Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sue Yazaki Sun

Ciências da Saúde

Medicina
  • implicações do câncer na gestação: biomarcadores placentários preditivos de desfechos clínicos
  • O impacto de eventos adversos durante a gravidez, como fome, infecções, violência traz ao concepto danos à sua saúde no futuro, conceito conhecido como Origem Desenvolvimentista da Saúde e das Doenças (DOhad, em inglês). As sociedades internacionais de pediatria e ginecologia e obstetrícia e a Organização Mundial da Saúde declararam como de urgência e alerta em saúde coletiva. Câncer é uma condição imunogenética que impacta de maneira sistêmica e ameaça a integridade física materna e também seu concepto. Cada vez mais o câncer tem sido diagnosticado em idades mais precoces, enquanto a gestação tem sido adiada, o que gera o evento câncer na gestação cada vez mais frequente. O câncer de mama é o mais frequente, correspondendo a 24,5% de todos os casos, além dos de pulmão, hematológico, colo uterino entre outros. Conhecer os impactos da tumorigênese materna no concepto é necessário e urgente para protocolos em saúde pública. Entender como a placenta pode ser afetada pelo estado neoplásico e tratamento oncológico e suas repercussões para o desenvolvimento fetal e acompanhamento clínico no futuro deste ser, também trazendo uma individualização na saúde, conceito conhecido como medicina personalizada, é a premissa desta pesquisa. A placenta é um órgão descartado após o parto e as condições clínica e biomoleculares da gestação também são expressas nesta interface materno-fetal. Utilizando-se de metodologia de imunohistoquimica da anatomia patológica e da expressão gênica bem estabelecidas, nosso projeto propõe, de maneira inédita, conhecer e discriminar biomarcadores placentários como fatores preditivos de êxito em saúde e na evolução clinica e desfecho deste novo ser.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Suele Manjourany Silva Duro

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • efeito da covid-longa na utilização dos serviços de saúde no sul do brasil
  • Em março de 2020 a pandemia de COVID-19 chegou ao Brasil e rapidamente se disseminou. Atualmente com quase 600.000 mortos e 21 milhões de casos confirmados, ainda não se sabe ao certo o impacto dessa doença na saúde daqueles que se contaminaram. Pesquisa realizada em uma parceria entre Universidade Federal do Rio Grande e Universidade Federal de Pelotas observou que cerca de 30% dos infectados buscaram serviço de saúde pela não melhora nos sintomas da COVID-19 e que entre 12 e 20 semanas após a infecção, 50% continua com algum sintoma residual, chamado de COVID-longa, sendo os mais frequentes fadiga, problemas de memória e atenção, alterações no olfato e paladar e dores musculoesqueléticas. Além dessas consequências, tem-se evidências de complicações nos pulmões, rins e agravamento de doenças preexistentes, como diabetes mellitus e hipertensão arterial sistêmica. Tais problemas podem levar a uma diminuição da qualidade de vida dessas pessoas e a um aumento na procura por serviços de saúde, sendo necessária uma maior capacitação dos profissionais e organização dos serviços para o enfrentamento destas consequências. Diante desse cenário, com intuito de obter informações que possam contribuir para a estruturação do sistema de saúde para atender a essa demanda, o presente estudo pretende responder a três perguntas: 1) Quais características da infecção pela COVID-19 são determinantes da COVID-longa? 2) Qual itinerário terapêutico das pessoas com o problema? 3) Qual a demanda de utilização de serviços de saúde pós infecção pela COVID-19? Para tanto, será realizado estudo transversal aninhado à pesquisa longitudinal SulCovid, por meio de coleta de dados domiciliares com três grupos de comparação distintos: dois grupos de pessoas que tiveram COVID-19, com e sem COVID-longa, e um terceiro grupo de pessoas que não tiveram diagnóstico de COVID-19. Destaca-se que aqueles sem COVID-19 serão identificados exclusivamente para este estudo dentre os vizinhos dos outros dois grupos
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 11/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Sueli Angelo Furlan

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • vulnerabilidade socioambiental na zona costeira maranhense: usos múltiplos, serviços ecossistêmicos e alterações climáticas.
  • Pretende-se investigar a temática da "vulnerabilidade socioambiental nas zonas costeiras do estado do Maranhão", articulando um enfoque específico para as relações de usos dos litorais, serviços ecossistêmicos e alterações climáticas. O tema vulnerabilidade socioambiental, no cenário mundial, vem sendo muito enfatizado e o nosso interesse recai sobre as características da dinâmica dos sistemas costeiros quanto a aspectos do meio físico e das populações que dependem da qualidade dos ecossistemas nos litorais Maranhenses. Interessa-nos também compreender os territórios protegidos, mais especificamente os impactos dos principais drives que atuam nos diferentes setores da zona costeira e a vulnerabilização das populações locais face às tendências climáticas. Os objetivos gerais são: analisar a vulnerabilidade socioambiental na zona costeira do estado do Maranhão, identificando múltiplos usos, serviços ecossistêmicos e impactos das mudanças climáticas no processo de vulnerabilização socioambiental; desenvolver metodologia de mapeamento que garanta a construção de banco de dados geográficos de serviços ecossistêmicos para subsidiar a tomada de decisão. São dois grandes estudos que se articulam: 1. Estudo da vulnerabilidade socioambiental; 2. Estudo dos serviços ecossistêmicos. A análise do grau de vulnerabilidade da zona costeira do Maranhão será obtida por meio dos índices de Vulnerabilidade Socioambiental (IVSA) e Índice de Vulnerabilidade às Mudanças Climáticas (IVMC). A análise dos serviços ecossistêmicos se baseará numa metodologia que consiste em: elaboração de um inventário inicial dos possíveis serviços ecossistêmicos associados a paisagem (MEA, 2003); revisão bibliográfica sistemática dos estudos sobre SE em zonas costeiras amazônicas e semiáridas do Maranhão; consulta a especialistas e oficinas participativas. Os estudos serão articulados por geotecnologias de mapeamento das medidas de vulnerabilidade baseadas na seleção de variáveis que melhor retratam a área.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Suely Kazue Nagahashi Marie

Ciências da Saúde

Medicina
  • biomarcadores cinculantes em biópsia líquida para diagnóstico precoce e prognóstico de glioblastoma e adenocarcinoma pancreático
  • O diagnóstico precoce em câncer tem impacto direto no prognóstico. Métodos não invasivos são necessários para aumentar a eficácia de detecção e monitoramento da progressão de tumores. Modalidades de imagem e biópsias utilizadas para esta finalidade apresentam limitações inerentes, que poderão ser sanadas pela análise e caracterização das microvesículas (MV) circulantes. MV são secretadas pelas células e contém marcadores que identificam a sua origem, podendo, portanto, ser potenciais biomarcadores de malignidade. MV atravessam a barreira hematoencefálica, o que permite monitoração também em tumores cerebrais. Descreveu-se maior concentração de MV circulantes em pacientes com GBM do que em controles e associam-se elementos específicos de MV com tipos tumorais. No presente estudo, propõe-se agregar expertises de pesquisadores de 3 instituições para realizar uma caracterização integrada de MV isoladas do sangue de pacientes com glioblastoma (GBM) e adenocarcinoma ductal pancreático (ADP), dois tumores altamente malignos com sobrevida menor que 2 anos. Características morfológicas e bioquímicas serão estudadas na UNIFESP, perfil proteômico no ICB-USP e perfis de mRNA e microRNA por sequenciamento em larga escala na FMUSP para responder se MV podem ser biomarcadores na detecção de recorrência em GBM e diagnóstico diferencial entre diabetes mellitus de início recente secundário a ADP. A análise será feita em amostras de biorrepositórios com caracterização clínica completa e em amostras sequenciais coletadas prospectivamente ao longo da evolução tumoral. Espera-se que os resultados uma vez validados em coorte expandida e em modelo tumoral in vitro com cultura primária de células tumorais permitam diagnóstico precoce e tratamentos personalizados em ambos tumores. A otimização do isolamento de MV com metodologias alternativas e a identificação de marcadores específicos de MV permitirão solicitação de registro de patentes.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sukarno Olavo Ferreira

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • feira de ciências: um ambiente de cultura científica e ensino-aprendizagem para a educação básica – 2ª edição
  • As expansões das redes federais de educação profissional e tecnológica, juntamente com os investimentos nas Universidades Federais na região da Zona da Mata Mineira, tornam a educação gratuita e de qualidade acessível aos jovens de diferentes setores sociais. Programas de pós-graduação, capacitação e a inclusão de jovens estudantes em programas de extensão e atividades culturais promovidos pelas Intuições Federais fornecem a oportunidade de estar em um ambiente de saberes diversos e cultura científica. Nesse contexto, a presente proposta de uma feira de ciências, promovida pelo Departamento de Física da Universidade Federal de Viçosa - UFV, tem como objetivo incorporar jovens estudantes nos processos de desenvolvimento educacional, estreitar as relações técnico-científicas entre as instituições de ensino básico, técnico e superior e estimular a procura pelas carreiras científicas. A Feira de Ciências será uma oportunidade para aproximar as escolas e a comunidade da Universidade, divulgar espaços de ensino abertos aos profissionais da educação e reativar programas de capacitação profissional. As atividades relacionadas ao evento também atuarão na conscientização em termos da representatividade das mulheres na ciência em diferentes áreas do conhecimento e a sua importância. Espera-se difundir os cursos de Ciências Exatas entre os jovens estudantes e incentivar a procura por tais cursos. Deseja-se contribuir para o conhecimento e o desenvolvimento da interdisciplinaridade existente no âmbito das atividades que envolvem a educação e despertar o interesse pela ciência no ambiente escolar.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 03/02/2022-29/02/2024
Foto de perfil

Sukarno Olavo Ferreira

Ciências Humanas

Filosofia
  • feira de ciências: um ambiente de cultura científica e ensino - aprendizagem para a educação básica
  • As expansões das redes federais de educação profissional e tecnológica, juntamente com os investimentos nas Universidades Federais na região da Zona da Mata Mineira, tornam a educação gratuita e de qualidade acessível aos jovens de diferentes setores sociais. Programas de pós-graduação, capacitação e a inclusão de jovens estudantes em programas de extensão e atividades culturais promovidos pelas Intuições Federais fornecem a oportunidade de estar em um ambiente de saberes diversos e cultura científica. Nesse contexto, a presente proposta de uma feira de ciências, promovida pelo Departamento de Física da Universidade Federal de Viçosa - UFV, tem como objetivo incorporar jovens estudantes nos processos de desenvolvimento educacional, estreitar as relações técnico-científicas entre as instituições de ensino básico, técnico e superior e estimular a procura pelas carreiras científicas. A Feira de Ciências será uma oportunidade para aproximar as escolas e a comunidade da Universidade, divulgar espaços de ensino abertos aos profissionais da educação e reativar programas de capacitação profissional. As atividades relacionadas ao evento também atuarão na conscientização em termos da representatividade das mulheres na ciência em diferentes áreas do conhecimento e a sua importância. Espera-se difundir os cursos de Ciências Exatas entre os jovens estudantes e incentivar a procura por tais cursos. Deseja-se contribuir para o conhecimento e o desenvolvimento da interdisciplinaridade existente no âmbito das atividades que envolvem a educação e despertar o interesse pela ciência no ambiente escolar.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 29/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Suliani Rover

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • fusões & aquisições: análise das companhias de capital aberto de países desenvolvidos e emergentes
  • Operações de Fusões e Aquisições (F&A) internacionais têm se mostrado cada vez mais ativas como uma estratégia de entrada em mercados estrangeiros, principalmente para países emergentes (Khan et al., 2021), em busca de sinergia, retornos econômicos, financeiros e estratégicos. Contudo, a literatura apresenta divergências quantos aos impactos das F&A no retorno anormal das empresas, sugerindo uma assimetria entre o motivo das aquisições e a percepção dos investidores dependendo do setor ou mercado desenvolvido e emergente. Diante do exposto, o estudo tem por objetivo analisar a relação entre F&A e o desempenho, econômico-financeiro, socioambiental e de mercado, das companhias de capital aberto de países desenvolvidos e emergentes que compõem o G20. Para atingir o objetivo geral, têm-se os seguintes objetivos específicos: 1) Identificar a relação entre o desempenho econômico-financeiro das empresas e as operações de F&A; 2) Analisar as modificações nos indicadores socioambientais após a F&A; 3) Verificar a reação do mercado acionário após o anúncio da F&A; e 4) Avaliar os possíveis comportamentos distintos entre as operações de F&A, segregadas em Combinações de Negócios, nas companhias abertas de países desenvolvidos e emergentes. Para isso, serão analisadas companhias não financeiras de capital aberto que negociam suas ações em países desenvolvidos (Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Reino Unido, Rússia, União Europeia) e emergentes (África do Sul, Arábia Saudita, Argentina, Brasil, China, Índia, Indonésia, México, Peru), por meio dos dados disponíveis na Refinitiv, de 2010 a 2022. Para o desempenho, será analisado tanto o retorno anormal acumulado das F&A (MacKinlay, 1997), bem como o Retorno sobre o Ativo (ROA), geração de fluxos de caixas operacionais e indicadores socioambientais. Na análise quantitativa, serão estimados modelos de regressão por dados em painel, regressão multinível (HLM) e estudo de eventos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 11/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Sumaya Ferreira Guedes

Outra

Multidisciplinar
  • feira de ciências do clube de ciências decolar e núcleo de extensão naipce
  • É através das feiras de ciências que os alunos reconhecem o método científico e utilizam a curiosidade e criatividade para criar e desenvolver pesquisas investigativas. Nesse sentido, a proposta tem como objetivo propor a segunda edição da Feira de Ciências do Clube de Ciências Decolar e Núcleo de Extensão NAIPCE que será realizado no mês de novembro de 2022. O projeto tem como proponente o núcleo NAIPCE da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) e o Clube de Ciências Decolar da Escola Estadual José Aparecido Ribeiro. A feira será realizada com abrangência municipal em Nova Mutum, município localizado no estado de Mato Grosso, região Centro-Oeste do Brasil. A cidade possui índice de Ideb inferior a 6,0, e dessa forma o fomento da feira de ciências com oportunidade de bolsas de iniciação cientifica aos alunos e professores orientadores dos trabalhos destaques pode favorecer a compreensão sobre a importância da pesquisa investigativa nas escolas. Na proposta são apresentadas ações de formação para os professores orientadores e para os alunos com certificação da PROEC-UNEMAT.
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Susana de Araujo Gastal

Ciências Sociais Aplicadas

Turismo
  • turismo e gastronomia: diálogos rural-urbano em cidades pequenas e médias no brasil e méxico
  • O projeto propõe criar ambiente de reflexão, a partir da gastronomia, acerca da questão urbana-rural envolvendo cidades pequenas e médias, que se coloquem como destinos turismo, no Brasil (Gramado e Nova Petrópolis, ambas do RS) e no México (Oaxaca e Malinalco, ambas no centro do país). Consideram-se localidades onde a gastronomia é item importante para atratividade turística, confrontado os aspectos: (a) desenvolvimento da atividade turística no contexto atual, em suas múltiplas relações e representações no urbano; (b) reorganização do rural na contemporaneidade, envolvendo as cidades nele inseridas, agora marcado por pluriatividades, o que inclui a gastronomia e o turismo, e não apenas atividades agropecuárias. Questiona-se, no âmbito da pesquisa, para melhor compreensão das localidades arroladas, as relações locais entre o turismo e hospitalidade, em união nem sempre harmônica: quais as especificidades dos processos e possíveis forças em conflito na dialética local (heranças culturais) versus global (industrialização, mundialização da distribuição de alimentos). Considera-se, a priori, como propõe Graziano da Silva desde de seus estudos introdutórios em 1997, que na atualidade a expansão do urbano perpassa o rural, mas que, sobre muitos aspectos, as cidades médias e pequenas ainda se apresentam ruralizadas. Thomé (2018, 2019, 2020, 2021a, 2021b), César (2019, 2020a, 2020b) e Gastal/Beber (2000, 2019, 2014) tem pesquisado tais aportes mostrando, entre outros, que a revolução verde, a industrialização dos alimentos, a tecnologização da produção agrícola, a enorme presença midiática da gastronomia, e o turismo como nova demanda associada à economia criativa, afetam o espaço rural assim como ocasionam impactos sobre o urbano. Caberia questionar, agora, como os cenários descritos pelos autores podem afetar esse(s) cenário(s) em presença da pandemia Covid19.
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Susana Margarida Gomes Moreira

Ciências Biológicas

Genética
  • avaliação do risco versus benefício do uso de polissacarídeos sulfatados de algas marinhas verdes na medicina regenerativa
  • Os polissacarídeos sulfatados (PSs) derivados de algas marinhas se têm mostrado excelente compostos bioativos com numerosas atividades biológicas benéficas como anticoagulantes, anticâncer, anti-inflamatórias, antioxidantes, antibacterianas, etc. Em estudos anteriores mostramos o efeito dos PSs de algas verdes do gênero Caulerpa na diferenciação osteogênica e anti-adipogênica em células-tronco, indicando que estes podem ter aplicação no desenvolvimento de terapias alternativas para tratamento de obesidade e patologias relacionadas a perdas de massa óssea, dois dos problemas de saúde mundial mais prevalentes. Adicionalmente, mostramos que diferentes frações obtidas de um extrato apresentam diferentes atividades, confirmando que a heterogeneidade dos PSs de algas verdes pode ser explorada para diferentes aplicações. Assim, propomos estudar o potencial osteogênico e anti-adipogênico, bem como o mecanismo de ação, de PSs das espécies C. cupressoides, C. sertulariodes, C. racemosa usando como modelos células-tronco estromais e células progenitoras de osteoblastos e adipócitos. Para isso, serão realizados ensaios de diferenciação avaliando marcadores osteogênicos (atividade da fosfatase alcalina, mineralização da matriz extracelular), adipogênicos e lipogênicos, incluindo expressão de genes envolvidos nos processos de diferenciação celular. Tendo em vista as possíveis aplicações desses PSs, o risco será avaliado por meio de ensaios de genotoxicidade como: testes de reversão bacteriana, cometa e micronúcleo em células de mamíferos. Também será avaliado o efeito das amostras na senescência das células tronco por quantificação de expressão de genes marcadores. Assim, a análise do benefício (atividades e modo de ação) e do risco (ensaios de genotoxicidade e avaliação da senescência) trazem inovação à esta proposta, além de ser um requisito das agências regulamentadoras para a translação dos PSs para aplicações biomédicas ou clínicas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025