Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sebastiao de Campos Valadares Filho

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • inct de ciência animal
  • A criação do INCT-CA em 2009 permitiu a estruturação das instituições participantes e a melhoria na formação de recursos humanos, na qualidade das pesquisas produzidas e na transferência de tecnologia para a sociedade, além de forte internacionalização da pesquisa. O INCT-CA foi proposto com 7 Instituições de pesquisa, sendo ao final acrescidas mais 3, cujos detalhes podem ser visualizados em www.inctca.ufv.br. As atividades de pesquisa foram conduzidas em cinco redes: Rede 1 - Pesquisa em Avaliação de Alimentos; Rede 2 - Nutrição e Produção de Ruminantes Rede 3 – Nutrição e Produção de Monogástricos; Rede 4 - Avaliação Genética Quantitativa e Molecular em Animais de Produção, e Rede 5 – Avaliação e Redução de Gases de Efeito Estufa na Pecuária, destacando-se que esta rede foi a última criada, não sendo possível sua conclusão. Ao final dessa chamada, todas as principais metas foram concluídas. A continuidade do Instituto aumentará a interação de grupos de pesquisa no Brasil uma vez que a nova proposta apresenta a formação de um grupo muito maior, constituído de 24 Instituições de todas as regiões do país (norte a sul), com aproximadamente 100 pesquisadores, demonstrando o grande sucesso do primeiro INCT-CA. Tal fato demonstra ainda que a condução de pesquisa em rede é um processo excelente e que deve ser adotado para todas as áreas do conhecimento, uma vez que estimula a cooperação científica e o uso compartilhado de laboratórios e equipamentos, e permite gerar produtos de alta qualidade e de amplo acesso para a sociedade brasileira. As Instituições envolvidas são EMBRAPA; EPAMIG; UESB; UESC; UFBA; UFC; UFGD; UFLA; UFMG; UFMT-CUIABÁ; UFMT-SINOP; UFPB; UFPI; UFRA; UFRB; UFRPE; UFSJ; UFV; UFVJM; UNESP-BOT.; UNESP-JAB.; UNIMONTES; UNIOESTE; USP-PIR. Assim, o INCT-CA propõe nova estrutura em 7 redes que serão resumidamente destacadas abaixo. Rede 1: Desenvolvimento, otimização e normatização de métodos para avaliação de alimentos e desempenho animal, coordenada por Edenio Detmann – UFV; Produto Principal: Manual de analises de alimento (versão 2.0) em português e inglês e um Manual de procedimentos experimentais. Rede 2: Avaliação de Exigências Nutricionais de animais de produção, coordenada por Sebastião C. Valadares Filho – UFV; Produtos: Publicar a 3a edição do BR-CORTE e atualizar o software BR-Corte 2.0. Publicar a 1a edição do BR-LEITE e desenvolver o Sistema Brasileiro de Exigências Nutricionais de Pequenos Ruminantes. Rede 3: Estudo da biologia muscular e qualidade de carne em sistemas tropicais, coordenada por Simone Eliza Facioni Guimarães – UFV. Produtos: Agregação de valor na qualidade da carne de suínos, aves e ruminantes em sistemas tropicais de produção para atender as demandas da indústria e do mercado consumidor interno e externo e estruturação de laboratório multiusuário de proteômica e biologia estrutural. Rede 4: Avaliação e redução do impacto ambiental pela atividade pecuária nos trópicos, coordenada por Telma Teresinha Berchielli–UNESP/Jaboticabal. Produtos: Estabelecimento de métricas para pegada de carbono em propriedades e leite e corte e Publicação do inventário de gases do efeito estufa em sistemas pecuários no Brasil. Rede 5: Realização de estudos sobre microbiologia zootécnica,coordenada por Odilon Gomes Pereira – UFV. Produtos: Elaboração do manual de práticas de manejo de silagem e desenvolver cepas para aplicação biotecnologica em diferentes processos fermentativos. Rede 6: Avaliação de Alimentos funcionais e aditivos melhoradores de desempenho animal,coordenada por Paulo Borges Rodrigues – UFLA. Produto: Manual de uso de aditivos para alimentação de animais ruminantes e não-ruminantes. Rede 7: Avaliação e seleção de bovinos leiteiros nos trópicos, coordenada por Cláudio Nápolis Costa – EMBRAPA/Gado de leite. Produtos: Sumários de Touros com resultados das avaliações genéticas nas raças Gir Leiteiro, Guzerá, Girolando e Holandesa; Painel customizado para target sequencing de genes reguladores do metabolismo de lipídios na glândula mamária; e Identificação de marcadores moleculares para a resistência ao carrapato e à mastite para utilização nos programas de melhoramento genético das raças zebuínas e Girolando. Além dos produtos citados acima, espera-se a conclusão da orientação de aproximadamente 300 dissertações/teses, a orientação de centenas de bolsistas de iniciação científica e de apoio técnico e a publicação de centenas de artigos científicos em periódicos de elevado fator de impacto. Como contribuição geral, espera-se que os resultados obtidos dentro de cada uma destas redes possam gerar padronização de análises de alimentos, desenvolver novos métodos de pesquisa científica; publicar tabelas de exigências nutricionais para gado de corte, gado de leite e caprinos e ovinos que devem auxiliar todo o setor produtivo nacional. Além disso pretende-se entender o desenvolvimento muscular e qualidade de carne em bovinos, suínos e aves para atender demandas da agroindústria por carne de qualidade; reduzir o impacto ambiental pela atividade pecuária nos trópicos, apresentando estratégias de mitigação de metano entérico e estratégias de suplementação e manejo de pastagens em sistemas integrados para aumentar o estoque de carbono no solo. Também serão feitas prospecção de microrganismos e avaliação de silagens em condições tropicais e avaliação funcional do bioma de ruminantes com a finalidade de obter novos inoculantes e entender o crescimento microbiano ruminal; estudar alimentos funcionais e aditivos melhoradores de desempenho animal e melhorar a avaliação e seleção de bovinos leiteiros nos trópicos.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 28/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Sebastião Elielton da Silva Ferreira

Ciências Humanas

Filosofia
  • jornada científica estadual - exposição de cientistas notáveis acrianos
  • Realizar a Jornada cientifica no Estado, promovendo as ações de difusão científica desenvolvidas anualmente pelas instituições de CT&I, através da disseminação de atividades de popularização da ciência com foco na promoção e a inclusão social, prioritariamente estudantes de baixa renda, em todos os níveis escolares, em comunidades periféricas, indígenas, ribeirinhas e municípios isolados. Dentro dessa realidade esse projeto visa o enriquecimento sustentável da população amazônica do Acre ao mesmo tempo em que se preserva e respeita as leis ambienteis vigentes no país e se promove a geração de riquezas para as comunidades tradicionais com a divulgação de áreas protegidas e visitação destas. Enfatizar a importância da continuidade do desenvolvimento cientifico e sustentável e mostrar através de ações conjuntas a efetividade e a eficácia do evento.
  • Governo do Estado do Acre - AC - Brasil
  • 29/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Sebastião Elielton da Silva Ferreira

Outra

Divulgação Científica
  • semana estadual de ciencia e tecnolgia do acre 2020
  • A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Acre tem sido fundamental para consolidar um ambiente de interação das instituições de C&T, ao longo das últimas edições nota-se um gradativo aumento de parceiros que demonstra um cenário propício ao crescimento e interiorização das atividades. Ao longo dos anos o Governo do Estado do Acre segue avançando progressivamente excedendo as metas anualmente estabelecidas. No Acre, a rede de Parceiros vem se consolidando nos últimos três anos e isso tem sido fundamental para que estes resultados tenham sido alcançados. O objetivo principal do projeto foi da necessidade de suprir as demandas da sociedade relativas ao conhecimento científico, através da divulgação e popularização da ciência, para isso, unem-se forças com a Secretaria de Estado de Educação, Universidade Federal do Acre, Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Inovação do Acre, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, União Educacional do Norte, Faculdade Meta, Faculdade da Amazônia Ocidental, Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas e demais entidades governamentais, para promover a Semana Estadual de Ciência e Tecnologia. Há que se destacar que estes eventos só puderam ser efetivados através do aporte de recursos financeiros do CNPq, tendo em vista que esta Secretaria não dispunha de contrapartida para a execução da feira, exceto a de recursos humanos, relativas à equipe técnica da Comissão de Organização do Evento. Se tornando o elemento integrador e viabilizador de ciência e tecnologia do Estado do Acre por meio da promoção e articulação de atividades de P&D&I com uso intensivo de conhecimento, alavancando a interação entre instituições de ensino e pesquisa. Tornando em mais um ano, a consolidação do núcleo gerador de soluções tecnológicas e inovadoras voltadas para a construção de um futuro com sustentabilidade e justo para toda a sociedade. A Snct segue avançando progressivamente excedendo as metas anualmente estabelecidas. A rede de Parceiros vem se consolidando nos últimos três anos e isso tem sido fundamental para que estes resultados tenham sido alcançados. Há que destacar que o Estado possui cerca de 54.919 estudantes em cursos de graduação matriculados (MEC/INEP/DEAES 2018), a atenção dedicada sob seus aspectos educacionais deixam em evidência o grande impacto social e a indiscutível atuação direta em cada indivíduo, promovendo a integração de eventos que geralmente são individualmente organizados por cada instituição, unificando em um mesmo ambiente um grande número de trabalhos científicos. Dessa forma, a Semana Estadual de Ciência e Tecnologia é o vínculo que agrega todos estes atores em um mesmo cenário, trazendo a comunidade para dentro da academia, promovendo a transferência de conhecimentos científicos, promovendo a interação e a inclusão social.
  • Governo do Estado do Acre - AC - Brasil
  • 22/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Sebastiao Mardonio Pereira de Lucena

Engenharias

Engenharia Química
  • estruturas metalorgânicas como nanocarreadores de fármacos para tratamento de cancer
  • O tratamento de doenças oncológicas através de quimioterapia apesar de eficientes, sofrem de baixa especificidade e elevada toxidade para as células saudáveis. Uma possivel estratégia para lidar com este problema consiste no uso de partículas manométricas com capacidade de reter a droga (nanocarreadores), atravessar os tecidos saudáveis, acumulando-se no tecido afetado. Recentemente, foi comprovado que estruturas metalorgânicas (MOFs) são capazes de armazenar e liberar de forma controlada varias classes de fármacos. Os MOFs são materiais híbridos formados a partir da combinação de clusters inorgânicos e ligantes orgânicos. Devido à grande disponibilidade de diferentes clusters metálicos e ligantes orgânicos, uma quantidade crescente de MOFs vem sendo sintetizada e testada para uso em nanomedicina. Apesar do número consistente de exemplos bem sucedidos, o mecanismo de retenção e liberação nesta peneiras ainda é desconhecido. Esta proposta tem como objetivo investigar através de simulação molecular a interação fármaco-MOF de forma viabilizar a aplicação desta nanotecnologia em medicina. Serão aplicadas técnicas de Monte Carlo, dinâmica molecular e quânticas (DFT) para caracterização em larga escala de fármacos em estruturas de MOFs biocompatíveis quanto a sua capacidade de retenção/liberação. Reavaliações experimentais de quantidade retida serão implementada quando necessário. Os sistemas fármaco/MOF mais promissores serão examinados para identificação de sítios de adsorção, calores de adsorção e deslocamento quadrático médio. Para este estudo serão desenvolvidos novos conjuntos de campos de força para MOFs e um algoritmo de busca em larga escala das interações fármacos-MOF. Os MOFs possuem muitos graus de liberdade quanto a escolha de ligantes orgânicos e cluster metálicos, assim a elucidação do mecanismo de interação das moléculas de fármacos nas estruturas MOFs é fundamental para orientar a síntese. Estes desenvolvimentos contarão com a colaboração do Prof. Guillaume Maurin da Universidade de Montpellier que mantêm cooperação com o Instituto Lavoisier (França).
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Segundo Sacramento Urquiaga Caballero

Ciências Agrárias

Agronomia
  • nova estratégia agrícola para o norte fluminense: avaliação de genótipos de soja nas condições edafoclimáticas da região norte e noroeste do estado do rio de janeiro
  • A cultura da soja vem sendo apontada como uma alternativa para preencher a lacuna deixada com a drástica redução da atividade canavieira fluminense. Pesquisas nas décadas de 80 e 90, coordenadas pela PESAGRO-Rio com a cultura, obtiveram variedades com rendimentos de grãos próximos a 4000 kg ha-1, bem acima da média nacional na atualidade. Fatores diversos, em especial a dificuldade do escoamento da produção, acabaram impedindo o desenvolvimento comercial da cultura. Atualmente, com a estruturação do porto de Açu como terminal de exportação de grãos, especialmente vindos de Minas Gerais, abriu-se uma nova e importante possibilidade de escoamento da soja através da venda para o mercado externo. Com esse projeto, pretende-se retomar as pesquisas com a cultura da soja no Estado no intuito de gerar informações técnicas que subsidiem produtores no cultivo comercial da cultura nas regiões Norte e Noroeste. Sendo assim, o objetivo geral deste projeto é avaliar o potencial e adaptação de 20 genótipos de soja, cultivados em duas épocas de semeadura diferentes e em 3 propriedades, áreas situadas nos municípios de Campos dos Goytacazes-RJ, Macaé-RJ e Itaocara-RJ nas safras 2019/2020, 2020/2021 e 2021/2022. Já os objetivos específicos são: 1) Avaliar o valor de cultivo e uso (VCU), indicadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que são: cor flor, cor pubescência, data flor, altura de plantas em R2 e R8, e altura da 1ª vagem dos 20 genótipos de soja nas diferentes épocas de semeadura e áreas experimentais. 2) Avaliar o ciclo, estande final, altura de inserção da 1ª vagem (cm), altura das plantas (cm), peso de 100 sementes (g), acamamento, produtividade (kg ha-1), teor de proteína e óleo dos 20 genótipos de soja. 3) Quantificar a contribuição da fixação biológica de nitrogênio (FBN) dos genótipos de soja, através da avaliação da produção de biomassa aérea e determinação do teor de N total e abundância natural de 15N. 4) Estimar os custos de produção e lucratividade da lavoura de soja para a região de estudo.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Selma Elaine Mazzetto

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • química fina - macromoléculas derivadas de biomassa vegetal nordestina: síntese, caracterização, produção de filmes finos e comportamento líquido cristalino aplicados no setor produtivo
  • Porfirinas e ftalocianinas são compostos macrocíclicos aromáticos que apresentam estruturas relativamente planares e rígidas. Estas macromoléculas apresentam aspectos que as tornam atraentes para a indústria em geral tais como: versatilidade sintética, estabilidade térmica, catálise homogênea e heterogênea, propriedade fotoquímicas, sistema π conjugado extenso e respostas elétricas ou magnéticas. Quando metaladas produzem mudanças significativas na sua simetria, onde o tamanho do cátion influencia na conformação do anel e, consequentemente, na estabilidade dessas macromoléculas. Os substituintes periféricos, assim como a metalação, também promovem mudanças nas características desta classe de substâncias, como proteção do macrociclo a destruição oxidativa (auto-oxidação), formação de dímeros, aumento do fator resposta a campos elétricos e/ou magnéticos etc. Trabalhos recentes têm mostrado que algumas porfirinas e ftalocianinas apresentam comportamento líquido cristalino, estando esta propriedade intimamente relacionada com o tamanho da cadeia periférica e com o metal inserido na cavidade central do macrociclo. Substituintes apresentando menos de 12 átomos de carbono, na quase totalidade dos casos, não possuem esta característica. Portanto, estas duas classes de compostos são membros importantes da família dos cristais líquidos discóticos, e a obtenção de novas estruturas com essas características passam a ser tema de grande relevância e interesse científico. Cientes dessa importancia, o Laboratório de Produtos e Tecnologia em Processos (LPT) vem desenvolvendo suas atividades de pesquisa com o objetivo de satisfazer as necessidades tecnológicas e inovadoras do setor produtivo, através de projetos voltados às necessidades reais do País, buscando sempre que possível o uso de matérias-primas de baixo impacto ambiental, minimizar gargalos operacionais, o ineditismo nos produtos e processos gerados, valoração e a competitividade industrial. Um exemplo desse desenvolvimento é o Cardanol: constituinte majoritário do Líquido da Casca da Castanha de Caju (LCC) obtido após agroindustrialização das Amêndoas da Castanha de Caju (ACC). O LCC é categorizado como um subproduto de baixíssimo valor agregado, de estocagem restrita e inviável em termos de descarte em função dos impactos ambientais negativos causados a atmosfera, lençóis freáticos e rios, devido aos seus constituintes secundários, especialmente o Cardol pela sua toxicidade. A exportação do LCC é totalmente dependente de cartéis americanos que o adquirem a preços irrisórios considerando suas potencialidades – atualmente é comercializado por US$ 300/t - para exploração de produtos de baixo valor agregado, como borrachas e lonas de freio. O foco é dar continuidade as pesquisas através da utilização da Química Fina como veículo tecnológico e inovador para o aproveitamento dessa biomassa renovável e biodegradável, encontrada exclusivamente no Nordeste do Brasil. Dessa forma, o projeto em questão tem como atividade fim dar continuidade as pesquisas já existentes nessa área no LPT, agora através do desenvolvimento de novos produtos, porfirinas assimétricas e ftalocianinas (base livre e seus análogos metalados) derivadas do cardanol, o que inclui a síntese e caracterização dessas estruturas, a produção de seus filmes finos, a investigação do comportamento líquido cristalino dessas macromoléculas e sua potencial aplicação em mostradores digitais: telas de televisão, computadores, relógios, dentre outros. Esse projeto é uma etapa subsequente de um projeto anterior, aprovado pelo CNPq – Chamada MCTI/CNPq no 14/2012, cujo foco central esteve em torno da obtenção de meso-porfirnas base livre e metaladas. Os resultados obtidos encorajaram a continuidade deste projeto, no aspecto em que todos os compostos investigados formaram fases líquido cristalinas com estrutura discótica colunar hexagonal (Colh), cujos domínios são esferulíticos. Os estudos também mostraram que a meso-porfirina base livre e o complexo porfirínico de Zinco formaram estruturas hexagonal colunar (Colh), as quais são características de cristais líquidos discóticos. Assim sendo, passa a ser de grande importância dar continuidade a estes estudos, agora investigando o comportamento das porfirinas assimétricas e ftalocianinas, ambas base livre e com seus análogos metalados, buscando quais as melhores estruturas para aplicação industrial. O ineditismo do trabalho, além da obtenção das moléculas e suas potencialidades industriais, está focado na origem dessas estruturas, biomassa vegetal regional, onde os constituintes periféricos conterão 15 átomos de carbono cada. A incorporação do cardanol, em função da extensão das suas longas cadeias alquílicas (C15), influenciará fortemente as propriedades eletrônicas do macrocíclo em decorrência da sua natural funcionalização, o que reflete diretamente no aumento da solubilidade das moléculas formadas, baixos pontos de fusão e, principalmente, alteração do estado de agregação, apresentando-se como excelentes candidatos na química supramolecular e na obtenção de filmes finos e cristais líquidos. Essas classes de moléculas vem se destacando, principalmente, pela versatilidade na aplicação nos mais variados setores industriais, indo desde processos de sensores a gás, terapia fotodinâmica, conversão de energia solar, catálise, células solares, até na elaboração de dispositivos moleculares. O projeto está estruturado na consolidação de estudos sobre os resíduos da agroindústria da castanha de caju, com alvo no desenvolvimento industrial, bens de consumo e de capital, a partir de resultados da pesquisa aplicada e do desenvolvimento tecnológico em laboratório. O Brasil é o maior produtor em Castanha de Caju em Casca, entretanto, não existe uma política em agregar valor aos produtos e processos da Química Fina originários desse agronegócio.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Selma Giorgio

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • leishmanioses de importância médica no brasil: avaliação de candidatos vacinais contra leishmania infantum e estudo funcional de isolados clínicos de l. infantum e l. braziliensis
  • As leishmanioses são zoonoses tropicais negligenciadas e a quimioterapia apresenta efeitos colateraisbe casos de resistência. Apesar de não existir vacinas para uso em humanos, há vacinas veterinárias. No primeiro subprojeto avaliaremos se a imunização de camundongos com parasitas suicidas (parasitas transfectados com plasmideos que expressam genes da amastina e proteínas tóxicas e que morrem após diferenciação para amastigotas) confere proteção contra a infecção com L. infantum. Diferentes parâmetros parasitológicos e imunológicos serão estudados com o objetivo de avaliar a proteção adquirida. Com os resultados desse estudo podemos desenvolver um modelo vacinal para a leishmaniose. No segundo subprojeto, considerando-se a importância de preservar e estudar os isolados clínicos de parasitas, pois essas populações sofrem pressões seletivas distintas gerando diferentes fenótipos, serão realizadas análises do fenótipo de virulência e infectividade, comportamento em cultura axênica, susceptibilidade aos fármacos e identificação molecular de isolados clínicos de pacientes e cães com leishmanioses visceral, cutanêa e mucocutanêa da região de Campinas, São Paulo.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Selma Suely Baçal de Oliveira

Outra

Divulgação Científica
  • consolidação dos programas de pós-graduação da universidade federal do amazonas através da mobilidade nacional.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 21/02/2020-20/02/2025
Foto de perfil

Selvino Neckel de Oliveira

Ciências Biológicas

Ecologia
  • biodiversidade de santa catarina: investigando a ecologia histórica e os efeitos de manejo para restauração e conservação da mata atlântica do sul do brasil
  • A Mata Atlântica é considerada um hotspot de biodiversidade, com funções ecológicas e serviços ecossistêmicos chaves para integridade ambiental e a saúde humana. Conciliar conservação e uso sustentável de seus recursos é um grande desafio, devido sua biogeografia e ecologia histórica. O Planalto Sul-brasileiro abriga os maiores maciços da floresta com araucária, campos de altitudes e matas nebulares com uma das maiores proporções de espécies endêmicas do Brasil. A ecologia histórica da região indica que os distúrbios sobre estes ecossistemas vêm acontecendo há milênios, via manejo da floresta de araucárias ou via distúrbios causados pelo fogo e herbivoria da megafauna no passado e gado no presente. Mas atualmente, há uma grande discussão de como o manejo do fogo e da herbivoria pelo gado pode ajudar na gestão destes ecossistemas. O conhecimento da biodiversidade, das funções e processos ecossistêmicos envolvidos na dinâmica e usos pretéritos e atuais são aspectos cruciais para conservação. Entretanto, devido a falta de estudos em longo prazo, ainda não temos informações suficientes para avaliar o quanto as perturbações podem ser promotoras, mantenedoras ou impactantes da biodiversidade do planalto sul brasileiro. Estes são aspectos fundamentais para embasar a tomada de decisões relacionadas às políticas públicas de conservação. Desta forma, queremos entender como as mudanças no uso da terra (e.g. pastoreio, histórico de queimadas) e outros fatores relacionados às mudanças ambientais, tais como eventos climáticos extremos (e.g. secas prolongadas, frio ou calor extremos) e invasão por espécies exóticas influenciam a estrutura dos ecossistemas terrestres e aquáticos e seus serviços ecossistêmicos ao longo de gradientes ambientais e altitudinais em duas UCs do Estado de Santa Catarina. Especificamente pretendemos: 1) predizer os efeitos de fatores relacionados ao uso do solo, gradiente de altitude e eventos climáticos sobre interações biológicas e diversidade da fauna, flora e funga em parcelas permanentes instaladas em diferentes regiões do sítio PELD; 2) compreender os processos históricos, através de fatores humanos e edáficos, registrados na paisagem campestre e florestal; 3) avaliar experimentalmente os efeitos da promoção ou impedimento de distúrbios (fogo e pastejo) sobre a diversidade e dinâmica das comunidades de organismos e do solo; 4) avaliar experimentalmente o efeito da ordem de chegada de diferentes grupos funcionais de espécies vegetais para a restauração de áreas degradadas; e 5) promover atividades e ações de divulgação científica para diferentes tipos de público, valorizando as relações entre ciência e arte, alcançando amplos setores da sociedade, com apoio de especialistas, grupos e instituições que atuam nas áreas de educação formal e não formal. Assim, inventários e monitoramentos de grupos taxonômicos em parcelas permanentes e implementação de experimentos controlados nos permitirão compreender as respostas ecológicas e o grau de vulnerabilidade da biodiversidade local frente aos efeitos de mudanças na paisagem a médio e longo prazo, como também o funcionamento ecossistêmico e processos geradores (e.g. interações ecológicas), mantenedores (fogo e gado) e que impactam (espécies exóticas invasoras, fogo e gado) a biodiversidade catarinense. Essas informações serão cruciais para a restauração de áreas degradadas de florestas e campos, assim como permitirão uma interação mais próxima com as pessoas do entorno das áreas, tanto no processo de divulgação científica quanto no envolvimento dos mesmos no processo de se fazer ciência.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

Semíramis Martins Álvares Domene

Ciências da Saúde

Nutrição
  • o efeito do uso urucum (bixa ollerana l.) combinado à técnica de preparo sobre o teor de aminas heterocíclicas e de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos em carne bovina.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021