Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sergio Francisco de Aquino

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • impacto de sistemas de tratamento biológico de esgotos e de resíduos da pecuária na disseminação de agentes de resistência antimicrobiana
  • A ocorrência da resistência bacteriana aos antibióticos tem sido relatada desde a década de 70 e vem se tornando um problema crescente e presente no mundo inteiro. Tal aumento da resistência resulta em infecções não tratáveis, mortes e aumento progressivo nos custos com saúde. Um grande número de pesquisas tem abordado a relação entre o abuso de antibióticos na medicina humana e na agropecuária com a resistência clínica aos antibióticos, sendo que a disseminação da resistência aos antimicrobianos tem sido objeto de grande preocupação entre pesquisadores. A resistência antimicrobiana pode se dar por diversos mecanismos e pouco se sabe sobre o papel dos reservatórios ambientais, tais quais as estações de tratamento biológico de esgotos e de resíduos da pecuária, na disseminação de bactérias resistentes (BRA) e genes de resistência (GRA) para o ambiente. Como os reatores biológicos usados no tratamento de esgotos e resíduos são um ambiente potencialmente favorável para acúmulo de antibióticos e o desenvolvimento/disseminação de GRA, a presença de microrganismos entéricos resistentes a antibióticos nos efluentes e resíduos podem favorecer a propagação de resistência entre os demais microrganismos do lodo no sistema de tratamento. Por outro lado, pouco se sabe sobre a contribuição do descarte e/ou reuso de efluente tratado e lodo biológico na disseminação de BRA e GRA para o ambiente. Neste contexto, o presente projeto visa estudar o papel dos processos biológicos de tratamento de esgoto doméstico e de dejetos da pecuária suína e avícola na remoção de BRA e GRA de forma a avaliar a sua contribuição na disseminação ambiental dos agentes de resistência antimicrobiana. Para isso serão aplicadas técnicas clássicas de microbiologia envolvendo o isolamento e identificação de bactérias patogênicas e bactérias resistentes a antibióticos, bem como técnicas de biologia molecular para identificação e quantificação de genes de resistência, ao longo dos sistemas de tratamento utilizados. Além disso, serão monitorados os principais antibióticos presentes no esgoto ou utilizados nas granjas estudadas de forma a correlacionar com os BRA e GRA identificados. No tocante ao esgoto sanitário serão monitoradas duas Estações de Tratamento de Esgotos de Belo Horizonte/MG, uma dispondo de Sistema de Lodos Ativados e outra de Reatores UASB seguidos de Filtros Biológicos Percoladores. Será avaliada ainda a eficiência da desinfecção do efluente aeróbio (filtro biológico percolador) em fotorreatores UVC na remoção de BRA e GRA. No caso do resíduo da suinocultura será monitorado um sistema que combina digestores anaeróbios e facultativas instalado em uma granja de suínos em Ponte Nova/MG. Em relação ao resíduo avícola, gerado por granja de aves em São Sebastião do Oeste/MG, será avaliada sua digestão anaeróbia em escala de bancada. Neste caso o resíduo (cama de aviário) será submetido a diferentes condições de pré-tratamento térmico para avaliar o efeito na produção de metano e na remoção de antibióticos, BRA e GRA. Espera-se que a execução deste projeto promova um avanço no conhecimento sobre o papel dos sistemas de tratamento biológico de efluentes e resíduos, combinados ou não com tratamento físico (térmico ou radiação UVC), no controle da disseminação ambiental de agentes de resistência antimicrobiana.
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022