Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Juliana Botelho Moreira

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • produção de biocompostos da microalga spirulina cultivada em duplo estágio para aplicação no controle da qualidade de alimentos.
  • As microalgas apresentam biocompostos que apresentam propriedades antioxidantes e antimicrobianas. Além disso, pode-se extraídos biopolímeros e pigmentos da biomassa de microalgas, que podem ser utilizados para o desenvolvimento de indicadores de pH, temperatura e luz. Neste contexto, a proposta deste projeto tem como objetivo avaliar a produção de biocompostos pela microalga Spirulina cultivada em duplo estágio com CO2 e limitação de nitrogênio para serem utilizados na preservação e monitoramento de alimentos. O projeto será executado no Laboratório de Engenharia Bioquímica (LEB) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), o qual realiza estudos relacionado a cultivo de microalgas desde 1996, e no Laboratório de Microbiologia e Bioquímica (MIBI) da FURG, o qual desenvolve pesquisas na área de nanotecnologia desde 2014. O desenvolvimento do equipamento Nanospider contribuirá para o aumento de escala de produção de nanofibras. Esta proposta apresenta grande potencial para aumento da rede de pesquisa na área de de alimentos ao investigar a produção de nanofibras poliméricas de origem microalgal juntamente com a tecnologia Nanospider para o controle da qualidade dos alimentos. A proposta contribuirá, também, com o conhecimento e qualificação da equipe envolvida. Além disso, a produção de nanofibras com polímeros biodegradáveis e pigmentos de microalga para preservação de alimentos, assim como o desenvolvimento de nanossensores surgem como um mercado inovador, incentivando mudanças positivas em aspectos ambientais, desenvolvimento econômico e social do país.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Braga Rodrigues Loureiro

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • estudo experimental de escoamentos turbulentos complexos: efeitos de separação, rugosidade e propriedades do fluido
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Camacho Pereira

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • avaliação da influência de vias de biossíntese e degradação de nad+ no estado redox celular e metabolismo energético integrado como estratégias interventivas no envelhecimento
  • O envelhecimento é um processo fisiológico natural do ser humano que possui diversos aspectos como o biológico, fisiológico, psicológico, comportamental e social. Por décadas, o envelhecimento populacional foi considerado um fator positivo, já que refletiria uma melhoria nas condições de vida, porém, nos últimos anos, diversos estudos seguem direcionados para a procura de medidas que diminuem a velocidade deste processo. O processo do envelhecimento consiste em uma perda progressiva da integridade fisiológica levando a uma maior susceptibilidade a morte, que é o primeiro fator de risco para desenvolvimento de doenças como diabetes, câncer, doenças cardiovasculares e neurodegenerativas e se caracterizam bioquimicamente através de nove “hallmarks” : instabilidade genômica, exaustão de células troco, perda de comunicação intercelular, senescência celular, redução do telômero, alterações epigenéticas, perda de proteastase e disfunção mitocondrial(Lopez- Otin et al 2013). Em 2016, nosso grupo de pesquisa demonstrou a relação entre o metabolismo de NAD+, a função mitocondrial e o envelhecimento (Camacho-Pereira et al, 2016). O metabolismo de nucleotídeos de nicotinamida (NAD+) é essencial para o bom funcionamento do metabolismo energético e deficiências têm sido relacionadas a diversas doenças degenerativas, limitações cognitivas, e ao processo de envelhecimento (Aksoy et al., 2006, Camacho-Pereira et al., 2016). O NAD+ é um receptor de elétrons importante no metabolismo oxidativo de substratos energéticos e um substrato para enzimas chave que controlam a regulação bioenergética e possuem grande impacto e processos oxidativos como as sirtuínas (SIRT1-6). Atualmente, o metabolismo de NAD e sua interferência em processos anti-envelhecimento tem sido o foco de pesquisas científicas mas pouco se sabe sobre qual a regulação desse metabolismo com relação o estado redox celular e como essa regulação no estado oxidativo influencia na manutenção do “healthspan” e do “ lifespan”, já que dependendo dos níveis e cronicidade, o estado oxidativo pode ser tanto pró- ou anti-envelhecimento. Levando em conta a importância do metabolismo energético em doenças relacionadas ao envelhecimento e a regulação chave dos níveis de NAD+/NADH para o metabolismo, o objetivo deste projeto tem por criar uma linha de pesquisa no âmbito da participação de moduladores ou enzimas que regulam o metabolismo de NAD+, como CD38 e SIRT3, no controle do estado redox celular como adaptação e sinalização por ROS a fim de obter intervenções que aumentam longevidade e/ou desacelerem o desenvolvimento de doenças relacionadas ao envelhecimento. Utiliza fluorescência, espectroscopia, oxigrafia de alta resolução acopladas a técnicas de biologia molecular e avaliação de estados saudáveis como resistência insulínica e avaliação de cognição pretendemos avaliar como os diferentes níveis de NAD+ e suas enzimas de degradação e síntese afetam o estado redox celular e a geração de ROS em cobaias jovens e envelhecidas e no desenvolvimento de diabetes tipo II relacionado á idade, assim como avaliar estratégias de intervenção como suplementadores do aporte de NAD e de reposição de mitocôndrias, mitoterapia, como terapia para redução de doenças relacionadas ao envelhecimento. Esperamos estabelecer uma relação causal do aumento de vias de síntese e manutenção de potenciais redutores na manutenção do estado redox celular com o aumento do estado saudável e longevidade em cobaias ao longo do processo de envelhecimento.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Campos Junqueira

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • impacto da clorina e-6 e do farnesol na terapia fotodinâmica para controle de acinetobacter baumannii
  • Acinetobacter baumannii é um dos principais patógenos causadores de infecções nosocomiais devido sua facilidade em adquirir resistência aos antibióticos. A terapia fotodinâmica (TFD) tem sido uma alternativa para o tratamento das infecções cutâneas causadas por esse micro-organismo. Entretanto, é necessária a busca por novos fotossensibilizadores ou compostos que potencializem seus efeitos. Assim, os objetivos desse estudo serão testar uma nova Clorina e-6 (Fotoenticine) como fotossensibilizador para TFD sobre A. baumannii, e o Farnesol como possível potencializador dessa terapia. Serão utilizadas cepas padrão e clínicas de A. baumannii isoladas de infecções de pacientes hospitalizados, incluindo cepas resistentes aos antibióticos. A concentração inibitória mínima será determinada pelo método de microdiluição em caldo a fim de estabelecer a concentração da Clorina e-6 e do Farnesol a serem usadas no estudo. Todas as cepas serão submetidas à TFD em culturas planctônicas, com ou sem tratamento prévio com Farnesol. Para investigar os mecanismos pelos quais a Clorina e-6 e o Farnesol podem impactar na TFD, serão realizados testes para determinação da permeabilidade da membrana celular e para quantificação de absorção do fotossensibilizador pelas cepas de A. baumannii. A seguir, serão realizados ensaios em biofilmes de A. baumannii, nos quais a influência da Clorina e-6 e o Farnesol na TFD serão avaliados pela contagem de células viáveis (UFC/mL), quantificação da biomassa total e análise estrutural dos biofilmes por microscopia eletrônica de varredura. Os dados obtidos nos ensaios in vitro, serão expandidos para estudos in vivo. O efeito potencial da Clorina e-6 e do Farnesol sobre a TFD será testada sobre a infecção por A. baumannii em larvas de Galleria mellonella, que é um modelo hospedeiro invertebrado. Os resultados serão quantificados por meio da curva de sobrevivência da larva. Por fim, a TFD será aplicada para o tratamento de lesões cutâneas induzidas por queimadura em camundongos e infectadas por A. baumannii, sendo seus efeitos analisados pela contagem de UFC/mL, análises macroscópicas e microscópicas. Os dados obtidos serão analisados para a seleção do teste estatístico mais adequado para cada experimento, com nível de significância de 5%.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Cancino Bernardi

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • eletroanalítica aplicada à nanotoxicologia: desenvolvimento de sensores para monitoramento de nanopartícula de óxido de cobre e nanopartícula de platina em sistemas aquáticos
  • A aplicação das nanotecnologias em diferentes áreas cresce ano a ano. Contudo, há várias barreiras que inibem o sucesso da comercialização desses materiais como a falta de processos de padronização e, principalmente, testes para aferir a segurança do uso desses produtos. Isto é, apesar das vantagens das nanopartículas, alguns efeitos adversos a sistemas biológicos são relatados, fazendo com que essa seja uma área de pesquisa em constante expansão. Nesse contexto, o objetivo desse projeto de pesquisa é fornecer novas ferramentas analíticas para a identificação e quantificação de nanopartículas em sistemas aquáticos, isso é com a finalidade de colaborar com a área da Nanotoxicologia. Para isso, serão desenvolvidos sensores eletroanalíticos - eletrodos íon-seletivos e/ou ultramicroeletrodos - capazes de identificar e quantificar nanopartículas de óxido de cobre (CuO NP) e nanopartículas de platina (PtNP) em amostras simples e complexas como sistemas aquáticos. As nanopartículas utilizadas nesse projeto serão sintetizadas e caracterizadas quanto ao seu espalhamento de luz, tamanho e carga. Para a melhoria da sensibilidade e seletividade, os sensores eletroanalíticos serão modificados com polímero complexante capaz de complexar o metal, isso é, serão desenvolvidos dois sensores, um para cada nanomaterial. Em uma segunda etapa, os sensores serão validados através de técnicas instrumentais como espectrometria de emissão óptica com plasma (ICP-OES) ou espectrometria de massa por plasma acoplado indutivamente (ICP-MS). Esse projeto visa respostas e execução em curto prazo de um a dois anos, inicialmente com alunos de iniciação científica e mestrado. Além disso, o projeto prevê uma pesquisa multidisciplinar, com parceiros nacionais e internacionais, e a formação de recursos humanos altamente qualificados em uma área relevante e multidisciplinar.
  • Universidade Federal de Alfenas - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Charão Marques

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • metalogênese do complexo máfico-ultramáfico jacurici: processos formadores de cromitito
  • Complexos máfico-ultramáficos acamadados consistem nas principais hospedeiras de depósitos de cromita e Ni-Cu sulfetado. O Complexo Máfico-Ultramáfico Jacurici, no nordeste do Cráton São Francisco, hospeda o principal depósito de cromita do Brasil. A espessura anômala da camada de cromitito representa uma temática de repercussão para comunidade científica internacional que atualmente debate os diferentes modelos sugeridos para formação de cromititos. Neste projeto, estudos de detalhe incluindo imagens em alta resolução em minerais por microscopia eletrônica, microanálises e mapeamentos elementares por microssonda eletrônica e LA-ICP-MS, geocronologia e geologia isotópica serão integrados a dados geológicos com o objetivo de contribuir para o entendimento da formação do minério de cromo do Complexo Jacurici e suas mineralizações sulfetadas associadas. As metas são abordar a temática de formação de corpos maciços de cromita em intrusões acamadadas, avançar no entendimento da formação de mineralizações sulfetadas e entender e modelar a distribuição de fósforo no minério de cromo propiciando informações relevantes para a indústria. Os resultados irão contribuir para o entendimento da formação de cromititos em intrusões acamadadas e fortalecer parcerias institucionais já existentes com empresas de mineração, como a FERBASA, e com grupos de pesquisa de centros de excelência no Brasil (UnB, USP) e no mundo (Queens University, Alberta University e Carnegie Institution of Science) envolvendo formação de recursos humanos na área de metalogenia.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana da Motta Girardi

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estratégias de estimulação precoce para crianças de 0 a 3 anos com paralisia cerebral: overview de revisões e diálogos deliberativos com participação cidadã.
  • Acometendo duas crianças a cada 1.000 nascidos vivos em todo o mundo, a paralisia cerebral (PC) é a causa mais comum de deficiência física grave na infância. Este condição é responsável por uma desordem motora que pode ser acompanhada por distúrbios de ordem sensorial, comportamental e cognitivo, entre outros. A prevalência da PC no Brasil é incerta, mas estima-se que existam 7 casos/1.000 nascidos vivos, com aumento dessa proporção em crianças nascidas prematuramente. Dados da regulação do Distrito Federal apontam para mais 7.000 casos em espera por atendimento de neuropediatria por transtornos do neurodesenvolvimento, apenas no mês de fevereiro de 2019. O desenvolvimento infantil é entendido como um processo multidimensional e integral que tem como efeito tornar a criança capaz de responder às suas necessidades e às do seu meio, considerando seu contexto de vida. Para crianças com necessidade de acompanhamento em programas de estimulação específicos, considera-se oportuno que estes se iniciem o mais precocemente possível a fim de buscar seu melhor desenvolvimento possível. Ao mesmo passo, a estimulação precoce deve ser realizada com crianças de até três anos de idade, para mitigar as sequelas no desenvolvimento neuropsicomotor. É preciso considerar que a estimulação precoce para crianças com PC deve envolver a rede de serviços públicos e privados, tal como as famílias, necessitando, portanto, de uma abordagem integral com estabelecimento de linha de cuidado. A intervenção precoce com estimulação global pode modificar a trajetória do desenvolvimento infantil, proporcionando melhor qualidade de vida para pacientes, familiares e, consequentemente, a sociedade. Neste contexto, este projeto tem por objetivo realizar um levantamento global de diferentes estratégias de estimulação precoce em crianças com paralisia cerebral e adequá-las ao contexto brasileiro, em particular à rede de atenção em saúde do Distrito Federal, visando propor uma Diretriz que atenda à especificidades deste grupo de crianças diagnosticadas com essa condição crônica de saúde. Para tanto, serão realizadas (i) a identificação das diferentes estratégias adotadas em serviços de saúde e de educação para promover a estimulação precoce de crianças com diagnóstico de paralisia cerebral, envolvendo famílias, serviços de saúde, escolas, comunidade e suporte da rede de proteção social, por meio de overview de revisões sistemáticas; (ii) a contextualização das evidências encontradas para a realidade brasileira por meio de diálogo deliberativo com atores chaves envolvidos com o problema, a fim de identificar as competências disponíveis no Brasil e aproveitá-las na melhoria da atenção à crianças com paralisia cerebral; e (iii) uma Oficina de Capacitação da ferramenta SUPPORT para profissionais envolvidos com essa problemática, para produção e disseminação do conhecimento científico, com efeito multiplicador, na rede de saúde pública do Distrito Federal. Tais atividades serão realizadas por equipe multiprofissional capacitada e experiente nos temas. Esta equipe será composta por profissionais de diferentes níveis e setores, integrando conhecimentos profissionais e também estruturas e equipamentos. Participarão desta pesquisa a Coordenação-Geral de Saúde da Pessoa com Deficiência. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas/ Secretaria de Atenção à Saúde, do Ministério da Saúde, o Hospital da Criança de Brasília, o Hospital Regional de Ceilândia, da Secretaria Estadual de Saúde do Distrito Federal, a Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília e a Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz DF. Os produtos esperados desta pesquisa incluem (i) uma síntese de evidências com opções de intervenções de estimulação precoce visando sensibilizar gestores e profissionais e facilitar a utilização da produção científica na formulação e implementação de políticas de saúde; (ii) um infográfico com resultados do overview em linguagem adequada para familiares e cuidadores; (iii) publicação de artigo em revista indexada e participação em congresso, para divulgação dos resultados para a comunidade científica; e (iv) uma capacitação de profissionais, a fim de fortalecer a capacidade institucional ao possibilitar a introdução de uma nova metodologia para as instituições parceiras e seus colaboradores, objetivando disseminar o conhecimento científico, com efeito multiplicador, na rede de saúde pública do Distrito Federal. Finalmente, os pesquisadores acreditam que ao disponibilizar a melhor evidência científica disponível esta pesquisa contribuirá para a as políticas públicas de saúde, gestores e pesquisadores, no sentido de auxiliar na tomada de decisão, viabilizar a promoção, a inovação e a disseminação do conhecimento científico que apresentem impacto para a solução de problemas de saúde, de assistência e de equidade.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 04/07/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana de Assis Silva Gomes Estanislau

Ciências Biológicas

Imunologia
  • avaliação da obesidade como agravante à covid-19 através da caracterização da resposta imune, polimorfismos genéticos e biomarcadores de prognostico em crianças e adultos
  • A infecção pelo coronavírus 2019 (COVID-19/ SARS-CoV-2) foi declarada uma pandemia em 2020. Alguns dados sugerem que a obesidade está associada a um risco quase três vezes maior de COVID-19 grave com o aumento do índice de massa corporal e a proporção de pacientes com doença grave. A obesidade é caracterizada pelo excesso de gordura corporal. É considerado um problema de saúde pública devido ao crescimento nas últimas décadas, principalmente na população infantil e juvenil, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Os indivíduos obesos se tornam portadores potenciais de doenças cardiovasculares, hipertensão, dislipidemia, aterosclerose precoce e diabetes, e o desenvolvimento dessas comorbidades tem sido relacionado a alterações na função imunológica. Vários estudos demonstram que as interações recíprocas entre os sistemas metabólico, genético e imunológico desempenham um papel central na patogênese das doenças associadas à obesidade. No entanto, os mecanismos fisiopatológicos contra o COVID-19 associados as crianças e aos adultos obesos ainda não estão esclarecidos. Este estudo tem como objetivo avaliar a resposta imune e o polimorfismo genético em indivíduos com obesidade contra COVID-19 como abordando condições que podem influenciar o prognóstico e a letalidade da infecção. Pretendemos investigar o nível da enzima conversora de angiotensina 2 (ECA2) e os outros componentes do sistema renina-angiotensina no plasma dos pacientes. O ACE2 foi identificado como um receptor funcional para SARS-CoV-2. O envolvimento dos níveis de ECA2 e seus polimorfismos nas relações de suscetibilidade à obesidade durante a infecção por SARS-CoV parece intrigante. Avaliaremos ainda o perfil fenotípico e funcional das células do sistema imune, principalmente células de memória memoria a infecção após estimulo antigênico in vitro em células de crianças e adultos, com e sem obesidade, que tiveram ou não a COVID-19. Também investigaremos os polimorfismos para os genes ACE2 e HLA que podem ajudar a explicar as diferentes respostas imunes ao COVID-19 observadas. Propomos investigar a associação entre dados imunológicos, genéticos, clínicos e laboratoriais com a obesidade e a resposta específica ao SARS-CoV-2 e a associação do perfil da doença ao SARS-CoV-2 e sua relação com a obesidade e os fatores genéticos, clínicos e parâmetros de laboratório. Ao final deste projeto, permitiremos a identificação de biomarcadores de prognóstico de risco para a infecção por SARs-CoV-2 associada à obesidade, considerando a frequência extremamente alta dessa morbidade na população brasileira e se isso aumentaria o risco de populações mais jovens na admissão e uso de respiradores mecânicos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 27/08/2020-26/09/2022
Foto de perfil

Juliana de Lima Lopes

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • fatores de risco cardiovascular em graduandos de enfermagem: relação com a qualidade de vida e preditores associados
  • Introdução: As doenças cardiovasculares (DCV) são as principais causas de morte no mundo. Essa alta incidência pode estar relacionada aos diversos fatores de risco (FR) cardiovascular, que podem ser divididos em fatores não modificáveis, como hereditariedade, etnia, idade avançada e sexo masculino e modificáveis, como hipertensão arterial sistêmica (HAS), diabetes mellitus (DM), dislipidemia (DLP), obesidade, sonolência diurna excessiva, apneia do sono, tabagismo, etilismo, alimentação inadequada, sedentarismo e fatores psíquicos (ansiedade, depressão e estresse). A Enfermagem deve conhecer os preditores destes FR, bem como avaliar sua relação com a qualidade de vida (QV) a fim de atenuá-los de forma mais eficaz para reduzir estas altas taxas e garantir o bem-estar dos indivíduos. Objetivos. Avaliar os FR cardiovascular modificáveis em graduandos de Enfermagem; Identificar os preditores dos FR cardiovascular modificáveis em estudantes do curso de graduação em Enfermagem; Identificar a relação dos fatores de risco cardiovascular modificáveis com a QV e rendimento acadêmico destes estudantes. Método: Trata-se de uma coorte prospectiva a ser realizada em duas universidades federais (São Paulo e Sergipe). A população será constituída pelos estudantes do primeiro ano do curso de graduação em Enfermagem, matriculados em 2019 de ambas universidades. Os fatores de risco avaliados serão HAS, DM, DLP, obesidade, sonolência diurna excessiva, apneia do sono, tabagismo, uso de bebida alcóolica, hábitos alimentares inadequados, sedentarismo, ansiedade, depressão e estresse. As variáveis sociodemográficas e clínicas a serem avaliadas serão ano do curso de graduação, idade, sexo, raça, filhos, religião, estado civil, outras doenças diagnosticadas, distância da moradia, meio de transporte, renda familiar, responsável pela renda familiar, número de conviventes, pessoas conviventes, atestados médicos, uso de medicamento, condição de moradia, vínculo profissional, reprovação em algum ano/ disciplina da graduação, participação em eventos esportivos da universidade, participação em eventos festivos da universidade, participação em atividades extracurriculares e participação em outras atividades não vinculadas à universidade e não remuneradas. A qualidade de vida será avaliada pelo instrumento Short-Form Health Survey (SF-36) e o rendimento acadêmico pelo coeficiente de rendimento. Os estudantes serão avaliados em quatro momentos: primeiro trimestre de 2019, 2020, 2021 e 2022. Para a análise univariada da associação entre as variáveis independentes e os desfechos serão utilizados os Testes Exato de Fisher ou Qui-quadrado, Teste de Mann-Whitney e a Correlação de Spearman. As variáveis com associação significativa na análise univariada (p<0,20) serão submetidas a análise múltipla por meio de regressão logística. Associações com nível descritivo <0,05 serão consideradas significativas. A adequação de ajuste do modelo final será avaliada por meio do teste de Hosmer e Lemeshow. A razão de chances com seu intervalo de confiança de 95% será utilizada como medida de associação entre as variáveis e o desfecho. A acurácia da relação de predição entre as variáveis e os desfechos será verificada por meio da área sob a curva receiver operating characteristic (ROC) com pontos de corte de maior sensibilidade e especificidade. Os dados serão coletados somente após aprovação da Comissão de Curso e do comitê de ética em pesquisa das duas universidades.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana de Melo Cartaxo

Engenharias

Engenharia de Minas
  • estudo das argilas bentoníticas paraibanas para aplicação em pelotização de minérios de ferro
  • Atualmente mais de 79% das argilas bentoníticas industrializadas são oriundas das jazidas de Boa Vista, PB. Estes jazimentos vêm sendo minerados de forma desordenada há mais de 40 anos, resultando no esgotamento das variedades mais nobres, havendo um sério prejuízo para qualidade do produto final. As empresas mineradoras impõem rígidas condições de comercialização para os produtores, condicionando a aquisição das variedades menos nobres junto às variedades que ainda apresentam propriedades mais adequadas. A indústria de mineração utiliza ainda uma ampla gama de produtos químicos em vários estágios dos seus processos, desde produtos inorgânicos até polímeros sintéticos especiais, a fim de melhorar a reologia no controle do processo de produção. No caso da extração de minérios de ferro, devido à recente escassez de minérios de alta qualidade, o tamanho de partícula do produto final é a grande problemática para esse fim, uma vez que o concentrado de minérios de ferro necessita passar pelo processo de pelotização para permitir a sua utilização nos processos em altas temperaturas e/ou reatores de redução direta. Pesquisas recentes da Unidade Acadêmica de Engenharia de Materiais comprovaram que os jazimentos descobertos nos municípios de Sossego, Pedra Lavrada, Cubati e Olivedos-PB não possuem propriedades adequadas para aplicações mais nobres e com o intuito de aproveitamento desses insumos menos nobres, o presente projeto tem como objetivo a obtenção de bentonitas ultrafinas com aplicabilidade em pelotização de minérios de ferro.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana de Oliveira Freitas Miranda

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • reconhecimento da deterioração clínica pediátrica no contexto hospitalar da saúde da criança no município de feira de santana – bahia.
  • O reconhecimento precoce da deterioração clínica é decisivo para a sobrevida e bom prognostico do paciente pediátrico. Neste sentido, escores pediátricos de alerta foram desenvolvidos para sinalizar crianças com risco para eventos adversos graves, por meio da observação de sinais clínicos e critérios pré-determinados, despertando a equipe para a necessidade de cuidados urgentes. Objetivo geral: validar e implantar um Escore Pediátrico de Alerta (EPA) para reconhecimento da deterioração clínica no contexto hospitalar da saúde da criança do município de Feira de Santana - Ba. Método: O estudo acontecerá em duas etapas. Na primeira etapa será desenvolvido um estudo metodológico para desenvolver o EPA e um estudo de teste diagnóstico para validá-lo, e na segunda etapa será feita a implantação e avaliação do impacto do EPA nas unidades de internamento de hospitais pediátricos do município de Feira de Santana - Bahia. Participarão da primeira etapa experts na área da saúde da criança/adolescente, e crianças/adolescentes com 0 a 15 anos internadas nas unidades durante a coleta. Na segunda etapa serão incluídos enfermeiros das unidades de internamento e coordenadores médicos e de enfermagem dos hospitais participantes. Serão utilizados quatro instrumentos: instrumento 1 (variáveis de identificação, sociodemográficas e clínicas das crianças); instrumento 2 (EPA após validação de conteúdo); instrumento 3 (padrão de referência para deterioração clínica); instrumento 4 (questionário de avaliação do impacto). O padrão de referência adotado para validação do EPA será baseado na avaliação clínica primária da criança gravemente doente recomendado pela American Heart Association. A preparação do estudo, coleta dos dados, implantação e avaliação do impacto seguirão fases dentro de duas etapas. Primeira etapa: desenvolvimento do EPA a partir da versão do Brighton Paediatric Early Warning Score para o contexto brasileiro (BPEWS-Br); validação de conteúdo do EPA por comitê de experts na saúde da criança/adolescente; desenvolvimento de um aplicativo para aparelhos móveis a partir do EPA; oficina de capacitação para coleta; testagem dos instrumentos e aplicação destes para coleta dos dados. Segunda etapa: construção dos algoritmos de cuidado; oficina para capacitar os enfermeiros; implementação do EPA e seu algoritmo nas unidades; e avaliação do impacto do EPA na perspectiva dos serviços e dos enfermeiros. Os dados serão computados e processados nos programas Epidata, SPSS, VassarStats.net e MedCalc. A análise dos resultados será voltada para medir a validade do EPA (indicadores: índice de validade de conteúdo, sensibilidade, especificidade, curva ROC, prevalências real e estimada, valores preditivos, razões de probabilidade, e probabilidade pós-teste), medir a reprodutibilidade do EPA (indicadores: Coeficientes Kappa Simples e Kappa ponderado) e avaliar o seu impacto na perspectiva dos serviços e dos enfermeiros. O projeto foi aprovado pelo Comitê de ética da UEFS CAAE 79484117.2.0000.0053 e aprovado pela Resolução Consepe 035/2018. Resultados esperados: espera-se alcançar bons indicadores de validade do EPA no reconhecimento da deterioração clínica, implementar esta ferramenta e seu algoritmo nos serviços, gerar impacto positivo no contexto hospitalar pediátrico do município de Feira de Santana, assim como capacitar profissionais de saúde no reconhecimento da deterioração clínica pediátrica.
  • Universidade Estadual de Feira de Santana - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Delgado Tinôco

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • remoção de cianotoxinas em águas naturais por filtração direta descendente ou dupla filtração associado à adsorção com carvão ativado granulado ou nanopartículas de carbono
  • As tecnologias de tratamento atualmente instaladas no Brasil, em geral, não reúnem condições de tratar adequadamente águas captadas em mananciais em que ocorre intenso processo de eutrofização. A situação no Nordeste e no Rio Grande do Norte se intensifica, pelo fato de ser uma região dependente de reservatórios artificiais, sob forte insolação e demasiado período de armazenamento. Nesse sentido, o presente projeto objetiva avaliar a remoção de microcistinas em águas naturais por filtração direta descendente e dupla filtração associadas à adsorção com dois distintos adsorventes (carvão ativado granular e nanopartículas de carbono). A pesquisa será realizada na ETA piloto de Extremoz-RN que capta água de lagoa homônima (5º 42’ 20” S, 35º 18’ 26” W), 20 km a noroeste de Natal. A instalação piloto é dotada de unidades de coagulação/mistura rápida, oxidação e filtração (filtração direta ascendente e descendente). Nessa perspectiva, pretende-se fomentar discussão local sobre as possibilidades de adequações tecnologias das ETA em operação no Estado visando fundamentalmente à qualidade da água distribuída à população em consonância com os valores máximos permitidos na Portaria de Consolidação no 5/2017, Art.129, anexo XX. Ao final, espera-se firmar um acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte-CAERN, estabelecendo metas progressivas, com hierarquização de cidades prioritárias, para implantação de tecnologia que obtiver melhor resultado técnico, econômico e ambiental.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Déo Dias

Ciências Biológicas

Ecologia
  • diversidade de espécies e teia trófica em ecossistemas aquáticas continentais frente às mudanças climáticas: comparando regiões geográficas distintas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Eccher

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • caracterização de nanocompósitos com propriedades líquido-cristalinas para aplicações em células solares orgânicas
  • O projeto visa à caracterização de nanocompósitos com propriedades líquido-cristalinas para potencial aplicação em dispositivos optoeletrônicos, especialmente em células solares orgânicas (OSCs) eficientes. A pesquisa em eletrônica orgânica constitui um tema bastante atual e de extrema relevância científica e tecnológica para o desenvolvimento do país. A busca por fontes renováveis e não poluentes de energia está entre os objetos de pesquisa mais importantes da atualidade. As células solares orgânicas representam a base para uma nova tecnologia de geração de energia portátil e renovável. Em aspectos tecnológicos elas oferecem a possibilidade de produção de dispositivos com alta flexibilidade mecânica, finos e de baixo peso e custo de produção. Entre os materiais orgânicos investigados para aplicação neste tipo de dispositivo, os cristais líquidos colunares (CLCols) destacam-se como promissores semicondutores auto-organizados. A grande vantagem na aplicação destes materiais em dispositivos optoeletrônicos deve-se à possibilidade de controle da orientação dos domínios colunares em relação aos eletrodos. Através de estímulos externos como temperatura e tratamentos de superfície pode-se obter o alinhamento molecular ideal para o transporte de carga em diodos ou transistores, aprimorando as propriedades eletro-ópticas dos dispositivos. Um dos principais parâmetros para o bom funcionamento das OSCs é o comprimento de difusão do éxciton. Os CLCols, os quais combinam longos comprimentos de difusão do éxciton (da ordem de 50-100 nm) e elevada mobilidade de carga ao longo da direção das colunas, surgem como os materiais ideais para este tipo de dispositivo. As propriedades optoeletrônicas dos CLCols podem ainda ser aprimoradas através da incorporação de nanopartículas Metálicas (NPs) e nanotubos de carbono (NTCs) na rede colunar. Assim, o objetivo principal deste projeto é caracterizar e avaliar a potencialidade de diferentes sistemas nanocompósitos constituídos por CLs que exibem fases colunares combinados com diferentes formas e tamanhos de NPs de ouro e NTCs. As colaborações estabelecidas com grupos de pesquisa especialistas na síntese química destas moléculas e na síntese de nanopartículas, juntamente com a infraestrutura disponível nos Departamentos de Química e Física da UFSC, suportam fortemente o desenvolvimento deste projeto.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Ferreira de Moura

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • dispositivo microfluídico descartável para diagnóstico sorológico da hanseníase baseado em peptídeos sintéticos
  • Um imunodiagnóstico para hanseníase ainda é um grande desafio. Dificuldade ainda maior é propor um ensaio que identifique os pacientes classificados como paucibacilares, os quais possuem baixos títulos de anticorpos devido as suas características imunológicas. Causada pelo bacilo Mycobacterium leprae, a hanseníase é uma doença negligenciada que acomete a pele e os nervos periféricos, principalmente os da face e das extremidades, como braços e mãos, pernas e pés. Embora o número de novos casos vem diminuindo ano a ano porém, o coeficiente de detecção em menores de 15 anos continua estável e das mais de 8 mil pessoas diagnosticadas entre 2012 e 2016, a doença foi identificada devido a incapacidades visíveis, evidenciando o diagnóstico tardio e as falhas na vigilância epidemiológica. Infelizmente, o diagnóstico da hanseníase é baseado em sinais e sintomas clínicos acompanhados, ocasionalmente, por exame baciloscópico. Na tentativa de propor alternativas ao diagnóstico, nosso grupo selecionou peptídeos conformacionais com base na reatividade com anticorpos de pacientes e utilizando-os como alvo para o desenvolvimento de testes de ELISA e em sensores de uma microbalança de cristal de quartzo (QCM) os quais foram capazes de detectar soros positivos para hanseníase de maneira muito específica. Esses resultados nos motivaram a propor este projeto com o intuito de testar outros peptídeos de M. leprae, identificados por mapeamento de epítopos lineares, desta vez como antígenos em um dispositivo microfluídico descartável utilizando-se micropartículas magnéticas revestidas com peptídeos para capturar anticorpos humanos e como marcadores micropartículas de ouro ligadas a anti imunoglobulinas humanas com a intenção de ampliar a sensibilidade e, então, detectar anticorpos inclusive de pacientes paucibacilares. A estratégia do mapeamento de epítopos tem como objetivo obter regiões peptídicas realmente determinantes para a indução de anticorpos pelos pacientes de forma a aumentar a especificidade do teste. Obter um dispositivo que permita o diagnóstico precoce da hanseníase é extremamente desejado, pois pacientes diagnosticados e tratados tardiamente podem apresentar incapacidades físicas e deformidades que podem levar a diminuição da capacidade de trabalho, limitação da vida social e problemas psicológicos; além disso, o diagnóstico precoce interrompe a transmissão, fazendo com que seja possível a eliminação da doença.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Fonseca de Lima

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • materiais inorgânicos multifuncionais contendo terras raras: de biomateriais à degradação de poluentes
  • A área de química de materiais tem se desenvolvido rapidamente e motivado o crescente interesse na síntese e propriedades de novos sólidos inorgânicos. Enquanto isso as TRs se solidificam, há décadas, dentre mais atuais tecnologias desenvolvidas; apesar da grande semelhança química dos elementos que constituem esta classe, as diferenças pronunciadas em suas propriedades físicas lhes permitem uma vasta gama de aplicações. Como componentes de materiais, as TR para dispositivos ópticos, magnéticos, elétricos, cerâmicos, ou de energia bem como em catalisadores constituem uma importante parte no avanço da civilização. Visando o avanço tecnológico e também contribuir para o bem-estar socioeconômico da humanidade, buscam-se materiais de alto desempenho, reduzidos em tamanho e custo, considerável atenção tem sido empregada no desenvolvimento de materiais inorgânicos multifuncionais. Neste contexto, surge a possibilidade do desenvolvimento e aperfeiçoamento de materiais multifuncionais contendo TR; dentre as muitas possibilidades destacam-se os materiais cerâmicos. Os subprojetos I e II focam no desenvolvimento e aperfeiçoamento de materiais cerâmicos multifuncionais à base de TRs com aplicações ambientais e biológicas. Os materiais sintetizados ao longo do projeto serão extensivamente caracterizados por uma vasta gama de técnicas com intuito de aprimorá-los levando às aplicações desejadas. Para tanto são solicitados auxílios financeiros para aquisição de equipamentos de pequeno porte e reagentes fundamentais que auxiliem na síntese dos materiais. A iniciativa do projeto conta com a participação de pesquisadores e colaboradores com grande conhecimento nas áreas relacionadas e ainda com o envolvimento de dois alunos de doutorado e três de iniciação científica.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Freire Gutmann

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • performance como dimensão de apreensão da cultura audiovisual nas ambiências digitais
  • O projeto propõe investigar aspectos plásticos, sensíveis, tecnológicos e culturais que constituem o audiovisual em circulação nas redes sociais digitais, afirmando o olhar historicizado sobre esses modos de produção, circulação e consumo, tendo a performance ao mesmo tempo como objeto e conceito metodológico de pesquisa. Considerando a performance como expressão empírica da experiência estética, pretende-se compreender formas da cultura audiovisual na internet num movimento contínuo de mediação e remediação entre diversos fluxos e tempos históricos. Ao mesmo tempo, busca-se desenvolver abordagem teórica e metodológica da noção de performance, como potente categoria de apreensão das experiências com o audiovisual que atravessam o YouTube e o Instagram e que têm o corpo do sujeito midiático como lugar de disputa por visibilidade. Nesse duplo investimento, esta pesquisa inclui: a) formulação de uma cartografia de performances que constituem formas materiais dessas redes sociais digitais, identificando padrões de ruptura e restaurações com outras matrizes midiáticas; e b) constituição de um protocolo de análise empírica da performance em articulação com audiovisualidades. Como chave teórico-metodológica, investe na articulação entre referenciais dos estudos culturais e da estética. São centrais para esta abordagem o conceito de performance, a apropriação da mise-en-scene e do gênero midiático enquanto mecanismos operativos da performance, articulados aos conceitos de tecnicidades, afeto e mediações.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Guimarães Faria

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • formação de tradutores e intérpretes de língua de sinais
  • O tema é a formação de tradutores e intérpretes de língua de sinais. Tem como justificativa o aumento significativo no Brasil da demanda de profissionais tradutores e intérpretes de Libras - português (TILSP) induzido pelas conquistas sociais da comunidade surda brasileira e pelas políticas afirmativas e linguísticas. Além disso, pode ser caracterizado como um campo emergente, com poucos estudos na área da didática da tradução de línguas de sinais, sobretudo no Brasil. O objetivo geral é identificar, compreender e analisar a formação de tradutores e intérpretes de Libras - português e compará-la à formação de tradutores e intérpretes de línguas orais a partir da sua política, estado do conhecimento, estratégias de ensino-aprendizagem, materiais didáticos, perfil do docente e visão do tradutor-intérprete e do próprio surdo. A metodologia utilizada é de pesquisa exploratória com uma abordagem qualitativa. Prevê-se análise de documentos, aplicação de questionários e realização de entrevistas com docentes, estudantes e egressos dos cursos de formação de tradutores e intérpretes de línguas de sinais e de línguas orais a serem selecionados. O universo de pesquisa é a Universidade Federal de Goiás e Universidade Autônoma de Barcelona (UAB). Como resultado, espera-se que o projeto possibilite consolidar parcerias internacionais e desenvolver produtos, ações formativas e de gestão, contribuindo com a formação de tradutores e intérpretes de língua de sinais no Brasil.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Kessia Barbosa Soares

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • efeito da suplementação com polpa de macaíba (acrocomia intumescens) sobre parâmetros bioquímicos, estresse oxidativo e comportamento em ratos exercitados
  • A prática regular de exercício físico juntamente com uma alimentação equilibrada contribui para uma relação inversa com o risco de desenvolvimento de doenças crônico degenerativas e com efeito positivo sobre a qualidade de vida. Dentre os componentes alimentares que já demonstraram contribuir na terapêutica da ansiedade, redução do estresse oxidativo, obesidade e doenças associadas, estão os lipídeos, compostos antioxidantes dietéticos, vitaminas, fibras, sendo estes encontrados em quantidades significativas em diversas frutas. Considerada como boa fonte de ácidos graxos insaturados, além de apresentar carotenoides, vitaminas, fibras e aminoácidos, está a polpa de macaíba (Acrocomia intumescens), palmeira cujo fruto se caracteriza por apresentar duas porções comestíveis, sendo estas a polpa e a amêndoa. Mesmo apresentando em sua composição ricos constituintes, ainda é pouco valorizada pela população da caatinga brasileira, onde é encontrada. Não sendo, até o presente momento encontrados estudos científicos que comprovem benefícios à saúde ou aproveitamento de sua polpa na indústria alimentícia, nem como parte habitual da alimentação da população. Desta forma se torna necessário que se comprove sua segurança, quanto ao seu consumo, promovendo a valorização da mesma. Em estudo preliminar desenvolvido por nosso grupo de pesquisa, verificou-se que a polpa de macaíba foi eficaz na melhora de parâmetros bioquímicos de ratos dislipidêmicos, bem como na redução de gorduras viscerais (dados não publicados). Tendo-se em vista a escassez de estudos utilizando a polpa de macaíba associada ou não ao exercício físico, pesquisas nessa área se justificam por ser uma proposta de caráter inovador e que podem contribuir com a expansão no consumo e cultivo de frutos da caatinga do Brasil e da agroindústria especializada em produtos nativos, com destaque para a macaíba. Desta forma, com este trabalho visa verificar os efeitos da polpa de macaíba sobre os parâmetros físicos, bioquímicos, estresse oxidativo e comportamental em ratos exercitados. Para tanto, serão utilizados 40 ratos machos da linhagem Wistar, sendo estes divididos em quatro grupos distribuídos em: 1) grupo controle sedentário (CS), onde será administrado água destilada (via gavagem); 2) grupo macaíba sedentário (MS), onde será administrado solução de macaíba na concentração de 1000mg/kg de peso do animal (via gavagem); 3) grupo controle exercitado (CE), onde será administrado água destilada (via gavagem) e será conduzido à exercício de natação; 4) grupo macaíba exercitado (ME), será administrado solução de macaíba na concentração de 1000mg/kg de peso do animal (via gavagem) e será conduzido à exercício de natação. O protocolo de exercício de natação, será realizado por um período de oito semanas, nado livre, cinco vezes por semana. Sendo a primeira semana de adaptação iniciando com tempo de 10 min até atingir 60 min no último dia de adaptação. Ao final do tratamento todos os animais serão submetidos a testes comportamentais de labirinto em cruz elevado e de transição claro-escuro, para verificação de parâmetros de ansiedade. Após os testes comportamentais os animais serão eutanasiados e serão coletados sangue e tecidos, para análises bioquímicas e de avaliação de estresse oxidativo. Este projeto visa gerar informações científicas ainda escassas, particularmente, sobre a polpa de macaíba e no estudo da funcionalidade deste alimento, temas estes de caráter inovador, contribuindo para a expansão e valorização do agronegócio local, possibilitando fomentar o desenvolvimento sustentável do Semiárido brasileiro.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juliana Maia de Queiroz

Lingüística, Letras e Artes

Letras
  • brasileiros em portugal: romances que cruzaram o atlântico na segunda metade do século xix
  • Importantes estudos acerca da circulação transatlântica de impressos no século XIX têm mobilizado pesquisadores de diferentes países da área da literatura em diálogo com a história cultural. Contrariando a ideia de um circuito unilateral de produção, circulação e recepção de livros entre metrópole e ex-colônia ou, ainda, entre países europeus e Brasil, pesquisas mais recentes mostram que, ao longo do século XIX, houve também um importante trânsito de livros brasileiros em países europeus. No que se refere à circulação de obras brasileiras em terras portuguesas, sabe-se que ela se deu de forma mais efetiva a partir dos anos setenta do oitocentos, sobretudo de romances. Nesse sentido, interessa-nos examinar a presença, circulação e recepção de romances brasileiros em Portugal no momento em que a produção romanesca já havia se consolidado em ambos os países e esse gênero ganhava cada vez mais interesse de leitores, editores e críticos nos dois lados do Atlântico.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022