Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Jairo Simião Dornelas

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • governança e aprorriação: um embate no escopo da tecnologia da informação organizacional sob o manto da shadow it
  • A melhoria de rotinas processuais que, em regra, são impulsionadas por itens tecnológicos cada vez mais necessários e padronizadores (por refinamento da tecnologia) e sofisticados e limitantes em seus empregos (por requerimentos de matiz social) tem se evidenciado na atualidade. No centro desta disputa situam-se os requerimentos de dois ramos significativos da gestão de tecnologia: a governança e a apropriação. Os roteiros em torno destes segmentos são quase ortogonais. A governação é situada no âmbito das regras, das especificações bem construídas e orientadas às melhores práticas processuais, a exemplo de COBIT e CMMI, sendo reconhecida, quando implantada, com seguidos reportes de sucesso. Já o mirar pela lente da apropriação denota para a facilidade e para a comodidade de uso. Este rito foge da TI homologada e configuraria o que a literatura rotula como working arround ou Shadow IT, valendo-se da transgressão como regra em viés resiliente ou de resistência ao uso da TI formal, instituindo a conhecida apropriação de TI. Assim, se quer crer que nos scripts apresentados, se detectaria um maior nível de maturidade no usufruto de governança, par e passo a uma maior aceitação (uso limitado ou controlado) de uma TI apropriada em contextos de TI homologada. Tal apuração ver-se-ia projetada em levantamentos que poderão ser feitos em atenção a três etapas: • Apuração de regularidades no uso de frameworks de governação, considerando estruturas, mecanismos e relações; • Inquérito sobre práticas acomodatícias de uso de TI homologadas e não homologadas, bem como o nível de tolerância da governação a este tipo de utilização; • A última ação que deverá ser orientada a uma prática intervencionista - grupo focal ou experimentação -, com equipes de desenvolvimento de projetos. A expectativa é encontrar as condições de instalação da governação, o ritmo e o foco da apropriação e estipular guias de recomendações para a existência de ambas ações em regime conhecido e tutelado.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 19/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jairo Werner Junior

Ciências da Saúde

Medicina
  • dimensões da saúde mental no isolamento antártico: estudos dos processos afetivo-cognitivos, dos diagnósticos e do modelo preventivo e de assistência presencial e remota (apoio matricial)
  • O presente projeto situa-se em contexto de emergente importância dada a aspectos humanos envolvidos no isolamento imposto por locais de pesquisa como a Antártica. A evolução das possibilidades de exploração espacial torna ainda mais eminente compreender os processos psíquicos de seres humanos sob isolamento e confinamento. Desde a metade do século XX, pesquisas começaram a investigar os fenômenos psíquicos presentes em pesquisadores e militares no ambiente antártico, evidenciando grande prevalência de quadros de ansiedade e depressão, dentre outros. Entretanto, ainda é necessário estabelecer modelo teórico abrangente que permita compreender os modos como surgem tais manifestações psíquicas. Este projeto contribuirá na proposição de um modelo abrangente e permitirá a apropriação de novos conhecimentos acerca das interações existentes no contexto biopsicossocial do isolamento e confinamento antártico. O método de investigação científica utilizado deve abarcar não só o modelo médico descritivo da psicopatologia clássica, mas também considerar o papel determinante das condições materiais e simbólicas desse contexto no funcionamento psicofisiológico dos indivíduos, analisando as diversas particularidades presentes, tais como a missão, o ambiente, as atividades desempenhadas e as ferramentas utilizadas, que compõem o conjunto das interações sociais existentes. Tal método de investigação é possibilitado pela fundamentação teórica da psicologia histórico-cultural, que analisa o psiquismo humano levando em consideração suas múltiplas determinações de ordem antropológica, psicológica e sociológica, bem como as múltiplas dimensões políticas, geográficas e históricas nas quais o ser humano está inserido. Partindo dessa fundamentação, a pesquisa, cujos sujeitos de estudo são os próprios expedicionários antárticos, envolverá a presença no campo, nas dimensões dos acampamentos, base e navios, possibilitando aos pesquisadores a observação participante. A colaboração com outros projetos possibilitará a realização da pesquisa com grupos de outras instituições, inclusive acompanhando seus acampamentos. Propõe-se a aplicação de protocolos individuais, questionários e escalas para ansiedade e depressão, avaliações do estado mental e dos processos afetivo-cognitivos, obtenção de informações por meio de narrativas, histórias de vida, entrevistas dialogadas, grupos operativos, rodas de conversa, registros da observação de campo e registro de ocorrências – informações que serão analisadas inter e multidisciplinarmente. Também propõe-se a testagem de modelo de supervisão remota em saúde mental antártica, sob a infraestrutura do Laboratório Holográfico de Telessaúde (criado com cooperação técnica, acadêmica e científica entre a Universidade Federal Fluminense – UFF e a Marinha do Brasil). O projeto contará com a infraestrutura técnica e profissional da UFF e do Instituto de Pesquisas Heloisa Marinho (IPHEM - RJ). Objetiva-se a divulgação científica dos resultados nos meios qualificados e também ao público universitário, escolar e leigo, colocando em evidência a questão da Medicina e Psiquiatria Polar e a presença brasileira na Antártica. O projeto está perfeitamente alinhado à necessidade de desenvolvimento de novas fronteiras do conhecimento, como elencadas no Action Plan for Brazilian Antarctic Science 2013-2022 do PROANTAR (Investigations on psychology of groups under extreme stress in the area of Polar Medicine), identificando que os aspectos humanos precisam ser melhor enfocados, a fim de abranger toda a dimensão humana, biofísica e climática do PROANTAR, de forma estratégica, integrando atores civis e militares.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 25/12/2018-31/12/2022
Foto de perfil

Jalusa Deon Kich

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • impacto da retirada de antimicrobianos via ração na excreção fecal de genes de resistência antimicrobiana em suínos
  • O controle da resistência aos antimicrobianos (AMR), pela ameaça que a mesma representa à saúde pública, é objeto de um plano de ação global articulado entre WHO, FAO e OIE. Alinhado a isso, o Brasil elaborou o Plano de Ação Nacional de Prevenção e Controle da Resistência aos Antimicrobianos no Âmbito da Saúde Única, que prevê ações específicas para o setor agropecuário. A seleção e dispersão de genes de resistência antimicrobiana no ambiente, que tem sido associada à produção animal, é um dos elementos cruciais na abordagem de Saúde Única desta temática. Portanto, a suinocultura - importante setor produtivo nacional - tem o compromisso de adotar práticas agropecuárias que contribuam para a redução do uso de antimicrobianos (ATM), buscando aquelas de menor impacto na sua produtividade. Aditivos alimentares têm sido estudados como alternativas para mitigar os impactos da retirada dos ATM no desempenho zootécnico de suínos com resultados animadores. O efeito dessa prática na redução da excreção fecal de genes de resistência, porém, ainda necessita de investigações mais aprofundadas. Há evidências que o uso de antimicrobianos via ração aumenta a quantidade de cópias de plasmídeos que albergam genes de resistência em bactérias que são excretadas nas fezes. Portanto, a hipótese é que animais sem administração de antimicrobianos na ração excretem menor quantidade destes genes. Para testar essa hipótese, genes de resistência a antimicrobianos importantes para saúde humana e amplamente utilizadas na suinocultura serão investigados por PCR quantitativo (qPCR) em amostras fecais de suínos submetidos a seis diferentes tratamentos adicionados à dieta básica (DB): DB sem ATM e aditivos; DB com ATM; DB com prebiótico; DB com probiótico; DB com óleo essencial; DB com ácido orgânico. A presente proposta complementa estudo anterior conduzido pelo grupo, que acompanhou o desempenho zootécnico dos animais alocados nos referidos tratamentos.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jaluza Maria Lima Silva Borsatto

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • desenvolvimento local sustentável sob a perspectiva das regulamentações e da governança ambiental nas microregiões do triângulo mineiro de uberlândia e uberaba
  • A preocupação com os efeitos das mudanças climáticas decorrentes do aquecimento global é um consenso entre os governos, setor privado e sociedade. Os governos locais juntamente com o setor empresarial e sociedade civil passaram a desempenhar um papel fundamental no desenvolvimento sustentável regional e na busca de cumprir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável definidos pela ONU em 2015. O governo brasileiro vem empreendendo esforços institucionais para mapear e consolidar informações referente aos riscos dos impactos causados pela mudança climática visando amenizar seus efeitos econômicos e sociais. Considerando o papel dos governos na relação entre o crescimento econômico e as questões ambientais para o desenvolvimento local sustentável, o objetivo deste projeto é analisar a eficiência das regulamentações ambientais brasileiras e sua influência na governança ambiental nas microrregiões do Triângulo Mineiro de Uberlândia e Uberaba. com o intuito de auxiliar as atividades de planejamento e na elaboração de instrumentos que visem o desenvolvimento sustentável urbano da região. O estudo caracteriza-se como uma pesquisa de caráter exploratório e descritivo, e está estruturado em duas etapas que se inter-relacionam, sendo que na primeira etapa será realizada uma reflexão das regulamentações ambientais e seus reflexos no modelo de desenvolvimento econômico no Brasil, e na segunda etapa serão analisados os dados coletados da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC) do IBGE, e com a aplicação de testes estatísticos propor inferências baseado no objetivo proposto nesta pesquisa. Espera-se que os resultados desta pesquisa contribuam com o mapeamento das regulamentações ambientais e da governança ambiental nas cidades em estudo de forma a identificar seus impactos no desenvolvimento local sustentável nas regiões que elas estão inseridas. Além disso, pode ser instrumento informativo para pautar políticas públicas que promovam o desenvolvimento local sustentável
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

James Ribeiro de Azevedo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • núcleo de estudos em agroecologia do baixo parnaíba-ma
  • É necessário construir conhecimento e divulgar tecnologias que promovam o desenvolvimento rural sustentável do nordeste maranhense. Por isso, esse projeto tem como objetivo compartilhar informações tecnológicas sobre Agroecologia e produção orgânica entre professores e estudantes de ciências agrárias, técnicos de extensão rural e agricultores familiares do território Baixo Parnaíba-MA com base na integração entre ensino, pesquisa e extensão. As suas ações serão orientadas pela denominada Extensão Agroecológica abrangendo aspectos como: enfoque sistêmico, estudo da realidade local, respeito à diversidade cultural, valorização do saber do agricultor familiar, a segurança alimentar e o uso sustentável dos recursos locais (CAPORAL, COSTABEBER, 2004) e também pela troca de saber científico e empírico, através da comunicação dialógica (FREIRE, 1983). Essas ações serão realizadas para promover mudança gradual nos sistemas de produção, procurando-se fazer uma transição agroecológica para sistemas de produção sustentáveis (GLEISSMAN, 1997). Serão realizadas atividades tais como: cursos, implantação de unidades de referência em produção com base na Agroecologia ou produção orgânica, dias de campo, visitas técnicas, publicações sobre Agroecologia ou produção orgânica e feiras agroecológicas. Espera-se como resultado que Agricultores familiares estejam produzindo produtos orgânicos com base na Agroecologia ou em fase de transição agroecológica e a população dos municípios envolvidos estejam consumindo conscientemente produtos orgânicos ou com base na Agroecologia.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 01/08/2017-31/10/2022
Foto de perfil

Jamil Alexandre Ayach Anache

Engenharias

Engenharia Civil
  • abordagens multiescala para melhor compreensão de processos hidráulicos e hidrológicos superficiais e subterrâneos em ambientes urbanos
  • A urbanização é o fenômeno global da atualidade e o ciclo hidrológico urbano deve ser compreendido em suas particularidades. O objetivo é determinar o efeito de especificidades do ambiente urbano em processos hidráulicos e hidrológicos. A proposta possui três frentes de trabalho na forma de subprojetos (SP): (1) Verificar o efeito da presença de resíduos sólidos na condutividade hidráulica saturada de solos; (2) Observar o efeito das perdas reais em sistemas de saneamento na dinâmica de aquífero livre; (3) Estimar o efeito da arborização esparsa no ciclo hidrológico. Cada frente de trabalho poderá abordar o problema em múltiplas escalas espaciais. O SP1 é composto por um experimento de Darcy com colunas montadas com solo e resíduos sólidos a fim de se estudar o efeito da composição dos resíduos na condutividade hidráulica saturada; as proporções entre os materiais e solo serão definidos por meio revisão de literatura, a fim de simular condições que possam ser encontradas em campo. Os resultados do experimento subsidiarão a simulação hidráulica de fluxo subterrâneo em depósitos de lixo. O SP2 consiste em um experimento de campo, em que há 4 poços de monitoramento que atingem o freático. Nessa área será instalado um sistema hidráulico para simular vazamentos. Serão monitorados: o nível freático com transdutores de pressão em poços a montante e a jusante do vazamento simulado, a precipitação, e o volume de vazamento. Os resultados subsidiarão modelos de fluxo subterrâneo de bacias urbanas para quantificar o impacto dos vazamentos nessa escala. O SP3 irá amostrar árvores esparsas comumente encontradas em ambientes urbanos, que serão identificadas e caracterizadas. A precipitação total, a precipitação interna e o escoamento fustal serão monitorados. Esses dados irão complementar um modelo hidrológico em bacia hidrográfica urbana onde está inserida a área de monitoramento. Cenários de arborização serão testados para verificar o efeito da arborização na hidrologia urbana.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jamil Assreuy

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • explorando mecanismos envolvidos nos efeitos tardios da sepse: em busca de oportunidades terapêuticas para os sobreviventes
  • Sepse e choque séptico são condições que demandam grandes recursos do sistema de saúde, tanto no âmbito público como privado. Vários estudos mostram que muitos pacientes (atualmente cerca de 60-70%) sobrevivem à sepse. Uma “bomba-relógio” em termos de custos humanos, e financeiros e de sobrecarga para o sistema de saúde está no fato que uma parcela significativa de pacientes que sobrevivem à sepse desenvolve, após a alta hospitalar, disfunções orgânicas que reduzem a qualidade de vida, e aumentam o risco de morte nos anos subsequentes à doença. As principais disfunções descritas em humanos sobreviventes à sepse incluem alterações cognitivas, cardiovasculares, e no trato gastrointestinal. Estudos tem mostrado que essas disfunções podem ser reproduzidas em animais de laboratório que sobrevivem a insultos sépticos. Entretanto, se ainda temos muitas lacunas de conhecimento sobre os mecanismos que desencadeiam a sepse, menos ainda sabemos sobre os eventos que levam à chamada “síndrome pós-sepse”. Este projeto propõe-se a preencher lacunas neste conhecimento. A hipótese central é que ocorrem alterações persistentes em vias celulares sabidamente afetadas durante a sepse, e que essas alterações são determinantes para o desenvolvimento das sequelas em sobreviventes. Com base nessa hipótese, acreditamos que o uso de moduladores farmacológicos dessas vias, durante ou após o quadro de sepse, pode prevenir ou reverter os danos tardios gerados. Nossa proposta engloba o estudo de alterações que ocorrem em funções relacionadas aos sistemas nervoso central, cardiovascular, gastrointestinal e reprodutivo de animais sobreviventes à sepse, com ênfase na avaliação da capacidade de fármacos já disponíveis na clínica como agentes capazes de prevenir ou tratar os distúrbios que podem acometer os sobreviventes desta condição.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jamila Geri Tomaschewski Barlem

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • sofrimento moral, resiliência moral e coragem moral na formação e prática de enfermeiros
  • O sofrimento moral ocorre quando as situações inerentes ao indivíduo, à instituição de ensino/saúde ou ao exercício profissional impedem os enfermeiros e estudantes de enfermagem de agir em consonância com seus valores morais. A literatura internacional já comprovou relação do sofrimento moral com alguns fenômenos, como a resiliência moral e a coragem moral. Acredita-se que a resiliência moral e a coragem moral são importantes para minimizar o sofrimento moral, enquanto este impacta negativamente diante dos mesmos. Todavia, inexiste estudo nacional que constitua relação significativa entre estes constructos no âmbito da formação e prática de enfermeiros brasileiros, assim como não há instrumentos validados para analisar a resiliência moral e coragem moral no cenário nacional. Outrossim, refere-se à necessidade de investigar aspectos relacionados ao impacto da covid-19 na temática em questão, uma vez que o contexto pandêmico atingiu significativamente o cotidiano das instituições de ensino e serviços de saúde, refletindo na formação e prática desses profissionais de saúde. Dessa forma, o presente estudo tem como objetivo analisar e compreender o sofrimento moral, a resiliência moral e a coragem moral entre estudantes de graduação em enfermagem e enfermeiros. Para tanto, a metodologia do estudo será composta por três etapas: metodológica, quantitativa e qualitativa. Na etapa metodológica, ocorrerá a tradução e validação para o contexto brasileiro das escalas “Rushton Moral Resilience Scale” e “Nurses' Moral Courage Scale”, instrumentos que avaliam a resiliência moral e coragem moral, enquanto na etapa quantitativa, será desenhado um estudo transversal para análise do sofrimento moral, resiliência moral e coragem moral, e posteriormente, um estudo qualitativo explorará a temática com maior profundidade.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jamille da Silva Lima-Payayá

Ciências Humanas

Geografia
  • geograficidade e historicidade dos payayá no sertão baiano
  • O processo histórico de colonialidade continua como face da própria modernidade, como movimento incessante de produção de desigualdades territoriais. Os povos indígenas, neste contexto, têm sido vilipendiados e expropriados de todas as formas, seja no âmbito do poder, do saber e do próprio ser. Apesar disso, resistem se reinventando, colocando em questão a própria historiografia e o discurso da colonialidade que lhes reserva a posição de mero passado. Neste contexto, há um movimento de retomada dos povos indígenas na Bahia, intensificado nos anos 2000, mas iniciado pelos Payayá, que reivindicaram sua presentificação e seu “aqui”. Estes movimentos tensionam a historiografia colonial em esforços contra coloniais, impulsionando o movimento de revisitação histórica, não apenas de releitura da historiografia, mas também o retorno aos documentos que serviram de corpus para sua escrita. Neste movimento, a retomada dos povos indígenas oferece outro horizonte de leitura e compreensão dos processos de colonização, desnaturalizando o olhar do colonizador, marca da historiografia colonial, possibilitando assim movimentos de descolonização. O objetivo desta pesquisa é, neste contexto, revisitar os documentos que serviram de base para a historiografia colonial em busca da geograficidade e da historicidade dos Payayá, a partir de outros marcos, investigando suas lugaridades e territorialidades, históricas e presentes. Esta perspectiva conjunta da geograficidade e da historicidade permite um deslocamento perspectivo de leitura, tomando a experiência social e espacial dos povos indígenas como fio narrativo de leitura dos documentos. A estratégia metodológica passa pela composição de um acervo documental e pela análise dos documentos a partir da perspectiva dos povos indígenas, oferecendo assim possibilidades e caminhos de enfrentamento da colonialidade.
  • Universidade do Estado da Bahia - BA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jamilly Ribeiro Lopes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • iv jornada científica do oeste baiano - a transversalidade da ciência, tecnologia e inovação no enfrentamento da covid-19: construindo caminhos pós-pandemia
  • Descoberto na China, no final de 2019, o novo Coronavírus (COVID-19) se alastrou pelo mundo rapidamente, sendo considerado como pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 11 de março de 2020. A pandemia tem provocado alterações drásticas nas relações sociais e de trabalho mundialmente. Os setores público e privado, em todos os países do mundo, têm destinado muito dinheiro em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) devido a pandemia. É de consenso que todo o investimento realizado para as adaptações ao novo cenário não será completamente descartado e a reflexão sobre quais as transformações na sociedade que se tornarão permanentes é de grande importância na atualidade. Além disso, no âmbito educacional, as relações de ensino-aprendizagem precisaram se adaptar ao novo contexto, exigindo a atualização de profissionais da educação para adequação de suas metodologias ao ensino remoto, bem como o aprendizado de novas ferramentas e tecnologias associadas a ele. O tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovação no enfrentamento da Covid-19: Construindo caminhos pós-pandemia”, configura-se como elemento inerente à proposta do evento, uma vez que este visa a divulgação científica, em comunidades da região, a partir de várias atividades, tais como: oficinas, palestras, exposição de experimentos científicos, debates e mesa redonda. Se tratando de uma abordagem transversal entre áreas de conhecimento, que se vale de diferentes ferramentas pedagógicas e de comunicação, assim como da valorização de alteridades e experiências dos sujeitos envolvidos, têm contribuído para o êxito no ensino remoto, se apresentando, ainda, como ferramentas importantes para a democratização do acesso à produção científica brasileira e popularização de CT&I juntos aos alunos e professores da educação básica. Já que as universidades são geradoras e difusoras de conhecimento e estão diretamente relacionadas aos debates tornando-se assim importantes centros de geração de massa crítica no intuito de nortear as mudanças que estão ocorrendo.
  • Universidade Federal do Oeste da Bahia - BA - Brasil
  • 09/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Janaina Cristiana de Oliveira Crispim Freitas

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo da transmissão do sars-cov-2 e do impacto da covid-19 em gestantes, puérperas e no binômio mãe-filho: contribuição da resposta imunológica e implementação de linha de cuidado multiprofissional em um hospital terciário referência do sus
  • No Brasil, a taxa de mortalidade de gestantes e puérperas por COVID-19, representou um número que atualmente supera o número total de mortes maternas relacionadas ao COVID-19 relatadas em todo o resto do mundo. No início da pandemia de COVID-19 os números não indicaram um sinal de alerta para a população obstétrica quando comparada à população geral. No entanto, após publicações recentes os dados mostraram que a gravidez e o período pós-parto podem de fato representar riscos adicionais para mulheres e bebês. Vale ressaltar ainda, que a taxa de mortalidade foi maior para os casos identificados no período pós-parto do que durante a gravidez. No geral, acredita-se que as explicações para o risco elevado podem incluir imunodeficiência relativa associada a adaptações fisiológicas maternas, bem como resposta orgânica a infecções por vírus, presença de comorbidades e a qualidade das consultas de pré-natal. Nesse contexto, nossos estudos estão focalizados sobre o estudo do eixo de citocinas e a produção de imunoglobulina envolvidas na infecção pelo COVID-19 e nos desfechos do binômio materno-infantil, correlacionando estes achados com os aspectos laboratoriais, clínicos e de tratamento. Portanto, avaliar neste projeto os mecanismos relacionados com fatores que proporcionam um melhor conhecimento a respeito do papel da resposta imune na fisiopatologia da infecção pelo SARCoV2 no contexto gestantes, binômio materno-infantil e puérpera ampliará os conhecimentos científicos e torna essa proposta inovadora.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 11/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Janaína Machado Sturza

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • saúde e trabalho: a inclusão social de migrantes a partir dos marcos legais e das políticas públicas existentes no brasil e na itália
  • Os desafios apresentados pelo século XXI, no sentido de promover políticas públicas e efetivar os direitos humanos dos migrantes, são motivo de inúmeras interlocuções nos âmbitos econômico, cultural, político e, especialmente, social e jurídico. A partir desta afirmação, a presente pesquisa é norteada por dois eixos de investigação acerca dos marcos legais e das políticas públicas de inclusão social dos migrantes: saúde e trabalho. Nesse sentido, busca-se averiguar em que medida as legislações e as políticas públicas implementadas no Brasil e na Itália, estão adequadas aos princípios e às garantias fundamentais estabelecidas nos documentos internacionais de Direitos Humanos – não estando vinculadas apenas à normatização de regras de trânsito migratório, destacando-se como essenciais para uma efetiva integração e acolhimento desses sujeitos na e pela sociedade. Seguindo este ideário, o presente projeto caracteriza-se como uma pesquisa do tipo exploratória, com o objetivo de proporcionar uma visão geral e aproximativa acerca do tema das políticas públicas de inclusão social voltadas ao acesso à saúde e ao mercado formal de trabalho, em perspectiva comparada entre Brasil e Itália, considerando hipóteses concebidas por meio de levantamento bibliográfico e legislativo. Para a realização do trabalho, incorporou-se, como método de pesquisa, o “método” fenomenológico, compreendido como interpretação ou hermenêutica universal, isto é, como uma revisão crítica dos temas centrais. No que diz respeito à técnica de pesquisa, optou-se pelo emprego de pesquisa bibliográfica e documental. Ao final, estima-se perceber de que modo as teorias podem ser estudadas, aplicadas, modificadas e recriadas – a partir de dois ordenamentos jurídicos e sociais distintos, no sentido de contribuir na (re)construção do conhecimento para a articulação e aprimoramento das políticas públicas de inclusão social dos migrantes no contexto contemporâneo.
  • Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Janaina Mascarenhas Hornos da Costa

Engenharias

Engenharia de Produção
  • o papel facilitador das tecnologias digitais em cadeias de suprimentos circulares: fatores críticos de sucesso
  • O objetivo principal da pesquisa é identificar e analisar o papel das tecnologias digitais como possíveis facilitadoras da transição de cadeias de suprimentos tradicionais para cadeias de suprimentos circulares e os fatores críticos de sucesso para tal. Para atingir tal objetivo é proposta a utilização de uma abordagem mista de métodos: uma abordagem qualitativa por meio da aplicação do método de estudo de casos e uma abordagem quantitativa por meio da aplicação de análise envoltória dos dados. Na abordagem qualitativa, espera-se estudar diferentes empresas, em diferentes elos, dentro de um recorte de uma cadeia de suprimentos brasileira que esteja em fase de transição para a economia circular. Os resultados da abordagem qualitativa servirão de base para a estruturação das variáveis da fase quantitativa. Com o atingimento dos objetivos propostos, espera-se discutir o papel facilitador das tecnologias digitais em cadeias de suprimentos circulares, evidenciando os fatores críticos de sucesso para tal. Além disso, espera-se que os resultados sirvam de guia para as empresas e cadeias de suprimentos que queiram facilitar essa transição por meio de tecnologias digitais e também como guia para novas pesquisas sobre o tema.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 15/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Janaina Ruffoni

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • dinâmica de inovação das firmas brasileiras e argentinas: uma análise do papel da interação com universidades e do financiamento público
  • A pesquisa discute a dinâmica de geração de inovações pelas firmas. A inovação é apresentada na literatura como meio das empresas conquistarem mercados e até mesmo sobreviverem. Sua geração é facilitada por uma série de condições: existência de infraestrutura de C&T, recursos humanos qualificados, sistema de financiamento, marco regulatório apropriado e outros. Compreender tais condicionantes e facilitadores é fundamental para explicar o crescimento econômico de empresas e países. A literatura destaca que a firma não inova de forma isolada, sendo fundamental a interação com outros atores, bem como necessita continuamente de recursos financeiros para inovar. Por um lado, a universidade, por meio de seus grupos de pesquisa, tem papel relevante para a geração da inovação e, por outro, o financiamento público destinado à atividade inovativa é uma fonte de recursos para as empresas. Em países periféricos, os estudos, como a Pesquisa de Inovação do IBGE (PINTEC), apontam que a cooperação das empresas com universidades é pouco frequente e o uso de financiamento público é pouco usual. Neste contexto, objetiva-se analisar como tais aspectos do comportamento das firmas – interação com universidades e captação de recursos financeiros públicos – influenciam na geração da inovação. A análise terá como objeto de investigação empresas brasileiras e argentinas, sendo possível comparar a realidade em dois países periféricos. A hipótese central do trabalho é que a empresa que realiza, de forma sistemática, parceria com universidade e, somado a isso, faz uso de recurso financeiro público, gera inovações para o mercado nacional e internacional de forma contínua e amplia sua competitividade. Trata-se de uma pesquisa teórico-empírica. Como estratégia metodológica serão realizadas: revisão da literatura; exploração de dados secundários; pesquisa qualitativa para análise de empresas do BR e da ARG em profundidade; e pesquisa quantitativa, por meio de survey com empresas do BR e da ARG.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Janaina Tauil Bernardo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • agroecologia para guardiões de sementes crioulas da região centro sul do rio grande do sul
  • TÍTULO: AGROECOLOGIA PARA GUARDIÕES DE SEMENTES CRIOULAS DA REGIÃO CENTRO SUL DO RIO GRANDE DO SUL A agrobiodiversidade é um dos pilares da sustentabilidade ambiental, social e econômica da agricultura familiar. Os pacotes tecnológicos do agronegócio oferecem um sistema produtivo de alto custo que empobrece a agricultura familiar e promove a degradação ambiental. As sementes crioulas constituem uma tecnologia produtiva adequada à produção familiar, pois são mais adaptadas às condições ambientais locais, incluindo boa produtividade e tolerância aos fatores bióticos e abióticos adversos. Por isso essa ação-pesquisa objetiva criar um Núcleo de Estudos em Agroecologia e Sementes Crioulas (NEA) para promover a interação dos saberes tradicional e acadêmico e conscientizar sobre a importância de preservação da agrobiodiversidade. As atividades do projeto incluirão encontros técnicos com guardiões de sementes, seminários de formação em agroecologia, organização de feiras de troca e vivência com agricultores familiares. Ademais, serão desenvolvidas pesquisas de identificação e caracterização de variedades crioulas, e análises de qualidade do germoplasma do banco comunitário de sementes crioulas da UERGS. As atividades de formação beneficiarão também professores e acadêmicos do curso de agronomia, professores e alunos de escola técnica, técnicos da EMATER e agricultores (as) familiares. Os conhecimentos construídos no decorrer do projeto serão sistematizados para a publicação de artigos, resumos de congresso e materiais didático – pedagógicos, como cartilhas e fichas agroecológicas, assim como materiais para promover e divulgar a ação. Pretendem-se ainda filmar os encontros técnicos e produzir um documentário para publicação nas redes sociais. As trocas do banco regram-se por sistema dinâmico em que as sementes do banco doadas passam a serem armazenadas com guardiões que iniciaram a multiplicação das sementes, comprometendo-se a devolver o dobro da quantidade adquirida no banco após a colheita. Conclui-se que a ação trará resultados positivos para os municípios onde se insere, pois além de resgatar os saberes tradicionais será possível motivar os atores a terem um olhar diferenciado sobre seu papel da sociedade em busca da sustentabilidade. Palavras-chave: sementes crioulas, agroecologia, NEA
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/08/2017-31/10/2022
Foto de perfil

Jandyr de Menezes Travassos

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • estudo geofísico da geleira pine e da sua interface gelo--rocha
  • O presente Projeto propõe a realização de levantamentos geo- físicos na Geleira Pine, frente às evidências do contínuo rebaixamento da sua superfície topográfica e da sua contribuição negativa à estabilidade do balanço de massa na região. Estão previstos levantamentos GPR e de sísmica para prover informações necessárias ao entendimento dinâmica presente e pretérita da cobertura de gelo da geleira, que tem com implicações diretas nas mudanças no clima global e no nível do mar. As observações geofísicas serão integradas a dados meteorológicos e glacioquímicos de modo a entender evolução da cobertura de gelo Antártico na região da Geleira Pine, no contexto do sistema climático global.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 25/12/2018-31/12/2022
Foto de perfil

Jane de Oliveira Peixoto

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • perfil do microbioma intestinal e do epigenoma na ocorrência de miopatias peitorais em frangos de corte
  • As miopatias peitorais estão entre os principais desafios atuais da indústria avícola de corte. Diversas abordagens em manejo, nutrição e genética têm sido utilizadas com o objetivo de reduzir sua incidência. Contudo, poucos são os avanços obtidos e as miopatias peitorais, sobretudo a miopatia White Striping (WS), estão ocorrendo com maior frequência nos plantéis. Devido à importância econômica desse corte nobre e o impacto dessas lesões na qualidade sensorial e tecnológica da carne, é imprescindível conhecer os fatores genéticos-nutricionais que controlam a manifestação de miopatias em frangos de corte. Um fator importante e ainda não explorado é a relação do perfil da microbiota intestinal com a ocorrência de miopatias. Nesta proposta, objetiva-se elucidar a contribuição da microbiota intestinal e evidenciar os mecanismos epigenéticos envolvidos na manifestação de WS em frangos de corte com 28 dias de idade. Para isso, serão utilizados frangos machos da linhagem comercial Ross e da linha pura TT da Embrapa, criados em delineamento fatorial 2x2 (linhagem x nutrição). Serão realizadas análises de imunohistoquímica de 3 proteínas e do epigenoma no músculo peitoral, além do metagenoma da porção ileal do intestino de frangos normais e afetados com WS. O perfil da microbiota intestinal será investigado com o sequenciamento de uma região do rRNA 16S e o epigenoma pela comparação de regiões de DNA diferencialmente metiladas entre os grupos por meio do sequenciamento de bissulfito do genoma completo (WGBS). Genes candidatos serão identificados, assim como bioprocessos e vias metabólicas envolvidas na manifestação de WS, possibilitando a criação de formas alternativas para solucionar esse problema complexo da avicultura, seja por ajustes na genética ou em outras áreas, como nutrição. Este projeto será desenvolvido por uma equipe multidisciplinar que vem trabalhando na geração de conhecimento inovador aplicado à cadeia produtiva de frangos de corte.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jane Herber

Outra

Multidisciplinar
  • 4ª feira estadual de ciências univates e 11ª feira de ciências univates
  • A 4ª Feira Estadual de Ciências Univates e 11ª Feira de Ciências Univates: descobrindo talentos para a pesquisa e tecendo redes interdisciplinares” têm como meta dar continuidade ao trabalho desenvolvido nas edições anteriores, aprimorando as ações e, consequentemente, firmando esta instituição como um centro regional e estadual de divulgação científica. Tem como objetivo geral fomentar a difusão e a divulgação de trabalhos científicos desenvolvidos por estudantes e professores da Educação Básica em diferentes áreas do conhecimento, valorizando a interação dos objetos de estudo com as demandas socioambientais e tecnológicas em uma perspectiva inclusiva e empreendedora. Sob outra perspectiva, a Feira constitui-se em uma iniciativa no âmbito da educação não formal, por meio da qual é possível promover e divulgar a cultura científica e o conhecimento contemporâneo incentivando a alfabetização científica e tecnológica de crianças e jovens. Além disso, almeja-se estimular o desenvolvimento do espírito crítico e criativo dos estudantes. Quanto à abrangência, a “4ª Feira Estadual de Ciências Univates e a “11ª Feira de Ciências Univates: descobrindo talentos para a pesquisa e tecendo redes interdisciplinares” visa envolver estudantes dos Ensinos Fundamental, Médio e Técnico das escolas do estado do Rio Grande do Sul, atendendo à abrangência estadual da “Chamada CNPq/MCTIC nº 10/2021 - Feiras de Ciências e Mostras Científicas”. A realização da Feira, em outubro de 2022, é antecedida de atividades de formação e de divulgação, cujo propósito é incentivar a participação da comunidade escolar na Feira de Ciências. No âmbito da extensão universitária, a Feira de Ciências está articulada ao “Programa de Extensão Ciências Exatas e Tecnológicas”, o qual engloba cinco projetos de extensão da UNIVATES que tem como base a popularização e divulgação científica na Escola Básica.
  • Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES - RS - Brasil
  • 14/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Jânia Duha

Ciências Humanas

Geografia
  • iphco - fase nacional
  • Vide projeto anexo
  • INSTITUTO FEDERAL DO PARANA - PR - Brasil
  • 30/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Jania Lilia da Silva Bentes Lima

Ciências Agrárias

Agronomia
  • decifrando a ocorrência de xylella fastidiosa e seus vetores em pomares de citros no amazonas, brasil
  • A doença clorose variegada dos citros (CVC) causada pela bactéria Xylella fastidiosa é uma doença severa, que afeta negativamente a citricultura do Brasil. No Amazonas, o único trabalho com o patossistema citros - X. fastidiosa foi realizado por Jansen (2007), que detectou incidência de até 40,6% da doença. Nenhum outro trabalho foi realizado com CVC, mesmo sendo a citricultura uma importante atividade agrícola em expansão no Estado. Informações sobre a ocorrência e distribuição da doença, identificação de subespécies da bactéria, diversidade genética e estrutura de populações do patógeno, bem como o conhecimento dos vetores ativos nos pomares são desconhecidas. Este projeto pretende esclarecer a ocorrência e distribuição da CVC e seus vetores em pomares do principais Municípios produtores de laranja no Amazonas, estimar parâmetros evolutivos e estrutura genética de populações da bactéria, por meio de ferramentas moleculares, dando subsídios para o estabelecimento de estratégias de manejo da doença. A amostragem será feita em cinco munícipios de maior produção no Estado. A detecção da bactéria será feita por PCR e isolamento em meio de cultura. A reconstrução da ancestralidade de X. fastidiosa será feita através de filogenia multilocus, usando genes housekeeping leuA, petC, malF, cysG, holC, nuoL, e gltT, a diversidade genética e a estrutura genética de populações será avaliada por marcadores SSR em PCR multiplex (5 conjunto de 4 sets de primers cada), num total de 20 loci. A coleta e insetos vetores será feita usando cartões adesivos e a identificação será realizada por taxonomia clássica.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jânia Maria Lopes Saldanha

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • sindemia e direitos humanos: mecanismos transicionais, responsabilização estatal e corporativa.
  • Uma sindemia (endemias, epidemias e pandemias) é o entrecruzamento dos desafios sanitários enfrentados por uma população no contexto social em que estão inseridas (SINGER, CLAIR; 2003). Nesse sentido, os fatores condicionantes e determinantes da equação causa/consequência de uma sindemia são multifacetados. Assim, a sindemia COVID-19 estrutura-se em microcosmos que perspectivam a atuação estatal e corporativa, as quais impactam na efetivação material dos Direitos Humanos (DHs) e evidenciam a necessidade de processos de responsabilização dos atores envolvidos por suas violações. Junto disso, a contextualização política do Brasil denota uma evolução normativa atrelada à Justiça de Transição (JT), decorrentes da superação de violações dos DHS no passado. Esse cenário ganhou destaque na atuação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e da Corte Interamericana de Direitos Humanos (CrIDH), que fixaram critérios para as pretensões transicionais. Paradoxalmente, o pretérito e sistemático desrespeito aos DHs mantém-se, estrutural e veladamente, no Brasil na vigência da sindemia COVID-19. Dessa forma, indaga-se: como as medidas da JT podem ser empregadas para confrontar violações de DHs praticadas pelos entes estatais (eixo 1) e corporações (eixo 2) no enfrentamento da sindemia COVID-19? Analisar as respostas dadas pelo Estado brasileiro e pela atuação corporativa em face da sindemia COVID-19, pela abordagem quantitativa (identificação das ações/omissões do poder público) e qualitativa (conteúdo das medidas advindas da CIDH e CrIDH), possibilitará a compreensão de eventuais âmbitos de responsabilização estatal e corporativa. Como resultado, pretende-se a indicação de variáveis para o desenvolvimento de políticas públicas e privadas para a concretização da justiça transicional necessária ao contexto sindêmico, de forma a atualizar os mecanismos de justiça de transição das ditaduras e criar outros adequados às sindemias.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 13/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Janio Morais Santurio

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • atividade de peptídeos antimicrobianos para controle de infecções por pythium insidiosum .
  • Pythium insidiosum é o mais importante oomiceto causador de infecções superficiais, cutâneas, subcutâneas e sistêmicas em humanos e animais. Possui morfologia semelhante aos fungos, porém a infecção causada por este microrganismo, na maioria dos casos, é refratária aos agentes antifúngicos convencionais, fato que resulta no desenvolvimento de doença agressiva e potencialmente fatal. Sendo, muitas vezes, o único tratamento efetivo a excisão completa do tecido infectado. P. insidiosum possui uma via biossintética incompleta do ergosterol, que é uma das razões para o fracasso da terapia antifúngica contra a pitiose. Como a maioria dos antifúngicos age inibindo a biossíntese deste esterol e assim causando danos a membrana celular dos fungos, eles não controlam a pitiose. Várias tentativas de tratamento de animais e de humanos com fármacos antifúngicos e antibacterianos, usados isoladamente ou em associação, têm apresentado resultados variáveis e por vezes contraditórios em comparação com resultados de ensaios in vitro. Portanto, atualmente, não existe tratamento farmacológico eficaz para a pitiose. Os peptídeos antimicrobianos (AMPs) têm atraído muita atenção como uma nova possível opção terapêutica frente a microrganismos de difícil tratamento como P. insidiosun. AMPs constituem uma parte significativa da resposta imune inata da maioria dos organismos vivos contra potenciais agentes patogênicos, onde exibem atividade antimicrobiana direta, exercem uma função de mediador e representam o sistema inicial de defesa do hospedeiro. São moléculas de baixo peso molecular, produzidas naturalmente ou de forma sintética, que possuem pronunciada atividade antimicrobiana contra uma ampla gama de espécies, incluindo bactérias gram-positivas e gram-negativas, fungos e vírus. Os AMPs possuem, em suas moléculas, a presença de resíduos de cisteínas em número par (4, 6 ou 8), interconectadas por pontes dissulfeto, conferindo a eles uma alta estabilidade. Sua composição de aminoácidos, anfipaticidade, carga catiônica e pequeno tamanho fazem com que estes peptídeos tenham a habilidade de se inserirem facilmente nas membranas lipídicas possibilitando a morte do microrganismo alvo. Eles podem ser divididos em dois grupos principais conforme sua ação na membrana: a) aqueles que rompem a membrana causando permeabilização, e b) os que não rompem a membrana tendo ação em alvos intracelulares. Em ambos os grupos, a associação dos AMPs com a membrana celular dos microrganismos ocorre através de interações eletrostáticas entre os AMPs catiônicos e lipopolissacarídeos aniônicos (gram-negativos) ou ácidos lipoteicóicos (gram-positivos), o que provoca uma diferença no potencial de membrana do microrganismo levando a um quadro de toxicidade seletiva. Para muitos AMPs, a produção de espécies reativas de oxigênio intracelular em células alvo, o gatilho de cascatas de sinalização após a interação com receptores celulares específicos, bem como o potencial de membrana e / ou alterações de canais de íons já foram demonstrados, especialmente frente a fungos. Considerando que a atividade antimicrobiana dos AMPs ainda não foi explorada frente ao P. insidiosum e as dificuldades no tratamento da pitiose, este estudo tem por objetivo determinar a susceptibilidade de P. insidiosum frente a diferentes AMPs e definir seus mecanismos de ação nesse oomyceto.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Jansen Fernandes de Medeiros

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • plataforma de produção e infecção nyssorhynchus darlingi - modelo experimental de estudo da relação patógeno- vetor (plasmodium vivax – ny. darlingi) para desenvolvimento de estratégias de controle no brasil
  • O Nyssorhynchus darlingi é o principal vetor da região Amazônica e um dos transmissores de Plasmodium spp. mais eficientes do mundo. Na Amazônia, este é considerado o vetor primário em quase todos os estados, sendo altamente competente no processo de transmissão do parasito para o hospedeiro humano. Métodos de intervenção para o controle da malária, visando o hospedeiro invertebrado, seja a partir do uso de inseticidas, de bloqueadores do ciclo esporogônico, ou bloqueadores do ciclo exoeritrocítico, representam um grande desafio para a comunidade científica e de saúde. Uma vez que, o rápido surgimento e disseminação de mosquitos resistentes aos inseticidas e a escassez de medicamentos bloqueadores da transmissão agravam este cenário. Neste sentido, o estabelecimento de uma criação em massa de anofelinos em laboratório é extremamente necessária e representa uma condição primária para o desenvolvimento das pesquisas em malária num contexto multidisciplinar. Sendo assim, o nosso grupo de Entomologia (Fiocruz Rondônia), foi o segundo laboratório no mundo a estabelecer uma colônia altamente produtiva de Ny. darlingi. Com a aprovação deste projeto pretendemos: (i) criar uma plataforma para criação em massa de Ny. darlingi e disponibilização para a comunidade cientifica, (ii) realizar a caracterização genética da colônia e a avaliação dos SNPs relacionados a resistência aos inseticidas em uma colaboração estabelecida com a Prof. Suzana Campino da London School, (iii) utilizar os ensaios de alimentação artificial em membrana, previamente estabelecidos pelo nosso grupo, para avaliação do efeito bloqueador do tratamento para malária estabelecido pelo Ministério da Saúde no Brasil e (iv) investigar novos bloqueadores de transmissão utilizando o modelo de Ny. darlingi e P. vivax. Este é um projeto multidisciplinar que conta com a parceria de importantes centros, como: FIOCRUZ, London School, National Institute of Health, Harvard e Universidade de São Paulo.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RO - Brasil
  • 01/01/2020-30/11/2023
Foto de perfil

Jansen Rodrigo Pereira Santos

Ciências Agrárias

Agronomia
  • diversidade e biocontrole de fitonematoides em nogueira-pecã no rio grande do sul.
  • O Brasil é o quarto maior produtor mundial de noz-pecã. No sul do Brasil, a cultura da nogueira-pecã representa importante fonte de renda para mais de mil famílias de agricultores familiares, além de grandes empresas. Além do fruto, a nogueira-pecã pode proporcionar outra alternativa de renda por meio da produção de trufas (fungos ectomicorrízicos comestíveis muito valiosos). No entanto, nos pomares pode haver a presença de fitonematoides, podendo diminuir o potencial produtivo da nogueira-pecã. Em pomares que produzem trufas, o controle de fitonematoides não pode ser realizado por agrotóxicos, uma vez que as trufas podem bioacumular compostos tóxicos. Dessa forma, práticas sustentáveis que utilizem insumos biológicos devem ser propostas, como o uso de bionematicidas formulados com fungos ou bactérias antagônicas aos fitonematoides. A hipótese é de que há presença de fitonematoides nos pomares de nogueira-pecã do Rio Grande do Sul (RS) e que o seu controle pode ser realizado por microrganismos (controle biológico). Estudos anteriores deste grupo de pesquisa resultaram na descoberta da presença de trufas em pomares de nogueira-pecã do RS e há levantamentos preliminares da ocorrência de nematoides nestes pomares. Neste projeto será realizado o levantamento dos principais gêneros e espécies de fitonematoides nos pomares, por métodos morfológicos, morfométricos e moleculares. Além disso, as mudas de nogueira-pecã serão infestadas pelos fitonematoides e posteriormente tratadas com os microrganismos antagonistas para o biocontrole. Serão avaliados os sintomas e danos dos nematoides e o crescimento das mudas. Com os microrganismos eficientes será possível desenvolver produtos biológicos nematicidas, que poderão ser utilizados na produção sustentável da nogueira-pecã associada à truficultura.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jany Santos Souza Goulart

Ciências Humanas

Educação
  • do mapeamento dos caminhos de práticas pessoais à dialética indivíduo - indivíduo na teoria antropológica do didático
  • As investigações no âmbito da Didática da Matemática têm direcionado atenção e esforços para o estudo de condições e restrições que podem, respectivamente, constituir fatores que impulsionam ou inibem o ensino e aprendizagem dos objetos matemáticos. Dentre os inúmeros aportes teóricos que se debruçam sobre essa problemática, fita-se o olhar na Teoria Antropológica do Didático - TAD, a qual têm demonstrado uma envergadura conceitual que fundamenta e impulsiona diversas pesquisas no cenário brasileiro e internacional. A partir desse aporte teórico foi idealizado e concebido os Caminhos de Práticas Pessoais - CPP que propõem expor elementos vinculados ao processo resolutivo de questões matemáticas, por meio de uma análise minuciosa das trajetórias resolutivas reveladas ostensivamente, as quais viabilizarão apontar detalhes das Praxeologias Pessoais, o que remeterá aos questionamentos e inferências sob distintos ângulos de observação. Visto que, não podemos ocultar a problemática que envolve o ensino e aprendizagem da matemática. Assim, supomos que essa lente investigativa proporcionará “mergulhar” em níveis mais específicos inerentes ao bloco do saber-fazer praxeológico. A partir dessa perspectiva, o interesse de pesquisa se volta para as tarefas trabalhadas no cerne de salas de aulas de Matemática. Diante do exposto nesta proposta, busca-se caracterizar um modelo praxeológico de referência alternativo que visa proporcionar e analisar de distintos caminhos resolutivos de tarefas matemáticas que evoquem distintas possibilidades de resoluções. Neste sentido, destaca-se dois vieses: o primeiro consiste em desenvolver trabalhos com o uso de dispositivos didáticos (papel lápis, materiais manipuláveis e softwares) e a segunda vertente se vincula diretamente com anterior ao estudar as recombinações praxeológicas, em que modificaremos o bloco prático e manteremos o bloco teórico. O âmbito metodológico se estruturará a partir dos pressupostos da Engenharia Didática - ED.
  • Universidade Estadual de Feira de Santana - BA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jaqueline de Azevêdo Silva

Ciências Biológicas

Genética
  • desenvolvimento de um modelo celular de coinfecção entre mycobacterium tuberculosis e sars-cov-2 para avaliação das vias de ativação da gênica na resposta imune
  • Em menos de um ano, a síndrome respiratória aguda severa do coronavírus 2 (SARS-CoV-2), conseguiu retirar a posição do Mycobacterium tuberculosis (MTB) de principal causa de morte no mundo devido a um único agente infeccioso. O MTB é um dos patógenos mais bem adaptados à evasão imune e indivíduos com tuberculose (TB) latente, ou ativa, são mais suscetíveis à infecção por SARS-CoV-2. Nesses indivíduos com coinfecção MTB + SARS-CoV-2, ocorre diminuição das células TCD4+ e TCD8+, aumento da excreção viral durante a expectoração e níveis anormalmente baixos de anticorpos após a recuperação. Tais fatores traduzem uma condição patológica com sintomatologia mais grave e maior potencial de disseminação viral. A imunossupressão temporária induzida pela TB pode aumentar a susceptibilidade dos pacientes à COVID-19, que por sua vez, também aumentará a susceptibilidade à TB ativa, no entanto as vias pelo qual essa correlação se mantém existente ainda é desconhecida. A inflamação excessiva, tanto na TB como na COVID-19, prejudica a imunidade celular, danifica o tecido pulmonar e pode levar à quadros mais graves dessas doenças e a inflamação diminuída prejudica o controle das infecções ao retardar a indução da imunidade inata e adaptativa. A resposta inflamatória apropriada é influenciada por fatores biológicos, metabólicos e ambientais. Os hormônios esteroides, vitamina D e estrógeno, atuam desde a imunomodulação da inflamação e metabolismo até na possível na inibição direta de microorganismos. O desenvolvimento de meios para identificação das vias de respostas imunológicas ativadas na coinfecção da SARS-CoV-2+MTB, podem gerar informações importantes sobre as diferenças na resposta imune na COVID- 19. Assim, o estabelecimento de um modelo celular de coinfecção pode contribuir para o entendimento da resposta imune do hospedeiro, gerar novas perspectivas de reposicionamento de drogas e tratamentos.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jaqueline Garda Buffon

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • emprego de peroxidase (po) na biodegradação de micotoxinas em águas residuais da cadeia produtiva do arroz
  • O projeto proposto para o período 2022-2024 tem por objetivo estudar condições que promovam a biorremediação de água residual da cadeia produtiva do arroz empregando enzima peroxidase (PO) ativada por tratamentos físicos. Para isto, primeiramente serão definidos o perfil de micotoxinas presentes nas águas de irrigação e de processamento; após será realizada a ativação de PO por tratamento com ultrassom, luz UV e campo magnético, e por fim aplicação da enzima ativada e estimativa dos níveis de redução da contaminação produzida. Servirão de base para este projeto protocolos provenientes da experiência do grupo em validar métodos analíticos ambientalmente amigáveis; determinação de metabólitos secundários e aplicação de enzima na degradação de micotoxinas em sistemas modelos. Técnicas de análise estatística uni e multivariadas serão adotadas para definir combinações de parâmetros que resultem na definição de condições que propiciem a degradação de micotoxinas em água residual da cadeia produtiva do arroz. Espera-se disponibilizar com este projeto protocolos analíticos validados (1); parâmetros de processo biotecnológico que mitiguem contaminantes (2-um para tratamento de água de cultivo e outro para tratamento de água empregada no beneficiamento relativo a parboilização); capacitação de profissionais em nível de doutorado e pós-doutorado (3); consolidação parcerias com grupos nacionais, internacionais e setor industrial, bem como gerar e divulgar conhecimento científico em eventos e periódicos de impacto na área (no mínimo 4 artigos científicos e uma patente) .
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jaqueline Guimarães Santos

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • acesso, distribuição e gestão dos novos fluxos de água na região nordeste: uma análise do projeto da transposição do rio são francisco.
  • O Nordeste é marcado por concentração de fontes d’água e severos conflitos por elas, contexto onde se finaliza o maior projeto hídrico do Brasil, o Projeto de Integração do rio São Francisco (PISF), constituído pelos eixos Leste e o Norte, além de complexa infraestrutura associada. Com captações d’água do rio em Pernambuco, os fluxos percorrem a Paraíba, o Ceará e o Rio Grande do Norte. O PISF produziu territórios hidrossociais (BOELENS et al., 2016; SWYNGEDOUW, BOELENS, 2018), onde se entrelaçam águas, territórios, propriedades biofísicas e sociopolíticas, compondo um novo ciclo hidrossocial (SWYNGEDOUW, 2004). A circulação hidrossocial segue demandas sociais, práticas e discursivas (IORIS, 2018), e reúne conjunto diverso de atores com interesses em disputa. Logo, a gestão do PISF é oportunidade singular de análise e a consideração de atores, para além daqueles institucionais vinculados ao Conselho Gestor (Decreto 5.995/06), se mostra oportunidade para gestão integrada, descentralizada e participativa, buscando à segurança hídrica e econômica da região. Assim, os objetivos ora propostos são: i) analisar como o Conselho Gestor do PISF tem planejado a gestão do acesso e distribuição da água para os atores sociais atendidos pelo Eixo Leste; ii) analisar como os estados — Paraíba e Pernambuco — têm estruturado os modelos de gestão para distribuição da água; iii) investigar como tem sido o acesso à água dos atores sociais que residem no entorno do Eixo Leste. Os procedimentos metodológicos contemplam pesquisa qualitativa interdisciplinar, exploratória, com inspiração etnográfica. A incursão ao campo focalizará o Eixo Leste, por ele estar em funcionamento desde 2017, e ocorrerá com entrevistas semiestruturadas, observações diretas, diários de campo, levantamentos documentais e análises de conteúdo. A pesquisa ampliará os conhecimentos sobre processos de gestão do PISF, a fim de subsidiar a gestão pública para a sustentabilidade hídrica e desenvolvimento regional.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jaqueline Terezinha Martins Correa Rodrigues

Engenharias

Engenharia de Produção
  • gurias fazendo ciência
  • O presente projeto tem como propósito incentivar a curiosidade e o pensar científico de meninas da Educação Básica para as carreiras de ciências exatas, engenharias e computação, além de ampliar a parceria entre a rede pública de educação básica no município de Canoas e o IFRS – Campus Canoas. O projeto contará com uma equipe composta por uma coordenadora e seis colaboradoras, todas professoras da instituição proponente e com formação na área científica, três alunas bolsistas dos cursos superiores do IFRS-Canoas, cinco professoras bolsistas de cinco diferentes escolas e três alunas bolsistas em cada uma delas. Assim, o projeto será desenvolvido em etapas, que contemplam o planejamento e a divulgação das atividades, a seleção das alunas bolsistas, a definição e execução das atividades (oficinas, palestras, eventos, cursos, visitas às instalações da proponente, preparação para participação em olimpíadas, etc.), a formação das bolsistas de graduação e das bolsistas e das professoras das Escolas participantes, bem como a contínua e constante avaliação das atividades. Com o desenvolvimento deste projeto, pretende-se aumentar o número de ingressantes, a permanência e o êxito do gênero feminino nos cursos técnicos de ensino médio e de graduação da instituição proponente ou em outras instituições de ensino, promover o debate sobre a participação de mulheres na ciência e a importância dessa participação para a sociedade e para o melhor desenvolvimento da ciência; fortalecer o vínculo entre as instituições com a finalidade da criação de uma rede de apoio mútuo, contribuindo para a ampliação do espaço científico nas escolas e possibilitando a continuidade do projeto por tempo indeterminado.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 22/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Jaques Waisberg

Ciências da Saúde

Medicina
  • identificação e implicações prognósticas de um painel de células-tronco de câncer em pacientes com carcinoma colorretal.
  • Racional: Apesar dos avanços na cirurgia curativa e na terapia neoadjuvante e adjuvante do carcinoma colorretal (CCR), a taxa de sobrevivência de 5 anos ainda é precária. As células-tronco de câncer (CsTC) são as células que têm a capacidade de manter a carcinogênese por meio da autorrenovação de progênies diferenciadas e não tumorigênicas. Uma causa amplamente aceita para a recidiva do CCR é o fracasso das terapias atuais para erradicar subpopulações de CsTC dentro de um tumor. Evidências crescentes sugerem que uma população dessas células tumorais é a responsável pela progressão do tumor, recidiva, metástases e resistência terapêutica. Portanto, a identificação de CsTC é crucial na busca de alvos terapêuticos e marcadores de prognóstico úteis para o CCR. Procuraremos definir qual combinação de marcadores é a melhor para identificar as CsTC e qual combinação desses marcadores melhor reflete o prognóstico clínico dos doentes, pois essas questões ainda permanecem em aberto. Objetivos: Avaliar marcadores para a identificação das CsTC no carcinoma colorretal (ALDH1, CD24, CD44, CD133, CD166, EPCAM, LGR5, NANOG e SOX-2) e suas implicações prognósticas. Método: Serão estudados 380 doentes adultos, com CCR operado com intenção curativa há mais de 5 anos. A partir de cada bloco de parafina do tumor serão retiradas amostras da área neoplásica e não neoplásica (controle) e serão confeccionadas lâminas para o estudo imuno-histoquímico dos níveis de marcadores e obtidas amostras de tecido para a análise da expressão dos genes codificadores das proteínas marcadoras da CsTC. Os resultados da expressão gênica e da reação imuno-histoquímica serão comparados com as variáveis clinicopatológicas dos pacientes operados: recidiva, intervalo livre de recidiva e a sobrevivência geral e atuarial. A quantidade amostral foi definida com base no Teorema do Limite Central e na Leis dos Grandes Números. Esse tamanho amostral (380 sujeitos) garante que as análise estatísticas serão fidedignas.
  • Faculdade de Medicina do ABC - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jarderlany Sousa Nunes

Outra

Multidisciplinar
  • i feira de ciências do ifsertãope campus ouricuri: o sertão faz ciência
  • Este projeto prevê a realização de uma Feira de Ciências para a interação com escolas de Ensino Fundamental e Ensino Médio do município de Ouricuri - PE. Envolvendo professores de diversas áreas do IFSertaoPE campus Ouricuri, e professores da rede pública e privada da cidade. Buscando levar, assim, a ciência para perto dos alunos do sertão pernambucano, região onde o acesso à ciência e tecnologia é dificultado pelas características sociais e econômicas. As ações previstas irão ocorrer no ano de 2022, iniciando com o planejamento e construção de um plano de trabalho juntamente com a secretaria de educação do município, e seguirá com palestras, minicursos e oficinas de preparação, para a melhor execução dos trabalhos científicos que serão apresentados na feira. Ocorrerá também a implantação de viveiros didáticos que servirão como base para ensino de ciências naturais especialmente biologia e química. A feira de ciência acontecerá no mês de outubro com a apresentação dos trabalhos científicos dos alunos e premiação dos 3 (três) melhores em cada modalidade.
  • Instituto Federal do Sertão Pernambucano - PE - Brasil
  • 17/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Jarlei Fiamoncini

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • abordagem multiômica para a avaliação das respostas metabólicas e inflamatórias pós-prandiais em mulheres na menopausa e pós-menopausa
  • A partir da quinta década de vida as mulheres passam pela menopausa, processo caracterizado pela redução brusca da produção de estrogênio. As mudanças hormonais resultam em alterações do metabolismo, que associadas a um processo de inflamação crônica podem ter impactos na saúde cardiometabólica. Uma refeição hipercalórica resulta em alterações na concentração plasmática de metabólitos e moléculas sinalizadoras, bem como na indução de uma resposta inflamatória transitória. Apesar desta resposta ser conhecida, pouco se sabe sobre sua cinética, regulação e implicações na saúde cardiometabólica. A aplicação de um desafio dietético (avaliação das respostas fisiológicas à ingestão de uma refeição) combinados com a análise multiômica de amostras coletadas no período pós-prandial tem se tornado uma ferramenta útil para investigação do metabolismo. O objetivo dessa proposta é avaliar as respostas metabólicas e inflamatórias pós-prandiais por meio de uma abordagem multiômica em mulheres na menopausa e pós-menopausa, identificando arquétipos de respostas que permitam identificar metabotipos. A hipótese a ser testada é que a alteração da concentração plasmática de metabólitos esteja relacionada com a inflamação pós-prandial e o desenvolvimento de doenças crônicas nos diferentes metabotipos. Serão avaliadas alterações do lipidoma e metaboloma do plasma e de leucócitos amostrados em diferentes intervalos de tempo durante 7 horas após a ingestão de uma refeição. Serão realizadas análises da composição corporal e da dieta, bem como a determinação da composição da microbiota fecal como parte da estratégia de fenotipagem das voluntárias. Estes dados serão comparados com o desenvolvimento da resposta inflamatória pós-prandial de cada voluntária em um estudo inédito, com potencial para contribuir com a descoberta de marcadores envolvidos no desenvolvimento de doenças crônicas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jayme Luiz Szwarcfiter

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • combinatória computacional: desenvolvimento de algoritmos
  • Este projeto abrange um conjunto de subprojetos que possuem em comum, a sua natureza algorítmica, bem como a busca pela eficiência. Além disso, todos eles se referem a problemas envolvendo a Combinatória Computacional. A área de Combinatória Computacional é bastante ampla, e envolve problemas de interesse para diversas outras áreas da Computação, e mesmo áreas correlatas, como a Matemática e a Engenharia Elétrica. Os problemas considerados podem envolver aspectos teóricos, mas o objetivo sempre presente e comum a todos é o de formular algoritmos eficientes que os resolvam, ou então, mostrar que tais algoritmos poderiam não existir. Neste sentido, o projeto se compõe de problemas de estruturas de dados, e grafos de diferentes classes. Os algoritmos que constituem o objeto da pesquisa do projeto são de natureza determinística ou randomizada.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Jean Carlos Cardozo da Silva

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • sistema fotônico para monitoração de transformadores elétricos de potência
  • Comutador de Derivação em Carga - CDC é um componente eletromecânico crítico utilizado em transformadores interligadores para regulação e controle de tensão no sistema elétrico de potência. Estudos recentes de taxas de falhas em transformadores de grande porte no território nacional, realizados pelo Grupo de Trabalho GT-02 do Cigré Brasil, indicam taxa de falha média igual a 0,87 % ao ano, dentre estas 14,3% são devidas ao CDC, sendo que algumas falhas ocasionam a perda do transformador com prejuízo estimado na ordem de dezenas de milhões de reais às empresas do setor elétrico. Vale ressaltar que este é um custo médio estimado para aquisição de novos transformadores de grande porte para substituição do ativo após a falha do CDC. Não são considerados custos com logística, tempo de indisponibilidade, perdas de receita por parcela variável, multas e mão de obra para montagem e comissionamento. Este projeto de pesquisa, com relação à inovação científica e tecnológica, terá como produto um sistema fotônico integrando técnicas avançadas de reconhecimento de padrões para monitoração interna e direta nos contatos de comutadores de derivações em carga, além do monitoramento contínuo do nível de gases no meio isolante. A proposta envolve o desenvolvimento de um sistema sensor baseado em tecnologia de redes de Bragg em fibra ótica (FBG) embebida em material compósito, posicionado diretamente sobre os contatos do CDC e de sensores do tipo Lossy Mode Resonance para detecção de gases no óleo isolante. A originalidade encontra-se na metodologia proposta e no desenvolvimento de um novo elemento sensor. Este tipo de sensor atenderá aos requisitos de isolação galvânica e compatibilidade química, permitindo a instalação junto aos contatos do CDC, possibilitando uma medição no ponto de interesse, reduzindo atenuações e interferências que existem em outros métodos descritos na literatura.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jean Carlos Natividade

Ciências Humanas

Psicologia
  • adaptação do dyadic coping inventory para o contexto brasileiro: testes de modelos estruturais e relações com outras variáveis
  • O coping diádico diz respeito a maneira como os membros de um casal, ou o casal em conjunto, utilizam seus recursos para enfrentar situações estressantes. O tipo de estratégia de coping adotada pode desencadear importantes impactos na vida dos indivíduos e nos seus relacionamentos. Conhecer as estratégias de coping preponderantes dos casais pode contribuir para predizer maneiras mais ajustadas de lidar com situações estressantes. Na literatura da área, um instrumento tem se destacado para aferir o coping diádico: o Dyadic Coping Inventory (DCI). O objetivo deste estudo será adaptar o DCI para o contexto brasileiro e buscar suas evidências de validade baseadas na estrutura do construto e relações com outras variáveis. Primeiramente, serão realizados procedimentos de tradução do DCI. Após esses procedimentos, o instrumento será aplicado em adultos envolvidos em relacionamento amoroso. Em busca de evidências de validade baseadas na estrutura interna do DCI, serão realizadas análises fatoriais confirmatórias em que se buscará verificar: (1) o ajuste dos dados ao modelo estrutural do instrumento original, (2) a invariância fatorial entre homens e mulheres. Também se buscará caracterizar indicadores de fidedignidade para o instrumento. A fim de investigar evidências de validade baseadas na relação com outras variáveis, serão testadas relações do DCI com variáveis teoricamente relacionadas (e.g., satisfação com o relacionamento amoroso, níveis de amor, estilos de resolução de conflito e percepção de investimento do parceiro amoroso). Espera-se obter uma versão adequada do instrumento para ser usada no contexto brasileiro. O DCI poderá ser utilizado no processo de avaliação psicológica nos mais variados contextos, por exemplo, em pesquisas, na clínica psicológica, em situações de terapia de casal e família.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 20/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Jean Louis Valentin

Ciências Biológicas

Ecologia
  • a baia de guanabara sob uma perspectiva sócio-ambiental de longa duração
  • A presente proposta visa dar continuidade às pesquisas realizadas na Baia de Guanabara no âmbito do Programa de Pesquisa Ecológica de Longa Duração. São conhecidos de longa data os problemas ambientais que este ecossistema vem sofrendo ao longo dos anos. Sabe-se, pelos estudos fragmentados da biota das ultimas décadas e pelos primeiros resultados obtidos pelo edital PELD anterior, que ocorrem alterações significativas da qualidade das suas águas e substratos, com perda de biodiversidade, aumento da eutrofisação, alterações das comunidades planctônicas e bentônicas, diminuição dos estoques pesqueiros. Uma resposta à pergunta “o programa de despoluição da Baía de Guanabara poderá contribuir a uma melhoria desse ecossistema?” exige um monitoramento contínuo e de longa duração das suas variáveis bióticas e abióticas. A proposta tem como meta principal monitorar durante a próxima década o comportamento das variáveis chaves do ecossistema, suas comunidades planctônicas, bentônicas e nectônicas, sua biodiversidade, produção e capacidade de renovação e recuperação em decorrência do Programa de Despoluição. Os aspectos sócio-econômicos foram introduzidos na presente proposta visando o levantamento de indicadores socioeconômicos da baía e sua articulação com os conflitos socioambientais. Será ampliado, com isso, o acervo de dados e informações que está atualmente em fase de armazenamento em um banco de dados e metadados, com transferência para disponibilização publica no Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira (SiB-Br) do MCTI. Paralelamente esses dados estão contribuindo para a elaboração de modelos ecológicos de simulação e previsão, fornecendo uma ferramenta objetiva aos órgãos responsáveis do meio ambiente para formular uma política eficaz de gerenciamento. O envolvimento de alunos de graduação e pós-graduação no projeto e a interação com os demais PELD aquáticos do Brasil estão dando uma abrangência nacional e acadêmica a esta proposta de continuidade.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 12/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

Jean Mary Facchini

Ciências Humanas

Filosofia
  • vi febic - feira brasileira de iniciação científica
  • A Febic, em sua sexta edição, é uma promoção do IBIC – Instituto Brasileiro de Iniciação Científica, e tem como missão promover, divulgar e desenvolver continuamente, ambientes favoráveis à alfabetização e iniciação científica, a pesquisa, a inovação, a educação e cultura voltadas, sobretudo, à promoção do desenvolvimento social, educacional e econômico de forma sustentável. A Febic tem como objetivos incentivar o interesse pela pesquisa científica, fomentando a leitura, a escrita e a oralidade, promovendo a criatividade, o espírito inovador, o uso de novas tecnologias, o comportamento sustentável e o conhecimento, por meio da alfabetização, iniciação e divulgação científica. Promover a interdisciplinaridade e a transversalidade de conhecimentos, estimular a produção científica como forma de promoção do desenvolvimento ambiental, técnico, científico e social, por meio da solução de problemas inerentes a engenharias, ciências sociais, humanas, biológicas, da saúde, ambientais, exatas e da terra, incentivando a criatividade, a cultura, a arte e a responsabilidade social. A VI Febic tem como meta apresentar à comunidade aproximadamente 250 projetos oriundos principalmente de escolas públicas de Jaraguá do Sul e região, de diversas cidades do Estado de Santa Catarina e de no mínimo 15 Unidades Federativas do Brasil, com projetos divididos em três modalidades: Iniciação e Alfabetização Científica; Educação Matemática e Trabalhos de Ensino/Aprendizagem, atendendo Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Superior e Pós-Graduações. A Febic é um espaço para estudantes/pesquisadores apresentarem ideias criativas e inovadoras na forma de projetos científicos, onde possam experimentar o fazer ciências; um ambiente de integração e troca de experiências; uma ferramenta de promoção da cultura científica, da experimentação, do empreendedorismo, da disseminação e da popularização do conhecimento, instigando a criatividade, a inovação e o uso de novas tecnologias; um espaço/tempo que incentiva as habilidades do aluno, do professor e da escola no campo da pesquisa e das ciências; uma oportunidade para desenvolver a curiosidade científica em sua dimensão histórica, social e cultural, considerando os questionamentos que nascem das experiências e práticas pedagógicas; uma forma de socializar e integrar os diversos conhecimentos e habilidades dos temas transversais. O principal objetivo de um trabalho científico é comunicar uma observação ou uma ideia a um grupo de indivíduos potencialmente interessados. Esses indivíduos podem então fazer uso da observação, ou fazer avançar a ideia mediante as suas próprias observações (SEVERINO, 2013). O trabalho científico consiste de informação científica organizada segundo padrões específicos, com o objetivo de facilitar a sua compreensão. Distingue-se dos conhecimentos popular, religioso e filosófico por ser resultante de uma série de procedimentos sistematizados que constituem a metodologia da pesquisa (GONÇALVES et al., 2008). A Febic vem ao encontro destes conceitos, pois estimula a realização e execução de projetos científicos, bem como fomenta a divulgação e socialização dos resultados, que são transmitidos de forma que a população em geral a compreenda, mesmo quando não tem acesso a publicações científicas ou ao entendimento das literaturas mais específicas. É fato que o tempo de escolaridade muitas vezes é insuficiente para que o estudante consiga ir além dos conhecimentos escolares básicos. Muitos dos problemas surgidos em razão disso podem ser resolvidos por meio de projetos que o aluno irá realizar individualmente ou em grupo (DEMO, 2011). Segundo Ormastroni (1998), a realização de eventos que fomentam o conhecimento científico, como feiras científicas, a participação em congressos, concursos, olimpíadas, vem servindo de estímulo para o desenvolvimento desses trabalhos e podem ser instrumentos eficientes para complementar o aprendizado escolar. A escassez destes eventos deixa uma lacuna tanto no planejamento didático-pedagógico do professor/pesquisador quanto do aluno/pesquisador que, desta forma, não conta com um importante recurso para o seu desenvolvimento científico. Assim, a Febic se propõe a preencher este importante espaço, colaborando para o constante crescimento da ciência e fomentando a iniciação científica. Os resultados alcançados durante os trabalhos de iniciação científica desvendam muitas atributos do aluno, permitindo um novo olhar, evidenciando suas potencialidades. Além disso, esses eventos são uma forma de socializar e integrar os diversos conhecimentos e habilidades, almejadas nos objetivos pedagógicos e na transversalidade didática. A VI Febic continuará a ter como meta aumentar a participação feminina entre seus expositores e distribuir no mínimo 30% das vagas para projetos desenvolvidos por integrantes do sexo feminino, dando ênfase para as áreas de ciências Exatas e Engenharias.
  • Instituto Brasileiro de Iniciação Científica - SC - Brasil
  • 03/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Jean Rodrigo Garcia

Engenharias

Engenharia Civil
  • comportamento de sapatas com estaca assentes em solo tropical melhorado com cimento
  • No Brasil, a presença frequente de solos tropicais com comportamento colapsível, tem levado o meio técnico ao uso indiscriminado de fundações profundas. Entretanto, sabe-se que não só a magnitude do recalque por colapso dos solos varia como também a possibilidade da sua ocorrência. Não obstante, o efeito da sucção matricial nesse tipo de solo aumenta ainda mais as dúvidas em relação ao comportamento de fundações assentes em solos com essas características. Nesse sentido, este projeto de pesquisa tem o objetivo de analisar o comportamento de sistemas mistos de fundações, compostos por sapata com estaca curta, assentes em solo tropical de Uberlândia/MG/BR. Nessa região, o subsolo é composto predominantemente por areia silto-argilosas. Para tanto serão executadas três estacas (d=250 mm e L=6 m), duas sapatas circulares (D=1m e 20 cm de altura) e um bloco de coroamento. Um dos sistemas mistos (sapata com estaca) será executado sobre a camada de solo natural e o outro será apoiado em uma camada reforçada de solo-cimento, além de uma estaca isolada com bloco de coroamento. Estas fundações serão ensaiadas à compressão axial por meio de provas de carga estática e lenta (SML) nas condições, natural e inundada. Todas as estacas serão instrumentadas em profundidade com extensômetros posicionados no topo, centro e ponta, com a finalidade de avaliar a distribuição das cargas entre estacas e as sapatas, assim como a transferência de carga axial e atrito em profundidade. Ademais, este projeto de pesquisa busca um avanço no estudo do comportamento de sapatas com estaca em solo tropical, de modo que se alcance de forma segura, uma melhoria da viabilidade técnica e econômica, levando em consideração os aspectos inerentes do emprego de fundações em solos tropicais.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jeann Leal de Araújo

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • investigação da doença da dilatação proventricular (pdd) e do bornavirus dos psittaciformes (pabvs) em psitacídeos oriundos do tráfico de animais silvestres no estado da paraíba
  • Bornavirus dos psitacídeos (PaBVs) são vírus RNA envelopados, não segmentados, de fita simples e sentido negativo da família Bornaviridae e agentes causadores da doença da dilatação proventricular (PDD), uma doença letal de psitacídeos mantidos em cativeiro que ocorre no mundo todo, afetando inclusive espécies ameaçadas de extinção. A evidência da ocorrencia da doença no Brasil é recente, apesar dos poucos trabalhos publicados. O status da ocorrencia da enfermidade ainda permanece obscuro em grande parte do país. O Nordeste do Brasil é uma importante rota usada pelo tráfico de animais selvagens e os centros de triagem de animais selvagens (CETAS) são a destinação de centenas de animais confiscados do tráfico todos os anos. Até o momento, nenhum estudo avaliou a presença de PaBVs e PDD em psitacídeos recebidos por CETAS do Nordeste e o status dessa doença importante permanece desconhecido na região. Deste modo, o presente estudo tem como objetivo investigar a presença de PaBVs em amostras de psitacídeos apreendidos do tráfico de animais silvestres e encaminhados ao CETAS localizado no Estado da Paraíba. Para tanto, amostras de swabs cloacais e de orofaringe serão coletadas de até 100 psitacídeos psitacídeos incluindo araras-canindé (Ara Ararauna), araras-piranga (Ara macao), papagaios-verdadeiro (Amazona aestiva) entre outras espécies que sejam confiscadas pelos orgãos ambientais compententes. As amostras clínicas serão submetidas à deteção do PaBVs por meio de tecnicas moleculares (RT-PCR e sequenciamento genetico) realizados nos laboratorios de Ecopatologia de Aves da FMVZ-USP e Laboratorio de doenças das aves na UFMG. Necropsias de todas as aves que vierem a óbito serão realizadas e submetidas a avaliação histopatológica. Adicionalmente, amostras selecionadas serão submetidas a técnica de imunohistoquímica (IHQ) na Texas A&M University (TAMU).
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jeferson Aparecido Moreto

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • novas estratégias de biofuncionalização da superfície da liga ti-6al-4v com filmes finos de nbxoy e nanopartículas de nióbio contendo exossomos para aplicações biomédicas
  • Este trabalho tem como objetivo geral propor uma pesquisa aplicada e inovadora para o desenvolvimento de filmes finos de NbxOy/nanopartículas à base de nióbio com e sem exossomos sobre a superfície da liga Ti-6Al-4V com grandes perspectivas de utilização na área biomédica. Os filmes finos de NbxOy serão depositados sobre amostras da liga de Ti-6Al-4V através da técnica de pulverização catódica reativa e sua efetividade será comparada com um sistema nanoparticulado à base de nióbio obtido através da técnica de precipitação. Os sistemas funcionalizados serão caracterizados estruturalmente e morfologicamente via SEM/EDX, TEM, AFM, XRD, FTIR, XPS e espectroscopia Raman. Medidas de ângulo de contato serão efetuadas com o intuito de avaliar a hidrofobicidade das estruturas depositadas. Ensaios eletroquímicos globais serão realizados em amostras com e sem revestimento à temperatura de 37 °C em solução de Hank. Os testes eletroquímicos localizados serão realizados em solução de 0,01 mol L-1 NaF em pH 2. Ademais, a liga Ti-6Al-4V e o material funcionalizado ((Ti-6Al-4V/ NbxOy and Ti-6Al-4V/ NbxOy-Exo) serão testados quanto a sua biofuncionalidade, considerando a citotoxicidade, proliferação e viabilidade celular com a linhagem celular VERO-CCL-81, viabilidade celular, síntese de colágeno I e adesão utilizando células MC3T3-E1 e influência do revestimento na expressão de interleucinas em células mesenquimais de sangue periférico (CMSP). Ao término deste projeto de pesquisa, espera-se colaborar com o desenvolvimento, a modificação e a aplicação de materiais para a solução de diversos problemas relacionados à área de biociências e ciência de materiais, produzindo tecnologia aplicada nas áreas regional e nacional. De forma particular, pretende-se contribuir para uma melhor compreensão dos fenômenos de corrosão localizada e global da liga Ti-6Al-4V funcionalizada com aplicação na área odontológica.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jeferson Ferreira da Fonseca

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • hormonioterapia, bem-estar animal e eficiência reprodutiva em caprinos
  • O projeto aplica princípios clean, green and ethical aplicados à experimentação animal associados à crescente exigência de saudabilidade de produtos de origem animal. Mesmo com estacionalidade reprodutiva (ER; primavera), há crescimento folicular contínuo. O decréscimo de LH com o aumento do fotoperíodo é decisivo para a reprodução natural (RN) em caprinos. Assim, o estro é induzido na primavera, preferencialmente e indiscriminadamente (inclusive na RN), por coquetéis hormonais (IECH) com esponjas vaginais com análogos de P4 (desconforto animal, carência de 60 dias e problemas cardiovasculares em humanos), eCG (produzido sob condições questionáveis de bem-estar animal) e cloprostenol (sem carência). A sincronização de estro durante o outono (cloprostenol) e indução de estro por controle de fotoperíodo seguido de aplicações de cloprostenol na primavera são alternativas viáveis ao coquetel hormonal. Dependentes de progesterona (P4) luteal em toda gestação, talvez em função da ER, níveis adequados de LH não sejam alcançados após a IECH, além de facilitar a regressão luteal precoce (RLP) durante a RN comprometendo gestação e recuperação de embriões. No macho, a baixa estacional de LH está associada às baixas libido e características seminais. A hCG (extraída da urina de mulheres) e com atividade predominante de LH é capaz de reverter os efeitos deletérios da ER em cabras acíclicas e da RLP em cabras cíclicas e em doadoras de embriões, não tendo sido testada em bodes. Hipóteses: (1) a administração de hCG altera parâmetros morfológicos gonadais, endócrinos, expressão gênica em embriões elevando a eficiência reprodutiva de bodes e cabras em diferentes estações do ano podendo suportar programas de inseminação artificial, acasalamento natural intensivo e transferência de embriões; (2) uso de técnicas associadas à fisiologia caprina diminuem uso de hormônios não éticos e não saudáveis, suas administrações, desconforto animal e necessidade de carência de produtos caprinos.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - CE - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jeferson Prietsch Machado

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • análise da instabilidade baroclínica e dos storm tracks no atlântico sudoeste: climatologia e projeções futuras
  • As condições de tempo e clima ao redor de todo o globo são fortemente influenciadas pela atuação de sistemas de escala sinótica tais como os ciclones extratropicais. Sob esse ponto de vista, torna-se importante a realização de estudos relativos ao seu processo de ciclogênese, abrangendo desde os principais mecanismos responsáveis pela sua formação como a instabilidade baroclínica, até a climatologia associada às regiões preferenciais de formação denominadas de storm tracks. Além disso, torna-se bastante relevante a resposta desta atividade baroclínica em cenários de mudanças climáticas. É importante destacar que as regiões preferenciais de formação e atuação dos ciclones extratropicais ocorrem na região do Atlântico Sudoeste. Este setor do Atlântico envolve uma das regiões oceânicas mais energéticas do planeta, a Confluência Brasil-Malvinas (CBM). Mudanças na temperatura do ar e da TSM podem alterar o posicionamento da separação da CBM e, consequentemente alterar a região preferencial de atuação dos ciclones extratropicais. Diante do exposto, este projeto realizará um estudo climatológico da instabilidade baroclínica e dos storm tracks para o setor do Atlântico Sudoeste e analisar o comportamento sazonal desta atividade baroclínica em cenários de aquecimento global, a partir do Modelo Brasileiro do Sistema Terrestre (BESM) e de modelos que integram o CMIP6, a partir de uma abordagem Euleriana. Para determinar a instabilidade baroclínica, será utilizado método Eady Growth Rate, que determina o potencial da atmosfera, em função do cisalhamento do vento. As análises dos storm tracks serão a partir dos cálculos do fluxo meridional de calor, transporte horizontal de momento e energia cinética. A determinação da atividade barocliníca em cenários futuros seguirá os Representative Concentration Pathways (RCPs) para o modelo BESM e os Shared Socioeconomic Pathways (SSPs) para os modelos pertencentes ao CMIP6.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jéfferson Augusto Colombo

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • investidores brasileiros de criptoativos: características, aspectos comportamentais e percepção de riscos e oportunidades
  • Criptoativos representam uma classe de ativos emergente e têm ganhado atenção crescente daqueles que buscam investimentos alternativos no Brasil. No entanto, pouco se sabe sobre as características desses investidores, em especial seu nível de conhecimento, tolerância a risco, e fatores que os repelem e os atraem a esse ecossistema. Este projeto de pesquisa busca suprir essa lacuna ao elaborar, validar e aplicar questionários proprietários (questionários controle e não-controle) que visam mapear o perfil do investidor brasileiro de criptoativos. Para reduzir o viés de seleção dos respondentes, propõe-se o envio dos questionários através de escritórios de agentes autônomos parceiros do projeto, cuja base de clientes é um misto de investidores que possuem e investidores que não possuem criptoativos em carteira. Com isso, é possível comparar as características e percepções quanto a criptoativos entre esses dois grupos, ao mesmo tempo em que se reduz a heterogeneidade dos potenciais respondentes (todos são investidores). Além disso, para testar hipóteses de finanças comportamentais ligadas social learning ainda não exploradas no mundo cripto, propõe-se a aleatorização de informações relevantes sobre criptoativos que podem afetar a percepção de riscos e oportunidades e a propensão a investidor dos respondentes, em especial aqueles com pouco conhecimento sobre criptoativos. Finalmente, para entender como tais características e percepções evoluem no tempo, propõe-se a aplicação dos questionários anualmente, buscando trazer o mais amplo e fidedigno retrato do investidor brasileiro de criptoativos.
  • Fundação Getúlio Vargas - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jefferson Cardia Simões

Outra

Ciências Ambientais
  • instituto nacional de ciência e tecnologia da criosfera
  • Este projeto propõe a continuidade do primeiro programa nacional de pesquisa da criosfera (a massa de neve e gelo da Terra). O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia da Criosfera (INCT da Criosfera) integra oito laboratórios associados dedicados ao estudos da variabilidade de diferentes componentes da massa de gelo planetária (gelo marinho antártico, geleiras e o manto de gelo antártico, geleiras andinas, permafrost e estudos microbiológicos) e sua resposta às mudanças climáticas. O INCT mantém sua sede no Centro Polar e Climático (CPC) do Instituto de Geociências da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), sob a coordenação-geral do glaciólogo Jefferson C. Simões. A novidade nesta segunda fase é a incorporação de um grupo de microbiologia polar, decorrência do rápido avanço nos estudos que procuram extremófilos na neve e gelo polar e também em lagos subglaciais. Este novo grupo (µPolar: Microbiologia de Ecossistemas Polares do Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais) junta-se a outros sete laboratórios associados assim definidos: Grupo de Pesquisa sobre o Oceano Austral e o Gelo Marinho, Instituto de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG); o Centro de Estudos de Interações Oceano-Atmosfera e Conexões Climáticas entre a Antártica e a América do Sul do Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Santa Maria, RS; o Laboratório de Oceanografia, Clima e Criosfera do Instituto de Oceanografia da Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP; o Grupo Química Atmosférica Polar, do Laboratório de Radioecologia e Mudanças Globais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, RJ; o Laboratório de Geofísica de Geleiras do Laboratório de Métodos de Modelagem e Geofísica Computacional da COPPE/UFRJ, Rio de Janeiro, RJ; o Centro TERRANTAR: Permafrost-Criossolos-Ecossistemas Terrestres e mudanças climáticas na Antártica, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG. O INCT envolverá 303 pesquisadores, colaboradores e alunos, dos quais 152 são doutores, de 29 instituições nacionais de pesquisa e 27 internacionais. O programa de investigações científicas segue eixos temáticos, sempre explorando as interações atmosfera-criosfera-oceano no presente e no passado recente (até o Último Máximo Glacial) principalmente sobre conexões com o ambiente sul-americano (variação sazonal entre 1,9 e 19 milhões de quilômetros quadrados). É prioritário para o INCT o monitoramento das variações do balanço de massa do gelo planetário e as consequências para o nível médio dos mares, para isso foi criado, em ação conjunta da UFRGS e FURG, o Laboratório de Monitoramento da Criosfera – LaCrio). O programa inclui ainda a complementação do laboratório nacional dedicado à análise e interpretação de testemunhos de sondagem de gelo. É destaque do programa de investigação do INCT a manutenção da plataforma de investigação latino-americana mais ao Sul do Planeta, o laboratório/módulo Criosfera 1 (84°S) dedicado à pesquisa atmosférica e glaciológica. Trata-se de ação inédita do país e que em breve será ampliada com a implantação do módulo Criosfera 2 em 80°S. O programa de formação formal (pós-graduações) mantém foco nas interrelações entre as regiões polares e o ambiente brasileiro. No caso da ciência glaciológica, a meta é formar 20 doutores em 6 anos. O programa de educação em ciência do INCT inclui o desenvolvimento de módulos de e-Learning de acesso livre, cursos de curta duração sobre as regiões polares para professores do Ensino Médio e o desenvolvimento de sites de divulgação pela Internet. A proposta atende prioridades da Estratégia Nacional de Ciência e Tecnologia e Inovação para as áreas de Oceano e Zonas Costeiras, e Mudanças do Clima do plano de metas do Ministério da Ciência e Tecnologia, as considerações da 4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação: Áreas Estratégicas e o recente (2013) Plano de Ação do MCTI - Ciência Antártica para o Brasil 2013-2022. Especificamente para este último, contribui para atingir os objetivos e metas de dois programas temáticos: (1) O papel da criosfera no sistema terrestre e as interações com a América do Sul e (2) Mudanças climáticas e o Oceano Austral. A agenda científica da proposta também contribui para outras ações para a questão do clima e antártica, como a Rede Brasileira de Pesquisas sobre Mudanças Climáticas (Rede CLIMA), contribuindo e estando associado a ações de outros INCTs (Mudanças do Clima e o Antártico de Pesquisas Ambientais).
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Jefferson Cardia Simões

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • variabilidade química e climática nos registros dos testemunho de gelo da geleira da ilha pine – manto de gelo da antártica ocidental
  • Este projeto propõe a reconstrução e interpretação da história climática e da química atmosférica do setor do mar de Amundsen/Bellingshausen ao longo dos últimos 300 anos a partir de registros paleloclimáticos indiretos obtidos em testemunhos de gelo da geleira da Ilha Pine (manto de gelo da Antártica Ocidental). O projeto expande para o lado do mar de Amundsen as investigações iniciadas há 5 anos nas bacias de drenagem glacial do manto de gelo da Antártica Ocidental que fluem para o mar de Weddell. Portanto, a comparação de dados paleoclimáticos (de testemunhos de gelo) das duas regiões proverá detalhamento da advecção de sul para norte de massas de ar frio da região antártica até o Brasil e tem entre suas metas a obtenção de m testemunho de 150 m na bacia de geleira Pine no verão de 2019/2020, além de vários levantamentos geofísicos. Posteriormente, as amostras do testemunho de gelo e de trincheiras superfícies de neve serão derretidas e analisadas por cromatografia iônica, ICP-SFMS e CRDS para gerarem diversas séries temporais ambientais e que serão então calibradas ao registro instrumental pela correlação com dados de re-análise do European Center for Medium Range Weather Forecasts (ECMWF) provendo indiretamente (by proxy) dados paleoclimáticos. Modelagem numérica do fluxo da geleira da Ilha Pine (77°05’S, 91°56’W) para datação do testemunho de gelo é prevista para calcular o campo tridimensional de velocidades da geleira Pine, possibilitando a datação adequada de cada camada. Como resultado desse trabalho acreditamos ser possível traçar as rotas preferências de transporte entre o Hemisfério Sul (com foco principal na América do Sul) e a região da geleira da Ilha Pine. O projeto é coordenado pelo atual vice-presidente do Scientific Committee on Antarctic Research (SCAR), Prof. Jefferson C. Simões, e conta com a participação do eminente Prof. Paul Andrew Mayewski, diretor do Climate Change Institute (CCI), University of Maine, Orono, recipiente do Cristal Seligman (equivalente ao Premio Nobel na área da Glaciologia). O projeto, realizado com forte cooperação internacional, principalmente com o CCI/UMaine, EUA, atende ações propostas pelo Action Group on Tropical Antarctic Teleconnections (TATE) do SCAR e também pelo IPICS - International Partnerships in Ice Core Sciences do PAGES. É relevante notar que grande parte dos recursos solicitados por este serão alocados ao pagamento de despesas de logística científica no interior da Antártica, incluído aluguel de aeronave, e que não são cobertas pelo PROANTAR por estarem foram da área de atuação geográfica da Marinha do Brasil.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 25/12/2018-31/12/2022
Foto de perfil

Jefferson Cardia Simões

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • o registro ambiental amazônico nas geleiras dos andes tropical
  • Futuras mudanças climáticas nos Andes Centrais e na bacia Amazônica adjacente terão impactos ambientais dramáticos e é essencial entender a variabilidade ambiental regional anterior à interferência humana. Infelizmente, devido ao rápido aquecimento atmosférico, o principal arquivo natural de mudanças do clima e da química atmosférica do passado, os testemunhos de sondagem de gelo, estão a se degradar, à medida que o aquecimento regional derrete as geleiras tropicais. Assim, é proposto o estudo de alta resolução de um novo testemunho da calota de gelo de Quelccaya (Peru) de 200 m que represente no mínimo 5.000 anos (ou até 20.000 anos se chegar à base da geleira). Essa massa de gelo foi escolhida porque está a barlavento das principais áreas de queimadas na Amazônia. Esse testemunho será obtido por uma expedição internacional, com recursos e equipamentos já garantidos por um dos parceiros (Climate Change Institute - CCI, UMaine), no final do primeiro semestre de 2022. A análise do testemunho permitirá derivar (com resolução sazonal) variáveis pelo uso de uma nova tecnologia (ablação à laser conectado a um ICP-MS e portanto evitando a subamostragem e risco de contaminação do registro) a ser realizada no CCI/Maine, e complementada por análises discretas para determinação da concentração iônica, concentração de carbono negro e levoglucosano, para tentar, por exemplo, determinar a evolução do impacto da queima de biomassa na área (análises a serem realizada no Centro Polar e Climático da UFRGS). A variação das razões isotópicas no testemunho de gelo serão comparadas com o resultado e o modelamento do fracionamento isotópico na Amazônia Ocidental tendo como base uma rede de amostra de precipitação para medição das razões de isótopos estáveis já implantada pela equipe brasileira entre Belém e fronteira com o Peru, e pela equipe internacional até a base dos Andes Orientais. As séries temporais obtidas serão correlacionadas as séries temporais e reanálises (ERA-Interim).
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jefferson Carriello do Carmo

Ciências Humanas

Educação
  • institutos federais de ciências e tecnologia: trabalho e as formas de produção no contexto da quarta revolução industrial entre 2014-2023
  • A proposta de pesquisa: Institutos Federais de Ciências e Tecnologia: Trabalho e as Formas de Produção no Contexto da Quarta Revolução Industrial entre 2014-2023, tem como questão central a análise de como as metamorfoses do mundo trabalho e a organização produtiva impactam as políticas de Educação Profissional, na formação e trabalho dos professores de Educação Profissional – EP, no contexto da chamada Quarta Revolução Industrial, ou mais propriamente denominada Indústria 4.0. Essa averiguação será norteada pelas condições objetivas e subjetivas presentes nas metamorfoses que estão ocorrendo nas formas de organização da produção e do mundo do trabalho. Essa abordagem de investigação será de cunho socioanalítico, cujo foco está no campo sócio-histórico, político, econômico e educacional e suas visíveis transformações, cujo impacto desenha uma nova concepção de formação profissional para o trabalho. O período proposto, envolve três situações: crise financeira; a crise oriunda da pandemia do coronavírus que tem levado as grandes potências econômicas a entrarem num “curto-circuito” e por fim o advento da Quarta Revolução Industrial, cuja consequências vem implementando mudanças nas estruturas socioeconômicas de vários países. Neste sentido, o estudo tem como hipótese que a Revolução Industrial impõe mudança estrutural, que envolve a economia, a tecnologia, a sociedade e, em nosso caso particular, as políticas de educação profissional. Essas mudanças apontam para uma formação profissional que necessita de mudanças e essas não devem ser pensadas de forma isoladas, mas dentro de um conjunto de fatores, tais como: o econômico, o tecnológico, o social o político, as inovações, etc... Estes fatores não caminham isolados entre si, mas fazem parte de um conjunto de fenômenos estruturais. Dentre esses conjuntos estão: o trabalho, a tecnologia, a economia, e a formação profissional, como também um conjunto de situações que mediam e fazem parte desse contexto.
  • Universidade de Sorocaba - SP - Brasil
  • 07/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Jefferson Prado

Ciências Biológicas

Botânica
  • delimitação, biogeografia e origem de espécies de vitarioides no brasil, no contexto de uma filogenia global do grupo (pteridaceae)
  • Em uma recente filogenia global das samambaias vitarioides vários avanços foram alcançados. Em especial, destaca-se que foram resolvidos os problemas de delimitações taxonômicas em nível de gênero. De acordo com a atual classificação, 11 gêneros são aceitos em vitarioides e estes podem ser reconhecidos por sinapomorfias morfológicas de fácil observação. Por outro lado, no nível de espécie, ficou evidente que mais estudos são necessários para que uma melhor delimitação taxonômica seja alcançada. Isto posto, o presente projeto visa resolver parte dessas delimitações para os grupos neotropicais das vitarioides, especialmente nos complexos de espécies de Vittaria graminifolia e V. lineata, que ocorrem no Brasil. Com base em novas amostragens, novas análises moleculares serão conduzidas, utilizando-se quatro marcadores plastidiais rbcL, atpA, chlN e rpoA, com o objetivo de se obter uma nova filogenia global das vitarioides. Também com base nos dados moleculares serão realizadas análises biogeográficas e de origem, inéditas para o grupo.
  • Instituto de Botânica - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Jenaina Ribeiro Soares

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • síntese, propriedades ópticas e modificações estruturais de novos materiais
  • A esfoliação do grafeno em 2004 foi fundamental para constatar que materiais laminares volumétricos (ou “bulk”) eram redutíveis a camadas de espessura atômica (2D), e que então as suas propriedades mudam dramaticamente. Novas famílias laminares têm sido investigadas recentemente, completando o grafeno em aplicações como heteroestruturas 2D. Dentre elas estão os monocalcogenetos de metais de pós-transição, e minerais do grupo da platina, como a jacutingaita, um isolante topológico descoberto em Minas Gerais - Brasil. Diferentes coordenações atômicas, presença de politipos, e número de camadas são mudanças de simetria com consequências nas estruturas eletrônicas e vibracionais, possibilitando customizar suas propriedades para aplicações como a optoeletrônica em nanoescala. Esta proposta analisará a espectroscopia Raman, a Tip-enhanced Raman Spectroscopy (TERS), e óptica não linear de materiais 2D como o monocalcogeneto GaS, jacutingaita (Pt2HgSe3), e dicalcogenetos de metais de transição, utilizando experimentos, estudos de simetria e Density Functional Theory (DFT). As vibrações de altas e baixas frequências (“intralayer” e “interlayer”, respectivamente) serão exploradas para elucidar aspectos inéditos da interação entre camadas nesses materiais. Além da fabricação por esfoliação mecânica, serão feitas a síntese por Chemical Vapor Deposition (CVD) de poucas camadas atômicas e heteroestruturas. Um fator determinante para a utilização desses materiais em aplicações reais é o papel desempenhado por defeitos e oxidação, que serão aqui induzidos e explorados visando estabelecer protocolos para sua quantificação. Espera-se então entender a assinatura espectroscópica no Raman e óptica não linear de estruturas defeituosas e não defeituosas. Medidas de baixas temperaturas são fundamentais para entender transições de fase induzidas por defeitos e interações entre fótons. Recursos humanos altamente qualificados serão gerados em uma área emergente no Brasil e no mundo.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jeremie Garnier

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • isosolotrop- contribuição dos isótopos de fe e cd para a geodinâmica dos processos naturais e antropogênicos que afetam os solos tropicais do brasil.
  • As coberturas superficiais desenvolvem um papel chave no ciclo dos elementos e na qualidade dos ecossistemas continentais e aquáticos. Longe de serem isolados, todos os compartimentos da Zona Crítica (da rocha até a canopê) interagem entre si de acordo com modalidades ainda largamente desconhecidas e em escalas de tempo muito variadas. O desmatamento de áreas de savanas e florestais e à crescente procura por terras agrícolas exerce ação negativa sobre o solo e sua fertilidade e uma retroação sobre o clima (emisão de gases de estufa). O papel da pressão antrópica sobre a degradação dos solos e o aquecimento global é hoje reconhecido. Ainda assim, é difícil estabelecer a intensidade e as modalidades das ações humanas sobre os sistemas pedo-hidrologicos. Para tanto, propomos o desenvolvimento e uso de novos ferramentos géoquimicos applicaveis à estudo da degradação dos solos dos ecosistemas florestais. As assinaturas de alguns isótopos estáveis que fracionam durante os processos biogeoquimicos representam novas ferramentas para monitorar a dinâmica de elementos no meio ambiente. Nos focalisaremos sobre os isotopos do Fe e do Cd como traçadores qualitativa e quantitativa dos efeitos da degradação dos solos associados ao desmatamento e fogos, bem como a capacidade do sistema solo-águas de superfície continentais de responder as retroações negativas. Alem destas tecnicas inovadoras, usaremos extrações quimicas e as técnicas espectroscópicas (XAS) para a determinação direta dos estados de oxidação e o tipo de ligação e assim informações imperdíveis sobre especiação solida e mobilidade de elementos. Em continuidade de estudo previa, nossa proposta será desenvolvido em sistema vegetação-solos-águas de biomes i) da Floresta Amazônica e ii) do Cerrado. Parcelas preservadas e afetadas por alteração e fogo serao monitoradas nesses ecosistemas. Ao compreender melhor a vulnerabilidade desses ecosistemas perante desmatamento e fogo, será possível avaliar as políticas ambientais.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 16/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jerson Lima da Silva

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • inct de biologia estrutural e bioimagem
  • Nos primeiros cinco anos, a meta geral do INCT de Biologia Estrutural e Bioimagem (INBEB) foi a de criar uma rede de pesquisa multidisciplinar nos campos de biologia molecular e estrutural, biologia celular, bem como biologia tecidual, gerando, desta forma, uma visão global sobre diversas doenças humanas importantes para a saúde pública no país. Nesta primeira fase, construimos uma sólida infraestrutura física e científica (vide Relatórios Bienais em http://www.imbebb.org.br/index.asp) voltada para os estudos de diversas patologia desde o nível atômico, por meio da estrutura e dinâmica de proteínas por ressonância magnética nuclear (RMN), bem como a nível morfo-patológico, por meio de técnicas de microscopia e, também, de forma sistêmica, por meio de imagem por ressonância magnética (MRI, magnética resonance imaging) e tomografia de emissão de pósitrons e tomografia computadorizada por emissão de fóton único (PET-SPECT-CT). Essa infraestrutura encontra-se instalada e em pleno funcionamento reunindo equipamentos de ponta em três edificações: O CNRMN – Centro Nacional de Ressonância Magnética Nuclear Jiri Jonas (CENABIO I), reunindo os equipamentos de RMN (espectrômetros de 400MHz, 500 MHz, 600 MHz, 700 MHz (estado sólido), 800 MHz e um 900 MHz (a ser adquirido – projeto pro-infra aprovado); 2) O CENABIO II - abrigando os equipamentos de Bioimagem de pequenos animais (MRI 7 Tesla; SPECT/PET – CT; Imageamento por Bioluminescência); 3) O CENABIO III – edificação em fase de conclusão que reunirá os equipamentos de Microscopia Eletrônica, Confocal, Multifotônica e de Força Atômica. Em conclusão, criamos um centro de referência com um dos maiores parques de equipamentos nesta área e que atende a demanda dos pesquisadores brasileiros e de outros países que buscam fazer colaborações e elevar o patamar dos conhecimentos em suas respectivas áreas do conhecimento. Agora, nesta segunda fase do INBEB, pretendemos somar esforços para compreender as bases moleculares das doenças amiloidogênicas, câncer, doenças degenerativas, doenças parasitárias e virais, que compõem a temática da nova proposta ora apresentada. Pretendemos avançar na proposição de terapias novas, tal como o desenvolvimento racional de fármacos e vacinas, que se fazem necessários para a diminuição da morbidade e mortalidade da população acometida por essas enfermidades. O grande elo de associação desses grandes temas é a Biologia Estrutural e a Bioimagem que, agora, terão seus laços estreitados com parcerias com empresas publicas e privadas e redes hospitalares, como o Instituto D’Or/IDOR (associado à rede de Hospitais D’OR) e a Fundação de Medicina Tropical Heitor Dourado do Estado do Amazonas, preenchendo a lacuna que existe entre pesquisa básica e pesquisa clínica (pesquisa translacional). Pretendemos criar novas Plataformas Experimentais com especial destaque para as Plataformas de Purificação/Cristalização de Proteínas, de Triagem de Bibliotecas de Fármacos por RMN e de Bioimagem Translacional. O INBEB será coordenado pelo Prof. Jerson Lima da Silva tendo como Vice-Coordenador o Dr. Wanderley de Souza (UFRJ), ambos pesquisadores 1A do CNPq, que serão assessorados por um Comitê Gestor composto por 8 Chefes de Laboratórios Associados, aalém de um Conselho Científico Internacional, sob a Presidência do Professor Kurt Wüthrich (Scripps/UFRJ). A estrutura organizacional básica do INBEB em Laboratórios Associados (LAs) será mantida, porém alguns LAs foram reestruturados e novos LAs foram inseridos na presente proposta, visando incorporar novos grupos de pesquisa para o alcance das metas científicas definidas. Compõem o INBEB 21 LAs coordenados por pesquisadores reconhecidos em suas áreas de atuação. Ao todo, temos instituições associadas ao INBEB de sete estados da Federação e o Distrito Federal. Em linhas gerais as temáticas científicas que se pretende abordar foram agrupadas em quatro grande grupos, a saber: I. Proteínas Amiloidogênicas e Prions: Doenças Neurodegenerativas e do Mau- Enovelamento Proteico; II. Vírus e suas Respectivas Doenças; III. Microrganismos Eucariontes e suas Respectivas Doenças e IV. Proteínas de Supressão Tumoral e Oncogênicas em Câncer. Dentre os temas a serem abordados podemos destacar como principais interesses dos proponentes do INBEB: (a) determinar a estrutura tridimensional de macromoléculas, com ênfase na utilização da Ressonância Magnética Nuclear e difração de raios-x; (b) analisar a formação de complexos macromoleculares e estruturas celulares complexas, utilizando técnicas microscópicas de alta resolução (microscopia de força atômica, crio-eletrontomografia, espectroscopia de correlação de fluorescência); (c) analisar a organização celular utilizando microscopia de fluorescência de alta resolução (confocal, multi-fotônica, vídeo-microscopia), microscopia eletrônica de varredura e microscopia eletrônica de transmissão), e (d) analisar o comportamento de células e tecidos em animais inteiros, utilizando as mais modernas técnicas de visualização de animais experimentais, como a bioluminescência, a ultra-sonografia de alta resolução, a tomografia de emissão de fótons (PET/SPECT/CT) e a ressonância nuclear magnética de imagem (MRI); (e) sintetizar novos compostos capazes de atuarem como agentes antiamiloidogênicos, antivirais, antiparasitários e antitumorais e (f) caracterizar biomarcadores estruturais e funcionais nas doenças neurodegenerativas e no câncer através de estudos pré-clínicos e ensaios clínicos. Em conclusão a nossa proposta pretende gerar contribuições científicas e tecnológicas nas áreas de Doenças Neurodegenerativas, Câncer, Doenças Virais e causadas por Microrganismos Eucariontes, através de estudos de biologia estrutural e bioimagem in vitro e in vivo, além de estudos clínicos com pacientes, utilizando a vantagem competitiva do grupo reunido no INBEB.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 26/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Jerson Lima da Silva

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • biologia estrutural de proteínas envolvidas em doenças neurodegenerativas, tumorais e virais
  • O projeto tem como objetivo estudar: 1) proteínas envolvidas em tumores, como a proteína de supressão tumoral p53, cuja mutação está presente em mais de 50% dos tipos de câncer; 2) proteínas associadas a doenças neurodegenerativas como a proteína do prion, associada às encefalopatias espongiformes transmissíveis, e a alfa-sinucleína associada à doença de Parkinson; 3) estruturas virais associadas a viroses, incluindo Zika, Febre Amarela e COVID-19. Entre os diversos tipos de câncer, abordaremos tumores malignos de mama, hepatocarcinoma e glioblastoma. O grupo foi pioneiro e exerce liderança em estudos de agregação amiloide e de mudança de fase da proteína p53 e seu envolvimento na patogênese de câncer. Em vários trabalhos do grupo, propusemos que a agregação de mutantes de p53 tem características semelhantes a um príon e que atua de forma crucial no desenvolvimento do câncer, através da perda de função, do efeito de dominância negativa e do ganho de função de agregados. Desta forma, a p53 mutante agregada tem se tornado um novo candidato a alvo farmacológico. Nos últimos 20 anos, verificamos que a proteína do príon depende de moléculas de ácido nucléico para sofrer a mudança para o estado que causa doença e o uso de diversas técnicas espectroscópicas, inclusive de moléculas individuais, poderá desvendar como isso se opera no interior da célula. Em Biologia Estrutural de vírus, o nosso grupo visa utilizar métodos de RMN e biofísicos para a caracterização da estrutura de proteínas de diversos vírus como o Zika, Hepatite C, Influenza e SARS-CoV-2. Entre as inovações feitas pelo nosso laboratório está o uso de um método físico (alta pressão hidrostática) para inativação de vírus, com o objetivo de se obter vacinas. Mais recentemente, temos participado de estudos que utilizam a proteína S da espícula viral para obtenção de um soro hiperimune em cavalos (soro AntiCovid), com perspectiva de utilização na terapia da COVID-19, uma parceria envolvendo várias instituições.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jesanias Rodrigues de Lima

Ciências Humanas

Filosofia
  • 5ª semana municipal de ciência e tecnologia de itapissuma
  • É inegável que nossa sociedade vem se modificando em virtude das transformações decorrentes das revoluções científicas e tecnológicas. Mediante isto, a população vem se apropriando progressivamente a tais inclusões, sendo necessário que elas possam se adequar e familiarizar-se com as ferramentas tecnológicas. Diante dessa possibilidade, e por intermédio da Chamada do Edital da CNPq/MCTI Nº 17/2020, propomos o projeto, com o seguinte objetivo: Fomentar o conhecimento Científico e Tecnológico, a partir da 5ª Semana Municipal de Ciência e Tecnologia de Itapissuma. Para tal por finalidade viabilizar o conhecimento científico para o público prioritário e geral do município de Itapissuma, que é situado no Estado de Pernambuco, nordeste brasileiro. Pontua-se que o município proponente, já vem atuando com parcerias de municípios, instituições e entidades, e também tem experiência nesse tipo de evento de Ciência e Tecnologia. Somado a isto, é relevante mencionar os índices alcançados pelo município nos últimos Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (Ídeb), mesmo apresentando um Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) considerado baixo. Para alcançarmos nosso objetivo, foram pensadas duas linhas de ações: (1) Proposta principal (atividades presenciais) ou (2) Proposta secundária (atividades virtuais), levando em consideração o contexto de incertezas que vivemos em meio à pandemia do “novo Coronavírus”, o direcionamento de nossa linha de proposta ocorrerá no mês de setembro, visto que consultaremos nossa Secretaria de Saúde. Porém em qualquer uma das linhas, seguiremos o protocolo de seguranças exigidos pelas Secretarias de Saúde Estadual e municipais e Organização Mundial de Saúde, tomando como base suas ações e cuidados.
  • SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCACAO DE ITAPISSUMA - PE - Brasil
  • 16/03/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Jesanias Rodrigues de Lima

Outra

Multidisciplinar
  • 6ª semana municipal de ciência e tecnologia de itapissuma
  • É notório que nossa população vem se modificando e se adequou as transformações de Ciência, Tecnologia e Inovação, que permeiam nosso cotidiano, e com isso também vieram vários problemas de temas socioambientais que aflige o bem estar social e do nosso planeta. Porém, para uma compreensão holística e transversal desses temas e suas problemáticas, é necessário que identifiquemos e busquemos ações e atividades para sociedade e o planeta terra, e desse modo seja possível ter um presente e futuro melhor. Diante dessa possibilidade, e intermédio da Chamada do Edital da CNPq/MCTI Nº 10/2021, submetemos um projeto de evento, com o seguinte objetivo: fomentar o conhecimento científico, tecnológico e de inovação, a partir da 6ª Semana Municipal de Ciência e Tecnologia de Itapissuma, como um instrumento de divulgação e popularização, e de incremento à percepção social do papel da ciência para o desenvolvimento humano e sustentável. A partir da realização do evento, será possível oportunizar a elaboração, proposição e apresentação de projetos de iniciação científica, no qual viabilizará o conhecimento científico, tecnológico e de inovação para o público prioritário e geral do município de Itapissuma (proponente), bem como os municípios circunvizinhos, que são situados no Estado de Pernambuco, nordeste brasileiro. Para alcançarmos nosso objetivo, propomos um evento integrado/ “guarda-chuvas” que será realizado no ano de 2022, presencialmente, no qual terá como tema norteador as discussões humanas e sustentáveis inerentes dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de nossa realidade local. Como estratégia metodológica da proposta serão desenvolvidos projetos científicos, em 3 categorias, sendo elas: Iniciação à Pesquisa; Divulgação Científica e Pesquisa Científica da Educação de Jovens e Adultos, nos quais poderão apresentar em duas modalidades: (1) Exposição de CT&I; e (2) Teatro Científico (exposição em forma artística) sobre o tema debatido do evento.
  • SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCACAO DE ITAPISSUMA - PE - Brasil
  • 14/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Jesanias Rodrigues de Lima

Outra

Divulgação Científica
  • semana nacional de ciência e tecnologia em itapissuma e igarassu
  • É notório que nossa população vem se modificando e se adequou as transformações de Ciência, Tecnologia e Inovação, que permeiam nosso cotidiano, e com isso também vieram vários problemas de temas socioambientais que aflige o bem estar social e do nosso planeta. Porém, para uma compreensão holística e transversal desses temas e suas problemáticas, é necessário que identifiquemos e busquemos ações e atividades para sociedade e o planeta terra, e desse modo seja possível ter um presente e futuro melhor. Diante dessa possibilidade, e por intermédio da Chamada do Edital da CNPq/MCTI Nº 06/2021, propomos o projeto, com o seguinte objetivo: fomentar os conhecimentos científicos, tecnológicos e de inovações, a partir da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em Itapissuma e Igarassu. Para finalidade de viabilizar o conhecimento científico e tecnológico para o público prioritário e geral dos municípios de Itapissuma e Igarassu, que são situados no Estado de Pernambuco, nordeste brasileiro. Vale salientar, que o referido evento terá sua maior parte por meio virtual, logo oportunizaremos a todos que tem acesso online, não importando o município. Pontua-se ainda, que a instituição proponente (Secretaria Municipal de Educação de Itapissuma), vem alcançando relevantes metas nos últimos Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (Ídeb), mesmo apresentando um Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) considerado baixo; têm ótimas parcerias com outras instituições e entidades estaduais e federais; e também já vem desenvolvendo parcerias com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) em chamadas anteriores de evento de Ciência e Tecnologia. Para alcançarmos nosso objetivo, propomos a realização de um evento integrado/ ‘guarda-chuvas’ por meio virtual, no qual serão discutidos alguns dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de nossa realidade local, a partir do desenvolvimento de 3 modalidades de atividades: (1) eventos de comunicação científica - por meio de lives; (2) mostra de vídeos –pela elaboração e publicação de vídeos informativos/ formativos; e (3) exposição de CT&I - por meio da elaboração e entrega de materiais didáticos. Pretendemos realizar este evento, no final do mês de outubro ou início de novembro de 2021, visto que já estamos realizando nossa feira científica municipal de Itapissuma no período indicado pelo edital. Evidenciamos, que para realização do evento seguiremos todos os protocolos de seguranças exigidos pelas Secretarias de Saúde Estadual e municipais, tomando como base suas ações e cuidados.
  • SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCACAO DE ITAPISSUMA - PE - Brasil
  • 16/11/2021-30/11/2023
Foto de perfil

Jesiane Stefania da Silva Batista

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • bactérias promotoras de crescimento de plantas multifuncionais dos campos gerais: diversidade genética e potencial biotecnológico
  • Bactérias promotoras do crescimento de plantas (BPCP) contemplam grupos taxonômicos com ampla diversidade genética e funcional, que colonizam determinada espécie vegetal ou solo associado e aumentam sua produtividade via síntese de compostos que modulam o desenvolvimento da planta hospedeira; facilitação de aquisição de nutrientes; prevenção da incidência de fitopatógenos. As BPCP integram um componente significativo no manejo agrícola e recuperação de ecossistemas naturais. Um dos objetivos do Programa Nacional de Bioinsumos-MAPA é potencializar a utilização da biodiversidade brasileira no desenvolvimento e produção de bioinsumos. Nossos resultados indicam que as comunidades microbianas dos Campos Gerais/PR abrigam promissores modelos biotecnológicos, que pode estar relacionado ao fato de que a região possui ecotónos entre Mata Atlântica e Cerrado. Nossos estudos com rizóbios de espécies nativas da região indicaram elevada diversidade de bactérias dos gêneros Paraburkholderia, Rhizobium e Bradyrhizobium, com a ocorrência de novas espécies. Observou-se uma elevada tolerância a pH ácido, salinidade, presença de metais pesados e temperaturas elevadas; capacidade de produção de compostos indólicos e destacou-se a elevada eficiência na solubilização de fosfato in vitro, com índices equivalentes às estirpes elite para o processo em questão. Considerando as potencialidades da região e o crescimento do interesse global no mercado de bioinsumos, o presente projeto propõe o isolamento de bactérias de ecossistemas naturais e agroecossistemas dos Campos Gerais; caracterização da diversidade genética; avaliação de parâmetros relacionados à promoção do crescimento vegetal; seleção de estirpes para inoculação de leguminosas e não-leguminosas e regeneração de ecossistemas terrestres, em condições de estresse hídrico e substituição de fertilizantes químicos; divulgação científica sobre a relevância da biodiversidade microbiana para sustentabilidade ambiental e biotecnologia.
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jesús Lubián Ríos

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo de reações nucleares com núcleos estáveis e fracamente ligados em energias baixas e intermediárias
  • Neste projeto pretendemos contribuir no esclarecimento sobre o processo de fusão de núcleos com baixa energia de ligação, sobre o caráter de Majorana ou Dirac dos neutrinos e da correlação entre nucleons dentro do núcleo e durante a troca entre eles. Propomos investigar os mecanismos de reação induzidos por projéteis estáveis e fracamente ligados (estáveis ou radioativos), dentre eles: o processo de quebra, fusão, espalhamentos elástico e inelástico e reações de transferência. Pretendemos desenvolver modelos de reação com íons (especialmente os fracamente ligados) que incluam ao mesmo tempo a quebra direta, assim como aquela precedida pela transferência de núcleons. Incluiremos ainda as excitações do core do núcleo fracamente ligado, e do alvo de forma consistente. Medidas de fusão, espalhamentos elástico e inelástico e processos de quebra e transferência para diversos núcleos serão realizados utilizando projéteis estáveis e instáveis. Estudaremos os efeitos das correlações de pares na transferência de 2n, 2p e 1n1p. Faremos estudos sistemáticos variando as massas dos alvos e as estruturas deles. Os efeitos de fechamentos de camadas na fusão de núcleos longe da linha de estabilidade serão estudados. Estes estudos são muito importantes para conhecer em detalhes a estrutura de núcleos longe da drip-line e suas formas de interação que podem esclarecer mecanismos de obtenção de núcleos superpesados e os chamados reaction rates para poder determinar a evolução do Universo. Possuímos a base de equipamentos experimentais e clusters de cálculos, assim como uma equipe experiente e com grande prestígio nacional e internacional na érea que deve garantir o sucesso deste projeto. Possuímos colaborações internacionais com vários grupos da área. A estratégia usada será fazer medidas de várias reações nucleares incluindo projéteis estáveis e radioativos e comparar com modelos existentes ou novos que contenham a menor quantidade de parâmetros livres e que garantam sua consistência.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Joana Célia dos Passos

Ciências Humanas

Educação
  • as ações afirmativas nos programas de pós-graduação de universidades brasileiras
  • As ações afirmativas no ensino superior vão se consolidando como política de Estado. Na pós-graduação são políticas recentes e ainda pouco discutidas e pesquisadas. Nesse sentido, interessa ao projeto “As ações afirmativas nos Programas de Pós-graduação de universidades brasileiras” analisar como tem sido a recepção e implementação das ações afirmativas no âmbito dos Programas de Pós-Graduação de quatro universidades brasileiras, entre elas: da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR) e da Universidade Federal de Goiás (UFG), considerando as particularidades de cada instituição no que diz respeito: a sua localização geográfica (Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul), público atendido, o tempo de implementação das ações afirmativas, número de estudantes, entre outros aspectos. Nossa hipótese é que as políticas de acesso de negras/os na pós graduação promovem uma ruptura histórica com o modelo estabelecido. Essa insurgência epistêmica e a presença desses novos agentes provoca uma reestruturação do debate acerca do que é aceito e legitimado como científico.Para atingir o objetivo principal, nos propomos a: mapear estudos que tenham como objeto as ações afirmativas na pós-graduação; analisar os documentos legais que normatizam as ações afirmativas nos programas de pós-graduação, identificando o modo como elas foram instituídas, as modalidades, público beneficiário e políticas de permanência; analisar o perfil dos/as ingressantes negros e negras nos Programas de Pós-Graduação da Graduação, bem como seus objetos de estudos. Como metodologia optamos pela pesquisa qualitativa orientada pelas perspectivas epistemológicas dos estudos do feminismo negro. Realizaremos análise documental e entrevistas com estudantes que ingressaram pelas ações afirmativas e com docentes(as) e gestores(as) que protagonizaram a implantação da política.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Joana Maria Pedro

Ciências Humanas

História
  • mandonas: memórias, políticas e feminismos no cone sul (1980-2020)
  • A História das Mulheres é recente, data da segunda metade do século XX. Embora seja um sucesso editorial na disciplina História, é rara a presença de mulheres protagonistas. Mulheres que assumem liderança, são costumeiramente chamadas de Mandonas. Este termo pretende desqualificá-las, questionando a sua feminilidade. Quem são estas mulheres que chamamos de Mandonas? São lideranças? A pesquisa pretende narrar a trajetória de mulheres que se tornaram lideranças em diferentes campos no Cone Sul (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai): na política, na religião, na educação, na arte, nos movimentos sociais, nas universidades, no campo (no sertão) e nas cidades, na arte, no feminismo e no anti-feminismo. Perceber sua atuação nas eleições, nas igrejas, nos diversos tipos de feminismos e de anti-feminismos, nas redes sociais e no ensino de História. Acompanhá-las nos espaços considerados de direita, de centro e de esquerda. Construir verbetes com seus nomes, divulgar suas trajetórias, trazer novas personagens para a História e, também, novas fontes para a História das Mulheres, através da implementação do acervo do LEGH – Laboratório de Estudos de Gênero e História da UFSC. As fontes serão buscadas na internet, em bibliotecas, livrarias de livros antigos e usados, acervos e arquivos públicos e privados; além da realização e transcrição de entrevistas utilizando a metodologia da história oral. Memórias, políticas e feminismos são categorias centrais deste projeto, desdobrando-se nas seguintes categorias de análise: mulheres, interseccionalidades, religiosidades, artivismos, anti-feminismos, movimento de mulheres, emoções e netnografias.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Joana Peixoto

Ciências Humanas

Educação
  • apropriação e objetivação de tecnologias no trabalho e na formação docente
  • A inserção de tecnologias no campo educacional apresenta uma crescente relevância na contemporaneidade, tanto a nível de senso comum como no discurso acadêmico, em suas diversas possibilidades e finalidades para todos os níveis de ensino. O discurso hegemônico sobre tal inserção indica como possíveis resultados a melhoria na qualidade dos processos de ensino e aprendizagem, redução de custos, maior motivação dos sujeitos envolvidos e promoção da inclusão digital. No entanto, para compreender a essência das relações entre tecnologias e educação é preciso investigar as questões de ordem pedagógica e didática que constituem o trabalho docente. Para isso, o presente projeto dá continuidade a duas pesquisas concluídas que abordaram a tecnologia na mediação da formação docente e do trabalho pedagógico, nas quais identificamos: lacunas na avaliação de políticas públicas educacionais para o uso de tecnologias, ausência do olhar do professor sobre a sua formação e desdobramentos desta no seu trabalho. A questão que norteia o presente projeto é o processo de apropriação de tecnologias em sua dimensão epistemológica e sua objetivação no trabalho e na formação docente. O objetivo deste projeto é explicar, a partir de um projeto formativo docente, a dinâmica entre apropriação e objetivação de tecnologias no trabalho docente. A metodologia da pesquisa consiste em três etapas principais com professores da educação básica pública do município de Goiânia, quais são: entrevista, um projeto formativo, a ser desenvolvido em um curso, e re-entrevista. O projeto formativo será voltado para temática das tecnologias em sua dimensão epistemológica, com atividades teórico-práticas coletivas. O processo de entrevista e re-entrevista, a ser aprimorado a partir do já realizado em pesquisa anterior, nos permitirá apreender os elementos da racionalidade docente que se objetivam em seu trabalho. Os resultados desta pesquisa serão materializados em dois produtos: vídeo documental e e-book.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás - GO - Brasil
  • 11/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Joandes Henrique Fonteque

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • fatores de risco, soroprevalência, genotipagem e associação do locus bola-drb3 com a resistência ao vírus da leucose enzoótica em bovinos leiteiros.
  • A Leucose Enzoótica Bovina (LEB) é responsável por inúmeras perdas econômicas. O vírus causador desta enfermidade leva à queda na produção leiteira, perda de peso, morte de animais e restrições à comercialização dos bovinos. A enfermidade é causada pelo Vírus da Leucose Bovina (VLB), um retrovírus com genoma composto por uma dupla fita de RNA e durante sua replicação realiza transcrição reversa integrando-se ao genoma do hospedeiro, principalmente dos linfócitos B e T dos bovinos, que são hospedeiros naturais. Em SC, foi pesquisada a prevalência, obtendo-se uma soroprevalência de 42% no rebanho leiteiro geral. A obtenção de novos dados é importante para que sejam avaliados os fatores de risco, que determinam prevalências diferentes de acordo com o manejo. A LEB não tem tratamento, assim, o conhecimento sobre da resistência dos animais ao vírus é importante para a seleção em programas de melhoramento genético. Sob este enfoque, o locus BoLA DRB3 precisa ser investigado, pois acredita-se que a resistência apresentada por alguns bovinos ao VLB está relacionada às características do BoLA (Bovine Leukocites Antigens). O objetivo deste estudo é determinar a prevalência e os genótipos do VLB em rebanhos leiteiros de SC, bem como conhecer os alelos do gene BoLA-DRB3 presentes nesta população, além de determinar os fatores de risco para a enfermidade. Conforme já realizado em outros estudos no mundo, sabe-se que bovinos leiteiros tem alta prevalência de leucose em função do manejo intensivo, no entanto, sabe-se também que alguns animais podem não contrair a infecção, e nestes casos, os alelos do gene BoLA-DRB3 devem ser investigados de modo a verificar uma possível associação com a resistência à enfermidade. Para tal, as técnicas de sorologia (ELISA) e biologia molecular (PCR e sequenciamento) serão utilizadas para a obtenção dos dados após a colheita das amostras de sangue. Um questionário epidemiológico será aplicado para a determinação dos fatores de risco.
  • Universidade do Estado de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

João Alcione Sganderla Figueiredo

Outra

Ciências Ambientais
  • formação de recursos humanos em nível de doutorado e consolidação das redes de pesquisa em temas estratégicos
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Feevale - RS - Brasil
  • 08/01/2020-08/01/2025
Foto de perfil

João Alencar Pamphile

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • otimização, padronização e reuso do nanobiocompósito af-fe3o4, obtido da interação de aspergillus flavus endofítico e nanopartículas magnéticas (fe3o4), para remoção de contaminantes de águas
  • Grandes quantidades de corantes sintéticos azo são descarregadas em cursos de água, impactando os ecossistemas e os seres humanos. As metodologias convencionais para tratamento de águas não são completamente eficientes na remoção desta classe de corantes. Com isso, outros métodos têm se destacado, como a biorremediação utilizando micro-organismos como agentes de biodegradação ou biotransformação de compostos presentes no resíduo tóxico em formas inócuas que não ofereçam riscos de impacto ambiental. Recentemente, o Laboratório de Biotecnologia Microbiana da Universidade Estadual de Maringá (LBIOMIC/UEM) realizou o depósito do pedido de patente intitulado “Processo de obtenção de nanobiocompósito de Aspergillus flavus endofítico e nanopartículas magnéticas (Fe3O4) com potencial de biorremediação de corante e sua reutilização” (Processo INPI nº: BR 10 2020 014930-0), junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Com isso, o grupo LBIOMIC/UEM vem se destacando na pesquisa de aplicação biotecnológica de nanobiocompósitos na biorremediação de águas contaminadas com rejeitos tóxicos. Assim, este projeto visa complementar o referido pedido de patente depositado, com a ampliação do uso do nanobiocompósito obtido (NBC Af-Fe3O4), com a otimização e padronização da obtenção e utilização da sua biomassa, bem como a realização de experimentos para verificação da reutilização máxima (número de ciclos de reutilização), estudos de cinética da reação e de remoção de poluentes (corantes e outros compostos) do meio aquoso (estudos químicos).
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 21/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

João Alexandre Ribeiro Gonçalves Barbosa

Ciências Biológicas

Biofísica
  • estudos estruturais e funcionais das esterol c24-metiltransferases dos fungos patogênicos humanos candida auris e aspergillus fumigatus visando o desenvolvimento de potenciais fármacos antifúngicos
  • Infecções fúngicas invasivas são a maior causa de mortalidade entre os pacientes imunodeprimidos, sendo principalmente causadas pelos gêneros Candida e Aspergillus. Destacam-se as espécies Candida auris com altas taxas de mortalidade chegando a 72% e Aspergillus fumigatus com taxas entre 60% e 90%. Existem apenas quatro classes principais de medicamentos antifúngicos disponíveis para tratar infecções fúngicas invasivas, os azóis, os polienos, as equinocandinas e as fluoropiridinas. O fato de os fungos serem eucarióticos, com estreita relação evolutiva com hospedeiros humanos dificulta a busca por alvos antifúngicos. O ergosterol é um lipídio essencial para a viabilidade fúngica pois é responsável pela fluidez e permeabilidade da membrana. Colesterol e ergosterol compartilham a mesma via metabólica até a etapa de síntese de zimosterol, a partir deste ponto se diferenciam e utilizam enzimas distintas. Atualmente, o principal alvo é a enzima lanosterol 14-α-demethylase, codificada pelo gene erg11 e inibida por azóis, que atua em etapa comum das vias do colesterol e ergosterol. Consequentemente, pacientes podem apresentar efeitos colaterais durante o tratamento com azóis, além da ineficiência no tratamento de C. auris e A. fumigatu devido à sua resistência a essa classe de compostos. O gene erg6, presente em fungos e ausente em humanos codifica a esterol C-24 metiltransferase (SMT) que atua adicionando um grupo metil ao C-24 do zimosterol convertendo-o a fecosterol, ou, alternativamente, ao lanosterol convertendo-o em eburicol. A ausência da SMT em humanos torna-a um excelente alvo terapêutico. Até o momento, nenhuma estrutura cristalográfica de SMT foi resolvida, dado crucial para o conhecimento detalhado das interações entre as proteínas e outras moléculas. Portanto, o objetivo deste projeto é fornecer informações estruturais e funcionais das SMTs de C. auris e de A. fumigatus para o desenvolvimento de fármacos potentes e seletivos.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

João Augusto Mattar Neto

Ciências Humanas

Educação
  • desenvolvimento de competências digitais em professores e estudantes da educação básica e superior
  • O desenvolvimento de competências digitais em educação já era uma preocupação antes da pandemia da covid-19, que deixou mais patente sua importância. As competências digitais envolvem conhecimentos, habilidades e atitudes relacionados à utilização de tecnologias digitais. Seu domínio é importante para o processo de ensino e aprendizagem. Assim, organizações educacionais enfrentam o desafio de incorporar o desenvolvimento dessas competências em seus planos de ensino. O problema a ser abordado nesta proposta é a complexidade da formação para o desenvolvimento de competências digitais. A questão específica a ser investigada é como desenvolver adequadamente competências digitais em professores e alunos. O projeto envolve inicialmente a avaliação do nível de competência digital de professores e alunos por meio da aplicação de instrumentos desenvolvidos e validados. Em seguida, prevê a elaboração, aplicação e avaliação de atividades visando o desenvolvimento de competências digitais em professores e estudantes. Por fim, serão realizados cursos de formação de professores para o desenvolvimento de competências digitais em alunos. A pesquisa é aplicada, explicativa, longitudinal e de campo, com uma abordagem de métodos mistos. A metodologia inclui surveys, intervenções com delineamento pré-experimental e estudos de caso. A coleta de dados ocorrerá por meio da aplicação de questionários e testes, complementada por entrevistas e observação. A análise dos dados quantitativos utilizará estatística descritiva e inferencial, e dos dados qualitativos, codificação e categorização. Espera-se que as propostas de atividades contribuam para o desenvolvimento de competências digitais em professores e alunos da educação básica e superior, assim como o curso de formação oriente os educadores a utilizarem essas estratégias em suas atividades docentes. A pesquisa em rede internacional é desenvolvida em parceria com a Université Téluq (Canadá) e a Universidade de Lisboa (Portugal).
  • Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Joao Batista Calixto

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • inovação em medicamentos e identificação de novos alvos terapêuticos - inct inovamed
  • Apesar dos esforços da CAPES e CNPq para formar pessoal e dos avanços da ciência brasileira em periódicos internacionais, o Brasil progrediu pouco com relação a apropriação do conhecimento para gerar inovação tecnológica. Na área de medicamentos, apesar do Brasil ser o oitavo mercado mundial, em 2013 tivemos um déficit na balança comercial da ordem de 7 bilhões de dólares. Fica portanto, claro que o Brasil necessita apoiar grupos de pesquisa das universidades, Institutos de pesquisa e ICTs, para estabelecer parcerias necessárias ao fortalecimento das atividades de P&D das indústrias farmacêuticas de capital nacional e, reduzir a médio e longo prazo, esse déficit de conhecimento que separa o Brasil dos países desenvolvidos e alguns em desenvolvimento. Através da interação entre diferentes instituições brasileiras e colaboradores internacionais, esta proposta visa o desenvolvimento de novos fármacos e a pesquisa de novos alvos terapêuticos. Este projeto, portanto, pretende contribuir para avançar a inovação e a ciência de qualidade na área de desenvolvimento de medicamentos e tem os seguintes objetivos: 1) Estabelecer parcerias com as principais indústrias farmacêuticas brasileiras (de capital nacional ou multinacional) visando realizar pesquisas pré-clínicas e clínicas nas seguintes áreas: câncer, depressão, ansiedade, psoríase, coceira; e doenças crônicas e degenerativas (artrite reumatóide, doença de Alzheimer, dor e esclerose múltipla), com especial ênfase na interação entre o sistema imune e o sistema nervoso; 2)Identificar e validar novos alvos terapêuticos para as doenças citadas acima, empregando técnicas de biologia celular e molecular, além de estudos funcionais clássicos; 3) Produzir ciência de alta qualidade com publicações em revistas internacionais de destacado prestigio internacional e contribuir para a inserção internacional do grupo e para o aumento da visibilidade da ciência e tecnologia brasileira; 4) Formar recursos humanos nas áreas relacionadas ao desenvolvimento de medicamentos e na identificação e validação de alvos biológicos de interesse ao desenvolvimento de medicamentos; 5) Apoiar grupos emergentes nas áreas de farmacologia, neurociências, biotecnologia e biologia parasitária visando a consolidação dos mesmos; 6) Contribuir para a melhoria dos programas de pós-graduação onde estes grupos encontram-se inseridos; 7) Apoiar e disseminar o emprego das boas práticas de laboratório, necessárias ao desenvolvimento de medicamentos,no Brasil; 8) Disseminar para a comunidade em geral, através de congressos, simpósios, sites, cursos, palestras; os avanços recentes que vêm ocorrendo na área de medicamentos e estimular as parcerias entre as universidades/centros de pesquisa e as empresas. O projeto conta com dois centros modernos de pesquisas pré-clínica (CIEnP) e clinica (NPDM) que possuem experiência em trabalhar em parceria com as industrias farmacêuticas. O primeiro grupo liderado pelo coordenador deste INCT tem mais de 25 anos de experiência em estudos pré-clínicos e participou do desenvolvimento de alguns produtos que estão no mercado como: Acheflan, Syntocalm (Lab. Aché) e Flavonoides de passiflora (linha Cronos, Natura, além de 4 medicamentos que estão em estudos clínicos. O grupo da UFC liderado pelo vice-coordenador deste INCT foi pioneiro na realização de estudos clínicos no Brasil, sendo um dos grupos que mais colaborou com a introdução bem sucedida dos medicamentos genéricos no Brasil. Os dois grupos agora contando com excelentes estruturas para o desenvolvimento de pesquisa pré-clínica e clínica, financiados pelo MCTI, MS, governo de SC e BNDES; pretendem trabalhar em colaboração e em estreita parceria com as principais indústrias farmacêuticas estabelecidas no Brasil, para que com o apoio das políticas públicas, colaborar para que o país se torne, em médio e longo prazo, menos dependente da importação de medicamentos. Além disso, o projeto conta com pesquisadores com boa formação acadêmica e experiência na área de farmacologia e biologia molecular das seguintes universidades: UFSC, UFPR, UFRJ, UNIVALI, UNCEUMA, além de 9 pesquisadores colaboradores internacionais. Espera-se que o desenvolvimento do presente projeto permitirá atingir as seguintes metas: 1. consolidação de parcerias com as principais indústrias farmacêuticas brasileiras (de capital nacional ou multinacional), estabelecer uma rede de cooperação entre diferentes IES brasileiras e estrangeiras; 2. identificar e validar novos alvos terapêuticos para o câncer, depressão, ansiedade, psoríase, coceira; e doenças crônicas e degenerativas (artrite reumatóide, coceira, psiríase, doença de Alzheimer, depressão, esclerose múltipla, dor crônica); 3. produção de ciência de alta qualidade disseminada através de publicações em revistas internacionais de alto impacto 4. formação de recursos humanos em diferentes níveis (graduação, mestrado, doutorado, pós-doc) nas áreas relacionadas ao desenvolvimento de medicamentos e na identificação e validação de alvos biológicos. 5. consolidação de grupos de pesquisa e melhoria dos programas de pós-graduação emergentes nas área de farmacologia, neurociências, biotecnologia e biologia parasitária; 6. Apoiar a disseminação do emprego de boas práticas laboratoriais, necessárias ao desenvolvimento da área de medicamentos no Brasil.
  • Centro de Inovação e Ensaios Pré-Clínicos - SC - Brasil
  • 28/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

João Batista de Macedo Freire Filho

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • a comunhão da aversão: mídia, política e sensibilidade moral
  • Este projeto de pesquisa possui como tema a mobilização política do “idioma moral do nojo” efetuada por líderes e porta-vozes da extrema-direita no Brasil e a consequente construção de figuras execráveis, descritas, numa profusão de textos e de imagens, como portadoras de atributos, disposições e ideais capazes de contaminar e de corromper toda a nação. O objetivo da pesquisa é, mais especificamente, analisar como discursos e artefatos midiáticos produzidos por grupos conservadores e por representantes da extrema-direita acionam, de modo sistemático, a retórica e a iconografia do asco com o intuito de rechaçar integrantes de movimentos sociais e de partidos políticos associados ao campo progressista. Argumentamos que é fundamental estudar tais representações desumanizadoras do oponente político, porque sua circulação crescente, em diferentes esferas, comporta significativas consequências psíquicas e materiais: além de servir para deslegitimar as reivindicações de minorias por direitos civis, inclusão social e reconhecimento cultural, pode contribuir para racionalizar medidas repressivas e atitudes hostis (em certos casos, até mesmo letais) contra as presumidas ameaças aos bons costumes, à vida produtiva e à segurança nacional. O quadro de referência teórico da nossa investigação é composto, essencialmente, por trabalhos de pesquisadores das áreas das ciências sociais e da filosofia que abordam o nojo como uma emoção hierárquica e política — o substrato afetivo da construção de barreiras simbólicas e concretas contra a mobilidade social e espacial do Outro asqueroso e intolerável. Para o exame do material que integra o corpus empírico, tomamos como base arcabouço analítico proposto por Sara Ahmed, em The Cultural Politics of Emotion, para desvendar como figuras de linguagem afetivamente carregadas (metáfora e metonímias, em especial) produzem a emotividade dos textos culturais que movem os leitores, aproximando-os ou afastando-os de determinados objetos e corpos.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Joao Batista Florindo

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • análise de imagens médicas usando redes convolucionais profundas e descritores fractais
  • Este projeto propõe o estudo e desenvolvimento de ferramentas matematico-computacionais para análise de imagens médicas combinando redes neurais profundas com geometria fractal. As redes neurais profundas convolucionais têm se popularizado também na análise de imagens médicas, porém os descritores clássicos, como os fractais, ainda são competitivos nesta área, além de, na maioria das vezes, poderem ser mais facilmente interpretados. Neste contexto, propõe-se que ambas as abordagens sejam combinadas. Tal combinação se dá de dois modos: treinando a rede a partir da imagem original e da imagem submetida a uma transformação multifractal ou calculando a dimensão fractal da saída associada a cada filtro aprendido pelas camadas convolucionais da rede. Os descritores extraídos serão aplicados a dois problemas da área médica: análise de evolução do Adenoma Pleomórfico para Carcinoma (câncer) e estudo da relação entre imagens de tecidos afetados pelo Carcinoma Neuroendócrino de Pulmão do tipo ``de Pequenas Células'' com a expectativa de vida do paciente. Espera-se que os resultados obtidos tragam implicações importantes para a sociedade, ajudando na melhor compreensão destes processos carcinogênicos e fomentando assim possibilidades tanto de um diagnóstico mais precoce quanto de um tratamento mais eficaz, melhorando assim a qualidade e a expectativa de vida do paciente.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

João Batista Garcia Canalle

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • 25 olimpíada brasileira de astronomia e astronautica
  • Vamos realizar a 25ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica em cerca de 10.000 escolas com a participação de aproximadamente 1.000.000 alunos do ensino fundamental e médio, haja vista que em 2021 participaram, mesmo com pandemia, 481.525 alunos. A realização da OBA, contudo, implica na realização de diversos eventos dela decorrentes que abaixo listamos. Realização do Curso à distância de Astronomia para alunos participantes das “seletivas”, isto é, para alunos que tentarão participar das equipes internacionais. Realização da Jornada Espacial com cerca de 60 alunos e 60 professores dentre aqueles alunos do ensino médio que se destacaram nas respostas às perguntas de Astronáutica. Realização da XVI Mostra Brasileira de Foguetes entre alunos do ensino fundamental e médio entre todas as escolas previamente cadastradas para participarem da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. Realização de 10 Jornadas de Foguetes com os alunos campeões em suas Escolas. Realização das Provas seletivas a partir das quais selecionamos as equipes internacionais. Participação na Olimpíada Latino-americana de Astronomia e Astronáutica a qual em 2022. Participação na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica a qual em 2022. Organização dos Encontros Regionais de Ensino de Astronomia em cerca de oito diferentes cidades do Brasil.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 10/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

João Batista Garcia Canalle

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • 24 olimpíada brasileira de astronomia e astronautica
  • Vide projeto anexo
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 22/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

João Batista Lopes

Outra

Ciências Ambientais
  • desenvolvimento de compósito destinado a design ecológico de mobiliário
  • O desenvolvimento de materiais a partir de fontes renováveis vem despertando interesse dos meios científicos, técnicos e produtivos, considerando-se a possibilidade da inserção no mercado de produtos eficientes, energeticamente, ancorados nas amplas abordagens da sustentabilidade. A fibra de penas de frango é um produto biodegradável, que dentre outras aplicações, tem se apresentado, potencialmente, eficaz como reforço de materiais da construção civil. Trata-se de produto de baixa densidade, excelente compressibilidade e resiliência, capacidade de amortecimento de som, retenção de calor e morfologia com distinta estrutura de farpas. Ressalte-se, ainda que a produção de frango de corte o Brasil tem se firmado como importante atividade econômica, porém, em contrapartida, gera grande volume de resíduo, especialmente, as penas, que se não forem utilizadas devidamente, pode provocar grande impacto ambiental. Assim, tem-se como hipótese que a associação penas de frango com resinas pode se tornar alternativa sustentável no desenvolvimento de compósito com aplicação direta na fabricação de móveis, minimizando o uso de madeiras maciças, bem como materiais como o MDF e MDP. Com o presente estudo, pretende-se avaliar o potencial das fibras de penas a serem utilizadas como reforço em base de matriz polimérica, para a utilização no design de interiores, bem como de mobiliário. O material será obtido nos abatedouros de Teresina, em seguida, submetido a tratamento físico, visando a limpeza do material para se obter um resíduo de boa qualidade. As penas passarão por um processo de desidratação em estufa a 60ºC, por 48 horas. Em sequência, os compósitos serão confeccionados com diferentes proporções de fibra de penas e resina, devendo-se avaliar as propriedades por meio de testes de resistência a tração, impacto, absorção, inchaço, microdureza, decomposição do material, investigação microscópica comparativa sobre as características e propriedades intrínsecas, em relação ao MDF.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

João Batista Rosolem

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • laboratório integrador cpqd (sisfóton-mcti)
  • Desde sua criação, em 1976, o CPQD destaca-se como um elo entre as universidades, cujo foco é a pesquisa científica (centradas na geração de conhecimento), e as empresas, cujo foco são produtos inovadores (centradas na exploração do conhecimento), colaborando no desenvolvimento e disseminação do conhecimento (tecnologia) para o setor empresarial. O CPQD possui um amplo ecossistema de parceiros e grande experiência na composição de arranjos produtivos visando consolidar a rede de inovação ideal, integrando atores com competências e tecnologias complementares (academia, startups, empresas, indústrias e governo). Na proposta do CPQD a integração dos laboratórios do Sisfóton-MCTI será feita pelos Laboratório de Sensoriamento e Monitoração Óptica (LSMO) e Laboratório de Integração Fotônica (LIF). O LSMO possui 4 doutores, 2 mestres, e 2 engenheiros e 1 técnico em seu quadro de pesquisadores. Os pesquisadores do LSMO através de projetos de pesquisa e desenvolvimento da ANEEL, da ANP e da FINEP desenvolveram projetos e introduziram redes de sensoriamento óptico em diversas empresas do setor elétrico e de óleo e gás, atendo como objetivo a demonstração de suas vantagens. Entre estas empresas citamos a Petrobrás, Cemig, Eletrobrás, Repspol, CPLF, Copel, Baesa, Prysmian, Foz do Chapecó, Engie-Tractebel, Epasa, DME. O número de patentes solicitadas pelo LSMO é de 27, sendo que 6 patentes já foram concedidas. O número de artigos publicados em periódicos Qualis/CAPES A1 é de 27 e o número de artigos publicados em anais de eventos nacionais e internacionais é 80. Uma característica que diferencia o LSMO de outros laboratórios é sua vocação para aplicações reais de sensores ópticos, sendo que em todos os projetos são realizados testes de campo dos sistemas desenvolvidos. Já o LIF possui 2 doutores, 1 mestre, 1 engenheiro e 1 bolsista em seu quadro de pesquisadores. Os pesquisadores do LIF, através de projetos de pesquisa e desenvolvimento da FINEP atualmente desenvolvem componentes fotônicos (moduladores, fotodetectores, etc) dentro do contexto do projeto “Sistemas Ópticos em 1TB/s para Internet do Futuro”. Através de projetos no âmbito Embrapii desenvolve projetos de lasers sintonizáveis de cavidade integrada para aplicações em sistemas ópticos de telecomunicações, cuja transferência de tecnologia para o mercado se dará através da empresa parceira IDEA sistemas eletrônicos. Com relação ao LIF, todos os pesquisadores são membros da Sociedade Brasileira de Fotônica, atuando em conjunto nas determinações e direcionamentos desta Sociedade perante o cenário global das tecnologias fotônicas. Mantém parcerias com empresas tais como Padtec e Idea sistemas eletrônicos e diversas universidades, com destaque à Unicamp, USP, UFPB e centros de pesquisa tais como CNPEM e CTI. A estratégica para se obter a integração dos laboratórios dos Sisfóton se baseia na execução das seguintes atividades: Atividade 1 – Conhecer Laboratórios 1.1 - Conhecer os laboratórios de Fotônica aprovados na chamada Sisfóton e mapear o ecossistema de cada laboratório. 1.2 - Conhecer o desenvolvimento do estado da arte em Fotônica através de participação em eventos internacionais, substancialmente nos temas desenvolvidos pelos laboratórios do Sisfóton. 1.3 - Difundir uma visão única entre os laboratórios baseada nos princípios do Sistema Nacional de Laboratórios de Fotônica (Sisfóton-MCTI). Atividade 2 – Acompanhar Laboratórios 2.1 - Acompanhar qualitativamente o desenvolvimento dos projetos aprovados pelos laboratórios de Fotônica. 2.2 - Interagir com instituições parceiras regionais de forma a facilitar a integração dos laboratórios nacionalmente. 3.3 - Evidenciar para os laboratórios do Sisfóton o desenvolvimento da fotônica no país em relação a visão de estado da arte/futuro a ser difundida periodicamente pelo Laboratório Integrador. Ao mesmo tempo analisar nas áreas que sendo priorizadas/trabalhadas se existem deficiências. Atividade 3 - Integrar Laboratórios 3.1 - Promover encontros com periodicidade semestral com apresentações conjuntas dos laboratórios de Fotônica junto com empresas/startups de forma a difundir modelos de negócio, formas de operação e de boas práticas, além de compartilhamento de experiências. 3.2 - Identificar demandas específicas de cada laboratório do Sisfóton, auxiliar no suprimento das necessidades a partir da cooperação entre os demais integrantes da rede e avaliar a prontidão (readiness level) das tecnologias ópticas dos laboratórios para aplicações das empresas/startup. 3.3 - Planejar e realizar interações entre os laboratórios de Fotônica e empresas/startups a partir de eventuais de interesses manifestados pelos laboratórios e ou empresas, que levem a realização de negócios e investimentos. 3.4 - Promover encontros presenciais ou online com periodicidade anual entre os laboratórios nacionais de fotônica e laboratórios internacionais. Atividade 4 – Captar Recursos 4.1 - Acompanhar a disponibilidade de editais e ou chamadas de P&D de agências de fomento federais ou estaduais, Lei da Informática, Embrapii e de empresas atuantes no setor elétrico, petróleo, saúde, automotivo, entre outros, que tenham temas para submissão de projetos de Fotônica, como fontes de recursos adicionais aos laboratórios do Sisfóton. Atividade 5 – Divulgar Resultados 5.1 - Divulgar os resultados dos laboratórios de Fotônica e de possíveis interações com empresas através da realização de eventos de divulgação a serem realizados no CPQD ou nas instituições dos laboratórios de Fotônica. O CPQD irá construir também uma página na internet em seu domínio para a divulgação dos resultados. Outras atividades a serem propostas são promover a realização de webinars e visita virtuais em cada lab. 5.2 - Estimular a divulgação dos resultados científicos dos laboratórios de Fotônica através de publicações em capítulos de livros em periódicos de boa avaliação da CAPES. Atividade 6 – Finalizar Projeto 6.1 Finalização do projeto com a avaliação.
  • Fundação Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações - SP - Brasil
  • 19/07/2021-31/07/2024
Foto de perfil

João Batista Souza Junior

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • nanocelulose decorada com nanomateriais como plataforma multifuncional para aplicações em meio ambiente e biomedicina
  • A utilização das propriedades óticas, elétricas e magnéticas únicas observadas para nanomateriais requer o desenvolvimento de dispositivos que garantem a estabilidade química e coloidal dos sistemas nanoestruturados. Dessa forma, a utilização da nanocelulose como plataforma mecânica para ancorar nanomateriais destaca-se pela versatilidade de desenvolvimento de sistemas multifuncionais e de elevado valor tecnológico agregado. A nanocelulose foi escolhida pela sua elevada razão de área de superfície, possibilidade de funcionalização com químicos funcionais e elevado poder de absorção (aerogel). Variando os nanomateriais, diversas plataformas multifuncionais podem ser sintetizadas para utilização desde áreas como saúde (tratamento de feridas e liberação controlada de fármacos) a meio ambiente (remediação ambiental e plásticos biodegradáveis). O problema a ser abordado neste projeto é a obtenção de compósitos estáveis de nanocelulose obtidos pela funcionalização de superfície da nanocelulose (carboxilatos, aminas e tióis) e a ligação química com a superfície das nanopartículas (Fe2O3, Ag, Au e óxidos metálicos). Os nanocompósitos magnéticos serão avaliados frente as aplicações como aerogel para remediação ambiental, enquanto nanocompósitos com propriedades óticas e bacteriológica serão avaliados para aplicações em biomedicina. O diferencial deste projeto será a obtenção de compósitos com estabilidade química e estruturais adequadas para diferentes aplicações (multiplataforma), ou seja, nanopartículas estarão ancoradas na matriz com boa distribuição e evitando a agregação. A metodologia a ser abordada envolverá a utilização de protocolos de obtenção da nanocelulose já estabelecidas no grupo de síntese do LNNano e duas etapas de síntese dos nanocompósitos. O primeiro via síntese in situ das nanopartículas no meio reacional contendo a nanocelulose e o segundo a ancoragem de nanopartículas previamente sintetizadas através de mistura mecânica na matriz de nanocelulose.
  • Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais - SP - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

João Carlos Medeiros

Ciências Agrárias

Agronomia
  • balanço de carbono em sistemas de cultivo de cacau (theobroma cacao) no bioma mata atlântica
  • A dinâmica dos gases de efeito estufa (GEE), relacionados às atividades agrícolas é dependente do manejo dos solos, o qual interfere na permanência destes no solo ou a emissão para a atmosfera, contribuindo para o aumento do efeito estufa. Visando a redução das emissões é preconizada a utilização de práticas de manejo que permitam a permanência desses gases no solo e o menor lançamento para a atmosfera. A região sul da Bahia nos últimos 30 anos vem passando por alterações no uso do solo, relacionadas aos sistemas de cultivo de cacau, principal atividade econômica da região. E, não existem ainda estudos que tenham avaliado emissões de GEE, nessa região do Brasil, considerando os sistemas de cultivo de cacau. Portanto, o trabalho será desenvolvido com o objetivo de identificar o montante de GEE emitidos em sistemas de cultivo de cacau, realizar o balanço de carbono orgânico do solo, e, gerar um índice monetário que relacione as emissões por unidade de cacau produzido. O estudo será realizado na CEPLAC, em Ilhéus, BA. Serão avaliados sistemas de cultivo de cacau predominantes na região, com quatro repetições: (i) SAF de cacau + açaí; (ii) SAF de cacau + cupuaçu; (iii) SAF cabruca, onde o cacau é cultivado no sub-bosque da mata atlântica; (iv) cacau a pleno sol consorciado com plantas de cobertura de espécies de Fabaceas nas entrelinhas; (v) cacau a pleno sol consorciado com Braquiária; (vi) Cacau a pleno sol consorciado com cobertura de plantas espontâneas; (vii) cacau a pleno sol mantendo o solo exposto e como referência (viii) mata atlântica nativa. Será realizada avaliação das emissões dos GEE (CO2, CH4 e N2O), o levantamento de dados de precipitação, temperatura média do ar, temperatura do solo e coleta de solo para determinação de análises relacionadas com as emissões (físicas, químicas e microbiológicas). Será avaliado o estoque de carbono orgânico total (COT) até 1m de profundidade e a produtividade de cacau nos sistemas avaliados.
  • Universidade Federal do Sul da Bahia - BA - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

João Carlos Palazzo de Mello

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento de micropartículas mucoadesivas contendo extrato de baicuru como tratamento adjuvante na periodontite
  • As doenças periodontais, incluindo gengivite e periodontite, são um problema de saúde bucal global que afeta quase 10% da população mundial. Porphyromonas gingivalis é a principal bactéria envolvida nesses processos inflamatórios, pois é capaz de invadir o tecido do hospedeiro e colonizar o epitélio subgengival pela ação de proteases sobre as gengivas. Micropartículas mucoadesivas têm sido desenvolvidas com o objetivo de aderir a mucosa oral, liberando o(s) ativo(s) de forma prolongada, aumentando a eficácia, reduzindo efeitos adversos e melhorando a adesão do paciente ao tratamento, além de mascarar características organolépticas desagradáveis. Limonium brasiliense, popularmente conhecido como baicuru, é uma planta rica em polifenóis em seus rizomas. Esses compostos já são conhecidos por apresentarem boa atividade contra proteases de P. gingivalis. Além disso, apresentou potencial bacteriostático, antioxidante, antiviral e anti-inflamatório. O tratamento periodontal atualmente utilizado consiste no desbridamento mecânico e, eventualmente, no tratamento antibacteriano local e sistêmico. As terapias que usam antioxidantes podem ser interessantes para prevenir ou diminuir a degradação dos tecidos periodontais. Estudos recentes in vitro indicam atividade bacteriostática, anti-inflamatória e antioxidante de extratos de L. brasiliense e o uso de design fatorial para produzir diferentes tipos de extratos que demonstraram atividade antibacteriana frente a diferentes bactérias, incluindo as multirresistentes e bactérias relacionadas à doença periodontal. Estudos clínicos mais detalhados em seres humanos são necessários para comprovar a eficácia do extrato de L. brasiliense ou dos compostos isolados frente à doença periodontal. Sendo assim, o objetivo deste trabalho será avaliar o efeito clínico do extrato de L. brasiliense em micropartículas mucoadesivas como adjuvante no tratamento da doença periodontal em pacientes fumantes.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025