Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Andrea Valéria Steil

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • retenção de profissionais de tecnologia da informação em organizações públicas e privadas em santa catarina
  • A retenção de profissionais qualificados em organizações públicas e privadas tem se mostrado uma preocupação central e um desafio para os gestores. Este projeto de pesquisa tem como objetivo identificar os determinantes da retenção dos profissionais de tecnologia da informação (TI) em organizações públicas e privadas localizadas em Santa Catarina. Serão utilizados dados primários, por meio da realização de um survey com profissionais de TI de organizações públicas localizadas em Santa Catarina. Também serão utilizados dados secundários, oriundos de projeto de pesquisa anterior, no qual foi realizado um survey com profissionais que atuam em organizações de base tecnológica (EBTs) de Santa Catarina. Para ambos os contextos (público e privado - EBTs) serão investigadas as mesmas variáveis. Os dados serão compilados e organizados em uma planilha eletrônica, e tratados por meio do software estatístico SPSS com a aplicação da técnica estatística de regressão múltipla. Esses procedimentos já foram realizados com os dados secundários de projeto anterior. Em termos teóricos, esta pesquisa busca contribuir na confirmação e expansão dos resultados sobre a retenção de pessoas e seus determinantes identificados em revisões da literatura. Também, esclarecer, a partir de uma análise comparativa, as diferenças acerca dos determinantes da retenção dos profissionais de TI nos contextos público e privado. Em termos práticos, esta pesquisa busca auxiliar os gestores no monitoramento e na melhoria da gestão desses profissionais, e estimular o desenvolvimento de políticas de retenção desses indivíduos pelas organizações e, assim, contribuir para a redução da rotatividade de pessoas.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Andrei Caíque Pires Nunes

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • indução de florescimento precoce em espécies madeireiras nativas da mata atlântica
  • O melhoramento florestal de espécies nativas madeireiras é fundamental para a geração de materiais genéticos superiores, portadores de alelos favoráveis aos caracteres de interesse econômico. O aumento de produtividade das florestas e da qualidade da madeira, resultante da seleção e recombinação de árvores com elevado mérito genético, contribui para o fornecimento de matéria prima para a indústria de base florestal, gerando empregos e riquezas para o país. A indução de florescimento precoce compõe uma das etapas mais importantes do ciclo de melhoramento florestal, uma vez que possibilita a aceleração da recombinação de genótipos superiores. A partir do estabelecimento de um protocolo de florescimento precoce para cada espécie, é possível viabilizar o cruzamento controlado de genótipos em pomares de hibridação indoor. Dessa maneira, torna-se viável resgatar árvores adultas em testes de progênies, levá-las ao pomar por meio da enxertia e promover a recombinação dos materiais superiores. Nesse contexto, a presente proposta objetiva estabelecer protocolos de indução de florescimento precoce para duas espécies madeiras nativas da Mata Atlântica com florescimento natural relativamente rápido e uma com florescimento tardio. As espécies elencadas para o trabalho são: Louro pardo (Cordia trichotoma (Vell.)), Ipê Felpudo (Zeyheria tuberculosa (Vell.) Bureau ex Verl) (florescimento rápido) e Jequitibá Rosa (Cariniana legalis (Mart.) Kuntze) (florescimento tardio). Estas espécies foram escolhidas por possuírem boas características silviculturais como forma, crescimento volumétrico, boa qualidade da madeira e alto valor econômico. Ademais, são espécies alvo do programa de melhoramento genético da empresa Symbiosis Investimentos e Participações S. A. e, portanto, possuem testes de progênies e procedências instalados. A partir desta proposta, será possível desenvolver novos conhecimentos para os programas de melhoramento florestal de espécies nativas do Brasil, a partir de uma linha já em andamento na empresa, otimizando o processo de desenvolvimento científico-tecnológico do país. Os indivíduos e famílias serão selecionadas em testes de campo via análises genético-estatísticas, pela metodologia de modelos mistos. Os genótipos superiores serão resgatados e enxertados em porta-enxertos jovens e com grau de parentesco de 50% com o enxerto. Após estabelecimento dos enxertos, avaliações de indução de florescimento precoce serão realizadas, via teste de diferentes concentrações do regulador de crescimento Paclobutrazol aplicado nas plantas. Na empresa Symbiosis Investimentos e Participações S. A. será feita a seleção dos genótipos superiores e coleta dos propágulos vegetativos em teste de progênies e procedências. Após esta etapa, todos os procedimentos de enxertia e indução de florescimento serão realizados na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) em parceria com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC). Espera-se estabelecer protocolos de indução de florescimento precoce para cada espécie alvo, via avaliação da quantidade e qualidade de botões florais, raio de copa, diâmetro e altura de plantas em vaso. Estes resultados auxiliarão no desenvolvimento de programas de melhoramento genético de espécies nativas no Brasil e, principalmente, das espécies aqui listadas.
  • Universidade Federal do Sul da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Andrei Mikhail Zaiatz Crestani

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • além da matéria: uma investigação da produção da cidade em sua dimensão imaterial
  • Além da matéria é uma proposta de investigação da produção da cidade desde sua dimensão imaterial. A dimensão imaterial é entendida aqui como aquela tecida nas trocas cotidianas coletivas, no tempo atual e póstumo entre relações de memória, apropriação coletiva, resistências e disputas. Tal dimensão é arejada também no exercício político do espaço: como lugar que restitui a possibilidade do direito à cidade por todos os cidadãos entre suas diferenças. Na continuidade de uma trajetória de investigação desta equipe de pesquisadores que se voltou ao interesse sobre a (re)produção do espaço urbano a partir de dimensões que excedem a forma construída, despertou-se um incômodo quanto a carência de um repertório mais robusto no trato metodológico da cidade capaz de reunir seus aspectos invisíveis aos visíveis, lacuna esta que se alarga especialmente considerando a especificidade nacional brasileira de pesquisas neste âmbito. A fim de superar abordagens que dissociam cidade material e imaterial, esta pesquisa propõe uma aproximação do espaço urbano que restitua ambas dimensões, desenvolvendo-se em torno de um problema de "dois tempos": 1) como estruturar e produzir uma cartografia capaz de capturar a dimensão imaterial do espaço e relacioná-la a espacialidade da cidade material? 2) É possível caracterizarmos “tipologias de arranjos” como categorias explicativas das relações entre cidade material e imaterial? Como objetivo geral, propõe-se interpretar a produção da cidade relacionando, pela via do cotidiano, atributos de suas dimensões física e imaterial (da memória, das apropriações, das sensações e do simbólico), a fim de reconhecer como o invisível (porém sensível) também informa e produz cidade, devendo ser incorporado como componente fundamental no estudo e ações concretas sobre o espaço urbano. Do ponto de vista metodológico, a pesquisa caracteriza-se como exploratória e de uso aplicado, objetivando gerar conhecimentos técnicos e científicos em torno da dimensão imaterial da cidade, que sejam passíveis de aplicação teórica e prática na cidade. Na fase analítica serão explorados contextos reais – utilizando a cidade de Curitiba/PR como unidade de análise, especialmente pelo perfil histórico-político da cidade que desde a década de 1970, esteve fortemente orientada ao resguardo de conjuntos paisagísticos e arquitetônicos vinculados a símbolos, memória e significados imateriais da cidade. A motivação para o estudo da cidade se justifica também a partir de pesquisas empíricas anteriores, onde notou-se que contextos físicos com foco das políticas locais de resguardo da memória, não acompanham e/ou ressaltavam locais que atualmente imantam maior intensidade de relações de apropriação cotidiana e significação coletiva. A análise empírica aqui proposta, diferentemente de outras pesquisas na área, não se apresenta obedecendo uma intenção de expor e contrapor a relação teoria-prática para validar ou refutar uma hipótese sustentada. As cartografias das quais esta pesquisa trata não se determinam a priori: importará mais a exploração do conteúdo que se torna sensível a partir de práticas, contextos e sujeitos; sobrepondo presenças e ausências; ruídos e silêncios; códigos e sentidos expostos; temporalidades atuais e passadas. É sobre a composição de um olhar “outro” sobre a cidade que essa pesquisa se debruça, deslocando-se da posição habitual de certeza sobre como mapear relações e traduzir a realidade (em sentido euclidiano), para investigar como o cotidiano pode nos conduzir a um processo de questionamento de nossas certezas. Ao final, a postura da pesquisa é de reencontrar dimensões invisibilizadas, mas que resistem e guardam novas linhas de entrada na investigação da realização da cidade – uma escolha que valoriza a experiência-análise e mantém o “mapa” aberto.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Andréia Akemi Suzukawa

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • avaliação do potencial infectivo do vírus caainguá (caav) em células primárias humanas e padronização de teste de neutralização para diagnóstico diferencial de infecções por arbovirus.
  • Doenças causadas por arbovírus podem emergir devido a diversos fatores, como evolução, mudanças ecológicas e climáticas, urbanização, entre outros. Durante o ano de 2017, notificou-se um surto de uma possível arbovirose no município de Marilena-PR. Amostras de fase aguda destes pacientes foram encaminhadas ao Laboratório de Referência em Viroses Emergentes do Instituto Carlos Chagas – ICC/Fiocruz-PR, entretanto, não foi possível identificar o agente etiológico por métodos moleculares. Procedeu-se, então, com a coleta de vetores na região do surto e, a partir de um pool de mosquitos do gênero Culex, foi isolado um novo alphavirus, denominado Caainguá (CAAV). Nos ensaios in vitro para caracterização deste novo vírus, detectou-se partículas intracelulares de CAAV em culturas primárias de células mononucleares do sangue periférico humano (PBMC). Curiosamente, em linfócitos B, esta detecção ocorreu de forma tardia (72 horas pós-infecção), à medida que a detecção de partículas virais em monócitos decaía. A permissividade dos PBMCs humanos ao CAAV pode indicar para uma possível relação deste vírus ao surto em Marilena. Neste estudo, objetiva-se verificar o potencial de CAAV infectar células primárias humanas, com ênfase em monócitos e linfócitos B, dando base ao entendimento sobre a interação dos alphavirus com células do sistema imune humano. Diante do episódio ocorrido em Marilena, ou seja, da ocorrência de surtos de doenças sem diagnóstico conhecido e com dificuldade de obtenção de amostras em fase virêmica, faz-se necessária a padronização de testes sorológicos para diagnóstico diferencial entre arbovírus emergentes (multiplex) como ferramenta de enfrentamento a estes agravos. Testes sorológicos, como os ensaios imunoenzimáticos (ELISA), podem apresentar um alto grau de reações cruzadas e, neste cenário, os testes de neutralização são ferramentas úteis para um diagnóstico mais acurado. Os testes de neutralização clássicos (teste de neutralização por redução de placa de lise – PRNT) são altamente laboriosos e demandam um longo tempo para obtenção dos resultados (em média, 7 a 10 dias). Estudos recentes do Laboratório de Virologia Molecular do ICC permitiram padronizar um novo formato de teste de neutralização para detecção de anticorpos neutralizantes para o Zika vírus, em um formato semi-automatizado, de larga-escala, baseado em imagens (fluorescência) e com menor tempo de execução (72 horas). Como resultado, obteve-se 50% de redução de reações cruzadas quando comparado ao ELISA de captura de IgM. No atual estudo, objetiva-se expandir a abrangência desta metodologia para outros arbovírus emergentes em território nacional, como Chikungunya, Mayaro, Oropouche e Febre do Oeste do Nilo, assim como contra o vírus Caainguá. Como resultado, espera-se obter um estado de preparação para futuros surtos através de uma ferramenta importante para o diagnóstico sorológico diferencial de arbovírus, o que fortalecerá as ações de vigilância epidemiológica e a independência tecnológica do sistema de saúde pública nacional.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 05/12/2019-30/06/2022
Foto de perfil

Andréia Anschau

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • cultivo heterotrófico de chlorella vulgaris tolerante a herbicidas para obtenção de biofertilizante
  • O cultivo heterotrófico de microalgas pode ser uma alternativa viável frente ao cultivo autotrófico, pois este tipo de cultivo utiliza fontes orgânicas de carbono como fontes de energia. Deste modo, se elimina a necessidade de luz, oferecendo em muitos casos um aumento significativo na produtividade da biomassa além da redução de custos. A glicose é uma das fontes mais utilizadas em cultivos de microalgas, gerando elevadas taxas de crescimento. Visando elevadas produtividades e a redução do custo do cultivo heterotrófico de microalgas, fontes de carbono alternativas como resíduos agroindustriais podem ser usadas. O soro de queijo é um sub-produto agroindustrial rico em lactose com potencial para o desenvolvimento de microalgas. A adaptação de micro-organismos por engenharia evolutiva permite a obtenção de cepas com maior eficiência no consumo de carboidratos. O processo de adaptação de um micro-organismo sob determinadas condições, pode ser atribuída à síntese de novas enzimas ou co-fatores que permitem o metabolismo mais eficiente dos açúcares e a redução dos efeitos de quaisquer inibidor presente no meio de cultivo. O uso de microalgas na agricultura, especialmente como biofertilizante ou bioestimulante tem despertado o interesse de produtores, com o intuito de melhorar o desempenho produtivo de plantas cultivadas. Dentre os benefícios que os biofertilizantes à base de microalgas podem oferecer às plantas e ao ambiente no seu entorno, estão: incremento da matéria orgânica no solo; melhora na porosidade do solo; aumento da oferta de oxigênio na rizosfera; aumento na retenção de água do solo; liberação de substâncias promotoras de crescimento vegetal; melhoria na salinidade e controle da acidez do solo; prevenção do crescimento de ervas daninhas; aumento da disponibilidade de fosfatos para as plantas. A engenharia evolutiva também pode usada para tornar as microalgas tolerantes a alguns herbicidas aplicados nas plantações, com isso elas não tem seu desenvolvimento inibido quando na presença desses compostos no solo, por exemplo. Neste contexto, a presente proposta visa integrar e otimizar o uso de ferramentas e metodologias (também combinados com estratégias de engenharia evolutivas) para a obtenção de microalgas como fábricas celulares eficientes para a produção de biomassa a partir de resíduos agroindustriais como o permeado de soro lácteo. Além disso, sistemas de sistemas de bioprocessos serão aplicados na produção eficiente de biomassa microalgal, tolerante a herbicidas para a síntese de biofertilizantes.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Andréia Guerini

Lingüística, Letras e Artes

Letras
  • leopardi no sistema cultural de língua portuguesa
  • Esta pesquisa dá continuidade aos projetos que venho realizando sobre o autor italiano Giacomo Leopardi, financiados pelo CNPq (Projeto Universal e Produtividade em Pesquisa) e Capes (Doutorado, Pós-doutorado e Estágio Sênior) e visa analisar, principalmente pelos viés dos Estudos da Recepção e dos Estudos da Tradução, as produções de e sobre Leopardi no sistema cultural de língua portuguesa a partir das publicações em livros traduzidos, jornais, revistas e suplementos literários e em acervos de escritores de língua portuguesa do Brasil, Portugal e outros países, como Canadá e Estados Unidos, por sua grande comunidade de falantes português. Um dos desdobramentos da pesquisa, além das publicações de resenhas, artigos, capítulos, participação em eventos nacionais e internacionais, é a criação de um acervo multimídia, que será hospedado no site já em construção (https://appuntileopardiani.github.io/leopardi-em-lingua-portuguesa/), a ser utilizado pela comunidade acadêmica e extra-acadêmica para fins de memória, ensino, pesquisa e extensão.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Andréia Marini

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • meninas! programação de computadores com artes, ciências, jogos e matemática
  • Aumentar a representação feminina em áreas científico-tecnológicas e possibilitar maior aproveitamento da capacidade intelectual feminina são grandes desafios da contemporaneidade para promover uma real promoção na igualdade de gênero. Esse desperdício de potencialidades, pode ser identificado em escala mundial e ações que confrontem esse problema podem promover o enriquecimento da produtividade científica e tecnológica (isso se tornaria possível por meio de uma diversidade de pensamentos, novas visões e diferentes perspectivas). Diversas políticas públicas no Brasil e no mundo têm sido lançadas buscando a mudança desse cenário, objetivando o incentivo e motivação de meninas para a Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática. O presente projeto visa oferecer um espaço de discussão, aprendizado e integração entre alunas de escolas públicas de Educação Básica do Ensino Médio e de graduação que estejam matriculadas em cursos de Engenharia. A metodologia aplicada será desenvolvida por meio de rodas de conversa, oficinas, confecção de um mural, exposição fotográfica e encerramento. Essas atividades serão previamente organizadas em reuniões periódicas com os bolsistas e professores envolvidos. O projeto proposto será desenvolvido em três escolas públicas localizadas na cidade de São Bento do Sul/SC. Todas as escolas escolhidas se encontram em regiões carentes do município que requerem maior atenção no que tange a atividades tecnológicas, ainda mais, quando se referem às atividades de mulheres, que em sua maioria estão ligadas a atividades domésticas e levando em conta também a sociedade são bentense. Entende-se que proporcionar contato com atividades de cunho tecnológico, gerar uma visibilidade de importantes contribuições femininas nas ciências, incentivar, orientar e motivar as meninas para áreas das Ciências e Tecnologia possam motivar meninas e mulheres na escolha da profissão e estabelecendo assim o primeiro passo para o aumento da participação de mulheres nas ciências.
  • Instituto Federal Catarinense - SC - Brasil
  • 22/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Andreia Morales Cascaes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • relação entre o consumo de alimentos ultraprocessados e a saúde bucal na infância e adolescência
  • Alimentos ultraprocessados são produtos elaborados a partir de formulações industriais e contém ingredientes de uso exclusivo da indústria, como realçadores de sabor, aditivos e conservantes. Tipicamente, apresentam alta densidade energética, alta carga glicêmica, baixo índice de fibras e micronutrientes, além de concentrar altas quantidades de tipos não saudáveis de gorduras, açúcares e sódio. Quando consumidos com frequência, esses alimentos tornam-se extremamente prejudiciais à saúde. Seu consumo está cada vez mais presente na dieta da população mundial e brasileira. A grande maioria dos alimentos ultraprocessados contém açúcares em sua composição. A relação causal entre açúcares e cárie é bem estabelecida na literatura. Embora a sacarose seja o açúcar mais estudado na relação com a saúde bucal, evidências atuais apontam que outros carboidratos fermentáveis, provenientes de alimentos ultraprocessados, desempenham papel importante. Considerando as mudanças no padrão alimentar da população, as evidências sobre a relação entre açúcares e saúde bucal em termos de dose-resposta, frequência, quantidades e tipos de alimentos mais associados, assim como o papel de intervenções em nível individual e populacional têm sido questionadas na literatura e lacunas no conhecimento vem sendo discutidas recentemente. Ademais, as pesquisas desconsideram o conceito mais recente sobre o grau de processamento de alimentos. Torna-se relevante conhecer o papel dos alimentos ultraprocessados no desenvolvimento de problemas bucais, traduzindo informações relevantes de forma mais simples, além de fornecer recomendações para a população na mesma linguagem utilizada por outras áreas da saúde. Este projeto tem por objetivo analisar as evidências atuais sobre a relação entre o consumo de alimentos ultraprocessados e a saúde bucal na infância e adolescência. Para tanto, propõe-se uma combinação de resultados provenientes de: a) revisão sistemática, b) análises de dados longitudinais de um estudo de intervenção comunitário randomizado e controlado, e c) análises longitudinais de um estudo de coorte de nascimentos. A partir deste projeto de pesquisa, espera-se preencher lacunas no conhecimento, gerando um conjunto de evidências que poderão embasar protocolos relevantes para a prática de intervenções a nível clínico e populacional, bem como reforçar as ações de caráter multidisciplinar e intersetorial no combate às principais doenças crônicas do Brasil.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Andréia Rosane de Moura Valim

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • qualificação do programa de pós-graduação em tecnologia ambiental
  • Vide projeto anexo
  • Universidade de Santa Cruz do Sul - RS - Brasil
  • 08/01/2020-08/01/2025
Foto de perfil

Andreimar Martins Soares

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • ciência, tecnologia e inovação nas escolas e sociedade: popularização e divulgação de ct&i no estado de rondônia
  • Nesta 10ª edição de 2021, em Rondônia, as ações da SNCT, com o tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” serão desenvolvidas, principalmente, por meio das modalidades de eventos "Ciência na Escola e Sociedade (Ciência Móvel)", "Portas Abertas (Escola e Sociedade na Ciência)" “Mostra de CT&I”, “Eventos de Comunicação Científica em Rádio, TV e outras mídias”, Exposição e/ou Oficinas de CT&I e "Seminários ou Ciclos de Palestras", que proporcionarão a popularização e a divulgação das atividades realizadas pelas diferentes instituições parceiras que desenvolvem Ciência, Tecnologia e Inovação no Estado. Dentre os diversos conceitos e entendimentos sobre a noção de “transversalidade” aplicada à CT&I, todos pressupõem a interação com outras abordagens e ações comuns. A transversalidade é alcançada quando ocorre a máxima interação e comunicação entre diversas estruturas, não apenas disciplinares, mas também as que se refletem no dia a dia da sociedade. Em 2021, a FAPERO estará divulgando a transversalidade da CT&I nos diferentes áreas do conhecimento, setores da economia e sociedade, focando diretamente suas ações de popularização de CT&I em 10 municípios [Ariquemes, Cacoal, Candeias do Jamari, Itapuã D´Oeste, Guajará-Mirim, Ji-Paraná, Jaru, Ouro Preto D´Oeste, Presidente Médici e Porto Velho], e indiretamente, por meio das instituições parceiras no maior número possível de outros municípios do estado, com abrangência da sociedade local, de alunos e professores da rede pública e/ou privada municipal, estadual e federal de ensino, assim como a sociedade em geral, pesquisadores e profissionais vinculados a diferentes instituições no estado de Rondônia.
  • Fundação Rondônia - RO - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023