Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Verônica Morais Ximenes

Ciências Humanas

Psicologia
  • pessoas em situação de rua: processos psicossociais relacionados à pobreza e à estigmatização
  • O projeto de pesquisa tem como objetivo compreender os processos psicossociais relacionados à pobreza e à estigmatização vivenciados por pessoas em situação de rua do Nordeste e Sul e objetivos específicos: Descrever os modos de vida dessas pessoas; Mensurar a pobreza multidimensional dessa população; Analisar processos psicossociais de opressão presentes nessa população; Analisar processos psicossociais de libertação presentes nos enfrentamentos e Identificar as implicações dos preconceitos, dos estigmas e da violência na vida das pessoas situação de rua. A pesquisa tem como pergunta de partida: Como as pessoas de rua vivem os processos psicossociais relacionados à pobreza e à estigmatização? Pretende-se utilizar uma metodologia mista com dados quantitativos e qualitativos em virtude da complexidade do problema. Serão utilizados questionário composto por perguntas relacionadas a Pobreza Multidimensional, Escala de Humilhação e Vergonha, Escala de Discriminação Quotidiana, Escala de Violência, Escala de Suporte Social, entrevistas e grupos focais. Participarão moradores/moradoras em situação de rua maiores de 18 anos dos Municipíos de Fortaleza e Maracanaú (Ceará) e Umuarama (Paraná). Dessa forma, buscam-se respostas acerca das condições opressoras que atingem as pessoas em situação de rua, com foco na pobreza e na estigmatização que se traduzem em claras violações de Direitos Humanos, como também, os processos de enfrentamento a essa situação.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Veruschka Escarião Dessoles Monteiro

Engenharias

Engenharia Civil
  • sistema de medição automatizado para a estimativa da geração do biogás em aterros sanitários
  • As tradicionais tecnologias de instrumentação para o monitoramento de aterros sanitários são caracterizadas por diversos fatores, como a exposição dos operários ao ambiente insalubre do aterro, laboriosidade, custo elevado, dependência de recursos humanos na coleta de dados e limitações técnicas da instrumentação convencional. Atualmente, as arquiteturas clássicas para medições na Geotecnia Ambiental são caracterizadas pelo uso limitado de instrumentação eletrônica, com pouca ou nenhuma automação embarcada. Desta forma, é possível otimizar o monitoramento dos processos biodegradativos e a consequente geração de biogás. O objetivo dessa proposta é desenvolver instrumentação automatizada de monitoramento do biogás gerado em Aterros Sanitários com estimativa do potencial energético. O campo experimental no qual será desenvolvido este projeto é o Aterro Sanitário localizado no município de Campina Grande – PB. O desenvolvimento da instrumentação automatizada para o monitoramento do biogás no Aterro Sanitário será realizado em paralelo ao monitoramento convencional, realizado nos drenos verticais, camada de cobertura de solo compactado e interface solo-resíduo, para aferição dos parâmetros de concentração, vazão, pressão, temperatura e umidade, com medições em campo e laboratório. A instrumentação automatizada será composta por sensores instalados em locais preestabelecidos na Célula de Aterro, acoplados à microcontroladores programáveis. Adicionalmente, para a alimentação deste sistema, serão inseridas placas de captura de energia solar, anexadas à carregadores de baterias. Os resultados obtidos por meio das aferições serão armazenados e manipulados à distância, a partir de um banco de dados para a estimativa do potencial energético do biogás. Esta estimativa será realizada utilizando equações matemáticas clássicas, técnicas estatísticas e modelagem numérica com uso de Redes Neurais Artificiais. Portanto, como resultado espera-se que o monitoramento do biogás em Aterro Sanitário seja mais eficiente resultando em uma maior consistência nos dados obtidos na geração de biogás para aproveitamento energético.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022