Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Odair José Garcia de Almeida

Ciências Biológicas

Botânica
  • anatomia floral e perfil químico de cactos epífitos da mata atlântica
  • O Brasil é um dos países que tem a maior biodiversidade no mundo, representando cerca de 20-22% de todas as espécies de plantas conhecidas. Apesar da biodiversidade brasileira abundante, seu conhecimento ainda é muito limitado. Nesse contexto, é fundamental a interação entre os grupos de pesquisas para avançar em direção a novos conhecimentos, proceder ao uso sustentável da biodiversidade e, também, de fornecer uma base para o desenvolvimento de novos produtos. A Mata Atlântica representa uma das mais importantes áreas para a conservação da biodiversidade no mundo. Cactaceae têm cerca de 1.430 espécies e 120 gêneros, e está dividida em cinco subfamílias Pereskioideae, Maihuenioideae, Leuenbergioideae, Opuntioideae e Cactoideae. Apesar da grande maioria das cactáceas ser adaptada a ambientes xerófitos terrestres, mais ou menos 10% de sua diversidade (cerca de 150 espécies) incluem linhagens epífitas e semi-epífitas que habitam o dossel das árvores em florestas neotropicais que pertencem, em sua grande maioria, às tribos Hylocereeae e Rhipsalideae. A complexidade e ampla diversidade de formas e hábitos presente em Cactaceae têm complicado o estabelecimento de um consenso em sua classificação. Existem, ainda, lacunas no conhecimento, tanto sobre o perfil estrutural da flor, como do perfil químico desse grupo de plantas. Assim. O objetivo dessa proposta é investigar morfo-anatomicamente os órgãos florais e realizar estudos químicos em espécies de cactos epífitos da Mata Atlântica para tentar elucidar as seguintes perguntas: 1) As estruturas morfo-anatômicas do perianto, androceu e/ou gineceu são características particulares em nível genérico para as cactáceas epífitas? 2) A funcionalidade dos verticilos florais, em relação à biologia reprodutiva das espécies, apresenta padrões de importância taxonômica para os grupos estudados? 3)O perfil químico das espécies estudas refletem sua identidade taxonômica ou podem estar mais associados à padrões ambientais? Em adição, também pretendemos contribuir para o desenvolvimento de metodologias para análise quali- e quantitativa dos extratos vegetais; e para formação de recursos humanos, alunos de graduação e pós-graduação, através de projetos que envolvam o conhecimento do perfil estrutural da flora, bem como do perfil químico desse grupo de plantas.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Oderlei Bernardi

Ciências Agrárias

Agronomia
  • bases para um programa de manejo da resistência de chrysodeixis includens (walker, 1858) (lepidoptera: noctuidae) a inseticidas utilizados na cultura da soja no brasil
  • Chrysodeixis includens (Walker) é uma das principais lagartas desfolhadoras da cultura da soja, sendo considerada uma espécie de difícil controle. Uma das principais estratégias de manejo desse inseto-praga tem sido o controle químico. No entanto, o uso excessivo de inseticidas para controle de C. includens em soja pode favorecer a seleção de insetos resistentes. Nesse sentido, o objetivo dessa proposta de pesquisa é estabelecer as bases de um programa nacional de manejo da resistência de C. includens a inseticidas utilizados na cultura da soja, com o intuito de evitar ou retardar a evolução da resistência. Inicialmente, serão realizados estudos para caracterização da suscetibilidade de populações geograficamente distintas de C. includens. Nesse estudo, uma população suscetível de referência (laboratório) e sete populações de campo serão coletadas durante a safra de 2018/19, 2019/20 e 2020/21. Para caracterização da suscetibilidade serão testadas de oito concentrações de cada inseticida a ser testado em bioensaios de ingestão ou tópico. A partir dos dados de mortalidade de cada concentração será estimada a CL50 e CL90. Também serão definidas duas concentrações diagnósticas para o monitoramento da suscetibilidade em cada safra de produção de soja no Brasil. No monitoramento da suscetibilidade será estimada a sobrevivência para cada população de campo. Também será realizada a estimativa da frequência inicial do alelo da resistência a inseticidas e a seleção de linhagens resistentes de C. includens. Se for possível a obtenção de populações resistentes, posteriormente será realizada a caracterização da resistência de C. includens aos inseticidas pela obtenção da curva de concentração-mortalidade das linhagens resistentes (RR), heterozigota (RS) e suscetível (SS) de cada inseticida. Por fim, será estimado o custo adaptativo da resistência aos inseticidas mediante estudo de aspectos biológicos da linhagem suscetível (SS), resistente (RR) e heterozigota (RS) em dieta artificial e em folhas de soja, sem a presença do agente de seleção, nesse caso o inseticida.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Odilio Benedito Garrido de Assis

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • enriquecimento de revestimentos comestíveis por nanoencapsulas de vitaminas e minerais processadas pelo sistema quitosana-tpp
  • A produção de coberturas comestíveis protetoras baseadas em matrizes biopoliméricas é uma área em franca expansão cujos interesses estão voltados para algumas características como atoxicidade, baixo custo e potencial emprego na conservação de alimentos, principalmente de frutas e hortaliças na condição pós-colheita ou em produtos minimamente processadas. Adicionalmente, essas coberturas podem atuar como veículos de transporte de compostos sintéticos ou naturais como antimicrobianos, antioxidantes, flavorizantes, corantes, vitaminas e minerais. Em particular, as vitaminas e minerais são nutrientes essenciais para o correto funcionamento do organismo humano. Estes atuam em diversos processos metabólicos, cujas deficiências podem acarretar estados de carência nutricional, levando ao desenvolvimento de sérias manifestações patológicas e até mesmo à morte. Uma das maiores causas destas deficiências é atribuída à dieta inadequada, especialmente em populações vulneráveis. Neste contexto, a fortificação pela inserção de nutrientes essenciais é uma ação promissora ao disponibilizar alimentos enriquecidos para grandes grupos populacionais sem a necessidade de alterações significativa nos padrões de consumo. Por outro lado, a fortificação deve ser feita com tecnologias adequadas que evitem alterações nas características organolépticas como cor, sabor e aroma e serem passíveis de serem aplicadas em produtos de consumo regional ou local, reduzindo assim possíveis rejeições aos alimentos enriquecidos. Uma alternativa viável é o emprego da micro ou nanoencapsulação fazendo uso de matrizes comestíveis. A possibilidade de manipulação e produção controlada de nanopartículas e nanoencapsulamento de nutrientes possibilita além da fortificação de alimentos ou da inserção em embalagens para posterior liberação, o consumo sem alterações sensoriais associadas a uma melhor absorção pelo organismo em função de suas dimensões reduzidas. Uma técnica adequada para este fim é o processo de gelificação ionotrópica, do sistema quitosana/tripolifosfato de sódio (TPP). O método de gelatinização ionotrópica, faz-se uso da adição de um poliânion específico, o tripolifosfato (TPP), que atua como um contra-íon provocando a coagulação da mistura pela formação de ligações intra e intermoleculares entre os fosfatos negativamente carregados do TPP e os grupos amino positivamente carregados da quitosana. Ambos os polímeros são seguros para o emprego em alimentos e o estabelecimento da interação iônica entre os polímeros retêm o nutriente em seu interior promovendo o encapsulamento em solução aquosa. Os ingredientes nanoencapsulados serão então inseridos na formulação das coberturas comestíveis. O método de gelatinização ionotrópica tem sido referenciado como viável na obtenção de nanocápsulas de alguns compostos bioativos, fármacos, extratos vegetais e fragrâncias, no entanto, ainda são escassos os trabalhos que abordem a obtenção de nanocápsulas de vitaminas e minerais para fins alimentícios. Essa técnica vem sendo estudada e caracterizada na unidade da Embrapa Instrumentação em São Carlos para diversos fins, sendo o proponente deste projeto um dos responsáveis por sua implementação e avaliação.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Odilon Giovannini Junior

Ciências Agrárias

Agronomia
  • mostra cientifica e tecnológica das escolas de ensino fundamental e médio da serra gaúcha
  • A presente proposta visa dar continuidade à realização da Mostra Científica e Tecnológica das Escolas de Ensino Fundamental e Médio da Serra Gaúcha (MOSTRASEG) e de atividades relacionadas, tendo como metas despertar vocações científicas, contribuir para o aprimoramento da educação científica e tecnológica dos alunos e professores das escolas públicas e privadas do município de Caxias do Sul, RS, e auxiliar os estudantes e professores orientadores no desenvolvimento de projetos para participar de mostras e feiras científicas e tecnológicas. A MOSTRASEG (http://mostraseg.wixsite.com/mostraseg) iniciou em 2009 como uma das atividades do programa de extensão Engenheiro do Futuro (http://engfut.wix.com/engfut), criado a partir da aprovação em uma chamada da FINEP. Desde 2010, conta com recursos oriundos do CNPq. Em 2020 ocorrerá a décima segunda edição da MOSTRASEG e planejamos realizar atividades paralelas envolvendo os professores e estudantes da educação básica. Ao longo desses anos, a MOSTRASEG teve um crescimento no número de projetos inscritos e já está consolidada como um evento anual do calendário da comunidade escolar em Caxias do Sul, pois a 4a Coordenadoria Regional de Educação do RS (4a CRE) e a Secretaria Municipal de Educação de Caxias do Sul (SMED) são parceiras desse projeto. Além dos diversos prêmios distribuídos em várias categorias, os três projetos vencedores recebem a credencial para participar da Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (MOSTRATEC), em Novo Hamburgo, RS (a MOSTRASEG é uma mostra afiliada). Os prêmios na MOSTRASEG e as despesas de inscrição para os estudantes e professores orientadores dos projetos que participarão da MOSTRATEC são pagos com recursos obtidos de doações das empresas da Serra Gaúcha e da Universidade de Caxias do Sul através do programa de extensão Engenheiro do Futuro. Desde a primeira edição, em 2009, a equipe do projeto tem incentivado a realização de mostras científicas nas escolas por meio de cursos, palestras e visitas. Atualmente, a maioria dos projetos inscritos na MOSTRASEG, é oriundo de escolas que realizam suas próprias mostras científicas. Os projetos vencedores na MOSTRASEG têm participado e recebido diversos prêmios em mostras internacionais (MOSTRATEC; FEBRACE; Expociencias Nacional/México; Edinburgh International Science Festival; Exporecerca Jove/ Barcelona; London International Youth Science Forum/ Londres) e em concursos nacionais como o prêmio Jovem Cientista na categoria Ensino Médio do CNPq e Professor Destaque na FEBRACE. A crescente participação das escolas e a qualidade dos projetos apresentados nas onze edições da MOSTRASEG também estão entre as motivações da nossa equipe na submissão desta proposta que visa dar uma oportunidade aos alunos do ensino fundamental e médio para participarem de mostras científicas que são importantes para a sua formação científica e, fundamentalmente, para a sua plena integração à sociedade. Mas, acima de tudo, a mostra científica é um evento onde o interesse pela ciência, o espírito crítico, investigativo e inovador dos alunos e de seus professores orientadores, a interação, o debate, a colaboração e a cooperação se manifestam e, por isso, nós, professores universitários, temos a obrigação de buscar os meios para dar aos nossos jovens essa oportunidade. Durante esses 11 anos, portanto, o projeto MOSTRASEG tem cumprindo com êxito suas funções de despertar as vocações científicas em estudantes da educação básica, promover a divulgação da ciência e de selecionar os melhores projetos para participarem de mostras internacionais. Assim, esta proposta visa dar continuidade à realização da MOSTRASEG através do desenvolvimento de uma sequência de atividades ordenadas, estruturadas e articuladas que culminarão com a realização da MOSTRASEG no mês de setembro. A razão para a realização dessa sequência de atividades é promover o envolvimento da direção, dos professores e dos alunos das escolas de ensino básico desde o início do ano, sempre acompanhados pela equipe deste projeto, no processo de elaboração, desenvolvimento e na redação do relatório final dos projetos a serem inscritos na MOSTRASEG.
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 07/01/2020-31/12/2021
Foto de perfil

Odilon Giovannini Junior

Ciências Humanas

Educação
  • aprendizagem ativa no ensino de ciências, matemática e tecnologias
  • Vide projeto anexo
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 12/08/2019-31/01/2022
Foto de perfil

Odilon José de Oliveira Neto

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • interdependência dos preços e transmissão de risco entre os mercados agrícolas dos países membros efetivos do mercosul
  • A transmissão de risco entre mercados agrícolas ainda é um fenômeno importante a ser estudado, já que hipoteticamente pode ocorrer tanto pela incorporação de informações advindas do mercado interno, como por ocorrência de choques e volatilidades em mercados que interagem entre si. Diante da problemática emerge as seguintes questões: (1) Existe dominância entre os principais mercados agrícolas dos países membros efetivos do Mercosul? (2) Quais os mercados dominantes e como demais mercados são impactados pela volatilidade de preços no mercado dominante (transmissão de preços)?. A partir destas questões de pesquisa é que este projeto tem por objetivo verificar a interdependência dos preços e a transmissão de risco via choques e volatilidades entre os principais mercados agrícolas dos países membros efetivos do Mercosul. Isto implica em analisar a volatilidade de cada mercado agrícola e analisar como um choque em um dado mercado se propaga para outros mercados via alterações nos preços e na volatilidade. Para tanto se propõe aplicar o modelo BEKK triangular inferior assimétrico da família dos modelos heterocedásticos autorregressivos generalizados (GARCH) multivariados, por este ser capaz de: (a) capturar as principais características das series financeiras (chamados fatos estilizados); (b) representar bem a dinâmica das variâncias e covariâncias; (c) utilizar uma parametrização que permite fácil estimação (relativamente pouco esforço computacional) e (d) ser de fácil interpretação além de atender às propriedades matemáticas exigidas por modelos multivariados.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Odilon Lourenço da Silva Filho

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • diferentes aspectos e aplicações da física da matéria fortemente interagente.
  • O projeto descrito a seguir versa sobre a análise da matéria fortemente interagente no contexto da física hadrônica, física de quarks e decaimentos de mésons pesados. No primeiro tema, pretendemos investigar de forma mais detalhada um modelo recentemente proposto para a descrição da matéria nuclear, o modelo de van der Waals, onde as distribuições estatísticas quânticas são levadas em conta no contexto da física nuclear. Também propomos a inclusão do efeito da transição confinamento/desconfinamento dos quarks em um segundo modelo, o de acoplamento quark-méson (QMC), fenômeno este não contemplado na teoria original. Serão estudados nesses dois modelos os efeitos do campo magnético, a estrutura nuclear em baixas densidades (fases pasta), e as possíveis correlações entre os parâmetros de bulk. No estudo dos modelos fenomenológicos de quarks, mais especificamente o modelo PNJL, almejamos construir uma parametrização que sustente o modelo mesmo em temperatura nula, o que não é o caso das vertentes atuais que se reduzem ao modelo NJL nesse regime, ou seja, não exibem os efeitos de confinamento dos quarks. Finalmente, no que diz respeito aos decaimentos mesônicos, aspiramos incorporar nos cálculos das amplitude de decaimento do méson B, as condições de invariância CPT a fim de calcular a violação CP e compará-la com os dados experimentais existentes.
  • Instituto Tecnológico de Aeronáutica - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Odim Mendes Junior

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • análise e representação de dinâmica não linear para caracterização de estruturas eletrodinâmicas geoefetivas\ do plasma heliosférico
  • Este projeto tem como objetivo analisar e caracterizar processos não lineares e multiescalas que ocorrem nos processos da estrutura heliosférica conectados a efeitos geoefetivos. Diversas fenomenologias do plasma que se originam do Sol, viajam por toda a heliosfera e, por fim, incidem sobre a atmosfera terrestre podem produzir resultados distintos de acoplamento eletrodinâmico. Através da aplicação de ferramentas matemáticas não-lineares, técnicas baseadas em wavelets e modelagem magneto-hidrodinâmica, uma metodologia integrada investiga características físicas relativas à evolução deste acoplamento Sol-Terra. Uma visão abrangente de tais processos é importante tanto para o propósito científico quanto para as aplicações tecnológicas da espécie humana nesta metade inicial do século XXI. A importância deste projeto é contribuir para metodologias avançadas e conhecimentos fundamentais para a área espacial.
  • Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Odirlei André Monticielo

Ciências da Saúde

Medicina
  • análise de danos ao dna no hipocampo de camundongos com lúpus induzido por pristane suplementados com vitamina d
  • O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença autoimune de característica inflamatória crônica e multissistêmica. Essa doença acomete vários órgãos do corpo e, em mais de 50% dos casos, acomete o Sistema Nervoso Central, sendo esta condição conhecida como Lúpus Neuropsiquiátrico (NPSLE). Estudos anteriores demonstram que a vitamina D tem efeito modulador e protetor sobre células do sistema imune, atuando na diferenciação, proliferação e bloqueio de células e seus componentes. No LES, os baixos níveis de vitamina D têm sido associados à severidade da doença. Sabe-se que esta molécula é capaz de atravessar a barreira hematoencefálica. A inflamação crônica em LES contribui ainda para o aumento do estresse oxidativo, aumentando assim os danos ao DNA. Quando há uma ruptura da barreira hematoencefálica, autoanticorpos conseguem atravessá-la e causar lesões no encéfalo e consequentemente no DNA de células no tecido. O Ensaio Cometa é uma ferramenta que detecta danos ao DNA em células de sangue e tecidos, e pode ser facilmente executado. Assim, objetiva-se estudar a influência da suplementação da vitamina D no dano e capacidade de reparação do DNA de células do hipocampo em modelo experimental de lúpus.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Odylio Denys de Aguiar

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • desenvolvimento de instrumentação e análise de dados de detectores e observatórios para astronomia/astrofísica de ondas gravitacionais
  • Desde 11 de fevereiro de 2016, a detecção das ondas gravitacionais, previstas pela Teoria da Relatividade Geral, abriu uma nova janela para a observação do Universo: a “Astronomia de Ondas Gravitacionais”, cujo espectro é totalmente distinto do eletromagnético. Esta nova astronomia certamente vai revolucionar, ainda neste século XXI, o conhecimento que temos do Universo. O esforço para esta detecção/observação de ondas gravitacionais vem ocorrendo em algumas frentes: utilizando as técnicas de interferometria laser de solo (e, no futuro, no espaço), massas ressonantes (esferas), “pulsar timing arrays” e detecção do modo B da radiação cósmica de fundo em micro-ondas. Dentre estas, certamente a mais promissora é a técnica de interferometria laser implementada pelo projeto Advanced LIGO (aLIGO), que realizou as primeiras detecções de ondas gravitacionais, durante a sua primeira corrida observacional (O1), em 14 de setembro e 26 de dezembro de 2015. Este mesmo projeto planeja chegar a uma taxa de observação de aproximadamente uma observação a cada dois dias, em torno de meados da década de 20. Por ser uma técnica bem-sucedida, é seguro planejar o seu uso em observatórios futuros, tais como no Brasil ou na América do Sul. E a perspectiva de uma rede de observatórios contar com um observatório no Brasil ou na América do Sul (hemisfério sul) abre a possibilidade de investimento estrangeiro neste projeto pelos países que já participam dessa rede. São propostas neste projeto algumas ações para a participação de pesquisadores de instituições brasileiras, e colaboradores, no esforço mundial para a detecção/observação de ondas gravitacionais. A primeira é continuar participando do projeto LIGO e suas versões mais avançadas. A segunda é a remontagem da antena de ondas gravitacionais Mario Schenberg (que antes se encontrava no Instituto de Física da Universidade de São Paulo (IFUSP), em São Paulo), agora no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos, e o seu aperfeiçoamento, para deixá-la com sensibilidade suficiente para detecção/observação. A terceira é participar em outras frentes de detecção promissoras e outras colaborações, dentro das possibilidades de recursos humanos e de orçamento disponíveis. São do escopo deste projeto os seguintes aspectos: desenvolvimento de instrumentação e análise de dados de detectores e observatórios para astronomia/astrofísica de ondas gravitacionais.
  • Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Oleci Pereira Frota

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • efeitos de duas fitas médicas adesivas na fixação do cateter vesical de demora: ensaio clínico randomizado
  • As lesões de pele constituem-se sério problema presente em unidades de saúde de todos os níveis de atenção em todo o mundo. É associada a uma série de fatores de risco intrínsecos ao paciente e extrínsecos relacionados ao cuidado e a qualidade do serviço prestado. Estas lesões têm variadas classificações, sendo as mais comuns a lesão por pressão, a Skin Tears e a chamada Lesão de Pele Relacionada à Adesivo Médico. A Fita Microporosa Hipoalergênica (FMH) é muito utilizada para a fixação de Cateter vesical de demora (CVD) em pacientes de alto risco para Lesão de Pele Relacionada à Adesivo Médico, ou MARSI. No entanto, essa fita aumenta a adesividade progressivamente, notadamente nas primeiras 36h, o que propicia a ocorrência de lesões por fricção e lacerativas. Uma opção comercial disponível é a utilização de uma Fita Adesiva de Silicone (FAS) uma fita médica constituída de silicone e material não tecido que permite a reposição da mesma fita sem tracionar a pele e os pelos e sem deixar resíduos na pele. No entanto, é necessário avaliar a eficácia dessa fita. Assim, objetivamos testar se a FAS é mais eficaz na fixação do CVD em pacientes com alto risco para MARSI do que a FMH. Para isso, propomos um ensaio clínico aleatorizado a ser realizado entre junho de 2019 a maio de 2022 na clínica médica do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (HUMAP), da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Os participantes serão randomizados, e serão realizados procedimentos de padronização para o uso das fitas nos dois grupos na unidade de Clínica Médica, para assegurar a aleatorização da escolha das fitas rigor metodológico.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Olga Tiemi Sato

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • observação de variações interanuais da moc do atlântico sul através de dados argo e de satélite
  • Este projeto de pesquisa visa investigar a variabilidade desde intrasazonal até interdecadal do transporte de volume da Circulação de Revolvimento Meridional (MOC) no Atlântico Sul. Para tanto, utilizaremos uma forma não convencional e indireta de se medir as velocidades da corrente. Dados de perfiladores Argo serão utilizados para determinar a velocidade da corrente e a altura dinâmica. Esta última variável será calculada a partir dos perfis de temperatura e salinidade, expressando portanto as variações da densidade do interior do oceano. A seguir, medidas feitas por satélites altimétricos serão selecionadas nas posições e no tempo em que os perfis foram obtidos. Desta forma, teremos uma medida simultânea da altura dinâmica do oceano, a velocidade da corrente e a altura da superfície do mar e portanto uma relação será estabelecida entre elas. Modelos numéricos serão utilizados para testar a robustez dessas relações. A partir dessa relação poderemos utilizar a altura da superfície medida pelos altímetros para toda a bacia, inclusive estimar o transporte de volume da MOC o que nos permitirá avaliar a sua variabilidade temporal.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Olgaíses Cabral Maués

Ciências Humanas

Educação
  • a internacionalização da educação superior, os organismos internacionais e os impactos nos programas de formação de professores
  • O final do século XX passou a considerar a educação e o conhecimento como forças produtivas na sociedade capitalista. Como tal, a valorização que esses fatores passaram a receber tem sido proporcional à importância que lhes é conferida em uma sociedade que se autodenomina de “sociedade do conhecimento”. Nessa compreensão, a ciência e a tecnologia, produzidas na sua maioria nas academias, passaram a representar um trunfo para quem as detém, possibilitando não apenas a capacidade de ampliação das receitas, como também o domínio e monopólio dos recursos que possam ser convertidos em produtos que representem lucro. O processo de mundialização do capital é um fenômeno que, apesar de não ser recente, continua tendo uma grande repercussão na vida econômica, política e social das diferentes sociedades. Chesnais chama a atenção para o fato, lembrando que a “mundialização deve ser pensada como uma fase específica do processo de internacionalização do capital e de sua valorização” (1996, p. 32). O cenário que se tem na atualidade em um “sistema mundo”, no qual se deve analisar a mudança social na sua totalidade, como salienta Wallerstein (s/d), tem colocado a educação superior em um patamar de referência para o desenvolvimento econômico. Os organismos internacionais vêm desempenhando um papel fundamental nesse processo de mundialização do capital e vêm estimulando o ensino superior para ser a ferramenta privilegiada para a realização do objetivo da produção do conhecimento, da preparação de recursos humanos que possam atender à demanda do mercado, estimulando o processo de internacionalização da educação superior, a partir da globalização e da mundialização da economia. Percebe-se que nesse contexto de internacionalização determinados organismos internacionais vêm exercendo um papel decisivo na elaboração de políticas educacionais em alguns países em desenvolvimento. Dentre essas políticas destacam-se àquelas referentes à formação de professores. A formação de professores, no Brasil e em outros países, continua sendo uma preocupação dos governantes. As políticas estabelecidas em relação à temática podem estar em consonância com as recomendações emanadas de organismos internacionais, que veem nesse tipo de formação um caminho seguro para alinhar a educação aos ditames dos interesses do capitalismo transnacional, na medida em que pode formar sujeitos dentro de uma ideologia que reforce esse modelo de modo de produção vigente. A conjuntura atual indica a importância de se analisar de forma crítica o processo de internacionalização da educação superior e a relação dos organismos internacionais com as políticas de formação de professores no Brasil. Para tanto é preciso levar em consideração algumas referências, tais como: o papel da Organização Mundial do Comércio (OMC) que arrola a educação enquanto um serviço; a visão da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), do Banco Mundial (BM) e da UNESCO em relação ao assunto; as políticas estabelecidas pelo governo brasileiro como o Plano Nacional de Educação, as Diretrizes Curriculares para a Formação de Professores e outras ações desenvolvidas por órgãos nacionais. A presente pesquisa buscará, por meio de documentos dos organismos internacionais e nacionais, analisar o conteúdo das propostas que são feitas em relação à pertinência e à importância da internacionalização da educação superior, procurando explicitar como esse processo vem ocorrendo no Brasil e buscando identificar os impactos que podem estar ocorrendo em relação à formação de professores.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Olindo Assis Martins Filho

Ciências Biológicas

Imunologia
  • aspectos imunobiológicos da infecção pelo vírus zika - imunozika
  • Até o momento, o vírus Zika (ZIKV) tinha recebido muito menos atenção da comunidade científica do que outros membros da Família Flavivírus transmitidos por mosquitos (vírus Dengue, Febre amarela e Oeste do Nilo). Por exemplo, pouca informação está atualmente disponível sobre o tropismo celular do ZIKV e a natureza dos constituintes de superfície celulares que medeiam a entrada viral. Além disso, a resposta imune antiviral do hospedeiro elicitada pelo vírus permanece a ser determinada. Para elucidar alguns aspectos-chave da fisiopatologia e patogênese da infecção pelo ZIKV, nós reunimos uma equipe multidisciplinar altamente qualificada e com capacidades complementares para realizar estudos in vitro sobre a resposta imune desencadeada pela infecção viral. Cabe ressaltar que a nossa proposta de estudo será realizada com células primárias humanas ao invés de linhagens celulares transformadas em um esforço para se aproximar o máximo possível das situações in vivo. Nós utilizaremos isolados de ZIKV brasileiros durante o curso desse trabalho e faremos estudos de populações celulares humanas que possam ter participação efetiva na resposta imune antiviral, tais como neutrófilos, monócitos, macrófagos, células dendríticas, linfócitos T CD4+ e CD8+. Em conjunto, o projeto proposto por nosso grupo de pesquisa pretende adicionar novos conhecimentos sobre a patogênese da infecção pelo ZIKV com o foco principal nas interações multifacetadas entre o vírus e as células do hospedeiro. Tal abordagem nos trará como perspectiva de longo prazo a possibilidade de que a interferência nessa interação possa ser utilizada como ferramentas terapêuticas potenciais. A importância dessa proposta de investigação é alta, uma vez que não há vacina efetiva e abordagens terapêuticas específicas contra o ZIKV. Diante desse cenário, o presente projeto tem como propósito, caracterizar aspectos imunobiológicos e determinar padrões de biomarcadores moleculares e celulares em crianças e adultos infectados pelo ZIKV. Para cumprir esse objetivo, as seguintes metas específicas são propostas para a população a ser avaliada: Definir as assinaturas do perfil plasmático de quimiocinas e citocinas pró-inflamatórias/reguladoras; Caracterizar aspectos fenotípicos referentes ao status de ativação/regulação/exaustão de subpopulações de leucócitos do sangue periférico; Descrever os padrões de memória celular em subpopulações de linfócitos T e B; Estabelecer o panorama de síntese antígeno-específica de citocinas pró-inflamatórias/reguladoras por subpopulações de leucócitos da imunidade inata e adaptativa, após estimulação curta in vitro com o vírus Zika; Investigar a interação entre diferentes isolados do vírus Zika e células da imunidade inata, determinando o impacto dessa infecção em aspectos fenotípico-funcionais dessas células; Construir redes integrativas de biomarcadores da resposta imune associadas às síndromes clínicas potencialmente induzidas pela infecção viral (ex: microcefalia, Guillain-barré) para subsidiar o estabelecimento de protocolos de imunoprofilaxia, estratégias de manejo clínico e monitoração prognóstica. Amostras de sangue periférico de pacientes portadores de ZIKV e controles serão avaliadas por diferentes metodologias como imunofenotipagem por citometria de fluxo, análises de ácidos nucléicos e proteínas e dosagem de fatores solúveis. Ao seu término, o projeto terá como indicadores de desempenho propostos para a sua avaliação, um projeto de pós-doutorado concluído, capacitação de recursos humanos em pesquisa realizada, duas apresentações de trabalhos em congressos realizadas; dois artigos científicos publicados em revistas internacionais indexadas; quatro relatórios técnicos concluídos; três parcerias com instituições brasileiras concretizadas. Essa abordagem trará uma grande contribuição para a melhor compreensão dos fenômenos imunes associados à infecção pelo ZIKV, até o momento não esclarecidos na literatura científica. Portanto, investigações nessa linha de pesquisa devem prosseguir e, particularmente, os estudos de biomarcadores moleculares séricos e de interação do vírus com componentes do sangue serão de grande importância para verificar a influência de mecanismos imunes associados à resposta virológica do hospedeiro frente à infecção. O apoio disponível virá das instituições envolvidas com o projeto (FIOCRUZ-Minas, UFMG, UFU e ILMD), que garantirão toda a infraestrutura disponível, física e computacional, e a participação dos pesquisadores, profissionais de apoio e estudantes envolvidos com o desenvolvimento do projeto. Ainda há a possibilidade de que as parcerias criadas entre as instituições participantes do projeto contribuam de forma relevante para uma maior troca de conhecimentos e de transferência de tecnologias e procedimentos técnicos entre os grupos, o que ampliará o intercâmbio entre as equipes e favorecerá futuramente a captação de recursos em parcerias internacionais. O desenvolvimento desse projeto consolidará também a formação de recursos humanos, através da qualificação de técnicos, estudantes de iniciação científica, doutorado e pós-doutorado. Além disso, o impacto positivo dos resultados apresentados em diversas reuniões científicas permitirá o estabelecimento de parcerias nacionais e internacionais com universidades e outras instituições de pesquisa e o fortalecimento das parcerias já existentes. Por fim, pode-se afirmar que esse projeto consiste em oportunidade rara de se estudar aspectos relacionados à fisiopatologia da infecção pelo ZIKV e sua patogênese, a progressão da doença humana e sua monitoração clínica, dentro do contexto de pesquisa colaborativa multidisciplinar e interinstitucional.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 03/01/2017-31/01/2021
Foto de perfil

Olinto Liparini Pereira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • etiologia e filogenia molecular dos agentes causais da podridão seca da batata e da podridão azeda em frutas e hortaliças no brasil
  • As doenças pós-colheita, além de representarem uma das fontes mais severas de perdas de frutas e hortaliças, apresentam índices elevados e o seu custo econômico é proporcionalmente maior que para as perdas no campo, pelo fato de serem adicionados os custos de colheita, transporte e armazenamento àqueles de produção. As mais sérias causas de perdas pós-colheita em produtos vegetais são, provavelmente, as infecções por microrganismos, com destaque para os fungos, responsáveis por 80 a 90% do total de perdas causadas por agentes microbianos. Entretanto, para alguns patossistemas com perdas significativas na pós-colheita, há uma carência de estudos etiológicos visando a correta identificação do(s) agente(s) causal(is). Dois exemplos de importância econômica para o Brasil, que carecem de estudos etiológicos e de manejo, são a podridão seca da batata e da podridão azeda em frutas e hortaliças. A podridão seca em tubérculos de batata (Solanum tuberosum L.) é considerada uma das principais doenças em pós-colheita da cultura e ocorre em todas as regiões produtoras do mundo. As perdas associadas à essa doença foram estimadas em 6 a 25%, podendo atingir até 60% em armazenamentos por longos períodos. A doença é causada por diferentes espécies de Fusarium, com um total de 13 espécies já relatadas na literatura mundial e um completo desconhecimento quanto às espécies associadas à essa doença no Brasil. A podridão azeda em frutas e hortaliças no Brasil é atribuída à espécie Geotrichum candidum, baseado apenas em sinais do patógeno e características morfológicas. Entretanto, mundialmente, o complexo Geotrichum de importância clínica, fitopatológica ou de interesse agroindustrial têm sido reavaliadas por técnicas moleculares, revelando um complexo de espécies associadas e diferentes formas de manejo/aplicação. Nos últimos anos, os avanços das técnicas moleculares e da utilização de sequencias de DNA em estudos filogenéticos de fungos têm contribuído substancialmente na resolução de dificuldades taxonômicas envolvendo diversas ordens de fungos fitopatogênicos, revelando inclusive doenças causadas por complexos de espécies, fazendo-se necessário uma reavaliação de medidas de manejo e quarentenárias.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Olival Freire Junior

Ciências da Saúde

Medicina
  • nucleação de programas de pós-graduação da ufba para formação de recursos humanos em áreas estratégicas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 12/01/2020-12/01/2025
Foto de perfil

Olival Freire Junior

Ciências Humanas

História
  • colosso com pés de barro: uma história da controvérsia sobre as interpretações e os fundamentos da física quântica
  • A existência de uma longa e inconclusa controvérsia sobre a interpretação e os fundamentos da teoria quântica é um canteiro privilegiado para a atividade do historiador da física do século XX. A controvérsia se arrasta desde a criação da teoria entre 1925 e 1927 e a compreensão do seu desenrolar demanda a mobilização de variados fatores, a exemplo de problemas conceituais, experimentos relevantes e desenvolvimento técnicos, mas também componentes relacionados a compromissos filosóficos, ideológicos e políticos. Do mesmo modo, têm influenciado este desenvolvimento tanto contextos intrínsecos ao campo profissional dos físicos quanto contextos como a República de Weimar, a Guerra Fria e a contestação política e cultural dos anos 1960 e 1970. Trata-se de temática que já exploramos anteriormente. O presente projeto visa como resultado maiores um estudos sistemático desta história na forma de uma obra coletiva (um Handbook, com publicação já contratada com a Oxford University Press), uma biografia (David Bohm, em fase adiantada de escrita e publicação já contratada com a Springer) e um reflexão histórica, com implicações filosóficas, sobre a própria existência de uma controvérsia longa e inconclusa nos fundamentos da física do século XX.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Oliveiro Caetano de Freitas Neto

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • desenvolvimento de uma coluna de afinidade para recuperação de salmonella enterica de ambientes complexos para fins de estudos de proteômica e transcritômica
  • Sorovares de Salmonella denominados paratíficos para aves, colonizam muito bem o trato digestório, podendo ou não provocar o paratifo aviário e, por meio de produtos de origem avícola, podem ainda causar infecção alimentar em seres humanos. Salmonella Enteritidis, S.Typhimurium e S. Heidelberg estão entre os mais prevalentes causadores de infecção alimentar, destacando-se que nos últimos anos S. Heidelberg tem sido frequente encontrado em frangos de corte, sendo um dos principais responsáveis por recusa de produtos avícolas pela comunidade europeia. Para desenvolvimento de novas estratégias de controle das infecções paratíficas em aves e, consequentemente, reduzir a contaminação de produtos de origem avícola, é necessário conhecer em detalhes a regulação dos genes e também de seus produtos durante a infecção. Até o presente momento, avanços nos estudos de transcriptômica (análise dos conjuntos de transcritos) e proteômica de sorovares paratíficos durante a infecção intestinal têm sido limitados pela presença da microbiota intestinal, a qual certamente interferiria nesses tipos de análises. Alternativas como a análise do cultivo bacteriano puro em meios mínimos ou durante a infecção de células epiteliais, não representam necessariamente a condição complexa do lúmen intestinal. Alternativamente, propõe-se, no presente projeto de pesquisa, a elaboração de uma coluna de imunoafinidade utilizando-se sepharose 4B sensibilizada com anticorpos anti-antígenos de Salmonella para recuperação de sorovares paratíficos do conteúdo intestinal de aves experimentalmente infectadas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Oliver Lorscheid

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • teoria de esquemas tropicais e outros tópicos
  • Meu plano de estudos é dividido em quatro tópicos, que são: teoria dos esquemas tropicais, teoria de representações de matroides, períodos de formas automórficas e teoria K algébrica. O primeiro tópico é um programa que visa um número grande de projetos, em parte em colaboração com Matthew Baker (Georgia Tech), Martin Ulirsch (Frankfurt) e os alunos de doutorado Emilio Peixoto e Alexander Agudelo Velez no IMPA. Possivelmente haverá mais envolvimentos de colaboradores e alunos de doutorado. Em seguida, vou dar um resumo desse programa em poucas palavras. Nos últimos anos, resultados da geometria F1 foram usados para definir esquemas tropicais. Foi mostrado que tal esquemas são objetos que contenham suficientes informações sobre a variedade tropical como um espaço topológico, inclusive a condição de balanceamento e outros invariantes como o polinômio de Hilbert. Nosso plano é resolver alguns perguntas fundamentais sobre esquemas tropicais, entender a teoria de esquemas tropicais para espaços de Berkovich, desenvolver métodos de cohomologia e investigar os interações com aritmética. O segundo tópico é um resultado de uma colaboração com Matthew Baker em quais construímos o espaço de moduli de matroides. No primeiro lugar, esse trabalho é uma contribuição para a teoria de esquemas tropicais. Mas de fato também é uma ferramenta útil para estudar representações de matroides. Ja conseguimos dar novas provas conceituais para vários resultados clássicos sobre a representatividade de matroides. O objetivo deste projeto junto com Nathan Bowler (Hamburg) e Rudi Pendavingh (Eindhoven) é explorar esse método novo que usa o espaço de moduli de matroides. O terceiro tópico concentra-se na investigação de períodos de formas automórficas e suas conexões com valores centrais de series L. Isso e bem entendido para GL(2). Neste projeto pretendemos generalizar isso para outros grupos algébricos, começando com períodos de series de Eisenstein. O quarto tópico é um projeto junto com Asher Auel (Yale). Buscamos uma prova de lei de reciprocidade quadrático em termos de uma sequencia longa exata para a teoria K para a compactificacão hipotética de Spec Z. Isso será uma prova em analogia com a prova da reciprocidade de Weil.
  • Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Olívia Maria Cordeiro de Oliveira

Outra

Ciências Ambientais
  • rede cooperativa de desenvolvimento de protocolos para avaliação de zonas costeiras impactadas por derramamento de óleo e aplicação de biotecnologias para remediação – rebicop
  • A Rede Cooperativa de Desenvolvimento de Protocolos para Avaliação de Zonas Costeiras Impactadas por Derramamento de Óleo e Aplicação de Biotecnologias para Remediação - REBICOP integra capacidade técnico-científica instalada notadamente no Instituto de Geociências da UFBA. Esse grupo abrange ainda investigadores de outras unidades da UFBA (POLI, IQ, ICS, IBIO, EN, como os mais frequentes); de outras ICTs no Brasil (tal como UFPE, UFPI, UFS, UnB, UFRJ, UFAL, dentre outras); e no exterior (a exemplo da Memorial Newfoundland University/Canadá, do AIR Centre/Portugal, da Universidade do Porto/Portugal, do IRD/França). Essa destacada agregação de renomados especialistas vem se dedicando há algum tempo ao estudo de questões concernentes a problemas que envolvem derrame de óleo que atinge zonas costeiras, em várias regiões do mundo. Nesta oportunidade, esse time estará se debruçando sobre estudos concernentes ao derrame que vem atingindo a costa brasileira desde o segundo semestre de 2019, e suas consequências para os ecossistemas que estão nas proximidades dessas localidades e em especial os manguezais. Esta Rede visa desenvolver um trabalho integrado direcionado para o estabelecimento de protocolos de monitoramento ambiental, de geoquímica forense e de biorremediação, visando contribuir com a redução de danos ambientais na região litorânea brasileira afetada pelo problema em tela, onde os manguezais ocupam um lugar de destaque. A REBICOP é composta por quatro (04) Projetos Cooperativos (SEDIMENTOS, BIOTA, ÓLEO E BIOTECNOLOGIAS), que se dedicarão ao desenvolvimento de protocolos aplicados, os quais serão objeto de estudos específicos.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 12/12/2020-31/12/2023