Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sandy Sampaio Videira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • respostas do microbioma de solo agrícola à aplicação de remineralizadores como fontes alternativas de nutrientes para plantas
  • O atual contexto geopolítico tem sido pautado por questões de cunho ambiental, sobretudo pela escassez dos recursos naturais. Esse cenário tem pressionado a atividade agrícola na direção de uma produção mais agroecológica que contemplam o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais. Nesse sentido, tem sido dada atenção especial às tecnologias que contribuem para a reciclagem de nutrientes, como base para a manutenção da fertilidade do solo e para a nutrição das plantas, além da manutenção da atividade biológica do solo. Mais recentemente, dentre as diferentes tecnologias aplicáveis aos sistemas de produção, destaca-se o uso de remineralizadores, material de origem mineral alternativo aos tradicionais fertilizantes solúveis, que devido à solubilidade mais baixa têm efeito residual a longo prazo. Apesar do indiscutível papel dos micro-organismos do solo na solubilização de minerais nos agroecossistemas, ainda existe um entendimento bastante limitado sobre o impacto deste novo insumo na atividade biológica do solo, bem como da atuação da microbiota na biosolubilização destes remineralizadores. Desta forma, os objetivos deste trabalho são (i) avaliar o impacto da aplicação de remineralizadores no microbioma de sistemas agrícolas através da análise do gene 16S rRNA e sequenciamento de nova geração, e (ii) avaliar o potencial agronômico de remineralizadores como fonte de nutrientes para melhoria dos índices de fertilidade do solo e nutrição e produção vegetal. Nossa hipótese baseia-se na ideia de que a fertilização dos solos com remineralizadores provoca uma seleção de micro-organismos estritamente relacionados a processos de biosolubilização no sistema solo-planta que aumentam a eficiência no uso destes insumos. Os resultados podem contribuir para o melhor entendimento dos serviços ambientais prestados pela comunidade microbiana e, futuramente, para o desenvolvimento de biotecnologias capazes de aumentar a disponibilização de nutrientes a partir de remineralizadores e reduzir as exigências nutricionais das plantas a partir de fertilizantes solúveis.
  • Centro de Tecnologia Mineral - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sanimar Busse

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • apoio de intercâmbio e cooperação com universidades brasileiras visando a formação de alunos de doutorado da unioeste
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual do Oeste do Paraná - PR - Brasil
  • 13/02/2020-12/02/2025
Foto de perfil

Santer Alvares de Matos

Ciências Humanas

História
  • 8ª feira brasileira de colégios de aplicação e escolas técnicas – 8ª febrat
  • A Feira Brasileira de Colégios de Aplicação e Escolas Técnicas – FEBRAT é uma realização do Centro Pedagógico – Escola de Educação Básica e Profissional da Universidade Federal de Minas Gerais e do Museu Itinerante Ponto UFMG, sob a coordenação do Professor Dr. Santer Alvares de Matos, com intuito de integralizar e socializar o conhecimento produzido pelas instituições de ensino Públicas e Privadas de todo o país e aproximar professores e estudantes da Educação Básica de debates e do fazer científico. Desde 2013 a FEBRAT promove a divulgação de trabalhos de alunos da Educação Básica e Profissional, regularmente matriculados, respectivamente, nos Colégios de Aplicação vinculados às instituições Públicas ou Privadas de Ensino Superior, nas Escolas Técnicas Públicas e Privadas e nas escolas das Redes de ensino municipal, estadual e particular de todo o país. Em sua 8ª edição, a FEBRAT buscará estimular estudantes e professores a desenvolver pesquisas em diversas áreas e com temáticas que variam de um ano para outro, principalmente por trabalhar com temas atuais e propostos pela Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), fortalecendo a inovação, a criatividade e a democratização das pesquisas. Esta relação proporciona que os envolvidos adaptem suas pesquisas a temas atuais levando em consideração as características regionais, o que torna a FEBRAT uma feira de multiplicidades culturais. O tema adotado para a 8ª FEBRAT será o mesmo da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2020. A Feira ocorrerá em outubro de 2020 e contará com a exposição de, no mínimo 200 trabalhos científicos, além da exposição de trabalhos de alunos de feiras parceiras, atividades culturais, palestras, oficinas e debates científicos. Para 2020 e buscando qualificar a produção e apresentação dos trabalhos serão oferecidas oficinas de produção de trabalhos para feiras científicas e estratégias para apresentação de trabalhos. As oficinas serão oferecidas em Ambiente Virtual de Aprendizagem a todos os interessados em submeter trabalhos a 8ª Febrat. Os trabalhos aprovados para serem apresentados na 8ª Febrat, serão apresentados em equipes de até 2 (dois) alunos e 1 (um) professor orientador.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 07/01/2020-31/12/2021