Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Aparecida Maria Neiva Vilaça

Ciências Humanas

Antropologia
  • transformações e traduções na amazônia indígena: cristianismo, escola, projetos e política
  • Este projeto tem dois objetivos principais. O primeiro é a produção de monografias antropológicas (incluindo 7 teses de doutorado e uma dissertação de mestrado) baseadas em pesquisa campo de longa duração entre 13 grupos indígenas das terras baixas sulamericanas (Wari’, Waiwai, Canela-Apanyekra, Yanomami-Ninam, Yanomami-Yanomam, Kaxinawá, Mbyá-Guarani, Kaingang, Ashanika, Ingarikó, Panara, Tupari, Asurini) tendo como tema as transformações socioculturais associadas ao contato intensivo com o universo não-indígena, com foco nas atividades tradutivas – linguísticas, rituais, políticas – que mediam essas transformações. O segundo objetivo do projeto é teórico. Nosso interesse é complexificar as idéias antropológicas vigentes sobre as chamadas transformações culturais, especialmente aquelas decorrentes do encontro entre índios e agentes não-indígenas, afastando-nos dos modelos baseados nas noções de hibridismo, hierarquia, dominância ou perda cultural. Sem deixar de reconhecer o desequilíbrio das estruturas de poder em jogo nesses encontros, nosso foco será voltado à agência indígena, mais especificamente às formas nativas de “contra-efetuação” (para utilizar a noção de Wagner, 2010, que se diferencia da noção de “resistência”) das forças externas de transformação, por meio da apreensão dos novos fenômenos, agentes e ações, a partir dos modelos pré-existentes de transformação e de relação com a alteridade, relacionados aos domínios do parentesco, do xamanismo e da guerra. Diante disso, propomos um modelo alternativo para pensar as transformações socioculturais que vem sendo desenvolvido a partir do estudo da experiência cristã entre os Wari’ e outros grupos nativos, e que tem se mostrado rentável em nossas pesquisas prévias de outras dimensões da socialidade contemporânea desses povos estudados, tais como a experiência com a educacão escolar, os grandes projetos, os auxílios governamentais, o dinheiro e a política partidárias. Esse modelo considera a possibilidade de alternância entre diferentes concepções do mundo e formas de sociabilidade que, embora afetem-se mutuamente, tendem a coexistir de modo relativamente autônomo em distintas configurações espaciais, temporais e linguísticas. A ênfase nos processos tradutivos, centrais em todos os domínios a serem estudados por nós - e possível dado o imperativo de aprendizado das línguas nativas por todos os pesquisadores -, responde pela originalidade de nosso projeto, pois possibilitará uma observação mais nuançada dos fenômenos, tornando visíveis os detalhes do trânsito entre as diferentes ontologias e configurações socioculturais A pesquisa, que envolve 7 alunos de doutorado e um aluno de mestrado do PPGAS/Museu Nacional sob a minha orientação, inclui ainda 5 pesquisadores-doutores vinculados ao Laboratório de Inovações Ameríndias (LinA), cadastrado no Diretório de grupos de pesquisa do CNPq e por mim coordenado. Encontra-se também estreitamente relacionada aos projetos individuais e coletivos que venho desenvolvendo, desde 2008, no contexto de minha Bolsa de Produtividade em Pesquisa, do Edital Universal do CNPq e da Bolsa Cientista do Nosso Estado da Faperj. Para a visualização da localização geográfica e eixos temáticos das pesquisas em curso no LInA, acesse: http://prezi.com/60beqcognkgn/?utm_campaign=share&utm_medium=copy
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Aparecida Santana de Souza Chiari

Ciências Humanas

Educação
  • celular e educação matemática: o que podem as tecnologias digitais móveis?
  • Este projeto tem por objetivo explorar e analisar possibilidades de uso do celular em aulas de matemática, em distintos níveis e processos educativos. Com isso pretende-se compreender, dentro do paradigma de pesquisa qualitativa, como esse dispositivo tecnológico pode entrar na sala de aula de matemática, rompendo uma dicotomia entre o uso naturalizado em atividades diárias e contextos externos à sala de aula e o pouco explorado uso pedagógico. A concepção teórica na qual este estudo irá se apoiar entende que o conhecimento é produzido por coletivos formados por humanos e mídias, uma vez que conhecemos com as mídias, sejam elas a oralidade, a escrita ou as linguagens multimodais, hoje potencializadas com a Internet. Os procedimentos metodológicos adotados irão se basear em entrevistas e intervenções pedagógicas com a produção e desenvolvimento de atividades matemáticas para exploração com o celular na educação básica e superior. A análise de dados será ancorada nos princípios da terceira geração da Teoria da Atividade, entendendo a atividade humana como um fenômeno complexo e dinâmico, constituído por sujeitos, instrumentos culturais mediadores, objeto, regras, comunidade e divisão de trabalho. A atividade humana vista dessa forma constitui a unidade mínima para análise, contempla diferentes vozes, é investigada com base em sua própria historicidade e busca movimentos expansivos a partir de contradições internas provocadas no sistema em atividade. Com a realização desta pesquisa, esperamos investigar formas de trazer o aluno para o papel de produtor de conteúdo matemático digital a partir do uso e da exploração dos recursos disponíveis para o celular bem como entender como esse dispositivo pode ser utilizado a favor do ensino de matemática.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Archimedes Perez Filho

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • evolução da paisagem e geocronologia das cobertura superficiais em baixos terraços fluviais no médio curso do rio grande, oeste da bahia
  • A presente proposta de pesquisa está alicerçada na aplicação da abordagem geomorfológica (compartimentação do relevo, estrutura superficial da paisagem e morfodinâmica), enfatizando discussões sobre gênese e evolução espaço-temporal dos terraços fluviais. A pesquisa busca compreender a dinâmica das coberturas superficiais (material de origem dos solos) considerando fundamental a caracterização da estrutura superficial da paisagem para recompor hiatos temporais e genéticos referentes à evolução dos terraços e coberturas superficiais a eles associadas. Neste contexto, o recurso metodológico adotado como condutor desta proposta está pautado no método sistêmico, buscando assim integrar resultados obtidos por meio de datações absolutas, resultantes da aplicação do método da Luminescência Opticamente Estimulada (LOE) e de análises morfoestratigráficas dos materiais envolvidos. Assim sendo, esta pesquisa busca aprofundar a compreensão da espacialização dos níveis de terraços fluviais e dinâmica lateral e vertical do canal fluvial ao longo do médio curso do Rio Grande (BA) e correlaciona-los com resultados já obtidos em demais áreas do território brasileiro. Assim, por meio da metodologia aplicada, será possível verificar sequências deposicionais, correlacionando às pulsações climáticas holocênicas ocorridas em condições tropicais quentes e secas no Oeste baiano. Em virtude da abrangência da análise proposta, será possível identificar elementos sincrônicos e diacrônicos na gênese das formas estudadas, e analisar as particularidades das dinâmicas ambientais regionais/locais atuando em momentos distintos.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Arci Dirceu Wastowski

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • extração e avaliação do amido do bambu como auxiliar de floculação no tratamento de água para abastecimento humano
  • O presente trabalho consiste de uma investigação experimental para avaliar a aplicabilidade do amido bambu como auxiliar de floculação em uma Estação de Tratamento de Água (ETA), com a possibilidade de diminuição da dosagem de sulfato de alumínio.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 22/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Arcilan Trevenzoli Assireu

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • monitoramento da camada limite planetária em sistemas aquáticos por plataformas flutuantes estabilizadas
  • Este projeto irá estender a aplicação do Sistema Móvel para Prospecção Eólica em Sistemas Aquáticos (SIMOA) para ser utilizado, também, como plataforma para a tecnologia LIDAR (Light Detection and Ranging). O SIMOA (https://www.dropbox.com/sh/w0k21v11f6t25ef/AAAMRqVhnK6oLF3m0CV8pxCka?dl=0&preview=plat.wmv), desenvolvido com apoio da FAPEMIG, e que opera atualmente uma torre meteorológica, ao ser habilitado a hospedar também instrumentos de sondagem de vento do tipo LIDAR, será uma tecnologia para monitoramento ambiental inédita no Brasil. A proposta envolve arranjo amostral inédito no Brasil e possibilitará o mapeamento espacial da camada limite atmosférica (CLP) e do potencial eólico, particularmente em sistemas aquáticos cujo entorno é marcado por relevo complexo. O projeto abrange inovação tecnológica, colaboração interinstitucional, pesquisa científica, formação de recursos humanos e possibilidade de geração de informação com potencial para preservar vidas e bens materiais. Um LIDAR de última geração, adquirido no âmbito do Projeto MOVLIDAR (CNPq 406801/2013-4), do qual o proponente desta proposta é membro, será utilizado no SIMOA. Assim, esta parceria possibilitará a realização de campanhas com este novo sistema ao longo de um setor do Reservatório de Furnas que, por conta de projetos apoiados pela FAPEMIG (APQ 00288-11 e APQ 01575-14), já conta com um arranjo amostral, baseado em torres anemométricas instaladas na região do município de Guapé-MG, fundamentais para a pesquisa proposta. Tais medições serão complementadas pela instalação de um balão cativo que ficará a 150m e, em cujo cabo serão instalados sensores de temperatura e umidade, em cinco níveis. O perfil vertical do vento será gerado, também, a partir de um VANT já desenvolvido para esta finalidade. Isto gerará perfis verticais tanto de vento quanto da condição atmosférica, complementares aos levantados pelas torres, e que serão cotejados com os correspondentes valores levantados pela sondagem com o LIDAR. Os resultados da pesquisa possibilitarão a análise da viabilidade desta nova tecnologia e metodologia, o treinamento de alunos e empresas no uso desta nova tecnologia, produção científica na área de Meteorologia Aplicada e Micrometeorologia, gerando também um avanço significativo dos projetos de avaliação de recursos eólicos. A tecnologia, uma vez validada, possibilitará descrever em detalhe a camada limite atmosférica em sistemas aquáticos cujo entorno é marcado por regiões de terreno complexo, comuns nas regiões sudeste e centro-oeste do Brasil.
  • Universidade Federal de Itajubá - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Argimiro Resende Secchi

Engenharias

Engenharia Química
  • controle e otimização do processo de separação de enantiômeros
  • Esquistossomose é um problema de saúde pública mundial que afeta mais de 200 milhões de pessoas e a estratégia para reduzir a mortalidade causada por essa doença faz uso do tratamento com praziquantel (PZQ), principalemente em crianças em idade escolar expostas a condições nutricionais e de higiene precárias. A eficácia e segurança do uso de PZQ no tratamento de esquistossomose estão assegurados, porém, o seu sabor fortemente amargo, em formulações líquidas, provoca vômitos e é a causa da frequente não adesão ao tratamento de esquistossomose em crianças. PZQ é uma substância lipofílica e quiral, atualmente importado pelo Ministério da Saúde e formulado como racemato na forma sólida. No entanto, apenas a espécie enantiomérica (R)-PZQ apresenta atividade anti-helmíntica e a formulação líquida baseada no (R)-PZQ apresenta sabor 100 vezes menos amargo que a formulação baseada no racemato. A substituição da mistura racêmica de PZQ pela espécie (R)-PZQ pode levar à redução significativa da dose necessária à formulação, reduzir o sabor amargo de formulações líquidas, indispensáveis ao tratamento de crianças, e melhorar sua biodisponibilidade. Portanto, neste projeto, pretende-se desenvolver métodos e ferramentas para o controle avançado e otimização dinâmica em tempo real do processo de separação contínua desses enantiômeros para garantir a produção do (R)-PZQ puro com máxima produtividade visando o desenvolvimento de formulações farmacêuticas do tipo suspensão pronta e na forma de pó para suspensão, que são os dois tipos adotados pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde. Os métodos desenvolvidos serão aplicados em uma unidade piloto do processo contínuo de cromatografia quiral em leito móvel simulado seguida de cristalização preferencial do (R)-PZQ.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ari Palu Junior

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • sociedade digital e seus impactos para a humanidade: ciclo de palestras
  • Ciclo de palestras que realizará a popularização da ciência em nosso cotidiano por meio de experiência e amostras de trabalhos de pesquisadores, graduandos, e projetos e tecnologias de instituições públicas e privadas, que tenham contribuição ao desenvolvimento científico e tecnológico estadual. A proposta abrange um evento de médio porte com abrangência estadual com destaque para os municípios de Cruzeiro do Sul, Rio Branco, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Tarauacá e Sena Madureira. Logo, a Secretaria de Estado de Industria, Ciência e Tecnologia do Acre, agente propulsor da divulgação científica no Estado, traz à Regional do Envira e Regional do Juruá, uma programação científica que reunirá diversos projetos e trabalhos de estudantes das universidades e instituições de pesquisa, aproximando a comunidade.
  • Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado do Acre - AC - Brasil
  • 06/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Ariadne Cristina Catto

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de dispositivos sensores de gás baseados em óxidos metálicos semicondutores.
  • Nos últimos anos, na tentativa de controlar a presença de gases tóxicos ou nocivos na atmosfera de zonas urbanas, surgiu a necessidade de construção de sensores eletrônicos sensíveis e estáveis, os quais sejam adequados para a detecção de pequenas quantidades de diversas espécies gasosas tóxicas. Entre os materiais com potencial para atuar como sensores de gás, destacam-se o óxido de ferro (-Fe2O3) e o nitreto de carbono grafítico (g-C3N4). No entanto, as altas temperaturas de operação (150 a 500 oC ) destes materiais sensores restringem suas aplicações. Recentemente, pesquisas têm demonstrado que a formação de junção entre dois semicondutores distintos contribui significativamente na formação de sítios ativos, favorecendo propriedades sensoras dos materiais. Adicionalmente, a formação da heterojunção também tem se mostrado benéfica na redução da temperatura de funcionamento do material sensor. Neste trabalho, serão preparadas nanoestruturas de -Fe2O3, e g-C3N4, e suas respectivas heteroestruturas de -Fe2O3/g-C3N4, as quais serão estudadas como sensores resistivos de gás. As heteroestruturas serão formadas pelo método sonoquímico a partir dos compostos pré formados de -Fe2O3, e g-C3N4 que serão preparados via rota hidrotérmica e por polimerização térmica, permitindo assim a obtenção controlada e reprodutível das nanoestruturas puras. As amostras serão avaliadas quanto ao seu desempenho como sensores de gás por meio da realização de medidas DC (corrente continua), sendo expostas a gases redutores e oxidantes (e.g. O3, NO2, e NH3), buscando desenvolver um sensor que possa atuar a uma temperatura mais próxima da temperatura ambiente com baixo consumo de energia. Com o intuito de compreender os mecanismos envolvidos no processo de detecção de gás pelas heteroestruturas, será desenvolvido concomitantemente um estudo “in-situ e operando” utilizando a técnica de espectroscopia de impedância AC (corrente alternada). Esta investigação contribuirá para compreender o papel das regiões do dispositivo (bulk e interfaces) envolvidas no funcionamento dos sensores.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Arian Ojeda González

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • métodos para estudar lâminas de corrente bidimensionais: aplicação em distúrbios interplanetários
  • Este projeto visa trabalhar com duas novas funções geradoras para obter soluções analíticas de lâminas de corrente bidimensionais. Como resultado espera-se analisar os pontos magnéticos tipo-X e tipo-O. As soluções analíticas são úteis para validar um método que identifica as lâminas de corrente a partir de dados medidos em distúrbios interplanetários. A relação das lâminas de corrente com reconexão magnética e a turbulência no interior dos distúrbios interplanetários é analisada.
  • Universidade do Vale do Paraíba - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ariane Zamoner Pacheco de Souza

Ciências da Saúde

Farmácia
  • estudo dos efeitos e dos mecanismos moleculares subjacentes à exposição aos herbicidas glifosato e dicamba em encéfalo de ratos e em células de glioblastoma: possível papel dos agrotóxicos no desenvolvimento de câncer
  • A utilização de agrotóxicos na atividade agricola está em crescente expansão, sendo que o Brasil é o maior consumidor mundial destes produtos desde 2008. Esta “liderança” traz consequências desastrosas para a ambiente e para a saúde dos brasileiros. A indústria agroquímica constantemente busca “sair na frente”, investindo em melhoramentos genéticos e permitindo que plantas sejam resistentes aos agrotóxicos. No Brasil, a soja transgência resistente ao glifosato é o cultivar geneticamente modificado mais predominante, comercializado sob o nome de soja Roundup Ready®, que pode receber doses generosas do herbicida Roundup®, nome comercial do herbicida a base de glifosato (HBG) mais vendido no Brasil e no mundo. Além isso, sementes transgênicas resistentes a “novos” herbicidas, como o dicamba, também foram desenvolvidas. O Dicamba é um agrotóxico que vem ganhando mercado internacional, em especial após pesquisadores da Universidade do Nebraska (EUA) desenvolverem sementes de soja e outras espécies de plantas de folha larga resistentes ao mesmo. O direito da comercialização desta nova tecnologia foi vendido para a Monsanto/Bayer. As plantas transgênicas resistentes ao dicamba atuam no gene que expressa a proteína DMO ou dicamba mono-oxigenase, interferindo na formação de microtúbulos. O dicamba (ácido 3,6-dicloro-2-metoxibenzóico) é um herbicida hormonal de ação sistêmica, pós-emergente do grupo químico do ácido benzoico. No Brasil, está previsto para o final de 2020 o início da comercialização e autorização do plantio das sementes transgênicas resilstentes so Dicamba. Considerando o exposto, o mecanismo de ação e o potencial de toxicidade dos HBGs e do Dicamba precisam ser melhor compreendidos e divulgados, no sentido de fornecer subsídios científcos em prol de medidas preventivas e/ou regulamentadoras para a tomada de decisão das agências reguladoras. A exposição a agroquímicos tem sido apontada como fator de risco para o desenvolvimento de doenças neurodegenerativas, transtornos psiquiátricos e câncer. Estudos epidemiológicos apontam que a incidência de diversos tipos de câncer, entre eles o glioblastoma, é maior em agricultores do que na população geral, o que não pode ser ao acaso e deve, provavelmente, estar associada à utilização crescente de agrotóxicos por este grupo populacional. Dados obtidos a partir de modelos animais de nosso grupo de pesquisa mostraram que a excitotoxicidade glutamatérgica, desbalanço do sistema redox, aumento nas concentrações de Ca+2 intracelular e alterações metabólicas estão envolvidos nos efeitos tóxicos do herbicida a base de glifosato (HBG) em diferentes tipos celulares. Esses efeitos foram associados ao desenvolvimento de comportamento tipo-depressivo na prole de animais expostos ao HBG durante a gestação e lactação. Esses dados corroboram as altas taxas de depressão e de tentativas de suicídio entre agricultores de diversas regiões do mundo. Nesse sentido, o objetivo do presente projeto é investigar os efeitos tóxicos associados à exposição materna ao HBG e ao Dicamba na prole durante o neurodesenvolvimento em parâmetros que relacionam a sinalização cruzada entre o sistema imunológico e o SNC. Para tal, será utilizado um modelo animal de exposição materna ao HBG e dicamba durante a prenhez e lactação. Os efeitos tóxicos dos herbicidas serão investigados no encéfalo e sangue periférico da prole através da determinação de parâmetros bioquímicos, histológicos e imunológicos com o intuito de demonstrar a participação da neuroinflamação e desbalanço redox no mecanismo de toxicidade do HBG e do dicamba. Em culturas de células de neuroblastoma humano da linhagem U87MG serão investigadas as alterações provocadas pela exposição ao HBG ou ao Dicamba em diferentes parâmetros bioquímicos, na modulação da expressão gênica, dano oxidativo, alterações metabólicas e em vias de sinalização na tentativa de conhecer alguns possíveis alvos de ação deste agrotóxico sobre células tumorais. Serão investigados os efeitos dos herbicidas sobre a viabilidade celular, a proliferação e o ciclo celular, nos tipo de morte celular, bem como nos possíveis mecanismos envolvidos na modulação do ciclo redox e alterações no metabolismo glicolítico celular. Finalmente, o desenvolvimento deste projeto permitirá aprofundar os estudos no conhecimento dos mecanismos biológicos, bioquímicos e moleculares potencialmente associados aos efeitos dos HBGs e do dicamba sobre células neurais e de tumores cerebrais. O conhecimento dos alvos e dos mecanismos de toxicidade envolvidos nos efeitos deletérios dos herbicidas pode fornecer evidências aos órgãos regulamentadores quanto ao controle do uso desta substância, bem como de estratégias de redução de danos em prol da saúde dos indivíduos expostos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022