Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Álisson de Carvalho Gonçalves

Outra

Multidisciplinar
  • inovação: a transversalidade da ct&i nos desafios da produção e do consumo
  • A transversalidade da ciência, tecnologia e inovação é instrumento essencial na superação de desafios relativos à sociedade moderna. Os meios de produção e o consumo estão intimamente relacionados aos problemas contemporâneos, e equilibrar as relações entre produção, consumo, meio ambiente e qualidade de vida tornou-se uma necessidade urgente para todo o planeta. Uma vez que a transversalidade da CT&I tem por objetivo buscar e propor soluções para os problemas comuns à toda humanidade, é importante discutir tais desafios e propostas com toda a comunidade, transcendendo as fronteiras acadêmico-científicas e adicionando os demais agentes da sociedade ao debate. O presente projeto tem o objetivo de buscar e propor soluções sustentáveis na superação dos desafios contemporâneos e futuros comuns a toda a humanidade utilizando a transversalidade da CT&I. As atividades desenvolvidas são de cunho interdisciplinar e transdisciplinar, envolvendo conhecimentos em ciências biológicas, matemática, química, física, agronomia, engenharia, medicina veterinária, nutrição, educação física, saberes populares de cultura indígena e quilombola. Serão ofertadas oficinas, palestras, minicursos, entre outros, visando difundir conhecimentos científicos em prol do desenvolvimento regional e superação dos problemas comuns a toda sociedade.
  • Instituto Federal Goiano - GO - Brasil
  • 06/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Alisson Jadavi Pereira da Silva

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • manejo de irrigação para produção de frutos endêmicos da caatinga: limites críticos de potencial e posicionamento de sensores
  • Os frutos provenientes de espécies endêmicas da caatinga garantem o sustento de comunidades, mas não possuem fluxo produtivo desenvolvido. Exemplo: siriguela, maracujá da caatinga e licuri; plantas que produzem frutos de alta demanda nos mercados internos e externos, possuem consistente potencial de agregação de valor aos subprodutos (polpas, óleos essenciais, ração animal, cosméticos), porém pouco estudadas. Sabe-se apenas que para perenizar e tornar a produção sistematizada a irrigação é imperativa. Porém, as tecnologias de irrigação, avançadas em componentes e equipamentos, não contemplam informações sobre manejo de água em lavouras xerófilas. As formas comuns de manejar a irrigação baseiam-se nas alterações de variáveis atmosféricas ou da água no solo, mas pela capacidade que as plantas xerófilas possuem em regular a transpiração sob forte demanda atmosférica, a utilização do sensoriamento da água no solo (SAS) se apresenta como estratégia mais eficaz. O problema é que no SAS encontram-se desafios complexos, por exemplo: como identificar a quantidade e localização ótima para instalação de sensores? Qual faixa de disponibilidade de água no solo adotar no manejo da irrigação de plantas xerófilas? Este projeto atacará duas hipóteses centrais: (i) existe uma faixa de potencial matricial que minimiza o uso de água para irrigação destas culturas, reduz o tempo entre floração e maximiza a produção por ano; (ii) é possível desenvolver uma rotina de programação para manejo de irrigação localizada baseada no conceito “Time Stable Representative Position”. Serão montados três experimentos no semiárido, um para cada cultura. Os limites críticos superiores: 100, 75, 50 e 30 % da disponibilidade total de água no solo; os inferiores: 60, 50, 40 e 20%; mais uma condição de sequeiro. Cada cultura terá o fluxo de seiva e a evapotranspiração real monitorados. Será determinado crescimento e produtividade da água de irrigação em cada tratamento por experimento.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - BA - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alisson Meza Novais

Outra

Multidisciplinar
  • ix sect-ice – 50 anos do ice/ufam: cinco décadas de ciência, tecnologia e inovação no estado do amazonas
  • A Semana de Ciência e Tecnologia do Instituto de Ciências Exatas (ICE) da UFAM, SECTICE, é um evento científico anual que reúne em si os três pilares fundamentais da Universidade - o Ensino, a Pesquisa e a Extensão - constituindo-se como um evento multidisciplinar e de forte caráter integrador, aproximando diferentes setores da universidade e a comunidade externa. Em 2022, a SECTICE chega a sua nona edição, acompanhando, assim como nas edições anteriores, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no mês de outubro. Nessa edição, além de comemorarmos os 200 anos da Independência do Brasil, também comemoramos 50 anos do Instituto de Ciências Exatas, que atualmente conta com cinco departamentos, a saber: Estatística, Física, Geociências, Matemática e Química. Nosso principal objetivo ao idealizar este evento é o de aproximar a comunidade externa do espaço universitário, sobretudo a comunidade escolar dos municípios de Manaus e Iranduba, através do qual objetivamos popularizar e fortalecer a ciência brasileira por meio de oficinas, palestras, minicursos e outras atividades que possibilitem a exposição do potencial criativo, científico e inovador que nasce no ambiente universitário. Por meio da IX SECTICE/UFAM, esperamos alcançar um impacto positivo e sólido em nossos estudantes da rede básica de ensino, bem como promover a troca de experiências e conhecimentos.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 24/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Allan Fagner Cupertino

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • sistema de armazenamento de energia baseado em baterias de segunda vida de arquitetura modular multinível
  • O cenário atual do sistema elétrico de potência é caracterizado por uma alta inserção de fontes renováveis intermitentes, sobretudo usinas eólicas e solares fotovoltaicas. Neste contexto, os sistemas de armazenamento de energia por baterias (SAEB) têm um papel fundamental, provendo serviços auxiliares que podem beneficiar todo o sistema elétrico. Aliado a este fato, a evolução no mercado de mobilidade elétrica tem contribuído para reduzir o custo das baterias. Uma questão importante é que as baterias dos veículos elétricos são descartadas quando atingem em torno de 80% da sua capacidade. Assim, é notável o potencial de sua utilização (baterias de segunda vida) em aplicações estacionárias. Contudo, a arquitetura tradicional de SAEB apresenta desvantagens que são potencializadas quando baterias de segunda vida são consideradas. Como as baterias são normalmente conectadas em série, há a necessidade de estas serem similares, visto que serão carregadas/descarregadas pela mesma corrente. Consequentemente, a falha em uma única bateria pode limitar a operação do SAEB. Este projeto propõe uma arquitetura de SAEB que contorna tais limitações. A estrutura é inspirada nos conversores modulares multiníveis (CMM) e apresenta uma elevada eficiência, modularidade e escalabilidade. As baterias são distribuídas nos submódulos, facilitando o balanceamento do estado de carga e aumentando a confiabilidade, visto que se uma bateria falhar, esta pode ser eliminadas do circuito. Além disso, esse sistema permite carregar as baterias com correntes diferentes, viabilizando o uso de baterias de segunda vida. Este projeto pretende desenvolver uma metodologia de projeto e controle do CMM-SAEB com foco em eficiência e confiabilidade. Um protótipo validará experimentalmente as hipóteses levantadas. Espera-se que este projeto contribua para o domínio da tecnologia de armazenamento de energia que é estratégico para impulsionar o desenvolvimento do sistema elétrico nacional.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Allysson Viana Martins

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • fact-checking no combate às fake news sobre a covid-19: frequência e padrão da desinformação nas agências digitais de checagem
  • Na internet não circulam apenas conteúdos credíveis; ao contrário, observa-se um processo de desinformação através do espalhamento de informações falsas. As agências digitais de checagem de fatos aparecem como “vacina” contra esse problema, e se juntam às outras estratégias de combate, como exclusão dos conteúdos e desmonetização dos propagadores, por parte de empresas como Facebook, Google e Instagram, além da promulgação de leis visando a punição de criadores e circuladores dessas mentiras e do letramento midiático – como divulgação científica. As agências brasileiras de fact-checking têm se destacado desde o início da pandemia do novo coronavírus, em dezembro de 2019. Em janeiro e fevereiro de 2020, períodos iniciais de propagação da doença, as avaliações na Fato ou Fake e na Lupa não chegaram a 20% do material produzido. A partir de março, no entanto, as verificações se voltaram para a pandemia, com praticamente duas publicações por dia. Enquanto a agência Fato ou Fake organizou todas as produções sobre a COVID-19 em um endereço novo, com destaque na página principal e em sua primeira chamada, a Lupa permite uma navegação sobre a verificação dessas informações por categorias. O objetivo da pesquisa é identificar a frequência e o padrão das fake news propagadas no processo de desinformação sobre a pandemia que foram avaliadas pelas duas agências brasileiras de fact-checking supracitadas. Essa proposição considera os esquemas de interpretação da realidade – a partir do enquadramento midiático e da análise de conteúdo –, nas propriedades e nas operações do espalhamento das informações falsas sobre o novo coronavírus, nos seis primeiros meses de 2020, 2021 e 2022, compreendendo, respectivamente, o ano de espalhamento da doença, a propagação da sua principal forma de combate – a vacina – e o seu possível controle e diminuição, dos quais possuímos resultados preliminares do primeiro ano. A pesquisa está no setor de Comunicações, da área de Tecnologias de Produção.
  • Universidade Federal de Rondônia - RO - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Almir Manoel Cunico

Ciências Biológicas

Ecologia
  • pressão de propágulos de oreochromis niloticus pela atividade aquícola: quantificando o tamanho e avaliando estratégia estrutural de prevenção de escape.
  • Invasões biológicas são consideradas a segunda maior ameaça à biodiversidade global, constituindo um dos maiores desafios para a conservação dos recursos naturais e o desenvolvimento sustentável. Evidências empíricas sugerem que o estabelecimento de espécies não nativas em uma área pode ser afetado por uma vasta gama de fatores bióticos e abióticos, incluindo as características das espécies e do meio receptor. Neste cenário, a pressão de propágulos tem sido demonstrada como variável fundamental na determinação do sucesso de invasão, sendo observado relações entre o aumento do número de indivíduos introduzidos e a probabilidade de uma população sobreviver e se estabelecer no ambiente. De maneira particular os ecossistemas aquáticos estão sofrendo um considerável aumento da pressão de propágulos de espécies não nativas devido ao crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos nas últimas décadas, em especial peixes. No âmbito da aquicultura brasileira a espécie não nativa Oreochromis niloticus (Tilápia do Nilo) é a espécie mais produzida e amplamente introduzida nos ambientes aquáticos continentais, sendo associada à diminuição dos estoques nativos e extinção de espécies. Neste contexto, nossa proposta visa quantificar a pressão de propágulos da espécie não nativa Oreochromis niloticus decorrente de escapes da atividade de aquicultura em tanque escavado, assim como avaliar método de contenção de escapes e mitigação de impactos. Dois experimentos serão realizados utilizando propriedades aquícolas com diferentes capacidades de produção como unidades experimentais. Será mensurado a pressão de propágulos sobre o corpo hídrico receptor ao longo de um ciclo produtivo do setor aquícola, bem como avaliado a eficiência de método de contenção de escapes. O presente trabalho fornecerá informações importantes para futuro desenvolvimento de modelos preditivos do aumento da pressão de propágulos e riscos de invasão biológica perante a expansão da aquicultura.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Aloisio Pessoa de Araujo

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • métodos quantitativos de equilíbrio geral e outros para analisar políticas monetárias, taxação e crescimento
  • Serão desenvolvidos e aplicados métodos de equilíbrio geral com teoria da decisão, simulação e métodos empíricos para analisar problemas de macroeconomia de curto prazo com fragilidade fiscal, bem como problemas de crescimento econômico. Em particular, serão realizados estudos empíricos a respeito da legislação de falência. Serão analisados também questões de taxação e desigualdade e bem-estar econômico.
  • Fundação Getúlio Vargas - RJ - Brasil
  • 10/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alsones Balestrin

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • ecossistemas regionais de startups (ers): criação, atração e performance de empreendimentos intensivos em conhecimento
  • Desde a década de 1990, a inovação assume características interativas, configurando-se como um processo colaborativo. Nesse contexto, os ecossistemas de inovação e de empreendedorismo ganham proeminência entre pesquisadores e formuladores de políticas públicas por sua capacidade de reunir diferentes atores em um processo de colaboração e complementaridade de recursos. Para a economia regional, os ecossistemas contribuem para a geração de empregos, riqueza e desenvolvimento tecnológico, especialmente através do fomento à criação e ao desenvolvimento de novos empreendimentos intensivos em conhecimento - as startups. Surge, então, uma questão central para o setor acadêmico e empresarial, além dos formuladores de políticas públicas: como uma região pode fortalecer a sua capacidade de criar, atrair e desenvolver startups? Estudos indicam que a capacidade das economias gerarem novas startups está relacionada às características e aos recursos presentes nos Ecossistemas Regionais de Startups (ERS). Assim, este projeto busca propor um modelo teórico-empírico sobre a configuração dos elementos e recursos presentes nos ERS que possibilitam a criação, atração e desenvolvimento de empreendimentos intensivos em conhecimento. Entender como as diferentes características de um ERS influencia a performance de empreendimentos intensivos em conhecimento ganha importância no cenário brasileiro e mundial, principalmente pelo fato do desenvolvimento econômico e social de uma país estar intimamente relacionado à pujança de suas startups. A contribuição central deste projeto reside na apresentação de um modelo que contribua para a dinâmica de criação, atração e desenvolvimento de novos empreendimentos intensivos em conhecimento. Para tanto, será empreendida uma pesquisa Quanti-Quali em diferentes ecossistemas regionais de startups no Brasil. Para fins de análises comparativas, também serão coletados dados quantitativos secundários e dados qualitativos primários no exterior.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Altair Antoninha Del Bel Cury

Ciências da Saúde

Odontologia
  • desempenho clínico, funcional e mecânico de infraestruturas de poliéter-éter-cetona (peek) para próteses parciais removíveis
  • O fluxo digital para planejamento e execução de próteses parciais removíveis (PPRs) possibilita menor tempo clínico, maior precisão e reprodutibilidade. O Poliéter-éter-cetona (PEEK) tem se destacado como alternativa às ligas de Cobalto-Cromo (Co-Cr), por possuir excelentes propriedades físicas e mecânicas. Assim, os objetivos do projeto são avaliar o desempenho mecânico e a adaptação de infraestruturas de PPRs confeccionadas com PEEK para a reabilitação de pacientes classe I de Kennedy mandibular por meio de estudos in vitro e in silico. Além disso, desenvolver um ensaio clínico randomizado (ECR) para comparar o desempenho clínico, funcional e a percepção do paciente frente ao tratamento com PPRs com infraestruturas de PEEK e de Co-Cr. Modelos virtuais de PPRs com infraestruturas de Co-Cr e PEEK serão construídos, e a distribuição de tensões será avaliada por meio da análise de elementos finitos. Em acréscimo, infraestruturas de PEEK e Co-Cr serão avaliadas quanto a sua adaptação, e confiabilidade de falha pelo teste de fadiga acelerada progressiva (SSALT). Para o ECR, 34 pacientes edêntulos totais maxilares e classe I de Kennedy mandibular serão selecionados e reabilitados com próteses novas. Os pacientes serão randomizados quanto ao tipo de infraestrutura da PPR, fabricadas em Co-Cr e em PEEK. A partir do escaneamento 3D do modelo de trabalho, serão realizados o desenho virtual e a manufatura subtrativa para infraestruturas em PEEK, e impressão 3D de padrão em resina para fundição das infraestruturas em Co-Cr. Durante 24 meses após instalação das próteses, os pacientes serão avaliados quanto a saúde periodontal; alterações nas dimensões do rebordo residual através de escaneamentos 3D e radiografias panorâmicas; função mastigatória; satisfação e qualidade de vida relacionada à saúde oral; e todos os eventos de manutenção e complicações protéticas serão registradas. Após análise descritiva dos dados os testes estatísticos apropriados serão aplicados.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Álvaro Campos Cavalcanti Maciel

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • desenvolvimento tecnológico e aplicabilidade clínica de dispositivos vestíveis para monitoramento remoto da saúde e funcionalidade de idosos comunitários
  • O avanço da tecnologia tornou-se um importante aliado na criação de novas medidas e estratégias de monitoramento remoto e contínuo do estado funcional de indivíduos, permitindo a população acesso a serviços baseados em novos paradigmas, modificando a forma como os profissionais monitoram, coletam e usam dados de usuários, otimizando assim, o cuidado com o indivíduo. Os dispositivos vestíveis (wearables) são capazes de extrair informações sobre o usuário, podendo ser um importante instrumento para avaliar de forma continua e remota dados pertinentes da funcionalidade e saúde do idoso. Nessa categoria de dispositivos vestíveis, podemos encontrar os smartwatches que, dada a sua aplicabilidade e versatilidade, têm sido usados em algumas pesquisas para extrair informações como frequência cardíaca, dados de sono, passos, calorias gastas por dia, entre outras. É neste cenário que a presente pesquisa objetiva utilizar esse aparato tecnológico, o smartwatch, para o monitoramento remoto em tempo real de dados fisiológicos dos idosos comunitários residentes em Parnamirim–RN, que fazem parte do Projeto PRO-EVA (www.proeva.ccs.ufrn.br) e correlacionar esses dados do dispositivo vestível com os dados coletados pela Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, e assim, apontar indicadores do processo saúde/doença, identificando as alterações inerentes do processo de envelhecimento que podem estabelecer um maior risco a declínios funcionais na vida do idoso. Essa pesquisa visa beneficiar e contribuir para os cuidados à parcela da população que mais cresce e demanda atenção em nosso país. Através dessa iniciativa, podemos estabelecer novas medidas e estratégias em fisioterapia geriátrica que possam melhor assistir à população e também contribuir para o aumento no conteúdo científico a partir dessa abordagem, tendo em vista a escassez de pesquisas no âmbito nacional e internacional do uso da tecnologia vestível para monitoramento remoto e em tempo real da saúde do idoso.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025