Rubisco, por meio de imunoblot, possibilitará avaliar se as mudanças da atividade fotossintética das mudas em condições de salinidade, está relacionada com o conteúdo e consequente função dessa proteína. O estudo também possibilitará uma análise compreensiva dos danos (indicados por H2O2 e TBARS) e proteção (por atividade de APX, SOD e CAT e conteúdos de ASC e GSH) oxidativos causados pela salinidade nas mudas enxertadas de videira e se estes são influenciados, ou não, pelo genótipo do porte-enxerto. A excussão do primeiro experimento, com porta-enxertos, seguido pelo experimento com mudas enxertadas, poderá fornecer informações acerca de quais características presentes nos porta-enxertos, relacionadas com fotossíntese e proteção oxidativa na ausência e presença de salinidade, que são passadas as mudas enxertadas. Por fim, a presente proposta poderá contribuir com o entendimento de possíveis eventos fisiológicos e bioquímicos relacionados com mecanismos de compatibilidade nas interações genotípicas entre enxertos e porta-enxertos em plantas enxertadas, uma área da fisiologia vegetal (interação enxerto/porta-enxerto) ainda carente de informações.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Michielon de Souza

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • difração de raio-x, magnetolipossoma, carreadores de fármacos, fármacos antitumorais
  • Atualmente, os tratamentos oncológicos a partir de tecnologias não convencionais, o que inclui a nanotecnologia, vêm destacando-se como foco para o desenvolvimento de sistemas farmacológicos. Isto deve-se ao fato dos tratamentos convencionais (quimioterapia, radioterapia, por exemplo) serem excessivamente agressivos e invasivos, visto que não são específicos para células tumorais, atingindo assim células saudáveis. Dentre os sistemas nanotecnológicos, cita-se os sistemas de liberação controlada de fármacos, que podem aumentar a especificidade do tratamento e reduzir sua toxicidade, e uma destas alternativas é o uso dos magnetolipossomos. O uso de nanopartículas magnéticas é vantajoso e promissor devido às suas propriedades de elevada área superficial, à capacidade de passar através da membrana celular e, através da aplicação de um campo magnético externo, de serem vetorizadas diretamente ao tecido tumoral. No tecido-alvo, têm a capacidade de atuarem como agentes indutores de hipertermia e de reduzirem a angiogênese (Ding et al., 2012; Hardiansyah et al., 2014; Hayashi et al., 2010; Pankhurst et al., 2003). Os magnetolipossomos, por apresentarem propriedades magnéticas têm sido aplicados em imunoensaios, marcação celular, bem como no diagnóstico através de imagens por ressonância magnética e tratamento de células cancerígenas (Akbarzadeh et al., 2012; Laurent et al., 2008; Laurent et al., 2010; Santhosh et al., 2014; Weinstein et al., 2010). Entretanto, diferentes design e formulações de magnetolipossomos continuam sendo propostos e estudados, visto que estes sistemas são suscetíveis a peroxidação lipídica e hidrólise por espécies reativas e sua composição, tamanho e organização estrutural estão diretamente relacionados com sua dinâmica e cinética no organismo (Fagali and Catala, 2009; Gutteridge, 1995; Kiwada et al., 1986). Os magnetolipossomos podem carrear fármacos antitumorais especificamente para o tecido-alvo, visto que são conduzidos via campo magnético externo. Neste contexto, a difração de raio-X permite detectar o tamanho de cristalito das nanopartículas, bem como o efeito dos diferentes grupos funcionais dos lipídios (como fosfato, carbonila, etc) na sua cristalinidade e morfologia (Ishikawa et al., 1993). A cristalinidade e morfologia das nanopartículas e do sistema em si, irá ser determinante na eficiência da terapia com os mesmos. Esta tecnologia de análise é amplamente dominada pelo Grupo de Pesquisa em Materiais da UFAM (GPMat), especialmente no Laboratório de Materiais (LabMat), que já produz ciência em Fármacos e Materiais Magnéticos, sendo agora o presente projeto o momento de mesclar os dois conhecimentos.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022