Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Luciana Coutinho Pagliarini de Souza

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • construção de espaços de convivência e propícios à cognição no ensino fundamental: estudo com livros didáticos do pndl 2020
  • O tema da pesquisa, que se insere na interface comunicação/educação, é o potencial das representações visuais para a geração de significados e sua pertinência para construir espaços de convivência com diferenças, além de desencadear processos cognitivos. Da comunicação, congrega as representações visuais como signos capazes de ressignificar práticas socioculturais relativas à alteridade; da educação, contempla os livros didáticos e o potencial das representações visuais para a cognição. Tal pesquisa é necessária porque o foco de pesquisas recentes, realizadas em 2020, advindas de mestrados profissionalizantes e de ensino de diferentes áreas, de programas diversos de pós-graduação, são os assuntos desenvolvidos nas disciplinas escolares. Guiando-nos pela hipótese de que o potencial das representações visuais é obliterado no contexto educacional, via livros didáticos, buscamos compreender como nelas se estabelece a construção de significados, o que envolve explicitar as modalidades de representações visuais neles presentes; inventariar os significados gerados; avaliar o potencial para a cognição, envolvendo as disciplinas escolares; explanar os possíveis avanços no poder cognitivo de tais representações visuais relacionando-as às disciplinas escolares enquanto modalidades de linguagens; por fim, identificar os modos como geram significados em relação à alteridade. A análise das representações visuais da amostra estratificada - 30% do total de 68 coleções constantes no Guia de Livros Didáticos (2020) para as séries finais do Ensino Fundamental - se dá com a aplicação de estratégias oriundas da semiótica peirceana, instrumental que permite inventariar o potencial significativo pelos aspectos qualitativos; referenciais e os relativos às convenções compartilhadas numa cultura e que estão engendrados nessas representações.
  • Universidade de Sorocaba - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luciana D'Almeida Chermont Kaminski

Outra

Multidisciplinar
  • mostra de arte, ciências e tecnologia “inovar com sustentabilidade para um futuro empreendedor”
  • A partir da temática da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT 2021) “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” apresentamos a Mostra de Arte, Ciências e Tecnologia “Inovar com sustentabilidade para um futuro empreendedor” em que os estudantes são estimulados a desenvolver e aplicar seus conhecimentos em projetos nas diversas áreas do conhecimento, fase da pesquisa, para posteriormente relacionarem os conhecimentos teóricos com a práxis, em que irão apresentar seus experimentos, suas pesquisas ou outras formas de trabalho investigativo, informativo, inovador e ou tecnológico à comunidade. A Mostra tem como objetivo a promoção da participação de estudantes em projetos de iniciação científica, na perspectiva de aprendizagens de conceitos científicos, bucando solucionar problemas, a partir do protagonismo do aluno diante do cenário atual. A Mostra de Arte, Ciências e Tecnologia visa ampliar os horizontes e diversificar os conhecimentos dos discentes, através da leitura, pesquisa, discussão e utilização de ferramentas tecnológicas aliados aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pelo Organização das Nações Unidas (ONU). Considerando os objetivos propostos para SNCT- 2021 “A transversalidade da Ciência, Tecnologia e Inovações para o Planeta” a Mostra de Arte, Ciências e Tecnologia com a temática “Inovar com sustentabilidade para um futuro empreendedor” preconiza o que a Base Nacional Curricular Comum (BNCC) aponta, que as decisões pedagógicas devem estar orientadas para o desenvolvimento da competências e habilidades. Por meio da indicação do que os alunos devem “saber” (considerando a constituição de conhecimentos, habilidades, atitudes e valores) e, sobretudo, do que devem “saber fazer” (considerando a mobilização desses conhecimentos, habilidades, atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida cotidiana. Portanto, tais projetos estão embasados nas dez competências gerais da BNCC e nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pelo Organização das Nações Unidas (ONU).
  • Serviço Social da Indústria Departamento Regional/DF - DF - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Luciana Londero Brandli

Engenharias

Engenharia Civil
  • o impacto das universidades nas ações e ideias sobre as mudanças climáticas
  • O mais recente relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC 2021) confirmou que o aumento das temperaturas representa o maior desafio para a humanidade do nosso tempo, trazendo impactos potencialmente catastróficos para o nível do mar, agricultura, abastecimento de água, propagação de doenças e, potencialmente, conflitos humanos em grande escala. A ação climática foi legitimamente incluída nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) acordados em 2015. No entanto, embora o conhecimento científico e a inovação tecnológica tenham um papel importante a desempenhar na abordagem das alterações climáticas, é necessária uma mudança mais fundamental na compreensão e nas ações humanas. A educação, portanto, é essencial para enfrentar as causas profundas das mudanças climáticas e alcançar o desenvolvimento sustentável. O objetivo geral do projeto é gerar conhecimento, ideias e ações sobre a contribuição das universidades para o enfrentamento das mudanças climáticas, no contexto brasileiro. Objetivos específicos a) Contextualizar a atuação das universidades na promoção da ação climática em diferentes territórios, a nível nacional e global. b) Fortalecer o papel da pesquisa, ensino e vida universitária no enfrentamento das mudanças climáticas c) Potencializar e promover a compreensão da problemática global do clima por parte dos acadêmicos e comunidade local. d) Promover ações e iniciativas nas universidades de modo a ampliar seu papel na implementação local do ODS 13. e) Compartilhar o conhecimento e as experiências, bem como o impacto local gerado nas ações e iniciativas implementadas pelas universidades inseridas na pesquisa. O projeto atinge estes fins usando uma combinação de Pesquisa-Ação Participativa e construção de teoria, de modo a assegurar atenção às condições e soluções locais, mas também permitindo a aprendizagem através de contextos, dada a natureza essencialmente global desta questão
  • Universidade de Passo Fundo - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luciana Mara Monti Fonseca

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • simulação e realidade virtual: a convergência das tecnologias educacionais inovadoras em assistência
  • Os índices de mortalidade infantil, embora com redução última década, ainda são altos, sendo grave problema de saúde pública, muitos por causas evitáveis, assim, ter profissionais mais seguros e qualificados em sua prática, desde a formação inicial, graduação, até a educação em saúde da família, podem melhorar a realidade em que se encontra o cuidado infantil. A tecnologia e seus Sistemas Inteligentes, tem contribuído contexto educacional em saúde, oferecendo ambientes realísticos e interativos, flexibilizando a aprendizagem e simulação da prática clínica. Ainda são incipientes recursos tecnológicos adequados e disponíveis para atender as demandas em saúde da criança. Assim, ganha relevância avançar em pesquisas científicas, desde a elaboração até a avaliação da efetividade do uso das tecnologias educacionais digitais, para crianças/familiares, profissionais e estudantes da área da saúde, em especial da enfermagem, que lida diretamente com cuidados da criança. Objetivo: desenvolver tecnologias inovadoras de simulação e realidade virtual para a educação de familiares e de profissionais de saúde para o cuidado da criança. Método: Trata-se de estudo quali e quantitativo, que adota desenhos experimentais, quase-experimentos, estudos metodológicos e pesquisas de aplicação, em que serão desenvolvidos, validadas e utilizadas simulações em realidade virtual, in situ e em laboratório, seguindo as recomendações de ética em pesquisa do Conselho Nacional de Saúde. Resultados esperados: A proposta trará dentre as contribuições, avanços na qualidade e segurança no cuidado à criança com inovação tecnológica nas temáticas vacinação, dor neonatal, amamentação, cuidados ao nascimento e na unidade neonatal e cuidados em pandemia, com cursos atualização, difusão, extensão e workshops de aproximação e coleta de dados e de devolutiva à sociedade de conhecimento e tecnologias, três serious game com inteligência artificial e realidade virtual e quatro cenários de simulação.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 12/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Luciana Maria Pedreira Ramalho

Ciências da Saúde

Odontologia
  • determinação de mapa dosimétrico em radioterapia de intensidade modulada para cancer de cabeça e pescoço e suas toxiicidades associadas.
  • A Radioterapia (RT) é fundamental para o controle do Câncer de Cabeça e Pescoço (CCP) Pela área alvo estar localizada em proximidade à estruturas anatômicas críticas (OARs) ocorrem toxicidades agudas e crônicas (Alterio et al., 2019). Altas doses de radiação são necessárias para controle local e aumento da sobrevida, por isso, a radioterapia de intensidade modulada (IMRT ) é indicada para modular a intensidade de radiação distribuída em cada campo. Objetiva-se criar mapa dosimétrico de estruturas críticas cervicofaciais, destacando áreas de maior impacto por sítio tumoral relacionando a dosimetria à toxicidade da IRMT. 120 pacientes com CCP, irão realizar IMRT no campo primário de radiação (previsão de 50-70 Gy) serão entrevistados, avaliados clínica, radiograficamente e passarão por adequação bucal. O delineamento dos volumes de tratamento será feito por radiooncologistas usando imagens de tomografia computadorizada (TC) ou de Ressonância Magnética e PET-CT para fusão com a TC. O planejamento será feito por físicos médicos. Informações dosimétricas serão obtidas através de revisões do contorno e planejamento. Os pacientes serão agrupados pela localização do tumor primário, estadiamento e tratamento multimodal. Os dados dosimétricos serão avaliados por Histogramas de dose-volume (HDVs), dados de dose máxima (Dmax) e dose média (D mean). Os pacientes serão avaliados diariamente desde o dia 1 da RT e receberão fotobiomodulação a laser intra e extra oral, além dos cuidados recomendados pela MASCC (Elad et al, 2020). A presença e grau de mucosite oral será avaliada por área de acometimento seguindo os critérios da OMS, 1979. Toxicidades como dor, xerostomia, disgeusia, disfagia, trismo e radiodermite serão registradas. Os pacientes serão reavaliados aos 3, 6 meses e 1 ano após a RT, para toxicidade tardias. A criação do mapa dosimétrico cervicofacial caracterizará o impacto da dose e distribuição de radiação nas toxicidades, clarificando limites.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luciana Mattos Barros Oliveira

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação da população de transgêneros atendida em centros de referência do estado da bahia: aspectos demográficos, clínicos e psicossociais
  • A transexualidade é um fenômeno complexo, no qual um indivíduo apresenta desconforto com seu sexo biológico e quer viver e ser aceito como alguém do gênero no qual se identifica, podendo ser dividido em: mulheres trans, travestis e homens trans. Para alcançar as mudanças corporais necessárias para a adequação do corpo ao gênero no qual aquele indivíduo se identifica são necessárias intervenções clínicas (hormonioterapia cruzada) e cirúrgicas. A terapia hormonal com andrógenos por si só pode modificar estrutural e funcionalmente áreas cerebrais relacionadas à autopercepção corpórea. No entanto, os efeitos do tratamento hormonal em indivíduos transgêneros sobre domínios cognitivos não está bem estudado. Até o momento, poucos estudos avaliaram os efeitos clínicos da hormonioterapia cruzada na população transgênero brasileira, assim como o impacto na sua qualidade de vida. Os objetivos deste estudo são: comparar homens trans com homens cis-gênero e mulheres cis-gênero, antes e durante a hormonioterapia cruzada, quanto à função cognitiva e alterações na ressonância magnética volumétrica, e determinar o impacto da hormonioterapia cruzada na saúde e na qualidade de vida de pessoas transgênero a curto e longo prazos. Para isso os participantes serão submetidos a avaliação multiprofissional, realização de exames laboratoriais, bateria de testes cognitivos padronizados para avaliar os domínios de memória, atenção, linguagem, função executiva, função visuo-espacial e praxia, ressonância magnética de encéfalo, e preenchimento do questionário sobre qualidade de vida WHOQoL-Bref.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luciana Pinato

Ciências Biológicas

Morfologia
  • efeito do tratamento com melatonina sobre aspectos comportamentais, morfológicos, neuroquímicos e moleculares em um modelo animal com comportamentos autísticos
  • A ativação do sistema imune materno na gestação pode provocar alterações no neurodesenvolvimento dos fetos podendo resultar em alterações comportamentais e/ou cognitivas. Dentre as patologias decorrentes de distúrbios do neurodesenvolvimento está o transtorno do espectro autista (TEA) cujas causas, multifatoriais, podem resultar da combinação de fatores genéticos e ambientais como a infecção pré-natal. Modelos de infecção pré-natal, como a induzida experimentalmente em roedores por administração do componente bacteriano LPS durante o período gestacional mimetiza aspectos comportamentais e celulares associados ao TEA. Desde 2011, temos investigado por estudos pré-clinicos e clínicos aspectos comportamentais e bioquímicos associados as crianças com TEA. Estes estudos estabeleceram as bases celulares, bioquímicas e moleculares para a associar TEA e cronoruptura, além da relevância da melatonina na interface entre a fisiopatologia e as alterações comportamentais observadas no TEA. Mais recentemente iniciamos as investigações no modelo em ratos para o entendimento das bases biológicas relacionadas a tais alterações. Considerando o quadro de neuroinflamação e cronoruptura já descrito no TEA e os efeitos antiinflamatórios, cronobióticos e neuroprotetores da melatonina, no presente estudo, hipotetizamos que a administração de melatonina na gestação poderia minimizar as alterações apresentadas por este modelo animal com comportamentos autísticos. Para isso serão analisadas proles de ratas expostas ao LPS no período gestacional, com e sem tratamento prévio com melatonina. Além das alterações comportamentais já descritas e cujos testes já foram padronizados em nosso laboratório, serão reavaliados aspectos morfológicos e bioquímicos do hipocampo e cerebelo por meio de imuno-histoquímica dos cortes encefálicos para diferentes marcadores de proteínas neuronais e gliais além da análise da expressão gênica de moléculas relacionadas as funções cognitivas.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luciana Sepúlveda Köptcke

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • pesquisa nacional de avaliação da gestão intersetorial do programa saúde na escola (pse) 2021-2022
  • O PSE constitui programa federal instituído por meio de decreto intersetorial nº 6.286/2007 e, neste sentido, previu um modelo de implementação e de governança visando a gestão e implementação intersetorial nos níveis federal, estadual ou municipal, composto pela Câmara Intersetorial de Educação e Saúde na escola (CIESE) e pelos Grupos de Trabalho Intersetoriais Estaduais e Municipais (GTIE e GTIM, respectivamente). No entanto, a relação intersetorial é permeada por desafios, onde surgem conflitos suscitados pela perspectiva de mudanças entre corporações, atores e técnicos. Além disso, não há avaliações sistemáticas desenvolvidas no âmbito do PSE que abarque as redes constituídas e o cumprimento dos objetivos propostos. Para minimizar essa problemática, este projeto visa avaliar a gestão intersetorial, elaborar matriz de indicadores de boas práticas de gestão intersetorial e analisar as ações desenvolvidas no âmbito do PSE. Método: Como lente analítica será utilizado o modelo teórico de formação de coalizões comunitárias proposto por Butterfoss e Kegler (2008), que identifica os fatores determinantes para formação e manutenção de processos de ação coletiva e gestão intersetorial, em uma abordagem metodológica quantitativa (Survey Nacional) e qualitativa (Aprendizagem Baseada em Problemas, Resolução de Problema, Grupo Focal e Delphi). Resultados Esperados: Uma Avaliação da efetividade do PSE cujos resultados orientarão os processos decisórios em Políticas Públicas intersetoriais em Educação e Saúde. A Fiocruz, a partir das validações dos indicadores, desenvolverá um Observatório Nacional de Saúde na Escola e publicações científicas (elaboração de Caderno Técnico orientador das ações intersetoriais para fortalecimentos dos Grupos de Trabalho Intersetorial (GTIs).
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 14/02/2022-29/02/2024
Foto de perfil

Luciana Souza de Oliveira

Ciências Biológicas

Morfologia
  • ação de proteínas de venenos de serpentes viperidae na ativação de macrófagos e plaquetas: estudos para compreensão dos mecanismos de tromboinflamação no envenenamento ofídico
  • Venenos de serpentes Viperidae causam alterações hemostáticas e inflamação, processos que tem sido estudados isoladamente. Entretanto, algumas vias de sinalização e moléculas efetoras atuam de forma simultânea no sistema hemostático e no sistema imune inato. Esta sobreposição na ativação destes sistemas é chamada de tromboinflamação e ocorre no envenenamento ofídico e em outras condições patológicas, como na Covid-19. Estudos recentes mostraram que as plaquetas podem alterar o fenótipo de ativação de macrófagos para pró ou anti-inflamatório. Embora a ocorrência do processo inflamatório no envenenamento ofídico seja bem relatado, pouco é conhecido sobre o papel dos macrófagos e a interação destas células com as plaquetas nesta patologia. Neste projeto, propomos avaliar a interação e ativação de macrófagos e plaquetas frente ao tratamento com proteínas isoladas de venenos de serpentes Bothrops e Lachesis. O nosso grupo isolou e caracterizou diferentes metaloproteases de venenos de serpentes (SVMPs) e lectinas tipo C que interferem na função de plaquetas. Resultados preliminares sugerem que SVMPs isoladas de Bothrops atrox são capazes de ativar macrófagos murinos, induzindo a produção de citocinas inflamatórias. Para verificar a interação entre macrófagos e plaquetas ativados com proteínas isoladas dos venenos de serpentes, macrófagos derivados de medula óssea serão cultivados na presença ou ausência de plaquetas e tratados com SVMP-PI, hemorrágica e não hemorrágica, SVMP-PIII, e lectina tipo C. Serão analisados a expressão e produção de moléculas inflamatórias (TNF-a, IL-6, IL-1b, NO, COX1, COX2), a expressão de receptores de macrófagos e plaquetas e o metabolismo mitocondrial. Além disso, as proteínas isoladas serão inoculadas em camundongos e serão analisadas a expressão/produção de mediadores inflamatórios pelo exudato peritoneal. Com o sangue coletado destes animais, serão avaliadas a agregação plaquetária e a presença de agregados de leucócitos-plaquetas.
  • Fundação Ezequiel Dias - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luciana Turatti

Outra

Ciências Ambientais
  • práticas sustentáveis na agricultura: sistematização de experiências envolvendo os usos da água na produção de alimentos orgânicos
  • O modelo de agricultura convencional tido como hegemônico na atualidade, vem sofrendo fortes questionamentos e críticas desde muito tempo, uma vez que, problemas de ordem social e ambiental são a este associados. Dos impactos associados importa ressaltar a pressão desse modelo sobre a água. A irrigação, segundo dados da FAO é o setor que mais consome água mundialmente e o menos eficiente, ficando o valor médio mundial das perdas entre 50 e 70%. A agricultura passa a ser por essa razão causa e vítima da escassez de água. A necessidade de se construir um novo modelo de agricultura consta até mesmo dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis da ONU e são neste sentido as metas previstas no Objetivo 2 que trata da agricultura sustentável, e, em específico na meta 2.4. E é neste contexto que se insere a presente pesquisa pois, além de ser considerada direito humano fundamental, a água, assim como seus usos na agricultura, são essenciais para o alcance da sustentabilidade, sem contar que a busca de alternativas que sejam viáveis economicamente, socialmente justas e ambientalmente corretas, também se coloca como uma necessidade diante do crescimento da agricultura no país. Os saberes dos agricultores construídos ao longo da história com os conhecimentos de diferentes ciências, podem auxiliar na propositura de novas estratégias de desenvolvimento rural, pautadas por formas mais sustentáveis de produção e por uma abordagem transdisciplinar e holística. Considerando o exposto, pretende-se, por meio da sistematização participativa das experiências, analisar as práticas e saberes adotados pelos agroecologistas na região do Vale do Taquari, quando do uso da água nos processos de produção. A metodologia proposta, portanto, é de caráter qualitativo e se pauta por processos participativos. Como resultados espera-se extrair lições que apontem para proposição e reformulação de políticas públicas que induzam a práticas preservacionistas.
  • Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES - RS - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luciana Varanda Rizzo

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • caracterização do transporte de poluentes atmosféricos da baixada santista para a região metropolitana de são paulo: o impacto na qualidade do ar
  • A poluição do ar é um dos principais problemas ambientais em áreas metropolitanas, onde milhões de habitantes estão expostos a concentrações acima do recomendado, com impactos severos à saúde. Na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), os veículos são a principal fonte de poluentes atmosféricos. Além das fontes locais, a qualidade do ar também é influenciada pelas condições meteorológicas e pelo transporte regional de poluentes de fontes remotas. Determinadas condições de tempo e clima são desfavoráveis à dispersão e à remoção de poluentes. Já o transporte regional contribui para o aumento da concentração de poluentes secundários, como o ozônio e parte do material particulado fino (MP2.5), que frequentemente excedem as concentrações recomendadas pela OMS. Muito se avançou em relação à caracterização das fontes emissoras locais na RMSP até o momento. Entretanto, pouco se sabe sobre a influência de massas de ar transportadas em direção à RMSP, especialmente as provenientes da Baixada Santista. É fundamental conhecer a contribuição das fontes remotas para desenvolver estratégias eficientes de mitigação da poluição do ar. A pergunta que norteia este projeto é: qual a influência das massas de ar oriundas da Baixada Santista (incluindo Cubatão) na qualidade do ar da RMSP? Esta questão será investigada na cidade de Diadema, localizada no sudeste da RMSP, onde os ventos preferenciais adentram a metrópole. A circulação nesta região tem grande influência das brisas marítima-terrestre e vale-montanha. Os ventos podem transportar aerossóis marinhos, poluentes produzidos na Baixada Santista e emissões atmosféricas biogênicas das áreas florestadas da Serra do Mar. Para responder à pergunta colocada, serão combinadas observações em escala local (variáveis meteorológicas, concentração de poluentes e composição elementar de MP2.5) com observações em escala regional (espessura óptica de aerossóis e variáveis meteo-oceanográficas provenientes de dados de satélite e de reanálises).
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luciane Bisognin Ceretta

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • educação em saúde intensiva na atenção primária à saúde em pacientes com diabetes mellitus tipo ii: um ensaio clínico randomizado
  • Trata-se de um ensaio clínico randomizado de efetividade, em paralelo, com hipótese de superioridade, na razão de 1:1, com randomização simples não-estratificada, composto de três braços para testar hipóteses de efetividade de estratégias de educação em saúde na Atenção Primária. Serão arrolados e randomizados 360 pacientes de forma equânime. O braço controle (primeira intervenção) será composto por uma intervenção de 9 meses e intervenções quinzenais sobre os pacientes. O segundo braço mantém a duração e intensifica o número de intervenções, tornando-as semanais. O terceiro grupo reduz a duração do seguimento, de 9 para 6 meses, e mantém a periodicidade das intervenções. As intervenções têm objetivo de mudança de comportamento e fundamento nas cinco etapas contemplativas de Prochaska. O desfecho primário trata-se da variação de HbA1c da linha de base a 9 meses. Desfechos co-primários serão as variações de HbA1c em 3 e 6 meses, assim como o número de visitas por qualquer causa em qualquer unidade de cuidado da rede. Desfechos secundários envolvem variações na pressão arterial, níveis de atividade física, perfil lipídico, composição corporal e variáveis bioquímicas de controle em pacientes com diabetes tipo 2 como a creatinina. As análises estatísticas inferenciais serão realizadas por modelos de estimação generalizados. Possíveis imputações em caso de perdas de seguimento ou dados poderão realizadas, utilizando o último desfecho observado do terminado paciente (the last outcome carried forward method). As medidas de precisão serão calibradas para aceite de 95% de precisão (intervalos de confiança a 95%) e definimos 5% como limite para erro tipo 1.
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 28/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Luciane Cruz Lopes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • uso de risperidona no transtorno do espectro do autismo: revisão sistemática e análise de impacto orçamentário
  • Introdução: A risperidona é o único antipsicótico aprovado pelo Protocolo Clinico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) para ser usado em crianças a partir de 5 anos. Evidências de mundo real sobre sua efetividade e segurança, assim como análise do impacto orçamentário desde sua incorporação, não foram encontrados. Objetivo: Avaliar a efetividade e segurança da risperidona no tratamento do TEA e o impacto orçamentário desde sua incorporação no PCDT de forma retro e prospectiva. Método: Será conduzida revisão sistemática nas bases MEDLINE, EMBASE, Cochrane, CINAHL e LILACS para identificar estudos randomizados ou não, que comparem risperidona com placebo ou outras intervenções, em pessoas com diagnóstico de TEA sobre os desfechos: melhora dos sintomas centrais ou do comportamento agressivo, redução da incidência de episódios de agressão ou de auto-agressão, melhora na qualidade de vida relacionada ao paciente e ao cuidador, efeitos adversos e adesão à farmacoterapia. Dois revisores determinarão, independentemente, a elegibilidade de cada estudo e extrairão os dados. Para a avaliação do risco de viés serão utilizados instrumentos apropriados, conforme delineamento do estudo. A qualidade da evidência será avaliada usando a ferramenta Grading of Recommendations Assessment, Development and Evaluation. Se possível a metanálise será conduzida e métodos estatísticos estabelecidos para identificar e controlar a heterogeneidade e análises de sensibilidade, quando apropriados serão aplicados. Na análise do impacto orçamentário, serão utilizados o método epidemiológico e o método da demanda aferida. Resultados esperados: a sistematização das evidências, baseadas em dados de vida real e estudos randomizados, bem como os dados que serão gerados sobre o impacto orçamentário poderão fornecer maior confiança sobre efetividade e segurança do uso da risperidona no tratamento do TEA, contribuir para a otimização dos cuidados prestados e a tomada de decisão mais assertiva pelos gestores.
  • Universidade de Sorocaba - SP - Brasil
  • 03/12/2021-31/12/2022
Foto de perfil

Luciane Maria Colla

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • valoração de resíduos alimentares através da produção de enzimas e bioetanol no conceito de bioeconomia circular
  • Os resíduos alimentares são um problema relacionado ao desperdício, afetando a segurança alimentar, mas constituem matéria-prima a ser utilizada para obtenção de bioprodutos e biocombustível. Todavia, a diversidade de composição química destes materiais torna necessário o estudo de tecnologias que permitam a flexibilidade de processos nas plantas de geração de etanol. Propõe-se o uso de triticale, farelo de arroz desproteinizado, bagaço de maçã e outros resíduos de hortifrútis, além de resíduos de alimentos processados de panificação e que contenham amido na geração de bioetanol. A primeira etapa envolverá o isolamento e seleção de cepas produtoras de enzimas a partir dos resíduos vegetais, a caracterização e purificação das enzimas através de processos de separação por membranas. Estas enzimas serão utilizadas para a hidrólise das matérias primas isoladamente, ou em conjunto. O triticale e o farelo de arroz serão previamente desproteinizados e serão avaliadas a funcionalidade das proteínas anterior ao uso na produção de etanol. Os caldos sacarificados serão fermentados (segunda etapa) e comparados com o processo de sacarificação e fermentação simultânea - SSF (terceira etapa). Os resíduos das sacarificações e fermentações serão avaliados quimicamente para a formulação de ração animal (quarta etapa). Espera-se a definição de condições de processos fermentativos que produzam enzimas capazes de atuar em temperaturas baixas, a fim de contribuir com o desenvolvimento da SSF; a purificação das enzimas obtidas através de métodos de separação por membranas; a formulação de meios mistos de fermentação, utilizando mix de matérias-primas, a fim de poder definir-se condições operacionais que flexibilizem a produção de etanol; a comparação dos resultados de eficiência de produção de etanol usando a SSF e as etapas em separado; a proposição do uso dos resíduos da sacarificação e fermentação em formulações de ração animal, a fim decontribuir com a ideia de bioeconomia circular
  • Universidade de Passo Fundo - RS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luciane Portas Capelo

Outra

Multidisciplinar
  • mês da ciência, tecnologia e inovação do ict-unifesp: a transversalidade na formação de cidadãos globais
  • O Instituto de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal de São Paulo preparou um mês inteiro de atividades online e gratuitas que têm como mote o tema central da 18a. SNCT “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”. Com a participação da comunidade geral, da comunidade escolar e acadêmica, serão realizados seminários, rodas de conversa, oficinas, exposições e mostras de projetos científicos para todos os públicos. O objetivo deste projeto é popularizar a ciência. Demonstrar como ações e reflexões transversais sobre problemas regionais e globais favorecem a formação de cidadãos globais, aptos a contribuir para o desenvolvimento científico e de inovação do Brasil e para a construção de uma sociedade pacífica, inclusiva e próspera. O “Mês de CT&I do ICT” pretende ainda se tornar um evento referência para as escolas vinculadas à diretoria de ensino de São José dos Campos e Bragança Paulista, parceiras neste evento, o equivalente a aproximadamente 200 escolas, distribuídas em um território aproximado de 20.000 Km2 do estado de São Paulo. Este projeto conta com o apoio do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres naturais (Cemaden) e Programa Wash.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 07/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Luciani Ester Tenani

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • complexidade enunciativa do podcast: divulgação científica, formação inicial e continuada do professor
  • O podcast guarda, do rádio, o fato de ser um repositório de gêneros discursivos, apresentar-se como temporalmente uno para a audiência, mas constituir-se por uma dupla assincronia em seu planejamento: 1ª) do texto escrito prévio em relação ao texto falado; e 2ª) do trânsito entre o alçamento à execução falada (antecipação de um leitor que interpretará o texto escrito oralmente) à retroação ao texto escrito (momento de acabamento de sentido por parte do leitor, ao interpretá-lo em voz alta sob efeitos de sonoplastia). Como mídia contemporânea, o podcast abre a investigação para diferentes modos de apreensão de seu efeito de emissão una: (i) como áudio autônomo; (ii) como parte de coleção organizada segundo: um tema, um gênero discursivo, uma função didática, de divulgação, de contra-desinformação, etc.; ou (iii) como nó de uma rede de informação, link de um hipertexto, distante da linearidade da comunicação tradicional. Objetiva-se: i) descrever e interpretar a sua dupla assincronia do ponto de vista linguístico, textual e discursivo; ii) investigá-lo como recurso digital de comunicação; iii) analisar seu caráter de divulgação e de combate à desinformação; e iv) balizar seu papel didático. A questão orientadora é: qual o comportamento dessa mídia em termos linguístico-discursivos, de seu planejamento textual (tradicional e digital) e como instrumento de letramento científico no ensino, na divulgação científica e/ou no combate à desinformação? Com corpus já constituído, a metolodologia alterna abordagens quantitativas (em dimensões linguísticas específicas como as da prosódia e sua relação com a pontuação, p. ex.) com abordagem qualitativa. A hipótese norteadora é de que seu caráter digital abre diferentes caminhos interpretativos para a assincronia de sua produção em vários terrenos de pesquisa (cf. objetivos, acima), o que se reverte em perspectivas promissoras de contribuição para a área de pesquisa, o ensino, a educação científica e a sociedade em geral.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Lucianne Fragel Madeira

Outra

Divulgação Científica
  • diálogos entre ensino, pesquisa e extensão para a promoção e divulgação de ações transversais de ct&i no brasil contemporâneo
  • A emergência da pandemia da COVID-19 evidenciou a perenidade e a gravidade de diversos problemas (sociais, ambientais, éticos, políticos e econômicos), convocando a humanidade para repensar os caminhos do desenvolvimento científico e tecnológico em prol da preservação da vida e do planeta. Questões relacionadas à precarização nas relações de trabalho, ao aumento da pobreza e das desigualdades sociais, às crises climáticas, entre outras tantas questões imperativas contemporâneas, demandam a promoção e a divulgação de ações transversais de ciência e tecnologia. Nesse sentido, torna-se cada vez mais urgente o desenvolvimento de propostas integradoras, colaborativas e dialógicas, que tenham como compromisso o respeito à vida (incluindo a vida humana) e a busca por sociedades socioambientalmente justas, prudentes, pacíficas e solidárias. Se por um lado, uma parcela da humanidade tem a oportunidade de vivenciar o auge do desenvolvimento científico e das inovações tecnológicas, outra parte sofre com a miséria cada vez maior, não tendo garantido os direitos básicos para a sua sobrevivência. Nesse processo contraditório, a ciência e a tecnologia não estão restritas a determinados campos do conhecimento; antes, elas atravessam e têm implicações para todas as dimensões da vida no planeta Terra. Alinhado a essa perspectiva, o presente projeto busca promover e divulgar a transversalidade do desenvolvimento científico e tecnológico a partir da integração entre as atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas por instituições no estado do Rio de Janeiro, durante a 18a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Este projeto é fruto de uma próspera relação colaborativa e integradora (iniciada em 2015) entre o Espaço Ciência InterAtiva (ECI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), o centro de ciências itinerante “Ciências Sob Tendas” (CST) da Universidade Federal Fluminense (UFF), o Museu de Anatomia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Instituto Nacional de Tecnologia (INT) e a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e o Centro Ciência Viva de Vila do Conde, em Portugal. Nesse ano, o projeto contará ainda com a participação da Escola Superior de Desenho Industrial (UERJ). A presente proposta consolida as parcerias entre essas instituições e a relevância social da SNCT para fomentar a transversalidade entre diferentes disciplinas e campos do conhecimento, através da promoção de ações de divulgação científica, como por exemplo, a visita virtual ao Espaço Ciência InterAtiva/Campus Mesquita/IFRJ, a oferta de oficinas para criação de vídeos científicos a estudantes da Educação Básica, as exposições itinerantes do Ciência Sob Tendas e a exposição de processos biotecnológicos desenvolvidos pelo INT. A partir da integração entre as ações de ensino, pesquisa e extensão nessas instituições, buscamos estreitar os laços com a sociedade em geral, estimulando a reflexão crítica e a compreensão transversal de temas fundamentais para o enfrentamento dos atuais e urgentes desafios sociais, ambientais, científicos e éticos. Nessa perspectiva, assinalamos a relevância da divulgação do conhecimento científico para fomentar o desenvolvimento de ações integradoras e colaborativas como estratégias de transformação social e buscamos que as atividades e eventos a serem realizados no âmbito da SNCT-2021 articulem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável- ODS previstos na Agenda 2030. Estão previstas ações em todas as modalidades de eventos de divulgação e popularização da ciência, que irão abranger 14 municípios do estado do Rio de Janeiro, além da realização das diversas atividades também por meio das redes sociais digitais, como por exemplo, a transmissão de palestras online, ampliando o público atendido durante a SNCT. Também estão previstas diversas atividades que serão apresentadas sob o formato de minicursos e oficinas de experimentação, contação de histórias e exposições, oportunizando reflexões sobre problemas contemporâneos a partir da transversalidade da ciência e da tecnologia. Destacamos ainda que, na maioria dos municípios atendidos, serão promovidos eventos científico-culturais como a contação de histórias, com roteiro e estrutura sobre temas transversais da CT&I, como por exemplo, as desigualdades sociais e as vulnerabilidades ambientais de comunidades e regiões periféricas das cidades. Com vistas a contemplar um público cada vez mais amplo, através de ações integradoras, serão desenvolvidos eventos de comunicação científica através de podcast, lives e vídeos nas redes sociais sempre abordando a transversalidade da ciência e da tecnologia para a compreensão e superação dos desafios contemporâneos. Nossa expectativa é que as ações desenvolvidas pelas instituições participantes deste projeto contribuam para reflexão e fomento de ações para transformação social.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Luciano Andrade Moreira

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • bloqueando a transmissão de arboviroses pelo mosquito aedes aegypti através da combinação de mecanismos antivirais.
  • Arbovírus transmitidos pelo Aedes aegypti, como os vírus da Dengue, Zika e Chikungunya, causam centenas de milhares de infecções anualmente no Brasil, gerando grande impacto sobre o sistema público de saúde, com perdas de 1,4 bilhão de dólares anuais para o país. O combate ao mosquito é uma estratégia essencial já que não há tratamento específico ou vacina eficaz para a maioria dos arbovírus. O inseto vetor é componente essencial para a transmissão dos arbovírus, mas a redução da população de mosquitos não tem sido capaz de diminuir o número de infecções. Como alternativa, nosso grupo já demonstrou que a introdução da bactéria endossimbionte Wolbachia em populações de Aedes aegypti é capaz de diminuir a transmissão das arboviroses. Entretanto, em longo prazo, é importante que outras alternativas que ajam em sinergia estejam disponíveis. Recentemente, identificamos um novo gene em Aedes aegypti, denominado Loqs2, que aumenta a resistência aos arbovírus quando expresso ectopicamente no intestino de mosquitos, podendo ser uma nova alternativa para minimizar a transmissão dos arbovírus. Neste projeto, iremos analisar, em populações naturais de Aedes aegypti, o efeito do transgene de Loqs2 contra os vírus da dengue e da Chikungunya em combinação com a bactéria Wolbachia ou isoladamente. Iremos caracterizar os mecanismos moleculares envolvidos na resistência e tolerância de mosquitos em resposta à infecção por arbovírus assim como a potencial interferência do viroma natural do Aedes aegypti na transmissão vetorial. Este é um projeto translacional que nos permitirá determinar a eficiência e viabilidade da combinação de um gene antiviral com a bactéria Wolbachia para controlar a transmissão vetorial de arboviroses. Em conjunto, nosso grupo possui toda a experiência e infraestrutura para desenvolver este projeto, desde o estudo dos mecanismos moleculares até a manipulação genética de mosquitos e os testes com populações de campo.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luciano Costa Santos

Engenharias

Engenharia de Produção
  • avaliação de lean healthcare em operações hospitalares: um estudo colaborativo em hospitais de são paulo e paraíba
  • Hospitais são organizações complexas, sujeitas a custos operacionais crescentes e restrições de capacidade, problemas atualmente evidenciados pela pandemia de COVID-19 e desafiados pela revolução tecnológica denominada de Healthcare 4.0. Na busca de eficiência pela eliminação de desperdícios, a produção enxuta tem se mostrado uma alternativa viável para a gestão hospitalar, adaptada a esse contexto como lean healthcare. Para garantir o sucesso desse modelo, torna-se necessário um processo de avaliação contínua, no qual o progresso deve ser monitorado e as áreas prioritárias de melhoria devem ser identificadas. No entanto, mesmo que isso seja um consenso entre pesquisadores, a literatura aponta uma escassez de sistemas de avaliação que levem em consideração as características específicas do setor de saúde. Adicionalmente, a literatura atual revela a necessidade de uma avaliação sistêmica, correlacionando estágios de implementação com resultados alcançados. Diante das lacunas identificadas, este projeto busca desenvolver um sistema integrado de avaliação de lean healthcare, considerando prontidão, práticas e resultados da implementação da produção enxuta em hospitais. A pesquisa será conduzida em sete etapas, desde a identificação de variáveis e parâmetros do sistema até o desenvolvimento de uma estrutura unificada de avaliação. Os métodos de avaliação que constituirão o sistema serão testados empiricamente por meio de estudos de casos, utilizando dados de natureza qualitativa e quantitativa. Serão estudados hospitais dos estados de São Paulo e Paraíba, com e sem a implementação do lean healthcare, de forma a proporcionar tanto a avaliação de prontidão quanto a avaliação de práticas e resultados. A pesquisa em hospitais de diferentes estágios de maturidade no lean healthcare possibilitará a identificação e a transferência de melhores práticas. Além disso, este projeto colaborativo constitui um embrião para a formação de uma rede de pesquisa sobre lean healthcare.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luciano Gustavo Oliveira da Silva

Outra

Divulgação Científica
  • vii mocem - mostra de ciências das escolas municipais de barra mansa
  • Desde a primeira versão da MoCEM, nunca se fez tão necessário a implementação desse projeto. Em tempos de um negacionismo escancarado e ataque as ciências, cabe a nós como educadores e divulgadores estimular a prática docente e alfabetização científica. Dessa forma, os docentes de Ciências das 23 unidades de ensino da rede municipal de Barra Mansa terão cursos sobre aulas experimentais, alfabetização científica e metodologia de projetos. As atividades propostas procurarão despertar no aluno o interesse pela Ciência e abrir caminhos para sua compreensão. Através das aulas experimentais os alunos poderão aprender trabalhando, investigando, utilizando o método científico, vivendo as etapas de uma pesquisa e aprender através de discussões a partir dos resultados encontrados. A primeira etapa será realizada, dentro de cada uma das 23 U.E. uma feira de Ciências com a participação de toda a comunidade escolar. Uma comissão julgadora vai selecionar os três melhores trabalhos de cada unidade. Discentes e docentes orientadores serão certificados pela participação nesta etapa. Os 69 trabalhos selecionados serão apresentados na segunda etapa realizada no CIEP 054 - Vila Maria, onde está situado o MICInense. Nesta etapa, serão selecionados pela comissão técnica e científica do projeto, os oito melhores trabalhos. Os materiais produzidos serão expostos no MICInense e serão apresentados pelos monitores para a comunidade. Os 69 participantes da segunda etapa serão convidados a participar de cursos de aprofundamento e para atuarem como monitores. Os oito trabalhos finalistas serão certificados e premiados em solenidade realizada no MICInense, cinco desses participarão da FECTI durante a SNCT de 2022. Os discentes finalistas serão contemplados com oito bolsas de Iniciação Científica Junior-ICJ, concedida pelo CNPq. Nessa versão da VII MoCEM, os docentes que orientaram dos três melhores trabalhos receberão bolsa de Apoio Técnico em Extensão – ATP-A, concedida por intermédio do CNPq.
  • Prefeitura Municipal de Barra Mansa - RJ - Brasil
  • 09/12/2021-31/12/2023