Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Haroldo Cavalcanti Pinto

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • tratamentos a plasma da liga de mg zk60 utilizando descargas dc e hipims para geração de superfícies bactericidas para fins ortopédicos e odontológicos
  • As ligas de Mg têm se mostrado como alternativas aos implantes já em uso. O interesse se dá pelas características biodegradáveis e atóxicas do Mg. O uso de implantes causa infecções por bactérias e de difícil combate, como no caso de portadores de Diabetes Mellitus ou Câncer. Uma via para evitar complicações é a adição de agentes bactericidas ao biomaterial. A modificação de superfícies para incorporação de tais agentes tem sido proposta por sua versatilidade e baixo custo. A tecnologia HiPIMS é uma variante da pulverização catódica, em que pulsos de potência curtos (µs) e elevados são gerados a fim de evaporar grande quantidade de material ionizado do alvo e promover a implantação de íons na superfície. Este projeto propõe aliar as linhas de pesquisa do coordenador para desenvolver tratamentos a plasma usando descargas DC e HiPIMS para implantação controlada de Ag e Cu na superfície da liga ZK60 para fins ortopédicos e maxilo faciais. Potência média, frequência e tempo de pulso, bias e material do alvo serão otimizados. Após a implantação, as ligas serão caracterizadas quanto à sua microestrutura, morfologia de superfície, composição química, fases, tensões residuais e integridade mecânica. O caráter antimicrobiano conferido pela implantação iônica será avaliado através de ensaios de disco de difusão e proliferação de biofilme para bactérias. Os efeitos da adição de Ag e Cu na biocompatibilidade da liga serão mensurados através de ensaios usando células ósseas humanas in vitro. A degradação das ligas em Simulated Body Fluid será estudada através de ensaios de corrosão e integridade mecânica. O proponente tem experiência no tratamento iônico de superfícies usando as tecnologias DC e HIPIMS, bem como no processamento metalúrgico e na corrosão da liga ZK60. Este projeto é interdisciplinar e pressupõe competências em engenharia de superfícies, avaliação biológica de superfícies e biomateriais, justificando a diversificada equipe de pesquisa envolvida neste trabalho.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 02/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Haroldo Fraga de Campos Velho

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • assimilação de dados por redes neurais
  • A descrição da maioria dos fenômenos físicos por meio de equações diferenciais envolve erros de modelagem. Para sistemas operacionais de previsão, uma estratégia para mitigar erros de modelagem é adicionar alguma informação real do sistema físico ao modelo matemático. Esta informação adicional consiste de observações (valores medidos) do fenômeno que se deseja modelar. No entanto, os dados observados devem ser inseridos com cuidado para evitar uma degradação no desempenho da previsão. Técnicas de assimilação de dados são ferramentas que combinam de modo eficaz observações com dados de modelos físico-matemáticos para a determinação do dado de análise (condição inicial que é usada para executar o modelo de previsão. Esse processo é fundamental na prática operacional da previsão numérica do tempo, circulação oceânica, previsão ambiental e dinâmica da ionosfera. O presente projeto tem por meta utilizar redes neurais artificiais como uma técnica de assimilação de dados aplicada a modelos de dinâmica de fluidos geofísicos. As redes neurais devem garantir a qualidade da análise e apresentar grande ganho no desempenho computacional.
  • Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - SP - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Haroldo Reis Alves de Macedo

Ciências Humanas

História
  • iv feira científica para estudantes de ensino médio do piauí – iii fece²mpi
  • O Piauí possuí IDH 0,646, com grande maioria dos municípios com valores médios próximos de 0,560, contrastam, por exemplo, com São Paulo que é de 0,783, maior IDH estadual do país. Nesse contexto de profundas desigualdades, as proposições de ações que envolvam ciência e tecnologia podem vir a ser ferramentas de buscas de minimização das consequências dessas diferenciações sociais. Com efeito, a presente proposta inter/transdiciplinar visa estimular a produção e divulgação científica no Piauí, sobretudo sobre o Tema da SNCT 2021 a ser escolhido, bem como a divulgação dos produtos oriundos dos trabalhos apresentados durante as atividades propostas. O projeto visa atender à população por meio de feiras científicas em sedes das regiões: Parnaíba no território Planície Litorânea (11 municípios), Pedro II no território Cocais (22 municípios), Teresina no território Entre Rios (31 municípios), Campo Maior no território Carnaubais (16 municípios), Valença do Piauí no território Vale Do Sambito (15 municípios), Picos no território Vale Do Rio Guaribas (23 municípios), Paulistana no território Chapada Vale Do Rio Itaim (16 municípios), Oeiras no território Vale Do Canindé (17 municípios), São Raimundo Nonato no território Serra Da Capivara (18 municípios), Floriano no território Vale Dos Rios Piauí e Itaueiras (19 municípios), Uruçuí no território Tabuleiros Do Alto Parnaíba (12 municípios) e as cidades Bom Jesus/Corrente no território Chapada Das Mangabeiras (24 municípios). A proposta de feira de ciências aqui apresentada pretende atender alunos de escolas públicas da Educação Básica de todos os municípios do Piauí, para o atendimento dessas municipalidades, buscar-se-á o apoio das Secretarias Estadual de Educação e dos municípios, através da Associação Piauiense De Municípios – APPM e A União dos Dirigentes Municipais de Educação do Piauí (Undime-PI), para que os alunos com trabalhos de feira de ciências apresentem em eventos nas sedes de execução desta proposta, envolvendo, também, a população em geral nas etapas regionais e estadual em todo Piauí em sua quarta edição. Trata-se de uma proposta que visa estimular a produção científica de jovens do ensino médio, bem como a divulgação dos produtos oriundos destas pesquisas. Para tanto os alunos envolvidos deverão desenvolver projetos nas diferentes áreas do conhecimento, sob a orientação obrigatória de um professor-orientador. A realização da IV FECE²MPI, de caráter estadual, iniciará suas atividades após assinatura do Termo de Concessão e se estenderá por vinte quatro (24) meses, temporalidade em que se executará as atividades da proposta em parceria com a proposta estadual da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de âmbito estadual, Coordenada pelo grupo de trabalho formado por membros de instituições do Piauí, UESPI, UFPI, IFPI, EMBRAPA e FAPEPI.
  • Instituto Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 28/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Hayda Josiane Alves

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • recomendações técnicas, saberes e práticas populares no enfrentamento da covid-19 em zona rural
  • A elevada transmissibilidade do vírus SARC-CoV-2 (coronavírus) causador da COVID-19, aliada à gravidade clínica demandam a adesão de comunidades às medidas preventivas definidas a partir de recomendações técnicas e decisões governamentais voltadas a frear a contaminação pelo vírus Existe um relativo consenso de que a COVID-19 irá afetar desproporcionalmente às populações mais pobres seja pelas dificuldades em manter o distanciamento social, seja pelas condições de emprego e renda ou ainda pelas dificuldades em aderir às medidas de higiene. Por este motivo, um diálogo social com estes grupos para problematizar tais recomendações e construir caminhos viáveis à sua operacionalização são desafiadores e necessários, especialmente quando se trata de comunidades rurais. A população do campo apresenta elevados índices de pobreza e iniquidades em saúde, tornando-se bastante vulnerável em períodos de crise social e sanitária como a provocada pela pandemia da COVID 19, podendo repercutir no curto prazo nas taxas de mortalidade e expectativa de vida. O monitoramento e controle da pandemia da COVID-19 e de outras síndromes gripais, exige estratégias intersetoriais e sistêmicas coordenadas pela atenção primária da saúde (APS), capazes de frear a transmissão comunitária do vírus, além do planejamento de ações pós-pandemia (vigilância ativa, prevenção e manejo de infecções respiratórias sazonais). Em diálogo com organizações populares, associações, movimentos sociais e entidades da sociedade civil, estas medidas podem potencializar a adesão às estratégias de enfrentamento individual e coletivo no transcurso da pandemia. Frente a tais desafios este projeto tem por objetivo geral: investigar/desenvolver estratégias criativas e inovadoras para prevenção e controle da COVID-19 junto a comunidades rurais. E específicos: desenvolver estratégias de educação popular em saúde para prevenção individual, comunitária e apoio à vigilância ativa; potencializar a tomada de consciência e ampliação de conhecimentos sobre direitos a partir da educação popular; identificar e fortalecer redes de apoio social potentes na conscientização sobre as medidas de mitigação dos efeitos da pandemia (que inclui estratégias de proteção à saúde, subsistência da comunidade e acesso a direitos sociais); potencializar a voz da comunidade na proposição e direcionamento da ação pública por meio da oferta de serviços sócio-assistenciais; engajar membros da comunidade e trabalhadores de saúde (que podem incluir agentes comunitários de saúde, educadores populares, agentes sociais diversos) atuantes no fortalecimento da participação e transformação social da comunidade para estratégias de enfrentamento da pandemia e planejamento de ações pós-pandemia; potencializar estratégias em que as crianças, adolescentes e os jovens participem de ações preventivas pós-pandemia; induzir estratégias complementares ao enfrentamento biomédico da COVID-19, oriundas dos saberes populares da comunidade capazes de favorecer medidas de prevenção, controle e manejo da COVID-19 (cultivo e uso de alimentos que melhorem a imunidade, modos seguros de organização do trabalho coletivo de plantio, etc.); subsidiar processos de educação permanente na APS a cerca de doenças respiratórias sazonais que considerem a atenção a saúde da população do campo. Para tanto, será desenvolvido um pesquisa-ação participativa em saúde com aplicação de métodos mistos guiados pelo modelo da pesquisa participativa baseada na comunidade. Serão envolvidas 6 comunidades de territórios de reforma agrária, quilombola e agricultores familiares das regiões norte fluminense e baixada litorânea do estado do Rio de Janeiro. Por meio de métodos mistos que envolvem grupo focal, rodas de conversa, práticas de educação popular em saúde e elaboração de fazines pretende-se engajar e potencializar a voz da comunidade (com seus saberes tradicionais e práticas populares aliadas às ações de cunho biomédico) em estratégias preventivas de enfrentamento da pandemia e planejamento de ações pós-pandemia. O projeto envolverá diferentes segmentos etários, sendo que a juventude será especialmente estimulada a participar no desenho de ações preventivas pós-pandemia e disseminação de resultados na comunidade. Este projeto prevê ainda utilização os achados da pesquisa em oficinas de educação permanente com trabalhadores da atenção primária em saúde a fim de potencializar ações de prevenção, promoção e manejo de doenças respiratórias sanzonais em comunidades rurais. Para disseminação dos resultados será produzido um vídeo com a sistematização do processo de pesquisa além de produtos acadêmicos. Trata-se de uma proposta multidisciplinar e multicêntrica, filiada a projetos de metodologia similiar integrados a uma rede internacional de pesquisa-ação denominada International Collaboration for Participatory Health Research.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Hebert Coelho da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • problemas de partições em grafos: algoritmos, complexidade e caracterizações.
  • O problema da partição em Grafos consiste em encontrar subconjuntos de vértices que satisfazem certas restrições e modela diversos problemas práticos tais como: redes de sensores, alocação de recursos, etc. Além das aplicações práticas, esse tema é bastante investigado do ponto de vista teórico. Se um subconjunto de vértices é tal que qualquer outro vértice no grafo tem um vizinho no conjunto, temos o problema de dominação. Se o conjunto é dominante e cada vértice que não está no conjunto tiver uma vizinhança distinta neste conjunto, temos o problema da dominação localizadora. No problema da coloração, temos uma partição dos vértices do grafo de forma que vértices de uma mesma parte não podem ter a mesma cor. Na coloração orientada, consideramos grafos orientados e, além dessa restrição, todos os arcos que conectam quaisquer dois subconjuntos de cores devem ter a mesma direção. Por fim, na coloração total o objetivo é particionar ambos, os conjuntos de vértices e arestas, de modo que elementos de um mesmo conjunto não tenham a mesma cor. Para grafos gerais, esses problemas são NP-completos. Porém, existem caracterizações, limites e algoritmos de tempo polinomial para algumas classes de grafos. Embora estes problemas tenham sido bastante estudados, ainda há muitas classes de grafos e algumas variações destes problemas a serem consideradas. Especificamente pretendemos investigar, do ponto de vista de caracterizações e complexidade, variações destes problemas, como coloração orientada, coloração total, conjuntos localizadores e conjuntos independentes em classes de grafos ainda não estabelecidas na literatura. Além disso, pretendemos analisar os problemas citados sob o ponto de vista da complexidade parametrizada. Para atingir nossos objetivos, os resultados existentes e suas técnicas serão investigados, novas proposições serão levantadas e demonstradas e os resultados serão possivelmente publicados em revistas e conferências da área.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Heidge Fukumasu

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento pré-clínico de vacina vetorizada para sars-cov2 baseada em genética reversa com o vírus da doença de newcastle (ndv) para uso em humanos e gatos
  • A pandemia causada pelo SAR-CoV-2, um novo coronavírus, tem causado inúmeras infecções e mortes na população humana em 185 países em menos de 4 meses. Infecções em gatos têm sido relatadas, sendo também capazes de transmitir o vírus para outros gatos suscetíveis. Desta forma, vacinas para uso tanto em humanos como em gatos são importantes formas para controlar a circulação viral. As vacinas vetorizadas virais são eficazes na indução de uma resposta imune robusta contra as proteínas expressas pelo vetor da vacina. O NDV é considerado um vetor promissor para o controle de doenças por se replicar com eficácia em mais de 250 espécies de aves e em mamíferos, incluindo primatas. O uso de estirpes lentogênicas de NDV como vacinas vetorizadas em humanos e gatos oferece várias vantagens como: (1) potencialmente seguro em mamíferos devido à restrição de infecção limitada ao trato respiratório, que é o local de replicação do SARS-CoV-2; (2) a população humana ou felina não possui anticorpos preexistentes ao NDV, que poderia limitar sua replicação; (3) é antigenicamente distinto dos patógenos comuns de mamíferos; (4) é possível inserir 2 antígenos em modelo existente em nosso laboratório em parceria com o USDA; (5) replica bem em culturas de células usadas para produção de vacinas em biorreatores e também em ovos embrionados e; foi demonstrado o potencial do NDV expressando a proteína S de SARS-CoV para o desenvolvimento de vacina para humanos. Assim, a presente proposta permitirá que o Brasil consiga produzir localmente a vacina contra o agente causador da pandemia de COVID-19 e possa ser autossuficiente no controle deste vírus. O objetivo deste projeto é desenvolver vacina vetorizada a partir do vírus da doença de Newcastle (NDV) expressando antígenos de SARS-CoV-2 para uso em humanos e gatos. Objetivos específicos: (1) selecionar e ranquear potenciais antígenos imunogênicos da proteína S e suas subunidades S1, S2, RBD, NTD e FP; (2)Construir por genética reversa NDV expressando 2 antígenos mais bem ranqueados na análise anterior; (3) Avaliar o potencial imunogênico, sítios de replicação e a segurança da vacina NDV-SARS-CoV-2 em hamsters e gatos e; (4) Proposta de formulação de vacina vetorizada para NDV-SARS-CoV-2 para testes clínicos em gatos. Todos os experimentos serão realizados em laboratórios com NB-3, NB-2 e NB-1 cadastrados na CTNBio e aprovados pela CIBio e experimentos com células, ovos embrionados e animais serão avaliados pela Comissão de Ética no Uso de Animais. A seleção dos potenciais antígenos para vacina contra SARS-CoV-2 foi realizada baseando-se no levantamento da literatura de forma sistematizada utilizando-se como objetivo determinar potenciais antígenos a partir da proteína S de SARS-CoV-2, considerada a de maior potencial imunogênico. A construção de partículas virais NDV-SARS-CoV-2 expressando epítopos de SARS-CoV-2 será baseada na estirpe viral NDV LaSota e geradas por genética reversa para expressar até 2 genes exógenos em células Hep-2 com a adição de outros 3 plasmídeos contendo os genes NP, P e L. Os vírus serão purificados e propagados em ovos embrionados de galinha SPF por 10 passagens. A fidelidade e estabilidade do vírus NDV-SARS-CoV-2 será avaliada por sequenciamento completo do genoma viral na 5ª e 10ª passagem a partir dos vírus purificados de ovos. A expressão das proteínas de SARS-CoV-2 serão avaliadas por western blot com anticorpos comerciais contra a proteína S. A replicação viral e patogenicidade será avaliada comparativamente com vírus parental LaSota pelos testes de avaliação de tempo para morte de ovos embrionados, índice de patogenicidade intracerebral, ensaio de hemaglutinação (HA), dose infectante 50% em ovos (EID50) e TCID50 em células VERO in vitro com a adição de 10% de líquido alantóide. A titulação viral será obtida em cultivo de células e ovos embrionados de acordo com o método Reed-Muench. Os estudos para determinação de eficácia e segurança do NDV-SARS-CoV-2 seguirão as recomendações da OMS para realização de testes pré-clínicos para avaliação de vacinas. Os experimentos serão realizados em hamsters sírios dourados e gatos geneticamente distintos, saudáveis, mantidos em condições convencionais de biotério. Estas espécies foram escolhidas por terem sido demonstradas como susceptíveis e produzirem anticorpos contra SARS-CoV-2. Serão realizados estudos para determinar a dose por instilação nasal do NDV-SARS-CoV-2 que gera a maior resposta de produção de anticorpos em hamsters e gatos e avaliar a segurança da aplicação destes vírus. Para isto, grupos com 10 animais de cada espécie serão administrados com doses de 6, 7 e 8 log EID50/ml de NDV-SARS-CoV-2 e do vetor viral sem genes inseridos. Os animais serão avaliados por 3 semanas quanto a sinais clínicos, consumo e ganho de peso. Dois animais de cada grupo serão eutanasiados em 2, 4 e 7 dias após a inoculação (DPI) com o vetor viral para coleta de tecidos. Tecidos de turbinados nasais, traqueia, pulmão, intestino, baço e rim serão coletados para realização de histopatologia, imuno-histoquímica e detecção viral para determinação dos sítios de replicação do vetor viral e expressão das proteínas de SARS-CoV-2 nestes hospedeiros. Após 7 dias, sangue será coletado de todos animais para avaliação de produção de anticorpos contra SARS-CoV-2 e NDV, hemograma completo e bioquímica sérica. Uma segunda administração da vacina será realizada após a coleta de sangue. Após 6, 12, 24 e 48 semanas (dependendo da espécie) serão coletadas amostras de sangue dos animais para avaliação dos níveis de anticorpos neutralizantes utilizando-se o teste PRNT em células Vero in vitro. Os títulos serão expressos em unidades internacionais por mililitro de soro (UI / ml) com um padrão da OMS como referência e os anticorpos de inibição da hemaglutinação (HI) ao NDV serão testados. Durante todos os experimentos os animais serão avaliados periodicamente quanto a sinais clínicos, hemograma e bioquímica sérica completa.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Helcio Rangel Barreto Orlande

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • problemas inversos e de projeto ótimo em bio-transferência de calor
  • O presente projeto de pesquisa tem por finalidade dar continuidade aos trabalhos que vêm sendo desenvolvidos pelos grupos que constam desta proposta, na linha de bio-transferência de calor. No projeto ora proposto será dada especial atenção a problemas de projeto ótimo no tratamento de câncer por hipertermia, bem como no tratamento de arritmia cardíaca por termo-ablação. Será dada continuidade aos trabalhos de pesquisa ligados ao uso de técnicas não-intrusivas para medição da temperatura interna do corpo-humano durante o tratamento de câncer por hipertermia ou termo-ablação. Além disso, serão analisados problemas de estimativa de estado na hemodiálise e no tratamento da encefalopatia hipóxico-isquêmica neonatal. O projeto envolve a utilização de ferramentas matemáticas e numéricas, assim como o desenvolvimento de experimentos, para a solução de problemas inversos e de projeto ótimo em bio-transferência de calor. Fundamentalmente, Técnicas Bayesianas (Método de Monte Carlo com Cadeia de Markov, Filtro de Partículas e Computação Bayesiana Aproximada) serão utilizadas para a solução dos problemas inversos e de projeto ótimo em estudo neste projeto. Especial enfoque será dado ao uso de modelos reduzidos, inclusive aqueles baseados em superfícies de resposta. Portanto, o projeto envolve aplicações de problemas inversos e de projeto ótimo a temas atuais e de grande interesse. As aplicações são todas associadas a dissertações de mestrado, teses de doutorado e projetos de pós-doutorado dos grupos que constam desta proposta.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helder Farias Pereira de Araujo

Outra

Ciências Ambientais
  • o papel dos serviços ecossistêmicos para reverter a trajetória de degradação ambiental e pobreza na caatinga
  • Mudanças drásticas na estrutura da vegetação causadas por limites ecológicos excedidos, seja por alterações ambientais ou antrópicas, afetam serviços ecossistêmicos (SE) essenciais para o desenvolvimento sustentável global. A conciliação da produção agrícola com SE, dos quais o próprio setor depende, é um dos pilares para agricultura moderna e sustentável. No entanto, o papel desses SE não têm sido explicitamente incorporados aos modelos de produção e são raramente quantificados. Um exemplo onde o aumento da aridez e o uso insustentável dos recursos naturais têm causado perda dos SE, degradação do solo, atividades agropecuárias pouco produtivas e extrema pobreza está na região da Caatinga, maior região de floresta tropical seca da América do Sul. Para reverter essa trajetória, este projeto avaliará o atual sistema de uso da terra em uma das áreas mais secas da Caatinga, os Cariris Velhos, bem como apoiará o estabelecimento de Paisagens Agrícolas Sustentáveis como caminhos alternativos para o desenvolvimento regional sustentável. A hipótese científica que norteia o projeto é que paisagens com 40% a 60% de cobertura natural e demais áreas manejadas com técnicas que conservam o solo, biodiversidade e água favorecem simultaneamente a produção agrícola e os SE. O papel de SE na sustentabilidade agrícola será avaliada em diferentes escalas: regional (conjunto de paisagens), de paisagens (cultivo + ecossistema adjacente), e local (do cultivo). Avaliaremos SE relacionados a (1) propriedades hidráulicas do solo, (2) taxa de decomposição, (3) ciclagem de nutrientes, (4) herbivoria e (5) defesa anti-herbivoria, (6) polinização, e (7) produção agrícola, tanto em cultivos experimentais como dos próprios agricultores. Ainda, a nível de propriedades rurais, quantificaremos ativos e passivos para definir metas e projetar unidades sustentáveis de produção.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helder Ferreira Teixeira

Ciências da Saúde

Farmácia
  • avaliação da atividade cicatrizante de nanoemulsões contendo compostos bioativos de aniba canellila e pterocaulon balansae dispersas em hidrogéis para o tratamento de feridas e queimaduras
  • As feridas são alterações da integridade física da pele em que a ruptura do tecido cutâneo é ocasionada por um trauma físico, químico, mecânico, ou ainda, pode ser consequência de uma doença subjacente. Dependendo da extensão e profundidade da lesão, a reparação tissular pode ser dificultada e levar a uma mobilidade prejudicada, amputação de membros, e até mesmo, a morte dos pacientes. Assim, a busca de novos tratamentos que permitam acelerar o processo de cicatrização e evitar a sua cronicidade constitui vasta e relevante área de pesquisa. Neste projeto propomos avaliar o efeito de hidrogéis contendo compostos extraídos de Aniba canelilla e Pterocaulon balansae incorporados em nanoemulsões sobre a cicatrização de feridas. Estudos etnofarmacológicos relatam o uso tradicional dessas espécies vegetais no tratamento de feridas. Algumas atividades biológicas relacionadas com o processo de cicatrização - como a anti-inflamatória, antioxidante e antimicrobiana – já foram relatadas para essas plantas. A primeira etapa do projeto visa investigar o efeito de extratos, frações ou compostos isolados destas plantas medicinais sobre a proliferação e migração (ensaio scratch) de fibroblastos e queratinócitos. Após a seleção dos insumos mais promissores, estudos de formulação serão realizados para otimizar a incorporação dos compostos em nanoemulsões e a sua dispersão em hidrogéis visando a aplicação tópica da formulação. A caracterização físico-química, reológica e morfológica dos produtos será realizada por um conjunto de métodos. Após, estudos de permeação/retenção dos compostos veiculados em pele de orelha suína (íntegra e lesada) em células de Franz serão realizados a fim de compreender a sua distribuição nas camadas da pele e o efeito das diferentes lesões nos tecidos. Por fim, o estudo prevê investigar a atividade cicatrizante em modelo murino de ferida mecânica ou térmica, bem como o efeito sobre marcadores do processo inflamatório, oxidativo e de formação de colágeno.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helder Gomes Costa

Engenharias

Engenharia de Produção
  • refinamento de métodos e construção de modelos de apoio à decisão
  • No contexto do Auxílio Multicritério à Decisão (AMD): os métodos são endereçados a uma única unidade de decisão; e, a limitação de recursos é considerada, em geral, apenas como filtro para elencar alternativas viáveis. Este projeto tem como objetivo responder as seguintes perguntas: (i) quais os ruídos produzidos pela pré-processamento dos dados oriundos de múltiplos avaliadores no contexto do AMD; (ii) como integrar a programação matemática aos métodos de apoio multicritério à decisão? Para responder estas perguntas, o projeto foi estruturado em três correntes metodológicas: (i) revisão da literatura; (ii) proposição de modelos híbridos (otimização & multicritério + multidecisor & multicritério); e. (iii) exploração da aplicação dos métodos desenvolvidos na modelagem de problemas de decisão em três vertentes específicas: gestão de operações e produção de bens e serviços; gestão do ensino superior; e, sustentabilidade. A expectativa é que ao final do projeto tenha se conseguido desenvolver soluções mais estruturadas para estes eixos temáticos e, também, aberto uma nova trilha de pesquisa na construção de métodos de apoio à decisão.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helder Louvandini

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • modelo de estudo da via de hormônios esteroidais em células miometriais de ovelhas com foco na toxicidade de compostos bioativos utilizados na nutrição animal
  • É crescente a busca por alimentos alternativos e ou subprodutos na alimentação de ruminantes para redução de custos de produção, dentro da premissa de garantir correta nutrição, reprodução e bem-estar dos animais. Inúmeros compostos bioativos podem estar presentes nestes alimentos e determinar alterações metabólicas no organismo animal, bem como deixar resíduos em seus produtos, expondo desta maneira a cenário contraditório, nutrição e toxicidade originadas do mesmo produto. Para indicação correta de determinado alimento e promover a segurança alimentar dos humanos que consomem os produtos de origem animal estudos são imprescindíveis. O método de cultura de células é considerado como padrão em pesquisas para emular o ambiente celular que representa o estado in vivo tanto quanto possível. A cultura primária de células miometriais de ovelhas possibilita a reprodução do fenótipo celular encontrado no tecido de origem, permitindo avaliação da toxicidade de compostos bioativos destinados a nutrição animal. O primeiro desafio será direcionado ao efeito tóxico do gossipol, encontrado no caroço do algodão (Gossypium spp.). Objetiva-se estabelecer cultura primária de células miometriais e investigar a hipótese que as vias dos hormônios esteroidais, 17β-estradiol, progesterona e apoptose, podem ser influenciadas pelo gossipol. Desta maneira teremos conhecimento mais preciso sobre os níveis adequados que podem ser utilizados na dieta dos ruminantes sem efeitos deletérios. Uma vez estabelecido o modelo de cultura primária animal no Laboratório de Nutrição Animal, quiçá num futuro próximo, consigamos tornar esse método interdisciplinar partindo de células animais e extrapolando para células humanas, como já acontece com o modelo de ovário policístico em fêmeas ovinas
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helen Bedinoto Durgante

Ciências Humanas

Psicologia
  • ensaio de efetividade de um programa de psicologia positiva online para a promoção de saúde
  • Aspectos teórico-metodológicos via abordagem Cognitivo-Comportamental e Psicologia Positiva para promoção de saúde ainda são pouco investigados, embora na literatura internacional diferentes programas têm sido implementados com redução do desenvolvimento de psicopatologias. Esta pesquisa envolver um programa de Psicologia Positiva, originalmente desenvolvido, implementado, avaliado e manualizado para promoção de saúde de aposentados. O programa intervém sobre valores e autocuidado, otimismo, empatia, gratidão, perdão e significado de vida e trabalho, em seis sessões semanais grupais (2h cada). Foram conduzidos estudo piloto, de viabilidade e de eficácia com melhoras em satisfação com a vida, resiliência, estresse percebido, depressão e ansiedade no grupo interventivo, e otimismo, empatia, sintomas de depressão e ansiedade quando comparado ao grupo controle. Os efeitos contatados se mantiveram aproximadamente três meses após o programa. Devido à pandemia de COVID-19, o programa foi adaptado para a versão online e promoção de saúde de profissionais de saúde/assistência/educação. A pesquisa incluiu estudo de adaptação, de viabilidade/piloto, de eficácia, capacitação de profissionais para replicações em ensaio de efetividade, com resultados preservados na versão online, resultando na elaboração do manual de implementação online. Este projeto visa dar continuidade às pesquisas, incluindo a implementação de novos grupos para aumento da amostra, avaliações pré-pós teste e de seguimento (três meses), análise de subgrupos e capacitação de pessoal em nível de graduação. Será utilizado método misto para avaliação de resultados e de processo, disponibilizadas capacitações e manual técnico para profissionais replicarem o programa em diferentes contextos. Este projeto faz parte de pesquisas atuais e pioneiras em contexto nacional em meio a momento pandêmico crítico, quando dispositivos de saúde com acessibilidade remoto tornam-se indispensáveis para a promoção de saúde pública.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 10/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helen Hermana Miranda Hermsdorff

Ciências da Saúde

Nutrição
  • rede para enfrentamento da obesidade em minas gerais – renob-mg: excelência em gestão na atenção primária à saúde
  • As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) são um dos maiores problemas de saúde pública do Brasil e do mundo. Em decorrência do crescente aumentos dessas como perfil epidemiológico da população brasileira e de seus determinantes serem passíveis de prevenção e, ou, controle, o presente projeto tem como objetivo promover a utilização das boas práticas referentes ao Modelo de Excelência em Gestão Pública para o enfrentamento e controle de DCNT em municípios em Minas Gerais (MG) com alta prevalência dessas no âmbito da Atenção Primária à Saúde. A seleção dos municípios mineiros a serem contemplados no presente projeto, até o momento, seguiram os seguintes critérios: (1) altas prevalências de obesidade, hipertensão arterial e diabetes mellitus de todos os 853 municípios de MG, em comparação às prevalências médias do estado; (2) distribuição dos municípios por Macrorregião de Saúde de MG, com preferência por aquelas com maior número de municípios com alta prevalência. Os dados de obesidade foram obtidos através do relatório público de obesidade de 2019 disponibilizado pelo Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) e as informações sobre o quantitativo hipertensão e diabetes foram retiradas do Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (SISAB). Desse modo, o projeto contemplará um total de 83 municípios de MG, distribuídos em quatro macrorregiões de saúde: Sudeste, Sul, Oeste e Centro. O número de vagas para formação dos profissionais de saúde foi definido por levantamento do número de Equipes da Saúde da Família – eSF e equipes NASF presentes nos 83 municípios, utilizando os dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), referente a janeiro de 2020. Para estabelecimento de vagas para gestores de saúde (06/ município, total de 498) foram definidos cargo com prioridade, a saber, secretário e subsecretário de saúde, coordenadores da Atenção Básica, Vigilância em Saúde/ Vigilância epidemiológica, Nutrição e NASF. Cada uma das 04 macrorregiões receberá apoio técnico-científico da Universidade Executora - Universidade Federal de Viçosa (UFV, campus Viçosa) ou de uma das Universidades colaboradoras, a saber: Universidade Federal de Alfenas (Unifal), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ). As IFES irão apoiar as ações e estão localizadas estrategicamente para cobrir cada macrorregião do projeto. As atividades do projeto consistem na realização da avaliação diagnóstica e análise situacional dos municípios participantes, por meio de indicadores de desempenho da gestão, da qualidade da linha de cuidado e da organização do processo de trabalho dos municípios e, de formação de gestores e profissionais de saúde por meio de estratégias ativas, efetivas e inovadoras que promovam a organização e a qualificação do cuidado às pessoas com DCNT, a abordagem de fatores de risco modificáveis e a reorganização dos processos de trabalho das equipes, e promoção da excelência da gestão da APS, como descrito no objetivo deste projeto. Para tanto, as atividades de formação compreenderão temáticas relacionadas aos blocos e diretrizes do Modelo de Excelência em Gestão Pública (MEGP) e às competências e conhecimentos necessários para o enfrentamento e controle das DCNT, a partir das diretrizes preconizadas pelo Ministério da Saúde. As questões serão avaliadas por meio de um questionário eletrônico, desenvolvido por meio da plataforma TypeForm. A modalidade de formação adotada será a semipresencial. As atividades de formação para gestores de saúde somarão um total de 112 h (24 h presenciais e 88 h à distância). As 498 vagas serão distribuídas em 17 turmas de até 30 participantes, proporcionais entre as quatro macrorregiões participantes. Em relação à formação para profissionais da saúde, serão oferecidas 180 vagas por macrorregião (6 turmas de 30 profissionais de saúde), com carga horária total de 186 h (40 h presenciais e 146 h à distância). As atividades à distância serão realizadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem oficial da UFV (PVANet), que consiste em uma plataforma desenvolvida especificamente para as atividades de ensino e extensão realizadas pela instituição. Os temas a serem abordados são Ciclo de Gestão Pública, Marketing Social e Comunicação, Gestão e Elaboração de Projetos, Promoção da Saúde, Prevenção, Tratamento e Gestão nas DCNT, dentre outros. Após formação, será aplicado um questionário para identificar as principais percepções dos profissionais e gestores de saúde sobre o que é factível na prática, considerando a capacidade organizacional de sua unidade em relação aos processos de trabalho. Após 7-9 meses de formação, será realização caracterização dos ingressos e egressos, e outros instrumentos que avaliem o alcance, adesão e efetividade da formação. Em relação à divulgação e e à tradução do conhecimento, além da publicação de artigos científicos, a fim de validar metodologia aplicada e sua eficiência, pretendemos promover ações para popularizar e disseminar nossos resultados e conhecimentos adquiridos para sociedade, mediante uso de mídias sociais, Webinários, cartilhas, aplicativos, e-books, ações de marketing, vídeos e podcasts. Diante do exposto, ademais de desenvolver estratégias efetivas e inovadoras de formação para trabalhadores de saúde de nível superior e gestores da Atenção Primária à Saúde para controle das DCNT, nossa equipe entende que o presente projeto poderá ter impacto no perfil epidemiológico nos municípios selecionados, desde que, após formação, os participantes serão capazes de realizar adequada análise situacional e solução de problemas mediante organização do processo de trabalho e realização de projetos de intervenção.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Helen Hermana Miranda Hermsdorff

Ciências da Saúde

Nutrição
  • efeito da amêndoa da castanha de caju e seu óleo sobre marcadores de risco cardiometabólico, genéticos e da microbiota intestinal em indivíduos com excesso de peso
  • A obesidade é uma doença crônica de proporção pandêmica e fator de risco para outras doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares. O acúmulo excessivo de gordura corporal está caracterizado por uma inflamação crônica subclínica, estado oxidativo e composição da microbiota intestinal alterada. Ainda, mecanismos (epi)genéticos tem sido úteis no entendimento molecular da relação entre todas essas vias metabólicas da obesidade e comorbidades. Por sua vez, a castanha de caju (Anacardium occidentale L.), nativa brasileira tem perfil lipídico cardioprotetor com alto conteúdo de gordura monoinsaturada e interessante conteúdo de compostos bioativos (ex. catequinas, selênio, zinco). Embora seja uma das mais consumidas no mundo, é ainda das menos estudadas. Sobre seu óleo, ainda não há estudos dos potenciais benefícios à saúde cardiovascular, apesar de semelhança química com outro óleo bastante estudado, o azeite de oliva. Diante do exposto, nessa Fase 3 (3ª intervenção) dos Estudo Castanhas Brasileiras, nossa equipe investigará o efeito da castanha de caju e do seu óleo sobre a perda de peso, marcadores de risco cardiometabólico, inflamatórios, função endotelial, estresse oxidativo, microbiota e permeabilidade intestinal e expressão de miRNAs em adultos com excesso de peso. Para tal, realizaremos um ensaio clínico controlado aleatorizado paralelo, de 8 semanas, com três braços: controle, com restrição calórica (RC, -500kcal/dia); teste 1: RC com castanha de caju (30 g/dia); e teste 2: RC com óleo da castanha de caju (600 ml/semana). Assim, esperamos contribuir com evidências científicas robustas sobre os benefícios adicionais da castanha de caju e de seu óleo no tratamento da obesidade e na redução do risco cardiometabólico, em relação à restrição calórica, tratamento já estabelecido. O esclarecimento de mecanismos metabólicos e moleculares envolvidos proporcionarão ainda criação de novas estratégias de tratamento nutricional e, ou, farmacológico.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helen Rodrigues Martins

Ciências da Saúde

Farmácia
  • estudo biomonitorado da planta medicinal do cerrado miconia ferruginata dc. (melastomataceae) na distrofia muscular de duchenne e no câncer .
  • Entre as estratégias disponíveis para a descoberta de novos fármacos a bioprospecção de plantas medicinais, associada ao conhecimento tradicional é uma via bastante promissora, sendo que o Cerrado se destaca pela biodiversidade. Entretanto, devido à falta de investimentos, trabalho oneroso e exaustivo e pouca valorização da farmacognosia, grande parte das plantas brasileiras ainda não foram estudadas e são usadas sem respaldo científico quanto à eficácia e segurança. O grupo de pesquisa em plantas medicinais da UFVJM tem estudado a flora do cerrado e a espécie Miconia ferruginata DC. (Melastomataceae) merece destaque. Popularmente conhecida como pixirica-do-campo ou babatenã, apresenta promissora atividade anti-inflamatória e antitumoral. Dados preliminares revelaram um elevado potencial terapêutico associado a eficácia e seletividade de ação, quando comparado com fármacos padrões. Foram identificados: potencial antioxidante associado à redução do burst respiratório de neutrófilos; potencial antiproliferativo em linfócitos estimulados e redução da inflamação muscular na distrofia muscular de Duchenne (DMD) e, elevado potencial anticâncer com indução de morte por apoptose e necrose em diferentes linhagens tumorais. Esses dados estimulam mais estudos sobre seus efeitos em doenças cujos tratamentos carecem de fármacos mais eficazes e seletivos, como neoplasias e a incurável DMD. Este trabalho tem como objetivo realizar um estudo biomonitorado das atividades anticâncer e anti-inflamatórias da planta Miconia ferruginata, além de determinar sua toxicidade in vitro e in vivo associado a caracterização química dos compostos ativos. Além disso, espera-se possibilitar a compreensão de mecanismos fisiológicos, celulares e moleculares envolvidos nas respostas biológicas ao fármaco, além de contribuir com o desenvolvimento da pesquisa científica e a valorização do conhecimento popular sobre as plantas medicinais do Cerrado da região do Alto Jequitinhonha.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helena Alves de Carvalho Sampaio

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • programa meu nutriguia: letramento e inovação em saúde na promoção da adesão ao guia alimentar para a população brasileira como estratégia de combate à obesidade
  • Introdução: Duas pesquisas realizadas por este grupo de pesquisadores e financiadas através do PPSUS (2009 e 2012) detectaram que há alta prevalência de baixo letramento em saúde na população, que não há conhecimento suficiente dos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) para operacionalizar o conceito de letramento em saúde em suas práticas educativas e que os materiais educativos escritos oficiais podem não estar sendo bem compreendidos, pois sua elaboração não tem enfocado o letramento em saúde. Detectou-se dificuldade de compreensão tanto do antigo como do novo guia alimentar para a população brasileira. Delineou-se, então, a presente proposta, que está sendo submetida à Chamada CNPq/MS/SAPS/DEPROS Nº 27/2020 – Pesquisa em Doenças Crônicas Não Transmissíveis e Fatores de Risco Associados, eixo 1, linha 5, com foco no alinhamento de 3 estratégias de combate à obesidade: princípios do letramento em saúde, inovação tecnológica e guia alimentar para a população brasileira. Este grupo de pesquisadores já vem, atualmente, trabalhando no desenvolvimento de materiais educativos apoiados no letramento em saúde e na inovação tecnológica para combate às doenças crônicas, através da marca LISA (Letramento e Inovação em Saúde), tendo inclusive já dado entrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) para registro desta marca. Objetivo: Elaborar, validar e implantar o Programa Meu NutriGuia na promoção da adesão ao Guia Alimentar para a População Brasileira, como estratégia de combate à obesidade. Metodologia: Estudo com um segmento metodológico e outro representado por um ensaio clínico randomizado controlado O local de estudo será constituído pelas Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS) da Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza. O público-alvo é representado por pessoas adultas de ambos os sexos, com excesso de peso, atendidas nas unidades citadas. O Programa Meu NutriGuia promoverá a adesão às orientações do Guia Alimentar para a População Brasileira através do uso de um aplicativo, de um conjunto de 10 vídeos e de um podcast com 13 episódios. O aplicativo, com o nome LISA Obesidade, já foi desenvolvido e validado e estão sendo tomadas as providências para disponibilizá-lo nas plataformas Android e IOS. Os vídeos serão desenvolvidos apoiados naqueles já desenvolvidos pelo Ministério da Saúde, mas adaptando-os aos fundamentos do letramento em saúde e ampliando sua abrangência. Pretende-se utilizar tecnologia simples e passível de ser facilmente reproduzida, mediante a utilização de aplicativos gratuitos ou de baixo custo. Serão utilizados os aplicativos Canva, InShot, GlitchCam e Vegas Pro 365 para a elaboração dos mesmos. Os vídeos serão disponibilizados em mídias sociais e através de Whatsapp do público-alvo. Através destes meios será acompanhada a cobertura dos vídeos. Os episódios de podcast serão desenvolvidos, hospedados e distribuídos pela plataforma Anchor, também de utilização gratuita. Esta plataforma também faz a estatística de episódios baixados e ouvidos. Os vídeos e episódios de podcast serão validados quanto à aparência e conteúdo. Os profissionais de saúde serão capacitados para utilização destas ferramentas na rotina de atendimento, como complementação à sua prática diária. Esta capacitação será online, através da plataforma Zoom, e compreenderá 32 horas, sendo realizada em duas semanas, quatro dias em cada semana, 4 horas de duração cada aula. Uma amostra de usuários do SUS será dividida em 2 grupos: controle e intervenção. A amostra necessária para se comparar as duas médias de perda ponderal, através do Teste t de Student para amostras independentes, como um Erro Alfa de 5% e um Poder de 80%, esperando-se, ao final da intervenção uma diferença de perda ponderal de 2,4Kg entre os grupos, é de 352 pessoas, 176 em cada grupo. O grupo controle receberá o atendimento padrão adotado nas UAPS e o grupo intervenção receberá consultas mensais, contatos telefônicos semanais, disponibilização do aplicativo e liberação programada dos 10 vídeos e 13 episódios de podcast. Todas as atividades serão monitoradas para se avaliar adesão aos comportamentos incentivados e utilização das ferramentas desenvolvidas. A intervenção terá duração de 6 meses. As tecnologias citadas são de fácil desenvolvimento e operacionalização, podendo ser utilizadas em qualquer lugar do País e podendo ser transferidas para a coordenação, execução e avaliação do Ministério da Saúde.
  • Universidade Estadual do Ceará - CE - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Helena Bonciani Nader

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • heparinas e heparinóides na biologia tumoral e angiogênese: desenvolvimento de novas drogas
  • O laboratório de biologia molecular da UNIFESP possui expertise em glicobiologia que pode ser observada pelo impacto dos mais de 300 trabalhos publicados na área e vasta formação de recursos humanos. A proposta tem o intuito de fortalecer a a linha de pesquisa de desenvolvimento de novas drogas anti-angiogênicas, anti-inflamatórias e anti-neoplásicas derivadas de heparinas e heparinóides com a colaboração intra e interinstitucional com os grupos parceiros envolvidos neste projeto (Oftalmologia e campus Diadema da UNIFESP, bioquímica UFRN e FMABC , Health UCSD e University of Houston). A busca por novos compostos capazes de inibir a neovascularização em doenças neoplásicas e degenerativas é um importante passo no desenvolvimento de tratamentos mais eficientes e de baixo custo, já que as terapias utilizadas são de alto custo e não são completamente eficazes. A metodologia desta proposta inclui a modificação química de heparinas e a extração de polissacarídeos sulfatados de crustáceos e algas para a investigação de atividade anti-angiogênica, anti-inflamatória e anti-neoplásica em modelos de culturas de células endoteliais e tumorais assim como estudos em modelos animais de neovascularização de coróide e córnea e xenoenxerto de tumores de mama e pulmão em camundongos. Os ensaios bioquímicos envolverão o estudo de proliferação, diferenciação, angiogênese, morte, migração e adesão em células (tumorais e endoteliais selvagens ou com genoma editado por CRISPR para as enzimas de biossíntese de heparam sulfato) tratadas com os heparinóides. O entendimento da estrutura x função destes glicoconjugados na biologia vascular e tumoral assim como a relação das interações moleculares entre os compostos e a proteína alvo, compreensão de vias de sinalização afetadas e envolvidas poderão gerar novas estratégias terapêuticas, o que representa um alto potencial de inovação e exploração de novas fronteiras na área de glicobiologia.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helena Carasek

Engenharias

Engenharia Civil
  • impressão 3d para a construção civil – estudo multiescala da reologia e da aderência entre camadas de argamassa
  • A impressão 3D de artefatos tem impulsionado a inovação em diversas áreas produtivas e tecnológicas. Quando aplicada à Construção Civil, a manufatura aditiva apresenta diversos benefícios, tais como: produção rápida e com custo reduzido; minimização do desperdício e da geração de resíduos; automação do processo com consequente aumento da produtividade; além de possibilitar a produção de formatos complexos dispensando a utilização de fôrmas. Um dos maiores desafios para a popularização e domínio da impressão 3D na construção é o desenvolvimento científico e tecnológico do material para essa aplicação: a argamassa. Este compósito, no seu estado fresco, precisa apresentar comportamento tixotrópico, para ter fluidez suficiente para ser bombeado através dos mangotes e extrudado no bocal sem causar obstrução; durante o fluxo, a argamassa deve apresentar viscosidade baixa, porém, após a extrusão do filete, ela deve expor elevada tensão de escoamento, garantindo a estabilidade das camadas impressas. Ademais, é necessária uma aderência adequada entre as camadas de forma a garantir resistência mecânica e durabilidade para as paredes impressas com essa tecnologia. Sendo assim, a presente pesquisa visa estudar a tecnologia de impressão 3D de materiais cimentícios, com ênfase na definição e proporcionamento adequado dos materiais constituintes (aditivos, adições e agregados), nas propriedades das argamassas no estado fresco, bem como na ligação entre camadas, nas propriedades mecânicas e aspectos da durabilidade. A investigação será conduzida por meio de um estudo multiescala (micro, meso e macroscópica), tanto da reologia no estado fresco, como da aderência entre camadas. No Brasil, essa tecnologia ainda é bastante incipiente do ponto de vista de aplicação prática, mas em outros países, como China e EUA, o avanço tecnológico neste tema é marcante. Propõem-se, portanto, contribuir para que a tecnologia possa ser efetivamente introduzida na construção de edificações no país.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helena de Ornellas Sivieri Pereira

Ciências Humanas

Educação
  • mal estar docente: ouvindo professores e propondo caminhos na constituição de sua identidade profissional, em tempos de pandemia
  • O mal-estar docente é um sentimento que constantemente afeta os profissionais da educação, devido as frequentes mudanças que ocorrem na educação. Com a pandemia mundial da COVID-19, esse quadro de mal-estar docente tende a piorar já que todos tiveram que se adaptar a um novo contexto. Com o isolamento social os professores tiveram que deslocar as salas de aula para dentro de suas casas, reinventando seus saberes e fazeres profissionais para essa nova realidade. Esta pesquisa visa analisar a percepção dos docentes quanto ao mal-estar provocado pelas mudanças impostas a sua prática, além de compreender quais estratégias de enfrentamento foram utilizadas, principalmente no que tange sua identidade profissional e a criação de seus saberes e práticas, para ao final do processo desenvolver junto com os docentes algumas estratégias de enfrentamento eficazes para a promoção de uma melhor qualidade de vida. Trata-se de uma pesquisa-ação, cuja metodologia prevê a formação de um grupo de até 20 professores da rede pública do município de Uberaba/MG, que lecionem no ensino fundamental. No início das atividades os professores produzirão um memorial narrativo sobre o mal-estar que vivenciam em relação às mudanças. Em seguida serão realizados 15 encontros através da plataforma Google Meet para que os profissionais possam, através de técnicas de reflexão, desenvolver o autoconhecimento e repensar sua construção identitária como docente. Ao final do projeto os docentes escreverão um novo memorial narrativo com as percepções que adquiriram ao longo desse processo. Os encontros do Google Meet serão gravados, transcritos e, posteriormente, analisados de acordo com a Análise de Conteúdo proposta por Bardin (1977), assim como o material produzido pelos memoriais narrativos. Espera-se que esses encontros gerem meios para o enfrentamento do momento crítico por que passa a educação e os docentes, podendo se tornar uma proposta permanente de ação continuada pela Casa do Educador.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helena Maria Scherlowski Leal David

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • enfermeiros e equipes da atenção primária de saúde no contexto da pandemia de covid-19: reconfiguração do trabalho e das práticas para cenários futuros
  • Durante os primeiros meses da pandemia por Covid-19, a Atenção Primária de Saúde (APS) tem sido subsidiária das ações assistenciais hospitalares, atuando de modo emergencial como base para triagem e tratamento sintomático de casos leves, e encaminhamento de casos mais graves. As ações de planejamento e continuidade dos cuidados prestados por enfermeiros e equipes nos territórios sofreram alterações em sua dinâmica, impondo a reconfiguração dos processos de trabalho, relações sócio-técnicas e das práticas. Isto se dá tanto pelas demandas trazidas pela pandemia como pela conjuntura social e político-econômica adversa, pelos impactos diretos e indiretos à saúde da população. O trabalho de enfermeiros e equipes na APS envolve, por suas caraterísticas e seu conhecimento do território, a mobilização de recursos institucionais e comunitários em redes que podem gerar processos inovadores e potentes para o enfrentamento da crise sanitária, e para a reconfiguração dos cenários futuros, pós-pandemia. A pesquisa tem como objetivo analisar mudanças inovativas no processo de trabalho, práticas e nas redes sócio-técnicas onde atuam enfermeiros e equipes da APS em seis municípios de três Regiões brasileiras, durante e após a Covid-19. Trata-se de um estudo de métodos mistos, incluindo i) análise documental de protocolos, normativas e relatórios; ii) análise de bancos de dados secundários sobre a número e distribuição da força de trabalho de enfermagem e saúde e iii) levantamento de dados primários de natureza quanti-qualitativa, por meio de entrevistas, grupos-focais e uso softwares para Análise de Redes Sociais. Conhecer estes cenários locais pretende contribuir para a atualização de recomendações e políticas de saúde para a APS. Além de estudar os processos de trabalho e sociogramas das equipes, pretende-se aprofundar a análise de motivações, dificuldades e implicações advindas das mudanças na atualidade quanto aos cenários futuros da Atenção Primária de Saúde.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 28/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helena Megumi Sonobe

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • avaliação da implementação da atenção à saúde da pessoa com estomia no sistema único de saúde
  • Trata-se de um projeto multicêntrico, elaborado segundo Resolução nº 466/2012 da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa do Ministério da Saúde, que envolve pesquisadores da Universidade de São Paulo, da Universidade do Estado do Pará, da Universidade Federal de Alfenas, da Universidade de Brasília, Hospital da Universidade Estadual de Londrina, do Hospital Universitário Walter Cantídio do Ceará, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e Universidade Federal de Sergipe, com desenho misto, do tipo sequencial explanatório, sendo a primeira Etapa quantitativa, constituído por oito estudos, para a consecução do objetivo geral: avaliar a implementação e os resultados da Atenção à Saúde da Pessoa com Estomias no Sistema Único de Saúde, mediante os objetivos específicos: realizar revisão integrativa de literatura sobre a Prática Avançada de Enfermagem às Pessoas com Estomias na Atenção Primária à Saúde; Autocuidado de Pessoas com Estomias; Educação permanente sobre Estomias no SUS; e Assistência de Enfermagem à Pessoa com Estomia (Método da Revisão Integrativa); analisar a caracterização sociodemográfica, clínica e terapêutica, bem como as demandas de assistência de pessoas com estomias nas diferentes regiões brasileiras; analisar a estrutura, organização, dinâmica de atendimento, fornecimento quantitativo e qualitativo de equipamentos coletores/adjuvantes e a assistência especializada ofertada às pessoas com estomias nas diferentes regiões brasileiras; analisar os resultados alcançados com a assistência especializada e a reversão ofertada às pessoas com estomia nas diferentes regiões brasileiras; analisar as ações dos profissionais para o desenvolvimento do autocuidado de pessoas com estomia nas diferentes regiões brasileiras; e analisar a capacidade de autocuidado de pessoas com estomia nas diferentes regiões brasileiras (Estudos quantitativos descritivos transversais). A segunda etapa será de abordagem qualitativa, cujo objetivo geral é construir o significado da experiência dos atores, participantes do contexto da Rede de Atenção à Saúde da Pessoa com Estomias no Sistema Único de Saúde, que será alcançado mediante os objetivos específicos: analisar as características socioculturais e de autocuidado de pacientes e de seus familiares com estomia e equipamentos coletores e adjuvantes, nas diferentes regiões brasileiras; analisar a experiência das pessoas com estomias e de seus familiares sobre a assistência especializada ofertada pelo Sistema Único de Saúde, nas diferentes regiões brasileiras; analisar as características assistenciais, técnicas e de gestão de profissionais vinculados aos Serviços da Atenção à Saúde da Pessoa com estomia/Deficiência, nas diferentes regiões brasileiras; analisar a experiência dos profissionais assistenciais e gestores sobre a assistência especializada ofertada às pessoas com estomias e familiares, nas diferentes regiões brasileiras (Estudos exploratórios de abordagem qualitativa) e capacitar os profissionais da Rede de Atenção à Saúde da Pessoa com Estomia no Sistema Único de Saúde (SUS) das diferentes regiões brasileiras em relação às estratégias de ensino do autocuidado domiciliário para as pessoas assistidas e seus familiares e sobre a assistência à saúde de pessoas com traqueostomias (Estudo de intervenção de abordagem qualitativa) e propor materiais educativos sobre cuidados domiciliários, mediante os resultados deste projeto multicêntrico, para as pessoas com ileostomia/colostomia, urostomia e traqueostomia (Elaboração de material educativo). Com o desenvolvimento deste projeto multicêntrico, integrado por oito estudos, esperamos que os resultados possam subsidiar a viabilização de melhorias nesta Rede de Atenção, com implementação da assistência às pessoas com traqueostomias, bem como a educação permanente dos profissionais, para efetiva contribuição nas políticas de saúde e na gestão de recursos públicos. Ainda, acreditamos poder estabelecer uma rede de pesquisa sobre a assistência às pessoas com estomias no SUS.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 02/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Helena Teixeira Godoy

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • avaliação do comportamento de contaminantes durante o processamento de cacau
  • O Brasil é o sétimo maior produtor de cacau do mundo, sendo os estados da Bahia e Pará os maiores produtores nacionais, destacando-se na produção de cacau destinado à elaboração de “chocolates finos”, ademais, a cadeia produtiva do cacau nacional e derivados movimenta cerca de R$ 20 bilhões por ano. Para a obtenção da torta e da manteiga de cacau (principais produtos), as sementes do fruto passam por etapas de fermentação, secagem, torração, moagem e extração da gordura. Algumas dessas etapas são responsáveis não apenas pelas características sensoriais dos produtos de cacau, mas também são pontos-chave na produção de contaminantes, sobretudo aquelas que envolvem altas temperaturas (torração), levando à produção de compostos como acroleína, acrilaminda, furanos e hidrocarbonetos policíclicos aromáticos. Outros contaminantes, como as micotoxinas, podem ser gerados durante o cultivo ou mesmo nas etapas de fermentação, secagem e estocagem dos nibs contaminados com fungos micotoxigênicos. Tendo em vista essa problemática, aliado ao fato que o cacau brasileiro é comercializado com um alto valor agregado e que a presença desses contaminantes podem prejudicar a comercialização do produto, esse projeto tem como objetivo o desenvolvimento de métodos de análise para a determinação de contaminantes naturais e de processamento, avaliando o comportamento desses compostos ao longo do processamento do cacau até a obtenção da manteiga e torta de cacau e compostos voláteis orgânicos, que poderão ser utilizados como marcadores. Para tanto, serão empregadas técnicas cromatográficas (GC e HPLC) acopladas a detectores de fluorescência (FLD), arranjo de diodos (DAD) e/ou espectrometria de massas (MSD) de acordo com as características do analito de interesse. Adicionalmente, protocolos como QuEChERS, DLLME (dispersive liquid-liquid microextraction) e HS-SPME (headspace solid phase microextraction) serão empregados na extração dos contaminantes e dos compostos voláteis orgânicos das amostra
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Heline Sivini Ferreira

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • a atuação climática do poder judiciário brasileiro nos biomas amazônia, pantanal e mata atlântica
  • As riquezas encontradas nos biomas brasileiros têm sido constantemente ameaçadas pelos processos de exploração humana. As mudanças provocadas no uso da terra, como desmatamentos e queimadas, representam atualmente a principal fonte de emissões de gases de efeito estufa do país. Entre os anos de 1990 e 2014, o setor MUT emitiu cerca de 56 bilhões de toneladas de CO2 equivalente (tCO2e), o que representou 65% das emissões nacionais. Nesse cenário, os biomas Amazônia, Pantanal e Mata Atlântica, com suas riquezas e diversidades, despontam como foco de preocupações, sobretudo em face da inação do Poder Executivo no cumprimento do dever de protegê-los. Em face disso, tem-se como problema de pesquisa: como, diante da inação do Poder Executivo, o Poder Judiciário brasileiro tem atuado no enfrentamento aos efeitos adversos da mudança do clima nos biomas Amazônia, Pantanal e Mata Atlântica, fazendo prevalecer as normas nacionais e internacionais que disciplinam a temática e assegurando a proteção de um patrimônio nacional de importância singular? Posto o questionamento, objetiva-se analisar como o Judiciário, após a entrada em vigor da Política Nacional sobre Mudança do Clima, tem atuado no enfrentamento aos efeitos adversos provocados pelo aquecimento global, fazendo prevalecer as normas nacionais e internacionais que disciplinam a temática e assegurando o equilíbrio climático dos biomas Amazônia, Pantanal e Mata Atlântica. Para o cumprimento do referido objetivo, a pesquisa contempla três eixos de ação que serão conduzidos numa perspectiva teórica e prática, considerando as abordagens quantitativa e qualitativa. A partir dos resultados, será feita uma análise das três categorias de judicialização apontadas por Hirschl, refletindo-se sobre a transferência para o Poder Judiciário de questões de natureza política, tal como a mudança climática. Com isso, se reconhece a necessidade de compreender, para além de como ocorre essa atuação, as suas razões, limites e possibilidades.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helio Cesar Salgado

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • respostas cardiocirculatórias e inflamatórias em situações fisiopatológicas clínica e experimental
  • Diversas patologias tais como Hipertensão Arterial (HA), Insuficiência Cardíaca (IC), Infarto do Miocárdio (IM), Periodontite e Estomatite, apresentam significativo componente inflamatório, o qual tem sido associado a alterações das divisões simpática e parassimpática do Sistema Nervoso Autônomo (SNA). Embora tenha sido demonstrada significativa interação entre o SNA e os Sistemas Imunes - Inato e Adaptativo, os mecanismos envolvidos nesta interação carecem de melhor documentação. Assim como carece de melhor compreensão esta interação relacionada à fisiopatogenia da Estomatite Clínica. Assim, o objetivo deste projeto é desenvolver protocolos experimentais (IC, HA, IM, Estomatite e Periodontite) e clínico (Estomatite), com a finalidade de melhor caracterizar a interação entre o SNA e os Sistemas Imunes. Além disso, estudar, experimentalmente, o papel do barorreflexo e do quimiorreflexo na fisiopatogenia das morbidades destacadas acima, e seus possíveis efeitos na modulação das respostas inflamatórias. Experimentalmente serão utilizados ratos (Wistar, Sprague-Dawley e SHR) e camundongos geneticamente modificados com atenuação ou exacerbação do transportador vesicular da acetilcolina (VAChT), nos quais serão estudadas as variabilidades da frequência cardíaca e da pressão arterial. Clinicamente, será estudada a variabilidade da frequência cardíaca em pacientes com Estomatite. O fato de que o nosso laboratório possui significativa experiência no estudo dos modelos experimentais destacados acima; e o Grupo da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (USP) tem ampla experiência no estudo de pacientes com Estomatite. Estes elementos anteveem significativo sucesso na condução destes estudos experimentais e clínico, os quais visam a melhor compreensão da interação entre o SNA e os Sistemas Imunes, nas morbidades mencionadas acima. Além da caracterização experimental do papel do barorreflexo e do quimiorreflexo na modulação das respostas inflamatórias.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helio Gauze Bonacorso

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de protomateriais baseados em máquinas moleculares, líquidos iônicos e moléculas fotoluminescentes (protomatter)
  • O projeto intitulado “Desenvolvimento de Protomateriais baseados em Máquinas Moleculares, Liquidos Iônicos e Moléculas Fotoluminescentes – PROTOMATTER”, tem por lastro científico a necessidade de desenvolvimento de materiais avançados de interesse para o Brasil; portaria MCTIC nº 1.122, 19/03/2020. Dez pesquisadores e ~40 alunos PG, originários de 05 diferentes Instituições (UFSM-sede, UFRGS, UFPB, UEM, UNIPAMPA), propõem como tema “materiais avançados”, tendo como base científica e tecnológica, a qualidade dos RHs e a adequada infraestrutura disponíveis nas 05 instituições envolvidas. O know-how deste grupo permitiu a convergência de interesses nesta temática, criando uma plataforma de “facilities” para o desenvolvimento de protomaterais a partir de blocos constrututores baseados em 03 tipos de moléculas centrais, ou seja, [2]rotaxanos, líquidos iônicos e moléculas fotoluminescentes. A temática do projeto está na fronteira do conhecimento da ciência, e seu avanço tem como consequência, além dos promateriais alvos, uma maior competitividade tecno-científica internacional nas áreas da química, física, físico-química e ciências dos materiais. O entrelaçamento dos 3 eixos temáticos propostos, visando a construção de novas moléculas orgânicas e a determinação de várias propriedades físico-químicas de interesse tecnológico atual e futuro, conduzirá à obtenção protomateriais avançados como protótipos de máquinas moleculares, LIs fluorescentes ligantes de G4s e moléculas aplicáveis a LCDs, OLEDs e sensores, todos com potencial aplicação em fotoabsorção, transporte de energia, microscopia, imunoensaios, engenharia genética, análises clínicas e toxicológicas, biologia molecular, foto- e quimio-sensores, células solares, biomarcadores e fotodinâmica. O projeto da academia também retornará à sociedade, além de RHs qualificados previstos (10-15 Drs., 12-15 MSc e ~05 Pós-docs), resultados tecno-científicos na forma de 35-40 artigos científicos e 2-3 patentes de inovação.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helio Radke Bittencourt

Ciências Humanas

Educação
  • percepção de qualidade e indicadores na educação superior
  • O termo qualidade é reconhecido como polissêmico, complexo e subjetivo, adquirindo diferentes significados de acordo com o contexto no qual é empregado. No que se refere à Educação Superior, são vastas as argumentações de que qualidade em educação não possui um único significado, ou seja, é possível que a qualidade em Educação Superior tenha um significado para um grupo e, ao mesmo tempo, tenha outros, bem distintos, para outros grupos. Este tema tem despertado atenção não só no cenário acadêmico, mas também da sociedade em geral, uma vez que os resultados de avaliações e acreditações têm sido usados em ações de comunicação e marketing das instituições. A expansão no número de agências de garantia de qualidade e de rankings nacionais e internacionais de universidades corrobora com esta constatação. Embora os critérios avaliativos utilizados nestas avaliações motivem críticas e debates, a repercussão de seus resultados tem consequências e impacta no meio acadêmico. Este projeto tem por objetivo geral investigar a relação entre qualidade percebida, entendida aqui como atributo de motivação dos estudantes para a escolha da instituição e/ou curso, e o resultado de avaliações oficiais e não-oficiais. Para tanto, serão realizadas análises estatísticas para identificação de associações entre variáveis que refletem o motivo da escolha do curso e resultados de indicadores de qualidade oriundos de fontes oficiais como o INEP e não-oficiais como Ranking Universitário da Folha (RUF), Times Higher Education (THE) e Quacquarelli-Symonds (QS). Os resultados serão úteis para esclarecer a comunidade científica e a sociedade em geral sobre o tema e ajudarão a dimensionar a importância dada às referidas avaliações.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helio Zangrossi Junior

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • estudo da base neural subjacente à vulnerabilidade ao pânico através da optogenética e genética interseccional.
  • Estudos mostram que a vivência de adversidades durante a infância é um dos fatores de grande relevância para o desencadeamento de patologias psiquiátricas, como o transtorno do pânico. Recentemente foi proposto um modelo de estresse neonatal em roedores, que consiste em simular uma condição de pobreza, limitando o material disponível para que as lactantes cuidem adequadamente de seus filhotes. Essa experiência promove mudanças significativas no comportamento dos filhotes avaliados quando na vida adulta, incluindo uma maior resposta a estímulos panicogênicos, como o CO2. Neste projeto, empregaremos animais previamente estressados e que se tornaram reativos ao CO2, para identificarmos marcadores biológicos de vulnerabilidade ao pânico. O foco da pesquisa está voltado à circuitos neuronais serotoninérgicos, GABAérgicos e CRFérgicos que modulam a expressão de comportamentos associados ao pânico, como a fuga, em estruturas críticas, como o núcleo dorsal da rafe (NDR) e a substância cinzenta periaqueductal dorsal (SCPD). Para essas análises, empregaremos abordagens experimentais de grande importância em neurociência, porém pouco difundidas no Brasil, a optogenética e a genética interseccional. Essas técnicas, conjugadas com o uso de animais geneticamente modificados, permitem a manipulação de grupos seletos de neurônios e de vias neuronais. Com base em evidências coletadas ao longo dos anos em nossos laboratórios (vide referências listadas em seção abaixo), a hipótese a ser testada é que, em animais vulneráveis, a ativação de receptores de CRF em neurônios GABAérgicos, em uma subárea específica do NDR, iniba vias serotonérgicas que refreiam, na SCPD, o pânico. Acreditamos que o projeto, ao empregar uma abordagem de alto valor translacional na identificação de marcadores de vulnerabilidade, possa contribuir para surgimento de estratégias de intervenção precoce baseadas em evidências, bem como desvendar novos alvos para desenvolvimento de drogas panicolíticas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Hellen Jannisy Vieira Beiral

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • eu vigio, tu vigias... e você, vigia?
  • O projeto “Eu vigio, tu vigias... E você, VigIA?”, proposto por docentes e pesquisadores de seis instituições do Estado do Rio de Janeiro, pretende evidenciar a importância socioambiental dos dados gerados com o aplicativo VigIA, produto da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2020 e inserir no cotidiano dos alunos da Educação Básica das escolas públicas de seis diferentes municípios do estado do RJ questionamentos sobre como a Ciência da Computação toca as Ciências Ambientais e Sociais através da transversalidade dos conhecimentos científicos inerentes a cada área. Para isto, em uma primeira etapa a ser realizada na SNCT, promoverá webinários sobre a transversalidade da ciência presente no VigIA e oficinas instrumentais relacionadas às questões do território, transformando formas de compartilhar as observações socioambientais em ferramentas de ensino. Em uma segunda etapa, pretende-se aprimorar a capacidade do VigIA para a construção de indicadores socioambientais, a ampliação das interações sociais entre os usuários e inserção da tecnologia machine learning, além da realização de intervenções nas escolas participantes com atividades práticas/experimentais, motivadas pelas ocorrências registradas no VigIA. Espera-se com o projeto, apresentar a articulação existente entre as questões sociais e ambientais com o uso do VigIA a um conjunto de atores do universo educativo.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 06/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Hellmut Eckert

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • novos materiais ópticos baseados em vidros e cerâmicas de oxifluoreto dopado de terras raras: estudos estruturais por métodos de ressonância magnética
  • Vide projeto anexo
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Heloísa Garcia Claro Fernandes

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • metodologias de pesquisas populacionais referente à epidemiologia das situações de violência: uma revisão de escopo
  • A violência afeta cerca de 641 milhões pessoas, no entanto, 6% das mulheres em todo o mundo relatam ter sido abusadas sexualmente por alguém que não seja seu marido ou parceiro. A prevenção da violência exige o enfrentamento das desigualdades econômicas e sociais sistêmicas, garantindo o acesso à educação e ao trabalho seguro e mudando as normas e instituições discriminatórias de gênero. Para tanto, se faz necessário que instituições governamentais, de ensino e de pesquisa elaborem investigações pautadas no delineamento de inquéritos populacionais, como forma de subsidiar formulação e avaliação das políticas públicas de enfrentamento às violências. Trata-se de uma pesquisa de revisão elaborada na forma de revisão de escopo conforme diretrizes do Joanna Briggs Institute (JBI). Espera-se que os achados deste estudo contribuam com referências metodológicas que subsidiem o delineamento de estratégias de coleta e análise de dados a serem utilizadas em inquéritos populacionais em relação às questões de violência, em especial violências domésticas, intrafamiliares, por parceiro íntimo e sexual, incluindo abordagens sobre comportamento sexual e diversidade sexual e de gênero.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2022
Foto de perfil

Heloísa Garcia Claro Fernandes

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • ensaio clínico comunitário de uma intervenção tecnológica para sintomas depressivos na aps
  • Introdução: A pandemia por SARs-COV-2, o distanciamento social e o crescente uso de tecnologia pela população fazem com que intervenções tecnológicas em saúde sejam de extrema importância, dada a sua capilaridade, baixo custo e efetividade. A cada 5 pessoas com sintomas depressivos, apenas uma recebe tratamento no Brasil, que já possui mais de um smartphone ativo por habitante. Objetivo: Desenvolver e analisar a efetividade de uma intervenção tecnológica em um ensaio clínico comunitário - ECC. Métodos: 1 - Revisão sistemática sobre uso de aplicativos para apoio em saúde mental para melhorias na intervenção; 2 - pesquisa online com a população-alvo para refinar o conteúdo da intervenção com a participação e colaboração dos interessados. 3 - estudo piloto de viabilidade e segurança da intervenção; 4 - ECC, com uma amostra aleatória de 440 usuários em grupos (blocos – 4 clusters – Unidades de Saúde da Família), para testar a efetividade da intervenção para uso na população da atenção básica na cidade de Campinas. Os clusters serão randomizados para um grupo de intervenção tecnológica interativa, ou tratamento aprimorado como de costume. Modelos de regressão multinível serão realizados para analisar os dados considerando o efeito de cluster. O desfecho primário será uma redução de pelo menos 50% no escore de depressão medida pelo PHQ-9. Desfechos secundários serão a variação dos escores brutos dos seguintes construtos: ativação comportamental, uso de álcool, níveis de depressão , estresse e ansiedade por escala de depressão, ansiedade e estresse e escores de qualidade de vida medidos. Resultados esperados: Buscamos uma intervenção tecnológica efetiva e interativa para o atendimento de indivíduos com sintomas depressivos e a proposição de intervenções que reduzam o custo do atendimento no serviço público.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helton Estrela Ramos

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação de função, autoimunidade tireoidiana, iodúria e polimorfismo thr92ala do gene dio2 em mulheres com infertilidade sem causa aparente ou baixa reserva ovariana
  • Introdução: Em cerca de 30% dos casos de infertilidade, não se descobre a causa básica de infertilidade (Infertilidade sem causa aparente, ISCA). A baixa da reserva ovariana (BRO) é preditora de êxito reprodutivo em tratamentos assistidos. A associação da ISCA e da BRO com disfunções e autoimunidade da tireoide, tem trazido dúvidas sobre os perfis de risco para rastreio e tratamentos. Na Reprodução Humana, abortamentos de repetição, partos prematuros e infertilidade conjugal apresentam relação com autoimunidade tireoidiana, que pode afetar a reserva ovariana, etapas de fecundação e implantação embrionária. Recente estudo em peixe-zebra desprovido de atividade do gene DIO2 (Desiodase tipo 2), evidenciou hipotireoidismo, atraso na maturação sexual e redução do período reprodutivo, afetando a fecundidade e a fertilização. Objetivos: Este projeto pretende elucidar a interface entre as patologias da tireoide e infertilidade feminina, trazendo como inovação a perspectiva de estudar, em humanos, o polimorfismo Thr92Ala do gene DIO2 (crucial para a conversão de T4 em T3) e estado nutricional do iodo (área que já é especialidade do grupo de pesquisa). Material e Métodos: O estudo do tipo coorte, descritivo, observacional, longitudinal e prospectivo.Desfechos clínicos maternos e perinatais em reprodução humana serão monitorados ao longo de 02 anos de acompanhamento clínico das participantes (mulheres com idade superior a 18 anos de idade, que preenchamos os critérios classificatórios de ISCA ou BRO). Questionários socioeconômico e demográficos e análise antropométrica. Seguimento quanto a gravidez clínica, aborto espontâneo, prematuridade e nascidos vivos com mais de 34 semanas de gestação. Avaliação da função tireoidiana: TSH, T4 livre, T3 livre, AATPO, AATG; Concentração Urinária de Iodo (Método SK). Avaliação de reserva ovariana: FSH, LH, Estradiol, Hormônio Anti-mulleriano. Extração de DNA. Análise do Polimorfismo Thr92Ala (TaqMan® SNP Genotyping).
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helvécio Vinícius Antunes Rocha

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento, caracterização e avaliação de nano-poliplexos para transfecção gênica in vitro de linfócitos t para a expressão de receptores quiméricos de antígenos (car-t)
  • Os avanços na terapia gênica para o combate ao câncer têm sido diferenciais para alterar o curso dessa doença. Os resultados dessa terapia variam muito com o tipo de câncer, abordagem terapêutica e tecnologias utilizadas. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer é a segunda causa de óbitos no mundo, contabilizando aproximadamente 9,6 milhões somente em 2018. O constante enriquecimento no conhecimento sobre as características das células tumorais alavancou o uso da terapia gênica para o combate ao câncer. A terapia gênica consiste na introdução de ácidos nucleicos exógenos em células específicas visando edição ou modulação da expressão do gene alvo, mRNA ou síntese de uma proteína exógena. Na abordagem ex vivo, células imunológicas de pacientes são coletadas, propagadas, manipuladas geneticamente e então introduzidas de volta no paciente. Em relação ao tipo de vetorização, encontrar uma maneira de entregar eficientemente esses efetores para a célula e tecido desejados tem sido um grande desafio. Dentre as opções estão as nanopartículas poliméricas como uma das abordagens mais promissoras atualmente na pesquisa biomédica, dados seu potencial de escalonamento, possibilidade de funcionalização, baixa imunogenicidade e toxicidade. O presente projeto tem por objetivo desenvolver, caracterizar e avaliar formulação à base de nano-poliplexos para transfecção gênica in vitro de linfócitos T para a expressão de receptores quiméricos de antígenos (CAR). A efetividade desta nova estratégia será comparada à obtida por eletroporação. Será realizada a caracterização físico-química da nanopartícula, avaliação da efetividade da transfecção e da atividade antitumor da terapia. Espera-se obter um carreador gênico mais efetivo para terapia CAR-T, garantindo maior viabilidade das células T, maior durabilidade de resposta antitumor, perfil toxicológico aceitável e maior acessibilidade ao tratamento.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 23/06/2022-30/06/2024
Foto de perfil

Hemerson Luiz Pase

Ciências Humanas

Ciência Política
  • cultura política e capacidade estatal: a organização do sistema único de saúde e o enfrentamento da covid-19
  • O advento da pandemia de COVID-19 trouxe à tona a relevância do SUS para saúde pública da população brasileira, tendo em conta o crescente aumento da transmissão doméstica do vírus. Segundo o Ministério da Saúde, o Coronavírus “é uma família de vírus que causam infecções respiratórias”, as quais desenvolvem-se desde casos assintomáticos até infecções pulmonares letais. O objetivo geral da proposta é analisar a capacidade do Sistema Único de Saúde na implementação e desenvolvimento das ações contidas no “Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo novo Coronavírus COVID-19” e enfrentar a Pandemia. Os objetivos específicos são: (i) Analisar a estruturação administrativa e orçamentária do Sistema Único de Saúde; (ii) Analisar o Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo novo Coronavírus; (iii) Identificar as principais dificuldades enfrentadas pelos operadores do SUS para a implementação das políticas previstas no Sistema e no Plano de Contingência. (iv) Avaliar a atenção no acesso do usuário, a organização da rede de saúde e a efetividade do atendimento aos infectados pelo Coronavirus; (v) Analisar as iniciativas de enfrentamento da COVID-19 dos entes federados, particularmente do ‘Consórcio Nordeste’; (vi) Analisar a influência do clientelismo na capacidade do Estado executar as políticas públicas de saúde; (vii) Apontar estratégias e encaminhar ações para melhorar a efetividade do SUS (vii) Análise comparada com outros países da capacidade estatal brasileira; O estudo seguirá uma metodologia de natureza mista, utilizando-se métodos de revisão de literatura e legislação, levantamento de dados orçamentários secundários, bem como a análise de dados qualitativos, a serem coletados mediante aplicação de entrevista semiestruturada com gestores de saúde, e quantitativos, em survey aplicado dentre os profissionais do SUS.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 08/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Henrique Carlos de Oliveira de Castro

Ciências Humanas

Ciência Política
  • uma proposta para a realização da 8a onda da pesquisa mundial de valores no brasil
  • Da forma análoga ao projeto Genoma, cientistas sociais colaboram há mais de cinco décadas para construir mais e melhores evidências sobre a cultura e o comportamento político e social dos seres humanos. Deste processo, surgiu na década de 1980 a Pesquisa Mundial de Valores - World Values Survey (WVS), a maior pesquisa acadêmica na área de cultura política do planeta. O WVS é fonte única de informações longitudinais e comparadas sobre atitudes e valores das diversas sociedades do globo. Sua importância é clara pelos avanços científicos que proporciona, pela possibilidade auxiliar na formação pesquisadores, além da participação de brasileiros em uma das mais importantes redes científicas do mundo. O principal objetivo da pesquisa é a continuidade do WVS no Brasil para propiciar estudos nacionais (de diversos países), comparativos regionais e mundiais em cultura política, comportamento político e valores, bem como o avanço de teorias de diversos campos a partir da realidade brasileiras e latino-americanas. A visão de cultura política aqui evita a “armadilha da cultura cívica”, quando o conceito é aplicado em situações históricas distintas daquela na qual foi criado. Serão propostas alternativas ao tradicional de conceito de cultura política, em particular a incorporação de teorias de hegemonia e de congruência. Especificamente, a pesquisa visa a continuar e consolidar uma série de pesquisas em andamento com os dados WVS no Brasil e estimular novos estudos qualitativos e quantitativos em áreas correlatas dentro e fora do grupo de pesquisa. Metodologicamente, serão utilizadas técnicas clássicas de pesquisa e análise de dados qualitativa (grupos focais) e quantitativas (survey), aprofundadas experiências do grupo com o uso de ferramentas de Inteligência Artificial (aprendizado de máquina) com a base de dados do WVS (trabalhos inéditos). Também será feita uma contribuição para o aperfeiçoamento de técnicas de pesquisa tipo survey no mundo pós-pandemia Covid19.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Henrique Castro Martins

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • os antecedentes das práticas asg: evidências internacionais
  • Esse trabalho busca investigar quais são os antecedentes do investimento corporativo em práticas Ambientais, Sociais e de Governança (ASG). Existem duas potenciais avenidas de pesquisa. Primeiro, esse trabalho buscará responder: quais são as políticas financeiras das empresas que mais investem em ASG? Além disso, quais são as condições econômicas e características institucionais que facilitam o investimento em ASG? Ao se investigar essas questões, esse trabalho contribui para a literatura relacionada de ASG, incluindo a recente literatura de mudanças climáticas e práticas de responsabilidade social. Também contribui para a literatura de políticas financeiras e pode ajudar reguladores a ajustar os incentivos econômicos para que as empresas invistam mais em ASG.
  • Fundação Getúlio Vargas - RJ - Brasil
  • 28/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Henrique Coelho Fernandes

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • inteligência artificial para a caracterização de defeitos em compósitos através de termografia infravermelha
  • A termografia infravermelha é um tipo de ensaio não-destrutivo bastante utilizado para a inspeção de descontinuidades em materiais compósitos. Este tipo de material é bastante usado nas indústrias de aviação, aeroespacial e petroquímicas. Além de produzir, em alguns casos, milhares de imagens em um único ensaio, os perfis de temperatura que são observados são sutis e por isso, algoritmos para melhorar o contraste das imagens são amplamente utilizados. Muitas vezes, esses algoritmos não apresentam uma performance satisfatória pois os dados relativos à condução de calor em sólidos têm padrões não lineares. Por isso, este projeto de pesquisa visa o desenvolvimento de abordagens de aprendizagem profunda para a detecção e classificação de defeitos em materiais compósitos. Mais especificamente, a detecção envolve a segmentação da descontinuidade e a classificação envolve a determinação de sua profundidade. Em ambos os casos, a sequência de imagens capturadas do fenômeno transiente será utilizada. Para isso, redes convolucionais profundas serão aplicadas em dados termográficos obtidos por um experimento de termografia pulsada usado para inspecionar amostras de material compósito. Os corpos de prova que serão analisados incluíram defeitos calibrados, ou seja, amostra manufaturada intencionalmente com o defeito, e defeitos causados por impacto. Estas últimas terão a geometria curva, passaram por tratamento de choque térmico, e por fim serão impactadas. Todo esse processo será feito para simular condições encontradas na órbita baixa da terra para analisar danos causados em compósitos usados em satélites. Uma vez que aprendizagem profunda tem alcançado performances excelentes nos últimos anos em diversas áreas de visão computacional, espera-se que essas abordagens também serão exitosas na área de termografia infravermelha para detecção de descontinuidades em materiais compósitos.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Henrique Fonseca Elias de Oliveira

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • controle automatizado da irrigação e fertirrigação em cultivos sob déficit hídrico e inoculação microbiana
  • A irrigação e fertilização de precisão são essenciais para melhorar a eficiência do uso da água e nutrientes pelas plantas. No entanto, o acionamento da irrigação e fertirrigação geralmente ocorre mediante o uso de temporizadores, sem levar em consideração a exigência hídrica e nutricional das culturas. Sensores capacitivos podem ser conectados a sistemas de aquisição de dados para monitorar e controlar a irrigação e fertirrigação por meio de medições realizadas em tempo real. No entanto, a complexidade no uso desses equipamentos e o alto custo associado à automação faz com que seu uso ainda seja restrito na agricultura brasileira. Tecnologias de baixo custo como as plataformas Arduino e Raspberry podem aumentar o uso do controle em tempo real. Apesar do potencial para aplicação em diversas culturas, pesquisas envolvendo essas tecnologias, bem como sua aplicação na validação de biotecnologias, ainda são escassas no Brasil, limitando o acesso aos pequenos e médios produtores. Esse projeto tem como objetivo avaliar o desempenho da automação por sensores capacitivos usando microcontroladores com tecnologias de baixo custo no monitoramento do conteúdo volumétrico de água (CVA) e condutividade elétrica do espaço poroso (CEep) do solo, assim como para controle da irrigação e fertirrigação de culturas em ambiente protegido. Espera-se através desse projeto: 1) viabilizar os sistemas de aquisição de dados de baixo custo para controle automatizado da irrigação e fertirrigação; 2) avaliar o desempenho e o custo-benefício do uso de sensores capacitivos no monitoramento da umidade e condutividade elétrica do extrato poroso do solo; 3) validar o desempenho de inoculantes microbianos na produtividade da cultura do tomate sob déficit hídrico utilizando o sistema automatizado; 4) indicar a automação completa, monitoramento e acionamento de sistemas de irrigação. Esses resultados permitirão viabilizar tecnologias de produção visando aumento da eficiência de cultivos agrícola.
  • Instituto Federal Goiano - GO - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Henrique Krieger

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • instituto nacional de epidemiologia da amazônia ocidental
  • A região amazônica possui importância central no contexto político, estratégico e econômico do Brasil. Em contraste com a riqueza de sua biodiversidade, a região apresenta os piores índices de desenvolvimento humano dentre os indicadores nacionais dos países que a compõem, além de apresentar uma baixa concentração de instituições de ciência, tecnologia e inovação. Em relação a saúde pública, persistem na Amazônia brasileira as patologias ditas tropicais, representadas por endemias de natureza viral, bacteriana, fúngica e parasitária, entre a quais podem ser definidas como as mais importantes: filarioses; doença de Chagas; leishmanioses; dengue; malária; infecções virais e bacterianas do sistema digestivo e respiratório na infância e hepatites virais. Acompanhar e encontrar soluções para eliminá-las é uma necessidade básica e essencial para que a Região alcance o desenvolvimento econômico e social sustentável. O Instituto Nacional de Epidemiologia da Amazônia Ocidental – EpiAmO - tem como objetivo avaliar o quadro epidemiológico das endemias e potenciais patologias emergentes na Amazônia Ocidental fortalecendo uma rede integrada de pesquisadores, visando à proposição e avaliação de medidas inovadoras de controle das endemias da região, e se propõem a empregar uma abordagem metodológica transversal, estruturada e integrada de investigação epidemiológica sobre os seguintes eixos de atuação: malária e vetores; dengue e chikungunya, leishmanioses e vetores, doença de chagas e vetores, filarioses e vetores, hepatites virais, doenças associadas a morbidades e mortalidade infantil, biotecnologia aplicada às endemias tropicais e epidemiologia genética, seguindo uma orientação de forte interação com o território - “from the bench to the field, from the field to the bench”. É importante destacar que o conhecimento sobre os eixos de atuação propostos é muito heterogêneo, sendo que, para algumas endemias as pesquisas e os sistemas de informações epidemiológicas oficiais do Sistema Único de Saúde possuem dados de maior abrangência e qualidade. Ainda, em função de sua grande extensão territorial, somada ao processo migratório recente, a Amazônia Ocidental é uma área de baixa densidade demográfica, o que possibilita a ocorrência de muitos fenômenos epidemiológicos peculiares que devem ser estudados com métodos e procedimentos especializados, e permitem a elaboração de diversas hipóteses de pesquisa. Em relação às endemias e potenciais patologias emergentes, serão determinados parâmetros epidemiológicos como incidência e prevalência; vetores; reservatórios naturais e artificiais; dinâmica e distribuição geográfica; caracterização dos patógenos e fatores de risco no hospedeiro. Nesse sentido, serão realizadas expedições de campo, visando ampliação do conhecimento no território, com levantamento de informações sobre o maior conjunto possível das endemias, articuladas com o posterior acompanhamento de pacientes e permitindo o avanço no conhecimento científico a respeito do quadro epidemiológico da região. Dessa forma, considerando o conhecimento escasso a respeito do quadro epidemiológico da Amazônia Ocidental, o EpiAmO pretende consolidar e promover maior integração de grupos de pesquisadores emergentes de várias instituições, com experiências nas áreas de pesquisa de parasitologia, epidemiologia, Entomologia, bioquímica e química orgânica, bioinformática, biologia molecular, genética, biologia estrutural, imunologia, farmacologia, virologia e microbiologia, visando utilizar a experiência e a jovialidade do grupo para desenvolver estudos com doenças tropicais amazônicas. O grupo proponente vem demonstrando competência reconhecida no enfrentamento das questões que se propõem a abordar. É importante destacar que o grupo já atua em conjunto, e inclusive está promovendo a construção do Polo Pesquisa, Inovação, Desenvolvimento e Difusão em Saúde do Estado de Rondônia, que albergará, em um único complexo, pesquisadores da Fiocruz, UNIR, CEPEM e outros interessados em realizar atividades voltados à saúde. Com apoio financeiro da FINEP e de orçamento próprio das instituições envolvidas na proposta, o empreendimento, com conceito inovador e projeto idealizado pelo arquiteto Oscar Niemeyer tem previsão para ser inaugurado em meados de 2016. A melhoria na infraestrutura, articulada com o apoio a presente proposta contribuirá com um salto qualitativo nas atividades realizadas pelo grupo. Como atividades diretas do Instituto, serão publicados os resultados encontrados em revistas científicas e em relatórios técnicos para as autoridades de saúde, será estabelecido um biobanco, será estabelecida a coleção entomológica, serão feitas contribuições com coleções biológicas existentes; serão estabelecidos e qualificados para credenciamento serviços os de referência em endemias como hepatites, malária, filarioses e leishmanioses, com forte atuação no ensino de graduação, pós-graduação e junto aos serviços de saúde. Ainda, podemos destacar: a elaboração de cartilhas e mapas biogeográficos para divulgação do conhecimento nas áreas de estudo, com especial atenção às áreas de fronteira; prospecção biotecnológica de moléculas da biodiversidade amazônica para serem utilizadas como desenvolvimento de protótipos para a geração de futuros kits diagnósticos e uso na terapia das doenças negligenciadas; geração de material educativo para a população orientando sobre cuidados e ações preventivas e sustentadas. A importância do projeto resume-se em reunir um conjunto de pesquisadores de reconhecida competência que trabalham nesta parte do Brasil, para estudar de maneira integrada a etiologia complexa de doenças negligenciadas, possíveis nosologias novas e raras, suas distribuições e preferencialmente seus controles. Dessa maneira, o conjunto de ações coordenadas do grupo, permitirá promover importantes inovações para o diagnóstico, terapia e controle, contribuindo para a melhoria da saúde pública na Amazônia Ocidental.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RO - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Henrique Silveira Costa

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • avaliação funcional de pacientes com cardiomiopatia chagásica em área endêmica: aplicabilidade, segurança e valor prognóstico
  • A doença de Chagas permanece como um problema de saúde pública no Brasil. Áreas endêmicas da doença, como o Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, apresentam baixo Índice de Desenvolvimento Humano, recursos financeiros e tecnológicos escassos, serviços de saúde pouco especializados e em área de atuação na SUDENE (em Minas Gerais). Dessa forma, estabelecer práticas simples e pouco onerosas de acompanhamento clínico dos pacientes acometidos torna-se essencial tanto para a saúde local como para o desenvolvimento regional. A forma cardíaca da doença, denominada de cardiomiopatia chagásica, é a manifestação clínica mais grave e alterações funcionais são detectáveis desde os estágios iniciais da cardiopatia. Entretanto, métodos acurados de avaliação funcional geralmente não estão disponíveis em locais endêmicos em decorrência do alto custo operacional. Sendo assim, a investigação sobre a eficácia, segurança e valor prognóstico de instrumentos de avaliação funcional de baixo custo é essencial para o manejo e acompanhamento clínico desses pacientes. O presente projeto objetiva estabelecer a segurança, a aplicabilidade e o valor prognósticos dos testes funcionais em pacientes com cardiomiopatia chagásica. Para tal, pacientes serão recrutados em cidades do Vale do Jequitinhonha, e serão submetidos ao ecocardiograma, Teste de Esforço Cardiopulmonar,Holter-24h e aos testes funcionais. Dentre os testes funcionais, serão realizados teste de campo (Teste de Caminhada de Seis Minutos), de força muscular periférica (Teste de Sentar e levantar e dinamometria por preensão palmar) e força muscular respiratória. Todos os testes funcionais são simples, de fácil administração e pouco onerosos. Espera-se, dessa forma, determinar a aplicabilidade dos testes funcionais na triagem e estratificação de risco dos pacientes. Todos os membros da equipe atuam em instituições federais de ensino superior com linhas de pesquisa voltadas à pacientes com doença de Chagas e/ou testes funcionais.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Heraldo Luis de Vasconcelos

Ciências Biológicas

Ecologia
  • impactos antrópicos sobre a biodiversidade do cerrado e os processos ecológicos na região do triângulo mineiro e sudeste de goiás
  • Um dos principais desafios da ecologia e da biologia da conservação é compreender os direcionadores dos padrões de biodiversidade e como a ação humana está alterando estes padrões. Este conhecimento é necessário para melhor protegermos a diversidade regional e os serviços ecossistêmicos, para a implementação de ações efetivas de manejo e para prevenir a perda de espécies e a homogeneização das comunidades. A transformação e a perturbação dos ecossistemas naturais quase que invariavelmente causam perda de diversidade. Entretanto, as respostas de diferentes grupos taxonômicos, ou mesmo de diferentes espécies de um mesmo grupo, às ações humanas, tendem a ser idiossincráticas. Algumas espécies são capazes de sobreviver e proliferar nos ambientes alterados e podem ser favorecidas pela ação humana. De outro lado, há espécies que não toleram as novas condições e assim eventualmente só conseguem sobreviver em paisagens pouco modificadas. Assim, uma questão fundamental é saber quantas e quais espécies persistem nas paisagens modificadas pelo homem e quais são as características que as diferem das espécies dependentes das áreas naturais. O Cerrado, bioma que abriga a savana mais biodiversa do mundo, está seriamente ameaçado pelo desmatamento. Esta situação não é diferente na área de estudos do sítio “Triângulo Mineiro e Sudeste de Goiás” (TMSG) do Programa Ecológico de Longa Duração (PELD-CNPq), onde grande parte da vegetação nativa foi substituída por pastagens, cultivos e áreas urbanas. Ainda assim, 25% da área total de abrangência deste sítio (136.784 km2) abriga manchas de florestas estacionais, cerrados de estrutura variável, ou vegetação campestre em relativo bom estado de preservação. Entretanto, há evidências de que diversos fatores poderão comprometer a conservação da biodiversidade na região do Triângulo Mineiro e Sudeste de Goiás. Um destes é a intensificação da agricultura. Outro fator são as mudanças climáticas e as alterações no regime natural de fogo. As temperaturas máximas anuais na região do sítio TMSG aumentaram 2,5oC em apenas 40 anos, enquanto a quantidade de focos de incêndio aumentou de maneira exponencial nos últimos 15 anos. Por outro lado, a supressão do fogo em reservas de cerrado está promovendo um adensamento da vegetação e a ocorrência de incêndios de alta severidade, os quais ameaçam a conservação das espécies e das interações ecológicas nestas reservas. Também, com o aumento da atividade agrícola e com a expansão das áreas urbanas e industriais na região a poluição tornou-se um motivo de preocupação. Esta pode causar não apenas a extinção local de espécies, mas também, como demonstrado recentemente por pesquisadores do sítio TMSG, causar alterações no núcleo das células sanguíneas, no perfil leucocitário e/ou no padrão de vocalização das aves nativas. Da mesma forma, estudos desenvolvidos pelo sítio TMSG, indicam que o aumento nas deposições atmosféricas de nitrogênio pode afetar a ciclagem de nutrientes e favorecer o processo de invasão biológica em áreas nativas do Cerrado. Desta forma, o sítio TMSG, encontra-se em uma posição ímpar para avaliar como a poluição, as mudanças climáticas, no uso da terra, e no regime de fogo irão afetar a biodiversidade do Cerrado. Desenvolvemos estudos de longo prazo nas unidades de conservação da região além de realizar coletas esporádicas nos diversos elementos da paisagem regional (i.e., em áreas urbanas, áreas agrícolas, pastagens e reflorestamentos). Propomos aqui utilizar as séries temporais de dados resultantes destes estudos (obtidas para diferentes grupos taxonômicos) para avaliar eventuais tendências populacionais. Nossas análises preliminares com comunidades de árvores, abelhas Euglossini e formigas arborícolas, mostram que eventos severos de perturbação (e.g. incêndios de alta intensidade, alterações no nível do lençol freático) tem efeitos marcantes sobre a dinâmica destas comunidades. Entretanto, pouco sabemos sobre como as espécies individuais respondem à estas mudanças e quais eventualmente são as características (traços) das espécies que as fazem mais ou menos resistentes à perturbação. Ademais, utilizaremos dados obtidos (durante fases anteriores de nosso projeto assim como na fase proposta aqui) em múltiplas áreas e em múltiplos usos da terra para a) determinar os impactos das mudanças no regime natural de queimadas e no uso da terra sobre a diversidade taxonômica, funcional e filogenética da biota; b) determinar quais espécies persistem nas paisagens modificadas pelo homem e quais são as características que as diferem das espécies dependentes das áreas naturais; c) determinar a importância das estrutura da paisagem em explicar a probabilidade de ocorrência das espécies; e d) desenvolver modelos de distribuição de espécies na área de estudo. Daremos continuidade aos estudos que têm avaliado os efeitos da poluição do ar e do aumento nas deposições atmosféricas de nitrogênio. Avaliaremos até que ponto as alterações fisiológicas e comportamentais correlacionam-se aos níveis locais de poluição atmosférica. Continuaremos a avaliar os efeitos da fertilização experimental com nitrogênio (em curso desde 2007) sobre a biomassa de gramíneas nativas e exóticas e o recrutamento de plântulas. Avaliaremos também o impacto de moluscos invasores sobre a fauna de reservatórios artificiais. A difusão e transferência do conhecimento obtido se darão através: 1) da publicação de artigos em periódicos acadêmicos especializados; 2) da elaboração e publicação de artigos de divulgação científica; 3) da formação de recursos humanos qualificados (alunos de graduação e pós-graduação) para trabalhar com a temática “Biodiversidade do Cerrado”; 4) da divulgação de informações sobre o sítio e seus resultados dentro do nosso website, e 5) através de palestras e atividades lúdicas (com alunos de escolas públicas) de educação ambiental.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 03/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

Hercules Nunes de Araujo

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo da fisiopatologia de doenças neuropsiquiátricas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade do Sul de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/04/2020-31/03/2025
Foto de perfil

Herman Sander Mansur

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de produtos multifuncionais e individualizáveis para o tratamento de lesões de diabetes: bioengenharia de tecido epitelial
  • A pele é o maior tecido do corpo humano e possui uma estrutura complexa, além disso, desempenha diversas funções essenciais. Portanto, lesões na pele causadas por doenças crônicas e degenerativas como câncer e diabetes afetam a sua integridade necessitando auxílio no reparo de suas funções. Dados de 2019 colocam o Brasil em quinto lugar no mundo em número de pessoas acometidas por Diabetes Mellitus (DM). Segundo a International Diabetes Federation (IDF) nesse ano foram cerca de 16 milhões de adultos acometidos e cerca de 50 bilhões de dólares com gastos relacionados ao DM no Brasil. Lesões ulcerosas nos membros inferiores estão entre as complicações mais frequentes em pacientes com DM e suas consequências podem ser dramáticas para a vida do indivíduo, desde feridas crônicas dolorosas e infecções, até levando a amputações. Dados de 2016 do ministério da saúde apontam que 5,8% de pacientes com diagnóstico de DM há mais de dez anos apresentam feridas na região dos pés e a amputação dos membros inferiores ocorre em 2,4% desses pacientes. Até o momento, apesar de existirem diversas terapias tópicas para úlceras diabéticas, infelizmente nem sempre elas favorecem o processo de cicatrização. Em geral, o tratamento local para feridas crônicas se baseia em criar um ambiente limpo, protegido e úmido na área afetada que possibilite a cicatrização utilizando os materiais de curativo. O objetivo principal deste projeto de pesquisa científica, tecnológica e inovação é o desenvolvimento e a realização de ensaios exploratórios e não clínicos em novos produtos terapêuticos de engenharia tecidual direcionados para lesões ulcerosas de diabetes, que serão constituídos por células autólogas integradas ao suporte estrutural tridimensional baseado em hidrogéis de polímeros naturais biocompatíveis, atuando para favorecer e induzir o reparo da lesão, com a possibilidade de incorporação de diversas funcionalidades indutoras e terapêuticas e do conceito de medicina individualizada. Para atender este objetivo, os produtos de engenharia tecidual produzidos irão possuir propriedades biológicas, físico-químicas e mecânicas compatíveis com a aplicação e poderão incorporar, ainda, substâncias terapêuticas e regeneradoras como fármacos, fatores de crescimento, peptídeos e/ou outros bioativos de forma a obter um produto individualizado e multifuncional para tratamento para tratamento da ferida diabética Grau I nos Estágios A (ausência de infecção ou isquemia) ou B (com infecção), conforme classificação da Universidade do Texas. Este será o primeiro sistema multifuncional avançado “inteligente” para reparação de lesões epiteliais decorrentes de diabetes, um problema ainda sem solução, que é adaptável às especificidades do paciente pela integração de diferentes componentes/funcionalidades. Permite ainda, replicação para outros tipos de lesões epiteliais como aquelas provocadas por queimaduras, traumas, acidentes e outras doenças (melanoma e insuficiência vascular). Além da ineficácia, os impactos econômicos para o Sistema único de Saúde (SUS) das lesões ulcerosas associadas à DM são consideráveis envolvendo gastos com profissionais de saúde, exames de imagem e laboratório, medicamentos, procedimentos e terapias não farmacológicas, curativos, internações, sapatos e próteses ortopédicos e muletas, etc. Um estudo publicado em 2020 (https://doi.org/10.26633/RPSP.2020.32) estimou que os custos do SUS atribuíveis à diabetes no ano de 2018 foi de 1,04 bilhões de reais. Com os produtos desenvolvidos, que serão economicamente viáveis para o SUS, espera-se reduzir estes valores pelo aumento da eficiência dos processos de cicatrização, com redução os tempos de fechamento das feridas. Além disso, a presente proposta atende a missão do SUS que preconiza a universalização do acesso, integralidade da atenção, equidade, descentralização da gestão, hierarquização dos serviços e controle social.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Hernan Maycol Falla Luza

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • geometria global de conexões, webs e folheações holomorfas.
  • Neste projeto serão abordados os seguintes assuntos: conexões sobre curvas e superfícies projetivas, geometria global de folheações, webs e arranjos de retas. Estamos interessados em espaços de moduli de campos de Higgs sobre uma superfície de Riemann, estruturas afins/projetivas logarítimcas em superfícies, folheações tóricas, folheações com feixe tangente decomponível e webs planas no plano projetivo. O objetivo principal do projeto é o a busca da classificação dos objetos propostos para estudo. Estes assuntos vem sendo trabalhados pelos pesquisadores do projeto e existem vários resultados de classificação obtidos para alguns casos particulares (como por exemplo estudo de conexões locais, folheações e webs de grau baixo). Algumas estratégias são: estudar a correspondência entre campos de Higgs e representações do grupo fundamental de uma superfície de Riemann; utilizar a correspondência entre estruturas projetivas, webs e vizinhanças de curvas racionais; estudar folheações por curvas tangentes a uma folheação dada. Para folheações em variedades tóricas a estratégia é estudar a estabilidade de folheações de tipo pull-back e logarítmicas; finalmente no caso de arranjos de retas, a proposta é relacionar os problemas da geografía de tais arranjos com propriedades de folheações associadas naturalmente a eles.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 04/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Hernán Ramiro Ramírez

Ciências Humanas

História
  • configuração e crise de um novo homem para novas relações de trabalho: o caso brasileiro em perspectiva transdisciplinar e global
  • As formas de trabalho têm se transformado para se ajustar a etapas de sucessivos modos de produção, inclusive modelando as características humanas e sociais, para se adequar a essas condições. Na atual etapa capitalista, esse processo possui um ponto de inflexão em torno do início da década de sessenta, quando o modelo fordista começa a mostrar limitações e uma nova etapa passa a ser desenhada. Abriu-se ali um extenso período que aprofunda essas mudanças para que o capitalismo pudesse atender os desafios da transformação paradigmática que se operava, pois se bem conserva ainda a estrutura fordista de produção, os câmbios tecnológicos permitem um avanço acelerado, que supostamente as velhas condições de produção atravancam, as que devem ser removidas para permitir, em tese, seu desenvolvimento. No Brasil, o modelo substitutivo entra em crise e a solução foi a adoção de outro, que passou a ser definido como neoliberal, no qual seus imperativos se centram em liberar as forças ao jogo do mercado, inclusive o trabalho, com menos restrições, para o qual se realizam diversas investidas para transformar não apenas a legislação em curso, mas suas bases ideológicas, pois o novo trabalhador pressupõe a subjetivação de um novo homem, com qualidades e capacidades diferentes. Dentro desse universo, as formas de trabalho de revolução 4.0 aparecem como as mais relevantes, um dos objetos desta pesquisa, para o qual foi necessário educar, em sentido amplo, esses novos homens e trabalhadores, assim como introduzir mudanças na regulamentação, para o qual instituições e agentes passam a agir. Estudaremos esse fenômeno no Brasil numa perspectiva transversal e global, focando na sua evolução no longo prazo, em particular a adequação social das formas de trabalho, seja por meio da legislação ou das ações educativas, em particular as promovidas por entidades empresariais ou da sociedade civil, com estudos empíricos e teóricos sobre casos particulares detalhados para cada pesquisador.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Hernandes Faustino de Carvalho

Ciências Biológicas

Morfologia
  • instituto nacional de ciência e tecnologia em fotônica aplicada à biologia celular - infabic
  • Em cinco anos, o INFABiC criou uma estrutura de pesquisa de alto impacto para a ciência brasileira, em uma área do conhecimento associada à próxima revolução científico-tecnológica, a biologia celular. Isto se deve tanto à infraestrutura ultra moderna do parque de equipamentos disponíveis, como à forma de organização para a utilização desse laboratório, com total suporte técnico e científico de uma equipe multidisciplinar. A contrapartida da UNICAMP contratando dois PhDs para apoio à pesquisa foi fundamental na operacionalidade e manutenção dos equipamentos, permitindo acesso universal. Além disso, o corpo permanente, coordenação e pessoal de apoio à pesquisa, garantem que a memória de experimentos bem sucedidos seja transferida a outros usuários. Mais de 60 grupos, de quatro regiões (nordeste, centro-oeste, sul e sudeste) do País, utilizaram a infraestrutura do INFABiC, em um processo de aprendizado coletivo nesse primeiro período. Assim, métodos como microscopia TPEF, SHG, FLIM, FRET fazem hoje parte do cotidiano de vários pesquisadores em ciências da vida. A sinergia associada à criação de uma plataforma multimodal com a forma de atuação do INFABiC evita atividades fragmentadas e tecnicamente isoladas. A organização de workshops teórico-práticos, para mais de 300 participantes, tem difundido o conhecimento do instituto na comunidade científica. A plataforma multimodal integrada de microscopias fotônicas, única no Brasil, inclui hoje técnicas de fluorescência multifóton; FLIM; FRAP; FRET; FCS; spinning disk para aquisição com taxas de até 1000 quadros/segundo; técnicas de óptica não linear SHG, SFG, THG e CARS, espectroscopia Raman, super resolução near field AFM/Tip enhancement, e sistema de manipulação e medidas biomecânicas de pinças ópticas e corte a laser. Inclui também uma unidade de criação e manutenção de Zebrafish (Danio Core). Essa infraestrutura e organização atraíram para a equipe desta proposta tanto pesquisadores sêniores quanto jovens com alto potencial, com propostas mais ousadas no estudo de aspectos dinâmicos, quantitativos e mecanísticos de células, organelas e moléculas únicas em vários modelos biológicos. Deste modo, a nova proposta para o INFABiC pretende fomentar a interação entre subgrupos deste conjunto ampliado de pesquisadores, e alavancar a pesquisa científica em alguns temas chave em biologia celular, principalmente (1) ciclo celular/diferenciação celular/câncer; (2) biologia de vasos/angiogênese e (3) microbiologia. Alguns destes temas aproximam-nos da pesquisa translacional, em consonância com nossas colaborações com outros INCTs da área médica. Reforçaremos a busca por modelos dinâmicos integradores, como cultivo celular in vitro e utilização de Zebrafish, minimizando o uso de mamíferos em experimentação animal. Pretendemos também mapear o que há disponível no País e nos tornar depositários de vetores, construções customizadas acopladas com proteínas fluorescentes, expressão de proteínas recombinantes, permitindo o acesso a vários animais transgênicos, para acelerar o acesso a estes insumos específicos. Para realizar pesquisa no estado da arte nos temas citados acima, e no contexto da expansão do INFABiC, propomos ampliar/estimular o uso das técnicas disponíveis no aprofundamento destes estudos biológicos bem como adquirir um sistema de super resolução com capacidade de acompanhar a trajetória de moléculas isoladas em 3 dimensões. Esse sistema será utilizado, por exemplo, na pesquisa de bioquímica em moléculas isoladas (in singulo), numa área pouco explorada no país. Entre os métodos mais sofisticados disponíveis, pretendemos ampliar o número de estudos de interação entre proteínas utilizando FRET-FLIM; estimular o uso de FCS na observação de reações bioquímicas em poucas moléculas e do tip-enhancement, combinado com as pinças ópticas, para estudos de bioquímica in singulo. Além disso, a inclusão de novas expertises no grupo de pesquisadores, em áreas como engenharia, química e farmácia permitirá a inclusão de ferramentas de modelagem, síntese orgânica e de novos fármacos, microengenharia e microfluídica, na solução de questões de interesse do grupo, encorajando a abordagem de questões mais complexas. Um outro ponto importante é a realização de ação transformativa, especialmente nos laboratórios associados do tipo II, permitindo que atuem como agentes difusores locais dos objetivos do INFABiC. Para este fim, procuraremos estimular a formação de subredes que ultrapassem os limites geográficos, a partir de aumento significativo na mobilidade dos pesquisadores de nossa equipe. Além disso, equiparemos alguns centros com técnicas mais básicas, desonerando a utilização dos equipamentos atuais, acoplados a métodos mais sofisticados. Ampliaremos também nossa atuação em ensino de óptica/fotônica, biologia celular e molecular, análise de imagens, filosofia da ciência e método científico, nos diversos níveis da educação formal, incluindo mecanismos didáticos e EAD, para termos abrangência nacional. Grande parte de nossas ações serão centradas na Rede Virtual de Biologia Celular Avançada de Campinas, que planejamos lançar logo no primeiro ano de atividades. A adoção da Biologia Celular e Molecular e a busca por abordagens mecanísticas como eixo norteador da proposta tornou possível agrupar uma equipe multidisciplinar em temas de pesquisa e expertises, capaz de agir de forma integrada na produção de resultados que ultrapassam a simples junção casual de esforços, no sentido literal de sinergismo. A continuidade do financiamento para o INFABiC garantirá a coesão da equipe e o seu funcionamento em rede, ultrapassando barreiras geográficas e institucionais.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 28/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Heulália Charalo Rafante

Ciências Humanas

Educação
  • uma plataforma digital para gestão de dados multimídia do acervo histórico obtido nas sociedades pestalozzi do rio de janeiro e de minas gerais
  • As pesquisas nas Sociedades Pestalozzi do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, no desenvolvimento do Projeto Universal (01/2016), resultou no registro do acervo histórico dessas instituições no formato JPEG, totalizando trinta mil fotografias, que trazem importantes contribuições para as pesquisas sobre a História da Educação Especial no Brasil, uma vez que as Sociedades Pestalozzi foram hegemônicas nesse campo nas décadas de 1960 a 1990, período contemplado pelas referidas fotos. Nesse sentido, os objetivos são: organizar, catalogar, descrever, classificar, categorizar e disponibilizar, por meio de uma plataforma digital, o acervo das Sociedades Pestalozzi de Minas Gerais e do Estado do Rio de Janeiro, criando um guia de fontes online, além de identificar temas de pesquisa para serem desenvolvidos pelos alunos envolvidos. A organização do acervo será orientada pelas normas internacionais de arquivística, efetivadas pelo Conselho Internacional de Arquivos, consolidada na General International Standard Archival Description (LOPES, 2002). A criação da plataforma digital estará sob a coordenação dos pesquisadores do Curso de Sistemas e Mídias Digitais, do Instituto Universidade Virtual (UFC), Gabriel Antoine Louis Paillard e Leonardo Oliveira Moreira, que compõem a equipe dessa proposta. Para a criação do guia de fontes, serão considerados os estudos sobre a teoria e a metodologia da História, a História da Educação Especial brasileira e os referenciais de Gramsci (2001), sobre a formação dos intelectuais e seu papel na construção e manutenção da hegemonia social e do domínio estatal. Busca-se apropriar dos principais referenciais do campo da História para orientar o trabalho; conhecer o contexto da Educação Especial no período da constituição das fontes; compreender as instituições supracitadas nas suas funções técnicas e no seu papel histórico, considerando sua relação com a sociedade e com o Estado
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 06/06/2022-30/06/2025
Foto de perfil

Heveson Luís Lima de Matos

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • desenvolvimento de conversores solares à base de silicatos contendo íons terras raras para aplicação na agricultura
  • Com a perspectiva de crescimento da população mundial haverá uma demanda cada vez maior por alimentos. Nesse contexto, garantir uma produção agrícola sustentável, sem a necessidade de abertura de novas áreas agricultáveis, compatível com o aumento da demanda por alimento é um desafio enorme para o setor. Os avanços tecnológicos recentes já vêm contribuindo para uma liberação mais controlada de insumos agrícolas e uso racional da água nos processos de irrigação. Entretanto, o estresse hídrico, cada vez mais frequente em algumas regiões do país, associado a alta taxa de emissão de luz UV, são alguns dos fatores que afetam a taxa de crescimento e produtividade da planta. Uma maneira de reduzir esses impactos na qualidade das safras é utilizando conversores solares, que absorvem na região do UV e emitem em comprimentos de onda úteis a planta (região do vermelho ou azul). Ambos correspondem aos comprimentos de onda de absorção dos carotenoides e da clorofila, melhorando os processos de manutenção da vida dos vegetais, tais como fotossíntese, nutrição, dentre outros. Dessa forma, o objetivo principal dessa proposta é produzir materiais luminescentes, atóxico e não bioacumulável, à base de silicatos dopados e/ou co-dopados com terras raras e investigar a sua capacidade de converter a luz UV em luz útil para a planta. Além disso, por outra via, também será realizada a síntese dos silicatos dopados e/ou co-dopados com terras raras a partir de precursores derivados de resíduos agroalimentares como, por exemplo, cinza de casca de arroz e casca de ovos Os materiais silicatos são excelentes matrizes hospedeiras para absorção na região do UV, e com boa estabilidade térmica e química. Por fim, a proposta tem potencial de inovação economicamente sustentável, que possa contribuir para uma agricultura verde e para a entrega de soluções de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030 da ONU.
  • Universidade Federal do Oeste da Bahia - BA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Hilda Petrs Silva

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de vetores de raav para terapia gênica neuroprotetora mediada por crispr/cas9
  • O glaucoma é uma doença neurodegenerativa e a principal causa de cegueira irreversível no mundo, que ocorre de forma progressiva e de início silencioso, na maioria dos casos. A perda progressiva da visão afeta a capacidade funcional e qualidade de vida, principalmente dos idosos. O envelhecimento da população fez o glaucoma saltar no Brasil de 900 mil casos em 2010 para 2,5 milhões em 2018. Com 2,2 milhões de atendimentos de pacientes com glaucoma pelo SUS no ano de 2016, a um custo de R$ 174,6 milhões e com aumento anual no número de pacientes, o glaucoma é considerado um problema de saúde pública com várias políticas públicas destinadas desde informar a população, à normativas de atendimento e tratamento para profissionais de saúde. A hipertensão ocular é o principal fator de risco para o glaucoma, porém, não é indispensável para progressão da doença, que pode evoluir para cegueira em até 40% dos glaucomatosos. As abordagens de tratamento baseiam-se todas na diminuição de pressão intraocular, ou pelo uso diário de colírios, que levam a muito efeitos colaterais indesejados, ou tratamento mais invasivo, cirúrgico. As evidências de que a abordagem de tratamento para diminuição da pressão intraocular não é suficiente para impedir a perda de visão, bem como as altas taxas de falhas na adesão ao tratamento, atingindo 30-70% dos pacientes, associado aos altos gastos, reforçam a necessidade de novas terapias de caráter neuroprotetor e permanente. Nesse contexto destaca-se a terapia gênica, um conjunto de técnicas de intervenção única, destinada a transferir material genético exógeno para células com finalidade terapêutica. É importante notar que, apesar do custo elevado para o Sistema Único de Saúde no Brasil, um medicamento de aplicação única tem potencial de reduzir gastos a longo prazo, quando comparado ao somatório dos custos de tratamento de algumas doenças. No presente projeto propomos o desenvolvimento de um produto de terapia avançada baseado na tecnologia de CRISPR-Cas9 com emprego de vetores de vírus adeno-associado recombinante, para terapia gênica permanente do glaucoma por inserção do transgene neuroprotetor MAX nas células ganglionares da retina, aplicado por injeção intravítrea, técnica simples e com baixos efeitos colaterais.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Hilma Helena Macedo de Vasconcelos

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • tomografia e análise de dados de estados quânticos em sistemas fotônicos e dispositivos semicondutores
  • Estimar o estado de um sistema quântico é uma ferramenta importante para o processamento de informações quânticas. Ele permite, por exemplo, quantificar a precisão dos estados preparados, diagnosticar erros nos estados e estimar propriedades como medidas de emaranhamento. Esse projeto tem dois eixos: 1) Desenvolver um método para inferir a compressão, temperatura e magnitude de deslocamento de um sistema com base nas medições do estado de Fock e 2) Explorar o processamento quântico de informação em pontos quânticos (PQ), incluindo a reconstrução tomográfica de estados em PQ carregados. Em experimento recente (Science, 364, 1163, 2019), o grupo de íons aprisionados do NIST apresentou a primeira demonstração de um protocolo, baseado em compressão reversível, para amplificação (idealmente sem ruído) dos deslocamentos do oscilador mecânico. Este método de amplificação é aplicável a qualquer oscilador harmônico em que a compressão reversível possa ser implementada mais rapidamente do que a decoerência do sistema. O protocolo foi implementado com um oscilador mecânico de íon aprisionado. O grupo agora busca uma forma de melhoria da análise de dados para experimentos desse tipo que serão realizados no futuro, motivando o primeiro eixo desse projeto. O segundo eixo do projeto está focado em dois tipos de sistemas físicos: pontos quânticos acoplados com cavidades fotônicas e pontos quânticos carregados. No primeiro sistema, nossos objetivos centrais são a manipulação do estado quântico de luz da cavidade fotônica através de sua interação com o ponto quântico, e o desenvolvimento de um novo protocolo de medida indireta desse estado. Em pontos quânticos carregados, é do nosso interesse aprimorar uma proposta preliminar de tomografia da matriz densidade de estados emaranhados gerados em pontos quânticos carregados.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Holmer Savastano Junior

Engenharias

Engenharia Civil
  • aplicação de cimento magnesiano na produção de compósitos cimentícios reforçados com fibras lignocelulósicas e sua aplicação na captura de co2 da indústria sucroalcooleira.
  • Ligantes inorgânicos a base de misturas de MgO e MgSO4 (MOS) são atualmente materiais de interesse na fabricação de matrizes a serem utilizadas em Compósitos Cimentícios Reforçados com Fibras (CCRF). Tais materiais apresentam menor peso, baixa condutividade térmica, baixa alcalinidade e alta resistência à abrasão e ao fogo. Por ser um cimento a base de MgO, a economia energética e a liberação de CO2 equivalente durante a sua produção e aplicação são menores do que o cimento Portland, o que gera menor impacto ambiental com a sua aplicação em larga escala. O objetivo desta pesquisa é produzir matrizes de MOS estáveis para a produção de compósitos reforçados com fibras vegetais. A pesquisa propõe o uso de matrizes de MOS com a aplicação de fibras lignocelulósicas como forma de se aproveitar a biomassa existente e a posterior carbonatação com CO2 produzido pela indústria sucroalcooleira. A produção de fibrocimento a base de MOS visa atender a demanda brasileira e mundial por materiais compósitos com aplicações em coberturas, e sistemas construtivos do tipo wood wall. As principais etapas deste projeto de pesquisa se baseiam em: I) formulação de uma matriz a base de MgO e MgSO4 com estabilidade química e mecânica para ser utilizada em diversos ambientes e resistir às intempéries. A etapa de formulação pretende obter uma matriz com formulação Mg(OH)2.MgSO4.H2O com razões molares de 5:1:7, que são resistentes à ambientes úmidos e representam uma melhoria nas propriedades dos compósitos fabricados; II) Utilização de fibras vegetais como forma de melhorar as propriedades mecânicas dos compósitos e promover uma economia circular; III) Promover ensaios de carbonatação e envelhecimento acelerado dos compósitos para se aplicar os compósitos na captação de CO2 gerado em processos industriais, visando melhorar as propriedades dos fibrocimentos expostos às intempéries. A pesquisa busca a obtenção de materiais com alto desempenho, duráveis e sustentáveis.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Honerio Coutinho de Jesus

Outra

Divulgação Científica
  • show de química promovendo a transversalidade da ciência.
  • O espetáculo Show de Química (www.showdequimica.com.br) inicializou-se em 1992 na PUC-Rio com o objetivo de popularizar a Química. A partir de 1998 ganhou status de projeto após registro na Pró-reitora de extensão da UFES, após a incorporação de outras ações, como oficinas, redação de livro e construção de kits experimentais. Ao longo destes 29 anos de trabalho, 168 shows e dezenas de oficinas e entrevistas foram realizados em escolas e eventos no país, contribuindo com a difusão científica no país, e motivando alunos e professores para inserção de temáticas químicas em seus estudos e os despertando para uma melhor compreensão do mundo ao seu redor, propiciando assim a transversalidade do conhecimento, e participação nas temáticas elencadas pelo MCTIC através de editais para a popularização da ciência. Tais ações visam mitigar o fosso intelectual existente no nosso país para as áreas das ciências exatas e tecnológicas. O projeto Show de Química tem recebido financiamentos do CNPq e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES - apoio financeiro em 2008, 2010, 2012, 2015 e 2016), que resultaram em diversos desdobramentos educacionais. Entre 2011 e 2013 o projeto recebeu um importante aporte financeiro do CNPq dentro do Ano Internacional da Química que resultou na apresentação de 43 shows em escolas e eventos, distribuição de 550 exemplares da 1ª edição do livro Show de Química para escolas, universidades e museus do país, e confecção e distribuição de 24 kits experimentais para escolas do estado do ES. No ano de 2016 o projeto recebeu um novo recurso do CNPq (Chamada MCTI/CNPq Nº 09/2015 ARC) com a realização de 4 shows e diversas oficinas, e em 2017 realizou 7 shows e 6 oficinas em escolas de tempo integral da SEDU-ES (MCTIC/CNPq Nº 02/2017). No ano de 2019 novamente o projeto recebeu apoio financeiro do CNPq (Chamada CNPq/MCTIC Nº 09/2019) com realização de 6 shows e 6 oficinas. No ano passado o projeto novamente foi contemplado pelo CNPq no edital da SNCT 2020, mas devido à pandemia Covid-19, as ações previstas inicialmente de forma presencial (5 shows e 5 oficinas) tiveram que ser substituídas por ações remotas (5 palestras gravadas para congressos online, 4 oficinas experimentais e 2 lives). A presente proposta pretende dar continuidade as ações já desenvolvidas, permitindo abranger um relevante público de escolas do ensino médio de 5 municípios do interior do estado do ES, de forma a contribuir para a divulgação e popularização da química e de suas conexões, ou seja, promover a transversalidade da ciência, atrelado à tecnologia e inovação. No processo de ensino-aprendizagem, tem sido desafiador para o professor, passar o conhecimento de forma satisfatória, quando se tenta personalizar o ensino levando em consideração a realidade de cada aluno. Este notável desafio aponta para transversalidade do conhecimento, o que acarreta na aproximação das pessoas consigo mesmas e com a natureza. Desse modo, o território da transversalidade é ao mesmo tempo científico, social, cultural, econômico, ambiental, político e governamental. A transversalidade se justifica pela articulação entre diferentes campos do conhecimento, segmentos políticos e sociais, sob temas ou desafios comuns. Neste sentido a Química se beneficia deste “território” de conhecimento, trazendo para o aluno e professor experiências múltiplas e convergentes. A promoção de atividades integradas entre os diferentes componentes curriculares no Ensino Médio pode possibilitar a criação de inúmeras situações de aprendizagem nos espaços escolares e, por consequência, favorecer a compreensão dos estudantes sobre os conceitos que perpassam as Ciências. Logo, ao propor atividades que transcendem os espaços escolares, além de favorecer o processo de aprendizagem, podem estimular os estudantes a terem interesse e curiosidade pelas aulas. Tendo em vista o exposto acima, a presente proposta objetiva divulgar e popularizar a química para alunos e professores da rede básica de ensino do estado do ES, em 5 municípios interiores do estado do ES, que possuem baixos índices de desenvolvimento humano (IDHM), proporcionando a interiorização das ações da SNCT, uma educação diversa, democrática e inclusiva. As atividades serão realizadas entre os dias 4 e 8 de outubro de 2021, mais uma live no dia 15/10/21. No período da manhã de cada escola visitada, o espetáculo Show de Química® será apresentado, para causar um vislumbre e encantamento para a plateia de alunos. No período vespertino os alunos participarão de oficinas que abordarão temas educacionais e tecnológicos, aliados a alguns objetivos da agenda 2030 da ONU, como: Objetivo 4 - Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos; Objetivo 5 - Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas; Objetivo 6 - Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos; Objetivo 13 - Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos. Em todos estes temas a Química tem um papel importante, que permeia de forma transversal e equilibrada as três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental O show de química de manhã possui 1 hora de duração (previsão de 200 alunos por apresentação). Já as oficinas à tarde consumirão 3,5 horas totais, com entrada de grupos com 30 alunos a cada 40 min (4 turmas totais ou 120 alunos por dia). Estas atividades contarão com a participação de alunos do Departamento de Química da UFES que atenderão centenas de alunos do estado do ES, e terão o apoio da Secretaria de Estado da Educação (SEDU) e das escolas envolvidas. A participação do público será avaliada por questionários entregues durante as apresentações, de forma a aprimorar o projeto e avaliar os participantes sobre questões atuais sobre a importância da Química na sociedade e suas conexões com a tecnologia.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 06/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Hubert Marie Lacoin

Ciências Exatas e da Terra

Probabilidade e Estatística
  • aspetos probabilistas e combinatoriais da mecánica estatística
  • Desejamos pesquisar temas de mecânica estatística, envolvendo especialistas vindo de duas áreas distintas: Probabilidade e Combinatória. Mecânica estatística é uma área da física teórica que modela fenômenos físicos usando uma descrição microscópica com duas características: 1- O espaço físico é considerado como "discreto" representado por uma rede periódica como Z^d. 2- O estado de um sistema é descrito por uma distribuição de probabilidade no espaço das configurações possíveis. A compreensão rigorosa de muitos modelos de mecânica estatística apresenta importantes desafios matemáticos. A nossa ideia neste projeto é de unir esforços de matemáticos vindo de duas áreas. Probabilidade e Combinatória, para tentar resolver o problema da fixação pela dinâmica de Glauber a temperatura zero em Z^2. A dinâmica de Glauber é uma cadeia de Markov derivada do Modelo de Ising. A cada vértice da rede bidimensional é associado um spin cujo valor é regularmente atualizado. Quando uma atualização ocorre, o spin toma o mesmo valor que a maioria dos seus vizinhos. Uma questão aberta por mais de 20 anos pare este modelo é de saber se, começando com uma leve maioria de spins +, a rede vai ficar em algum momento completamente ocupada por spins positivos. Há um consenso científico, com o qual concordamos, que a resposta a essa pergunta é positiva. A dinâmica tem o efeito de reduzir o número de pares de vizinhos com spin opostos. Por essa razão se espera que em tempos grandes, o sistema se torne localmente monocromático. A pequena maioria de spin + inicial deveria ser suficiente para forçar o sistema a "fixar" do lado +. Uma estratégia para atacar esta pergunta é começar com o estudo do problema mais simples da dinâmica de Glauber num toro finito, onde já se sabe pela teoria das cadeias de Markov que a dinâmica para em um estado absorvente.
  • Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - RJ - Brasil
  • 04/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Hugo Caire de Castro Faria Neto

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • rede para estudos colaborativos sobre a patogênese da covid-19
  • A recente pandemia de coronavírus (COVID-19) está se espalhando rapidamente e vem evoluindo com elevada morbidade e letalidade. O agente responsável SARS-CoV-2 pode acarretar infecção do trato respiratório, caracterizada principalmente por febre e tosse, podendo evoluir para pneumonia grave e falência respiratória aguda. A letalidade dos pacientes intubados varia em função do país envolvido (40-80%). O conhecimento a respeito dos mecanismos fisiopatológicos da COVID-19 ainda são bastante limitados o que dificulta a identificação de alvos terapêuticos e biomarcadores de evolução. Frente a este desafio, propõe-se aqui a criação de uma rede multidisciplinar de pesquisadores comprometidos em realizar pesquisas básicas e translacionais para melhor compreender a fisiopatologia da COVID-19 e, neste processo, identificar potenciais alvos terapêuticos e biomarcadores que possam ser de utilidade clínica. Combinaremos de estudos in vitro com cultura 2D ou 3D (esferoides) de células epiteliais e endoteliais, incluindo-se também a análise de amostras de sangue de pacientes com diagnóstico de COVID-19 e a análise histopatológica de órgãos e tecidos obtidos a partir de biopsia guiada por ultrasonografia. Iremos investigar o impacto da ativação de RAS/KKS sobre a infecção por SARS-COV2 e a interrelação entre a resposta imune e os processos trombo-inflamatórios que caracterizam a forma grave da COVID-19. Para atender tal fim, criamos uma rede nacional de investigação multidisciplinar, promovendo o sinergismo entre os laboratórios e hospitais da rede para que, através do compartilhamento de infraestrutura, expertise e conhecimento, possam fazer contribuições relevantes para solucionar esse importante problema de saúde pública. Fazem parte desta rede 43 pesquisadores (10 Nível 1 do CNPq) representando 9 instituições renomadas do país, a saber a Fundação Oswaldo Cruz, a Universidade Federal do Rio de Janeiro, a Universidade de São Paulo, a Universidade Federal Fluminense, a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, o Hospital Copa D´Or, o Hospital São Rafael e a Universidade de São Paulo-Ribeirão Preto. A divulgação dos resultados será feita em revistas de impacto internacional. Desenvolveremos ainda uma série de ações para transferência de conhecimento à sociedade, com ações de divulgação da ciência na mídia (Jornais, Facebook, Instagram, Twitter, Televisão). Esperamos que os conhecimentos e aplicações desenvolvidas ao longo do projeto possam, num futuro próximo, serem incorporados ao acervo de terapias do Sistema Único de Saúde (SUS), e que contribuam para rápida recuperação do paciente e menor letalidade da COVID-19.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 24/07/2020-23/08/2022
Foto de perfil

Hugo Danilo Fernández Sare

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • métodos matemáticos aplicados à estabilidade de sistemas dinâmicos em edps
  • A área de Sistemas Dinâmicos gerados por EDPs, lineares ou não lineares, associadas a fenômenos físicos, é uma das áreas de investigação mais abrangentes em Análise e EDPs. Estudos sobre a boa colocação, estabilização e existência de Atratores para estes sistemas têm gerado diversos resultados relevantes, principalmente pela aplicação de métodos matemáticos desenvolvidos recentemente na área da análise funcional. Neste contexto o principal objetivo deste projeto gira em torno do estudo de métodos matemáticos associados à estabilidade de sistemas dinâmicos gerados por sistemas de EDPs que surgem na termo-mecânica como alternativa aos modelos clássicos existentes. A dificuldade no estudo destes "novos" modelos, do ponto de vista matemático, radica no fato em que eles se tornam dissipativamente mais fracos quando comparados com modelos clássicos análogos. Em termos gerais, abordamos dois grandes grupos de modelos: Modelos em Termoelasticidade Hiperbólica e modelos em Viscoelasticidade. Em ambos os casos começamos com a formulação de sistemas baseados em leis físicas que incluem um maior número de variáveis nos sistemas dinâmicos resultantes e cujas soluções se aproximem melhor dos fenômenos modelados. Aqui, nosso interesse estará focado no estudo e desenvolvimento de métodos matemáticos aplicados à estabilidade de soluções para estes modelos assim como a existência de Atratores para os sistemas dinâmicos correspondentes. Nossa análise será baseada em caracterizações recentes desenvolvidas para semi-grupos de operadores diferenciais. Cada modelo estabelecido possui fundamentos físicos sólidos enquanto à modelagem e aplicações, e eles também são matéria de investigação em projetos desenvolvidos em outros países coordenados por pesquisadores com os quais trabalhamos frequentemente e que fazem parte do presente projeto.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Hugo Heleno Camilo Costa

Ciências Humanas

Educação
  • políticas de currículo, discurso e conhecimento: o caso do novo ensino médio
  • Este projeto visa abordar as políticas de currículo para a Educação Básica, com foco principal no nível médio. Particularmente, focaliza o Novo Ensino Médio (NEM), dinamizado na política em que se constitui a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), tendo em vista os sentidos de integração curricular envolvidos nas ideias de ensino por áreas do conhecimento e itinerários formativos, bem como nas críticas projetadas à organização curricular por disciplinas. Para isto, serão apropriadas contribuições do pensamento pós-fundacional e pós-estrutural, de Ernesto Laclau, e do pensamento da desconstrução, de Jacques Derrida, bem como dos estudos de Alice Lopes e Elizabeth Macedo sobre currículo, para o aprofundamento da compreensão da política curricular quanto às interpretações do que é conhecer/conhecimento, sujeito educado, finalidades sociais da educação, entre outras perspectivas produtoras de sentidos na política. Estrategicamente, serão mobilizadas as concepções de discurso, tradução, diferença, hegemonia, sujeito e contexto, com vistas à leitura da política curricular como produzida em um texto mais amplo, sob contínua tradução, irrestrito a documentos considerados “oficiais”. Neste sentido, serão abordadas: propostas curriculares nacionais, estaduais e locais, principalmente compreendendo os estados de Mato Grosso e Rio de Janeiro; produções qualificadas (tais como artigos e capítulos de livros) associadas ao tema, bem como outras produções que possam estar relacionadas ao campo discursivo da BNCC. Além disso, serão realizadas entrevistas com atores envolvidos na produção da política, tais como pesquisadores, consultores, professores da Educação Básica.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Hugo Marcelo Veit

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • reciclagem de smartphones e seus componentes para recuperação de metais valiosos e críticos
  • O projeto trata da recuperação e reciclagem de materiais/metais presentes em resíduos eletroeletrônicos, especialmente de Smartphones. A produção e comercialização destes equipamentos aumenta a cada ano enquanto a sua vida útil é cada vez menor, ocasionando uma crescente geração deste tipo de resíduo. Aliado a isso, estes equipamentos possuem uma composição química muito variada incluindo metais valiosos e metais críticos, contidos em listas de criticidade da Europa, EUA e Brasil. Para a maioria destes metais, o teor presente em resíduos eletroeletrônicos é superior ao encontrado nos minérios, sua matéria prima natural. Assim, este projeto se propõe, inicialmente, a caracterizar os resíduos de smartphones pós consumo, identificar os principais metais que os compões, suas quantidades e definir os principais metais-alvo, ou seja, aqueles metais para os quais serão empregadas as rotas e processos de reciclagem. Na sequencia, processos de reciclagem serão testados com smartphones inteiros e também com equipamentos desmontados de acordo com os seus principais componentes. Processos prévios como moagem, separação granulométrica, magnética e eletrostática serão utilizados para obter frações concentradas nos metais de interesse. Após, processos térmicos de Pirólise serão testados, visto o grau de inovação desta técnica para este tipo de resíduo. Desta forma, pretende-se desenvolver rotas de reciclagem que obtenham no final metais de interesse e/ou frações concentradas em determinados metais que possam ser encaminhados para processos de reciclagem já conhecidos e desenvolvidos para grandes escalas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Hugo Neves Brandao

Ciências da Saúde

Farmácia
  • caracterização química e atividades biológicas de geoprópolis coletadas na bahia - brasil
  • O uso de produtos naturais é considerado um dos primeiros recursos terapêuticos utilizados pelo homem. A OMS vem estimulando os países a buscarem fontes naturais para prevenção e recuperação da saúde. No Brasil a institucionalização dessa abordagem se deu com o estabelecimento da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), incluindo a utilização da própolis. As abelhas “sem ferrão” do gênero Melipona produzem um material resultante da mistura de resinas vegetais, cera, secreções de glândulas das abelhas misturadas a terra ou barro, semelhante à própolis, porém denominada de geoprópolis. A geoprópolis, produzida pelas Meliponini, apresenta como principais aspectos: grânulos de consistência heterogênea e inodoros, coloração marrom escura e sabor amargo, além de mostrar-se mais rígida que a própolis, devido à presença de compostos minerais. No caso da geoprópolis são poucas as informações sobre a composição química e atividades biológicas e, devido à crescente relevância econômica da meliponicultura e de seus produtos, a obtenção dessas informações é fundamental para identificar e garantir o padrão de qualidade desse produto natural. O presente projeto tem por objetivo realizar estudo de caracterização química, físico-química e atividades biológicas de amostras de geoprópolis coletadas na Bahia. Para isso, serão utilizadas técnicas clássicas e modernas de cromatografia, protocolos padronizados de análises físico-químicas e testes de atividade que incluem ação genotóxica, citotóxica e fotoprotetora. Além dos ensaios de atividade in vitro, a predição de atividade biológica e tóxica através da utilização de computadores (in silico) também será realizada. Dessa forma, a importância deste estudo, se justifica pela carência de estudos do perfil químico e farmacológico de geoprópolis produzido por abelhas nativas e na possibilidade de caracterização das substâncias encontradas, avaliando-as quanto ao seu potencial biológico e toxicológico.
  • Universidade Estadual de Feira de Santana - BA - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Hugo Perazzo Pedroso Barbosa

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo randomizado para avaliar segurança, adesão e custo-efetividade do tratamento simplificado da hepatite c na atenção primária de saúde comparado com tratamento standard-of-care por especialistas no âmbito do sistema único de saúde
  • A hepatite crônica C é um problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Estima-se que globalmente cerca de 70 milhões de pessoas estão cronicamente infectados pelo vírus da da hepatite C (HCV, “hepatitis C virus”). No Brasil, estima-se que cerca de 650.000 pessoas estejam vivendo cronicamente infectadas pelo HCV. Recentemente, o Prêmio Nobel 2020 em Medicina foi entregue aos cientistas que descobriram o HCV. A hepatite crônica C é uma doença silenciosa e a maioria das pessoas não tem ciência da infecção crônica pelo HCV. A hepatite crônica C pode evoluir em até 20% dos casos para cirrose hepática em 10-15 anos. Em 2016, Ministério da Saúde do Brasil assinou um acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) para definir estratégias para (micro) eliminação da hepatite crônica C e redução em 65% nas mortes relacionadas com hepatites virais até 2030. Novas ferramentas para diagnóstico por testes rápidos e métodos não-invasivos para detecção da cirrose hepática estão disponíveis para identificação e manejo de pessoas com hepatite C. Além disso, novos medicamentos (antivirais de ação direta) seguros e altamente eficazes estão disponíveis desde de 2015 para tratamento da hepatite C pelo Sistema Único de Saúde (SUS). As taxas de cura da hepatite C, resposta virológica sustentada (RVS), dos antivirais de ação direta em estudos realizados no Brasil e na América Latina são superiores a 90%. A cura da hepatite C associa-se com redução na incidência de carcinoma hepatocelular e necessidade de transplante hepático, melhora na qualidade de vida e redução na transmissão do HCV (tratamento como prevenção). Apesar deste avanço tecnológico para diagnóstico precoce e disponibilidade de drogas seguras e eficazes, a cascata de cuidado contínuo da hepatite C ainda é bastante deficiente no Brasil. Provavelmente, não atingiremos as metas pactuadas com OMS no prazo estipulado. Estima-se que apenas 10% dos indivíduos sabidamente portadores de hepatite C atinjam a cura (RVS). Isto se explica pois existe uma escassez de rastreamento e poucas vagas disponíveis em centros terceários para tratamento da hepatite C por especialistas. Além disso, são necessárias diversas visitas entre diagnóstico e início do tratamento por antivirais de ação direta induzindo a perda de seguimento/desistência por parte dos pacientes sem finalização do tratamento/RVS. Estudos internacionais vêm descrevendo taxas de RVS pelo tratamento da hepatite C simplificado e realizado por não-especialistas na atenção primária de saúde similares aos pacientes tratados em centros terceários por especialistas (standard-of-care). Porém, a melhor estratégia para manejo da hepatite C no âmbito do SUS ainda não está amplamente definida. Este projeto tem como objetivo principal avaliar o impacto de prova de conceito (“proof-of-concept”) de estratégias de testagem e tratamento (“test-and-treat”) na cascata de cuidado contínuo da hepatite C. Este projeto é composto por dois estudos que serão conduzidos em paralelo. O Estudo I trata-se de um estudo transversal de rastreamento populacional por testes rápidos para determinar a prevalência da hepatite crônica C em pessoas em acompanhamento na atenção básica de saúde. O número de pessoas a serem rastreadas no Estudo I (n=30.000 pessoas) foi calculado com base na prevalência da hepatite C no Brasil e tamanho amostral necessário em cada braço das estratégias de tratamento da hepatite crônica C do Estudo II considerando acréscimo de 10% devido potencial recusa na participação. O Estudo II é um ensaio clínico de fase IV, randomizado (1:1) do tipo aberto para avaliação de não-inferioridade do tratamento da hepatite C simplificado e descentralizado [“Simplified-and-Descentralized (SD) HCV treatment”; braço experimental] comparado com tratamento referência por especialista [“Standard-of-Care (SC) HCV treatment”; braço controle] no âmbito do SUS. Todos os indivíduos com hepatite crônica C identificados pelo Estudo I serão elegíveis para participação no Estudo II. Os participantes dos dois braços do Estudo II (n=140; sendo 70 em cada braço) receberão o mesmo regime terapêutico para tratamento da hepatite C: sofosbuvir/velpatasvir (SOF/VEL) 400/100 mg 01 comprimido por via oral por dia durante 12 semanas. O cálculo amostral do ensaio clínico de não-inferioridade consideroua taxa de RVS por SOF/VEL 400/100 mg por 12 semanas na vida real de 95%, diferença máximal de taxa de RVS entre as duas estratégias de 10%, erro alfa de 5% (α=0,05) e potência do estudo de 80% (1-β=0,80). SOF/VEL é droga pan-genotípica, segura e altamente eficaz, sendo medicamento de referência pelas diretrizes internacionais e pelo Ministério da Saúde para tratamento da hepatite C. O objetivo primário do Estudo II será avaliar a adesão, segurança e custo-efetividade de duas estratégias diferentes com mesma droga: tratamento simplificado (visitas presenciais e remotas) e descentralizado (por generalistas/médicos de família na atenção primária de saúde) comparado com tratamento standard-of-care (por especialistas com visitas presenciais em centros terceários). Os resultados produzidos por este projeto serão essenciais para geração de evidências para subsidiar estratégias de saúde pública custo-efetivas para diagnóstico e tratamento da hepatite C no âmbito do SUS no Brasil. Após a validação desta prova de conceito (proof-of-concept), este modelo poderá ser replicado em larga escala no território brasileiro pelo SUS A melhora da cascata de cuidados contínuos na hepatite C, aumento do acesso ao tratamento e aceleração da cura do HCV auxiliará na redução de novos casos, eliminação da hepatite C e diminuição da mortalidade relacionada com hepatites virais. Portanto, a melhora da cascata de cuidados contínuo da hepatite C no Brasil vai permitir atingir as metas pactuadas com OMS o mais próximo do prazo estipulado.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 03/12/2020-30/06/2023
Foto de perfil

Hugo Ricardo Zschommler Sandim

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • interação metal-hidrogênio em aços inoxidáveis austeníticos (aisi 317l) e superdúplex (uns s39274) para uso na exploração de petróleo e gás
  • Aços inoxidáveis austenítico (317L) e superdúplex (UNS S39274) vêm sendo utilizados na indústria de óleo e gás devido a sua moderada resistência à fluência, moderada resistência mecânica e boa resistência à corrosão em meios ácidos com a presença de cloretos e sulfetos em temperaturas elevadas. O aço 317L possui maior teor de molibdênio que aumenta a resistência à corrosão por pites, além de promover endurecimento por solução sólida. Possui baixo teor de carbono, o que reduz o risco à sensitização em processos térmicos (recozimento) e na soldagem. Além da ferrita delta na condição inicial, forma bastante martensita induzida por deformação na criolaminação em 77 K. Já o aço superduplex alia elevadas resistências mecânica e à corrosão, ideais para aplicações em ambientes salinos e corrosivos. Tubos sem costura deste aço podem ser utilizados em poços de petróleo off-shore. Para alcançarem a resistência mecânica elevada, é necessário que os tubos de aço superduplex passem por intensa deformação plástica a frio. Pretende-se estudar o efeito do aumento da fração de martensita induzida por deformação no aço 317L e do encruamento no caso do superdúplex na permeação do hidrogênio nestes aços, variável relevante na seleção de materiais para a indústria de óleo e gás. Estes aços diferem quanto à arquitetura microestrutural, mas têm em comum o refinamento da microestrutura e o aumento expressivo da densidade de discordâncias na ferrita após deformação plástica. A caracterização destes aços utilizará microscopia ótica, difração de elétrons retroespalhados, microscopia eletrônica de transmissão, medidas de dureza Vickers, magnetização DC, dilatometria e difração de raios X (método modificado de Williamson-Hall) para determinação da densidade de discordâncias. Os resultados da permeação e dessorção de hidrogênio e suas respectivas dependências com a temperatura serão correlacionados com as microestruturas no estado encruado, em especial as armadilhas para hidrogênio.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Humberto Alves Barbosa

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • programa de monitoramento da desertificação por satélite no semiárido brasileiro
  • O presente projeto foi estruturado com o objetivo de implantar um Programa de Monitoramento por Satélite da Desertificação no Semiárido brasileiro, visando aprimorar o conhecimento e o entendimento das dinâmicas e processos que resultaram no desmatamento e na desertificação na Caatinga. Recentemente, o Relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática (IPCC), reforçou os riscos da desertificação para as populações humanas. No Brasil, a situação é particularmente preocupante. O País tem uma das áreas secas mais densamente povoadas do mundo, onde cerca de 13% da sua região semiárida encontra-se em processo de desertificação, sendo que grande parte dessas áreas já se tornaram um deserto. As áreas em processo de desertificação caracterizam-se por uma tendência negativa, na condição da terra, causada por processos humanos induzidos, diretos ou indiretos, incluindo mudança do clima de natureza antrópica, tendência essa expressa como redução de longo prazo e como perda de pelo menos um dos seguintes itens: produtividade biológica, integridade ecológica ou valor para os seres humanos. Esse fenômeno vem-se ampliando particularmente em regiões áridas, semiáridas e sub-úmidas do planeta. No Brasil, esse processo abrange todo o Semiárido brasileiro – SAB, região com aproximadamente 1 milhão de Km2 e quase 28 milhões de habitantes, perpassa esses limites e atinge o Nordeste do Estado do Maranhão e o Leste do Espírito Santo. Apesar das várias tentativas de mensuração da desertificação no SAB, nenhuma delas tem sido conclusiva, devido a ausência de um programa de monitoramento. A proposta visa monitorar, por meio de tecnologias espaciais e de dados de satélite, as condições de desertificação no SAB, com o intuito de contribuir para a preservação, conservação e manejo sustentável dos recursos naturais do bioma Caatinga.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Humberto Ferreira de Oliveira Quites

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estratégias da gestão municipal no combate ao covid-19 na atenção primária – estudo em minas gerais
  • Diante da importância da Atenção Primária no cenário da pandemia, onde suas práticas são cada vez mais necessárias e exigidas neste contexto, este estudo busca esclarecer o cenário atual de ações e estratégias utilizadas no combate ao COVID-19 envolvendo a gestão municipal. O objetivo do trabalho consiste em analisar as atividades realizadas na Atenção Primária em Saúde (APS) pelos gestores municipais em Minas Gerais, por meio de um estudo de método quantitativo. Será inicialmente aplicado um questionário online junto a uma amostra de secretários municipais em todo o Estado. Os dados serão trabalhados por meio de análise multivariada. Com o estudo pretendemos subsidiar um debate sobre as estratégias utilizadas, sua operacionalização e resultados inerentes ao combate a esta infecção no nível primário de Atenção à Saúde usando a informação.
  • Universidade Federal de São João Del-Rei - MG - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Humberto Henrique de Carvalho

Ciências Biológicas

Botânica
  • investigação de mecanismos bioquímicos e moleculares envolvidos na tolerância de plantas de feijão-caupi ao estresse salino.
  • A salinidade é um dos estresses ambientais que mais limita o crescimento, desenvolvimento e a produtividade de culturas como o feijão-caupi, presente na dieta do brasileiro. Esse problema é evidente principalmente em regiões áridas e semiáridas, como o Nordeste brasileiro. Além das alterações morfofisiológicas, o estresse salino gera espécies reativas de oxigênio (EROs), que atuam como sinalizadoras adaptativas, mas que em excesso causam danos à integridade celular. As abordagens que vão desde a germinação e estabelecimento da plântula até a fase de planta adulta se tornam importantes para entendimento dos mecanismos de tolerância a estresses ambientais. Assim, levantou-se a hipótese de que a tolerância diferencial de algumas variedades ao estresse salino está ligada a uma melhor resposta antioxidante por meio do controle dos níveis das EROS, induzidas por diferentes processos bioquímicos e moleculares. Pretende-se investigar tal resposta, focando em três estratégias: 1) Pela indução de vias de respostas frente ao estresse temporário do retículo endoplasmático (RE) em sementes e folhas; 2) Por meio da ativação da oxidase alternativa (AOX), enzima dissipadora de energia da cadeia respiratória mitocondrial e; 3) Pelo ajuste fino dos metabolismo de poliaminas (putrescina, espermidina e espermina). Por fim, pretende-se compreender como os ajustes dessas três diferentes vias de controle de EROs, podem interagir para propiciar um melhor desempenho da germinação de sementes e manutenção da homeostase celular em plantas em estádio vegetativo. Espera-se elucidar alterações chaves no transcriptoma e metaboloma que atuam na reprogramação celular por meio do metabolismo envolvendo as poliaminas, a AOX e o RE. Nesse sentido, esse projeto aborda sistematicamente aspectos fisiológicos, bioquímicos e moleculares e se torna de grande importância para desenvolver estratégias de manejo e/ou biotecnológicas de melhoramento e seleção de plantas mais tolerantes ao estresse salino
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Humberto Pinheiro

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • desenvolvimento de um sistema integrado para acionamento de máquinas elétricas e carregador de baterias em veículos elétricos
  • Este projeto apresenta a proposta de desenvolvimento de um sistema integrado para acionamento de máquinas elétricas e carregador de baterias em veículos elétricos. Os conversores estáticos desenvolvidos neste projeto devem se caracterizar por possuir elevada densidade de potência e utilizar semicondutores para operação em altas frequências. Neste projeto pretende-se desenvolver o conceito de Processamento Parcial de Potência para o sistema de recarga de baterias e também para o sistema detração de veículos elétricos. Com isto ter-se-á a possibilidade de se propor soluções para alcançar uma elevada densidade de potência com redução no custo dos componentes eletrônicos o sistema, proporcionando alternativas viáveis tecnologicamente para a difusão destas aplicações. Além disso, este projeto irá desenvolver técnicas de controle e acionamento de máquinas elétricas usadas para tração de veículos elétricos, de forma específica, máquinas síncronas de ímãs permanentes. O projeto desenvolverá soluções de controle e de hardware, com a proposição de conversores estáticos integrados.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 25/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Iara Rafaela Gomes

Ciências Humanas

Geografia
  • desafios da produção e dos fluxos de alimentos em metrópoles brasileiras: os potenciais da agricultura para sustentabilidade do sistema alimentar
  • A necessidade por informações cada vez mais detalhadas sobre a atividade agrícola nas regiões metropolitanas mundiais, tem sido objeto de atenção constante nos diversos espaços de debate. As metrópoles se apresentam como o destino de grande parte dos alimentos produzidos em outras regiões ou países. Certamente, são grandes polos consumidores, contudo o fato novo é que tem, em particular nas últimas décadas, relevante papel na organização das formas de comercialização, e similarmente de produção de alimentos. Além disso, a Segurança Alimentar e Nutricional nas áreas metropolitanas tem sido apontada como questão estratégica pela política internacional e pelas agendas científicas, em especial para que se possa reorientar as dinâmicas de produção, circulação e consumo. Objetivamos analisar os desafios da produção e dos fluxos de alimentos nos espaços metropolitanos nordestinos, nas cidades de Salvador (BA), Recife (PE), Fortaleza (CE) e Natal (RN), a fim de avaliar os potenciais tanto da agricultura para a sustentabilidade do sistema alimentar como de seu desenvolvimento no quadro das políticas alimentares urbanas. Pensar as grandes cidades, no Brasil e no Nordeste, e seus respectivos espaços metropolitanos, nos remete ao reconhecimento do papel estratégico das cidades na promoção de sistemas alimentares sustentáveis e na SAN, além de apontar a importância da Agricultura Urbana e Periurbana. No Brasil, a AUP está presente em quase todas as cidades, com maior expressividade nas Regiões Metropolitanas. Essas iniciativas revelam os privilégios e contradições sociais, e sobretudo como ela pode articular diversas lutas de caráter socioespacial e socioambiental e sugerir a elaboração de políticas públicas intersetoriais. Como estratégia metodológica, partiremos de temas norteadores e selecionaremos um conjunto de variáveis para sua operacionalização. Propomos empregar métodos mistos para caracterização e análise do sistema alimentar das metrópoles nordestinas.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Iara Vieira Guimarães

Ciências Humanas

Educação
  • observatório do ensino de história e geografia: formação permanente de professores e pesquisadores em ambiente digital
  • A pesquisa situa-se no escopo do Observatório do Ensino de História e Geografia, plataforma tecnológica registrada no INPI com o n. BR5120200002072. Em continuidade e aprofundamento das ações anteriores já consolidadas o projeto ora apresentado tem o propósito de investigar, produzir conhecimentos e analisar as potencialidades de formação de professores e pesquisadores no campo do ensino de Geografia e História em ambiente digital. Objetiva-se produzir conteúdos educativos, narrativas e experiências formativas em um ambiente digital, por meio de ações interinstitucionais e colaborativas com docentes da educação básica e pesquisadores da área de ensino e aprendizagem em História e Geografia. O projeto visa abrir novas perspectivas de produção, curadoria de conteúdos e difusão de inovações no campo da produção e divulgação científica, delimitando-se como questões centrais da investigação: 1- Como potencializar a formação permanente de professores de Geografia e História em ambiente digital e favorecer o desenvolvimento profissional, o aprender sobre a sua área de atuação, a autonomia, o compartilhamento de processos, a criação e recriação experiências formativas inovadoras? 2- Como criar estratégias de divulgação científica, por meio de tecnologias digitais, para contribuir com a formação de professores e pesquisadores acerca de questões teórico-metodológicas do ensino e a aprendizagem de Geografia e História e as tecnologias digitais? 3- Como estruturar um sistema eficiente de investigação e curadoria para a configuração de conteúdos em uma plataforma digital formativa, garantindo confiança, credibilidade, qualidade e reconhecimento entre os pares e usuários? A metodologia da pesquisa apoia-se na abordagem qualitativa e colaborativa com procedimentos e ações definidas coletivamente, envolvendo docentes da educação básica e superior, alunos da graduação e da pós-graduação.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ida Vanessa Doederlein Schwartz

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • inovação em ats: o uso de ferramentas de data mining na análise de dados de mundo real (dmr) e na geração de evidências de mundo real (emr) em avaliação de tecnologias de saúde (ats)— tendo como exemplo as doenças raras.
  • A proposta do presente projeto é avaliar o uso de diferentes ferramentas de mineração de dados gratuitas (três softwares de uso livre: KNIME, RapidMiner e R) para a obtenção dos dados de vida real (DVR), em pacientes do Ambulatório de Erros Inatos do Metabolismo (LEIM). Aqueles que tiverem uma das seguintes doenças: Fenilcetonúria, Homocistinúria clássica, Doença de Gaucher e Mucopolissacaridose (MPS) dos tipos I, II, IV e VI (escolhidas, por serem aquelas dentre os EIM que têm um PCDT específico que incluem tratamento medicamentoso). Os dados extraídos a partir das ferramentas de Data Mining nos prontuários, serão validados por comparação com aqueles extraídos manualmente por humanos, pesquisadores experientes treinados na coleta de dados- através de uma amostragem aleatória de 40% do total de casos totais avaliados.Os dados extraídos serão focados na avaliação da efetividade do tratamento proposto pelos PCDTs específico de sete doenças já mencionadas, Ambulatório de Erros Inatos do Metabolismo do HCPA-RS, na elaboração de indicadores de conformidade do tratamento proposto pelo PCDT vs atendimento “real’ prestado e no levantamento dos custos envolvidos no tratamento destes pacientes. A partir dos dados encontrados serão realizados: a) um estudo de avaliação de seguimento e conformidade do PCDT específico para a doença, publicado pelo MS; b) uma avaliação econômica dos custos envolvidos no tratamento da doença (microcusteio). Justificativa:A existência de um volume significativo de dados de mundo real, distribuídos de forma não-categorizada em prontuários médicos, tem um potencial riquíssimo para a ATS: na introdução de determinadas tecnologias, ao agregar aspectos de efetividade aos dados de eficácia, uma reavaliação de uma tecnologia com dados de efetividade e segurança pós-introdução, analisando a conformidade do cuidado recebido com as PCDTs existentes, e ainda, na aferição mais precisa de custos associados ao cuidado e e tratamento dispensados aos pacientes
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 26/05/2022-31/05/2024
Foto de perfil

Ida Vanessa Doederlein Schwartz

Ciências da Saúde

Medicina
  • implantação da fase 2 da triagem neonatal expandida no brasil: um estudo-piloto visando à ampliação do diagnóstico precoce de doenças genéticas raras no sistema único de saúde
  • A triagem neonatal é uma estratégia de saúde pública que permite o diagnóstico precoce dos erros inatos do metabolismo(EIM), mas cujo acesso pelos recém-nascidos(RN) brasileiros não é equalitário. A lei nacional 14.154/21, que entrará em vigor em Maio/22, prevê a ampliação sequencial da triagem neonatal em fases(2 até 5), iniciando pela passagem da fase 1 para fase 2, ou seja, pela inclusão de galactosemias e de EIM identificados pela espectrometria de massa em tandem (MS/MS). Esta implantação envolve a padronização de metodologias de alta complexidade e de valores de referência com elevada sensibilidade e especificidade diagnóstica. Objetivo: Implementar um estudo-piloto da fase 2 de triagem neonatal expandida no Rio Grande do Sul. Metodologia: Estudo prospectivo, de coorte, longitudinal, com intervenção, a ser desenvolvido em duas etapas.Serão incluídos recém-nascidos (RN) de Porto Alegre cujos pais concordarem com sua participação.Os casos com diagnóstico confirmado permanecerão em tratamento no Serviço de Genética Médica-HCPA. Etapa 1:os RN que coletarem o seu Teste do Pezinho SUS poderão ter suas amostras avaliadas quanto à ocorrência de 23 EIM, por meio de MS/MS.Nos primeiros 6 meses, serão incluídos somente os RN que fizerem suas coletas em Unidades Básicas da Saúde-UBS(n=4.500 RN); nos últimos 12 meses, serão adicionalmente incluídos os RN que fizerem suas coletas em UTI neonatais(n total=13.500).Os RN com resultados alterados pelo MS/MS,em 2 coletas de sangue em papel-filtro,serão encaminhados para consulta e realização de exames diagnósticos. Etapa 2: durante 12 meses, todos os RN que coletarem o seu Teste do Pezinho SUS, poderão ser também avaliados quanto ao nível de galactose total em papel-filtro(n=13.500 RN). Os pacientes com galactose total aumentada, em duas coletas de sangue em papel-filtro, serão encaminhados para consulta e realização de medida da atividade da enzima GALT e de sequenciamento de exoma de 5 genes associados à hipergalactosemia.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ieda Pelogia Martins Damian

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • proposição de implantação da gestão de dados e da gestão da informação em um laboratório de pesquisas
  • A explosão informacional, aliada aos movimentos de acesso aberto, fez com que a Gestão de Dados (GD) se tornasse um desafio para laboratórios e grupos de pesquisas. No direcionamento, a Gestão da Informação (GI) deve ser uma prática estabelecida e requer ações sistemáticas. Diante de tal realidade, o projeto proposto se orienta pela seguinte questão: como configurar um projeto de GD e de GI voltado ao campo educacional? O Laboratório de Estudos e Pesquisas em Economia Social (LEPES), da Universidade de São Paulo, desenvolve pesquisas e avaliações de impacto de políticas sociais por todo o Brasil, o que gera uma quantidade expressiva de dados de pesquisas que está armazenada em um servidor de acesso restrito. Esse cenário apresenta problemas como dificuldades de acesso, falta de padronização, falta de segurança e gerenciamento de versões. Diante da necessidade de implantação de um projeto de GD e de GI no LEPES, esse trabalho tem como objetivo propor e refletir sobre o processo de GD alinhado a um projeto de GI. Trata-se de uma pesquisa aplicada que se apoiará na literatura bibliográfica e documental para analisar e propor um modelo que contemple ações na GD e GI do LEPES. Tal modelo abarcará ações de educação, expertise, curadoria, indexação e privacidade dos dados em repositório aberto de dados de pesquisa, bem como das informações e dos fluxos informacionais, com intuito de armazenamento e acesso público, visando o compartilhamento de dados e informações. A inovação da proposta recai no alinhamento da GD e da GI em um laboratório que impacta diretamente as políticas públicas educacionais brasileiras. Espera-se que os resultados denotem os caminhos percorridos pelo grupo de gestão para alcançar o compartilhamento dos dados e informações de pesquisa de maneira segura e de acordo com o arcabouço legal vigente, além de contribuir para que outros grupos com os mesmos problemas possam usufruir da solução apresentada.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Igor Alexandre Cortes de Menezes

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação prognóstica da reserva microvascular periférica na sepse: papel dos biomarcadores imune-inflamatórios, da dinâmica do lactato e dos endotipos genômicos de risco
  • A sepse é uma síndrome comum nas Unidades de Terapia Intensiva que causa importante morbi-mortalidade. Após impactantes evidências sobre a fisiopatologia microvascular e imune, tem se buscado melhores formas de monitorização dos pacientes com sepse. Inúmeros estudos demonstraram que a avaliação dos distúrbios da microcirculação à beira de leito permite identificar subgrupos com maior risco de mortalidade. Avaliando a reserva microvascular isquêmica através do índice de perfusão da oximetria (IPP) associado ao teste de oclusão vascular, estudos recentemente publicados por nosso grupo demonstraram, de maneira inédita, a capacidade desse teste de identificar precocemente subgrupos com diferentes riscos de mortalidade pelo choque séptico. Entretanto, nenhum estudo ainda elucidou claramente os mecanismos envolvidos na reserva microvascular periférica na sepse. Desta maneira, o objetivo deste projeto é ampliar uma linha de pesquisa em andamento que visa investigar e validar robustamente um novo método de monitorização microcirculatória na sepse. Em pacientes brasileiros, este projeto estratificará grupos de risco por meio da avaliação da reserva microvascular periférica utilizando IPP e assim buscará a identificação de possíveis mecanismos envolvidos tais como: a) marcadores imune-regulatórios e do stress nitroso-oxidativo, b) a relação com o lactato arterial e capilar; e por fim c) a possível relação com endotipos genômicos de risco. Este projeto buscará caracterizar tais parâmetros na sepse, verificar a possível relação destes com os desfechos clínicos de morbidade e mortalidade e por fim verificar qual a relação fisiopatológica entre eles. Adicionalmente, este projeto busca estabelecer a base de evidência necessária para o desenvolvimento de método diagnóstico (point-of-care) de risco de mortalidade pela sepse, à beira de leito, utilizando os achados relacionados aos biomarcardores e endotipos genômicos aqui estudados.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Igor Salomão Teixeira

Ciências Humanas

História
  • circulação de normas e formas de comunicação no espaço mediterrânico (séculos v-xvi)
  • Este projeto propõe a realização de reflexões e análises históricas verificadas no espaço mediterrânico medieval entre os séculos V e XVI. A pesquisa visa responder à pergunta: É possível mapear a circulação de normas, ideias e o exercício de autoridade pública em espaços distintos, tratados pela historiografia de modo desconectado? A perspectiva de trabalho se baseia nas relações de redes de circulações em espaços situados entre o oriente bizantino, a Península Itálica, a Península Ibérica e o norte da África. O objeto de análise consiste na circulação de textos normativos de naturezas diversas (administrativos, políticos, eclesiásticos, jurídicos e de literatura de viagens) pelos quais é possível verificar jurisdições simultâneas, os conflitos inerentes às possíveis sobreposições dessas jurisdições, suas formas de manifestação em longas extensões, processos de recepção e as relações conflituosas e/ou diplomáticas dessas circulações. A hipótese central é que o Mediterrâneo deve ser entendido como um espaço onde as conexões estiveram presentes na longa duração, permitindo o estudo de populações, sociedades, culturas, economias e governos que, normalmente, são estudados de maneira compartimentada em diferentes espaços historiográficos. Os conceitos de comunicação política, multinormatividade e jurisdição permitem desenvolver uma metodologia calcada na identificação multiforme da circulação de normas (cartas, tratados, crônicas, regras, leis). Ao final da pesquisa esperamos desenvolver instrumentos efetivos de visualização das conexões e circulações identificadas. Com isso, esperamos elaborar materiais de reflexão teórica e metodológica sobre os estudos de histórias conectadas e também oferecer produtos de divulgação científica, traduções (do árabe ao português) de modo a propor formatos não convencionai s de análises extrapolando o limite cronológico e epistemológico do conceito de "medieval”.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Igor Scaliante Wiese

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • desenvolvimento de exemplos trabalhados de artefatos de projetos de código aberto para apoiar o ensino de engenharia de software
  • Tópicos de Engenharia de Software são frequentemente difíceis de dominar e ensinar, especialmente porque os cursos de Engenharia de Software são orientados à prática. Professores de Engenharia de Software repetidamente têm que tomar a decisão de manter o foco em conceitos teóricos ou em conceitos práticos, termos “da moda”. Enquanto conceitos teóricos são muitas vezes negligenciados em cenários práticos, eles são essenciais para construir um profundo entendimento da área. Por outro lado, exige-se grande esforço para encontrar exemplos reais, porém didáticos que combinem os fundamentos teóricos com o atual estado da prática e tendências técnicas do desenvolvimento de software em grande escala. Esse fato cria uma lacuna entre os conceitos ensinados em sala de aula e as necessidades do desenvolvimento de software na prática. Essa lacuna pode ser minimizada pela adoção por parte dos professores de exemplos trabalhados, que destacam conceitos aplicados na prática. Neste projeto, um exemplo trabalhado é um exemplo completo, legível e verificável de algum conceito aplicável em projetos de software de código aberto. Assim, nós propomos o desenvolvimento de um conjunto de exemplos trabalhados extraídos a partir de projetos de software de código aberto para apoiar professores que ensinam conceitos de Engenharia de Software.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ilson Carlos Almeida da Silveira

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • a hidrodinâmica da bacia de santos: a interação entre a corrente do brasil e o vórtice das agulhas - projeto hidrosan
  • A Corrente do Brasil (CB) desenvolve grandes meandros, os quais muitas vezes se fecham em anéis vorticais, enquanto flui ao largo da quebra de plataforma. O mais conspícuo e recorrente destes é o Vórtice de Cabo Frio (VCF), formado à leste de Cabo Frio, o qual demarca forte mudança de orientação da margem continental. Por esta razão, e devido ao vínculo à conservação de vorticidade potencial, sempre se atribuiu à estrutura interna da CB a capacidade de desenvolver meandros instáveis, tais quais o VCF durante sua trajetória. Entretanto, estudos sugerem que há a chegada de importantes feições vindas de leste, ou seja, do interior da bacia do Atlântico Sul. Dentre estas, encontram-se ondas de vorticidade longas, além de anéis anticiclônicos formados na Retroflexão das Agulhas, os Vórtices das Agulhas (VAg). Segundo tais trabalhos, oito desses anéis chegam à camada limite oeste por ano na faixa de latitude entre 20S e 35S. Pelo menos 3 deles atingem nossa margem continental, tomam a direção paralela à CB e interagem continuamente com a corrente. No entanto, não se sabe se há modificação na estrutura vertical dos VAg e se esta fonte externa de massa é um gatilho relevante à formação de meandramento da CB. Para tanto, conjuntos de observações sinóticas, sejam conduzidas por cruzeiros oceanográficos tradicionais e/ou flutuadores (perfiladores) ARGO, serão utilizados para descrever e comparar a estrutura vertical tanto das feições vindas de leste como da CB e seus meandros instáveis. Adicionalmente, séries de tempo de imagens de altimetria multi-satelitária, análise de saídas de simulações numéricas globais e a simulação de experimentos regionais de alta resolução (submesoscale resolving) serão também empregadas. Com estas, pretendemos entender o balanço e as trocas de energia entre os vários compartimentos, analisar processos de instabilidade e propor explicar o papel destas feições na instabilização do sistema de correntes de contorno oeste local.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Iluska Maria da Silva Coutinho

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • estratégias para qualificação da informação em vídeo: jornalismo, desertos de notícias e combate à pandemia de desinformação
  • O enfrentamento da pandemia Covid-19, e as transformações da sociabilidade dele decorrentes, evidenciaram a centralidade das telas na contemporaneidade. Espaço de informação, conhecimento e trocas, os telejornais oferecem material submetido a processos de checagem e qualificação, mas o crescimento exponencial de telas e redes de circulação de vídeos, de natureza e origem diversas pode multiplicar o risco da desinformação. Grande parte do tráfego de dados em redes sociais digitais é acompanhado pela circulação e propagação de conteúdos audiovisuais. Portadores potenciais de um valor de verdade, esses conteúdos em vídeo se propagam de forma viral, muitas vezes estimulados pela ação de atores não identificados e agentes maquínicos. A desinformação é assim problema contemporâneo, reforçado no Brasil pela ausência de regulamentação da comunicação e baixo conhecimento acerca do funcionamento da mídia em nossa sociedade, gerando entre outros riscos a indistinção entre conteúdos informativos e emissão de opinião. No caso da informação em saúde, mas não apenas, tal propagação é particularmente danosa, levando-se ainda em consideração a existência de localidades em que não há veículos de mídia própria, os desertos de notícias. Assim, propõe-se no projeto construir aparatos teórico-conceituais e instrumentos que contribuam para a qualificação da oferta e circulação de conteúdo audiovisual e noticioso e informação em saúde em localidades que não contam com geração de material jornalístico profissional. Os pesquisadores se distribuem em capitais e municípios do interior de 3 regiões brasileiras (Sul, Sudeste e Norte), possibilitando o desenvolvimento de um protótipo de curadoria de vídeos informativos que circulam em múltiplas telas, por meio da produção e disparo de mensagens checadas e qualificadas, ofertadas em um repositório do projeto. A sistematização de tal banco de vídeos permitiria a consolidação do percurso e estratégias de qualificação da informação audiovisual.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ilzver de Matos Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • análise da eficácia das ações afirmativas para ingresso de docentes nas universidades públicas e o impacto sobre as políticas de financiamento de ct&i (2014-2021)
  • A escravidão no Brasil construiu grandes marcas de desigualdades socioeconômicas sobre a população negra brasileira (pretos e pardos). As ações afirmativas têm como objetivo superar esses déficits democráticos, como ocorre com o sistema de cotas no serviço público (ex.: lei federal nº 12.990/2014). No âmbito federal, os concursos públicos devem seguir o sistema de cotas raciais sempre que o número de vagas for igual ou superior a três por edital. No caso do magistério superior, ainda se percebe pequeno um uso das cotas para ingresso nas Universidades federais, ainda menos nas estaduais, o que é perceptível pelos dados de estudos realizados recentemente a partir dos editais. O problema de pesquisa envolve compreender a efetividade do sistema de ações afirmativas raciais pós-2014 nas Universidades públicas de três regiões do país: Sul, a mais branca (74,7%); Nordeste, a mais preta (11,6%); e Norte, a mais parda (74,3%), segundo o IBGE. A hipótese aponta que há resistências administrativas na gestão de concursos públicos nas Universidade no compliance em relação às ações afirmativas de inclusão de pretos e pardos, bem como uma reduzida eficácia no âmbito estadual. Os dados preliminares apontam que desde 2014 houve um número reduzido de concursos com cotas raciais para o magistério superior e, quando há, o número de aprovados também é baixo, gerando reflexos a curto prazo no acesso a bolsas de produtividade e projetos de pesquisa em CT&I por meio das chamadas públicas que em sua maioria é acessada por brancos. A metodologia incluirá a coleta e análise de dados legislativos federais e estaduais, regulação administrativa das Universidades, números de recursos humanos e casos judiciais, além da validação dos resultados por meio de um grupo focal com docentes pretos e pardos de Universidades públicas federais e estaduais das regiões estudadas como forma de articulação da pesquisa científica com a sociedade civil.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025