Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Rafael da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • poluentes orgânicos dissolvidos em água como combustíveis para a produção de hidrogênio
  • O presente projeto tem como assunto principal o desenvolvimento de tecnologia para a conversão de compostos orgânicos existentes em efluentes industriais, tais como a vinhaça ou efluentes de abatedouros, em hidrogênio molecular. Tal tecnologia teria um grande apelo comercial, uma vez que o processo eletroquímico de produção de hidrogênio levaria a um segundo benefício, que neste caso especifico é a descontaminação de águas residuais oriundas de processos industriais que geram efluentes com elevada carga orgânica. A hipótese a ser testada é a oxidação de compostos orgânicos assistida pela redução parcial de O2 dissolvido. Neste processo, eletrodos eletroativos polarizados em condições de realizar a redução parcial de oxigênio também será empregado na oxidação indireta e direta das espécies orgânicas no meio. O peróxido gerado na superfície dos eletrodos será ativado por processo Fenton para facilitar a oxidação das espécies orgânicas no meio. O Projeto versará sobre a síntese de eletrodos ativos com eletrocatalisadores multifuncionais e sobre o estudo das condições experimentais para a realização da oxidação de compostos orgânicos assistidas pela redução parcial de oxigênio.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rafael da Silveira Moreira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • saúde bucal de um povo indígena no estado de pernambuco: estudo exploratório de uma realidade pouco explorada
  • Introdução: Diante da escassez de estudos longitudinais envolvendo a saúde bucal de povos indígenas no Brasil, especialmente na Região Nordeste e no Estado de Pernambuco, este estudo se propõe a contribuir com a superação desta lacuna. A partir do povo Xukuru do Ororubá, que constitui o maior contingente populacional indígena no Estado, buscar-se-á por meio de análises integradas melhor compreender a organização dos serviços de atenção primária em saúde bucal voltados a esse grupo étnico, assim como suas condições de saúde bucal e necessidades de tratamento. Objetivo: Analisar a organização da atenção primária à saúde bucal por meio do desempenho de indicadores epidemiológicos e possíveis fatores associados como condições socioeconômicas, demográficas, provisão de serviços odontológicos e alocação de recursos federais para a área indígena da etnia Xukuru do Ororubá, Pesqueira – PE, Brasil. Método: Trata-se de um estudo observacional, longitudinal, ecológico de desenho misto (exploratório envolvendo múltiplos grupos e séries temporais), descritivo e analítico, no qual dados secundários serão monitorados ao longo do tempo. Os dados serão extraídos do Sistema de Informação da Atenção à Saúde Indígena – SIASI no período de 2014 a 2018. A realização de procedimentos bucais individuais e coletivos por parte das Equipes de Saúde Bucal que atuam com a etnia será analisada a partir de um contexto multidimensional, no qual também será caracterizada a condição socioeconômica, demográfica, de provisão de serviços odontológicos e alocação de recursos federais. Os dados coletados serão organizados no programa estatístico SPSS 20.0® para desenvolvimento da estatística descritiva e analítica. Pretende-se explorar as relações entre organização de serviços de saúde, condições de saúde bucal e necessidade de tratamento odontológico, no contexto espacial onde tais relações são forjadas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Rafael Dariolli

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • estabelecimento e caracterização morfofuncional e transcriptômica de um modelo de organóide cardíaco derivado de células-tronco pluripotentes humanas (“mini-hearts”)
  • Inúmeros avanços na medicina influenciam na longevidade da população, contudo, a qualidade de vida nem sempre segue a mesma direção. Por exemplo, as doenças cardiovasculares são, de longe, as que mais matam a população mundial. Devido a este tipo de demanda, nos últimos 20 anos, conceitos como o de “medicina personalizada”, a qual considera, a variabilidade genética e ambiental populacional, ou mais atualmente as características individuais de cada paciente (medicina de precisão) tem sido vastamente disseminados. Neste contexto, para que métodos terapêuticos mais personalizados e precisos possam ser desenvolvidos, o uso de modelos celulares humanos se faz necessário. A partir da descoberta da formula para a geração de células-tronco pluripotentes através de células somáticas adultas (as quais carregam a bagagem genética do individuo doador destas células), estudos com um apelo indivíduo-específico tem ganhado força. Na cardiologia, o uso de iPSCs humanas para a geração de células cardíacas tem se mostrado revolucionário, tendo em vista às limitações técnicas de modelos animais e células até então utilizados. Contudo, a despeito da atual capacidade de gerar grande quantidade de células contráteis a partir de células pluripotentes, o nível de maturação destas células, em especial em cultivos bidimensionais, tem sido um importante limitante para a extrapolação de resultados em alguns contextos. Com isso, o uso de cultura tridimensionais é apresentado como alternativo no que diz respeito a tentativa de aumentar a maturação de hPSC-CMs. Neste contexto, na última década organóides celulares tem ganhando importante destaque entre estes modelos tridimensionais, tanto para estudos relacionados a biologia do desenvolvimento como para o teste de drogas e modelos de doenças, mas apesar da grande evolução neste campo de estudos, até o momento nenhum organóide cardíaco foi proposto. Aproveitando-se desta janela de oportunidade e com base nos dados preliminares que serão apresentados nesta proposta, nosso principal objetivo é estabelecer um modelo de organóide cardíaco (“mini-heart”) com elevado grau de similaridade transcriptômica e morfofuncional encontrada no coração adulto. Especulamos que este estudo tenha grande potencial para o desenvolvimento de um produto tecnológico que permitirá não apenas a aceleração das fases iniciais de descoberta de novas terapias, mas também uma série de avanços científico possibilitando a geração de conhecimentos quase ilimitados.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rafael de Avila Delucis

Engenharias

Engenharia Civil
  • espumas rígidas de poliuretano reforçadas com materiais sustentáveis
  • As técnicas de biorrefinaria conferem um caráter efetivamente econômico e ecológico ao uso de recursos florestais e madeireiros, inclusive alguns daqueles comercialmente desprestigiados, transformando-os em sub-produtos destinados a finalidades nobres, como é o caso da incorporação em materiais de engenharia. O uso dessas matérias primas de base florestal em espumas de poliuretano (PU), por exemplo, é uma dessas possibilidades, uma vez que esse polímero expandido apresenta características favoráveis quando empregado como matriz em compósitos poliméricos, tais como baixa viscosidade, excelente adesão a várias superfícies, custo relativamente baixo e rápidos tempos de reação. Portanto, o uso de reforços naturalmente hidroxilados pode melhorar as propriedades de bioespumas sem prejuízo ao seu apelo sustentável. As fábricas de papel, por exemplo, produzem uma grande quantidade de rejeitos não branqueados no peneiramento, além de resíduos provenientes do tratamento de efluentes, também cascas, finos da produção de cavacos, fibras celulósicas branqueadas rompidas, lamas e lignina residual. Outra possibilidade de uso desses materiais no processamento de espumas ocorre a partir de uma conversão química, utilizando-se o tratamento de liquefação, por meio do qual alguns desses materiais são convertidos em polióis com elevados números de hidroxila. O presente projeto visa a obtenção de espuma rígidas de poliuretano dentro de um viés que privilegie a sustentabilidade, além de parâmetros técnicos capazes de indicar tais materiais para uso como isolantes térmicos nos setores industrial e doméstico, além de em consórcio com outros materiais, compondo estruturas sanduíche.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rafael de Freitas e Silva

Ciências Biológicas

Imunologia
  • avaliação de linfócitos t supressores em indivíduos com leishmaniose cutânea
  • A leishmaniose cutânea (LC) é a forma mais comum de leishmaniose caracterizada por úlceras cutâneas que podem persistir durante o tempo de vida dos indivíduos afetados e podem causar sofrimento psicológico e social e perdas econômicas substanciais. O Brasil é um dos países que registra o maior número de casos de LC. Métodos de controle são realmente necessários para conter a expansão do patógeno. Um dos principais fatores que podem limitar o desenvolvimento de novas drogas e vacinas contra a LC são o conhecimento limitado e a complexidade da resposta imune provocada pelo hospedeiro. As células T CD4+ produtoras de IFN-γ e TNF-α (Th1) são induzidas durante a resposta imune e o IFN-γ é o principal responsável por ativar macrófagos, induzir óxido nítrico e assim eliminar o parasita das células infectadas. Por outro lado, tem sido demonstrado em alguns modelos de infecção e cânceres que a ativação do sistema imune pode induzir a expressão de moléculas co-inibitórias por linfócitos e células apresentadoras de antígenos (APCs), como CTLA-4, e PD-1 e seus ligantes PD-L1 e -L2. Os linfócitos que expressam diferentes moléculas co-inibitórias têm uma menor capacidade efetora e o bloqueio dessas moléculas pode reverter parcialmente o fenótipo exaustão. Utilizando um modelo experimental de LC, observamos uma alta freqüência de células T efetoras expressando PD-1 na lesão, assim como PD-L1 (seu ligante) expressa por diferentes sub-populações de APCs. No entanto, não há estudos com amostras de indivíduos infectados mostrando a presença desses marcadores e essas células in situ ou no sangue. Além disso, o papel dessas interações co-inibitórias durante o desenvolvimento da resposta imune contra LC ainda não está claro e elas podem agir impedindo a ativação de clones protetores de células T CD4+, permitindo então uma infecção crônica. Outras subpopulações de células T inibitórias ou reguladoras também podem estar envolvidos na resposta imune a LC, como as células regulatórias do tipo I (Tr1), caracterizadas pela expressão combinada de LAG-3 e CD49b, alta produção de IL-10 e alta capacidade de suprimir células Th1. Compreender a distribuição e a frequência dessas células na lesão e na circulação é de extrema importância para o desenvolvimento de novos tratamentos. Assim, o objetivo deste projeto é identificar e avaliar os linfócitos T supressores ou regulatórios do tipo I (Tr1) em indivíduos com LC. O presente estudo será uma avaliação clínica de células imunes de indivíduos com LC, e indivíduos não afetados como controles. Os grupos de estudo serão definidos com base na conveniência e disponibilidade. Por questões éticas, parte do protocolo de pesquisa já foi aprovado no Instituto Aggeu Magalhães (IAM / FIOCRUZ). Dois grupos principais de indivíduos com LC de região endêmica serão incluídos na pesquisa: Grupo A (n = 25) composto por indivíduos com lesão ativa e Grupo B (n = 25) por indivíduos considerados clinicamente curados para CL. Um terceiro grupo (Controle, n = 20) com indivíduos que vivem em região não endêmica. De cada indivíduo, aproximadamente 20 mL de sangue periférico serão coletados e processados para marcação com anticorpos monoclonais conjugados a fluorocromos contra CD3 / CD4 / CD8 / CD45 / FoxP3 / PD-1 / CD49b / LAG-3 / CTLA-4. Indivíduos do grupo A serão avaliados e, se forem elegíveis por critérios de segurança, lesões de pele de 4mm serão coletadas por um dermatologista. Essas lesões serão mantidas em meio de cultura e processadas para o isolamento de células T. As células serão então marcadas com o mesmo painel de anticorpos usado para as células do sangue periférico. Após a marcação, as células serão avaliadas por FACS. As análises estatísticas serão realizadas pelo teste não paramétrico de Mann-Whitney pelo software GraphPad Prism. As decisões serão tomadas com um intervalo de confiança de 95%.
  • Universidade de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rafael de Luna Freire

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • filmografia do curso de cinema da universidade federal fluminense: memória, história e preservação
  • O projeto “Filmografia do curso de cinema da Universidade Federal Fluminense: memória, história e preservação” consiste na compilação inédita da filmografia completa da produção audiovisual do curso de cinema e audiovisual da Universidade Federal Fluminense, em seus cinquenta anos de história, de 1968 até 2018. Trata-se de reunir as principais informações (título, ficha técnica, sinopse etc.) de toda a produção audiovisual docente e discente de um dos mais importantes cursos de cinema do Brasil. Além disso, o projeto irá disponibilizar pelo menos 50 títulos dessa filmografia, em sua maioria de curtas-metragens, para visionamento gratuito online. O resultado do projeto será uma base de dados de livre acesso no site do Departamento de Cinema e Vídeo da UFF.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rafael de Pelegrini Soares

Engenharias

Engenharia Química
  • propriedades de misturas com líquidos iônicos, determinação experimental e modelagem
  • Líquidos Iônicos (\emph{Ionic Liquids} - IL) são um dos ramos mais promissores da química nos últimos anos, chegando a apresentar uma taxa de publicações que superou a exponencial. Aplicações industriais (futuras e em desenvolvimento) envolvendo estas substâncias vão requerer modelos termodinâmicos precisos para projeto e operação eficientes. Estes modelos, por sua vez, vão requerer dados experimentais de ILs em misturas para sua adequada calibração. No escopo deste projeto pretende-se determinar dados de coeficiente de atividade em diluição infinita para diversos solventes diluídos em diferentes ILs por cromatografia gasosa. Os dados experimentais obtidos serão comparados com dados disponíveis na literatura, quando possível. Para misturas inéditas, pretende-se publicar as determinações. Paralelamente, os modelos UNIFAC e F-SAC serão utilizados para correlacionar os dados medidos experimentalmente. Predições com o modelo COSMO-SAC também serão comparadas com as medições.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rafael de Santiago

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • avaliação e desenvolvimento de métodos para agrupamento de nodos em redes com sinais
  • Na análise de mídias sociais, redes com sinais são representações que expressam se existe alguma relação entre os indivíduos da rede e se esta relação é positiva ou negativa. O problema da Maximização da Modularidade por Densidade para redes com sinais busca identificar agrupamentos de indivíduos que tenham o maior número de relações positivas e o menor número de negativas. Neste projeto de pesquisa, pretende-se avaliar a função objetivo da Maximização da Modularidade por Densidade para redes com sinais. Para isto, serão investigados os métodos exatos e heurísticos presentes na literatura, e implementar métodos exatos e heurísticos baseados em trabalhos de referência que relatam soluções para problemas de particionamento de grafos. Os métodos serão experimentados e os resultados serão comparados. Ao final da pesquisa, espera-se identificar qual a proximidade das soluções obtidas em relação às esperadas e qual a escalabilidade dos métodos investigados.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rafael de Souza Miranda

Ciências Agrárias

Agronomia
  • perfil metabólico e elucidação de mecanismos de tolerância aos estresses abióticos de espécies cultivadas sob diferentes estratégias de cultivo
  • A agricultura constitui uma das atividades mais importantes para a economia dos Estados da região Nordeste. Nessa região, embora o Estado do Piauí tenha se destacado como um dos maiores produtores de soja e de feijão, inúmeros fatores têm influenciado negativamente a produtividade de grãos, destacando-se o baixo uso de tecnologia pelo pequeno produtor, manejo inadequado da cultura e o uso de cultivares pouco adaptadas às condições de cultivo. Atrelado a isso, diversas áreas agricultáveis vêm sofrendo sérios problemas com estiagem, o que constitui uma ameaça ambiental para a agricultura, pois restringe severamente a produtividade de inúmeras espécies cultivadas. De modo a contornar tal situação, propõe-se, neste projeto, investigar estratégias de cultivo para mitigar os efeitos deletérios do estresse hídrico em plantas de soja e feijão-caupi, analisando a influência da fertilização com enxofre (S) e magnésio (Mg) na modulação de processos fisiológicos e bioquímicos que medeiam o crescimento de espécies cultivadas; bem como identificar marcadores moleculares e mecanismos de aclimatação ao estresse hídrico e selecionar genótipos com adaptabilidade à seca. O desenvolvimento do projeto será conduzido em duas linhas de ação envolvendo experimentos com plantas de soja (Glycine max) e feijão-caupi (Vigna unguiculata). Na primeira delas, conduzindo experimentos em casa de vegetação, serão determinadas as doses de S e Mg nas quais as plantas apresentem melhor crescimento, sendo mensurados parâmetros de crescimento, a eficiência da maquinaria fotossintética e os teores de pigmentos fotossintéticos. Já na segunda, os experimentos serão realizados em condições de campo e, além dos parâmetros mencionados anteriormente, investigar-se-ão a composição de solutos compatíveis (carboidratos solúveiss, N-aminossolúveis e íons K+ e Na+), as variáveis relacionadas aos danos oxidativos (teores de H2O2, •O2- e peroxidação de lipídeos), o status hídrico das plantas, o ajuste térmico e o perfil metabólico, a fim de elucidar determinantes fisiológicos e bioquímicos e marcadores moleculares de aclimatação ao estresse hídrico, assim como as possíveis correlações da adubação com S e Mg com a tolerância das plantas ao déficit hídrico. Em todos os casos, espera-se que processos envolvidos na aclimatação à seca em plantas de soja e feijão sejam elucidados, com a identificação e a caracterização de genótipos potenciais com tolerância à restrição hídrica para o cultivo em regiões agrícolas do Estado do Piauí. Ao mesmo tempo, espera-se fornecer informações base para o desenvolvimento de novas técnicas de cultivo, bem como compartilhar experiências e auxiliar na formação qualificada de discentes, e fortalecer a rede de pesquisa da Universidade Federal do Piauí.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rafael Deminice

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • tarvmob: autogestão da terapia antirretroviral usando aplicativo para aparelhos móveis para aumento da aderência em pessoas vivendo com hiv.
  • A terapia antirretroviral ativa (TARV) revolucionou o tratamento da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), reduzindo a mortalidade dos pacientes. De fato, a TARV transformou significativamente o curso do HIV de uma doença terminal em uma doença crônica gerenciável. No entanto, para alcançar o resultado benéfico da supressão da replicação viral, aumento da contagem de células CD-4 e melhoria da qualidade de vida, a TARV requer taxas de adesão quase perfeitas (até 95%). A adesão à TARV abaixo deste limiar leva à falha do tratamento, progressão da AIDS e o aparecimento de cepas de HIV resistentes aos medicamentos. Assim, o sucesso do tratamento do HIV/AIDS é dependente da adesão sustentada e estrita da prescrição da TARV. Por este motivo, diversa estratégias têm sido estudadas na tentativa de monitorar e aumentar a aderência de pessoas vivendo com HIV (PVHIV) ao TARV. Dentre muitas, a tecnologia baseada em telefone celular tem sido usada para melhorar a prestação de serviços de saúde em muitos países e diversas situações. No entanto, não há tecnologia baseada em telefone celular para monitorar e aumentar a aderência o TARV no Brasil e em língua portuguesa. O objetivo primário deste projeto é desenvolver aplicativo compatível com telefone celular para monitorar e aumentar aderência de PVHIV no Brasil. Este trabalho é significativo pois o monitoramento da aderência ao TARV por telefone celular pode atingir um grupo geograficamente remoto e culturalmente diversificado de pessoas no Brasil.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 03/03/2020-31/03/2023