Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ana Klaudia de Almeida Viana Perdigao

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • avaliação da produção habitacional e ocupação humana em assentamentos precários na amazônia: estudo de caso.
  • Objetiva-se consolidar uma metodologia desenvolvida para a avaliação da produção habitacional e da ocupação humana em assentamentos precários nas cidades de Belém e de Castanhal, no Pará. Assentamentos precários serão avaliados com base na relação entre morador e o espaço habitacional no processo de transição implícito entre remanejamento/reassentamento e a adaptação dos moradores na nova moradia. Técnicas verbais e não verbais serão empregadas para avaliação de padrões de permanência e desejo do morador, utilizando-se questionários, fotos, desenhos, tanto em visitas domiciliares quanto em oficinas nos espaços e equipamentos sociais, para a expressão dos modos de vida estabelecidos no novo local de moradia. Objetiva-se avaliar a produção e a ocupação humana para compreender o processo e a transição entre a casa anterior e a nova casa e com isso entender o lugar das referências espaciais no espaço doméstico. Trata-se de um esforço coletivo envolvendo as áreas de arquitetura, serviço social e psicologia.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Ana Laura Loureiro Ferreira

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • ii semana intermunicipal de ciência e tecnologia do paulista e abreu e lima: inteligência artificial e novas práticas
  • A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia/ SNCT possui como temática “Inteligência artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”, possibilitando a realização de uma importante discussão na atual realidade do Brasil, a saber, o uso da inteligência artificial, bem como das tecnologias convergentes como forma de maximizar a utilização do conhecimento técnico-científico e integrando de forma mais eficiente as redes de pessoas para a promoção de uma economia mais sustentável. A temática abordada possui grande campo de desenvolvimento e envolve fatores sociais complexos, uma vez que, diante da possibilidade de alto desenvolvimento tecnológico, as dificuldades em termos de acesso à informação, à equipamentos tecnológicos ainda é uma realidade para a maior parte dos estudantes e trabalhadores no país. Portanto, o incentivo ao conhecimento sobre o assunto de forma teórica e prática é fundamental para que os estudantes, professores e população em geral despertem o interesse sobre o tema. Também é preciso levar em consideração as realidades socioculturais vivenciadas por esse público, de modo a dialogar com suas necessidades e perspectivas. Nesse sentido, são questões que devem ser problematizadas junto à população, especialmente com estudantes do ensino básico, médio e tecnológico, tanto quanto de nível superior, a fim de desenvolvermos um olhar crítico, sensível e criativo para as questões envolvidas nessa temática, perpassando diferentes áreas do conhecimento científico, com as ciências exatas e tecnológicas, as ciências biológicas e ambientais bem como as ciências sociais e econômicas. Uma vez que a instituição proponente é a Secretaria Executiva de Meio Ambiente do Paulista, as temáticas abordadas na II Semana Intermunicipal de Ciência e Tecnologia do Paulista e Abreu e Lima desenvolverá o tema da 17° SNCT de inter-relacionada à temáticas ambientais, porém não de modo restrito, expandindo também para outras áreas de conhecimento científico e problemáticas atuais. O evento ocorrerá de forma totalmente online, a partir da produção de cinco vídeos temáticos: 1.Inteligência Artificial e Desafios Ambientais; 2. Conservação e Monitoramento das Tartarugas Marinhas: contribuições da Inteligência Artificial; 3. Inteligência Artificial e Resíduos Eletrônicos; 4. Áreas Degradadas e a Contribuição do Sensoriamento Remoto para o Monitoramento e Conservação; 5. Agroecologia e Inteligência Artificial. Além dos vídeos propostos, o evento ocorrerá com inscrições de vídeos amadores/caseiros produzidos por cientistas, professores e estudantes contemplando diversos temas da IA, bem como ocorrerão palestras e mesas redondas em formato virtual (lives) com pesquisadores desse tema.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 15/12/2020-30/06/2021
Foto de perfil

Ana Lorym Soares

Ciências Humanas

História
  • literatura e historicidade: crítica à modernidade historicista e emergência de temporalidades pós-utópicas em romances distópicos contemporâneos
  • Este projeto de pesquisa tem como escopo geral estudar o modo como história e literatura se informam mutuamente em termos de modelos organizadores de escrita e de reflexão sobre a dimensão temporal da história, a partir da análise do gênero romanesco em suas manifestações na história literária recente que dá vazão a enredos e modelos de temporalidade de tonalidade distópica. Interessa-nos verificar a emergência de uma crítica à temporalidade modernista, historicista e utópica e a constituição de possíveis noções presentistas ou pós-utópicas de temporalidade nesses romances, perscrutando os sentidos atribuídos a essas operações. Para tanto, elegemos como corpus documental ficções distópicas produzidas nas últimas três décadas por autores como Michel Houellebecq (França, 1956), Antoine Volodine (França, 1950) e Gonçalo M. Tavares (Angola/Portugal, 1970), todos reconhecidos internacionalmente pela produção literária.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Louise de Carvalho Fiúza

Ciências Agrárias

Agronomia
  • morar na cidade e produzir no campo: as práticas de gestão e a racionalidade produtiva dos agricultores pluriativos citadinos.
  • A presente proposta de pesquisa objetiva analisar as formas de gestão e as atividades econômicas desenvolvidas por dirigentes de estabelecimentos rurais que vivem na cidade, nos pequenos municípios da Zona da Mata Mineira, nos quais este fenômeno se mostra mais pronunciado que em municípios com maior população. A hipótese a ser testada nesta pesquisa é de que a moradia na cidade e a realização de atividades não-agrícolas fora na cidade, modifica as práticas produtivas dos dirigentes de estabelecimentos rurais, as quais passam a estar mais voltadas para a racionalidade produtiva do mercado e para o lucro. A pesquisa será realizada na mesorregião da Zona da Mata Mineira, que é composta por 7 microrregiões com 142 municípios. A amostra será representativa da população e estratificada. O critério para a estratificação será a porcentagem de pessoa que dirigem estabelecimentos rurais e vive na cidade. O “n” da amostra será de 14 municípios, representando 10% da população de 142 municípios. Em cada município será sorteado uma amostragem representativa da população referente aos dirigentes de propriedade rural que vivem na cidade e no próprio estabelecimento, no campo, a fim de comparar a racionalidade produtiva de ambos os segmentos de produtores.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2022
Foto de perfil

Ana Lúcia Bezerra Candeias

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • morfologia matemática aplicada a imagens de multisensores para estudos ambientais
  • Em estudo ambientais, a modelagem dos problemas pode ter como entrada: tabelas, dados vetoriais, dados raster de imagens de múltiplos sensores entre outros. Um dos resultados desses estudos é a geração de cartas temáticas. Para produzi-las é necessário se obter, por exemplo, planos de informação. Estes planos podem ser gerados a partir do processamento de imagens de sensoriamento remoto de múltiplos sensores. Esses resultados devem ser robustos para serem aplicados a diferentes tipos de imagens, com sua respectiva resolução espacial, espectral, radiométrica e temporal. Supondo a resolução espacial, as imagens podem ser divididas em baixa, média e alta resolução espacial. Do ponto de vista da resolução espectral, as imagens de sensoriamento remoto podem estar na faixa do espectro do visível, infravermelho ou microondas. Por outro lado, as resoluções: temporal e radiométrica devem ser também levadas em consideração quando se extrai feições para se obter esses planos de informação (layers). Em geral, se deseja na cartografia temática que, com o processamento digital de imagem, seja possível extrair automaticamente feições e/ou bordas. Na análise aqui apresentada usando Morfologia Matemática (MM), divide-se as imagens dos sensores usados aqui pela resolução espacial (média e alta resolução). Trabalha-se com imagens do TM/Landsat 5 e OLI/Landsat8 para média resolução e imagens IKONOS-2 e ortofoto para alta resolução espacial. A metodologia também será aplicada as imagens de RADAR (faixa de microondas): LIDAR e ALOS/PALSAR. As principais contribuições científicas esperadas da proposta são: 1) geração de operadores para extração de feições, formação de alunos da graduação e pós-graduação com enfoque em processamento de imagem usando MM na extração dessas feições. 2) utilização de extração de feições em imagem de multisensores para auxiliar na Cartografia Temática. 3) protótipos em MATLAB e que podem ser depois encapsulados em python, ou outra linguagem, para ajudar os usuários na extração automática das feições de interesse. 4) aplicar a metodologia as imagens ópticas e de RADAR. Além disso, possui um caráter de inovação de métodos na área de Processamento de Imagem e podendo gerar patente. Este projeto se interliga diretamente a três projetos que já foram aprovados: 1) O projeto aprovado da FACEPE APQ-1405-1.07/12 e que deu suporte a compra de hardware e software, com coordenação da Profa. Ana Lúcia Bezerra Candeias. 2) o segundo, que forneceu problemas a serem estudados com múltiplos sensores, o Projeto INNOVATE (INterplay between the multiple use of water reservoirs via inNOVative coupling of substance cycles in Aquatic and Terrestrial Ecosystems) aprovado pelo MCT e pelo Ministério Alemão de Educação e Pesquisa - BMBF. Neste projeto obteve-se do lado do Brasil os parceiros: UFPE, UFRPE, EMBRAPA, IFPE, IPA e do lado da Alemanha os parceiros: TUB, UHOH, IGB, PIK, HTWD. O estudo envolveu mudanças climáticas no semiárido e a parceria área é o reservatório de Itaparica e seu entorno. Maiores detalhes podem ser vistos em http://www.innovate.tu-berlin.de/v_menue/home/. A coordenação pelo Brasil foi Maria do Carmo Sobral (Engenharia Civil da UFPE) e tendo como membro integrante a Profa. Ana Lúcia Bezerra Candeias. 3) Detecção de erros de classificação em múltiplas imagens que tem como proposta central se trabalhar com múltiplos sensores e o coordenador é o Prof. João Rodrigues Tavares Junior e tendo como membro integrante a Profa. Ana Lúcia Bezerra Candeias.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lúcia Dantas

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • excitações de sistemas magnéticos nanoestruturados
  • O programa de trabalho contempla o estudo teórico do espectro de micro-ondas de sistemas magnéticos nanoestruturados, bem como as excitações e reversão da magnetização por corrente polarizada de spin. Uma das demandas atuais da spintronica contempla a busca por nano-osciladores que possam oscilar com frequência bem definida, ou estreita largura de linha <10MHz, bem como emitir em alta potência, na faixa de 1W. Nesse contexto, os vórtices se apresentam como os sistemas mais promissores. E o nosso trabalho contempla o estudo do espectro de micro-ondas e de excitações, por corrente polarizada de spin, de vórtices em nanodiscos ferromagnéticos acoplados via campo dipolar. Já a indústria de gravação magnética está investindo no desenvolvimento de novas memórias magnéticas baseadas em paredes de domínio e conhecida por “racetrack memory. Portanto, investigaremos a reversão da magnetização por corrente polarizada, bem como o espectro de excitações, por corrente polarizada de spin, de paredes de domínio em nanofitas ferromagnéticas crescidas sobre um substrato antiferromagnético vicinal.
  • Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Ferreira de Barros

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • caracterização de moléculas orgânicas por espectrometria de infravermelho- aplicação na radiólise e fotólise de gelos astrofísicos
  • Neste edital, pretende-se adquirir um espectrômetro de infravermelho (IR) e os periféricos necessários para sua utilização imediata em: i) identificação de novas espécies químicas formadas na radiólise e na fotólise de gases condensados; ii) determinação de taxas de síntese e de fragmentação de compostos orgânicos expostos a feixes de elétrons; iii) caracterização óptica espectroscópica de filmes finos de novos compostos orgânicos. A presente proposta busca estudar os efeitos de elétrons de baixa energia (1 eV a 2 keV), de fótons ionizantes (na faixa do ultravioleta de vácuo - VUV), e de íons rápidos e energéticos (similares a raios cósmicos) sobre amostras de gelo compostas de uma mistura das moléculas mais abundantes detectadas na pluma de Enceladus pela missão Cassini: H2O, CO2, NH3, CH4, CH3OH, além de espécies orgânicas mais complexas como os hidrocarbonetos (HPA). O trabalho que estamos desenvolvendo no Laboratório de Física Experimental e Aplicada (LaFEA) permitirá a realização de um estudo da evolução de amostras de gelos sob irradiação de elétrons em uma particular faixa de energia, contemplando, portanto, os efeitos físico-químicos induzidos tanto pelo vento solar, quanto pelos raios cósmicos. As seções de choque de destruição de moléculas inicialmente presentes nas amostras, e de formação de espécies novas, produzidas via ionização pelo impacto de elétrons, serão determinadas por espectroscopia FTIR (Fourier Transform Infrared). A espectrometria de radiação infravermelha (IR) desempenha um papel fundamental na Físico-química molecular porque um grande número de espécies químicas apresenta vibrações na faixa de frequências correspondente a essa radiação, absorvendo ou emitindo-a preferencialmente. A aquisição do espectrômetro FTIR e de um filamento para o canhão de elétrons é o objeto central deste projeto. Durante os últimos quinze anos, trabalhos realizados por pesquisadores do grupo abordaram diferentes ramos da astroquímica (experimentos, observações e modelagem), com os experimentos sediados em laboratórios sob chefia de colaboradores, em instituições com que desenvolvemos parcerias. Com a expertise cultivada ao longo dessa interação, já possuímos independência para que possamos, com o equipamento solicitado neste edital, realizar medidas, no LaFEA, com feixes de elétrons de baixa energia, agregando ao banco de dados resultados inéditos, e complementando a análise, nessa nova escala energética, de amostras que se mostraram mais sugestivas e de interpretação mais complexa quando expostas a outras radiações.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Figueiredo Porto

Ciências Agrárias

Agronomia
  • desenvolvimento de tecnologias para encapsulação da toxina produzida por bacillus thuringiensis no controle da lagarta-do-cartucho (spodoptera frugiperda) em milho verde
  • A presente proposta se enquadra dentro do Edital de Chamada Universal MCTIC/CNPq nº28/2018 em apoio a projetos de pesquisa que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação do País, uma vez que irá fortalecer o desenvolvimento de pesquisas e tecnologias inovadoras no âmbito de produção de biolarvicidas à base de toxina cristal de Bacillus thuringiensis encapsulada para o controle da lagarta do cartucho Spodoptera frugiperda do milho verde, linha de pesquisa desenvolvida no Laboratório de Biotecnologia do IPA. Os impactos ambientais, econômicos, sociais e tecnológicos serão observados ao longo do projeto, que visa o desenvolvimento de tecnologias para a produção de biolarvicidas encapsulados, para proteção do cristal em campo, mantendo a toxicidade por mais tempo, de baixo custo e menor impacto ambiental, contribuindo para a melhoria da produtividade da cultura do milho no país. A presente proposta visa apoiar o projeto em andamento aprovado pelo IPA através do Edital FACEPE 26/2017, Projeto Institucional Pesquisador Visitante. Associados à execução do projeto serão geradas monografias, dissertações de mestrado, teses de doutorado e relatórios de pós-doutorado, além de publicações científicas e patentes dos processos desenvolvidos e produtos obtidos.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Kassouf

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • examinando o impacto da gravidez na adolescência no mercado de trabalho e na educação de mulheres no brasil.
  • De acordo com a Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 21 milhões de meninas de 15 a 19 anos e quase 2 milhões abaixo de 15 anos ficam grávidas todo ano, sendo a maioria em países de renda baixa e média. O Brasil tem 68,4 bebês nascidos de mães adolescentes a cada mil meninas de 15 a 19 anos. O índice brasileiro está acima da média latino-americana, estimada em 65,5. No mundo, a média é de 46 nascimentos a cada mil. Assim sendo, analisaremos o efeito da gravidez na adolescência sobre a educação e o mercado de trabalho, isto é, participação no mercado de trabalho, participação no mercado remunerado e rendimento das mulheres. A literatura mostra que em países desenvolvidos as adolescentes que são mães têm maior probabilidade de abandonar o ensino médio e fazer faculdade, o que impactará negativamente na participação no mercado de trabalho e nos seus rendimentos. A decisão da mulher quanto a ficar grávida e ao número de filhos que terá é uma escolha influenciada por fatores como motivação para mudar de vida e retornos no mercado de trabalho. Ciente do problema de endogeneidade existente na relação entre gravidez na adolescência e mercado de trabalho e educação, exploraremos variáveis instrumentais, incluindo idade da primeira menstruação e aborto involuntário, variáveis essas disponíveis na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS). Os resultados auxiliarão no entendimento da relação entre gravidez na adolescência e educação e trabalho e assim permitirão análises e sugestões de políticas públicas para reduzir o problema e aumentar o bem estar das mulheres.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Ana Lucia Nogueira de Paiva Britto

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • risco e sustentabilidade ambiental nas metrópoles brasileiras
  • Eventos naturais de nossa história recente têm demonstrado que o planeta está passando por transformações climáticas. Os impactos podem ser sentidos através da intensidade de tempestades, secas e ondas de calor que afetam negativamente a disponibilidade de água potável, a distribuição de energia e alimentos para nossa civilização. Evidências científicas apresentadas no quarto Relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas de 2007 não deixam dúvidas que a ação humana é um dos fatores mais relevantes neste processo. Os fenômenos ambientais decorrentes das mudanças climáticas impactam de maneira diversa o território brasileiro, sobretudo considerando sua dimensão continental. Regiões costeiras ou interioranas, com maior ou menor precipitação pluviométrica, banhadas ou não por rios, mais ou menos adensadas, com solos mais ou menos permeáveis, reagirão diferentemente às alterações ambientais. Considerando os efeitos sistêmicos do padrão de produção e consumo em uma sociedade globalizada, o enfrentamento dos problemas oriundos dos eventos naturais deve ser pensado em múltiplas escalas, apesar de grande parte dos reflexos serem sentidos no âmbito local. As áreas urbanas tem sofrido impactos que envolve ameaças materiais e de vidas de uma parcela considerável de seus habitantes. Nas metrópoles se concentram o maior número de vítimas que um evento natural pode alcançar, assim como reflete o potencial dos impactos, positivos ou negativos, em todo o ecossistema caso haja uma permanência ou mudança de postura dos habitantes e governantes relativo à cidade e ao meio ambiente. A complexidade de se tratar o espaço urbano sob aspectos ecológicos também diz respeito à visibilidade que o ser humano tem dos processos sistêmicos de forma a estabelecer uma lógica causal. Com isso, constata-se que a produção de informações espacializadas ajuda na compreensão da realidade concreta e subsidia a elaboração de estratégias e ações para mitigação do risco imposto aos grupos sociais, assim como influencia na construção de mecanismos que possam lidar com o cenário de mudanças climáticas. Ao definirmos o ambiente urbano-metropolitano como setor estratégico de pesquisa em sustentabilidade urbana e regional, o Observatório das Metrópoles busca produzir subsídios para construção das políticas nacionais de desenvolvimento urbano e regional, assim como contribuir na definição de diretrizes à atuação dos entes federativos, em especial dos governos locais, no que diz respeitos a ações que promovam a adaptação das cidades ao impactos dos eventos naturais. A investigação relatada nesta proposta de pesquisa parte de uma perspectiva que considera as metrópoles brasileiras diante das mudanças climáticas em curso, sendo impositiva a reconexão com as forças do ambiente amplificadas no momento pelas mudanças climáticas. Esta reconexão deve considerar os fatores naturais à luz das questões que envolvem a desigualdade social, os mecanismos de adaptação e as potencialidades de uso do solo que minimizem a degradação dos ecossistemas. O uso de indicadores facilita uma visão de todo o processo enquanto a investigação desagregada das várias dimensões que compreendem o debate do ambiente urbano propicia a construção de estratégias em várias escalas. Os indicadores se colocam como instrumento disponível à diversos atores sociais para a avaliação do habitat e para o enfrentamento dos problemas decorrentes da ocupação humana, de forma a produzir um espaço urbano adequado às dinâmicas naturais. Se por um lado as metrópoles apresentam espaços com população sujeita a riscos ambientais que devem ser objeto de políticas sociais, de infraestrutra urbana e de recuperação ambiental, por outro, territórios adequados à ocupação devido a disponibilidade de serviços urbanos têm sido subutilizados, gerando um padrão disperso de ocupação. Para contribuir no avanço das análises dos impactos observados e projetados da mudança do clima no território nacional, o objetivo deste projeto busca apresentar um quadro compreensivo das condições ambientais das metrópoles brasileiras, bem como subsidiar a elaboração de estratégias e ações para a mitigação de riscos ambientais relacionados às mudanças climáticas para setores públicos e privados. Esta meta será alcançada pela coleta, sistematização e processamento de dados relativos às principais dimensões que compõem o debate acerca da sustentabilidade urbana e regional, dentre elas: o risco ambiental considerando os aspectos de suscetibilidade a desastres naturais, a vulnerabilidade social, os arranjos institucionais responsáveis por ações adaptativas, assim como o potencial de desenvolvimento de um ambiente construído mais sustentável. Retomando a perspectiva relativa à visibilidade e cognição das ameaças ambientais comentada anteriormente, o resultado a pesquisa será disponibilizado em um portal de visualização de mapas o qual possibilitará o usuário gerar análises acerca de cada componente e dimensão que compõe os índices gerados ao longo do desenvolvimento do projeto, contribuindo para a identificação de oportunidades e custos para os setores econômicos do país de diferentes trajetórias de desenvolvimento sustentável.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/12/2020-31/12/2022