Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Jairo Werner Junior

Ciências da Saúde

Medicina
  • dimensões da saúde mental no isolamento antártico: estudos dos processos afetivo-cognitivos, dos diagnósticos e do modelo preventivo e de assistência presencial e remota (apoio matricial)
  • O presente projeto situa-se em contexto de emergente importância dada a aspectos humanos envolvidos no isolamento imposto por locais de pesquisa como a Antártica. A evolução das possibilidades de exploração espacial torna ainda mais eminente compreender os processos psíquicos de seres humanos sob isolamento e confinamento. Desde a metade do século XX, pesquisas começaram a investigar os fenômenos psíquicos presentes em pesquisadores e militares no ambiente antártico, evidenciando grande prevalência de quadros de ansiedade e depressão, dentre outros. Entretanto, ainda é necessário estabelecer modelo teórico abrangente que permita compreender os modos como surgem tais manifestações psíquicas. Este projeto contribuirá na proposição de um modelo abrangente e permitirá a apropriação de novos conhecimentos acerca das interações existentes no contexto biopsicossocial do isolamento e confinamento antártico. O método de investigação científica utilizado deve abarcar não só o modelo médico descritivo da psicopatologia clássica, mas também considerar o papel determinante das condições materiais e simbólicas desse contexto no funcionamento psicofisiológico dos indivíduos, analisando as diversas particularidades presentes, tais como a missão, o ambiente, as atividades desempenhadas e as ferramentas utilizadas, que compõem o conjunto das interações sociais existentes. Tal método de investigação é possibilitado pela fundamentação teórica da psicologia histórico-cultural, que analisa o psiquismo humano levando em consideração suas múltiplas determinações de ordem antropológica, psicológica e sociológica, bem como as múltiplas dimensões políticas, geográficas e históricas nas quais o ser humano está inserido. Partindo dessa fundamentação, a pesquisa, cujos sujeitos de estudo são os próprios expedicionários antárticos, envolverá a presença no campo, nas dimensões dos acampamentos, base e navios, possibilitando aos pesquisadores a observação participante. A colaboração com outros projetos possibilitará a realização da pesquisa com grupos de outras instituições, inclusive acompanhando seus acampamentos. Propõe-se a aplicação de protocolos individuais, questionários e escalas para ansiedade e depressão, avaliações do estado mental e dos processos afetivo-cognitivos, obtenção de informações por meio de narrativas, histórias de vida, entrevistas dialogadas, grupos operativos, rodas de conversa, registros da observação de campo e registro de ocorrências – informações que serão analisadas inter e multidisciplinarmente. Também propõe-se a testagem de modelo de supervisão remota em saúde mental antártica, sob a infraestrutura do Laboratório Holográfico de Telessaúde (criado com cooperação técnica, acadêmica e científica entre a Universidade Federal Fluminense – UFF e a Marinha do Brasil). O projeto contará com a infraestrutura técnica e profissional da UFF e do Instituto de Pesquisas Heloisa Marinho (IPHEM - RJ). Objetiva-se a divulgação científica dos resultados nos meios qualificados e também ao público universitário, escolar e leigo, colocando em evidência a questão da Medicina e Psiquiatria Polar e a presença brasileira na Antártica. O projeto está perfeitamente alinhado à necessidade de desenvolvimento de novas fronteiras do conhecimento, como elencadas no Action Plan for Brazilian Antarctic Science 2013-2022 do PROANTAR (Investigations on psychology of groups under extreme stress in the area of Polar Medicine), identificando que os aspectos humanos precisam ser melhor enfocados, a fim de abranger toda a dimensão humana, biofísica e climática do PROANTAR, de forma estratégica, integrando atores civis e militares.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 25/12/2018-31/12/2022
Foto de perfil

Jalusa Deon Kich

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • impacto da retirada de antimicrobianos via ração na excreção fecal de genes de resistência antimicrobiana em suínos
  • O controle da resistência aos antimicrobianos (AMR), pela ameaça que a mesma representa à saúde pública, é objeto de um plano de ação global articulado entre WHO, FAO e OIE. Alinhado a isso, o Brasil elaborou o Plano de Ação Nacional de Prevenção e Controle da Resistência aos Antimicrobianos no Âmbito da Saúde Única, que prevê ações específicas para o setor agropecuário. A seleção e dispersão de genes de resistência antimicrobiana no ambiente, que tem sido associada à produção animal, é um dos elementos cruciais na abordagem de Saúde Única desta temática. Portanto, a suinocultura - importante setor produtivo nacional - tem o compromisso de adotar práticas agropecuárias que contribuam para a redução do uso de antimicrobianos (ATM), buscando aquelas de menor impacto na sua produtividade. Aditivos alimentares têm sido estudados como alternativas para mitigar os impactos da retirada dos ATM no desempenho zootécnico de suínos com resultados animadores. O efeito dessa prática na redução da excreção fecal de genes de resistência, porém, ainda necessita de investigações mais aprofundadas. Há evidências que o uso de antimicrobianos via ração aumenta a quantidade de cópias de plasmídeos que albergam genes de resistência em bactérias que são excretadas nas fezes. Portanto, a hipótese é que animais sem administração de antimicrobianos na ração excretem menor quantidade destes genes. Para testar essa hipótese, genes de resistência a antimicrobianos importantes para saúde humana e amplamente utilizadas na suinocultura serão investigados por PCR quantitativo (qPCR) em amostras fecais de suínos submetidos a seis diferentes tratamentos adicionados à dieta básica (DB): DB sem ATM e aditivos; DB com ATM; DB com prebiótico; DB com probiótico; DB com óleo essencial; DB com ácido orgânico. A presente proposta complementa estudo anterior conduzido pelo grupo, que acompanhou o desempenho zootécnico dos animais alocados nos referidos tratamentos.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jaluza Maria Lima Silva Borsatto

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • desenvolvimento local sustentável sob a perspectiva das regulamentações e da governança ambiental nas microregiões do triângulo mineiro de uberlândia e uberaba
  • A preocupação com os efeitos das mudanças climáticas decorrentes do aquecimento global é um consenso entre os governos, setor privado e sociedade. Os governos locais juntamente com o setor empresarial e sociedade civil passaram a desempenhar um papel fundamental no desenvolvimento sustentável regional e na busca de cumprir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável definidos pela ONU em 2015. O governo brasileiro vem empreendendo esforços institucionais para mapear e consolidar informações referente aos riscos dos impactos causados pela mudança climática visando amenizar seus efeitos econômicos e sociais. Considerando o papel dos governos na relação entre o crescimento econômico e as questões ambientais para o desenvolvimento local sustentável, o objetivo deste projeto é analisar a eficiência das regulamentações ambientais brasileiras e sua influência na governança ambiental nas microrregiões do Triângulo Mineiro de Uberlândia e Uberaba. com o intuito de auxiliar as atividades de planejamento e na elaboração de instrumentos que visem o desenvolvimento sustentável urbano da região. O estudo caracteriza-se como uma pesquisa de caráter exploratório e descritivo, e está estruturado em duas etapas que se inter-relacionam, sendo que na primeira etapa será realizada uma reflexão das regulamentações ambientais e seus reflexos no modelo de desenvolvimento econômico no Brasil, e na segunda etapa serão analisados os dados coletados da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC) do IBGE, e com a aplicação de testes estatísticos propor inferências baseado no objetivo proposto nesta pesquisa. Espera-se que os resultados desta pesquisa contribuam com o mapeamento das regulamentações ambientais e da governança ambiental nas cidades em estudo de forma a identificar seus impactos no desenvolvimento local sustentável nas regiões que elas estão inseridas. Além disso, pode ser instrumento informativo para pautar políticas públicas que promovam o desenvolvimento local sustentável
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

James Ribeiro de Azevedo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • núcleo de estudos em agroecologia do baixo parnaíba-ma
  • É necessário construir conhecimento e divulgar tecnologias que promovam o desenvolvimento rural sustentável do nordeste maranhense. Por isso, esse projeto tem como objetivo compartilhar informações tecnológicas sobre Agroecologia e produção orgânica entre professores e estudantes de ciências agrárias, técnicos de extensão rural e agricultores familiares do território Baixo Parnaíba-MA com base na integração entre ensino, pesquisa e extensão. As suas ações serão orientadas pela denominada Extensão Agroecológica abrangendo aspectos como: enfoque sistêmico, estudo da realidade local, respeito à diversidade cultural, valorização do saber do agricultor familiar, a segurança alimentar e o uso sustentável dos recursos locais (CAPORAL, COSTABEBER, 2004) e também pela troca de saber científico e empírico, através da comunicação dialógica (FREIRE, 1983). Essas ações serão realizadas para promover mudança gradual nos sistemas de produção, procurando-se fazer uma transição agroecológica para sistemas de produção sustentáveis (GLEISSMAN, 1997). Serão realizadas atividades tais como: cursos, implantação de unidades de referência em produção com base na Agroecologia ou produção orgânica, dias de campo, visitas técnicas, publicações sobre Agroecologia ou produção orgânica e feiras agroecológicas. Espera-se como resultado que Agricultores familiares estejam produzindo produtos orgânicos com base na Agroecologia ou em fase de transição agroecológica e a população dos municípios envolvidos estejam consumindo conscientemente produtos orgânicos ou com base na Agroecologia.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 01/08/2017-31/10/2022
Foto de perfil

Jamil Alexandre Ayach Anache

Engenharias

Engenharia Civil
  • abordagens multiescala para melhor compreensão de processos hidráulicos e hidrológicos superficiais e subterrâneos em ambientes urbanos
  • A urbanização é o fenômeno global da atualidade e o ciclo hidrológico urbano deve ser compreendido em suas particularidades. O objetivo é determinar o efeito de especificidades do ambiente urbano em processos hidráulicos e hidrológicos. A proposta possui três frentes de trabalho na forma de subprojetos (SP): (1) Verificar o efeito da presença de resíduos sólidos na condutividade hidráulica saturada de solos; (2) Observar o efeito das perdas reais em sistemas de saneamento na dinâmica de aquífero livre; (3) Estimar o efeito da arborização esparsa no ciclo hidrológico. Cada frente de trabalho poderá abordar o problema em múltiplas escalas espaciais. O SP1 é composto por um experimento de Darcy com colunas montadas com solo e resíduos sólidos a fim de se estudar o efeito da composição dos resíduos na condutividade hidráulica saturada; as proporções entre os materiais e solo serão definidos por meio revisão de literatura, a fim de simular condições que possam ser encontradas em campo. Os resultados do experimento subsidiarão a simulação hidráulica de fluxo subterrâneo em depósitos de lixo. O SP2 consiste em um experimento de campo, em que há 4 poços de monitoramento que atingem o freático. Nessa área será instalado um sistema hidráulico para simular vazamentos. Serão monitorados: o nível freático com transdutores de pressão em poços a montante e a jusante do vazamento simulado, a precipitação, e o volume de vazamento. Os resultados subsidiarão modelos de fluxo subterrâneo de bacias urbanas para quantificar o impacto dos vazamentos nessa escala. O SP3 irá amostrar árvores esparsas comumente encontradas em ambientes urbanos, que serão identificadas e caracterizadas. A precipitação total, a precipitação interna e o escoamento fustal serão monitorados. Esses dados irão complementar um modelo hidrológico em bacia hidrográfica urbana onde está inserida a área de monitoramento. Cenários de arborização serão testados para verificar o efeito da arborização na hidrologia urbana.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jamil Assreuy

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • explorando mecanismos envolvidos nos efeitos tardios da sepse: em busca de oportunidades terapêuticas para os sobreviventes
  • Sepse e choque séptico são condições que demandam grandes recursos do sistema de saúde, tanto no âmbito público como privado. Vários estudos mostram que muitos pacientes (atualmente cerca de 60-70%) sobrevivem à sepse. Uma “bomba-relógio” em termos de custos humanos, e financeiros e de sobrecarga para o sistema de saúde está no fato que uma parcela significativa de pacientes que sobrevivem à sepse desenvolve, após a alta hospitalar, disfunções orgânicas que reduzem a qualidade de vida, e aumentam o risco de morte nos anos subsequentes à doença. As principais disfunções descritas em humanos sobreviventes à sepse incluem alterações cognitivas, cardiovasculares, e no trato gastrointestinal. Estudos tem mostrado que essas disfunções podem ser reproduzidas em animais de laboratório que sobrevivem a insultos sépticos. Entretanto, se ainda temos muitas lacunas de conhecimento sobre os mecanismos que desencadeiam a sepse, menos ainda sabemos sobre os eventos que levam à chamada “síndrome pós-sepse”. Este projeto propõe-se a preencher lacunas neste conhecimento. A hipótese central é que ocorrem alterações persistentes em vias celulares sabidamente afetadas durante a sepse, e que essas alterações são determinantes para o desenvolvimento das sequelas em sobreviventes. Com base nessa hipótese, acreditamos que o uso de moduladores farmacológicos dessas vias, durante ou após o quadro de sepse, pode prevenir ou reverter os danos tardios gerados. Nossa proposta engloba o estudo de alterações que ocorrem em funções relacionadas aos sistemas nervoso central, cardiovascular, gastrointestinal e reprodutivo de animais sobreviventes à sepse, com ênfase na avaliação da capacidade de fármacos já disponíveis na clínica como agentes capazes de prevenir ou tratar os distúrbios que podem acometer os sobreviventes desta condição.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jamila Geri Tomaschewski Barlem

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • sofrimento moral, resiliência moral e coragem moral na formação e prática de enfermeiros
  • O sofrimento moral ocorre quando as situações inerentes ao indivíduo, à instituição de ensino/saúde ou ao exercício profissional impedem os enfermeiros e estudantes de enfermagem de agir em consonância com seus valores morais. A literatura internacional já comprovou relação do sofrimento moral com alguns fenômenos, como a resiliência moral e a coragem moral. Acredita-se que a resiliência moral e a coragem moral são importantes para minimizar o sofrimento moral, enquanto este impacta negativamente diante dos mesmos. Todavia, inexiste estudo nacional que constitua relação significativa entre estes constructos no âmbito da formação e prática de enfermeiros brasileiros, assim como não há instrumentos validados para analisar a resiliência moral e coragem moral no cenário nacional. Outrossim, refere-se à necessidade de investigar aspectos relacionados ao impacto da covid-19 na temática em questão, uma vez que o contexto pandêmico atingiu significativamente o cotidiano das instituições de ensino e serviços de saúde, refletindo na formação e prática desses profissionais de saúde. Dessa forma, o presente estudo tem como objetivo analisar e compreender o sofrimento moral, a resiliência moral e a coragem moral entre estudantes de graduação em enfermagem e enfermeiros. Para tanto, a metodologia do estudo será composta por três etapas: metodológica, quantitativa e qualitativa. Na etapa metodológica, ocorrerá a tradução e validação para o contexto brasileiro das escalas “Rushton Moral Resilience Scale” e “Nurses' Moral Courage Scale”, instrumentos que avaliam a resiliência moral e coragem moral, enquanto na etapa quantitativa, será desenhado um estudo transversal para análise do sofrimento moral, resiliência moral e coragem moral, e posteriormente, um estudo qualitativo explorará a temática com maior profundidade.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jamille da Silva Lima-Payayá

Ciências Humanas

Geografia
  • geograficidade e historicidade dos payayá no sertão baiano
  • O processo histórico de colonialidade continua como face da própria modernidade, como movimento incessante de produção de desigualdades territoriais. Os povos indígenas, neste contexto, têm sido vilipendiados e expropriados de todas as formas, seja no âmbito do poder, do saber e do próprio ser. Apesar disso, resistem se reinventando, colocando em questão a própria historiografia e o discurso da colonialidade que lhes reserva a posição de mero passado. Neste contexto, há um movimento de retomada dos povos indígenas na Bahia, intensificado nos anos 2000, mas iniciado pelos Payayá, que reivindicaram sua presentificação e seu “aqui”. Estes movimentos tensionam a historiografia colonial em esforços contra coloniais, impulsionando o movimento de revisitação histórica, não apenas de releitura da historiografia, mas também o retorno aos documentos que serviram de corpus para sua escrita. Neste movimento, a retomada dos povos indígenas oferece outro horizonte de leitura e compreensão dos processos de colonização, desnaturalizando o olhar do colonizador, marca da historiografia colonial, possibilitando assim movimentos de descolonização. O objetivo desta pesquisa é, neste contexto, revisitar os documentos que serviram de base para a historiografia colonial em busca da geograficidade e da historicidade dos Payayá, a partir de outros marcos, investigando suas lugaridades e territorialidades, históricas e presentes. Esta perspectiva conjunta da geograficidade e da historicidade permite um deslocamento perspectivo de leitura, tomando a experiência social e espacial dos povos indígenas como fio narrativo de leitura dos documentos. A estratégia metodológica passa pela composição de um acervo documental e pela análise dos documentos a partir da perspectiva dos povos indígenas, oferecendo assim possibilidades e caminhos de enfrentamento da colonialidade.
  • Universidade do Estado da Bahia - BA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jamilly Ribeiro Lopes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • iv jornada científica do oeste baiano - a transversalidade da ciência, tecnologia e inovação no enfrentamento da covid-19: construindo caminhos pós-pandemia
  • Descoberto na China, no final de 2019, o novo Coronavírus (COVID-19) se alastrou pelo mundo rapidamente, sendo considerado como pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 11 de março de 2020. A pandemia tem provocado alterações drásticas nas relações sociais e de trabalho mundialmente. Os setores público e privado, em todos os países do mundo, têm destinado muito dinheiro em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) devido a pandemia. É de consenso que todo o investimento realizado para as adaptações ao novo cenário não será completamente descartado e a reflexão sobre quais as transformações na sociedade que se tornarão permanentes é de grande importância na atualidade. Além disso, no âmbito educacional, as relações de ensino-aprendizagem precisaram se adaptar ao novo contexto, exigindo a atualização de profissionais da educação para adequação de suas metodologias ao ensino remoto, bem como o aprendizado de novas ferramentas e tecnologias associadas a ele. O tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovação no enfrentamento da Covid-19: Construindo caminhos pós-pandemia”, configura-se como elemento inerente à proposta do evento, uma vez que este visa a divulgação científica, em comunidades da região, a partir de várias atividades, tais como: oficinas, palestras, exposição de experimentos científicos, debates e mesa redonda. Se tratando de uma abordagem transversal entre áreas de conhecimento, que se vale de diferentes ferramentas pedagógicas e de comunicação, assim como da valorização de alteridades e experiências dos sujeitos envolvidos, têm contribuído para o êxito no ensino remoto, se apresentando, ainda, como ferramentas importantes para a democratização do acesso à produção científica brasileira e popularização de CT&I juntos aos alunos e professores da educação básica. Já que as universidades são geradoras e difusoras de conhecimento e estão diretamente relacionadas aos debates tornando-se assim importantes centros de geração de massa crítica no intuito de nortear as mudanças que estão ocorrendo.
  • Universidade Federal do Oeste da Bahia - BA - Brasil
  • 09/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Janaina Cristiana de Oliveira Crispim Freitas

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo da transmissão do sars-cov-2 e do impacto da covid-19 em gestantes, puérperas e no binômio mãe-filho: contribuição da resposta imunológica e implementação de linha de cuidado multiprofissional em um hospital terciário referência do sus
  • No Brasil, a taxa de mortalidade de gestantes e puérperas por COVID-19, representou um número que atualmente supera o número total de mortes maternas relacionadas ao COVID-19 relatadas em todo o resto do mundo. No início da pandemia de COVID-19 os números não indicaram um sinal de alerta para a população obstétrica quando comparada à população geral. No entanto, após publicações recentes os dados mostraram que a gravidez e o período pós-parto podem de fato representar riscos adicionais para mulheres e bebês. Vale ressaltar ainda, que a taxa de mortalidade foi maior para os casos identificados no período pós-parto do que durante a gravidez. No geral, acredita-se que as explicações para o risco elevado podem incluir imunodeficiência relativa associada a adaptações fisiológicas maternas, bem como resposta orgânica a infecções por vírus, presença de comorbidades e a qualidade das consultas de pré-natal. Nesse contexto, nossos estudos estão focalizados sobre o estudo do eixo de citocinas e a produção de imunoglobulina envolvidas na infecção pelo COVID-19 e nos desfechos do binômio materno-infantil, correlacionando estes achados com os aspectos laboratoriais, clínicos e de tratamento. Portanto, avaliar neste projeto os mecanismos relacionados com fatores que proporcionam um melhor conhecimento a respeito do papel da resposta imune na fisiopatologia da infecção pelo SARCoV2 no contexto gestantes, binômio materno-infantil e puérpera ampliará os conhecimentos científicos e torna essa proposta inovadora.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 11/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Janaína Machado Sturza

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • saúde e trabalho: a inclusão social de migrantes a partir dos marcos legais e das políticas públicas existentes no brasil e na itália
  • Os desafios apresentados pelo século XXI, no sentido de promover políticas públicas e efetivar os direitos humanos dos migrantes, são motivo de inúmeras interlocuções nos âmbitos econômico, cultural, político e, especialmente, social e jurídico. A partir desta afirmação, a presente pesquisa é norteada por dois eixos de investigação acerca dos marcos legais e das políticas públicas de inclusão social dos migrantes: saúde e trabalho. Nesse sentido, busca-se averiguar em que medida as legislações e as políticas públicas implementadas no Brasil e na Itália, estão adequadas aos princípios e às garantias fundamentais estabelecidas nos documentos internacionais de Direitos Humanos – não estando vinculadas apenas à normatização de regras de trânsito migratório, destacando-se como essenciais para uma efetiva integração e acolhimento desses sujeitos na e pela sociedade. Seguindo este ideário, o presente projeto caracteriza-se como uma pesquisa do tipo exploratória, com o objetivo de proporcionar uma visão geral e aproximativa acerca do tema das políticas públicas de inclusão social voltadas ao acesso à saúde e ao mercado formal de trabalho, em perspectiva comparada entre Brasil e Itália, considerando hipóteses concebidas por meio de levantamento bibliográfico e legislativo. Para a realização do trabalho, incorporou-se, como método de pesquisa, o “método” fenomenológico, compreendido como interpretação ou hermenêutica universal, isto é, como uma revisão crítica dos temas centrais. No que diz respeito à técnica de pesquisa, optou-se pelo emprego de pesquisa bibliográfica e documental. Ao final, estima-se perceber de que modo as teorias podem ser estudadas, aplicadas, modificadas e recriadas – a partir de dois ordenamentos jurídicos e sociais distintos, no sentido de contribuir na (re)construção do conhecimento para a articulação e aprimoramento das políticas públicas de inclusão social dos migrantes no contexto contemporâneo.
  • Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Janaina Mascarenhas Hornos da Costa

Engenharias

Engenharia de Produção
  • o papel facilitador das tecnologias digitais em cadeias de suprimentos circulares: fatores críticos de sucesso
  • O objetivo principal da pesquisa é identificar e analisar o papel das tecnologias digitais como possíveis facilitadoras da transição de cadeias de suprimentos tradicionais para cadeias de suprimentos circulares e os fatores críticos de sucesso para tal. Para atingir tal objetivo é proposta a utilização de uma abordagem mista de métodos: uma abordagem qualitativa por meio da aplicação do método de estudo de casos e uma abordagem quantitativa por meio da aplicação de análise envoltória dos dados. Na abordagem qualitativa, espera-se estudar diferentes empresas, em diferentes elos, dentro de um recorte de uma cadeia de suprimentos brasileira que esteja em fase de transição para a economia circular. Os resultados da abordagem qualitativa servirão de base para a estruturação das variáveis da fase quantitativa. Com o atingimento dos objetivos propostos, espera-se discutir o papel facilitador das tecnologias digitais em cadeias de suprimentos circulares, evidenciando os fatores críticos de sucesso para tal. Além disso, espera-se que os resultados sirvam de guia para as empresas e cadeias de suprimentos que queiram facilitar essa transição por meio de tecnologias digitais e também como guia para novas pesquisas sobre o tema.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 15/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Janaina Ruffoni

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • dinâmica de inovação das firmas brasileiras e argentinas: uma análise do papel da interação com universidades e do financiamento público
  • A pesquisa discute a dinâmica de geração de inovações pelas firmas. A inovação é apresentada na literatura como meio das empresas conquistarem mercados e até mesmo sobreviverem. Sua geração é facilitada por uma série de condições: existência de infraestrutura de C&T, recursos humanos qualificados, sistema de financiamento, marco regulatório apropriado e outros. Compreender tais condicionantes e facilitadores é fundamental para explicar o crescimento econômico de empresas e países. A literatura destaca que a firma não inova de forma isolada, sendo fundamental a interação com outros atores, bem como necessita continuamente de recursos financeiros para inovar. Por um lado, a universidade, por meio de seus grupos de pesquisa, tem papel relevante para a geração da inovação e, por outro, o financiamento público destinado à atividade inovativa é uma fonte de recursos para as empresas. Em países periféricos, os estudos, como a Pesquisa de Inovação do IBGE (PINTEC), apontam que a cooperação das empresas com universidades é pouco frequente e o uso de financiamento público é pouco usual. Neste contexto, objetiva-se analisar como tais aspectos do comportamento das firmas – interação com universidades e captação de recursos financeiros públicos – influenciam na geração da inovação. A análise terá como objeto de investigação empresas brasileiras e argentinas, sendo possível comparar a realidade em dois países periféricos. A hipótese central do trabalho é que a empresa que realiza, de forma sistemática, parceria com universidade e, somado a isso, faz uso de recurso financeiro público, gera inovações para o mercado nacional e internacional de forma contínua e amplia sua competitividade. Trata-se de uma pesquisa teórico-empírica. Como estratégia metodológica serão realizadas: revisão da literatura; exploração de dados secundários; pesquisa qualitativa para análise de empresas do BR e da ARG em profundidade; e pesquisa quantitativa, por meio de survey com empresas do BR e da ARG.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Janaina Tauil Bernardo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • agroecologia para guardiões de sementes crioulas da região centro sul do rio grande do sul
  • TÍTULO: AGROECOLOGIA PARA GUARDIÕES DE SEMENTES CRIOULAS DA REGIÃO CENTRO SUL DO RIO GRANDE DO SUL A agrobiodiversidade é um dos pilares da sustentabilidade ambiental, social e econômica da agricultura familiar. Os pacotes tecnológicos do agronegócio oferecem um sistema produtivo de alto custo que empobrece a agricultura familiar e promove a degradação ambiental. As sementes crioulas constituem uma tecnologia produtiva adequada à produção familiar, pois são mais adaptadas às condições ambientais locais, incluindo boa produtividade e tolerância aos fatores bióticos e abióticos adversos. Por isso essa ação-pesquisa objetiva criar um Núcleo de Estudos em Agroecologia e Sementes Crioulas (NEA) para promover a interação dos saberes tradicional e acadêmico e conscientizar sobre a importância de preservação da agrobiodiversidade. As atividades do projeto incluirão encontros técnicos com guardiões de sementes, seminários de formação em agroecologia, organização de feiras de troca e vivência com agricultores familiares. Ademais, serão desenvolvidas pesquisas de identificação e caracterização de variedades crioulas, e análises de qualidade do germoplasma do banco comunitário de sementes crioulas da UERGS. As atividades de formação beneficiarão também professores e acadêmicos do curso de agronomia, professores e alunos de escola técnica, técnicos da EMATER e agricultores (as) familiares. Os conhecimentos construídos no decorrer do projeto serão sistematizados para a publicação de artigos, resumos de congresso e materiais didático – pedagógicos, como cartilhas e fichas agroecológicas, assim como materiais para promover e divulgar a ação. Pretendem-se ainda filmar os encontros técnicos e produzir um documentário para publicação nas redes sociais. As trocas do banco regram-se por sistema dinâmico em que as sementes do banco doadas passam a serem armazenadas com guardiões que iniciaram a multiplicação das sementes, comprometendo-se a devolver o dobro da quantidade adquirida no banco após a colheita. Conclui-se que a ação trará resultados positivos para os municípios onde se insere, pois além de resgatar os saberes tradicionais será possível motivar os atores a terem um olhar diferenciado sobre seu papel da sociedade em busca da sustentabilidade. Palavras-chave: sementes crioulas, agroecologia, NEA
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/08/2017-31/10/2022
Foto de perfil

Jandyr de Menezes Travassos

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • estudo geofísico da geleira pine e da sua interface gelo--rocha
  • O presente Projeto propõe a realização de levantamentos geo- físicos na Geleira Pine, frente às evidências do contínuo rebaixamento da sua superfície topográfica e da sua contribuição negativa à estabilidade do balanço de massa na região. Estão previstos levantamentos GPR e de sísmica para prover informações necessárias ao entendimento dinâmica presente e pretérita da cobertura de gelo da geleira, que tem com implicações diretas nas mudanças no clima global e no nível do mar. As observações geofísicas serão integradas a dados meteorológicos e glacioquímicos de modo a entender evolução da cobertura de gelo Antártico na região da Geleira Pine, no contexto do sistema climático global.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 25/12/2018-31/12/2022
Foto de perfil

Jane de Oliveira Peixoto

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • perfil do microbioma intestinal e do epigenoma na ocorrência de miopatias peitorais em frangos de corte
  • As miopatias peitorais estão entre os principais desafios atuais da indústria avícola de corte. Diversas abordagens em manejo, nutrição e genética têm sido utilizadas com o objetivo de reduzir sua incidência. Contudo, poucos são os avanços obtidos e as miopatias peitorais, sobretudo a miopatia White Striping (WS), estão ocorrendo com maior frequência nos plantéis. Devido à importância econômica desse corte nobre e o impacto dessas lesões na qualidade sensorial e tecnológica da carne, é imprescindível conhecer os fatores genéticos-nutricionais que controlam a manifestação de miopatias em frangos de corte. Um fator importante e ainda não explorado é a relação do perfil da microbiota intestinal com a ocorrência de miopatias. Nesta proposta, objetiva-se elucidar a contribuição da microbiota intestinal e evidenciar os mecanismos epigenéticos envolvidos na manifestação de WS em frangos de corte com 28 dias de idade. Para isso, serão utilizados frangos machos da linhagem comercial Ross e da linha pura TT da Embrapa, criados em delineamento fatorial 2x2 (linhagem x nutrição). Serão realizadas análises de imunohistoquímica de 3 proteínas e do epigenoma no músculo peitoral, além do metagenoma da porção ileal do intestino de frangos normais e afetados com WS. O perfil da microbiota intestinal será investigado com o sequenciamento de uma região do rRNA 16S e o epigenoma pela comparação de regiões de DNA diferencialmente metiladas entre os grupos por meio do sequenciamento de bissulfito do genoma completo (WGBS). Genes candidatos serão identificados, assim como bioprocessos e vias metabólicas envolvidas na manifestação de WS, possibilitando a criação de formas alternativas para solucionar esse problema complexo da avicultura, seja por ajustes na genética ou em outras áreas, como nutrição. Este projeto será desenvolvido por uma equipe multidisciplinar que vem trabalhando na geração de conhecimento inovador aplicado à cadeia produtiva de frangos de corte.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jane Herber

Outra

Multidisciplinar
  • 4ª feira estadual de ciências univates e 11ª feira de ciências univates
  • A 4ª Feira Estadual de Ciências Univates e 11ª Feira de Ciências Univates: descobrindo talentos para a pesquisa e tecendo redes interdisciplinares” têm como meta dar continuidade ao trabalho desenvolvido nas edições anteriores, aprimorando as ações e, consequentemente, firmando esta instituição como um centro regional e estadual de divulgação científica. Tem como objetivo geral fomentar a difusão e a divulgação de trabalhos científicos desenvolvidos por estudantes e professores da Educação Básica em diferentes áreas do conhecimento, valorizando a interação dos objetos de estudo com as demandas socioambientais e tecnológicas em uma perspectiva inclusiva e empreendedora. Sob outra perspectiva, a Feira constitui-se em uma iniciativa no âmbito da educação não formal, por meio da qual é possível promover e divulgar a cultura científica e o conhecimento contemporâneo incentivando a alfabetização científica e tecnológica de crianças e jovens. Além disso, almeja-se estimular o desenvolvimento do espírito crítico e criativo dos estudantes. Quanto à abrangência, a “4ª Feira Estadual de Ciências Univates e a “11ª Feira de Ciências Univates: descobrindo talentos para a pesquisa e tecendo redes interdisciplinares” visa envolver estudantes dos Ensinos Fundamental, Médio e Técnico das escolas do estado do Rio Grande do Sul, atendendo à abrangência estadual da “Chamada CNPq/MCTIC nº 10/2021 - Feiras de Ciências e Mostras Científicas”. A realização da Feira, em outubro de 2022, é antecedida de atividades de formação e de divulgação, cujo propósito é incentivar a participação da comunidade escolar na Feira de Ciências. No âmbito da extensão universitária, a Feira de Ciências está articulada ao “Programa de Extensão Ciências Exatas e Tecnológicas”, o qual engloba cinco projetos de extensão da UNIVATES que tem como base a popularização e divulgação científica na Escola Básica.
  • Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES - RS - Brasil
  • 14/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Jânia Duha

Ciências Humanas

Geografia
  • iphco - fase nacional
  • Vide projeto anexo
  • INSTITUTO FEDERAL DO PARANA - PR - Brasil
  • 30/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Jania Lilia da Silva Bentes Lima

Ciências Agrárias

Agronomia
  • decifrando a ocorrência de xylella fastidiosa e seus vetores em pomares de citros no amazonas, brasil
  • A doença clorose variegada dos citros (CVC) causada pela bactéria Xylella fastidiosa é uma doença severa, que afeta negativamente a citricultura do Brasil. No Amazonas, o único trabalho com o patossistema citros - X. fastidiosa foi realizado por Jansen (2007), que detectou incidência de até 40,6% da doença. Nenhum outro trabalho foi realizado com CVC, mesmo sendo a citricultura uma importante atividade agrícola em expansão no Estado. Informações sobre a ocorrência e distribuição da doença, identificação de subespécies da bactéria, diversidade genética e estrutura de populações do patógeno, bem como o conhecimento dos vetores ativos nos pomares são desconhecidas. Este projeto pretende esclarecer a ocorrência e distribuição da CVC e seus vetores em pomares do principais Municípios produtores de laranja no Amazonas, estimar parâmetros evolutivos e estrutura genética de populações da bactéria, por meio de ferramentas moleculares, dando subsídios para o estabelecimento de estratégias de manejo da doença. A amostragem será feita em cinco munícipios de maior produção no Estado. A detecção da bactéria será feita por PCR e isolamento em meio de cultura. A reconstrução da ancestralidade de X. fastidiosa será feita através de filogenia multilocus, usando genes housekeeping leuA, petC, malF, cysG, holC, nuoL, e gltT, a diversidade genética e a estrutura genética de populações será avaliada por marcadores SSR em PCR multiplex (5 conjunto de 4 sets de primers cada), num total de 20 loci. A coleta e insetos vetores será feita usando cartões adesivos e a identificação será realizada por taxonomia clássica.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jânia Maria Lopes Saldanha

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • sindemia e direitos humanos: mecanismos transicionais, responsabilização estatal e corporativa.
  • Uma sindemia (endemias, epidemias e pandemias) é o entrecruzamento dos desafios sanitários enfrentados por uma população no contexto social em que estão inseridas (SINGER, CLAIR; 2003). Nesse sentido, os fatores condicionantes e determinantes da equação causa/consequência de uma sindemia são multifacetados. Assim, a sindemia COVID-19 estrutura-se em microcosmos que perspectivam a atuação estatal e corporativa, as quais impactam na efetivação material dos Direitos Humanos (DHs) e evidenciam a necessidade de processos de responsabilização dos atores envolvidos por suas violações. Junto disso, a contextualização política do Brasil denota uma evolução normativa atrelada à Justiça de Transição (JT), decorrentes da superação de violações dos DHS no passado. Esse cenário ganhou destaque na atuação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e da Corte Interamericana de Direitos Humanos (CrIDH), que fixaram critérios para as pretensões transicionais. Paradoxalmente, o pretérito e sistemático desrespeito aos DHs mantém-se, estrutural e veladamente, no Brasil na vigência da sindemia COVID-19. Dessa forma, indaga-se: como as medidas da JT podem ser empregadas para confrontar violações de DHs praticadas pelos entes estatais (eixo 1) e corporações (eixo 2) no enfrentamento da sindemia COVID-19? Analisar as respostas dadas pelo Estado brasileiro e pela atuação corporativa em face da sindemia COVID-19, pela abordagem quantitativa (identificação das ações/omissões do poder público) e qualitativa (conteúdo das medidas advindas da CIDH e CrIDH), possibilitará a compreensão de eventuais âmbitos de responsabilização estatal e corporativa. Como resultado, pretende-se a indicação de variáveis para o desenvolvimento de políticas públicas e privadas para a concretização da justiça transicional necessária ao contexto sindêmico, de forma a atualizar os mecanismos de justiça de transição das ditaduras e criar outros adequados às sindemias.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 13/04/2022-30/04/2025