Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Andre Moraes Nicola

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • mecanismos moleculares de ação de anticorpos igg3 contra a cápsula de cryptococcus neoformans
  • Estima-se que mais de um milhão e meio de pessoas morram por ano por doenças invasivas causadas por fungos. A criptococose, que resulta em mais de 180.000 mortes por ano, é tratada com a combinação da anfotericina B com flucitosina. Mesmo com esse tratamento ideal, 20% dos pacientes com a doença em países desenvolvidos morre. Somando-se a isso o fato de a anfotericina B resultar em insuficiência renal aguda em até 49-65% dos indivíduos tratados e de a flucitosina ser tão mielotóxica que sua comercialização é proibida em vários países, vê-se que até mesmo a terapia padrão ouro ainda está bastante distante do ideal. Tendo todas as dificuldades do tratamento dessa doença em vista, novos antifúngicos mais seguros e eficazes são necessários, e uma das estratégias para gerá-los tem como base anticorpos monoclonais. A grande especificidade dos anticorpos pode permitir drogas com alvos exclusivamente fúngicos, diminuindo os efeitos colaterais do tratamento. Sua meia vida de semanas pode resultar em drogas que só precisam de uma única aplicação. Como a maioria das doenças fúngicas invasivas está associada a quadros de imunossupressão, a ativação da resposta imunitária que resulta da ligação de anticorpos ao seu alvo pode trazer um benefício adicional à terapia. Esta estratégia de desenvolvimento de anticorpos monoclonais já vem sendo desenvolvida há seis anos no laboratório do proponente deste projeto e há décadas no grupo de pesquisa do Dr. Arturo Casadevall, onde o coordenador deste projeto se encontra atualmente fazendo um pós-doutorado. Um aspecto importante na eficácia terapêutica de anticorpos que foi demonstrado por esses grupos é o isotipo de IgG. O maior exemplo é com anticorpos contra a cápsula de C. neoformans, uma vez que anticorpos de porções variáveis idênticas mas com cadeias pesadas diferentes podem ser protetores (IgG1, IgG2a e IgG2b) ou não-protetores (IgG3) em modelos de camundongo. Uma das hipóteses levantadas para explicar esse resultado é de que anticorpos IgG3 interagem com receptores de superfície celular diferentes daqueles responsáveis pela resposta aos outros isotipos. Em estudo recente com membros dos dois grupos de pesquisa, se propôs que este receptor seja a integrina beta 1 (Itgb1). O presente projeto tem como objetivo então entender os mecanismos moleculares por meio dos quais anticorpos contra a cápsula de Cryptococcus neoformans de isotipo IgG3 interagem com Itgb1 e se essa interação resulta nos diferentes padrões de proteção conferidos por IgG3 em comparação com os outros isotipos de IgG. Para alcançar esse objetivo, serão construídos vetores de expressão para produção de anticorpos recombinantes em células de mamífero. Esses vetores codificarão anticorpos híbridos, como por exemplo um anticorpo IgG3 com as sequências dos domínios CH1, hinge, CH2 e CH3 trocadas pela sequência correspondente de IgG1, que permite descobrir a localização do sítio de interação com Itgb1. Os anticorpos produzidos serão então validados por imunofluorescência com células de C. neoformans e utilizados em testes de fagocitose na presença de bloqueio de receptores de superfície. O racional deste experimento é que regiões importantes para a função de IgG3 podem ser descobertas quando essas funções são abolidas naqueles anticorpos em que estas determinadas regiões foram substituídas pela sua contraparte de IgG1. Com este projeto, continuaremos e expandiremos uma colaboração científica internacional que tem sido bastante produtiva ao longo da última década. Esperamos também contribuir para: 1) a melhora da sobrevida de pacientes acometidos pela criptococose; 2) o treinamento de pesquisadores em tecnologias muito importantes na geração de biofármacos e 3) o desenvolvimento econômico do Distrito Federal.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Passaglia Schuch

Ciências Biológicas

Biofísica
  • ações integradas de fotobiologia e mutagênese ambiental: impactos da exposição combinada à radiação uv solar, agrotóxicos e à fragmentação de habitats no declínio de anfíbios
  • O presente projeto visa desenvolver e aplicar diferentes metodologias no entendimento do impacto genotóxico da exposição combinada à radiação UV solar, a agrotóxicos e à fragmentação de habitats no declínio de anfíbios, tendo como foco espécies de anuros endêmicas de ambientes de Mata Atlântica do sul do Brasil. Esse objetivo se justifica pelo fato desse bioma ser alvo de atividades humanas degradantes, como o desmatamento (que favorece o aumento da incidência de radiação UV solar no interior da floresta) e o uso de agrotóxicos nas áreas agrícolas do entorno da floresta (que favorece a poluição do solo e de ambientes aquáticos). Consequentemente, apesar dos remanescentes florestais da Mata Atlântica no sul do Brasil apresentarem grande diversidade de espécies anfíbios, por outro lado, diversas espécies endêmicas desse ambiente já estão listadas como ameaçadas de extinção ou em declínio nas listas nacional e estadual. Apesar do declínio de anfíbios ser, atualmente, um fenômeno de ocorrência mundial, o mesmo é um fenômeno enigmático, já que suas causas ainda não são totalmente conhecidas. Nesse sentido, nosso grupo de pesquisa já vem demonstrando que agentes genotóxicos (como a radiação UV solar) e o desmatamento podem contribuir significantemente nesse processo. Neste projeto, serão realizados ensaios de quantificação de lesões de DNA e de formação de micronúcleos, como também experimentos complementares para avaliar a sobrevivência e os impactos dos tratamentos na morfologia e desenvolvimento de girinos expostos a essas condições de estresse. Adicionalmente, também será realizado o esforço para a obtenção de culturas de fibroblastos de diferentes espécies de anuros, de modo a ser criado um banco de células de anfíbios em nosso laboratório. Esse banco de células permitirá a realização de novos estudos voltados para o entendimento das respostas moleculares em diferentes espécies de anuros expostas a agentes genotóxicos, como a radiação UV. Os dados biológicos e moleculares obtidos serão confrontados com dados físicos de monitoramento da incidência de radiação UV solar nas áreas estudadas, com dados químicos referentes à detecção de agrotóxicos em amostras de água de diferentes ambientes e de sensoriamento remoto da densidade vegetacional de cada área. Adicionalmente, a partir dessas análises, também será possível avaliar o impacto da fragmentação de habitat e demais atividades antrópicas na heterogeneidade genética das populações de anfíbios. Portanto, o estudo dos efeitos conjuntos da exposição a agrotóxicos, à radiação UV solar e fragmentação de habitat permitirá traçar novas perspectivas sobre os mecanismos de perda de biodiversidade de anfíbios nesse bioma. Consequentemente, esse conhecimento poderá ser utilizado em futuros projetos de conservação da biodiversidade em ambientes florestais, que vêm continuamente sofrendo devido à expansão das atividades antrópicas.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Andre Paulo Tschiptschin

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • recobrimentos à base de carbono para o aumento da eficiência de componentes automotivos
  • Embora os veículos elétricos sejam uma grande promessa para a solução de problemas de mobilidade veicular (consumo de combustível fóssil e emissão de poluentes), sua eficiência energética global vem sendo questionada. No Brasil, país em que a biomassa é utilizada como combustível, o abatimento de emissões de CO2 e redução do consumo de combustível fóssil deverá ocorrer através da utilização de motores Flex ou híbridos (Flex Fuel + Elétrico). Entretanto, o uso de combustíveis oxigenados biodegradáveis apresenta desafios tribológicos, pois a atual geração de materiais pode levar à oxidação acelerada das superfícies, diluição dos lubrificantes por etanol ou inibição de reações químicas ligadas aos aditivos adicionados aos lubrificantes. Uma possível forma de mitigar as perdas de energia em componentes automotivos é a aplicação de recobrimentos, que permitam a redução do coeficiente de atrito para valores baixos, inferiores a 0,05, quando em condições de lubrificação limítrofe ou a seco. A utilização de recobrimentos à base de carbono é tema de diversos grupos de pesquisas, não apenas para a indústria automotiva, mas também para a indústria aeroespacial, de mineração e petrolífera. A utilização do carbono como material base apresenta diversos benefícios, pois é um material abundante e de baixo custo e confere aos materiais alta resistência mecânica, baixo coeficiente de atrito e alta resistência ao desgaste. Incluem-se entre eles os filmes de carbono tipo diamante (DLC), dopados ou não dopados e, mais recentemente, o grafeno, o óxido de grafeno e o óxido de grafeno reduzido. O projeto visa o estudo e o desenvolvimento (síntese, caracterização e avaliação) de recobrimentos à base de carbono para fins tribológicos (atrito e desgaste), com o objetivo de melhorar o desempenho de peças e componentes utilizados na indústria automotiva. Serão estudados no projeto os tribossistemas do motor de combustão interna (contato entre camisa/anel de pistão, came/tucho, válvula/sede de válvula) e da transmissão (contato entre as engrenagens) de veículos automotores. Serão estudados: 1) o comportamento tribológico e mecânico de filmes de DLC depositados sobre substratos metálicos pelas técnicas HiPP-PECVD - High Power Pulsed - Plasma Enhanced Chemical Vapour Deposition e PECVD, com uso de sistema de confinamento de íons por gaiola catódica; 2) o emprego de grafeno, óxido de grafeno e óxido de grafeno reduzido para melhoria tribológica de sistemas utilizados na indústria automotiva. Durante a realização do projeto pretende-se obter 1) filmes à base de carbono por diversas técnicas de deposição assistidas por plasma, empregando fontes de energia de diferentes características, HIPP-PECVD e PECVD com uso de sistema de confinamento de íons usando 2 eletrodos e um catodo adicional; 2) filmes à base de carbono bem aderidos aos substratos que possibilitem aumento da eficiência energética e durabilidade em sistemas automotivos, pela redução do coeficiente de atrito entre os componentes; 3) melhoria na performance de óleos lubrificantes com a adição de grafeno, óxido de grafeno ou óxido de grafeno reduzido, obtidos por rotas químicas e físicas. Serão utilizadas técnicas de caracterização microestrutural, química, mecânica e tribológica em escalas micro e nanométricas, que permitam avaliar o desempenho dos recobrimentos obtidos em diferentes condições e por diferentes rotas de processamento.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Pich Brunes

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • aprimoramento da produção e qualidade de sementes de espécies do gênero paspalum visando a preservação dos ecossistemas pastoris do sul do país
  • A preservação dos campos sulinos é fundamental para a sobrevivência de diversas espécies da flora e fauna brasileira, contudo, a dependência econômica daqueles que necessitam de sua exploração agrícola deve ser considerada concomitante com a questão ambiental. Deste modo, a exploração pecuária sustentável nestas áreas pode ser vista como uma atividade de impacto consideravelmente reduzido, ou até mesmo conservacionista. A sobressemeadura das pastagens naturais com espécies nativas de maior potencial forrageiro torna a atividade pecuária mais eficiente e, consequentemente, financeiramente mais atrativa. Assim como áreas de campo que passaram a ser exploradas como lavouras podem ser restauradas através da semeadura de espécies nativas, tais como as espécies do gênero Paspalum. No entanto, existe uma enorme carência destas sementes no mercado brasileiro, devido em parte, a quantidade limitada de pesquisas desenvolvidas nesta área. Busca-se em plantas forrageiras alta produção de biomassa e tolerância ao ambiente de pastejo. contudo, se a produtividade e/ou a qualidade das sementes for baixa, a viabilidade de cultivo de um material superior pode ser comprometida. Diante disso, o objetivo deste projeto é elevar o potencial produtivo e a qualidade de sementes de Paspalum notatum e Paspalum guenoarum, espécies perenes nativas estratégicas para o suprimento de forragem nas estações quentes, recuperação de áreas degradadas e preservação dos campos nativos do sul do Brasil, identificando genótipos superiores e estabelecendo práticas de manejo mais adequadas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Ricardo de Lima Damásio

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • influência de fatores de transcrição na secreção de enzimas em aspergillus nidulans
  • Como forma de reduzir a dependência em combustíveis fósseis, o etanol de segunda geração, obtido através da hidrólise enzimática da biomassa vegetal, vem sendo foco de inúmeras investigações científicas. Todavia, a recalcitrância da parede celular vegetal, e o alto preço das enzimas hidrolíticas, fazem com que a sua degradação completa e eficiente seja ainda um desafio a ser superado para sua viabilização econômica. Assim sendo, o objetivo central deste projeto é avaliar a influência da deleção de fatores de transcrição em Aspergillus nidulans, nos níveis de produção/secreção de enzimas degradadoras da biomassa vegetal. Os fatores de transcrição a serem escolhidos estão relacionados a resposta ao estresse celular de secreção de proteínas heterólogas, que foram cuidadosamente selecionados, a partir de dados de RNA-seq. Este estudo pretende gerar cepas mutantes superiores no que diz respeito à produção de enzimas degradadoras da biomassa vegetal. Além disso, pretende gerar dados para uma visão global do processo de reprogramação celular em A. nidulans. Desta maneira, esses objetivos podem proporcionar aos pesquisadores recursos para melhor propor estratégias de engenharia racional de modo a melhorar o processo de secreção e, assim, diminuir o custo de produção de enzimas.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Ricardo Fajardo

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • materiais híbridos sintetizados a partir de polímeros e espécies metálicas como potenciais catalisadores
  • O desenvolvimento de novos materiais tem aprimorado de forma contínua vários aspectos da vida moderna e ao mesmo tempo tem motivado e instigado pesquisadores nas mais diversas áreas a transporem as fronteiras do conhecimento. Aliada a essa motivação é crescente também a preocupação com os temas voltados a sustentabilidade e as práticas de produção/trabalho ecologicamente corretas. Prova disso é o aumento considerável de pesquisas que têm como foco principal a obtenção de sistemas e/ou materiais eco-friendly (adjetivo comumente utilizado na língua inglesa que pode ser traduzido de modo direto como "amigo da natureza"). Uma das áreas de pesquisa que mais tem contribuído para a obtenção desse tipo de sistemas e/ou materiais certamente é a área de catálise. A catálise, termo empregado na química para descrever uma reação que tem sua velocidade aumentada devido à presença de uma substância conhecida como catalisador, atua como protagonista na diminuição do consumo energético reacional e no aumento da eficiência de diversos processos químicos. Além da investigação de novas rotas catalíticas para diferentes tipos de reações químicas, muitas pesquisas também têm concentrado esforços no desenvolvimento de novos catalisadores e na readequação dos catalisadores já conhecidos. Por exemplo, a mais de um século diferentes espécies metálicas têm sido empregadas com sucesso como catalisadores em inúmeras reações químicas. No entanto, reações catalisadas por essas espécies metálicas costumam apresentar alguns inconvenientes como, por exemplo, uso de grandes quantidades e dificuldade na recuperação do catalisador, perda da eficiência catalítica (envenenamento do catalisador), entre outros. Ainda, quando as espécies metálicas são utilizadas em escalas diminutas de tamanho (em escala nanométricas) tem-se o inconveniente da agregação e coalescência do catalisador o que pode causar um grande prejuízo à catálise. Uma das formas de superar esses problemas é, por exemplo, suportar as espécies metálicas em um material sólido. Dentre os sólidos mais proeminentes para essa finalidade, os sólidos poliméricos têm ganhado grande destaque devido as suas atraentes propriedades (alta resistência química e mecânica, processabilidade, entre outras). Sólidos sintetizados a partir de polímeros de origem natural (polissacarídeos, por exemplo) têm como vantagem o fato de que esses são biodegradáveis; são obtidos a partir de fontes renováveis (fontes vegetais e resíduos de biomassa) e costumam apresentar inúmeros grupos funcionais em suas estruturas, o que facilita a interação e o suporte dessas espécies metálicas. Devido a essas considerações, nota-se que pesquisas com foco na síntese e caracterização de materiais híbridos constituídos de polissacarídeos e espécies metálicas são de fundamental importância para a obtenção de sistemas catalíticos mais eficientes e, portanto, ambientalmente mais amigáveis.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Rocha Sampaio

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • a influência dos elementos de informação do inquérito policial na fundamentação da sentença penal condenatória: uma análise estatística do índice de incidência e mapeamento das principais vias de contaminação tendo por base o ano de 2016
  • Trata-se projeto que objetiva demonstrar a alta influência dos elementos de informação colhidos pela polícia na fase investigativa (preliminar) do processo penal no momento da fundamentação da sentença penal condenatória. Baseados em leituras prévias oriundas da Teoria Processual Penal Crítica, criminologia e na experiência dos pesquisadores estima-se que direta ou indiretamente um índice superior a 90% das sentenças padecem dessa mácula, tida pela literatura especializada como uma característica autoritária, incompatível com cânones de um regime democrático. Para demonstrarmos essa influência aqui caracterizada como “autoritária”, visto afastar do processo o contraditório judicial público, os pesquisadores envolvidos no projeto deverão realizar uma análise de fluxo do sistema de justiça criminal com base em um instrumental quali-quanti. Para as influências diretas (imediatas), será aplicado um questionário estruturado, com o escopo de estimar o índice de utilização expressa de elementos informativos (do inquérito policial); já para as influências indiretas (mediatas), a análise precisa ser mais apurada, momento no qual outros elementos do processo precisam ser analisados para se verificar se houve elementos de informação transformados em prova judiciária pela simples confirmação/ratificação ou por outras estratégias de camuflagem. Para tal, será aplicado pelos pesquisadores um questionários semiestruturado. Outro ponto de profunda relevância é o de verificar a incidência do depoimento de policiais militares que atuaram no flagrante para fundamentar a condenação, o que forma um verdadeiro curto-circuito epistêmico, ao se valer do envolvido no ato e, consequentemente, interessado em legitimá-lo para justificar que se tratara de ato escorreito e lastreado na lei. Espera-se, ao cabo, mapear tanto os índices de contaminação como traçar um mapeamento de suas principais estratégias/táticas de penetração.
  • Centro Universitário Tiradentes - AL - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Andre Rodrigo Rech

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • consolidação da pós-graduação da ufvjm por meio de parcerias com programas de excelência
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 06/01/2020-06/01/2025
Foto de perfil

André Rodrigues

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • comunidades bacterianas auxiliadoras da fungicultura das formigas atíneas
  • As bactérias são micro-organismos onipresentes que desempenham papéis metabólicos fundamentais para a sobrevivência de quase todos os organismos. Esses micro-organismos estabelecem interações multidirecionais em diferentes sistemas biológicos, como ocorre no jardim das formigas atíneas (Hymenoptera: Attina). Esses insetos sociais co-evoluíram em um mutualismo obrigatório com fungos basidiomicetos que cultivam como alimento. Apesar dessa simbiose ser o cerne das colônias das atíneas, outros organismos estão envolvidos na manutenção desse microhabitat. As interações bacterianas-fúngicas (actinobactérias do gênero Streptomyces e Pseudonocardia) são muito comuns nesse ambiente como parte do sistema de defesa do jardim frente a parasitas, como Escovopsis (um fungo que pode causar danos ou até mesmo a morte do jardim). Contrariamente às actinobactérias, as funções de outros grupos bacterianos nesse sistema não estão claramente definidas. Estudos em outros sistemas, mostraram que a hifosfera permite que bactérias e fungos criem uma relação mutualista, no qual ambos os organismos usufruem de nutrientes e compostos para melhorar o desenvolvimento mútuo. A presente proposta visa identificar comunidades bacterianas da hifosfera dos fungos mutualistas cultivados pelas atíneas e determinar suas funções na fisiologia fúngica (nutrição e regulação genética). Para atingir esses objetivos, utilizaremos uma abordagem complementar incluindo ferramentas de microscopia eletrônica de transmissão, metagenômica e metatranscriptômica. Analisaremos a estrutura taxonômica e os transcritos dos prováveis metabólitos produzidos pelas comunidades bacterianas encontradas nos fungos mutualistas de dois gêneros de atíneas derivadas (Atta e Acromyrmex). Com esses dados esperamos responder às seguintes questões: (i) Existem bactérias na micelosfera e na endohifa vivendo com o fungo mutualista? (ii) Quais são os grupos de bactérias que estão interagindo com o fungo? e (iii) Quais são as funções metabólicas das bactérias no jardim de fungo? Tal conhecimento nos ajudará a entender como esses micro-organismos podem ajudar no desenvolvimento do jardim de fungo das formigas atíneas.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Rodrigues dos Reis

Ciências Agrárias

Agronomia
  • biofortificação genética e agronômica do feijão-caupi com selênio e relações com a qualidade nutricional dos grãos
  • Há evidências conclusivas de deficiência de selênio (Se) nos solos do Brasil, o que pode gerar deficiência nas plantas, animais e humanos. Desta forma, existe a necessidade de se aumentar os teores de Se nas partes comestíveis de cultivares modernos, pois os aumentos de produtividade têm apresentado relação inversa com essa característica. O objetivo do trabalho é avaliar a influência do Se na produção e qualidade nutricional em genótipos de feijão-caupi, bem como estabelecer doses ótimas de Se a serem aplicadas em condições brasileiras. Com base em trabalhos anteriores do grupo sobre acumulação de Se por plantas, será realizado um experimento para caracterizar a eficiência de absorção e acúmulo de Se nos grãos de diferentes genótipos de feijão-caupi. Nesse experimento, serão avaliados 30 genótipos de feijão-caupi na presença e ausência de Se (0 e 0.3 mg kg-1), com 4 repetições, cultivados até o ciclo final para a obtenção dos grãos. Além disso, será avaliada a eficiência da biofortificação agronômica utilizando 2 fontes de Se (selenato e selenito) e 7 doses de Se (0; 2,5; 5,0; 7,5; 10,0; 20,0; e 40,0 g ha-1) aplicado via solo. Visando avaliar a interação entre Se e enxofre (S), será realizado um experimento de campo aplicando a combinação de quarto doses de Se como selenato de sódio (0; 10; 25 and 50 g Se ha-1) e quatro doses de S na forma de sulfato de amônio (0, 15, 30 and 60 kg S ha-1). No final dos experimentos, serão avaliados: teor de macro e micronutrientes incluindo o Se, biodisponibilidade do Se nos grãos, teor de aminoácidos totais, proteína, e açúcares e fitato nos grãos de feijão-caupi. O entendimento dos fatores envolvidos na variação genotípica quanto ao acúmulo de Se e sua interação com a resposta das culturas ao Se como fertilizante, poderá fornecer subsídios para posterior uso dessas informações no melhoramento vegetal, adubação e na produção de alimentos de melhor qualidade nutricional.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022