Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Angelica Martins de Souza Gonçalves

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • sintomas não psicóticos entre profissionais de enfermagem que surgiram no contexto de trabalho da covid-19.
  • A pandemia de COVID 19 tem desencadeado impactos na saúde mental dos profissionais de enfermagem, principalmente naqueles que estão na linha de frente do atendimento e cuidado, gerando sofrimento psíquico, tais como, insônia, angústia, depressão e ansiedade, considerados sintomas não psicóticos, e Burnout. Entretanto, para o profissional de enfermagem que já faz tratamento psiquiátrico ou que apresenta comorbidades cardiovasculares, respiratórias, endócrinas (principalmente diabetes), imunológicas, a situação pode se agravar. Nesse sentido, outro fator preocupante envolve o profissional de enfermagem que pertence à faixa etária de 60 anos de idade ou mais, por estar no grupo de maior risco de contaminação, conforme estudo comparativo entre pacientes chineses idosos e jovens. Todas essas questões fazem das pessoas idosas seres mais vulneráveis à COVID 19, o que pode intensificar o sofrimento psíquico. Diante do exposto, torna-se relevante e pertinente avaliar as condições psíquicas dos profissionais de enfermagem, considerando o perfil laborar e a idade dos envolvidos. Ressalta-se que no Brasil, até o momento, não foram produzidos estudos que possam gerar métricas para avaliação de sintomas relacionados a transtornos mentais que surgiram no contexto da pandemia (e que poderão ter desfecho em um diagnosticados num futuro próximo). Pesquisas dessa natureza são bastante relevantes, visto que, obviamente, outros danos relacionados à COVID-19 interferirão com perfil de adoecimento do país, especialmente de pessoas que hoje enfrentam a linha de frente. Neste contexto, o objetivo deste estudo é avaliar nos profissionais de enfermagem a presença de sintomas não psicóticos que surgiram no contexto de trabalho durante a pandemia.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 16/07/2020-15/08/2022
Foto de perfil

Angélica Simone Cravo Pereira

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • wagyu em clima tropical: desempenho, qualidade da carcaça, carne e expressão gênica em progênies
  • A pecuária brasileira precisa evoluir, a fim de atender à demanda dos consumidores que estão dispostos a pagar por produtos de melhor qualidade sensorial. Neste contexto, a melhoria da qualidade da carne é fundamental. Este estudo objetiva caracterizar as progênies de touros representantes das principais famílias da raça Wagyu Kuroge. Serão utilizadas 40 progênies, de touros, que representam as principais famílias dos ancestrais da raça Wagyu Kuroge. Os animais, mesmo grupo contemporâneo, serão criados em pasto com suas mães, desmamados aos 6 meses, castrados e recriados em um sistema de semi-confinamento. As progênies serão confinadas com 16 meses e protocoladas pelo programa Carne Wagyu Certificada. Durante o abate, serão coletadas amostras do músculo Longissimus (LO) para extração de RNA e proteína. Serão coletadas amostras de LO para análise de colágeno, marmorização, cor, comprimento de sarcômero, maciez objetiva e sensorial, composição da carne e perfil de ácidos graxos. Será analisada a expressão de alguns genes relacionados à adipogênese e lipogênese, como o C/EBPalfa, PPAR, LEP, FABP4, SCD e TORC2, dentre outros. A importância deste estudo inovador infere no impacto da identificação de como as progênies dos principais touros da raça Wagyu se comportam, quando produzidos em condições tropicais. O conhecimento das características de carcaça, carne e como os genes se comportam poderá indicar a seleção genética para propiciar uma evolução rápida e precisa dos animais mais adaptados para nosso sistema de produção, com garantia de carne de qualidade, com características sensoriais desejadas pelos consumidores.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Angelica Thomaz Vieira

Ciências Biológicas

Imunologia
  • papel dos metabolitos microbianos na infecção pulmonar causada por sars-cov2, através da modulação a microbiota e do sistema imune
  • A doença coronavírus (COVID-19), causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV2) tem se tornado o maior problema mundial de saúde pública enfrentado pela humanidade este ano. Essa doença é caracterizada nas suas formas mais graves com sintomas de febre, tosse, dispneia, cefaleia e podem progredir para a síndrome respiratória e óbito. Nesse prognóstico mais grave, a morte dos pacientes está fortemente associada a um quadro de lesão aguda do sistema respiratório causada por uma intensa resposta inflamatória associada com o recrutamento de células inflamatórias, tais quais: neutrófilos e macrófagos. Além disso, tem sido documentado em alguns casos a ocorrência de diarreia como um dos sintomas e o RNA deste vírus foi detectado por longos períodos nas fezes de pacientes infectados com SARS-CoV-2. É importante levar em consideração também que o vírus utiliza a enzima conversora de angiotensina 2 (ACE2) como porta de entrada, e que essa enzima se encontra altamente expressa no pulmão e intestino. Sabendo-se que a microbiota intestinal, particularmente, os seus metabolitos (ácidos graxos de cadeia curta: acetato, butirato e probionato) exercem um papel relevante na modulação da resposta imune pulmonar, o objetivo principal dessa proposta consiste em: elucidar o papel da microbiota intestinal na patogênese da COVD-19, bem como, avaliar a resposta imunomoduladora dos ácidos graxos de cadeia curta (do inglês short chain fatty acids – SCFAs) e do receptor sensor de metabolite microbiano (Gpr43/FFAr2) em resposta a infecção pelo SARS-Cov-2, em culturas celulares, experimentos in vivo com camundongos, e material clínico obtido de pacientes com COVID-19 para também análises de variantes de polimorfismos (SNPs) associados ao gene GPR43 e sintomas do COVID-19.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 27/08/2020-26/09/2022
Foto de perfil

Angelica Thomaz Vieira

Ciências Biológicas

Imunologia
  • efeito da interação entre dieta, microbiota e hospedeiro sobre a resistência bacteriana a antimicrobianos e suas consequências sobre os eixos intestino-pulmão e intestino- cérebro
  • É alarmante, ainda no século 21, a alta disseminação de bactérias resistentes aos antimicrobianos (RAM). O uso excessivo de antibióticos é um dos principais fatores para a resistência, embora os esforços para limitar o uso destes, não tenham tido os efeitos esperados. Isso sugere que desconhecemos outros fatores que possam contribuir para o aumento da resistência. É sabido, que a microbiota humana pode servir como reservatório de genes de resistência. Nossa microbiota inclui trilhões de microrganismos, que habitam nosso corpo, na sua maioria no intestino. O desequilíbrio na composição da microbiota (disbiose) interfere na quebra da homeostase intestinal e contribuem no surgimento de doenças. As mudanças dietéticas associadas ao estilo de vida ocidental afetam a microbiota e estão associadas com a incidência de doenças, tais quais, obesidade, doenças respiratórias e até mesmo doenças neurológicas. Todavia, é evidente que estratégias terapêuticas de modulação da microbiota (fibras dietéticas e probióticos) exercem efeitos imunomoduladores nessas doenças, como já demonstrado pelo nosso grupo de pesquisa. No entanto, é menos evidente se existe uma conexão direta entre disbiose induzida por fatores dietéticos e o aumento da resistência antimicrobiana. Assim, é nossa hipótese que a disbiose induzida por diferentes dietas ocidentais (dietas obesogênicas, ricas em lipídios e/ou dietas com baixo teor de fibras), contribuem com a seleção de bactérias RAM na microbiota do hospedeiro, e que também, essa seleção, favorece a quebra da barreira epitelial intestinal e alterações inflamatórias na mucosa intestinal que irão afetar outros sítios, como, o pulmão e o cérebro. Para isso, serão utilizados modelos experimentais murinos, incluindo animais nocautes e animais gnotobióticos, manipulações dietéticas, sequenciamento de larga escala para a caracterização dos mecanismos envolvidos no eixo intestino-pulmão-cérebro que possam atuar no processo de resistência antimicrobiana.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 20/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Ângelo Brandelli Costa

Ciências Humanas

Psicologia
  • cuidados relacionados ao hiv para homens gays e outros homens que fazem sexo com homens: uma revisão sistemática
  • A presente revisão sistemática seguirá as recomendações do PRISMA (Moher et al., 2009) e AMSTAR 2 (Shea et al, 2017) e será registrada no International Prospective Register of Systematic Reviews (PROSPERO). Os artigos incluídos deverão apresentar dados de pesquisas sobre homens gays, homens que fazem sexo com homens e cuidados relacionados ao HIV. Como proposta dessa revisão, considerou-se que os cuidados relacionados ao HIV abrangem todas as intervenções com o objetivo de prevenir, tratar ou aliviar a carga de HIV em homens gays e HSH. Isso inclui estudos focados em HIV-negativo – como profilaxia pré-exposição e profilaxia pós-exposição – testagem de HIV, assim como artigos relativos ao acesso contínuo de cuidados para HIV, acesso aos profissionais de saúde e adesão ao tratamento. Apenas artigos de pesquisas quantitativas em Inglês, Francês, Português ou Espanhol serão incluídos. Portanto os critérios de inclusão serão os seguintes: (a) ter homens gays e homens que fazem sexo com homens (HSH) como participantes; (b) Analisar, no mínimo, uma forma de cuidado relacionado ao HIV – sendo estas PEP, PrEP, TasP, testagem em HIV, barreiras ou facilitadores à assistência de cuidados de saúde e adesão à TARV; (c) ser um artigo de pesquisa quantitativa; (d) ter sido escrito em Inglês, Francês, Espanhol ou Português; e (f) Ser um artigo revisado por pares. Em contrapartida os critérios de exclusão serão os seguintes: (a) incluir métodos incompletos ou ambíguos; (b) não ser um artigo completo, ou seja, um pôster ou resumo; (c) não está disponível para download; (d) não apresentar análise de resultados diretamente relacionados a homens gays e HSH, como por exemplo, análises de programas governamentais.; e (e) não apresenta nenhum resultado exclusivamente relativo a homens gays ou HSH. Vale ressaltar que artigos relacionados ao uso de preservativo e microbicida retal não serão incluídos na pesquisa. Se selecionados, serão excluídos durante o processo de triagem. Embora estas sejam estratégias de prevenção e, portanto, possam ser consideradas cuidados relativos a HIV/AIDS, foram incluídas exclusivamente estratégias que dependem do acesso a cuidado à saúde. Todos artigos serão coletados no período de 1 mês por 3 pesquisadores treinados em revisão sistemática. Todos artigos das seguintes bases de dados serão incluídas na presente revisão sistemática: PubMed, Scopus, Global Health, Sociological Abstracts, PsycINFO, Web of Science, EBSCO, and POPLine.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/01/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Ângelo Brandelli Costa

Ciências Humanas

Psicologia
  • síntese de evidências sobre a efetividade de programas de educação em saúde sexual abrangentes em comportamentos de adolescentes com foco em equidade.
  • Em 2020, cerca da metade dos novos casos de HIV/AIDS ocorreram em jovens entre 15 e 24 anos de idade. Em função da abrangência, a educação sexual em ambiente escolar é um dos alicerces da prevenção de HIV/AIDS entre adolescentes. Em revisão sistemática, diversos autores identificaram a educação sexual abrangente com boas evidências para modificar uma serie de comportamentos entre os jovens. No entanto, mapeamento de propostas brasileiras de educação sexual para adolescentes evidenciou que a maioria das estratégias não contem evidências de eficácia e efetividade. Isso torna-se ainda mais complexo tendo em vista a diversidade sociocultural brasileira, geradoras de inequidades e barreiras para o acesso a implementação de estratégias de saúde sexual. Portanto, o objetivo geral desta proposta é definir, a partir de uma revisão sistemática programas de educação em saúde sexual abrangente, voltado à modificação de comportamento de adolescentes, com melhor custo-efetividade para implementação no contexto do sistema de saúde público brasileiro. A seguir, traduzir e disseminar conhecimento científico (por meio de policy brief) a fim de direcionar stakeholders, e as comunidades particularmente afetadas. Além disso, busca especificamente, 1) revisar as características programáticas e evidencias de efetividade das intervenções de educação sexual abrangente.2) revisar as barreiras de implementação destas intervenções, em sistemas de saúde públicos de países de baixa e média renda, com foco em equidade. E 3) caso possível, realizar metanálise, com análise de equidade, na redução de comportamento sexual de risco em adolescentes bem no reconhecimento de situações de abuso sexual. Portanto, será realizada uma síntese de evidências com diálogo de políticas, conforme passo a passo descrito na Diretriz metodológica: síntese de evidências para políticas do Ministério da Saúde. A presente síntese de evidências será baseada em uma revisão sistemática.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 03/12/2021-31/12/2022
Foto de perfil

Angelo Fraga Bernardino

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • peld habitats costeiros do espirito santo
  • Ecossistemas marinhos possuem importância econômica, ecológica e social únicas mas poucos ecossistemas costeiros em regiões tropicais e subtropicais se encontram em situações próximas ao seu estado natural. Estuários, florestas de manguezal, recifes costeiros e outros ecossistemas costeiros são amplamente alterados por atividades antrópicas resultantes do rápido crescimento populacional, da urbanização desordenada e mais recentemente, por rápidas mudanças no clima. Esta proposta do PELD Hábitats Costeiros do Espírito Santo (PELD HCES) foi iniciada em 2016 (2016-2020) e propõe continuar seu segundo ciclo de estudos de efeitos climáticos e degradação humana em ecossistemas costeiros localizados no litoral do Espírito Santo em um mosaico de áreas de proteção federal e municipal. Dados do primeiro ciclo do PELD HCES mostraram que oscilações e extremos de temperatura costeiros influenciam os processos de recrutamento e modulação das assembleias bênticas recifais. Períodos prolongados de seca, associados a El Niño em 2015-16, provocaram também drástica mudança em assembleias bênticas estuarinas, e a perda de cerca de 30% de florestas de manguezais nas UC’s do sítio PELD HCES. Esses eventos foram monitorados desde o início do PELD HCES e trouxeram enorme oportunidade para a descrição de seus efeitos na ecologia destes ecossistemas, e mostram o valor dos investimentos em redes de observação de longo prazo. Nesse sentido, o PELD HCES propõe a continuidade da investigação de questões centrais para o monitoramento climático que resultem em melhorias do manejo sustentável de recursos costeiros (Década do Oceano 2021-2030) e no aprimoramento das boas práticas para conservação da vida costeira e marinha. O PELD HCES tem procurado fortalecer as parcerias com a gestão das UC's através de participação em conselhos e fornecendo apoio aos órgãos de gestão municipais e estaduais. Além de produzir dados inéditos sobre a dinâmica do carbono e a vulnerabilidade de florestas de manguezais e recifes tropicais no Brasil frente às mudanças climáticas, os monitoramentos biológicos do PELD HCES utilizam protocolos compatíveis com os utilizados por pesquisadores da ReBentos, e com PELDs já existentes em outras regiões costeiras favorecendo comparações ecológicas latitudinais. O PELD HCES também proporciona a comparação de dados por outros grupos de pesquisa nacionais e internacionais (rede ILTER), pois vem disponibilizando seus dados brutos abertamente em repositórios de dados internacionais (GBIF, OBIS) e na plataforma brasileira do programa PELD no Sibbr (https://ipt.sibbr.gov.br/peld/). O PELD HCES continuará a investigar processos de curto e longo prazo relacionados a impactos na biodiversidade de ecossistemas costeiros, mantendo portanto sua relevância ecológica e socioambiental na região de estudo. Nesse segundo ciclo, iremos intensificar as ações socioambientais através do acesso as transformações na sociedade civil e nas relações com o Estado nos contextos de desastre e riscos ao meio ambiente, identificando as implicações desses padrões de interação para política ambiental no município de Aracruz-ES, com vistas a implementar dinâmicas de participação das comunidades tradicionais no desenvolvimento do PELD. No eixo de comunicação, iremos promover a efetiva integração de outros setores da sociedade ao longo de todo o projeto, promovendo a disseminação das informações geradas e a co-construção de novas perguntas. Esta interação apresenta produtos de impacto de curto prazo, como a disseminação dos resultados; de médio prazo, como a maior participação e reconhecimento da sociedade sobre a importância das pesquisas e uso dos resultados; e longo prazo, como a tomada de decisão em níveis institucionais e individuais que promovam o a conservação, restauração dos ambientes e ações de desenvolvimento sustentável na região do PELD HCES.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 04/01/2021-31/10/2025
Foto de perfil

Aníbal Coutinho do Rêgo

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • avaliação econômica e ambiental da mandioca e seus derivados na alimentação de ruminantes
  • A mandioca é uma cultura difundida em todo o mundo, com produtos e derivados utilizados na alimentação humana e na fabricação de diversos produtos. Além das raízes, consideradas o produto principal, outros derivados (parte aérea, folha, casca) podem ser aproveitados na alimentação animal, como diversificação uso da cultura e reduzir custos nos sistemas pecuários. Além disso, a utilização dos derivados da mandioca trás benefícios sociais e ambientais por reduzir a contaminação do solo e cursos d’água. Nesse contexto, a geração de produtos a partir da mandioca e seus derivados diversifica a renda do produtor e fortalece a cadeia produtiva de forma sustentável. Durante o período de colheita, os caules da mandioca são utilizados para propagação das plantas e as folhas e caules finos são descartados. A raiz e casca são susceptíveis à deterioração quando armazenados in natura devido ao teor elevado teor de umidade. Portanto, técnicas de conservação são necessárias quando o objetivo é a oferta desse tipo de alimento para os animais ao longo do ano. Nós hipotetizamos que os processos de conservação da mandioca e seus derivados transformam tais alimentos em ingredientes viáveis para nutrição de ruminantes. O conhecimento da composição química e do método de conservação auxiliarão no uso desses ingredientes para compor dietas de ruminantes. A utilização da mandioca e seus derivados sem a adequada conservação resulta em perdas nutricionais. Dessa forma, a geração e padronização desses produtos evidenciam que a hipótese em questão é plausível. Serão conduzidos cinco ensaios para identificar as melhores formas de conservação da folha, da casca e da raiz de mandioca, por meio da ensilagem e desidratação. Além desses, outros três ensaios serão realizados para avaliar a degradabilidade dos alimentos, consumo, digestibilidade e desempenho em ovinos.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 02/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Aniel Silva de Morais

Outra

Robótica, Mecatrônica e Automação
  • controle cooperativo de enxame de veículos aéreos não tripulados especializados no monitoramento e detecção de falhas na indústria 4.0.
  • O principal preceito da Indústria 4.0 é a inserção de novas tecnologias na indústria, focando principalmente na interconectividade entre máquinas, na otimização de processos e personalização de produtos. No entanto, quanto maior o número de equipamentos operando de forma autônoma, maior é a frequência de ocorrências de falhas. Estratégias como o uso de redes de sensores, controle de qualidade e normas rígidas de segurança, são normalmente adotadas pela indústria. Contudo, há situações que escapam ao planejamento original e necessitam de uma rápida intervenção, o que muitas vezes acaba ocorrendo de forma manual. Valendo-se dos conceitos da indústria 4.0, é proposta uma solução de monitoramento para ambientes industriais utilizando um sistema de sensoriamento cooperativo baseado em enxame de veículos aéreos não tripulados. Esta solução apresenta como diferencial a total integração ao sistema de gerenciamento e controle da planta industrial. Os drones podem ser acionados por rotinas de prevenção de riscos, detecção de perturbações na produção, ou em caso de emergências que necessitem localizar de forma rápida e segura a falha. Eles serão utilizados em situações anômalas e transitórias, na qual poderia ser necessária uma readequação total da rede de sensores ou arcar com tempo de máquinas paradas. A escolha por VANTs foi motivada pelo sucesso alcançado no campo da Agricultura 4.0, mas que ainda enfrenta resistência para aplicações indoor na indústria. Para esta aplicação mini drones são ideais por serem leves, de baixo custo e pela possibilidade de poderem trabalhar de forma distribuída e cooperativa, diminuindo o tempo de inspeção e localização da falha. Drones com captura de imagens de alta resolução serão utilizados para o mapeamento, localização e planejamento de trajetórias no ambiente dinâmico industrial. Serão ainda o foco deste trabalho o controle cooperativo, a comunicação entre agentes, a capacitação e treinamento da equipe e a integração com a indústria.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Aniela Improta Franca

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • aferindo a especificidade semântica como um componente precoce do acesso lexical no pb: um teste de acoplamento de eeg-eyetracker em adultos e crianças do fundamental
  • O acesso a uma palavra que ouvimos ou lemos, como “copo”, leva cerca de 400ms. Mas quanto tempo leva para se acessar pares combinados do tipo “copo azul” [núcleo nominal + modificador]? Errou se disse 'mais tempo'. A literatura recente de imagem por magnetoencefalógrafo (MEG) detecta que se houver especificidade semântica na combinação, surge, já aos 250ms, uma ativação cortical no lobo temporal anterior esquerdo (LATL). Além de produzir parte do acesso lexical precocemente, o LATL é contíguo a áreas de funções executivas que ajudam a planejar uma ação, por exemplo, “localizar o copo azul”. Portanto, a especificidade semântica cria um ponto de interação entre a abstração linguística e as coisas palpáveis no mundo. Reforçando esses achados, há evidências de que idosos com diagnóstico de demência semântica sofrem um “silenciamento” do LATL e passam a abusar de hiperônimos: “Pega aí aquela coisa azul”. Com a expertise de termos introduzido no Brazil a eletroencefalografia aplicada aos estudos linguísticos desde 2002, técnica correlata ao MEG, agora neste projeto, vamos acoplar ineditamente o EEG a um eyetracker, buscando encontrar, primeiro em adultos,fixações oculares e assinaturas elétricas sutilmente moduladas por diferentes níveis de especificidade semântica. Com esses resultados, objetivamos então transladar da neurociência para a educação. Relatos de educadores sugerem que alunos do fundamental em situação de vulnerabilidade são propensos ao desengajamento cognitivo e à inespecificidade semântica. Aplicaremos o teste em crianças de diferentes perfis socioeconômicos com a hipótese de que, como nos idosos, engajamento atencional e especificidade semântica têm neurofisiologia relacionada. Finalmente a partir dos dados processados, criaremos material e atividades didáticos que impulsionem a expressão linguística com especificidade, apoiando assim, o florescer de capacidades que subservem à formação da cidadania e raciocínio lógico nos alunos do ensino fundamental
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 11/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Anísio Francisco Soares

Ciências Humanas

Educação
  • iv mostra de ciência, tecnologia e inovação - inova paudalho 2022.
  • A UFRPE em parceria com a Secretaria Municipal de Educação organizou no ano de 2018 a I Mostra de Ciência, Tecnologia e Inovação do município, realizada durante a Semana Nacional da Ciência e Tecnologia – SNCT-2018, na ocasião foram apresentados 40 trabalhos científicos de escolas municipais, estaduais e privadas (contemplando todos os níveis de ensino), que passaram por uma fase de análise e aprovação. Sua realização se deu em espaço público, contando com a participação da sociedade. O evento fora divulgado nas escolas, em meios eletrônicos, banners e entre outros. O envolvimento dos estudantes na mostra foi fundamental, expondo seus trabalhos/pesquisas, suas ideias, criações e execuções. Os recursos recebidos do CNPq em 2018 foram essenciais para a realização do evento, uma vez que se desenvolveu uma estratégia de logística para suprir as necessidades das ações que ocorreram antes, durante e ao término do evento. Foram distribuídos certificados de participação, medalhas e os 3 (três) trabalhos mais bem avaliados a nível do ensino médio/técnico foram bonificados com uma bolsa de iniciação científica júnior, para que os estudantes dessem continuidade as pesquisas que estavam desenvolvendo com os seus professores orientadores. Em 2019 foi realizada a II edição da de Ciência, Tecnologia e Inovação - INOVA PAUDALHO, no entanto como não houve financiamento do CNPq, houve uma dificuldade a mais por ter havido bolsas de ICJ como premiação, no entanto foram apresentados 52 trabalhos. Para o ano de 2021, a organização do evento está nos preparativos finais para a chamada de submissão dos resumos da III edição da Mostra de Ciência, Tecnologia e Inovação - INOVA PAUDALHO, mais uma vez, neste ano de 2021 também não houve financiamento do CNPq, o INOVA PAUDALHO será realizado através da parceria da UFRPE com o município de Paudalho e será realizada durante a SNCT.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 23/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Anissa Daliry

Ciências da Saúde

Medicina
  • validação de um novo dispositivo diagnóstico portátil (micro espectrômetro) para utilização na determinação do grau de esteatose hepática em tempo real em fígados disponibilizados para transplante.
  • A decisão sobre a disponibilização ou não de um fígado para transplante, muitas vezes recai sobre o cirurgião e sua equipe, que, de forma rápida, realiza uma análise macroscópica do órgão e acessa os dados dos prontuários do indivíduo que veio à óbito para inferir sobre possíveis complicações no transplante associados ao estado de saúde do doador. Em muitos casos não há infraestrutura disponível ou tempo suficiente para coleta e análise de uma biópsia hepática por profissionais experientes. Uma das principais questões em relação à decisão sobre o uso ou não de um órgão está na quantificação da esteatose, considerada um fator de risco para a escolha do enxerto e na cirurgia de transplante. A esteatose leve (<30%) causa pouco ou nenhuma lesão no enxerto/rejeição, enquanto que a esteatose moderada (30–60%) ou alta (>60%) está associada à grande risco de disfunção primária do enxerto. Nesse cenário, nosso estudo propõe validar e desenvolver um dispositivo capaz de assessorar os cirurgiões e sua equipe no diagnóstico pré-operatório da esteatose no fígado de doadores, utilizando a tecnologia de espectroscopia de infravermelho, em um aparelho miniaturizado, que fará a leitura e quantificação de esteatose de forma não invasiva e em tempo real. Apesar de aparelhos miniaturizados apresentarem um uso fácil e intuitivo, a acurácia do método deve ser determinada por estudos clínicos amplos e confiáveis. Esse fator justifica a realização do estudo, visto que se objetiva avaliar a acurácia do micro espectrômetro em determinar o grau de esteatose hepática para propor a sua utilização em clínicas e hospitais não só no Brasil, como no mundo. Para isso, no presente estudo clínico randomizado para validação de dispositivo médico teremos como primeiro objetivo realizar o escaneamento de 140 amostras de fígado humano de indivíduos que vieram ao óbito, em triplicata, e para calibração do aparelho, as leituras serão relacionadas ao grau de esteatose determinadas pelo padrão ouro na determinação de esteatose, que é a biópsia hepática. A biópsia hepática é um procedimento padrão no fluxograma de transplante dos hospitais em que este estudo será conduzido, de forma que, nós não faremos uma nova coleta para o estudo, e sim, nos beneficiaremos da coleta já realizada pela equipe especializada dos hospitais que captam ou realizam o transplante. Em posse da biópsia, conduziremos análises histológicas e ao relacionar com as leituras do micro espectrômetros, será possível construir o modelo de detecção molecular de predição de grau de esteatose hepática. Para a realização do segundo objetivo, etapa de validação, será feita a calibração do aparelho a partir das adaptações propostas e será feito o escaneamento de 60 amostras de fígado humano para testagem do modelo. Além disso, serão feitos ensaios de correlação para avaliação da correspondência dos dados fornecidos pelo micro espectrômetro e pela histologia, determinando a acuraria, sensibilidade e reprodutibilidade do método diagnóstico. A validação do método proposto no presente projeto pode dar origem a um dispositivo médico de baixo custo, não invasivo, e de grande e importante aplicabilidade médica, assessorando a decisão da equipe de cirurgiões na disponibilização de órgãos para transplante e no tamanho da cirurgia de ressecção hepática, assim como beneficiar inúmeros estudos pré-clínicos/experimentais relacionados ao entendimento do impacto da esteatose no transplante hepático, e validação de novas abordagens terapêuticas para obesidade, e doenças hepáticas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 14/12/2020-30/06/2023
Foto de perfil

Anita Guazzelli Bernardes

Ciências Humanas

Psicologia
  • corpos invisíveis e colonialidades: análise de políticas sociais e os processos de inclusão e exclusão sociais
  • Esta pesquisa foi formulada a partir da perspectiva de aprofundamento da produção desenvolvida no campo das políticas sociais, sobretudo as de saúde e assistência social, e tem como temática de estudo a articulação entre corpos invisíveis, formas de inclusão/exclusão sociais e colonialidade. A questão de pesquisa –“como corpos tornam-se invisíveis nas políticas sociais”– implica uma reflexão em que os corpos são focos de diferentes formas de governo da vida que constituem os processos de colonialidade em nossa atualidade. A colonialidade, assim, forjaria também os marcadores identitários tanto quanto os marcadores de invisibilidade de corpos. Esses marcadores operam uma política de inclusão/exclusão de corpos. A questão de “como corpos tornam-se invisíveis” refere-se não apenas a vidas deixadas para morrer, mas especialmente a vidas matáveis, portanto, não passíveis de luto e lutas. A investigação torna-se relevante, pois permite compreender como são engendradas certas estratégias de governo que investem em políticas não só de exclusão social, mas em políticas de morte, de vidas matáveis. Essas vidas são matáveis justamente pelas distintas tecnologias que focalizam corpos e ao mesmo tempo os invisibilizam. O objetivo geral do projeto é “problematizar as articulações entre corpos invisíveis e colonialidade, a partir da análise de políticas sociais, no que se refere aos processos de inclusão e exclusão sociais”. Por fim, os objetivos específicos: aprofundar os estudos das formas de colonialidade no Sul Global para refletir sobre os arranjos produzidos na contemporaneidade pelas políticas sociais; mapear condições de inclusão e exclusão social a partir de diferentes estratégias de investimento nos corpos; rastrear corpos invisíveis no âmbito das políticas sociais; correlacionar corpos invisíveis com estratégias políticas de produção de vida e de morte; articular políticas de vida e de morte com as formas de colonialidade.
  • Universidade Católica Dom Bosco - MS - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Anna Cecília Queiroz de Medeiros

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • cuidar: qualificando o cuidado integral em doenças crônicas não transmissíveis no agreste potiguar
  • As Doenças Crônicas Não-Transmissíveis (DCNT) são um grande problema de saúde pública na atualidade, figurando entre as principais preocupações nas agendas públicas e na organização do serviço do Sistema Único de Saúde. Nesse sentido, a V URSAP vive um momento único, no qual tenta estrutura sua rede de cuidado, para melhor enfrentar esta questão. Diante disto, o presente projeto pretende articular atividades de ensino, pesquisa e extensão com os 21 municípios das regiões do Trairi e Potengi potiguar, visando a organização e qualificação do cuidado e prevenção das doenças crônicas não transmissíveis (diabetes, hipertensão arterial sistêmica e obesidade). Estruturado em quatro etapas, a primeira fase do projeto prevê a realização de um diagnóstico da organização dos serviços e qualidade do cuidado à população com Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), a fim de identificar as necessidades de aperfeiçoamento e lacunas referentes ao processo de trabalho. Na segunda etapa, serão planejados e executados processos formativos nesta temática, com profissionais e gestores, pautados nos protocolos e guias do Ministério da Saúde e contextualizados às necessidades e peculiaridades identificadas na etapa de diagnóstico. Na terceira etapa será realizada a avaliação do impacto e a efetividade das atividades de formação no processo de trabalho das equipes e organização dos serviços de atenção primária dos municípios participantes, em relação ao cuidado às pessoas com DCNT e a fatores de risco evitáveis. Finalmente, a quarta etapa do processo, que permeará as demais etapas, consistirá na condução de atividades de divulgação e popularização do conhecimento sobre os fatores de risco para DCNT, para diversos públicos, em articulação com universidades, conselhos de saúde, governo e sociedade civil.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 22/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Anna Eliza Maciel de Faria Mota Oliveira

Outra

Biomedicina
  • avaliação in vitro e in vivo da associação, em sistemas nanoestruturados, do oleorresina de sucupira e doxorrubicina para o tratamento de tumores
  • O câncer é um problema de saúde pública mundial. No Brasil é previsto que a alta incidência seja acompanhada pelo aumento da taxa de mortalidade destacando a necessidade de estratégias eficazes para o tratamento. Os agentes quimioterápicos atuais têm como mecanismos de ação o bloqueio de vias moleculares envolvidas na promoção e crescimento tumoral. No entanto, o que tem sido observado é que o microambiente tumoral desempenha papel importante não apenas no crescimento e desenvolvimento do tumor, como também influenciando a eficácia terapêutica. Sendo assim, o que propomos é melhorar a resposta terapêutica através do desenvolvimento de novas opções de tratamento por meio da desestabilização do microambiente tumoral, como a inibição de mediadores químicos voltados para progressão do tumor. Estudos prévios mostram que fármacos anti-inflamatórios são capazes de modular o microambiente tumoral ao inibir a inflamação associada ao tumor. Este efeito pode ocorrer através da supressão do estresse oxidativo e síntese de espécies reativas de oxigênio, inibindo danos ao DNA. Também são capazes de regular microambiente aumentando a vigilância imunológica, a resposta de linfócitos T e inibindo citocinas pró-inflamatórias. A combinação de um produto vegetal, como o óleo obtido dos frutos de Pterodon emarginatus, com doxorrubicina em sistemas nanoestruturados visaria, portanto, aumentar a eficácia terapêutica, uma vez que o mesmo é rico em substâncias que podem atuar por mecanismos anti-inflamatórios diferentes modulando o microambiente tumoral e progressão da doença. Além disso, compostos sesquiterpenos presentes na fração volátil do óleo mostram capacidade de aumentar a sensibilidade de células tumorais à fármacos quimioterápicos, o que promoveria quimiossensibização à doxorrubicina. O desenvolvimento de nanocarreadores contendo óleo de P. emarginatus e doxorrubicina poderia ser uma alternativa interessante para aumentar as chances de sucesso terapêutico no câncer.
  • Universidade Federal do Amapá - AP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Anna Paula da Silva

Ciências Sociais Aplicadas

Museologia
  • protocolos de musealização de ações performáticas em museus públicos de arte
  • O projeto visa à produção de protocolos para musealização de obras/ações performáticas em museus de arte públicos brasileiros, a partir do mapeamento das práticas que orientam políticas aquisitivas, do histórico de musealização e de práticas existentes de preservação de ações performáticas nessas instituições. À vista do caráter instável das obras de arte da performance e dos desafios de sua musealização, sobretudo para políticas de aquisição dos museus, a proposta busca oferecer instrumentos às instituições e apresenta a viabilidade de musealização dessa linguagem. Tais protocolos serão constituídos por meio do desenvolvimento de guias práticos depositados em repositório digital. Para tanto, buscamos ofertar orientações para: [1] identificação da obra (documentação); [2] plano de conservação; [3] plano de ativação (contrato e questões jurídicas), quando for o caso; [4] histórico das ativações, quando for o caso. Pesquisas anteriores realizadas pelos membros do Grupo de Pesquisa Musealização da Arte justificam a necessidade de abordar o problema para musealização dessas obras/ações diante das limitações de recursos das instituições. Assim, diante do contexto brasileiro, investigaremos estratégias de criação de protocolos específicos para a musealização e arquivamento de práticas performáticas a partir de pesquisas de experiências brasileiras e estrangeiras. Ainda, em pesquisas prévias do grupo constatam-se a chave de análise da performance a partir da noção de efemeridade; das dificuldades de acordos para ativação das obras nos museus; e dos desafios de adequação dos processos de preservação à linguagem. Para a execução do projeto, serão realizados revisão de literatura sobre práticas de preservação; entrevistas com especialistas; seminários temáticos para debater processos de arquivamento, legislação pertinente (direito autoral e patrimonial) e políticas de aquisição; visitas técnicas a acervos; e criação de protocolos consultivos de preservação.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 25/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Anna Paula Uziel

Ciências Humanas

Psicologia
  • inseminação caseira e gestação de substituição: desafios para os estudos de família e parentesco
  • A reprodução assistida no Brasil tem sido cada vez mais uma alternativa para mulheres que optam por se dedicar à carreira, retardando a maternidade; por casais de gays e de lésbicas que escolhem ter um laço genético e/ou sanguíneo com a criança ou ainda por pessoas com alguma dificuldade com reprodução. Soma-se a isso uma mudança significativa no quadro das crianças disponíveis para adoção, com um número muito reduzido de bebês. Embora não haja legislação sobre reprodução assistida no Brasil, a prática é regida por resoluções do Conselho Federal de Medicina (CFM), sendo a última e vigente a 2.294/2021. As duas práticas sobre as quais nos dedicaremos são a doação temporária de útero (gestação de substituição), possibilidade de geração de filhos através de uma mulher da família, parente até o 4o grau, que possa gestar a criança com genes da pessoa ou do casal interessado em se tornar pai/mãe, ou com genes heterólogos, caso haja algura dificuldade ou impossibilidade. A outra modalidade é a inseminação caseira, que consiste na doação voluntária de semên por um doador, o qual é imediatamente utilizado pela mulher, geralmente durante seu período fértil, visando engravidar. Ainda que não seja ilegal, este tipo de reprodução assistida é realizado fora das regulações oficiais biomédicas e jurídicas e vem sendo considerada como uma possibilidade tanto para mulheres com projeto solo, quanto para casais heterossexuais, nos quais o homem possui problemas de infertilidade, ou ainda para casais de mulheres que desejam experimentar a gestação de filhos/as. Desta forma, este projeto tem como objetivo central a análise dos sentidos de origem e filiação produzidos junto às famílias constituídas a partir do uso dessas tecnologias de reprodução assistida. Trabalhando com cartografia e etnografia como metodologias, pretende-se realizar entrevistas com pessoas que optaram por estas tecnologias, bem como decisões judiciais e práticas de resolução de conflitos que possam surgir.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Anne Marie Pessis

Ciências Humanas

Arqueologia
  • instituto nacional de arqueologia, paleontologia e ambiente do semi-árido do nordeste do brasil
  • O Instituto Nacional de Arqueologia, Paleontologia e Ambiente do Semiárido (Inapas - INCT) é uma rede de pesquisa formada por quatro instituições (FUMDHAM, UFPE, FIOCRUZ e URCA) que desenvolve pesquisas nas áreas disciplinares de arqueologia, paleoambiente, paleoparasitologia e paleontologia no semiárido do Nordeste do Brasil. Essa rede tem como objetivo caracterizar e definir cronologicamente a ocupação pré-histórica da região Nordeste do Brasil e seu contexto paleoambiental, visando à integração e inovação das metodologias da pesquisa arqueológica paleoambientais no país. Devido ao seu amplo espectro interdisciplinar de pesquisas, as instituições que participam da rede atuam em diversas etapas da cadeia de inovação. As pesquisas fundamentais do Inapas em arqueologia, paleontologia e ambiente aportam contribuições na geração de conhecimentos para aplicação tecnológica, na conservação do patrimônio cultural e ambiental e ainda, na gestão de recursos naturais e culturais, em transformação com as mudanças climáticas em ambientes semiáridos, cujos temas demandam a criação e utilização de novos métodos e tecnologias. As principais linhas de pesquisa do Inapas, desenvolvidas no semiárido nordestino, são: Povoamento pré-histórico; Paleoparasitologia, ecologia e emergência de infecções parasitárias; Análise gráfica tridimensional dos registros rupestres; Paleoambiente do Quaternário; Paleontologia do Quaternário e das bacias sedimentares e Metrologia arqueológica e patrimonial. A pesquisa desenvolvida pelo Inapas trata de temas relevantes para a ciência brasileira e mundial, entre eles: a origem do homem americano, mudanças paleoclimáticas e seus reflexos sobre a vida e a saúde, fluxos migratórios das primeiras populações humanas da região, paleontologia e metrologia arqueológica patrimonial. A rede consolida pesquisas em curso de instituições parceiras há mais de duas décadas. A sede do Inapas permanecerá na Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM), entidade científica há mais de três décadas responsável pelas pesquisas arqueológicas e pela gestão do Parque Nacional Serra da Capivara, Patrimônio Mundial Cultural da Unesco. A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), por meio dos Departamentos de Arqueologia, Energia Nuclear, Ciências Geográficas e Engenharia de Minas forma um núcleo consolidado de pesquisas interdisciplinares e ensino atuando na região Nordeste. A Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ-RJ), com a participação da Escola Nacional de Saúde Pública pesquisa há trinta anos os parasitos encontrados em material arqueológico, contribuindo para a formação da Paleoparasitologia e das condições de saúde na pré-história e seus reflexos no presente e futuro. A Universidade Regional do Cariri (URCA), por meio do Laboratório de Paleontologia, integra pesquisas em taxonomia e mapeamento paleontológico das bacias sedimentares do semiárido brasileiro. Essas quatro instituições, com laboratórios e grupos de pesquisa envolvidos, partilham um mesmo objetivo, integrando aportes inovadores que permitem a integração regional dos dados e conta ainda com a parceria de grupos de pesquisas de outras renomadas instituições. Além da pesquisa formal, as relações interinstitucionais contribuem para a formação de recursos humanos e de divulgação e difusão científica.
  • Fundação Museu do Homem Americano - PI - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Anne Rapp Py-Daniel

Ciências Humanas

Arqueologia
  • memórias de vidas que brotam da terra: permanências e resistências nos quilombos do paranã do maicá sob o olhar da arqueologia e da história
  • Os quilombos do município de Santarém, estado do Pará, são territórios guardiões de memórias da construção e resistência das populações afro-amazônicas, mas sofrem por terem suas origens intencionalmente invisibilizadas na história oficial local. Mesmo a região Amazônica tendo sido objeto de estudo de uma centena de pesquisas arqueológicas, pouquíssimos trabalhos se dedicaram a estudar a formação, história e resistência das comunidades quilombolas. Central à problemática desta pesquisa é entender, a partir de distintas perspectivas, o processo de surgimento dos quilombos coadunado com a história de transformação das paisagens regionais, elas mesmas manejadas por diferentes ocupantes ao longo de mais de 8 mil anos. A área escolhida para o desenvolvimento do nosso estudo se encontra às margens do Paranã do Maicá (comunidades de Murumurutuba, Bom Jardim, Murumuru, Tiningu e Patos do Ituqui). A localização dessas comunidades facilita a acessibilidade e conectividade com diversas regiões e povos, pois, possui forte predominância de áreas alagáveis, com seus diversos meios pesqueiros, mas ao mesmo tempo já se encontra em um território de transição para o Planalto Santareno, que remete a práticas agrícolas e de manejo florestal, todo esse contexto aludindo a relações humanos-ambientes muito diversificadas. Os trabalhos a serem desenvolvidos seguirão procedimentos metodológicos iniciados em Murumurutuba, através de outros projetos que integravam Arqueologia, Ecologia Histórica e História Oral, mas se abrindo de maneira mais marcada para a História como um todo e os estudos voltados para reconstrução da paisagem. Este conjunto de abordagens visa contribuir com o entendimento da história da região, suas comunidades e suas escolhas socioculturais.
  • Universidade Federal do Oeste do Pará - PA - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Annelise Kopp Alves

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • filmes finos nanoestruturados para aumento da eficiência de painéis solares fotovoltaicos através de foto-conversão ascendente (up-conversion)
  • Os painéis solares mais comuns são baseados na tecnologia de silício. Há, porém, duas dificuldades principais que ainda limitam sua popularidade: custo e baixa eficiência. Considerando o valor médio de conversão de luz solar para energia de um painel solar de silício, 15%, há um nicho de tecnologia a ser desenvolvido para tornar os painéis solares existentes mais eficientes e, assim, mais acessíveis. Os painéis solares são construídos com materiais capazes de capturar a luz UV e a luz visível do sol (cerca de 50% da luz que atinge a superfície da Terra), através de um processo de excitação eletrônica. A energia produzida pelo painel solar pode ser perdida devido à recombinação de elétrons, maus contatos, reflexo da luz incidente, calor, entre outros fatores que afetam a eficiência de uma célula solar. O comprimento de onda infravermelho (IV) que representa cerca de 50% da luz solar na superfície da Terra, não é usado para produzir energia nesses sistemas. De fato, essa radiação térmica prejudica severamente a função dos painéis solares. É possível coletar os comprimentos de onda IV em um painel solar comercial existente para melhorar sua eficiência e, para demonstrar esta possibilidade, este projeto de pesquisa é proposto. A ideia do projeto é aumentar a eficiência de painéis solares comerciais usando um revestimento transparente, não reflexivo, feito de um material que é capaz de absorver parte da luz infravermelha e transformá-la em luz UV ou visível (conversão ascendente ou up-conversion) que os materiais existentes de um painel solar podem então transformar em energia. Propõe-se, então, a aplicação de filmes finos de forsterita, um óxido transparente e não reflexivo, dopado com terras raras e nióbio e/ou nanotubos de carbono ou grafeno em painéis solares comerciais para melhorar sua eficiência; abordando questões como reflexão e absorção IV, usando um espectro mais amplo da luz do sol, bem como reabastecendo as camadas internas do painel solar com radiação útil.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Anselmo Frizera Neto

Engenharias

Engenharia Biomédica
  • estratégias de reabilitação baseadas em robótica em nuvem, realidade virtual e têxteis inteligentes
  • O aprimoramento de terapias de reabilitação de marcha passa pela integração de tecnologias que permitam a exploração segura das capacidades residuais de locomoção dos pacientes e o monitoramento de parâmetros biomecânicos que indiquem a resposta do paciente à terapia. Este Projeto tem como objetivo desenvolver estratégias de reabilitação que combinem etapas de treinamento em esteira e em solo com o uso de dispositivos robóticos de reabilitação, realidade virtual, têxteis inteligentes e computação em nuvem. Dispositivos robóticos de reabilitação vem sendo usados para oferecer suporte físico ao paciente, ao mesmo tempo que possibilitam a navegação segura e a interação em nível cognitivo, promovendo a recuperação motora. A integração com a realidade virtual possibilita manipular também as condições de treinamento para emular situações cotidianas, mitigando a fadiga nas sessões de reabilitação e aumentando a motivação. Outro ponto fundamental no processo de reabilitação é o acompanhamento do estado do paciente ao longo das sessões. Os próprios sensores utilizados para a interação humano-robô podem ser usados para tal fim. Não obstante, a utilização de sensores vestíveis e têxteis inteligentes para monitorar parâmetros fisiológicos e biomecânicos do paciente podem oferecer informações complementares importantes no processo de recuperação. Todas essas tecnologias têm seu potencial aumentado mediante a utilização de algoritmos de aprendizado em máquina hospedados em nuvem para gerar relatórios ao terapeuta com o histórico de evolução do paciente. Dada a grande quantidade de dados coletados, a nuvem também permite o processamento a fim de se identificar parâmetros ótimos de controle no sistema, personalizando a terapia de acordo com as necessidades de cada usuário. Dessa forma, este Projeto de Pesquisa irá promover novas estratégias para terapias avançadas de reabilitação de marcha, visando impacto direto na qualidade de vida de pacientes com mobilidade reduzida.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Anselmo Ramalho Pitombeira Neto

Engenharias

Engenharia de Produção
  • processos de decisão markovianos e semimarkovianos com aplicações em logística e transportes
  • Processos de tomada de decisão sequenciais são comuns no cotidiano das pessoas e instituições. A principal característica desses processos é a incerteza quanto ao futuro. A representação matemática da incerteza pode ser realizada por meio da teoria de processos de decisão markovianos e semimarkovianos. Este projeto aborda a modelagem de problemas de decisão sequenciais estocásticos nas áreas de logística e transportes. Em particular, serão abordados problemas relacionados à alocação dinâmica de veículos e previsão de trajetória de veículos em ambientes urbanos, nos quais um ou múltiplos agentes inteligentes precisam decidir ao longo do tempo quais veículos alocar a chamados que chegam estocasticamente, de forma a maximizar uma função de desempenho. A alocação dinâmica de veículos ocorre na gestão de frotas em empresas de entrega de mercadorias; em sistemas de viagens por aplicativos; e em sistemas de atendimento de emergência com uso de ambulâncias. Soluções ineficientes implicam em maior tráfego e emissão de poluentes nas cidades, altos custos de operação, e maior número de óbitos no caso de sistemas de atendimento de emergência. Este projeto tem por objetivo pesquisar e desenvolver soluções mais eficientes para esses problemas por meio da modelagem por processos de decisão markovianos e semimarkovianos, os quais serão resolvidos por meio de algoritmos de programação dinâmica aproximada e aprendizado por reforço. Os processos de decisão markovianos têm apresentado resultados promissores na área de inteligência artificial, por exemplo: na criação de agentes capazes de jogar jogos de tabuleiro tão bem ou até melhor que seres humanos; na movimentação de robôs e aeronaves; em carros autônomos; e em sistemas de controle de tráfego de veículos. Os modelos matemáticos serão testados por meio de experimentos computacionais e comparados com abordagens heurísticas usadas como solução prática em problemas reais e com abordagens propostas na literatura.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Antônio André Cunha Callado

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • especificidades das relações interorganizacionais entre parceiros de negócios e suas relações com práticas de mensuração de desempenho
  • Espera-se que a integração entre os parceiros de negócios de uma cadeia de suprimentos melhore a satisfação do cliente, o desempenho e a competitividade das empresas individuais envolvidas nos negócios em andamento. No entanto, pouco parece ser conhecido sobre o papel específico desempenhado por empresas individuais em tais mecanismos de coordenação de cadeias de suprimento em relação à identificação das características desejáveis de um sistema de medição de desempenho tem sido uma meta para acadêmicos e profissionais. Mensuração de desempenho no contexto de cadeias de suprimento deveria considerar os diversos aspectos das operações realizadas, e o conjunto de indicadores de desempenho utilizados deveria abordar o desempenho organizacional com base na natureza das organizações, bem como de suas relações. O objetivo geral desta pesquisa é investigar em que medida os aspectos relativos às relações interorganizacionais entre parceiros de negócios estão associados a procedimentos gerenciais referentes à mensuração de desempenho. Para a operacionalização desta pesquisa exploratória, será considerado um survey com abordagem de análise quantitativa. A contribuição desta pesquisa se evidenciar em função da escassez de pesquisas realizadas até o momento sobre os sistemas de medição de desempenho no contexto de cadeias de suprimento multicamadas ou muitos para muitos e os efeitos das relações entre os participantes atuam nesses sistemas, fazendo-se necessário o desenvolvimento de uma abordagem sistêmica de mensuração do desempenho de cadeias de suprimento que vá além das fronteiras das empresas individuais que as compõem e considere as relações interorganizacionais existentes.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 11/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Antonio Azevedo da Costa

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • spintrônica e nanomagnetismo
  • A spintrônica, ao contrário da eletrônica convencional, onde apenas a carga do elétron é usada, explora o momento angular de spin dos elétrons para armazenar, codificar, acessar, processar e/ou transmitir informações. As descobertas seminais da área de spintrônica ocorreram no final do século XX e logo foram incorporadas em dispositivos de armazenamento de dados. O nanomagnetismo trata de fenômenos específicos no regime de tamanhos submicrométricos e lida com problemas científicos que podem ser colocadas de maneira resumida como, (i) sintetizar, (ii) explorar e (iii) desenvolver materiais com propriedades magnéticas não usuais. Dentre estes materiais destacamos as nanoestruturas obtidas por técnicas “bottom-up” e “top-down” com propriedades otimizadas para conversão mútua spin-carga e desenvolvimento de dispositivos spintrônicos. Neste estágio, é fundamental determinar a relação entre as propriedades estruturais e magnéticas, tendo em vista que defeitos, segregação e contornos de grãos influenciam profundamente as propriedades e funcionalidades dos nano-dispositivos. Destacamos o interesse em investigar materiais óxidos funcionais, materiais com intensa interação spin-órbita, materiais 2D, materiais quânticos, materiais magneto-elétricos, entre outros. Para que o projeto tenha sucesso, são necessárias condições adequadas de capital humano, de equipamentos e técnicas específicas. Neste caso, temos uma equipe formada por nove pesquisadores experientes, de quatro instituições diferentes, que interagem cientificamente há muitos anos, como mostram os artigos científicos publicados em coautoria. Além do caráter complementar da equipe, destacamos o elenco de técnicas de fabricação e caracterização de nanomateriais, bem como técnicas de caracterização de propriedades magnéticas. A metodologia a ser utilizada envolve a interação já estabelecida entre os membros da equipe, incluindo cooperação com estudantes através de coorientações de teses e dissertações de mestrado.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Antonio Carlos Andrade Ribeiro

Ciências Humanas

Sociologia
  • ação social e significação no enfretamento dos riscos à inovação no setor público.
  • Estudos sobre inovação no setor público tem se dedicado a análise dos elementos que antecedem a gênese de inovações. As pesquisas investigam o perfil dos agentes inovadores e as variáveis contextuais que favorecem ou constrangem a agência inovadora. Esta proposta de pesquisa avança ao analisar a ação cotidiana de agentes inovadores e seus apoiadores no enfrentamento dos riscos às inovações por eles patrocinadas. Aqui, riscos são consideradas práticas conducentes à execução de ideias alternativas à inovação implementada ou ao retorno à velhas formas de fazer. A investigação sobre as formas de enfrentamentos dos riscos às inovações no setor público é relevante para compreendermos o alcance de processos de inovação no longo prazo, para além dos fatores que contribuem para a gênese de inovações. Nossa proposta de pesquisa destaca o seguinte problema central: como agentes inovadores e seus apoiadores dentro de organizações públicas defendem cotidianamente as inovações que promovem? Nossa hipótese de trabalho sustenta que os agentes inovadores e seus apoiadores ressignificam suas inovações a partir de explicações pós-implementação que justificam a sobrevivência das inovações contra os riscos que a ameaçam. Garfikel (2018) apresenta vários casos que mostram como os atores sociais em situações cotidianas justificam suas escolhas de modo a legitimá-las retrospectivamente. A plausibilidade de nossa hipótese resiste nesta constatação, restando investigar os métodos utilizados pelos agentes inovadores no enfrentamento de riscos às inovações no setor público. Serão realizadas entrevistas semiestruturadas com servidores de Minas Gerais e Mato Grosso que: 1) atuaram como agentes inovadores; e 2) forem citados como apoiadores importantes para a sobrevivência da inovação. Será realizada etnografia virtual para observar e descrever as relações dos agentes nas mídias digitais a fim de mensurar o impacto das interações virtuais no processo de ressignificação das narrativas inovadoras.
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 23/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Antonio Carlos Campos de Carvalho

Ciências da Saúde

Medicina
  • instituto nacional de ciência e tecnologia em medicina regenerativa
  • A importância crescente da Medicina Regenerativa está relacionada às modificações demográficas e sociais do mundo atual. O aumento progressivo da idade média das populações gera a necessidade de garantir, cada vez mais, uma qualidade de vida compatível com um custo e uma carga social aceitáveis. Estima-se que o número de pessoas na terceira idade (65-85 anos) triplicará nos próximos 50 anos, e o número de habitantes com mais de 85 anos será multiplicado por seis no mesmo período. Por causa, principalmente, das doenças degenerativas, o segundo desses dois grupos consome vinte vezes mais recursos de assistência médica e duas vezes mais de internações hospitalares do que o primeiro. Por outro lado, as populações jovens, vivendo em regiões de alta densidade populacional, estão mais expostas a lesões traumáticas. Embora numericamente menos significativas, essas lesões tem um altíssimo custo social, gerando, frequentemente, pessoas jovens debilitadas ou permanentemente incapacitadas para uma vida normal e produtiva. Em populações urbanas do Brasil, as lesões traumáticas são a primeira causa tanto da internação hospitalar quanto da morte na segunda e terceira décadas da vida dos jovens. Tanto as doenças degenerativas como as lesões traumáticas exigem terapias que possam preservar, melhorar, e/ou restaurar as funções teciduais. Contrastando com a produção de fármacos, antibióticos ou vacinas, que podem ser usados indistintamente por um grande número de pessoas, a Medicina Regenerativa tende a ser individualizada, dirigida, especificamente, a cada paciente. A proposta de um Instituto Nacional de Ciência, Tecnologia Inovação e Desenvolvimento em Medicina Regenerativa (INCT- REGENERA) se enquadra na área da Saúde, como proposta de demanda induzida, tendo, como objetivo, articular, organizar e consolidar as competências existentes no País em células-tronco, terapias celulares e bioengenharia tecidual. As aplicações da Medicina Regenerativa dependem ainda do desenvolvimento de conhecimentos básicos e pré-clínicos que demandam um trabalho multidisciplinar de equipes, as quais, integradas, reunem cientistas com formações distintas. O INCT de Medicina Regenerativa objetiva organizar uma rede de pesquisa em células-tronco, terapias celulares e bioengenharia tecidual abordando diferentes doenças de alta prevalência, morbidade e mortalidade na nossa população, garantindo a transferência dos conhecimentos gerados e das tecnologias desenvolvidas para a assistência médica, potencializando e viabilizando seu uso em todos os Estados da nação. Iremos contribuir para a formação científica qualificada de pessoal em Medicina Regenerativa, e promover a divulgação das potencialidades e limitações da Medicina Regenerativa para a Sociedade, contribuindo, de forma efetiva, para seu uso racional e seguro. Através desses mecanismos, queremos aumentar a qualidade de vida dos pacientes, bem como reduzir a morbidade e mortalidade destas doenças e minorar os custos no Sistema Único de Saúde (SUS). INCT-REGENERA objetiva desenvolver diferentes estratégias na área de Medicina Regenerativa para os seguintes sistemas: cardiovascular, nervoso, respiratório, renal, digestório, endócrino, locomotor e tegumentar através de estudos básicos, pré-clínicos e clínicos. Para tal, objetiva-se desenvolver modelos in vitro e modelos animais, de doenças que afetam seres humanos, e testar a segurança e eficácia das terapias regenerativas com diferentes tipos de células e matrizes nestes modelos, estudando seus mecanismos de ação através do uso de métodos ômicos. A partir dos resultados obtidos nestes estudos serão desenhados estudos clínicos. Inclui-se nesta proposta, como empresas participantes, os seguintes hospitais: São Rafael (Bahia), UNIMED-Rio, Albert Einstein (São Paulo) que fornecerão sua infra-estrutura para estudos clínicos, assim como a empresa CELLMED (Porto Alegre) que fornecerá sua infra-estrutura para teste de terapias regenerativas em animais espontaneamente lesados. Além disso, teremos a participação do Instituto Nacional de Cardiologia (INC), vinculado ao Ministério da Saúde. Vale ressaltar que todos os estudos terão a participação presencial de umcorpo clínico qualificado para conduzir ensaios clínicos de segurança, exequibilidade e, posteriormente, eficácia das terapias regenerativas em doenças para as quais não existe ainda terapêutica adequada. O INCT-REGENERA conta com a participação de Centros de Terapia Celular (CTCs) dentre os quais podemos citar o da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, o da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, o da Universidade de São Paulo, o do Instituto Nacional de Cardiologia e o do Hospital São Rafael em Salvador. Os CTCs da PUC-PR e do São Rafael, certificados pela ANVISA, já estão preparados para fornecer células em condições de boas práticas de manufatura (GMP) para os estudos propostos e os outros estão em fase de conclusão e/ou credenciamento. O INCT-REGENERA está apto a viabilizar, o mais precocemente possível, os estudos básicos, pré-clínicos e clínicos, pois a equipe proponente inclui especialistas, líderes dos grupos de pesquisa associados, que atuam, já há algum tempo, nesta área. No ambiente da inovação, o INCT- REGENERA tem como propósito desenvolver técnicas de Bioengenharia visando ao desenvolvimento de órgãos que possam, no futuro próximo, ser transplantados. Outra responsabilidade do novo INCT-REGENERA será a organização de cursos de treinamento em terapias celulares e cursos de boas práticas em laboratório (BPL) e de manufatura (BPM). Caberá ainda ao INTC-REGENERA desenvolver um banco de dados em parceria com o Instituto Virtual de Células-Tronco (www.ivct.org) contendo informações sobre a biologia básica e o potencial terapêutico de células-tronco além de dados sobre as linhagens disponíveis para a comunidade científica e médica do Brasil.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Antonio Carlos Campos de Carvalho

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • avaliação do efeito terapêutico das vesículas extracelulares derivadas de ips e de cardiomiócitos derivados de ips em modelo de cardiomiopatia induzida por doxorrubicina
  • Instruções de Preenchimento: Resumo breve em língua portuguesa, contendo no máximo 2.000 caracteres com espaços, devendo explicar de forma clara e concisa: (a) o problema de saúde a ser resolvido; (b) o objetivo da pesquisa; (c) como a pesquisa irá resolver o problema de saúde; (d) o caráter inovador da pesquisa; e (e) a relevância da pesquisa para o Sistema Único de Saúde (SUS). Recomenda-se não incluir nenhuma informação confidencial e que se evite o uso de fórmulas e outros caracteres especiais. As antraciclinas representam uma classe de quimioterápicos largamente utilizada no tratamento de neoplasias de tumores sólidos e hematológicos. Sua eficácia terapêutica aumentou o tempo de vida livre de doença nos pacientes tratados, entretanto elas apresentam um efeito cardiotóxico em alguns pacientes. Dentre as antraciclinas, a doxorrubicina é o quimioterápico de escolha para tratamento de grande parte dos pacientes e a cardiomiopatia secundária ao seu tratamento pode acometer até 35% dos pacientes. As disfunções cardíacas podem incluir de arritmias à insuficiência cardíaca, tendo apresentação tanto precoce (inferior a um ano de tratamento) quanto tardia (após um ano de tratamento). Em virtude desta cardiotoxicidade, do enorme número de pacientes que se beneficiam do tratamento com a doxorrubicina, e de sua custo/efetividade, a busca por alternativas terapêuticas que possam tratar a cardiomiopatia torna-se muito importante para o SUS. Neste contexto, vesículas extracelulares carreadoras de moléculas bioativas secretadas por diversos tipos celulares tem demonstrado relevância terapêutica. Seu papel biológico tem sido documentado tanto na oncologia quanto em cardiomiopatias de origem isquêmica e decorrentes de tratamento com drogas. Assim, este estudo irá investigar o papel terapêutico das vesículas extracelulares derivadas de iPS em modelo de cardiomiopatia induzida por doxorrubicina, buscando compreender seu possível mecanismo de ação. Entendemos que se o uso de vesículas extracelulares derivadas de iPS se mostrar eficaz no modelo pré-clínico, um ensaio clínico de segurança/eficácia deverá ser conduzido e, se bem sucedido, trará um enorme benefício ao SUS, já que os pacientes que desenvolvem a cardiomiopatia induzida por antraciclinas devem ter acompanhamento contínuo no SUS, demandando internações frequentes e tratamento continuado com drogas cardioativas.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Antonio Carlos Gastaud Maçada

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • estratégia de dados e seus efeitos nas capacidades de gestão da informação e de monetização para vantagem competitiva e o desempenho organizacional e no uso dos dados: moderados pela governança de dados, cultura data driven e data literacy
  • A transformação digital requer gerenciamento estratégico de dados capaz de desenvolver novas direções para as organizações. O ecossistema de negócios digitais aumentou o volume de dados sobre clientes, processos, cadeias de suprimentos e tendências, entre outros. A estratégia de dados é um fator chave para alinhar os recursos de gerenciamento de informações e monetização de dados. Esse alinhamento pressupõe melhores dados, desempenho corporativo e competitivo nas organizações públicas e privadas. Este projeto se propõe a investigar como os recursos de gerenciamento de informações e monetização de dados, que são precursores de desempenho, são influenciados pela estratégia de dados. As hipóteses desenvolvidas baseiam-se na literatura e em pesquisas em andamento pelo grupo de Capacidades de Tecnologia da Informação e Digital (CITD) do CNPq. Resumidamente, as hipóteses são: (a) a estratégia de dados impacta positivamente os recursos de gerenciamento de informações (alfabetização de dados, enriquecimento de dados, governança de dados, cultura orientada a dados, análise de big data e técnica analítica); (b) Os recursos de gerenciamento de informações impactam positivamente os recursos de monetização de dados (insights e agilidade organizacionais); (c) Os recursos de monetização de dados afetam o desempenho (corporativo, uso de dados e vantagem competitiva). É plausível argumentar que as hipóteses são observáveis porque atendem aos interesses de organizações públicas e privadas. A estratégia metodológica envolverá a aplicação de métodos mistos: 1) Qualitativo x Quantitativo e 2) Quantitativo x Qualitativo, com base em técnicas de recolha de dados, entrevistas, estudos de caso, inquérito e dados secundários. Meta-inferências serão consolidadas para facilitar uma apresentação integrada das descobertas para organizações e academia.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Antonio Carlos Pacagnella Junior

Engenharias

Engenharia de Produção
  • fatores críticos de sucesso para projetos de desenvolvimento de software com metodologias ágeis
  • A gestão ágil de projetos é uma abordagem que, por meio dos seus valores e princípios, visa dar dinamismo aos processos, aumentar a participação dos clientes e empoderar as equipes. Contudo, o desempenho dos projetos que a empregam pode ser influenciado diretamente por diversos elementos, internos e externos, conhecidos na literatura científica como Fatores Críticos de Sucesso (FCS), como a experiência da equipe, o tipo de cultura organizacional ou o suporte da alta administração. Especificamente no que tange a projetos de desenvolvimento de software, embora existam estudos prévios na literatura, parece não haver consenso sobre quais seriam estes elementos e nem seu nível de influência sobre o desempenho do projeto (principalmente quando se considera o contexto brasileiro). É preciso ressaltar que softwares são produtos de alto valor agregado, desenvolvidos por organizações inovadoras de base tecnológica e que geram empregos qualificados, contribuindo com diferentes setores da economia. Desta forma, o tema não desperta somente o interesse científico, mas também gerencial. Observando estes argumentos, este estudo tem a hipótese central de que Fatores Críticos de Sucesso influenciam positivamente os valores ágeis (elementos que norteiam a gestão ágil) e consequentemente o desempenho de projetos que usam a abordagem citada. Esta hipótese é plausível no sentido de que alguns dos FCS fomentam estes valores, como a interação entre pessoas e a responsividade à mudanças e estas por sua vez podem influenciar no desempenho do projeto em diversas dimensões, como a satisfação do cliente ou os custos do projeto. Para investigar esta hipótese, é proposta uma pesquisa de natureza aplicada, hipotético-dedutiva, com abordagem quantitativa, onde será utilizado o método survey, cuja coleta de dados se dará por questionários estruturados com gestores destes projetos. Os dados coletados serão analisados com a técnica de Modelagem de Equações Estruturais (PLS-SEM).
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Antonio Carlos Pavao

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • 27a. ciência jovem
  • A CIÊNCIA JOVEM completou 26 anos em 2020 e já se tornou uma das maiores feiras do país. Seleciona atualmente 300 projetos vindos de todos os estados brasileiros e de alguns países da América Latina. Com expressiva participação de escolas públicas, tem revelado talentos, contribuído para despertar nos jovens o entusiasmo pela ciência e divulgado a rica produção científica que acontece na escola. É uma Feira que reconhece o potencial de alunos de todas as idades. Por isso, abre espaço para projetos desde a educação infantil até o ensino médio e técnico, incluindo ainda uma categoria para professores. A CIÊNCIA JOVEM procura estimular a realização de projetos integrados ao currículo da escola, orientados pelo professor e desenvolvidos durante todo o período letivo. Assim, não é apenas um evento, mas sobretudo é um movimento para promover um ensino de ciências investigativo e experimental, valorizando a criatividade dos alunos, estimulando o trabalho em grupo, enfim, procurando fazer da feira “uma revolução pedagógica”, como preconizava José Reis. Reconhecendo todo o valor pedagógico da feira de ciência, um dos objetivos centrais da CIÊNCIA JOVEM é estimular e apoiar a realização de feiras em escolas, cidades... em todos os lugares do país. A participação na CIÊNCIA JOVEM é um momento marcante na vida de alunos e professores, como é característica de toda feira de ciência. Quem participou de uma sabe disso. Porém, uma outra característica é que, após participar de uma feira do porte e organização da CIÊNCIA JOVEM, esses alunos e professores voltam empolgados para suas escolas, tornam-se exemplos, estimulam colegas, são como semente e adubo para feiras de ciência. Essa é razão para se dedicar a maioria dos recursos da presente Proposta em diárias para alunos e professores de outros estados participarem da 27a CIÊNCIA JOVEM em Recife. Vale destacar aqui que os recursos para infraestrutura, montagens de stands e operação da Feira são contrapartidas da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação/ESPAÇO CIÊNCIA, além da contribuição de Secretarias de Educação e outros parceiros. Articulada a diversas feiras nacionais e internacionais, como FEBRACE-SP, MOSTRATEC-RS, SBPC Jovem, MILSET Brasil, MILSET Amlat, MILSET Mundial, FENECIT, MOCINN, FECITEC Girasoles, Encuentro Internacional de Ciencia, Tecnologia y Innovación, dentre outras, a CIÊNCIA JOVEM é reconhecida nacionalmente e em outros países, sendo que seus frutos podem ser percebidos com a crescente qualidade dos trabalhos apresentados, vários deles utilizando o mesmo rigor científico da pesquisa madura que se desenvolve nos centros de pesquisa. É neste contexto que se insere a presente Proposta de realização da 27a CIÊNCIA JOVEM.
  • Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação de Pernambuco - PE - Brasil
  • 13/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Antonio Carlos Pavao

Outra

Divulgação Científica
  • 28ª ciência jovem
  • Feira de Ciência é uma estratégia poderosa para promover uma educação para a ciência baseada no desenvolvimento de pesquisa na escola. Segundo J. Reis, "feira de ciência é uma revolução pedagógica". Seguindo este conceito, a CIÊNCIA JOVEM estimula a realização de projetos de pesquisa integrados ao currículo da escola e desenvolvidos durante todo o período letivo. Assim, a Feira não é apenas um evento. É sim o momento de apresentar a produção científica e tecnológica de alunos e professores, mas sobretudo é o coroamento do trabalho desenvolvido ao longo do ano. Em 2021, a CIÊNCIA JOVEM completa 27 anos, a mesma idade do ESPAÇO CIÊNCIA, o museu interativo de ciência de Pernambuco, responsável por sua organização e idealização. A Feira, com a capacidade de entusiasmar e despertar o interesse pela pesquisa de estudantes e professores, somado ao seu potencial estratégico para a divulgação científica, é um dos pilares do Museu (www.espacociencia.pe.gov.br/?atividade=ciencia-jovem). A CIÊNCIA JOVEM tem reunido projetos de todos os estados brasileiros e de alguns países da América Latina e da Europa. Participam escolas públicas e privadas desde o ensino infantil até o médio/profissional. Está articulada a diversas feiras escolares, municipais, regionais, nacionais e internacionais. Os frutos da CIÊNCIA JOVEM podem ser percebidos com a crescente qualidade dos projetos apresentados, vários deles utilizando o mesmo rigor científico da pesquisa madura que se desenvolve nos centros de pesquisa. Os projetos credenciados na CIÊNCIA JOVEM para participar de outras Feiras têm conseguido premiações e obtido destaque em outras Feiras nacionais e internacionais. A CIÊNCIA JOVEM é aberta para escolas de todas as redes de ensino (municipal, estadual, federal e privada), sendo que cerca de 2/3 dos projetos selecionados são oriundos de escolas públicas. Em 2022 está prevista a apresentação de 300 projetos no formato presencial, com transmissão pela internet de todas as apresentações.
  • Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação de Pernambuco - PE - Brasil
  • 10/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Antonio Carlos Pavao

Outra

Divulgação Científica
  • semana nacional de ciência e tecnologia em pernambuco - 2021
  • A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), estabelecida desde 2004, tem o objetivo de fomentar atividades de popularização da ciência em todo território nacional; mostrar a importância e aplicação da Ciência e Tecnologia para o desenvolvimento social; mobilizar a população, em especial crianças e jovens, em torno de temas e atividades de C&T; valorizar a criatividade, a atitude científica e a inovação. Em Pernambuco, a SNCT é coordenada pelo ESPAÇO CIÊNCIA – Museu Interativo de Ciência vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado. A cada ano, Pernambuco tem se destacado no cenário nacional em número de atividades. A SNCT PE está organizada em 18 Coordenações Regionais, envolvendo parcerias de instituições de ensino e pesquisa e de governos locais, incluindo Secretarias de Educação estadual e municipais, Universidades e Institutos Federais de Educação, escolas públicas e privadas das redes estadual e municipal, Centros de Pesquisa, ONGs, museus, instituições estatais, entre outros. Além de oferecer suporte e apoio nas ações de cada Polo, o ESPAÇO CIÊNCIA produz material educativo e de divulgacao, que é distribuído entre as instituições participantes. Estão programadas atividades de divulgação científica como: oficinas científicas online, exposições interativas, palestras online, debates em plataformas digitais, atividades experimentais nas redes sociais, feiras de ciência a distância, instituições de portas abertas, visitas a museus, dentre outras. As Caravanas da Ciência - Ciência Móvel, Caravana da Astronomia e Caravana dos Notáveis Cientistas de Pernambuco - poderão eventualmete circular nos vários municípios, a depender de protocolos e da própria evolução da pandemia. Como resultado final, espera-se que esse conjunto de ações aqui propostas, mesmo diante de algumas limitações devido à pandemia, possa manter Pernambuco na posição de destaque nacional em número e qualidade de atividades de divulgação.
  • Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação de Pernambuco - PE - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Antonio Carlos Rosário Vallinoto

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • marcadores epidemiológicos de frequência (prevalência) dos htlv-1/2, seus subtipos moleculares e aspectos sócio-comportamentais de risco para a infecção em populações humanas das regiões norte e centro-oeste do brasil
  • Os vírus T-linfotrópico humano 1 e 2 (HTLV-1 e HTLV-2) pertencem à família Retroviridae, subfamília Oncovirinae, gênero Deltaretrovirus apresentando tropismo preferencial por células T CD4+ e células T CD8+, respectivamente. O HTLV-1 foi, inicialmente, descrito como o agente etiológico da leucemia/linfoma de células T do adulto (ATLL) e, posteriormente, como o agente de uma doença neurodegenerativa crônica conhecida como paraparesia espástica tropical/mielopatia associada ao HTLV-1 (TSP/HAM). Estudos epidemiológicos em regiões de alta prevalência mostraram que os modos de transmissão do HTLV-1 e do HTLV-2 são semelhantes. Portanto, as principais vias de transmissão desses vírus incluem transfusão de sangue, compartilhamento de seringas e de agulhas contaminadas, contato sexual e aleitamento materno. A despeito dos quase 40 anos passados desde o isolamento do HTLV-1 e do HTLV-2, a infecção e as doenças associadas são negligenciada, sem haver, até o presente, um tratamento efetivo aos portadores do vírus e dos que se apresentam com doenças associadas e, muito menos, uma vacina protetora. Não há, também, uma descrição precisa da real prevalência da infecção pelos HTLV-1/2 no Brasil e, em particular nos diversos estratos populacionais dos estados do Norte e do Centro-Oeste do país. Até o presente, os estudos de prevalência não utilizaram amostragens adequadas e nem estratificadas de maneira adequada que permitam uma afirmação da prevalência do HTLV no Brasil e em outros países. O momento atual justifica o fomento de investigações epidemiológicas para esclarecer o perfil epidemiológico da infecção por esses retrovírus por meio de estudo de base populacional das populações tri-híbridas brasileiras e dos inúmeros estratos como quilombolas, indígenas e outros habitantes das regiões Norte e Centro-Oeste. As informações serão utilizadas dentre outros benefícios para os futuros estudos de eficácia de vacinas candidatas que estão, atualmente, em desenvolvimento por pelo menos dois grupos como os dos doutores Genoveffa Franchini (NIH, USA) e Glen N. Barber (Miami University, USA). O combate às doenças endêmicas é um desafio constante no Brasil, principalmente em populações rurais, indígenas, quilombolas e ribeirinhas, porque a atenção primária à saúde é deficiente. Por fim, as regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil, ainda, representam uma grande lacuna no que diz respeito ao conhecimento da epidemiologia do HTLV e sua implicação para a saúde pública. Desta forma, o conhecimento da prevalência da infecção pelo HTLV e os fatores de risco associados (vulnerabilidade) são ferramentas essenciais para a elaboração de estratégias de políticas públicas de saúde para o combate mais à ocorrência e à disseminação da infecção nessas regiões. Assim sendo, o presente projeto visa descrever a ocorrência e a epidemiologia molecular da infecção pelos HTLV-1/2, os aspectos epidemiológicos e comportamentais de risco para a exposição em comunidades de diferentes estratos populacionais localizados nas regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 02/03/2020-31/03/2023
Foto de perfil

Antonio Carlos Rosário Vallinoto

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estudo de prevalência, de vigilância epidemiológica e de biomarcadores da infecção por sars-cov-2 em áreas urbana e indígena no estado do pará
  • Um novo coronavírus surgiu em Wuhan, China (SARS-CoV2) no final de 2019 e se espalhou rapidamente para todas as províncias chinesas e para 58 outros países sendo determinado pela OMS como pandemia. A dimensão tomada pelo SARS-CoV-2 levou mundo a mobilizar esforços no sentido de conter o vírus; no entanto, dadas as muitas incertezas em relação à transmissibilidade e a virulência desse novo patógeno, a eficácia desses esforços ainda é desconhecida. O SARS-CoV-2 é o sétimo coronavírus conhecido por infectar seres humanos; SARS-CoV, MERSCoV e SARS-CoV-2 podem causar doenças graves, enquanto HKU1, NL63, OC43 e 229E estão associados a sintomas leves. A atual situação da pandemia passa de um milhão de casos e 50 mil mortes, com uma taxa de mortalidade de aproximadamente 5%, porém estas são subestimativas, principalmente devido a casos assintomáticos, falta de testagem em massa, falta de testagem em mortes suspeitas e colapso do sistema de saúde, que inflaciona a taxa de mortalidade. A evolução da doença é extremamente heterogênea, variando de quadros assintomáticos a uma evolução rápida e morte. Este contexto sugere um papel de fatores genéticos predisponentes. Os testes sorológicos nunca foram tão decisivos, pois poderão influenciar diretamente quase 3 bilhões de pessoas. Pela determinação da taxa de mortalidade e o grau de imunidade, será possível ajustar a quarentena, pois pode ser verificado se a dose está certa ou se será posteriormente, mais ou menos drástica. Considerando a necessidade de: se conhecer o real impacto dessa epidemia na população da região Norte do Brasil, assim como, o efeito do isolamento social sob o número de casos assintomáticos, o presente estudo visa: (i) contribuir com a melhor avaliação da frequência do SARS-CoV-2 e dos aspectos epidemiológicos de risco para a exposição em comunidades de diferentes estratos populacionais, assim como, (ii) avaliar os aspectos genéticos e imunológicos relacionados a síntese de citocinas e quimiocinas ao nível da mucosa oral, o que poderá nos suscitar novas hipóteses para a relação vírus-hospedeiro associado ao perfil de infecção.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 16/07/2020-15/08/2022
Foto de perfil

Antonio Carlos Rosário Vallinoto

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • estudo soroepidemiológicos, molecular e de fatores de risco para infecção por htlv-1/2 em diferentes estratos populacionais no estado do pará, norte do brasil
  • A infecção pelo HTLV-1/2 é negligenciada e sua real prevalência pouco conhecida sobretudo em populações da região Norte do Brasil. O presente projeto visa realizar um estudo de base populacional para descrever a real frequência do HTLV-1/2 e de seus subtipos moleculares e os aspectos epidemiológicos e comportamentais de risco para a exposição em comunidades de diferentes estratos populacionais (urbano, ribeirinhos, rurais e quilombolas) localizados no Estado do Pará (Brasil). Será realizado um estudo observacional de corte transversal, descritivo, de prevalência de anticorpos para o HTLV-1/2 e caracterização molecular das cepas circulantes. Uma amostra de aproximadamente 5.000 indivíduos, de ambos os sexos, com idade a partir de 18 anos, de diferentes populações será investigada para a infecção pelo HTLV-1/2. Os locais de coleta serão principalmente escolas, universidades, centros comunitários, coletivos, associações e unidades básicas de saúde. Métodos sorológicos (ELISA e Inno-LIA) e moleculares (PCR, qPCR e Sequenciamento) serão empregados para detectar a infecção e caracterizar a variante molecular (Filogenia). Um inquérito epidemiológico será realizado para avaliar os fatores de risco de exposição ao vírus e o padrão de transmissão intrafamiliar. Espera-se fortalecer as medidas de prevenção e de controle para a diminuição da transmissão no Estado do Pará produzindo materiais de informação (cartilhas, folders e panfletos) em linguagem adequada aos diferentes coletivos, visando levar o conhecimento dos fatores de risco e de proteção da transmissão do HTLV às populações avaliadas. A proposta vem ao encontro das iniciativas dos Ministérios da Saúde e de Ciência e Tecnologia para pesquisas prioritárias, com o objetivo de aprimorar políticas públicas de saúde de populações vulneráveis, pelo conhecimento da real situação epidemiológica dos HTLV-1/2 em diferentes estratos populacionais (urbana, rural, ribeirinhos e quilombolas) localizados no Estado do Pará (Brasil).
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Antonio Carlos Schneider Beck Filho

Outra

Microeletrônica
  • field - um framework para aprendizado profundo adaptativo em fpga na borda
  • Computação na borda (Edge) surge como uma alternativa a servidores de nuvem centralizados, com importantes vantagens em latência, eficiência energética e segurança. Através de servidores Edge dispostos próximos dos usuários, dispositivos IoT com capacidades reduzidas podem oferecer serviços que exigem alto poder computacional. Redes Neurais Convolucionais (CNNs) são um exemplo representativo de tais tarefas e são usadas para muitas aplicações de IoT, tais como vigilância por vídeo, manufatura e cidades inteligentes. FPGAs, devido ao seu desempenho, custos em energia e reconfigurabilidade, implantam CNNs com sucesso, surgindo como alternativas para integração em servidores Edge. FPGAs permitem otimizações específicas através da Síntese de Alto Nível (HLS – High-Level Synthesis), que gera vários circuitos a partir da mesma descrição e com diferentes características. Ainda, os modelos de CNNs também podem ser aprimorados, através de poda e quantização, que visam diminuir a demanda por memória ou processamento, com perdas mínimas na acurácia e permitindo o uso de FPGAs de menor custo, essenciais para a borda. Assim, este projeto propõe o framework FIELD, que objetiva aumentar a eficiência de CNNs aceleradas em FPGAs na borda. Utilizando aplicações de classificação de imagens de relevância atual na indústria como estudos de caso, FIELD envolverá duas etapas: 1) Estática: que cria, em tempo de projeto e automaticamente através de heurísticas inteligentes, uma biblioteca com várias configurações, compostas por modelos otimizados e implementações aprimoradas com HLS de aceleradores para FPGA, resultando em perfis distintos de vazão, consumo energético e acurácia; e 2) Dinâmica: que, após a implantação, adapta-se através da mudança de configuração, dado o objetivo de otimização (e.g., eficiência energética, vazão ou acurácia) e estado atual do sistema (e.g., volume de tráfego ou mínima acurácia necessária), explorando a reconfigurabilidade intrínseca do FPGA.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Antonio Celso Dantas Antonino

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • observatório nacional da dinâmica da água e de carbono no bioma caatinga (ondacbc)
  • A agricultura, a pecuária e exploração florestal são atividades vulneráveis aos fatores climáticos e afetados pelos eventos extremos. Há evidências de que o aumento da temperatura no futuro causará redução na produção de algumas das principais culturas agrícolas e o Nordeste será uma das regiões mais afetadas. Dessa forma, a geração de dados para o melhor entendimento do funcionamento dos ecossistemas da região Nordeste e a modelagem de cenários é importante para subsidiar o delineamento de estratégias de adaptação. As equipes integrantes da presente proposta são oriundas das principais instituições de pesquisa da região Nordeste (UFPE, UFRPE, UPE, UFPB, UFCG, INSA, UFRN, EMBRAPA). Essas equipes têm desenvolvido, ao longo dos últimos anos, pesquisas sobre a dinâmica da água, carbono e nutrientes em ecossistemas em regiões que são representativas das principais condições edafoclimáticas do Bioma Caatinga. Os principais grupos consolidados que integram o ONDACBC, tem demonstrada capacidade de organização e condução de grandes projetos e grande produção científica e atuação na formação de recursos humanos. Essas equipes têm em curso diversos projetos, nos quais foram implantadas áreas experimentais de longo prazo em vários locais no Bioma Caatinga. Nesses locais, onde estão sendo conduzidas medidas experimentais, foram instaladas torres de monitoramento de dados climáticos (em Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte), estações de monitoramento hidrológico, fluxos de energia e conduzidas pesquisas com ciclagem biogeoquímica. Além de pesquisas experimentais, os grupos de pesquisa parceiros da presente proposta desenvolvem atividades de modelagem hidrológica, climática, de fluxos de água e de ciclagem biogeoquímica. Espera-se que o presente INCT viabilize a consolidação de vários grupos de pesquisa parceiros na região, principalmente aqueles situados em novos campi no interior dos estados que formam o Bioma Caatinga. A presente proposta visa obter recursos para consolidar essas atividades de pesquisa e parcerias e permitir a continuidade tanto do monitoramento em longo prazo quanto da modelagem da dinâmica da água e carbono nos principais ecossistemas do Bioma Caatinga. Em suma, espera-se que a presente proposta contribua efetivamente na geração de informações científicas e formação de recursos humanos para o desenvolvimento de práticas de manejo sustentável nos ecossistemas na região Nordeste do Brasil.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Antônio Chaves de Assis Neto

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • desdobramentos das enzimas esteroidogênicas (citocromo p450 aromatase, 17α-hidroxolase/17,20-liase, 3β-hidroxiesteróide dehidrogenase/ Δ5-Δ4isomerase, 17α-hidroxolase/17,20-liase e 5 reductase) na gestação e diferenciação sexual i
  • A esteroidogêneses pré-natal em capivara pode ter um desdobramento fundamental que auxiliará na solução de problemas para orientar e conduzir pesquisas experimentais aplicadas que possam comprovar a eficácia de pesquisa com vacinas imunocontraceptivas. Se considerarmos ainda a importância que a capivara tem, nos dias atuais, para a saúde pública, torna-se imprescindível o desenvolvimento de pesquisas básicas sobre a fisiologia reprodutiva e os mecanismos estereiodogênicos em parceria com outras linhas de pesquisa de controle populacional, para fortalecer o engajamento por técnicas efetivas de controle reprodutivo de uma espécie que representa um conflito com o ser humano e coloca em risco sua saúde pela possibilidade de transmitir a febre maculosa. O objetivo do presente estudo é estabelecer os padrões de desenvolvimento morfológico, as características moleculares e as possíveis variações quantitativas das enzimas 5-alfa-redutase, enzima citocromo P450arom, P450c17, 3β-HSD, 17β-HDS e STAR ao longo dos diferentes estágios da gestação de capivaras. Serão analisados 30 conceptos nos estágios iniciais, intermediários e finais da gestação. Ao longo da pesquisa, serão estabelecidos os padrões de desenvolvimento morfológico dos embriões e fetos por intermédio de dissecações macroscópicas, ultrassomografias, análises histológicas, ultraestruturais, avaliações moleculares nas gônadas, adrenais de embriões/fetos machos e fêmeas e na placenta. Também será avaliada as expressões dos hormônios anti-Mülleriano e receptores de andrógenos nos testículos e ovários nas diferentes fases gestacionais. O estudo permitirá entender a relação da gestação com os mecanismos estereidogênicos da diferenciação sexual, a formação dos órgãos genitais dos machos e fêmeas e as implicações no contexto do dimorfismo sexual da espécie.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Antonio Claudio Lucas da Nóbrega

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • síndrome pós covid-19: compreensão dos mecanismos moleculares, endoteliais e de controle autonômico, estratégias terapêuticas com exercício físico e piridostigmina
  • Esse projeto se caracteriza pela aplicação do nosso expertise científico no processo de construção do conhecimento sobre a COVID-19 e seus impactos. Apesar da maioria dos pacientes se recuperarem da COVID-19 uma fração destes apresenta sequelas, denominada síndrome pós-COVID-19, cujas caraterísticas ainda não são muito bem compreendidas. Por exemplo, variações genéticas do SARS-CoV-2 poderiam estar associadas a diferentes gravidades da síndrome. Portanto, conhecer os mecanismos fisiopatológicos da síndrome pós-COVID-19 é fundamental para implementar medidas de mitigação de morbidade e mortalidade. Como hipótese, mesmo quando assintomática, a síndrome pós-COVID-19 parece provocar disautonomia e disfunção endotelial, as quais podem ser revertidas após uma sessão de exercício físico ou com treinamento da musculatura ventilatória, ou ainda com a administração de brometo de piridostigmina. Esta proposta se materializa em 4 estudos independentes. Estudo I: Realizado no LACE com parceria do LAFE e INC, tem objetivo determinar o efeito da síndrome pós-COVID-19 na função endotelial, microvascular e hemostática; e testar o efeito de uma sessão de exercício submáxima em intensidade moderada. Estudo II: Realizado no LACE com parceria da FERLAGOS, tem objetivo de determinar o efeito da síndrome pós-COVID-19 no controle barorreflexo em repouso e durante estresse. Estudo III: Realizado no LAFEEA com parceria do LACE, tem objetivo de determinar o efeito da síndrome pós-COVID-19 na modulação autonômica; e testar o efeito do treinamento da musculatura respiratória no controle quimiorreflexo. Estudo IV: Realizado em parceria entre UNIG, LACE, HUAP, LAFE e ISNF, tem objetivo de investigar o efeito do tratamento com piridostigmina (droga VS. placebo) na síndrome da fadiga crônica associada à síndrome pós-COVID-19, através de um ensaio clínico, randomizado, duplo-cego, cruzado e controlado com placebo.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 09/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Antonio Claudio Tedesco

Ciências da Saúde

Farmácia
  • avaliação in vitro e in vivo de arcabouços poliméricos biocompatíveis desenvolvidos e aplicados à medicina regenerativa em lesões epiteliais
  • O presente projeto envolve atividades de pesquisas avançadas, estudos in vitro e in vivo (em modelo animal), utilizando-se procedimentos e protocolos da engenharia de tecidos e cultura celular. Com base nos estudos realizados anteriormente dentro desta linha de pesquisa no Centro de Nanotecnologia e Engenharia Tecidual, espera-se que a combinação que envolve o desenvolvimento de uma nova biotinta a base de Alginato com o peptídeo RGD e colágeno, a manufatura de arcabouços por impressão 3D, e a inclusão celular seja possível, tanto in vitro quanto in vivo, para obter resultados mais efetivos do que os alcançados pelas terapias atuais relacionadas ao reparo de lesões epiteliais, ulcerativas, cicatriciais ou derivadas de remoções de tecidos comprometidos com neoplasias. A linha de pesquisa, proposta para este projeto, visa a combinação de processos da engenharia de Tecidos, impressão 3D associada a culturas celulares de diferentes origens, visando a produção de scaffolds para regeneração de epitelial em um modelo 3D adequado para cultura ex-vivo a longo prazo e implantes 3D contendo ativos, produto final possui um caráter inovador criando as bases para a futura área de medicina personalizada. Espera-se que ainda este produto gerado com o projeto de Pesquisa seja implantado no SUS como um método alternativo para regeneração tecidual para diferentes lesões, como feridas, queimaduras , úlceras diabéticas e reparações de remoções cirúrgicas de grande áreas afetadas por neoplasias, recuperando a com qualidade das margens pós-ressecção cirúrgica, sempre que possível associado a um sistema de liberação de fármacos (drug delivery system) de um ativo com propriedades regenerativas, anti-inflamatórias, antioxidantes como a curcumina, de modo a interagir positivamente com o processo de reparo epitelial afetada por melanoma, problemas cicatriciais, ulceras feridas, etc.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 08/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Antonio Claudio Tedesco

Ciências da Saúde

Farmácia
  • avaliação in vitro e in vivo de arcabouços de pvp e nanopartículas contendo fotossensibilizadores para tratamento de patologias cutâneas
  • O presente projeto envolve atividades de pesquisas avançadas, estudos in vitro e in vivo (em modelo animal), utilizando-se procedimentos e protocolos da engenharia de tecidos e cultura celular associados a fototerapia. O projeto tem como fundamento os bons resultados obtidos nos últimos anos de pesquisa no Centro de Nanotecnologia e Engenharia Tecidual do DQ- FFCLRP- USP e no Laboratório de Bioengenharia e Nanotecnologia da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara-UNESP. Espera-se que com o desenvolvimento de uma nova biotinta (biomaterial-ink do inglês) associada a compostos fotosensibilizadores e a manufatura de novos arcabouços por impressão 3D, resultem em um novo sistema biomimético nanoestruturado que possa ser usado, tanto in vitro quanto in vivo, resultando em melhorias significativas na reparação tecidual de melanoma e psoríase. Tal prerrogativa representaria um avanço frente aos resultados já alcançados pelas terapias atuais relacionadas ao reparo de lesões epiteliais derivadas de remoções de tecidos ou órgão comprometidos por neoplasias, e aplicáveis na regeneração epitelial e cartilaginosa. Este produto final a ser desenvolvido possui um caráter inovador criando as bases de conhecimento e expertises para aplicações futuras na área da medicina personalizada. Espera-se ainda que todo o conjunto de conhecimento e o produto gerado com este projeto de pesquisa seja amplamente, e em curto espaço de tempo, implantado ao Sistema Único de Saúde (SUS) como um método alternativo para o tratamento e regeneração tecidual para inúmeras outras lesões, como feridas, queimaduras, úlceras diabéticas e reparações de remoções cirúrgicas de grandes áreas afetadas por neoplasias, pós-ressecção cirúrgica, e psoríase sempre que possível. Estão previstas publicações de trabalhos, depósitos de patentes de produtos e processos, além da formação continuada dos dois bolsistas de IC, bem como dos pós-graduandos e doutores presentes na proposta.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Antonio de Jesus dos Santos Fernandes Júnior

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • i feira de ciências das escolas da rede de ensino em tempo integral do estado do maranhão
  • O Ensino em ciência e tecnologia na Educação Básica pressupõe a contextualização e a interdisciplinaridade (BRASIL, 2002). Assim, a Feira de Ciências proporciona ao estudante um ambiente que promove a troca de informações e conhecimentos a partir do contato direto com outros estudantes e com ações que visam a integração entre as mais diversas áreas do conhecimento, facilitando a compreensão de fenômenos do cotidiano. Como consequência, o estudante torna-se capaz de atuar de forma dinâmica e eficaz, para solucionar problemas do seu cotidiano..A I Feira de Ciências das Escolas da Rede de Ensino em Tempo Integral do Estado do Maranhão culmina com apresentações de propostas e resultados de pesquisas por meio de exposição de pôsteres, realização e participação em oficinas com temáticas de diversas áreas do conhecimento, rodas de conversas, palestras, relatos de experiências, torneios de robótica, hackathon e exposições e palestras de forma criativa, interdisciplinar e contextualizada. Com a finalidade de promover atividades que possibilitem a acessibilidade de forma democrática, a I Feira de Ciências das Escolas da Rede de Ensino em Tempo Integral do Estado do Maranhão objetiva a disseminação nas comunidades locais de práticas inovadoras que promovam o apoio pedagógico a escolas partícipes e ações que promovam a melhoria de problemas de cunho social nas comunidades locais. Portanto, as atividades que serão desenvolvidas na Feira terão caráter prático e aplicável para a solução de problemas a partir da divulgação de ideias e propostas científicas inovadoras, realização de torneios e desenvolvimento de hackathon.A Feira propõe a abordagem das escolas partícipes com atividades que promovem o interesse na elaboração de projetos científicos em que os estudantes sejam os responsáveis pela comunicação de resultados planejados e executados por eles durante o ano letivo e estendidos às comunidades locais, além de permitir a elaboração de projetos de caráter emergencial e de potencial inovador, através do desenvolvimento de hackathon e torneios de robótica educacional e aplicada. A produção científica do evento pode ser resumida, de acordo com a metodologia apresentada por Mancuso (2000), em três tipos: 1) trabalhos de montagem, em que os estudantes apresentam artefatos a partir do qual explicam um tema estudado em ciências; 2) trabalhos informativos, em que os estudantes demonstram conhecimentos acadêmicos ou fazem alertas e/ou denúncias; e 3) trabalhos de investigação ou investigatórios, projetos que evidenciam uma construção de conhecimentos por parte dos alunos de uma consciência crítica sobre fatos do cotidiano.o desenvolvimento da I Feira de Ciências das Escolas da Rede de Ensino em Tempo Integral do Estado do Maranhão, permitirá o contato de professores de diversas áreas do conhecimento com experiências e práticas de ensino dinâmicos, que valorizam a investigação, prática e contextualização de conteúdos com as realidades de cada comunidade. Dessa forma estabelecerá a criação de instrumentos de suporte nas aulas práticas em Ciências, Robótica Educacional, Empreendedorismo e demais áreas de maneira interdisciplinar.
  • Universidade Virtual do Estado do Maranhão - MA - Brasil
  • 25/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Antonio de Pádua Serafim

Ciências Humanas

Psicologia
  • programa de avaliação e reabilitação de sequelas cognitivas para adultos decorrente do covid-19
  • Após a fase inicial da pandemia do COVID-19 que cursou com isolamento social e impacto na saúde mental de profissionais da saúde e na população geral, volta-se atenção para as possíveis sequelas físicas e psicológicas das pessoas recuperadas. Nas questões cognitivas, a literatura tem apontado queixas da memória, atenção e dificuldades na resolução de problemas. O principal objetivo deste estudo é avaliar aspectos cognitivos em pessoas recuperadas da COVID-19 e os efeitos de um programa de reabilitação neuropsicológica baseada em treino cognitivo por estímulo atencional visoespacial computadorizado nesta população. Nossa hipótese é de que o uso de treino cognitivo sistematizada resultará na redução de queixas cognitivas nesta população Método: Estudo observacional que utilizará um questionário de dados sociodemográficos sobre a contaminação do COVID -19, uma bateria neuropsicológica com medidas de atenção, memória e funções executivas, avaliação de aspectos depressivos e ansiosos e mapeamento cerebral antes e depois da aplicação de um programa de treino cognitivo de 17 sessões. Pretende-se avaliar uma amostra de 210 participantes para composição de três grupos: Sintomas Leves, Moderados e Graves (tratados em Unidade de Terapia Intensiva - UTI). Assim, espera-se que os resultados deste estudo forneçam um panorama das sequelas cognitivas e evidencie os efeitos do treino cognitivo em pessoas recuperadas do COVID-19 servindo de referência para multiplicação do modelo.
  • Universidade Metodista de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Antonio Eduardo Clark Peres

Engenharias

Engenharia de Minas
  • síntese e aplicação de novos coletores para flotação de itabiritos dolomíticos
  • O Quadrilátero Ferrífero apresenta significativas reservas de ferro na forma de itabiritos dolomíticos, no qual a dolomita assume o papel de principal mineral de ganga, em camadas alternadas com a hematita. Esses recursos ainda não apresentam rotas de processamento consolidadas e assim, apesar dos elevados teores de Fe, são considerados reservas marginais e dispostos como estéril. A presença de uma ganga semi-solúlvel reduz significativamente a eficiência da concentração dos itabiritos dolomíticos por meio da flotação catiônica reversa, uma vez que os íons Ca2+ e Mg2+ liberados pela dolomita mascaram e ativam os óxidos de ferro e o quartzo ao precipitarem na superfície desses minerais na forma de hidroxicomplexos, em sistemas de flotação catiônica reversa. O presente projeto visa contribuir para o desenvolvimento de uma rota de processamento para itabiritos dolomíticos por meio de três linhas de investigação. A primeira consiste na caracterização de amostras de itabirito dolomítico do Quadrilátero Ferrífero, de forma a descrever suas características químicas, físicas e mineralógicas. A segunda linha de estudo objetiva a síntese e avaliação de novos coletores para flotação reversa da dolomita e do quartzo. Uma terceira linha visa o estudo das propriedades de superfície dos principais minerais (hematita, dolomita e quartzo) em estudos fundamentais, de forma a obter informações visando descrever a ação dos coletores. A partir dessas linhas de investigação, espera-se expandir o conhecimento acerca dos itabiritos dolomíticos, tanto em relação aos à suas características quanto em relação ao seu comportamento na flotação, além de propor potenciais sistemas de reagentes para a concentração desse recurso. O projeto consiste em uma oportunidade de contribuir para o aproveitamento dos itabiritos dolomíticos, aumentando a produção de concentrados de ferro a partir de uma litologia que é atualmente considerada um passivo ambiental e econômico.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Antonio Eduardo Martinelli

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • manufatura avançada e nanotecnologia aplicadas a materiais particulados estratégicos
  • O Brasil detém 90% da reserva mundial de Nb, mas sua produção é majoritariamente beneficiada e transformada em produtos estratégicos de alto valor agregado no exterior. O Nb2O5 possui grande potencial como anodo em baterias de íons de lítio e seu desempenho se torna ainda superior quando na forma de óxidos mistos Nb/Ti (NTOs) nanoestruturado. Rotas úmidas de síntese de óxidos, como o método solvotérmico, permitem a dopagem e o controle preciso dos parâmetros de produção de Nb2O5 e, portanto, de suas propriedades finais. A redução dos NTOs por meio de tratamentos térmicos resulta em biomateriais metálicos para aplicação em próteses ósseas devido a seus excelente comportamento mecânico e biocompatibilidade. Ligas Nb-Ti a partir de NTOs se diferenciam pela possibilidade de herança morfológica e dimensional das partículas. Os materiais nanoestruturados serão conformados a partir de filamentos compostos por uma mistura de nanopartículas de NTOs com ligantes poliméricos, surfactantes e solventes, com a finalidade de alcançar as características adequadas para manufatura aditiva em impressoras 3D convencionais. Os elementos impressos serão sinterizados em dois grupos para obtenção de: (i) NTOs por sinterização ao ar e (ii) ligas Nb/Ti a partir da redução dos NTOs em atmosfera contendo hidrogênio. Os parâmetros térmicos serão otimizados por meio de simulações de termodinâmica computacional visando produzir microestruturas adequadas para as aplicações propostas. Estudos envolvendo aspectos de superfície dos materiais sinterizados serão realizadas por meio de ensaios de usinabilidade e tribológicos, bem como modificações de superfície por plasma, contribuindo para a otimização do desempenho final dos materiais produzidos. A utilização das técnicas de caracterização empregadas nas atividades do projeto permitirá identificar aspectos composicionais, estruturais, físicos e mecânicos dos materiais produzidos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Antonio Ferreira Ávila

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • fonte alternativa de energia renovável: microgeradores baseados em estruturas auxéticas e nanomembranas piezoeletricas para ambientes de alto fluxo de pessoas
  • A crise hidrica no Brasil evidenciou a necessidade de fontes alternativas de energia renováveis, pois 50% da energia elétrica tem sua origem em hidroelétricas. O projeto visa o desenvolvimento de mecanismos piezoeléctricos (AUX-NANO) para aproveitamento da energia mecânica dispendida durante o caminhar e sua transformação em energia elétrica em ambientes de grande concentração de pessoas. Os mecanismos propostos utilizam o conceito de estruturas auxéticas (com coeficiente de Poisson negativo) associados a nanomembranas de polimeros piezolétricos (PVdF-TrFe). Esse tipo de associação ainda foi pouco estudado, mas cada um dos componentes, estruturas auxéticas e nanomembranas piezoeletricas, individualmente apresentam potencial para inovação. A hipótese a ser estudada é a de que esse tipo de mecanismo a ser desenvolvido possa permitir a coleta de energia cinética do movimento de multidões e transformar em energia elétrica e, com isso se tornar em mais uma fonte alternativa de geração de energia. O conceito de coleta de energia com materiais piezoelétricos, nesse caso foram utilizados PZT ceramicos, foi demostrado na maratona de Paris em 2013. Note que somente o metrô de São Paulo transporta 3.5 milhões de passageiros/mês. Se for feito um paralelo entre os resultados obtidos com PZT ceramico e o sistema proposto, o potencial de geração de energia do novo sistema (AUX-NANO), se empregado no metrô de São Paulo, é de 1.0 MWh/mes por metro linear da placa de dispositivos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 08/06/2022-30/06/2025
Foto de perfil

Antonio Gomes de Souza Filho

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • central analítica em técnicas de microscopia eletrônica e óptica
  • Existe uma grande demanda de técnicas de microscopia avançadas no âmbito da Universidade Federal do Ceará e do Estado do Ceará, bem como das regiões Nordeste e Norte, onde diversos programas de pós-graduação desenvolvem atividades de pesquisa experimental básica e aplicada em ciências e engenharia dos materiais, física, química, geologia, biologia, bioquímica, farmacologia, odontologia, farmácia, ciências do solo, engenharia de pesca e engenharia de alimentos. Diversos grupos de pesquisa demandam o uso de microscopia eletrônica, principalmente de transmissão, nas atividades de pesquisa desenvolvida com o suporte financeiro de projetos individuais e de grandes projetos temáticos tais como redes temáticas nacionais e Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia. Os resultados fornecidos por essas técnicas de caracterização revelam novas propriedades dos materiais que podem ser exploradas para provar conceitos, elaborar protótipos com potencial para aplicações tecnológicas. A central analítica com infraestrutura multiusuária e equipamentos de grande porte em técnicas avançadas de microscopia consolidará áreas já bem estabelecidas e catalisará o crescimento de novos programas de pós-graduação incluindo aqueles dos campi avançados (localizados no interior dos Estados) das IFES e das Universidades Estaduais e IFs. É esperada também uma maior inserção internacional dos programas de pós-graduação do Estado atraindo cada vez mais projetos colaborativos com instituições de outros países, a exemplo do PRINT que a UFC faz parte, elevando a qualidade dos cursos de pós-graduação da região. Atenção especial será dada para a atuação da Central Analítica junto ao setor produtivo através de prestação de serviços e projetos de desenvolvimento. Contato permanente com a federação das Indústrias do Estado do Ceará tem sido mantido no sentido de usar as ferramentas e mecanismos dos sindicatos dos setores para divulgar junto às empresas associadas os serviços disponibilizados pela Central Analítica e atrair o setor produtivo para o desenvolvimento de projetos de inovação. Atuando dessa forma, a central analítica impactará de forma positiva os arranjos produtivos locais nas áreas têxteis, farmacêutico, siderúrgico, biotecnologia, polímeros, cerâmico, alimentos, entre outros. O regimento interno da central analítica prevê que 20% do tempo de máquina será dedicado à interação com o setor produtivo. A proposta tem como pleito o financiamento de bolsista, recursos de manutenção dos equipamentos já instalados e a aquisição de equipamento para a preparação de amostras metálicas para medidas de microscopia eletrônica. Esse é um nicho importante de atuação do laboratório tendo em vista o pólo siderúrgico instalado no estado do Ceará.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Antonio Henrique da Fontoura Klein

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • análises dos impactos ambientais e econômico no setor portuário costeiro decorrentes das mudanças do clima: estudos de caso - portos de são francisco do sul (setor público) e itapoá (setor privado), santa catarina [projeto - riscports]
  • Nas últimas décadas, a variabilidade climática tem afetado fortemente o mundo e o Brasil. Essa alteração do sistema climático provoca eventos extremos como chuvas ou secas intensas, alteração no regime de ventos, aumento de ocorrência de ciclones, e até furacões, temperaturas mais altas, inundações costeiras, entre outras ameaças climáticas. Estudos recentes tem demostrando que a frequência destes eventos tem aumentado, tanto em termos de frequência quanto de intensidade, podendo os impactos futuros terem efeitos catastróficos sobre áreas costeiras e instalações portuárias. Quando se fala em infraestrutura costeira, estratégias de adaptação a mudanças climáticas são cruciais, especialmente nos portos e áreas adjacentes, os quais desempenham uma função vital na economia local, regional e global. Desta forma este projeto tem como objetivo identificar as ameaças climáticas e determinar o nível de risco atual e futuro destas ameaças, em dois portos localizados na Baia de Babitonga, Santa Catarina. Sul do Brasil. Após está análise ambiental, complementada com uma econômica será possível propor medidas de adaptação às mudanças climáticas para o setor portuário de economia mista (São Francisco do Sul) e de econômica privada (Itapoá). A metodologia será primeiramente composta por meio de revisão bibliográfica e complementada com aplicação de questionários de pesquisa afim de entender como os gestores portuários lidam com as mudanças climáticas, nomeadamente seus impactos ou planejamento de estratégias de adaptação. Juntamente, serão utilizados modelos climáticos para investigar como se tem atuado as ameaças climáticas no presente e como, provavelmente se comportarão no futuro. Este projeto será desenvolvido por uma equipe multi-institucional, interdisciplinar e internacional, com ampla experiência no tema proposto.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Antônio José da Silva Neto

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • formulação e solução de problemas diretos e inversos em engenharia mecânica e ambiental com métodos determinísticos, estocásticos, inferência bayesiana e inteligência artificial
  • O projeto de pesquisa proposto tem por objetivo central, com enfoque multi/interdisciplinar, o avanço teórico, a modelagem computacional, simulação e experimentação, bem como o desenvolvimento e validação de ferramentas computacionais, produtos e processos, baseados em problemas inversos, otimização, inferência Bayesiana e Inteligência Artificial, para aplicações em Engenharia Mecânica e Ambiental. É estruturado em três eixos: I - Transferência de Calor e Difusão Anômala; II - Transporte/Transferência de Massa; e III - Identificação de Danos e Falhas. Estes são compostos por sete subprojetos, que identificam os temas de interesse específico: I.1 - Identificação de Propriedades Térmicas, Fontes e/ou Inclusões; I.2 - Análise de Problemas de Difusão Anômala; II.1 - Avaliação dos Processos de Interação e Transporte de Poluentes; II.2 - Estudos Hidrológicos e Previsão dos Efeitos de Desastres Naturais; II.3 - Modelagem Atmosférica para Acoplamento com Modelos Hidrológicos, Análise de Transporte de Poluentes e Aproveitamento Energético; III.1 - Identificação de Danos Estruturais; e III.2 - Identificação de Falhas em Sistemas Industriais. O problema geral consiste na formulação e solução dos problemas diretos e inversos em processos difusivos, advectivo-difusivos, de transferência radiativa, bem como de identificação de danos e falhas em sistemas de engenharia. A questão específica corresponde à avaliação do desempenho das ferramentas computacionais desenvolvidas, visando: otimização de operação; análise da atuação humana em sistemas naturais e de engenharia; bem como a previsão e a remediação de problemas. A plausibilidade dessa abordagem é confirmada pelos resultados já alcançados pelo grupo de pesquisa nas últimas duas décadas. O avanço e disponibilidade computacional têm permitido o tratamento de problemas cada vez mais complexos. A estratégia metodológica tem por base o desenvolvimento de ferramentas próprias, bem como a integração com outras plataformas disponíveis.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Antonio José Silva Oliveira

Outra

Divulgação Científica
  • espaço da ciência e do firmamento/planetario ufma: um estímulo à percepção do papel da ciência à sociedade e como instrumento de fortalecimento da educação formal por meio da divulgação científica
  • Promover atividades de Divulgação Científica em diferentes regiões do Estado do Maranhão que visam despertar nos cidadãos, em especial nos jovens, o interesse pela Ciência e Cultura através de palestras, conferencias, oficinas, mostras e exposições itinerantes e interativas com a temática Da evolução à inteligência artificial das máquinas: interdependência entre máquina e homem. Os equipamentos e materiais didáticos/instrucionais foram desenvolvidos e produzidos no Laboratório de Divulgação Científica Ilha da Ciência, ensino de astronomia com observações e conhecimento de astro por meio de telescópios e planetário móvel visando a realização e concretização da importância da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia nos municípios. Portanto a proposta visa promover medidas educativas e ações de observação de astros para a população participante da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia com difusão de conhecimento mostrando a transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023