Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Carlos José Espíndola

Ciências Humanas

Geografia
  • dinâmica geoeconômica dos agronegócios de carnes e grãos no brasil no pós-2003
  • O objetivo geral deste projeto é apresentar as múltiplas combinações geográficas responsáveis pela dinâmica expansiva dos agronegócios de grãos e carnes na formação socioespacial brasileira no pós-2003. Esse objetivo foi derivado da questão central: Quais foram as combinações geográficas responsáveis pela dinâmica geoeconômica dos agronegócios de carnes e grãos dentro da formação socioespacial do Brasil no pós-2003?. Com base no referencial teórico, o levantamento bibliográfico e documental, a coleta de dados, as entrevistas e as pesquisas de campo, buscar-se-á demonstrar que os agronegócios de carnes e grãos desempenham importante papel na economia brasileira. Procurar-se-á demonstrar que o dinamismo geoeconômico dos agronegócios de carnes e grãos é fruto das combinações geográficas internas e externas que determinam as vantagens competitivas agroindustriais.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Carlos José Soares

Ciências da Saúde

Odontologia
  • fluxo digital no planejamento de reabilitações orais de alta complexidade atendidas no sus - avaliação por meio de estudos clínicos, estudo de custo/efetividade e por elementos finitos.
  • Procedimentos cirúrgicos/reabilitadores são realizados nos centros de referência de média e alta complexidade do Sistema único de Saúde - SUS e envolvem alta demanda e elevado custo operacional. Essa proposta visa avaliar desempenho biomecânico, clínico e custo/efetividade de novas tecnologias de fluxo digital para protocolos cirúrgicos/reabilitadores orais de média e alta complexidade empregados no SUS. Serão testadas associações de imagens tomográficas, materiais reabilitadores impressos, modelos intraorais por segmentação digital para planejamento. Modelos virtuais individualizados de elementos finitos serão desenvolvidos para análise de falhas, antecipando soluções e retroalimentando o aprimoramento dessas tecnologias de menor custo agregadas ao SUS. Envolve 5 objetivos específicos: 1. Analisar por meio de estudo multicêntrico métodos analógicos e digitais para análise oclusal pós-ortodôntico/cirúrgico; 2. Avaliar por meio de ensaio clínico, qualidade de vida, e elementos finitos o uso de planejamento virtual na expansão rápida da maxila como tratamento alternativo à cirurgia para tratamento de apneia do sono; 3. Analisar por meio de estudo laboratorial e de base prática multicêntricos os efeitos adversos de luz violeta na saúde de operadores de impressoras 3D; 4. Avaliar desempenho biomecânico, eficiência clínica e custo/efetividade de placas oclusais, coroas impressas, infraestruturas de próteses parciais removíveis, confeccionadas por escaneamento digital e impressas 3D; 5. Avaliar clínica e computacionalmente precisão de guias intermediários para cirurgia ortognática obtidos com impressoras de diferentes custos de produção. Esses objetivos buscam geração de evidências e consolidação de competências técnico-científicas com direta aplicação dos resultados. Evidencia-se importante potencial de inovação agregado à análise de custo/efetividade, tão importante para ampliar acesso e melhorar a efetividade na atenção a saúde bucal de alta complexidade pelo SUS.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Carlos Magno Naglis Vieira

Ciências Humanas

Educação
  • educação escolar indígena e as práticas interculturais no cone sul
  • Dada a realidade indígena de Mato Grosso do Sul e a construção sócio-política e epistemológica de um novo modelo de educação escolar para as comunidades indígenas que se consolidaram na Constituição/88, a pesquisa pretende, a partir da Educação Escolar Indígena no estado, avaliar as práticas educacionais interculturais, tendo em vista o processo de formação de professores indígenas Guarani e Kaiowá (Superior e Médio) e as interações estabelecidas com o cotidiano das escolas. A fundamentação teórica baseada na antropologia, na pedagogia e nos estudos pós-coloniais, ancora o levantamento qualitativo, sustentada por aportes etnográficos e em instrumentos diversificados de pesquisa: dados estatísticos do INEP, documental/bibliográfica e procedimentos de pesquisa de campo (observação, etnografia, entrevistas, entre outras). Destaca-se que a questão central deste trabalho está norteada pela construção de conceitos, de concepções de mundo e de territorialidade (fundamental na compreensão da epistemologia guarani e kaiowá) que se sustentam nos chamados “processos próprios de aprendizagem”, uma das categorias que caracteriza a educação escolar indígena diferenciada e específica e que se constitui, ainda, uma lacuna nos programas de formação de professores indígenas no Brasil, bem como pela constituição de um núcleo de pesquisadores indígenas guarani e kaiowá. A expectativa desta pesquisa centra-se em eixos fundamentais enquanto perspectiva de contribuição para a produção de conhecimentos em nossos espaços de ação acadêmica e, sobretudo, como suportes consistentes nos campos de atuação junto às comunidades indígenas Kaiowá e Guarani. A pesquisa envolve pesquisadores indígenas e não indígenas da UCDB, UFMS, UEMS e Secretaria de Educação do Estado (magistério nível médio) e como campo empírico as escolas das aldeias localizadas nos municípios de Coronel Sapucaia, Eldorado, Japorã e Laguna Carapã no estado de Mato Grosso do Sul.
  • Universidade Católica Dom Bosco - MS - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Carlos Maurício Sacchelli

Outra

Divulgação Científica
  • a transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta. exposição de ciência móvel do espaço de ciência e tecnologia – ect
  • Esta proposta em como objetivo Principal realizar a difusão e popularização da Ciência e Tecnologia, abordando o tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” para jovens e professores de escolas públicas das cidades de Joinville, Araquari e Balneário Camboriú em Santa Catarina durante a Semana Nacional da Ciência e Tecnologia 2021, objetivando o desenvolvimento, ampliação e aprimoramento da popularização da Ciência e Tecnologia - C&T. Pretende-se com a realização de várias atividades atingir mais de 3 mil estudantes do ensino fundamental e médio.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Carlos Medicis Morel

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • inct de inovação em doenças de populações negligenciadas (inct-idpn)
  • Os processos tradicionais usados pela indústria farmacêutica para pesquisa e desenvolvimento de fármacos, biofármacos, vacinas e métodos diagnósticos não estão conseguindo gerar os produtos prometidos pelos recentes avanços das ciências biológicas e biomédicas, especialmente para doenças infecciosas de populações negligenciadas. Kaitin 2010 [1] resume esta situação afirmando que a indústria usa uma abordagem “slow, inefficient, risky, and expensive” propondo, como alternativa, estratégia baseada em redes de inovação envolvendo múltiplos parceiros. Essa dificuldade de traduzir conhecimento em novas intervenções sanitárias gerou o “Vale da Morte” e tornou clara a importância de maiores investimentos em “Ciência Translacional” [2]. Dois outros desafios ficaram evidentes mais recentemente: (a) a escassez de novos antimicrobianos por desinteresse da indústria farmacêutica em seu desenvolvimento [3]; (b) o alto preço das novas tecnologias e dos medicamentos de marca que estão entrando nos mercados, em particular os biofármacos, responsáveis pelos déficits comerciais crescentes na balança comercial brasileira no setor saúde, uma das preocupações principais do Complexo Econômico Industrial da Saúde (CEIS)[4]. O Instituto Nacional de C&T de Inovação em Doenças de Populações Negligenciadas (INCT-IDPN), evolução do INCT de Gestão da Inovação em Doenças Negligenciadas (INCT-IDN), foi estruturado para trabalhar através de parcerias em áreas prioritárias do tema estratégico “SAÚDE E FÁRMACOS” que, pela sua abrangência, exige esforços de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação (P&D&I) em todas as etapas da cadeia de inovação, tanto tecnológica quanto social [5]: da área básica aos estudos pré-clínicos, ensaios clínicos e decisões de agências regulatórias; das questões de propriedade intelectual às de preços e mercados; das políticas de incorporação de novas tecnologias às de acesso por populações negligenciadas e políticas de direitos humanos. Para trabalhar em área tão complexa e diversa, o Instituto Nacional adotou a abordagem conceitual e a matriz estratégica propostas por Mahoney e Morel [6], fruto de análise dos sistemas de inovação e sistemas de saúde dos países industrializados, dos países em desenvolvimento inovadores (“Innovative Developing Countries, IDCs”)[7], e dos países em desenvolvimento. Segundo estes autores os problemas e dificuldades para inovar, e prover acesso das novas intervenções às populações que delas se beneficiariam, podem ser classificados em três grupos, segundo as causas subjacentes: (i) Falhas de ciência, devidas a um hiato ou falta de novos conhecimentos; (ii) Falhas de mercado, devidas a carência de recursos financeiros; (iii) Falhas de saúde, ou de sistemas de saúde, devidas a inexistência ou lacunas de boas práticas. A matriz estratégica do INCT-IDPN, baseada na matriz modelo “Tipo de Falha / Inovação Necessária / Ator” [6], constituiu a base organizacional para os seguintes OBJETIVOS no período 2015-2020: (i) Falhas de Ciência: Formação, pesquisa e desenvolvimento (incluindo ensaios pré-clínicos e clínicos) de novos fármacos e biofármacos, com foco em doenças causadas por fungos, doença de Chagas, hanseníase, leishmanioses e HIV/AIDS, onde existe um hiato de novos conhecimentos que impedem o desenvolvimento de novos fármacos e medicamentos necessários à saúde de populações carentes no Brasil, Américas e África; (ii) Falhas de Mercado: Análises de políticas econômicas e estudos de prospecção tecnológica em áreas onde está bem caracterizada a existência de falhas de mercado que impedem o acesso a medicamentos de custo proibitivo; (iii) Falhas de Saúde: Realização de avaliações de novas, ou potencialmente melhores, tecnologias em saúde propostas pelos mercados para incorporação ao SUS e avaliação de políticas de saúde visando a transferência de conhecimento ao setor público e maximizar o acesso de populações a estas tecnologias. Os projetos relacionados com estes três Objetivos formam as COLUNAS da matriz, enquanto sete Atividades Integradoras de Gestão constituem as LINHAS da matriz: (1) Informação em C&T: acompanhamento, monitoria e análise da produção C&T em áreas de interesse do INCT-IDPN; (2) Escritório de Projetos: capacitação em análise e gestão de portfolios de projetos; (3) Gestão de Contratos e Negócios: essencial quando da elaboração de Acordos com parceiros públicos, filantrópicos e privados; (4) Redes de Inovação em Saúde: mapeamento e análise visual e estratégica de redes de coautorias científicas e de patentes; (5) Políticas de Produção e Inovação em Saúde: estudos, análises e propostas relacionadas com os objetivos do Complexo Econômico Industrial da Saúde, CEIS (6) Recursos Humanos: investimentos em capacitação, treinamento e recrutamento de RH necessários aos projetos que integram o Instituto Nacional (7) Cooperação Internacional Norte-Sul e Sul-Sul e Fortalecimento de Capacidades Institucionais: ações que estimulem, fortaleçam e ampliem as atividades de internacionalização do INCT. -=- Bibliografia: [1] Kaitin KI: Deconstructing the drug development process: The new face of innovation. Clinical Pharmacology and Therapeutics, 87:356–361, 2010 [2] Butler D: Translational research: crossing the valley of death. Nature 453:840–842, 2008 [3] A dearth of Innovation for Key Drugs. NY Times 22/7/2014 [http://nyti.ms/1pFpHAW] [4] Gadelha CAG, Costa LS, Maldonado J. O complexo econômico-industrial da saúde e a dimensão social e econômica do desenvolvimento. Revista de Saúde Pública, 46:21 – 28, 12 2012 [5] Gardner CA, Acharya T, Yach D. Technological and social innovation: A unifying new paradigm for global health. Health Affairs, 26(4):1052–1061, 2007. [6] Mahoney RT, Morel CM: A global health innovation system (GHIS). Innovation Strategy Today, 2:1–12, 2006 [http://bit.ly/1lVV6wj] [7] Morel CM et al: Health innovation networks to help developing countries address neglected diseases. Science, 309(5733):401–404
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Carlos Nelson Elias

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • resistência à corrosão de implantes de ti-6al-4v produzidos por manufatura aditiva
  • Esta proposta envolve a produção, caracterização da microestrutura, rugosidade, molhabilidade e resistência à corrosão de implantes dentários da liga Ti-6Al-4V (pó ASTM F2924) produzidos por fusão seletiva a laser. As amostras serão analisadas como recebidas e após serem submetidas ao tratamento da superfície com ácido para aumentar a resistência à corrosão e alterar a rugosidade. As análises da corrosão serão realizadas em dois eletrólitos (NaCl 0,9% com e sem adição de flúor) variando o pH para simular o ambiente oral e corpóreo. Nos ensaios de corrosão serão usadas as técnicas de polarização potenciodinâmica, polarização potenciostática, espectroscopia de impedância eletroquímica e amperometria de resistência zero. As morfologias serão analisadas por microscopia eletrônica de varredura e interferometria para quantificar a rugosidade. As amostras necessárias e a infraestrutura estão disponíveis. Foram realizados ensaios preliminares e comparados com implantes usinados mostrando a viabilidade da proposta. Haverá a participação de pesquisadores de 3 IES (2 em consolidação), alunos de mestrado e doutorado da IES proponente. Existe colaboração atual do propoente com todos os membros da equipe. O proponente é pesquisador 1A do CNPq, Cientista do Estado (FAPERJ), mantem colaboração com pesquisadores de várias Instituições do Brasil e exterior, professor permanente da PG em Ciência dos Materiais (nível 6 CAPES) do Instituto Militar de Engenharia. O proponente foi relacionado entre os pesquisadores mais citados mundialmente em 2019 na lista do artigo da Mendely data (Baas, Jeroen; Boyack, Kevin; Ioannidis, John (2020), “Data for "Updated science-wide author databases of standardized citation indicators"”, Mendeley Data, V2, doi: 10.17632/btchxktzyw.2. http://dx.doi.org/10.17632/btchxktzyw.2). O propoente está apto a executar pesquisas nas diversas áreas dos biomateriais. A IES proponente e colaboradoras possuem infraestrutura adequada.
  • Instituto Militar de Engenharia - RJ - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Carlos Olavo Quandt

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • maturidade digital, inovatividade organizacional e desempenho no contexto de disrupção global
  • O projeto investiga a dinâmica do processo de inovação no contexto das transformações técnico-econômicas globais, analisando os determinantes da inovatividade organizacional e seus impactos no desempenho de organizações distintas – empresas privadas, do setor público, do terceiro setor e cooperativas – englobando tanto os seus aspectos internos como as suas redes de colaboração e competição. A proposta dá continuidade ao processo de investigação em curso pelo grupo, incorporando a análise do processo contemporâneo de transformação digital e disrupção econômica global, e suas implicações para a inovatividade e desempenho. A estratégia de pesquisa compreende o aperfeiçoamento do modelo, a inclusão de variáveis relacionadas à maturidade digital e a ampliação do escopo da pesquisa – notadamente a inclusão de escolas de negócios e seu papel na formação de competências digitais em âmbito internacional. Busca-se analisar como a maturidade digital (MD) e a capacidade de colaboração (CC) influenciam a inovatividade organizacional (IO), os processos de colaboração, os resultados da inovação e o desempenho das organizações. Espera-se também identificar os benefícios e limitações da abordagem proposta a partir dos dados obtidos em cada contexto organizacional, e estabelecer comparações. Será utilizada uma abordagem de métodos mistos, combinando técnicas quantitativas e qualitativas para analisar a importância relativa das variáveis para o desenvolvimento de inovações e mapear as barreiras e facilitadores à inovatividade, colaboração e resiliência. De forma mais ampla, o projeto contribuirá para: Melhor compreensão dos determinantes e processos de gestão da inovação; Aperfeiçoamento de indicadores de inovatividade e maturidade digital; Melhor identificação de demandas por instrumentos de apoio à inovação; Disseminação e discussão de melhores práticas ligadas ao desempenho inovador, ao apoio das universidades e entidades de fomento à inovação, e formação de recursos humanos.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Carlos Priminho Pirovani

Ciências Agrárias

Agronomia
  • caracterização e aplicação biotecnológica de proteínas efetoras de moniliophthora perniciosa e m. roreri
  • Os fungos Moniliophthora perniciosa e M. roreri provocam grandes perdas à cacauicultora. M. roreri foi detectado no Brasil em junho/2021. Isto indica a necessidade de pesquisas para melhorar a compreensão sobre o patossistema e para facilitar o monitoramento da disseminação. Um banco de transcritos de micélio saprofítico e de esporos durante a germinação em meio com extrato de cacau foi gerado recentemente para M. roreri. O "efetoroma" proteico desses patógenos foi predito a partir de dados genômicos. Uma nova proteína que nomeamos BASIDINA foi expressa em bactéria e quando pulverizada em folhas de MicroTom a 235 ug/mL, provoca enrolamento e murcha seguido de necrose, induz extravasamento de eletrólitos em membranas, aumenta a produção de peróxido e afeta a fotossíntese. Tratamento de sementes com a BASIDINA sugerem seu potencial para uso como indutor de crescimento e resistência em plantas. Assim, o objetivo deste projeto é: (i) complementar a caracterização da BASIDINA e seus homólogos em M. perniciosa e M. roreri, (ii) identificar os potenciais receptores da BASIDINA (iii) caracterizar a ação efetora e indutora da BASIDINA em termos da modulação do proteoma em plantas modelo (v) desenvolver produto ou processo para uso da BASIDINA como indutor de resistência a doenças ou crescimento (vi) Identificar potenciais efetores da fase precoce da monilíase em banco de transcritos de esporos de M. roreri durante a germinação e aplicar em análise da aerobiologia do gênero Moniliophthora, com o uso de coletores de esporos seguido de RT-qPCR e ms/ms. O CBG/UESC e o CEPEC/CEPLAC possuem a infraestrutura laboratorial e casas de vegetação necessárias. Uma parceria com a empresa Ideelab Biotecnologia foi estabelecida para o desenvolvimento de indutores de resistência. A execução deste projeto deverá contribuir com geração de conhecimento científico, desenvolvimento de tecnologia inovadora e formação de recursos humanos.
  • Universidade Estadual de Santa Cruz - BA - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Carlos Rafael Borges Mendes

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • importância das comunidades microbianas planctônicas na mediação de processos biogeoquímicos no estuário da lagoa dos patos (microbio–elp)
  • Os ambientes costeiros estão entre as áreas biogeoquimicamente mais ativas da biosfera, devido aos grandes aportes continentais de matéria orgânica e nutrientes, bem como sua interação com o oceano aberto. Além disso, essas intensas trocas de energia, massa e de nutrientes são de extrema importância para os hábitats bentônico e pelágico. Um dos principais gargalos neste tipo de sistemas é saber qual o papel das comunidades microbianas planctônicas nesses balanços biogeoquímicos. Consequentemente, através deste projeto multidisciplinar, propomos desenvolver um estudo de forma a avaliar a importância destes importantes produtores primários para a biogeoquímica do Estuário da Lagoa dos Patos (ELP), principalmente no que se refere aos parâmetros do sistema carbonato. Para tal, saídas de campo em épocas distintas do ano ao longo do estuário, e um monitoramento semanal dos parâmetros biogeoquímicos em dois píeres fixos no ELP permitirão a obtenção de dados biológicos (incluindo o fitoplâncton e bactérias) e físico-químicos (temperatura, salinidade, nutrientes, pH, alcalinidade total, carbono inorgânico total e pCO2) inéditos, necessários para a compreensão das trocas de carbono na região de estudo. Um dos objetivos principais será caracterizar a estrutura das comunidades microbianas (Bacteria, Archaea e Eukarya), com uso de técnicas tradicionais e de Biologia Molecular, inferindo suas capacidades funcionais, e as funções que desempenham nos ciclos biogeoquímicos e na estrutura do ecossistema pelágico. O projeto MICROBIO-ELP constitui uma iniciativa que visa avanços científicos em assuntos estratégicos, multi– e interdisciplinares, e de ampla relevância para as fronteiras do conhecimento das Ciências do Mar, através do preenchimento de lacunas espaço-temporais no que diz respeito à subamostragem deste importante ecossistema estuarino do Atlântico Sul, de modo a fornecer diretrizes para a manutenção de seus serviços e contribuir para o desenvolvimento sustentável da região.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Carlos Renato Machado

Ciências Biológicas

Genética
  • envolvimento da recombinação nos processos de dormência e hibridização em trypanosoma cruzi. repercussões na biologia do parasito e no desenvolvimento e tratamento da doença de chagas
  • A Doença de Chagas é uma doença debilitante com grande impacto social e considerada uma doença negligenciada pela Organização Mundial da Saúde. No Brasil, mais de um milhão e quinhentas mil pessoas são acometidas por essa doença. Dois aspectos fundamentais da biologia do Trypanosoma cruzi, com repercussões na patologia da Doença de Chagas, têm sido muito discutidas: a capacidade destes parasitos entrarem em um processo de dormência, ou uma replicação assíncrona, bem como os mecanismos de geração de diversidade através da troca de material genético. Parasitos dormentes são mais resistentes aos medicamentos utilizados no tratamento da doença e o entendimento da biologia dessas células é fundamental para o desenvolvimento de drogas mais eficazes. Ainda, os diferentes quadros clínicos da doença de Chagas estão relacionados com a diversidade genética do parasito. Portanto, entender o processo de troca material genético neste parasito pode ter um grande impacto no entendimento da biologia do parasito e na evolução da doença. Embora essencial para a compreensão da patologia e do tratamento, devido à dificuldade de sua obtenção no laboratório, o estudo de células híbridas e células dormentes ainda não foi realizado pela comunidade científica. No entanto, recentemente nosso grupo de pesquisa foi capaz de desenvolver metodologias que permitem a obtenção dessas células de maneira adequada ao estudo de sua biologia. Fomos capazes de mostrar que genes envolvidos nos processos de recombinação estão envolvidos tanto com a geração de células dormentes quanto na formação de híbridos. Assim, neste projeto, pretendemos estudar diferentes aspectos da biologia dessas células, tais como: capacidade de infecção e angiogênese, metaciclogenênese, replicação, transcrição e estabilidade genômica, além de desenvolver uma plataforma com utilização de células dormentes para estudo de novas drogas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025