Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sarah Alves Auharek

Ciências da Saúde

Farmácia
  • avaliação dos efeitos do ácido tereftálico na modulação da função testicular em camundongos expostos in útero e durante a lactação
  • Sabendo que o epitélio seminífero é muito susceptível a alterações causadas por desreguladores endócrinos e que, no período de desenvolvimento testicular, existe uma janela susceptível a estes agentes, a principal contribuição científica do presente projeto é investigar a ação do ácido tereftálico na função testicular, nos períodos gestacional e lactacional. Estudos prévios de nosso grupo de pesquisa obtidos durante do mestrado do aluno Gustavo Nazareno (dados não publicados) demonstraram que camundongos expostos a alta dose de TPA no período gestacional apresentam redução do peso testicular. Contudo, de maneira interessante, existe uma recuperação compensatória deste parâmetro quando os animais são avaliados aos 70 dias (maturidade sexual). Assim, partindo do conhecimento que o ácido tereftálico representa um dos três isômeros de posição do ácido ftálico, e que os ftalatos são notavelmente conhecidos como desreguladores endócrinos, faz-se necessário o estudo da função testicular de animais expostos ao TPA com o objetivo de compreender se este monômero contribui para a síndrome da disgenesia testicular, contribuindo assim para o surgimento do câncer testicular e consequentemente do comprometimento da qualidade do material genético e da morfogênese dos espermatozoides. Sabendo que a sobrevivência da espécie está intimamente relacionada a sua habilidade de transmitir o genoma, o estudo do papel do ácido tereftálico na modulação da função testicular é um dos focos do presente projeto de pesquisa que pretende investiga-lo como um potencial desregulador endócrino.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sarita Albagli

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • ciência aberta e cidadã e os desafios da mudança climática
  • O projeto tem como objetivo geral prospectar, caracterizar e debater formas e práticas emergentes de articulação entre dados abertos de pesquisa e ciência cidadã -- duas vertentes do movimento pela ciência aberta que vêm ganhando crescente evidência --, suas possibilidades e limites, com foco em ações e experimentações orientadas para mitigação e adaptação aos processos atuais de mudança climática. Especificamente visa-se a: a) situar, nos eixos temáticos pertinentes, o estado da arte sobre as principais linhas interpretativas que ajudam a compreender as relações entre o atual regime do clima e o regime de informação e conhecimento em ciência e tecnologia, a partir das novas questões postas pela e à ciência aberta e cidadã; b) explorar e confrontar experiências demonstrativas de distintos formatos e abordagens de ciência aberta e cidadã, especialmente aquelas orientadas para lidar com os desafios da mudança climática, bem os aprendizados com as inovações sociais daí decorrentes; c) investigar, com base em estudo de caso, em que medida o Brasil desenvolve ou tem condições de desenvolver estratégias e iniciativas dessa natureza, observando suas especificidades, capacidades e obstáculos, e extraindo seus ensinamentos para a formulação de agendas de pesquisa e políticas públicas nesse campo. O projeto envolve: (1) construção do quadro teórico-conceitual e sócio-histórico, composto por uma reconstituição da formação do atual regime do clima, seus atores-chave, perspectivas e interesses em jogo, do ponto de vista das questões de informação e conhecimento em ciência e tecnologia que atravessam esse processo; bem como reconhecimento, sistematização e discussão de diferentes correntes de pensamento no campo da Ciência da Informação em diálogo com Estudos Sociais da Ciência e Tecnologia, os Estudos “Decoloniais” e Estudos “Subalternos” e áreas adjacentes; (2) identificação e tipificação de experiências e práticas demonstrativas distintos formatos de ciência cidadã e dados abertos, particularmente em estratégias de mitigação e adaptação à mudança climática, caracterizando e tipificando seus principais traços.; (3) desenvolvimento de estudo de caso na forma de pesquisa-ação; (4) sínteses interpretativas.
  • Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sarita Cândida Rabelo

Engenharias

Engenharia Química
  • caracterização e avaliação do potencial de aplicação dos compostos fenólicos extraídos do hidrolisado hemicelulósico e seus efeitos nos processos fermentativos
  • Segundo a Agência Internacional de Energia (IEA), a demanda mundial energética crescerá a uma taxa anual média de 1,6% até 2030, alavancada, principalmente, pelo crescimento exponencial do consumo energético pelos países em desenvolvimento. Neste sentido, a participação das fontes renováveis na matriz energética mundial, dentre as quais, a bioenergia, apresenta grande relevância. O etanol de segunda geração (E2G) surge como uma alternativa interessante e importante na busca por um aumento na produção deste biocombustível sem a necessidade de aumentar a área plantada. Além disso, este avanço tecnológico vai ao encontro das novas projeções do país referente ao fortalecimento da matriz energética renovável, traçadas tanto por questões estratégicas, quanto para cumprir as metas do Acordo de Paris. No Brasil, a inovação neste segmento tem recebido um amplo apoio público, que vai desde a construção de Centros de Pesquisas especializados no desenvolvendo desta nova tecnologia, até investimentos econômicos para a construção das primeiras plantas do biocombustível. Apesar de todos os incentivos, algumas plantas industriais nacionais tiveram seus processos produtivos paralisados; e a planta que se encontra em operação, apresenta produção abaixo da sua capacidade nominal, além de passar por várias modificações em seu processo produtivo. Todos esses pontos estão relacionados ao baixo grau de maturidade da tecnologia, existindo ainda muitos desafios científicos-tecnológicos a serem superados. Dentre estes desafios, a fermentação dos açúcares advindos as hemiceluloses, majoritariamente pentoses, é a etapa produtiva onde são observados os maiores desafios devido, principalmente, à presença de vários compostos inibitórios e a dificuldade de metabolização destes açúcares pelos microrganismos. Neste sentido, projetos de pesquisa e desenvolvimento, especialmente na área de fermentação de pentoses, são necessárias para promover um avanço do conhecimento e poder propiciar a consolidação da tecnologia de forma eficiente e sustentável para o setor. Visando isso, esta proposta tem como objetivo principal elucidar, quantificar e avaliar a inibição fermentativa, além do potencial de aplicação dos compostos fenólicos extraídos do hidrolisado hemicelulósico obtidos após pré-tratamento com ácido sulfúrico diluído do bagaço de cana-de-açúcar, considerando uma rota tecnológica de E2G similar a aplicada industrialmente. Para isso, os compostos fenólicos presentes no hidrolisado hemicelulósico serão extraídos via processo de destoxificação, avaliando diferentes solventes, sendo estes previamente selecionados no projeto “Extração de inibidores a partir do licor de pré-tratamento do bagaço de cana-de-açúcar”, coordenado pela proponente e financiado pela CAPES. Busca-se, com este trabalho, auxiliar na compreensão do efeito inibitório causado pelos compostos fenólicos em uma levedura selvagem fermentadora de pentoses (Spathaspora passalidarum), cujos dados poderão auxiliar no desenvolvimento de microrganismos geneticamente modificados (OGMs) mais robustos ou mesmo processos de destoxificação mais eficientes que os aplicados atualmente no setor industrial. É importante ressaltar que, até o momento, não foram encontrados trabalhos na literatura que identificassem estes compostos na rota tecnológica proposta, rota esta em operação no país. Além disso, busca-se, após a caracterização e elucidação química destes compostos, avaliar sua aplicabilidade como produto, agregando assim mais valor à cadeia produtiva do E2G.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022