Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ana Claudia Fernandes Amaral

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de fitocomplexos-protótipos antileishmania.
  • A LEISHMANIOSE É UMA DOENÇA TROPICAL NEGLIGENCIADA QUE AFETA MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO E CAUSA MILHARES DE MORTES ANUALMENTE. APESAR DESSE CENÁRIO MUNDIAL, POUCO SE AVANÇOU EM TERMOS DE AGENTES QUIMIOTERÁPICOS UTILIZADOS NESTA DOENÇA, OS QUAIS POSSUEM ELEVADA TOXICIDADE E CAUSAM GRAVES EFEITOS COLATERAIS. DEVIDO À CARÊNCIA DE INVESTIMENTOS CONTRA LEISHMANIOSE POR PARTE DOS SETORES PRIVADO E PÚBLICO, OS GRUPOS DE PESQUISAS POSSUEM UM PAPEL IMPORTANTE NA IDENTIFICAÇÃO DE NOVOS ALVOS TERAPÊUTICOS E MÉTODOS DE DIAGNÓSTICOS QUE POSSAM VIR A DIFERENCIAR O TRATAMENTO ATUAL. DESTA MANEIRA, A BUSCA POR NOVOS AGENTES TERAPÊUTICOS É UMA NECESSIDADE EVIDENTE, SENDO AS PLANTAS UM MARCO EXPLORATÓRIO IMPORTANTE E PROMISSOR PARA OBTENÇÃO DE ALVOS ANTILEISHMANIA. NESTE PONTO, APESAR DA BIODIVERSIDADE BRASILEIRA, POUCAS ESPÉCIES BOTÂNICAS FORAM ANALISADAS E CONSEQUENTEMENTE ALVOS BIOATIVOS INSUFICIENTES FORAM DETERMINADOS COM CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS PARA AS ETAPAS SUBSEQUENTES AO SCREENING BIOLÓGICO. POR MEIO DO DESENVOLVIMENTO DESTE PROJETO, PRETENDEMOS PROSSEGUIR COM NOSSOS ESTUDOS, INICIALMENTE UTILIZANDO O FITOCOMPLEXO HS2/10 BIOATIVO ANTILEISHMANIA EM NANOFORMULAÇÕES E NOS ENSAIOS NÃO CLÍNICOS IN VIVO. PARALELAMENTE, OS ENSAIOS ANTILEISHMANIA COM COMBINAÇÕES DO FITOCOMPLEXO HS2/10 E AS FRAÇÕES/SUBSTÂNCIAS BIOATIVAS DAS ESPÉCIES BOTÂNICAS VIROLA MOLISSIMA, V. THEIODORA E BOCAGEOPSIS MULTIFLORA PERMITIRÃO AMPLIAR O CONHECIMENTO DO MECANISMO DE INIBIÇÃO DAS CLASSES QUÍMICAS ENVOLVIDAS NA ATIVIDADE. ESTES ESTUDOS REALIZADOS COM ENFOQUE MULTIDISCIPLINAR CONDUZIRÃO AO DESENVOLVIMENTO DE FITOCOMPLEXOS-PROTÓTIPOS. ALÉM DISSO, PRODUZIRÃO RESULTADOS ADICIONAIS E FUNDAMENTAIS QUE PODERÃO SER UTILIZADOS PARA TRANSPOR A BARREIRA DA QUIMIORRESISTÊNCIA POR MEIO DAS COMBINAÇÕES DAS CLASSES QUÍMICAS, REAFIRMANDO O COMPROMISSO E OBJETIVOS DO NOSSO GRUPO DE PESQUISA NOS ESTUDOS CONTRA LEISHMANIOSE.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 21/11/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Ana Cláudia Fernandes Nogueira

Ciências Humanas

Sociologia
  • ancestralidades destituídas: a manutenção da condição subalterna e sua relação com as ancestralidades das populações rurais na amazônia
  • A proposta de trabalho que se faz neste projeto é problematizar - à luz dos estudos subalternos, pós-coloniais e decoloniais - a relação entre as condições de vida no mundo rural amazônico hoje por meio do resgate da luta pela terra das ancestralidades dos sujeitos que residem em áreas de assentamento rural. Consideramos que os sujeitos desta pesquisa vivem na qualidade de subalternizados, situação engendrada desde seus antepassados e que não foi rompida em virtude do caráter de autoridade colonial do Estado brasileiro. Com isso, objetiva-se relacionar a luta pretérita pela terra, das ancestralidades de residentes em ordenamentos institucionais criados pelo INCRA, com as condições subalternizadas de vida destes sujeitos beneficiários de políticas de regularização fundiária. Desta forma, mapearemos a árvore genealógica de sujeitos rurais residentes em três assentamentos localizados na mesorregião sul amazonense, bem como empreenderemos uma investigação genealógica das trajetórias de vida e das condições de vida destes sujeitos, afim de identificar a relação entre suas condições de vida atuais e de seus antepassados. Compreendemos que esta pesquisa possibilitará a produção de dados a partir de territórios diferentes, compostos pelas populações nativas e por aquelas que migraram para o Estado do Amazonas.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cláudia Ferreira Godinho

Ciências Humanas

Educação
  • a leitura no sistema prisional: potencialidades e desafios da remição de pena pela leitura no brasil
  • A leitura em contextos de privação de liberdade tornou-se uma pauta da educação de jovens e adultos desde que a Recomendação n. 44 do Conselho Nacional de Educação, de 2012 possibilitou a remição de pena pela leitura em estabelecimentos prisionais brasileiros. Esta abertura legal ao reconhecimento da leitura como prática social relevante para a socialização de pessoas privadas de liberdade propicia o debate sobre a educação não escolar como um direito desta população, que cresceu significativamente no Brasil nos últimos anos. Considera-se que as práticas de leitura têm potencialidades educativas importantes no que se refere à leitura de mundo e de si para pessoas pobres, negras e com baixa escolaridade, perfil predominante da população prisional brasileira, conforme dados do INFOPEN de 2016. Ao mesmo tempo, o contexto de privação de liberdade apresenta desafios à formulação de propostas educativas voltadas para a garantia do direito à leitura. Diante desse cenário, o presente projeto busca compreender os avanços, potencialidades educativas e os limites da remição de pena pela leitura no que concerne à ampliação do direito à educação no sistema prisional brasileiro.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cláudia Franco

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • estudos sobre a interação dos fatores de restrição apobec3 e serinc de felinos com o vírus da imunodeficiência felina
  • O genoma do vírus da imunodeficiência dos felinos (FIV) apresenta três fases de leitura abertas (gag, pol, env) e codifica as proteínas principais do capsídeo (MA, matriz; CA, capsídeo; NC, nucleocapsídeo), enzimas virais (PR, protease; RT, transcriptase reversa, IN, integrase, DU, desoxiuridina trifosfatase) e envelope (Env) glicoproteínas (SU, superfície; TM, transmembrana), respectivamente. O FIV contém três genes acessórios, vif, orf2 (ou orfA) e rev. As altas taxas de mutação encontradas em FIV representam um importante mecanismo de evasão imune dos vírus. Os fatores de restrição são proteínas antivirais hospedeiras que neutralizam ou “restringem” a replicação viral, atuando como uma primeira linha de defesa contra infecções retrovirais e, mais importante, essas proteínas limitam a gama de hospedeiros lentivirais e a transmissão de vírus entre espécies. Entre essas proteínas estão a proteína incorporadora de serina 3/5 (SERINC ou SER 3/5) e a apolipoprotein B mRNA editing enzyme, catalytic polypeptide-like (APOBEC3 ou A3). Serinc 1-5 são proteínas transportadoras de serina altamente conservadas, dentre elas, SER3 e 5 de humanos foram recentemente reconhecidas como fatores de restrição. As proteínas SER podem restringir o processo de fusão alterando a conformação de Env e, como resultado, a capacidade de transferir o conteúdo viral para o citoplasma é comprometida. Recentemente foi demonstrado que o SER5/3 felino reduzem a infecciosidade do HIV e Ser5 de felinos tem uma atividade de restrição mais forte contra o FIV do que o SER3 de felinos in vitro. Dessa forma, aparentemente o FIV pode escapar da restrição do SER3 (dados não publicados). O A3 foi um dos primeiros fatores de restrição identificados. Em vírus que não expressam Vif, A3 é encapsidado na partícula viral e desamina a citidina no DNA viral de cadeia negativa, gerando a uridina e induzindo hipermutações de G a A no DNA da fita positiva. Esse processo leva à introdução de códons de parada prematuros nas proteínas nascentes. As proteínas A3 interagem com a proteína viral de Gag e podem ser incorporadas na partícula viral nascente e esse mecanismo oferece um alvo potencial para a terapia. Quando Vif é expresso, as proteínas A3 são antagonizadas pelas proteínas Vif de HIV e FIV. A ligação de Vif à proteína A3 é espécie-específica na maioria dos casos analisados. Assim, o Vif de FIV inibe as proteínas felinas A3 e o Vif de HIV não afeta a A3 de felinos. A observação inversa foi encontrada quando o A3 humano foi expresso. Dados sobre a variabilidade de proteínas A3 de gatos positivos e negativos para FIV foram previamente descritos por nosso grupo de pesquisa. O estudo relatou sete haplótipos A3Z3 em gatos que foram correlacionados com infecção por FIV. Posteriormente, duas proteínas com atividade antiviral, A3Z3 e A3Z2Z3 foram descritas. Além disso, estudos in vitro demonstraram que tais proteínas reduzem a infectividade de FIV. Assim, essa proposta visa realizar estudos in vitro para compreender as interações entre variantes naturais de genes env, gag, vif e orf2 com variantes dos fatores de restrição felinos A3 (sete haplótipos) e SER3/5.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cláudia Niedhardt Capella

Ciências Humanas

Ciência Política
  • agenda governamental brasileira: mapeamento e análise do período 1995-2014
  • O presente projeto de pesquisa tem como objetivo mapear a agenda governamental no período histórico recente do país, de forma a permitir o acompanhamento e análise das mudanças nas prioridades governamentais. De forma mais específica, a pesquisa abrangerá o Poder Executivo e Legislativo federal e buscará identificar e monitorar os temas presentes na agenda ao longo do período compreendido entre 1995 e 2014. A análise considerará a investigação detalhada dos temas inseridos na agenda, considerando a política setorial a que se referem (saúde, educação, meio ambiente, etc.) e sua movimentação ao longo do período. Trata-se de um esforço essencial para a compreensão do processo de produção de políticas públicas no Brasil. Os resultados da pesquisa permitirão a emergência de novas perguntas sobre a política brasileira, sobre as especificidades do processo de produção de políticas públicas no país, as possibilidades de participação social na formulação, a existência de padrões de mudanças em políticas públicas, entre outros aspectos. Além disso, a pesquisa será desenvolvida de forma articulada com a rede internacional de pesquisa sobre agenda governamental (Comparative Agendas Project), viabilizando análises comparadas com a dinâmica da agenda em outros países.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cláudia Rodrigues Chibinski

Ciências da Saúde

Odontologia
  • avaliação clínica e laboratorial de diferentes protocolos restauradores para dentes com hipomineralização molar incisivo (hmi)
  • A hipomineralização molar incisivo (HMI) é uma condição que afeta aproximadamente 14% da população mundial e está relacionada com dificuldade de adesão devido às alterações na estrutura do esmalte, que resultam longevidade diminuída das restaurações, portanto o estudo de protocolos alternativos de adesão para dentes portadores de MIH é fundamental. Além dessa questão, os pacientes portadores de MIH estão propensos a apresentarem maiores níveis de sensibilidade dental e dor odontológica, o que afetar os níveis de ansiedade relacionada ao tratamento odontológico. Portanto, o objetivo desta pesquisa é avaliar restaurações realizadas a partir de diferentes protocolos restauradores em molares portadores de hipomineralização molar incisivo por meio de critérios laboratoriais (estudo in vitro) e longevidade (ensaio clínico randomizado). Esta pesquisa será desenvolvida em duas etapas. Na primeira etapa, um estudo laboratorial será desenvolvido. A amostra será constituída por 40 dentes portadores de hipomineralização com cárie de dentina (ICDAS 5 e 6) e 40 molares hígidos obtidos em banco de dentes humanos. Os dentes serão aleatoriamente divididos em 4 grupos (n=10): Grupo 1 – aplicação de adesivo universal; Grupo 2 – aplicação de NaOCl prévia à aplicação do adesivo universal; Grupo 3 – aplicação de agente infiltrante prévia à aplicação do adesivo universal; Grupo 4 – aplicação de NaoCl e agente infiltrante prévia à aplicação do adesivo universal. Cavidades padronizadas serão preparadas nos molares saudáveis e lesões de cárie em dentina serão produzidas artificialmente pelo método de ciclagem de pH. Em seguida, eles serão divididos aleatoriamente em 4 grupos e receberão exatamente os mesmos protocolos de adesão descritos previamente. Todos os protocolos adesivos serão realizados com adesivo universal (Scotchbond Universal Adhesive) e as restaurações com resina composta nanohíbrida (Filtek Z350). As interfaces adesivas serão avaliadas a partir dos critérios de microinfiltração, nanodureza e microtração, além da análise qualitativa em MEV. Palitos de todas as condições serão armazenados em saliva artificial a 37C para reavaliação após 12 meses. A segunda etapa do estudo será um ensaio clínico randomizado. Pacientes portadores de MIH, com idades entre 8 e 12 anos, serão selecionados, compondo uma amostra de 250 molares afetados com cavidades de cárie em dentina (ICDAS 5 e 6), que serão divididos aleatoriamente em 5 grupos (n=50) conforme os protocolos de adesão já descritos, além de um grupo controle com restaurações de ionômero de vidro de alta viscosidade (CIV) (Equia Forte). As restaurações em resina composta serão realizadas com isolamento absoluto e remoção parcial de tecido cariado; as restaurações em CIV seguirão o protocolo das restaurações atraumáticas. As restaurações serão avaliadas no baseline, aos 6, 12 e 24 meses por fotografias padronizadas; as restaurações em resina composta serão avaliadas segundos os critérios USPHS modificado e as restaurações em CIV segundos os critérios de avaliação de ARTs. Todas as restaurações serão realizadas por dois operadores treinados nos protocolos a serem testados e as avaliações serão realizadas por um avaliador treinado e calibrado, que não participará no atendimento clínico dos pacientes. O grau de ansiedade dental gerado no momento do atendimento de pacientes portadores de MIH também será avaliado por meio do Venham Picture Test modificado; este teste será aplicado antes e logo após dos tratamentos restauradores. Da mesma forma, será avaliado o auto relato de dor de origem dentária antes e depois da realização dos tratamentos propostos, utilizando-se a Faces Pain Scale Revised (FPS-R). Com a realização deste projeto de pesquisa, espera-se esclarecer qual o protocolo adesivo mais adequado para restauração de dentes portadores de MIH, verificando-se se os achados laboratoriais são refletidos na clínica. Quanto aos níveis de ansiedade dental das crianças, espera-se que esses sejam maiores previamente ao tratamento e que diminua gradativamente nas consultas de controle clínico. No que diz respeito ao autorrelato de dor dentária, espera-se que, ao longo do tratamento e das consultas de controle, ele apresenta níveis cada vez menores.
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Claudia Trocoli Torrecilhas

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • o papel de exossomos e microvesículas de macrófagos humanos infectados por trypanosoma cruzi na resposta imune do hospedeiro
  • Vesículas liberadas por células foram descritas no início da década de 80, embora já no ano de 1967 tenha sido observada a liberação de “produtos de plaquetas” em soro humano. Atualmente, sabe-se que a grande maioria das células liberam diferentes tipos de vesículas extracelulares (EVs) que são responsáveis por uma variedade de efeitos biológicos EVs são liberadas por todos os tipos de células, e podem ser encontradas em diferentes fluidos e secreções corporais (plasma, leite materno, sêmen, saliva, urina, líquido aminiótico, bile e fezes). EVs são também liberadas por diversos organismos causadores de doenças controlando a interação entre o patógeno e as células do hospedeiro. Já foram descritas EVs de protozoários parasitas, tais como: Leishmania donovani, T. cruzi, Trypanosoma brucei, Plasmodium spp., Trichomonas vaginalis, Toxoplasma gondii e Eimeria. Em trabalhos anteriores mostramos que vesículas isoladas de T. cruzi possuem glicoproteínas da família da gp85/Trans-sialidases que são ancoradas à superfície do parasita via glicosilfosfatidilinositol. Foram encontradas também proteínas estruturais, associadas ao citoesqueleto, com similaridade as heat shock proteins (HSP); proteases, a maioria da classe das gp63 e proteínas associadas ao flagelo e envolvida em alguns processos metabólicos, no processamento de ácidos nucleicos e formação de vacúolos. Entretanto, o papel isolado de cada um destes componentes na ativação de células do sistema imune só é conhecido para as mucinas e trans-sialidasese que estão envolvidas nas etapas de adesão do parasita às células de mamífero. Verificamos também que o tratamento dos animais com estas vesículas aumenta a parasitemia e aceleraram a mortalidade. Observamos um aumento de infiltrados inflamatórios e o número de ninhos de amastigotas no tecido cardíaco, bem como exacerbação da fase aguda da infecção. Mais recentemente verificamos que as EVs de T. cruzi atuam na organização do compartimento imune inato nas fases iniciais da infecção e também em esplenócitos de fase crônica. Mais ainda, as EVs isoladas de distintas cepas de graus de virulência diferentes, como as cepas YuYu e CL-14 aumentam a produção de citocinas pró-inflamatórias e de NO nos macrófagos via TLR2. Todos os isolados foram capazes de ativar a cascata de sinalização das MAPKs (incluindo p38, ERK 1-2 e JNK). Esses dados indicam que vesículas das distintas cepas possuem diversidade nos componentes de superfície e são determinantes nos eventos imunopatológicos não só nas primeiras etapas da infecção, mas também na invasão e na fase crônica da infecção pelo T. cruzi. No entanto, pouco se sabe se as células infectadas pelo parasita, ou que interagiram com vesículas do parasita, também produzem vesículas que poderiam modular a progressão da infecção. Resultados preliminares de nosso grupo mostraram efeitos variáveis de EVs de duas cepas do T. cruzi em monócitos da linhagem THP-1 pré-ativados com Phorbol-12-myristate-13-acetate. Detectamos um aumento diferencial na expressão de genes, sendo alguns deles relacionados a resposta imune (veja figura 1). O objetivo deste projeto será verificar se estes macrófagos ou macrófagos infectados por diferentes cepas de T. cruzi secretam EVs e se estas EVs têm diferentes papeis imunomoduladores. Como isto poderemos compreender em maiores detalhes como o parasita consegue modular a resposta imune do hospedeiro e se estas diferenças estariam relacionadas com os diferentes padrões de infecção e estabelecimento da Doença de Chagas em modelos experimentais.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Clécia Santos de Alcântara

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • materiais híbridos nanoestruturados a base de pontos quânticos de carbono como carreadores de moléculas quimioterápicas no tratamento do câncer.
  • O câncer é considerado um grave problema de saúde nos países desenvolvidos e emergentes, sendo classificado como a segunda causa de morte de pessoas no planeta, de acordo com os últimos relatórios da Organização Mundial da Saúde. Dentre as várias substâncias quimioterápicas empregadas no tratamento de cânceres sólidos, o 5-Fluorouracil tem demonstrado atividades biológicas importantes, porém o seu emprego por vias orais de administração se torna inviável devido às altas concentrações requeridas em doses contínuas, provocando um conjunto de sintomas que são altamente desconfortáveis ao paciente. Este quadro constitui um verdadeiro desafio científico e tecnológico que requer a busca de novos tratamentos e melhores terapias antitumorais por via oral de administração para fármaco 5-Fluorouracil. Dentro desta perspectiva, observa-se nos últimos anos que métodos terapêuticos do câncer estão cada vez mais baseados na nanotecnologia, onde o emprego de nanopontos de carbono (CNDs) como nanocarreadores de agentes quimioterápicos tem atraído considerável atenção devido a sua biocompatibilidade, baixa toxicidade e propriedades de fotoluminescência, a qual é extremadamente interessante para análises de bioimagem no tratamento do câncer. Por outro lado, associado aos CNDs, podemos preparar sistemas híbridos onde a molécula de 5- Fluorouracil se encontre confinada em uma matriz inorgânica do tipo hidróxido duplo lamelar (HDL), na qual é amplamente empregada em biomedicina, obtendo assim um sistema híbrido e único de liberação oral a base de CNDs e HDL. Neste projeto, propomos a preparação, caracterização e avaliação in vivo e in vitro de sistemas híbridos de liberação do quimioterápico 5-Fluorouracil a base de CNDs e HDL para o tratamento do câncer. Espera-se que este sistema promova a liberação do fármaco de uma forma mais controlada e com melhor aproveitamento do 5-Fluorouracil pelo organismo, trazendo um maior conforto ao paciente, devido a uma menor quantidade de quimioterápico utilizado, o que é essencial para o sucesso na cura do câncer. Além disso, a intensa fotoluminescência apresentada pelos CNDs podem permitir que eles sejam aplicados na obtenção de imagem em sistemas biológicos, e assim, estas estruturas podem atuar também como uma plataforma para diagnóstico e tratamento do câncer mediante ensaios de bioimagem. Cabe destacar que proposta pode ser caracterizada como inovadora, desde que abarca o desenvolvimento de novos sistemas capazes de administrar por via oral fármacos que já são consagrados na terapêutica contra o câncer, e por graves problemas adversos são apenas administrados por via cutânea, provocando dor e desconforto ao paciente. Outro aspecto relevante da proposta é o seu aspecto altamente tecnológico, desde que os custos para o desenvolvimento de novos fármacos para administração oral para este tipo de tratamento é um grande desafio para a indústria farmacêutica atual, o que torna a pesquisa nesta área de química de materiais nanoestruturados para fins biomédicos, altamente interessante e promissor.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Brito Arcoverde

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • avaliação de processos de implementação do programa criança feliz nos municípios da região metropolitana do recife
  • A presente proposta de pesquisa elege como objeto de estudo a eficácia do Programa Criança Feliz, com enfoque na avaliação de processo de implementação e capacitação dos seus agentes executores, visando atender à chamada do CNPq/Ministério da Cidadania Nº 30/2019. Nessa direção, constitui-se como objetivo geral avaliar os processos de implementação do Programa Criança Feliz nos municípios da Região Metropolitana do Recife, o que se concretizará por meio de sua caracterização e de seus determinantes contextuais, qualificação e quantificação das equipes de trabalho presentes nos 14 municípios que compõem a Região Metropolitana do Recife e verificação das condições de implementação e capacitação de suas equipes. O Programa Criança Feliz, instituído através do Decreto nº 8.869, de 5 de outubro de 2016, no Brasil (BRASIL, 2016b),e coordenado pelo Ministério da Cidadania – vinculado à Secretaria Especial do Desenvolvimento Social visa promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância. Trata-se de uma importante iniciativa do Governo Federal para ampliar a rede de atenção e o cuidado integral das crianças, considerando sua família e seu contexto de vida. O Programa foi proposto para exercer um papel imprescindível na sociedade, no sentido de promover e defender os direitos das crianças, no âmbito da política de assistência social, e assim ampliar as políticas que promovam o desenvolvimento integral da primeira infância. Como programa de uma política social requer avaliação desde sua proposição e mesmo durante sua implementação, completando o ciclo das políticas, quando acompanha a exequibilidade de suas metas, indicadores de eficácia com recorte na capacitação de seus agentes executores. A pesquisa avaliativa proposta fará uma análise em profundidade, particularizando o corpo técnico e o atendimento do público-alvo. Para a operacionalização da pesquisa exploratória, explicativa, avaliativa e interpretativa serão utilizados procedimentos metodológicos quantitativos e qualitativos (triangulação de métodos) obedecendo as regras de cientificidade das ciências sociais aplicadas (universo/amostra). Pretende-se assim, desvelar a qualidade da relação de coerência entre os objetivos e metas do Programa Criança Feliz e a capacitação pensada, realizada e requerida junto e com os seus agentes executores. Dois eixos centralizam a análise de conteúdo, a saber: implementação e capacitação orientados pela categoria analítica de contexto eficácia. Trabalharemos com os 14 municípios da Região Metropolitana do Recife que executam o Programa Criança Feliz, bem como com suas equipes de execução. A coleta de dados direta mediante entrevista com roteiro previamente elaborado será precedida da busca de dados quantitativos e qualitativos disponibilizados pelos sites oficiais dos municípios e órgãos estatísticos, como IBGE, Ministério da Cidadania. Constituem produtos previstos: o perfil dos municípios e seus determinantes, os processos de implementação do programa nos municípios e a qualificação da relação entre os objetivos estabelecidos e metas alcançadas pelo programa transformados em relatórios e publicações.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 06/01/2020-06/11/2020
Foto de perfil

Ana Cristina de Almeida Fernandes

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • 35 anos da política de informática (1984-2019) uma visão crítica da "modernização sem mudança" no país da desigualdade
  • O progresso técnico traz consigo perigos inerentes que põem em risco a própria reprodução da humanidade e da natureza (a exemplo das tecnologias da guerra, entre tantas outras). Sua “naturalização" por ideologias positivistas no mundo contemporâneo requer, portanto, o enfrentamento do fenômeno numa perspectiva crítica, para a qual as contribuições das ciências humanas são necessárias. Parte do arcabouço teórico em que se sustenta a presente proposta de pesquisa, compreende o “pessimismo revolucionário” de Benjamin (1978), Ellul (1965) e Habermas (1967), o qual pode causar estranhamento aos defensores da “cultura oficial” introjetada na política de CT&I contemporânea, mas a estes não escapará o reconhecimento de que as mudanças disruptivas decorrentes da chamada Quarta Revolução Industrial, cujas tecnologias digitais, de inteligência artificial, automação e robótica, biotecnologia e edição de DNA, novos materiais e a convergência entre várias delas, vêm provocando impactos extraordinários no mundo do trabalho (FREY; OSBORNE, 2013), na produção industrial, nos serviços e na agricultura (WEF, 2018) e mesmo nas formas de vida no planeta (DAS, 2017). Ao longo deste processo de tecnificação, o progresso técnico desenvolveu e aperfeiçoou capacidades e competências, racionalidades, valores e padrões de comportamento que, enfim, produziram um tipo de organização social favorável à sua reprodução ampliada e que transcendem a esfera econômica. É neste contexto avançado do progresso técnico que o termo inovação vai se destacar, assim como o enfoque sistêmico com que tem sido observado pelo olhar do cientista social contemporâneo, e incorporado ao campo das políticas públicas. Nas economias de mercado, o valor atribuído às capacidades inovativas das empresas cresce à medida que são compreendidas como fator primordial da ideia de desenvolvimento (aquela derivada da racionalidade própria do progresso técnico). E como tais capacidades não são igualmente distribuídas no território, sendo intrinsicamente associadas à formação econômico-territorial sobre a qual se forjou e se reproduzem os diferentes contextos socioeconômicos, concentram-se, portanto, em poucos países e regiões. Constitui-se uma divisão de trabalho entre os que lideram a produção continuada de novas técnicas e induzem sua extensiva difusão àqueles outros onde são replicadas e consumidas, como observa Furtado (1977). Tal divisão de trabalho se evidencia particularmente nas chamadas Grandes Ondas Kondratieff que marcam a emergência e difusão de paradigmas tecnológicos de abrangência universal. Definidoras da quinta Grande Onda, ou 5º. Kondratieff, e permanecendo centrais no 6º Kondratieff que já se avizinha na visão de muitos analistas, as tecnologias de informação e comunicação (TIC) podem ser consideradas indutoras da "evolução" desse processo de tecnificação no sentido do aprofundamento da digitalização da sociedade, da economia e mesmo da vida. Sua importância neste processo tem sido traduzida em políticas públicas de CT&I nos quatro cantos do planeta, que as entendem como paradigma tecnológico que, por pervasivo e emergente, abre oportunidades a novos atores econômicos, setores industriais, mobilizando esforços e investimentos públicos e privados, acadêmicos e empresariais (FERNANDES; MELO, 2017). No Brasil não é diferente, observando-se movimento crescente que compreendeu empresários, parlamentares e pesquisadores em torno do desenvolvimento de uma indústria brasileira de informática ainda na primeira metade dos anos 1970, movimento que culmina com a promulgação da "Política Nacional de Informática" (Lei no. 7.232/84), em 1984. Para promoção da indústria de informática no país, de hardware e de software, a política acompanhou originalmente a lógica da industrialização por substituição de importações prevalecente então no Brasil. Em 1991, com a abertura comercial, a PNI é alterada significativamente pela “nova lei de informática” (8.248/91), abolindo qualquer tratamento diferenciado às empresas de capital nacional, retirando as restrições às importações e focando no estímulo fiscal (isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados à indústria de informática e no investimento em pesquisa e desenvolvimento (P&D). Em contrapartida, a empresa devia aplicar o equivalente a, no mínimo, 5% do faturamento bruto em P&D no país. Desse total, a empresa deveria aplicar ao menos 2,3% em projetos com universidades ou institutos de pesquisa, sendo o restante aplicado em projetos internos. A nova lei continha também instrumento de política regional, ao direcionar 0,8% dos 2,3% de recursos destinados a P&D externo a instituições de pesquisa localizadas no Centro-Oeste, Norte e Nordeste. Segundo diversas análises, porém, os resultados têm sido frustrantes. Mesmo tendo naturalizado a tecnificação de todas as esferas da vida, a sociedade está hoje confrontada a desafios éticos e materiais nunca antes colocados pelo progresso técnico, reconhecidos inclusive por seus promotores, como Klaus Schwab, idealizador do Fórum Econômico Mundial. O presente projeto objetiva realizar uma reflexão nesta perspectiva crítica, tomando como estudo de caso a chamada Política Nacional de Informática, criada originalmente em 1984, mas que vem, desde então sendo objeto de diversas alterações que expressam adequação não apenas a mudanças no contexto da globalização desde os anos 1990, mas também a interesses de atores nacionais e estrangeiros que dela se beneficiam. O estudo tem como objetivos específicos construir arcabouço teórico a partir do diálogo entre diferentes contribuições do pensamento nas ciências humanas; caracterizar o contexto espaço-temporal em que ocorre a emergência da política e suas alterações; identificar os principais atores envolvidos, seus interesses e percepções com relação à política de informática brasileira, de modo a levantar neles uma problematização que permita inspirar contribuições ao seu aperfeiçoamento.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina de Souza Vieira

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • desafios do enfrentamento da aids em pernambuco, em tempos de ajuste neoliberal e desmonte do sistema único de saúde
  • A pesquisa analisa o enfrentamento da epidemia de HIV/Aids em Pernambuco, Nordeste do Brasil, a partir de indicadores de saúde que apontam o crescimento entre homens, a incipiente redução da aids entre mulheres, e o aumento da mortalidade. A tendência mundial aponta para resultados opostos, diante da adoção de diretrizes de prevenção combinada para o enfrentamento da doença e da maior proivisão gratuita de antiretrovirais. Neste estudo, busca-se explorar como as desigualdades sociais e contradições do capitalismo tardio têm implicações no trato da aids em Pernambuco, supondo-se que as variações regionais expressam redução de recursos para HIV/Aids diante do avanço neoliberal, mas também características culturais, socioeconômicas, assimetrias de gênero e raciais, desenho de políticas nacionais, estaduais e municipais, expondo as condições de desigualdade e pobreza da região Nordeste. A pesquisa orienta-se pelo materialismo histórico-dialético, com coleta de dados empíricos sobre as ações desenvolvidas nos serviços públicos voltados para pessoas soropositivas e de prevenção à epidemia entre a população geral e populações-chave. Diante do agravamento da epidemia no Estado, as unidades de análise da pesquisa são os dez municípios com maiores prevalências de HIV/Aids. A reflexão teórico metodológica passa pelas tendências contemporâneas da política social no capitalismo tardio, em que o acesso aos recursos do fundo público destinados às políticas de reprodução social se torna campo de disputa de acumulação de capital, por meio de privatização não-clássica. Para a produção de dados primários serão realizadas entrevistas semi-estruturadas e em profundidade e grupos de discussão. Também será realizada coleta e análise documental de documentos administrativos, técnicos e políticos dos municípios analisados e do Governo do Estado que versam sobre as repostas do Estado. A equipe de pesquisa é formada por pesquisadores situados na academia e trabalhadores dos serviços de referência em HIV/Aids nos municípios, com experiências anteriores de trabalho conjunto, e discentes/pesquisadores em formação de graduação, mestrado, doutorado, pós-doutorado. Pretende-se contribuir para a melhoria dos indicadores de aids em Pernambuco, a partir da discussão dos determinantes do avanço da epidemia, identificando-se os desafios a enfrentar e propondo novas estratégias de enfrentamento à epidemia que, na contramão da história, avança em Pernambuco.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Fermino Soares

Ciências Agrárias

Agronomia
  • nexus: integração caatinga-sisal
  • A degradação e falta de conservação da Caatinga, associados a sistemas produtivos agrícolas não sustentáveis, tem gerado ineficiência produtiva, impacto ambiental, econômico e, principalmente social, sem nenhuma segurança hídrica, energética e alimentar, em regiões que englobam populações com os mais baixos índices de desenvolvimento humano (IDH) do Brasil. O atual sistema produtivo do sisal (Agave sisalana Perrine) no semiárido da Bahia, no bioma Caatinga, se enquadra na situação acima descrita. O projeto propõe desenhos e/ou redesenhos de Sistemas Produtivos Eficientes e Sustentáveis para o sisal integrado à Caatinga, com faixas de diversidade vegetal, com o manejo do banco de sementes nativas e com a introdução de espécies vegetais da Caatinga selecionadas pelo potencial medicinal, melífero e frutífero, com técnicas de conservação de solo e água, acrescentando-se a apicultura aos sistemas produtivos, mediante a instalação de pasto apícola e colônias de abelhas estudadas para esse agroecossistemas. Estes desenhos de sistemas produtivos eficientes se baseiam nas experiências e projetos realizados na região produtora de sisal no bioma Caatinga e no conhecimento e desenvolvimento científico e tecnológico sobre esse bioma e agroecossistemas sustentáveis. Também se propõe o desenho de um agroecossistema para o sisal com faixas de adubos verdes adaptados ao bioma Caatinga e o estudo de fixação biológica de nitrogênio no sentido de incrementar o aporte de nitrogênio e de biomassa no solo, por meio da inoculação e incorporação ao solo de leguminosas e com o estudo de seleção de estirpes eficientes de bactérias fixadoras de nitrogênio em associação com leguminosas da Caatinga. Ao diversificar o sistema de produção, com o uso da biodiversidade local, espera-se que ocorra a retomada da paisagem local, na qual a Caatinga se faz presente e possui espécies únicas, com potencial tanto para bioativos (plantas com potencial medicinal e perspectiva econômica), como para implantação de pasto apícola para exploração melífera e disseminação das espécies da Caatinga. Também árvores frutíferas da Caatinga para produção de frutos e outras plantas adaptadas a região serão usadas para cobertura vegetal do solo, adubação orgânica, para o desenvolvimento de sistemas de plantio de sisal que favorecem a drenagem e a conservação de água e solo, evitando a erosão e desertificação. O projeto propõe a revitalização de plantios de sisal instalados e a instalação de plantios novos com as faixas de diversidade de plantas da Caatinga com funcionalidade. A revitalização dos sistemas produtivos de sisal, tornando-os Sistemas Eficientes e Sustentáveis é necessário para garantir as condições de produção com as ações integradas propostas pelo Nexus (hídrica, energética e alimentar) e a consequente redução da pobreza e melhoria da qualidade de vida da população dessas regiões, com a valorização das espécies vegetais locais e a consequente conservação e preservação da Caatinga. Este sistema busca o bem estar do produtor rural, com a melhoria de qualidade de vida advinda das melhores condições de trabalho dentro do conforto ambiental que poderá ser promovido pela integração e diversidade do agroecossistema. Os Sistemas Produtivos eficientes Integração Sisal-Caatinga serão avaliados por indicadores de sustentabilidade descritos na literatura. Adicionalmente serão realizada a coleta de plantas de sisal em diferentes municípios produtores, no sentido de implantar um banco de germoplasma de sisal, para ampliação do banco da Embrapa-Algodão, com maior variabilidade genética, para estudos de genômica e fisiologia da planta. Será feita a genotipagem da população do banco de germoplasma de sisal com marcadores moleculares relevantes para o estudo de genes funcionais e a seleção de plantas mais adaptadas à região, permitindo avanços nos estudos com o sisal no Bioma Caatinga, para sistemas produtivos mais sustentáveis. O projeto será desenvolvido em parceria com a Associação de Produtores APAEB e Escolas Família Agrícola da região, com proposições de redimensionamento das áreas produtivas, inserindo os serviços ecossistêmicos locais e as técnicas de produção da cultura de sisal.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 05/12/2017-31/12/2020
Foto de perfil

Ana Cristina Freitas de Vilhena Abrão

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • mães de prematuros sob intervenção de florais de bach: ensaio clínico controlado, duplo cego, randomizado
  • RESUMO: Devido aos altos índices de prematuridade e mortalidade neonatal, o leite humano, por suas qualidades ímpares, é a melhor escolha na alimentação para uma criança prematura, principalmente quando se trata de um recém-nascido com peso inferior a 1.500g. Estudos mostram que ao depararem com a impossibilidade de amamentar seu filho ao seio imediatamente após o nascimento, as nutrizes apresentam um quadro de estresse, ansiedade e dificuldade em manter a amamentação. Alguns estudos mostram que o uso de Florais de Bach contribui para a redução dos sintomas de estresse, no entanto não há estudos clínicos com mães de prematuros doadoras de leite humano. Objetivo: Analisar o efeito do uso de Florais de Bach (Five Flowers) no nível de estresse e produção láctea de mães de prematuros. Método: Trata-se de um ensaio clínico controlado, duplo cego, randomizado com mães de prematuros doadoras de leite humano, cujos filhos tenham sido internados na UTI Neonatal do Hospital Universitário da UNIFESP. O estudo será realizado no posto de coleta do Hospital Universitário da Universidade Federal de São Paulo. A amostra será de 102 mulheres, que estarão distribuídas igualmente em grupo intervenção (mulheres que receberão os Florais de Bach) e grupo placebo (mulheres que receberão placebo). A variável de desfecho primário é o estresse avaliado por meio do Instrumento Parental Stress Scale: Neonatal Intensive Care Unit e por meio da dosagem hormonal de cortisol. A variável de desfecho secundária é a produção láctea que será avaliada por meio do volume lácteo e dosagem do hormônio prolactina. A coleta dos dados será realizada entre 24 e 48 horas após o parto, entre o 5o e 7o dia e entre o 10 o e 12 o dia. Todas as análises serão planejadas e desenvolvidas considerando um nível de significância p=0,05. Espera-se que o uso de florais possa auxiliar na redução do nível de estresse de doadoras de leite humano, mães de prematuros e, consequentemente, no aumento da produção láctea, favorecendo assim o aleitamento materno exclusivo.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Gales

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo-piloto para a implantação de uma rede brasileira de vigilância de resistência antimicrobiana em saúde única
  • A resistência antimicrobiana tem sido reconhecida como uma das mais graves ameaças globais à saúde humana no século XXI. O uso de antimicrobianos na medicina humana, na agricultura e na pecuária têm contribuído para a seleção de bactérias multirresistentes. Embora comumente detectadas no ambiente hospitalar, bactérias multirresistentes também têm sido detectadas em outros nichos ecológicos. No Brasil, a ocorrência de cepas produtoras de carbapenemases do tipo KPC-2, SPM-1 ou NDM-1 tem sido relatada em esgoto bruto, rios impactados por esgoto e águas costeiras. As consequências da contaminação da água e do solo por bactérias que carreiam genes codificadores de carbapenemases ainda são desconhecidas, mas poderiam levar à contaminação dos alimentos, animais de produção e à aquisição de infecções comunitárias causadas por estas bactérias. A epidemiologia da resistência bacteriana aos antimicrobianos é complexa e tem sido amplamente reconhecida a importância de um sistema de vigilância integrado baseado no conceito “One-Health”- Saúde Única. Vários estudos brasileiros têm reportado a frequência, os fenótipos e genótipos de bactérias resistentes em isolados de origem humana, de distintos animais, incluindo animais selvagens, de produção e de estimação, bem como de alimentos e do meio ambiente. Entretanto, até onde é do nosso conhecimento, nenhum estudo coletou, prospectivamente e simultaneamente, isolados de humanos, de animais e do ambiente sob a perspectiva de uma vigilância integrada em saúde única. Com o objetivo de estimar a frequência de E. coli e K. pneumoniae resistentes às cefalosporinas de amplo espectro e carbapenêmicos, estabelecemos uma rede colaborativa com grupos de pesquisa das cinco regiões geográficas brasileiras para obtenção de amostras de humanos saudáveis e doentes, animais de produção, alimento e do meio ambiente sob o mesmo critério de inclusão e metodologia de avaliação. Desta maneira, pretendemos que a experiência acumulada por esse projeto piloto sirva como um futuro modelo para a implementação de um sistema de vigilância integrado brasileiro baseado em saúde única. Também esperamos contribuir para a melhor compreensão das características da microbiota gastrointestinal que possam predispor à colonização por bactérias multirresistentes por meio da realização do metagenoma das fezes de humanos e animais colonizados e/ou infectados por isolados produtores de ESβL e/ou carbapenemases comparados àqueles de humanos e animais não colonizados.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 05/10/2018-31/10/2021
Foto de perfil

Ana Cristina Garcia Dias

Ciências Humanas

Psicologia
  • integração ao ensino superior na transição da adolescência para vida adulta: o papel de estressores, expectativas e estratégias de enfrentamento na adaptação à universidade
  • Este projeto tem como objetivo geral investigar aspectos relacionados à transição para a universidade e à integração do estudante ao contexto universitário. O primeiro estudo tem como foco o estudante de ensino médio, e busca investigar fatores pessoais e contextuais que estão envolvidos na motivação para realizar o ensino superior. É sabido, que, apesar do maior número de oportunidades de ingresso no ensino superior para jovens de baixa renda e minorias, muitos não cogitam entrar na universidade. Assim, esse estudo busca conhecer o papel que a exposição à cultura do ensino superior tem sobre a aspiração (expectativas) aos estudos nesse nível de ensino, sem desconsiderar variáveis de caráter mais individual como autonomia, auto eficácia e a motivação para o crescimento pessoal. Espera-se que os resultados possam auxiliar ao compreender a melhor a importância tanto da motivação para o crescimento pessoal quanto da exposição à cultura do ensino superior como fatores que concorrem para a eleição do ensino superior como um objetivo de vida. Já o segundo estudo busca identificar como variáveis de saúde mental do estudante (depressão, ansiedade e estresse), expectativas referentes ao ensino superior, estratégias de enfrentamento e o desenvolvimento da autonomia afetam o processo de integração e adaptação ao estudo superior. Neste segundo estudo, de caráter longitudinal (1º e 3º semestre) pretende-se avaliar especialmente como as expectativas, o desenvolvimento da autonomia, as estratégias de enfrentamento e os sintomas de transtornos mentais (níveis de ansiedade, depressão e stress) podem emergir durante esse período do desenvolvimento (final da adolescência e início da vida adulta), em um contexto que pode trazer alguns novos estressores (maiores exigências acadêmicas, maior responsabilidade e autonomia frente aos estudos). Acredita-se que estudantes que apresentem maiores níveis de autonomia, apresentaram estratégias de enfrentamento mais funcionais. Esses estudantes também poderão apresentar melhores indicadores de saúde mental (como menores níveis de ansiedade, depressão e stress, e melhores níveis de adaptação/ integração à universidade, além de expectativas mais positivas face ao ensino superior). Pretende-se através desses estudos desenvolver, posteriormente, programas de intervenção que promovam a adaptação do estudante a universidade especialmente para aqueles interessados no estudo superior, que apresentam maiores riscos em termos de saúde mental (maiores indicadores de stress, ansiedade e depressão) e em termos desenvolvimentais (menores níveis de autonomia e suporte social).
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Juvenal da Cruz

Ciências Humanas

Educação
  • retraçando rotas, compondo territorialidades: o uso da tecnologia no ensino de história das diásporas africanas para o ensino médio
  • Este projeto de pesquisa agrega pesquisadoras e pesquisadores de diferentes instituições brasileiras e uma colombiana e constitui-se em uma investigação que visa integrar tecnologia a partir de uma base epistemológica em torno da experiência da diáspora africana negra para a formação e produção de conhecimento em ensino de história para o ensino médio. A proposta consiste no desenvolvimento de um aplicativo móvel piloto com conteúdos de componentes curriculares e estratégias de aprendizagem sobre a história da experiência da diáspora negra tendo como fonte primária os 8 volumes da Coleção História Geral da África (HGA). Metodologicamente isso se fará em duas etapas: a primeira etapa será composta de um levantamento de conteúdos e aprendizagens sobre a história da experiência da diáspora africana negra tendo como fonte primária a HGA; a segunda etapa, será o desenvolvimento de um aplicativo livre, gratuito e com acessibilidade fundamentado em uma formação básica da linguagem de programação para o ensino desses conhecimentos.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Lauer Garcia

Ciências Biológicas

Ecologia
  • potencial invasor e rota de dispersão de drosophila nasuta no brasil
  • Embora aos olhos dos leigos as espécies exóticas invasoras representem apenas a chegada de mais uma planta ou de um animal, a introdução destas espécies em novos territórios é uma das principais ameaças a biodiversidade e aos serviços ecossistêmicos em todo o mundo. As invasões biológicas causam impactos de longo prazo que podem levar à extinção de espécies. Nas últimas décadas tem crescido o número de invasões biológicas causadas por insetos, incluindo neste grupo as pequenas moscas da família Drosophilidae. No Brasil, o mais recente caso é a chegada de Drosophila nasuta, uma espécie originária da Ásia que já se espalhou para a África, a região oriental, as ilhas do Pacífico e o oeste da América do Norte e, recentemente, em 2015, foi anunciada em nosso país. Nos últimos três anos, D. nasuta já tem sido observada habitando a porção sul e norte da Floresta Atlântica, além do bioma Cerrado. No norte da Floresta Atlântica levantamentos realizados por nosso grupo de pesquisa evidenciaram que a e espécie está bem adaptada, superando em representatividade diversas espécies de drosofilídeos neotropicais. Dado o provável potencial invasor de D. nasuta a proposta do presente projeto será monitorar a espécie nas áreas onde a mesma tem sido relatada no Brasil. Também será avaliada a diversidade genética da espécie nos diferentes pontos geográficos investigados, a fim de verificar se há estruturação populacional e avaliar o potencial evolutivo de D. nasuta no Brasil. Finalmente, buscaremos elucidar, a partir de dados genéticos, a provável rota de dispersão da espécie no país. Considerando a ameaça que as espécies exóticas invasoras representam para o equilíbrio ecossistêmico, informações acerca de aspectos ecológicos e genéticos destas espécies são valiosos no contexto da biologia da conservação e ainda se tornam mais importantes quando há registros destas espécies ocupando biomas tão degradados e palcos tão relevantes de biodiversidade como a nossa Floresta Atlântica e o nosso Cerrado.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Petry

Ciências Biológicas

Ecologia
  • invasões biológicas em planícies costeiras: os peixes e as gramíneas da restinga de jurubatiba (rj) como modelos
  • A introdução de espécies em locais distintos de sua ocorrência natural tem ameaçado a integridade e o funcionamento dos ecossistemas mundialmente, mesmo quando inseridos em unidades de conservação. Dependendo da resistência do ambiente invadido e das características intrínsecas do invasor, como sua capacidade de dispersão, estabelecimento e proliferação, a erradicação dessas espécies não-nativas (ENNs) pode ser inviável, e seu controle tende a exigir manejo. Ecossistemas costeiros representam o limite da distribuição de organismos dulcícolas e terrestres, e esses tem sido considerados os mais fortemente afetados por invasões biológicas. Há 24 meses, foram iniciados levantamentos integrados de gramíneas (Poaceae) e peixes (Teleostei) em uma área de 14.000ha de planície costeira no norte fluminense, protegida desde 1998 na forma de unidade de conservação (UC; Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, PNRJ). O inventário taxonômico inédito para as gramíneas em 77km da faixa marginal das 18 lagoas contabilizou 60 espécies, incluindo novos registros de ocorrência para a região e material que possivelmente represente uma espécie nova para a ciência. A compilação da composição de peixes resultou em 98 espécies, incluindo duas espécies endêmicas. A frequência de ENNs até o momento é maior para as gramíneas (33% versus 3% para os peixes). Essa representou a primeira e fundamental etapa de uma proposta mais complexa, que tem por objetivo compreender a suscetibilidade de formações de restingas e lagoas costeiras à introdução de ENNs. Utilizando respectivamente as comunidades de gramíneas e peixes como modelos, o levantamento da composição específica e da representatividade das ENNs nas comunidades, bem como de métricas da paisagem relacionadas à pressão de propágulos, conectividade e filtros ambientais possibilitarão a geração de modelos preditivos e mapas temáticos da suscetibilidade à invasão biológica, visando a aplicação em sistemas similares e subsídios para intervenções ecossistêmicas. É escopo desta proposta avançar com o levantamento quantitativo dessas comunidades no PNRJ por meio de amostragens sistemáticas nas 18 lagoas, empregando para as gramíneas a determinação da biomassa acima do solo pela remoção da vegetação em quadrats sorteados numa faixa de 60m de largura a partir da margem, e para os peixes a biomassa de cada população de acordo com o método de captura (redes de espera e arrastos). Considerando que a Lagoa Feia está situada na zona de amortecimento do PNRJ, se conecta indiretamente com as lagoas da UC por meio de canais, e tem sua ictiofauna ainda pouco conhecida, as amostragens contemplarão este que é o maior corpo lêntico fluminense. Características físicas e químicas da água e do solo (incluindo granulometria, retenção hídrica, carbono orgânico dissolvido, nitrogênio e fósforo, pH, salinidade, condutividade elétrica, temperatura), declividade do terreno, e atributos da paisagem (como área e perímetro das lagoas, distância do mar, permeabilidade hidrológica e terrestre, riqueza de espécies das comunidades) serão incluídos nos modelos preditivos de suscetibilidade à invasão por meio de modelos lineares generalizados. Ao contemplar as comunidades diversas e expressivas de gramíneas e peixes na maior área de restinga protegida na forma de UC do país, espera-se revelar padrões que contribuam com evidências para a elucidação dos mecanismos promotores da invasão biológica e do sucesso do estabelecimento de ENNs em ambientes terrestres e aquáticos, contribuindo para a prevenção e controle dessa ameaça aos ecossistemas naturais.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Simões e Silva

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação de biomarcadores e fatores de risco para doença renal crônica em crianças e adolescentes
  • A Doença Renal Crônica (DRC) consiste na perda progressiva das funções dos rins. Por ser lenta e progressiva, a DRC se associa a processos adaptativos que mantêm o paciente praticamente assintomático até que tenha perdido mais de 75% da função renal e atinja o estágio de DRC terminal. Na população pediátrica é menor o número de pacientes com DRC em relação aos adultos, mas a abordagem da DRC neste grupo é um desafio, por apresentar, além daquelas complicações comuns aos adultos, características únicas decorrentes das manifestações da doença em seres em crescimento e em desenvolvimento neurológico, emocional e de sua inserção social. Além disso, a taxa de mortalidade em crianças portadoras de DRC em tratamento dialítico é 30 a 150% maior do que a da população pediátrica geral e a expectativa de vida para uma criança de zero a quatorze anos em diálise é de somente 20 anos. Nesse contexto, o projeto tem como objetivo investigar fatores de risco para progressão da DRC na população pediátrica e pesquisar novos biomarcadores, incluindo componentes do Sistema Renina Angiotensina (SRA), moléculas imuno-inflamatórias e fibrogênicas, fatores relacionados à coagulação, fibrinólise e estresse oxidativo. Pretende-se também com este estudo identificar biomarcadores para diagnóstico e prognóstico bem como novos alvos terapêuticos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Viana Campos

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • 1ª feira científica-cultural de saúde na escola de marabá - pa
  • A 1ª Feira Científica-Cultural de Saúde na Escola de Marabá - PA irá reunir trabalhos que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico e inovação do Brasil, especialmente para divulgar ações de prevenção de doenças, promoção de saúde e educação ambiental no município de Marabá e região. O objetivo geral da feira é realizar um evento cientifico-cultural no município de Marabá, incentivando alunos e professores do ensino fundamental, médio, técnico e de graduação a planejar e executar projetos de ensino, pesquisa ou extensão, possibilitando aos alunos a oportunidade de construir seu conhecimento em saúde de forma interdisciplinar, criativa e contextualizada. Os trabalhos serão selecionados por uma comissão formada por professores da Unifesspa. A equipe selecionada fará sua apresentação oralmente no dia do evento, que será avaliada por uma comissão julgadora formada por dois avaliadores irá classificar os trabalhos, de acordo com os critérios a serem elaborados pela comissão em futuro edital. Todos os participantes receberão o certificado de participação e serão premiados os três primeiros trabalhos de cada nível.
  • Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - PA - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Ana de Medeiros Arnt

Ciências Humanas

Educação
  • o que é e como se faz ciência: percepção da ciência e seu ensino por estudantes e docentes da educação básica
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 12/08/2019-31/08/2021
Foto de perfil

Ana Dolores Santiago de Freitas

Ciências Agrárias

Agronomia
  • fixação de nitrogênio na vegetação nativa e prospecção da diversidade e eficiência de rizóbios naturalmente estabelecidos nos solos de pernambuco
  • O Brasil experimenta grande sucesso de uso da fixação biológica de nitrogênio (FBN) em sistemas agrícolas e, recentemente, vem se posicionando no cenário internacional com a descrição de novas espécies de rizóbios. Em Pernambuco o uso de inoculantes em leguminosas é incipiente, em parte devido à falta de pesquisas para as diversas condições específicas de clima, solo e manejo da região. O estado apresenta um mapa diverso de condições edafoclimáticas que, em associação à grande diversidade de tipos de vegetação, representam uma grande oportunidade para estudos de ecologia de rizóbios e para buscas de estirpes elites para a FBN. Este projeto tem como objetivo acessar as características, a genética populacional e o potencial simbiótico das populações de rizóbios naturalmente estabelecidas em solos representativas do estado de Pernambuco e estimar o nitrogênio fixado em leguminosas arbóreas em diferentes formações vegetais do estado. Para alcançar este objetivo, serão empregadas metodologias já bem estabelecidas para estudo de ecologia de rizóbio. As atividades serão estabelecidas em linhas sucessivas de ação: 1) Avaliar a ocorrência de populações de rizóbios naturalmente estabelecidas em solos do Semiárido de Pernambuco sob vegetação de caatinga, capazes de nodular diferentes espécies de leguminosas de interesse regional (feijão-caupi, Vigna unguiculata (L.) Walp.; jurema preta, Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir., e Arachis spp, incluindo o amendoim (Arachis hypogaea L.); 2) Avaliar a ocorrência de populações de rizóbios naturalmente estabelecidas nos solos das principais situações de classes e tipos de cobertura vegetal da Zona-da-Mata de Pernambuco, capazes de nodular diferentes espécies de interesse para utilização como adubação verde na região (Crotalaria junceae L., Crotalaria ochroleuca G. Done e Crotalaria spectabilis Roth); 3) Obter uma coleção de rizóbios capazes de nodular as diferentes espécies de leguminosas, representativa das diferentes situações de solos estudadas; 4) Determinar as características, a estrutura genética e o potencial simbiótico das populações para promover o crescimento de plantas; 5) Selecionar isolados eficientes para recomendação de inoculação de Crotalaria spp., amendoim e feijão-caupi para cultivo em solos de Pernambuco e estimar o potencial de aporte de nitrogênio atmosférico das diferentes espécies inoculadas com os isolados selecionados; e 6) Estimar as quantidades de N simbioticamente fixado em leguminosas arbóreas presentes em diferentes formações vegetais de Pernambuco. Esta pesquisa contribuirá para o avanço no conhecimento da ecologia de rizóbios naturalmente estabelecidos nos solos e será um progresso no conhecimento dos componentes da biodiversidade do Brasil e à compreensão da biogeografia de micro-organismos fixadores de nitrogênio em regiões de clima tropical. As estimativas das quantidades de N fixadas em diferentes formações vegetais representa uma importância evidente no manejo de florestas, além de fornecerem dados para alimentar modelos matemáticos. Não se pode deixar de mencionar a contribuição para a formação de recursos humanos com habilitação na pesquisa, uma vez que envolve estudantes em sua equipe de pesquisadores.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Elisa Bressan Smith Lourenzani

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • indicações geográficas de café no brasil e a agricultura familiar: compreendendo as meso-instituições
  • Indicações Geográficas (IGs) são consideradas uma categoria dos direitos de propriedade intelectual coletiva e podem melhorar a coordenação das cadeias dos produtos uma vez que sinalizam características únicas e valores associados a um território particular, reduzindo assim as assimetrias de informação. Para a agricultura familiar, a adoção dessa estratégia representa possibilidade de fortalecimento da atividade, acesso a mercados e agregação de valor à atividade agrícola e mesmo não-agrícola, como o turismo e a gastronomia. As meso-instituições constituem uma lacuna na literatura e necessita de estudos para esclarecê-las. Trata-se do nível intermediário em que as regras gerais e direitos são estabelecidos e o nível em que os arranjos organizacionais e as transações ocorrem. Com vistas a em preencher a lacuna teórica, como apontado por Ménard (2017; 2018), e contribuir para a análise da eficácia das IGs, essa proposta tem como objetivo geral analisar o papel das meso-instituições nas IGs de café no Brasil e seu efeito sobre a participação da agricultura familiar. A metodologia proposta utilizará abordagem qualitativa (pesquisa descritiva utilizando o estudo de caso) e quantitativa (Índice de Condição de Vida). Espera-se que os resultados contribuam para avanços no conhecimento sobre a lacuna teórica a respeito das meso-instituições e para a sociedade no sentido de contribuir para a compreensão dos papeis dos atores envolvidos e da eficácia das IGs no Brasil, especialmente para a agricultura familiar localizada nos territórios.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Elizabeth Santos Alves

Ciências Humanas

Educação
  • trabalho-educação em comunidades tradicionais rurais: saberes escolares e não escolares nos processos de produção da vida social
  • Este projeto de pesquisa é fruto de análises do grupo de estudos História, Trabalho e Educação do Museu Pedagógico da UESB, desenvolvidas em comunidades tradicionais rurais. Investigamos as condições de trabalho e as possibilidades no âmbito educacional de mulheres e homens no núcleo de produção familiar em quatro comunidades rurais do município de Planalto, na Bahia, levando em consideração aspectos relacionados à trajetória de vida produtiva e reprodutiva. Visitamos o núcleo de produção familiar de quatro comunidades localizadas na zona rural daquele município. Essa pesquisa gerou um conjunto considerável de dados: entrevistas semiestruturadas gravadas e transcritas, diário de campo, acervo fotográfico e documentário com 23 grupos familiares, em quatro comunidades de Planalto, BA, no período entre 2012 e 2013. Os dados contêm informações sobre as condições de trabalho e as experiências educativas vivenciadas no dia a dia de trabalho dos sujeitos das comunidades estudadas e as narrativas dos moradores, especialmente as mulheres, sobre a escola. Esses dados serviram de fonte primária da pesquisa “A centralidade do trabalho e da educação nas histórias de vida de mulheres e homens em comunidades rurais”, realizada no período de 2014 a 2016 e financiada pelo CNPq. Nas conclusões dessa última pesquisa e na articulação com os estudos desenvolvidos por Lia Tiriba, consideramos que os sujeitos de comunidades rurais estabelecem um modo de vida vinculado à natureza, mantêm as tradições no estabelecimento das relações de troca com os vizinhos, nos laços de solidariedade implementados nos projetos coletivos de produção associada, com o objetivo de garantir a reprodução ampliada da vida. Contraditoriamente, submetem-se a formas desumanas de trabalho impostas pelo capital e à negação do direito ao saber escolar. A negação do direito de frequentar ou de permanecer em uma escola está presente nos depoimentos dos trabalhadores e trabalhadoras. As narrativas das mulheres e dos homens mostram que eles passaram por experiências educativas em outros espaços de aprendizagem. Em que pesem essas afirmativas, insistimos em chamar atenção para a importância da mediação dessas experiências com a escola. É condição fundamental para essa gente o acesso aos conhecimentos sistematizados pela humanidade, uma forma de ela expressar os seus saberes de modo elaborado e de acordo com os seus interesses, conforme nos ensina o professor Dermeval Saviani. Algumas questões despontaram dessas discussões: Como se configurou a escola na história de vida de trabalhadores e trabalhadoras de comunidades tradicionais rurais? Em que medida a escola incorpora os saberes adquiridos nos processos de produção da vida social desses trabalhadores? Quais fundamentos históricos explicam a negação do direito ao saber escolar? Para responder a essas questões buscaremos analisar de que maneira a escola se entrelaça com os processos de produção da vida social de trabalhadores e trabalhadoras de comunidades tradicionais rurais, no que diz respeito à incorporação de saberes não escolares construídos por meio de experiências educativas em torno da terra, da família e do trabalho. Para tanto, usaremos as referências empíricas da pesquisa de campo realizadas nas comunidades de Planalto, Bahia, uma vez que a riqueza desses documentos ainda pode ser servir de fonte para outros estudos. Pretendemos nos apropriar dos relatos dos trabalhadores sobre as dificuldades em torno do acesso e permanência na escola. As fontes de dados empíricos também serão constituídas por meio de investigação nos grupos familiares das comunidades de Campinhos e Simão (Vitória da Conquista - BA) e do Povoado do Periperi (Belo Campo-BA), por meio do desenvolvimento de pesquisa articulada com o projeto de doutorado de Marisa Santos Oliveira. Faremos observações participantes, produziremos fotografias e entrevistas semiestruturadas com grupos familiares dessas comunidades. A relevância científica da proposta consiste em demonstrar as contradições entre o grande valor que as famílias das comunidades estudadas atribuem à escola, as possibilidades de acesso e permanência e a inter-relação dos saberes escolares e saberes não escolares.
  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Heloisa Maia

Ciências Agrárias

Agronomia
  • núcleo de estudos, pesquisa e extensão em agroecologia (nepea) da unemat nova xavantina: transformando as bases produtivas no vale do araguaia a partir da construção do conhecimento agroecológico
  • Experiências mostram que os sistemas de produção agroecológica têm grande potencial de responder às necessidades de produção, alimentação da família e participação no mercado, sem provocar danos ambientais. Entretanto, ainda são incipientes os incentivos a produção agroecológica na região do Vale do Araguaia, e em muitos casos o agricultor se sente desmotivado em buscar iniciativas voltadas para o desenvolvimento de práticas alternativas nos estabelecimentos, principalmente em função da falta de assistência técnica. Neste aspecto, a criação do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão (NEPEA) da UNEMAT Nova Xavantina, torna-se fundamental para promover ações que valorizem a agricultura familiar e os aspectos inerentes ao processo produtivo com vistas a promoção do desenvolvimento rural local/regional. Assim, visa-se contribuir com as trocas de experiências e a promoção do diálogo entre pesquisadores, acadêmicos e agricultores com o intuito de expandir o conhecimento a partir da democratização dos saberes, sob enfoque interdisciplinar e interinstitucional aproximando as discussões da realidade social dos atores envolvidos.
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 01/08/2017-30/11/2021
Foto de perfil

Ana Heloisa Maia

Ciências Agrárias

Agronomia
  • transformando as bases produtivas a partir da construção do conhecimento agroecológico no vale do araguaia-mt
  • Experiências mostram que os sistemas de produção agroecológica têm grande potencial de responder às necessidades de produção, alimentação da família e participação no mercado, sem provocar danos ambientais. Entretanto, ainda são incipientes os incentivos a produção agroecológica na região do Vale do Araguaia - MT, e em muitos casos o agricultor se sente desmotivado em buscar iniciativas voltadas para o desenvolvimento de práticas alternativas nos estabelecimentos, principalmente em função da falta de assistência técnica. Neste aspecto, torna-se fundamental para promover ações que valorizem a agricultura familiar e os aspectos inerentes ao processo produtivo com vistas a promoção do desenvolvimento rural local/regional. Assim, visa-se contribuir com as trocas de experiências e a promoção do diálogo entre pesquisadores, acadêmicos e agricultores com o intuito de expandir o conhecimento a partir da democratização dos saberes, sob enfoque interdisciplinar e interinstitucional aproximando as discussões da realidade social dos atores envolvidos.
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Heloneida de Araujo Morais

Ciências da Saúde

Nutrição
  • eficiência, estabilidade e efeito anti-inflamatório do inibidor de tripsina sacietogênico da semente de tamarindo (tamarindus indica l.) nanoencapsulado aplicado sobre cultura de células intestinais e modelo experimental de obesidade
  • A obesidade é um problema mundial de alta prevalência, sendo considerada uma doença inflamatória. Altas concentrações de citocinas inflamatorias secretadas pelo tecido adiposo, como o TNF-α, resultam em numerosos efeitos metabólicos e fisiológicos, a exemplo das alterações na barreira intestinal, causando disfunção e aumento da permeabilidade, o que está associado a uma série de doenças. Assim, compostos sacietogênicos e também anti-inflamatórios, que reduzam as concentrações de TNF-α, como é o caso de proteínas bioativas isoladas da semente de tamarindo (Tamarindus indica L.), poderiam impactar positivamente sobre o ganho de peso e inflamação, respectivamente, inclusive protegendo a integridade da barreira intestinal. Frente à importância dessa temática e para investigar tal hipótese, será estudado o efeito do inibidor de tripsina de tamarindo (ITT) nanoencapsulado em quitosana e proteína do soro do leite (ECW) sobre a saciedade em modelo experimental de obesidade e a integridade e funcionalidade da barreira intestinal em cultura de célula Cacao2. O ITT será obtido da farinha oriunda do processamento da semente do tamarindo e o ECW pela técnica de nanoprecipitação e analisado quanto as suas características físicas, químicas, eficiência de encapsulação, cinética de liberação e estabilidade ao trato gastrointestinal. Ademais, os seus efeitos serão estudados em ratos Wistar com obesidade induzida por dieta de alto índice glicêmico e alta carga glicêmica (HGLI). Esses animais serão alimentados com a dieta HGLI + 1 mL de ECW por gavagem, na concentração de 12.5 mg/kg de peso corporal, por 10 dias, após os quais serão comparados com grupos sem tratamento e a um grupo controle eutrófico alimentado com dieta padrão Labina® + 1 mL de água por gavagem. Os parâmetros estudados serão: consumo alimentar; estado nutricional; esterologia do adipócito; secreção de CCK; concentração plasmática, imunohistoquímica e expressão de mRNA de TNF-α. Além disso, serão feitos ensaios in vitro em células Caco-2 tratadas com ECW e avaliadas quanto à secreção de CCK e análise da estabilidade no trato gastrointestinal e mucoadesividade por fluorescência com derivados de fluoresceína. Espera-se que o ECW apresente efeito sacietogênico e anti-inflamatório, amentando as concentrações plasmáticas de CCK e reduzindo de TNF-α e, consequentemente, resultados positivos sobre a morfologia e esterologia do adipócito de ratos com obesidade e ainda, apresente estabilidade no trato gastrointestinal e mucoadesividade as células intestinais. Essa é uma abordagem inédita do ECW, sendo importante para embasar uma possível aplicação terapêutica dessa molécula e consolidá-la como um produto inovador.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Karina Bezerra Pinheiro

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • vulnerabilidades ao hiv da população lgbt e mulheres em situação de rua e em privação de liberdade
  • A vulnerabilidade se diferencia do risco, pois, ao passo que, esse demonstra quais as chances de adoecimento de um indivíduo ou população, a vulnerabilidade evidencia possíveis fatores de adoecimento, de não adoecimento e as formas de enfrentá-lo. Na área da saúde, vulnerabilidade tem uma maior relação com algumas populações específicas, tais como pessoas em situação de rua, mulheres, população LGBT, população encarcerada e pessoas com HIV/Aids. Diante do exposto, percebe-se que a compreensão das vulnerabilidades de mulheres e da população LGBT em situação de rua e nos presídios ao HIV, torna-se relevante para o planejamento e desenvolvimento de ações de melhoria contínua da qualidade da assistência, superação das barreiras de acesso às instituições de saúde e ações concretas para o redirecionamento dos serviços de atenção à saúde. Objetiva-se analisar as vulnerabilidades pessoais, sociais e programáticas para o HIV de mulheres e da população LGBT em situação de rua e em privação de liberdade. Trata-se de estudo de multimétodos composto por dois subprojetos de pesquisa: (1) Vulnerabilidades pessoais, sociais e programáticas ao HIV de mulheres e população LGBT em situação de rua; (2) Vulnerabilidades pessoais, sociais e programáticas ao HIV de mulheres e população LGBT em privação de liberdade. O recrutamento da amostra acontecerá nos dois centros de referência para população em situação de rua de Fortaleza e em duas unidades prisionais na zona metropolitana do município. Serão coletados dados quantitativos relativos aos fatores de vulnerabilidade e qualitativos relacionados às percepções de risco e significados atribuídos ao HIV. O programa SPSS será utilizado para construção do banco de dados e tratamento estatístico dos dados quantitativos. A primeira fase da análise estatística consistirá na realização de componentes descritivos, por meio dos cálculos das frequências, de medidas de tendência central e de medidas de dispersão. Para as medidas de tendência central, será realizado o teste de Kolmogorov-Smirnov, a fim de identificar a normalidade de distribuição dos dados. Para as inferências estatísticas serão investigadas associações entre as variáveis dependentes e independentes do estudo. Será realizada análise bivariada usando o teste qui-quadrado de Pearson, com adoção do nível de significância menor que 0,05. A análise comparativa das médias será realizada pelo ANOVA e pelo teste t de Student. Posteriormente, os resultados serão apresentados na forma de tabelas ilustrativas, categorizados segundo as sessões do instrumento. A análise dos dados qualitativos se dará a partir da análise de conteúdo utilizando o Software IRAMUTEQ (Interface de R pour analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionneires). Os resultados serão discutidos conforme a literatura pertinente e o conceito de vulnerabilidade. Este estudo respeitará os princípios éticos e legais no Brasil de acordo com o Conselho Nacional de Saúde (CNS) e será submetido à avaliação do Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) com base na Resolução 466/12.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 02/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Ana Karina Teixeira da Cunha França

Ciências da Saúde

Nutrição
  • avaliação da implementação da estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes em pó – nutrisus em creches públicas: um estudo multicêntrico.
  • A infância é uma fase da vida de intensas transformações. Durante os primeiros anos de vida, ocorrem inúmeros processos físicos, motores e neuropsíquicos responsáveis pelo pleno crescimento e desenvolvimento das crianças. Condições ambientais favoráveis e alimentação adequada estão diretamente relacionadas às condições de vida e nutrição das crianças, especialmente das menores de cinco anos de idade, as quais estão mais suscetíveis ao surgimento de carências nutricionais. Dentre estas carências, destaca-se a anemia, especialmente nas crianças menores de cinco anos de idade, tendo em vista o elevado requerimento de ferro para o crescimento acentuado nessa faixa etária, assim como naquelas nascidas em famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Não obstante, diversas outras carências nutricionais de micronutrientes podem surgir nesse grupo e provocar efeitos deletérios à saúde. Dessa forma, o Ministério da Saúde do Brasil, a fim de prevenir e controlar as carências nutricionais na infância tem desenvolvido algumas estratégias em âmbito nacional, dentre as quais se destaca a Estratégia Nacional de Fortificação da Alimentação Infantil com Micronutrientes em Pó (NutriSUS), de 2014, que consiste na adição de micronutrientes em pó à alimentação das crianças de seis a 48 meses de idade nas creches públicas que aderiram ao Programa Saúde na Escola. Como a sua execução está relativamente recente e os estudos de avaliação da sua efetividade são escassos e pontuais, faz-se necessário uma avaliação de seu funcionamento desde a distribuição pelo Ministério da Saúde até o destinatário final. Assim, o objetivo desta pesquisa é avaliar a implementação da Estratégia de Fortificação da Alimentação Infantil com Micronutrientes em Pó – NutriSUS em creches públicas nas macrorregiões brasileiras. Para tanto, será desenvolvido um estudo multicêntrico em 90 creches de 30 municípios, distribuídos equitativamente entre os cinco estados das macrorregiões do Brasil, que implementaram a Estratégia NutriSUS, incluindo a capital, um município da região metropolitana e quatro municípios do interior dos estados. Os estados participantes serão: Maranhão, Pará, Goiás, Minas Gerais e Paraná. Dois tipos de amostragem serão utilizados para diminuir o viés de seleção da amostra: a primeira etapa da seleção amostral será por conveniência, em que serão incluídas as unidades federativas e respectivas capitais de cada região brasileira participante do estudo e; a segunda etapa da amostragem para seleção do município da região metropolitana será realizada por sorteio aleatório simples, considerando a heterogeneidade socioeconômica dos municípios do interior. Um formulário semiestruturado será adotado para a coleta das informações sobre: logística e tempo de distribuição dos sachês; parcerias intersetoriais nas esferas estaduais e municipais; adesão dos pais ou responsáveis pelas crianças à Estratégia NutriSUS; aspectos higiênico sanitários do armazenamento dos sachês e do preparo da alimentação escolar; administração dos sachês na alimentação escolar e monitoramento da suplementação. O projeto será submetido à Plataforma Brasil para obtenção de aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa. Com a realização desta pesquisa, informações fidedignas e atualizadas da implementação da estratégia NutriSUS servirão para propor recomendações para contribuir com o aperfeiçoamento do seu planejamento e gestão, potencializando a suplementação das crianças e fundamentando sua possível ampliação em âmbito nacional.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 01/01/2020-31/12/2021
Foto de perfil

Ana Karine Pereira

Ciências Humanas

Ciência Política
  • capacidades estatais para a implementação de empreendimentos de infraestrutura: um estudo dos setores de transporte e energia
  • A construção de infraestrutura no Brasil recebeu um forte aporte de recursos dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a partir de 2007. A implementação desses projetos é complexa, exigindo instrumentos de monitoramento de políticas públicas, coordenação intersetorial entre os órgãos envolvidos no planejamento e execução, sinergia do Estado com grupos sociais locais, articulação com representantes de entes subnacionais e diálogo com órgãos de controle externo. Dessa forma, a atuação do Estado no setor de infraestrutura requer robustas capacidades administrativas e relacionais. O objetivo deste trabalho, utilizando a metodologia de process-tracing e o método da diferença de Mill, é comparar dois projetos do PAC – a Usina Hidrelétrica de Belo Monte e a ferrovia Transnordestina, rastreando os mecanismos causais de fortalecimento e enfraquecimento dessas capacidades nos setores de energia e transportes. O recorte de análise recai nas fases de planejamento, implementação e operação desses empreendimentos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Karla Silva Soares

Ciências Humanas

Psicologia
  • atitudes e comportamentos pró-ambientais em crianças: correlatos valorativos da personalidade e perspectiva de futuro
  • As discussões sobre questões ambientais permeiam tanto os contextos acadêmicos, quanto o senso comum, em que a preocupação com as mudanças climáticas, a degradação da natureza e as necessidades do planeta são analisadas por diferentes visões, principalmente quanto ao conhecimento, magnitude dos impactos e a maneira mais adequada de promoção de atitudes e comportamentos ambientalmente mais responsáveis. Por sua vez, a perspectiva do tempo é considerada uma dimensão de suma relevância na construção e compreensão do tempo psicológico, das atividades vivenciadas em termos de presente, passado e futuro, com pesquisadores reconhecendo sua relevância e influência na concepção de mundo dos indivíduos. Seguindo uma tendência de simplificação conceitual, nesta pesquisa dar-se ênfase a perspectiva de futuro, definida como a noção que alguns indivíduos possuem de pensar sobre o futuro com mais frequência, caracterizando-se como a capacidade de planejá-lo, de perceber necessidades individuais futuras e do grau de vínculo estabelecido do presente para com o passado e o futuro. Assim, visto que comportar-se de forma sustentável exige que o indivíduo focalize resultados futuros e comportamentos sustentáveis em detrimento de vantagens imediatas, considera-se importante analisar a relação entre os construtos. Ademais, as atitudes e comportamentos pró-ambientais dos indivíduos podem ser compreendidos e explicados por diferentes variáveis, dentre as quais destacam-se a personalidade e os valores humanos como seus preditores consistentes. Nesta direção, o presente projeto tem por objetivo avaliar em que medida as atitudes e comportamentos pró-ambientais de crianças são explicados pela perspectiva de futuro, valores humanos e personalidade. Especificamente, o projeto em pauta buscará avaliar os correlatos valorativos e da personalidade para com a perspectiva de futuro e atitudes e comportamentos pró-ambientais e elaborar um modelo explicativo com estas variáveis. Participarão da pesquisa um mínimo de 400 crianças, das regiões centro-oeste, nordeste e sul do Brasil, com idades entre 9 e 12 anos (masculino e feminino). Estas responderão o Questionário dos Valores Básicos - Infantil, Questionário de Cinco Fatores para Crianças, Escala de Atitudes Ambientais das Crianças, Escala de Comportamento Ambiental Responsável para Crianças e perguntas de caracterização da amostra. Os dados serão analisados com o programa Mplus, procurando conhecer em que medida e direção as variáveis se correlacionam e elaborar um modelo explicativo das atitudes e comportamentos pró-ambientais partindo da perspectiva de futuro, prioridades valorativas e personalidade. Espera-se que os resultados corroborem as hipóteses elencadas no projeto e contribuam com a construção de conhecimento sobre as temáticas em estudo.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Katherine da Silveira Gonçalves de Oliveira

Ciências da Saúde

Medicina
  • impacto da radiofrequência fracionada microablativa e outras opções terapêuticas para tratamento da síndrome geniturinária da menopausa: contribuição da microbiota vaginal e função sexual
  • IMPACTO DA RADIOFREQUÊNCIA FRACIONADA MICROABLATIVA PARA TRATAMENTO DA SÍNDROME GENITURINÁRIA DA MENOPAUSA: CONTRIBUIÇÃO DA MICROBIOTA VAGINAL E FUNÇÃO SEXUAL •Introdução: O envelhecimento é um processo universal e inevitável que está despertando interesse em diversas áreas em todo mundo. Na mulher, além das alterações fisiológicas decorrentes da idade, ocorrem outras em função da falência ovariana que culmina com a menopausa. No período da menopausa ocorre decréscimo dos níveis hormonais e como consequência observa-se um espectro de sintomas e sinais geniturinários denominados Síndrome Geniturinária da Menopausa (SGM). A SGM pode incluir diversos sintomas genitais, como secura vaginal e no vestíbulo vulvar, ardor, desconforto e irritação vulvovaginal, além de sintomas sexuais, como falta de lubrificação e dispareunia, levando a dificuldades durante relações sexuais. Há ainda sintomas urinários, como urgência, aumento de frequência, disúria e infecções urinárias recorrentes. Clinicamente, o epitélio genital se torna mais fino, pálido e seco, e pode causar restrição e encurtamento vaginal. A mucosa pode ficar menos elástica, com perda gradual de rugosidade e alterações na microbiota vaginal, além da diminuição no fluxo sanguíneo. Em casos de atrofia severa, a superfície do vestíbulo e a vagina podem se tornar friáveis, com petéquias e ulcerações e sangrar com facilidade. O desconforto associado a essas alterações pode ter um impacto significativo na saúde em geral e na qualidade de vida destas mulheres. A recomendação para a mulher menopausada com sintomas geniturinários é a reposição local de estrógeno em baixas doses, entretanto em muitas mulheres o uso de hormônios é contraindicado, em virtude de muitas delas também apresentarem outras patologias como câncer de mama e tromboses, que contraindicam a terapia hormonal. Por este motivo se faz necessário a descoberta de opções não farmacológicas de tratamento. Métodos físicos, como laser e radiofrequência nas formas não ablativa, ablativa e microablativa, já têm sido usados para o rejuvenescimento da pele do rosto, pescoço e corpo. Neste contexto, o presente estudo propõe avaliar o efeito terapêutico da Radiofrequência Fracionada Microablativa na função sexual e nos sintomas genitourinários advindos da menopausa. •Objetivos: - Geral: Avaliar o efeito terapêutico da Radiofrequência Fracionada Microablativa e outras opções hormonais e não hormonais disponíveis sobre a função sexual, microbiota vaginal e sintomas geniturinários de mulheres menopausadas. - Específicos: Realizar Revisão Sistemática com Metanálise para avaliar a eficácia absoluta e comparativa, além da tolerabilidade dos tratamentos hormonais e não hormonais sobre a função sexual de mulheres na menopausa. Avaliar a eficácia de método alternativo (Radiofrequência Fracionada Microablativa) para tratamento da Síndrome Geniturinária da Menopausa. •Metodologia Utilizada: 1. Revisão Sistemática com Metanálise 2. Ensaio Clínico Randomizado 1.Revisão Sistemática com Metanálise Inicialmente será realizada revisão sistemática com provável metanalise, registrado no PROSPERO (International prospective register of systematic reviews) sob o número CRD42018100488, seguindo os critérios do PRISMA. •Estratégia de busca: “Menopause AND sexual behavior AND (hormonal AND therapy) AND (estrogens AND combination AND alone) AND (synthetic AND steroids) AND (selective estrogen receptor modulators) AND (nonhormonal AND treatment) AN (education) AND (lubricants) AND (moisturizers) AND (dilators) AND(Vibrators) AND (physical therapy modalities) AND (topical lidocaine) AND (laser AND therapy). •Gerenciamento de dados mediante o uso do software Review Manager (RevMan 5.2 •Avaliação da Heterogeneidade e Risco de Bias Modelos de efeitos fixos ou de efeitos aleatórios serão escolhidos dependendo da ausência ou presença de heterogeneidade entre os estudos. A heterogeneidade estatística entre os estudos será avaliada pela estatística I2 (<25%, sem heterogeneidade; 25% -50%, heterogeneidade moderada; e> 50%, forte heterogeneidade). Quando uma heterogeneidade significativa existir entre os estudos incluídos (I2> 50%), um modelo de efeitos aleatório será utilizado para a análise; caso contrário, o modelo de efeitos fixos será usado. 2. Ensaio Clínico Randomizado Em um segundo momento, será realizado um ensaio clínico de tratamento, randomizado-controlado, paralelo, aberto, com três braços. Para garantir a randomização utilizaremos o Software Research Randomizer®: as pacientes elegíveis serão codificadas e aleatorizadas em blocos na proporção de 1:1. As pacientes serão divididas em três grupos: grupo controle (sem intervenção), grupo com hormônio (Estradiol) e grupo com intervenção (RFFM). Será realizada avaliação da função sexual através do FSFI (Female Sexual Function Index), além da avaliação da microbiota vaginal e do sistema geniturinário, antes e após a cada secção de Radiofrequência Fracionada Microablativa. • Processamento e análise - criação de banco de dados que será exportado para o EPI INFO, onde será feita consistência inicial da digitação dos dados. A estatística inferencial será utilizada para estabelecer as possíveis diferenças entre os grupos, de acordo com o teste de normalidade de Komolgorov-Sminorff. Hormônioterapia com a base de Estradiol 17β, 1g duas vezes por semana, quatro semanas. Radiofrequência Fracionada Microablativa - serão feitas três aplicações na vagina/introito vaginal, com intervalos de 28 a 40 dias. Será realizada uma aplicação sequencial nas paredes vaginais sob visão direta. •Avaliação da microbiota Vaginal e percentual de lactobacilos em coloração pelo Gram •Determinação do pH vaginal •Citopatologia hormonal – para avaliação do índice de maturação celular ou de Frost, com células profundas, intermediárias e superficiais (P/I/S), expressas em porcentagem. •Avaliação do Trato Urinário - pela quantificação de células epiteliais provenientes da esfoliação
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Leonor Chies Santiago Santos

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • a química, a dinâmica e a transformação de galáxias
  • O estudo da evolução de galáxias é um dos problemas mais fundamentais da astrofísica moderna. Através de medidas de idade e metalicidade, da dinâmica da componente estelar e do ambiente em que vivem as galáxias podemos contribuir para as fronteiras do conhecimento. O presente projeto propõe alcançar as fronteiras do conhecimento na área de evolução de galáxias através do estudo da população estelar de aglomerados globulares e de sua dinâmica comparada a nebulosas planetárias. Também propomos o estudo do ambiente de galáxias, estudando aglomerados de galáxias. Para isto contamos com diversas colaborações internacionais como OMEGA, MASSIVE, BAGGS, JPAS, SAGES, PN.S. Para tornar a pesquisa descrita neste projeto passível de realização e para a consolidação do grupo de pesquisa iniciado é imprescindível o apoio financeiro do CNPq.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/07/2020
Foto de perfil

Ana Lorym Soares

Ciências Humanas

História
  • literatura e historicidade: crítica à modernidade historicista e emergência de temporalidades pós-utópicas em romances distópicos contemporâneos
  • Este projeto de pesquisa tem como escopo geral estudar o modo como história e literatura se informam mutuamente em termos de modelos organizadores de escrita e de reflexão sobre a dimensão temporal da história, a partir da análise do gênero romanesco em suas manifestações na história literária recente que dá vazão a enredos e modelos de temporalidade de tonalidade distópica. Interessa-nos verificar a emergência de uma crítica à temporalidade modernista, historicista e utópica e a constituição de possíveis noções presentistas ou pós-utópicas de temporalidade nesses romances, perscrutando os sentidos atribuídos a essas operações. Para tanto, elegemos como corpus documental ficções distópicas produzidas nas últimas três décadas por autores como Michel Houellebecq (França, 1956), Antoine Volodine (França, 1950) e Gonçalo M. Tavares (Angola/Portugal, 1970), todos reconhecidos internacionalmente pela produção literária.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lúcia Bezerra Candeias

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • morfologia matemática aplicada a imagens de multisensores para estudos ambientais
  • Em estudo ambientais, a modelagem dos problemas pode ter como entrada: tabelas, dados vetoriais, dados raster de imagens de múltiplos sensores entre outros. Um dos resultados desses estudos é a geração de cartas temáticas. Para produzi-las é necessário se obter, por exemplo, planos de informação. Estes planos podem ser gerados a partir do processamento de imagens de sensoriamento remoto de múltiplos sensores. Esses resultados devem ser robustos para serem aplicados a diferentes tipos de imagens, com sua respectiva resolução espacial, espectral, radiométrica e temporal. Supondo a resolução espacial, as imagens podem ser divididas em baixa, média e alta resolução espacial. Do ponto de vista da resolução espectral, as imagens de sensoriamento remoto podem estar na faixa do espectro do visível, infravermelho ou microondas. Por outro lado, as resoluções: temporal e radiométrica devem ser também levadas em consideração quando se extrai feições para se obter esses planos de informação (layers). Em geral, se deseja na cartografia temática que, com o processamento digital de imagem, seja possível extrair automaticamente feições e/ou bordas. Na análise aqui apresentada usando Morfologia Matemática (MM), divide-se as imagens dos sensores usados aqui pela resolução espacial (média e alta resolução). Trabalha-se com imagens do TM/Landsat 5 e OLI/Landsat8 para média resolução e imagens IKONOS-2 e ortofoto para alta resolução espacial. A metodologia também será aplicada as imagens de RADAR (faixa de microondas): LIDAR e ALOS/PALSAR. As principais contribuições científicas esperadas da proposta são: 1) geração de operadores para extração de feições, formação de alunos da graduação e pós-graduação com enfoque em processamento de imagem usando MM na extração dessas feições. 2) utilização de extração de feições em imagem de multisensores para auxiliar na Cartografia Temática. 3) protótipos em MATLAB e que podem ser depois encapsulados em python, ou outra linguagem, para ajudar os usuários na extração automática das feições de interesse. 4) aplicar a metodologia as imagens ópticas e de RADAR. Além disso, possui um caráter de inovação de métodos na área de Processamento de Imagem e podendo gerar patente. Este projeto se interliga diretamente a três projetos que já foram aprovados: 1) O projeto aprovado da FACEPE APQ-1405-1.07/12 e que deu suporte a compra de hardware e software, com coordenação da Profa. Ana Lúcia Bezerra Candeias. 2) o segundo, que forneceu problemas a serem estudados com múltiplos sensores, o Projeto INNOVATE (INterplay between the multiple use of water reservoirs via inNOVative coupling of substance cycles in Aquatic and Terrestrial Ecosystems) aprovado pelo MCT e pelo Ministério Alemão de Educação e Pesquisa - BMBF. Neste projeto obteve-se do lado do Brasil os parceiros: UFPE, UFRPE, EMBRAPA, IFPE, IPA e do lado da Alemanha os parceiros: TUB, UHOH, IGB, PIK, HTWD. O estudo envolveu mudanças climáticas no semiárido e a parceria área é o reservatório de Itaparica e seu entorno. Maiores detalhes podem ser vistos em http://www.innovate.tu-berlin.de/v_menue/home/. A coordenação pelo Brasil foi Maria do Carmo Sobral (Engenharia Civil da UFPE) e tendo como membro integrante a Profa. Ana Lúcia Bezerra Candeias. 3) Detecção de erros de classificação em múltiplas imagens que tem como proposta central se trabalhar com múltiplos sensores e o coordenador é o Prof. João Rodrigues Tavares Junior e tendo como membro integrante a Profa. Ana Lúcia Bezerra Candeias.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lúcia Dantas

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • excitações de sistemas magnéticos nanoestruturados
  • O programa de trabalho contempla o estudo teórico do espectro de micro-ondas de sistemas magnéticos nanoestruturados, bem como as excitações e reversão da magnetização por corrente polarizada de spin. Uma das demandas atuais da spintronica contempla a busca por nano-osciladores que possam oscilar com frequência bem definida, ou estreita largura de linha <10MHz, bem como emitir em alta potência, na faixa de 1W. Nesse contexto, os vórtices se apresentam como os sistemas mais promissores. E o nosso trabalho contempla o estudo do espectro de micro-ondas e de excitações, por corrente polarizada de spin, de vórtices em nanodiscos ferromagnéticos acoplados via campo dipolar. Já a indústria de gravação magnética está investindo no desenvolvimento de novas memórias magnéticas baseadas em paredes de domínio e conhecida por “racetrack memory. Portanto, investigaremos a reversão da magnetização por corrente polarizada, bem como o espectro de excitações, por corrente polarizada de spin, de paredes de domínio em nanofitas ferromagnéticas crescidas sobre um substrato antiferromagnético vicinal.
  • Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Ferreira de Barros

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • caracterização de moléculas orgânicas por espectrometria de infravermelho- aplicação na radiólise e fotólise de gelos astrofísicos
  • Neste edital, pretende-se adquirir um espectrômetro de infravermelho (IR) e os periféricos necessários para sua utilização imediata em: i) identificação de novas espécies químicas formadas na radiólise e na fotólise de gases condensados; ii) determinação de taxas de síntese e de fragmentação de compostos orgânicos expostos a feixes de elétrons; iii) caracterização óptica espectroscópica de filmes finos de novos compostos orgânicos. A presente proposta busca estudar os efeitos de elétrons de baixa energia (1 eV a 2 keV), de fótons ionizantes (na faixa do ultravioleta de vácuo - VUV), e de íons rápidos e energéticos (similares a raios cósmicos) sobre amostras de gelo compostas de uma mistura das moléculas mais abundantes detectadas na pluma de Enceladus pela missão Cassini: H2O, CO2, NH3, CH4, CH3OH, além de espécies orgânicas mais complexas como os hidrocarbonetos (HPA). O trabalho que estamos desenvolvendo no Laboratório de Física Experimental e Aplicada (LaFEA) permitirá a realização de um estudo da evolução de amostras de gelos sob irradiação de elétrons em uma particular faixa de energia, contemplando, portanto, os efeitos físico-químicos induzidos tanto pelo vento solar, quanto pelos raios cósmicos. As seções de choque de destruição de moléculas inicialmente presentes nas amostras, e de formação de espécies novas, produzidas via ionização pelo impacto de elétrons, serão determinadas por espectroscopia FTIR (Fourier Transform Infrared). A espectrometria de radiação infravermelha (IR) desempenha um papel fundamental na Físico-química molecular porque um grande número de espécies químicas apresenta vibrações na faixa de frequências correspondente a essa radiação, absorvendo ou emitindo-a preferencialmente. A aquisição do espectrômetro FTIR e de um filamento para o canhão de elétrons é o objeto central deste projeto. Durante os últimos quinze anos, trabalhos realizados por pesquisadores do grupo abordaram diferentes ramos da astroquímica (experimentos, observações e modelagem), com os experimentos sediados em laboratórios sob chefia de colaboradores, em instituições com que desenvolvemos parcerias. Com a expertise cultivada ao longo dessa interação, já possuímos independência para que possamos, com o equipamento solicitado neste edital, realizar medidas, no LaFEA, com feixes de elétrons de baixa energia, agregando ao banco de dados resultados inéditos, e complementando a análise, nessa nova escala energética, de amostras que se mostraram mais sugestivas e de interpretação mais complexa quando expostas a outras radiações.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Figueiredo Porto

Ciências Agrárias

Agronomia
  • desenvolvimento de tecnologias para encapsulação da toxina produzida por bacillus thuringiensis no controle da lagarta-do-cartucho (spodoptera frugiperda) em milho verde
  • A presente proposta se enquadra dentro do Edital de Chamada Universal MCTIC/CNPq nº28/2018 em apoio a projetos de pesquisa que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação do País, uma vez que irá fortalecer o desenvolvimento de pesquisas e tecnologias inovadoras no âmbito de produção de biolarvicidas à base de toxina cristal de Bacillus thuringiensis encapsulada para o controle da lagarta do cartucho Spodoptera frugiperda do milho verde, linha de pesquisa desenvolvida no Laboratório de Biotecnologia do IPA. Os impactos ambientais, econômicos, sociais e tecnológicos serão observados ao longo do projeto, que visa o desenvolvimento de tecnologias para a produção de biolarvicidas encapsulados, para proteção do cristal em campo, mantendo a toxicidade por mais tempo, de baixo custo e menor impacto ambiental, contribuindo para a melhoria da produtividade da cultura do milho no país. A presente proposta visa apoiar o projeto em andamento aprovado pelo IPA através do Edital FACEPE 26/2017, Projeto Institucional Pesquisador Visitante. Associados à execução do projeto serão geradas monografias, dissertações de mestrado, teses de doutorado e relatórios de pós-doutorado, além de publicações científicas e patentes dos processos desenvolvidos e produtos obtidos.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Kassouf

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • examinando o impacto da gravidez na adolescência no mercado de trabalho e na educação de mulheres no brasil.
  • De acordo com a Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 21 milhões de meninas de 15 a 19 anos e quase 2 milhões abaixo de 15 anos ficam grávidas todo ano, sendo a maioria em países de renda baixa e média. O Brasil tem 68,4 bebês nascidos de mães adolescentes a cada mil meninas de 15 a 19 anos. O índice brasileiro está acima da média latino-americana, estimada em 65,5. No mundo, a média é de 46 nascimentos a cada mil. Assim sendo, analisaremos o efeito da gravidez na adolescência sobre a educação e o mercado de trabalho, isto é, participação no mercado de trabalho, participação no mercado remunerado e rendimento das mulheres. A literatura mostra que em países desenvolvidos as adolescentes que são mães têm maior probabilidade de abandonar o ensino médio e fazer faculdade, o que impactará negativamente na participação no mercado de trabalho e nos seus rendimentos. A decisão da mulher quanto a ficar grávida e ao número de filhos que terá é uma escolha influenciada por fatores como motivação para mudar de vida e retornos no mercado de trabalho. Ciente do problema de endogeneidade existente na relação entre gravidez na adolescência e mercado de trabalho e educação, exploraremos variáveis instrumentais, incluindo idade da primeira menstruação e aborto involuntário, variáveis essas disponíveis na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS). Os resultados auxiliarão no entendimento da relação entre gravidez na adolescência e educação e trabalho e assim permitirão análises e sugestões de políticas públicas para reduzir o problema e aumentar o bem estar das mulheres.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Nogueira de Paiva Britto

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • acesso à água e aos serviços de saneamento básico na metrópole do rio de janeiro: perspectivas para enfrentamento das desigualdades e da escassez
  • A pesquisa se trata da gestão das águas e dos serviços de saneamento básico na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Busca-se associar os dois conceitos - direito humano à água e segurança hídrica- entendendo que a segurança da água ameaçada pela escassez, pela inequidade no acesso, pelo risco de inundação. Estes fatores podem ser atribuídos a uma incapacidade de implementar uma gestão adequada das águas. Nosso ponto de partida é, portanto, assumir que os obstáculos mais importantes a serem enfrentados na ação pública que visa a redução da desigualdade e da insegurança no acesso à água não são de caráter físico-natural nem técnico. Pelo contrário, sugerimos que as assimetrias no acesso aos benefícios da água e os problemas decorrentes de escassez hídrica derivam principalmente de processos de caráter socioeconômico, político, cultural e institucional, incluindo-se aí a formulação e implementação de políticas públicas. Este projeto busca, portanto: (i) analisar as políticas públicas que envolvem gestão das águas e a provisão de serviços de saneamento básico na área metropolitana (iii) diagnosticar situações de precariedade no acesso aos serviços (ii) indicar caminhos para a superação dos impasses hoje enfrentados, no sentido de garantir o direito humano à água e a segurança hídrica, repensando os sistemas sócio técnicos hegemônicos e valores sociais e econômicos que orientam a provisão e a gestão dos serviços. O projeto será desenvolvido no LEAU – Laboratório de Estudos de Águas Urbanas, grupo de pesquisa sediado no PROURB, Programa de Pós Graduação em Urbanismo da UFRJ, sob a coordenação da proponente do projeto, associado ao INCT Observatório das Metrópoles. Participam do LEAU professores, pesquisadores, doutorandos, mestrandos e alunos da graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Instituto de Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional. A pesquisa visa trazer subsídios para a formulação de políticas públicas, para o desenvolvimento de planos e projetos, e para que movimentos sociais organizados possam ter instrumentos para reivindicar seus direitos,associando direito humano à água e direito à cidade.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lúcia Severo Rodrigues

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • avaliação de possíveis mecanismos anti-inflamatórios e antioxidantes da vitamina d3 em um modelo animal de depressão associado ao estresse
  • O transtorno depressivo maior (TDM) representa um dos transtornos psiquiátricos mais prevalentes na população, acarretando em perda considerável de produtividade e qualidade de vida, déficits no relacionamento social, além de estar associada com um alto índice de suicídio. O tratamento com antidepressivos convencionais proporciona uma completa remissão para apenas cerca de metade dos indivíduos além de gerar inúmeros efeitos colaterais, reduzindo a adesão dos pacientes ao tratamento. Tendo em vista essas limitações, a busca por novos agentes antidepressivos de baixo custo e seguros e que apresentem eficácia e menores efeitos adversos é de grande relevância. Nesse sentido, a vitamina D, além de participar na homeostasia do cálcio e do fosfato, apresenta efeitos pleiotrópicos. Dentre estes, destaca-se sua propriedade neuroprotetora, antioxidante e anti-inflamatória, bem como seu potencial antidepressivo indicado por alguns estudos pré-clínicos e reforçado por estudos clínicos. Vale ressaltar que baixos níveis de vitamina D estão associados com o aparecimento de sintomas depressivos e que a suplementação com essa vitamina é capaz de melhorar tais sintomas em pacientes. A enzima responsável pela síntese da forma ativa de vitamina D e receptores de vitamina D são encontrados no Sistema Nervoso Central, principalmente em regiões encefálicas relacionas à modulação do humor como o hipocampo, mas os mecanismos através dos quais a vitamina D pode proporcionar efeito antidepressivo ainda são pouco explorados e esclarecidos. Portanto, neste projeto, utilizando um modelo de depressão induzida por estresse crônico imprevisível, pretende-se investigar o possível efeito tipo-antidepressivo decorrente da administração repetida de colecalciferol (vitamina D3), bem como avaliar se o mecanismo pelo qual a vitamina D exerce seus efeitos envolve a modulação de vias associadas à inflamação e seu efeito antioxidante. Além de contribuir para o avanço no conhecimento dos mecanismos neurobiológicos do TDM, os resultados deste projeto poderão proporcionar uma associação entre os conhecimentos pré-clínicos e clínicos, auxiliando na busca de estratégias terapêuticas que reduzam os sintomas depressivos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lúcia Tasca Gois Ruiz

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • óleo essencial de mentha aquatica e carotenoides obtidos do pedúnculo do caju – potenciais efeitos benéficos sobre o trato gastrointestinal e avaliação inicial de toxicidade.
  • As doenças ulcerativas pépticas e doenças inflamatórias do trato gastrointestinal podem surgir devido a diversos fatores, podendo-se destacar o uso crescente e contínuo de anti-inflamatórios não esteroidais e o envelhecimento populacional. Diante disso, muitas plantas medicinais, tais como Mentha aquatica (familia Lamiaceae), assim como muitos alimentos, como por exemplo Anacardium occidentale L. (família Anacardiaceae) apresentam-se como promissoras opções terapêuticas para o tratamento de distúrbios gastrointestinais. Estudos anteriores de nosso grupo de pesquisa demonstraram que o óleo essencial de M. aquatica com alto teor de carvona apresenta efeitos preventivo e curativo em modelos de úlcera gástrica induzida por diferentes agentes. Por outro lado, estudos realizados pela Embrapa em parceria com o CIRAD/França (Centre de Coopération Internationale em Resecherche Agronomique pourle Développement) entre 2008 – 2012, com as fibras residuais do processamento do pedunculo do caju resultaram na obtenção de um extrato bruto com alto teor de carotenoides. Neste contexto, este projeto tem por objetivo avaliar a eficiência do óleo essencial (OE) de M. aquatica e do seu principal componente, a carvona, assim como do extrato concentrado em carotenóides (ECC) obtido a partir do pedúnculo do caju em modelos in vitro (cicatrização e atividades antiproliferativa, antimutagênica e antioxidante) e in vivo (úlcera gástrica induzida por doses repetidas de ácido acetilsalicílico, colite induzida por DSS). De maneira complementar, será iniciada a avaliação de toxicidade oral desses insumos através de protocolos in vitro (indução de micronúcleo) e in vivo (toxicidade oral e indução de micronúcleo).
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Luisa Brandão de Carvalho Lira

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • tecnologia educacional envolvendo a simulação clínica e o mapa conceitual para o ensino do raciocínio diagnóstico em enfermagem
  • O ensino do raciocínio diagnóstico é de extrema relevância para a formação de enfermeiros com pensamento crítico e reflexivo para prestar uma assistência segura e de qualidade. Acredita-se que a incorporação de tecnologias educacionais em enfermagem contribui para uma aprendizagem ativa e significativa do discente. Assim, o presente estudo tem como objetivo geral: analisar a eficácia de uma ferramenta tecnológica envolvendo a simulação clínica coadunada ao mapa conceitual para o ensino do raciocínio diagnóstico de discentes de enfermagem. E, como específicos: construir uma ferramenta tecnológica envolvendo a simulação clínica coadunada ao mapa conceitual; validar o conteúdo dos cenários da simulação clínica e dos mapas conceituais por juízes; e, mensurar o raciocínio diagnóstico e o pensamento crítico dos discentes antes e após o desenvolvimento da ferramenta tecnológica. Tratar-se-á de um estudo experimental, a ser realizado em três etapas, a saber: construção dos cenários de simulação clínica e dos mapas conceituais, por meio de livros-texto e artigos científicos; validação do conteúdo da ferramenta tecnológica por juízes na área do ensino de enfermagem e/ou diagnóstico de enfermagem, os quais serão selecionados via plataforma Lattes; e, aplicação da tecnologia educacional. Uma amostra composta por 92 discentes do curso de graduação em enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte participará da terceira etapa. Os discentes serão distribuídos de forma aleatória, sendo 46 no grupo experimental (intervenção por meio da ferramenta tecnológica) e 46 no grupo controle (intervenção padrão composta por aulas expositivas). Os critérios de inclusão serão: ser discente de graduação em enfermagem; e, estar matriculado no 4o período do curso de graduação em Enfermagem na referida Universidade. Os critérios de exclusão serão: não participar de todas as fases da pesquisa; e ter cursado alguma disciplina sobre raciocínio diagnóstico em enfermagem em outra instituição de ensino superior. Os dados serão analisados pela estatística descritiva e inferencial, por meio de testes de comparação entre médias. O projeto de pesquisa será apreciado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição responsável, respeitando-se os aspectos éticos da pesquisa envolvendo seres humanos. Todo os participantes do estudo serão convidados a assinar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Destarte, espera-se fornecer subsídios para a melhoria na formação dos futuros enfermeiros, por meio de uma aprendizagem significativa e voltada para o treinamento de habilidades do raciocínio diagnóstico. Outrossim, acredita-se que quanto mais os discentes se apropriem desse corpo de conhecimento próprio da enfermagem, mais eficaz será seu uso na prática clínica.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Luiza da Gama e Souza

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • corporações transnacionais do setor agroquímico-alimentar e direitos humanos: avaliação dos impactos da fusão bayer/monsato para a segurança alimentar no brasil a partir do marco ruggie e dos princípios empresarias para alimentos e agricultura (peea)
  • O setor agroquímico-alimentar global vem aumentando significativamente seu poder nas últimas décadas e em 2015 atingiu a maior concentração de todos os tempos, onde apenas seis empresas dividem esse mercado, reforçando a hipocondição dos Estados para regular a atividade deste setor, em especial em Estados latino-americanos, como o Brasil. No caso do setor de sementes e agroquímicos, a fusão da Bayer Crop Science e Monsanto acarreta o maior monopólio agroquímico-alimentar, correspondendo a 54,7% do mercado. Nesse cenário, no qual alimento, substâncias químicas e manipulação genética de sementes estão intrinsecamente relacionados o direito à alimentação adequada e a segurança alimentar estão seriamente comprometidos, sob a ameaça de violação global e local. Esta pesquisa, de caráter interdisciplinar, propõe avaliar os impactos da fusão das corporações Bayer e Monsanto para a segurança alimentar no Brasil. Neste sentido, num primeiro momento propõe-se compreender o debate no campo dos direitos humanos e empresas, analisando as abordagens teórico-normativas que sustentam a responsabilidade de empresas transnacionais com os direitos humanos, principalmente as que reconhecem obrigações mais positivas e vinculantes. Num segundo momento, a pesquisa se dedica a delimitação do campo empírico de análise - o setor agroquímico-alimentar – escolha dos principais atores e dos específicos elos da supply-chain do setor. Por tratar-se de pesquisa interdisciplinar, a metodologia conjuga diferentes métodos, em especial a interpretação normativa, a teoria sociológica do campo econômico e a análise qualitativa de dados, a partir de indicadores e standards.
  • Universidade Estácio de Sá - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Luiza Muccillo Baisch

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • glicosilação controlada de flavonoides por via enzimática: avaliação dos efeitos antioxidantes e neuroprotetores
  • De origem natural os flavonoides são poderosos agentes antioxidantes e neuroprotetores. Seus efeitos biológicos benéficos estão ligados a sua capacidade de modular cascatas de sinalização celular. Essencialmente encontrados nos vegetais, os flavonoides são objeto de funcionalização nas etapas final de sua biossíntese. A modulação e o controle da funcionalização destes compostos são essenciais para que sejam aumentadas suas potencialidades com especial interesse da indústria farmacêutica. As vias enzimáticas se mostram ser alternativas muito boas devido à especificidade das enzimas. Assim este projeto propões testar os flavonoides desenvolvidos por meio de um processo inovador de glicosilação para aumentar a sua biodisponibilidade. Particularmente, o procedimento de funcionalização enzimática dos flavonoides será avaliado sobre as atividades antioxidantes e neuroprotetoras. As atividades serão investigada em um modelo experimental in vitro de cultura celular e (neuroblastoma e astioglioma), e dois modelos in vivo, os peixes (Danio rerio) e roedores (Mus musculus).
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Luiza Neves de Holanda Barbosa

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • preços, consumo e demanda de produtos alimentares por nível de processamento no brasil: evolução e projeções
  • Apesar de perder peso relativo nas últimas décadas, o gasto com alimentação ainda é um item importante na participação das despesas das famílias brasileiras. Se por um lado, avanços significativos na indústria de produção agroalimentar e as mudanças no estilo de vida das pessoas, há uma gama maior de opções de alimentação (e mais barata!), por outro, o maior consumo de alimentos industrializados e preparados (“comida pronta”) pode induzir a uma maior ingestão de determinados nutrientes e substâncias químicas que, se consumidos em excesso, podem gerar danos à saúde. O objetivo deste projeto de pesquisa é o de analisar a evolução dos preços, do consumo e da demanda dos alimentos por nível de processamento e composição nutricional ao longo do tempo no Brasil. Em particular, pretende-se analisar a relação do consumo dos alimentos por nível de processamento e por composição nutrientes com medidas antropométricas e indicadores da saúde da população brasileira. Os resultados encontrados com relação ao consumo podem fornecer contribuições valiosas no que diz respeito à políticas públicas que visem melhorar a saúde e dieta da população brasileira.
  • Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - DF - RJ - Brasil
  • 02/01/2020-31/01/2022
Foto de perfil

Ana Luiza Pamplona Mosimann

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • avaliação do papel da osteopontina na infecção pelo vírus da dengue
  • Diferentes viroses transmitidas por artrópodes (arboviroses) tem ganho recentemente um posto proeminente na mídia dada a gravidade das doenças, sequelas e mortalidade associadas. Nesse panorama a dengue pode ter sido esquecida, no entanto, ainda é a arbovirose que apresenta o maior impacto a nível global em termos de saúde pública. De acordo com a Organização Pan-americana da Saúde (OPAS) o Brasil contribui com a maioria dos casos notificados no continente Americano. Dados do Ministério da Saúde do Brasil mostram que no ano de 2019 até a semana epidemiológica 34 foram registrados 1.439.471 casos prováveis de dengue. A dengue é uma doença infecciosa não-contagiosa que apresenta um amplo espectro de manifestações clínicas. Embora, a taxa de mortalidade não seja tão alta o impacto socioeconômico em função da morbidade associada à infecção não é negligenciável. Isso tem promovido iniciativas para o desenvolvimento de vacinas e antivirais específicos. Nesse contexto, o estudo de proteínas celulares cuja expressão seja passível de modulação e que desempenhem papéis importantes durante a infecção viral podem indicar potenciais alvos para terapias antivirais. Tendo em vista que estudos prévios de padrões de expressão gênica mostram a modulação da osteopontina durante a infecção pelo vírus da dengue, o fato de essa proteína estar envolvida na polarização da resposta immune cellular e a importância da resposta immune cellular durante a infecção pelo vírus da dengue, a osteopontina pareceu ser um alvo promissor para uma investigação mais aprofundada. Considerando que a osteopontina já está sendo estudada como um alvo terapêutico em outras patologias e a disponibilidade de ferramentas para o seu estudo, a viabilidade e potencial do trabalho tornam-se claros. Nossos dados preliminares confirmam que a expressão da osteopontina é modulada durante a infecção pelo vírus da dengue in vitro e in vivo. É indispensável, no entanto, dar prosseguimento ao estudo dessa interação vírus-hospedeiro de forma a aumentar nossa compreensão com relação ao papel dessa proteína durante a infecção. Só assim será possível vislumbrar algum ponto com potencial de intervenção através de terapia antiviral.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Ana Luiza Spadano Albuquerque

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • projeto aspecto – assimetria na distribuição de energia e massa entre as correntes de contorno oeste do atlântico sul durante os últimos 180ka (mis 6 ao mis1) e o papel do vazamento das agulhas sobre o clima continental
  • O acoplamento oceano-atmosfera é decisivo para a determinação, tanto dos estados médios, quanto da variabilidade do clima terrestre, em função da elevada capacidade térmica dos oceanos e de suas propriedades de distribuição de calor. O entendimento dos modos e padrões de variabilidade dos oceanos em larga escala temporal depende de estudos paleoceanográficos, os quais têm comprovado claramente a direta relação entre a dinâmica oceanográfica e o clima global. O Oceano Atlântico teve (tem) papel central na propagação das mudanças climáticas abruptas, uma vez que elas estiveram (estão) associadas à marcantes alterações na intensidade da Célula de Revolvimento Meridional do Atlântico (do inglês, Atlantic Meridional Overtuning Circulation, AMOC). Apesar disso, o conhecimento a respeito das mudanças na paleocirculação na porção tropical e subtropical do oeste do Atlântico Sul é ainda restrito, esparso e fragmentado, a despeito de seu reconhecido papel na transferência de calor inter-hemisférico e, consequentemente, na modulação do clima global. Neste sentido, o oceano Atlântico Sul contribui com a AMOC transferindo calor para o Atlântico Norte através do Giro Subtropical do Atlântico Sul (GSAS). Na porção norte deste Giro, a Corrente Sul Equatorial (CSE) se bifurca dando origem às correntes de contorno oeste que ocupam a margem brasileira, são elas: a Corrente Norte do Brasil (CNB) e a Corrente do Brasil (CB), nos ramos norte e sul, respectivamente. A variabilidade da temperatura da superfície do mar (TSM) dessas correntes modula o posicionamento e a intensidade dos principais mecanismos atmosféricos que controlam o clima da América do Sul, tais como: a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS). Além disso, na porção sudoeste do GSAS, o Oceano Atlântico recebe calor transportado do Índico através do vazamento das Agulhas, o qual contribui para a variabilidade na distribuição de calor e sal entre as correntes de contorno oeste do Atlântico Sul e, consequentemente, modula a intensidade da AMOC. Estudos paleoceanográficos que abordem a variabilidade oceanográfica do setor oeste do Atlântico Sul, especialmente focados na CNB e CB são ainda raros. Apesar desta escassez de registros paleoceanográficos, alguns estudos têm apontado para uma condição antifásica ou assimétrica no transporte de calor e sal entre as correntes de contorno oeste do Atlântico Sul, e o fundamental controle do vazamento das Agulhas sobre esse mecanismo, acomodando as marcantes mudanças no transporte inter-hemisférico deste calor e sal no Atlântico. No entanto, o impacto das mudanças climáticas abruptas sobre a CNB e CB permanece elusivo, principalmente em função da pequena quantidade de registros marinhos com alta resolução temporal. Neste sentido, o Projeto ASpECTO se propõe a estudar a assimetria de transporte de calor e massa entre as CNB e CB ao longo dos últimos 180.000 anos (MIS 6 ao MIS1), buscando também entender o impacto do vazamento das Agulhas sobre o transporte de calor dessas correntes e suas consequências sobre o clima continental. Para tanto, esse projeto se baseia no estudo de três testemunhos marinhos localizados nas Bacias de Santos (GL1090), Pernambuco-Paraíba (GL1180) e Barreirinhas (GL1248), os quais estão sob a influência da Corrente do Brasil, da região da bifurcação da Corrente Sul-Equatorial e da Corrente Norte do Brasil, respectivamente. Além disso, esse projeto também abordará um testemunho coletado pela Expedição IODP-361 (Janeiro-Fevereiro 2016), localizado no Banco das Agulhas ao largo da Cidade do Cabo na África do Sul (U1479), que representa a região reconhecida como “Agulhas ring-corredor”, cujo o estudo será realizado em alta-resolução temporal, visando estabelecer os padrões de exportação de calor e sal entre os oceanos Índico e Atlântico.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria Benko Iseppon

Tecnologias

Desenvolvimento Tecnológico e Industrial
  • bioinformática, ômicas e biotecnologia aplicadas ao feijão-caupi visando à resistência contra patógenos e pragas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 29/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Ana Maria Benko Iseppon

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • inferências genômicas e biotecnológicas aplicadas às plantas do nordeste brasileiro
  • Plantas possuem os maiores e mais redundantes genomas de nosso planeta, suportando grandes mudanças na dinâmica e proporção entre DNA codificante e não codificante. Tal plasticidade se deve a mecanismos de duplicação genômica ou em tandem, gerando cópias redundantes de clusters gênicos que podem ser mantidas ou eliminadas em um posterior processo de diploidização. Tal plasticidade resulta em um número significativo de isoformas proteicas com funções específicas, observadas para várias categorias moleculares, com ênfase para famílias proteicas associadas à resposta a estresses ambientais e bióticos. Com o advento das ômicas um grande volume de dados encontra-se disponível em bancos de dados públicos, bem como em plataformas de acesso restrito geradas pelo grupo proponente. O Brasil apresenta alta biodiversidade, mas ainda são escassas as pesquisas abordando aspectos genéticos e moleculares das plantas e microrganismos em ambientes neotropicais. Nesse cenário a região Nordeste do Brasil se destaca por abrigar os domínios da Mata Atlântica e da Caatinga, com diversas formações vegetacionais como os brejos de altitude, as restingas, manguezais, cerrado, bem como diversas subcategorias da caatinga, sendo considerada um dos centros mundiais de biodiversidade. Ao mesmo tempo que é crucial conservar a biodiversidade remanescente, é fundamental o desenvolvimento de cultivares adaptadas às condições da região, especialmente considerando que 30% da população Brasileira vive nessa região, cuja economia tem forte dependência da agricultura e da pecuária. Os grupos brasileiros proponentes têm trabalhado em análises de genômica funcional e estrutural envolvendo plantas, patógenos microbianos e estresses ambientais. Nesse sentido, temos identificado e avaliado genes/proteínas candidatos para o entendimento das relações planta-patógeno e planta-ambiente (especialmente seca e salinidade), avaliando seu potencial biotecnológico. Os estudos incluirão prospecção de transcriptomas gerados pelo nosso grupo a partir de espécies altamente adaptadas a condições estressantes do nordeste Brasileiro, incluindo uma leguminosa arbórea conhecida popularmente como ‘Catingueira’ (Cenostigma pyramidallis), uma leguminosa arbustiva do semiárido (Stylosanthes scabra), além de uma espécie usada na medicina popular (Calotropis procera, Apocynaceae). Todas as espécies chamam a atenção pelas condições de estresse que conseguem suportar. Também dispomos de transcriptomas de plantas cultivadas, como a videira (Vitis vinifera), o feijão-caupi (Vigna unguiculata) e a soja (Glycine max). Serão selecionadas moléculas de categorias específicas, incluindo peptídeos antimicrobianos, fatores de transcrição e genes responsivos à seca e à salinidade nas plantas citadas, avaliadas comparativamente a dados disponíveis em bancos públicos com ferramentas de bioinformática. As inferências biotecnológicas incluirão expressão heteróloga e testes in vitro e in vivo de proteínas e peptídeos isolados ou sintetizados. Ao final do estudo pretendemos ter desenvolvido no mínimo duas plantas transgênicas ou com genomas editados, expressando e transmitindo genes de interesse, além de análises de atividade in vitro com peptídeos/proteínas selecionadas com vistas a patenteamento. Todas as pesquisas aqui propostas já se encontram em andamento, incluindo como as parcerias do presente projeto. O projeto inclui 24 pesquisadores, dos quais 13 são bolsistas de produtividade do CNPq, sendo sete nível 1 e seis nível 2. Além desses o projeto conta com cinco pós-doutorandos, orientados por três pesquisadores do projeto. A pesquisa envolve até o momento 14 doutorandos, cinco mestrandos e 11 alunos de graduação, incluindo bolsistas PIBIC e PIBITI. O apoio solicitado no presente projeto visa complementar recursos anteriores, propiciando a continuidade e finalização das pesquisas em andamento.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria de Souza Mello Bicalho

Ciências Humanas

Geografia
  • a centralidade de alimentos de qualidade diferenciada na sustentabilidade rural
  • A proposta de pesquisa é analisar a dimensão socioeconômica de sistemas alternativos de alimentos, orgânicos/agroecológicos e da apicultura e meliponicultura, considerados como sistemas sustentáveis e com produtos de qualidade diferenciada. A prática agrícola lhes imprime um caráter de produto de qualidade diferenciada frente a produtos da agricultura convencional produtivista de monoculturas intensivas em capital, mecanizadas e com alto uso de compostos químicos sintéticos. Alimentos de qualidade diferenciada e sistemas produtivos alternativos sustentáveis são coesos e conectados com a sustentabilidade rural. Sistemas sustentáveis de alimentos são concebidos pela integração e relações de equilíbrio entre recursos humanos (econômicos e sociais) e recursos naturais, a fim de garantir qualidade ambiental, sustentabilidade agronômica, viabilidade socioeconômica, alimentos de qualidade nutritiva e livres de contaminantes, segurança alimentar e do trabalho e renda. Na pesquisa, é objeto de análise a viabilidade socioeconômica, vista pela dimensão dos processos sociais no sistema e como resultantes dele como suporte a modos de vida dignos em resposta à sustentabilidade. Duas questões norteiam a pesquisa, uma quanto à dinâmica e perfil dos produtores, para entender o porquê e como optam por produtos e sistemas sustentáveis e outra direcionada a averiguar se as produções alternativas respondem realmente a pressupostos de sustentabilidade e se são viáveis a longo prazo na admissão de uma transição tecnológica. O suporte teórico-conceitual da pesquisa assenta-se no entendimento da relação dos alimentos de qualidade diferenciada com a constituição de um ambiente rural sustentável. Dois conceitos e sua interação são, portanto, centrais à pesquisa: sustentabilidade rural e alimentos de qualidade diferenciada. Metodologicamente, a análise dos sistemas produtivos de alimentos sustentáveis se apoiará em duas abordagens. Uma considerará o sistema alimentar como um socioagroecossistema, cuja sustentabilidade agronômica depende da qualidade ambiental e da viabilidade socioeconômica de forma integrada. Contudo, o foco será na análise e avaliação da dinâmica dos elementos e atributos sociais nessa integração. Outro método a ser adotado será a análise SWOT cruzando situações favoráveis e desfavoráveis ao sistema investigado, podendo-se, ao final da pesquisa, apresentar diagnósticos dos sistemas analisados e tecer propostas consolidando ou redirecionado ações no quadro do desenvolvimento territorial sustentável. A investigação é orientada aos estados do Rio de Janeiro e do Mato Grosso do Sul, que possibilitam comparações de processos de transição de sistemas alimentares sustentáveis em ambientes agrários distintos e contrastantes.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria Gonçalves Duarte

Engenharias

Engenharia Civil
  • misturas asfálticas produzidas com ligante modificado por lignossulfonatos
  • A pavimentação asfáltica brasileira, assim como de outros países, necessita constantemente de avaliação e renovação devido à deterioração dos pavimentos, notadamente dos pavimentos asfálticos. As patologias existentes são originárias do mau uso da via devido a grandes solicitações para as quais o pavimento não foi projetado, de deficiências na execução do processo construtivo, do emprego de materiais com propriedades insuficientes para atender à necessidade, e ainda das condições climáticas atuantes, entre outras causas. O revestimento do pavimento, camada que é responsável pela transferência de cargas de roda para camadas inferiores (base, sub-base e subleito), é uma parte crítica da estrutura das rodovias por receber as solicitações do tráfego e está submetida diretamente aos fatores ambientais. Assim, a modificação de ligantes asfálticos visa melhorar o comportamento mecânico e em consequência, o desempenho funcional dos pavimentos, superando algumas desvantagens do ligante puro. Dessa forma, aliado à busca por modificadores de ligantes asfálticos surge em paralelo o conceito de sustentabilidade e isso vem abrindo espaço para tecnologias com a utilização de modificadores naturais e reaproveitados de processos industriais. A lignina é uma macromolécula heterogênea, tridimensional, com alto teor de carbono, presente em quase todos os vegetais, e, é um subproduto da indústria de papel e celulose, sendo obtida em maior escala com geração de milhões de toneladas a cada ano, podendo ser utilizada como modificador de ligantes asfálticos. Este projeto objetiva estudar as propriedades físicas, químicas e reológicas de ligantes asfálticos e o desempenho de misturas asfálticas produzidas com o ligante modificado por adição de lignosulfonato (lignina) proveniente de três espécies vegetais nos teores de 3%, 6% e 9%. Para atingir o objetivo proposto serão realizados ensaios de caracterização física, dentre eles, ponto de amolecimento, penetração, viscosidade; caracterização química podendo destacar o FTIR e a cromatografia em coluna; cracaterização reológica com os ensaios de MSC, Pg, Pg contínuo e o Las e ensaios de caracterização mecânica da mistura asfáltica, a saber: Resitência à Tração, Módulo de Resiliência, Lottman Modificado. Estes ensaios serão realizados na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), na Associação Técnico Cientifica Ernesto Luis de Oliveira Júnior (ATECEL) bem como em outras universidades parceiras. Os resultados obtidos provavelmente terão destaque no âmbito nacional e internacional, à vista da relativa escassez de grupos de pesquisa que atuam nas áreas de abrangência do projeto proposto. Os resultados permitirão publicações em periódicos indexados e congressos. Além disso, o projeto contribuirá para formação de recursos humanos nesta área específica, uma vez que envolve alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Engenharia Civil da UFCG.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria Jansen Franken

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • abordagem fuzzy como ferramenta taxonômica: modelo leishmania (viannia)
  • Nossa proposta busca preencher uma lacuna no sistema taxonômico binomial clássico de trabalho, não mais com o conceito de espécies com limites definidos, mas com graus de pertencimento, adaptando a lógica fuzzy para este propósito. A evolução e consequentemente a especiação é um processo continuo que raramente acontece aos saltos. Leishmania spp constitui um grupo protozoário complexo que ainda apresenta diversas questões taxonômicas sem resposta que o atual sistema taxonômico dicotômico não é capaz de resolver, uma vez que não considera “quase espécies”. Aqui pretendemos aplicar a lógica fuzzy que trabalha com gradientes de similaridade, e com graus de pertencimento e não com a clássica taxonomia binomial discreta, como um sistema taxonômico alternativo. Usaremos como protótipo, L. (Viannia), que infecta uma grande quantidade de vertebrados selvagens e domésticos, incluindo humanos, e que está necessita revisão taxonômica. Temos disponíveis 16 genomas de seis cepas de L. (Viannia) obtidas por meio de sequenciamento profundo bem como um enorme conjunto de dados de seqüências de nucleotídeos, abrangendo regiões distintas do genoma de Leishmania. Assim, nossa proposta é usar dados genômicos completos como referências para mapear todas as sequências de nucleotídeos disponíveis com aprendizado de máquina e aproximação fuzzy. Usaremos todo o genoma do parasita e aumentaremos o número de cepas de WGS de humanos e hospedeiros não humanos. Esperamos contribuir com um sistema taxonômico que inclua também formas intermediárias de organismos vivos que no futuro, possa ser aplicado a outras formas de vida. Além disso, iremos contribuir para o conhecimento da diversidade do táxon. Neste modelo, a inteligência artificial e a análise geoespacial demonstram a possibilidade de utilizar esta nova abordagem para identificar áreas de hotspot, na transmissão de populações parasitas “limítrofes”.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria Leal-Zanchet

Ciências Biológicas

Zoologia
  • taxonomia e filogenia de tricladidos límnicos (platyhelminthes) na região neotropical
  • A diversidade taxonômica dos tricladidos límnicos na região Neotropical tem sido considerada baixa em comparação com outras regiões. No entanto, estudos em andamento têm indicado alta diversidade de Dugesiidae e Dimarcusidae em ambientes límnicos, inclusive em ambientes hipógeos. Adicionalmente, o conhecimento das relações filogenéticas dos Dugesiidae e Dimarcusidae neotropicais ainda é incipiente. O projeto possui o objetivo geral de ampliar o conhecimento da diversidade taxonômica de tricladidos límnicos na região Neotropical e realizar análises filogenéticas, com base em dados morfológicos e moleculares. As amostragens serão realizadas de forma direta em ambientes epígeos e hipógeos da região. Para identificação taxonômica, os animais serão analisados quanto à sua morfologia externa e interna. Para determinação das espécies e análise dos dados filogenéticos moleculares, serão utilizadas Máxima Verossimilhança e Inferência Bayesiana com o conjunto dos dados concatenados. Para a análise cladística dos dados morfológicos, serão considerados caracteres morfológicos utilizados para a descrição de espécies na literatura. Os resultados parciais obtidos serão apresentados em eventos científicos e publicados em periódicos científicos e de divulgação. Os resultados finais serão submetidos para publicação em periódicos de circulação internacional e nacional. Com o desenvolvimento do projeto, pretende-se, também, contribuir ao treinamento científico de biólogos, ao nível de Mestrado e Doutorado, e acadêmicos do Curso de Graduação em Biologia para atuarem como futuros pesquisadores e especialistas na identificação da fauna brasileira e na realização de análises filogenéticas, bem como subsidiar a formação de especialistas para ampliação dos grupos de pesquisa em turbelariologia.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria Mazotto de Almeida

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • enzimas microbianas: da redução de impacto ambiental de atividades industriais à geração de bioprodutos
  • Nós, seres humanos, impactamos enormemente o meio ambiente. A maneira como escolhemos morar, vestir e satisfazer nossas necessidades alimentares e energéticas não afeta apenas a disponibilidade dos recursos naturais em longo prazo, mas afeta o equilíbrio do planeta como um todo. A forma como consumimos peças de vestuário impacta severamente o ambiente. A indústria têxtil produz anualmente ~100 milhões de toneladas de produtos, sendo um setor industrial importante para a economia brasileira, que tem o quarto maior parque produtivo do mundo. Estima-se que para a produção de 1 kg de material têxtil são necessários 1,5-6,9 kg de produtos químicos. Dentre estes produtos químicos destacam-se os corantes, que são descartados em grandes quantidades, visto que 10-15% dos corantes não são absorvidos pela fibra alvo. O descarte inadequado de efluentes com corantes em ecossistemas aquosos leva à graves problemas ambientais. Os métodos físico-químicos nem sempre são eficientes na descoloração e redução da toxicidade do efluente, entretanto alguns microrganismos são capazes de biotransformar e mineralizar vários produtos químicos através da produção de enzimas, especialmente oxirredutases, e podem ser utilizados no tratamento de efluentes ricos em corantes. Desta forma, a primeira parte deste projeto objetiva isolar microrganismos degradadores de corantes e desenvolver um processo microbiano e/ou enzimático para o tratamento de efluentes têxteis. Além da forma como nos vestimos, nossa alimentação também causa um grande impacto ambiental. Em média o brasileiro consome 42 kg de carne de frango por ano. A avicultura nacional, além de alimentar o mercado interno, também se destaca no mercado internacional, somos o segundo maior produtor de frangos do mundo e o maior exportador, com uma produção anual de mais de 13 milhões de ton. Este é um volume impressionante de produção, que gera um volume igualmente impressionante de penas (aproximadamente 800 mil ton). Uma vez que se trata de um resíduo de demorada degradação, as penas são um grande problema para o descarte. Entretanto, ela é composta basicamente por queratina, uma proteína que se apropriadamente processada pode ser convertida em diversos outros produtos com valor comercial. A segunda parte deste projeto propõe o uso de microrganismos produtores de queratinases para degradação da rígida estrutura das penas e reaproveitamento deste resíduo da indústria avícola. Em linhas gerais, este projeto dividido em duas linhas distintas tem um mesmo objetivo comum, utilizar o potencial biocatalítico de microrganismos na redução do impacto ambiental causado pelo desenvolvimento humano e buscar alternativas para um futuro mais sustentável.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria Müller de Magalhães

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • características do ambiente de trabalho e complexidade dos cenários da prática de enfermagem em hospitais: repercussões na segurança do paciente e qualidade do cuidado
  • Trata-se de projeto de pesquisa com o objetivo geral de analisar como as características do ambiente da prática profissional de enfermagem e da complexidade dos sistemas de cuidado repercutem nos resultados de qualidade da assistência e segurança de pacientes internados. O ambiente da prática profissional da equipe de enfermagem tem sido descrito com algumas características que favorecem ou prejudicam a obtenção de resultados positivos para os profissionais e para os pacientes. A presença de determinados atributos como autonomia, controle sobre o ambiente, assim como a relação colaborativa entre médicos e equipe de enfermagem, tem sido apontada como fatores que podem repercutir na satisfação no trabalho, qualidade do cuidado e segurança do paciente. Frente a essas considerações, o presente estudo propõe-se a analisar as relações entre as características do ambiente de prática da enfermagem e a complexidade dos ambientes de cuidado com as percepções da equipe sobre a segurança do paciente, qualidade do cuidado, satisfação no trabalho e carga de trabalho da equipe, definida pelo número de pacientes atribuídos à equipe de enfermagem. Será conduzida uma investigação com abordagem de método misto, com desenho sequencial explanatório. O projeto será desenvolvido em unidades e setores de hospitais do município de Porto Alegre. Os participantes da pesquisa serão os profissionais que desempenham atividades assistenciais nesses cenários, sendo eles enfermeiros, técnicos ou auxiliares de enfermagem. Também serão sujeitos do estudo, os pacientes internados nas unidades durante os períodos de coleta de dados, dos quais serão computados os dados de qualidade e segurança do cuidado de enfermagem. Estão previstas duas fases para coleta de informações, na primeira, quantitativa, serão coletadas informações por meio de bases de dados institucionais, relativos aos indicadores de qualidade assistencial e segurança dos pacientes, assim como dos profissionais de enfermagem. Serão aplicados questionários auto respondidos aos profissionais, sobre as características do ambiente de prática e de complexidade desses ambientes. Os dados qualitativos serão coletados por meio de entrevistas, grupos focais e caminhadas fotográficas, no cenário em estudo. Os dados serão analisados por meio de análise descritiva, analítica e temática.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria Roux Valentini Coelho Cesar

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • nudges e a concessão de microcrédito para empreendedores em situação de pobreza: um estudo experimental
  • Este estudo tem como objetivo analisar o efeito de nudges sobre as decisões econômicas relacionadas à aplicação do microcrédito por parte de empreendedores que atuem em ambiente de incerteza e que estejam na faixa de pobreza da população. Muitos estudos têm sido feitos sobre o nível de pobreza e a falta de acesso de populações a serviços e produtos, dentre eles, os financeiros, seja por um perfil econômico social que lhes inviabiliza crédito, seja por falta de literacia financeira, levando-os a uma situação de vulnerabilidade social. O que se tem discutido é se a pobreza influencia o padrão de decisão econômica das pessoas, levando-as à maior aversão ao risco e à propensão ao desconto intertemporal, preferindo o consumo imediato de uma recompensa ao invés de recompensas futuras, com maior ganho. Embora o microcrédito possa ser uma ferramenta eficaz para redução de vulnerabilidade econômica e social, seu sucesso depende do uso adequado do crédito. Estudos mostram que o uso de nudges pode minimizar os vieses decisórios. A revisão da literatura sinaliza que há um campo de estudo a ser explorado envolvendo nudges, a concessão e uso de microcrédito e a decisão de microempreendedores. Optou-se por estudar microempreendedores por se considerar que essa modalidade de empreendedorismo muitas vezes se relaciona a ações que trazem benefícios para uma coletividade e que, portanto, geram impacto social associado à redução do empreendedorismo por necessidade e à melhoria das condições de vida dos sujeitos envolvidos por essas ações, como ocorre no caso do empreendedorismo social. Para atender ao objetivo do projeto, em termos metodológicos o estudo terá três etapas: quantitativa, qualitativa e experimental, cada uma delas visando ao atendimento dos objetivos específicos do projeto. A análise dos dados deverá contemplar métodos quantitativos e qualitativos dependendo das etapas da pesquisa.
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie - SP - Brasil
  • 18/02/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Ana Maria Tagliari Florio

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • espaço, percurso, tempo e movimento. análise de projetos como foco na circulação como sistema estruturador do partido o desenho da rampa na arquitetura moderna
  • O problema abordado nesta pesquisa envolve os sistemas de circulação, o elemento rampa e a arquitetura moderna. A pesquisa investiga os projetos dotados de rampa na obra de três arquitetos modernos. O objetivo é analisar os projetos no intuito de se compreender a relação do elemento rampa com o espaço e conceitos definidos pelo arquiteto. Sua relação com o partido, programa e sua organização. O objeto de estudo são os projetos realizados por Frank Lloyd Wright, Le Corbusier e Vilanova Artigas com adoção de rampa. Trata-se de 15 projetos de Wright, 10 de Corbusier e 22 de Artigas. Também são objetos desta pesquisa textos selecionados escritos pelos próprios arquitetos que oferecem a teoria que fundamenta o projeto. O objetivo é compreender de que maneira o arquiteto desenhou as rampas nestes projetos, fundamentados em suas respectivas teorias e preceitos. O pressuposto é de que cada arquiteto desenhou a rampa em seus projetos de acordo com suas respectivas teorias, de formas distintas. O critério de seleção dos arquitetos se pautou pelo fato de serem arquitetos importantes do período Moderno, pioneiros na adoção de rampas em seus projetos, assim como a disponibilidade de material sobre os projetos. Os principais procedimentos metodológicos nesta pesquisa são: a revisão bibliográfica e leitura de textos fundamentais sobre arquitetura moderna e sobre os arquitetos selecionados; leitura dos textos escritos pelos arquitetos; coleta de informações sobre os projetos a partir de livros e publicações de importantes críticos; visitas aos edifícios selecionados dotados de rampas; interpretação dos desenhos das rampas, no espaço e forma projetados; análise dos projetos por meio de desenhos e modelos; reflexão e discussão sobre os resultados obtidos. Esta pesquisa é justificada pelo fato de abordar um assunto que envolve Arquitetura Moderna e análise de projeto: o desenho da rampa, relacionando teoria e projeto. No que diz respeito à abordagem, trata-se de uma pesquisa inédita e original. Não há conhecimento de pesquisas com este enfoque. Trata-se de um conhecimento relevante e importante para ser discutido entre arquitetos e estudantes, tanto para o que diz respeito à Arquitetura Moderna, Teoria e Projeto de Arquitetura, mas também para o acúmulo de conhecimento e debate com relação à obra de Wright, Corbusier e Artigas. Esta pesquisa está alinhada às pesquisas em análise de projeto desenvolvidas no Grupo de Pesquisa "Arquitetura. Projeto, Representação e Análise"/ Unicamp-CNPq / Laboratório Projeto de Arquitetura e Investigação.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Badan Ribeiro

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • desenvolvimento de alimentos com baixo teor de ácidos graxos saturados utilizando a tecnologia de organogéis
  • As questões controversas acerca do papel dos ácidos graxos trans na saúde, intensamente discutidas a partir de 1990, ocasionaram modificações progressivas na legislação de diversos países. Em resposta, as indústrias optaram pela substituição da gordura trans, através do desenvolvimento de bases gordurosas com funcionalidade e viabilidade econômica equivalente às gorduras parcialmente hidrogenadas, acarretando, entretanto, em aumento substancial do teor de ácidos graxos saturados nos alimentos. No momento atual, a ciência de lipídios visa definir alternativas para um problema extensamente discutido pelas organizações de saúde no mundo, que consiste em reduzir o teor de gordura saturada nos alimentos disponíveis à população. De acordo com recomendação recente e legislação atual da Agência Nacional da Vigilância Sanitária (ANVISA), as matrizes lipídicas devem ser adicionadas em formulações de maneira que o produto final apresente baixo teor de ácidos graxos saturados e ausência de ácidos graxos com isomeria trans (zero trans), os quais estão associados ao aumento no risco de doenças cardiovasculares. Paralelamente, em uma abordagem tecnológica e comercial, óleos e gorduras devem exibir características estruturais e sensoriais adequadas à produção e aceitabilidade do consumidor pelo produto. A redução da gordura saturada em bases lipídicas de uso industrial não se apresenta factível mediante a utilização isolada de processos convencionais de modificação lipídica, pois o potencial de redução dos níveis de ácidos graxos saturados por estes meios é significativamente limitado. Em contrapartida, o uso de organogéis, sistemas lipídicos caracterizados pela incorporação de agentes estruturantes específicos, têm sido indicados como a única alternativa viável para a obtenção de gorduras com teores reduzidos de ácidos graxos saturados e propriedades compatíveis à aplicação em alimentos. Neste cenário, este projeto de pesquisa tem como objetivo central o desenvolvimento e a avaliação de produtos de base lipídica com redução do conteúdo de ácidos graxos saturados, formulados com a incorporação de organogéis produzidos a partir de sistemas lipídicos e agentes estruturantes, visando a obtenção de formulações alimentícias estáveis e sensorialmente adequadas. Espera-se que no âmbito desta proposta sejam alcançados resultados inéditos quanto ao estudo das propriedades e estabilidade de sistemas organogelificados compostos por bases lipídicas de elevado potencial para emprego em alimentos. Adicionalmente, no escopo do estado da arte sobre matrizes lipídicas estruturadas, espera-se qualificar e quantificar, em alto grau de detalhamento, as propriedades gerais de cristalização, comportamento térmico, comportamento reológico, morfologia, polimorfismo, microestrutura e macroestrutura dos diferentes organogéis obtidos; bem como desenvolver formulações de base lipídica com redução efetiva do conteúdo de ácidos graxos saturados, que atendam às questões nutricionais e regulatórias atuais na área de óleos e gorduras.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Capuano da Cruz

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • uso do sistema de controle gerencial e desempenho sob a perspectiva dos estágios do ciclo de vida
  • Pouca ênfase tem sido dada às pesquisas que buscam compreender a forma como os controles são usados e o subsequente impacto que têm sobre o desempenho das organizações (Su, Baird, & Schoch, 2015). Complementarmente, sabe-se que o desempenho tem sido comprovado como sendo produto de uma série de fatores contextuais (Chenhall, 2003). Assim, fundamentado na ideia de que um sistema de controle gerencial eficaz é resultante de uma análise simultânea de múltiplas variáveis (Auzair & Langfield-Smith, 2005), este estudo explora o efeito moderador do estágio do ciclo de vida organizacional na associação entre o uso de controles gerenciais (usos diagnóstico, interativo, de restrições e de crenças) e o desempenho organizacional. A abordagem do ciclo de vida organizacional utilizada seguirá o modelo de Miller e Friesen (1984) e o uso do sistema de controle gerencial será investigado a partir do modelo teórico de Simons (1995). Para operacionalização desta investigação será realizada uma pesquisa do tipo levantamento, por meio de questionário eletrônico. A proposta consiste em trabalhar com o banco de dados das Melhores & Maiores empresas brasileiras, desenvolvido pela revista Exame, que reúne cerca de 1.000 empresas de grande porte. O questionário deverá ser respondido pelo principal executivo da empresa e/ou pelo principal gestor de controladoria / contabilidade. Com este estudo, espera-se mapear os principais tipos de usos do sistema de controle gerencial que têm sido empregadas para promover o desempenho das organizações estudadas, considerando o estágio do ciclo de vida dessas empresas. Em linhas gerais, busca-se reunir evidências empíricas acerca de duas alavancas de controle gerencial que têm recebido pouca atenção da academia. De forma complementar, pretende-se ampliar a discussão entre uso do sistema de controle gerencial e desempenho explorando-se a associação entre esses dois constructos mediada pelos estágios do ciclo de vida das organizações estudadas. Especificamente, espera-se gerar evidências acerca de como o estágio do ciclo de vida organizacional modera a associação entre as abordagens do uso de controles e o desempenho organizacional.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Colares de Andrade

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • elaboração de revestimento comestível a base de soro de leite e extrato hidro alcóolico da folha de goiabeira (psidium guajava l.) no controle de staphylococcus aureus e listeria monocytogenes em carne bovina crua
  • A qualidade microbiológica de produtos de origem animal, principalmente as carnes, pode ser considerada um grande desafio por parte dos produtores/industrializadores de alimentos. A necessidade em prolongar a vida útil desse tipo de alimento faz-se necessária com o intuito de reduzir perdas econômicas e minimizar possíveis riscos à saúde. O uso de embalagens, principalmente as embalagens de plástico (ex.: vácuo), permite que a comercialização de carnes seja maior, além de garantir um produto de qualidade e mais seguro. Contudo, observa-se com frequência a remoção das carnes de sua embalagem original com o intuito de reembala-lá em bandejas envoltas por filmes de PVC para facilitar a atração visual pelos consumidores, com consequente comercialização desses produtos. No entanto, a microbiota naturalmente presente em carnes resfriadas, principalmente micro-organismos deteriorantes e patogênicos, e possíveis trocas gasosas que podem ocorrer aceleram as taxas de alterações e contribuem para reduzir a vida útil desse alimento. Uma alternativa para minimizar o uso de embalagens plásticas e a microbiota indesejável seria a utilização de embalagens ativas, tais como os revestimentos comestíveis acrescidos de antimicrobianos naturais, que interagem positivamente com os alimentos e contribuem para uma melhoria na qualidade e ampliação da vida de prateleira dos mesmos. A partir do uso do revestimento comestível a base de soro de leite acrescido com o extrato hidro alcóolico da folha de goiabeira (Psidium guajava L.) pretende-se com este projeto observar a ação antimicrobiana gradual do extrato sob o desenvolvimento dos micro-organismos durante o armazenamento do alimento, e com os resultados obtidos avaliar se haverá uma diminuição dos parâmetros associados as taxas de alterações e um aumento na durabilidade do produto. Espera-se, também, estar contribuindo para diminuir a ocorrência de doenças transmitidas por alimentos e minimizar os possíveis danos à saúde que os alimentos de origem animal podem ocasionar.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Corrêa Argondizzo

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • vírus oropouche: obtenção de proteínas recombinantes e anticorpos monoclonais como insumos para kits de diagnostico em teste rápido.
  • O vírus Oropouche causa uma doença febril, de surtos esporádicos, e é transmitido através da picada do mosquito C. paraenses. A ampla distribuição do vetor na América do Sul e Central e norte dos EUA, juntamente com distúrbio do equilíbrio ecológico acentuam o potencial do vírus de emergir em outros territórios. Considerando que as mudanças ambientais e demográficas são um fenômeno global, não será surpresa se o vírus se espalhar para fora da América Latina em um futuro próximo Apesar do fato de já ter infectado mais de meio milhão de pessoas no sul da América, a doença foi negligenciada por muitos anos. Assim, dados sobre a distribuição, prevalência e taxas de incidência em humanos e animais estão, possivelmente, subestimadas. A doença é febril aguda, auto-limitada e não é fatal, o que pode explicar a falta de atenção adequada por parte das agências internacionais e formuladoras de políticas de saúde. A doença febril aguda dura de 2 a 7 dias e está associada a uma variedade de sintomas como febre, calafrios, cefaleia, mialgia, artralgia, mal-estar, tontura, náusea, vômito, fotofobia, dor retro-ocular e, em raras ocasiões, erupção cutânea, sinais hemorrágicos e do sistema nervoso central. O período de incubação varia entre 3 a 8 dias e após esse período manifestam-se os sintomas e a viremia. O genoma do vírus é um RNA de fita simples, polaridade negativa composto por três moléculas: S (pequeno), M (médio) e L (grande), que codificam para as proteínas do nucleocapsídeo, duas glicoproteínas externas e a RNA polimerase RNA dependente, respectivamente. Mais duas proteínas não estruturais, NSm e NSs, também são codificadas pelos segmentos M e S, respectivamente. Na literatura já foi demonstrado que a proteína recombinante do nucleocapsídeo purificada é comparável à proteína N viral autêntica em suas características antigênicas e é altamente sensível e específica em ensaios imunenzimáticos. Em relação as glicoproteínas Gn e Gc, não temos conhecimento de sua potencial utilização para ensaios de diagnóstico ou mesmo para o desenvolvimento de vacinas recombinantes. Por serem proteínas expostas na superfície do vírus, provavelmente estes antígenos desempenham papel biológico importante e que permita a utilização destes alvos para desenvolver insumos que possam ser aplicados na área de saúde. Neste contexto, as proteínas apresentam um papel importante em diversas vias celulares e, com o advento da biotecnologia e das técnicas do DNA recombinante, foi possível suprir uma demanda da indústria farmacêutica, com a produção em larga escala de proteínas de interesse. A expressão heteróloga de proteínas na bactéria E. coli é considerada como a mais simples, rápida e barata com níveis de expressão elevados, facilidade de manipulação em cultura e escalonamento, relativamente, fácil. Neste sistema as proteínas recombinantes são direcionadas para o citoplasma ou periplasma e, em menor extensão, são secretadas. Aquelas direcionadas para o citoplasma são expressas de forma mais eficiente, podendo representar até 30% da biomassa produzida. Entretanto, os altos níveis de expressão podem levar ao acúmulo de agregados insolúveis, formando os corpos de inclusão, os quais podem dificultar a obtenção de proteínas solúveis e ativas. Algumas alternativas para reduzir a formação desses corpos podem ser adotadas, como reduzir a temperatura de expressão, co-expressar as chaperonas, mudar algumas condições de cultivo, como o pH, a composição do meio, a concentração do indutor, entre outros. A estratégia normalmente aplicada na área para avaliar os fatores que influenciam o processo é variar um fator por vez mantendo os demais constantes, porém esta estratégia não permite avaliar as interações entre as variáveis do processo e são necessários muitos experimentos. As técnicas de planejamento de experimentos reduzem o número de experimentos envolvidos, diminuem o tempo gasto e o custo final do processo, melhoram a qualidade das informações obtidas, permitem analisar os fatores simultaneamente e suas interações, avaliar os erros experimentais e ainda otimizar mais de uma variável ao mesmo tempo. No que diz respeito aos anticorpos monoclonais, estes são imunoglobulinas que se ligam a um epítopo específico produzido a partir de um único clone de linfócito B. Dentre as diversas aplicações para esse tipo molécula, podemos destacar a utilização na área de imunoterapia e, também, na utilização como insumo para diagnóstico. Atualmente, os Mabs podem ser gerados a partir de diferentes tecnologias. A mais comumente utilizada e descrita na literatura é a técnica de formação de hibridomas e envolve a imunização de camundongos com o antígeno de interesse para obtenção dos linfócitos B do baço do animal. Esses linfócitos são fusionados com uma linhagem celular imortal de mieloma murino deficiente do gene que codifica para hipoxantina-guanina-fosforibosiltransferase (HGPRT). Subsequentemente, após cultura em meio seletivo contendo hipoxantina, aminopterina e timidina, apenas os hibridomas fusionados são capazes de sobreviver, devido à imortalidade do mieloma e seletividade de resistência dos linfócitos B primários, por conter a enzima HGPRT. Dentro deste contexto, acreditamos que este projeto é de extrema importância no cenário epidemiológico atual, e futuro, da arbovirose causada pelo vírus Oropouche no Brasil, representando um potencial para o desenvolvimento de insumos para diagnóstico ou vacinas, os quais não estão comercialmente disponíveis até o momento. Além do desenvolvimento dos insumos propriamente ditos, o projeto permitirá desenvolver e consolidar competências nas áreas de expressão, purificação e caracterização de proteínas recombinantes, bioprocessos e obtenção de anticorpos monoclonais. Entendemos ainda que este projeto apresenta potencial de gerar, efetivamente, novos insumos e, quiçá, até mesmo um produto, totalmente desenvolvido em Bio-Manguinhos.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula D Alincourt Carvalho Assef

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • sequenciamento do genoma total como uma ferramenta para avaliação da disseminação de diferentes mecanismos de resistência e clones circulantes de bactérias multirresistentes oriundos de diferentes estados brasileiros
  • O sequenciamento total do genoma (STG) tem se tornado uma chave poderosa e altamente atrativa para investigações epidemiológicas, pois permite acessar várias informações de forma rápida e eficiente. O Laboratório de Pesquisa em Infecção Hospitalar do Instituto Oswaldo Cruz (LAPIH-IOC) atua como Centro Colaborador na Rede de Monitoramento de Resistência a Antimicrobianos ANVISA e CGLAB/SVS/ MS. A inclusão do STG na vigilância da resistência antimicrobiana entre bactérias de origem hospitalar permitirá maior agilidade e acesso a mais informações sobre os mecanismos de disseminação da resistência entre as bactérias de origem hospitalar no Brasil, pois poderemos fornecer para o SUS, através de uma única metodologia, dados sobre os genes de resistência, elementos genéticos móveis e clones circulantes entre as amostras bacterianas em diferentes estados brasileiros. Assim, este estudo tem como objetivo realizar o sequenciamento de genoma total de bacilos Gram-negativos resistentes aos carbapenêmicos e/ou polimixinas, Staphylococcus aureus resistentes a meticilina e/ou vancomicina e Enterococcus resistentes a vancomicina recebidas pelos LACENs de diferentes estados brasileiros, para a vigilância e o monitoramento da disseminação da resistência microbiana em serviços de saúde, a fim de atender às necessidades do SUS. As amostras bacterianas serão recebidas pelo LAPIH e os bacilos Gram-negativos serão submetidos a testes fenotípicos e moleculares para a detecção de mecanismos de resistência aos carbapenêmicos e polimixinas. As amostras de cocos Gram-positivos serão encaminhadas para a UERJ e serão submetidas a testes fenotípicos e moleculares de detecção de mecanismos de resistência a meticilina e/ou vancomicina. Estes resultados serão encaminhados aos LACENs e CGLAB através do Sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL) e amostras representativas de cada genótipo de resistência recebidas de cada hospital em um mesmo período serão selecionadas para realização do sequenciamento do genoma total através do sistema Illumina MiSeq na UERJ. A presença de genes de resistência, elementos genéticos móveis associados (plasmídios, fagos e transposon) e a avaliação dos clones circulantes serão investigados através de ferramentas disponíveis na internet. Os resultados obtidos através do STG também serão enviados para os LACENs e CGLAB através do GAL. Além disso, os dados obtidos serão utilizados para análises de genômica comparativas entre os plasmídeos e clones circulantes. Estes resultados poderão auxiliar o SUS, assim como a ANVISA no conhecimento e na elaboração de medidas de controle da disseminação desses microrganismos multirresistentes no Brasil.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 05/10/2018-31/10/2021
Foto de perfil

Ana Paula Dalla Corte

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • aplicação de veículos aéreos não tripulados (vants) para estimativas nos inventários florestais
  • O monitoramento da dinâmica de cobertura florestal em território brasileiro denota-se um grande desafio, devido, principalmente, a sua grande extensão em área. A coleta de variáveis biométricas que caracterizam a dinâmica florestal, seja em plantios comerciais ou em florestas nativas, tem sido feita por meio de inventários florestais, a partir de técnicas de amostragem em campo, muitas vezes onerosas e demoradas. A exigência por procedimentos técnicos que obtenham o máximo de informações com menores custos têm levado à implementação de novas tecnologias às etapas dos inventários florestais. O objetivo desse projeto é desenvolver e aplicar geotecnologias para melhorar a eficiência e acurácia das técnicas tradicionais de inventários florestais. Para isso, pretende-se automatizar a obtenção de variáveis biométricas das árvores em povoamentos florestais comerciais e nativos através de dados coletados a partir de diferentes geotecnologias, como: aeronaves semi-autônomas não tripuladas (Semi-Autonomous Unmanned Aerial Vehicles – SA-UAVs) embarcadas com câmeras passivas (multiespectrais) e sensores ativos como o LiDAR (Light Detection and Ranging). Deve-se, além de desenvolver protocolos de extração e manipulação dos dados, desenvolver ambientes computacionais que permitam a manipulação das informações dos ambientes florestais em realidade virtual e assim, permitir a interação do usuário com a coleta das informações do ambiente florestal. Para estudo de caso, serão selecionadas áreas de manejo florestal sustentável pertencem ao Projeto Paisagens Sustentáveis, uma parceria entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e o Serviço Florestal dos Estados Unidos (US Forest Service), bem como, para os plantios florestais serão selecionadas áreas florestais presentes na região Sul do país (pertencentes a empresas florestais que já autorizaram o acesso), dos gêneros Pinus sp. e Eucalyptus sp. Como principais produtos, destaca-se a elaboração de um protocolo de procedimentos técnicos e tecnológicos a ser adotado por órgãos governamentais, que possibilitarão detectar o impacto e a dinâmica do manejo florestal em florestas nativas; criação de um ambiente de realidade virtual de livre acesso, com ferramentas que permitam a compilação de dados coletados por usuários em plantios florestais; geração de estimativas biométricas acuradas (qualitativas e quantitativas) visando subsidiar um melhor desempenho em nas precisões de inventários florestais. Portanto, a aplicação de geotecnologias e de técnicas de inteligência artificial resultará no desenvolvimento e aperfeiçoamento dos procedimentos tradicionais de inventário florestal, especialmente em grandes áreas ou locais de difícil acesso, de forma implementar a condução de etapas menos onerosas e capazes de gerar estimativas mais acuradas dos recursos florestais, garantindo o seu uso sustentável.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Dassie Leite

Ciências da Saúde

Fonoaudiologia
  • dose de uso de voz e sua associação com ruído ambiental e dados perceptivo-auditivos e acústicos em professores universitários
  • Os professores constituem a classe profissional considerada de maior risco para desenvolver alterações vocais. Isso ocorre devido às próprias características do trabalho inerentes à docência, as quais favorecem o surgimento de problemas vocais, como: fala em alta intensidade por período de tempo prolongado, fala em ambientes ruidosos, uso de técnicas vocais incorretas, além da grande carga horária de trabalho. Por esse motivo, muitos estudos têm sido desenvolvidos na Fonoaudiologia para buscar uma melhor compreensão sobre o problema de voz do professor. No entanto, a literatura ainda é escassa no que se refere à discussão sobre uma possível influência da dose de uso de voz do professor no desenvolvimento de um possível distúrbio vocal e sobre a associação entre tal dose e algumas características ambientais como o ruído. Estudos existentes na área, os quais buscaram retratar a relação entre dose de fala do professor e ruído de fundo, apontam uma relação direta entre o aumento do ruído ambiental e o aumento da intensidade vocal nessa população. Além disso, tais estudos observaram um aumento concomitante da frequência fundamental da voz e da sensação de esforço vocal, ambos resultados de um processo de hiperfunção da musculatura laríngea – o que coloca o profissional em risco de desenvolver danos vocais. No entanto, a maior parte dos estudos existentes foram realizados em ambientes preparados (laboratórios), e não retratam o comportamento docente em situações da vida real. Além disso, tais estudos foram desenvolvidos em países com situações socioeconômicas distintas das encontradas no Brasil, o que poderia influenciar os resultados no que se refere aos aspectos relacionados à demanda de trabalho docente e quanto à organização das salas de aula. Estudar tais parâmetros é de extrema importância para descrever e interpretar o perfil vocal dessa população, pois permitirá o delineamento de ações de prevenção e promoção de saúde nessa classe, exercendo uma importância social e econômica. Objetivo principal desta proposta é determinar a dose de uso de voz de professores universitários empregando dispositivos que capturem simultaneamente suas vozes em ambiente de trabalho, bem como a intensidade sonora do próprio ambiente, de forma a identificar a influência do ambiente na sua dosagem vocal diária e, ainda, a influência da dose de voz nos dados perceptivo-auditivos e acústicos da voz. Pretende-se também, com o emprego dos dispositivos, compreender aspectos sobre como se definir objetivamente a dose de voz, como sincronizar sinais oriundos de dosímetros e provenientes do conjunto microfone-interface de áudio e como qualificar e quantificar a intensidade acústica dos ambientes de trabalho. Trata-se de estudo observacional e analítico que contará com a participação de professores universitários de uma instituição pública de ensino superior localizada na região sul do Brasil. Tais participantes serão submetidos ao processo de coleta por aproximadamente 10 vezes (10 dias de atuação docente em sala de aula), com captação de amostras vocais antes, durante e após a atuação, e do ruído ambiental durante o uso da voz no ambiente de trabalho. A dose de uso de voz será coletada por microfone de cabeça sem fio (o som é digitalizado por interface de áudio acoplada a tal microfone e processada mais tarde), para obter sinais de voz com amplitude equivalente a do dosímetro, que analisará o ruído ambiental. No que se refere à análise de dados, um procedimento de sincronização entre os sinais do microfone (já calibrado) e do dosímetro será desenvolvido para que os fenômenos capturados em ambos os sinais possam ser relacionados matematicamente. Finalmente, serão desenvolvidos métodos numéricos (baseados em técnicas de processamento digital de sinais) para tratamento de ambos os sinais, tanto no domínio do tempo quanto no domínio da frequência, quanto na determinação de métricas para quantificar objetivamente a dose vocal. As amostras vocais coletadas serão analisadas perceptivo-auditivamente por juízes especialistas, que avaliarão o grau geral da alteração vocal e de outros parâmetros para cada uma delas. Além disso, tais amostras serão analisadas acusticamente, momento em que serão extraídos dados como frequência fundamental e medidas de perturbação do sinal (jitter, shimmer e proporção GNE). Espera-se associar as seguintes variáveis: Dose de uso de voz X Ruído ambiental; Dose de uso de voz X Avaliação perceptivo-auditiva da voz; Dose de uso de voz X Avaliação acústica da voz. Pretende-se, ainda, associar todas as variáveis anteriormente descritas em análise multivariada. A seleção de testes estatísticos dependerá da forma de distribuição de dados e do tipo de variáveis envolvidas. Para todas as análises, será adotado nível de significância de 0,05.
  • Universidade Estadual do Centro-Oeste - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula de Souza Caetano

Ciências Biológicas

Botânica
  • desenvolvimento, estrutura, funcionamento e evolução de anteras rostradas em melastomataceae: uma estratégia adaptativa que potencializa a economia de pólen?
  • Embora a maioria das plantas zoófilas disponibilize o néctar como recurso a seus polinizadores em suas flores, algumas espécies oferecem apenas o pólen como recurso floral, sendo estas chamadas de “flores de pólen”. Este cenário por levar a um conflito evolutivo conhecido como “dilema do pólen”, uma vez que os grãos tem função reprodutiva e de recurso alimentar ao polinizador. Tal conflito pode ser minimizado por algumas estratégias adaptativas, como anteras com deiscência poricida. Estas restringem a coleta de pólen por um pequeno grupo de polinizadores, geralmente abelhas, que precisam vibrar as anteras para que o pólen seja liberado, em um processo denominado polinização por vibração (i.e. buzz pollination). Anteras poricidas podem ainda, apresentar um ápice rostrado, ou seja, estreitado na forma de um tubo (Fig. 1). O rostro afunila a região de saída do pólen, mas seu desenvolvimento, estrutura e funcionamento são desconhecidos entre as angiospermas. Melastomataceae é uma das 65 famílias de angiospermas com ocorrência de anteras poricidas, e destaca-se pela ampla distribuição taxonômica desta condição. No grupo, anteras rostradas são reportadas em diversas espécies de diferentes tribos, o que torna a família um bom modelo para investigar questões relacionadas ao rostro. O presente projeto objetiva esclarecer a ontogenia, a estrutura anatômica e a influência do rostro na liberação do pólen em espécies de diferentes linhagens de Melastomataceae. Ainda, busca-se compreender a evolução dessa estrutura na família. Os resultados poderão esclarecer se a aparente similaridade morfológica do rostro entre linhagens distintas é resultado de padrões de desenvolvimento, estrutura histológica e história evolutiva semelhantes. A distribuição relativamente pouco comum e em grupos não relacionados indica que tal condição deve ter surgimentos independentes em Melastomataceae, podendo refletir em algumas diferenças ontogenéticas e estruturais. Além disso, será possível elucidar se a semelhança morfológica do rostro nos distintos grupos resulta em uma mesma função, o que pode ser resultado de pressões seletivas similares. Uma vez que o rostro afunila a região de saída do pólen, é plausível que ele exerça um papel na regulação da liberação dos grãos, provavelmente limitando sua retirada. Os resultados obtidos neste projeto ajudarão a compreender, de um ponto de vista interdisciplinar, se as anteras rostradas representam um mecanismo que potencializa a restrição ao consumo de pólen em anteras poricidas. Tal condição pode servir como um excelente exemplo de como atributos morfológicos são moldados em resposta a pressão seletiva pela economia de gametas, particularmente em sistemas onde os grãos de pólen são os únicos recursos ofertados, como na maioria das Melastomataceae.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Dias Turetta

Outra

Ciências Ambientais
  • avaliação do impacto de práticas rurais sustentáveis na segurança alimentar, hídrica e energética do entorno do reservatório de ribeirão das lajes – rj
  • Estima-se que a população mundial será de 8,3 bilhões de pessoas em 2030, pressionando ainda mais as fontes de energia, água, alimentos, e o uso da terra e extração mineral, sobretudo no mundo em desenvolvimento. A agricultura precisará produzir globalmente 60% a mais de alimentos, e 100% a mais nos países em desenvolvimento até 2050. Essas estimativas indicam a necessidade imediata de adoção de intervenções capazes de minimizar esses impactos. Muito se fala em sustentabilidade mas ainda é raro a disponibilização de resultados de avaliações integradas em diversos temas. Quando se considera a avaliação integrada Nexus Alimento-Água-Energia (A-A-E), esse fato é ainda mais desafiador. Considerando a relevância do setor agrícola no Brasil e a concentração de áreas em diferentes estágios de degradação em zonas rurais, esse setor torna-se estratégico para intervenções que possam gerar benefícios socioeconômicos e ambientais e impactos positivos ao tripé A-A-E. Dessa forma, a presente proposta terá como área de estudo o entorno da represa de Ribeirão das Lajes (RJ), onde será desenvolvida uma abordagem metodológica que gerará uma ferramenta de avaliação integrada de práticas rurais conservacionistas na abordagem Nexus A-A-E. Será apresentado como resultado, um portfólio com as práticas mais indicadas para a área de estudo, validado por stakeholders. Esse portfólio tem um caráter inovador uma vez que poderá ser utilizado imediatamente pelos tomadores de decisão locais e, assim, beneficiar de forma direta a sociedade. Destaca-se que os riscos dessa proposta serão minimizados uma vez que a mesma conta com o apoio de redes de pesquisa e parcerias institucionais já estabelecidas.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 05/12/2017-31/12/2020
Foto de perfil

Ana Paula Folmer Correa

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • peptídeos bioativos de subprodutos da indústria pesqueira da amazônia
  • Entre as diversas atividades econômicas que causam impactos ao meio ambiente destaca-se o setor pesqueiro. Esta atividade apresenta uma grande geração de resíduos em todas as etapas do seu processo produtivo, desde a captura até a comercialização do pescado. Este fato torna necessárias alternativas para o reaproveitamento dos resíduos gerados pela indústria do pescado, que é rico em proteínas e pode proporcionar produtos de valor para a indústria. Os consumidores estão cada vez mais à procura de alimentos minimamente processados e/ou com propriedades funcionais e que possuam longo tempo de prateleira, porém preparados sem a adição de conservantes químicos, o que leva as indústrias e instituições de pesquisa a buscar novas tecnologias de conservação e processamento. Uma das alternativas para aumentar a segurança e o tempo de prateleira dos alimentos é a bioconservação, na qual uma microbiota protetora e/ou peptídeos bioativos são aplicados. Tais agentes também vêm sendo investigados quanto à produção de alimentos funcionais. Nesse projeto de pesquisa, o resíduo gerado pela indústria pesqueira será hidrolisado através da utilização de duas enzimas, uma comercial (alcalase) e outra obtida a partir da bactéria Bacillus sp. P7, que integra a coleção de micro-organismos do Instituto de Ciência e Tecnologia de Alimentos da UFRGS. Esse resíduo também será avaliado quanto à atividade antioxidante e antibacteriana. A partir destes dados, poderá haver a possibilidade de aplicação destes peptídeos bioativos nas áreas de ciência e tecnologia de alimentos e nutrição, assim como, aumentar potencialmente o valor nutricional, a vida de prateleira e a segurança de produtos alimentícios, além de contribuir com o desenvolvimento de alimentos funcionais.
  • Universidade Federal de Roraima - RR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Furlan

Engenharias

Engenharia Civil
  • contribuição ao estudo do comportamento à deformação permanente e à fadiga de misturas solo-agregado e solo-agregado-cimento
  • A estabilização de solos é um recurso muito utilizado no melhoramento das características e propriedades de materiais geotécnicos para aplicação em pavimentos. Dentre as misturas estabilizadas física e quimicamente utilizadas como camadas de base ou subbase de pavimentos, a mistura solo-agregado-cimento pode ser uma opção interessante para garantir comportamento mecânico equiparado a misturas já consagradas, a custos menores econômica e ambientalmente. No entanto, apesar de muito praticada, estudos sobre essa mistura ainda são escassos, principalmente no que tange ao método de dosagem e ao seu comportamento ao longo do tempo de cura. Desta forma, esta pesquisa experimental busca compreender o material de solo-agregado-cimento, observando seu comportamento mecânico.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Grotti Clemente

Ciências da Saúde

Nutrição
  • impacto da fortificação da alimentação infantil com micronutrientes em pó na anemia em crianças matriculadas em creches/pré-escolas brasileiras: estudo multicêntrico longitudinal de duas coortes
  • A anemia por deficiência de ferro tem uma das maiores cargas documentadas de doenças dentre as carências de micronutrientes, sendo esta estabelecida como o desvio nutricional mais comum do mundo. No Brasil, dados do último levantamento nacional realizado há 13 anos, a anemia afetava 20,9% das crianças menores de 5 anos. A Estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes em pó – NutriSUS, recomendada pela OMS e mundialmente utilizada, foi implementada recentemente no Brasil como política pública de combate às carências nutricionais específicas junto às creches/pré-escolas pertencentes ao Programa Saúde na Escola – PSE. Dessa maneira, o objetivo deste estudo é avaliar a efetividade da Estratégia de Fortificação da Alimentação Infantil com Micronutrientes (vitaminas e minerais) em Pó – NutriSUS na prevenção da anemia e na deficiência de ferro em crianças de 06 - 48 meses de idade matriculadas em creches/pré-escolas públicas ou conveniadas ao poder público, em cinco cidades, uma de cada macrorregião brasileira. Trata-se de estudo multicêntrico longitudinal com o acompanhamento de duas coortes, uma de crianças matriculadas em creches/pré-escolas que recebem o NutriSUS e outra de crianças matriculadas em creches/pré-escolas públicas ou conveniadas ao poder público que não aderiram a tal estratégia, a ser realizado em cinco cidades brasileira com representatividade de cada macrorregião do país (Região nordeste: Maceió/AL, Região norte: Rio Branco/AC, Região Sudeste: Nova Ponte/MG, Região Centro-Oeste: Aquidauana/MS e Região Sul: Pinhais/PR). A amostra será composta por 912 crianças, totalizando 456 em cada grupo de estudo. A coleta de dados acontecerá em dois momentos: antes do primeiro ciclo e após o segundo ciclo do NutriSUS. A partir de questionários padronizados serão coletados dados: sociodemográficos, participação no PNSF e PNVITA a ser verificado na Caderneta de Saúde da Criança, aplicado a Classificação Econômica Brasil (CCEB) e a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA). As crianças passarão por avaliação antropométrica (peso e altura) e bioquímica para diagnóstico de anemia e das reservas orgânicas de ferro, retinol sérico (vitamina A) e infecção (hemoglobina, ferro sérico, ferritina, retinol sérico e proteína C reativa ultrassensível). Também será avaliado o consumo alimentar por meio da aplicação de registro alimentar de dois dias não consecutivos. Ao final do estudo, a aceitação ao programa será verificada através da aplicação de questionário aos funcionários das creches/pré-escolas responsáveis pela administração da fortificação e oferta dos alimentos as crianças e aos coordenadores municipais e estaduais responsáveis pela estratégia NutriSUS. Os dados serão digitados em dupla entrada no programa Epi-Info 6.04 e analisados com o auxílio do software Stata com nível de significância fixado em 5%. Visto posto, o presente projeto visa uma avaliação inédita, através de um estudo multicêntrico com representatividade das cinco regiões brasileiras, da efetividade do NutriSUS na prevenção da anemia e na deficiência de ferro em crianças de 6-48 meses de idade matriculadas em creches/pré-escolas que aderiram a esta Estratégia, o que o torna de extrema importância social e científica, considerando os recursos investidos para este fim, uma vez que trata-se de uma política pública aplicada nacionalmente, e principalmente, o grande impacto que a anemia traz a saúde da população.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 07/01/2020-31/01/2022
Foto de perfil

Ana Paula Guedes Frazzon

Outra

Ciências Ambientais
  • microbioma, resistência aos antimicrobianos e isolamentos de enterococos de fezes de animais selvagens e de cativeiro
  • A fauna do Brasil possui uma das maiores diversidade em espécies de animais aquáticos e terrestre. Na Zona Costeira do Rio Grande do Sul há registros de diversas espécies de animais marinhos, como lobos-marinhos-sul-americanos (Arctocephalus australis), lobos-marinhos-subantárticos (Arctocephalus tropicalis), pinguim-de-magalhães (Spheniscus magellanicus) e tartarugas marinhas (Eretmochelys imbricata e Chelonia mydas). Já nas matas do Rio Grande do Sul são encontradas diversas espécies de animais selvagens como o macaco-prego (Sapajus nigritus), as borboletas castanha-vermelha (Heliconius erato phyllis), os sapos da barriga vermelha (Melanophryniscus macrogranulosus) e os graxains-do-campo (Lycalopex gymnocercus). Todos estes animais merecem nossa atenção e cuidado, pois grande parte deles está ameaçada de extinção, e outros são espécies raras. As fragmentações das matas, a poluição, a perda de habitats e a proximidade com os homens podem ser consideradas como os fatores negativos para a conservação dos animais selvagens. A contaminação das águas e solo com efluentes urbanos é uma forma de disseminar antibióticos e/ou bactérias resistentes de forma a contaminar os animais que habitam esses ambientes. Como consequência, estas modificações ambientais interferem no equilíbrio hospedeiro-microrganismo. A identificação dos milhões de microrganismos que estão presentes no hospedeiro é definida como microbioma, e a composição e, consequentemente, o funcionamento do microbioma, pode sofrer influências de diferentes fatores: ambiente, alimentação, uso de antibióticos, doenças, senescência, entre outros. Entre os microrganismos que compõe microbioma intestinal dos animais destaca-se o gênero Enterococcus spp. Este gênero é considerado sentinela em relação ao impacto do ser humano na natureza, podendo, por exemplo, servir para avaliar para avaliar os efeitos antropogênicos no ambiente. Sob essa perspectiva, alguns agentes biológicos isolados a partir de animais poderiam ser utilizados como indicadores de perturbação do ecossistema. Sem dúvida, uma importante chave para a ampla distribuição do gênero Enterococcus spp. na natureza e a sua capacidade de suportar uma variedade de condições ambientais. Algumas espécies de enterococos vêm recebendo atenção, devido ao aumento na frequência de resistências aos antimicrobianos, principalmente em infecções nosocomiais. O resistoma, por outro lado, avalia todos os genes de resistência encontrados em bactérias. A resistência aos antibióticos é reconhecida como um sério risco para a saúde pública que continuamente preocupa e desafia a comunidade científica. Em ambiente hospitalar, os mecanismos de disseminação da resistência são bem conhecidos e documentados, entretanto muito pouco ou até mesmo insuficiente informação sobre a disseminação e aquisição de determinantes de resistência, em outros nichos ecológicos, como as comunidades bacterianas que habitam a fauna selvagem, parte da qual em risco de extinção. Esta situação torna-se demasiadamente preocupante no momento em que, são encontradas bactérias comensais resistência aos antimicrobianos em populações de animais selvagens. A caracterização do microbioma, dos genes de resistência e análise de bactérias sentinelas são fundamentais no avanço da compreensão da relação hospedeiros, microrganismos e ações antropogênicas. Nesse sentido, a presente proposta estrutura-se em quatro subprojetos: I) Estudar a microbiota bacteriana intestinal dos animais selvagens capturados nas matas fragmentadas e de cativeiro; II) Avaliar a presença de genes de resistência de importância clínica humana e veterinária nas fezes de animais selvagens e de cativeiro; III) Estudar a disseminação da resistência aos antimicrobianos nos enterococos isolados das fezes de animais selvagens de vida livre capturados nas matas fragmentadas e de cativeiro; e IV) Determinar a relação clonal entre os enterococos isolados de animais selvagens e cativeiro com cepas patogênicas isoladas de humanos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Junqueira-Kipnis

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • vacinologia reversa aplicada ao desenvolvimento de vacinas bcg recombinantes aptas para plataforma de produção e ensaio clínico humano.
  • A tuberculose é a doença infecciosa que mais mata no mundo. O agente causal da tuberculose, Mycobacterium tuberculosis (Mtb), infecta cerca de um terço da população mundial que se constitui em reserva natural do bacilo. A prevenção da tuberculose se dá pelo uso da vacina BCG que é uma vacina segura, utilizada a mais de 96 anos, que apresenta eficácia contra as formas graves da tuberculose na infância, mas não protege indivíduos adultos. Apesar de existirem 15 vacinas contra tuberculose em estudos de fase clínica, nenhuma até o momento mostrou maior proteção que a vacina BCG em regiões endêmicas e várias voltaram às etapas pré-clínicas para aprimoramento de suas funções. Nesse sentido, ainda é importante que se desenvolva novas vacinas para combater essa doença milenar. O acúmulo de informações genômicas de diferentes patógenos aliados aos avanços das ferramentas de imunoinformática nos permitem fazer uma abordagem racional para o desenvolvimento de novas vacinas com abrangência de ação mundial como por exemplo a construção de vacinas de multi-epítopos lineares longos (LLMEVs) e/ou multi-epítopos (MEVs) baseado na estratégia de vacinologia reversa. Nenhuma das vacinas em teste clinico ou pré-clinico atualmente utilizou desta tecnologia. Esta abordagem evitaria o dispêndio de investimento no desenvolvimento de vacinas que induzam a resposta imune desejada porém com baixa abrangência mundial e sem previsão de toxicidade in silico. Logo, seguindo uma tendência mundial, um dos objetivos deste projeto é o desenvolvimento de um algoritmo baseado em programação em linguagem C para processar as plataformas Bepipred Linear Epitope Prediction, IEDB MHC-I e MHC-II para geração de possíveis candidatos vacinais e checados quanto a possibilidade terem cobertura populacional mundial baseado no Allele Frequence Net Database seguido de verificação de potencial alergênica ou toxica usando plataformas apropriadas como por exemplo AllergenFP. A comprovação da eficácia desta abordagem será feita pela investigação de alguns genes que codificam para proteases, dentre os cerca de 100 genes potencialmente codificantes de Mtb. As proteases são importantes fatores de virulência ao ajudar a estabelecer o processo infeccioso e a evasão da resposta imune. O Objetivo seguinte será selecionar três proteases com melhor desenvoltura no algoritmo desenvolvido para construir uma proteína de fusão recombinante que será reavaliada no algoritmo quanto a sua aplicação em modelo murino respeitando a manutenção de sua abrangência de imunogenicidade na população humana. Essa proteína recombinante será usada para a construção de vacinas em M. bovis BCG e M. smegmatis (mc2) seguras e de acordo com os critérios de produção de vacinas para plataformas pilotos de teste em humanos. O nosso grupo tem experiência no desenvolvimento de vacinas contra tuberculose e duas vacinas, BCG-CMX e mc2-CMX, produzidas e testadas em ensaios pré-clínicos em seus aspectos de mecanismos de indução de proteção e segurança, apresentaram características que favorecem a sua preparação para ensaio clínico em indivíduos saudáveis. A vantagem dessas vacinas em relação às que estão sendo testadas mundialmente são as características únicas da proteína de fusão recombinante criada, que sozinha tem habilidade adjuvante e indutora de resposta Th17. Portanto, um dos objetivos do projeto será preparar as vacinas iBCG-CMX e imc2-CMX, através da transferência do cassete gênico codificando a proteína de fusão para o genoma da vacina BCG ou do mc2, e avaliar a segurança vacinal em modelo murino, desenvolver o processo de produção e formulação vacinal, testando a estabilidade das formulações em apresentações em frascos multidoses para estarem aptas para um piloto experimental fase clínica 1. Os lotes vacinais assim gerados serão reavaliados quanto a segurança e a proteção em modelos animais (camundongos selvagens e IFN-γ-KO). Os resultados esperados deste projeto gerarão tecnologias inovadoras, utilizando ferramentas atuais, desenvolver vacinas originais compostas por proteína de fusão recombinante baseada em proteases que não foram objeto de estudo para vacina contra Mtb e portanto contribuirá diretamente para a melhoria do estado da arte no desenvolvimento de vacinas para tuberculoses ou outras doenças infecciosas. Outro aspecto impactante decorrente dos resultados deste projeto é o aprimoramento de uma vacina de fusão recombinante brasileira passível de ser patenteada para uso em humanos. O grupo proponente tem grande experiência na área de vacinas e no desenvolvimento/formação de recursos humanos, logo o impacto principal desta proposta é a estimular e formar alunos de graduação e pós-graduação.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Kirchheim

Engenharias

Engenharia Civil
  • desenvolvimento e caracterização de cimentos ternários (lc3) com baixo teor de clínquer a partir de calcários e fontes cauliníticas – uma opção mais sustentável para a indústria da construção
  • A indústria cimenteira se encontra entre as principais emissoras de gases causadores do efeito estufa. Em relação as emissões antropogênicas do CO2, a produção de cimento contribui de 5 a 8% atualmente. Essa alta emissão se dá principalmente pela descarbonatação do calcário durante o processo de produção do clínquer Portland. Por isso, a cadeia produtiva do cimento vem sendo alvo de críticas e preocupações a nível mundial, devido ao elevado impacto ambiental que sua produção resulta. Diante desse cenário e do crescimento da produção de cimento ocasionada pela demanda crescente por infraestrutura no mundo, muitos estudos estão sendo desenvolvidos com o foco em soluções tanto relacionadas a cimentos alternativos, quanto a formas de tornar o uso do cimento Portland cada vez mais eficiente. A fim de promover um mercado competitivo e um desenvolvimento sustentável, a indústria de cimento brasileira tem melhorado continuamente e é considerada a mais eficiente mundialmente no controle das suas emissões de gases de efeito estufa, por vários esforços e estratégias implementadas ao longo das últimas décadas. Entretanto, mesmo com a melhora nos indicadores, há muitos desafios para que esta indústria produza e atenda à demanda crescente de um país em desenvolvimento, como é o Brasil, reduzindo ainda mais os níveis de emissões de gases de efeito estufa. Assim, a maior inovação a nível científico desenvolvido neste projeto será a produção e caracterização de cimentos LC3 - Limestone Calcined Clay Cement, uma das tecnologias de ponta a nível mundial que busca reduzir o fator clínquer na produção de cimento em até 50 %, através de uma mistura de argilas calcinadas, calcários e sulfato de cálcio. Destaca-se para este projeto a utilização de materiais argilosos localmente disponíveis na região Sul do Brasil, capazes de superar em quantidade outras adições de uso mais comum, como a cinza volante, por exemplo. Além disso, um desses materiais argilosos a serem testados é um resíduo (argilito) da extração de carvão mineral na região de Candiota – RS, contribuindo ainda mais para a utilização de um material que não encontraria emprego industrial e evitando danos ambientais devido à sua exposição a céu aberto. A fim de promover um mercado competitivo e um desenvolvimento sustentável, o Brasil tem desenvolvido materiais mais ambientalmente amigáveis através do uso de seus recursos locais, visto que o modal transporte é um dos mais impactantes quando se avalia o ciclo de vida dos materiais envolvidos no processo de produção dos insumos. A pesquisa experimental será realizada a partir do treinamento e orientação de alunos de graduação e pós-graduação. As matérias-primas serão beneficiadas e caracterizadas, e os sistemas cimentícios serão avaliados físico-químico e mecanicamente. Também a microestrutura, durabilidade, propriedades reológicas e perfil ambiental destes materiais serão definidos. Os principais resultados do projeto proposto serão apresentados em congressos internacionais e publicados em revistas científicas reconhecidas. Isso vai proporcionar um reconhecimento nacional e internacional do grupo de pesquisa. Se o projeto for aprovado, ele irá agregar ferramenta (equipamento) importante ao recém-criado LINCE (Laboratório de Inovação em Cimentos Ecoeficiente) para o desenvolvimento das atividades deste e de projetos paralelos e também fortalecer a área de cimentos alternativos no PPGCI/UFRGS. Gerará novas alianças e cooperações com outros pesquisadores que trabalham no tema, como apontado no grande grupo de apoiadores e colaboradores nacionais e internacionais desta proposta. Aumentará a interação universidade x indústria, pois há interesse industrial neste novo produto inovador. Isso será a garantia de futuros desenvolvimentos na área e a inserção dos pesquisadores desta proposta em um grupo importante de pesquisadores internacionais e nacionais preocupados com a redução do impacto ambiental da indústria cimenteira.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Mendes de Miranda

Ciências Humanas

Antropologia
  • diversidades e intolerâncias: análise de processos de mobilizações e de políticas públicas em conflitos de natureza religiosa, étnico-racial e de gênero
  • Trata-se de uma pesquisa dedicada a analisar situações de conflito cuja motivação seja de natureza étnico-racial-religiosa, privilegiando o recorte de gênero, bem como as formas de mobilização política e de administração institucional de conflitos, numa perspectiva comparada. Para tanto, o foco de análise serão as manifestações de discriminação, intolerância e coexistência de grupos religiosos, em especial os de matriz afro-brasileira e o islã, em diferentes contextos (Brasil, Estados Unidos e Portugal). Neste sentido, os diferentes campos empíricos, que constituirão os loci de nossas atuações, têm em comum formas institucionalizadas ou não, de administração de conflitos, considerando práticas interpessoais e/ou coletivas, que resultam em construções de corporalidades, moralidades e produção de subjetividades, em tensão ou em disputa. O projeto é resultado da articulação de pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa nacionais e internacionais, com experiência de pesquisa de campo, interessados em compreender os processos de expansão transnacional de conflitos dessa natureza e suas motivações. A possibilidade de construção de um olhar interdisciplinar surge da contribuição que uma perspectiva antropológica traz para a compreensão dos conflitos e processos de reconhecimento de direitos, no sentido de expor as práticas locais, que costumamos chamar de “o ponto de vista nativo”, para apreender as singularidades do caso a ser analisado em contraste com concepções consideradas mais universais, tais como são representadas nos campos da Política Pública e/ou o Direito. Destaca-se que o projeto se inspira em uma perspectiva comparada e multidisciplinar de análise pioneira no Brasil em relação à interlocução entre o Direito e as Ciências Sociais, que compreende que a administração institucional de conflitos realizada no âmbito da Segurança Pública se dá em um campo de disputas e consensos que não se limita à criminalidade e à intervenção repressiva. Faz-se necessário destacar ainda que a construção desse diálogo implica em reconhecer que, enquanto a Antropologia privilegia a compreensão do conflito e/ou da situação social no qual ele está inserido, o Direito e a Teoria Política, aqui expressa pelo campo de Políticas Públicas, tende a orientar-se pelo foco na decisão. É nesse contexto que a produção de etnografias é imprescindível, pois possibilita a descrição e interpretação das situações sociais, analisadas localmente, visando ampliar o debate teórico no campo das Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas. Ressalta-se que este enfoque auxilia a compreensão da complexidade da gestão pública, das formas de administração de conflitos e de mobilização social, permitindo expor as diferentes percepções dos atores envolvidos. A principal contribuição do projeto será a produção, pelos pesquisadores envolvidos, de conhecimento empírico e teórico sobre as demandas de direitos que, ao serem apresentadas no espaço público revelam dilemas e dificuldades dos modos de gestão das “burocracias”, com seus saberes e tecnologias de governo próprias, em lidar com as diversidades – religiosas, étnico-raciais e de gênero. Esse descompasso entre as demandas apresentadas e as formas institucionais de administração de conflitos revelam dinâmicas de poder diferenciadas, conforme o público a que se destinam. Assim, as etnografias, em diálogo com outras disciplinas, problematizam as perspectivas homogêneas do Estado, nas suas atividades corriqueiras e extraordinárias, dando destaque aos seus efeitos na construção da cidadania no Brasil, em contraste com outros contextos nacionais, no caso Estados Unidos e Portugal. A possibilidade da internacionalização da pesquisa de campo representa não só um avanço no intercâmbio institucional entre pesquisadores, estudantes e professores dos países abrangidos, com vistas à troca de experiências de pesquisa, de ambientes acadêmicos, mas, principalmente, cria oportunidades para realização de pesquisas de campo em outros países, com a finalidade de produzir resultados que possam ser contrastados àqueles aqui obtidos. Para tanto, o conhecimento produzido resultará em publicações e divulgação dos resultados de modo a possibilitar uma reflexão conjunta pelos setores sociais envolvidos. Outro aporte será a transferência do conhecimento para gestores públicos e a sociedade civil, por meio de debates sobre os processos institucionais e a possibilidade de expansão de direitos. Além disso, pretende-se seguir atuando na formação de estudantes vinculados aos cursos de graduação e pós-graduação.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Milla dos Santos Senhuk

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • i mostra de trabalhos em ciência e tecnologia ambiental
  • A I Mostra de Trabalhos em Ciência e Tecnologia Ambiental, de abrangência municipal, tem como objetivo incentivar o desenvolvimento de projetos ambientais por alunos do Ensino Fundamental das escolas municipais de Uberaba-MG. Esta proposta visa contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico do País, aproximando alunos da Rede Básica de Ensino, Instituições de Ensino Superior e comunidade. Os projetos ambientais serão desenvolvidos em cada uma das 30 escolas municipais por Agentes Ambientais Mirins, grupos formados por no máximo 12 alunos do 6° ao 9° do Ensino Fundamental. Cada projeto será acompanhado por alunos da graduação em Engenharia Ambiental e do PPGCTA/UFTM. Os projetos, contendo resultados e discussão preliminares, serão enviados em forma de resumo para a Comissão Científica, a fim de serem avaliados. Um evento de um dia será realizado na primeira semana de junho de 2019, nas instalações do Complexo Cultural e Científico de Peirópolis (CCCP), situado às margens da BR 262 no Km 784, aproximadamente a 22 Km de Uberaba. Durante o evento, os alunos serão divididos em grupos menores (de até 30 pessoas) e participarão de atividades alternadas como: apresentação dos resultados em forma de pôster; palestras; visita guiada ao Museu dos Dinossauros; oficinas e atividades ao ar livre. A Comissão Científica dará uma nota para o resumo e outra para a apresentação do trabalho em forma de pôster, resultando na escolha e premiação do melhor trabalho. Cinco alunos do Ensino Fundamental, autores do trabalho premiado, receberão uma bolsa de Iniciação Científica Júnior cada um, com vigência de 6 meses, estimulando a continuação do projeto na escola. Ao final de 6 meses os bolsistas deverão enviar um Relatório Final das atividades desenvolvidas à coordenação do evento. A seleção dos bolsistas, caso o grupo vencedor tenha mais de cinco alunos, será baseada nas melhores médias escolares obtidas nos últimos quatro bimestres (agosto de 2018 a junho de 2019). Espera-se que a aprovação desta proposta possa viabilizar a troca de experiência e conhecimentos entre estudantes do Ensino Fundamental, com graduandos, pós-graduandos, professores e pesquisadores sobre temas relacionados ao meio ambiente, criando um ambiente favorável à formação de profissionais conscientes de seu papel na sociedade, além de identificar jovens talentosos e estimular o interesse pela pesquisa, fomentando o surgimento de novos cientistas e pesquisadores.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020