Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Tatyana Mabel Nobre Barbosa

Ciências Humanas

Educação
  • edição biográfica: políticas e práticas editoriais para publicação de textos memorialísticos
  • Para Chartier, um livro só se configura como tal após sua publicação. O que, em certa medida, é uma visão partilhada por Nuno Medeiros, quando, a partir de uma perspectiva da sociologia da edição, concebe essa como um conjunto de ações deliberadas e intencionais de intervenção. Tem-se, portanto, o processo editorial como mediador de ações partilhadas entre o autor e diversos outros sujeitos e esferas: editor, diagramador, ilustrador, revisor, mercado editorial e público-leitor. Tomadas essas considerações iniciais, perguntamos: a partir de quais parâmetros ocorre o processo editorial de uma obra? Quais são as práticas editoriais efetivamente empregadas no processo de edição das obras e como elas traduzem a política editorial? Essas questões são centrais em nossa pesquisa e servem para orientar nossa investigação, tomando a especificidade da edição de obras biográficas, particularmente, àquelas que constituem o corpus deste projeto: 1. um livro de assentos (1924-1968; 70 páginas); 2. o copião de um livro de memórias (1990-2010; 342 páginas), produzidos, respectivamente, por pai e filho, como projeto de transmissão intergeracional da escrita e inventário familiar da vida pública e privada de uma cidade do sertão nordestino; e 3. o diário do editor (2016-; 70 páginas), produzido por nós enquanto editora dos textos supracitados, em razão do registro e acompanhamento da edição para publicação. Partimos das questões iniciais e, em função da especificidade discursiva do gênero biográfico, adotamos a seguinte questão de pesquisa: quais parâmetros devem singularizar as práticas editoriais do gênero biográfico? Para isso, apoiamos nossa pesquisa nos estudos sobre edição e na pesquisa autobiográfica, que nos permitirá conhecer nas especificidades do gênero, a fim de elaborar orientações editoriais em sua consonância. Para a identificação dos parâmetros editoriais, analisaremos o diário do editor, a partir do qual poderemos elaborar categorias empíricas relativas às políticas e práticas editoriais para textos memorialísticos. Nesse sentido, estimamos que esta pesquisa aprofunde os estudos sobre as políticas e práticas editoriais de textos biográficos, identificando e criando, assim, uma série de parâmetros orientadores para sua edição. Esses resultados são fundamentais para a história e cultura locais, tendo em vistas o papel da edição como mediadora da memória da cidade objeto dos textos biográficos constitutivos do nosso corpus.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tayroni Francisco de Alencar Alves

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo de surtos epidêmicos em redes através de processos epidêmicos difusivos com imunidade permanente
  • Nós consideramos o processo epidêmico difusivo com indivíduos removidos ou recuperados (Modelo DEPR), que consiste na presença de partículas difusivas em uma rede de nós conectados simulando o espalhamento de uma infecção. Na dinâmica, o contágio só pode acontecer se em um mesmo nó da rede, estão presentes ao mesmo tempo, ao menos uma partícula suscetível e ao menos uma partícula infectada. A principal modificação que pretendemos considerar, é a possibilidade de uma partícula adquirir imunidade permanente (ou morrer), sendo excluída da dinâmica. Incluindo a imunidade permanente, o sistema sempre evoluirá para uma fase absorvente. Partindo de apenas uma partícula infectada (paciente zero), escolhida aleatoriamente dentre a população, podemos simular um surto epidêmico em uma população não sedentária. Nossos resultados preliminares mostram que existe uma transição de fase de um regime não-epidêmico para um regime epidêmico, aumentando-se o tamanho da população inicial. Desta forma, nós propomos usar um processo estocástico para investigar o comportamento crítico do modelo, acoplado a redes bidimensionais. Esperamos que o comportamento crítico esteja na classe de universalidade da percolação dinâmica e que o sistema na transição, tenha comportamento independente do tamanho da rede, i.e. da escala adotada.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Telma Cristina Ferreira Fonseca

Engenharias

Engenharia Nuclear
  • estudar a distribuição de radiação de baixa energia proveniente das nanopartículas de 198au e 102pd para melhoria dos protocolos de tratamentos de câncer
  • Tratamentos radioterápicos emergentes, incluindo terapia mediada por partículas, terapia de hádrons ou radiossensibilização de células por nanopartículas de alto número atômico exigem a determinação teórica da trajetória da radiação em nanoescala. Isso é importante para avaliar o dano de radiação em níveis celular e de DNA. A dificuldade em calcular a energia depositada ou monitorar a trajetória destas partículas se torna um desafio da parte experimental. Para contribuir com a parte experimental em estudos de pesquisas sobre tratamentos de câncer, diversos códigos computacionais estão disponíveis, como PTra, PARTRAC, KURBUC, TRAX, RITRACKS. Estes códigos podem ser usados ​​para calcular a deposição de energia na escala nanométrica, modelando trajetórias de partículas ou fótons de radiação ionizante, interação-por-interação (“evento por evento”), tipicamente em meio gasoso ou água líquida, para simular os sistemas biológicos. Desde 2007, o Geant4 oferece modelos físicos para descrever as interações de partículas em água líquida no nível nanométrico através do pacote Geant4-DNA. A presente versão deste software permite a implementação de geometrias atomísticas de uma grande variedade de macromoléculas, disponibilizadas diretamente do banco de dados de proteínas (http://www.rcsb.org). Um dos exemplos de modelagem do Geant4-DNA fornece o “pdb4dna” (http://pdb4dna.in2p3.fr) o qual demonstra o uso de modelos de proteínas do banco de dados de macromoléculas. Geralmente em solução, o DNA assume a conformação B, mas quando há pouca água disponível para interagir com a dupla hélice, o DNA assume a conformação A-DNA e a forma Z-DNA apresenta seu sentido de rotação para a esquerda. Em um estudo realizado por Semsarha et al. 2015, verificou-se que a conformação do B-DNA tem menor sensibilidade tanto para quebras de fita simples (do inglês, Single Strand Breaks (SSB) quanto para quebras de fita dupla (do inglês, Double Strand Breaks DSB), enquanto o A-DNA tem alta sensibilidade para a ocorrência de SSB e Z-DNA tem alta sensibilidade para a ocorrência de DSB. Este projeto propõe a modelagem de modelo atomístico de alta resolução de B-DNA que inclui dupla hélice de DNA, Nucleossomes, fibras de Cromatina, laços de Cromatina, territórios cromossômicos, esferas nanométricas de células realistas ou modelos tumorais com nanopartículas radioativas de 198Au ou 102Pd posicionadas no centro da esfera usando o código computacional Geant4-DNA com o objetivo de estudar os vários efeitos biológicos. Para a terapia mediada por nanopartículas, os Kernels de Ponto de Dose (do inglês, Dose Point Kernel, DPK) e o valor S são os dois principais parâmetros importantes para a estimativa de dose, onde o DPK é a distribuição de energia radial de fontes isotrópicas pontuais de elétron e o parâmetro S é a dose alvo por unidade de atividade acumulada. O modelo de DNA é usado para medir o SSB, DSB e a razão DBS / SSB. O Valor S e o DPK serão calculados por simulação computacional para contabilizar a dose depositada em nível celular ou molecular, o que não é possível realizar experimentalmente. Além disto, será realizada a modelagem de phantoms esféricos de células tumorais utilizando MCNPx, EGSnrc e PENELOPE para estudar a dose depositada na periferia das nanopartículas e a dose depositada no simulador esférico com micro dimensões. Fazer a intercomparação destes resultados de simulações com diferentes códigos nos permite avaliar o que melhor atende as necessidades para os diversos casos propostos neste projeto de pesquisa. Para a validação dos modelos computacionais, os resultados serão comparados com resultados experimentais. Estes últimos serão obtidos irradiando-se culturas celulares com nanopartículas funcionalizadas com epigalocatequina-galato (EGCG) in vitro e estimando as doses de radiação. Este projeto conta com a colaboração do Prof. Kattesh V. Katti, do departamento de radiobiologia da Universidade de Missouri, Nanotecnologia do Câncer, EUA e o Prof. Ademar Benévolo Lugão, do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (CNEN / IPEN), São Paulo, SP - Brasil para os resultados experimentais.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Telma Ferraz Leal

Ciências Humanas

Educação
  • heterogeneidade e alfabetização: concepções e práticas
  • A problemática da alfabetização no Brasil tem sido abordada por pesquisadores de diferentes correntes teóricas e sob múltiplas perspectivas. Há, no entanto, questões ainda pouco abordadas ou insuficientemente discutidas. Uma delas diz respeito ao modo como a heterogeneidade dos estudantes é concebida em documentos curriculares, livros didáticos e no discurso dos professores, assim como os modos como os docentes lidam com tal fenômeno na prática cotidiana. Tal temática é de fundamental importância porque os dados de avaliação no país ainda evidenciam grandes distorções e desigualdades na apropriação da escrita e da leitura. Crianças e adultos ainda frequentam as escolas sem terem acesso a conhecimentos que garantam suas inserções em práticas sociais letradas. Obviamente, variadas causas precisam ser consideradas, como as distorções nas condições socioeconômicas das regiões brasileiras, as condições precárias de trabalho dos professores, problemas na formação dos profissionais, estratégias pedagógicas inadequadas, dentre outras. No bojo dessas questões, uma das razões possíveis para tais resultados é a falta de estratégias pedagógicas para lidar com as múltiplas heterogeneidades entre os estudantes. Desse modo, objetiva-se investigar as concepções sobre heterogeneidade e sobre heterogeneidade no contexto da sala de aula presentes em teses, dissertações, artigos de periódicos, documentos curriculares, livros didáticos, assim como as estratégias docentes para lidar com tal fenômeno em sala de aula dos anos iniciais do Ensino Fundamental, no ensino da leitura e da escrita em contextos de escolas do campo e da cidade. A metodologia do estudo será diversificada, considerando as diferentes fases da pesquisa. Inicialmente será realizado um estudo bibliográfico em que teses, dissertações e artigos de periódicos serão analisados com o objetivo de fazer um levantamento do estado da arte e apreender as concepções sobre heterogeneidade presentes nos documentos. Depois, serão analisados cinco documentos curriculares de capitais brasileiras e três documentos curriculares de outros municípios pernambucanos, buscando-se identificar as concepções presentes nestes documentos acerca da heterogeneidade em sala de aula e as orientações aos professores sobre tal questão. Na terceira fase, três coleções de livros didáticos destinadas ao ciclo de alfabetização (aprovadas pelo PNLD e PNLD-campo) serão analisadas, para identificação, no manual do professor, de conceitos ou discussões sobre tal temática e de orientações aos professores sobre como lidar com a heterogeneidade nas diferentes atividades de leitura e escrita propostas, e no livro do estudante, como temas relativos à diversidade / heterogeneidade são abordados. Na quarta fase serão realizadas observações de aulas para investigar que estratégias didáticas são utilizadas pelos professores do campo e cidade para lidar com a heterogeneidade no ensino da leitura e da escrita.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Telmo Mota Ronzani

Ciências Humanas

Psicologia
  • estudo multicêntrico internacional sobre a efetividade de uma intervenção para redução de estigma sobre usuários de álcool e outras drogas
  • O estigma em relação aos usuários de drogas influencia negativamente os resultados das intervenções em saúde. Embora a estigmatização desses usuários seja amplamente observada na sociedade, é preocupante que o estigma seja semelhante entre profissionais da saúde. É necessário avançar em relação ao desenvolvimento de estratégias para a redução do estigma, sobretudo junto a esses profissionais. Será realizado um estudo multicêntrico internacional quase-experimental, no qual será desenvolvida, implementada e avaliada uma nova intervenção para a redução do estigma de profissionais da saúde em relação aos usuários de drogas. Os pesquisadores da instituição proponente irão capacitar os centros colaboradores nacionais e de cinco países para replicarem a intervenção e garantir a padronização do estudo. Será selecionada em cada centro colaborador uma amostra de 50 sujeitos, que participarão da intervenção (GI), sendo 25 de serviços especializados em álcool e outras drogas e 25 de atenção primária à saúde. Em seguida, serão selecionados mais 50 sujeitos para o Grupo Controle (GC), com a mesma composição do GI, de modo a tentar torná-los equivalentes com relação às variáveis de interesse. A amostra total será de 500 profissionais. Com relação à intervenção, serão adotadas estratégias educacionais e de contato reconhecidas na literatura e que serão também vinculadas às técnicas dos manuais da Terapia de Aceitação e Compromisso. Os resultados serão analisados por meio de metodologias quantitativas e qualitativas, separadamente e em conjunto com outros centros, fortalecendo uma rede latinoamericana sobre drogas na Argentina, Brasil, Colômbia, México e Uruguai.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Têmis Maria Félix

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • registo nacional de doenças raras
  • No Brasil, o Ministério da Saúde estabeleceu a Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras (PNAIPDR) no âmbito do SUS em 2014. Até o momento foram habilitados nove Serviços de Referência em Doenças Raras, um número considerado insuficiente para atender a demanda na nossa população. A grande maioria dos casos são atendidos em Hospitais Universitários( HU), porém não há conhecimento se os recursos humanos e tecnológicos são adequados no atendimento de Doenças Raras. Apesar do avanço no diagnóstico, principalmente devido às novas tecnologias e a recente estruturação do atendimento de DR no Brasil, ainda faltam dados epidemiológico sobre estas afecções, e estes, quando existentes, restringem-se a doenças específica. O objetivo deste projeto é realizar um inquérito de representatividade nacional acerca da epidemiologia, quadro clínico, recursos diagnósticos e terapêuticos empregados e custos em indivíduos com doenças raras de origem genética e não genética no Brasil. Será estabelecida uma Rede Nacional de Doenças Raras composta por Hospitais Universitários, pertencentes a rede EBSERH e outros HU, Serviços de Referência em Doenças Raras e Serviços de Triagem Neonatal. Um estudo ambispectivo será realizado (o restrospectivo correspondentes aos atendimentos de 2018 e 2019 e prospectivo). O instrumento de coleta de dados vai usar um protocolo padrão com dados sócio-demograficos, clínicos e aspectos clínicos e de diagnóstico de acordo com ontologia internacional.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 01/01/2020-31/12/2021
Foto de perfil

Temístocles Américo Corrêa Cezar

Ciências Humanas

História
  • usos políticos do passado, usos públicos da história. laboratório de pesquisas historiográficas
  • O Laboratório de Pesquisas Historiográficas visa a construir um espaço permanente de debate e estímulo à pesquisa sobre os Usos políticos do passado. Usos públicos da história. Composto por um amplo grupo de pesquisadores do Brasil e do exterior, seu objetivo principal é o de produzir reflexões teóricas comparadas com o propósito de contribuir com propostas de análises e intervenções efetivas para a sociedade, tais como produção de livros, eventos acadêmicos, exposições, material de divulgação em várias mídias.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Teógenes Senna de Oliveira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • evolução do uso do solo com pastagens e os impactos sobre a matéria orgânica do solo em ambientes de transição cerrado-floresta amazônica
  • A conversão de terras em pastagens é comum na região Amazônica do Brasil, cujas repercussões da alteração do equilíbrio natural existente promove alterações nos recursos bióticos e abióticos, alguns possivelmente irreversíveis. O projeto proposto visa avaliar a evolução do uso do solo na bacia hidrográfica do rio Lontra, no estado de Tocantins, no período de 1984 a 2015, em área caracteristicamente de transição entre a vegetação de Cerrado e Floresta Amazônica. Pretende-se também avaliar os impactos que estas alterações promoveram sobre o solo por meio da avaliação do comportamento da matéria orgânica do solo, suas frações e compostos bioquímicos que a compõe. Imagens de satélite dos anos de 1984, 1995, 2004 e 2015 serão selecionadas e avaliadas com o uso de técnicas de geoprocessamento objetivando identificar as alterações ocorridas sobre a cobertura vegetal ao longo do tempo, assim como avaliar a degradação das pastagens a partir de variáveis previamente selecionadas e checadas em condições de campo. A partir de seleção de áreas com diferentes níveis de degradação ou, então, com diferentes tempos de uso, terão sua classe de solo identificadas e o solo amostrado. Essas amostras serão analisadas quanto a aspectos químicos, físicos e mineralógicos, com especial ênfase a avaliação do comportamento da matéria orgânica e suas frações. Espera-se, com os resultados obtidos, identificar a dinâmica de ocupação das terras na bacia do Lontra, a degradação eventual das terras, utilizando variáveis relacionadas a matéria orgânica do solo, considerada como uma das principais componentes do solo que refletem sua sustentabilidade. Os resultados obtidos nesse projeto possuem uma ampla possibilidade de extrapolação para situações semelhantes, pois devem refletir alterações passíveis de ocorrerem em outras situações na região, considerando as variações geoambientais ocorrentes na bacia do Lontra-TO.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Terciane Sabadini Carvalho

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • expansão agrícola, mudanças no uso da terra e emissões: simulações e projeções para a amazônia legal brasileira
  • As discussões em torno das causas e consequências das mudanças climáticas colocaram a Amazônia Legal Brasileira como alvo de medidas de mitigação. O governo brasileiro propôs uma meta de redução voluntária de emissões de gases de efeito estufa (GEE) em seu Plano Nacional sobre a Mudança do Clima (PNMC, 2008), incluindo a redução do desmatamento em 80% até 2020. Essa meta foi alcançada em 2014 e discute-se a possibilidade de se alcançar uma taxa de desmatamento zero até 2030. Esse tipo de política de conservação florestal reduziria a possibilidade de expansão da área agriculturável na região via desmatamento. Como as principais atividades econômicas da Amazônia são agrícolas, o estudo da avaliação dos efeitos desencadeados por essas políticas se torna relevante. Concomitantemente, deve-se avaliar as possibilidades alternativas de geração de renda para as diferentes regiões da Amazônia por meio de programas de compensação, como o REDD+ (Reducing Emissions from Deforestation and Forest Degradation and Enhancement of Carbon Stocks). Neste contexto, esta proposta de pesquisa pretende utilizar, como instrumental metodológico, um modelo de equilíbrio geral computável inter-regional dinâmico, chamado REGIA (Inter-Regional General Equilibrium Model for the Brazilian Amazon), capacitado para a aplicação de diferentes simulações e projeções para a Amazônia Legal Brasileira. Pretende-se atualizar a base de dados do modelo e incluir uma base de emissões. Pretende-se também incorporar um um módulo teórico para tratar as emissões por mudanças no uso da terra. Entre os principais objetivos, têm-se: i) construir um cenário de referência para a projeção de emissões decorrentes de um cenário econômico sem políticas de controle; ii) construir um cenário alternativo para estudar os impactos econômicos, de emissões e de uso da terra decorrentes de uma política de desmatamento zero na região; iii) inserir um módulo de emissões por mudanças no uso da terra para verificar o potencial de redução de emissões no cenário alternativo; iv) verificar as possibilidades de geração de REDDs com o desmatamento evitado; e v) mapear as emissões de CO2 nas diversas mesorregiões da Amazônia.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Terencio Rebello de Aguiar Junior

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • avaliação da vegetação ripária em projetos de reabilitação florestal e produção de água em apps do rio joanes e rio jacuípe – ba.
  • Zonas ripárias desempenham diversas funções hidrológicas e ecológicas, através de diversos mecanismos como escoamento direto em microbacias, aumento da quantidade e qualidade físico-química e biológica da água, ciclagem de nutrientes e interação direta com o ecossistema aquático, o que promove um aumento da biodiversidade aquática. Outros estudos também têm apontado para os possíveis benefícios da vegetação ripária, como zona tampão de poluentes agrícolas e industriais para ecossistemas aquáticos. No entanto, outros estudos têm colocado em dúvida a sua utilização como filtro ecológico, devido à falta de trabalhos que indiquem em quais larguras, tipos de vegetação e condições seus efeitos como filtro são efetivos. O presente projeto visa o estudo da utilização de zonas ripárias em projetos de reabilitação florestal como fator para produção e melhoria da qualidade da água em um manancial destinado ao abastecimento humano, visando também a redução de custos de tratamento por empresas de saneamento e também para as comunidades envolvidas. O trabalho será realizado na bacia do Rio Joanes e Jacuípe situados no litoral norte da Bahia, com o apoio da Empresa Baiana de Águas e Saneamento – EMBASA, Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA-BA e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022