Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Willian Cézar Nadaleti

Engenharias

Engenharia de Energia
  • engenharia bioenergética: co-digestão anaeróbia e planejamento energético
  • Nos dias atuais é amplamente aceito que a utilização intensa de combustíveis fósseis como fonte primária de energia configura-se como insustentável, por sua iminente escassez e a contribuição destes combustíveis à poluição ambiental Em 2011, as emissões de CO2 no Brasil atingiram 395,8 MtCO2, onde o setor de transportes respondeu por 48,5% desse total, seguido pelo setor industrial, com 24,9%. Tais combustíveis, portanto, precisam ser substituídos por fontes de energia renováveis e limpas a fim de reduzir as emissões de gases de efeito estufa e de dióxido de carbono. Nesse viés, o objetivo geral da pesquisa aqui proposta é avaliar a produçãode biogás através da digestão anaeróbia da fração orgânica de resíduos municipais da cidade de Pelotas. Para isso, serão realizados experimentos empregando técnicas de planejamento fatorial empregando diferentes substratos para adicionar ao biodigestor, proporcionando um sistema baseado em processo de co-digestão anaeróbia. No mesmo sentido, buscando a integração da geração de biogás com seu efetivo uso, essa pesquisa também se aprofundará em questões de aproveitamento e gestão do biogás produzido por co- digestão anaeróbia, prevendo seu uso, através de cenários, nos setores elétrico e de transportes. Nesses setores, a energia proveniente do biogás e eventualmente do hidrogênio pode ser aproveitada em motores de ignição por centelha. Ainda, no caso das indústrias, a energia térmica também pode ser utilizada em diversos processos industriais.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Willian Dias Belangero

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo biomecânico da influência da estimulação por ondas de choque na regeneração óssea
  • Cerca de 5 a 10% dos processos de consolidação de fraturas ósseas ocorrem lentamente ou mesmo não se desenvolvem, culminando em peseudoartroses. Tais intercorrências ocasionam deficiência ou incapacitação nos indivíduos afetados, daí a importância de se investigar métodos terapêuticos que possam acelerar a consolidação óssea, tais como a estimulação por emissão de ondas choque acústicas. Neste estudo será pesquisado o efeito da estimulação por ondas de choque radiais na regeneração óssea. Será produzido um modelo experimental de fratura com perdas ósseas por meio da confecção de osteotomias longitudinais de 2 mm de comprimento em fêmures de ratos Wistar. As fraturas serão estabilizadas com sistema de osteossíntese por placas (RATFIX®) e tratadas com a aplicação de ondas de choque radiais. O efeito do método de estimulação será comparado com um grupo controle, sem estimulação, por meio da medição da densidade óptica de radiografias em diferentes tempos de seguimento e pela realização ensaios de flexão e de análise histológica nos fêmures osteotomizados após o sacrifício dos animais. O presente projeto é continuação de um projeto financiado pela FAPESP (Estudo biomecânico e biomolecular de métodos terapêuticos de regeneração óssea) que está chegando ao final e cujos resultados apontaram para a necessidade de um estudo mais aprofundado do efeito das ondas de choque radiais na regeneração de ossos osteotomizados. Com base nos resultados, pretende-se determinar as vantagens e desvantagens do método de estimulação, com vistas à sua aplicação clínica.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022