Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Carla Odete Balestro Silva

Outra

Divulgação Científica
  • ifcitec – feira de ciências e inovação tecnológica do ifrs campus canoas
  • A IFCITEC é uma Feira de Ciências e de Inovações Tecnológicas que ocorre desde 2013, nas dependências do Campus Canoas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS). A feira se destina a apresentar, avaliar e premiar pesquisas realizadas por jovens cientistas – nas diversas áreas do conhecimento humano - da rede pública e privada de ensino do estado do Rio Grande do Sul que cursam o Ensino Fundamental (anos finais – 6° ao 9° ano), Ensino Médio, Ensino Médio Integrado ao Técnico e a Educação Profissional de Nível Técnico (incluindo a modalidade de Educação de Jovens e Adultos) estimulando sua divulgação e reconhecimento. O objetivo da proposta submetida nesta Chamada é a de realizar a décima edição da IFCITEC – Feira de Ciências e de Inovações Tecnológicas do Campus Canoas do IFRS em 2022 em espaço mais apropriado e com premiações que incentivem os participantes a continuarem suas pesquisas e exporem em feiras de caráter nacional ou internacional. A IFCITEC tem caráter estadual, recebendo projetos de diversos municípios do estado do Rio Grande do Sul. Geralmente, cerca de 130 projetos são apresentados, inscritos em dez categorias diferentes: três categorias contemplam o Ensino Fundamental e oito categorias contemplam o Ensino Médio integrado ou não à Educação Profissional e o Ensino Técnico de Nível Médio. Os três melhores projetos de cada categorias recebem troféu e medalhas. Nessa Chamada, deseja-se obter bolsas para os melhores colocados, bem como, incentivo financeiro para as inscrições de projetos que se destaquem nas feiras afiliadas nacionais e internacionais.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 02/02/2022-29/02/2024
Foto de perfil

Carla Renata Sipert

Ciências da Saúde

Odontologia
  • papel de cimentos biocerâmicos e células da papila apical na interrupção da reabsorção radicular externa: estudo in vitro
  • A reabsorção inflamatória de tecidos mineralizados, como ossos e dentes, é um evento biológico presente em patologias orais desafiadoras como periodontites e reabsorção radicular externa. Tratam-se de condições que levam a perdas dentárias resultando em impacto significativo para a qualidade de vida dos indivíduos acometidos. Considerando reabsorções radiculares externas, tratamentos convencionais conseguem atrasar sua evolução, mas não paralisá-la. Com o intuito de melhorar o prognóstico desta crítica condição, ao longo dos últimos anos as terapias endodônticas regenerativas têm sido empregadas para seu tratamento com resultados promissores. Este projeto de pesquisa foi delineado com o intuito de aprimorar protocolos clínicos de regeneração em endodontia para tratamento precoce e tardio de reabsorções dentárias externas. Considerando que células de papila apical (CPA) e osteoclastos desempenham papel central neste contexto, este estudo visa elucidar a influência de cimentos biocerâmicos utilizados na endodontia regenerativa no papel inibitório de CPA sobre osteoclastos in vitro. A hipótese nula consiste em assumir que nenhum dos cimentos biocerâmicos afetará o potencial de inibição da diferenciação e atividade osteclástica por CPA. Em paralelo aos estudos de casos que têm empregado a revascularização para o tratamento de reabsorções externas, dados do nosso grupo demonstram robusta produção de osteoprotegerina (OPG) por CPA, um potente inibidor da diferenciação e maturação do osteoclasto. Utilizando metodologia de cultivo celular de CPA, este estudo investigará a modulação da produção de OPG por estas células em contato com extratos de agregado trióxido mineral, Biodentine e CIMMO HP. Posteriormente, utilizando culturas de monócitos de sangue periférico, o efeito do meio condicionado de CPA tratadas com os biocerâmicos será investigado tanto na inibição da diferenciação como da atividade osteoclástica in vitro.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Carla Rosane Paz Arruda Teo

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • educação interprofissional e aprendizagem experiencial: configurando tecnologias leves para a formação profissional em saúde
  • A educação interprofissional (EIP) é uma estratégia de formação profissional que impacta na melhoria da atenção à saúde. A aprendizagem experiencial (AE) oportuniza que os sujeitos, em atividade, desenvolvam a capacidade de refletir criticamente e transitar de um entendimento superficial para uma compreensão profunda da realidade, transformando-a e se transformando. Currículos que conjuguem EIP e AE, em um modelo de educação interprofissional experiencial, favorecem a formação de um perfil de egresso crítico, reflexivo e colaborativo, consoante às demandas do Sistema Único de Saúde (SUS). Desses pressupostos, emerge a questão de pesquisa: como curricularizar um modelo de educação interprofissional experiencial que qualifique a formação de profissionais para o SUS? Assim, objetiva-se desenvolver uma tecnologia leve (educacional) para a curricularização do modelo de educação interprofissional experiencial na educação superior em saúde. Trata-se de estudo de métodos mistos, de intervenção com grupo controle. Será realizada, em uma universidade de Santa Catarina, uma intervenção pedagógica com ingressantes de três cursos da área da saúde (Fisioterapia, Medicina, Nutrição), tendo no grupo controle ingressantes de outros cinco (Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Odontologia, Psicologia). Será aplicada, a ambos os grupos, a Escala de Disponibilidade para Aprendizagem Interprofissional (dados quantitativos). Será realizada observação direta da intervenção pedagógica, com produção de diário de campo em áudio (dados qualitativos). Após a intervenção, serão realizados Círculos de Cultura com estudantes do grupo intervenção (dados qualitativos). Dados quantitativos serão analisados por estatística inferencial (variável desfecho: disponibilidade para aprendizagem interprofissional); os qualitativos, por análise de conteúdo temática. Ao final, será desenvolvido e validado um protocolo de tecnologia educacional fundamentada na educação interprofissional experiencial.
  • Universidade Comunitária da Região de Chapecó - SC - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Carlo José Freire de Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • obtenção e caracterização de materiais para tratamento de doenças e validação de instrumento para a qualidade do cuidado à saúde de população
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 08/01/2020-08/01/2025
Foto de perfil

Carlo José Napolitano

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • a liberdade de expressão na internet e a proteção dos direitos da personalidade no ambiente online: análise comparativa de decisões do supremo tribunal federal e do tribunal constitucional federal alemão
  • Regulamentações nacionais e internacionais protegem a liberdade de expressão na internet, resguardando os direitos da personalidade. O Marco Civil da Internet de 2014 e a Lei Geral de Proteção de Dados de 2018 são exemplos relevantes no Estado brasileiro. Por sua vez, na Alemanha, a Lei Federal de Proteção de Dados de 2017 e a Lei de Aplicação da Rede de 2017 são os principais marcos legais. A presente proposta propõe investigar, comparativamente e indutivamente, a liberdade de expressão na internet e a proteção dos direitos da personalidade online no Brasil e na Alemanha, em especial, as orientações e interpretações conferidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo Tribunal Constitucional Federal Alemão (TCF) sobre essas temáticas. Portanto, o projeto tem por objetivo principal e substancial analisar, comparativamente, decisões do STF e do TCF sobre a liberdade de expressão na internet e a proteção dos direitos da personalidade online, no intuito de verificar se há uma linha mestra, ou, em outros termos, um modus operandi de interpretação do STF e do TCF relacionado à temática proposta, utilizando-se de metodologia de análise empírica de jurisprudência, explicitada em campo específico nesta proposta. Também propõe a análise das normativas e das teorias acerca das temáticas correlatas, utilizando da metodologia de revisão bibliográfica e da análise documental para atingir tal finalidade. Espera-se, ao final da pesquisa, poder verificar e demonstrar se há uma linha mestra de interpretação da liberdade de expressão na internet e proteção dos direitos da personalidade online nos julgamentos do STF e TCF, contribuindo, desta forma, com a produção do conhecimento científico, considerando que não há uma sistematização dessas decisões no âmbito dos tribunais.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025